UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS Andressa Regina Grams MENSURAÇÃO DE RESULTADOS EM MÍDIAS SOCIAIS: O CASO DESAFIO ACEITO - KEEP COOLER Porto Alegre 2011

2 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS Andressa Regina Grams MENSURAÇÃO DE RESULTADOS EM MÍDIAS SOCIAIS: O CASO DESAFIO ACEITO - KEEP COOLER Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado na Universidade federal do Rio Grande do Sul, como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social Habilitação em Relações Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Orientadora: Profª. Drª. Helenice Carvalho Porto Alegre 2011

3 2

4 3 Andressa Regina Grams Mensuração de resultados em mídias sociais: o caso Desafio Aceito - Keep Cooler Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado na Universidade federal do Rio Grande do Sul, como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social Habilitação em Relações Públicas. Orientadora: Profª. Drª. Helenice Carvalho Aprovada em de de Banca Examinadora: Profª. Ms. Denise Avancini Alves (PUCRS) Avaliadora Profª. Ms. Mônica Pieniz (UFRGS) Avaliadora Profª. Drª. Helenice Carvalho Orientadora

5 Dedico este trabalho aos meus pais, por todo esforço, amor e dedicação, sem os quais eu não conseguiria concluir a minha jornada acadêmica. 4

6 5 AGRADECIMENTOS Aos meus pais, Elci e Osmar, por todo amor, dedicação e educação cristã. Por tudo que já abdicaram para que eu tivesse uma educação de qualidade. A vocês, meu amor e gratidão eterna. Ao meu namorado, Juliano, pelo amor e paciência. Pelas risadas, palavras de incentivo e pela companhia os momentos de produção textual. A minha sogra querida, Mari Nelma, pela paciência e dedicação na revisão deste trabalho quanto a adequação segundo as normas da ABNT. Aos meus amigos, pela lealdade e risadas. À professora Helenice Carvalho, pela dedicação e orientação. A todos da Dez Comunicação, por me ensinarem, na prática, o exercício de relações públicas e por me possibilitarem o crescimento profissional em uma das melhores empresas pra se trabalhar. A todos da Digital Zoo, os quais me oportunizam o aprendizado de uma nova área e inspiraram o tema deste trabalho. Aos meus informantes, pela disposição em contribuírem com este trabalho.

7 6 RESUMO O presente trabalho de conclusão de curso aborda as redes sociais virtuais como nova possibilidade de comunicação, trazendo alguns conceitos de análise e avaliação de resultados em mídias sociais, a fim de apresentar âmbitos, indicadores e métricas para a mensuração de resultados, ilustrados a partir da campanha Desafio Aceito Keep Cooler. Apresenta um panorama das mídias sociais com o objetivo principal de discorrer sobre os novos conceitos de análise e mensuração de resultados em comunicação com foco em mídias sociais para a área. No trabalho foram estruturados como objetivos específicos: analisar as redes sociais como canal de relacionamento com o consumidor, estudar e comparar os conceitos e as formas de análise e mensuração de resultados em mídias sociais, visando encontrar os mais eficazes para o caso Keep Cooler; apresentar a campanha desenvolvida e identificar quais os conceitos de mensuração de resultados se aplica ao caso apresentado. A pesquisa foi exploratória de cunho qualitativo e a metodologia empregada foi o estudo de caso, utilizando como fontes de coletas de dados: análise de documentos, observação direta, análise do site da Vinícola Aurora, e entrevistas com os contatos da empresa. A partir da análise realizada foi constatado que a campanha realizada foi efetiva e atingiu resultados relevantes para o propósito da marca. Palavras-chave: Análise de Resultados; Comunicação; Mensuração de Resultados; Mídias Sociais.

8 7 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Serviços e ferramentas da web Figura 2 Representação de uma rede social Figura 3 Exemplo de meme Success Boy (a) Figura 4 Exemplo de meme Success Boy (b) Figura 5 Tendências do futuro marketing Figura 6 O Marketing e a Internet Figura 7 Comercial de Keep Cooler de Figura 8 Comparação entre a garrafa antiga e a nova de Keep Cooler Figura 9 Exemplo de rage faces utilizadas na campanha Figura 10 Site Mememaker Figura 11 - Publieditorial do blog Não Intendo Figura 12 Publieditorial do blog Não Salvo Figura 13 Vídeo Rap dos Memes Figura 14 Neck tag nas garrafas de Keep Cooler Figura 15 Cronograma de ações Figura 16 Crescimento de visualizações do vídeo Rap dos Memes Figura 17 Segundo vídeo mais visto do mês na categoria entretenimento no Youtube Figura 18 Destaque dia 31/04 no Youtube Figura 19 Twitter da Keep Cooler Figura 20 Crescimento de seguidores no Twitter da Keep Cooler Figura 21 Citações de termos da campanha no Twitter Figura 22 Citações X Semana no Twitter Figura 23 Alcance com o no Twitter Figura 24 Alcance com o termo mememaker.com.br no Twitter Figura 25 Alcance com o termo no Twitter Figura 26 Alcance com o tempo Rap dos Memes no Twitter Figura 27 Fanpage da marca Keep Cooler no Facebook Figura 28 Crescimento de seguidores no Facebook Figura 29 Dados demográficos do Facebook Figura 30 Acessos ao mememaker.com.br via Não Salvo Figura 31 Acessos ao Mememaker via Não Intendo... 59

9 8 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO MÍDIAS SOCIAIS COMO NOVA POSSIBILIDADE DE COMUNICAÇÃO WEB REDES SOCIAIS MARCAS E MÍDIAS SOCIAIS Weblogs para marcas Youtube para marcas MENSURAÇÃO DE RESULTADOS EM MÍDIAS SOCIAIS INDICADORES ÂMBITOS E MÉTRICAS O CASO DESAFIO ACEITO KEEP COOLER PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS A VINÍCOLA AURORA O KEEP COOLER CAMPANHA DESAFIO ACEITO KEEP COOLER RESULTADOS CONSIDERAÇÕES FINAIS ANEXO A Termos de autorização para divulgação de informações... 67

10 9 INTRODUÇÃO Em 2008, um fenômeno chamou atenção do mundo todo. Era a primeira vez que uma campanha presidencial dos EUA acontecia fundamentalmente nas redes sociais. Seguido pelo slogan Yes We Can, a equipe de Barack Obama administrava um portal de notícias da campanha, uma loja virtual, um site mobile, uma conta de Twitter, um perfil no facebook e um canal do YouTube. Aqueles que se cadastravam no site, recebiam s, convites, pedidos de ajuda financeira, vídeos, material de campanha e mensagens do próprio candidato. O canal de vídeos teve notória atenção quando o músico Will.I.Am da banda Black Eyed Peas lançou uma canção em apoio ao candidato, tornando o vídeo, um hit da Internet. Já o site oficial de Obama, durante toda a campanha, aparecia em primeiro lugar no Google e Yahoo! em buscas por palavras-chaves como: eleição, Barack Obama e Obama 1. Com uma campanha 2.0, o resultado entrou para história, Barack Obama conquistou milhares de jovens empolgados em militar a favor de sua moderna campanha. A ruptura ou a mudança de um modelo de comunicação e de negócio tinha de um lado as organizações (de notícias, entretenimento, etc.) e do outro um conglomerado de pessoas sob o conceito de massa. O grande influenciador destas mudanças na forma de comunicar é o consumidor, que está migrando paulatinamente dos meios tradicionais, para a Internet, onde a base é a interação. Um dos reflexos deste movimento é a transposição das redes sociais do mundo offline para o mundo online. De modo que a internet é um meio de interação e comunicação que cresce exponencialmente a cada ano 2, tanto em alcance como em freqüência. Por este fato, é alvo da comunicação contemporânea, na qual muitas campanhas alicerçam sua base e suas ações principais. É na internet que se formam as redes sociais virtuais, que por sua vez, permitem que se possa conhecer e interagir com pessoas de qualquer lugar, reunindo-as em comunidades de discussão sobre qualquer assunto, que, eventualmente, gira sobre marcas. 1 GOMES, W.; FERNANDES, B.; REIS, L.; SILVA, T. Politcs 2.0 A Campanha Online de Barack Obama. Compós. Disponível em: <http://www.slideshare.net/tarushijio/politics-20-a-campanha-onlinede-barack-obama-em-2008>. Acesso em 10 out Informações obtidas no site: Acesso em: 10 de out

11 10 De modo geral, as empresas, têm percebido o potencial dessas redes formadas na internet, com as mais diferentes pessoas discutindo e opinando sobre uma marca, produto ou serviço, transformando a Web numa poderosa ferramenta de marketing. Partindo da ideia comum de que se deve criar uma mensagem para o consumidor e transmiti-la nas mais diversas mídias, dessa forma surge a questão: como transmitir essa mensagem? Isso se aplica não só a área publicidade, mas a área de comunicação, ao jornalismo e às relações públicas. Fazer isso na internet requer, não só, os conhecimentos das mídias tradicionais, requerem estes e muito mais. Deste modo, o presente trabalho de conclusão de curso possui como tema a mensuração de resultados neste novo canal de comunicação e tem como objeto de estudo a Keep Cooler, marca de bebidas. A Keep Cooler, que está no mercado desde 1986, não possuía uma imagem moderna junto aos seus públicos (jovens), e por conta disso, precisava de uma campanha que mudasse sua imagem junto ao seu consumidor-alvo. Mas falar de mídias sociais e marcas trata-se, ainda, de estratégias exploradas entre tentativas, erros e acertos, fazendo com que o estudo ocorra entre bibliografias escassas, principalmente no que tange a análise, mensuração e avaliação de resultados na área; a este fato, se devem a escolha desse tema. Também se justifica o interesse pessoal da autora que trabalha com a presença online de marcas na agência responsável pela comunicação e publicidade da marca Keep Cooler, e que foi responsável pela concepção e execução da campanha Desafio Aceito Keep Cooler. Contudo, a campanha foi executada meses antes de a autora iniciar sua atividade na área digital da agência. Por sua vez, o problema abordado neste trabalho refere-se a qual análise e avaliação deverão ser feitas para avaliar resultados de comunicação em ações de mídias sociais, tendo como foco prático a análise de uma campanha que se utiliza de blogs, site e Youtube: o Desafio Aceito Keep Cooler. Para tal, foi definido como objetivo geral desse trabalho apresentar e utilizar-se dos novos conceitos de análise e mensuração de resultados em comunicação com foco em mídias sociais para analisar o caso Desafio Aceito Keep Cooler. A partir disso, foram estruturados os seguintes objetivos específicos: 1) analisar as redes sociais como canal de relacionamento com o consumidor; 2) estudar e comparar os conceitos e as formas

12 11 de análise e mensuração de resultados em mídias sociais, visando encontrar os mais eficazes para o caso Keep Cooler; 3) apresentar a campanha Desafio Aceito Keep Cooler; 4) identificar quais os conceitos de mensuração de resultados se aplicam ao caso apresentado. A metodologia utilizada foi inspirada no estudo de caso, uma vez que, trata-se de questões de rede e de envolvimento profissional da autora. Foram utilizados métodos que caracterizam a metodologia do estudo de caso, como uma intensiva análise empírica sobre um fenômeno contemporâneo da vida real 3. Para analisar e descrever o fenômeno é necessário coletar informações. Neste trabalho, foram utilizadas as seguintes fontes: análise de documentos, análise do site Mememaker (www.mememaker.com.br) e observação direta. O trabalho está dividido em quatro capítulos além da Introdução: Mídias sociais como nova possibilidade de comunicação, Mensuração de resultados de comunicação em mídias sociais, O caso Desafio Aceito Keep Cooler e Considerações Finais. Dessa forma, no segundo capítulo, valendo-se de alguns autores para falar sobre cibercultura e redes sociais como Levy (1999), Lemos (2002) e Recuero (2002, 2006 e 2009), apresenta-se um breve estudo e apontamento do movimento da internet nos últimos anos. O crescimento do ambiente online e como tem se dado a relação dos usuários com marca. E nesse sentido, aborda-se, também, a atuação das marcas em mídias sociais, exemplificando algumas redes que são utilizadas no caso a ser estudado referenciando autores como Kotler (2006), Aaker (2007) e Coutinho (2007). A análise e mensuração de resultados em mídias sociais é o tema do terceiro capítulo. Utilizando o referencial teórico de autores como: Recuero (2009), Silva e Cerqueira (2011) 4, Telles (2010) e Torres (2009). Abordaremos os conceitos de análise e avaliação de resultados aplicados a mídias sociais. Bem como, quais as métricas e valores utilizados e como se dão os resultados de comunicação em campanhas online. 3 Yin (2001) apud Duarte (2006). 4 SILVA, T. R. ; CERQUEIRA, R. Mensuração em Mídias Sociais: Quatro Âmbitos de Métricas. In: CHAMUSCA, Marcello; CARVALHAL, Márcia. (Orgs.). Comunicação e marketing digitais: conceitos, práticas, métricas e inovações. Salvador: Edições VNI, Disponível em: <http://www.slideshare.net/tarushijio/comunicacao-e-marketing-digitais-conceitos-praticas-metricas-einovacoes>. Acesso em 19 out. 2011

13 12 Sendo assim, no quarto capítulo, apresenta-se o estudo do caso: Desafio Aceito Keep Cooler, trazendo brevemente o histórico da marca e contexto da campanha, sendo em seguida observados os resultados obtidos com a campanha nas mídias sociais com base na bibliografia de avaliação e mensuração de resultados de comunicação apresentadas no capítulo anterior. Para finalizar, nas considerações finais, realiza-se um resgate da teoria com a análise do objeto de estudo. Assim, são apresentados alguns pontos positivos e negativos dos conceitos de mensuração, bem como uma sugestão de continuidade para esse trabalho.

14 13 2 MÍDIAS SOCIAIS COMO NOVA POSSIBILIDADE DE COMUNICAÇÃO Nas mídias tradicionais, como a televisão ou o rádio, há um nível mínimo de interação, mas o conteúdo é produzido por especialistas e controlado por alguns proprietários desse meio de modo unilateral. Já nas mídias sociais não há esse controle e nem a propriedade do meio: o próprio usuário é capaz de produzir a informação e avaliar o que vale a pena ou não ganhar sua audiência. E por terem essa característica colaborativa e social que carregam ferramentas de relacionamento, permitindo novas amizades, diálogos, troca de mensagens e criação de grupos por interesse. Por possuírem o caráter de mídias, transmitem informações e conteúdo, e estarem disponíveis ao público, ele pode ler, ouvir ou ver o conteúdo e ainda interagir novamente com as pessoas que o criaram. O modelo de comportamento básico do ser humano é o de um animal social, que sempre viveu em grupo, se comunicou e criou de forma coletiva, como lembra Torres (2009). Ainda segundo o autor: Isso explica o grande sucesso das mídias sociais. Elas simplesmente atendem ao desejo mais básico das pessoas e, ao mesmo tempo as colocam no centro dos acontecimentos de sua tribo ou comunidade (TORRES, 2009, p. 113). Para tornar claro o desenvolvimento deste trabalho, é importante determinar as diferenças entre os conceitos mídias sociais e redes sociais que são utilizados aqui, vamos assumir as definições a seguir dos conceitos de mídia social e rede social. Mídias sociais, segundo Aimola (2010) 5, são tecnologias e práticas online que são usadas por pessoas e empresas a fim de disseminar conteúdo, compartilhando opiniões, ideias, experiências e perspectivas, ou seja, é o conjunto de todos os tipos e formas de mídias colaborativas. Nessa classificação contém muitos dos sites de armazenamento multimídia, como Youtube, Flickr, Wikipedia, Twitter, os blogs, os sites colaborativos, como o Delicious e o Digg, e os sites de relacionamento, como 5 AIMOLA, Veridiana N. Empresas que criam as próprias redes de relacionamento. In: LAS CASAS, Alexandre L. (Org.) Marketing Interativo: A utilização de Ferramentas Digitais. São Paulo: Saint Paul Editora, 2010.

15 14 Orkut, Facebook e MySpace. Nesse sentido, nem todos envolvem o conceito de rede social. Já a definição de redes sociais que vamos utilizar é a de que são os sites utilizados cujo objetivo principal é a troca de informações e experiências. De acordo com Recuero (2009): Rede social é gente, é interação, é troca social. É um grupo de pessoas, compreendido através de uma metáfora de estrutura, a estrutura da rede social (Recuero, 2009, p. 29). São aqueles sites que possuem recursos de interação e troca de informações entre pessoas, ou ainda, redes de pessoas formadas por meio de recursos desses sites. As redes sociais são parte das mídias sociais, uma vez que também produzem e compartilham conteúdo na Internet. Nesse sentido passamos a abordar a web WEB 2.0 O termo Web 2.0 é um termo que surgiu em 2004 e dá significado às tecnologias da segunda geração da internet, na qual usuários colaboram e compartilham informações por meio de comunidades e redes sociais. Na rede, os usuários geram conteúdo de forma autônoma, com tendência a criação de informações. Web 2.0 refere-se a aplicações e ferramentas que possibilitam a interação entre usuários e reforçam o conceito de troca de informações e colaboração por meio de blogs, sites de relacionamento, sites de compartilhamento de vídeos, e outros. A interação e a mudança no relacionamento são possíveis a partir do desenvolvimento de tecnologias de programas próprios que facilitem a colaboração. O quadro da página seguinte apresenta os principais serviços e exemplos de aplicações da Web 2.0. Os serviços de blog e vídeo são mencionados no estudo de caso deste trabalho, por esse motivo serão aprofundados posteriormente.

16 15 Serviço Conceito Exemplos Agregadores de RSS Filtros Sociais Fotos Vídeo Microblogging Social Bookmarking Redes de Relacionamento Wikis Podcasting Rádios Online Live Streaming Aplicações que reúnem o conteúdo distribuído por blogs, sites de notícias, podcasts, etc. Sites colaborativos em que os usuários cadastram e votam em notícias e posts. Serviços para armazenar, compartilhar e etiquetar fotos (tags). Serviços para armazenar, compartilhar e etiquetar vídeos. Serviços em que os usuários formam redes sociais, escrevem microtextos e trocam mensagens. Aplicações para salvar endereços de sites favoritos, etiquetar e compartilhar. Serviços que permitem encontrar pessoas, manter relacionamentos, participar de comunidades. Serviços que permitem a edição coletiva de documentos. Podcasts são programas de áudio feitos pelo usuário que podem ser assinados por RSS. Serviços que funcionam como rádios online personalizadas e rede de relacionamento. Sites que combinam transmissão de vídeo ao vivo e chat. Netvibes Google Reader Digg Linkk Flickr Photobucket Youtube Yahoo Video Twitter Jaiku Delicious Stumbleupon Orkut Facebook Wetpaint Wikipaces Feedzie Podsafe Last.fm GrooveShark Yahoo Live Stickam Figura 1 Serviços e ferramentas da web 2.0 Fonte: (Honscha, 2009, p. 24) Contudo, a real importância da web 2.0 não está nas suas características conceituais e técnicas, mas sim em seus projetos. Não é um marco estático, mas uma evolução constante dos meios.

17 16 No ambiente online é importante gerar engajamento, entretenimento e identificação para a geração digital. As pessoas de diferentes classes podem ter interesses em comum e procuram nos websites experiências, além de desejarem que o tempo dedicado a plataformas online tenha valor. Para isso as informações devem ser fáceis, ter relevância e personalização. O público da Web pode jogar, conversar, procurar informações, expressar opiniões, tudo com a facilidade de um clique. Ellwood (2004, p. 124) diz que: sem isso, o consumidor sentirá que a página ou portal é simplesmente um lugar horizontal e uniforme, pouco inspirador, especialmente se comparado a outras páginas que ofereçam níveis mais altos de satisfação. Porém, a grande diferença da Web em relação às mídias tradicionais, segundo Aaker e Joachimsthaler (2007), é que nesta última os membros da audiência são alvos passivos da mensagem. Dessa forma, o comunicador controla seu conteúdo e o contexto que a envolve. 2.2 REDES SOCIAIS Os meios de comunicação exibem cada vez mais características próprias dos seres humanos, e nos permitem ser, ao mesmo tempo, mais individualistas e mais colaborativos. Eles estão nos ajudando a construir comunidades de interesses comuns e individuais; eles estão reformulando o ambiente social. Segundo Levy (1999, p. 127): do mais básico ao mais elaborado, três princípios orientaram o crescimento inicial do ciberespaço: a interconexão, a criação de comunidades virtuais e a inteligência coletiva. Uma das idéias (...) mais fortes na origem do ciberespaço é a da interconexão. Para a cibercultura, a conexão é sempre preferível ao isolamento. Ele ainda completa: O ciberespaço visa, por meio de qualquer tipo de ligações físicas, um tipo particular de relação entre as pessoas. (LÉVY, 1999, p. 124) Desse modo, o que se pode entender de redes sociais é de que se trata de um grupo de pessoas, organizações ou outros relacionamentos conectados por um conjunto de relações sociais, como amizades, o trabalho em conjunto ou a simples

18 17 troca de informações. Na terminologia das redes, as pessoas são denominadas como atores e as conexões como ligações. De acordo com Silvério (2010) 6, embora seja um tema eminente, os estudos sobre redes sociais já têm mais de 50 anos e, até então, os atores enfocados incluíram grupos de mulheres, sistemas sociais, estudantes e posições no mercado de trabalho. Os conceitos do termo redes sociais focam em elementos principais, como densidade, clusterização - ocorrência de nós (conexões) muito conectados, sinônimo de grupos coesos e relacionamento individual entre seus participantes -, entre outros. Inicialmente se acreditava que as unidades básicas das redes sociais eram relações entre duas pessoas e que eram as menores estruturas relacionais da sociedade. Posteriormente, focou-se na análise das redes sociais baseada na tríade, onde duas pessoas se interligam por um amigo em comum. Isso aumenta as chances das pessoas se conhecerem e serem do mesmo grupo. Partindo desta perspectiva, a análise estrutural das redes sociais foca a interação como elemento fundamental do estabelecimento das relações sociais entre si. Segundo Castells (1999), através da rede, agrupamentos sociais estabelecem padrões de conexão, onde se origina uma estrutura social, formada por um conjunto de elementos: os atores (pessoas, instituições ou grupos) e as conexões (interações ou laços sociais). Se trouxermos esses conceitos para explicar redes sociais, estes elementos são representados pelos nós, que equivalem aos atores, e pelas linhas da rede, que são as conexões estabelecidas entre os atores, conforme figura: Figura 2 Representação de uma rede social Fonte: (Recuero 2009, p. 19) 6 SILVÉRIO, Ana Paula M. O poder das redes sociais: Fazendo marketing em redes sociais. In: LAS CASAS, Alexandre L. (Org.) Marketing Interativo: A utilização de Ferramentas Digitais. São Paulo: Saint Paul Editora, 2010.

19 18 Para Recuero (2009) o resultado do uso que os atores sociais fazem de suas ferramentas é chamado de Redes Sociais. E os laços, nas redes sociais, ocorrem através de uma interação mútua que gera um pertencimento relacional, caracterizado pelo sentir-se parte. Dessa forma, a interação é a matéria-prima desses laços sociais e está relacionada ao processo de comunicação entre os atores, envolvendo toda troca de mensagens, conversas, ações e reações. Ainda de acordo com a autora, a interação tem sempre um caráter social perene e diretamente relacionado ao processo comunicativo. A efetiva conexão entre os atores que estão envolvidos nas interações é o laço social, que também é o resultado da sedimentação das relações estabelecidas entre agentes. Dessa forma, entende-se que estudar a interação dos laços sociais compreende estudar a comunicação entre os atores, as relações entre suas trocas de mensagens e o sentido das mesmas. E, através da interação e dessa perspectiva, é possível observar valores embutidos nas trocas. Esses valores representam o capital social, que é o indicativo de conexão entre os pares dos indivíduos, onde, através deles, se percebe a qualidade e o padrão das conexões entre os atores de uma rede social. Recuero (2009) afirma não haver consenso em relação ao conceito definitivo de capital social. Para este trabalho, vamos utilizar essa definição proposta por Bertolini e Bravo (2001) apud Recuero (2009). O conceito de Putnam (2000) citado por Recuero (2009, p. 45), afirma que, o termo capital social refere-se à conexão entre indivíduos redes sociais e normas de reciprocidade e confiança que emergem dela Este conceito explica que capital social estaria relacionado a uma ideia de civilidade, onde as relações fortaleciam as normas sociais, e o valor social emergia da dinâmica de interesses individuais e coletivos. Embora esses conceitos não sejam totalmente atrelados à Internet, é possível compreender as relações que são estabelecidas no ambiente virtual. O ciberespaço contribui para o estudo das redes sociais, através dos registros das conexões entre os atores, como afirma Recuero (2009) no trecho abaixo: O advento da internet trouxe diversas mudanças para a sociedade. Entre essas mudanças, temos algumas fundamentais. A mais

20 19 significativa (...) é a possibilidade de expressão e sociabilização através das ferramentas de comunicação, mediada pelo computador (CMC). Essas ferramentas proporcionaram, assim, que os atores pudessem construir, interagir e comunicar com outros atores, deixando na rede de computadores, rastros que permitem o reconhecimento dos padrões de suas conexões e a visualização de suas redes sociais a partir desses rastros. (RECUERO, 2009, p. 24) Para melhor compreensão de como as informações são difundidas nas redes sociais na Internet, é preciso, também, estudar a natureza dessas informações. Este estudo tem sido feito por diversos autores, segundo Recuero (2009), com base na analogia dos memes. O termo foi usado pela primeira vez pelo cientista Richard Dawkins, e quer dizer idéias que funcionam de modo análogo aos genes - enquanto modo de evoluir e sobrevive, segundo a autora. De modo mais simples, os memes são informações, idéias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores, estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que seja passada adiante, recombinando-se e transformando-se. Uma foto ou imagem pode se tornar um meme em instantes, sendo replicada simplesmente como foto, ou ainda, com dizeres que não necessariamente tenham relação com a ocasião real da foto como nos exemplos a seguir. Figura 3 Exemplo de meme Success Boy (a) Fonte: acesso em: 11/11/2011

21 20 Figura 4 Exemplo de meme Success Boy (b) Fonte: acesso em: 11/11/2011 Com o advento da cibercultura, há um registro da evolução dessas ideias reproduzidas e passadas adiante. Memes podem ser ideias, que possam ser facilmente aprendidas e transmitidas como unidade autônoma ou ainda nada mais do que uma ideia que se aprende por cópia a partir de outra pessoa, uma forma básica de aprendizado social através da imitação. Na internet, o termo é utilizado para tudo que é repetidamente reproduzido, em vários contextos diferentes e que podem até ganhar um novo significado nesse processo. Quanto à longevidade (tempo de permanência), fecundidade (cópias geradas) e fidelidade (semelhança com o meme original), Recuero (2009) afirma que a propagação dos memes é cíclica e nem sempre implica na reprodução fiel da ideia original. Pelo contrário, as mudanças e transformações de um meme são necessárias para sua sobrevivência, tal qual às mutações genéticas. Uma vez citadas as características dos memes, a autora ressalta que há valores criados e disseminados nas redes sociais na Internet relacionados ao capital social. Visibilidade, autoridade, reputação e popularidade são valores de fundamental importância para difusão de informações os memes. A partir disso, é importante citar que os sites de redes sociais atuam como suporte para as interações que as constituirão, mas não são por si redes sociais, são sistemas. São as pessoas que utilizam essas redes que formam as redes sociais, como segue:

22 21 Essas redes são dotadas de um potencial imenso para mobilizar e transformar a sociedade, formando uma teia de conexões capaz de espalhar informações e dar voz as pessoas. Elas estão utilizando a internet para ampliar suas conexões. (SILVÉRIO, 2009, p. 64) Lévy (1999, p. 244) diz que a rede, antes de tudo, é um instrumento de comunicação entre indivíduos, um lugar virtual no qual as comunidades ajudam seus membros a aprender o que querem saber. Lévy (1999) continua este pensamento: (...) poderíamos igualmente pensar que as tecnologias são produtos de uma sociedade e de uma cultura. Mas a distinção traçada entre cultura (dinâmica e representações), sociedade (as pessoas, seus laços, suas trocas, suas relações de força) e técnica (artefatos eficazes) só pode ser conceitual. (LÉVY, 1999 p. 22) A popularidade destas tecnologias, que contribuem para reforçar as redes sociais, aumenta os níveis de intercâmbios de conteúdos através da rede. Isto tem feito da Internet um meio mais social para construir informação e trabalhar, mas também para comunicar-se entreter-se e compartilhar. As ferramentas para o desenvolvimento de redes sociais na Internet, em sua maioria gratuitas e de fácil uso, oferecem um espaço virtual para escrever e compartilhar conteúdos multimídia com pessoas de interesses similares e que contribuem para fortalecer aquelas redes sociais fracas. Grupos que existiam somente no contexto offline, hoje encontram na internet um facilitador para suas interações. 2.3 MARCAS E MÍDIAS SOCIAIS A identidade de uma marca é a forma como se emite os seus significados ao público-alvo, e deve colaborar para estabelecer o relacionamento entre a empresa e o cliente através de uma proposta de valor envolvendo benefícios funcionais, emocionais ou de auto-expressão (AAKER, 2007) Da mesma forma que o posicionamento de uma marca é a ação de projetar o produto e a empresa para que estejam na mente do consumidor. (KOTLER, 2006, p.

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing 26 3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing O surgimento das mídias sociais está intimamente ligado ao fenômeno da geração de conteúdo pelo usuário e ao crescimento das redes sociais virtuais

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

Marketing Digital. Prof. Luthiano Venecian

Marketing Digital. Prof. Luthiano Venecian Marketing Digital Prof. Luthiano Venecian Tópicos 1 - Conteúdo Programático da Disciplina II - Conceitos básicos de Marketing III - Conceitos de Marketing Digital IV - Referência Bibliográfica 2 I - Conteúdo

Leia mais

Tabela de Preços Sugeridos

Tabela de Preços Sugeridos WEBSITE Estrutura básica Área institucional Área estática: quem somos, o que fazemos, onde estamos etc. Área de contato E-mail, telefone, formulário etc. Área core Gerenciador de conteúdo para cadastro

Leia mais

E-books. Introdução às Mídias Sociais. Sebrae

E-books. Introdução às Mídias Sociais. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Introdução às Mídias Sociais O que fazer com as mídias sociais Tipos de ações As principais mídias sociais Dicas e considerações finais Autor Felipe Orsoli 1 SUMÁRIO 1

Leia mais

SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL. Expositor. Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.

SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL. Expositor. Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com. SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL Expositor Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.br (61) 9613-6635 5 PILARES DO MARKETING DIGITAL 1 2 3 4 5 Presença digital: Ações

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

ANEXO I Sumário Manual de Preços e Serviços Digitais

ANEXO I Sumário Manual de Preços e Serviços Digitais Sumário 1 -LANDING PAGE...2 1.1)Layout, texto e produção do HTML...2 2 -MÍDIA...2 2.1)Planejamento de mídia...2 2.2)Criação das Campanhas...2 2.3)Mensuração dos resultados...2 2.4)Criação e Produção das

Leia mais

Tentar entender como usar melhor os diferentes canais.

Tentar entender como usar melhor os diferentes canais. The New Conversation: Taking Social Media from Talk to Action A Nova Conversação: Levando a Mídia Social da Conversa para a Ação By: Harvard Business Review A sabedoria convencional do marketing por muito

Leia mais

Estudo de Web Marketing para a Prova NP1 Dia da prova: 07/10/2011

Estudo de Web Marketing para a Prova NP1 Dia da prova: 07/10/2011 Curso de Marketing Disciplina: Web Marketing Professor: Roberto Marcello Estudo de Web Marketing para a Prova NP1 Dia da prova: 07/10/2011 Web Marketing Web Marketing é qualquer esforço promocional realizado

Leia mais

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas 1 Sumário I II V Porque monitorar? O que monitorar? Onde monitorar? Como engajar? 2 Por que Monitorar? 3 I II V Nas mídias sociais

Leia mais

Marketing digital NARCISO SANTAELLA

Marketing digital NARCISO SANTAELLA Marketing digital 1 Introdução As agências de publicidade recorrem ao marketing digital para conquistar o público que hoje tem na web uma das principais fontes de informação. Utilizar todos os recursos

Leia mais

Frequências: São Paulo 102,1 MHz; Litoral Paulista MHz 90,1; Endereço: Av. Paulista, 2.200 15º andar CEP 01310-300 São Paulo SP

Frequências: São Paulo 102,1 MHz; Litoral Paulista MHz 90,1; Endereço: Av. Paulista, 2.200 15º andar CEP 01310-300 São Paulo SP Empresa Nome fantasia: Rádio Kiss FM Razão Social: Kiss Telecomunicações LTDA. Frequências: São Paulo 102,1 MHz; Litoral Paulista MHz 90,1; Campinas 107,9 MHz; Brasília 94,1 MHz CNPJ: 59.477.240/0001-24.

Leia mais

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO DESIGN CRIAÇÃO AGÊNCIA USABILIDA ARKETING INTERNET SEO DIGIT CRIATIVIDADE DESDE 1999 NO MERCADO, A M2BRNET É UMA AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM SOLUÇÕES PERSONALIZADAS. SI ARQ Desde 1999

Leia mais

MARKETING DIGITAL E E-BUSINESS AULA III ESTRATÉGIAS DO MARKETING DIGITAL PROF. M. SC. JOSUÉ VITOR MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO

MARKETING DIGITAL E E-BUSINESS AULA III ESTRATÉGIAS DO MARKETING DIGITAL PROF. M. SC. JOSUÉ VITOR MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING DIGITAL E E-BUSINESS AULA III ESTRATÉGIAS DO MARKETING DIGITAL PROF. M. SC. JOSUÉ VITOR josuevitor16@gmail.com @josuevitor Marketing Digital Como usar a internet

Leia mais

DIMENSÕES DO MARKETING VIRTUAL APLICADO ÀS REDES SOCIAIS:

DIMENSÕES DO MARKETING VIRTUAL APLICADO ÀS REDES SOCIAIS: DIMENSÕES DO MARKETING VIRTUAL APLICADO ÀS REDES SOCIAIS: Daniel do Vale Nunes Orientador: Anderson Miranda APRESENTAÇÃO Objetivos; Metodologia; Justificativa; Apresentação dos capítulos; Conclusão. OBJETIVOS

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

CONTEÚDOS. Blog REDES SOCIAIS VIDEOS ONLINE PARTILHA DE FOTOGRAFIAS PARTILHA DE APRESENTAÇÕES

CONTEÚDOS. Blog REDES SOCIAIS VIDEOS ONLINE PARTILHA DE FOTOGRAFIAS PARTILHA DE APRESENTAÇÕES CONTEÚDOS ANTES DE INICIAR A SUA AVENTURA NAS REDES, TENHA EM CONTA AS SEGUINTES DICAS: Atribua a administração de cada canal e/ou estratégia a alguém que faça parte da sua empresa; Dê formação à sua equipa

Leia mais

Aline Santos Carlos Augusto Peterson Almeida Rafael Rodrigues Ramon Assis

Aline Santos Carlos Augusto Peterson Almeida Rafael Rodrigues Ramon Assis Aline Santos Carlos Augusto Peterson Almeida Rafael Rodrigues Ramon Assis Marketing Digital Trabalho científico apresentado ao Professor Edvaldo Jr., docente da matéria Marketing Digital, da turma de Produção

Leia mais

O papel das plataformas digitais na construção do posicionamento das marcas. Eduardo Godoy - diretor de planejamento

O papel das plataformas digitais na construção do posicionamento das marcas. Eduardo Godoy - diretor de planejamento O papel das plataformas digitais na construção do posicionamento das marcas Eduardo Godoy - diretor de planejamento Foco em pequenas e médias empresas Núcleos de atuação com marketing digital O que vamos

Leia mais

Mídias Sociais. Fatos e Dicas para 2013. Esteja preparado para um ano digital, social e interativo

Mídias Sociais. Fatos e Dicas para 2013. Esteja preparado para um ano digital, social e interativo Mídias Sociais Fatos e Dicas para 2013 Esteja preparado para um ano digital, social e interativo NESTE E-BOOK VOCÊ VAI ENCONTRAR: 1 - Porque as mídias sociais crescem em tamanho e em importância para o

Leia mais

Marketing. Conrado Adolpho Vaz. O Guia Definitivo de Marketing Digital. Novatec

Marketing. Conrado Adolpho Vaz. O Guia Definitivo de Marketing Digital. Novatec Google Marketing O Guia Definitivo de Marketing Digital Conrado Adolpho Vaz Novatec Sumário Prefácio à 1ª edição... 21 Prefácio à 2ª. edição... 23 Prefácio à 3ª edição... 25 Introdução... 27 Parte I O

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

Claudio Torres. Novatec

Claudio Torres. Novatec Claudio Torres Novatec Sumário Sobre o autor... 11 Prefácio... 12 Introdução... 15 A Internet como mídia...15 O que você vai ler... 17 Capítulo 1 A Internet do consumidor... 19 Novos concorrentes... 21

Leia mais

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer Tecnologia para Crescer Com o crescimento da banda larga e smartphones/ tablets, conteúdos têm sido criados e consumidos em uma taxa alarmante. Atualmente, a definição de conteúdo mudou e não se trata

Leia mais

Prezado Futuro Cliente

Prezado Futuro Cliente Prezado Futuro Cliente É com grade satisfação que encaminhamos nossa apresentação institucional e certos de estabelecermos uma parceria de sucesso e duradoura. Ela foi desenvolvida com objetivo de mostrar

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net APRESENTAÇÃO COMERCIAL www.docpix.net QUEM SOMOS Somos uma agência digital full service, especializada em desenvolvimento web, de softwares e marketing online. A Docpix existe desde 2010 e foi criada com

Leia mais

MONITORAMENTO E GOOGLE PLUS. Leonardo Alvez Letícia Chibior Patrick Miguel Ruth Derevecki Samara Bark / / 4MA

MONITORAMENTO E GOOGLE PLUS. Leonardo Alvez Letícia Chibior Patrick Miguel Ruth Derevecki Samara Bark / / 4MA MONITORAMENTO E GOOGLE PLUS Leonardo Alvez Letícia Chibior Patrick Miguel Ruth Derevecki Samara Bark / / 4MA MONITORAMENTO As empresas sabem que o planejamento digital, gestão de conteúdo, anúncios, campanhas

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

Proposta Revista MARES DE MINAS

Proposta Revista MARES DE MINAS SATIS 2011 Proposta Revista MARES DE MINAS 21/03/2011 A SATIS Índice 1 A Satis 1 A Proposta 1 Serviços 2 Mapa do Site 2 SEO 3 Sistema de gerenciamento de conteudo 4 Cronograma e Prazos 5 Investimento 6

Leia mais

Especialização em Marketing Digital - NOVO

Especialização em Marketing Digital - NOVO Especialização em Marketing Digital - NOVO Apresentação Previsão de Início Agosto/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O ambiente de negócios tem sido modificado pelas Novas Tecnologias da

Leia mais

Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1

Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1 Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1 Aparecido Marden Reis 2 Marli Barboza da Silva 3 Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat - MT RESUMO O projeto experimental

Leia mais

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda.

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo Copyright 2015 Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Todos os direitos reservados. Pode ser compartilhado com conteúdo,

Leia mais

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Marketing no Facebook Marketing de conteúdo e engajamento na rede Marketing de conteúdo no Facebook Tipos de conteúdo Edge Rank e os fatores de engajamento Facebook Ads

Leia mais

Resenha. Fernanda Gabriela Gadelha ROMERO 1

Resenha. Fernanda Gabriela Gadelha ROMERO 1 Resenha As redes sociais na internet: instrumentos de colaboração e de produção de conhecimento (Redes Sociais na Internet. Raquel Recuero. Porto Alegre: Sulina, 2009) Fernanda Gabriela Gadelha ROMERO

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO!

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! Como deixar seu negócio on-line Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! A palavra de ordem das redes sociais é interação. Comparando a internet com outros meios de comunicação em massa como

Leia mais

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Thaísa Fortuni Thaísa Fortuni 15 dicas de Mídias Sociais para Moda Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Sobre Thaísa Fortuni Publicitária por formação, escritora e empreendora digital. Trabalha

Leia mais

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital Apresentação Presença Digital 2012 ÍNDICE 1. GESTÃO MÍDIAS SOCIAIS... 03 2. ESTRATÉGIAS COMPLEMENTARES... 04 3. PERSONALIZAÇÃO... 05 4. CASES... 06 5. SOBRE A INTERMIDIA BRASIL... 13 6. CLIENTES... 14

Leia mais

Computação nas nuvens (Vantagens)

Computação nas nuvens (Vantagens) Computação em Nuvem Computação em nuvem O conceito de computação em nuvem (em inglês, cloud computing) refere-se à possibilidade de utilizarmos computadores menos potentes que podem se conectar à Web e

Leia mais

As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil

As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil Samira NOGUEIRA 2 Márcio Carneiro dos SANTOS 3 Universidade Federal do Maranhão, São Luís, MA

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO INTRODUÇÃO: As mídias sociais estão cada vez mais presentes no dia-a-dia das pessoas, oferecendo soluções e transformando as relações pessoais e comerciais.

Leia mais

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento.

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento. Vamos, juntos Somos agência de publicidade e consultoria em marketing digital com a missão de atender as necessidades de comunicação da sua empresa, com serviços que abrangem desde campanhas integradas

Leia mais

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL DICAS PARA DIVULGAR SUA EMPRESA E AUMENTAR AS VENDAS NO FIM DE ANO 7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL Sumário Apresentação Capítulo 1 - Crie conteúdo de alta

Leia mais

ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL. (11) 3522-5338 - www.cvsweb.com.br comercial@cvsweb.com.br

ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL. (11) 3522-5338 - www.cvsweb.com.br comercial@cvsweb.com.br ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL 2 + 67.500.000 + 67,5 MILHÕES DE INTERNAUTAS NO BRASIL FONTE: IBOPE/NIELSEN 58.290.000 58,2 MILHOES DE INTERNAUTAS NO BRASIL ACESSAM A INTERNET SEMANALMENTE -87% FONTE:

Leia mais

Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD!

Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD! Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD! SocialSuite Rua Claudio Soares, 72-16 andar +55 11 3032 1982 São Paulo - SP Brasil Introdução Esse material foi desenvolvido pela equipe

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br O QUE SÃO MÍDIAS SOCIAIS? De acordo com Telles

Leia mais

Título: ESTRATÉGIAS DE AMPLIAÇÃO DA PRESENÇA DO FLEURY MEDICINA E SAÚDE NAS REDES SOCIAIS

Título: ESTRATÉGIAS DE AMPLIAÇÃO DA PRESENÇA DO FLEURY MEDICINA E SAÚDE NAS REDES SOCIAIS Título: ESTRATÉGIAS DE AMPLIAÇÃO DA PRESENÇA DO FLEURY MEDICINA E SAÚDE NAS REDES SOCIAIS Autores: William Malfatti 1 ; Thaís Arruda 2 ; Sergio Auerbach 3 ; Kleber Soares Filho 4 ; Alex Fernandes 5 ; Melina

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Anadelly Fernandes Pereira ALVES 2 Universidade de Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, RN RESUMO O artigo

Leia mais

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer ESTRATÉGIA DIGITAL Prof. Luli Radfahrer - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

Marketing Digital de resultado para médias e pequenas empresas. Monitoramento de Mídias Sociais Os atalhos para médias e pequenas empresas

Marketing Digital de resultado para médias e pequenas empresas. Monitoramento de Mídias Sociais Os atalhos para médias e pequenas empresas Marketing Digital de resultado para médias e pequenas Monitoramento de Mídias Sociais Os atalhos para médias e pequenas 1 Índice Monitoramento nas Médias e Pequenas As duas etapas do monitoramento Parte

Leia mais

Introdução ao Google Adwords. Tiago Flores Dias

Introdução ao Google Adwords. Tiago Flores Dias Introdução ao Google Adwords Tiago Flores Dias Introdução Neste aula seguiremos os seguintes tópicos O que é Publicidade Online Conheça o Perfil dos E-consumidores O que são Objetivos de Marketing O que

Leia mais

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar os princípios que se destacam como características da Web 2.0. INTRODUÇÃO

Leia mais

Uso estratégico do Facebook Como sua empresa pode explorar a rede social ao máximo

Uso estratégico do Facebook Como sua empresa pode explorar a rede social ao máximo Uso estratégico do Facebook Como sua empresa pode explorar a rede social ao máximo www.talk2.com.br 03 Introdução 3 05 06 07 10 10 12 20 CONSTRUÇÃO DE ESTRATÉGIAS 2.1Facebook e a predileção pelas marcas

Leia mais

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção.

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. estratégias online Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. serviços consultoria Benchmark Planejamento

Leia mais

Cinco pontos sobre redes sociais na Internet

Cinco pontos sobre redes sociais na Internet Cinco pontos sobre redes sociais na Internet Por Raquel Recuero (*) Nos últimos anos, assistimos a um crescimento espantoso das chamadas tecnologias de comunicação. Essas tecnologias tornaram-se mais rápidas,

Leia mais

REDES SOCIAIS PARA PEQUENAS EMPRESAS

REDES SOCIAIS PARA PEQUENAS EMPRESAS REDES SOCIAIS PARA PEQUENAS EMPRESAS Entenda a importância da utilização das Redes Sociais para a sua pequena empresa e conheça os fundamentos necessários para obter resultados positivos com a sociabilidade.

Leia mais

Importância da Comunicação Digital para o mercado corporativo

Importância da Comunicação Digital para o mercado corporativo Importância da Comunicação Digital para o mercado corporativo Cláudio Coelho Café da Manhã 22.05.2012 Agenda Evolução da Comunicação Serviços de Comunicação Digital Importância do Planejamento Estratégico

Leia mais

BLOG: GRUPO DE DISCUSSÃO: PODCAST:

BLOG: GRUPO DE DISCUSSÃO: PODCAST: O MUNDO ONLINE Uma das marcas dessa nova era são as redes sociais. Comunidades online como o Facebook, Twitter, Fousquare, Youtube e outras, possibilitam a comunicação entre as pessoas, ao mesmo tempo,

Leia mais

MARKETING DIGITAL E MÍDIAS SOCIAIS: EVOLUÇÃO E FUTURO

MARKETING DIGITAL E MÍDIAS SOCIAIS: EVOLUÇÃO E FUTURO MARKETING DIGITAL E MÍDIAS SOCIAIS: EVOLUÇÃO E FUTURO Prof. Paulo Henrique Leme Professor na Universidade Federal de Lavras e membro do Grupo de Estudos em Marketing e Comportamento do Consumidor (GECOM)

Leia mais

Minuto Enfermagem. Idealizado em 2013 pelo Núcleo IPÊ Soluções Interativas. No ar há 2 anos conhecendo novos amigos e espalhando conhecimento.

Minuto Enfermagem. Idealizado em 2013 pelo Núcleo IPÊ Soluções Interativas. No ar há 2 anos conhecendo novos amigos e espalhando conhecimento. 2015-1º semestre Minuto Enfermagem O Minuto Enfermagem é um portal que dispõe de notícias, artigos, reportagens, entrevistas, fotos, vídeos, divulgação de eventos entre outros, que prima pela qualidade

Leia mais

SISTEMÁTICA WEBMARKETING

SISTEMÁTICA WEBMARKETING SISTEMÁTICA WEBMARKETING Breve descrição de algumas ferramentas Sobre o Webmarketing Web Marketing é uma ferramenta de Marketing com foco na internet, que envolve pesquisa, análise, planejamento estratégico,

Leia mais

@ A expansão da web, que. @ Presença cada vez maior do

@ A expansão da web, que. @ Presença cada vez maior do Mídias Sociais Inteligência coletiva Em 1996, a web (1.0) era predominantemente um ambiente de leitura. Só uma pequena fração do conteúdo era criada pelo usuário; Dez anos depois, duas grandes mudanças:

Leia mais

Esperamos que sua empresa faça bom aproveito!

Esperamos que sua empresa faça bom aproveito! À medida que mais e mais empresas aderem ao marketing de conteúdo, notamos que as expectativas são por vezes incompatíveis com a realidade quando se trata de um Blog Corporativo B2B. A maioria dos profissionais

Leia mais

Publicidade. Monitoramento: Percepções sobre Publicidade. Relatório de Monitoramento de Marcas e Conversações

Publicidade. Monitoramento: Percepções sobre Publicidade. Relatório de Monitoramento de Marcas e Conversações Crédito da imagem: ronnestam.com Anúncio Upex Publicidade Relatório de Monitoramento de Marcas e Conversações Introdução Foram realizadas buscas na mídia social Twitter, através de ferramenta de monitoramento

Leia mais

Marcel Ayres Diretor de Planejamento. Twitter @MarcelAyres Linkedin Meadiciona Renata Cerqueira Diretora de Monitoramento Online. Twitter @renatacbc

Marcel Ayres Diretor de Planejamento. Twitter @MarcelAyres Linkedin Meadiciona Renata Cerqueira Diretora de Monitoramento Online. Twitter @renatacbc Marcel Ayres Diretor de Planejamento. Também faz parte, como pesquisador, do Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade. Desenvolve pesquisas sobre Realidade Aumentada, Mídias Digitais

Leia mais

A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS. Carlos Jerônimo da Silva Gueiros

A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS. Carlos Jerônimo da Silva Gueiros A BRASIL ROTÁRIO FRENTE ÀS MÍDIAS ELETRÔNICAS Carlos Jerônimo da Silva Gueiros Um mundo em transformação 1998 / 1999 Mutirão Digital apoiar as escolas públicas no acesso à Internet 2010-12 anos depois...

Leia mais

Peças para diferentes sites

Peças para diferentes sites Encontre aqui um apanhado de indicadores, estudos, análises e pesquisas de variadas fontes, todas vitais para avaliação e mensuração do desempenho e dos negócios no mundo digital. Confira Aunica The Tagnology

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE UNIVERCIDADE ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE MARKETING

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE UNIVERCIDADE ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE MARKETING CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE UNIVERCIDADE ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE MARKETING AS PRINCIPAIS MUDANÇAS OCORRIDAS NAS PRÁTICAS DE PUBLICIDADE NA INTERNET Autor: Ian Peter Figueiredo Medeiros Orientador:

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

Como monitorar o que estão falando da minha empresa

Como monitorar o que estão falando da minha empresa http://www.tecnocratadigital.com.br/wp-content/uploads/2010/11/social-media-optimization.jpg Como monitorar o que estão falando da minha empresa nas Mídias Sociais de forma simples e direta. Paulo Milreu

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA A IMPORTÂNCIA DAS REDES SOCIAIS PARA A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

Leia mais

Conceitos Fundamentais

Conceitos Fundamentais 19 Capítulo 1 Conceitos Fundamentais Para compreendermos este livro, há que se entender alguns conceitos-chave que vão permear a sua leitura. O blog hoje é o melhor mecanismo para construir relacionamentos

Leia mais

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPANHA EM MARKETING DIGITAL

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPANHA EM MARKETING DIGITAL PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPANHA EM MARKETING DIGITAL O QUE É? Marketing digital é o conjunto de ações de comunicação no ambiente digital. Seu propósito é divulgar, conquistar e melhorar a rede

Leia mais

APOSTILA CURSO MARKETING DIGITAL

APOSTILA CURSO MARKETING DIGITAL APOSTILA CURSO MARKETING DIGITAL Marketing digital Marketing digital são ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para

Leia mais

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR CONTEÚDO 1 2 3 4 5 6 Por que as empresas precisam estar conectadas ao mundo mobile Como os aplicativos mobile podem atrair mais clientes. Como os aplicativos

Leia mais

Quem é Ana Luiza Cunha?

Quem é Ana Luiza Cunha? Apresentação WSI Quem é a WSI? Fundada em 1995 Nascimento da Internet 1.100 Consultores de Marketing Digital 81 países 12 grandes Centros de Produção Receita estimada da rede: acima de US$160 milhões Parceiros:

Leia mais

Marketing. Conrado Adolpho Vaz. O Guia Definitivo de Marketing Digital. Novatec

Marketing. Conrado Adolpho Vaz. O Guia Definitivo de Marketing Digital. Novatec Google Marketing O Guia Definitivo de Marketing Digital Conrado Adolpho Vaz Novatec sumário Prefácio à 1ª. edição... 19 Prefácio à 2ª. edição... 21 Parte I O Novo Consumidor e o Mundo Digital... 23 Capítulo

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Como alavancar seus negócios com a Internet

Como alavancar seus negócios com a Internet Como alavancar seus negócios com a Internet 1 2 OBJETIVOS Entender a revolução que a internet trouxe para a vida e os negócios. Compreender o novo consumidor e como suas posturas nos afetam. 3 Dados da

Leia mais

Usina de Site em gênero Seus principais valores são: iniciativa, qualidade, criatividade, competência e profissionalismo. Ao adquirir serviços e

Usina de Site em gênero Seus principais valores são: iniciativa, qualidade, criatividade, competência e profissionalismo. Ao adquirir serviços e Usina de Site em número Uma agência, uma equipe, uma unidade. São vários membros, estilos diferentes e inúmeras habilidades que se complementam e dão um novo sentido à publicidade e propaganda, guiados

Leia mais

O Uso das Redes Sociais Como Método Alternativo de Ensino

O Uso das Redes Sociais Como Método Alternativo de Ensino O Uso das Redes Sociais Como Método Alternativo de Ensino As Redes Sociais Virtuais são grupos ou espaços específicos na Internet, que permitem partilhar dados e informações, sendo estas de caráter geral

Leia mais

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas o Docente universitária na disciplina Fundamentos de marketing o 12 anos de experiência em comunicação

Leia mais

SEMINÁRIO ABMES. Transcrição da apresentação no Seminário ABMES. Expositor

SEMINÁRIO ABMES. Transcrição da apresentação no Seminário ABMES. Expositor SEMINÁRIO ABMES Transcrição da apresentação no Seminário ABMES Expositor Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.br (61) 9613-6635 1) Introdução: O assunto que vamos apresentar

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS

ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS Ana Beatriz Mesquita (CPTEC/INPE) ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS Metodologia do trabalho realizado referente a gravação e expansão dos vídeos

Leia mais

Comércio e Marketing Eletrônico UMC E-Commerce, M-Commerce e Marketing DigitaI - Uni Sant Anna. Elaborado por: Prof. Daniel Chu

Comércio e Marketing Eletrônico UMC E-Commerce, M-Commerce e Marketing DigitaI - Uni Sant Anna. Elaborado por: Prof. Daniel Chu Comércio e Marketing Eletrônico UMC E-Commerce, M-Commerce e Marketing DigitaI - Uni Sant Anna Elaborado por: Prof. Daniel Chu Bibliografia Recomendada para a Aula 2 Torres, Claudio - A Bíblia do Marketing

Leia mais

ÍNDICE 03 INTRODUÇÃO AO MARKETING DIGITAL SOBRE OS AUTORES 04 ENTENDENDO O PAPEL DE CADA FERRAMENTA 05

ÍNDICE 03 INTRODUÇÃO AO MARKETING DIGITAL SOBRE OS AUTORES 04 ENTENDENDO O PAPEL DE CADA FERRAMENTA 05 ÍNDICE 03 SOBRE OS AUTORES 04 ENTENDENDO O PAPEL DE CADA FERRAMENTA 05 CAPÍTULO I - SITE 06,07,08 CAPÍTULO II - BLOG 09,10,11 CAPÍTULO III - SEM & SEO 12,13 CAPÍTULO IV - LANDING PAGES 14,15 CAPÍTULO V

Leia mais

CURSOS DE SOCIAL MEDIA. Redes Sociais: do Relacionamento até a Mensuração. Mobile Marketing : Estratégias e Ações

CURSOS DE SOCIAL MEDIA. Redes Sociais: do Relacionamento até a Mensuração. Mobile Marketing : Estratégias e Ações CURSOS DE SOCIAL MEDIA INSTITUIÇÃO: ESPM SUL INÍCIO: 18/01/2016 DURAÇÃO:16 HORAS VALOR: R$ 729,00 Redes Sociais: do Relacionamento até a Mensuração Redes sociais = CONVERSA. E você e sua marca estão preparadas

Leia mais

MARKETING NAS REDES SOCIAIS. Carlos Henrique Cangussu (Discente do 2º ano do curso de Administração das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS)

MARKETING NAS REDES SOCIAIS. Carlos Henrique Cangussu (Discente do 2º ano do curso de Administração das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS) 1 MARKETING NAS REDES SOCIAIS Angela de Souza Brasil (Docente Esp. Faculdades Integradas de Três Carlos Henrique Cangussu Daniel Barbosa Maia Elisandra Inês Peirot Schneider Marcelo Da Silva Sivestre Tiago

Leia mais

Ferramentas de informações e comunicações e as interações possíveis Tecnologias populares para uma Educação à Distância mais Popular.

Ferramentas de informações e comunicações e as interações possíveis Tecnologias populares para uma Educação à Distância mais Popular. Trabalha de Conclusão do Curso Educação a Distância : Um Novo Olhar Para a Educação - Formação de Professores/Tutores em EaD pelo Portal Somática Educar Ferramentas de informações e comunicações e as interações

Leia mais

COMO ATRAIR VISITANTES PARA SEU WEBSITE

COMO ATRAIR VISITANTES PARA SEU WEBSITE GUIA Inbound Marketing COMO ATRAIR VISITANTES PARA SEU WEBSITE E-BOOK GRÁTIS WWW.FABIODONASCIMENTO.ME Tabela de Conteúdos Introdução... 3 Capítulo 1: Formas de obter Tráfego... 4 Capítulo 2: Como aumentar

Leia mais

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL INTRODUÇÃO Já imaginou ter acesso a dados e estatísticas do website do concorrente? Com alguns aplicativos e ferramentas, isso já é possível. Com ajuda deles, você

Leia mais

Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador. Monitoramento de Marcas no Twitter: Inst.

Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador. Monitoramento de Marcas no Twitter: Inst. Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador Introdução A web contemporânea nos revela aspectos importantes no comportamento de seus usuários: produção e compartilhamento

Leia mais

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook Livro branco 10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook 07/ 2014 www.kontestapp.com Introdução Facebook se tornou incontestavelmente a rede social mais popular do mundo. Com 1 bilhão de usuários

Leia mais