Conceito de Empresas. Evolução do ensino de Administração no Brasil. A IMPORTÂNCIA da Informação e o Administrador

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conceito de Empresas. Evolução do ensino de Administração no Brasil. A IMPORTÂNCIA da Informação e o Administrador"

Transcrição

1 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO PRIMEIRA AULA(03/08/05) Profa. KÁTIA LOPES SILVA Conceito de Empresas Evolução do ensino de Administração no Brasil A IMPORTÂNCIA da Informação e o Administrador

2 Definição (GERÊNCIA) DECIDIR (deliberação) EXECUTAR (administração) CONTROLAR (fiscalização) 02

3 O que é Administrar? Gerir negócios públicos ou particulares; Reger com autoridade suprema, governar, dirigir; Administrar é um processo de planejar, organizar, dirigir e controlar a aplicação de recursos visando a realização de objetivos. Pessoas Dinheiro Materiais Informação Planejamento Organização Direção Controle Objetivos Quanto maior a quantidade de recursos, maior é a complexidade em organizar e distribuir os recursos

4 Processo Administrativo Planejamento Planejar é o processo de definir objetivos, atividades e recursos. Organização Organizar é o processo de definir o trabalho a ser realizado e as responsabilidades pela realização; é também o processo de distribuir os recursos disponíveis segundo algum critério. Direção Dirigir é o processo de mobilizar e acionar os recursos, especialmente as pessoas, para realizar as atividades que conduzirão aos objetivos. Controle Controlar é o processo de assegurar a realização dos objetivos e de identificar a necessidade de modificá-los.

5 A EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL Fonte: INEP e CFA

6 Instituições de Ensino Superior no Brasil: *Dados referentes as IES Federais, Estaduais e Municipais; Fonte: INEP/CFA

7 Instituições de Ensino Superior que ministram cursos de ADMINISTRAÇÃO: TOTAL: 782 Públicas* 132 Privadas: 650 *Dados referentes as IES Federais, Estaduais e Municipais; Fonte: INEP/CFA (2003)

8 Estatística do Ensino Superior no Brasil Cursos de Administração: Variações das habilitações: 240 Alunos matriculados em 1999*: Alunos matriculados nos Cursos de Administração em 1999: * - Matrícula em graduação e dados do vestibular incluem os cursos seqüenciais

9 IES que obtiveram o conceito A no Provão em: 1996: 38 Privadas:18 Públicas*: : 47 Privadas:19 Públicas*: : 42 Privadas:16 Públicas*: : 52 Privadas: 25 Públicas*:27 *Dados referentes as IES Federais, Estaduais e Municipais:

10 IES que obtiveram o conceito B no Provão em: 1996: : 55 Privadas:38 Públicas*: : : 63 Privadas:39 Públicas*: : : 67 Privadas:46 Públicas*: : : 79 Privadas: 48 Públicas*:31 *Dados referentes as IES Federais, Estaduais e Municipais:

11 IES que obtiveram o conceito A nos 4 últimos Provões: TOTAL: 13 Públicas* 07 Privadas: 06 *Dados referentes as IES Federais, Estaduais e Municipais:

12 O PERFIL, A ATUAÇÃO E AS OPORTUNIDADES DE TRABALHO PARA O ADMINISTRADOR PROFISSIONAL. Fonte: Pesquisa Nacional realizada pelo Conselho Federal de Administração 2003.

13 Perfil dos Empregadores: 76,3 % possuem nível universitário; 48,47 % graduados em Administração; 9,6 % graduados em Direito; 9,17 % graduados em Economia; 8,29 % graduados em Ciências Contábeis; 8,29 % graduados em Engenharia; 6,55 % graduados em Psicologia.

14 Avaliação da Formação Universitária ria Concluída Categorias % Preparou-se muito bem para o mercado de trabalho 17,5 Bem 45,9 Mais ou menos 28,4 Mal 3,9 Muito mal 2,2 Outras respostas 2,2

15 Avaliação da Formação Universitária ria Concluída Curso muito teórico (17%); Matérias inúteis no currículo (11,8%); Ausência de visão global da empresa (7,4%); Desatualizado (6,1%); Muito genérico (5,7%).

16 Aspectos positivos em relação ao Curso realizado Diploma de curso superior!!!; Atualização Acadêmica; Domínio de temas relevantes; Visão geral da empresa;

17 Aspectos positivos em relação aos Egressos dos Cursos de Administração Aprendem fácil e rápido; Têm garra e ambição; Têm bons relacionamentos; São disciplinados e responsáveis; São práticos.

18 Deficiências na atuação Profissional Insuficiente formação prática; Prevalecem conhecimentos dissociados das demandas do mercado de trabalho; Prevalece a desarticulação entre os conhecimentos que caracterizam as diferentes áreas da empresa.

19 CONHECIMENTOS valorizados em um Administrador Informática; Idiomas (inglês); Custos; Psicologia; Matemática; Planejamento; Conhecimento Sistêmico da Empresa.

20 HABILIDADES valorizadas em um Administrador Visão global da empresa; Entender o negócio da empresa; Polivalência; Bom relacionamento com o público; Capacidade para tomar decisões; Capacidade para aprender;

21 HABILIDADES valorizadas em um Administrador Capacidade de negociação; Comunicar-se bem por escrito e verbalmente; Capacidade para planejar; Saber trabalhar em equipe; Capacidade para assumir riscos.

22 ATITUDES valorizadas em um Administrador Espírito empreendedor; Motivar a equipe; Fazer as coisas acontecerem na empresa; Iniciativa; Ser ético;

23 ATITUDES valorizadas em um Administrador Maturidade; Entusiasmo pelo trabalho; Comprometimento; Pré-disposição para trabalhar muitas horas por dia.

24 O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento e tomada de decisão

25 Administração e Tecnologia Revolução Cientifica Revolução Industrial Revolução da Informação Necessidade de explicações sobre os fenômenos da natureza. Necessidade de amplificar o poder de produção (força física). Necessidade de amplificar o poder do pensamento.

26 Administração e Tecnologia As empresas utilizam a tecnologia como ferramental para: Resolução de problemas; Melhorar o controle; Melhorar o fluxo de informações; Melhorar o processo de tomada de decisões.

27 Planejamento Estratégico em 2003

28 PONTOS IMPORTANTES Conceitos de Referência Tendências e Cenários de Longo Prazo (2020) Cenários de Curto Prazo ( ) A Escolha Estratégica sob Cenários

29 Conceitos de Referência

30 ESTRATÉGIA É uma resposta consistente a três grandes questões: Cenário A Cenário B Estratégia Aonde pretendemos chegar? Onde estamos? Como evoluir de A para B? (B) Futuro (A) Presente Cenário C Cenário D

31 Atributos fundamentais de uma boa estratégia Antecipação Enxergar além do próximo lance. Pensar no campeonato, em seguida na próxima partida e nos próximos lances, nesta ordem Seletividade Identificar e focar apenas o que faz a diferença Flexibilidade Considerar os cenários prováveis nas escolhas estratégicas e assegurar boa capacidade de pilotagem Sustentabilidade Apoiar-se em fatores estruturais e balancear as oportunidades e ameaças externas com as vocações e limites internos

32 Tendências e Cenários de Longo Prazo

33 Macrotendências Mundiais 1. Revolução científica e tecnológica Cinco ondas tecnológicas no horizonte 2020: computadores pessoais, telecomunicações, biotecnologia, nanotecnologia e energia alternativa 2. Emergência da economia virtual 3. Integração de mercados e internacionalização da produção

34 Macrotendências Mundiais 4. Redução das margens de manobra dos Estados-Nação 5. Instabilidade do sistema financeiro mundial 6. Emergência de países com grande potencial econômico 4 Baleias (China, Índia, Rússia e Brasil) mais México e Coréia do Sul

35 Macrotendências Mundiais 7. Explosão de guerras, tensões e conflitos regionais 8. Aumento do número de pessoas atingidas pela exclusão social 9. Globalização do narcotráfico e da economia da contravenção

36 Macrotendências nacionais horizonte 2020 Desenvolvimento inovador/biodiversidade 1. Interiorização Adensamento de cadeias produtivas Inclusão social Agropecuária/ Agroindústria Logística de alta capacidade Terciário avançado Difusão de competitividade Agregação de valor

37 Macrotendências nacionais horizonte Envelhecimento da população Mudança nas estruturas de mercado e no perfil da demanda

38 Macrotendências nacionais horizonte Universalização das telecomunicações e massificação dos computadores Crescimento : telefones fixos: 29%; celulares: 36%; base computadores: 67%; e usuários Internet: 71% 4. Essencialidade da educação para a competitividade, empregabilidade e integração social Segmentos com maior potencial de crescimento: educação profissional, ensino de pós graduação lato senso cursos de especialização e de atualização

39 Macrotendências nacionais horizonte Alta relevância do esforço exportador única alternativa viável para sustentação do crescimento É baixa a probabilidade de atração de grandes volumes de investimentos externos por longo tempo Há limites e restrições (inclusive de balanço de pagamentos) ao crescimento baseado apenas no mercado interno É inevitável a busca de superávits comerciais expressivos e continuados como principal meio de: redução da vulnerabilidade externa (implicando inclusive em menores custos de captação de recursos) sustentação do crescimento econômico Crescimento exportações entre 1985 e 2000: China = 800%; Coréia do Sul = 500%; Brasil =114%

40 Macrotendências nacionais horizonte Emergência do combate à pobreza e à violência como as questões estratégicas prioritárias no campo social Segmentos com alto potencial de crescimento:operação e gestão de programas sociais; implementação de sistemas inteligentes de repressão e prevenção ao crime

41 Macrotendências nacionais horizonte Crescentes pressões pela resolução e/ou controle de questões ambientais Focos prioritários: água, esgotos e limpeza urbana Segmentos com maior potencial de crescimento: saneamento, indústria de reciclagem, gestão e controle ambiental 8. Amadurecimento político da sociedade, consolidação da democracia e dos valores republicanos

42 Brasil: incertezas críticas para o longo prazo Qual será a intensidade da inserção do Brasil no contexto econômico mundial? Com que extensão e intensidade se dará a inclusão social no Brasil neste horizonte de tempo?

43 Quatro cenários para o Brasil Inclusão Social Ampla Restrita Inserção Externa Ampla Restrita Desenvolvimento Integrado Crescimento Endógeno Modernização com Exclusão Social Estagnação e Pobreza

44 Cenários de Curto Prazo ( )

45 Brasil: incertezas críticas para o curto prazo Incerteza externa: as dificuldades em relação ao Brasil acentuam ou arrefecem? Incerteza interna: as condições de governabilidade e governança do país (operação do Governo Lula) serão boas ou precárias?

46 Quatro Cenários para o Brasil em Condições de Governabilidade e Governança Boas (75%) Precárias (25%) Dificuldades Externas Arrefecem (65%) Aumentam (35%) TRAVESSIA Transição para a Recuperação TURBULÊNCIA Navegando em Mar Revolto PILOTAGEM PROBLEMÁTICA Tropeçando nas Próprias Pernas NAUFRÁGIO Crise e Desorganização Econômica e Política

47

48 Uma sociedade em mudança Vivemos numa sociedade espantosamente dinâmica, instável e evolutiva Correrá sérios riscos quem ficar esperando para ver o que acontece A adaptação a essa realidade será, cada vez mais, uma questão de sobrevivência

49 Uma sociedade em mudança O maior risco que corremos é ficarmos esperando para ver o que vai acontecer. Num mundo em extrema mudança, a atitude correta das pessoas é também a atitude de mudar; A adaptação a essa realidade de dinamismo, instabilidade e evolução é fundamental para o sucesso de qualquer pessoa;

50 A Instabilidade A instabilidade é dada por dois motivos: A GLOBALIZAÇÃO O CICLO DE VIDA CURTO DOS PRODUTOS Em termos bem simples Globalização significa que não existe mais interior no mundo. De qualquer lugar do planeta, graças ao comércio eletrônico e graças às facilidades de logística e distribuição, uma empresa pode dominar mercados mundiais; A outra realidade da Globalização é a de que NADA, absolutamente nada, ficará fora da competição global. Não estamos mais competindo com nossas empresas do Brasil ou mesmo do Mercosul. A competição é global, mesmo!

51 O Ciclo de Vida Curto A outra realidade é o Ciclo de Vida Curto dos Produtos. A HP (Hewlett-Packard), por exemplo, tem lançado uma nova impressora a cada seis meses. A General Motors lança no Brasil um novo modelo de carro a cada 3 meses. Novos biscoitos são lançados no Brasil a cada 15 dias!

52 A única certeza... Num mundo como este, a única certeza estável é a certeza de que tudo vai mudar!

53 Ficamos obsoletos... Num mundo em mudança, o nosso índice de obsolescência ou de fossilização é muito grande; Se não fizermos um grande esforço para acompanhar a mudança, viramos fósseis rapidamente! De repente não acompanhamos mais quase nada. Internet, novos produtos, novas tecnologias exigem de nós uma acelerada busca de atualização. E isso nem sempre é fácil, porque temos a tendência de nos acomodar no que nos é conhecido e todo o ser humano tem medo do novo, do desconhecido; Em síntese, este mundo exige de cada um de nós uma grande determinação para uma constante aprendizagem.

54 O Século XXI As coisas que mais mudaram neste final de século são: O Capitalismo do Século XXI Como Nações e Indústrias vão competir numa nova economia global E o surgimento de um novo investidor: O Investidor Global

55 O Novo Capitalismo Vem surgindo um novo capitalismo. Não é mais o capitalismo do dono da empresa. As empresas não têm mais dono. Hoje, os donos das empresas são os Fundos de Pensão e os Fundos de Investimento dos bancos. Na verdade, a partir de poucos reais, qualquer pessoa pode colocar seu dinheiro num fundo de investimento num banco; Na verdade, os donos das empresas são, hoje, milhares de pequenos investidores. Isso muda quase tudo! Muda, porque não tendo mais donos as empresas têm que ser realmente competitivas pois estão sendo observadas constantemente pelos analistas de investimento dos bancos.

56 Tecnologia Veja alguns dados sobre a tecnologia dos dias atuais: 300 anos de jornal podem ser transmitidos em 1 segundo - 1 trilhão de bits por segundo; Todas as edições do NY Times Desde 1995 a venda de computadores é maior do que de televisores no mundo!

57 Internet no Mundo Veja a Internet no mundo de hoje: Cresce a uma velocidade espantosa! O mundo todo está conectado pela Internet com os custos de comunicação cada vez mais baixos. A comunicação empresa-empresa (business-to-business B2B) e empresaclientes (business-to-consumer B2C) vem aumentando a cada dia a velocidade de se fazer negócio no mundo. Anthropos Consulting

58 O Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico ou E-Commerce significa comprar e vender produtos através de meios eletrônicos - ou seja via computadores; Seja uma pessoa comprando passagens, CD s, etc. de sua própria casa ou seja uma empresa comprando de outra empresa (business to business); O comércio eletrônico vem crescendo assustadoramente e ninguém previa esse crescimento.

59 Brasil e Internet 13 o. país do mundo em número de páginas na Internet; 3 o. país nas Américas (atrás dos EUA e Canadá) 1 o. na América Latina. Fonte: Network Wizards janeiro 2000 Anthropos Consulting

60 Veja a Aceleração da História A aceleração da história (o tempo parece correr) é também medido pelo tempo entre a descoberta de um processo tecnológico e sua transformação em produto no mercado; Na tabela a seguir você verá alguns produtos; O que antes demorava um século para acontecer, agora acontece em apenas um mês!

61 A Aceleração da História Fotografia = 112 anos Telefone = 56 anos Rádio = 35 anos Radar = 15 anos Televisão = 12 anos Transistor = 5 anos Circuito Integrado = 3 anos AT 286 = 1 ano do 486 ao Pentium = 1 mês

62 Grandes verdades sobre a revisão de sistemas de gerenciamento

63 Nada pode parar a automação

64 Não estabeleça prazos audaciosos demais Prazo é prazo!

65 Sempre ouça o mercado

66 Usuários odeiam bugs O.k., e agora você vai fazer exatamente o que estou te falando! Accesso negado

67 Experiência em simulações ajuda Alguém aqui sabe jogar o Flight Simulator da Microsoft?

68 Nem toda apresentação será um sucesso

69 O que serve para um cliente pode não servir para o próximo

70 Busque soluções eficientes Acabei o meu banho. MM... Foi rápido.

71 Estrategia! Ferramentas diferentes para situações diferentes Atrasado Bêbado Batom

72 Ajuda on-line pode ser útil Enfermeira, acesse a internet, vá até cirurgia.com e clique no ícone Você está totalmente perdido.

73 Previsão e otimização podem ser complexas Come Vamos on! lá, It can t não go podemos errar wrong todas... every time...

74 Escolha atributos significativos para seu cliente Qual é o meu?

75 Matemática não é tudo Mas eu continuo não entendendo as mulheres.

Os desafios da empresa para o Século XXI

Os desafios da empresa para o Século XXI Os desafios da empresa para o Século XXI Uma sociedade em mudança Vivemos numa sociedade espantosamente dinâmica, instável e evolu=va Correrá sérios riscos quem ficar esperando para ver o que acontece

Leia mais

Profissionaldo Futuro. Marcos Martins

Profissionaldo Futuro. Marcos Martins Profissionaldo Futuro Marcos Martins Doutorando em Informática NCE/ UFRJ Mestre em Engenharia de Produção COPPE/ UFRJ 3A Consultoria -RJ Uma sociedade em mudança Vivemos numa sociedade espantosamente dinâmica,

Leia mais

Due Diligence DD BEM VINDOS. Márcio Bambirra Santos www.leadempresarial.com.br www.mbambirra.com.br mb@leadempresarial.com.br

Due Diligence DD BEM VINDOS. Márcio Bambirra Santos www.leadempresarial.com.br www.mbambirra.com.br mb@leadempresarial.com.br Due Diligence DD BEM VINDOS Márcio Bambirra Santos www.leadempresarial.com.br www.mbambirra.com.br mb@leadempresarial.com.br Apresentação Cenário Mundial e Tendências: A validade da ciência está em sua

Leia mais

Tendências Empresariais. Gestão Empresarial. Aula 6. Mudança. Velocidade da Mudança. Aceleração da História. Gestão da Mudança

Tendências Empresariais. Gestão Empresarial. Aula 6. Mudança. Velocidade da Mudança. Aceleração da História. Gestão da Mudança Gestão Empresarial Tendências Empresariais Aula 6 Prof. Elton Ivan Schneider tutoriacomercioexterior@grupouninter.com.br Comércio Exterior Mudança Quando decorei todas as respostas da vida, mudaram todas

Leia mais

AS ENGENHARIAS. Origem da Engenharia ENGENHARIA 17/02/2011. Histórico da Engenharia - Precursores. Ensino Formal de Engenharia. Neste tópico veremos:

AS ENGENHARIAS. Origem da Engenharia ENGENHARIA 17/02/2011. Histórico da Engenharia - Precursores. Ensino Formal de Engenharia. Neste tópico veremos: AS ENGENHARIAS Neste tópico veremos: A engenharia na História As áreas da Engenharia Os desafios da Engenharia ENGENHARIA É o conjunto de conhecimentos científicos e tecnológicos de base físico-matemática,

Leia mais

Engenharia de Produção: Grande área e diretrizes curriculares

Engenharia de Produção: Grande área e diretrizes curriculares ABEPRO Associação Brasileira de Engenharia de Produção DOCUMENTO NÃO CONCLUÍDO Engenharia de Produção: Grande área e diretrizes curriculares Documento elaborado nas reuniões do grupo de trabalho de graduação

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Sociedade da Informação

Sociedade da Informação Sociedade da Informação Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Brasília, Abril de 2008 Profa.: Lillian Alvares Sociedade da Informação Intangibilidade Conectividade

Leia mais

IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES

IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES Ednilson Zanini 1 O serviço logístico tornou-se uma ferramenta importante para o desenvolvimento de relacionamentos

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras. Raul Colcher raul.colcher@questera.

Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras. Raul Colcher raul.colcher@questera. Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras Raul Colcher raul.colcher@questera.com Fonte: ABES, 2013 Mercado Brasileiro de TI Os últimos

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

CURSOS TECNOLÓGICOS EM NÍVEL SUPERIOR: BREVES APONTAMENTOS

CURSOS TECNOLÓGICOS EM NÍVEL SUPERIOR: BREVES APONTAMENTOS CURSOS TECNOLÓGICOS EM NÍVEL SUPERIOR: BREVES APONTAMENTOS Alan do Nascimento RIBEIRO, Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves Universidade do Estado de Minas Gerais Maria Amarante Pastor BARACHO,

Leia mais

TENDÊNCIAS PAINEL E RUMOS DA UNIVERSIDADE CONTEMPORÂNEA. www.abmes.org.br. Gabriel Mario Rodrigues Presidente da ABMES gmr2@gmrpar.com.

TENDÊNCIAS PAINEL E RUMOS DA UNIVERSIDADE CONTEMPORÂNEA. www.abmes.org.br. Gabriel Mario Rodrigues Presidente da ABMES gmr2@gmrpar.com. PAINEL TENDÊNCIAS E RUMOS DA UNIVERSIDADE CONTEMPORÂNEA Gabriel Mario Rodrigues Presidente da ABMES gmr2@gmrpar.com.br 07 de maiode 2013 SCS Quadra 07 Bloco "A" Sala 526 Ed. Torre do Pátio Brasil Shopping

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: RELAÇÕES INTERNACIONAIS Missão A principal missão do Curso de Relações Internacionais é formar, a partir de pesquisa e desenvolvimento pedagógico próprios, mediante

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO

ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO Aula Inaugural Prof. MSc. Romeu Mendes (TOCONE JQ) Quem sou eu? Nome: Romeu Mendes - Conhecido no mundo acadêmico como Professor TOCONE Graduado em Administração de empresas, MBA

Leia mais

Exercícios de 3ª Revolução Industrial

Exercícios de 3ª Revolução Industrial Exercícios de 3ª Revolução Industrial 1. (IFMG) Disponível em: http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2012/10/industria-automobilistica-definidoo.html. Acesso em: 21/11/2012. A imagem retrata um cenário

Leia mais

As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014

As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014 As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014 Fortune Top companies: Biggest by Market Value Fortune Top companies: Most profitable VALOR V = Valor percebido pelo cliente (

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Agenda. Noções de Empregabilidade; Profissões tecnológicas ligadas à Computação; Visão do Mercado de Trabalho na Bahia e no Brasil.

Agenda. Noções de Empregabilidade; Profissões tecnológicas ligadas à Computação; Visão do Mercado de Trabalho na Bahia e no Brasil. Prof. Fernando Cardeal fcardeal@ifba.edu.br Agenda Noções de Empregabilidade; Profissões tecnológicas ligadas à Computação; Visão do Mercado de Trabalho na Bahia e no Brasil. Tempo estimado: 40 minutos.

Leia mais

Gestão para um mundo melhor EMPREENDEDOR/Entrevista. Julho 1999.

Gestão para um mundo melhor EMPREENDEDOR/Entrevista. Julho 1999. GESTÃO PARA UM MUNDO MELHOR Gestão para um mundo melhor EMPREENDEDOR/Entrevista. Julho 1999. RESUMO: Para o consultor e empresário Oscar Motomura, a sociedade global precisa evoluir, abandonando sua ganância

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

A ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO DE PRODUÇÃO: A REALIDADE DAS EMPRESAS

A ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO DE PRODUÇÃO: A REALIDADE DAS EMPRESAS A ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO DE PRODUÇÃO: A REALIDADE DAS EMPRESAS Michelle Mike Nose 1, Daisy Aparecida do Nascimento Rebelatto 2 Universidade de São Paulo 1 Escola de Engenharia de São Carlos Av. Trabalhador

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ADMINISTRAÇÃO/COMÉRCIO EXTERIOR - CONTAGEM

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ADMINISTRAÇÃO/COMÉRCIO EXTERIOR - CONTAGEM SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ADMINISTRAÇÃO/COMÉRCIO EXTERIOR - CONTAGEM 1) PERFIL DO CURSO: A missão do Curso de Administração com Linha de Formação Específica em Comércio Exterior da PUC Minas consiste

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

Política de Software e Serviços

Política de Software e Serviços Política de Software e Serviços Encontro de Qualidade e Produtividade em Software - Brasília Dezembro / 2003 Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática e Tecnologia Antenor

Leia mais

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Com um processo funcional de planejamento

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios.

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Autor: Douglas Marcos da Silva 7 Sumário Executivo Nas últimas décadas, a evolução tecnológica, a interdependência dos mercados e a intensificação

Leia mais

O SR. ÁTILA LIRA (PSDB-PI) pronuncia o seguinte discurso: A profissão de Administrador no Brasil completou 40 anos no

O SR. ÁTILA LIRA (PSDB-PI) pronuncia o seguinte discurso: A profissão de Administrador no Brasil completou 40 anos no O SR. ÁTILA LIRA (PSDB-PI) pronuncia o seguinte discurso: A profissão de Administrador no Brasil completou 40 anos no último dia 9. Ao todo, o País tem hoje cerca de 1,5 milhão de bacharéis em Administração.

Leia mais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Iraci Müller Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul-SC iracimuller@uol.com.br

EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Iraci Müller Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul-SC iracimuller@uol.com.br EDUCAÇÃO FINANCEIRA Iraci Müller Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul-SC iracimuller@uol.com.br Resumo: A Educação Financeira nas escolas torna-se necessária para formar futuros empreendedores que compreendam

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

www.institutosiegen.com.br Aula 2 Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir?

www.institutosiegen.com.br Aula 2 Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir? Aula 2 1. O cenário competitivo do século XXI O cenário competitivo do século XXI Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir? O que uma farmácia moderna pode vender? Qual a diferença

Leia mais

Agenda. Empreendedorismo. Sociedade em mudança. Sociedade em mudança. Aceleração da História. Anos para alcançar 25% do mercado. Sociedade em mudança

Agenda. Empreendedorismo. Sociedade em mudança. Sociedade em mudança. Aceleração da História. Anos para alcançar 25% do mercado. Sociedade em mudança Agenda Sociedade em mudança Empreendedorismo Gilberto Sudré gilberto@unitera.com.br Perfil do Empreendedor Montando sua Empresa Programas de Apoio Conclusão Sociedade em mudança Sociedade em mudança Vivemos

Leia mais

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH e-rh / Recursos Humanos Virtual Novas Tendências Como já foi visto com o advento da globalização e do crescimento da tecnologia e a difusão da Internet,

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC)

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido)

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido) FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM ES Curso de Administração reconhecido pelo Decreto Federal nº 78.951, publicado no D.O.U. de 16-12-1976 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso FRANKENBERG, C. L. C. a*, CANTELLI, M. a, DE OLIVEIRA, P. G. b a. Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

Processo de Planejamento Estratégico

Processo de Planejamento Estratégico Processo de Planejamento Estratégico conduzimos o nosso negócio? Onde estamos? Definição do do Negócio Missão Visão Análise do do Ambiente Externo e Interno Onde queremos Chegar? poderemos chegar lá? saberemos

Leia mais

1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa

1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa 1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa A motivação, satisfação e insatisfação no trabalho têm sido alvo de estudos e pesquisas de teóricos das mais variadas correntes ao longo do século XX. Saber o que

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

Formação, Qualificação e Empregabilidade. Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais

Formação, Qualificação e Empregabilidade. Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais Formação, Qualificação e Empregabilidade Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais Queremos que os olhares do mundo voltem para a visibilidade e valorização

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O currículo ora alterado e implantado no início do ano letivo de 2001, deve ser aplicado:

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O currículo ora alterado e implantado no início do ano letivo de 2001, deve ser aplicado: RESOLUÇÃO CONSEPE 43/2001 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, REGIME SERIADO ANUAL, DO CÂMPUS DE SÃO PAULO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Conversatorio Internacional. La educación tecnológica en Brasil

Conversatorio Internacional. La educación tecnológica en Brasil Conversatorio Internacional "Mitos y verdades sobre la acreditación en la Educación Superior" La educación tecnológica en Brasil Prof. Dr. Rolando V. Vallejos Brasil seguindo o caminho de desenvolvimento

Leia mais

AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES

AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES 1 Apresentação 1. As comunicações, contemporaneamente, exercem crescentes determinações sobre a cultura,

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13)

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS 2009 Introdução Resumo Executivo Apesar das turbulências que marcaram o ano de 2008, com grandes variações nos indicadores econômicos internacionais,

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

SOCIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 05 O MODELO CAPITALISTA BRASILEIRO E A NOVA ORDEM INTERNACIONAL

SOCIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 05 O MODELO CAPITALISTA BRASILEIRO E A NOVA ORDEM INTERNACIONAL SOCIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 05 O MODELO CAPITALISTA BRASILEIRO E A NOVA ORDEM INTERNACIONAL Como pode cair no enem Leia o trecho abaixo e responda: A propriedade do rei suas terras e seus tesouros se

Leia mais

Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing. Manual do Curso

Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing. Manual do Curso Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2015 Apresentação Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016 A Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul - ROTARY Colégio Eduardo Gomes objetivando o desenvolvimento profissional de seus associados e seus familiares estabeleceu parceria educacional com a Fundação

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.1 Denominação Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1.2 Total de Vagas Anuais 80 vagas anuais 1.3 Regime Acadêmico de Oferta Seriado

Leia mais

Neoliberalismo tingido de verde de olho na Rio + 20

Neoliberalismo tingido de verde de olho na Rio + 20 Neoliberalismo tingido de verde de olho na Rio + 20 Rodrigo Otávio Rio de Janeiro - A antropóloga e ambientalista Iara Pietricovsky faz parte do grupo de articulação da Cúpula dos Povos (evento das organizações

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

GESTÃO NO SERVIÇO PÚBLICO

GESTÃO NO SERVIÇO PÚBLICO GESTÃO NO SERVIÇO PÚBLICO Susan Dignart Gestora Governamental - MT Cuiabá MT, dezembro de 2008 GESTÃO o que é? Muitas interpretações... Gestão = Administração: organizar os meios para atingir fins; Políticas

Leia mais

Planejamento Estratégico do Sistema 2008/2010 PARTE II

Planejamento Estratégico do Sistema 2008/2010 PARTE II Planejamento Estratégico do Sistema 2008/2010 Planejamento Estratégico do Sistema 2008/2010 PARTE II 10/08/2007 SUMÁRIO Conceitos... 2 1. Missão... 2 2. Negócio... 3 3. Visão... 3 4. Valores... 5 5. Cenários...

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2014 MBA em Gestão de Negócios 1 Apresentação O MBA em Gestão de Negócios visa preparar empresários e profissionais do Mato Grosso

Leia mais

MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: RAFAEL PARACHEN

Leia mais

Consciências de Desempenho Empresarial

Consciências de Desempenho Empresarial Quando o Design Thinking surgiu como uma alternativa para Solucionar Problemas, apresentando um novo perfil de raciocínio, considerando as partes interessadas como eixo de referência, ousando em pensar

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil

FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil FIPECAFI completa 35 anos de pioneirismo na construção da história Contábil, Atuarial e Financeira do Brasil A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) foi fundada

Leia mais

Encerramento (Fechamento) de Projetos

Encerramento (Fechamento) de Projetos UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Encerramento (Fechamento) de Projetos Prof. Régis K. Scalice DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas

Leia mais

O BNDES E A INOVAÇÃO

O BNDES E A INOVAÇÃO O BNDES E A INOVAÇÃO LUCIANO COUTINHO PRESIDENTE DO BNDES FÓRUM NACIONAL - INAE 17 de Maio de 2007 1 Onde Estamos A indústria de transformação precisa voltar a funcionar como motor propulsor da economia

Leia mais

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Paulo Gabriel Soledade Nacif, Murilo Silva de Camargo Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

ONDE. Casa do Administrador

ONDE. Casa do Administrador Bem-Vindos! CRA RJ * Conselho Regional de Administração ONDE Casa do Administrador Um edifício de 7 andares, uma sede própria, para que os administradores tenham todo o pronto atendimento e estrutura

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO Dos cursos mais procurados pelos estudantes, o de Administração é um dos mais novos. Enquanto Medicina e Direito formam profissionais desde o século 19, foi apenas em 1946 que

Leia mais

Discurso da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no seminário Planejamento e Desenvolvimento: Experiências Internacionais e o Caso do Brasil

Discurso da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no seminário Planejamento e Desenvolvimento: Experiências Internacionais e o Caso do Brasil Discurso da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no seminário Planejamento e Desenvolvimento: Experiências Internacionais e o Caso do Brasil Brasília, 22 de novembro de 2012 É uma honra recebê-los

Leia mais

Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Intranet e Extranet Rede privada baseada na mesma tecnologia utilizada na internet, sendo sua única diferença o objetivo por trás

Leia mais

Pressão sobre os recursos nos mercados globais de commodities afeta economia global

Pressão sobre os recursos nos mercados globais de commodities afeta economia global Pressão sobre os recursos nos mercados globais de commodities afeta economia global Conclusão é do novo relatório do Earth Security Group, lançado hoje em São Paulo na sede da Cargill São Paulo, 23 de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Redes de Computadores MISSÃO DO CURSO Com a modernização tecnológica e com o surgimento destes novos serviços e produtos, fica clara a necessidade de profissionais

Leia mais

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica CFO Panorama Global dos Negócios Queda acentuada do otimismo no Brasil, preocupação com câmbio e alta da taxa de juros estão entre os principais resultados da pesquisa. -------------------------------------------

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA.

RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS Parceria: Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Política e Relações Governamentais O programa objetiva

Leia mais

Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing. Manual do Curso

Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing. Manual do Curso Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2016 Apresentação Pós-Graduação Empresarial em Gestão de Negócios com Ênfase em Marketing

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

Objetivos Específicos Os objetivos específicos demostram que ao final do curso os alunos deverão estar aptos a:

Objetivos Específicos Os objetivos específicos demostram que ao final do curso os alunos deverão estar aptos a: CURSO: Graduação em Marketing ( graduação) Missão O Curso de Graduação em Marketing tem como missão formar profissionais com capacidade de criar, planejar, executar e controlar processos de marketing que

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MISSÃO DO CURSO A concepção do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas está alinhada a essas novas demandas

Leia mais

De onde saímos? Onde queremos chegar?

De onde saímos? Onde queremos chegar? De onde saímos? Onde queremos chegar? De onde saímos? Passar por algum lugar? Onde queremos chegar? Conhecer a História Olhar o futuro TRAJETÓRIA: HISTÓRIA DA FORMAÇÃO DA (O) ENFERMEIRA(O) "Trabalhar incessantemente

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Uma visão abrangente dos negócios Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Negócios sem barreiras O fenômeno da globalização tornou o mercado mais interconectado e rico em oportunidades.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Elétrica tem por missão a graduação de Engenheiros Eletricistas com sólida formação técnica que

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro , Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro São Paulo-SP, 08 de novembro de 2008 Centrais, Senhoras e senhores ministros das Finanças e presidentes

Leia mais

Ninguém gosta do custo de frete. Os clientes

Ninguém gosta do custo de frete. Os clientes I E-BOOK Ninguém gosta do custo de frete. Os clientes não gostam. As lojas virtuais não gostam. O mercado não gosta. Mas apesar do crescimento dos custos de manuseio, envio e transporte de produtos, a

Leia mais