Quinta-feira, 11 de abril

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quinta-feira, 11 de abril"

Transcrição

1 Quinta-feira, 11 de abril Mais alguns exemplos de programação inteira Técnicas de planos de corte para obter melhores limitações Entregar: Observações de Aula 1

2 Exemplo: Localização do corpo de bombeiros. Considere a localização dos corpos de bombeiros em diferentes municípios. Objetivo: dispor os corpos de bombeiros de forma que cada distrito tenha um nele, ou em um local próximo, um corpo de bombeiros para minimizar os custos. 2

3 Exemplo para o problema de Corpo de Bombeiros Onde x j = se um corpo de bombeiros estiver localizado no distrito j. xj = 0 caso contrário. Onde c j = custo de colocar um corpo de bombeiros no distrito j. Formule com seus colegas o problema do corpo de bombeiros. 3

4 Configurar problema de cobertura configurar S= {1,, m} dos itens a serem cobertos municípios que precisam ter um corpo de bombeiros ou que precisem estar próximos a um a distrito que possua um corpo de bombeiros n subconjuntos de S Para cada local j possível para um corpo de bombeiro, o subconjunto é um distrito j mais a lista de municípios adjacentes ao distrito j. a ij = 1 se o distrito i para adjacente ao distrito j ou se i = j. Minimizar sujeito a para cada i é binário para cada j 4

5 Restrições de cobertura são comuns Rota de frotas para companhias aéreas: Indicar um percurso para cada avião. Todos os vôos devem ser incluídos Indicar a tripulação para os aviões Cada avião deve ter uma tripulação Local do armazém Cada vendedor deve ser atendido por um armazém. 5

6 Conjunto Independente (agrupamento de conjuntos) Qual é o número máximo de municípios de forma que dois deles não compartilhem a mesma fronteira? Com seus colegas, formule o problema de conjunto independente. Relacione todas as restrições que contém x 10. 6

7 As restrições do agrupamento de conjuntos surgem com freqüência durante a manufatura e logística Cortar formas a partir de uma folha de metal Manufaturar de uma só vez diversos itens que usam os mesmos recursos (quanto trabalho pode ser feito em paralelo)? 7

8 Revisão da Aula Passada Orçamento de Investimento $ Investimento Valor Necessário $5 $7 $4 $3 $4 $6 (1000s) VPL adicionado (1000s) $16 $22 $12 $8 $11 $19 maximizar 16x x x 3 + 8x 4 +11x x 6 sujeito a 5x 1 + 7x 2 + 4x 3 + 3x 4 +4x 5 + 6x 6 = 14 x j binário para j = 1 a 6 8

9 Derivação e Limitação A solução titular tem o valor igual a 43 9

10 Sobre limites da Programação Linear Encontramos um titular com um valor igual a 43. O melhor valor da solução PL está entre 44 e 45. Existe uma forma de estabelecer diretamente uma limitação superior entre 43 e 44? Poderíamos talvez formar um programa linear melhor. Quanto mais próximo a PL estiver do Programa de Inteiros melhor. Observação: nem todas as formulações de PL são as mesmas em termos de aproximação 10

11 Usando Planos de Corte Solução ótima (titular) Solução fracionária ótima (i.e. inviável) Exemplo. Minimizar sujeito a x + 10y x, y estão em P x, y inteiros 11

12 Usando Planos de Corte Sugestão: adicione restrições que eliminem soluções fracionárias a PL sem eliminar qualquer solução de inteiros. adicionar y = 1 adicionar y =x-1 Exemplo. Minimizar sujeito a x + 10y x, y estão em P x, y inteiros 12

13 Usando Planos de Corte Solução ótima (titular) Se adicionarmos exatamente as desigualdades corretas, então cada ponto do aresta da PL será um número inteiro e o PI poderá ser solucionado. resolvendo-se a PL A isso damos o nome de PL mínimo, o casco convexo das soluções PI. Exemplo. Minimizar sujeito a x + 10y x, y estão em P x, y inteiros É difícil encontrar essas restrições para problemas maiores. 13

14 Mais sobre a adição de restrições As restrições mais rígidas possível são muito úteis e denominadas facetas. Suponhamos que estamos fazendo a maximização e z PL é a opção para a atenuação da PL e z PI é a opção para PI. Então z PI = z PL De preferência, queremos que z PI esteja próximo a z PL. Isso é MUITO BOM para derivação e limitação. A adição de diversas desigualdades pode ser bastante útil. Não tem nenhum efeito em z PI. Pode reduzir z PL de forma significativa. 14

15 Técnica de Plano de Corte Puro Em vez de particionar a região viável, a técnica do plano de corte (puro) trabalha com um única PL Planos de corte são adicionados (desigualdades válidas de programação linear) de forma iterativa à esse PL. Em cada iteração a região viável é reduzida de forma sucessiva até que uma integral ótima seja encontrada resolvendo-se a PL. Na prática, também é usada como parte da derivação e limitação. A idéia essencial é encontrar cortes ou desigualdades válidos. 15

16 De onde vem esses cortes? Duas abordagens Específica para o problema Ilustrada no Problema do Vendedor Viajante e Problema da Mochila Abordagem baseada em PL, que funciona para programas gerais de inteiros Planos de corte de Gomory 16

17 Problema Específico O problema de orçamento de capital (mochila) maximizar sujeito a x j binário para j = 1 a 6 17

18 A Atenuação de LP O problema do orçamento de capital (mochila) maximizar sujeito a 0 = x j = 1 para j = 1 a 6 A solução ótima: É possível encontrar uma desigualdade (corte) que elimine essa solução? 18

19 A Atenuação de LP O problema de orçamento de capital (mochila) maximizar sujeito a A solução ótima : 19

20 Após um corte maximizar sujeito a 0 = x j = 1 para j = 1 a 6 A solução ótima: 20

21 Após dois cortes maximizar sujeito a 0 = x j = 1 para j = 1 a 6 A solução ótima: 21

22 Obtendo o corte válido É fácil maximizar de forma que x j binário para j = 1, 2, 3, 6. Coloque os itens de menor orçamento na mochila até que ela esteja cheia. Nesse caso, os itens 1 e 3 são guardados na mochila e não há espaço para os itens 2 ou 6. Então 22

23 Após três cortes maximizar sujeito a Observação sobre Excel: os novos cortes dominam os antigos. 23

24 Eliminando as restrições redundantes maximizar sujeito a para A solução ótima: Então 24

25 Resumo para o Problema de Mochila É possível encontrar algumas desigualdades simples válidas que demonstraram que z* = 43. Esse é o valor objetivo ótimo. São necessários 3 cortes Se tivéssemos sido mais espertos apenas um curte seria necessário Temos uma abordagem simples para encontrar cortes. Isso não mostra todos os cortes. Lembre-se, são necessários 25 nós de uma árvore de derivação e limitação De fato, pesquisadores descobriram que são necessárias técnicas de plano de corte para resolver programas de inteiros maiores (geralmente como uma forma de encontrar melhores limitações). 25

26 Problema do Caixeiro Viajante (PCV) Qual é o caminho mais curto para visitar cada ponto? 26

27 Comentários sobre o PCV Problema muito bem estudado É com freqüência o problema usado para testar novos algoritmos NP-completo (é difícil, de forma intrínseca, do ponto de vista técnico Exemplos grandes foram resolvidos de maneira ótima (5000 cidades ou mais) Exemplos muito grandes foram resolvidos Aproximadamente (10 milhões de cidades dentro de uma porcentagem ótima). Formularemos adicionando restrições que se assemelham a cortes 27

28 O PCV como um PI, quase Onde x e = 1 se o arco e está no caminho x e = 0 caso contrário Onde A(i) = arcos incidentes em um nó i Minimizar sujeito a x e é binário Essas restrições são suficientes? 28

29 Subcaminhos Qualquer solução de inteiros com exatamente dois pontos incidentes em dois nós é a união de dois caminhos. Por quê? Objetivo: adicionar restrições que eliminem esses subcaminhos mas que não eliminem qualquer caminho do PCV. 29

30 Subcaminhos Onde S = {2, 3, 4, 7, 9}. Então cada caminho tem no máximo 4 arcos em S. A cada subconjunto estrito S de cidades, adicione uma restrição onde o número máximo de arcos em S é S - 1. Isso garante que o conjunto S não terá um subcaminho que passe por todos os cinco nós. 30

31 Formulação do PCV com um IP Minimizar sujeito a subcaminho quebrando restrições xe é binário Essas restrições S são suficientes? Sim! Infelizmente, existe um número exponencial. Mas, de qualquer forma, funciona muito bem. Gerar conforme necessário. 31

32 Mais sobre o PCV As restrições de eliminação do subcaminho são boas onde a PL limitante para os problemas práticos é geralmente 1% a 2% para o comprimento do caminho do PCV. Pode-se adicionar restrições ainda mais complexas, o que é feito com freqüência (e que é útil). 32

33 Cortes de Gomory: um método de geração de cortes usando tabelas de PL Considere a restrição a seguir em um programa de inteiros Estude as frações. inteiro 33

34 Cortes de Gomory O que tomamos como base para realizar o corte de Gomory? Uma única restrição com um lado direito fracionário Todos os coeficientes são positivos. Todas as variáveis devem ser inteiras 34

35 O que devemos fazer se os coeficientes forem negativos? Reescreva de forma que os coeficientes das partes fracionárias sejam positivos. inteiro 35

36 Em maneira geral Onde fr(a) é a parte fracionária positiva de; 36

37 Como gerar planos de corte? De forma geral Após pivotar, encontra uma variável básica fracionária. Escreva uma corte de Gomory. (É uma restrição de desigualdade, que leva a uma nova variável). Observação: os únicos coeficientes que são fracionários correspondem a variáveis não-básicas (por quê?) O corte de Gomory torna a solução básica anterior inviável. (por quê?) Resolva a PL com a nova restrição e itere 37

38 Resumo de Programação Inteira Aumenta drasticamente a capacidade de modelagem Indivisibilidades econômicas Restrições lógicas Modelagem em não-linearidades Não é tão fácil de modelar. Não é tão fácil de resolver. 38

39 Resumo de Técnicas de Solução de PI Derivação e Limitação muito geral e fácil de adaptar usado na prática (ex.: Excel Solver) Enumeração Implícita técnica de derivação e limitação para PIs binários Planos de Corte forma inteligente de aprimorar a limitação área ativa para pesquisa, teoria e aplicada 39

Lista de Exercícios Programação Inteira. x 2 0 e inteiros.

Lista de Exercícios Programação Inteira. x 2 0 e inteiros. Lista de Exercícios Programação Inteira ) Resolva os problemas a seguir usando o método B&B a) Max z = 5 x + 2 y s.a x + y 2 x + y 5 x, y 0, x e y inteiros b) Max z = 2 x + y s.a x + 2y 0 x + y 25 x, y

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Análise e Síntese de Algoritmos. RESOLUÇÃO DO 2 o TESTE

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Análise e Síntese de Algoritmos. RESOLUÇÃO DO 2 o TESTE INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Análise e Síntese de Algoritmos Ano Lectivo de 2006/2007 2 o Semestre RESOLUÇÃO DO 2 o TESTE I. (2,0+2,0+2,0 = 6,0 val.) 1) Calcule o valor óptimo da função objectivo e o respectivo

Leia mais

DECISÕES SOBRE TRANSPORTES (PARTE III) Mayara Condé Rocha Murça TRA-53 Logística e Transportes

DECISÕES SOBRE TRANSPORTES (PARTE III) Mayara Condé Rocha Murça TRA-53 Logística e Transportes DECISÕES SOBRE TRANSPORTES (PARTE III) Mayara Condé Rocha Murça TRA-53 Logística e Transportes Agosto/2013 Problemas de roteirização e programação de veículos (RPV) Objetivo geral: Determinar rotas de

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL APLICADA A LOGÍSTICA

PESQUISA OPERACIONAL APLICADA A LOGÍSTICA PESQUISA OPERACIONAL APLICADA A LOGÍSTICA Pós-Graduação em Logística e Supply Chain Valdick Sales 1 APRESENTAÇÃO Valdick sales Graduado em Ciência da Computação pela UFPE. Pós-Graduado em Redes e Banco

Leia mais

Investigação Operacional

Investigação Operacional Métodos de Programação Linear: Gráfica, (Mestrado) Engenharia Industrial http://dps.uminho.pt/pessoais/zan - Escola de Engenharia Departamento de Produção e Sistemas 1 Representação Gráfica Considere o

Leia mais

Programação Linear. (3ª parte) Informática de Gestão Maria do Rosário Matos Bernardo 2016

Programação Linear. (3ª parte) Informática de Gestão Maria do Rosário Matos Bernardo 2016 Programação Linear (3ª parte) Informática de Gestão 61020 Maria do Rosário Matos Bernardo 2016 Conteúdos Excel Solver Instalação do Solver Resolução de problemas de programação linear Problema de minimização

Leia mais

MÉTODO SIMPLEX SOLUÇÃO INICIAL ARTIFICIAL

MÉTODO SIMPLEX SOLUÇÃO INICIAL ARTIFICIAL MÉTODO SIMPLEX SOLUÇÃO INICIAL ARTIFICIAL Problemas de PL nos quais todas as restrições são ( ) com lados direitos não negativos oferecem uma solução básica inicial viável conveniente, na qual todas as

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL

IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL 1. INTRODUÇÃO Este tutorial apresenta, passo-a-passo, o processo de implementação e resolução de modelos matemáticos na planilha

Leia mais

Pesquisa Operacional. Evanivaldo Castro Silva Júnior

Pesquisa Operacional. Evanivaldo Castro Silva Júnior Evanivaldo Castro Silva Júnior Conteúdo Fundamentos da Pesquisa Operacional. Modelos Lineares. Métodos de solução gráfica e algoritmo simplex. Aplicações de Programação Linear. Análise de Sensibilidade.

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 6

Teoria dos Grafos Aula 6 Teoria dos Grafos Aula 6 Aula passada Busca em grafos Busca em largura (BFS Breadth First Search) Propriedades Aula de hoje BFS implementação Complexidade Busca em profundidade (DFS) Conectividade, componentes

Leia mais

Unidade II PESQUISA OPERACIONAL. Profa. Ana Carolina Bueno

Unidade II PESQUISA OPERACIONAL. Profa. Ana Carolina Bueno Unidade II PESQUISA OPERACIONAL Profa. Ana Carolina Bueno Programação linear É um subitem da programação matemática. É um dos modelos utilizados em pesquisa operacional. Consiste em otimizar (maximizar

Leia mais

Exemplo: Maximização de lucros em uma chocolateria que produz os seguintes produtos: (1) Chocolate Pyramide (2) Chocolate Pyramide Nuit

Exemplo: Maximização de lucros em uma chocolateria que produz os seguintes produtos: (1) Chocolate Pyramide (2) Chocolate Pyramide Nuit Universidade Tecnológica Federal do Paraná Professor Murilo V. G. da Silva Notas de aula Estrutura de Dados 2 (Aula 09) Conteúdos da Aula: [DPV06 7.1, 7.2, 7.3] [Observação: Estas notas de aula são apenas

Leia mais

Programação Linear. MÉTODOS QUANTITATIVOS: ESTATÍSTICA E MATEMÁTICA APLICADAS De 30 de setembro a 13 de novembro de 2011 prof. Lori Viali, Dr.

Programação Linear. MÉTODOS QUANTITATIVOS: ESTATÍSTICA E MATEMÁTICA APLICADAS De 30 de setembro a 13 de novembro de 2011 prof. Lori Viali, Dr. Programação Linear São problemas complexos, muitas vezes de difícil solução e que envolvem significativas reduções de custos, melhorias de tempos de processos, ou uma melhor alocação de recursos em atividades.

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ROTEIRO Esta aula tem por base o Capítulo 2 do livro de Taha (2008): Introdução O modelo de PL de duas variáveis Propriedades

Leia mais

GE-814: Introdução à Avaliação Operacional

GE-814: Introdução à Avaliação Operacional GE-814: Introdução à Avaliação Operacional Objetivo Que a audiência se familiarize com o conceito de Programação Matemática. Desafio Construir com os Legos TM o número ótimo de cadeiras e mesas. 1ª Lição

Leia mais

Aula 10: Tratabilidade

Aula 10: Tratabilidade Teoria da Computação DAINF-UTFPR Aula 10: Tratabilidade Prof. Ricardo Dutra da Silva Na aula anterior discutimos problemas que podem e que não podem ser computados. Nesta aula vamos considerar apenas problemas

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Engenharia - Campus de Guaratinguetá Pesquisa Operacional Livro: Introdução à Pesquisa Operacional Capítulo 5 Modelo da Designação Fernando Marins fmarins@feg.unesp.br Departamento de Produção

Leia mais

* O que originou a designação Operational Research no Reino Unido, A origem da Investigação Operacional (IO)?

* O que originou a designação Operational Research no Reino Unido, A origem da Investigação Operacional (IO)? A origem da Investigação Operacional (IO)? A IO surgiu no final da II Guerra Mundial quando os Aliados se viram confrontados com problemas (relativamente aos recursos logísticos e às operações* das forças

Leia mais

Conteúdo. Introdução. Notas. Programação Linear Inteira, Introdução. Notas. Notas

Conteúdo. Introdução. Notas. Programação Linear Inteira, Introdução. Notas. Notas Programação Linear Inteira Introdução Haroldo Gambini Santos Universidade Federal de Ouro Preto 30 de agosto de 2011 1 / 26 Conteúdo 1 Otimização 2 Pesquisa Operacional 3 Prob. da Dieta 4 Método Gráco

Leia mais

Optimização em Redes e Não Linear

Optimização em Redes e Não Linear Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro Optimização em Redes e Não Linear Ano Lectivo 005/006, o semestre Folha - Optimização em Redes - Árvores de Suporte. Suponha que uma dada companhia

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 23

Teoria dos Grafos Aula 23 Teoria dos Grafos Aula 23 Aula passada Apresentação de trabalhos Discussão da prova Subset sum Problema da mochila Aula de hoje Caminho mais curto entre todos os pares Algortimo de Floyd Warshall Programação

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL 4470E- 04

PESQUISA OPERACIONAL 4470E- 04 O Solver é uma ferramenta de otimização disponível no MS- Excel; PESQUISA OPERACIONAL 4470E- 04 A estrutura de planilha do Excel facilita na modelagem de um problema de Programação Linear neste ambiente;

Leia mais

Investigação Operacional

Investigação Operacional Investigação Operacional Licenciatura em Gestão 3.º Ano Ano Lectivo 2013/14 Programação Linear Texto elaborado por: Maria João Cortinhal (Coordenadora) Anabela Costa Maria João Lopes Ana Catarina Nunes

Leia mais

Otimização Aplicada à Engenharia de Processos

Otimização Aplicada à Engenharia de Processos Otimização Aplicada à Engenharia de Processos Aula 2: Programação Matemática Felipe Campelo http://www.cpdee.ufmg.br/~fcampelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Belo Horizonte Março de 2013

Leia mais

Teoria da Correlação. Luiz Carlos Terra

Teoria da Correlação. Luiz Carlos Terra Luiz Carlos Terra Você poderá, através de cálculos matemáticos, verificar a forma como a variação de um dado observado pode estar associada às alterações de outra variável. (Luiz Carlos Terra) 1 Objetivo

Leia mais

Árvore Binária de Busca Ótima

Árvore Binária de Busca Ótima MAC 5710 - Estruturas de Dados - 2008 Referência bibliográfica Os slides sobre este assunto são parcialmente baseados nas seções sobre árvore binária de busca ótima do capítulo 4 do livro N. Wirth. Algorithms

Leia mais

Problema do Caminho Mais Curto. Problema do Caminho Mais Curto

Problema do Caminho Mais Curto. Problema do Caminho Mais Curto Problema do Caminho Mais Curto " Podemos afectar pesos" aos arcos de um grafo, por exemplo, para representar uma distância entre cidades numa rede ferroviária: ria: Chicago 650 600 700 Toronto 200 New

Leia mais

Problema de Transporte (Redes) Fernando Nogueira Problema de Transporte 1

Problema de Transporte (Redes) Fernando Nogueira Problema de Transporte 1 Problema de Transporte (Redes) Fernando Nogueira Problema de Transporte 1 O Problema de Transporte consiste em determinar o menor custo (ou o maior lucro) em transportar produtos de várias origens para

Leia mais

α ( u 1 - u 2 ) = u 3 - u 2.

α ( u 1 - u 2 ) = u 3 - u 2. 2- NOÇÕES DE CONVEXIDADE E FORMULAÇÃO MATEMÁTICA DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR 21 Noções de Convexidade 211 - Combinação Convexa de pontos ponto b = αx 1 Considere C um conjunto contendo os pontos

Leia mais

Teoria dos Grafos. Cobertura, Coloração de Arestas, Emparelhamento

Teoria dos Grafos. Cobertura, Coloração de Arestas, Emparelhamento Teoria dos Grafos Valeriano A. de Oliveira Socorro Rangel Silvio A. de Araujo Departamento de Matemática Aplicada antunes@ibilce.unesp.br, socorro@ibilce.unesp.br, saraujo@ibilce.unesp.br Cobertura, Coloração

Leia mais

Programação Linear (PL)

Programação Linear (PL) Programação Linear (PL) ETAPA 05 Volume 04: O problema de transporte (PT) Definição e apresentação sobre forma de rede Formulação do caso equilibrado e não equilibrado Exemplos Propriedades fundamentais

Leia mais

Um algoritmo para aproximação da fronteira de Pareto em problemas de programação inteira multiobjectivo

Um algoritmo para aproximação da fronteira de Pareto em problemas de programação inteira multiobjectivo Um algoritmo para aproximação da fronteira de Pareto em problemas de programação inteira multiobjectivo Manuela Fernandes, Vladimir Bushenkov A. I. de Matemática, E.S.T.T., Instituto Politécnico de Tomar,

Leia mais

Grafos: caminhos (matriz adjacência)

Grafos: caminhos (matriz adjacência) Grafos: caminhos (matriz adjacência) Algoritmos e Estruturas de Dados 2 Graça Nunes 1 O problema do menor caminho Um motorista deseja encontrar o caminho mais curto possível entre duas cidades do Brasil

Leia mais

Conjuntos Numéricos. É o conjunto no qual se encontram os elementos de todos os conjuntos estudados.

Conjuntos Numéricos. É o conjunto no qual se encontram os elementos de todos os conjuntos estudados. Conjuntos Numéricos INTRODUÇÃO Conjuntos: São agrupamentos de elementos com algumas características comuns. Ex.: Conjunto de casas, conjunto de alunos, conjunto de números. Alguns termos: Pertinência Igualdade

Leia mais

Denições. Exemplo. Notas. Programação Linear Inteira Modelagem com Variáveis Inteiras. Notas

Denições. Exemplo. Notas. Programação Linear Inteira Modelagem com Variáveis Inteiras. Notas Programação Linear Inteira Modelagem com Variáveis Inteiras Haroldo Gambini Santos Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP 30 de agosto de 2011 1 / 16 Denições PI: Problema de Programação Inteira Puro

Leia mais

VERSÃO RESPOSTAS PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS

VERSÃO RESPOSTAS PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES PROCESSO SELETIVO MESTRADO - TURMA 2012 PROVA

Leia mais

A Cidade Enlameada Árvores Geradoras Mínimas

A Cidade Enlameada Árvores Geradoras Mínimas Atividade 9 A Cidade Enlameada Árvores Geradoras Mínimas Sumário Nossa sociedade é conectada por muitas redes: redes telefônicas, redes de abastecimento, redes de computadores e redes rodoviárias. Para

Leia mais

Métodos Quantitativos

Métodos Quantitativos UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Escola Paulista de Política, Economia e Negócios Bacharelado em Ciências Contábeis Métodos Quantitativos Prof. João Vinícius de França Carvalho jvfcarvalho@gmail.com Modelo

Leia mais

II. Funções de uma única variável

II. Funções de uma única variável II. Funções de uma única variável 1 II.1. Conceitos básicos A otimização de de funções de de uma única variável consiste no no tipo mais elementar de de otimização. Importância: Tipo de problema encontrado

Leia mais

Matrizes esparsas: definição

Matrizes esparsas: definição Matrizes esparsas: definição o objetivo é mostrar os métodos de armazenamento e manipulação de matrizes esparsas esparsidade de uma matriz é a relação entre o número de elementos nulos de uma matriz e

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 2

Teoria dos Grafos Aula 2 Teoria dos Grafos Aula 2 Aula passada Logística Objetivos Grafos, o que são? Formando pares Aula de hoje Mais problemas reais Definições importantes Algumas propriedades Objetivos da Disciplina Grafos

Leia mais

ASSA 2001/ /2002

ASSA 2001/ /2002 Análise de Sistemas e Simulação em Ambiente 2001/2002 1 Índice Pág. 1- Objectivo 1 2- Resolução do Problema 1 2.1- Resolução pelo Método Gráfico 1 2.2- Resolução utilizando o Solver do Excel 3 3- Conclusão

Leia mais

Lista de exercícios de MAT / II

Lista de exercícios de MAT / II 1 Lista de exercícios de MAT 271-26 / II 1. Converta os seguintes números da forma decimal para a forma binária:x 1 = 37; x 2 = 2347; x 3 =, 75; x 4 =(sua matrícula)/1; x 5 =, 1217 2. Converta os seguintes

Leia mais

Programação Linear - Parte 4

Programação Linear - Parte 4 Mestrado em Modelagem e Otimização - CAC/UFG Programação Linear - Parte 4 Profs. Thiago Alves de Queiroz Muris Lage Júnior 1/2014 Thiago Queiroz (DM) Parte 4 1/2014 1 / 18 Solução Inicial O método simplex

Leia mais

Teoria dos Grafos. Edson Prestes

Teoria dos Grafos. Edson Prestes Edson Prestes Grafos Enumeração de Passeios/Caminhos O processo associado à enumeração de caminhos de um grafo/dígrafo é semelhante ao processo de contagem com a diferença de que usaremos uma matriz de

Leia mais

Controladoria e Pesquisa Operacional na Tomada de Decisões. Conteúdos. Caso ACR Motores Ltda. Caso ACR Motores Ltda. Caso ACR Motores Ltda.

Controladoria e Pesquisa Operacional na Tomada de Decisões. Conteúdos. Caso ACR Motores Ltda. Caso ACR Motores Ltda. Caso ACR Motores Ltda. Controladoria e esquisa Operacional na Tomada de Decisões Aplicações Reais Caso ACR revidência rivada. Caso ACR Malotes Ltda. Caso ACR Tintas S/A Conteúdos Almir Carvalho dos Reis, 00 A ACR Motores Ltda.

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Engenharia - Campus de Guaratinguetá Pesquisa Operacional Livro: Introdução à Pesquisa Operacional Capítulo 3 - Teoria dos Grafos Fernando Marins fmarins@feg.unesp.br Departamento de Produção

Leia mais

CAPÍTULO 2 Visão Geral da Abordagem de Modelagem da Pesquisa Operacional 7

CAPÍTULO 2 Visão Geral da Abordagem de Modelagem da Pesquisa Operacional 7 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 Introdução 1 1.1 A origem da pesquisa operacional 1 1.2 A natureza da pesquisa operacional 2 1.3 O impacto da pesquisa operacional 3 1.4 Algoritmos e/ou courseware 3 Referências selecionadas

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 AULA 15 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 15.1 O comando enquanto-faca- Considere o problema de escrever um algoritmo para ler um número inteiro positivo, n, e escrever todos os números inteiros de 1 a

Leia mais

Algoritmo e Introdução a Programação. Prof. Josino Rodrigues

Algoritmo e Introdução a Programação. Prof. Josino Rodrigues Algoritmo e Introdução a Programação Prof. Josino Rodrigues Um algoritmo é qualquer procedimento computacional bem definido que toma algum valor ou conjunto de valores como entrada e produz algum valor

Leia mais

Resolução de Problemas. Hugo Barros

Resolução de Problemas. Hugo Barros Resolução de Problemas Hugo Barros Resolução de Problemas Tópicos Conceitos Básicos Espaço de Estados Resolução de Problemas Dedica-se ao estudo e elaboração de algoritmos, capazes de resolver, por exemplo,

Leia mais

TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Introdução. Prof. Volmir Wilhelm Curitiba, Paraná, Brasil

TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Introdução. Prof. Volmir Wilhelm Curitiba, Paraná, Brasil TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Introdução Prof. Volmir Wilhelm Curitiba, Paraná, Brasil TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Ementa Revisão de Álgebra Linear. Modelos de Programação Linear. O Método Simplex. O Problema

Leia mais

3 Estimação e Compensação de movimento na codificação de vídeo

3 Estimação e Compensação de movimento na codificação de vídeo Estimação e Compensação de movimento na codificação de vídeo 36 3 Estimação e Compensação de movimento na codificação de vídeo O objetivo do modelo temporal (que engloba as fases de estimação e compensação

Leia mais

Modelos em Programação Linear Inteira

Modelos em Programação Linear Inteira Modelos em Programação Linear Inteira Maria João Cortinhal a, Anabela Dias Costa a, Maria João Lopes a, Ana Catarina Nunes a a Departamento de Métodos Quantitativos, ISCTE-IUL 13 de Setembro de 2013 1

Leia mais

Ferramenta de Suporte à Tomada de Decisão na Indústria Têxtil

Ferramenta de Suporte à Tomada de Decisão na Indústria Têxtil Fabrício Bueno Borges dos Santos fabriciob@cefetsc.edu.br Ferramenta de Suporte à Tomada de Decisão na Indústria Têxtil Trabalho ilustrativo da disciplina Informática Aplicada Araranguá, 2008 Sumário 1Introdução...1

Leia mais

MODELAGEM E SIMULAÇÃO

MODELAGEM E SIMULAÇÃO MODELAGEM E SIMULAÇÃO Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Análise da Decisão Pela própria natureza da vida, todos nós devemos continuamente

Leia mais

Inteligência Computacional Aplicada a Engenharia de Software

Inteligência Computacional Aplicada a Engenharia de Software Inteligência Computacional Aplicada a Engenharia de Software Estudo de caso III Prof. Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br Introdução Em alguns ambientes industriais, pode ser necessário priorizar

Leia mais

Investigação Operacional

Investigação Operacional Ano lectivo: 0/06 Universidade da Beira Interior - Departamento de Matemática Investigação Operacional Ficha de exercícios n o Algoritmo Simplex Cursos: Gestão e Economia. Considere o seguinte conjunto

Leia mais

Exercícios de MATEMÁTICA COMPUTACIONAL. 1 0 Semestre de 2009/2010 Resolução Numérica de Equações Não-Lineares

Exercícios de MATEMÁTICA COMPUTACIONAL. 1 0 Semestre de 2009/2010 Resolução Numérica de Equações Não-Lineares Exercícios de MATEMÁTICA COMPUTACIONAL Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica 1 0 Semestre de 2009/2010 Resolução Numérica de Equações Não-Lineares 1. Considere a equação sin(x) e x = 0. a) Prove que

Leia mais

Resolução de problemas por meio de busca. Inteligência Artificial

Resolução de problemas por meio de busca. Inteligência Artificial 1 Resolução de problemas por meio de busca (Capítulo 3 - Russell) Inteligência Artificial Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto 2 Estrutura 1. Agente de resolução de problema 2. Tipos de problema

Leia mais

Técnicas Básicas de Compressão de Vídeo

Técnicas Básicas de Compressão de Vídeo Aula 11 Técnicas Básicas de Compressão de Vídeo Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal Rural do Semiárido Departamento de Ciências Exatas e Naturais Curso de Ciência da Computação Introdução

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Pesquisa Operacional Apresentação da disciplina Profa. Sheila Morais de Almeida DAINF-UTFPR-PG março - 2016 Identificação da Disciplina Disciplina: Docente: Pesquisa Operacional. Sheila Morais de Almeida

Leia mais

Pesquisa Operacional. Definição. Sumário 2/23/2016

Pesquisa Operacional. Definição. Sumário 2/23/2016 Pesquisa Operacional Prof. Adriano Maranhão Apresentação (Professor) Site: www.resenhadevalor.com.br Graduado em Ciências da Computação UVA/2009 Pós-graduado em Engenharia de Software INTA/2010 DTI/Sobral

Leia mais

x exp( t 2 )dt f(x) =

x exp( t 2 )dt f(x) = INTERPOLAÇÃO POLINOMIAL 1 As notas de aula que se seguem são uma compilação dos textos relacionados na bibliografia e não têm a intenção de substituir o livro-texto, nem qualquer outra bibliografia Aproximação

Leia mais

Zeros de Polinômios. 1 Resultados Básicos. Iguer Luis Domini dos Santos 1, Geraldo Nunes Silva 2

Zeros de Polinômios. 1 Resultados Básicos. Iguer Luis Domini dos Santos 1, Geraldo Nunes Silva 2 Zeros de Polinômios Iguer Luis Domini dos Santos, Geraldo Nunes Silva 2 DCCE/IBILCE/UNESP, São José do Rio Preto, SP, Brazil, iguerluis@hotmail.com 2 DCCE/IBILCE/UNESP, São José do Rio Preto, SP,Brazil,

Leia mais

Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática. Ficha de exercícios nº3: Dualidade. Interpretação Económica.

Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática. Ficha de exercícios nº3: Dualidade. Interpretação Económica. Ano lectivo: 2008/2009; Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática INVESTIGAÇÃO OPERACIONAL Ficha de exercícios nº3: Dualidade. Interpretação Económica. Cursos: Economia 1. Formule o problema

Leia mais

Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO

Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO Tipos de Problemas 1. Dada uma variedade de alimentos, escolher uma dieta de menor custo que atenda as necessidades nutricionais de um indivíduo?

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL I

PESQUISA OPERACIONAL I PESQUISA OPERACIONAL I Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin.professor@gmail.com www.engenharia-puro.com.br/edwin Objetivos A disciplina busca possibilitar ao Aluno: Fornecer conhecimentos de Pesquisa

Leia mais

Método Simplex Dual. Prof. Fernando Augusto Silva Marins Departamento de Produção Faculdade de Engenharia Campus de Guaratinguetá UNESP

Método Simplex Dual. Prof. Fernando Augusto Silva Marins Departamento de Produção Faculdade de Engenharia Campus de Guaratinguetá UNESP Método Simplex Dual Prof. Fernando Augusto Silva Marins Departamento de Produção Faculdade de Engenharia Campus de Guaratinguetá UNESP www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Introdução Algoritmo

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 2

Teoria dos Grafos Aula 2 Teoria dos Grafos Aula 2 Aula passada Logística, regras Objetivos Grafos, o que são? Formando pares Encontrando caminhos Aula de hoje Outro problema real Definições importantes Algumas propriedades Grafo

Leia mais

Teoria dos Grafos Aula 18

Teoria dos Grafos Aula 18 Teoria dos Grafos Aula 18 Aula passada Coloração Algoritmo guloso Número cromático Teorema das 4 cores Aula de hoje Clusterização (ou agrupamento) Algoritmo Variação Clusterização Coleção de objetos Agrupar

Leia mais

Programação Linear. Rosa Canelas 2010

Programação Linear. Rosa Canelas 2010 Programação Linear Rosa Canelas 2010 Problemas de Optimização São problemas em que se procura a melhor solução (a que dá menor prejuízo, maior lucro, a que é mais eficiente, etc.) Alguns destes problemas

Leia mais

Quantidade de memória necessária

Quantidade de memória necessária Tempo de processamento Um algoritmo que realiza uma tarefa em 10 horas é melhor que outro que realiza em 10 dias Quantidade de memória necessária Um algoritmo que usa 1MB de memória RAM é melhor que outro

Leia mais

Introdução a Testes de Software. Ricardo Argenton Ramos

Introdução a Testes de Software. Ricardo Argenton Ramos Introdução a Testes de Software Ricardo Argenton Ramos ricargentonramos@gmail.com Agenda da Aula Introdução sobre Testes; Testes Funcionais de software; Testes Estruturais de Software; Teste de Software

Leia mais

Amostragem Aleatória e Descrição de Dados - parte II

Amostragem Aleatória e Descrição de Dados - parte II Amostragem Aleatória e Descrição de Dados - parte II 2012/02 1 Diagrama de Ramo e Folhas 2 3 4 5 Objetivos Ao final deste capítulo você deve ser capaz de: Construir e interpretar disposições gráficas dos

Leia mais

Matemática Discreta - 07

Matemática Discreta - 07 Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Computação Matemática Discreta - 07 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Conceitos básicos de programação

Conceitos básicos de programação Especificação de comandos Objectivo: O objectivo da especificação formal de comandos é a necessidade de assegurar a correcção dos comandos a desenvolver. Torna-se necessário desenvolver uma metodologia

Leia mais

Aula 1. e o conjunto dos inteiros é :

Aula 1. e o conjunto dos inteiros é : Aula 1 1. Números reais O conjunto dos números reais, R, pode ser visto como o conjunto dos pontos da linha real, que serão em geral denotados por letras minúsculas: x, y, s, t, u, etc. R é munido de quatro

Leia mais

A Dualidade em Programação Linear

A Dualidade em Programação Linear Investigação Operacional- 2009/10 - Programas Lineares 14 A Dualidade em Programação Linear Para melhor ilustrar este conceito vamos estudar dois problemas intimamente relacionadas: o problema da dona

Leia mais

Problema da Árvore Geradora Mínima

Problema da Árvore Geradora Mínima Instituto Federal do Espírito Santo Campus Serra Problema da Árvore Geradora Mínima Diego Pasti Jefferson Rios Sumário Apresentação do Problema da AGM...3 Raízes do Problema Definindo o Problema O Problema

Leia mais

5. Expressões aritméticas

5. Expressões aritméticas 5. Expressões aritméticas 5.1. Conceito de Expressão O conceito de expressão em termos computacionais está intimamente ligado ao conceito de expressão (ou fórmula) matemática, onde um conjunto de variáveis

Leia mais

Grafos Hamiltonianos e o Problema do Caixeiro Viajante. Prof. Ademir Constantino Departamento de Informática Universidade Estadual de Maringá

Grafos Hamiltonianos e o Problema do Caixeiro Viajante. Prof. Ademir Constantino Departamento de Informática Universidade Estadual de Maringá Grafos Hamiltonianos e o Problema do Caixeiro Viajante Prof. Ademir Constantino Departamento de Informática Universidade Estadual de Maringá Grafo Hamiltoniano Definição: Um circuito hamiltoniano em um

Leia mais

A depreciação real de um ativo destes, num determinado período, é a diferença entre o seu valor de aquisição e o seu valor de revenda.

A depreciação real de um ativo destes, num determinado período, é a diferença entre o seu valor de aquisição e o seu valor de revenda. PARTE 7 DEPRECIAÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Introdução 2. Método Linear 3. Método de Cole ou da Soma dos Dígitos 4. Método Exponencial 5. Exercícios resolvidos 1. Introdução Depreciação significa desvalorização.

Leia mais

Otimização. Utilizando o OpenOffice-Calc para Solução de Problemas de Otimização. Paulo Henrique Ribeiro Gabriel

Otimização. Utilizando o OpenOffice-Calc para Solução de Problemas de Otimização. Paulo Henrique Ribeiro Gabriel Otimização Utilizando o OpenOffice-Calc para Solução de Problemas de Otimização Paulo Henrique Ribeiro Gabriel phrg@ufu.br Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia 2016/1 Paulo H. R.

Leia mais

Dualidade - Definições

Dualidade - Definições Dualidade - Definições Associado a cada problema de programação linear (P) existe um problema (D), denominado problema dual. Relação importante (interpretações econômicas) Para cada dual de um dado PPL

Leia mais

UTILIZAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE IMPOSTOS, TAXAS OU ENCARGOS PARAFISCAIS (ECOTAXAS)

UTILIZAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE IMPOSTOS, TAXAS OU ENCARGOS PARAFISCAIS (ECOTAXAS) UTILIZAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE IMPOSTOS, TAXAS OU ENCARGOS PARAFISCAIS (ECOTAXAS) Conteúdo 1. Listagem de Impostos, taxas ou encargos parafiscais... 3 2. Criação de Configuração... 4 3. Fórmula de Cálculo...

Leia mais

O mais leve e o mais pesado Algoritmos de Ordenação

O mais leve e o mais pesado Algoritmos de Ordenação Atividade 7 O mais leve e o mais pesado Algoritmos de Ordenação Sumário Os computadores são muitas vezes utilizados para colocar listas em algum tipo de ordem, por exemplo, nomes em ordem alfabética, compromissos

Leia mais

BANCO DE EXERCÍCIOS - 24 HORAS

BANCO DE EXERCÍCIOS - 24 HORAS BANCO DE EXERCÍCIOS - HORAS 9º ANO ESPECIALIZADO/CURSO ESCOLAS TÉCNICAS E MILITARES FOLHA Nº GABARITO COMENTADO ) A função será y,5x +, onde y (preço a ser pago) está em função de x (número de quilômetros

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Até o momento da disciplina vimos comandos de entrada, processamento e saída

Leia mais

Grafos. Notas. Notas. Notas. Notas. Caminhos mais curtos de única origem. Subestrutura ótima. Propriedades de caminhos mais curtos

Grafos. Notas. Notas. Notas. Notas. Caminhos mais curtos de única origem. Subestrutura ótima. Propriedades de caminhos mais curtos Grafos Caminhos mais curtos de única origem Conteúdo Subestrutura ótima Inicialização Propriedades de caminhos mais curtos Algoritmos Algoritmo de Bellman-Ford Caminhos mais curtos de única origem em gaos

Leia mais

UFFLP: Integrando Programação Inteira Mista e Planilhas de Cálculo

UFFLP: Integrando Programação Inteira Mista e Planilhas de Cálculo UFFLP: Integrando Programação Inteira Mista e Planilhas de Cálculo Artur Pessoa Eduardo Uchoa Engenharia de Produção UFF Roteiro Aula 1 Apresentação geral da UFFLP Criação de modelos básicos com UFFLP

Leia mais

Programação Linear - Parte 3

Programação Linear - Parte 3 Matemática Industrial - RC/UFG Programação Linear - Parte 3 Prof. Thiago Alves de Queiroz 1/2016 Thiago Queiroz (IMTec) Parte 3 1/2016 1 / 26 O Método Simplex Encontre o vértice ótimo pesquisando um subconjunto

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Já vimos entrada, processamento e saída, que compõem os algoritmos puramente

Leia mais

DECISÕES ESTRATÉGICAS DE CURTO PRAZO: Programação Linear

DECISÕES ESTRATÉGICAS DE CURTO PRAZO: Programação Linear DECISÕES ESTRATÉGICAS DE CURTO PRAZO:! O que é?! Como a pode ajudar na maximização da lucratividade?! Como a pode ajudar na minimização dos custos?! Como determinar um mix de produção através da Programação

Leia mais

Algoritmos Genéticos. Estéfane G. M. de Lacerda DCA/UFRN Outubro/2008

Algoritmos Genéticos. Estéfane G. M. de Lacerda DCA/UFRN Outubro/2008 Estéfane G. M. de Lacerda DCA/UFRN Outubro/2008 Introdução São técnicas de busca e otimização. É a metáfora da teoria da evolução das espécies iniciada pelo Fisiologista e Naturalista inglês Charles Darwin.

Leia mais

Planejamento da Produção: Corte de estoque na indústria de móveis. Socorro Rangel Roberto Cavali DCCE/IBILCE

Planejamento da Produção: Corte de estoque na indústria de móveis. Socorro Rangel Roberto Cavali DCCE/IBILCE Planejamento da Produção: Corte de estoque na indústria de móveis Socorro Rangel Roberto Cavali DCCE/IBILCE Objetivos Investigar as dificuldades envolvidas no corte da matéria-prima nas indústrias de móveis

Leia mais

Visão Computacional CPS754

Visão Computacional CPS754 Visão Computacional CPS754 aula 12 - matriz fundamental Antonio Oliveira Ricardo Marroquim 1 / 1 visão computacional tópicos métodos numéricos para computar F 2 / 1 básico equação básica lembrando da condição

Leia mais

3 Operação das Térmicas e Sistemas Hidrotérmicos

3 Operação das Térmicas e Sistemas Hidrotérmicos 3 Operação das Térmicas e Sistemas Hidrotérmicos 3.1 Sistemas Hidrotérmicos 3.1.1 Custos de oportunidade À primeira vista, as usinas hidrelétricas seriam sempre acionadas primeiro no despacho econômico,

Leia mais

Estatística descritiva básica: Medidas de tendência central

Estatística descritiva básica: Medidas de tendência central Estatística descritiva básica: Medidas de tendência central ACH2021 Tratamento e Análise de Dados e Informações Marcelo de Souza Lauretto marcelolauretto@usp.br www.each.usp.br/lauretto *Parte do conteúdo

Leia mais

Comércio numa cidade

Comércio numa cidade Comércio numa cidade Alberto A. Pinto a,c, Telmo Parreira b,c a Departamento de Matemática, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto, Portugal b Universidade do Minho, Portugal c LIAAD-INESC Porto

Leia mais