Fotografias e documentação iconográfica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fotografias e documentação iconográfica"

Transcrição

1 Programa de Iniciação Científica Universidade de São Paulo Mariane Parente Nascimento Graduanda do curso de História Orientação Profa. Dra. Elizabeth F. C. R. Azevedo TIPOLOGIA DOCUMENTAL PARA O AQUIVO DO LABORATÓRIO DE INFORMAÇÃO E MEMÓRIA DO CENTRO DE ARTES CÊNICAS (LIM CAC): Fotografias e documentação iconográfica São Paulo Abril de 2013

2

3 Introdução A Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) apresenta diversos projetos acadêmicos em laboratórios para estudos de assuntos de interesse de suas áreas de atuação. Dentre eles, o Laboratório de Informação e Memória do Departamento de Artes Cênicas (LIM CAC) tem como objetivo informar, estudar e pesquisar a história do teatro brasileiro, bem como a história do próprio departamento de Artes Cênicas na USP. O Laboratório de Informação e Memória do Departamento de Artes Cênicas conta em seu acervo com um importante conjunto de documentos em diversos formatos e suportes sobre o teatro brasileiro, dividido em Fundos e Coleções a fim de possibilitar a organização da documentação, como, por exemplo, o Fundo Clóvis Garcia, o maior do Laboratório, composto por mais de 3000 publicações e documentos, todos itens doados pelo professor. Além dele, há outros como o Fundo Eudinyr Fraga e Fundo Campello Neto. Neste vasto acervo, encontramos um tipo documental muito específico: a documentação iconográfica. Podemos incluir nesta tipologia fotografias, slides, negativos e material audiovisual em VHS. Como esse tipo de documentação demanda um tratamento especial para separação, catalogação e datação, é necessária uma pesquisa aprofundada sobre a documentação iconográfica existente em cada fundo, para que se identifiquem todos os documentos e se proceda à organização e descrição desse material, bem como a sua adequada preservação e armazenamento. Objetivo O presente projeto tem como proposta trabalhar a identificação e catalogação das fotografias e demais documentos iconográficos (negativos, VHS, slides) existentes no LIM CAC, com uma atenção especial ao Fundo Clóvis Garcia, já que ele contém o maior volume de documentação. Assim, será possível realizar um mapeamento imagético acerca da história do teatro brasileiro, com ênfase na cena paulistana de acordo com o espaço temporal compreendido pelo acervo do LIM CAC. 1

4 Além disso, o projeto tem também como foco o processo arquivístico, no qual a documentação iconográfica recebe um tratamento especial, diferente do que é dado aos documentos textuais, já que cada um possui suas especificidades de descrição, conservação e armazenamento. Entretanto, para se estabelecer um acervo iconográfico não basta pensar apenas na documentação imagética em si, mas sim em fazer conexões com outras fontes. Neste caso, com os demais documentos existentes no LIM CAC, a fim de contextualizar e extrair o máximo de informação possível das imagens. Há também o intuito de promover a difusão cultural e questionamentos acerca do tema, através de exposições do material proveniente do acervo, visando a divulgação e memória do teatro brasileiro, desde que haja apoio financeiro para se realizar esta atividade. Metodologia O primeiro passo para a realização do projeto será um levantamento do material iconográfico existente nos diferentes conjuntos documentais que compõem o acervo do LIM CAC. Após essa etapa, será realizada uma separação preliminar do material acordo com a tipologia documental específica (fotografias, negativos, slides, material audiovisual). A segunda etapa consiste na identificação desse material. Saber em qual contexto se deu sua produção, datação, identificação de indivíduos, lugares e situações, quais pessoas e/ou entidades estão envolvidas em sua concepção, além de sua relevância para a história do teatro brasileiro. Para isso, será realizada uma pesquisa relacionando os demais documentos presentes no LIM CAC com a bibliografia existente sobre o tema. Eventualmente, precisaremos contar com o depoimento de autores, professores, alunos e funcionários ligados à ECA- USP para que possam auxiliar no processo de identificação do material. Posteriormente, os documentos serão organizados também de acordo com sua data, o fundo a qual pertencem e tipologia documental específica. Esta organização terá como base a metodologia proposta da professora Ana Maria Camargo no livro Tempo e circunstância: a abordagem contextual dos arquivos pessoais: procedimentos metodológicos adotados na organização dos documentos de Fernando Henrique Cardoso. 2

5 Após a análise e separação, o registro dos documentos será lançado na base de dados do LIM CAC. Por fim, e mediante a possibilidade técnica disponível no Laboratório, será elaborada uma agenda de digitalização das imagens a partir de critérios de relevância, estado de conservação, singularidade da imagem entre outros que serão estabelecidos pela pesquisa durante o projeto. Referências ARTES CÊNICAS, Equipe Técnica de Pesquisa. Cronologia das artes em São Paulo : artes cênicas teatro. São Paulo: Centro Cultural São Paulo; AZEVEDO, Elizabeth. História do teatro em São Paulo. In: PORTA, Paula. História da cidade de São Paulo- Volume I. São Paulo: Paz e terra, BELLOTO, Heloísa Liberalli. Arquivos Permanentes: Tratamento documental. São Paulo: T A. Queiroz, Editor; BOITO, Sofia História da produção artística no Departamento de Artes Cênicas da ECA/USP: entre 1966 e São Paulo: LIM CAC, CAMARGO, Ana Maria de Almeida; GOULART, Silvana. Tempo e circunstância: a abordagem contextual dos arquivos pessoais: procedimentos metodológicos adotados na organização dos documentos de Fernando Henrique Cardoso. São Paulo: IFHC; CARVALHO, Aurea Maria de Freitas. Fotografia como fontes de pesquisa : histórico, registro, arranjo, classificação e descrição. Rio de Janeiro: Fundação Nacional Pró-Memória, FARIA, João Roberto Faria, GUINSBURG, J. e LIMA, Mariangela Alves de (org.). Dicionário do 3

6 teatro brasileiro: temas, formas e conceitos. São Paulo: Perspectiva SESC SP, FARIA, João Roberto. História do teatro brasileiro- vol. 1 e 2. São Paulo: Perspectiva, GASTAMINZA, Félix Del Valle. La fotografia como objecto desde la perspectival del análiseis documental. In: AGUAYO, Fernando & ROCA, Lourdes (coord.). Imáges e investigación social. México: Instituto Mora, 2005, p LUZ, Thiago. História da produção artística no Departamento de Artes Cênicas da ECA/USP: entre 1995 e São Paulo: LIM CAC, KOSSOY, Boris. Fotografia & História. São Paulo: Ateliê Editorial, PAVÃO, Luis. Conservação de colecções de fotografia. Lisboa: Dinalivro, PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. Tradução de J. GUINSBURG e Maria Lúcia PEREIRA. São Paulo: Editora Perspectiva, 1999/1947. SAMARA, Eni de Mesquita e TUPY, Ismênia S. Silveira T. História & Documento e metodologia de pesquisa. Belo Horizonte: Autêntica; SOUZA, Luiz Paulo Pimentel de. História da produção artística no Departamento de Artes Cênicas da ECA/USP: entre 1986 e São Paulo: LIM CAC, TEIXEIRA, Ubiratan. Dicionário de teatro. São Luiz: Editora Instituto Geia,

Preservação e organização de documentos teatrais: o Laboratório de Informações e Memória da ECA/USP

Preservação e organização de documentos teatrais: o Laboratório de Informações e Memória da ECA/USP Preservação e organização de documentos teatrais: o Laboratório de Informações e Memória da ECA/USP Elizabeth Ferreira Cardoso Ribeiro Azevedo Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos Andréia Alves Ferreira

Leia mais

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES Preservação e organização de documentos teatrais: o laboratório de informações e memória da ECA/USP Elizabeth Ferreira Cardoso Ribeiro Azevedo Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos Andréia Alves Ferreira

Leia mais

Arquigrafia: um repositório digital de imagens em ambiente colaborativo web

Arquigrafia: um repositório digital de imagens em ambiente colaborativo web Arquigrafia: um repositório digital de imagens em ambiente colaborativo web Vânia Mara Alves Lima Artur Simões Rozestraten Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos Eliana de Azevedo Marques Letícia de

Leia mais

Procedimentos de organização da documentação fotográfica da CESP

Procedimentos de organização da documentação fotográfica da CESP Projeto Eletromemória: História da Energia Elétrica no Estado de São Paulo (1890-2005) Procedimentos de organização da documentação fotográfica da CESP Natália Mazula Luiz Marília 2009 Procedimentos de

Leia mais

QUESTÕES SOBRE NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA

QUESTÕES SOBRE NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA 1- (UFRGS:2008) Os arquivos setoriais: A) São mantidos longe dos produtores; B) Possuem documentos que após 5 anos podem ser eliminados ou recolhidos. C) Possuem documentos correntes. D) São passivos de

Leia mais

PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Fotografia e memória: as representações do negro na cultura Brasileira

PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Fotografia e memória: as representações do negro na cultura Brasileira PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Fotografia e memória: as representações do negro na cultura Brasileira Proponente: Emiliano Dantas Pesquisador externo LabDidática/FUNDAJ http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k4332360p7

Leia mais

TIPOLOGIA DOCUMENTAL EM ARQUIVOS PESSOAIS TIPOLOGIA DOCUMENTAL NA FAMÍLIA BARBOSA DE OLIVEIRA FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA (FCRB/MINC)

TIPOLOGIA DOCUMENTAL EM ARQUIVOS PESSOAIS TIPOLOGIA DOCUMENTAL NA FAMÍLIA BARBOSA DE OLIVEIRA FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA (FCRB/MINC) TIPOLOGIA DOCUMENTAL EM ARQUIVOS PESSOAIS TIPOLOGIA DOCUMENTAL NA FAMÍLIA BARBOSA DE OLIVEIRA FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA (FCRB/MINC) Realização Apoio Financiamento do projeto - FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA

Leia mais

Sistema de Catalogação de Bens Culturais do Município de Nova Esperança-PR

Sistema de Catalogação de Bens Culturais do Município de Nova Esperança-PR Sistema de Catalogação de Bens Culturais do Município de Nova Esperança-PR Página 1 de 9 Como entender o Sistema de Catalogação de Bens Culturais do Município de Nova Esperança-PR Em 08 de julho de 2016

Leia mais

DO ARQUIVO DA CASA DE BOAMENSE AO ARQUIVO PESSOAL DE ALBERTO SAMPAIO UM OLHAR SISTÉMICO SOBRE A DOCUMENTAÇÃO

DO ARQUIVO DA CASA DE BOAMENSE AO ARQUIVO PESSOAL DE ALBERTO SAMPAIO UM OLHAR SISTÉMICO SOBRE A DOCUMENTAÇÃO DO ARQUIVO DA CASA DE BOAMENSE AO ARQUIVO PESSOAL DE ALBERTO SAMPAIO UM OLHAR SISTÉMICO SOBRE A DOCUMENTAÇÃO Ciclo de Conferências e Debate Arquivos de Famílias 29 outubro 2016 Fac. Letras U. de Coimbra

Leia mais

A TRAJETÓRIA DO CANTO LÍRICO EM GOIÂNIA: ENSINO E PERFORMANCE

A TRAJETÓRIA DO CANTO LÍRICO EM GOIÂNIA: ENSINO E PERFORMANCE A TRAJETÓRIA DO CANTO LÍRICO EM GOIÂNIA: ENSINO E PERFORMANCE Edson Marques de Oliveira (UFG), Dr. Ângelo Dias (Orientador, UFG) I INTRODUÇÃO O canto lírico sempre se destacou no cenário artístico musical

Leia mais

Criando pontes entre passado, presente e futuro: o acervo básico-histórico da primeira Escola de Biblioteconomia do Brasil

Criando pontes entre passado, presente e futuro: o acervo básico-histórico da primeira Escola de Biblioteconomia do Brasil Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Criando pontes entre passado, presente e futuro: o acervo básico-histórico da primeira Escola de Biblioteconomia do Brasil Isabel Ariño Grau (UNIRIO) - bibdocla@gmail.com

Leia mais

VISITAS TÉCNICAS EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS

VISITAS TÉCNICAS EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS VISITAS TÉCNICAS EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS Guilherme Barboza Lima Alvarenga João Vasques Neto Pedro Luiz Henriques Alacarini Sandro Martin Rodrigues Linguagens Documentárias I - Professora Dra. Cibele

Leia mais

PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DOS NEGATIVOS DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEEVALE

PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DOS NEGATIVOS DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEEVALE PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DOS NEGATIVOS DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEEVALE Francine Silveira Tavares 1 Analícia Couto Linden 2 Palavras-chave: Preservação. Conservação. Documento fotográfico.

Leia mais

Introdução à Biblioteconomia e à Ciência da Informação

Introdução à Biblioteconomia e à Ciência da Informação Instituto de Ciência da Informação Biblioteconomia e Documentação Disciplinas Obrigatórias CÓDIGO ICI 014 TÌTULO Introdução à Biblioteconomia e à Ciência da Informação Ementa: Biblioteconomia, Documentação

Leia mais

HISTORIA DO DESIGN III

HISTORIA DO DESIGN III Blucher Design Proceedings Agosto de 2014, Número 3, Volume 1 HISTORIA DO DESIGN III Nelson Rodrigues da Silva - nelson.rodrigues@belasartes.br Centro Universitário Belas Artes de São Paulo - Bacharelado

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - ARQUIVISTA EDITAL 001/2010 PROGRAMA

CONCURSO PÚBLICO - ARQUIVISTA EDITAL 001/2010 PROGRAMA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO - ARQUIVISTA

Leia mais

ÁREA DO CONHECIMENTO: ( ) EXATAS ( X )HUMANAS ( )VIDA

ÁREA DO CONHECIMENTO: ( ) EXATAS ( X )HUMANAS ( )VIDA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ÁREA DO CONHECIMENTO: ( ) EXATAS ( X )HUMANAS ( )VIDA PROGRAMA: (X ) PIBIC PIBIC-Af

Leia mais

Objetivo do GEPEMHEP:

Objetivo do GEPEMHEP: GEPEMHEP/ Centro Paula Souza Objetivo do GEPEMHEP: Propor e desenvolver projetos de estudos e pesquisas com a finalidade de levantar, analisar e divulgar informações sobre práticas escolares e pedagógicas

Leia mais

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES Projeto apoio a biblioteca FESP-SP : preservação e integração entre equipes, acervo e disciplina Fernanda Kelly Silva de Brito Rosa Maria Beretta Eixo Temático: Preservação da Memória Institucional. Palavras-chave:

Leia mais

PLANO DE ENSINO SEMESTRE

PLANO DE ENSINO SEMESTRE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CED DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CIN CAMPUS UNIVERSITÁRIO - TRINDADE CEP: 88040-970 - FLORIANÓPOLIS - SANTA CATARINA

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2301GD - Bacharelado em Design. Ênfase. Disciplina A - Fotografia III

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2301GD - Bacharelado em Design. Ênfase. Disciplina A - Fotografia III Curso 2301GD - Bacharelado em Design Ênfase Identificação Disciplina 0003642A - Fotografia III Docente(s) Luiz Fernando Cardoso Furtado Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

Ana Rosa da Silva (Graduanda em bacharelado em Biblioteconomia) da (Universidade Federal de Pernambuco) (UFPE).

Ana Rosa da Silva (Graduanda em bacharelado em Biblioteconomia) da (Universidade Federal de Pernambuco) (UFPE). SANTOS, Paula Wivianne Quirino dos Paula Wivianne Quirino dos Santos (Graduanda em bacharelado em Biblioteconomia) da (Universidade Federal de Pernambuco) (UFPE). E-mail: paulas_w@hotmail.com. SILVA, Ana

Leia mais

ARTES DE VER, FAZER E ESCREVER HISTÓRIAS DA EDUCAÇÃO: CONSTRUINDO SABERES NA PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO.

ARTES DE VER, FAZER E ESCREVER HISTÓRIAS DA EDUCAÇÃO: CONSTRUINDO SABERES NA PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO. ARTES DE VER, FAZER E ESCREVER HISTÓRIAS DA EDUCAÇÃO: CONSTRUINDO SABERES NA PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO. Wendna Mayse Amorim Chaves; Maria Aline Souza Guedes; Paula Sonaly Nascimento Lima; Regina Coeli

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC ( ) PIBITI ( ) SEM BOLSA ( )

RELATÓRIO PARCIAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC ( ) PIBITI ( ) SEM BOLSA ( ) RELATÓRIO PARCIAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC ( ) PIBITI ( ) SEM BOLSA ( ) CNPq ( ) RUSP ( x ) 1 IDENTIFICAÇÃO TITULO DO PROJETO: A REPRESENTAÇÃO TEMÁTICA DE IMAGENS DE ARQUITETURA EM AMBIENTE COLABORATIVO

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO DE

PROGRAMA DE GESTÃO DE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PROGRAMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS E TRATAMENTO DO ARQUIVO PERMANENTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS ALFENAS-MG 2013 REITOR Prof. Paulo Márcio de Faria e Silva

Leia mais

FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES

FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES UFGD FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO REGIONAL FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES COLEÇÃO: DOCUMENTOS MATO-GROSSENSES SÉCULOS XVIII E XIX 1. ÁREA DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. Código de referência:

Leia mais

A Exposição. Equipes, Elaboração, Etapas do Trabalho

A Exposição. Equipes, Elaboração, Etapas do Trabalho A Exposição Equipes, Elaboração, Etapas do Trabalho Quadro Geral da Disciplina Museológica 1 Museologia Geral Teoria museológica (fato museológico) História dos museus Administração museológica Curadoria

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA Página: 1 Data de Criação: 30/05/2005 Período Início: 2005/01 Horas Aula Teórica: 68 Prática: 0 ExtraClasse: 0 Carga Horária:68 Número de Créditos: 4 Sistema de Aprovação: Aprovação por Média/Freqüência

Leia mais

FIC FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DAS BIBLIOTECAS DAS FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA

FIC FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DAS BIBLIOTECAS DAS FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA FIC FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DAS BIBLIOTECAS DAS FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA CASSILÂNDIA 2010 POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO

Leia mais

PANORAMA DO TRABALHO DA COMISSÃO DA VERDADE DA UFRN

PANORAMA DO TRABALHO DA COMISSÃO DA VERDADE DA UFRN MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DO REITOR COMISSÃO DA VERDADE PANORAMA DO TRABALHO DA COMISSÃO DA VERDADE DA UFRN Natal RN 2013 Instituída através da Portaria

Leia mais

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO 2001-2004 O Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da

Leia mais

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016 REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016 Realização: UNESP- Guaratinguetá Parcerias: Escolas Públicas Estaduais DRE- Guaratinguetá Comissão Acadêmica UNESP Reitor Prof. Dr. Júlio

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE ARQUIVOLOGIA EMENTAS VERSÃO CURRICULAR N-20151

COLEGIADO DO CURSO DE ARQUIVOLOGIA EMENTAS VERSÃO CURRICULAR N-20151 COLEGIADO DO CURSO DE ARQUIVOLOGIA EMENTAS VERSÃO CURRICULAR N-20151 1º PERÍODO ECI240 - Introdução à Arquivologia História dos arquivos e da arquivologia e a evolução do pensamento arquivístico na cultura

Leia mais

AGCRJ disponibiliza em seu canal do Youtube palestras de evento sobre urbanismo

AGCRJ disponibiliza em seu canal do Youtube palestras de evento sobre urbanismo Ano VI N CXXI - 1 a 15 de junho de 2017 Novo número da Biblioteca Carioca é incluído no Portal do Arquivo da Cidade É autor de algum número desta Coleção e seu livro não está on-line? Entre em contato

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Arquivo Cândido de Mello Neto. Museu Campos Gerais. Cartões Postais.

PALAVRAS-CHAVE Arquivo Cândido de Mello Neto. Museu Campos Gerais. Cartões Postais. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO (X ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

A importância do estudo e descrição das entidades produtoras de arquivos, através da elaboração de Registos de Autoridade Arquivística (RAA)

A importância do estudo e descrição das entidades produtoras de arquivos, através da elaboração de Registos de Autoridade Arquivística (RAA) A importância do estudo e descrição das entidades produtoras de arquivos, através da elaboração de Registos de Autoridade Arquivística (RAA) I Encontro de Arquivos Contemporâneos ENTRE PARADIGMAS: DA CUSTÓDIA

Leia mais

Ensino em arquitetura e urbanismo: meios digitais e processos de projeto

Ensino em arquitetura e urbanismo: meios digitais e processos de projeto PROJETO DE PESQUISA PÓS-DOUTORADO Ensino em arquitetura e urbanismo: meios digitais e processos de projeto Candidata: Mayara Dias de Souza Supervisor: Prof. Associado Dr. Marcelo Tramontano 1 RESUMO Reflexões

Leia mais

PRESERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO ARQUIVO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DOUTOR HERMANN BLUMENAU

PRESERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO ARQUIVO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DOUTOR HERMANN BLUMENAU PRESERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO ARQUIVO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DOUTOR HERMANN BLUMENAU Hoffmann, Cleverton 1 ; Silva, Sergio Bezerra da 2 ; Zotti, Solange Aparecida 3 1 Instituto Federal de Santa Catarina,

Leia mais

Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica

Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecimento Renovado pela Portaria MEC nº 264 de 14.07.11, DOU de 19.07.11. Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica Código: CTB-190 Pré-requisito: ----------

Leia mais

EMMANUEL PAIVA DE ANDRADE Presidente em Exercício

EMMANUEL PAIVA DE ANDRADE Presidente em Exercício MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 96/2007 EMENTA: Definição de critérios para as bancas de avaliação de Progressão Vertical e Horizontal para Professor Associado.

Leia mais

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES Organização e preservação de fotografias para o digital: construção de álbuns digitais Ana Carolina Simionato Amanda Azevedo dos Santos José Lotúmolo Junior Maria Lígia Triques Samanta do Prado Palavras-chave:

Leia mais

BIBLIOTECA RUY BARBOSA

BIBLIOTECA RUY BARBOSA Informações Gerais O sistema de bibliotecas compreende a biblioteca central e a biblioteca setorial da Pós-Graduação. A biblioteca é um órgão fundamental de referência e apoio às atividades de ensino,

Leia mais

Definição: ( PÉRES, 2006)

Definição: ( PÉRES, 2006) Antropologia Visual Definição: Antropologia Visual é uma área da Antropologia Sócio-cultural, que utiliza suportes imagéticos para descrever uma cultura ou um aspecto particular de uma cultura. ( PÉRES,

Leia mais

P L A N O DE C U R S O DISCIPLINA SOCIOLOGIA I. CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30 horas Total: 80 horas. Professora Doutora Márcia Maria de Oliveira

P L A N O DE C U R S O DISCIPLINA SOCIOLOGIA I. CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30 horas Total: 80 horas. Professora Doutora Márcia Maria de Oliveira Curso: LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO CÓDIGO DRP30156 P L A N O DE C U R S O DISCIPLINA SOCIOLOGIA I HABILITAÇÃO: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PERÍODO 3 CRÉDITOS 06 CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30 horas

Leia mais

FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES

FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES UFGD FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO REGIONAL FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES COLEÇÃO: ESTRADA DE FERRO NOROESTE DO BRASIL 1. ÁREA DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. Código de referência: BR CDR

Leia mais

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO OFICINA DE ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Bacharelado em Ciência da Computação Bacharelado em Sistemas de Informação Profa. Dra. Caroline K. Luvizotto 1 Profa. Dra. Caroline K. Luvizotto carol.luvizotto@hotmail.com

Leia mais

EMENTAS BIBLIOTECONOMIA INGRESSANTES 2016/1 E 2016/2

EMENTAS BIBLIOTECONOMIA INGRESSANTES 2016/1 E 2016/2 EMENTAS BIBLIOTECONOMIA INGRESSANTES 2016/1 E 2016/2 EMENTAS COMUNS ÀS MATRIZES LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS Produção de textos (orais e escritos), leitura e análise linguística de textos em diferentes

Leia mais

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2)

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) MUNICIPIOS CURSO / OFICINA / CH OBJETIVO PÚBLICO ALVO DATAS Água Branca Amarante Anísio de Abreu Estatística Básica aplicada a Educação 30h Computação

Leia mais

P R O G R A M A PRIMEIRA FASE

P R O G R A M A PRIMEIRA FASE UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE - CEFID DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - DEF CURSO: LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA CURRÍCULO: 2008/2 P R O G

Leia mais

Centro de Documentação Teatral. Guia do Acervo 2015

Centro de Documentação Teatral. Guia do Acervo 2015 Centro de Documentação Teatral Guia do Acervo 2015 CDT Centro de Documentação Teatral CDT LIM CAC / NT Av. Professor Lúcio Martin Rodrigues, travessa 4, prédio 9, sala 11 Telefone: 3091-8203 www2.eca.usp.br/cdt

Leia mais

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO DO PROJETO: Laboratório de História 1.2. CURSO: Interdisciplinar 1.3. IDENTIFICAÇÃO DO(A) PROFESSOR(A) /PROPONENTE 1.3.1. NOME: Edinéia

Leia mais

TÍTULO: OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO MÉDIO PARAÍBA

TÍTULO: OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO MÉDIO PARAÍBA TÍTULO: OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO MÉDIO PARAÍBA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CÓDIGO: EDU519 DISCIPLINA: PRATICA EDUCATIVA I - DIDÀTICA CARGA HORÁRIA: 75h EMENTA: OBJETIVOS:

Leia mais

RESULTADO EDITAL N 003/2017 PATRIMÔNIO IMATERIAL PROGRAMA DE APOIO AO PATRIMÔNIO IMATERIAL DO MARANHÃO

RESULTADO EDITAL N 003/2017 PATRIMÔNIO IMATERIAL PROGRAMA DE APOIO AO PATRIMÔNIO IMATERIAL DO MARANHÃO RESULTADO EDITAL N 003/2017 IMATERIAL PROGRAMA DE APOIO AO IMATERIAL DO A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão FAPEMA torna pública a relação de propostas

Leia mais

Regulamento. Projeto Integrador PI FACEQ

Regulamento. Projeto Integrador PI FACEQ Regulamento Projeto Integrador PI FACEQ (aprovado pela DAS e Conselho Acadêmico em 19 de janeiro de 2012) (alterado pelo Conselho Acadêmico em 23 de julho de 2012) Projeto Integrador FACEQ (aprovado pela

Leia mais

O CARRO-BIBLIOTECA DA ECI/UFMG: 38 ANOS

O CARRO-BIBLIOTECA DA ECI/UFMG: 38 ANOS Adriana Bogliolo Sirihal Duarte Cíntia de Azevedo Lourenço Organizadoras O CARRO-BIBLIOTECA DA ECI/UFMG: 38 ANOS Rona Editora Belo Horizonte 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Escola de Ciência

Leia mais

PROPOSTA PARA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

PROPOSTA PARA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Unidade: Campus Santo Amaro Título da Proposta: Personagens da Hospitalidade Orientador (a): Fernando Estima de Almeida E mail: fernando.ealmeida@sp.senac.br Lattes: http://lattes.cnpq.br/9827457372400105

Leia mais

Manual para elaboração de artigos

Manual para elaboração de artigos 1 Manual para elaboração de artigos ESTRELA 2016 2 APRESENTAÇÃO Este documento visa auxiliar os estudantes da Faculdade La Salle Estrela na elaboração de artigos, apresentando as regras dispostas nas normas

Leia mais

Prof. Aparecido Carlos Duarte. Unidade II METODOLOGIA CIENTÍFICA

Prof. Aparecido Carlos Duarte. Unidade II METODOLOGIA CIENTÍFICA Prof. Aparecido Carlos Duarte Unidade II METODOLOGIA CIENTÍFICA Conteúdo Leitura Critica Analise de textos Pesquisa Bibliográfica Resenha Critica Fichamento O Processo da Escrita Estrutura Interna do

Leia mais

Mestrado Profissional na Área de Biodiversidade

Mestrado Profissional na Área de Biodiversidade Mestrado Profissional na Área de Biodiversidade Coordenador de Área Paulo J P Santos UFPE Coordenador Adjunto Denise M T Oliveira UFMG Coordenador Adjunto Mestrado Profissional Leandro Freitas - JBRJ 07.biod@capes.gov.br

Leia mais

REGISTROS EM SAIS DE PRATA: O PATRIMÔNIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA TVU/UFPE ATRAVÉS DA FOTOGRAFIA

REGISTROS EM SAIS DE PRATA: O PATRIMÔNIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA TVU/UFPE ATRAVÉS DA FOTOGRAFIA REGISTROS EM SAIS DE PRATA: O PATRIMÔNIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA TVU/UFPE ATRAVÉS DA FOTOGRAFIA Geovana Karolyne Torres Teixeira; Marília Bivar Leobaldo de Moraes; Rozângela Bezerra de Almeida Silva;

Leia mais

Serviço de Gestão de Acervos Arquivísticos Permanentes (DGCON/ SEGAP)

Serviço de Gestão de Acervos Arquivísticos Permanentes (DGCON/ SEGAP) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório da Pesquisa de Validação das Instituições Geradoras de Arquivo como Fundos Documentais Serviço de Gestão de Acervos Arquivísticos

Leia mais

Publicação quinzenal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

Publicação quinzenal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional Publicação quinzenal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional OFICINA DE TEATRO DE RUA Atividade gratuita e aberta à comunidade começa no dia 03/11. Faça a sua inscrição

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 4ª Série Produção Gráfica CST Produção Multimídia A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

2ª RETIFICAÇÃO ONDE SE LÊ: 20. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

2ª RETIFICAÇÃO ONDE SE LÊ: 20. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES EDITAL DE ABERTURA CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA EDITAL Nº 12/ MIRACEMA / / 22/07/2014 2ª RETIFICAÇÃO 20. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES ATIVIDADES PREVISTAS PERÍODO Publicação do Edital

Leia mais

ANEXO I. DISCIPLINAS A SEREM OFERECIDAS PELO BiBEaD:

ANEXO I. DISCIPLINAS A SEREM OFERECIDAS PELO BiBEaD: ANEXO I DISCIPLINAS A SEREM OFERECIDAS PELO BiBEaD: DISCIPLINAS Ambientes, Serviços e Sistemas Informacionais Análise de Imagens (30h) Análise da Informação (30h) Bases Teóricas da Administração de Ambientes

Leia mais

BACHARELADO EM HISTÓRIA DA ARTE UFRGS MATRIZ CURRICULAR

BACHARELADO EM HISTÓRIA DA ARTE UFRGS MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM HISTÓRIA DA ARTE UFRGS MATRIZ CURRICULAR ETAPA 1 ART 02199 Fundamentos das Artes Visuais ART 02189 História da Arte I ART 02187 História da Cultura ART 02116 Práticas Artísticas ART 02122

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS A palavra projeto vem do latim projectu,

Leia mais

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano).

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano). ESTRUTURA DO PROJETO DE TCC O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica) folha de aprovação

Leia mais

20 anos do APCBH Organização do arquivo do Arquivo. Cintia Aparecida Chagas Arreguy

20 anos do APCBH Organização do arquivo do Arquivo. Cintia Aparecida Chagas Arreguy 20 anos do APCBH Organização do arquivo do Arquivo Cintia Aparecida Chagas Arreguy Comemoração dos 20 anos do APCBH Há 2 anos, iniciaram-se as discussões de como seria comemorado o aniversário de 20 anos

Leia mais

O Arquivo de Botânica da Universidade de Coimbra

O Arquivo de Botânica da Universidade de Coimbra O Arquivo de Botânica da Universidade de Coimbra Workshop de Arquivos Universitários Ana Margarida Dias da Silva M. Teresa Gonçalves António Carmo Gouveia FCSH - 5 de Julho de 2013 Sumário Apresentação

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento e Formulário de Certificação

ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento e Formulário de Certificação ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento e Formulário de Certificação Aprovados em ata da décima segunda reunião ordinária do Departamento de Letras, realizada no dia 10 de junho de 2016. O ambiente intelectual

Leia mais

Porque há histórias que não podemos esquecer

Porque há histórias que não podemos esquecer Porque há histórias que não podemos esquecer A MAGIA DA MEMÓRIA É preciso começar a perder a memória para perceber que é esta que faz toda a nossa vida. Uma vida sem memória não seria uma vida ( ). A nossa

Leia mais

39º Aniversário da UA

39º Aniversário da UA 39º Aniversário da UA BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS Daniela Casal de Sousa Licenciatura em Física, com a média de 175,3 pontos Márcio Pinheiro Carvalheiro Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica,

Leia mais

ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS CULTURAIS

ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS CULTURAIS ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS CULTURAIS Projetos Culturais: Pensar e Planejar para Agir com a Cultura e Gestão de Museus Profa. Ms. Lia Sipaúba Proença Brusadin Departamento de Museologia Escola de Direito,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Perspectivas Sociológicas em Educação II - JP0018 PROFESSOR: Ms. Clóvis Da Rolt I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 30h II EMENTA A disciplina de Perspectivas

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Relações Internacionais 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

Bacharelado em Ciências da Informação e da Documentação. Grade Curricular

Bacharelado em Ciências da Informação e da Documentação. Grade Curricular Bacharelado em Ciências da e da Documentação Grade Curricular SEMESTRE 1 5911001 Ciência da 5911002 Teoria Social da 5911003 Comunicação em Língua Portuguesa 5911004 Comunicação em Língua Inglesa 5911005

Leia mais

DICIONÁRIO BRASILEIRO DA GUERRA DO PARAGUAI

DICIONÁRIO BRASILEIRO DA GUERRA DO PARAGUAI DICIONÁRIO BRASILEIRO DA GUERRA DO PARAGUAI NUNES, Eliane Gomes; RODRIGUES, Prof. Dr. Marcelo Santos (Orientador) Aluno do Curso de Historia; Campus de Porto Nacional;elliane.15@hotmail.com: PIBIC/CNPq

Leia mais

A PRODUÇÃO DIDÁTICA DA PROFESSORA MARIA DE LOURDES GASTAL E A REVISTA DO ENSINO DO RIO GRANDE DO SUL

A PRODUÇÃO DIDÁTICA DA PROFESSORA MARIA DE LOURDES GASTAL E A REVISTA DO ENSINO DO RIO GRANDE DO SUL 2 A PRODUÇÃO DIDÁTICA DA PROFESSORA MARIA DE LOURDES GASTAL E A REVISTA DO ENSINO DO RIO GRANDE DO SUL Cícera Marcelina Vieira - UFPel Resumo: O presente texto tem por objeto apresentar os resultados de

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS

PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS METODOLOGIA CIENTÍFICA PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS 1 PROJETO DE PESQUISA CONCEITO PRODUTO MATERIAL DA ETAPA QUE ANTECEDE A PESQUISA PROPRIAMENTE DITA. ESTABELECE OS TERMOS

Leia mais

PRODUÇÃO DE UM GUIA PARA PRÁTICA DE PESQUISA NO ARQUIVO HISTÓRICO DE SANTA MARIA (AHMSM)-RS

PRODUÇÃO DE UM GUIA PARA PRÁTICA DE PESQUISA NO ARQUIVO HISTÓRICO DE SANTA MARIA (AHMSM)-RS 959 PRODUÇÃO DE UM GUIA PARA PRÁTICA DE PESQUISA NO ARQUIVO HISTÓRICO DE SANTA MARIA (AHMSM)-RS Rosani Beatriz Pivetta da Silva 1 Cassio Francisco Lutz Dornelles 2 RESUMO: Esse projeto de extensão evidencia

Leia mais

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Secretaria de Tecnologia da Informação Coordenadoria de Sistemas BIBLIOTECA DIGITAL. Glossário

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Secretaria de Tecnologia da Informação Coordenadoria de Sistemas BIBLIOTECA DIGITAL. Glossário SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Secretaria de Tecnologia da Informação BIBLIOTECA DIGITAL GLOSSÁRIO Acervo bibliográfico Acervo comum Ajuda Área Argumento de pesquisa Assunto Autor Campos descritivos Cesta de

Leia mais

INTEGRAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA INFORMAÇÃO E OUTROS PROFISSIONAIS NA CONCEPÇÃO DE CENTROS DE MEMÓRIA 1. INTRODUÇÃO

INTEGRAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA INFORMAÇÃO E OUTROS PROFISSIONAIS NA CONCEPÇÃO DE CENTROS DE MEMÓRIA 1. INTRODUÇÃO INTEGRAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA INFORMAÇÃO E OUTROS PROFISSIONAIS NA CONCEPÇÃO DE CENTROS DE MEMÓRIA 1. INTRODUÇÃO O desenvolvimento da pesquisa no campo da História da sociedade, no âmbito do poder público,

Leia mais

VI SEMINÁRIO DA REDE BRASILEIRA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 19 a 21 de Novembro de 2014

VI SEMINÁRIO DA REDE BRASILEIRA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 19 a 21 de Novembro de 2014 [1 ] VI SEMINÁRIO DA REDE BRASILEIRA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 19 a 21 de Novembro de 2014 O papel estratégico do monitoramento e da avaliação no contexto das políticas públicas: a experiência de execução

Leia mais

TÍTULO: PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POR MEIOS DIGITAIS: SENSIBILIZAÇÃO E DIGITALIZAÇÃO DO ACERVO DA MEMÓRIA RIO-PARDENSE

TÍTULO: PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POR MEIOS DIGITAIS: SENSIBILIZAÇÃO E DIGITALIZAÇÃO DO ACERVO DA MEMÓRIA RIO-PARDENSE TÍTULO: PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POR MEIOS DIGITAIS: SENSIBILIZAÇÃO E DIGITALIZAÇÃO DO ACERVO DA MEMÓRIA RIO-PARDENSE CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO ARQUIVO DO MOSTEIRO DA BATALHA

REGULAMENTO ARQUIVO DO MOSTEIRO DA BATALHA REGULAMENTO ARQUIVO DO (Os documentos mais antigos disponíveis neste arquivo datam do início do período de restauro do Mosteiro da Batalha 1840) MISSÃO O Arquivo do Mosteiro da Batalha (AMB) tem como principais

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA. 9ª edição revista CONTRIBUTOS PRÁTICOS PARA A ELABORAÇÃO CARLOS A. MOREIRA AZEVEDO ANA GONÇALVES DE AZEVEDO ...

METODOLOGIA CIENTÍFICA. 9ª edição revista CONTRIBUTOS PRÁTICOS PARA A ELABORAÇÃO CARLOS A. MOREIRA AZEVEDO ANA GONÇALVES DE AZEVEDO ... CARLOS A. MOREIRA AZEVEDO ANA GONÇALVES DE AZEVEDO METODOLOGIA... CIENTÍFICA CONTRIBUTOS PRÁTICOS PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÉMICOS 9ª edição revista UNIVERSIDADE CATÓLICA EDITORA LISBOA 2008 SUMÁRIO

Leia mais

CURSO GESTÃO PARA RESULTADOS

CURSO GESTÃO PARA RESULTADOS CURSO GESTÃO PARA RESULTADOS RELATÓRIO RELATÓRIO DO CURSO DE GESTÃO PARA RESULTADOS BASEADO NAS AVALIAÇÕES DO CURSO Camone Cristiane Zanghelini 12 de maio de 2007. CURSO GESTÃO PARA RESULTADOS RELATÓRIO

Leia mais

CMU5571 Biografia e autobiografia na pesquisa em Música. Tema da aula: Biografia e autobiografia na pesquisa em Música (apresentação do curso)

CMU5571 Biografia e autobiografia na pesquisa em Música. Tema da aula: Biografia e autobiografia na pesquisa em Música (apresentação do curso) 1 Roteiro de aulas previstas 1º semestre de 2017 CMU5571 Profa. Dra. Susana Cecília Igayara-Souza 16/03 Tema da aula: (apresentação do curso) Aula expositiva: Profa. Susana Igayara 23/03 Tema da aula:

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESPSP PLANO DE ENSINO (2013)

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESPSP PLANO DE ENSINO (2013) Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESPSP PLANO DE ENSINO (2013) I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA AUTOMAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CARGA HORÁRIA 36 h CURSO Biblioteconomia e Ciência SEMESTRE

Leia mais

A ARQUIVOLOGIA E O ARQUIVISTA: UM PARALELO SOCIAL

A ARQUIVOLOGIA E O ARQUIVISTA: UM PARALELO SOCIAL A ARQUIVOLOGIA E O ARQUIVISTA: UM PARALELO SOCIAL Ivanilda Bezerra Cavalcanti 1 ; Aurekelly Rodrigues da Silva 2; Pedro Augusto de Lima Barroso 3; Profa. Ma. Claudialyne da S. Araújo 4 1 Graduanda no curso

Leia mais

PORTARIA 193/2014 RESOLVE:

PORTARIA 193/2014 RESOLVE: PORTARIA 193/2014 CONSIDERANDO os termos da Portaria 067/2011 do Diretor do Instituto de Ciências Humanas que regulamenta a concessão de Endosso Institucional pelo Instituto de Ciências Humanas para a

Leia mais

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Ministério da Administração Interna Secretaria-Geral Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Encontro Arquivos da Administração Pública 2 e 3 julho Angélica Jorge/Cidália Ferreira

Leia mais

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES sala 5 1ª sessão Professor Apresentador: Danival Mascarini de Souza Realização: Foco O Projeto Fotonovela foi elaborado visando à melhoria do processo

Leia mais

STJ PfRICIA CRI INAI. foco. FLAVIO CARVALHO DE VASCONCElOS JOAQUIM RUBENS fontes filho MÁRCIA AlHO TSUNODA mro.

STJ PfRICIA CRI INAI. foco. FLAVIO CARVALHO DE VASCONCElOS JOAQUIM RUBENS fontes filho MÁRCIA AlHO TSUNODA mro. PfRICIA CRI INAI foco FGV FGV I ~:RA:E FLAVIO CARVALHO DE VASCONCElOS JOAQUIM RUBENS fontes filho MÁRCIA AlHO TSUNODA mro.j Copyright Flavio Carvalho de Vasconcelos, e Márcia Aiko Tsunoda Direitos desta

Leia mais

a sua determinação em fazer do Museu Etnológico Português (o actual Museu Nacional de Arqueologia) uma instituição aberta ao mundo, dotada de

a sua determinação em fazer do Museu Etnológico Português (o actual Museu Nacional de Arqueologia) uma instituição aberta ao mundo, dotada de (1º texto) A grande aventura fotográfica do século XIX teve nos registos de viagens ao Próximo Oriente um dos seus mais extraordinários expoentes, iniciando-se imediatamente após a divulgação do processo

Leia mais

Memória involuntária

Memória involuntária Memória involuntária Cyro Almeida e Mestre Júlio Santos A tentativa de expressar na criação de imagens algumas inquietações geracionais e promover um encontro entre diversas temporalidades é o que impele

Leia mais

O Fundo Fotográfico da Casa Havanesa: Contributos para a Historiografia Local

O Fundo Fotográfico da Casa Havanesa: Contributos para a Historiografia Local O Fundo Fotográfico da Casa Havanesa: Contributos para a Historiografia Local Encontro Internacional de Arquivos Évora, 3 de outubro de 2014 Guida Cândido Ana Domingues O Arquivo Fotográfico Municipal

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Ementa

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Ementa UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE LETRAS - IL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS E TRADUÇÃO - LET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA APLICADA - PPGLA FONES: (61)3107.7615 e (61) 3107.7619 Email:

Leia mais