Directório Global das TIC. Empresas e Profissionais 2011/2012. Apoio Institucional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Directório Global das TIC. Empresas e Profissionais 2011/2012. Apoio Institucional"

Transcrição

1 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 2011/2012 Apoio Institucional

2 BARÓMETRO IDC M elhor informação, menor incer teza A IDC Portugal criou um conjunto de novos serviços destinados a melhorar a informação disponibilizada aos seus clientes no território nacional. Para tal, procedeu à criação do Barómetro IDC, uma ferramenta que permitirá à indústria TIC identificar tendências da procura, assim como acompanhar a dinâmica da evolução trimestral da despesa no território nacional. Neste Barómetro, a equipa da IDC procedeu à agregação da totalidade dos indicadores trimestrais disponíveis sobre a despesa TIC no território nacional. Por outro lado, e ainda com o objectivo de melhorar a informação disponibilizada aos seus clientes, os assinantes dos novos serviços podem ainda beneficiar da análise da procura nos principais sectores de actividade (financeiro, administração pública, grande grupos económicos), da actividade das empresas concorrentes no território nacional, assim como beneficiar de apresentações realizadas pela equipa de analistas da IDC nas suas instalações. Após anos com taxas de crescimento de dois dígitos, motivadas pela modernização da economia nacional, a despesa anual com tecnologias de informação abrandou significativamente nos últimos anos. O efeito conjugado do abrandamento das actividades económicas na última década e da maturidade tecnológica de alguns dos sectores de actividade no território nacional foi responsável por taxas mais modestas de crescimento da despesa TIC. O agravamento das condições económicas nos últimos dois anos veio reforçar esta tendência. Neste contexto, a informação assume-se como um dos principais activos das organizações empresariais no território nacional bem como um factor diferenciador relativamente às empresas concorrentes. O contexto económico recessivo e o clima de incerteza implica o acesso a informação qualificada e de qualidade que permita acelerar o processo de tomada de decisão. Actualização trimestral sobre principais tendências no mercado de TIC Análise da procura nos principais sectores de actividade (financeiro, administração pública e grande grupos económicos) Planeamento de contas Análise da actividade das empresas concorrentes no território nacional Apresentações realizadas pela equipa de analistas da IDC nas suas instalações Análise da concorrência Análise de contas Inscrições em eventos da IDC FORMAs DE ACEsso AO BARÓMETRO IDC IDC Full Access Acesso às 4 edições 2 apresentações presenciais 5 horas de consulta Análise da concorrência (5 concorrentes) Análise de contas (5 contas) Analise estratégia concorrência (5 concorrentes) Inscrições em eventos (15 inscrições) Preço: Oferta ipad 2 com Wi-Fi + 3G 16GB (ou equivalente mediante disponibilidade) IDC Pro Access Acesso às 4 edições 1 apresentação presencial 2 horas de consulta Análise da concorrência (2 concorrentes) Análise de contas (2 contas) Analise estratégia concorrência (2 concorrentes) Inscrições em eventos (5 inscrições) Preço: Oferta ipad 2 com Wi-Fi 16GB (ou equivalente mediante disponibilidade) IDC Standard Access Acesso às 4 edições Inscrições em eventos (2 inscrições) Preço: Oferta ipod touch 8 GB (ou equivalente mediante disponibilidade) CalendáRIO BARÓMETRO IDC Setembro 2011 Barómetro TIC Vendas Servidores Vendas PCs Vendas Telefones Móveis Vendas Ranking Preliminar Serviços TI Gastos TIC no Sector Financeiro Dezembro 2011 Barómetro TIC Vendas Servidores Vendas PCs Vendas Telefones Móveis Vendas Ranking Preliminar SW Directions IDC 2012 Previsões IDC 2012 Março 2012 Barómetro TIC Vendas Servidores Vendas PCs Vendas Telefones Móveis Vendas Gastos TIC Administração Pública Junho 2012 Barómetro TIC Vendas Servidores Vendas PCs Vendas Telefones Móveis Vendas Gastos TIC nas empresas dos 70 maiores grupos económicos em Portugal

3

4 2 Ficha técnica & índice Ficha Técnica Promoção IDC Portugal - Marksearch, Estudos de Mercado, Lda NIPC: Capital Social C.R.C.L Centro Empresarial Torres de Lisboa Rua Tomás da Fonseca, Torre G - 1º Lisboa Tel.: Fax: APDC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações NIPC: Rua Tomás Ribeiro, 41-8º Lisboa Tel.: Fax: Revisão Gabriel Coimbra - Isabel Travessa - Publicidade Bibiana Coimbra - Concepção Gráfica e Paginação Mack2 - Arquitectura e Design, Lda Sobre a IDC A IDC é a empresa líder mundial na área de market intelligence, serviços de consultoria e organização de eventos para os mercados das Tecnologias de Informação, Telecomunicações e Electrónica de Consumo. A IDC ajuda os profissionais de Tecnologias de Informação, decisores empresariais e investidores a tomarem decisões sobre tecnologia e estratégias de negócio baseadas em factos. Mais de analistas da IDC em 110 países fornecem conhecimento profundo sobre oportunidades, tendências tecnológicas e evolução dos mercados a nível global, regional e local. Há mais de 47 anos que a IDC tem fornecido informação estratégica para ajudar os seus clientes a atingirem os objectivos de negócio Sobre a APDC A APDC - Associação Para o Desenvolvimento das Comunicações, que comemora em 2009 os seus 25 anos de vida, assume-se hoje como a Associação das TIC e New Media como plataforma de referência para a inovação total e global. E tem vindo a alargar o seu âmbito de actuação, não só no mercado das TIC como em todos os sectores de actividade ligados, directa ou indirectamente, a este sector cada vez mais crítico para a economia e a sociedade em geral. A crescente transversalidade das TIC, o processo de convergência, a globalização, a economia digital e a emergência da construção da Sociedade da Informação e do Conhecimento em Portugal levaram a APDC a assumirse como uma verdadeira plataforma, que agrega todos os stakeholders do mercado em torno de um objectivo comum: o desenvolvimento de Portugal a todos os níveis. Periodicidade Anual Tiragem exemplares Todos os direitos reservados. A informação contida neste Directório não pode ser reproduzida, no todo ou em parte, qualquer que seja o método utilizado, salvo autorização expressa da IDC e da APDC. Os artigos e opiniões constantes deste Directório são da responsabilidade dos próprios autores aos quais agradecemos a disponibilidade, empenho e confiança na concepção deste Directório.

5 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 3 5 Editorial 7 Artigos de Opinião 9 A Visão da IDC A terceira plataforma de crescimento do mercado das TIC 13 A Visão da APDC É tempo de definir metas e de assumir responsabilidades 17 A Visão da Accenture Agentes de mudança na Administração Pública 21 A Visão do ISEGI-UNL A gestão de informação e os desafios do Século XXI 23 Directório de Empresas e Profissionais 71 Publireportagens 73 APC by Schneider Electric Medição da eficiência energética para os Data Centers 79 PT Prime Cloud Computing 83 Randstad Technologies 87 Matriz de Empresas Actividades e Soluções 97 Associados APDC Profissionais do Sector

6 4 editorial editorial

7 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 5 Portugal atravessa um dos momentos mais difíceis da sua História. O diagnóstico é conhecido - excessivo peso do Estado na economia, fraca produtividade e reduzida competitividade do tecido empresarial, défice de qualificações e competências dos recursos humanos. Neste quadro, e à semelhança de outras circunstâncias em que enfrentámos desafios complicados, Portugal tem que transformar as dificuldades em oportunidades. E, as tecnologias de informação e comunicações podem contribuir para a melhoria e optimização de processos de negócio das empresas e instituições, para a criação de novos produtos/serviços e/ou desenvolvimento de novas capacidades de negócio ou para a melhoria da produtividade e efectividade dos colaboradores. Neste contexto as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) assumem-se hoje como um sector absolutamente crítico para a Economia e para a Sociedade em geral. A rápida evolução tecnológica, associada às enormes mudanças no mercado e à transformação dos próprios consumidores, cada vez mais informados e exigentes, fazem deste um mercado com uma dinâmica e uma evolução imparáveis. Por isso mesmo, conhecer as TIC e as empresas e profissionais que compõem este mercado é hoje não apenas uma necessidade mas um imperativo para todos, empresas e cidadãos. As ofertas editoriais nesta área, com produtos efectivamente abrangente, são actualmente muito poucas. Para colmatar esta lacuna, IDC e a APDC decidiram publicar a 3ª edição do Directório Global das TIC Empresas e Profissionais. Este Directório das TIC Empresas e Profissionais pretende ser um documento fundamental de consulta em detalhe das empresas e dos profissionais que fazem o dia-a-dia das TIC em Portugal. O objectivo é traçar um retrato o mais completo do sector, assumindo-se como um instrumento de trabalho e um manual de consulta obrigatória. Através dele, será possível conhecer praticamente todas as empresas da indústria das TIC, respectivas actividades e contactos, administrações e gestões de primeira linha. Embora as mais de 400 empresas que integram o Directório sejam consensualmente consideradas como das mais representativas do mercado das TIC, a listagem não é de forma alguma exaustiva. Na realidade, a enorme fragmentação desde mercado impossibilita uma análise completa. A IDC e a APDC realizaram todos os esforços no sentido de apresentar a informação mais correcta e detalhada possível. E, nesse sentido, solicitamos a todos os leitores uma participação activa neste trabalho conjunto em prol de um documento que reflicta correctamente o panorama do mercado português. Por isso mesmo, todos os comentários e sugestões poderão ser feitos através dos s ou apdc.pt sobre elementos que devam ser considerados em edições futuras. Gabriel Coimbra General Manager, IDC Portugal Uma última nota: a menos que expressamente referido, as opiniões constantes deste documento são da responsabilidade dos próprios autores.

8 6 artigos de opinião

9 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 7 Artigos de opinião

10 8 artigos de opinião A terceira plataforma de crescimento do mercado das TIC Gabriel Coimbra General Manager, IDC Portugal Portugal atravessa um dos momentos mais difíceis da sua História. O diagnóstico é conhecido - excessivo peso do Estado na economia, fraca produtividade e reduzida competitividade do tecido empresarial, défice de qualificações e competências dos recursos humanos. Neste quadro, e à semelhança de outras circunstâncias em que enfrentámos desafios complicados, Portugal tem que transformar as dificuldades em oportunidades. E, as tecnologias de informação e comunicações podem contribuir para a melhoria e optimização de processos de negócio das empresas e instituições, para a criação de novos produtos/serviços e/ou desenvolvimento de novas capacidades de negócio ou para a melhoria da produtividade e efectividade dos colaboradores. Neste contexto a IDC considera que existem quatro vectores tecnológicos críticos na criação de uma economia mais eficiente, mais qualificada, mais ágil, mais global e, em suma, mais competitiva, a saber: Mobilidade Cloud Computing Big Data / Business Analytics Social Business As tecnologias de informação e comunicações podem contribuir para a melhoria e optimização de processos de negócio das empresas e das instituições..

11 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 9 A IDC considera que existem quatro vectores tecnológicos críticos na criação de uma economia mais eficiente, mais qualificada, mais ágil, mais global e, em suma, mais competitiva... Mobilidade Cloud Computing Big Data Business Analytics Social Business

12 10 artigos de opinião Milhões de aplicações e serviços serão construídos sobre plataformas mash-up de Cloud inovadoras, na maioria acessíveis por dispositivos móveis e serão alvo de grande iteração nas redes sociais... A IDC acredita que, após uma primeira alavancada nos mainframes, seguida pela tecnologia Cliente Servidores, hoje estamos a entrar numa terceira plataforma de crescimento do mercado das TIC assente nestes quatro vectores, a qual será responsável pelo grosso do crescimento do mercado de TIC entre Milhões de aplicações e serviços serão construídos em plataformas em mash-up de Cloud inovadoras, na maioria acessíveis por dispositivos móveis e serão algo de grande iteração nas redes sociais que consequentemente gerarão uma enorme quantidade de dados e informação que serão algo de análise por sistemas analíticos. Com a rápida adopção do social media, o grande desafio das empresas é conseguir tirar partido das redes sociais e capturar respostas no youtube, facebook, twitter, skype, google, e em qualquer meio que acumule grande volumes de dados o que vai levar ao desenvolvimento de tecnologias Big Data para análise de grandes quantidades de dados estruturados e não estruturados. Mais especificamente, e segundo um recente estudo da IDC, em 2010 a informação digital produzida chegou aos 1,2 Zettabytes (media, vídeo, música, dados, gravação de voz e outros). Segundo um recente estudo da IDC, se em 2010 apenas 30% das empresas utilizavam os social media para desenvolverem novos produtos e serviços, em 2020 esta percentagem subirá para 75%. O nível da utilização das redes sociais como fonte de informação também sofrerá alterações, se em % da informação sobre pessoas tinha origem no Facebook, no Twitter e no LinkedIn, em 2020 esta percentagem vai baixar para 60% por via do surgimento de redes sociais especializadas. Triliões of Coisas Biliões de Utilizadores Economia Inteligente Social Business Big Data / Analytics Mobile Devices & Apps Mobile Broadband Cloud Services Miliões de Apps Centenas de Milhares de Utilizadores Milhares de Utilizadores 2011 LAN / Internet Client Server PC 1986 Terminal Mainframe Milhares de Apps Centenas de Milhares de Apps Millions of Apps Fonte: IDC, 2011

13 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 11 Crescimento do Universo digital 1,2 Milhões de Petabytes (1,2 Zettabytes) 0,8ZB 60% 1,2 ZB Bit (b) Byte (B) Kilobyte (KB) Megabyte (MB) Gigabyte (GB) Terabyte (TB) Petabyte (PB) Exabyte (EB) Zettabyte (ZB) From analogic to digital 1 ó 0 8bits bytes KB 1 000MB GB TB PB EB x29 Por outro lado, se em 2010 só 28% das empresas usavam a informação das redes sociais como suporte às decisões críticas de negócio, em 2020 esta percentagem subirá para 85%. E esta adopção crescente do social business vai ter impacto no mercado das tecnologias de colaboração, desde a parte de HCM (Human Capital Manegement), passando pelo Digital Commerce e pelo CRM e Socialytics. Ao nível do mercado da mobilidade, as tecnologias móveis vieram alterar consideravelmente o modo como as Zettabytes Fonte: IDC, 2011 organizações, indivíduos e sociedade em geral funcionam. E de facto os dispositivos são apenas a ponta do iceberg, temos ainda a cloud, os serviços, as aplicações e as plataformas. Está a emergir a A rede interactiva das coisas ou seja, acesso e utilização da internet e de outras tecnologias em rede para interligar objectos e dispositivos (internet das coisas).a IDC prevê que em 2020 esta rede tenha mais de 30 mil milhões de dispositivos ligados desde computadores, carros, acessórios, dispositivos móveis entre outros. Com a rápida adopção do social media, o grande desafio das empresas é conseguir tirar partido das redes sociais e capturar respostas no youtube, facebook, twitter, skype, google... Dispositivos Ligados em Rede IndustriaisAuto (2.5B) Embebidos (3.6B) Acessórios (5.0B) Brinquedos e Electrodomésticos (2.0B) Entertenimento (2.7B) Networking (3.8B) Computadores e telefones (4.4B) Fonte: IDC, 2011

14 12 artigos de opinião É tempo de definir metas e de assumir responsabilidades Pedro Norton Presidente da APDC Porque Portugal tem, acima de tudo, um compromisso sério consigo mesmo e com as futuras gerações... Quantificar o Futuro Vivem-se dias desafiantes e sem precedentes. Para já, a prioridade nacional é o combate ao défice, cumprindo-se as metas definidas pelo acordo com a troika e ganhando-se a tão desejada e necessária credibilidade nos mercados internacionais. Depois desta fase de ajustamento, virá a batalha do relançamento do crescimento económico. Porque Portugal tem, acima de tudo, um compromisso sério consigo mesmo e com as futuras gerações: precisa de garantir um novo futuro, mais sustentado e baseado num novo paradigma de crescimento e desenvolvimento. Os próximos tempos serão de alterações profundas em todas as áreas da Economia e da Sociedade. E vão obrigar a um investimento mais inteligente, mais produtivo, mais inovador, que gere um efectivo e sustentado crescimento. Só assim poderemos sair reforçados desta crise. Esta é uma missão que exigirá de todos um posicionamento proactivo e eficaz e a definição de estratégias e metas a alcançar. O sector das TIC e New Media tem a sorte e a responsabilidade de estar em condições de ajudar o País neste duplo desafio: no desafio do reajustamento financeiro e no desafio do relançamento económico. Compete-lhe demonstrar que pode e deve desempenhar um papel importante. Que pode e deve fazer parte da solução para os problemas do País. Mas para isso, há que assumir compromissos muito concretos e metas quantificáveis. Por isso, a APDC vai dar o exemplo e vai Quantificar o Futuro no 21º Congresso das Comunicações, nos próximos dias 23 e 24 de Novembro. Porque quantificar é uma forma de responsabilização e sem responsabilização efectiva individual e colectiva - não pode haver crescimento sustentado. Com o Congresso das Comunicações, a APDC tem a ambição de poder com os dois dias de intenso debate apresentar propostas concretas e quantificadas de soluções baseadas nas TIC e New Media que permitam ao País acelerar o esforço de reajustamento financeiro e antecipar o regresso do crescimento económico. E para dar o exemplo, a APDC apresentará no primeiro dia do Congresso um documento de trabalho com seis iniciativas de curto-prazo que permitirão a transformação tecnológica da Administração Pública (AP). São medidas estratégicas e prioritárias, a apresentar do Governo, e que resultaram da mobilização de um grupo de stakeholders da APDC para identificar oportunidades e áreas de melhoria que permitam ao País alcançar as metas a que está obrigado pelo Memorando de

15 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 13

16 14 artigos de opinião Entendimento. Trata-se de um documento de trabalho, denominado 11 mil Milhões de Razões..., que poderá ser aprofundado com o Executivo, e que aposta na transformação do Estado, com recurso a soluções tecnológicas já testadas e comprovadas e com facilidade de implementação imediata. Com estas medidas poder-se-á não só responder às necessidades de reajustamento imediato mas ter uma base para a criação de uma estratégia tecnológica credível e de longo prazo no aparelho público. Para determinar de que forma se poderão transformar desafios e incertezas em metas e combates, o 21º Congresso das Comunicações vai procurar na crise a solução. Retirando lições do passado recente e aprendendo com casos de sucesso internacionais de recuperação económica, baseados nas TIC e em modelos inovadores. E analisando temas estruturantes para o futuro do País: Exportar, Marcas e Modelos de Negócio, o Mundo em Rede, Inovação e Produtividade, Talento e Globalização. Exemplificando-se com case-studies de sucesso portugueses e internacionais, gerando inteligência colectiva, criando novas ideias, promovendo o debate, produzindo e assumindo objectivos e metas, correndo riscos, desenvolvendo novas competências. O Serviço Público e a Saúde e Demografia, assim como a Regulação, serão também temáticas centrais. Há que identificar como é que se pode criar e potenciar a oferta de novos serviços públicos para responder a novas necessidades sociais, com menos despesa. Há que determinar como vai a regulação responder à uma evolução tecnológica sem precedentes e a um mercado em profunda mudança. Quantificar é saber o que queremos e como o vamos fazer. Em parceria e cooperação. Juntando todas as gerações, incluindo os jovens promissores, futuros profissionais do sector, que terão este ano um grande destaque no Congresso, através da iniciativa TNGs 11. E mostrando o que de melhor se faz em termos de inovação em Portugal. No espaço do Innovation Lounge, a decorrer em paralelo ao Congresso, empresas e empreendedores terão oportunidade de mostrar as suas novidades em termos de produtos e serviços, assim como ideias e inovações. O 21º Congresso das Comunicações pretende quantificar o potencial da indústria das TIC e New Media. E de que forma poderá contribuir para abrir novos caminhos para o desenvolvimento económico e social do País. Porque o tempo urge e há que iniciar rapidamente um novo ciclo de recuperação, de crescimento e de bem-estar social. Porque os ventos de mudança obrigam a mais cooperação e a maior colaboração. O empenho e o envolvimento de todos poderá marcar a diferença entre a derrota e o êxito. O nosso sector pode e deve ter um papel estrutural no desenvolvimento das reformas necessárias para que Portugal tenha um futuro inovador e de crescimento. Com aposta na mudança e na liderança.com soluções inovadoras. Com investimento inteligente. Combinando experiências e conhecimentos. É tempo de sabermos o que queremos e como o vamos fazer. É tempo de gerar inteligência colectiva, criar novas ideias, promover debates, produzir, assumir objectivos e metas, correr mais riscos. É tempo de quantificar. Em parceria e cooperação. Para que o nosso futuro comum comece a ser construído já. De uma forma sustentada e sustentável. Venha Quantificar o Futuro no 21º Congresso das Comunicações! O Congresso contará ainda com os principais líderes das TIC e New Media nas sessões Media e Convergência e O Estado da Nação das Comunicações. Para partilharem como estão a apostar na mudança, qual o seu posicionamento e de que forma pretendem aproveitar as oportunidades potenciadas pela crise e pelo desenvolvimento tecnológico. Para mostrarem de que forma o sector pode desempenar um papel estrutural no desenvolvimento das reformas necessárias para que Portugal tenha um futuro inovador e de crescimento.

17 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 15

18 16 artigos de opinião Agentes de mudança na Administração Pública De que forma uma nova vaga de empreendedores pode dar o impulso à Administração Pública do futuro Luís Nunes Vice-presidente da ACCEnture Portugal e responsável pela área de Administração Pública e Saúde Os Governos precisam de gerir a instabilidade financeira e encorajar o crescimento. Embora seja compreensível que estejamos todos cansados de ouvir falar de crise financeira, as suas repercussões estão no topo das preocupações dos funcionários públicos. Com as economias europeias a braços com a perda de empregos e os altos níveis de dívida pública, os Governos precisam de gerir a instabilidade financeira e encorajar o crescimento. De acordo com os resultados do recente estudo Government of the Future: Driving Public Entrepreneurship: Government as a Catalyst for Innovation and Growth in Europe [1] os Governos têm vindo a ser confrontados com a obrigação de utilizar a sua dimensão e o seu poder de compra para impulsionar a inovação e o crescimento mas também com a oportunidade de se tornarem os novos empreendedores públicos capazes de responder ao requisito duplo de servir os cidadãos e controlar os custos. Os Governos assumem a liderança A dívida pública na Europa atinge metade do Produto Interno Bruto (PIB), com o sector público a totalizar 20% da classe trabalhadora. Os Governos são também grandes consumidores: na média europeia, os orçamentos públicos globais representam aproximadamente 17% do total do PIB. A dimensão e influência económica do Governo fazem com que este seja uma força económica que deve ser reconhecida numa posição privilegiada para impulsionar o crescimento económico ao ajustar radicalmente a forma como trabalha, disponibiliza serviços sociais e de saúde e utiliza a tecnologia nas suas interacções com as empresas e os cidadãos. [1] Estudo publicado pelo The Government of the Future Centre, uma parceria entre a Accenture, o College of Europe e o Lisbon Council.

19 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 17

20 18 artigos de opinião Baseado em entrevistas com líderes governamentais europeus, este estudo da Accenture revela que existe uma oportunidade para funcionários públicos que queiram agir como empreendedores, prontos a abraçar a inovação e a encontrar soluções criativas para os desafios orçamentais e de prestação de serviços aos cidadãos e empresas. Muitos líderes da Administração Pública estão já a modificar os seus modelos de prestação de serviços para responder aos cortes no orçamento, procurando inovar. Mas têm de ser tomadas mais medidas para inspirar a próxima geração de líderes da Administração Pública a transformar o Governo para que este integre a inovação como forma de criação de valor público (mais resultados de um modo mais eficiente em termos de custo) e, neste processo, apoie o crescimento económico. Fazer a diferença O estudo da Accenture mostra que poderiam ser criados cerca de 15 milhões de empregos na União Europeia até 2020 mais 7% do que as estimativas de emprego em 2020 se os Governos usassem o que já possuem e conhecem. A União Europeia pode aumentar potencialmente a sua taxa de crescimento total do PIB em cerca de 8% adicionais para além das previsões para 2020, o equivalente a um aumento de 1.2 mil milhões na economia Europeia.

21 Directório Global das TIC Empresas e Profissionais 19 De facto, em vários países europeus esta mudança já está a ser iniciada com o forte investimento em tecnologias da saúde para melhorar a qualidade dos cuidados e oferecer serviços a baixos custos e, ao fazer isso, melhorar a experiência do paciente. Por exemplo em Espanha, o Servicio Madrileno de Salud está a pôr em marcha o Registo Hospitalar Electrónico, uma rede social e uma tecnologia de prescrição electrónica para ligar os hospitais da região, especialistas da área e unidades de cuidados de saúde primários. A tecnologia também permite aos cidadãos escolher os seus principais profissionais de saúde e especialistas, independentemente da sua localização. Isto significa que os Governos podem chegar a uma situação win-win aumento de empregos e uma maior rapidez e eficácia no serviço aos cidadãos do que a que pode ser prevista actualmente. Novas vagas de crescimento Mas então onde estão estas áreas de crescimento? Um grande programa de investigação liderado pela Accenture [2] identificou quatro tendências socioeconómicas globais que, apesar de serem vistas como desafios, oferecem um vasto potencial para a expansão económica: A economia prata : Em Portugal, cerca de 18% dos cidadãos têm 65 anos ou mais (segundo dados de 2010), uma percentagem que deve crescer para 32 % até ao ano 2050, representando uma oportunidade de crescimento inexplorada, pois as pessoas mais velhas estão a tornar-se cada vez mais activas, estão a reformar-se mais tarde e mantêm-se consumidores activos de bens e serviços por mais tempo. A economia de recursos: Energia inteligente, infraestruturas ecológicas, gestão de recursos e financiamento e investimento em carbono (juntamente com a regulamentação e objectivos ambientais a nível nacional e da União Europeia) são importantes condutores de mudança para empresas, G o v e r n o s, o rg a n i z a ç õ es d e voluntariado e residências privadas; Um futuro multi-tecnológico: Investimento público em tecnologia e e-governo já está a impulsionar o crescimento no sector tecnológico. O surgimento de mercados emergentes: Os Governos devem encorajar a aprendizagem e o desenvolvimento de competências colaborativas entre a Europa e as economias em desenvolvimento, enquanto estabelecem novos mercados internacionais para o público partilhado e o sector da inovação. Tal como refere Terr y Moran, Director-Geral do Programa Universal de Crédito, Departamento de Trabalho e Pensões no Reino Unido, neste estudo: Precisamos de parar e pensar se o Muitos líderes da Administração Pública estão já a modificar os seus modelos de prestação de serviços para responder aos cortes no orçamento, procurando inovar. sistema que temos hoje é o apropriado para responder às necessidades dos cidadãos e trabalhadores. Sem dúvida, os gestores públicos de todo o continente devem repensar os seus papéis; precisam de reunir Administração Pública, empresas e cidadãos e actuar como uma nova linhagem de agentes de mudança para revitalizarem as culturas tradicionais, oferecer aos Governos uma dose saudável de novas ideias e inspirar novas vagas de crescimento. [2] New Waves of Growth, Accenture. 2011

22 20 artigos de opinião A gestão de informação e os desafios do Século XXI Fernando Bação Professor Associado Subdirector do Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação da Universidade Nova de Lisboa Hoje é relativamente unânime a ideia de que grande parte do crescimento económico e aumentos de produtividade a que assistiremos no futuro estarão, de uma maneira ou outra, associados a melhorias no aproveitamento dos re c u r s o s i n fo r m a c i o n a i s d a s organizações. Em tempos de crise, como aqueles que vivemos, um dos poucos recursos organizacionais que continuará a crescer de forma significativa nos próximos tempos são os dados. Os i n d i s p e n s á v e i s a u m e n tos d e produtividade, que os países ocidentais têm que garantir, como forma de manter o seu modo de vida, dependerão, essencialmente, de aumentos de eficiência e da sua capacidade de inovação. Em ambas as vertentes a excelência na gestão de informação e nos processos de transformação dos dados em conhecimento são pilares básicos. As limitações orçamentais, impostas pela necessidade de controlar a despesa pública, e o aumento das expectativas do cidadão em relação aos serviços prestados são apenas dois dos múltiplos factores que aumentam a pressão e urgência da adopção de novas práticas de gestão na Administração Pública. No actual contexto económico existem poucas dúvidas quanto à necessidade da Administração Pública abraçar modelos de gestão e ferramentas que promovam a racionalização, a transparência e a responsabilização. No sector privado o cenário é semelhante, as restrições ao investimento, o contínuo aumento da competitividade nos mercados e o aumento da capacidade negocial do cliente final, conduziram a uma situação onde é necessário fazer mais e melhor com menos recursos. Para desatar este nó górdio é necessário reunir um conjunto abrangente de condições, mas uma é essencial e incontornável: decidir com base em informação de qualidade. Para melhorar a sua eficiência, produtividade e capacidade de inovação as organizações necessitam de ter condições para medir e compreender as diferentes dimensões do seu negócio e desempenho. Para isso é indispensável mobilizar os vastos recursos informacionais que possuem, transformando-os no motor dos novos modelos de gestão.

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha:

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha: Projecto GTBC Portugal: Edifício Taurus Campo Pequeno, 48 2º 1000-081 Lisboa Tel.: +351 217 921 920 Fax: +351 217 921 929 www.gtbc.pt info@gtbc.pt Espanha: CalleAtocha, 20, 2ªIzq 28012 Madrid Tel.: +34

Leia mais

Edição Especial da Revista Comunicações TIC DIRETÓRIO GLOBAL DAS EMPRESAS E PROFISSIONAIS

Edição Especial da Revista Comunicações TIC DIRETÓRIO GLOBAL DAS EMPRESAS E PROFISSIONAIS Edição Especial da Revista Comunicações DIRETÓRIO TIC GLOBAL DAS EMPRESAS E PROFISSIONAIS 2012 2013 28 de fevereiro Virtualization & Datacenter Efficiency Forum 12 de março Cloud Leadership Forum 18 de

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

w w w. y e l l o w s c i r e. p t

w w w. y e l l o w s c i r e. p t consultoria e soluções informáticas w w w. y e l l o w s c i r e. p t A YellowScire iniciou a sua atividade em Janeiro de 2003, é uma empresa de consultoria de gestão e de desenvolvimento em tecnologias

Leia mais

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal > outsourcing > > consulting > > training > > business solutions > > engineering & systems integration > > payment solutions > Portugal Há sempre um melhor caminho para cada empresa. Competências Outsourcing

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Desenhado em função do seu negócio e concebido para ajudá-lo a ser competitivo num mercado em transformação De que necessita

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

Primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde arranca em Portugal

Primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde arranca em Portugal Primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde arranca em Portugal É hoje apresentada publicamente a primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde a funcionar em Portugal.

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA 2015

DOSSIER DE IMPRENSA 2015 DOSSIER DE IMPRENSA 2015 A Empresa A Empresa A 2VG é uma empresa tecnológica portuguesa criada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005.

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. Cooperação empresarial, uma estratégia para o sucesso Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. É reconhecida a fraca predisposição

Leia mais

Dualinfor Formação e Serviços Informáticos, Lda.

Dualinfor Formação e Serviços Informáticos, Lda. Dualinfor Formação e Serviços Informáticos, Lda. Sobre Nós Estamos no mercado desde 1998 e temos registado um crescimento sustentado, alavancado por uma equipa que integra profissionais com muitos anos

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa INICIATIVA INSERIDA NA EVENTO 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO APOIOS UMA PUBLICAÇÃO ALTO PATROCÍNIO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da

Leia mais

Recursos Humanos em Portugal

Recursos Humanos em Portugal O Maior Salão Profissional de Recursos Humanos em Portugal 9.ª Edição 17e 18 de Março de 2010 Centro de Congressos do Estoril www.ife.pt OS DECISORES SÃO UMA PRESENÇA GARANTIDA + 2000 profissionais de

Leia mais

TENDÊNCIAS DE PROJECTOS DE IT EM PORTUGAL

TENDÊNCIAS DE PROJECTOS DE IT EM PORTUGAL TENDÊNCIAS DE PROJECTOS DE IT EM PORTUGAL Estudo Infosistema 4º trimestre de 2014 OBJECTIVO DO ESTUDO Objectivo: Analisar as tendências de projectos de IT em Portugal Período em análise: 4º Trimestre de

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos Terceirização de Processos Empresariais da Capgemini Um componente da área de Serviços Públicos da Capgemini As concessionárias de serviços

Leia mais

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal www.quidgest.com quidgest@quidgest.com 1. Introdução Novo contexto económico e tecnológico Metodologia 2. Agilidade Organizacional das

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT TURISMO: TENDÊNCIAS E SOLUÇÕES Exmos. Senhores Conferencistas, Antes de

Leia mais

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RELATÓRIO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1 APRESENTAÇÃO www.get-pt.com 1 -2- CULTURA GET -1- A nossa Visão Acreditamos que o elemento crítico para a obtenção de resultados superiores são as Pessoas. A nossa Missão A nossa missão é ajudar a melhorar

Leia mais

O reforço da gestão da inovação nas empresas portuguesas CCDR Algarve 6 de Maio de 2009 Isabel Caetano COTEC Portugal

O reforço da gestão da inovação nas empresas portuguesas CCDR Algarve 6 de Maio de 2009 Isabel Caetano COTEC Portugal O reforço da gestão da inovação nas empresas portuguesas CCDR Algarve 6 de Maio de 2009 Isabel Caetano COTEC Portugal COTEC PORTUGAL - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL PARA A INOVAÇÃO A COTEC Portugal - Associação

Leia mais

Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos

Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos CENTRO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA Investigação & Desenvolvimento Tecnológico Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos Ana Alice Batista, Ana Lima, Isabel C. Viana, Nuno Soares,

Leia mais

Processo nº2-responsável de Projetos (2 vagas Empresas diferentes)

Processo nº2-responsável de Projetos (2 vagas Empresas diferentes) Processo nº1-project Manager Construction Company Engenheiro Civil para ser Gerente de Projetos - Experiência de 5 anos em empresas relevantes (construção); Alto nível de habilidades organizacionais e

Leia mais

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS Eliminação de Barreiras à livre Prestação de Serviços Confederação do Comércio e Serviços de Portugal Esquema 1. PORTUGAL- UMA ESPECIALIZAÇÃO COM

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

Conferência. As TIC e a Saúde no Portugal de 2012. APDSI avalia impacto das TIC no setor da Saúde

Conferência. As TIC e a Saúde no Portugal de 2012. APDSI avalia impacto das TIC no setor da Saúde APDSI avalia impacto das TIC no setor da Saúde Lisboa, 11 de dezembro - As oportunidades criadas e os desafios que o futuro apresenta em virtude da aplicação das novas tecnologias à área da Saúde foram

Leia mais

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RESUMO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI

PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI (1) PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI Docente: Turma: T15 Grupo 5 Mestre António Cardão Pito João Curinha; Rui Pratas; Susana Rosa; Tomás Cruz Tópicos (2) Planeamento Estratégico de SI/TI Evolução dos SI

Leia mais

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E Quem somos? Quem somos? O que fazemos? O que nos distingue? Onde estamos? 2 Quem somos? APRESENTAÇÃO A Talent Search foi

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA 2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade 15 de Setembro 2011 Museu da Carris Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade urbana

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Inovar para Ganhar Paulo Nordeste Portugal tem apresentado nos últimos anos casos de sucesso em inovação; como novos produtos, serviços e modelos de

Leia mais

1 Descrição sumária. Varajão, Santana, Cunha e Castro, Adopção de sistemas CRM nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011 1

1 Descrição sumária. Varajão, Santana, Cunha e Castro, Adopção de sistemas CRM nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011 1 Adopção de sistemas CRM nas grandes empresas portuguesas João Varajão 1, Daniela Santana 2, Manuela Cunha 3, Sandra Castro 4 1 Escola de Ciências e Tecnologia, Departamento de Engenharias, Universidade

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Apresentação da empresa

Apresentação da empresa Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema tem solução e que cada

Leia mais

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting Contactos: Isabel Fonseca Marketing VP Consulting Telefone: +351 22 605 37 10 Fax: +351 22 600 07 13 Email: info@vpconsulting.pt

Leia mais

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Michael Page lança Barómetro de TI 90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Lisboa, 21 de Julho de 2015 A Michael Page, empresa líder em recrutamento de quadros médios e superiores,

Leia mais

Maio 2013 PE2020. O papel da Engenharia como fator de competitividade. Iniciativa

Maio 2013 PE2020. O papel da Engenharia como fator de competitividade. Iniciativa Maio 2013 PE2020 O papel da Engenharia como fator de competitividade Iniciativa Agenda 1. Apresentação da Proforum e do PE2020 como plataforma colaborativa relevante e integradora 2. Contributo do PE2020

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas 30 11 2012 As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas Teodora Cardoso 1ª Conferência da Central de Balanços Porto, 13 Dezembro 2010 O Banco de Portugal e as Estatísticas O Banco de

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015 INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA 1 I. Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) Missão: Apoiar os nossos clientes na gestão de projetos que fomentem a inovação e promovam oportunidades

Leia mais

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA ACQUALIVEEXPO Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA Lisboa, 22 de Março de 2012 1 1. Introdução A diplomacia económica é um

Leia mais

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II PARTILHA DE EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGEM SOBRE O DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL O URBACT permite que as cidades europeias trabalhem em conjunto e desenvolvam

Leia mais

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 New Standards for Business SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 Quem Somos A SCORE INNOVATION é uma empresa que tem como objecto social a prestação de serviços em consultoria,

Leia mais

DESAFIO PORTUGAL 2020

DESAFIO PORTUGAL 2020 DESAFIO PORTUGAL 2020 Estratégia Europa 2020: oportunidades para os sectores da economia portuguesa Olinda Sequeira 1. Estratégia Europa 2020 2. Portugal 2020 3. Oportunidades e desafios para a economia

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe Iniciativa PE2020 A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos António Manzoni/Vilar Filipe Novembro 2013 Projeto Engenharia 2020 Preocupações macroeconómicas Papel da engenharia na

Leia mais

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Culture OnLine, 5-7.6 Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Peering down the Wormhole Dr. Susan Hazan Filomena Pedroso Realidade Empresarial em Portugal Incerteza nos mercados recomenda

Leia mais

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS Presente em mais de 80 países e com mais de 280 escritórios em todos os Continentes, a MGI é uma das maiores

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 1. ENQUADRAMENTO Nos últimos 3 anos e meio a Câmara Municipal de Lisboa vem desenvolvendo uma estratégia para a valorização económica da cidade e captação de investimento (http://www.cm-lisboa.pt/investir)

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

1. Contexto. Página 1 de 5

1. Contexto. Página 1 de 5 REFERENCIAL REDES DE NOVA GERAÇÃO OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO E DE CONHECIMENTO SI INOVAÇÃO Nº 14 / SI / 2009 SI I&DT Nº 15 / SI / 2009 1. Contexto A Resolução do Conselho de Ministros n.º 120/2008, de 30

Leia mais

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique.

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Um mar de oportunidades Mestrado em Gestão Portuária Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique A ENIDH é a Escola Superior pública portuguesa que assegura a formação de

Leia mais

a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas

a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas trabalho temporário I search & selection I outsourcing I hr consulting I onsite serviços 360º Se o principal capital das empresas são as

Leia mais

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Exm.ªs Senhoras, Exm.ºs Senhores É com prazer que, em meu nome e em

Leia mais

confiança know-how inovação disponibilidade convergência

confiança know-how inovação disponibilidade convergência confiança know-how inovação disponibilidade convergência Sobre a Meiostec Fundada em 1997, por um grupo de accionistas privados e com ligações a um Grupo que opera no mercado das TIs, a Meiostec responde

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação

HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação Estudo indica que 70 por cento das empresas têm lacunas na abordagem holística à gestão de informação crítica para o seu negócio Lisboa,

Leia mais

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A.

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A. 1 Reunir várias entidades do sector óptico nacional e discutir o futuro do sector bem como os temas cruciais para os empresários e intervenientes da área foram os objectivos do evento Visão de Futuro 2010,

Leia mais

Enabling the New Style of IT. Marcelo Nunes Sales Director, Enterprise and Public Sector Printing and Personal Systems

Enabling the New Style of IT. Marcelo Nunes Sales Director, Enterprise and Public Sector Printing and Personal Systems Enabling the New Style of IT Marcelo Nunes Sales Director, Enterprise and Public Sector Printing and Personal Systems Video 75 anos HP Eu acredito sinceramente na HP e na nossa habilidade em fazer a diferença

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

RESUMO DO EVENTO BUSINESS OPTIMIZATION: BI, BPM & SOA 06-04-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA

RESUMO DO EVENTO BUSINESS OPTIMIZATION: BI, BPM & SOA 06-04-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA RESUMO DO EVENTO BUSINESS OPTIMIZATION: BI, BPM & SOA 06-04-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA PATROCINADORES DIAMOND PLATINUM GOLD+ SILVER PARTICIPAÇÃO ESPECIAL PARCEIRO TECNOLÓGICO MEDIA PARTNER BUSINESS

Leia mais

Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos

Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos 27 LEADERSHIP AGENDA a inovação na gestão do relacionamento compensa Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos A participação activa dos cidadãos é vital para a promoção

Leia mais

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 -

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 - AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015-1 2 INBOUNDWARE Somos uma Agência de Marketing de Conteúdos. Ajudamos as marcas a comunicar através de ferramentas online e offline. A nossa

Leia mais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais Módulo 2 As Empresas e as Redes Sociais Introdução Eco sistemas de negócio Aplicações de negócio Construir uma empresa Tácticas/ Estratégias Segmentação Gestão - Profissionais Custo Gestão de tempo ROI

Leia mais

XV CONGRESSO REGIONAL DO PARTIDO SOCIALISTA AÇORES. Moção Sectorial

XV CONGRESSO REGIONAL DO PARTIDO SOCIALISTA AÇORES. Moção Sectorial XV CONGRESSO REGIONAL DO PARTIDO SOCIALISTA AÇORES Moção Sectorial Investigação, Desenvolvimento e Inovação (ID&I) - Potenciar a Sociedade do Conhecimento nos Açores O trinómio Investigação, Desenvolvimento

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

A sustentabilidade da economia requer em grande medida, a criação duma. capacidade própria de produção e fornecimento de bens e equipamentos,

A sustentabilidade da economia requer em grande medida, a criação duma. capacidade própria de produção e fornecimento de bens e equipamentos, REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE -------- MINISTÉRIO DA ENERGIA GABINETE DO MINISTRO INTERVENÇÃO DE S.EXA SALVADOR NAMBURETE, MINISTRO DA ENERGIA, POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA FÁBRICA DE CONTADORES DA ELECTRO-SUL

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO?

Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO? Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO? Desde a crise económica e financeira mundial, a UE sofre de um baixo nível de investimento. São necessários esforços coletivos

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng.º Mário Lino por ocasião da Sessão REDES DE NOVA GERAÇÃO 2009 Fundação das Comunicações, 7 Janeiro 2009 (Vale

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

INTELI Centro de Inovação (PT)

INTELI Centro de Inovação (PT) INTELI Centro de Inovação (PT) CLUSTERS CRIATIVOS Criatividade para a Regeneração Urbana X Fórum Internacional de Inovação e Criatividade Aracaju, 20 Novembro 2010 Estrutura da Apresentação 1. Clusters

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

A PMConsultores, é uma trusted advisor, empenhada em ser um agente de valor acrescentado e elemento diferenciador para a competitividade das PMEs.

A PMConsultores, é uma trusted advisor, empenhada em ser um agente de valor acrescentado e elemento diferenciador para a competitividade das PMEs. Parcerias com valor A PMConsultores, é uma trusted advisor, empenhada em ser um agente de valor acrescentado e elemento diferenciador para a competitividade das PMEs. A nossa equipa de consultores é especialista,

Leia mais

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CONFERÊNCIA "MERCADO DE ESCRITÓRIOS - SUSTENTABILIDADE, GESTÃO DE ESPAÇOS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO" A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UM ARGUMENTO DE VENDAS I ltrapassada a crise, a reabilitação urbana - até

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL

ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL ASSOCIAÇÃO PARA A ECONOMIA CÍVICA PORTUGAL MISSÃO A Associação para a Economia Cívica Portugal é uma Associação privada, sem fins lucrativos cuja missão é: Promover um novo modelo de desenvolvimento económico

Leia mais

Os Desafios do Novo Paradigma Tecnológico Mobilidade, Consumerização das TI, Cloud, Social Business e Big Data

Os Desafios do Novo Paradigma Tecnológico Mobilidade, Consumerização das TI, Cloud, Social Business e Big Data Os Desafios do Novo Paradigma Tecnológico Mobilidade, Consumerização das TI, Cloud, Social Business e Big Data Gabriel Coimbra Country Manager, IDC Portugal Copyright 2011 IDC. Reproduction is forbidden

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CAPITAL HUMANO

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CAPITAL HUMANO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CAPITAL HUMANO ABERTURA A People & Skills foi criada para responder às necessidades de um mercado cada vez mais apostado em desenvolver e consolidar competências que garantem

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL HORIZONTE 2015

TURISMO DE PORTUGAL HORIZONTE 2015 TURISMO DE PORTUGAL HORIZONTE 2015 João Cotrim de Figueiredo 10 Out 2014 Turismo: crescimento e resiliência No século do Turismo? Mais de 1.100 milhões de turistas em 2014 OMT prevê crescimento médio anual

Leia mais

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE CLUSTER ENERGÉTICO DE BEJA OPORTUNIDADES SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E CRESCIMENTO ECONÓMICO A sustentabilidade energética e climática é um desígnio estratégico duplo significado. Por um lado, desenvolvimento

Leia mais

Paulo Alves / CEO. paulo.alves@proside.pt

Paulo Alves / CEO. paulo.alves@proside.pt Paulo Alves / CEO paulo.alves@proside.pt Sistemas Integrados de Atendimento O que fazemos A Empresa Concepção, Arquitectura e Implementação de Sistemas de Informação; Consultoria Tecnológica de Sistemas

Leia mais

CEO Briefing Portugal 2015 The Economist. A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas

CEO Briefing Portugal 2015 The Economist. A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas CEO Briefing Portugal 2015 The Economist A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas 92% dos executivos portugueses acreditam que as suas empresas dispõem de capacidades

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais