FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO"

Transcrição

1 1 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO CRM TRADICIONAL E CRM SOCIAL: ALIADOS NA BUSCA DA MAXIMIZAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ORGANIZAÇÕES PRISCILA DAMÁZIO RIBEIRO TERESÓPOLIS JULHO, 2012

2 1 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO CRM TRADICIONAL E CRM SOCIAL: ALIADOS NA BUSCA DA MAXIMIZAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ORGANIZAÇÕES PRISCILA DAMÁZIO RIBEIRO Trabalho de Curso elaborado como requisito obrigatório para a obtenção do título de Bacharel em Administração, no UNIFESO, sob orientação do Prof. Maurício Decarlo. TERESÓPOLIS JULHO, 2012

3 2 À Deus, o autor da minha história e aos meus pais por todo o apoio, incentivo e dedicação.

4 3 AGRADECIMENTOS Ao professor Maurício Decarlo pelas orientações ao longo de todo o projeto até a conclusão do mesmo; Ao professor Paulo Fontes pelos esclarecimentos; À professora Rita Mello pelo trabalho de revisão da formatação.

5 4 RESUMO Sem sonhos, a vida é uma manhã sem orvalhos, um céu sem estrelas, um oceano sem ondas, uma vida sem aventura, uma existência sem sentido. (Augusto Cury)

6 A utilização da ferramenta CRM (Customer Relationship Management - Administração do relacionamento com o cliente) é um importante fator de diferenciação das organizações. O uso dessa ferramenta busca aumentar a satisfação dos clientes através de uma aproximação para coleta de dados que são transformados em ações mercadológicas que possibilitam agregação de valor aos clientes. O objetivo central do CRM é melhorar o relacionamento entre a empresa e o mercado-alvo, proporcionando benefícios mútuos: o mercado possui suas necessidades satisfeitas e a organização conquista melhores resultados, conforme esperado. Aliar o tradicional CRM ao Social CRM aumenta ainda mais as expectativas de melhoria na relação empresa x cliente, uma vez que torna-se possível compreender de maneira mais clara os desejos dos clientes, possibilitando que a organização ofereça produtos de acordo com o perfil de cada um deles, agregando valor ao negócio e visando um relacionamento de longa duração. Palavras-chaves: CRM, social, relacionamento, organização, clientes. 5

7 6 SUMÁRIO Resumo INTRODUÇÃO DEFININDO O CONCEITO DE CRM ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO DE UM SOFTARE DE CRM DEFININDO O CONCEITO DE CRM SOCIAL OU CRM ESTRATÉGIA PARA TORNAR OS SOFTWARES SOCIAIS UM BENEFÍCIO PARA A ORGANIZAÇÃO AS REDES SOCIAIS E SEU IMPACTO NO RELACIONAMENTO ENTRE EMPRESAS E SEUS CLIENTES CONCLUSÃO BIBLIOGRAFIA... 25

8 1 1. INTRODUÇÃO A escolha do tema CRM se deu devido a necessidade cada vez maior de as empresas buscarem um relacionamento mais próximo de seus clientes. Uma empresa que possui informações como perfil de compra, preferências e poder aquisitivo médio de seus clientes têm um importante diferencial das demais: conseguem oferecer a seus clientes ofertas específicas, com preço e em condições de pagamento adequados ao perfil do cliente. Além disso, ao desenvolver um relacionamento mais próximo do cliente a empresa consegue o fidelizar, gerando assim mais do que apenas uma compra, mas a primeira opção a escolher dentro daquele segmento. Os benefícios para a organização são diversos, pois um cliente fidelizado muito dificilmente procurará outro fornecedor, gerando várias negociações e ainda, estando satisfeito atrai novos clientes através da propaganda boca a boca. Por outro lado o cliente também se beneficia bastante com a fidelização pois recebe ofertas personalizadas de várias organizações, o que permite que opte pelo melhor serviço ou produto ao preço mais justo. A crescente busca por manter a satisfação e fidelização dos clientes tem feito com que as empresas melhorem consideravelmente suas relações, a fim de atender às expectativas de clientes que possuem necessidades cada vez mais específicas ou personalizadas. Para atender a estas especificidades é necessário utilizar-se de uma ferramenta capaz de entender o cliente como único, possibilitando a análise do perfil de cada cliente a fim de oferecer produtos que satisfaçam tais necessidades.

9 2 Conforme Zenone, (2007) esta é a razão de ser do Customer Relationship Management - Administração do relacionamento com o cliente (CRM): uma união dos avanços da tecnologia que permite analisar e avaliar a base de dados com vistas para o marketing, possibilitando entender as necessidades do mercado e proporcionar, a partir de ações diretas, o valor agregado necessário para que o relacionamento se torne de longo prazo. Com o avanço da tecnologia a obtenção de informações tornou-se mais fácil. A comparação de preços de um mesmo produto pelo cliente, por exemplo, pode ser feita de sua casa, através da internet e com total comodidade. Devido a tantas inovações e facilidades vemos surgir novos papeis desempenhados pelos clientes. São eles: O cliente tradicional: aquele que efetua a troca de valor financeiro por um produto ou serviço; O cliente único: neste papel o cliente assume posição individualizada, exigindo produtos cada vez mais personalizados, sem que isto implique num aumento significativo dos preços dos produtos bem como prazos de entrega; O cliente que não paga pelos produtos ou serviços: neste caso as organizações criam modelos de negócios cuja receita não advém do usuário ou cliente, mas de outras fontes. Um dos maiores casos de sucesso na disponibilização de serviços e produtos gratuitos para os Clientes ou usuários é o Google. Oferecendo serviços como busca de conteúdo, correio eletrônico, serviços de localização e aplicações de produtividade para os usuários sem necessariamente implicar na cobrança, o Google inovou ao implementar um modelo de negócios sustentado em grande parte pela publicidade online; O cliente como membro da equipe de desenvolvimento de produtos: a participação de clientes em etapas cada vez mais prematuras do ciclo de desenvolvimento dos produtos tem auxiliado Organizações a apresentarem produtos com níveis de qualidade cada vez maiores, além de mais alinhados com o mercado; O cliente Social ou cliente 2.0: perfil colaborativo e interativo muito mais proeminente. O desejo de interagirem de maneira mais ativa extrapola as barreiras pessoas e atinge também a esfera organizacional. Uma das demonstrações claras do impacto deste

10 3 perfil interativo dos clientes está no uso cada vez mais frequente de recursos como Blogs e Redes Sociais para compartilhamento de opiniões e impressões (inclusive) sobre produtos e serviços utilizados pelos clientes. (QUADROS, 2010, p ) Este último papel do cliente nos leva à análise do CRM Social ou CRM 2.0 (Customer Relationship Management - Administração do relacionamento com o cliente). Para Quadros (2010, p.227) o CRM social surgiu em consequência do crescimento das ferramentas de computação social, nas quais clientes interagem uns com os outros trocando pareceres e experiências, sejam tais mensagens patrocinadas pela Organização referenciada na publicação ou não, o que desafia as organizações de forma geral. Respondendo a este novo perfil de clientes as Empresas devem buscar ferramentas que proporcionem a transformação de tal desafio em oportunidades de geração de diferencial competitivo. Somar a utilização do CRM tradicional ao CRM Social pode ser de grande importância para as organizações, que podem complementar os dados das relações já estabelecidas com seus clientes no CRM tradicional com informações do CRM Social, aumentando potencialmente seus lucros.

11 4 2. DEFININDO O CONCEITO DE CRM Desde os primórdios dos negócios os conceitos de CRM eram utilizados, quando o dono da feira do bairro possuía seu caderno com as anotações do que cada cliente comprava, como um cartão de crédito, que ao final de determinado período era quitado. Naquele tempo, com poucos clientes era possível conhecer suas preferências, seus nomes e de seus familiares. Com o crescimento das organizações e da sociedade de forma geral, tornou-se impossível para as grandes, médias e até mesmo pequenas empesas manterem o relacionamento tão próximo do cliente ao ponto de lembrar seus nomes e perfis de compras. Diante disto surgiu a necessidade de uma ferramenta capaz de armazenar os dados de cada cliente, como a quantidade de compras, valor, preferências, etc. que transformasse os dados em valiosas informações para as organizações, possibilitando o relacionamento íntimo com os clientes e identificação de suas necessidades e desejos, objetivando satisfazê-los. O CRM (Customer Relationship Management - Administração do relacionamento com o cliente) é uma das ferramentas de gestão com maior adesão no mundo corporativo atual, uma estratégia de negócio voltada para o entendimento e antecipação das necessidades e potenciais de uma empresa (WENNINGCAMP, 2009) tendo por objetivo gerir o relacionamento com clientes e com isso possibilita maior rentabilidade às empresas e, em contra partida, maior satisfação aos clientes.

12 5 Segundo Zenone (2007) foi na década de 90 que surgiram no Brasil os primeiros sistemas integrados de gestão ERP, que oferecem gestão integrada através de informações mais precisas, localizadas em um único banco de dados integrado por todas as áreas da empresa, evitando redundância de informações e disponibilizando em tempo real todas as informações relevantes dos clientes, úteis a qualquer tempo e a qualquer área da organização. Os principais objetivos estratégicos das organizações na utilização do CRM são: Redução do custo da área de informática; Descentralização do processamento de informações que ficam disponibilizadas no sistema e acessíveis aos membros da organização sem a necessidade de solicitações a setores específicos; Simplificação e agilização dos processos como a geração de relatórios gerenciais, controle e gestão de negócios; Melhoria no relacionamento com o cliente, possibilitando o entendimento de seus desejos com o objetivo de superá-los; Estar em condição de pioneiro na utilização de novas tecnologias ou aplicar tecnologia similar a dos concorrentes. Para Davenport: Um sistema empresarial torna mais eficiente o fluxo das informações de uma empresa e disponibiliza à diretoria acesso direto a uma ampla gama de informações operacionais em tempo real. Em muitas empresas estes benefícios transformam-no em ganhos dramáticos de produtividade e velocidade. (DAVENPORT, 2000, apud ZENONE, 2007, p. 88). Para PEPPERS & ROGERS, do ponto de vista tecnológico, CRM consiste em capturar os dados dos clientes a partir de todos os setores da empresa, consolidar todas as informações adquiridas internamente ou externamente em um banco de

13 6 dados central, fazer análise dos dados consolidados, compartilhar os resultados dessa análise com os diversos pontos de contato com os clientes e utilizar estas informações durante a interação com os mesmos, através de qualquer ponto de contato com a organização. (PEPPERS & ROGERS, 2000, apud ZENONE, 2007, p. 65). No geral o CRM abrange 3 áreas: automação de gestão do Marketing - Marketing one-to-one (marketing um por um) também conhecido como marketing individual, marketing customizado, marketing de segmento personalizado, ou seja, o marketing que visa desenvolver produtos que atendam as necessidades e preferências dos clientes individualmente, gestão comercial que abrange toda a força de vendas, estratégias para abordagem do cliente, apresentação do produto ou serviço e fechamento da negociação e a gestão de serviços/produtos que objetiva identificar os produtos mais ou menos vendidos, maior demanda por suporte, quantidade de defeitos, quantidade de realização de visitas para realizar ajustes nos serviços entre outros. Tais tarefas/processos fazem alimentação do sistema, criando a base de dados com todas as informações relevantes a respeito dos clientes, tornando-se útil à tomada de decisão de qualquer departamento, no momento em que for necessária. No atual cenário o que mais interessa às organizações não é simplesmente vender um bem ou serviço aos clientes e sim entender as preferências e perfil dos mesmos, levando a eles produtos e serviços de acordo com seus desejos e necessidades e buscando compreender a percepção do cliente em relação aos produtos e ao atendimento prestado pela empresa a fim de aprimorar continuamente os produtos e interação com os clientes e criar assim um relacionamento duradouro entre ambos. Sob esta ótica percebemos que a ferramenta CRM objetiva manter os clientes já conquistados pela organização e identificar novos clientes potenciais, possibilitando a conquista de novos clientes e em consequência de tal fato, aumentar o faturamento da empresa. No diagrama que segue podemos observar como o ciclo de implementação da ferramenta CRM nos processos da organização deve acontecer para que o objetivo

14 7 principal da mesma seja alcançado: melhorar o relacionamento com os clientes de forma a aumentar a rentabilidade da empresa. Diagrama do ciclo de CRM: Fonte: Betanin, 2004.

15 8 3. ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO DE UM SOFTWARE DE CRM Quando as empresas decidem aumentar e melhorar seu relacionamento com os clientes e realizam pesquisas para identificação de que forma podem obter sucesso nesta empreitada identificam que no mercado atual a mais rápida e eficiente forma para alcançar este objetivo é a implementação da ferramenta tecnológica CRM (Customer Relantionship Management Administração do relacionamento com o cliente). Uma vez que a empresa decida pela implementação do software é necessário buscar no mercado a ferramenta adequada às suas necessidades, um fornecedor que atenda as especificidades da empresa é fundamental para o sucesso da implementação da ferramenta. Há inúmeras empresas fornecedoras de softwares que trabalham no segmento de CRM então é necessário que a empresa busque mais do que apenas preço, que é importante, porém, devido ao CRM ser uma ferramenta inovadora e de ponta possui valor mais elevado, o que deve ser considerado pela empresa como investimento, levando em consideração que terá retorno breve sobre o mesmo. Sob esta ótima a organização deve então buscar facilidade de manuseio da ferramenta, clareza e profissionalismo na realização da implantação da ferramenta, que modificará a cultura organizacional para obter os resultados desejados no menor tempo o possível.

16 9 O momento da implantação da ferramenta é delicado para as organizações pois requer mudança na cultura da empresa, a fim de o CRM não ser apenas mais uma ferramenta na utilização da rotina dos colaboradores. É importante o envolvimento de todos os setores e pessoas da empresa no projeto para que haja entendimento da importância da ferramenta e os benefícios que a mesma trará como a facilidade na localização das informações dos clientes, melhoria na agilidade dos processos e na lucratividade da empresa, bem como crescimento profissional ao pessoal. O sucesso da implementação da ferramenta CRM está completamente ligado ao comprometimento e envolvimento de toda a organização, desde o nível da alta gerência até o operacional, o objetivo é que todos sejam envolvidos no projeto. A implantação do CRM é facilitada quando o principal executivo lidera e patrocina a revisão dos processos de toda a operação, pois neste contexto o enfoque do CRM possibilita o fato de examinarmos a organização através dos olhos dos clientes, visualizando as negociações e o atendimento do mesmo modo que o cliente. Segundo Bretzke: Para a implementação bem sucedida do CRM é imprescindível ir além dos clientes e produtos e cuidar do gerenciamento do próprio pedido integrando os diversos departamentos. Os momentos da verdade ocorrem não somente durante as interações, mas também nas atividades que são realizadas para atender e reconhecer o cliente, dependendo de como a empresa definiu o seu modelo de relacionamento (prazos e privilégios) e de como cada funcionário endente e pratica o seu papel de linha de frente do atendimento. A grande sacada é que o CRM integra a organização numa mesma base de dados e proporciona um nivelamento da informação do cliente substituindo os estritos interesses funcionais. O compromisso com o cliente transforma-se na meta e guia para toda a organização e os conflitos passam a dar lugar a soluções sistêmicas e integradas.

17 10 É importante que a empresa passe pelo que chamamos de teste-piloto, que é o momento em que a empresa recebe um profissional especializado no software, buscando adequar o software de acordo com o cenário da organização. A maioria dos softwares de CRM disponíveis no mercado podem ser customizados para adequação da ferramenta a realidade da empresa, ou seja, conforme segmentos diferenciados que a mesma possua. Para que o teste seja eficaz deverá ser realizado com as situações reais da empresa, deve simular o dia-a-dia da mesma e ser acompanhado de perto pelas pessoas que irão compor a equipe responsável pela execução destes processos posteriormente. Ao final da implantação devem ser enviados feedbacks ou retornos ao fornecedor, para que sejam realizados ajustes na ferramenta ou nos processos da mesma, objetivando que a ferramenta se adeque ao perfil da organização e não que a organização se adeque ao software. Através dos pareceres da organização em relação a utilização do software é identificado se o mesmo está atendendo às necessidades organizacionais ou não. É de suma importância a preparação dos usuários utilizando treinamentos especializados para cada recurso a, pois o uso indevido da ferramenta por algum colaborador poderá colocar em risco todo o trabalho de implantação tornando as informações incoerentes e levando a uma conclusão incorreta nos relatórios do sistema e em longo prazo, tornando o investimento custoso e inviável. Outra questão fundamental para ter sucesso na implantação do CRM é a parametrização e contemplação de todos os contatos realizados entre empresa e o cliente, a partir de qualquer setor da empresa para que a informação esteja disponível a qualquer tempo, em todos os setores, possibilitando acompanhamento total de cada abertura de contato desde o seu início até sua conclusão. A atualização da ferramenta também é importante para que haja a retroalimentação do database marketing.

18 11 Uma vez implementado de forma correta e eficiente, o CRM estará apto a sinalizar de forma clara e objetiva os riscos e as oportunidades que a empresa possui em cada cliente ou cliente em potencial.

19 12 4. DEFININDO O CONCEITO DE CRM SOCIAL OU CRM 2.0 CRM Social ou CRM 2.0 (Customer Relationship Management - Administração do relacionamento com o cliente) para Greenberg (2009) trata-se de: uma filosofia e uma estratégia de negócio, suportada por uma plataforma tecnológica, regras de negócios, processos e características sociais, projetada para engajar o cliente em uma conversação colaborativa de forma a prover um benefício comum em um ambiente de negócio de transparência e confiança mútua. É a resposta da empresa ao fato do cliente ser o dono da conversação. (QUADROS, 2010, apud GREENBERG p.228). Para Quadros (2010, p.227) o CRM social surgiu em consequência do crescimento das ferramentas de computação social: Redes Sociais, Blogs, Fóruns de discussão e Wikis (coleção de páginas interligadas e cada uma delas pode ser visitada e editada por qualquer pessoa), que são os chamados softwares sociais, além de recursos comumente utilizados como e mensageria instantânea, nas quais clientes interagem uns com os outros trocando pareceres e experiências, sejam tais mensagens patrocinadas ou autorizadas pela Empresa referenciada na publicação ou não. O IBOPE Nielsen Online divulgou em setembro de 2011 estatísticas que 77,8 milhões de pessoas no Brasil têm acesso à internet seja qual for o ambiente

20 13 (domicílios, trabalho, escolas, lan houses ou em outros locais) e os sites de redes sociais, fóruns, blogs e outras páginas de relacionamento, chegou a 39,3 milhões de pessoas. Com o aparecimento das redes sociais como Twitter, Facebook e Orkut, por exemplo, também surgiu o CRM Social e empresas de diversos setores passaram a perceber a necessidade de estarem envolvidas e terem acesso ao conteúdo publicado nestas redes, bem como a necessidade de fazerem suas próprias publicações, uma vez que não se trata de uma opção da organização estar ou não envolvida neste meio e sim de quando serão envolvidas. A GARTNER publicou em setembro de 2011 que o mercado de CRM social deverá atingir receita de 1 bilhão de dólares no ano de Analistas da GARTNER acreditam que a evolução da ferramenta CRM social acontecerá a partir das áreas: maior integração com a ferramenta CRM tradicional; ferramentas para medir ROI (retorno sobre investimento); mais integração com serviços de redes sociais, principalmente Facebook e Twitter; maior utilização de ferramentas de análise. É praticamente imensurável a velocidade com que se compartilha um produto, funcionalidade ou serviço nas redes sociais, o que forma um grupo de pessoas que compartilham ideias e opiniões a respeito do que foi compartilhado e influencia a opinião de diversas pessoas e respeito do assunto, podendo levar ao sucesso ou fracasso um produto ou serviço que até então era desconhecido por diversas pessoas. Neste contexto as empresas utilizaram a estratégia de publicarem seus próprios conteúdos em tais redes, o que aumentou o contato direto com clientes e clientes potenciais, sendo criado assim o CRM Social, que trata-se, conforme Carvalho, de um desdobramento do CRM que vem sendo largamente adotado por pequenas, médias e grandes empresas. Mesmo as empresas menores e mais conservadoras, que pretendiam manter-se longe das redes sociais têm iniciado uma revisão de

21 14 conceitos, uma vez que possa ser melhor utilizar tais ferramentas a favor da empresa. Segundo Carvalho, para a empresa adepta do CRM Social cabe apenas definir claramente uma política de utilização das redes para que seus colaboradores possam interagir e utilizarem, da melhor forma as informações extraídas das redes sociais, em benefício da Organização. Não por acaso são muitas as organizações que vêm criando setores inteiros dedicados à comunicação com as redes sociais, afinal, não tem preço a credibilidade de uma marca. Antes do advento das redes sociais as empresas coletavam os dados dos clientes para alimentar a ferramenta CRM, atualmente é possível buscar estas informações através da integração entre as redes sociais e o tradicional CRM para alimentar a base de dados. Segundo Coffee, a informação que é mais importante em um sistema de CRM vem de fora das paredes da empresa, das conversas em redes sociais e em outras fontes externas. (COFFEE, 2012) Quanto a implementação da ferramenta, para Harada pode dar-se de duas formas: pelo desenvolvimento interno da equipe de TI, mediante integração das informações das redes sociais com a ferramenta CRM já existente na empresa ou mediante aquisição de software específico de CRM Social, dependendo de cada empresa.

22 15 5. ESTRATÉGIA PARA TORNAR OS SOFTWARES SOCIAIS UM BENEFÍCIO PARA A ORGANIZAÇÃO Conforme pesquisa realizada pelo IBOPE, publicada na revista Exame, o Brasil conta com 87% dos internautas utilizando redes sociais e outras páginas de relacionamento, totalizando 39,3 milhões de pessoas conectadas. No mês de agosto de 2011, cada usuário conectou-se a esses sites por aproximadamente 7 horas e 14 minutos. (SALEM, 2011) Ainda existe resistência de algumas empresas em relação a agirem nas redes sociais, contudo esta ferramenta é administrada pela sociedade. Independente da atuação ou não da organização nas redes sociais, qualquer falha cometida pela mesma pode causar uma impressão negativa para diversos clientes ou clientes em potencial que sequer conhecem seus produtos, ou seja, os consumidores não aguardam até que a organização apresente sua defesa, ou sua ideia sobre o assunto, simplesmente a informação é transmitida ainda que a organização desconheça-a ou negue-a. Para Jarbas, as empresas devem utilizar as redes sociais como um termômetro e como um canal direto com seu consumidor através da ferramenta CRM Social que tem por objetivo facilitar a interação entre a empresa e os diversos softwares sociais, pois cada brasileiro possui em média 273 contatos nestas redes, o que causa um

23 16 grande impacto a cada publicação relacionada a empresa, seja ela positiva ou negativa. (JARBAS, 2011) Organizações que optam por beneficiarem-se das redes sociais mediante utilização da ferramenta CRM Social conseguem identificar rapidamente qualquer insatisfação por parte dos clientes, iniciando imediatamente o processo de reversão e eliminando a possibilidade de ter sua imagem negativada. Observamos então que é fundamental que as empresas não apenas ingressem nas redes sociais, devem também utilizar-se de ferramentas para monitorar o que é publicado a seu respeito, a fim de minimizar as insatisfações e ainda, disseminar ainda mais a sua marca. Devemos aceitar que a comunicação não é mais só B2C (Business to Customer = Empresa x Cliente). Também é C2C e C2P (Customer to Prospect = Consumidor x Cliente potencial). Então por meio do CRM social façamos o B2C proporcionar um ambiente favorável às boas indicações no C2C (customer to customer = Consumidor x Consumidor) para não queimar o C2P. (JARBAS, 2011) No ano de 2011 grandes marcas perceberam a importância e a força das mídias sociais, auxiliando no relacionamento com o consumidor e propagando a marca e a imagem da organização. A reclamação através das redes sociais trouxe casos repercutidos como a reclamação pelo defeito em sua geladeira através de um vídeo no Youtube, criado por Oswaldo Borelli no início de 2011, o vídeo teve mais de 820 mil acessos e a campanha contra a Pelemania, que logo após seu lançamento teve mais de sete mil usuários reunidos em uma página de boicote à empresa no Facebook. O resultado foi que Oswaldo teve seu problema resolvido e a Pelemania foi retirada do mercado. A presença das organizações nas redes sociais vai muito além da divulgação da marca, é o mecanismo para as empresas se relacionarem sinceramente com seus clientes e inovarem. Para Grigoletti, em um ambiente com tantas informações as

24 17 corporações se bem embasadas podem antecipar as tendências, prever crises e oferecer aos consumidores exatamente o que eles querem e precisam. (GRIGOLETTI, 2012) Pesquisa realizada em diversos países do mundo, incluindo o Brasil, que foi divulgada em março, pela NucleusResearch informa que o Social CRM aumenta a produtividade da equipe de vendas em 11,8%. Conforme publicado pelo E- commerce Brasil: Na realidade, 21% das empresas que utilizam o CRM social afirmaram que sua produtividade foi alavancada em mais de 20%, enquanto outros 37% conseguiram ascender entre 10 e 20%. Por outro lado, apenas 7% alegaram não obter benefícios neste aspecto. Cerca de 4 em 5 empresas que utilizam aplicações de CRM usam algum tipo de tecnologia de CRM social, o mais comum deles é a integração do sistema de CRM já existente com os dados de algum site de rede social externa, como o Facebook ou o Linkedin. Outras tecnologias comumente usadas pelos entrevistados incluem as redes sociais internas (36%), a integração do CRM ao monitoramento das atividades e mensagens instantâneas (25%) e o envio de dados sobre novas atualizações de feeds (listas de atualização de conteúdo de um determinado site) ou conversas (22%). Empresas de diversos ramos têm despertado para os benefícios que podem obter através da união das ferramentas CRM. Os maiores anunciantes do país investiram na internet em 2011: No Facebook, as Casas Bahia incentivaram seus fãs a criarem enfeites natalinos com materiais recicláveis e mandarem suas fotos para concorrerem a prêmios. No site institucional, o grupo Colgate- Palmolive criou uma ferramenta interativa para apresentar quais os produtos mais indicados para a limpeza de cada cômodo da casa. O Magazine Luiza também aproveitou o caminho aberto pelas redes sociais para angariar "consultores", que utilizam sua rede de contatos no Facebook e Orkut para vender produtos através de uma vitrine virtual. E, inovando, o Bradesco se destaca dentre os 30 maiores

25 18 anunciantes do país ao manter uma página nacional corporativa no Google. (GRIGOLETTI, 2012) A interação das empresas com seus clientes nas mídias sociais ganhou um espaço importante na relação entre eles: de um lado o cliente expressa sua opinião e preferências e do outro as empresas respondem aos clientes, oferecem benefícios e promoções, o que contribui para que a interação entre eles se torne cada vez mais intensa. Tudo o que é postado nas mídias sociais, tanto pelos clientes quanto pelas empresas pode e deve ser usado pelas organizações a fim de complementar os perfis de seus clientes em suas bases de dados, bem como atualizar um histórico das ações de marketing realizadas nas mídias sociais, como por exemplo, identificar o retorno sobre cada ação gerada através deste canal. Ainda, é possível identificar reclamações e insatisfações quando ocorrerem e prontamente responder aos clientes, convertendo o quadro ruim em uma experiência agradável ao cliente, demonstrando preocupação em reverter o quadro relatado pelo mesmo, trazendo um olhar diferente do cliente sobre a empresa. Segundo Pilleggi, as redes sociais como o Twitter, Orkut e Facebook valem ouro. Ferramentas populares tão fortes que não podem ficar despercebidas por médias e pequenas empresas. Conforme pesquisa realizada pela revista Business Week com as cem empresas mais valiosas do mundo as Organizações que investem nas mídias sociais apresentam resultados melhores e receitas muito mais atrativas. Conforme a revista, empresas que investiram em mídias sociais cresceram em média 18% em um ano enquanto aquelas que fizeram poucos investimentos tiveram em média queda de 6% nas receitas, considerando o mesmo período. Há um benefício bastante grande em usar esse tipo de tecnologia porque agiliza os processos de negócios, diz Fuzaro. Para ele, que é especialista em redes sociais, desde que utilizadas adequadamente, evitam duplicidade de informação, aumentam o trabalho colaborativo e melhoram os repositórios para criar um conhecimento coletivo da empresa.

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

Por Eliseu Barreira Junior MÍDIAS SOCIAIS PARA EMPRESAS. Business-to-Business

Por Eliseu Barreira Junior MÍDIAS SOCIAIS PARA EMPRESAS. Business-to-Business Por Eliseu Barreira Junior MÍDIAS SOCIAIS PARA EMPRESAS Business-to-Business À primeira vista, a conexão entre mídias sociais e empresas que fazem negócios com outras empresas (Business-to-Business) não

Leia mais

O CRM e a TI como diferencial competitivo

O CRM e a TI como diferencial competitivo O CRM e a TI como diferencial competitivo Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Profº Dr. Luciano Scandelari (UTFPR) luciano@cefetpr.br

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Fábio Pires 1, Wyllian Fressatti 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil pires_fabin@hotmail.com wyllian@unipar.br RESUMO. O projeto destaca-se

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

GUIA DE SOCIAIS EM REDES BOAS PRÁTICAS EM GESTÃO DO ATENDIMENTO E RELACIONAMENTO MELHORES PRÁTICAS. MELHORES RESULTADOS.

GUIA DE SOCIAIS EM REDES BOAS PRÁTICAS EM GESTÃO DO ATENDIMENTO E RELACIONAMENTO MELHORES PRÁTICAS. MELHORES RESULTADOS. GUIA DE BOAS PRÁTICAS EM GESTÃO DO ATENDIMENTO E RELACIONAMENTO EM REDES SOCIAIS MELHORES PRÁTICAS. MELHORES RESULTADOS. APRESENTAÇÃO OBJETIVO A ABA - Associação Brasileira de Anunciantes, por meio de

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net APRESENTAÇÃO COMERCIAL www.docpix.net QUEM SOMOS Somos uma agência digital full service, especializada em desenvolvimento web, de softwares e marketing online. A Docpix existe desde 2010 e foi criada com

Leia mais

Obtendo resultados reais através do CRM

Obtendo resultados reais através do CRM Porque investir em CRM? Aresposta é simples: Seus clientes consideram o foco da empresa no consumidor como prérequisito, não como diferencial. Eles esperam poder negociar com você quando, onde e como quiserem.

Leia mais

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja.

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja. Com a consolidação do comércio eletrônico no Brasil e mundo, fica cada vez mais claro e a necessidade de estar participando, e mais a oportunidade de poder aumentar suas vendas. Mas é claro que para entrar

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 6 ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace.

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace. O Twitter Como Ferramenta de Divulgação Para As Empresas: Um Estudo De Caso do GREENPEACE 1 Jonathan Emerson SANTANA 2 Gustavo Guilherme da Matta Caetano LOPES 3 Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

Mídias Sociais nos Negócios. GorillaBrand BRAND

Mídias Sociais nos Negócios. GorillaBrand BRAND Mídias Sociais nos Negócios GorillaBrand BRAND Marketing de Relacionamento Estratégias Empresa Marca Faturamento Clientes Uso de estratégias Relacionamento Empresa x Cliente Gera Valorização da Marca Aumento

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO WESLLEYMOURA@GMAIL.COM RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ANÁLISE DE SISTEMAS ERP (Enterprise Resource Planning) Em sua essência, ERP é um sistema de gestão empresarial. Imagine que você tenha

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 2

Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 2 COMO QUEBRAR PARADIGMAS SEM CAUSAR UM IMPACTO NEGATIVO NO PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO MARKETING DE RELACIONAMENTO, CRM E DBM EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo

Leia mais

Sistemas de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (Customer Relationship Management CRM)

Sistemas de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (Customer Relationship Management CRM) CRM Definição De um modo muito resumido, pode definir-se CRM como sendo uma estratégia de negócio que visa identificar, fazer crescer, e manter um relacionamento lucrativo e de longo prazo com os clientes.

Leia mais

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas edição 04 Guia do inbound marketing Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Há um tempo atrás o departamento de marketing era conhecido

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente.

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. As interações com os clientes vão além de vários produtos, tecnologias

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com 7 DICAS IMPERDÍVEIS QUE TODO COACH DEVE SABER PARA CONQUISTAR MAIS CLIENTES www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com As 7 dicas imperdíveis 1 2 3 Identificando seu público Abordagem adequada

Leia mais

Prezado Futuro Cliente

Prezado Futuro Cliente Prezado Futuro Cliente É com grade satisfação que encaminhamos nossa apresentação institucional e certos de estabelecermos uma parceria de sucesso e duradoura. Ela foi desenvolvida com objetivo de mostrar

Leia mais

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Prof Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefet.br Prof Dr. Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@pg.cefetpr.br

Leia mais

Redes Sociais, SEO, Blog ou Adwords: O que devo usar para minha empresa?

Redes Sociais, SEO, Blog ou Adwords: O que devo usar para minha empresa? Redes Sociais, SEO, Blog ou Adwords: O que devo usar para minha empresa? Você já pensou em posicionar sua marca na internet? Construir um relacionamento com seu cliente é uma das formas mais eficazes de

Leia mais

Tentar entender como usar melhor os diferentes canais.

Tentar entender como usar melhor os diferentes canais. The New Conversation: Taking Social Media from Talk to Action A Nova Conversação: Levando a Mídia Social da Conversa para a Ação By: Harvard Business Review A sabedoria convencional do marketing por muito

Leia mais

Importância da Comunicação Digital para o mercado corporativo

Importância da Comunicação Digital para o mercado corporativo Importância da Comunicação Digital para o mercado corporativo Cláudio Coelho Café da Manhã 22.05.2012 Agenda Evolução da Comunicação Serviços de Comunicação Digital Importância do Planejamento Estratégico

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística Sistemas de Informação Sistemas de informação ERP - CRM O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO

MARKETING DE RELACIONAMENTO MARKETING DE RELACIONAMENTO 1 O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

Disciplina: Gestão Estratégica de TI Profº: João Carlos da Silva Junior

Disciplina: Gestão Estratégica de TI Profº: João Carlos da Silva Junior Disciplina: Gestão Estratégica de TI Profº: João Carlos da Silva Junior Conceitos Por que eu preciso deste curso? Não sou de TI Sou de TI conteúdo utilizado exclusivamente para fins didáticos 2 Não sou

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] 1 Sumário O Surgimento do Analista de Redes Sociais... 2 O que é um Analista de Redes Sociais?... 5 Qual é o Perfil do Analista

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA

SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA Paula Junqueira 7º CONGRESSO RIO DE EDUCAÇÃO CONSTRUINDO A SUA MARCA A marca é o ativo mais importante, independente do tamanho de sua empresa. As mídias sociais são

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

Plusoft Rua Nebraska, 443, 5º Andar, Brooklin São Paulo (SP) F.: 55 11 5091-2777 www.plusoft.com.br - @Plusoft -

Plusoft Rua Nebraska, 443, 5º Andar, Brooklin São Paulo (SP) F.: 55 11 5091-2777 www.plusoft.com.br - @Plusoft - Potencializando resultados com o SOCIAL CRM A CONSTRUÇÃO DE RELACIONAMENTOS SÓLIDOS NA MÍDIA SOCIAL A mídia social revolucionou os meios e o modelo de comunicação. Entre muitas transformações, as redes

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo 5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo Este estudo teve como objetivo contribuir para a compreensão do uso das mídias sociais, como principal ferramenta de marketing da Casar é Fácil, desde o momento da sua

Leia mais

Como criar um clube de vantagens para seus clientes

Como criar um clube de vantagens para seus clientes Como criar um clube de vantagens para seus clientes Introdução Adquirir clientes no mundo competitivo atual é cada vez mais difícil e caro. Por este motivo, torna-se muito importante ações que fidelize

Leia mais

O guia completo para uma presença. online IMBATÍVEL!

O guia completo para uma presença. online IMBATÍVEL! O guia completo para uma presença online IMBATÍVEL! Sumário Introdução 3 Capítulo 1 - Produção de Conteúdo: Por que e Como produzir 5 Capítulo 2 - Distribuição e Divulgação 8 Capítulo 3 - Monitoramento

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ SABER Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS. Professora Iara Silva INTRANET E EXTRANET

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS. Professora Iara Silva INTRANET E EXTRANET FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS Professora Iara Silva INTRANET E EXTRANET CONCEITOS, OBJETIVOS, BENEFÍCIOS E TENDÊNCIAS Renato Schumacher

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

SISTEMÁTICA WEBMARKETING

SISTEMÁTICA WEBMARKETING SISTEMÁTICA WEBMARKETING Breve descrição de algumas ferramentas Sobre o Webmarketing Web Marketing é uma ferramenta de Marketing com foco na internet, que envolve pesquisa, análise, planejamento estratégico,

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS:

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: O QUE É PRECISO PARA SER UM CORRETOR DE SUCESSO gerenciador e site imobiliário Introdução O perfil do corretor de imóveis de sucesso Aprimorando os pontos fracos Conclusão

Leia mais

7 Passos para um e- Commerce de Sucesso. André Lucena 28.nov.2013

7 Passos para um e- Commerce de Sucesso. André Lucena 28.nov.2013 7 Passos para um e- Commerce de Sucesso André Lucena 28.nov.2013 MERCADO DE E- COMMERCE PORQUE INVESTIR... E- commerce Processo de compra e venda de produtos e serviços online. Além de catálogos, carrinhos

Leia mais

A compra de TI e as redes sociais

A compra de TI e as redes sociais Solicitada por A compra de TI e as redes sociais Como as redes sociais transformaram o processo de compras B2B e as melhores práticas para adaptar as suas estratégias de marketing à nova realidade BRASIL

Leia mais

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção.

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. estratégias online Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. serviços consultoria Benchmark Planejamento

Leia mais

social media para bares, restaurantes e afins

social media para bares, restaurantes e afins BARTIPS social media para bares, restaurantes e afins O que buscamos? Divulgar seu estabelecimento para milhares de potenciais consumidores. Fazer você ser parte do dia-a-dia de seu cliente Ter suas novidades,

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a SISTEMAS INTEGRADOS Prof. Eduardo Oliveira Bibliografia adotada: COLANGELO FILHO, Lúcio. Implantação de Sistemas ERP. São Paulo: Atlas, 2001. ISBN: 8522429936 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL PERFIL Em 1925, surgiu a primeira fábrica de óleos essenciais do Brasil, em Jaraguá do Sul - SC. A autenticidade, a qualidade de seus

Leia mais

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Mastermaq Softwares Há quase 20 anos no mercado, a Mastermaq está entre as maiores software houses do país e é especialista em soluções para Gestão

Leia mais

http://www.microsoft.com/pt-br/case/details.aspx...

http://www.microsoft.com/pt-br/case/details.aspx... Casos de Sucesso A Cyrela está completamente focada no pós-venda e a utilização do Microsoft Dynamics 2011 só reflete mais um passo importante na busca pela qualidade do atendimento ao cliente Roberto

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00)

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) 3 ABRIL ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) DATA: 06 a 10/04/2015 HORÁRIO: 19h às 22h CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Bem tratado ou bem atendido? Momentos da verdade das empresas O perfil do profissional de

Leia mais

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0 Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Inspire Inove Faça Diferente

Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Se eu tivesse um único dolar investiria em propaganda. - Henry Ford (Fundador da Motor Ford) As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer

Leia mais

Terceirização de Serviços de TI

Terceirização de Serviços de TI Terceirização de Serviços de TI A visão do Cliente PACS Quality Informática Ltda. 1 Agenda Terceirização: Perspectivas históricas A Terceirização como ferramenta estratégica Terceirização: O caso específico

Leia mais

UM GUIA PASSO A PASSO PARA MONTAR SUA PRÓPRIA REVENDA DE HOSPEDAGEM ... Ganhe dinheiro revendendo hospedagem de sites ... Ebook produzido por:

UM GUIA PASSO A PASSO PARA MONTAR SUA PRÓPRIA REVENDA DE HOSPEDAGEM ... Ganhe dinheiro revendendo hospedagem de sites ... Ebook produzido por: UM GUIA PASSO A PASSO PARA MONTAR SUA PRÓPRIA REVENDA DE HOSPEDAGEM... Ganhe dinheiro revendendo hospedagem de sites... Ebook produzido por: Wagner Linaldi Marketing @wagnerlinaldi wagner.linaldi@corp........

Leia mais

livrarias. No Brasil, o mercado livreiro é um dos melhores do mundo.

livrarias. No Brasil, o mercado livreiro é um dos melhores do mundo. Universidade Castelo Branco O PROCESSO DE EVOLUÇÃO DO E-COMMERCE DA SARAIVA RUAN CAÍQUE DE JESUS SIMAS Orientação: Prof.ª Carla Mota. Rio de Janeiro, jun. 2014 Introdução O comercio varejista brasileiro

Leia mais

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Douglas Farias Cordeiro Universidade Federal de Goiás 31 de julho de 2015 Mini-currículo Professor do curso Gestão da Informação Professor do curso ESAMI

Leia mais

7 Passos para um e-commerce de Sucesso. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013

7 Passos para um e-commerce de Sucesso. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013 7 Passos para um e-commerce de Sucesso André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013 MERCADO DE E- COMMERCE PORQUE INVESTIR... Crescimento 20,3% Crescimento 24,4% 354% R$ 770 Milhões 117%

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

Estudo Hábitos. Hábitos de uso e comportamento dos internautas nas mídias sociais e como as empresas podem melhorar sua atuação nas redes

Estudo Hábitos. Hábitos de uso e comportamento dos internautas nas mídias sociais e como as empresas podem melhorar sua atuação nas redes Estudo Hábitos 2012 Hábitos de uso e comportamento dos internautas nas mídias sociais e como as empresas podem melhorar sua atuação nas redes O estudo O Estudo Hábitos é realizado anualmente pela E.life

Leia mais

O QUE É AUTOMAÇÃO DE MARKETING?

O QUE É AUTOMAÇÃO DE MARKETING? O QUE É AUTOMAÇÃO DE MARKETING? AUTOMAÇÃO DE MARKETING AJUDA A Fechar mais negócios Atrair mais potenciais clientes Entregue mais clientes já qualificados para a equipe de vendas e feche mais negócios

Leia mais

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica.

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Além de tornar-se fundamental para a difusão do conhecimento e geração das relações interpessoais, a Internet

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL. Expositor. Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.

SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL. Expositor. Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com. SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL Expositor Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.br (61) 9613-6635 5 PILARES DO MARKETING DIGITAL 1 2 3 4 5 Presença digital: Ações

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer ESTRATÉGIA DIGITAL Prof. Luli Radfahrer - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

Social Media em 5 etapas

Social Media em 5 etapas Como estruturar seu sistema de Social Media em 5 etapas O que é este guia? O Guia de inicialização em social media foi criado pela G&P como uma forma de ajudar e incentivar as mais diversas empresas do

Leia mais