Capa/Foto: Por do sol, Rio de Janeiro - Brasil.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capa/Foto: Por do sol, Rio de Janeiro - Brasil."

Transcrição

1 BRASIL TI-BPO BOOK

2 Capa/Foto: Por do sol, Rio de Janeiro - Brasil.

3 BRASIL TI-BPO BOOK ÍNDICE 04. CARTA DO PRESIDENTE 05. O MERCADO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO a. Brasil b. Exportações c. Mercado Global 11. O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL a. Conhecimento do negócio b. Pessoas qualificadas c. Infraestrutura robusta d. Apoio governamental e. Ambientes econômico, político e legal favoráveis f. Compatibilidade cultural g. Proximidade de fuso-horário 29. CASES a. Agricultura - Investimentos em inovação geram crescimento e sustentabilidade b. Ciência como negócio c. Cloud computing d. Energia, petróleo e gás - O Brasil como referência e. Indústria brasileira de alimentos e bebidas: modelo de soluções em TI f. Serviços financeiros no Brasil: vanguarda em TI g. Redes Sociais: novos negócios e grandes oportunidades h. Sustentabilidade aliada à TI i. Setor automotivo: tecnologia sofisticada e referência mundial 75. AGENDA BRASSCOM a. Principais programas b. Conselho c. Associados d. Apoiadores 85. APÊNDICE

4 Antonio Gil e Rogerio Oliveira. Foto: Luis Prado

5 BRASIL: LIDERANÇA COMPROVADA EM TI A indústria brasileira de Tecnologia da Informação (TI) vive um momento virtuoso no contexto pós-crise e pós-globalização, com faturamento de US$ 85,1 bilhões em o oitavo maior do mundo - e soluções sofisticadas em diversos setores da economia. Avançados sistemas em serviços financeiros, governo eletrônico, motores flex, gestão de produção agrícola, exploração de petróleo e gás e automação de manufatura contribuem para a competitividade do País e revelam o DNA inovador do brasileiro. A janela de oportunidades está aberta para o País durante esta década, caracterizada por novas tendências tecnológicas, além do crescimento econômico e do bônus demográfico nos países emergentes. O Brasil possui capacidade e excelência para dobrar o faturamento do setor e se tornar um dos cinco principais centros de TI em A segunda edição do Brasil TI-BPO Book traz um panorama do mercado brasileiro de TI e inclui casos concretos que comprovam a excelência dos processos desenvolvidos no país, a capacidade inovadora dos profissionais e a robustez da infraestrutura nacional. A coleta e organização desses dados contou com muitos esforços e gostaríamos de agradecer o apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos), do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e dos Ministérios da Ciência e Tecnologia (MCT) e de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Também somos gratos à participação das companhias associadas à Brasscom e à dedicação dos profissionais envolvidos na produção deste material. Boa Leitura. Rogerio Oliveira Presidente do Conselho da Brasscom Antonio Gil Presidente da Brasscom CARTA DO PRESIDENTE

6 O MERCADO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Museu Nacional, Brasília. Foto: Luis Prado Brasil Exportações Mercado Global

7 BRASIL O Brasil tem o sétimo maior mercado interno de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do mundo, representando 8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, com faturamento de US$ 165,7 bilhões em Da mesma forma que o país deve saltar da sétima para a quinta maior economia durante esta década, acredita-se que a sua evolução de sétimo para quarto maior mercado interno de TIC no mundo também seja perfeitamente possível, já que a indústria brasileira tem porte, conhecimento técnico e capacidade inovadora suficiente para ocupar esse lugar. Dados da IDC mostram que, no Brasil, a maior fatia de TI- BPO é a de TI In-House, - tecnologia desenvolvida pelo governo e por empresas de outros setores da economia. Hardware vem na segunda posição com grande expressão - destaque para servidores, dispositivos de armazenamento, periféricos (impressoras e dispositivos portáteis) e equipamentos para redes. Em seguida, aparecem serviços (incluindo planejamento, desenvolvimento, suporte e gerenciamento de sistemas e processos), BPO, software e exportações, totalizando faturamento de US$ 85,1 bilhões em 2010, que posiciona o país como o oitavo maior mercado interno de TI-BPO do mundo. Com pouco mais de cinco décadas, a indústria brasileira de TI acompanhou a expansão econômica do país e criou soluções sofisticadas, capazes de atender às mais diversificadas demandas, transformando-se em um mercado competitivo e criativo. Combinando a expertise tecnológica e conhecimentos de negócio, o Brasil produz soluções maduras para ramos específicos como agronegócio, indústria aeroespacial e automotiva, saúde, comércio eletrônico, seguros, automação bancária, operações fiscais e tributárias, entre outros. Dados divulgados pelo Gartner, em julho de 2010, mostram que o Brasil foi considerado o país com o mercado de TI mais equilibrado entre as nações do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), por conta, entre outros motivos, da dimensão de seu mercado e do crescimento e robustez macroeconômicos. A mesma pesquisa classificou o mercado de TI brasileiro como o segundo maior entre as nações emergentes depois da China e indicou o país como sede de empresas globalmente competitivas, responsáveis pela criação de tecnologias sofisticadas e ousadas. O país é reconhecido pelo uso intensivo de plataformas, arquiteturas e metodologias de padrão mundial - como Java, Unix, Linux, Cobol, Natural,.Net, C++, Oracle, SAP, Totvs, Siebel, PeopleSoft, SOA, EAI, CMMi, ISO, ITIL, entre outras. Forte em segmentos verticais, como serviços financeiros, manufatura, comunicações, petróleo & gás, varejo e governo, o mercado brasileiro é totalmente aberto, disputado por empresas nacionais e internacionais. Entre as empresas brasileiras com destaque global que utilizam serviços de TI estão a Ambev (ligada à AB Inbev - Anheuser- Busch InBev, maior plataforma de produção e comercialização de cervejas do mundo), a BRF Brasil Foods (maior exportadora mundial de aves e maior empresa global de proteínas em valor de mercado), a Petrobras (quarta maior empresa de energia do mundo), a Embraer (terceira maior fabricante de jatos comerciais do mundo), a Vale (líder mundial na produção de minério de ferro e pelotas, e segunda maior produtora de níquel), a CSN - Companhia Siderúrgica Nacional (quinta maior siderúrgica do mundo), a Gerdau (maior produtora de aços longos nas Américas) e a Aracruz (líder mundial em produção de celulose de eucalipto). O sistema financeiro também chama a atenção nesse cenário. Foi considerado pelo Banco Mundial e pelo Gartner como o mais avançado do mundo, com todas as instituições conectadas a uma rede nacional, totalmente desenvolvida no Brasil O MERCADO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

8 Total TI 2010 (US$ bilhões): 85,1 Mercado de TIC (2010, US$): Total TI 85,1 bi Comunicações 80,6 bi Total 165,7 bi Fonte: IDC Análise: Brasscom 39,5 2,4 4,7 5,4 19,8 13,3 Hardware Serviços Software BPO Exportações TI In-house Fonte: IDC Análise: Brasscom EXPORTAÇÕES Em 2010, as vendas externas brasileiras de TI-BPO somaram US$ 2,4 bilhões, com projeções de crescimento de 11% para 2011, segundo a IDC. A fatia mais significativa diz respeito aos serviços, como desenvolvimento de projetos, manutenção e suporte, body-shop, consultoria e integração e gerenciamento de infraestrutura. A maior demanda provém dos setores de finanças e manufatura, seguidos por telecomunicações, serviços e mineração e óleo e gás. Os principais clientes do Brasil são os Estados Unidos, sucedido por países da América Latina e Europa. Ranking dos Exportadores de TI-BPO no Brasil, 2010 Por receita total 1. IBM 2. Accenture 3. HP/EDS 4. Stefanini 5. T-Systems 6. CI&T 7. CPM Braxis 8. DTS 9. BRQ 10. GFT 11. Tivit 12. Deloitte 13. TOTVS 14. Softtek 15. Tata 16. CSC 17. Sonda Procwork 18. Grupo ASSA 19. HCL 20. AtosOrigin 21. Cast 22. Unisys 23. Resource 24. Politec 25. Satyam 26. Neoris 27. Bull 28. Lógica 29. Algar 30. Ogeda Fonte: Brasscom, IDC

9 MERCADO GLOBAL A indústria de TI tem se consolidado ao longo das últimas décadas como fator de aceleração do crescimento das principais economias globais, o que pode ser percebido com a análise de alguns aspectos que acompanham seu amadurecimento, como a geração de empregos, o crescimento geral da produtividade, a elevação dos índices de competitividade e o aumento do PIB per capita. O melhor exemplo dessa força e desse dinamismo é o setor que reúne serviços de TI e terceirização de processos de negócio (BPO), cujas previsões de crescimento mantêm-se elevadas. Em termos globais, serviços de TI-BPO geraram US$ 1,14 trilhão em 2010 e, em 2011, devem atingir US$ 1,2 trilhão, com crescimento anual de 5,2% entre 2009 e 2014, segundo projeções da consultoria AT Kearney. Desse total, o conjunto dos processos de terceirização (realizados dentro e fora do país) representou US$ 769 bilhões em Empresas contratantes de serviços terceirizados são também estimuladas pela necessidade de expandir operações, reduzir custos, aumentar receitas e otimizar processos. Como consequência, o mercado offshore de TI, que movimentou US$ 58 bilhões em 2010, também avança em ritmo acelerado: entre 2009 e 2014, a expansão média anual deve ser de 8,3%. Segundo dados da AT Kearney, em 2011 este mercado deve ser de US$ 62 bilhões e a previsão é de que em 2014 alcance US$ 79 bilhões. Projeções do IDC indicam que o mercado global de TI deve crescer 6,3% em 2011, na comparação com o ano anterior. A consultoria também afirma que países maduros em aquisição de tecnologia, como Estados Unidos e Japão, irão apresentar taxas de desenvolvimento no setor menores do que as economias emergentes, como é o caso do Brasil, onde a previsão é de que a indústria de TI cresça 13% em Mercado Global de Serviços de TI-BPO Em bilhões de dólares Crescimento Anual* % 3.5% % e 2013e 2014e Serviços TI-BPO (in house e terceirizado) Serviços terceirizados TI-BPO Serviços terceirizados TI-BPO offshore * Taxa composta de crescimento anual. Fonte: Gartner. Análise: A.T. Keamey O MERCADO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

10

11 Rio de Janeiro Museu de Arte Contemporânea de Niteroi, obra de Oscar Niemayer, Rio de Janeiro.

12 O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL Conhecimento do negócio Pessoas qualificadas Infraestrutura robusta Apoio governamental Ambientes econômico, político e legal favoráveis Compatibilidade cultural Proximidade de fuso-horário

13 Brasil: Panorama ,5 milhões de celulares (mais de uma linha por habitante) 34 empresas brasileiras na Global Fortune ,9 milhões de conexões de banda larga 1,2 milhão de profissionais altamente capacitados 2º país com as maiores taxas de crescimento em investimentos em TI 4º maior mercado de PCs no mundo 6º maior mercado de celulares do mundo 7º maior mercado interno de TIC do mundo Brasil: Recursos Naturais, Economia Diversificada e Grande Cidades 22% da terra arável do planeta. 15% do suprimento mundial de água potável: - Rússia 8%, China 5% e Índia 3% Autossuficiente em petróleo. Desde 1994, com uma política de controle da inflação. Diversidade em manufatura & serviços. 83% da população em centros urbanos: - Diferente da China & Índia, urbanização desde os anos 60 - São Paulo: 11M habitantes - Rio de Janeiro: 6M habitantes Pólos Industriais Veículos Petróleo Parques tecnológicos Cerveja (29 fábricas) Motocicletas Etanol Extração de Eucalipto Processamento de carne Mineração Suco de Laranja Jatos regionais Source: UNESCO, IBGE, BNDES, Petrobras Website, The Boston Consulting Group - BCG, SECEX O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL

14 CONHECIMENTO DO NEGÓCIO Com uma demanda interna que apresenta novos desafios a cada dia, o setor brasileiro de Tecnologia da Informação desenvolveu a capacidade de criar soluções eficazes para as mais diferentes exigências. Essa característica transforma o mercado nacional em um dos mais versáteis, preparados e sofisticados do mundo. Tecnologia da Informação a serviço do cidadão O Brasil usa serviços de tecnologia em seus governos nos âmbitos federal, estadual e municipal, e conta com referências mundiais de eficácia. A declaração do Imposto de Renda de pessoa física e jurídica é um bom exemplo, já que as arrecadações são totalmente eletronicas, de forma prática e segura. A urna eletrônica também exemplifica a eficiência da tecnologia brasileira e é destaque no cenário internacional. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 135 milhões de eleitores participaram do processo eleitoral no ano de 2010, quando foi escolhido, entre outros cargos importantes, a nova Presidente da República. Desenvolvida em 1995, a urna foi utilizada pela primeira vez nas eleições do ano seguinte. Tratase de um microcomputador resistente, leve e de pequenas dimensões, com um teclado numérico e uma tela de cristal líquido. O equipamento é composto por dois terminais: o primeiro é utilizado pelo mesário para verificar se o eleitor pertence àquela zona eleitoral e está apto a votar. O segundo é a urna propriamente dita, onde os dados ficam armazenados. Nesta questão, o alto nível de segurança da informação também é digno de destaque no sistema brasileiro de votação eletrônica. Cada voto é depositado de forma aleatória em uma tabela dentro de um cartão de memória, o que garante o sigilo absoluto da informação, conforme exige a Constituição Federal Brasileira. Assim que a votação é encerrada, é impresso um boletim, tornando público o conhecimento do resultado. Os votos são gravados em um cartão de memória - assinado digitalmente e criptografado - e levados até um ponto de transmissão. A sofisticação da tecnologia é tamanha que cerca de 300 mil votos são processados por minuto. Além da urna eletrônica, as eleições brasileiras de 2010 contaram com novidades. Em caráter de teste, mais de um milhão de eleitores usaram também o sistema biométrico. A identificação pela impressão digital, coletada por um scanner de alta definição, confirma a identidade do eleitor, comparando o dado fornecido com todo o banco de dados registrado nos programas da urna eletrônica, garantindo mais segurança ao processo. Segundo o TSE, até 2018 todos os municípios deverão estar munidos dessa tecnologia. A transmissão de dados via satélite também modernizou as eleições brasileiras. Mais de 400 municípios utilizaram o recurso para acelerar a contagem dos votos. Em menos de três horas após o fechamento das seções, o país inteiro já tinha o resultado das eleições para presidente, governadores, deputados federais e estaduais e senadores. Outro exemplo de uso da tecnologia aplicada à sociedade são os Boletins Eletrônicos de Ocorrência, planejados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. O serviço, criado em 2000, permite que boletins de ocorrência referentes a furtos e perdas de documentos, celulares e veículos e desaparecimento ou encontro de pessoas sejam realizados pela internet. O documento tem o mesmo valor de um gerado pessoalmente, uma vez que conta com a verificação e assinatura de uma autoridade policial. Tais boletins eletrônicos proporcionam mais comodidade à população, além de reduzirem as filas em delegacias.

15 TI para o setor financeiro A economia brasileira ganha cada vez mais destaque e os serviços de Tecnologia da Informação têm um papel fundamental na área. Os profissionais que atuam no ramo possuem conhecimento prévio adquirido nas décadas de 70 e 80, quando a inflação e a instabilidade econômica exigiam soluções rápidas e eficientes. A situação do país se estabilizou, mas o perfil de inovação foi mantido. O Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) está entre os mais sofisticados, eficientes e confiáveis do mundo - o Brasil figura entre os poucos países em que transferências de fundos interbancários podem ser liquidadas eletronicamente em tempo real. O país provê soluções tecnológicas que são benchmarks em automação bancária, internet banking, operações pelo celular e caixas eletrônicos Interligados, atendendo muitos dos bancos líderes mundiais e garantindo a comodidade dos usuários. O uso de cartões de crédito e débito também está cada dia mais difundido no país. A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviço (Abecs) estima que até o final de 2011 o Brasil tenha cerca de 437 milhões deles em circulação. Somados os cartões emitidos por lojas, serão 685 milhões, o que apresenta um crescimento de mais de 430% em relação à última década. O fato motivou mudanças no relacionamento entre consumidores e estabelecimentos de venda. É cada vez mais comum que comerciantes aceitem essa forma de pagamento, mesmo em casos de compras de pequenos valores. Além dos bancos, a Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros brasileira (BM&F Bovespa) é líder no mercado de valores e derivativos da América Latina e atua como centro internacional de negociação de ações, commodities e outros instrumentos financeiros, com reconhecida excelência operacional apoiada por TI. Transferências interbancárias em tempo real. Soluções sofisticadas em automação, internet banking, operações via celulares e caixas eletrônicos. Sistema de pagamento eletrônico sólido e dinâmico. Urna eletrônica com leitor biométrico. Foto: Nelson Jr./ASICS/TSE O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL

16 PESSOAS QUALIFICADAS O Brasil é o quinto maior país em extensão territorial, e sua população é composta por descendentes de imigrantes de diversas partes do mundo. Essa combinação garante um grande volume de mão de obra, oferecida por profissionais flexíveis, criativos e altamente capacitados. Em 2008, somente em relação ao ensino presencial, foram oferecidas quase três milhões de vagas no Ensino Superior, um aumento de 5,7% em relação ao ano anterior, como mostra uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC). A pesquisa também mostrou que a rede federal de universidades registrou novas vagas em relação a 2007, representando um crescimento de 9,3%. De acordo com o MEC, cerca de 10 mil doutores e 36 mil mestres se graduaram em A produção científica nacional também apresentou níveis satisfatórios: um aumento de 13,3% ao ano, 5,6 vezes mais do que a média mundial. Os dados comprovam ainda que o Brasil está crescendo não apenas em número de vagas, mas também com relação à qualidade da sua produção intelectual. Aumento da produção científica no mundo 4,5% México 4,89% Estados Unidos 3,2% 3,2% China 11,1% 15,1% 3,0% -2,5% Japão 6,5% 13,3% 6,5% 13,3% 8,3% 9,5% Chile Brasil Índia Crescimento da economia previsto pela OCDE para Fonte: OCDE. Crescimento da produção cientifica de Fonte: Scival Country Map

17 Educação O mercado brasileiro de TI está em franca expansão e, por isso, oferece oportunidades de carreira que despertam a atenção dos profissionais. O setor emprega 1,2 milhão de trabalhadores, sendo 400 mil em empresas de TI e 800 mil em empresas de outros setores da economia. A demanda por mão de obra cresce por volta de 6,5% ao ano, e os salários, não raro, são o dobro da média nacional. Para vencer o desafio de aumentar em 50% o peso relativo do setor de Tecnologia da Informação no PIB, o Brasil precisará incorporar cerca de 750 mil novos profissionais ao mercado nos próximos 10 anos. Para suprir a crescente demanda de mão de obra qualificada, entretanto, instituições públicas e privadas de todo o país oferecem cursos técnicos e de graduação e projetos de capacitação na área de TI. O Censo da Educação Superior 2008, levantamento realizado pelo Ministério da Educação, revela que o ritmo de crescimento dos cursos de educação tecnológica é constante e, somente nos centros universitários, houve um incremento de 28,9% em relação ao ano anterior. No total, considerando também as universidades e as faculdades, foram registrados cerca de 650 novos cursos de educação tecnológica no Brasil, o que garante um total de cursos de graduação ligados à Tecnologia da Informação. Além das vagas nos cursos regulares, mais de 464 mil oportunidades foram oferecidas nos cursos de Educação Tecnológica em 2008, um acréscimo de 17,9% em relação a Portal do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc). Foto: Gilson Oliveira Prioridade para o ensino de idiomas estrangeiros Para acompanhar a tendência de internacionalização do mercado, profissionais brasileiros investem constantemente em cursos e aulas particulares de inglês, que complementam o conteúdo ministrado obrigatoriamente durante o Ensino Fundamental e o Ensino Médio. Entre as maiores economias em desenvolvimento, o Brasil é o segundo em falantes do idioma, número inferior apenas ao da Índia. Ciente da importância da fluência em inglês para os profissionais da área de TI, a Brasscom trabalha junto ao governo e à iniciativa privada para implementar diversos cursos com o objetivo de qualificar jovens e profissionais no idioma. Além do inglês, e em função da enorme miscigenação da população brasileira, línguas como o espanhol e o francês são muito ensinadas no país, sobretudo em cursos particulares. A existência de comunidades de imigrantes garante ainda a oferta de profissionais com proficiência em italiano, alemão, japonês e árabe, entre outras. O governo federal possui diversos projetos para o ensino de línguas estrangeiras - um deles, e que merece destaque pela dimensão, é o Olá, turista!, parceria entre o Ministério do Turismo e a Fundação Roberto Marinho. Utilizando ferramentas de e-learning, a iniciativa vai ministrar cursos de inglês gratuitamente para 80 mil pessoas até a Copa do Mundo de Terão prioridade nas vagas disponíveis habitantes do Rio de Janeiro, da Bahia e do Amazonas, estados considerados grandes portas de entrada de turistas no país. O investimento do Governo Federal no programa é de R$ 13,92 milhões O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL

18 INFRAESTRUTURA ROBUSTA O país conta com uma infraestrutura preparada para atender às exigências do mercado globalizado. De fundamental importância para o desenvolvimento sustentável da economia, o governo brasileiro possui uma agenda específica para investimentos na área, por meio de parcerias público-privadas e apoio de fundos públicos federais. O Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado pelo governo federal em 2007, foi um grande fomentador do desenvolvimento da infraestrutura do país. Desde o seu lançamento, o programa investiu cerca de R$ 619 bilhões nas áreas de transporte, energia, saneamento, habitação e recursos hídricos, por meio de empresas estatais e do setor privado. A novidade é que o PAC 2 também já está em andamento. Somente a primeira seleção de investimentos do programa, publicada no Diário Oficial da União em novembro de 2010, contará com obras e projetos em todo o país, com montante de recursos de R$ 17,2 bilhões. Bairro do Recife, Recife. Foto: Ascom Porto Digital Comunicações O setor brasileiro de comunicações cresce a um ritmo acelerado e de forma bastante estruturada. O uso de computadores, por exemplo, é amplamente difundido. Segundo uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), estima-se que em 2012 haja um computador para cada dois habitantes, somando mais de 100 milhões de peças em uso corporativo e doméstico. Ainda de acordo com a pesquisa, as empresas investem cerca de 6% de sua receita líquida em TI, valor que dobrou em 12 anos. No que diz respeito ao acesso à internet, o Brasil também apresenta resultados surpreendentes. São 40,9 milhões de acessos em 2011, de acordo com a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Os acessos fixos cresceram 24,7% em 2010, passando de 12,3 milhões para 15,3 milhões em Já os acessos móveis cresceram 77,4%, alcançando a marca dos 25,6 milhões. A velocidade média das conexões fixas cresceu 70% entre 2008 e 2010, chegando a 1,7 Mbps. Já a velocidade média das conexões via celular ou por modens 3G passou a ser superior a 600 Kbps. Os serviços de telefonia também continuam se expandindo consideravelmente. Segundo publicação da Anatel e da Teleco, até meados de 2010, havia 41,6 milhões de linhas de telefonia fixa e 2,6 milhões de VoIP. Com 210 milhões de conexões móveis, o Brasil já ultrapassou a marca de um celular por habitante e responde por um terço do mercado latino-americano de celulares. Informações da Teleco e da RCR Consultoria mostram que no cenário internacional o Brasil é o sexto maior mercado de telefonia celular do mundo.

19 Mercado imobiliário Existem grandes cidades no Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que possuem infraestrutura urbana completa, e oferecem imóveis com preços muito mais baixos do que Mumbai ou Moscou, por exemplo. Outras cidades menores, porém igualmente bem estruturadas, como Porto Alegre, Belo Horizonte e Recife, estão próximas a parques tecnológicos e possuem aluguéis com valores ainda mais baixos, com preços médios que chegam a ser até 50% inferiores. Referência global na produção de energias renováveis. 10ª maior reserva de petróleo do mundo. Maior produtor mundial de etanol de cana-de-açúcar. Esses locais são, portanto, uma excelente alternativa às companhias que pretendem investir no país, mas que querem fugir dos grandes centros. Apesar de estarem geograficamente fora do eixo de TI-BPO do Brasil, essas e outras cidades estão preparadas e oferecem qualidade e escala similares às metrópoles, além de profissionais qualificados e boa infraestrutura de comunicação. Transportes Com um território de dimensões continentais, o Brasil desenvolveu um sistema que integra diversas formas de transporte de forma rápida e eficiente. A malha rodoviária, maior responsável por transportes no país, tem 1,7 milhões de quilômetros que cruzam todo o território nacional. A rede fluvial, fundamental para a exportação de produtos agrícolas, conta com 44 mil quilômetros, e a malha ferroviária, igualmente utilizada no transporte de cargas, com mais de 30 mil quilômetros de extensão. Energia O sistema de energia do Brasil é seguro e diversificado. A rede é formada por usinas hidrelétricas (75% do setor), termelétricas, solares, eólicas e nucleares. A capacidade de geração de energia cresceu 42% nos últimos nove anos e a previsão é de que em 2013 seja 19% superior à oferecida atualmente. O país é autossuficiente em petróleo, produzindo uma quantidade maior do que a que consome, e seu modelo de produção de álcool de cana-de-açúcar (etanol) foi apontado como exemplar pela ONU, por ser o de menor custo e mais sustentável. O Brasil é o segundo maior produtor de etanol do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. A infraestrutura do sistema aéreo brasileiro também é motivo de destaque no cenário global. São 33 aeroportos nacionais e 35 internacionais, além de aeroportos de menor estrutura. Estão disponíveis voos nacionais e internacionais diretos, que ligam cidades brasileiras aos principais destinos da América do Norte e Europa, além de diversas outras localidades. Ao todo, são realizados mais de 880 voos internacionais semanais. 2º maior número de aeroportos no mundo. 880 voos internacionais semanais. Para que o sistema de transportes brasileiro seja ainda mais eficiente e atenda às demandas de todo o país, o governo federal pretende investir R$ 132 bilhões no setor durante os próximos anos, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL

20 APOIO GOVERNAMENTAL O setor de Tecnologia da Informação possui importância estratégica para o Brasil, de forma que o fortalecimento e o crescimento desta atividade figuram entre as prioridades da política industrial e tecnológica do governo federal. Existem diversos incentivos e programas de fomento e de apoio institucional para a área de TI, cujo fim é tornar as empresas brasileiras ainda mais competitivas. O governo também capitaliza pequenas e médias empresas por meio de fundos de investimento e capital de risco, além de incentivar a formação de consórcios e joint ventures. Estratégico para o Governo Brasileiro, o setor de TIC tem incentivos diretos em folha de pagamentos e imposto de renda, e também em programas de qualificação de mão de obra. Lei Nº : reduz a contribuição previdenciária para exportação em até 50%. Lei Nº : permite à empresa deduzir, em até 200%, o Imposto de Renda sobre gastos com treinamento de mão de obra e P&D. Lei do Bem: permite deduzir no Imposto de Renda os gastos com transferências tecnológicas, licenças e royalties. Incentivos fiscais para projetos especiais, tais como redução de IPTU e ISS. Regiões Norte e Nordeste: 40% a 60% de subsídios sobre salários de profissionais voltados à pesquisa. Financiamento de programas de treinamento, aumentando inovação e certificações. Congresso Nacional, Brasília.

21 Memorial Juscelino Kubitschek, Brasília. Foto: Luis Prado Estímulo à indústria Os valores empregados pelas empresas em treinamento e capacitação de mão de obra podem ser deduzidos em até 200% na apuração do Imposto de Renda (IR); quando aplicado em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), o investimento em treinamento e capacitação pode ser deduzido no IR das firmas entre 160% e 200%. Para a compra de equipamentos destinados a P&D, há uma redução de 50% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), além da isenção dessa contribuição na importação de materiais com a finalidade de desenvolver softwares. Também existem reduções referentes a impostos sobre valores pagos por transferência de tecnologia, licenças e royalties. No que diz respeito à exportação, as empresas contam com a redução de até 50% na contribuição para o sistema previdenciário (INSS), sendo que o valor varia de acordo com as vendas externas. Além disso, elas são parcialmente isentas da contribuição para uma rede de entidades patronais conhecida como Sistema S. Na compra de produtos destinados à exportação, não é aplicada a tributação social (PIS / Cofins). Investimentos Além dos descontos nos tributos, as empresas de TI que atuam no Brasil podem optar entre diversas linhas de crédito públicas para empréstimos com taxas facilitadas. O Banco do Brasil e a Caixa Econômica - os maiores bancos públicos do país -, têm condições vantajosas, assim como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Também há uma linha de crédito especialmente desenvolvida para projetos de tecnologia, oferecida pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) - agência ligada ao Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), que financia a inovação científica e a pesquisa tecnológica. Dentre os principais investimentos da Finep, está o edital nacional de subvenção econômica, lançado em 2010, no valor de R$ 500 milhões. Os recursos deverão apoiar projetos de inovação em seis áreas estratégicas: tecnologia da informação e comunicação, energia, biotecnologia, saúde, defesa e desenvolvimento social. Em TI serão apoiadas empresas que desenvolverem soluções para a Copa do Mundo de 2014 e para os Jogos Olímpicos de O BRASIL COMO PLAYER GLOBAL

BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global

BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global TENDÊNCIAS GLOBAIS DO SETOR DE TI-BPO 2 Empregos no Setor Milhões de Pessoas Ocupadas (1) Vendas do Setor Gasto em TIC no Brasil - USD Bi, 2008 (2) 11.7 100.3

Leia mais

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011 Antonio Gil Presidente São Paulo, Agosto 2011 Sobre a BRASSCOM VISÃO Posicionar o Brasil como um dos cinco maiores centros de TI do mundo. MISSÃO

Leia mais

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM Perspectivas para o setor de TI BM&F Bovespa 26 de junho de 2013 BRASSCOM Associados BRASSCOM 1 Mercado Mundial de TI Crescimento Mercado TI BRASIL (2012/2011) 10,8% Crescimento Mercado TI Mundo (2012/2011)

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

Powering your business. Monica Herrero CEO Stefanini Brasil

Powering your business. Monica Herrero CEO Stefanini Brasil Powering your business Monica Herrero CEO Stefanini Brasil O Grupo Stefanini e Receitas 2010 1987 Fundação 1996 ISO 9001 Expansão Argentina 2004 a 2008 Expansão: Reino Unido, Canadá e Índia Crescimento

Leia mais

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação ENAServ 2014 Encontro Nacional do Comércio Exterior de Serviços Sergio Paulo Gallindo São Paulo, 29 de maio de 2014 Porque Internacionalizar?

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI:

Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI: Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática - SEPIN outubro/2010 Agenda

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS 2009 Introdução Resumo Executivo Apesar das turbulências que marcaram o ano de 2008, com grandes variações nos indicadores econômicos internacionais,

Leia mais

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento agronegócio brasileiro em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 2010 ranking Ranking Brasileiro da Produção e Exportação Fonte: USDA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

MACRO OBJETIVOS DO PROGRAMA

MACRO OBJETIVOS DO PROGRAMA Programa Estratégico de SOFTWARE E SERVIÇOS de TI 1. PANORAMA DO MERCADO 2. COMPARATIVOS INTERNACIONAIS 3. VISÃO DA POLÍTICA 4. PRINCIPAIS MEDIDAS E PROGRAMAS MACRO OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Mão-de-obra qualificada, flexibilidade

Mão-de-obra qualificada, flexibilidade > TECNOLOGIA INFORMÁTICA Negócio oportuno Empresas criam centros no Brasil para desenvolver softwares e aplicativos destinados ao mercado mundial DINORAH ERENO ILUSTRAÇÕES BUENO Mão-de-obra qualificada,

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 1 Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 Brasil: Fundamentos Macroeconômicos (1) Reservas International

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Soluções Integradas em Petróleo, Gás e Energia BRASIL

Soluções Integradas em Petróleo, Gás e Energia BRASIL BRASIL O Brasil possui uma economia sólida, construída nos últimos anos, após a crise de confiança que o país sofreu em 2002, a inflação é controlada, as exportações sobem e a economia cresce em ritmo

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 AGE - ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Chefe da AGE: Derli Dossa. E-mail: derli.dossa@agricultura.gov.br Equipe Técnica: José Garcia Gasques. E-mail: jose.gasques@agricultura.gov.br

Leia mais

O Brasil como Destino de Investimentos Externos

O Brasil como Destino de Investimentos Externos O Brasil como Destino de Investimentos Externos Marco Aurélio Fontes Maio de 2003 Agenda O Brasil que Poucos Conhecem Ambiente de IED A Investe Brasil Brasil Um País de Proporções Continentais Data (2001)

Leia mais

ARGENTINA Comércio Exterior

ARGENTINA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Agosto de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 Um relatório para o Governo do Estado do Rio Grande Sul (AGDI) e

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais Área: 924.620 km² (cerca de 10% do território nacional); População: 85,1 milhões de habitantes (2014); Estados formadores: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo;

Leia mais

Embratel e uma das Maiores Empresas Agroindustriais do País

Embratel e uma das Maiores Empresas Agroindustriais do País EMBRATEL CASE Embratel e uma das Maiores Empresas Agroindustriais do País O Portfólio de TI da Embratel a Serviço da Agroindústria A convergência de serviços de TI e telecom se consolida como fenômeno

Leia mais

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores:

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores: SEGURIDADE ALIMENTARIA: apuesta por la agricultura familiar Seminario: Crisis alimentaria y energética: oportunidades y desafios para América Latina e el Caribe O cenário mundial coloca os preços agrícolas

Leia mais

Globally Integrated Capabilities

Globally Integrated Capabilities IBM Global Business Services Globally Integrated Capabilities Globally Integrated Capabilities Capabilities without borders Destaques Entre em novos mercados e capture oportunidades onde quer que apareçam

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia e Comércio / Integração Regional Jéssica Naime 09 de setembro de 2005 Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia

Leia mais

Aumentar a fonte Diminuir a fonte

Aumentar a fonte Diminuir a fonte 1 de 6 31/01/2014 23:46 Aumentar a fonte Diminuir a fonte SOMOS CINCO - Líderes dos países integrantes dos Brics em reunião na China, em 2011, que marcou a entrada da África do Sul Crédito: Roberto Stuckert

Leia mais

A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações no mercado externo.

A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações no mercado externo. NEGÓCIOS : : Operações Internacionais : : Soluções e Automações : : Informática : : Serviços A Itautec continuará direcionando esforços no lançamento de produtos inovadores, e no crescimento das operações

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015 Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 O cenário econômico nacional em 2014 A inflação foi superior ao centro da meta pelo quinto

Leia mais

INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO Fórum do Planalto 03/07/2008

INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO Fórum do Planalto 03/07/2008 INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO Fórum do Planalto 03/07/2008 O momento e as tendências Fundamentos macroeconômicos em ordem Mercados de crédito e de capitais em expansão Aumento do emprego

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior

PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior Outubro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL.

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 1 BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 2 BIODIESEL. A ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo?

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? 14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? ALAN BOJANIC Ph.D. REPRESENTANTE DA FAO NO BRASIL ALIMENTAR O MUNDO EM 2050 As novas

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos

O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos Apex-Brasil Alessandro Teixeira Presidente Novo Ciclo do Crescimento Econômico

Leia mais

2003: ajuste macroeconômico, com corte substancial nos gastos públicos e aumento nas taxas reais de juro.

2003: ajuste macroeconômico, com corte substancial nos gastos públicos e aumento nas taxas reais de juro. 1 1 2 2 3 2003: ajuste macroeconômico, com corte substancial nos gastos públicos e aumento nas taxas reais de juro. 2004-06: recuperação econômica, com direcionamento do aumento da arrecadação federal

Leia mais

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os Desempenho da Agroindústria em 2004 Em 2004, a agroindústria obteve crescimento de 5,3%, marca mais elevada da série histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003),

Leia mais

Edição 44 (Abril/2014)

Edição 44 (Abril/2014) Edição 44 (Abril/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação tem maior alta desde janeiro de 2013 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial,

Leia mais

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE Painel 8: O papel de Instituições Públicas para Desenvolvimento da Cacauicultura Brasileira O Cacau e a Agricultura Familiar Adriana

Leia mais

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Cenário Macro Econômico Brasileiro 2015 Economia em forte e crescente desequilibrio Deficit Fiscal 2014

Leia mais

Superintendência de Desenvolvimento Industrial Setembro, 2011

Superintendência de Desenvolvimento Industrial Setembro, 2011 Integração de Cadeias Produtivas Superintendência de Desenvolvimento Industrial Setembro, 2011 Agenda 1. Crescimento do Mercado Consumidor e Ascensão da Classe Média 1. Áreas de Investimento e Adensamento

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

Brasil e Estados Unidos avançam na reabertura de mercado para carne bovina in natura

Brasil e Estados Unidos avançam na reabertura de mercado para carne bovina in natura Edição 14 - Julho de 2015 Brasil e Estados Unidos avançam na reabertura de mercado para carne bovina in natura A presidente Dilma Rousseff esteve nos Estados Unidos, de 27 de junho a 1º de julho, onde

Leia mais

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Edição 08 - Janeiro de 2015 2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Esta edição do Boletim do Agronegócio Internacional dedica atenção especial à análise do comércio exterior do setor em 2014. A agricultura

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

O VALOR ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

O VALOR ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO O VALOR ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Agosto de 2010 O VALOR ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (RESUMO EXECUTIVO) O setor de Tecnologia da Informação propõe ao governo e aos candidatos

Leia mais

O País que Queremos Ser Os fatores de competitividade e o Plano Brasil Maior

O País que Queremos Ser Os fatores de competitividade e o Plano Brasil Maior O País que Queremos Ser Os fatores de competitividade e o Plano Brasil Maior Alessandro Golombiewski Teixeira Secretário-Executivo São Paulo, agosto de 2012 Introdução 1 Contexto Econômico Internacional;

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Conjuntura Macroeconômica e Setorial

Conjuntura Macroeconômica e Setorial Conjuntura Macroeconômica e Setorial O ano de 2012 foi um ano desafiador para a indústria mundial de carnes. Apesar de uma crescente demanda por alimentos impulsionada pela contínua expansão da renda em

Leia mais

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 23 de Maio

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 23 de Maio JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 23 de Maio AGENDA HORÁRIO ATIVIDADE LOCAL 07h00 Café da Manhã Restaurante Principal 08h45 Abertura Brasoftware Salão Tangará 10h00 Business Suite Salão Nobre 13h00

Leia mais

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos São José dos Campos, 7 de novembro de 2008 A Embraer (BOVESPA:

Leia mais

Índice. TIC Aqui tem Software e Serviço TIC

Índice. TIC Aqui tem Software e Serviço TIC 1 Índice TIC 2 TIC Aqui tem Software e Serviço IMAGEM I ) Importância do TIC II) Evolução / Inovação como competição III) Cenário Mundial de IT BPO Services IV) Cenário de TIC no Brasil V) Posicionamento

Leia mais

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento Paulo Oliveira A aspiração é tornar o Brasil um polo de uma rede regional interconectada, com conexões globais otimizadas Modelo relacional atual Estrutura

Leia mais

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 1. INTRODUÇÃO O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realiza sistematicamente

Leia mais

O BRASIL E O MUNDO. Mailson da Nóbrega. Ciclo de Grandes Conferências 2010. Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 6 de setembro de 2010

O BRASIL E O MUNDO. Mailson da Nóbrega. Ciclo de Grandes Conferências 2010. Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 6 de setembro de 2010 O BRASIL E O MUNDO Mailson da Nóbrega Ciclo de Grandes Conferências 2010 Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa, 6 de setembro de 2010 Avanços institucionais: um novo Brasil Democracia consolidada Judiciário

Leia mais

Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil. 6 de outubro de 2009

Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil. 6 de outubro de 2009 Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil 6 de outubro de 2009 1 Agenda Estado da Indústria Nacional de Informática Estímulos à Indústria Nacional

Leia mais

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO 1 - CHINA 2 - ESTADOS UNIDOS 2014 34.292 84,4 4.668 11,5 1.625 4,0 6.370 23,6 5.361 19,8 13.667 50,6 2013 38.973 84,7 5.458 11,9

Leia mais

Instituto de Engenharia

Instituto de Engenharia Instituto de Engenharia Os Caminhos da Engenharia Brasileira A Engenharia como Principal Vetor para a Inovação e Competitividade Benedito G. Aguiar Neto Reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução

Leia mais

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange 15 de Fevereiro 2006 1 A TIVIT nasce da fusão entre a modernidade e o

Leia mais

FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO COMÉRCIO EXTERIOR

FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO COMÉRCIO EXTERIOR FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO COMÉRCIO EXTERIOR PAINEL 1 COMO AUMENTAR A PARTICIPAÇÃO DO PAÍS NO COMÉRCIO INTERNACIONAL E A COMPETITIVIDADE DOS PRODUTOS BRASILEIROS JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO São Paulo,

Leia mais

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base Cenário Econômico Internacional & Brasil Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda antonio.lacerda@siemens.com São Paulo, 14 de março de 2007

Leia mais

As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014

As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014 As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014 Fortune Top companies: Biggest by Market Value Fortune Top companies: Most profitable VALOR V = Valor percebido pelo cliente (

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano B Montanhas Rochosas

Leia mais

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA HENRIQUE MARINHO MAIO DE 2013 Economia Internacional Atividade Econômica A divulgação dos resultados do crescimento econômico dos

Leia mais

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA.

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS Consultores Legislativos da Área X Agricultura e Política Rural MARÇO/2009

Leia mais

REINO UNIDO Comércio Exterior

REINO UNIDO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC REINO UNIDO Comércio Exterior Setembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro HORÁRIO ATIVIDADE LOCAL 07h00 Café da Manhã Restaurante Principal 08h45 Abertura Brasoftware Salão Tangará 10h00 Business Suite Salão Nobre 13h00 Almoço

Leia mais

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013 2013 IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços São Paulo, 25 de junho de 2013 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões 2011 2012 Δ% 2012/2011 Exportações

Leia mais

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Relatório de pesquisa Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Via Consulting Maio de 2009 1 Caro leitor, Gostaria de convidá-lo a conhecer o resultado de uma pesquisa patrocinada pela Via Consulting

Leia mais

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS AGRONEGÓCIOS AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS Argentina Estados Unidos Indonésia Brasil Canadá Russia Índia Japão Austrália China México Área Agricultável > 30 milhões de ha População urbana > 80

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

. Reafirmar a importância do etanol como tema estratégico para a economia, o meio-ambiente, a geração de empregos e o futuro do País

. Reafirmar a importância do etanol como tema estratégico para a economia, o meio-ambiente, a geração de empregos e o futuro do País o que é O QUE É. Lançado em Brasília em dezembro de 2011, o Movimento Mais Etanol visa detalhar e disseminar políticas públicas e privadas indispensáveis para: w O restabelecimento da competitividade do

Leia mais

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone)

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) O Mercado Mundial de Commodities Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) Um mercado em desequilíbrio: choque de demanda Relação Estoque/Uso (soja, milho, trigo e arroz)

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013

IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços. São Paulo, 25 de junho de 2013 2013 IV ENAServ - Encontro Nacional de Comércio Exterior de Serviços São Paulo, 25 de junho de 2013 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões 2011 2012 Δ% 2012/2011 Exportações

Leia mais

Um parceiro de confiança / www.portugalglobal.pt BRASIL

Um parceiro de confiança / www.portugalglobal.pt BRASIL BRASIL Tendências de Mercado CURTO E MÉDIO PRAZO Contração do PIB de -0,5% para -1,1% e do PIB per capita (-0,4%) Aumento da taxa de inflação de 6,3% para 7,6% Aumento da taxa de desemprego de 4,8% para

Leia mais

Apresentação para Investidores. Novembro de 2014

Apresentação para Investidores. Novembro de 2014 Apresentação para Investidores Novembro de 2014 1 Agenda Diferenciais Gerdau Estratégia Destaques Operacionais e Financeiros Perspectivas Diferenciais Gerdau Mais de 110 anos de atuação no mercado do aço

Leia mais

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento Sobeet São Paulo, 26 de junho de 2013 EMBARGO 26 Junho 2013 12:00 horas Horário de Brasília 1 Recuperação

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

BR Week 2012. Soluções para a melhoria do atendimento ao cliente no varejo Case Leroy Merlin / Sonda IT

BR Week 2012. Soluções para a melhoria do atendimento ao cliente no varejo Case Leroy Merlin / Sonda IT 1 BR Week 2012 Soluções para a melhoria do atendimento ao cliente no varejo Case Leroy Merlin / Sonda IT Agenda 3 Sonda IT VISÃO EXECUTIVA Um parceiro regional México Panama Costa Rica Colômbia Fundada

Leia mais

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS NO AGRONEGÓCIO EM 1. RESULTADO

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível Crise? Como sua empresa lida com os desafios? Essa é a questão que está no ar em função das mudanças no cenário econômico mundial. A resposta a essa pergunta pode determinar quais serão as companhias mais

Leia mais