CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA"

Transcrição

1 CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA 1.SIGILO E CONFIABILIDADE Esta circular de Oferta relata informações que compõem o conhecimento desenvolvido pela FRANQUEADORA. Existe aqui parte da fórmula do negócio. Trata-se de Segredo de Negócio, e por esse motivo não deve ser copiado ou entregue a terceiros alheios ao processo. As obrigações de sigilo e confidencialidade aqui presentes devem ser respeitadas, sob pena de incorrer em crime de concorrência desleal, conforme regulamentado pela Lei n o 9.279/96 (Lei da Propriedade Industrial) especialmente em seu artigo 195, inciso XI. Conforme estabelecido no cadastro e recibo de entrega deste material, retirado pessoalmente ou via cadastro online, fica estabelecida a multa de 20 (vinte) vezes o valor da taxa de franquia vigente no momento da infração, caso exista desrespeito às obrigações de sigilo e confidencialidade. Além de ser analisado pelo pretendente à franquia, sugerimos que esta COF seja submetida a um advogado, um contador e um administrador, para que esses profissionais avaliem tecnicamente o material. SOBRE A FRANQUEADORA: 2.HISTÓRICO DA FRANQUEADORA A empresa ByeByePaper atua no segmento de bureau de serviços de digitalização e fornecimento de ferramenta para gestão de conteúdo e soluções em tecnologia para empresas, nasceu com o grupo Vale do Silício uma empresa que gerencia negócios voltados à internet, tais como desenvolvimento e gestão de softwares, portais, aplicativos, muitos deles utilizando o modelo de franquia, além de serviços de host e cloud computing, com experiência de mais de 12 anos, fazendo fusão com a empresa Docsys uma empresa que detém conhecimento, tecnologia e know-how em projetos de tecnologia da Informação, tendo uma experiência de mais de 10 anos em desenvolvimento e integração de sistemas, implantação de infra-estrutura de servidores e rede, envolvendo projetos de segurança. 3.DADOS DA FRANQUEADORA Bye Bye Paper Ltda EPP, inscrita sob CNPJ / , localizada na Calçada das Violetas, 84, Alphaville Comercial Barueri SP, CEP: SITUAÇÃO DA MARCA PERANTE INPI Conforme abaixo, a FRANQUEADORA é detentora do pedido de registro da marca ByeByePaper perante o Instituto Nacional de Propriedade Industrial INPI, sob número PENDÊNCIAS JURÍDICAS A FRANQUEADORA informa que não existe nenhuma pendência judicial questionando o seu sistema de franquia ou que possa diretamente vir a impossibilitar o funcionamento da franquia. 6.PARTICIPANTES E EX PARTICIPANTES DA REDE A Bye Bye Paper disponibiliza em seu site oficial, byebyepaper.com.br/unidades a lista completa de seus franqueados ativos. Disponibiliza-se neste instrumento o contado de franqueado que se desligou da rede, sendo ele: Nome Cidade/UF Telefone Gabriel Damasco Jundiaí/SP SOBRE O NEGÓCIO: 7.DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO A franquia ByeByePaper é uma empresa que comercializa os serviços de: 1

2 7.1 GESTÃO DE DOCUMENTOS Composto etapas entre os serviços Operacionais/Produção e Sistema. A ferramenta de Gestão de Conteúdo, trabalha as informações de forma integrada em um único produto que reúne os módulos idocs; Oferece estrategicamente de forma flexível a tecnologia de acordo com o perfil Empresarial dos clientes como métodos e ferramentas utilizadas na indústria de Tecnologia da Informação, podemos definir os serviços da seguinte maneira: SOLUÇÃO OPERACIONAL: A FRANQUEADORA fornece o treinamento necessário para os serviços operacionais, produção e manuseio, que contemplam: Organização e Preparação de documentos; Captura/Digitalização; Indexação, Controle de Qualidade e Importação SOLUÇÃO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO: Ferramenta de Gestão de Conteúdo GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos) e ECM (Gestão de Conteúdo Empresarial), integrados que reúnem os módulos idocs. O FRANQUEADO efetua a venda e executa os trabalhos de digitalização utilizando os módulos que contemplam o GED. Poderá utilizar modelos de campos já existentes ou criá-los de forma personalizada, de acordo com o critério de pesquisa do próprio cliente. O FRANQUEADO apenas venderá os módulos do ECM, sendo de responsabilidade da FRANQUEADORA a implantação e manutenção. Todas as ferramentas trabalham de forma integrada. Descrição geral das funcionalidades do Sistema: Armazenar em Servidor WEB (Hosting), podendo ser acessadas de qualquer lugar, a qualquer hora e de qualquer dispositivo; Acesso Controlado, oferece até 50 níveis de Auditoria; Armazenamento e busca de documentos com índices estruturados; Controle de versionamento do documento; Download e Upload de documentos com qualquer extensão do arquivo; Localização dos documentos através de formulários e/ou pastas com filtro; Segurança, se o usuário pode acessar, se possui restrição de leitura e edição; Fluxo Operacional para Digitalização de Documentos; Possibilita Assinar Eletronicamente arquivos individuais ou em lotes; Integração de forma flexível e customizável, com todos os módulos do sistema, inclusive com diversos softwares do mercado, ex: SAP, ERP, entre outros; Implantação de Workflow permitindo a intercomunicação e integração entre grupos de trabalhos através de fluxo de tarefas em um ambiente corporativo; Implantação do Archive, permitindo a gestão do físico, através da localização e controle de endereçamentos das caixas, código de barras e retirada/devolução; Permite a visualização dos arquivos através dos mais diversos sistemas oferecidos no mercado SOLUÇÃO GUARDIÃO DE NOTA FISCAL: A NF-e é um documento de existência apenas digital que é emitido eletronicamente com o intuito de documentar, para fins fiscais, a operação de circulação de mercadorias ou uma prestação de serviços, ocorrida entre as partes. 2

3 O emitente da NF-e é obrigado a encaminhar ou disponibilizar o download do arquivo XML da NF-e para o destinatário, conforme definido no Ajuste SINIEF 11/08, Cláusula Segunda, Inciso I. Assim como é de sua responsabilidade a guarda dos documentos eletrônicos. Para saber as NF-e emitidas contra diversos CNPJ, o sistema de Guarda de Notas Fiscais, realiza o acesso direto com a SEFAZ Nacional, através do serviço disponibilizado pelo Portal Nacional NF-e, monitoramento de s e diretório do ERP. As informações são totalmente seguras, pois o acesso só pode ser realizado através do certificado digital A1 ou A3 do CNPJ que deseja-se obter as informações. 7.2 CERTIFICADO DIGITAL A FRANQUEADORA em parceria com a Boa Vista Autoridade Certificadora disponibiliza ao FRANQUEADO a comercialização de Certificados Digitais. Certificado Digital - é um documento eletrônico assinado digitalmente por uma AC (Autoridade Certificadora), para identificação de uma pessoa física ou jurídica, contendo nome, chave pública do titular, o número de série do certificado digital, nome da AC emissora e validade; Para o estado de São Paulo, será permitida apenas a venda dos Certificados, essas vendas serão direcionadas a um ponto de atendimento para a emissão. Será autorizada apenas aos FRANQUEADOS fora do estado de São Paulo, permissão para emissão de certificado e instalação da PA (Ponto de Atendimento). Os tipos de certificados para comercialização são: Conectividade Social: transmissão de arquivos referentes ao FGTS e Informações sobre a Previdência Social (SEFIP), bem como a operação de toda a sistemática CAIXA PIS/Empresa. CT-e: oferece delegar ao funcionário responsável a titularidade para Conhecimento Transporte Eletrônico. e-cnpj: oferece validade jurídica aos atos eletrônicos realizados por uma empresa na Receita Federal, como o envio de declarações e acessos ao e-cac. e-cpf: garante autenticidade, integridade e validade jurídica aos atos eletrônicos realizados pelo titular, pessoa física, como envio de declarações à Receita Federal. NF-e: oferece o envio de notas fiscais eletrônicas, que permite delegar ao funcionário responsável a titularidade deste certificado. Os Certificados podem ser utilizados também: Declaração de Imposto de Renda, Notas Fiscais, SPED Fiscal e Contábil, simplificando a declaração das suas obrigações acessórias junto ao Fisco; Acessar áreas restritas dos serviços da Receita Federal (e-cac); Assinar digitalmente documentos, como uma apólice de seguro, contratos de câmbio e de qualquer natureza, dispensando a impressão e reconhecimento de firmas em cartório; Assinar s; Emitir procurações eletrônicas para participação em assembleias de acionistas; Assinar e enviar documentos de faturamento envolvidos no atendimento médico-hospitalar (TISS); Assinar e proteger o prontuário médico eletrônico do paciente; Realizar operações de comércio exterior (Siscomex); Acesso ao Sistema PROUNI-SISPROUNI pelas Instituições de Ensino Superior; Acessar a Caixa Econômica Federal para envio do FGTS (Conectividade Social ICP). 8. TIPOS DE UNIDADE A estruturação do local de trabalho varia de acordo ao tipo de unidade escolhida pelo FRANQUEADO. 3

4 TIPOS DE UNIDADES ADD As atividades da franquia são agregadas a outro negócio já existente sem vincular comercialmente os negócios. OFFICE As atividades da franquia são realizadas em um escritório aberto especificamente para esta atividade. HOME OFFICE As atividades da franquia são realizadas na residência do FRANQUEADO TIPO DE FRANQUIA HOME OFFICE OFFICE ADD FRANQUIA MINI SMART (até 70 mil habitantes) FRANQUIA SMART (até 150 mil habitantes) FRANQUIA PLUS (acima de 150 mil habitantes) 9.OBRIGAÇÕES DO FRANQUEADO 9.1 FRANQUEADO DE TODOS OS ESTADOS As obrigações do FRANQUEADO serão de pessoalmente - (a) implantar, (b) administrar e (c) operar a franquia, bem como (d) zelar pela marca e (e) promover a evolução da franquia. Abertura e manutenção da empresa - Abrir uma empresa com os CNAES correspondentes à atividade desempenhada, eleger um contador para acompanhar sua empresa e ajudar nas responsabilidades fiscais do negócio, pagar todos os impostos e taxas em dia, obter e manter todas as autorizações, alvarás, licenças e semelhantes, exigidos por quaisquer órgãos governamentais. Equipamentos e Mobília - Comprar para abertura de sua unidade, sempre que necessário para ampliação ou quando solicitado pela FRANQUEADORA, equipamentos, mobílias, linhas telefônicas e softwares originais. Ponto Comercial - O mesmo deverá ser previamente aprovado pela FRANQUEADORA pessoalmente ou via relatório fotográfico, o mesmo se aplica a implantações e adequações na unidade, cabe ao FRANQUEADO avaliar a qualidade do trabalho dos prestadores contratados para este serviço. Funcionários - Selecioná-los, contratá-los, registrá-los, orientá-los, fiscalizá-los, motivá-los e sempre que necessário enviá-los para treinamento na FRANQUEADORA ou ao local indicado. Atendimento ao cliente - Promover o bom atendimento, cumprimento de prazos e qualidade nos serviços contratados evitando assim a geração de clientes insatisfeitos, e reclamações em órgão como Reclame Aqui e PROCON, o atendimento e suporte ao cliente final será feito única e exclusivamente pelo FRANQUEADO, que deverá manter uma linha telefônica ativa no horário comercial exclusiva para este atendimento e seu Bye Bye Paper ativo sendo acessado diariamente. Avisar a FRANQUEADORA de qualquer reclamação ou cadastro da marca em qualquer órgão de reclamação oficial ou não oficial. Dedicação ao negócio - Dedicar-se pessoalmente, integralmente, diariamente e presencialmente ao negócio, acompanhar o resultado comercial do negócio, organizar metas, buscar o melhor aproveitamento comercial se necessário com prospecções diretas porta a porta em toda sua região, fazer o planejamento comercial do quanto será vendido a cada período, monitorar a concorrência, contratar e dirigir propagandas regionais mensais (conforme investimento previsto no item 15) e administrar as contas a pagar e receber. Responder a todas as pesquisas de opinião enviadas pela FRANQUEADORA, comunicar a FRANQUEADORA sobre todas as 4

5 informações que achar relevantes, participar de todos os treinamentos categorizados pela FRANQUEADORA como essenciais. Padrão da FRANQUEADORA - Consolidar e difundir na empresa Franqueada, o padrão estabelecido pela FRANQUEADORA, todo material de publicidade ou que leve a marca da FRANQUEADORA deverá ser previamente aprovado pela mesma. Se houver alguma dúvida ou necessidade, comunicar a FRANQUEADORA, que sempre deverá ser a primeira a ser relatada nestes casos. Pagar taxa a FRANQUEADORA - Pagar as taxas de royalties, marketing e serviços em dia. Divulgar a unidade mensalmente com ações de marketing, investindo em marketing o mínimo sugerido em contrato e sugerido como gasto mensal no item 15 desta circular. Mediante diretrizes e aprovação da FRANQUEADORA, contratar e dirigir propagandas regionais. Produtos e Serviços Operar unidade para os serviços exclusivos de digitalização, deverá ao FRANQUEADO utilizar apenas a plataforma ou software disponibilizado pela FRANQUEADORA. Nos casos dos serviços de digitalização o FRANQUEADO deverá enviar Briefing, orçamento e contratos para validação junto a FRANQUEADORA. Não comercializar produtos ou serviços se não os do mix de produtos e serviço da rede e fora dos preços tabelados pela FRANQUEADORA. Orientações importantes Orientar os clientes sobre todas as taxas e encargos (ex: Custos de hospedagem, taxa de usuário), orientar que os clientes que não hospedarem com a FRANQUEADORA não terão o software de gerenciamento de arquivos ou gestão documental. O FRANQUEADO terá um hot site para comercialização dos serviços de Certificação Digital. O FRANQUEADO dentro do estado de SP terá um hot site para venda dos Certificados Digitais, o cliente deverá se dirigir a uma PA mais próxima para entrega da documentação necessária e retirada do Certificado. 9.2 FRANQUEADO COM PONTO DE ATENDIMENTO O FRANQUEADO que atue como PA, além das obrigações descritas no item 9.1 desta COF, se submeterá também as obrigações descritas neste item, que seguem abaixo: Exigir todos os documentos de identificação obrigatórios para a Emissão do Certificado Digital; Utilizar exclusivamente os serviços de certificação da BOA VISTA para comercializar e prestar serviços de Ponto de Atendimento; Conhecer, cumprir e exigir que seus empregados ou prepostos cumpram todas as normas internas de segurança física e lógica atuais, que vierem a ser criadas no futuro e demais regulamentos específicos em vigor no ambiente de trabalho; Zelar pelos equipamentos, mídias e tokens de propriedade da BOA VISTA, caso estes sejam colocados a sua disposição, utilizando-se de tais equipamentos de maneira correta e cuidadosa e exclusivamente para os fins de atender ao serviço de Certificação Digital; Obter autorização prévia por escrito da FRANQUEADORA, conforme o caso, para a eventual instalação de quaisquer recursos de hardware e software. Manter os equipamentos de informática e de comunicação internet, incluindo hardware e software, necessários a utilização dos aplicativos para realização das atividades de Certificação Digital; Responsabilizar-se por seus profissionais, correndo por sua conta exclusiva os respectivos encargos trabalhistas, bem como as responsabilidades e encargos relacionados ao ajuizamento de ações trabalhistas de qualquer natureza, devendo o FRANQUEADO comunicar à FRANQUEADORA previamente e por escrito sobre qualquer substituição de tais profissionais no prazo de 24 (vinte e quatro) horas; Solicitar ao responsável pelo Certificado Digital as informações indispensáveis à efetivação do processo de Emissão do Certificado Digital, sendo vedada a sua divulgação ou cessão a qualquer titulo a terceiros; Arcar com todos os custos e despesas inerentes as atividades e realização das obrigações, incluindo, mas não limitando a infraestrutura para emissão dos certificados digitais; Prestar os serviços de Certificação no prazo estabelecido e de acordo com a rotina estabelecidos pela FRANQUEADORA, atendendo a todos os preceitos éticos desenvolvidos de acordo com as normas e legislação aplicáveis; 5

6 Em caso de vícios ou incorreções resultantes dos serviços de Certificação, o FRANQUEADO deverá reparar, corrigir ou substituir a falta em questão, sanando-a num prazo máximo de 24 (vinte e quatro) horas contados da data da comunicação que lhe seja feita nesse sentido pela FRANQUEADORA; e Encaminhar os Dossiês dos Titulares de todos os Certificados Digitais emitidos para a FRANQUEADORA (Calçadas das Violetas nº 84, Centro Comercial Alphaville, Barueri SP, CEP ), regularmente a cada 10 (dez) dias corridos. 10.PADRONIZAÇÃO Com objetivo de fornecer uma visão o mais franca e abrangente possível, sobre o que é uma relação de franquia, cabem informar sobre o conceito de padronização. Uma franquia é uma fórmula de negócio, desenvolvida pela FRANQUEADORA, e que deverá ser reproduzida pelo FRANQUEADO. Portanto, o papel da FRANQUEADORA é de estabelecer um padrão, definir a fórmula, sendo que o FRANQUEADO por um lado não tem esse trabalho, mas por outro lado tem a obrigação de seguir esse padrão definido pela FRANQUEADORA. Um dos pilares da franquia é o padrão. É importante que você reflita sobre a sua disponibilidade pessoal para seguir regras, porque o sistema de negócio será definido pela FRANQUEADORA, enquanto durar a franquia. O FRANQUEADO poderá opinar, mas a decisão sobre o negócio em geral caberá a FRANQUEADORA. Até porque espera-se de uma rede de franquia, uma uniformidade no atendimento, na aparência, no mix de produtos. Essa uniformidade fortalece a marca e baseia uma coesão necessária para a evolução da marca. O padrão é amplo, por exemplo, aplica-se aos serviços que poderão ser comercializados, fornecedores, características físicas da unidade franqueada, atendimento, tabelas de compra e tabelas de venda, promoções comerciais, etc. O padrão poderá ser alterado pela FRANQUEADORA a qualquer tempo e sendo que enquanto durar o contrato de franquia, permanecerá essa situação da FRANQUEADORA estabelecer o padrão. 11.TERRITÓRIO A reserva de território nas unidades franqueadas é determinada para publicidade, ou seja, é vetada apenas aos FRANQUEADOS a veiculação de quaisquer tipos de publicidade, promoções ou prospecção fora da sua região descrita em contrato. Quanto à venda do produto, o FRANQUEADO poderá vender seus produtos para qualquer pessoa de seu network dentro do território nacional, exceto para os Serviços de Certificado Digital, neste caso o FRANQUEADO venderá dentro de sua área de prospecção. A FRANQUEADORA manterá o FRANQUEADO sozinho dentro de sua área de prospecção enquanto o mesmo cumprir a regra do item 9 desta COF, caso seja quebrada estas regras e houver necessidade, a FRANQUEADORA pode franquear outras unidades em qualquer localização que entender ser pertinente. A FRANQUEADORA comercializa há tempos e continuará comercializando seus serviços com a marca Bye Bye Paper para interessados em geral, bem como poderá transmitir conhecimento ou fornecer ferramentas para outras empresas não franqueadas. O FRANQUEADO não poderá manter web site próprio, apenas o fornecido pela FRANQUEADORA. 12. SERVIÇO DE APOIO AO FRANQUEADO No que se refere aos serviços citados na Lei de Franquia: Supervisão da rede: Com o objetivo de oferecer sugestões, promover correções, dar consultoria para melhorias na gestão do negócio, a FRANQUEADORA manterá contato constante com o FRANQUEADO, por cursos e reciclagens online semanais, s e telefonemas e quando achar necessário com visitas na própria empresa franqueada, se a visita for excepcionalmente solicitada pelo FRANQUEADO e fugindo do plano de visitas da FRANQUEADORA os custos de deslocamento e estadias neste caso serão por conta do FRANQUEADO. Serviço de orientação ao FRANQUEADO: A FRANQUEADORA manterá um canal de atendimento por telefone, de segunda à sexta, no horário entre 9:00 e 17:00 horas, destinado à receber solicitações de orientação do FRANQUEADO e com o objetivo de responder as questões colocadas. 6

7 Treinamento inicial do FRANQUEADO e dos funcionários: Terá duração de 03 dias, será realizado na sede da Bye Bye Paper na grande São Paulo ou em local indicado pela FRANQUEADORA. Manuais de franquia: A FRANQUEADORA fornecerá um manual da franquia, o manual será disponibilizado em PDF durante o treinamento inicial. Disponibilizar acesso aos vídeos de treinamento para execução dos serviços de digitalização e do software de gestão de documentos. Disponibilizar livre acesso à Plataforma EAD aos Agentes de Registro e demais funcionários do FRANQUEADO para treinamento e reciclagem aos serviços de Certificação Digital. 13.PERFIL DE FRANQUEADO O FRANQUEADO ideal para a franquia Bye Bye Paper deve ter as seguintes características: Em primeiro lugar, disponibilidade pessoal integral para estar presente no dia a dia do negócio, e se necessário em finais de semana, feriados e horários estendidos, quando necessário. Ter o capital necessário para empreender o negócio independente de empréstimos ou semelhantes. Não ter restrições no CPF (protestos, ações de execução, cheques sem fundos). Afinidade, gosto pelo ramo de atividade, identificação com os conceitos e perfil da marca. O FRANQUEADO deverá ter de preferência graduação ou curso técnico em informática. Não é necessário ter experiência anterior em atividade semelhante para gerenciar o negócio, a FRANQUEADORA concederá o treinamento necessário. É preciso ter conhecimento em informática, Windows, Internet e pacote Office. Habilidades administrativas e comerciais fortes. Espírito empreendedor, vontade de crescer e progredir financeiramente. Ambição. Capacidade pessoal de enfrentar os problemas do dia a dia, buscando solução sem se abater. Capacidade de manter a racionalidade, a calma em situações de pressão e perante as dificuldades de rotina. Precisa ser uma pessoa que goste de seguir regras, se prefere fazer suas próprias regras talvez o negócio de franquias não seja para você. Facilidade para relacionamentos pessoais e disposição para trabalhar. 14.INVESTIMENTO Inicialmente o FRANQUEADO irá investir: MINI SMART SMART PLUS Taxa de Franquia R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Instalações R$ 6.000,00 a R$ 9.000,00 R$ 6.000,00 a R$ 9.000,00 R$ 6.000,00 a R$ ,00 Capital de Giro R$ 4.000,00 a R$ 6.000,00 R$ 4.000,00 a R$ 6.000,00 R$ 4.000,00 a R$ ,00 A taxa de franquia é o valor cobrado pela FRANQUEADORA que corresponde à concessão do uso da marca pelo FRANQUEADO, ela é paga pelo FRANQUEADO no momento da assinatura do contrato. Essa taxa remunera a FRANQUEADORA em licença de direito de uso da marca, capacitação inicial do FRANQUEADO e de sua equipe antes da inauguração e transferência de know-how. O valor da Taxa de Franquia é determinado de acordo com a área adquirida pelo FRANQUEADO, essas regiões foram mapeadas pela FRANQUEADORA levando em consideração os seguintes itens: Quantidade de habitantes e PIB per capita de cada região. Cabe ressaltar que apesar da diferenciação das áreas, que mudam os preços da Taxa de Franquia, a FRANQUEADORA não dá qualquer garantia de maior rentabilidade por área, porque todo negócio comercial pode receber a influência de 7

8 fatores externos, macroeconômicos, sociais, e principalmente, toda franquia depende em grande parte do desempenho, investimento, da dedicação, esforço, pró-atividade e presença do FRANQUEADO. INSTALAÇÃO É uma previsão do valor que o FRANQUEADO gastará para comprar os equipamentos necessários, mobiliário a estrutura física de sua unidade. O FRANQUEADO pode já dispor do necessário que são: FRANQUIA MINI SMART, SMART ou PLUS 3 mesas, 6 cadeiras, 1 armário com chave e 1 balcão de atendimento; 1 computador dedicado aos serviços de Certificação com configuração mínima: Processador: Pentium I3 ou equivalente; Memoria RAM: 4 GB; Hard Disk: 250 GB Sistema Operacional Windows 7 Pro ou 8 Pro (Original); 2 computadores notebook com configuração mínima: Processador: Pentium I3 ou equivalente; Memoria RAM: 4 GB; Hard Disk: 250 GB Internet Wi-Fi 1 impressora multifuncional - Tecnologia laser; Capacidade de impressão mínima: 20 ppm. Tamanho de papel: A4. 1 Scanner de documentos tamanho A4 e Ofício com produção a partir de 50ppm 2 aparelhos telefônicos (1 fixo e 1 celular) CAPITAL DE GIRO Capital de Giro é uma previsão do valor que o FRANQUEADO gastará para iniciar o seu negócio, este capital servirá para pagar contas fixas iniciais do negócio. Como inicialmente o negócio será agregado a sua casa ou a outro escritório o investimento deste capital será aplicado principalmente em publicidade. INVESTIMENTO TOTAL Taxa de Franquia MINI SMART + Capital para instalação + Capital de Giro = Investimento de R$ ,00 à R$ ,00 Taxa de Franquia SMART + Capital para instalação + Capital de Giro = Investimento de R$ ,00 à R$ ,00 Taxa de Franquia PLUS + Capital para instalação + Capital de Giro = Investimento de R$ ,00 à R$ ,00 É de elevada importância o fato de que algumas despesas certamente ocorrerão, entretanto não são possíveis de prever com exatidão antes que se saiba exatamente o local onde será instalada a unidade franqueada. Essas despesas devem ser consideradas pelo FRANQUEADO. No que se refere a: Adequação do imóvel. Alguns exemplos: demolição e limpeza; manutenção ou reconstrução completa das partes hidráulica ou elétrica; pintura; piso e contrapiso; etc. Despesas pré-operacionais, enquanto a empresa já estiver em instalação, mas ainda não inaugurada. Portanto, ainda sem faturamento. Por exemplo: aluguel, funcionários, conta de consumo, publicidade etc. No caso do Upgrade para Unidade Office ou optar por começar como Office, deve considerar gastos iniciais com Aluguel, Caução ou seguro fiança para locação, e automaticamente Capital de Giro proporcional; Compra de equipamentos para serviços opcionais; Variação de preços de mídias e frete por região; Não estão previstas despesas pessoais e pró-labore do proprietário; 8

9 15.CUSTOS OPERACIONAIS Previsão de Despesas Fixas Mensais: Contas de Consumo R$ 400,00 Marketing R$ 1.000,00 Funcionário R$ 1.200,00 Contabilidade R$ 500,00 Total Previsto R$ 3.100,00 Deverão ser acrescidos custos do local como aluguel, condomínio, e conforme a necessidades acrescer custos de novos funcionários e também a taxa de Manutenção mensal de R$ 350,00 (trezentos e cinquenta reais) referente ao Agente de Registro (emissão de Certificado Digital) Impostos: Sobre faturamento e enquadramento. Royalties: Se destina à remuneração periódica pelo uso do sistema e da marca ByeByePaper. A Taxa de Royalties, paga mensalmente, de 10% sobre o faturamento bruto, sendo o mínimo de 20% do salário mínimo para Franquia MINI SMART, 40% do salário mínimo para Franquia SMART e 80% do salário mínimo para Franquia PLUS. Marketing: Destina-se ao desenvolvimento estratégico da marca, criação de peças publicitárias, veiculação de propagandas e compra de premiações promocionais. A verba poderá ser utilizada ainda na contratação de agências ou consultorias de comunicação em geral. A Taxa de Marketing é de 20% do salário mínimo vigente, pago mensalmente. Serviços extras: Hospedagem- O FRANQUEADO pagará a FRANQUEADORA ou fornecedor Homologado, sobre cada cliente de hospedagem além dos royalties, os custos de servidor: Estrutura de Servidor exclusiva - o FRANQUEADO pagará à FRANQUEADORA pela estrutura de Servidor dedicada ao FRANQUEADO com espaço inicial de 20GB para armazenagem pagamento mensal de R$ 120,00 (cento e vinte reais). Acima dos 20GB iniciais, mensalmente, o FRANQUEADO pagará a FRANQUEADORA pelos GB Adicionais no valor de R$ 6,00 (seis reais) por GB ou conforme tabela de preços vigente a época. Lista de produtos atualizada de acordo com os produtos comercializados no ato da preparação desse documento. A qualquer tempo poderão ser incluídos novos produtos na lista citada acima. Locação do software idocs para empresas que queiram armazenar suas informações em seus próprios servidores, independente de armazená-los ou não na WEB. 16.FORNECEDORES HOMOLOGADOS Combo Host - Fornecedor homologado para serviços de hospedagem. Smart Post - Fornecedor homologado para serviços de envio de marketing. Netscan- Fornecedor homologado para fornecimento de equipamentos Ligue Site - Fornecedor homologado para serviços de criação de sites e fanpage. Boa Vista Fornecedor homologado AC-Autoridade Certificadora. DocSys Fornecedor homologado para fornecimento do Software de Gestão para rede local. DADOS IMPORTANTES: 9

10 17. CONTRATAÇÃO DA FRANQUIA A entrega desta Circular de Oferta não caracteriza algum compromisso de efetivação da franquia entre as partes. Trata-se apenas de um dos instrumentos para basear essa futura decisão, de ambas as partes. A franquia acontecerá quando for assinado o respectivo contrato. Vale observar que segundo a referida Lei, o contrato de franquia somente poderá ser assinado entre as partes 10 dias após a entrega da Circular de Oferta, sendo que antes desse momento o futuro FRANQUEADO não poderá pagar nenhuma taxa para a FRANQUEADORA ou fazer aquisições, etc. 18. NÃO GARANTIA DE SUCESSO Ainda com a preocupação de evitar expectativas incorretas, cabe explicar que apesar da fórmula de negócio desenvolvida pela FRANQUEADORA, é impossível oferecer qualquer garantia de sucesso. Existe risco de insucesso e não existe qualquer garantia de lucratividade, porque todo negócio comercial recebe a incidência de fatores externos, por exemplo, macroeconômicos, sociais, e principalmente, toda franquia dependem grande parte do desempenho, investimento e dedicação do FRANQUEADO. Acrescenta-se que podem ocorrer variações imprevistas no mercado, na concorrência, na legislação e na praça onde está instalada a unidade franqueada, o que também pode contribuir para um resultado diferente do inicialmente previsto. 19. RELAÇÃO FISCAL O FRANQUEADO operará a franquia com pessoa jurídica independente jurídica e economicamente. Cabe ressaltar que o FRANQUEADO não terá nenhuma participação na pessoa jurídica da FRANQUEADORA, não haverá relação societária, bem como o FRANQUEADO não estará subordinado de forma trabalhista ou empregatícia com o Franqueador. 20. BALANÇO Após a aprovação cadastral do FRANQUEADO e quando da visita do mesmo em nossa sede, serão disponibilizados todos os Balanços e Demonstrações Financeiras da FRANQUEADORA solicitadas relativos aos últimos exercícios. 21. SITUAÇAO DO FRANQUEADO APÓS A EXPIRAÇÃO DO CONTRATO A qualquer tempo, inclusive a partir do encerramento do contrato, o FRANQUEADO não poderá divulgar o know-how e segredo de indústria aos quais teve acesso como FRANQUEADO e no prazo de 36 meses, não poderá implantar atividade concorrente. O FRANQUEADO deverá repassar a carteira de clientes ativa a FRANQUEADA sem pendências na prestação dos serviços aos mesmos. 22. VALIDADE 30 DIAS Esta Circular de Oferta tem validade de 30 dias a contar desta data. Caso nesse prazo não se opte por fazer o negócio, solicitamos devolver o presente documento, pessoalmente ou pelo correio a FRANQUEADORA. 23. QUE É A COF - LEI Este documento é um relato detalhado sobre a Franquia ByeByePaper, elaborado conforme o estabelecido na Lei 8.955, que regulamenta as franquias no Brasil. Transcrevemos a referida Lei a seguir. LEI 8.955, DE 15 DE DEZEMBRO DE Dispõe sobre o contrato de franquia 10

11 Art. 1º Os contratos de franquia empresarial são disciplinados por esta lei. Art. 2º Franquia empresarial é o sistema pelo qual um Franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo Franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.art. 3º Sempre que o Franqueador tiver interesse na implantação de sistema de franquia empresarial, deverá fornecer ao interessado em tornarse franqueado uma circular de oferta de franquia, por escrito e em linguagem clara e acessível, contendo obrigatoriamente as seguintes informações: I - histórico resumido, forma societária e nome completo ou razão social do Franqueador e de todas as empresas a que esteja diretamente ligado, bem como os respectivos nomes de fantasia e endereços; II - balanços e demonstrações financeiras da empresa franqueadora relativos aos dois últimos exercícios; III - indicação precisa de todas as pendências judiciais em que estejam envolvidos o Franqueador, as empresas controladoras e titulares de marcas, patentes e direitos autorais relativos à operação, e seus subfranqueadores, questionando especificamente o sistema da franquia ou que possam diretamente vir a impossibilitar o funcionamento da franquia ;IV - descrição detalhada da franquia, descrição geral do negócio e das atividades que serão desempenhadas pelo franqueado; v - perfil do franqueado ideal no que se refere a experiência anterior, nível de escolaridade e outras características que deve ter, obrigatória ou preferencialmente; vi - requisitos quanto ao envolvimento direto do franqueado na operação e na administração do negócio; VII - especificações quanto ao: a) total estimado do investimento inicial necessário à aquisição, implantação e entrada em operação da franquia; b) valor da taxa inicial de filiação ou taxa de franquia e de caução; e c) valor estimado das instalações, equipamentos e do estoque inicial e suas condições de pagamento; VIII - informações claras quanto a taxas periódicas e outros valores a serem pagos pelo franqueado ao franqueador ou a terceiros por este indicados, detalhando as respectivas bases de cálculo e o que as mesmas remuneram ou o fim a que se destinam, indicando, especificamente, o seguinte: a) remuneração periódica pelo uso do sistema, da marca ou em troca dos serviços efetivamente prestados pelo franqueador ao franqueado (royalties);b) aluguel de equipamentos ou ponto comercial; c) taxa de publicidade ou semelhante; d) seguro mínimo; e e) outros valores devidos ao franqueador ou a terceiros que a ele sejam ligados; ix - relação completa de todos os franqueados, subfranqueados e subfranqueadores da rede, bem como dos que se desligaram nos últimos doze meses, com nome, endereço e telefone; x - em relação ao território, deve ser especificado o seguinte: a)se é garantida ao franqueado exclusividade ou preferência sobre determinado território de atuação e, caso positivo, em que condições o faz; e b) possibilidade de o franqueado realizar vendas ou prestar serviços fora de seu território ou realizar exportações; xi - informações claras e detalhadas quanto à obrigação do franqueado de adquirir quaisquer bens, serviços ou insumos necessários à implantação, operação ou administração de sua franquia, apenas de fornecedores indicados e aprovados pelo franqueador, oferecendo ao franqueado relação completa desses fornecedores; xii - indicação do que é efetivamente oferecido ao franqueado pelo franqueador, no que se refere a:a) supervisão de rede; b) serviços de orientação e outros prestados ao franqueado; c) treinamento do franqueado, especificando duração, conteúdo e custos; d) treinamento dos funcionários do franqueado; e) manuais de franquia; f) auxílio na análise e escolha do ponto onde será instalada a franquia; e g) layout e padrões arquitetônicos nas instalações do franqueado; xiii - situação perante o instituto nacional de propriedade industrial - (inpi) das marcas ou patentes cujo uso estará sendo autorizado pelo franqueador; xiv - situação do franqueado, após a expiração do contrato de franquia, em relação a:a) know-how ou segredo de indústria a que venha a ter acesso em função da franquia; e b) implantação de atividade concorrente da atividade do franqueador; xv - modelo do contrato padrão e, se for o caso, também do pré-contrato padrão de franquia adotado pelo franqueador, com texto completo, inclusive dos respectivos anexos e prazo de validade. art. 4º a circular oferta de franquia deverá ser entregue ao candidato a franqueado no mínimo 10 (dez) dias antes da assinatura do contrato ou pré-contrato de franquia ou ainda do pagamento de qualquer tipo de taxa pelo franqueado ao franqueador ou a empresa ou pessoa ligada a este. Parágrafo único. Na hipótese do não cumprimento do disposto no caput deste artigo, o franqueado poderá arguir a anulabilidade do contrato e exigir devolução de todas as quantias que já houver pago ao franqueador ou a terceiros por ele indicados, a título de taxa de filiação e royalties, devidamente corrigidas, pela variação da remuneração básica dos depósitos de poupança mais perdas e danos. art. 5º (vetado).art. 6º o contrato de franquia deve ser sempre escrito e assinado na presença de 2 (duas) testemunhas e terá validade independentemente de ser levado a registro perante cartório ou órgão público. art. 7º a sanção prevista no parágrafo único do art. 4º desta lei aplica-se, também, ao franqueador que veicular informações falsas na sua circular de oferta de franquia, sem prejuízo das sanções penais cabíveis. art. 8º o disposto nesta lei aplica-se aos sistemas de franquia instalados e operados no território nacional. art. 9º para os fins desta lei, o termo franqueador, quando utilizado em qualquer de seus dispositivos, serve também para designar o subfranqueador, da mesma forma que as disposições que se refiram ao franqueado aplicam-se ao subfranqueado. art. 10. esta lei entra em vigor 60 (sessenta) dias após sua publicação. art. 11. revogam-se as disposições em contrário. 11

Lei nº 8.955, de 15 de Dezembro de 1994. Faço saber o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei.

Lei nº 8.955, de 15 de Dezembro de 1994. Faço saber o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei. Lei nº 8.955, de 15 de Dezembro de 1994 Dispõe sobre o contrato de franquia empresarial ( Franchising ) e dá outras providências. Faço saber o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei. Art.

Leia mais

APRESENTAÇÃO AO CANDIDATO

APRESENTAÇÃO AO CANDIDATO APRESENTAÇÃO AO CANDIDATO COMO FAZEMOS? QUEM SOMOS? ByeByePaper é uma empresa que atua no segmento de Gestão Eletrônica de Documentos e Certificado Digital, oferecendo ferramentas para gestão de conteúdo

Leia mais

PROJETO DE LEI N /2013, DE SETEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a Regulamentação do Marketing Multinível ou de Rede E dá outras providências

PROJETO DE LEI N /2013, DE SETEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a Regulamentação do Marketing Multinível ou de Rede E dá outras providências PROJETO DE LEI N /2013, DE SETEMBRO DE 2013 Dispõe sobre a Regulamentação do Marketing Multinível ou de Rede E dá outras providências O Congresso Nacional Decreta: CAPITULO I DAS DEFINIÇÕES DO QUE SE ENTENDE

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX OUTROS. CAC-Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da SRF - e-cac

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX OUTROS. CAC-Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da SRF - e-cac VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX OUTROS Orientador Empresarial CAC-Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da SRF - e-cac INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF nº 580/2005

Leia mais

COMO ADERIR A UMA FRANQUIA SEM ENTRAR EM UMA FRIA

COMO ADERIR A UMA FRANQUIA SEM ENTRAR EM UMA FRIA COMO ADERIR A UMA FRANQUIA SEM ENTRAR EM UMA FRIA Palestrante: Gustavo Posser de Moraes (Graduado em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul, possui MBA em Direito da Empresa e da Economia pela

Leia mais

A Nota Fiscal Eletrônica proporciona benefícios a todos os envolvidos em uma transação comercial.

A Nota Fiscal Eletrônica proporciona benefícios a todos os envolvidos em uma transação comercial. O QUE É A NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-E? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar,

Leia mais

Questionário de entrevista com o Franqueador

Questionário de entrevista com o Franqueador Questionário de entrevista com o Franqueador O objetivo deste questionário é ajudar o empreendedor a elucidar questões sobre o Franqueador, seus planos de crescimento e as diretrizes para uma parceria

Leia mais

CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA EMPRESARIAL FORMULA PIZZARIA

CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA EMPRESARIAL FORMULA PIZZARIA CIRCULAR DE OFERTA CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA EMPRESARIAL FORMULA PIZZARIA A COF Circular de Oferta de Franquia FORMULA PIZZARIA é um exemplar com todas as informações e dados relevantes direcionados

Leia mais

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Prefácio. Sobre o Autor. O Conceito de Franquia. A Circular de Oferta de Franquia

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Prefácio. Sobre o Autor. O Conceito de Franquia. A Circular de Oferta de Franquia Índice Remissivo Sobre o livro Direitos Autorais Prefácio Sobre o Autor O Conceito de Franquia A Circular de Oferta de Franquia Dos investimentos, taxas e custos para instalação... Da exclusividade territorial

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATANTE: Aqui designado apenas como a empresa que fez o cadastro pelo sistema de vendas online no site www.netflexfidelidade.com.br CONTRATADA: Openhaus Soluções Tecnológicas

Leia mais

Autorização de uso do MDF-e implicará em registro posterior dos eventos, nos documentos fiscais eletrônicos nele relacionados.

Autorização de uso do MDF-e implicará em registro posterior dos eventos, nos documentos fiscais eletrônicos nele relacionados. MDF-e - Nota Técnica 2015.001 Produto : Datasul, MFT (Faturamento), TOTVS 12 Projeto : PCREQ-3414 Data da : 23/02/2015 Data da revisão : 23/02/2015 criação Banco(s) de País(es) : Brasil : Todos Dados Implementada

Leia mais

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Pessoa física que deseja constituir um negócio

Leia mais

5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ

5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ 5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ 1. O QUE É NF-e? 2. OBJETIVO DA NF-e 3. LEGISLAÇÃO 4. CONTRIBUINTES OBRIGATÓRIOS 5. ADESÃO VOLUNTÁRIA 6. NECESSIDADES

Leia mais

Conceito de NF-e. Conexão NF-e

Conceito de NF-e. Conexão NF-e WHITE PAPER Sumário Conceito de NF-e... 3 Conexão NF-e... 3 Validador de Arquivos da Nota de Entrada... 4 Importador da Nota de Entrada Para o ERP E M S... 5 Manifesto do Destinatário Eletrônico (MD-e)...

Leia mais

Introdução. Benefícios para todos

Introdução. Benefícios para todos Introdução Esta cartilha tem a finalidade de guiar as empresas na implantação da Nota Fiscal Eletrônica e demonstrar as facilidades e vantagens do sistema para o contribuinte e para a sociedade A Nota

Leia mais

CIRCULAR DE OFERTAS LIGUE SITE

CIRCULAR DE OFERTAS LIGUE SITE CIRCULAR DE OFERTAS LIGUE SITE 1.SIGILO E CONFIABILIDADE Esta circular de Oferta relata informações que compõem o conhecimento desenvolvido pelo franqueador. Existe aqui parte da fórmula do negócio. Trata-se

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito Federal e o

Leia mais

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e?

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar,

Leia mais

MINUTA DE PROPOSTA DE RESOLUÇÃO ABILUX 05/03/2010

MINUTA DE PROPOSTA DE RESOLUÇÃO ABILUX 05/03/2010 MINUTA DE PROPOSTA DE RESOLUÇÃO ABILUX 05/03/2010 Dispõe sobre a destinação de Lâmpadas inservíveis, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências O CONSELHO NACIONAL DO MEIO

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e Informações Gerais 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência

Leia mais

M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS

M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) é o documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, para vincular os documentos fiscais

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 531, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013

INSTRUÇÃO CVM Nº 531, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013 Altera dispositivos da Instrução CVM nº 356, de 17 de dezembro de 2001 e da Instrução CVM nº 400, de 29 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM torna público que o Colegiado,

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito Federal e o

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 018/2013

NOTA TÉCNICA Nº 018/2013 NOTA TÉCNICA Nº 018/2013 Brasília, 09 de maio de 2013. ÁREA: Finanças TÍTULO: Certificado Digital e a Importância para os Municípios. REFERÊNCIA(S): Cartilha SIOPS; Comunicado CGSN/SE nº 3, de 10 de março

Leia mais

Estrutura do sistema de franchising

Estrutura do sistema de franchising Estrutura do sistema de franchising Negócio Estruturado Empreendedor Estratégias de Ampliação de Mercado Comercializa o conceito do negócio Marca Tecnologia Know-how Compra o conceito de negócio já implantado

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito

Leia mais

Contrato de Confidencialidade e Autorização para Divulgação de Informações dos Usuários BIVA SERVIÇOS FINANCEIROS S.A.

Contrato de Confidencialidade e Autorização para Divulgação de Informações dos Usuários BIVA SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. Contrato de Confidencialidade e Autorização para Divulgação de Informações dos Usuários BIVA SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. 1. Quem somos Biva Serviços Financeiros S.A. ( BIVA ) é uma plataforma online de prestação

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL - SISTEMA EMISSOR DE NF-e 2.0

PROPOSTA COMERCIAL - SISTEMA EMISSOR DE NF-e 2.0 PROPOSTA COMERCIAL - SISTEMA EMISSOR DE NF-e 2.0 Caro cliente, O MakerPlanet.COM é uma empresa especializada na prestação de serviços para desenvolvedores na plataforma Maker, nosso objetivo auxiliá-lo

Leia mais

CIRCULAR DE OFERTA PARA FRANQUIA DE MARCA SVA. SISTEMAX COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado,

CIRCULAR DE OFERTA PARA FRANQUIA DE MARCA SVA. SISTEMAX COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, CIRCULAR DE OFERTA PARA FRANQUIA DE MARCA SVA Ref.: FRANQUIA DE COMERCIALIZAÇÃO WIIX DE FORMA PARCERIA SVA. SISTEMAX COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, com sede na cidade de

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

Capítulo II. Da Adesão. Capítulo III

Capítulo II. Da Adesão. Capítulo III Decreto do Estado do Amazonas nº 33.405 de 16.04.2013 DOE-AM: 16.04.2013 Disciplina a emissão da Nota Fiscal Eletrônica a Consumidor Final, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS,

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade Serviços Associados Manual de Procedimentos ATAP

Sistema de Gestão da Qualidade Serviços Associados Manual de Procedimentos ATAP Pág. 1 / 6 1 Objetivos do Programa Neste manual, estão descritos os procedimentos, a política e os pré-requisitos que regem o Programa para Assistência Técnica Autorizada Perto, singularmente denominada

Leia mais

Adicionais. Grupo Acert - 1

Adicionais. Grupo Acert - 1 MÓDULOS Adicionais Grupo Acert - 1 ÍNDICE 1 - ESTOQUE 1.1- Balanço de Estoque 03 2 - FATURAMENTO/FINANCEIRO 2.1- Pagamento Eletrônico (Fornecedores) 2.2- Plug-in Cheque Custódia 06 07 3 - FISCAL e CONTÁBIL

Leia mais

Solução Planner para Nota Fiscal Eletrônica (P/NF-e 3.7)

Solução Planner para Nota Fiscal Eletrônica (P/NF-e 3.7) Solução Planner para Nota Fiscal Eletrônica (P/NF-e 3.7) Introdução Desde abril de 2008 a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) se tornou obrigatória para diversos setores da economia nacional. A cada 6 meses,

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARFRIG FRIGORÍFICOS E COMÉRCIO DE ALIMENTOS S.A. APROVADA NA RCA DE 18/03/2009 SUMÁRIO I OBJETIVO... 3 II - ADMINISTRAÇÃO DA POLÍTICA... 3 II.1

Leia mais

Módulo NF-e. Manual de Utilização

Módulo NF-e. Manual de Utilização Módulo NF-e Manual de Utilização 1 Conteúdo Passo-a-passo para emissão de NF-e... 3 1. Obtendo seu Certificado Digital... 3 2. Registrando-se na Secretaria da Fazenda para Homologação (testes)... 4 3.

Leia mais

C E R T I F I C A Ç Ã O REGULAMENTO NACIONAL DE CERTIFICAÇÕES

C E R T I F I C A Ç Ã O REGULAMENTO NACIONAL DE CERTIFICAÇÕES C E R T I F I C A Ç Ã O REGULAMENTO NACIONAL DE CERTIFICAÇÕES Com o objetivo de melhorar o nível de confiabilidade e segurança das certificações emitidas pelas ASSESPRO REGIONAIS a favor de seus associados,

Leia mais

VANTAGENS DA NFC-e PARA O CONTRIBUINTE

VANTAGENS DA NFC-e PARA O CONTRIBUINTE Divulgação INTRODUÇÃO A NFC-e é um documento eletrônico (arquivo de computador) que substituirá as notas fiscais de venda a consumidor, modelo 2 e o cupom fiscal emitido por ECF com grandes vantagens para

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE PARA REVENDAS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE PARA REVENDAS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE PARA REVENDAS FORNECEDOR: WORKSOFT INFORMÁTICA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob nº. 08.707.221/0001-06, com sede

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito

Leia mais

A IFOUR ÁREAS DE ATUAÇÃO

A IFOUR ÁREAS DE ATUAÇÃO A IFOUR Fundada em 2000, a ifour Sistemas conta com sedes em Viçosa e Muriaé. Atua no desenvolvimento de soluções completas para gestão empresarial (automação), envolvendo software e equipamentos para

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011

ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011 ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011 ORIENTAÇÃO AOS AGENTES PÚBLICOS COM RELAÇÃO ÀS DISPOSIÇÕES PREVISTAS PELA PORTARIA CAT 162/08 A RESPEITO DA OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. ÍNDICE

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP - PRÉ- PAGO.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP - PRÉ- PAGO. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP - PRÉ- PAGO. Confira as condições do contrato para prestação de serviços firmado entre você e a Oi Móvel S/A. (Oi), com sede em Setor Comercial Norte,

Leia mais

DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013.

DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013. DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013. Institui o Projeto Piloto da Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final (NFC-e), que possibilita a emissão da Nota

Leia mais

QUEM SOMOS? www.imagelh.com.br Rua José Bonifácio, 466 Vila Planalto. Campo Grande/MS CEP 79009-010 Fone/Fax: (67)3324-6500

QUEM SOMOS? www.imagelh.com.br Rua José Bonifácio, 466 Vila Planalto. Campo Grande/MS CEP 79009-010 Fone/Fax: (67)3324-6500 QUEM SOMOS? "A Image LH é uma empresa prestadora de serviços com mais de quinze anos no mercado atendendo instituições financeiras, com sede em Campo Grande MS e filial em Porto Alegre RS. Atua no ramo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI Nº. 949/2010 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS E DISPÕE SOBRE A DECLARAÇÃO MENSAL DO IMPOSTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN. O Prefeito Municipal de São Mateus,

Leia mais

FACULDADE PROCESSUS Recredenciamento da Faculdade Processus - PORTARIA Nº- 1.394, DE 23/11/2012, D.O.U nº 227 de 26/11/2012, Seção 1 P. 17.

FACULDADE PROCESSUS Recredenciamento da Faculdade Processus - PORTARIA Nº- 1.394, DE 23/11/2012, D.O.U nº 227 de 26/11/2012, Seção 1 P. 17. REGULAMENTO INTERNO DO USO E ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS E DA REDE DA FACULDADE PROCESSUS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este ato tem como objetivo definir o uso e administração

Leia mais

emonitor Recebimento e Gerenciamento da NF-e

emonitor Recebimento e Gerenciamento da NF-e Automatize processos e garanta o Compliance de suas operações Host Andreia Naim Finianos Diretora de Negócios do Grupo Skill Agenda Apresentação Institucional Artsoft Sistemas e Grupo Skill Aspectos legais

Leia mais

TERMO DE ADESÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO

TERMO DE ADESÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO TERMO DE ADESÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO São partes deste Instrumento, VAIVOLTA.COM SERVIÇOS DE INTERNET SA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 15.529.518/0001-94, com sede na Rua Frei Caneca,

Leia mais

Grupo Educacional UNIS - MG

Grupo Educacional UNIS - MG 1º CONCURSO NEUNIS DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2014 1 REALIZAÇÃO: UNIS/MG REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso NEUNIS de Planos de Negócio para Universitários é uma iniciativa

Leia mais

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Outlook XML Reader Versão 8.0.0 Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Add-in para o Outlook 2003, 2007 e 2010 responsável pela validação e armazenamento de notas fiscais eletrônicas. Atenção,

Leia mais

Termo de Cooperação Nº XXX/2015. especificam.

Termo de Cooperação Nº XXX/2015. especificam. Termo de Cooperação Nº XXX/2015 Termo de Cooperação que entre si celebram a Secretaria de Estado da Fazenda e a XXXXXXXXXXXXXXX, para fins que especificam. A SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA SEFA/PR, com

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução;

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução; RESOLUÇÃO Nº 2689 Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Nós, Hilti (Brasil) Comercial Ltda. (coletivamente, referido como Hilti, "nós", "nosso" ou "a gente") nessa Política

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Contrato NET Empreendimentos De: Marco Tulio Monteiro Dias 01402619669 Enviado em: quarta-feira, 7 de janeiro de 2015 14:15 Para: contrato@netempreendimentos.com.br Assunto: Contrato

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito privado com sede na Rua Sampaio Viana, 44 - Paraíso,

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGUROS SEGUROS

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGUROS SEGUROS EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGUROS SEGUROS TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito

Leia mais

COIFFEUR BRASIL. Termo e Condições de Uso v.1. Publicação dia 03 de Junho de 2015.

COIFFEUR BRASIL. Termo e Condições de Uso v.1. Publicação dia 03 de Junho de 2015. COIFFEUR BRASIL Termo e Condições de Uso v.1 Publicação dia 03 de Junho de 2015. Qualquer pessoa que se utilize dos serviços denominados Coiffeur Brasil (registrada sob CNPJ 20.402.266/0001 78 e localizada

Leia mais

Manual de Credenciamento para Emissão do CT-e

Manual de Credenciamento para Emissão do CT-e Manual de Credenciamento para Emissão do CT-e Versão 1.0 Outubro/2009 Manaus/AM Sumário Apresentação... 2 Conceitos Básicos... 3 Requisitos... 5 Credenciamento... 6 Fase de Homologação... 7 o Fase de Testes...

Leia mais

Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e

Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e (Atualizado em 06/11/2012) CONCEITOS P: O que é o projeto SAT-CF-e? O projeto SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) tem por objetivo

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE ABGD. 1. Histórico de mudanças... 2. 2. Escopo... 3. 3. Manutenção...

INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DO PROGRAMA SELO DE QUALIDADE ABGD. 1. Histórico de mudanças... 2. 2. Escopo... 3. 3. Manutenção... Página 1 de 8 SUMÁRIO 1. Histórico de mudanças... 2 2. Escopo... 3 3. Manutenção... 3 4. Referências... 3 5. Definições... 3 6. Qualificação da equipe de auditores... 3 7. Condições gerais... 3 7.1 Selo

Leia mais

Diretrizes para Seleção e Avaliação de Gestores e/ou Administradores, Custodiantes e Corretoras

Diretrizes para Seleção e Avaliação de Gestores e/ou Administradores, Custodiantes e Corretoras Anexo à Política de Investimento Diretrizes para Seleção e Avaliação de Gestores e/ou Administradores, Custodiantes e Corretoras 2014 a 2018 Novembro de 2013 1 ÍNDICE 1. PROCESSO DE SELEÇÃO E AVALIAÇÃO

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica NF-e - Considerações 3,6 bilhões de notas fiscais armazenadas só em SP 26000 campos de futebol 27 voltas ao redor do mundo Podem representar um custo de até 5% no faturamento das

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N o 429, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2012. Dispõe sobre o registro de corretor e de sociedade corretora de seguros, sobre a atividade de corretagem de seguros

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo pág.: 1/4 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos referentes à utilização do cartão de crédito corporativo para pagamento das despesas de viagem e deslocamento dos empregados a serviço da COPASA

Leia mais

e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica

e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. Safeweb e-nota G... 03 2. O que é NF-e?... 04 3. O que é CT-e?... 05

Leia mais

Agência de Propaganda

Agência de Propaganda Agência de Propaganda Um assinante do Consultor Municipal fez a seguinte consulta: As empresas de propaganda e marketing são consideradas agências? E qual seria a base de cálculo do ISS? Por ser um assunto

Leia mais

OBS: 2. Este material não esgota e não pretender ser material único para àqueles que decidirem implantar a NF-e. RICMS

OBS: 2. Este material não esgota e não pretender ser material único para àqueles que decidirem implantar a NF-e. RICMS OBS: 1. Este levantamento foi elaborado com base em cópia de textos do RICMS disponibilizados no site da Secretaria da Fazenda de SC em 05/12/2008 e serve como material de consulta para aqueles que querem

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Projeto Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Projeto Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) (Ajuste SINIEF 07/05) Estado de Santa Catarina 7º Congresso de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais Florianópolis SC 15/04/2011

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS

EXTRATO DO CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS EXTRATO DO CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito privado

Leia mais

Condições Gerais. I Informações Iniciais

Condições Gerais. I Informações Iniciais Condições Gerais I Informações Iniciais Sociedade de Capitalização: MAPFRE Capitalização S.A. CNPJ: 09.382.998/0001-00 Nome Fantasia do Produto: Mc-T-04- Pu 12 Meses Modalidade: Tradicional Processo Susep

Leia mais

D E C R E T O Nº 9460 de 30 de novembro de 2011

D E C R E T O Nº 9460 de 30 de novembro de 2011 Publicado em 09/12/2011 no Diário Oficial nº 362. D E C R E T O Nº 9460 de 30 de novembro de 2011 (Altera e acrescenta dispositivos ao Decreto n 8063, de 15 de outubro de 2007, ampliando funcionalidades

Leia mais

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 Aos Custodiantes de Valores Mobiliários ( custodiantes ) Assunto: Adaptação à Instrução CVM Nº 542/2013 Prezados Senhores, 1. Nos termos

Leia mais

DECRETO Nº 36.084, DE 24 DE JULHO DE

DECRETO Nº 36.084, DE 24 DE JULHO DE DECRETO Nº 36.084, DE 24 DE JULHO DE 2015 Publicado no DOE de 24.07.2015, Poder Executivo, p. 1 REGULAMENTA a Lei nº 4.174, de 2015, que institui o Programa Estadual de Cidadania Fiscal. O GOVERNADOR DO

Leia mais

Especialista em Gestão de Documentos Fiscais eletrônicos

Especialista em Gestão de Documentos Fiscais eletrônicos Especialista em Gestão de Documentos Fiscais eletrônicos Especialista A G2KA atua desde 2008 na Gestão de NF-e, acompanhou todos os períodos de obrigatoriedade e evolução dos projetos de CT-e e NFS-e.

Leia mais

RESOLUÇÃO N 3518. Parágrafo único. Para efeito desta resolução:

RESOLUÇÃO N 3518. Parágrafo único. Para efeito desta resolução: RESOLUÇÃO N 3518 Disciplina a cobrança de tarifas pela prestação de serviços por parte das instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. O BANCO CENTRAL

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 (Publicada no D.O.U. de 23 nov. 2007, Seção I, pg. 252) Aprova as normas técnicas concernentes à digitalização e uso dos sistemas informatizados para a guarda e manuseio dos documentos

Leia mais

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO Nome da Empesa: CNPJ: Contato: Telefone: Relação de Documentos para Análise Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO 1 Ficha cadastral e Autorização de Consulta de Restritivos assinada (Anexo); 2

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA Perguntas e Respostas Versão 1.1 Atualizada em 03/2016 SUMÁRIO I) INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1. O que é a Nota Fiscal De Consumidor Eletrônica - NFC-e?... 3 2.

Leia mais

FRANQUIAS. 1. O sistema de Franchising

FRANQUIAS. 1. O sistema de Franchising FRANQUIAS Principais divisões desse estudo: 1. O sistema de Franchising 1. O sistema de Franchising 2. Estágios de desenvolvimento de uma franquia 3. Vantagens do sistema de franquia 4. A Lei do Franchising

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO

Leia mais

Contrato. 22/01/2015 Registro.br Contrato. $Revision: 873 $ $Date: 2011 09 16 11:35:12 0300 (Fri, 16 Sep 2011) $

Contrato. 22/01/2015 Registro.br Contrato. $Revision: 873 $ $Date: 2011 09 16 11:35:12 0300 (Fri, 16 Sep 2011) $ Contrato $Revision: 873 $ $Date: 2011 09 16 11:35:12 0300 (Fri, 16 Sep 2011) $ CONTRATO PARA REGISTRO DE NOME DE DOMÍNIO SOB O ".BR" O NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E COORDENAÇÃO DO PONTO BR NIC.br, inscrito no

Leia mais

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 13 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. PADRONIZAÇÃO DOS RECURSOS DE T.I. 4 5. AQUISIÇÃO

Leia mais

Regulamento Oferta LIVE TIM Empresas 16/12/2013 a 31/03/2015

Regulamento Oferta LIVE TIM Empresas 16/12/2013 a 31/03/2015 Regulamento Oferta LIVE TIM Empresas 16/12/2013 a 31/03/2015 1. INTRODUÇÃO 1.1 Esta Promoção é realizada pela TIM Celular S/A, prestadora de SCM, com sede na Avenida Giovanni Gronchi, número 7.143, Cidade

Leia mais

DECRETO Nº. 531 DE 01 DE JULHO DE 2012.

DECRETO Nº. 531 DE 01 DE JULHO DE 2012. DECRETO Nº. 531 DE 01 DE JULHO DE 2012. Regulamenta o uso da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica no ISSQN, a forma e o prazo de recolhimento dos tributos municipais e respectivos acréscimos perante o Código

Leia mais

RESOLUÇÃO N 3.518. Documento normativo revogado pela Resolução 3.919, de 25/11/2010.

RESOLUÇÃO N 3.518. Documento normativo revogado pela Resolução 3.919, de 25/11/2010. RESOLUÇÃO N 3.518 Documento normativo revogado pela Resolução 3.919, de 25/11/2010. Disciplina a cobrança de tarifas pela prestação de serviços por parte das instituições financeiras e demais instituições

Leia mais

Contrato de Franquia

Contrato de Franquia Contrato de Franquia 2013 R u a C a l d a s J u n i o r, 2 0 c o n j. 7 6. C e n t r o - P o r t o A l e g r e - RS CONTRATO DE FRANQUIA IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES FRANQUEADORA: (Nome da Empresa

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 2 I. Finalidade A presente Política de Divulgação de Informações e de Negociação de Ações tem como finalidade estabelecer as práticas de divulgação

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Prefeitura Municipal de São Leopoldo Secretaria Municipal da Fazenda Coordenadoria Tributária Divisão de Tributos Mobiliários Seção

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014 PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014 Regulamenta a Lei Complementar n 975/2013 que dispõe sobre a criação do Programa ISS Tecnológico, que institui benefícios

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima

Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima O que é Benefícios Obrigatoriedade Fluxograma Alterações na emissão Armazenamento Recebimento Contingência Inutilização do Mod.1 Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima O que é... Documento de existência

Leia mais