Ensaio Sobre a Alegria. Por. Rafael Sylos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ensaio Sobre a Alegria. Por. Rafael Sylos"

Transcrição

1 Ensaio Sobre a Alegria Por Rafael Sylos

2 EXT. TRILHO DO TREM - DIA, 38, vestindo chapéu e sobretudo, carrega uma mala de viagem consideravelmente grande e caminha sobre os trilhos do trem. Ele acaba de sair de um túnel e, quase instantaneamente, depara-se com um Palhaço Triste chamado, 35, que está amarrado firmemente ao trilho. Baltazar se aproxima do palhaço e coloca a mala no chão. Ora ora, mas isso é uma coisa que não se vê todos os dias! Quero dizer, é até recorrente em alguns filmes que a gente vê por aí... mas de fato eu nunca esperaria me deparar com essa cena. (debatendo-se) Ei, isso não é nada engraçado! Quem é você? Olha, eu sei que não nos conhecemos, mas eu realmente não reclamaria de uma ajuda aqui! Baltazar se aproxima um pouco mais e estende os braços exageradamente como se fosse desatar os nós. Em seguida, agacha-se e senta em sua própria mala, rindo. Amigo, eu acabei de chegar, tenha um pouco de paciência... Logo em seguida, acende um cigarro e sopra anéis de fumaça no rosto de Martin. Este, por sua vez, para de se debater e apenas solta um longo suspiro, olhando para o céu. Mas que semblante frustrado! Por acaso minha calma te incomoda? O que me incomoda é ficar aqui esperando o peso do trem, enquanto você senta e age como os outros. Os outros? Martin vira o rosto para o lado e arregala os olhos, enquanto uma fina lágrima cai de um de seus olhos.

3 CONTINUED: 2. Sim, todos os outros. Eu só quero sair daqui, tirar essa fantasia ridícula e ver se esse simples ato me liberta desse tratamento tão vil... tão ingrato. Mas quanta melancolia para um palhaço! Esperava conseguir dar umas risadas com você. Olhe bem pra minha cara... você realmente não consegue enxergar a diferença? A lágrima e a falta de um sorriso... eu não passo de um palhaço triste. Até as cores me faltam! Como você subestima a minha visão! A questão, meu caro, é que já conheci palhaços tristes que sabiam sorrir diante da miséria de seus próprios personagens. E a miséria dos personagens se refletia na vida pessoal desses felizes palhaços tristes? Não pense que estou amarrado aqui a toa. Baltazar levanta e começa a andar devagar em volta de Martin, mostrando um pouco mais de seriedade em seu tom. Bom, nesse caso você terá que ser um pouco mais específico. Me solte daqui e contarei a minha história. Baltazar para de andar e aproxima-se rapidamente de Martin, pousando um de seus pés sobre ele. Mas como é que vou saber que você não é um palhaço perigoso? Ou, melhor ainda, como posso saber se você realmente é um palhaço? Não tão rápido, meu amigo, ainda temos tempo!

4 CONTINUED: 3. (indignado) Por que eu estaria vestido assim se não fosse, de fato, um palhaço? Baltazar volta rapidamente para sua mala e senta-se novamente, com o corpo muito curvado e dá um leve aperto no nariz de Martin. Tudo bem. Vamos fazer um acordo! Se você me contar uma piada, eu te liberto. Mas as pessoas riem das minhas desgraças, não das minhas piadas. Bom, você não nasceu como palhaço triste, tenho certeza de que o riso ainda está em algum lugar por aí... Ao longe, RENATO, 27, GRITA algo e vai correndo ao encontro de Martin e Baltazar. RENATO (PARA ) Ei, viajante, quem é você? Deixe esse traste aí! Baltazar pula da mala, assustado. E quem é você? RENATO Eu coloquei esse infeliz nos trilhos e só vim me certificar de que não havia restado nem um fio de cabelo dele. Mas pelo visto ele arrumou companhia! E boa não deve ser. Renato aperta os nós de Martin e tira um relógio de bolso. Olha para trás e abaixa-se para sentir as vibrações do trilho. Eu só pensei que talvez ele pudesse me contar algumas piadas antes que eu seguisse o meu caminho.

5 CONTINUED: 4. RENATO Piadas, é? Bom, esse aqui é ótimo com piadas de mau gosto. Descobri que há cinco anos ele tem um caso com a minha esposa, bem ali, debaixo do meu nariz! (PARA ) Ora ora, palhaço triste, quem diria! Isso realmente não é nada engraçado... Passei anos sendo motivo de piada para todos, e a única coisa que fiz de errado foi conseguir o amor da Colombina na vida real. Eu acho que só isso manteve a minha sanidade durante tanto tempo, só isso me fazia crer que sou um pouco mais do que apenas um alvo de risadas maldosas. RENATO E veja só, eu que sempre carreguei a astúcia e confiança de meu personagem, acabei chifrado e humilhado na vida real! Tudo por um palhaço de segunda categoria que não consegue aceitar seu papel. (PARA RENATO) Espere um minuto. Quer dizer que você é o Arlequim e é casado com uma Colombina na vida real? E foi chifrado por esse Pierrot amarrado no trilho? Baltazar hesita por instantes, olha para os dois e começa a rir descontroladamente. (CONT.) Mas isso sim é que é ironia! Renato arregala os olhos e treme de raiva. Cerra os punhos e avança em direção a Baltazar. Este, por sua vez, estala os dedos e faz com que Renato vire fumaça e desapareça. (assustado) Mas o que é isso? O que foi que você fez? SONS DE LOCOMOTIVA surgem e os trilhos começam a vibrar.

6 CONTINUED: 5. Bom, eu pedi que você contasse uma piada e até agora não ouvi nenhuma, mas... E nem vai ouvir! Também estou prestes a virar pó! (CONT.) Eu estava dizendo que não preciso mais disso. Baltazar estala os dedos novamente e Martin surge ao lado dele, enquanto o trem passa atrás dos dois. Martin começa a apalpar as próprias roupas e os punhos, olhando à sua volta, desorientado. (espantado) Mas... como você fez isso? Quem é você? Bom, provavelmente nos conheceríamos eventualmente. Sou Baltazar, o novo mágico do circo. E você é um ótimo palhaço, hein? provavelmente dará um ótimo Arlequim, já que o outro sumiu tão repentinamente! Mas por que você diz isso, se não contei a piada que você esperava? E quem é que precisa disso quando a pessoa é naturalmente engraçada? Eu, particularmente, admiro as ironias de pessoas reais mais do que qualquer piada! Quem diria que o palhaço triste... seu nome, qual é mesmo? É Martin... Pois é, quem diria que o palhaço triste Martin, um pobre Pierrot, acabaria conquistando a Colombina sem dor e sem sofrimento. Eu não (MORE)

7 CONTINUED: 6. (cont d) disse? Sempre há como rir diante das tragédias de nossos próprios personagens. Você vem fazendo isso há 5 anos e nunca se deu conta! Martin e Baltazar seguem andando nos trilhos do trem. Ambos ficam quietos por apenas alguns segundos. É... mas há de se admitir que é muito mais fácil rir sem cordas apertando os punhos e a vida por um fio. Eu, como mágico, tenho que fazer isso o tempo todo! Mas vamos, no caminho eu posso te ensinar a rir da morte também. FIM

O Mistério da bolsa Grande

O Mistério da bolsa Grande O Mistério da bolsa Grande Gisela está indo para casa no Rio de Janeiro, após um mês de férias em Londres. Ela vive em um apartamento no Rio com dois amigos. Ela deixa seu avião às cinco horas. É uma hora

Leia mais

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz 2 Autor: Vanessa Sueroz Publicação: Novembro/2013 Edição: 1 ISBN: 0 Categoria: Livro nacional Romance Juvenil Designer: Rodrigo Vilela Leitora Crítica: Ka Alencar Disponível para Prévia do livro Contato:

Leia mais

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz por Lisandro Gaertner Creative Commons lgaertner@gmail.com Atribuição-Uso lisandrogaertner.net Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License INT. NOITE

Leia mais

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc.

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc. SEGUIR EM FRENTE seguir sempre em frente, nunca desistir dos seus sonhos todos nós temos seu nivel ou seja todos nós temos seu ponto fraco e siga nunca desistir e tentar até voce conseguir seu sonho se

Leia mais

"ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de. Deborah Zaniolli

ESPELHO, ESPELHO MEU Roteiro de. Deborah Zaniolli "ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 710355 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "ESPELHO,

Leia mais

Um homem de sorte. Uma peça de Hayaldo Copque

Um homem de sorte. Uma peça de Hayaldo Copque Um homem de sorte Uma peça de Hayaldo Copque Esta peça foi vencedora do edital Teatro Nu: Cinema. Montada em janeiro de 2010 na SALADEARTE Cinema da UFBA. Direção: Gil Vicente Tavares. Elenco: Carlos Betão

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama,

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, CAPÍTULO UM Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, aconchegar-se debaixo das suas cobertas, fechar os olhos e adormecer sem nenhuma agitação ou medo? Sem ouvir barulhos ou pensar

Leia mais

EU VIM PARA SERVIR? Autor: Tiago Ferro Pavan

EU VIM PARA SERVIR? Autor: Tiago Ferro Pavan EU VIM PARA SERVIR? Autor: Tiago Ferro Pavan (Entra um jovem em cena e se depara com um cartaz da campanha da fraternidade (2015). O jovem lê o lema em voz alta): JOVEM: (Lendo) Eu vim para servir! JOVEM:

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA A DO CEMITÉRIO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA: ALAMEDA PEDRO II N 718 VENDA DA CRUZ SÃO GONÇALO E-MAIL: jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.PRAÇA.DIA Praça

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. C1T1 ESTÚDIO

Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. C1T1 ESTÚDIO Cena/Tom. Descrição da Cena Locação C1T1 Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. C1T2 Uma delas se divide, e nasce mais uma! Agora são três! Esta tabela serve de

Leia mais

Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Ilustração da Capa: Grace Kelli Pereira Projeto gráfico e editoração eletrônica: WOZi Revisão: Roque Aloisio Weschenfelder Todos os direitos desta

Leia mais

Todo mundo vai à festa da Giovanna. MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso?

Todo mundo vai à festa da Giovanna. MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso? Todo mundo vai à festa da Giovanna MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso? SEU LOCUTOR É claro, Dona Made! Que bom! A senhora é muito

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam PEÇA ESPÍRITA : Confusão de Natal Grupo de Teatro Espírita Sentimento do 20º CRE DA USEERJ Autores : Sidney Pinto Guedes Margareth Silva Rocha Cavalcante Autor Espiritual : Odilon Silva, psicografado por

Leia mais

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande historia de terror O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande lençol negro, o que despertava a minha

Leia mais

É Preciso Saber Viver

É Preciso Saber Viver É Preciso Saber Viver Quem espera que a vida Seja feita de ilusão Pode até ficar maluco Ou morrer na solidão É preciso ter cuidado Pra mais tarde não sofrer É preciso saber viver Toda pedra no caminho

Leia mais

Quando temos pessoas especiais temos também momentos especiais. E essas pessoas especiais foram ótimas para mim nesse ano de 2011.

Quando temos pessoas especiais temos também momentos especiais. E essas pessoas especiais foram ótimas para mim nesse ano de 2011. Quando temos pessoas especiais temos também momentos especiais. E essas pessoas especiais foram ótimas para mim nesse ano de 2011. Pessoas que marcaram minha vida de modo SIMPLES ou de modo ESPETACULAR.

Leia mais

Cap.1- Separação. Um roteiro

Cap.1- Separação. Um roteiro Até quando? Cap.1- Separação Um roteiro de Lucas Luiz SEQ. 1: Sala do apartamento Int. / dia Letícia procura por algo em uma caixa de sapato, sentada no sofá. A sua frente está André, em pé, observando-a.

Leia mais

A MULHER VESTIDA DE PRETO

A MULHER VESTIDA DE PRETO A MULHER VESTIDA DE PRETO Uma Mulher abre as portas do seu coração em busca de uma nova vida que possa lhe dar todas as oportunidades, inclusive de ajudar a família. Ela encontra nesse caminho a realização

Leia mais

A Professora de Horizontologia

A Professora de Horizontologia A Professora de Horizontologia Já tinha parado a chuva e Clara Luz estava louca que a Gota voltasse. Felizmente a Fada-Mãe veio com uma novidade: Minha filha, hoje vem uma professora nova. Você vai ter

Leia mais

Do Vácuo ao Encontro

Do Vácuo ao Encontro Do Vácuo ao Encontro INTRODUÇÃO Todos nós homens já passamos por situações constrangedoras de puxar conversa com uma bela mulher e não obtemos nada além de um Belo de um vácuo, eu mesmo já passei por isso.

Leia mais

É Quase Natal. Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa

É Quase Natal. Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa É Quase Natal No vale encantado Vive uma família especial São Bonecos de Neve E é quase Natal 2x Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa Tanto

Leia mais

QUANDO EU TINHA VOCÊ!

QUANDO EU TINHA VOCÊ! QUANDO EU TINHA VOCÊ! Local: Salvador(BA) Data: 02/02/1997 Estúdio:24/12/10 Estilo:Forró arrastapé Tom: C//(Dó sustenido) QUANDO EU TINHA VOCÊ A VIDA ERA TÃO BOA HOJE QUE TE PERDI VIVO COMO UM À TOA. VOCÊ

Leia mais

29/03/2006. Discurso do Presidente da República

29/03/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita às futuras instalações do campus da Universidade Federal do Estado de São Paulo Guarulhos-SP, 29 de março de 2006 Meus queridos e minhas queridas companheiras da

Leia mais

A NOIVA. André Calazans

A NOIVA. André Calazans A NOIVA André Calazans - É, meu filho, sua velha mãe não tem como evitar. Você, meu único filho que me ficou, vai casar. Logo você, meu caçula, com aquela jararaca... - Mãe, por favor... - Deixa disso,

Leia mais

Mutual

Mutual Mutual 2013 http://astontasvaoaoceu.blogspot.com.br/ Em Lugares Santos Se no escuro andais não vais enxergar quem sois e o que podeis vos tornar. Se de joelhos estais e na luz viveis, onde o Espírito está

Leia mais

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda Matias Miranda Lilico, Um Coelho Atrapalhado Matias Miranda Dedico este livro a você que esta lendo. Jesus te ama e eu também! Lilico era um coelho muito atrapalhado que vivia com sua mãe, seu pai e seus

Leia mais

A namorada vaidosa. Personagens: Clarisse, Teresa e Julinho

A namorada vaidosa. Personagens: Clarisse, Teresa e Julinho A namorada vaidosa Personagens: Clarisse, Teresa e Julinho Quando a peça se inicia, Julinho está deitado no sofá, totalmente coberto e imóvel. Entram Clarisse e Teresa. Estou furiosa, Teresa! Fu-ri-o-sa!

Leia mais

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios de tempo: quando? agora, ainda, amanhã, antes, antigamente, cedo, dantes,

Leia mais

da quando me chama de palito de fósforo e ri de um jeito tão irritante que me deixa louco da vida, com vontade de inventar apelidos horripilantes

da quando me chama de palito de fósforo e ri de um jeito tão irritante que me deixa louco da vida, com vontade de inventar apelidos horripilantes Chiquinho MIOLO 3/8/07 9:34 AM Page 14 Meu nome é Chiquinho Meu pai é alto e magro e se chama Chico. Meu avô é baixo e gordo e se chama Francisco. Eu me chamo Chiquinho e ainda não sei como sou. Já andei

Leia mais

Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir

Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir Poesias De Amor EU TE AMOR Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios Rompi com o mundo,

Leia mais

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Digamos onde acordou tudo alegre e assim permaneceu. Acho completamente impossível tentar descrever nas palavras o sentimento que sinto aqui dentro

Leia mais

PREVENIR REMEDIAR. O que você escolhe?

PREVENIR REMEDIAR. O que você escolhe? PREVENIR REMEDIAR OU O que você escolhe? Dicas para uma boa higiene higiene bucal! bucal! Escovação 01 Segure a escova em ângulo de 45 graus e escove com movimentos que vão da gengiva à ponta dos dentes.

Leia mais

0 0:00:02. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias.

0 0:00:02. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias. suave para a divisão das bactérias. Cena/Tom. Descrição da Cena Trilha Sonora SOM AMBIENTE Tempo C1T1 Duas bactérias redondas, ligeiramente azuladas, nadam calmamente em um líquido. 0 Esta tabela serve de auxílio à edição de sons e trilhas

Leia mais

Rio de Janeiro, Subúrbio.

Rio de Janeiro, Subúrbio. Rio de Janeiro, Subúrbio. No subúrbio, a correria era total, caixotes eram revirados, alimentos jogados por todos os lados. Um fugitivo corria da polícia com pressa, assustada estava Helena, que tinha

Leia mais

Garoto extraordinário

Garoto extraordinário Garoto extraordinário (adequada para crianças de 6 a 8 anos) Texto: Lucas 2:40-52 Princípio: ser como Jesus Você vai precisar de um fantoche de cara engraçada, um adulto para manipular o fantoche atrás

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Peça de Carlos José Soares Revisão Literária Nonata Soares Personagens: Ricardo

Leia mais

Com Amor João Câmara e Nilde Câmara

Com Amor João Câmara e Nilde Câmara Com mor INTROD: D /D C#m F#m m ( m 7 ) D /D C#m F#m m C#m D D /D Com amor Deus criou C#m F#m O céu e o mar m Criou também as estrelas O sol e o ar D /D C#m F#m este amor predomina C#m F#m m todo o meu

Leia mais

ROTEIRO ORIGINAL VIDA DE CADEIRANTE. Barreiras e decisões

ROTEIRO ORIGINAL VIDA DE CADEIRANTE. Barreiras e decisões ROTEIRO ORIGINAL VIDA DE CADEIRANTE Barreiras e decisões CONTATO COM AUTOR E-MAIL: jrodrigues35@hotmail.com TEL: (11) 960754786 VIDA DE CADEIRANTE ROTEIRISTA José Rodrigues FRASE DE CHAMADA Barreiras e

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs!

Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs! Era só um sonho. Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs! Já estava com muita saudades! No dia em que poderia ir em um show, aconteceu

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Mini Curso Parte I As Forças que controlam a sua vida Página 2 de 6 Como te falei, essa é a primeira etapa do mini-curso Superando

Leia mais

Tânia Abrão. Deixo meus olhos Falar

Tânia Abrão. Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1 Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão Nasceu em 09/08/1984 Natural da Cidade de Lapa Paraná

Leia mais

Jogo do século. por Sulamita Ricardo

Jogo do século. por Sulamita Ricardo Jogo do século por Sulamita Ricardo Personagens Narrador- Comentarista- Repórter- Cristiano- Ronaldo- Primo- Rogério- Torcida do Cristiano- Torcida do Ronaldo- Narrador- Bem, amigos de Piraquara, daqui

Leia mais

O Amor deve reger nossa Obediência João

O Amor deve reger nossa Obediência João O Amor deve reger nossa Obediência João 14.15-31 15 "Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos. 16 E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre, 17 o

Leia mais

Uma Aflição Imperial.

Uma Aflição Imperial. Uma Aflição Imperial. Amanda Silva C. Prefácio Uma aflição Imperial conta a história de uma garota chamada Anna que é diagnosticada com tipo raro de câncer leucemia sua mãe é paisagista e tem apenas um

Leia mais

"A HORA DO SIM" Roteiro de. Deborah Zaniolli

A HORA DO SIM Roteiro de. Deborah Zaniolli "A HORA DO SIM" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 704.709 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "A HORA

Leia mais

Olá Pessoal Eu Sou a Vitoria e Vou Contar Para Vocês Uma História Que Eu Mesma Criei,Espero Que Vocês Gostem Vamos-Lá.

Olá Pessoal Eu Sou a Vitoria e Vou Contar Para Vocês Uma História Que Eu Mesma Criei,Espero Que Vocês Gostem Vamos-Lá. Sozinha Em Casa. Olá Pessoal Eu Sou a Vitoria e Vou Contar Para Vocês Uma História Que Eu Mesma Criei,Espero Que Vocês Gostem Vamos-Lá. 1.SOZINHA EM CASA: Em Uma Pequena Villa Avia Garota Chamada Eduarda

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada ao hotel Villa Itália Cascais-Portugal, 29 de novembro de 2009 Jornalista: (incompreensível) Presidente:

Leia mais

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves A Menina Que Deixou De Sonhar Autora: Waleska Alves 1. Era uma vez uma linda menina que sonhava com o natal, todas as noites antes de dormi ela olhava pela janela de seu quarto e imaginava papai noel em

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Olhando o Aluno Deficiente na EJA

Olhando o Aluno Deficiente na EJA Olhando o Aluno Deficiente na EJA ConhecendoJoice e Paula Lúcia Maria Santos Tinós ltinos@ffclrp.usp.br Apresentando Joice e Paula Prazer... Eu sou a Joice Eu sou a (...), tenho 18 anos, gosto bastante

Leia mais

Ficha da semana 4º ano A, B e C. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 7/4/2015

Ficha da semana 4º ano A, B e C. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 7/4/2015 Ficha da semana 4º ano A, B e C. Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Cena 4. Pausa. O homem velho mete metade do corpo no latão e afunda nos sacos de lixo.

Cena 4. Pausa. O homem velho mete metade do corpo no latão e afunda nos sacos de lixo. Cena 4 Uma rua. Um latão de lixo. Mulher Velha e Homem Velho Homem Velho: Puta vesida de velha. Mulher Velha: O que você tá procurando? Homem Velho: Comida. Mulher Velha: Já faz mais de dez anos que não

Leia mais

O SMURF REPORTER. Os smu em fo

O SMURF REPORTER. Os smu em fo O SMURF REPORTER Os smurfs em foco Os smurfs em foco Os smurfs em foco Os smu em fo Tradução de Alexandre Boide Roteiro: Luc Parthoens e Thierry Culliford Arte: Ludo Borecki a1 Cores: Nine Culliford e

Leia mais

O LAVA JATO MACABRO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

O LAVA JATO MACABRO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA O LAVA JATO MACABRO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA Rua alameda dom Pedro II n 718 Venda da cruz São Gonçalo. e-mail:jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.LAGE DA CASA.DIA Renam está sentado na

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

Alberto Caeiro O Pastor Amoroso

Alberto Caeiro O Pastor Amoroso Este material é parte integrante do site e pode ser distribuído livremente desde que não seja alterado e que todas as informações sejam mantidas. Abr s Equipe Mundo Cultural O amor é uma companhia. Já

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 23 Leitura e Mediação Pedagógica S. Pesquisador: Helen Danyane Soares Caetano de Souza 04-set-10 Dentro de casa tem Transcrição (1) P: Bom dia S.? (2) C: Bom dia. (3) P: Tudo bem?

Leia mais

Olha para o lado e vê o boto cor de rosa flertando com um ser do sexo oposto. (o boto não aparece na cena)

Olha para o lado e vê o boto cor de rosa flertando com um ser do sexo oposto. (o boto não aparece na cena) ATO I Cena 1 Festa na Floresta (música de festa junina) Curupira aparece marcando o chão com suas pegadas invertidas e salva um animal que estava na mira do Capelobo. Olha para o lado e vê o boto cor de

Leia mais

De Débora Costa. Personagens:

De Débora Costa. Personagens: De Débora Costa Personagens: Giuseppe Gouveia Giane Gouveia Fernanda Gouveia Rayssa Gouveia Francisco Gouveia Amon Gouveia Catarina Gouveia Amelie Fontana Sérgio Ramos Vânia Rodrigues Roberto Carvalho

Leia mais

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht Efêmera (título provisório) Por Ana Julia Travia e Mari Brecht anaju.travia@gmail.com mari.brecht@gmail.com INT. SALA DE - DIA. VÍDEO DE Números no canto da tela: 00 horas Vídeo na TV., 22, com seus cabelos

Leia mais

O Mito da Caverna de Platão

O Mito da Caverna de Platão O Mito da Caverna de Platão Imagine uma caverna grande, úmida e escura. Nessa caverna vivem algumas milhares de pessoas. Essas pessoas desde que nasceram, vivem com correntes nos braços, pescoço e pés,

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / / 03 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

tudo o primar do espiritualidade e SEU TRANCA RUA DAS ALMAS Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares

tudo o primar do espiritualidade e SEU TRANCA RUA DAS ALMAS Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares A Fé pode abrir liberdade. Mas, possível se houv tudo o primar do conhecimento e Texto discute lite amor transmitid espiritualidade e conscientização está sempre acim SEU TRANCA RUA DAS ALMAS Obra Teatral

Leia mais

Sísifo. Por. Lisandro Gaertner

Sísifo. Por. Lisandro Gaertner Sísifo Por Lisandro Gaertner Creative Commons lgaertner@gmail.com Atribuição-Uso lisandrogaertner.net Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License INT. SAGUÃO - DIA (SEQUÊNCIA DE SONHO) CHEFE,

Leia mais

FILHO 1: Ô mãe! Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato?

FILHO 1: Ô mãe! Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? Onde está o meu sapato? CENA I LOCUTOR: Apresentamos uma família qualquer, com mãe, pai, filhos, tia e avó. Todos morando em uma casa simples. A família com seus mais diversos membros deve ser uma semente plantada com atenção,

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

era um menino que procurava e procurava e procurava e sempre achava uma saída ou uma entrada pra outra charada.

era um menino que procurava e procurava e procurava e sempre achava uma saída ou uma entrada pra outra charada. O MENINO E O BÚZIO era um menino que procurava e procurava e procurava e sempre achava uma saída ou uma entrada pra outra charada. se cada ida era uma volta para a chegada, cada chegada já emendava noutra

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Utilizar técnicas que realmente funcionem para lidar com a objeções levantadas pelos clientes. VISÃO GERAL Você pode aumentar as suas vendas se souber utilizar algumas técnicas básicas para responder

Leia mais

MADAME SILMARA- um, dois, três, quarto, cinco, seis, sete, oito, nove dez JOANA-Não precisa mais tirar as cartas.

MADAME SILMARA- um, dois, três, quarto, cinco, seis, sete, oito, nove dez JOANA-Não precisa mais tirar as cartas. DIÁLOGOS: 00.01.32 MADAME SILMARA- um, dois, três, quarto, cinco, seis, sete, oito, nove dez. 00.02.02 JOANA-Não precisa mais tirar as cartas. 00.02.03 MADAME SILMARA - Não? 00.02.04 JOANA -Não. A senhora

Leia mais

) ) .,. MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ~ )

) ) .,. MEB- 50 ANOS ;.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA!  MARIA ALICE ~ ) ) 1 ) ) ).,. I ) I MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ) ) ~ ) ( ' A MUSICA DA CAMPANHA DAS ESCOLAS RADIOFONICAS LEVANTO JUNTO COM O SOL

Leia mais

Quem tem boca vai a Roma

Quem tem boca vai a Roma Quem tem boca vai a Roma AUUL AL A MÓDULO 14 Na aula passada, nós vimos como as informações constituem mapas que nos ajudam no dia-a-dia. É só saber buscá-las, isto é, quem tem boca vai a Roma. Hoje, nós

Leia mais

Autoria. Coordenação científica e programática. Ilustração e design. Sónia Costa

Autoria. Coordenação científica e programática. Ilustração e design. Sónia Costa Autoria Sónia Costa Licenciada em Ciências da Educação pela Universidade do Porto sonia.costa@am-live.pt Coordenação científica e programática Sónia Costa Licenciada em Ciências da Educação pela Universidade

Leia mais

Perdido no Jurassic Park

Perdido no Jurassic Park Trabalho de Storyboard LINGUAGEM AUDIOVISUAL E GAMES Professor: Eliseu de Souza Dreiky Fraga RA00117735 Perdido no Jurassic Park Introdução A história que segue no trabalho é de um pescador que acaba parando

Leia mais

Salmo 23.

Salmo 23. Anésio Rodrigues Salmo 23 www.bible.com/pt-br Bondade e Misericórdia me seguirão (Estudo sobre o Salmo 23) Salmo 23 Nova Versão Internacional Salmo 23 O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Salmo

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Mas, antes de descobrir um mundo mágico, baixe o aplicativo do

Mas, antes de descobrir um mundo mágico, baixe o aplicativo do O Shopping guarda muitas histórias. Esta que eu vou contar agora tem aventura, mistério e muito mais. Mas, antes de descobrir um mundo mágico, baixe o aplicativo do Shopping para o seu celular. Os personagens

Leia mais

C E L E S T E P E R E I R A 2ª EDIÇÃO

C E L E S T E P E R E I R A 2ª EDIÇÃO C E L E S T E P E R E I R A 2ª EDIÇÃO Bordar a Vida Pego em letras, estéreis quando isoladas, e tricoto-as cuidadosamente, compondo velhas palavras. Arranjo as palavras, muito delicadamente, bordando

Leia mais

Bons-tratosparaavida. apoio: ISBN:978-85-7839-134-8

Bons-tratosparaavida. apoio: ISBN:978-85-7839-134-8 BRASIL Bons-tratosparaavida apoio: ISBN:978-85-7839-134-8 Vamos cantar Vamos cantar, vamos cuidar Este é meu corpo E vou lhe apresentar Onde estão suas mãos? Minhas mãos aqui estão. Vamos todos juntos

Leia mais

Nada a Perder (03:22) BX-NOF

Nada a Perder (03:22) BX-NOF Nada a Perder Nada a Perder (03:22) BX-NOF-16-00001 Escuta o vento que sopra lá fora e te convida a viver / E quando os pássaros estão indo embora é sua chance de saber / Que nós temos todos os motivos

Leia mais

A lebre e a tartaruga

A lebre e a tartaruga COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 3 ano 3º A, B e D 3º C Semana de 14 a 18 de março de 2016. quinta-feira segunda-feira Leia o texto para realizar as lições

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Tudo no hospital ia na mais perfeita calma. E o movimento era o de sempre pelos corredores: crianças fazendo exames, mães

Leia mais

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos Metamorfose IDENTIDADES Metamorfose Nome:Stefany Santos ÍNDICE O que significa metamorfose? O que significa metamorfose ambulante? Indagações Metamorfose Frase Citação Musica Considerações finais Dedicado

Leia mais

O Homem De Mil Anos. Natael Noé Santana

O Homem De Mil Anos. Natael Noé Santana O Homem De Mil Anos Natael Noé Santana Sorocaba SP 2014 ISBN: Capa: Natael Noé Santana 2 Agradecimentos Agradeço primeiramente a Deus, a minha Família, a minha Esposa e a todos que apoiaram meu trabalho.

Leia mais

Um jovem chamado shin E um garoto batalhador e sonhador estava em sua jornada com seu avo, ele buscavam uma cidade chamada Havem langt Era uma viagem

Um jovem chamado shin E um garoto batalhador e sonhador estava em sua jornada com seu avo, ele buscavam uma cidade chamada Havem langt Era uma viagem lord of dark Um jovem chamado shin E um garoto batalhador e sonhador estava em sua jornada com seu avo, ele buscavam uma cidade chamada Havem langt Era uma viagem muito arriscada e perigosa assim começa

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho Capítulo I Descendo pela toca do Coelho Alice estava começando a se cansar de ficar sentada ao lado da irmã à beira do lago, sem nada para fazer. Uma ou duas vezes ela tinha espiado no livro que a irmã

Leia mais

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1 A paz já lá está! A paz já lá está, Página 1 A minha mensagem é muito, muito simples. Muitas pessoas vêm ouvir-me e sentam-se aí, meio tensas: "O que é que eu vou ouvir?" E eu digo-lhes sempre: "Relaxem."

Leia mais

Mensagem do dia: Se for amor

Mensagem do dia: Se for amor Só se for amor Mensagem do dia: Se for amor Se for amor, vai reconsiderar, perdoar e seguir adiante, se for paixão vai se descabelar, se amargurar e não vai perdoar, vai carregar a dor pelos dias em que

Leia mais

UM SOL ALARANJADO. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas. Amanhece, e pessoas começam a sair das casas.

UM SOL ALARANJADO. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas. Amanhece, e pessoas começam a sair das casas. SEQUÊNCIA 1 - EXTERIOR - DIA VILA UM SOL ALARANJADO Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. Vemos de cima uma pequena vila de subúrbio com suas casas baixas.

Leia mais

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA DIANA + 3 INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA Pablo, rapaz gordinho, 20 anos, está sentado na areia da praia ao lado de Dino, magrinho, de óculos, 18 anos. Pablo tem um violão no colo.

Leia mais

O Orelhudo. 1ª Cena. por Sulamita Ricardo. Personagens Sábados Meireles- Max- Pedrinho- Flavinho- Mãe- Músicas Música 1- Vinheta música2- triste

O Orelhudo. 1ª Cena. por Sulamita Ricardo. Personagens Sábados Meireles- Max- Pedrinho- Flavinho- Mãe- Músicas Música 1- Vinheta música2- triste O Orelhudo Personagens Sábados Meireles- Max- Pedrinho- Flavinho- Mãe- por Sulamita Ricardo Músicas Música 1- Vinheta música2- triste 1ª Cena Sábados Meireles- Boa Noite, está começando mais um Linha Direta.

Leia mais