3. Panorama das Crenças Religiosas e Cosmovisões

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3. Panorama das Crenças Religiosas e Cosmovisões"

Transcrição

1 Em defesa da fé 3. Panorama das Crenças Religiosas e Cosmovisões Quadro de Religiões e Filosofias Mundiais Reclaiming the Mind Ministries 2009 Judaísmo Siquismo Novas Religiões Religiões Tribais Confucionismo Zoroastrismo Xintoísmo Jainismo Taoísmo Budismo Ateismo, Agnosticismo etc Cristianismo Hinduismo Islamismo Pluralismo Religioso Brasileiro Nas últimas três décadas tem havido uma grande mudança no perfil religioso no Brasil, que, apesar de ainda ser o maior país católico do mundo, tem presenciado um enorme decréscimo em número de seguidores do catolicismo. Tendo uma grande parte deles migrado para o chamado baixo espiritismo (cultos afro-brasileiros [candomblé, umbanda, quimbanda]), e o alto espiritismo (kardecismo) etc. Ainda percebemos um grande número de pessoas identificadas como sem religião (que são quase duas 24

2 Curso Apologético vezes maior do que os chamados evangélicos não pentecostais na região sudeste), só perdendo em número para os católicos e os evangélicos pentecostais. Sem religião não são ateus, mas pessoas que, apesar de possuírem crenças definidas sobre vários aspectos de sua experiência espiritual, não fazem parte de nenhum sistema religioso definido por meio de dogmas e doutrinas. Abaixo temos uma estatística da mudança gradativa do perfil religioso brasileiro, com base no censo do IBGE. Católica Apostólica Romana 100% 90% Evangélica Espírita Outras Sem religião e sem declaração 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% Fonte: Diretoria Geral de Estatística, Recenseamento do Brasil 1872/1890, e IBGE, Censo Demográfico 1940/ Compartilhando a Fé com Adeptos de Grupos não Cristãos Entre as várias características do cristianismo bíblico está a de que é e sempre será uma religião proselitista (que busca fazer seguidores em qualquer segmento, inclusive entre os demais grupos religiosos), pois Jesus claramente deu a seus discípulos essa ordem conhecida e expressa em Mateus 28.19,20. 25

3 Em defesa da fé A partir dessa perspectiva de reconhecimento da ordem de Cristo, faz-se necessário obter um conhecimento básico dos cânones (regras) da evangelização de adeptos de outras crenças e religiões, para que o nosso diálogo com tais pessoas se torne frutífero e promissor para o Reino de Deus. A nossa análise será dividida em duas partes fundamentais: Precauções que devem ser tomadas e Como agir diante de adeptos de grupos não cristãos. O estudo cauteloso dessas informações será de grande auxílio para que você consiga cumprir de forma eficaz a ordem de Pedro em sua primeira epístola, dando, assim, a qualquer que lhe pedir a razão de sua esperança (1Pe 3.15,16). 6. Precauções que devem Ser Tomadas 6.1. Aprenda o máximo que puder acerca do grupo que almeja evangelizar. Seus pontos fundamentais: terminologias, crenças básicas e conceitos fundamentais em relação a Deus, suas Escrituras, Jesus (sempre é um bom tema para um diálogo dessa natureza) etc. Outro ponto que não pode ser esquecido são as doutrinas bíblicas que você pretende abordar. Isso tudo contribuirá para que você não se ache despreparado em um diálogo e para que suas respostas não sejam evasivas, ou seu silêncio, ao ser questionado, não possua um efeito inverso, concedendo maior convicção ao adepto de que a fé dele é mais bem fundamentada do que a sua Lembre-se de que quem convence é o Espírito Santo, e não você (Jo ) Lembre-se de que você foi enviado para pregar o evangelho a todas as pessoas; inclusive aos adeptos dos grupos não ortodoxos (Mt ) Não pretenda fazer do encontro com o adepto apenas um teste de conhecimento e tentar humilhá-lo. Nosso intuito deve ser arrebatá-lo do erro (Jd 23). 26

4 Curso Apologético 6.5. Lembre-se de que Satanás também é quem está por trás de todo engano e cegueira espiritual (2Co 4.3, 4) Interceda pelas pessoas que você deseja evangelizar para que todo impedimento seja superado (Ef 6.19, 20). 7. Como Agir Diante dos Adeptos de Grupos não Cristãos 7.1. Deixe a pessoa sentir-se à vontade. Seja cordial Seja um bom ouvinte. Não fique interrompendo o raciocínio da pessoa. Esse tipo de atitude pode inibi-la Não demonstre ser o dono da verdade, mas antes a deixe perceber que você está apenas buscando a verdade dos fatos Demonstre respeito pelo que ela crê, mesmo que não concorde com a sua crença. Por exemplo: se um muçulmano expõe para você a crença na poligamia celestial, nunca trate a sua fé com desdém, apesar de julgar tal crença um grande absurdo Não permita ao adepto de um grupo não ortodoxo se esquivar do assunto que foi iniciado. Por exemplo: se você está tratando da divindade de Jesus, não o permita fugir para outro assunto mesmo que seja relativamente próximo ao tema (a Trindade, por exemplo) Trate um assunto por vez Procure sempre localizar ou documentar as suas afirmações para não transparecer a ideia de que o que foi declarado é apenas mera opinião pessoal Empregue mais perguntas do que afirmações a fim de não ignorar questões importantes e relevantes. As perguntas exigem uma resposta pensada, enquanto as afirmações nem sempre, ou não necessariamente. 27

5 Em defesa da fé 7.9. Nunca deixe que uma pergunta sua não seja respondida e não passe para outra questão antes de obter a resposta da indagação anterior Não ataque nenhuma doutrina do grupo em particular, deixei-o à vontade para lhe dirigir perguntas acerca de sua opinião sobre qualquer tema. Por exemplo: se você está trabalhando com um muçulmano, nunca inicie o diálogo criticando o profeta Mohamed. 28

6 verificação De aprendizagem CENSOS E METODOLOGIAS DE ABORDAGEM 1. De acordo com o censo de 2009, qual a maior religião do mundo? 2. Que grupo religioso mais perdeu seguidores de acordo com o último censo? 3. O cristianismo é uma religião proselitista? Em caso afirmativo, cite a base bíblica para tal comportamento. 4. Por que é importante aprender o máximo que puder acerca do grupo que almeja evangelizar? 5. Embora façamos a nossa parte, quem é o responsável pelo convencimento do discipulando? 6. O que nunca podemos esquecer de acordo com Mt ? 7. Quem também é o principal responsável por todo engano e cegueira espiritual? 8. Cite três formas de agir que mais lhe chamam a atenção ao lidar com adeptos de grupos não Cristãos. 9. Por que é importante o uso de perguntas neste tipo de evangelização? 10. Por que é importante nunca criticar as crenças do grupo ao iniciarmos uma conversa? 29

VALOR: 8 PONTOS PONTOS OBTIDOS: TRABALHO DE ENSINO RELIGIOSO

VALOR: 8 PONTOS PONTOS OBTIDOS: TRABALHO DE ENSINO RELIGIOSO COLÉGIO SÃO PAULO TRABALHO 3ª ETAPA / 1ª Série do Ensino Médio DISCIPLINA: Ensino Religioso PROFESSORA: Teonila Leonel Soares Data: / /2012 Aluno(a) Nº: Turma: VALOR: 8 PONTOS PONTOS OBTIDOS: TRABALHO

Leia mais

EJA 4ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO

EJA 4ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO EJA 4ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade II As tradições religiosas e os textos sagrados. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO 8 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA PATRÍCIA FONSECA PROF. LUIS CLÁUDIO BATISTA

ENSINO RELIGIOSO 8 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA PATRÍCIA FONSECA PROF. LUIS CLÁUDIO BATISTA ENSINO RELIGIOSO 8 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA PATRÍCIA FONSECA PROF. LUIS CLÁUDIO BATISTA Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 Questão 01 (1,0) As religiões orientais desenvolveram-se

Leia mais

resguardar o verdadeiro cristianismo; conhecer a verdade para reconhecer uma fraude; evitar cair no erro, ter respostas às aberrações heréticas; ser

resguardar o verdadeiro cristianismo; conhecer a verdade para reconhecer uma fraude; evitar cair no erro, ter respostas às aberrações heréticas; ser resguardar o verdadeiro cristianismo; conhecer a verdade para reconhecer uma fraude; evitar cair no erro, ter respostas às aberrações heréticas; ser instrumento de Deus para o resgate da verdade em amor.

Leia mais

evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos

evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos O Tema do trimestre: Maravilhosa graça O evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos O Estudo da epístola de Paulo aos Romanos, um dos livros mais analisados na história da Igreja (Agostinho,

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA CARMO PROF. LUÍS CLÁUDIO BATISTA

ENSINO RELIGIOSO 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA CARMO PROF. LUÍS CLÁUDIO BATISTA ENSINO RELIGIOSO 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA CARMO PROF. LUÍS CLÁUDIO BATISTA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Pluralismo e diversidade religiosa 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 5 Conteúdos

Leia mais

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN CURSO SOBRE O CREMOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Primeiro Artigo de Fé: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho

Leia mais

Escola Ryle de Teologia. Grade Curricular 1º Ano

Escola Ryle de Teologia. Grade Curricular 1º Ano Escola Ryle de Teologia Ensinando o poder do evangelho de Cristo Grade Curricular 1º Ano Introdução à Bíblia Como não se pode fazer teologia sem a Palavra de Deus, vamos dar início com esse tema. Este

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia - Ciências

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia - Ciências Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia - Ciências 1 Os exercícios deverão ser feitos no próprio livro. Livro de Gramática Reflexiva págs. 19, 20, 21 e

Leia mais

CONFLITOS POLÍTICO-CULTURAIS

CONFLITOS POLÍTICO-CULTURAIS CONFLITOS POLÍTICO-CULTURAIS CULTURA CONCEITO São todas as obras e valores de um povo ou de uma sociedade CIVILIZAÇÃO CONCEITO É um agrupamento de culturas menores, formando, assim, uma ampla cultura.

Leia mais

Acesso ao Jesus da História ROSSI & KLINGBEIL

Acesso ao Jesus da História ROSSI & KLINGBEIL Acesso ao Jesus da História 2 O Acesso ao Jesus da História A preocupação central da cristologia é o acesso ao Jesus da história. Se as cristologias do NT não são biografias, que acesso temos, então, ao

Leia mais

PROFECIAS NEWS Boletim Informativo de Religiões Proféticas

PROFECIAS NEWS Boletim Informativo de Religiões Proféticas PROFECIAS NEWS Boletim Informativo de Religiões Proféticas Judaísmo, Cristianismo, Islamismo Qual a definição da palavra religião? Vem do latim religare, tem o siginificado de religação. Essa religação

Leia mais

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO O CAMINHO DOS DOS ESPIRITUAIS

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO O CAMINHO DOS DOS ESPIRITUAIS OS DONS DO ESPÍRITO SANTO O CAMINHO DOS DOS ESPIRITUAIS O DOM ESPIRITUAL E A EDIFICAÇÃO DA IGREJA Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Romanos 12,6 A cada um, porém, é dada a

Leia mais

Antes de começar, precisamos reconhecer que

Antes de começar, precisamos reconhecer que Antes de começar, precisamos reconhecer que toda pessoa de fé tem dúvidas toda pessoa cética tem fé A dúvida do crente: Uma fé sem algumas dúvidas é como um corpo sem anticorpos Tim Keller A fé do cético:

Leia mais

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA NASCIMENTO Pb. Márcio Tarcísio Mendonça Ferreira 5º) NA NECESSIDADE ABSOLUTA DO PELA GRAÇA DE

Leia mais

Às filhas da Terra. Ela conhece as lágrimas penosas E recebe a oração da alma insegura, Inundando de amor e de ternura As feridas cruéis e dolorosas.

Às filhas da Terra. Ela conhece as lágrimas penosas E recebe a oração da alma insegura, Inundando de amor e de ternura As feridas cruéis e dolorosas. Maria: mãe! Às filhas da Terra Do seu trono de luzes e de rosas, A Rainha dos Anjos, meiga e pura Estende os braços para a desventura, Que campeia nas sendas espinhosas. Ela conhece as lágrimas penosas

Leia mais

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA INTRODUÇÃO - Concluindo o estudo deste trimestre sobre evangelização, estudaremos a necessária integralidade desta atividade mais importante, da razão de ser da igreja. - A evangelização tem de ser integral.

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 7ºs ANOS

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 7ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 7ºs ANOS Tema: Deus se mostra as pessoas: o simbolismo nas religiões. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

GRUPOS DE RELIGIÃO E RELIGIÕES

GRUPOS DE RELIGIÃO E RELIGIÕES GRUPOS DE RELIGIÃO E RELIGIÕES 00 SEM RELIGIÃO 000 Sem religião 001 Agnóstico 002 Ateu 11 CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA 110 Católica Apostólica Romana 111 Católica Carismática; Católica Pentecostal 112 Católica

Leia mais

3ª edição Projeto Timóteo Como Dar a Razão de Sua Fé Apostila do Aluno

3ª edição Projeto Timóteo Como Dar a Razão de Sua Fé Apostila do Aluno Como Dar a Razão de Sua Fé Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Dar a Razão de Sua Fé Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus

Leia mais

Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. visando evangelizar o ocidente do Império Romano.

Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. visando evangelizar o ocidente do Império Romano. O No capítulo 15 da carta aos Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. O Paulo escreve a carta aos Romanos visando evangelizar o ocidente do Império Romano.

Leia mais

Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão ENSINO RELIGIOSO

Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão ENSINO RELIGIOSO A Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão 2 A Habilidades: Identificas as diferenças e semelhanças entre as religiões

Leia mais

Introdução do Editor. John MacArthur

Introdução do Editor. John MacArthur Introdução do Editor John MacArthur Certa vez, uma mulher me escreveu para dizer que pensava que o cristianismo era bom, mas ela, em particular, era ligada ao zen-budismo. Gostava de ouvir a rádio evangélica,

Leia mais

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial Roteiro de leitura e síntese para compreender o significado da Comunidade Eclesial Comunidade Eclesial Sinal do Reino no presente e no futuro O livro está dividido em 4 capítulos: Refletindo sobre Comunidade

Leia mais

III TRIMESTRE 2015 LIÇÃO. S Preparado por: Pr. Wellington Almeida IONÁRIOS MISSÕES TRANSCULTURAIS

III TRIMESTRE 2015 LIÇÃO. S Preparado por: Pr. Wellington Almeida IONÁRIOS MISSÕES TRANSCULTURAIS III TRIMESTRE 2015 0 MI S IONÁRIOS S Preparado por: Pr. Wellington Almeida MISSÕES TRANSCULTURAIS MISSÕES TRANSCULTURAIS ESBOÇO INTRODUÇÃO DOM - A Mulher Samaritana SEG - O Oficial Romano TER - Lidando

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

CULTURA ECLÉTICA Ensinamentos Esoteroespiritualistas Aula de Apresentação

CULTURA ECLÉTICA Ensinamentos Esoteroespiritualistas Aula de Apresentação CULTURA ECLÉTICA Ensinamentos Esoteroespiritualistas Aula de Apresentação Os ensinamentos apresentados ao ser humano se subdividem em espiritismo, espiritualismo, seitas, artes, filosofia, religiões e

Leia mais

Alexandre Zanca Bacich SÍNTESE TEOLÓGICA

Alexandre Zanca Bacich SÍNTESE TEOLÓGICA SÍNTESE TEOLÓGICA 1 Síntese de Teologia 2 SÍNTESE TEOLÓGICA MATÉRIAS DE TEOLOGIA ALEXANDRE ZANCA BACICH 3 Síntese de Teologia Copyright 2016 by Alexandre Zanca Bacich Todos os direitos reservados e protegidos

Leia mais

A classe da Terceira Idade

A classe da Terceira Idade CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRISTÃ IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL CONSELHO DE EDUCAÇÃO CRISTÃ E PUBLICAÇÕES Oficina A classe da Terceira Idade 22/04/16 10h30 e 14h20 Universidade Presbiteriana Mackenzie

Leia mais

IGREJA E CULTO. Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira

IGREJA E CULTO. Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira AULA-5 Os Sem-Igreja Igreja(parte 2): O desinteresse pela igreja e o momento atual da fé evangélica no contexto da pós modernidade e do secularismo IGREJA E CULTO Por que me importar? Presb. José Cordeiro

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação 1º Período Unidade Letiva 1 A Dignidade da Vida Humana Domínio ÉTICA E MORAL CULTURA CRISTÃ E VISÃO CRISTÃ DA VIDA Calendarização: 26 aulas Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano OS POVOS DA ANTIGUIDADE ORIENTAL: ORIENTE PRÓXIMO E EXTREMO ORIENTE QUAIS A PRINCIPAL HERANÇA DEIXADA PELOS HEBREUS A maior contribuição dos hebreus foi religiosa.

Leia mais

Recapitulando: Paradoxo do nosso tempo: Mais experiência. Menos maturidade

Recapitulando: Paradoxo do nosso tempo: Mais experiência. Menos maturidade Recapitulando: Paradoxo do nosso tempo: Mais experiência Menos maturidade Recapitulando: Síndrome de Peter Pan aquela pessoa que não sabe ou não pode renunciar a ser filho para começar a ser pai (Dan Kiley)

Leia mais

LUGARES SAGRADOS DE ALGUMAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS.

LUGARES SAGRADOS DE ALGUMAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS. LUGARES SAGRADOS DE ALGUMAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS. Pode-se observar que muitas pessoas, de diferentes religiões, estabelecem lugares como sagrados. Sendo o sagrado reconhecido em suas manifestações, os

Leia mais

Qual é o Evangelho Completo?

Qual é o Evangelho Completo? Qual é o Evangelho Completo? "Evangelho" significa boa notícia! Cristo é a Boa Nova de Deus para o homem. Assim, Cristo é o Evangelho. O anúncio de Cristo plenamente com todas as Suas bênçãos é mensagem

Leia mais

MEMORIZANDO O QUE APRENDEMOS NAS 13 LIÇÕES DA REVISTA RELIGIÕES, SEITAS E HERESIAS

MEMORIZANDO O QUE APRENDEMOS NAS 13 LIÇÕES DA REVISTA RELIGIÕES, SEITAS E HERESIAS MEMORIZANDO O QUE APRENDEMOS NAS 13 LIÇÕES DA REVISTA RELIGIÕES, SEITAS E HERESIAS Lição 1 Como identificar e refutar as seitas e heresias Na primeira lição entendemos que o cristão deve estar atento acerca

Leia mais

Valores de uma Igreja RELACIONAL

Valores de uma Igreja RELACIONAL Valores de uma Igreja RELACIONAL O que já aprendemos... A Igreja deve valorizar e incentivar os relacionamentos Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum... Da multidão dos que creram, uma

Leia mais

INTRODUÇÃO À TEOLOGIA

INTRODUÇÃO À TEOLOGIA - INTRODUÇÃO À TEOLOGIA PALAVRA DO DIRETOR Este é o primeiro módulo que você vai estudar no Curso Básico em Teologia, que é constituído de 24 disciplinas, distribuído em 12 módulos. Neste módulo você será

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Princípios de Testemunho Pessoal

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Princípios de Testemunho Pessoal North American Division Portuguese Ministry Treinamento de Instrutores Bíblicos Princípios de Testemunho Pessoal Princípios de Testemunho Pessoal CRESCIMENTO DA IGREJA NO NOVO TESTAMENTO - Atos 1:15 -

Leia mais

ORIENTE MÉDIO: QUADRO SOCIOECONÔMICO

ORIENTE MÉDIO: QUADRO SOCIOECONÔMICO OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 26 ORIENTE MÉDIO: QUADRO SOCIOECONÔMICO POPULAÇÃO Grande diversidade étnica: maioria de origem árabe. Dos 16 países, 11 são de etnia árabe, localizados na Península Arábica.

Leia mais

MISSIOLOGIA. Missão e juventude

MISSIOLOGIA. Missão e juventude MISSIOLOGIA Cesar Leandro Ribeiro O cristianismo é uma religião marcada por uma série de aspectos próprios e indispensáveis para sua existência, sendo um deles justamente a missão, condição que se fez

Leia mais

A Declaração de Jerusalém

A Declaração de Jerusalém A Declaração de Jerusalém Introdução Preocupados em estabelecer fundamentos sobre os quais a igreja deve buscar a expansão do cristianismo, representantes anglicanos de todo o mundo firmaram princípios

Leia mais

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos )

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos ) Departamento de Ciências Socias e Humanas 2016/ 2017 Educação Moral e Religiosa Católica 5.º ano RESUMO DA PLANIFICAÇÃO Informações da disciplina de EMRC 5.º ano Resumo da Planificação: Conteúdos 1.º Período

Leia mais

Lição 3 Jesus Cristo: a garantia da justificação! Texto bíblico: Romanos Plano de aula Sugestão Didática

Lição 3 Jesus Cristo: a garantia da justificação! Texto bíblico: Romanos Plano de aula Sugestão Didática Lição 3 Jesus Cristo: a garantia da justificação! Texto bíblico: Romanos 3.21-30 Plano de aula Sugestão Didática 1- OBJETIVO DA LIÇÃO: a- Mostra o processo histórico do amor de Deus pelo homem. b-compreender

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

Os Outros Seis Dias. Aula 05/07/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os Outros Seis Dias. Aula 05/07/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os Outros Seis Dias Aula 05/07/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Recapitulando Nas aulas passadas vimos que muitas vezes a fé tem horário e local específico, na Igreja, no domingo, e no horário

Leia mais

study. New York/Mahwah: NJ/Paulist Press, p.

study. New York/Mahwah: NJ/Paulist Press, p. GORSKI, Eugene F. Theology of religions. A sourcebook for interreligious study. New York/Mahwah: NJ/Paulist Press, 2008. 324 p. João Batista Libanio * O livro quer ser uma fonte de dados para o estudo

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO Sumário Introdução 1. A compreensão do dízimo 1.1 Os fundamentos do dízimo 1.2 O que é o dízimo? 1.3 As dimensões do dízimo 1.4 As finalidades do dízimo 2. Orientações

Leia mais

Ensino Religioso nas Escolas Públicas

Ensino Religioso nas Escolas Públicas Ensino Religioso nas Escolas Públicas Fundamentação legal: Constituição Federal de 1988: qdo reconhece os direitos sociais dos cidadãos e estabelece a promoção da cidadania e da dignidade como dever do

Leia mais

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular Esclarecer, à luz do Espiritismo, por que o Cristianismo é considerado pedra angular. Realizar análise espírita destas palavras do Cristo: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica:

Leia mais

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT)

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) A FMT-Escola oferece este Curso para aqueles que tem um chamado para a obra de missões, mas que também queiram servir na igreja local. O CURSO A) CURSO

Leia mais

Devocional. Céus Abertos Pastor Carlito Paes

Devocional. Céus Abertos Pastor Carlito Paes BÍBLIA Devocional Céus Abertos Pastor Carlito Paes 2 ROTEIRO BÍBLIA: ENTENDENDO A PALAVRA DE DEUS O que devo conhecer sobre a bíblia? Diversidade dos Autores Condições de alguns autores quando foram inspirados

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO 1º PERÍODO UL1 - As origens ÉTICA E MORAL Calendarização - 26 aulas A. Construir uma chave de leitura religiosa Os dados da ciência sobre a origem do Diálogo com os alunos, relacionado da pessoa, da vida

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

O Objetivo da Vida Cristã. Aula 02 Texto básico: Mateus Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho

O Objetivo da Vida Cristã. Aula 02 Texto básico: Mateus Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho O Objetivo da Vida Cristã Aula 02 Texto básico: Mateus 6. 25-34 Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho Objetivo: Demonstrar que a prática religiosa não é o objetivo da vida cristã, mas o meio pelo qual

Leia mais

IGREJA. Sua Natureza

IGREJA. Sua Natureza IGREJA Sua Natureza A igreja é a comunidade de todos os cristãos de todos os tempos. Wayne Grudem A igreja é o novo Israel de Deus que revela nesse tempo Sua glória Thiessen A igreja é a a assembléia dos

Leia mais

2 Timóteo 4.3 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres, segundo os seus próprios desejos, Verdade Aplicada O

Leia mais

LIÇÃO 1 Por que liderança masculina? Atos 14.23; Tito 1.5-9

LIÇÃO 1 Por que liderança masculina? Atos 14.23; Tito 1.5-9 LIÇÃO 1 Por que liderança masculina? Atos 14.23; Tito 1.5-9 1. Considerando as grandes mudanças ocorridas na sociedade, como a igreja deve responder a elas à luz do ensino do NT? A resposta é se adequar

Leia mais

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus Paróquia missionária comunidades de comunidades Animada pela Palavra de Deus Renovação paroquial Toda paróquia é chamada a ser o espaço onde se recebe e se acolhe a Palavra (172). Sua própria renovação

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

- A maior parte da população mundial está nas cidades e, portanto, a evangelização urbana é indispensável para a realização da Grande Comissão.

- A maior parte da população mundial está nas cidades e, portanto, a evangelização urbana é indispensável para a realização da Grande Comissão. INTRODUÇÃO - A maior parte da população mundial está nas cidades e, portanto, a evangelização urbana é indispensável para a realização da Grande Comissão. - A Igreja precisa enfrentar os desafios da vida

Leia mais

o sentido da vida na catequese

o sentido da vida na catequese o sentido da vida na catequese Coleção CATEQUESE Catequese junto à pessoa com deficiência mental, Ana Shirlei P. Vinhal, Lucy Ângela C. Freitas Catequese e liturgia: Duas faces do mesmo mistério Reflexões

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

Fala-se muito hoje daqueles que preferem

Fala-se muito hoje daqueles que preferem CAPA Natal: uma grata dependência de Cristo A mensagem para os leitores de 30Dias de sua graça Rowan Williams, arcebispo de Canterbury Fala-se muito hoje daqueles que preferem espiritualidade a religião.

Leia mais

GRUPOS PEQUENOS. Por Evaristo Filho. SEMINÁRIO TEOLÓGICO EVANGÉLICO BÍBLICO SETEB Global

GRUPOS PEQUENOS. Por Evaristo Filho. SEMINÁRIO TEOLÓGICO EVANGÉLICO BÍBLICO SETEB Global GRUPOS PEQUENOS Por Evaristo Filho SEMINÁRIO TEOLÓGICO EVANGÉLICO BÍBLICO SETEB Global http://seminarioevangelico.com.br setebonline@gmail.com 2 Apresentação da Disciplina Informações Gerais Pré-Tarefas

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as Profecias Objetivos Explicar a sentença do Cristo de que

Leia mais

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Ser motivado na vida de um dos discípulos de Jesus, que como nós, possuía defeitos, mas que, como é possível a nós, foi

Leia mais

PADRES APOLOGISTAS, APOSTÓLICOS E CONTROVERSISTAS... PROFESSOR UILSON FERNANDES 19/09/2016

PADRES APOLOGISTAS, APOSTÓLICOS E CONTROVERSISTAS... PROFESSOR UILSON FERNANDES 19/09/2016 PADRES APOLOGISTAS, APOSTÓLICOS E CONTROVERSISTAS... PROFESSOR UILSON FERNANDES 19/09/2016 DEFINIÇÕES CONCEITUAIS... O nome patrística advém diretamente das figuras desse grande primeiro momento da Filosofia

Leia mais

Lição nº 3 VERDADE SOBRE A UNÇÃO ESPIRITUAL. 18 jan Pr. Adriano Diniz

Lição nº 3 VERDADE SOBRE A UNÇÃO ESPIRITUAL. 18 jan Pr. Adriano Diniz Lição nº 3 VERDADE SOBRE A UNÇÃO ESPIRITUAL Pr. Adriano Diniz 18 jan 2015 TEXTO ÁUREO O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele me enviou para proclamar

Leia mais

- Santificação - Uma Realidade ao Alcance de todos. Pr. Evanildo Ferreira da Silva

- Santificação - Uma Realidade ao Alcance de todos. Pr. Evanildo Ferreira da Silva - Santificação - Uma Realidade ao Alcance de todos I Pedro 1:14-16 Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; (I Pedro 1:14) pelo contrário, segundo

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

Escola Secundária/3 de Felgueiras Planificação da Disciplina de E.M.R.C. 9º Ano 2012/2013

Escola Secundária/3 de Felgueiras Planificação da Disciplina de E.M.R.C. 9º Ano 2012/2013 1 A Dignidade da Pessoa Humana Dignidade e inviolabilidade da vida humana: declarações de direitos e perspetiva da Igreja Católica. A vida: condição de possibilidade de todos os outros valores A vida como

Leia mais

APÓCRIFOS LIVROS APÓCRIFOS. Aula 1 Introdução. Guilherme A. Wood. Guilherme Wood

APÓCRIFOS LIVROS APÓCRIFOS. Aula 1 Introdução. Guilherme A. Wood. Guilherme Wood LIVROS APÓCRIFOS Aula 1 Introdução Guilherme A. Wood Perguntas: Por que a Bíblia contém estes livros? Por que a Bíblia Católica contém alguns livros a mais? Por que alguns outros livros despertam o interesse

Leia mais

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos Objetivo Analisar os ensinamentos

Leia mais

Importância da Ressurreição de Cristo

Importância da Ressurreição de Cristo Introdução à 22/08/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Importância da Ressurreição de Cristo O que as escrituras afirmam sobre a ressurreição de Cristo? 1. Doutrina fundamental do Cristianismo:

Leia mais

A suficiência da Bíblia

A suficiência da Bíblia A suficiência da Bíblia Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ PORQUE FREQUENTAR Instrumento de formação e aperfeiçoamento do caráter cristão A EB é a maior agência de ensino da Igreja. programa de estudo

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida. LIÇÃO Inicio. Ministério de do. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida. LIÇÃO Inicio. Ministério de do. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida Cristo02 LIÇÃO Inicio Ministério de do O Evangelho Mateus de LIÇÃO - II TRI 2016 02 INTRODUÇÃO esboço Uma das grandes lutas da humanidade tem sido conhecer o significado

Leia mais

EBA-IBCU Out/Nov 2012. Wagner Fonseca João Mengaldo

EBA-IBCU Out/Nov 2012. Wagner Fonseca João Mengaldo EBA-IBCU Out/Nov 2012 Wagner Fonseca João Mengaldo ESPIRITISMO Em uma década, católicos perdem mais espaço para os evangélicos Entre 2000 e 2010, fatia de católicos cai 12% no total da população brasileira;

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Como Ensinar Doutrinas Básicas Adventistas

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Como Ensinar Doutrinas Básicas Adventistas North A meric an Divisio n Portuguese Mi nistry Treinamento de Instrutores Bíblicos Como Ensinar Doutrinas Básicas Adventistas Como Ensinar Doutrinas Básicas Adventistas Objetivo Uma compreensão clara

Leia mais

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa 1 Evangelho de João Este evangelho tem 21 capítulos. Evangelho do Filho de Deus / Divino. 1 - Autor: João, o apóstolo, ele foi o último dos apóstolos a morrer. 2 - Data: Alguns escritores acreditam que

Leia mais

O corpo físico é mau e inferior à alma?

O corpo físico é mau e inferior à alma? O corpo físico é mau e inferior à alma? Compreendendo a natureza humana por Paulo Sérgio de Araújo INTRODUÇÃO Conforme a teoria das idéias (ou teoria das formas ) do filósofo grego Platão (428-347 a.c.),

Leia mais

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai.

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. FILOSOFIA CRISTÃ Unidade 01. Capítulo 04: pg. 53-54 Convite a Filosofia Unidade 08.

Leia mais

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015 1 2 3 4 OBJETIVO GERAL Mostrar a importância das mulheres no ministério do Senhor Jesus Cristo e na expansão do Reino de Deus. 5 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Analisar a participação das mulheres no judaísmo e

Leia mais

BÊNÇÃOS DECORRENTES DO MINISTÉRIO PASTORAL

BÊNÇÃOS DECORRENTES DO MINISTÉRIO PASTORAL Lição nº 11 BÊNÇÃOS DECORRENTES DO MINISTÉRIO PASTORAL Pr. Roberto Monteiro Castro 14 DE JUNHO 2015 Texto Áureo Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles

Leia mais

O que significa discipular? E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. (Mt 4:19)

O que significa discipular? E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. (Mt 4:19) O que significa discipular? E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. (Mt 4:19) OBJETIVO Conscientizar o aluno da Escola Bíblica sobre o significado de discipular, mostrando-lhe

Leia mais

A DOUTRINA SOBRE O ESPÍRITO SANTO. Jl. 2:28-29 Ef. 5:18 Rm 8:14

A DOUTRINA SOBRE O ESPÍRITO SANTO. Jl. 2:28-29 Ef. 5:18 Rm 8:14 A DOUTRINA SOBRE O ESPÍRITO SANTO Jl. 2:28-29 Ef. 5:18 Rm 8:14 Introdução: Uma das doutrinas bíblicas que os cristãos precisam compreender com clareza, é a doutrina relacionada a pessoa do Espírito Santo.

Leia mais

O Cristão Carnal Aula 10 Texto Básico Rm 7 ; 1 co 3.1-4

O Cristão Carnal Aula 10 Texto Básico Rm 7 ; 1 co 3.1-4 O Cristão Carnal Aula 10 Texto Básico Rm 7 ; 1 co 3.1-4 Nosso estudo lida com a realidade de nossa natureza regenerada. Não temos mais a natureza caída de quando nascemos, fomos regenerados. Também não

Leia mais

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze CREIO EM DEUS PAI 03-12-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que são os símbolos da fé? São definições abreviadas da fé, que possibilitam uma confissão comum a todos os crentes. Como surgiram

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

PRIMEIRAS MANIFESTAÇÕES (MAGIA E RITUAL VENATÓRIO)

PRIMEIRAS MANIFESTAÇÕES (MAGIA E RITUAL VENATÓRIO) ARTE E RELIGIÃO Formas tão díspares como as pirâmides do Egito, as catedrais cristãs, as mesquitas muçulmanas ou as colossais imagens japonesas de Buda correspondem, em seu fundamento, à mesma inquietação

Leia mais

Estudos na Palavra de Deus

Estudos na Palavra de Deus Estudos na Palavra de Deus Não faça nada que você não queira que Deus veja. Não diga nada que não deseja que Deus ouça. Não escreva nada que não deseja que Deus leia. Não vá a qualquer lugar onde não queira

Leia mais

Fiéis em cristo. Direitos e deveres dos fiéis leigos. Paróquia São Francisco de Assis Ribeirão Preto 05/08/2015

Fiéis em cristo. Direitos e deveres dos fiéis leigos. Paróquia São Francisco de Assis Ribeirão Preto 05/08/2015 Fiéis em cristo Direitos e deveres dos fiéis leigos Paróquia São Francisco de Assis Ribeirão Preto 05/08/2015 A igreja Necessidade de se fazer a distinção quando usamos o termo IGREJA. Quando falamos em

Leia mais

CONSOLADOR, MESTRE E GUIA

CONSOLADOR, MESTRE E GUIA CONSOLADOR, MESTRE E GUIA UM ESTUDO SOBRE O ESPÍRITO SANTO Por William Farrand LIVRO DE ESTUDO AUTODIDÁTICO Universidade Global Instituto de Correspondência Internacional 1211 South Glenstone Avenue Springfield,

Leia mais

Verdades inabaláveis sobre a ressurreição dos salvos

Verdades inabaláveis sobre a ressurreição dos salvos Lição 5 Verdades inabaláveis sobre a ressurreição dos salvos Pr. José Lima IEB Betel Porto Alegre, RS Texto Áureo Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra,

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA CRISTOLOGIA BÍBLICA

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA CRISTOLOGIA BÍBLICA Lição 8 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA CRISTOLOGIA BÍBLICA Pr. Marcel Mendes Filho Texto Áureo A eles quis Deus dar a conhecer entre os gentios a gloriosa riqueza deste mistério, que é Cristo em vocês, a esperança

Leia mais