OUTORGADO A MÉDICO VETERINÁRIO PAULISTA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OUTORGADO A MÉDICO VETERINÁRIO PAULISTA"

Transcrição

1 1 OUTORGADO A MÉDICO VETERINÁRIO PAULISTA O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) promove, anualmente, a outorga do Prêmio Professor Paulo Dacorso Filho ao Médico Veterinário brasileiro que mais tenha se destacado na área. Prêmio que laureou por três vezes Veterinários Paulistas. As indicações são feitas, tendo como base Relatório apresentado por Comissão Julgadora, que analisou as indicações de nomes encaminhados ao CFMV por instituições de da Classe Veterinária, Ensino, Pesquisa ou Prestadora de Serviços. A seguir o relatório apresentado é submetido a criteriosa apreciação dos Conselheiros, em Sessão Plenária, indicando o nome do agraciado do ano. O Prêmio, em seu nome, homenageia um Médico Veterinário Notável, considerado um dos grandes nomes da nossa profissão - Paulo Dacorso Filho, nascido em 14 de abril de 1914, em Tupanciretan, no Rio Grande do Sul, formado pela Escola Nacional de Veterinária da Universidade Rural do Brasil, em Figura - Visita da Turma de 1964 ao Hosp. Vet. Octávio Dupont - no Jockey da Gávea-RJ: Birgel, Dacorso, Dupont e Matera. Paulo Dacorso Filho, após a sua formatura obteve o título de Mestre em Patologia pela Universidade Wisconsin/EUA, em 1947 e, finalmente, se graduou em 1952, também em Medicina, pela Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, para no período de 1952 a 1974, ser chefe do Laboratório de Anatomia Patológica do Hospital-Escola São Francisco de Assis, no Rio de Janeiro/RJ. Como professor, lecionou em Instituições do Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul. Sua produção acadêmica foi de aproximadamente 100 artigos científicos publicados. No Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) foi Diretor do Setor de Veterinária no período de 1966/1974. Ele faleceu em julho de 1975, sendo logo depois instituído o Prêmio Paulo Dacorso Filho pelo CFMV. No ano de 2011 o Veterinário laureado foi Professor Doutor Sílvio Arruda Vasconcellos Professor Titular da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. O prêmio foi outorgado na Sessão Inaugural do XX Seminário Nacional de Ensino da Medicina Veterinária pelo Secretário Geral do Conselho Federal, Prof. Dr. Antônio Felipe Paulino de Figueiredo Wouk, que fez a entrega do Prêmio Paulo Dacorso Filho ao Dr. Silvio Arruda Vasconcellos por sua importante contribuição para a Medicina Veterinária no Brasil.

2 2 Dados Biográficos e Curriculares Médico Veterinário Sílvio Arruda Vasconcellos, graduado pela Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo [FMV-USP], em 1973, filho da Professora de Ensino Fundamental Maria da Conceição Arruda Vasconcellos e do Funcionário Público Federal, Fernando Freitas Vasconcellos, foi criado em São Paulo, Capital do Estado de São Paulo. Influenciado pelo irmão Luiz Fernando Arruda Vasconcellos e pelo primo Luiz Antônio Penteado, escolheu a profissão de Médico Veterinário, pois o irmão, como o primo eram ilustres, Médicos Veterinários; como também, deve-se destacar, que houve influência do Pai, que além de ser criador de canários de cor, desenvolvia uma criação de suínos, em Apiaí/SP, Figura 2 - O Laureado Prof. Dr. Sílvio Arruda Vasconcellos No ano de 1969 ingressou no Curso de Graduação da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo e durante a graduação realizou diversos estágios, com destaque para o desenvolvido no Jockey Club de São Paulo, sob a orientação do Médico Veterinário Romeu Macruz e pelo trabalho de campo, que participava na Área Piloto do Grupo Executivo de Combate a Febre Aftosa de Itapetininga/SP, coordenado pelo Prof. Dr. José de Angelis Côrtes. Após a graduação trabalhou durante um ano como supervisor de Fazenda Experimental de Laboratório de Produtos de uso Veterinário e como Gerente de Controle de Qualidade da Vacina Anti-aftosa produzida pelos Laboratórios Wellcome/SA. Em 1974 foi contratado como Auxiliar de Ensino junto ao Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo onde, sob a supervisão dos Professores Doutores José de Angelis Côrtes e Omar Miguel, passou a atuar junto às disciplinas de graduação: Zoonoses (Saúde Pública Veterinária), Epidemiologia Geral e Saneamento Aplicado e Práticas de Saúde Animal. Em 1975 matriculou-se no curso de pós-graduação em Microbiologia e Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo passando a ser orientado pelo Prof. Dr. Carlos de Almeida Santa Rosa. Em 1978 obteve o título de Doutor em Ciências com tese versando sobre o tema Diagnóstico laboratorial da raiva in vivo em cães experimentalmente infectados, na qual contou com especial colaboração e apoio do Médico Veterinário Moacyr Rossi Nilsson, Pesquisador científico do Instituto Biológico de São Paulo, bem como do Colega Prof. Dr. Fumio Honma Ito, seu principal parceiro científico e com especial destaque também e para o Técnico José Calixto Silva, cuja participação foi essencial para a condução de todos os projetos de pesquisa conduzidos com o vírus da raiva.

3 3 A partir de 1983 passou a atuar como professor e orientador no Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia Experimental e Aplicada às Zoonoses, passando a ser responsável pela disciplina Recursos de profilaxia aplicados ao controle e a erradicação de zoonoses. Situação atual e perspectivas. Durante o período de 1989 a 2007 assumiu a função de Coordenador do Programa de Pós-graduação, anteriormente, mencionado. A partir de 1985 passou a Coordenar o Laboratório de Zoonoses Bacterianas do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, com linhas de pesquisa nos temas Leptospirose, Brucelose e Tuberculose, tendo como colaboradores o Prof. Dr. José Soares Ferreira Neto e a Profa. Dra. Sônia Regina Pinheiro, bem como o apoio técnico da Bióloga Zenáide Maria de Morais e da Nutricionista Gisele Oliveira de Souza. Em 1987 obteve o titulo de Livre Docente com tese versando sobre o diagnóstico da leptospirose em suínos experimentalmente infectados, nesse trabalho contou com especial apoio dos Colegas Ioshihiro Ohtsubo e Paulo Hideki Yasuda. Em 1994 foi aprovado no concurso de Professor Titular junto a Disciplina de Zoonoses (Saúde Pública Veterinária). A carreira Docente na Universidade de São Paulo Entre os Títulos do Currículo do Prof. Dr. Sílvio de Arruda Vasconcellos, destacam-se os a seguir apresentados: , Doutorado em Ciências Biológicas (Microbiologia). ICB/Universidade de São Paulo, USP. Tese: Diagnóstico in vivo" da raiva em cães. Emprego do Teste de Córnea e isolamento de vírus pela inoculação intracerebral de saliva em camundongos. Ano de Obtenção: Orientador: Carlos Almeida Santa Rosa , Pós-Doutorado / Egyptian International Centre for Agriculture [EICA] Egito, como Bolsista do EICA no Egito Livre-docência: ao suplantar Concurso de Provas e Títulos na FMVZ/USP, apresentando a Tese - Diagnóstico da Leptospirose em Suínos Experimentalmente Infectados com Leptospira interrogans sorotipo pomona. Emprego da Reação de soro-aglutinação microscópica tendo como antígeno a Leptospira biflexa estirpe Buenos Aires Neste ano obteve, por aprovação em Concurso Público de Provas e Títulos, a condição de Professor Titular de Zoonoses (Saúde Pública Veterinária) da FMVZ USP Como Professor Titular Aposentado da USP passou a atuar como Professor Colaborador Senior, na área de Medicina Veterinária Preventiva, com ênfase em Zoonoses (Saúde Pública Veterinária). Atualmente é Secretário Geral do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo; Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, 1-B, para desenvolver a linha de pesquisa ativa em - Epidemiologia e controle da leptospirose em animais domésticos, silvestres e sinantrópicos.

4 4 Atuou em Entidades Científicas e Sociedades de Classe: 1. Sociedade Paulista de Medicina Veterinária (SPMV) - Secretário e Vice-presidente (três mandatos); 2. Associação Brasileira de Especialistas em Zoonoses (ABEZ) Tesoureiro; 3. Sociedade Brasileira de Microbiologia (SBM) Coordenador da Área de Microbiologia Veterinária, compartilhando responsabilidades em diversos mandatos com os Colegas Roberto Mitio Yanaguita, Antonio Fernando Pestana de Castro, Leonardo José Richtzenhain e Walter Lilenbaum. 4. Conselho Regional de Medicina Veterinária em São Paulo (CRMV SP) - Conselheiro Titular nas gestões de 2006/2009 e de 2009/2012. Na atualidade é o Secretário Geral do CRMV SP, gestão 2012/2015. Atividade científicas e formadoras: Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, nível 1-B. Concluiu a orientação de 17 dissertações de mestrado, 20 teses de doutorado e de dois pós-doutorados. Publicou cerca de 200 trabalhos científicos em periódicos indexados com especial destaque para os temas: epidemiologia e controle de leptospirose, brucelose, tuberculose e raiva. No tema leptospirose empenhouse para compor uma coleção de estirpes de Leptospiras isoladas no Brasil de animais silvestres, domésticos e sinantrópicos, avaliou o potencial imunogênico de bacterinas anti-leptospirose em hamsters e realizou inquéritos soroepidemiológicos em animais domésticos e silvestres de diversos Estados do Brasil. Concluiu Curso de Saúde Animal no Egito (1985), Participou de expedição científica na Antártida (1988); Realizou visita técnica na Alemanha a convite do Méd. Vet. Arno Schönberg (2000). Participou de Simpósios e Congressos Internacionais na Austrália (1999), Barbados (2002), México (2004) e Argentina (2008). Atividades administrativas na FMVZ/USP Chefe do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo; Vice Diretor do Centro de Zootecnia e Indústrias Pecuárias Fernando Costa em Pirassununga, SP; Vice Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo / FMVZ USP;

5 5 Presidente da Comissão de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, por dois mandatos. Prêmios e Homenagens: 1981 / 1983 & 1988 Paraninfo, respectivamente, da 43ª; 45ª e 50ª Turmas de Médicos Veterinários da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia [FMVZ/ USP]; 1982 Patrono da 44ª Turma de Médicos Veterinários da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia [FMVZ/ USP]; 1984 / Professor Homenageado, respectivamente, da 46ª e 47ª Turmas da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia [FMVZ/ USP] Veterinário do Ano outorgado pela Câmara Municipal de Suzano/SP. CFMV Prêmio Paulo Dacorso Filho versão 2011, conferido pelo Medalha Henrique Rocha Lima outorgada pelo Instituto Biológico da Secretaria da Agricultura de São Paulo.

Residência em Patologia Veterinária

Residência em Patologia Veterinária Residência em Patologia Veterinária Paulo César Maiorka Departamento de Patologia FMVZ-USP I Seminário Nacional de Residência em Medicina Veterinária CFMV 16-17 junho 2008 - São Paulo Na Resolução nº 824,

Leia mais

para, também homenagear o Acadêmico Renato C. Barnabe.

para, também homenagear o Acadêmico Renato C. Barnabe. 1 Pós-graduação em reprodução animal na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / USP. No dia 28 de setembro de 2011, no Anfiteatro Professor Doutor Altino Antunes, da Paulistana Faculdade de Veterinária

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR. Patologia Clínica Veterinária

MATRIZ CURRICULAR. Patologia Clínica Veterinária MATRIZ CURRICULAR No Quadro II está apresentada a estrutura curricular do Curso de Medicina Veterinária da FATENE, distribuída de acordo com os conteúdos essenciais profissionais, definidos pelo Parecer

Leia mais

REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAPÍTULO I Dos objetivos

REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAPÍTULO I Dos objetivos REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAPÍTULO I Dos objetivos Artigo 1º - O Hospital-Escola Veterinário (HOVET) é órgão anexo

Leia mais

Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 54 TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36

Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 54 TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36 1 de 6 Nível:BACHARELADO 01 VET101 - Anatomia Veterinária I - Ativa VET102 - Biologia Celular - Ativa desde: VET103 - Bioquímica e Biofísica - Ativa VET104 - Técnica Hospitalar - Ativa desde: VET105 -

Leia mais

PDL 0023/2003 JUSTIFICATIVA CURRICULUM VITAE. Nascida em 23/01/1958, na cidade de Mogi das Cruzes-SP.

PDL 0023/2003 JUSTIFICATIVA CURRICULUM VITAE. Nascida em 23/01/1958, na cidade de Mogi das Cruzes-SP. PDL 0023/2003 JUSTIFICATIVA Nome: Angela Maria Branco CURRICULUM VITAE Nascida em 23/01/1958, na cidade de Mogi das Cruzes-SP. Médica Veterinária - CRMV SP 3728. Endereço: Rua José de Almeida Soares, 89

Leia mais

Academia de Medicina de São Paulo

Academia de Medicina de São Paulo Academia de Medicina de São Paulo Fundada em 7 de março de 1895 www.academiamedicinasaopaulo.org.br Cadeira n o 94 Patrono Admissão: 1/8/1941 Humberto Cerruti Helio Begliomini 1 1905-1985 Humberto Cerruti

Leia mais

PARTE 1 - LEIS PARTE 2 - DECRETOS

PARTE 1 - LEIS PARTE 2 - DECRETOS PARTE 1 - LEIS 5.517, de 23-10-1968 Dispõe sobre o exercício da profissão de médico veterinário e cria os Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária 5.550, de 04-12-1968 Dispõe sobre o exercício

Leia mais

Bacharelado em Medicina Veterinária

Bacharelado em Medicina Veterinária Bacharelado em Medicina Veterinária INFORMAÇÕES Duração do Curso: 05 anos (10 semestres) Horário: Manhã Número de Vagas: 100 anuais Coordenador: Profº Dr. Carlos Tadeu Bandeira de Lavor O CURSO O Curso

Leia mais

HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA

HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA 2º PERÍODO DIA ENTRADA E SAÍDA DISCIPLINA TIT. DOCENTE SALA SEGUNDA FEIRA 8H ÀS 11H:15MIN HISTOLOGIA ESPECIAL - AULA TEÓRICA MSC. RODOLFO 67 SEGUNDA FEIRA 11H:15MIN

Leia mais

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA Caracterização: A formação continuada é uma maneira de complementar a formação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG HORÁRIOS E ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG HORÁRIOS E ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 1ª SÉRE MANHÃ Enfermagem e nstrumentação Vet. Sala 6 Bloco 6 e Histologia Veterinária Genética eral B 07h30min Anatomia e Fisiologia Sala 3 Bloco 2 e Laboratório Práticas Hosp Enfermagem e nstrumentação

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA

MEDICINA VETERINÁRIA MEDICINA VETERINÁRIA 1. TURNO: Integral GRAU ACADÊMICO: Médico Veterinário PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. PRINCÍPIOS NORTEADORES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Para a boa formação

Leia mais

DISCIPLINA. Anatomia Descritiva Animais Domésticos I 40 40 80 Citologia 30 10 40

DISCIPLINA. Anatomia Descritiva Animais Domésticos I 40 40 80 Citologia 30 10 40 1º ANO 1º SEMESTRE Anatomia Descritiva Animais Domésticos I Citologia Bioquímica I Conservação dos Recursos Naturais Genética Animal Básica Microbiologia Veterinária I Bioestatística aplicada a Medicina

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL

DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL Serviço Público Federal Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA Nº 06/03 ASSUNTO: Reconhecimento de

Leia mais

Normas específicas do Programa de Pós graduação em Nutrição e Produção Animal, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP.

Normas específicas do Programa de Pós graduação em Nutrição e Produção Animal, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP. Normas específicas do Programa de Pós graduação em Nutrição e Produção Animal, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP. I. Composição da Comissão Coordenadora do Programa (CCP) O Programa

Leia mais

E-mail: giuliana@unicentro.br

E-mail: giuliana@unicentro.br GIULIANA GELBCKE KASECHER BOTELHO Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná (1999), mestrado em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Paraná (2001) e doutorado

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 1 SEMESTRE DISCIPLINA TEORICA PRÁTICA C/H CR 1. Ecologia e Manejo Ambiental 60-60 04 2. Informática Básica 30-30 02 3. Sociologia Rural

Leia mais

1º PERÍODO A: MEDICINA VETERINÁRIA HORA 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA. Citologia e Histologia

1º PERÍODO A: MEDICINA VETERINÁRIA HORA 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA. Citologia e Histologia 1 1º PERÍODO A: MEDCNA VETERNÁRA HORA 2ª FERA 3ª FERA 4ª FERA 5ª FERA 6ª FERA Anatomia descritiva Citologia e Histologia ntrod. à Med. Vet. e Ciências Humanas e Deontologia Sociais domésticos Anatomia

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O N 344

R E S O L U Ç Ã O N 344 1 R E S O L U Ç Ã O N 344 Estabelece critérios para homenagem aos profissionais da medicina veterinária e da zootecnia, no âmbito do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais

Leia mais

EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 248 de 29 de DEZEMBRO de 2015

EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 248 de 29 de DEZEMBRO de 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015,

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv.

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv. 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a)

Leia mais

Currículo do Curso de Medicina Veterinária

Currículo do Curso de Medicina Veterinária Currículo do Curso de Medicina Médico Veterinário ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a) é o(a) profissional credenciado(a) para desenvolver atividades nas áreas de clínica, cirurgia e obstetrícia veterinárias;

Leia mais

DECISÃO Nº 085/2015 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue:

DECISÃO Nº 085/2015 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue: CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 085/2015 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 27/02/2015, tendo em vista o constante no processo nº 23078.034121/2014-61, de acordo com o Parecer nº 006/2015

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINA UNIDADE PRÉ-REQUISITO CH SEMANAL CH SEMESTRAL TEO PRA TEO PRA 1. Administração Rural EA Economia Rural 2 1 32 16 48

Leia mais

UFPI PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL/ 2015-2018

UFPI PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL/ 2015-2018 Hospital de ensino, com funcionamento 24 horas, inaugurado em 09 de setembro de 2003. - Atende ao ensino de graduação em Medicina Veterinária - Pós-graduação - Execução das atividades dos Programas de

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA 04/03

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA 04/03 INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA 04/03 Assunto: definição dos formulários, fluxo de informações, testes laboratoriais e outros aspectos, a serem empregados para ingresso no Estado de Santa Catarina de ovinos,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste CICLO DE FUNDAMENTAÇÃO 1º. Semestre Semestre 442 h/ semanal 26 h EIXO TEMÁTICO Eixo DISCIPLINAS disciplinas Tipo INTRODUÇÃO A ATIVIDADE

Leia mais

Fórum da Pós-Graduação do Instituto de Biologia 2012

Fórum da Pós-Graduação do Instituto de Biologia 2012 Fórum da Pós-Graduação do Instituto de Biologia 2012 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM Biologia Animal UNICAMP Área CAPES: Ciências Biológicas III Dra. Silmara Marques Allegretti Coordenadora da PPG-Parasitologia

Leia mais

Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 211, de 05 de NOVEMBRO de 2015.

Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 211, de 05 de NOVEMBRO de 2015. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE NÚCLEO DE GESTÃO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado

Leia mais

A A transversalidade da Saúde Ambiental na formação do Médico Veterinário

A A transversalidade da Saúde Ambiental na formação do Médico Veterinário XIX Seminário Nacional de Ensino de Medicina Veterinária A A transversalidade da Saúde Ambiental na formação do Médico Veterinário Dr. Luciano Menezes Ferreira Comissão Nacional de Saúde Ambiental (CNSA)

Leia mais

VERIFICAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OFERTA PARA FINS DE RECONHECIMENTO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA

VERIFICAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OFERTA PARA FINS DE RECONHECIMENTO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR - SESu COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS EM ENSINO EM MEDICINA VETERINÁRIA VERIFICAÇÃO

Leia mais

Com a presença de quase 100 convidados entre médicas e familiares o Evento foi muito emocionante e agradável.

Com a presença de quase 100 convidados entre médicas e familiares o Evento foi muito emocionante e agradável. Por Iniciativa do Vereador Gilberto Natalini e da Associação Brasileira de Mulheres Médicas, foi feita uma Homenagem às Mulheres Médicas, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, que ocorreu em 07

Leia mais

Ensino das matérias pré-profissionalizantes relacionadas as áreas da Medicina Veterinária Preventiva, Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária

Ensino das matérias pré-profissionalizantes relacionadas as áreas da Medicina Veterinária Preventiva, Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária Comissão de Ensino e Pesquisa Ensino das matérias pré-profissionalizantes relacionadas as áreas da Medicina Veterinária Preventiva, Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária Profª. Drª. Elma P. S. Polegato

Leia mais

1. Pediatria /Internato 03+ 01 TP-20

1. Pediatria /Internato 03+ 01 TP-20 MINISTERIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI EDITAL Nº. 01/2010UFPI, de 03 de fevereiro de 2010. CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE DO MAGISTÉRIO SUPERIOR ANEXO DEPARTAMENTO MATERNO INFANTIL 1. Pediatria

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE CARGOS OU FUNÇÕES DE PROFESSOR TITULAR - MS-6

SOLICITAÇÃO DE CARGOS OU FUNÇÕES DE PROFESSOR TITULAR - MS-6 SOLICITAÇÃO DE CARGOS OU FUNÇÕES DE PROFESSOR TITULAR - MS-6 Unidade: FOP Total de pedidos: 7 Apresentação e Objetivos Indicar a demanda de novas vagas de MS-6, especificando o número de pedidos para promoção

Leia mais

Associados Homenageados Concessão Título de Associado Emérito 2013. Celso Rubens Vieira e Silva- BA

Associados Homenageados Concessão Título de Associado Emérito 2013. Celso Rubens Vieira e Silva- BA Associados Homenageados Concessão Título de Associado Emérito 2013 Carlos Alberto Basílio de Oliveira - RJ Celso Rubens Vieira e Silva- BA Margarida Maria Fernandes da Silva Moraes - SP Marialva Tereza

Leia mais

Como elaborar Memorial e Curriculum Vitae

Como elaborar Memorial e Curriculum Vitae Como elaborar Memorial e Curriculum Vitae Luciana Pizzani Rosemary Cristina da Silva Memorial Memorial é o relatório circunstanciado que se apresenta à comissão de progressão funcional, o qual inclui a

Leia mais

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Prevenção, controle e erradicação de doenças e pragas animais e vegetais de interesse econômico e de importância para a saúde pública. Assegurar a sanidade,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE MEDICINA CLÍNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de 11 de fevereiro

Leia mais

Notas Biográficas de Autores

Notas Biográficas de Autores Notas Biográficas de Autores Notas biográficas de autores 347 História. Revista da FLUP. Porto, IV Série, vol. 3-2013, 345-349 CHRISTIAN FAUSTO MORAES DOS SANTOS possui graduação em História e mestrado

Leia mais

EDITAL 01/2015. consultas. Todas as situações omissas serão decidias pelo CPG.

EDITAL 01/2015. consultas. Todas as situações omissas serão decidias pelo CPG. EDITAL 0/05 Edital de abertura de inscrições de candidatos para o Processo Seletivo 0/05 para Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Saúde Animal (PPGSA). Pág. O Coordenador do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE O roteiro e normas abaixo discriminados foram aprovados pela Congregação da FEA em 17.8.2005. ROTEIRO E NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE UM MEMORIAL PADRÃO PARA CONCURSOS DA CARREIRA DOCENTE NA FEA SUMÁRIO (para

Leia mais

Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata PESQUISA REGULAMENTO - 2013

Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata PESQUISA REGULAMENTO - 2013 PESQUISA REGULAMENTO - 2013 REGULAMENTO DA PESQUISA NA FACISB CAPÍTULO I Caracterização Artigo 1º. A Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata (FACISB) tem o desenvolvimento científico,

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA VETERINÁRIA

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA VETERINÁRIA 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO) é uma disciplina curricular da Faculdade de Medicina Veterinária da Faculdade

Leia mais

INTERAÇÃO HOMEM x ANIMAL SOB A PERSPECTIVA DO PRODUTOR RURAL ESTUDO PRELIMINAR. ¹ Discente de Medicina Veterinária UNICENTRO

INTERAÇÃO HOMEM x ANIMAL SOB A PERSPECTIVA DO PRODUTOR RURAL ESTUDO PRELIMINAR. ¹ Discente de Medicina Veterinária UNICENTRO INTERAÇÃO HOMEM x ANIMAL SOB A PERSPECTIVA DO PRODUTOR RURAL ESTUDO PRELIMINAR Carolina REMLINGER 1, karorem@hotmail.com, Raphaéli Siqueira BAHLS Raphabahls@hotmail.com 1 Felipe Lopes CAMPOS², campos.79@gmail.com

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O NASF

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O NASF PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O NASF Preocupados com inúmeros questionamentos recebidos pela Comissão Nacional de Saúde Pública Veterinária do Conselho Federal de Medicina Veterinária, a CNSPV/CFMV vem por

Leia mais

DISCIPLINAS CHP CHS CHST CHSP

DISCIPLINAS CHP CHS CHST CHSP MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA (Bacharelado) Aplicada aos Ingressantes a partir de 2011/1 Turnos Integral Matutino/Vespertino e Integral Vespertino/Noturno 1 o Período BIOLOGIA CELULAR

Leia mais

MINI CURRÍCULOS. CLEO BORGES Graduação em Medicina - Universidade Federal de Mato Grosso - 2005

MINI CURRÍCULOS. CLEO BORGES Graduação em Medicina - Universidade Federal de Mato Grosso - 2005 MINI CURRÍCULOS NULVIO LERMEN JUNIOR Graduado em Medicina UFSC - 2000 MFC titulado pela SBMFC em 2004 Especialista em Saúde da Família pela Universidade de Pernambuco Mestre em Políticas e Gestão em Saúde

Leia mais

FOLHA DE ROSTO. Definição Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. Elementos. Estilo NBR 14724.

FOLHA DE ROSTO. Definição Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. Elementos. Estilo NBR 14724. Guia prático para Normalização de Trabalhos Acadêmicos do ICT FOLHA DE ROSTO NBR 14724 Definição Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho. Elementos Nome do autor; Título e

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA. 2013 a 2020

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA. 2013 a 2020 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA 2013 a 2020 Comissão: Élice Fernando de Melo Erivelton Geraldo Nepomuceno Lane Maria Rabelo Baccarini Leonidas Chaves Resende Márcio Falcão

Leia mais

que ocorrerá em nosso país, em 2016, na cidade de Foz de Iguaçu. Iniciar o processo de concessão do TEON- COV

que ocorrerá em nosso país, em 2016, na cidade de Foz de Iguaçu. Iniciar o processo de concessão do TEON- COV Nesta edição : Editorial Volume VI, Edição 1 Janeiro/Fevereiro de 2015 Associação Brasileira de Oncologia A atual Diretoria da assume com objetivos claros e bem definidos: Fazer crescer a Associação e

Leia mais

CFMV Conselho Federal de Medicina Veterinária

CFMV Conselho Federal de Medicina Veterinária CFMV Conselho Federal de Medicina Veterinária Zoot. Adeilton Ricardo da Silva Conselheiro Efetivo Professor da FIMCA e UNIRON Agência IDARON adeiltonricardo@ibest.com.br Sistema CFMV/CRMV: É uma Autarquia

Leia mais

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO Profª Omara Machado Araujo de Oliveira Nutricionista (UFF) Mestre em Saúde Coletiva (UFF) Pós-Graduada em Nutrição Clínica ( UFF) Surgimento da Nutrição O campo da Nutrição

Leia mais

Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia

Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia PASSO A PASSO PARA ATIVIDADES PRÁTICAS COMPLEMENTARES São atividades obrigatórias

Leia mais

Minhas confreiras, meus confrades, minhas senhoras e meus senhores.

Minhas confreiras, meus confrades, minhas senhoras e meus senhores. DISCURSO PROFERIDO PELO MÉDICO VETERINÁRIO JOSÉ CARLOS DE ANDRADE MOURA, POR OCASIÃO DA POSSE DOS NOVOS MEMBROS TITULARES DA ACADEMIA BRASILEIRA DE MEDICINA VETERINÁRIA. Rio de Janeiro, 31 de julho de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE DIREITO Coordenação de Atividades Complementares

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE DIREITO Coordenação de Atividades Complementares UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE DIREITO Coordenação de Atividades Complementares REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GRADUAÇÃO Art.1º Este Regulamento define,

Leia mais

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Crescimento populacional - Estimativa de uma população

Leia mais

EDITAL 01/2015 - DCM PROCESSO AVALIATIVO PARA PROMOÇÃO OU ACESSO A TITULAR

EDITAL 01/2015 - DCM PROCESSO AVALIATIVO PARA PROMOÇÃO OU ACESSO A TITULAR EDITAL 01/2015 - DCM PROCESSO AVALIATIVO PARA PROMOÇÃO OU ACESSO A TITULAR O Chefe do Departamento de Ciências Morfológicas, no uso de suas atribuições, de acordo com a Lei nº 12.772/2012, de 28/12/2012,

Leia mais

Professor(a) Disciplina Curso Código Datas Horário. Denize Rufino. Luciano Eduardo Polaquini. Renê Souza. Renê Souza

Professor(a) Disciplina Curso Código Datas Horário. Denize Rufino. Luciano Eduardo Polaquini. Renê Souza. Renê Souza Professor(a) Disciplina Curso Código Datas Horário Denize Rufino Luciano Eduardo Polaquini Renê Souza Renê Souza Anatomia Humana Bases Neurológicas do Comportamento Bromatologia Economia e Administração

Leia mais

Onde os Biomédicos atuam?

Onde os Biomédicos atuam? Onde os Biomédicos atuam? Os profissionais Biomédicos estão distribuídos por todas as esferas científicas públicas e privadas das universidades, faculdades, centros universitários, institutos de pesquisas,

Leia mais

INFORME UVV-ES Nº10 22-28/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

INFORME UVV-ES Nº10 22-28/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional FOMENTO À PESQUISA Estão abertas as inscrições de propostas provenientes dos Programas de Pós-Graduação

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. (*) Institui Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina Veterinária.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 05/2015- ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 05/2015- ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 05/2015- ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO, no uso de suas atribuições regimentais e em conformidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 10/05-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 10/05-CEPE RESOLUÇÃO Nº 10/05-CEPE Fixa a tabela de pontuação para avaliação de currículo para concurso público na carreira de Magistério Superior da UFPR. 1 O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão normativo,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LETRAS CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES E PROGRAMA Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 211, de 05

Leia mais

2013-2013 Curso de curta duração em Inseminação Artificial em Bovinocultura. Fazenda Paraíso, FAZENDA PARAÍSO, Brasil

2013-2013 Curso de curta duração em Inseminação Artificial em Bovinocultura. Fazenda Paraíso, FAZENDA PARAÍSO, Brasil CURRICULUM VITAE JULIO RAMOS REIS Endereço: Rua Iraci, 712, Boa Esperança Patrocínio - MG CEP: 38740-000 Telefones: (34) 9178-4616 / (34) 9903-1156 E-mail: julioramosreis@gmail.com Dados pessoais Filiação

Leia mais

Inter-relações entre a posse responsável de animais domésticos e a saúde humana

Inter-relações entre a posse responsável de animais domésticos e a saúde humana Página 1 de 6 Home Cultura Especial Interligado Internacional Nacional Opiniao Pesquisa Universidade Vamos Cinema Concursos Cursos Dança Estréia Eventos Exposições Livros Música Notas Programe-se Revistas

Leia mais

Notas curriculares. Aurélio Rodrigues, nasceu a 05/06/1954, no concelho de Melgaço.

Notas curriculares. Aurélio Rodrigues, nasceu a 05/06/1954, no concelho de Melgaço. Notas curriculares Aurélio Rodrigues, nasceu a 05/06/1954, no concelho de Melgaço. Licenciado em História, pela Universidade do Porto. Doutorando em Políticas Públicas, na Universidade de Aveiro. Especialista

Leia mais

HOMENAGEM ÀS S MULHERES MÉDICO VETERINÁRIAS RIAS. Clotilde de Lourdes Branco Germiniani Universidade Federal do Paraná

HOMENAGEM ÀS S MULHERES MÉDICO VETERINÁRIAS RIAS. Clotilde de Lourdes Branco Germiniani Universidade Federal do Paraná HOMENAGEM ÀS S MULHERES MÉDICO VETERINÁRIAS RIAS Clotilde de Lourdes Branco Germiniani Universidade Federal do Paraná DIA INTERNACIONAL DA MULHER * O dia 8 de março, desde 1975, foi oficializado pelas

Leia mais

NORMAS PARA REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

NORMAS PARA REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS PARA REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Sorriso-MT, junho de 2009 CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente conjunto de normas da Faculdade Centro Mato Grossense tem

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO A coordenação do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSC) do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal do Espírito

Leia mais

FACULDADE DE CIENCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL COORDENAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

FACULDADE DE CIENCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL COORDENAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA FACULDADE DE CIENCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL COORDENAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA CACOAL 2012 1 ATIVIDADES COMLEMENTARES.

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UFMG

FACULDADE DE DIREITO UFMG RESOLUÇÃO N. 15, DE 20 DE MARÇO DE 2012 Regulamenta as atividades complementares de graduação no curso de graduação em Direito da Universidade Federal de Minas (UFMG). O Colegiado de Coordenação Didática

Leia mais

Oncologia Normas Específicas

Oncologia Normas Específicas Oncologia Normas Específicas I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-graduação em ONCOLOGIA será constituída pelo Coordenador do Programa e seu Suplente; mais 1

Leia mais

LEGISLAÇÃO EM SANIDADE

LEGISLAÇÃO EM SANIDADE Claudio Regis Depes 1983 Médico Veterinário Unesp (Jaboticabal) 2003 Especialização em Saúde Pública Veterinária Unesp (Botucatu) Trabalha na Coordenadoria de Defesa Agropecuária em Assis Gerente do Programa

Leia mais

INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011)

INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011) Seminário 09 A AMAZÔNIA E SUAS FRONTEIRAS NO CONTEXTO DA INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011) Objetivo: Em consonância com a Política Externa do Governo Federal de Integração

Leia mais

Equiparada a Assistente do 1º triénio a tempo integral de Janeiro de 1999 a Julho de 2004.

Equiparada a Assistente do 1º triénio a tempo integral de Janeiro de 1999 a Julho de 2004. Curriculum Vitae 1. DADOS BIOGRÁFICOS Nome: Teresa Cristina Fernandes Ferreira Madureira Data Nasc.: 1970/06/08 Telem. 93 9358675 E-mail: teresa@esa.ipvc.pt 2. QUALIFICAÇÕES ACADÉMICAS Maio de 2004: Mestre

Leia mais

XVI Encontro de Iniciação à Pesquisa Universidade de Fortaleza 20 a 22 de Outubro de 2010

XVI Encontro de Iniciação à Pesquisa Universidade de Fortaleza 20 a 22 de Outubro de 2010 XVI Encontro de Iniciação à Pesquisa Universidade de Fortaleza 20 a 22 de Outubro de 2010 PERFIL DOS PROFESSORES-PESQUISADORES DOS CURSOS DA SAÚDE DE UMA UNIVERSIDADE CEARENSE Palavras-chave: Educação

Leia mais

Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae

Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae Março/2015 Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae Dados pessoais Nome Ricardo Felix Lana Nome em citações bibliográficas LANA, R F Nascimento 27/09/1989 - Viçosa/MG - Brasil

Leia mais

Normas Acadêmicas do CEPE

Normas Acadêmicas do CEPE Normas Acadêmicas do CEPE A presente norma (diretriz) do CEPE (Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício) tem o objetivo de organizar e de sistematizar as atividades acadêmicas por ele desenvolvidas

Leia mais

043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman

043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman DO de 08/08/13 NOVA ESTRUTURA 043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman Cumprir e fazer cumprir no Município do Rio de

Leia mais

Manual de Formatura Regulamento e Normas

Manual de Formatura Regulamento e Normas FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÂNDIA Manual de Formatura Regulamento e Normas UBERLÂNDIA MG 1 Solenidade de Colação de Grau A conclusão do curso certamente é a celebração do estudante de uma grande conquista.

Leia mais

CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO. Solenidade de Colação de Grau

CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO. Solenidade de Colação de Grau CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO Solenidade de Colação de Grau A cerimônia de colação de grau é o último ato institucional da Faculdade, quando, perante a comunidade acadêmica e representantes externos, é outorgado

Leia mais

Deliberação CPG CCD 04/2014. Sobre a validação de créditos e revalidação de títulos. Sobre a creditação em Atividades Complementares

Deliberação CPG CCD 04/2014. Sobre a validação de créditos e revalidação de títulos. Sobre a creditação em Atividades Complementares Deliberação CPG CCD 04/2014 Das disciplinas e dos créditos Modelo de ementa Sobre a validação de créditos e revalidação de títulos Sobre a creditação em Atividades Complementares Do relatório discente

Leia mais

DADOS DO INEP Instituto Nacional de estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Ministério da Educação UDESC/ 2005

DADOS DO INEP Instituto Nacional de estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Ministério da Educação UDESC/ 2005 DADOS DO INEP Instituto Nacional de estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Ministério da Educação UDESC/ 2005 Número total de Programas 1 e seus respectivos projetos vinculados, público atendido

Leia mais

Programa para seleção pública do AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS I - 2008

Programa para seleção pública do AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS I - 2008 Programa para seleção pública do AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS I - 2008 Conteúdo Saúde Pública Lei 8080 de 19/09/1990; Lei 8142 de 28/12/1990; ABC do SUS Doutrinas e Princípios - Ministério da Saúde; Avanços

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL Alcyr de Morisson Faria Neto (Especialista) Regime de Trabalho: Horista Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Qualificação profissional: Arquitetura

Leia mais

Dados a serem fornecidos para inclusão de novas bibliotecas

Dados a serem fornecidos para inclusão de novas bibliotecas Dados a serem fornecidos para inclusão de novas bibliotecas Para exemplos, consulte Serviços>Guia> em: http://www.apcisrj.org Nome da instituição/sigla Nome da biblioteca Endereço completo, com CEP Telefone,

Leia mais

BIOÉTICA E ÉTICA MÉDICA

BIOÉTICA E ÉTICA MÉDICA BIOÉTICA E ÉTICA MÉDICA CIDES EXT. TELEFONE Direção - Doutor Rui Nunes 26845 220426845 Lic. Filipa Santos (Secretariado) 26840 220426840 Doutora Guilhermina Rego 26844 220426844 Mestre Ivone Duarte 26841

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 15, de 23 de abril de 2013, publicado

Leia mais

Universidade Estadual de Santa Cruz

Universidade Estadual de Santa Cruz Universidade Estadual de Santa Cruz Área de Concentração: Biologia de Plantas Tropicais A área visa o desenvolvimento de estudos básicos e aplicados da fisiologia, morfologia e diversidade de plantas tropicais.

Leia mais

Colaboradores deste Número

Colaboradores deste Número Colaboradores deste Número Angela Marina Chaves Ferreira é doutora em Letras Neolatinas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde obteve o título de mestre na mesma área de estudos. Cumpriu estágio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 756, DE 17 DE OUTUBRO DE 2003

RESOLUÇÃO Nº 756, DE 17 DE OUTUBRO DE 2003 RESOLUÇÃO Nº 756, DE 17 DE OUTUBRO DE 2003 Dispõe sobre o Registro de Título de Especialista em áreas da Medicina Veterinária, no âmbito dos Conselhos Regionais de Medicina Veterinária. O CONSELHO FEDERAL

Leia mais

10/09 CRMV-RN comemora, com êxito, o Dia do Médico Veterinário

10/09 CRMV-RN comemora, com êxito, o Dia do Médico Veterinário 10/09 CRMV-RN comemora, com êxito, o Dia do Médico Veterinário O Dia do Médico Veterinário, 9 de setembro, foi comemorado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio Grande do Norte

Leia mais

O PERFIL DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DE SÃO PAULO

O PERFIL DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DE SÃO PAULO O PERFIL DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA RIA DO ESTADO DE SÃO PAULO Karina Paes Bürger O ENSINO DE SAÚDE PÚBLICA P VETERINÁRIA RIA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA RIA DO

Leia mais

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Data: 12 e 13 de novembro de 2015 Patrocínio Apoio Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, este software

Leia mais

Trata o presente parecer de renovação do credenciamento

Trata o presente parecer de renovação do credenciamento INTERESSADO/MANTENEDORA UF UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS RS ASSUNTO Renovação de Credenciamento do Curso de pós-graduação em Zootecnia, com áreas de concentração em Produção Animal, Nutrição Animal,

Leia mais