BIG DATA. Intelligence. Bussiness PUB PUB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIG DATA. Intelligence. Bussiness PUB PUB"

Transcrição

1 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6161 DE 28 DE ABRIL DE 2015 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE PUB BIG DATA Cloud Computing Bussiness Intelligence PUB

2 II Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE Gigantes tecnológicas lucram com plataformas e serviços cloud IRINA MARCELINO Uma grande surpresa para os analistas norte-americanos. Foi isso que aconteceu há menos de uma semana, quando a Amazon divulgou os seus resultados do primeiro trimestre na (secreta) área de negócio relacionada com a cloud : 1,57 mil milhões de dólares (1,4 mil milhões de euros), 7% do negócio do grupo. A Amazon Web Services (AWS) vale hoje, disse Jeff Bezos, CEO, 4,7 milmilhõesdeeurosecrescede forma acelerada. Novidade? Sim, tendo em conta que a Amazon nunca tinha divulgado números sobre esta sua área de negócio e não se imaginava que fossem tão elevados. Nascida há 10 anos, a AWS é um bom exemplo de como nós entendemos as novas ideias e os riscos na Amazon. Esforçamo- -nos por nos focarmos implacavelmente no cliente, inovar rapidamente e por nos direccionarmos rumo à excelência operacional, disse o CEO num comunicado. A área de negócio tem crescido cerca de 40% ao ano, e alguns analistas de Wall Street já falam em spinoff. Amazon, Microsoft, IBM, Google. Todas estão a apostar fortemente no fornecimento de serviços, infraestruturas e plataformas cloud. E apesar de, até agora, não se saber ao certo quanto vale esta área de mercado, os números começam a aparecer. Uma análise feita pela Synergy Research estima que a Amazon tenha 28% do mercado, a Microsoft 10%, a IBM 7%, a Google 5% e a Salesforce 4%. Muitas das actuais barreiras à adopção da cloud foram ultrapassadas e o mercado global está numa trajectória de forte crescimento, disse John Dinsdale, Chief Analyst e Research Director da Synergy Research Group. O que AWS [da Amazon] e a Microsoft conseguiram atingir é particularmente impressionante. Ambas têm um portefólio enorme de serviços e conseguiram beneficiar do arrefecimento da competição de preços super-agressiva que marcou o mercado na primeira metade de 2014, afirmou ainda, citado pelos meios de informação internacionais. A Microsoft está a apostar fortemente nesta área, tendo percebido que cada vez mais os seus clientes estão a fugir da frente dos computadores, o que está a ter influência sobre o seu negócio de licenças. AMAZON No primeiro trimestre facturou 1,4 mil milhões de euros e o seu CEO diz que esta é uma área que vale 4,7 mil milhões. 4,7 mil milhões MICROSOFT O negócio da cloud rendeu mais de 6 mil milhões de dólares à Microsoft (dados anuais). 5,8 mil milhões de euros IBM As receitas de cloud da IBM cresceram 60% no ano passado. 6,4 mil milhões de euros Neste campo, a Microsoft tem o Azure, que não é apenas uma plataforma cloud onde se pode armazenar informação. Inclui por exemplo serviços de analítica de dados e linhas de serviços para sectores específicos. Os resultados desta área da Microsoft são promissores: as vendas mais que duplicaram face ao ano passado. Há pouco mais de uma semana anunciou que os resultados anuais da área da cloud tinham chegado aos 6,3 mil milhões de dólares (5,8 mil milhões de euros). Apesar da cloud da Amazon ainda ser maior que a da Microsoft, os analistas dizem que quando chegar a hora do confronto junto das grandes empresas, a Microsoft poderá partir com vantagem. A IBM também já percebeu a importância do negócio, que faz parte do CAMSS, a sigla de cinco letras que resume a sua estratégia de negócio (Cloud, Analytics, Mobile, Social & Security). As áreas, que a IBM está apostada em desenvolver, cresceram 16% no último ano, representando 27% do seu volume de negócios internacional. A IBM Portugal, conta fonte oficial, está em consonância com esta evolução. Ricardo Martinho, director da Divisão de Entreprise Business Unit SO IBM Portugal, disse ao Diário Económico que, sendo o crescimento expectável do investimento em TI para Portugal de cerca de 1,2%, antevê-se um 2015 positivo e de crescimento, em especial nas áreas de cloud, big data, mobile, social e segurança, transversais às ofertas das várias áreas da IBM de hardware, software e serviços. Os investimentos devem crescer a duplo dígito durante 2015 face ao ano anterior nas áreas de Front Office Transformation; Bigdata & Analytics e segurança. No ano passado, as receitas de cloud da gigante tecnológica foram de sete mil milhões de dólares (6,4 mil milhões de euros), tendo crescido 60%. E as receitas de Business Analytics foram de 17 mil milhões de dólares (15,6 mil milhões de euros), tendo representado um crescimento de 17%. Actualmente a IBM tem 46 centros mundiais de dados, incluindo o centro mundial de cloud em Lisboa, inaugurado em Julho do ano passado. Satya Nadella, CEO da Microsoft veio da área de cloud da empresa. A área é hoje fundamental para a estratégia da Microsoft. Virgina Rometty, presidente executiva da IBM. A empresa está a investir em novos serviços na área da Internet das Coisas (IoT) a partir da IBM Bluemix, que vai permitir aintegraçãodedados no desenvolvimento e implementação de novas aplicações IoT baseadas na cloud.

3 Terça-feira 28 Abril 2015 Diário Económico III Jeff Bezos, CEO da Amazon. A cloud da retalhista é muito usada por start ups mas também por grandes clientes. Os menos e os mais da nuvem que está em toda a parte Eric Schmidt, Google: O mundo vai ser definido pelos smartphones, Android ou Apple, (...) e por cloud computing. A empresa não divulgou, no entanto, os seus resultados nesta área. Peter Foley / Bloomberg Jason Alden / Bloomberg A nuvem não é apenas armazenagem de dados. É muito mais. Todos os serviços que antes eram disponibilizados fisicamente estão hoje disponíveis online, explica Gabriel Coimbra, da IDC Portugal. É o caso do Office 365: ao assinarmos o Ofiice estamos a interagir com a cloud,porqueéláqueoprograma está. Mas há mais. Plataformas onde as empresas podem desenvolver software. O próprio e o desktop também podem estar na nuvem, conseguindo o utilizador aceder-lhes através de qualquer dispositivo. O potencial para a utilização destes serviços é muito elevado, considera António Cardoso, Service Delivery Manager para Cloud Services da Novabase, referindo que até no caso do terramoto do Nepal as empresas Facebook, Google, Viber, de serviços de cloud foram críticos na localização de pessoas. Saiba quais são as suas vantagens e desvantagens. AS VANTAGENS Flexibilidade e agilidade é a primeira vantagem defendida por Gabriel Coimbra. Porque a cloud permite que pessoas e empresas tenham acesso a sistemas de informação, tornando mais fácil o acesso a novas aplicações e, até, ao próprio escritório. A redução de custos é outra das vantagens assumidas pelo especialista, uma redução que também se concretiza pela simplificação da gestão dos sistemas de TI das empresas. AS DESVANTAGENS A questão da segurança e da privacidade dos dados ainda é apontada pelo analista como um dos calcanhares de Aquiles do cloud computing, ainda que, em geral, as empresas garantam que a cloud é ainda mais segura que a opção física de ter os dados em servidores internos. Temos os nossos dados no servidor do nosso fornecedor, que pode estar em Portugal, mas também nos Estados Unidos ou na Irlanda. Em sectores onde há restrições regulamentares que impeçam a saída dos dados para fora da União Europeia isto tem de ser tido em conta, defende Gabriel. Há, por isso, que conhecer muito bem todos os termos do o contrato assinado com o prestador de serviço cloud, especialmente no que respeita a assuntos relacionados com a propriedade intelectual. A dependência de um só fornecedor externo é outro dos pontos menos positivos, assim como as dificuldades que podem surgur na fase de integração dos novos sistemas com os existentes. I.M. PUB Jeffery Allan Salter / Corbis / VMI Daniel Acker / Bloomberg

4 IV Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE Na imagem, o Data Center da PT na Covilhã, quejácontacommaisdemil clientes de serviços de cloud computing. Ao todo, são mais de 17 mil servidores em produção. Fonte oficial da PT disse que 70% do parque já está virtualizado, ou seja, os servidores estão desmaterializados, o que significa poupanças em termos de espaço e de gestão da infraestrutura. Mario Proenca / Bloomberg Empresas reconhecem valor da cloud mas não investem o suficiente Nas próximas duas décadas, a analítica, o big data e o cloud computing vão ser os motores de desenvolvimento da indústria tecnológica, diz a consultora IDC. Terceira Plataforma de Inovação suportada pelas tecnologias móveis, aplicações sociais, soluções de Big Data e cloud computing, diz a IDC. Colocar dados numa nuvem - mas não só - é hoje realidade para muitas empresas. São vários os inquéritos e estudos sectoriais que o atestam, ainda que subsistam dúvidas sobre questões como a segurança. A consultora IDC, por exemplo, acredita que aquilo a que chama de Terceira Plataforma de Inovação TI - suportada pelas tecnologias móveis, pelas aplicações sociais, pelas soluções de Big Data e de analítica de negócio e pelos serviços de Cloud Computing - vai ser o motor do crescimento e da inovação da indústria nos próximos 20 anos. E vai alterar significativamente o modo como as organizações a nível mundial disponibilizam serviços de TI aos seus utilizadores. Um terço das empresas inquiridas pela IDC e pela NOS reconhecem ainda que a importância da Big Data está a crescer, incluindo a sua utilização em tempo real através da nuvem. A Accenture, por seu turno, defende mesmo que vai começar a (R)evolução de Plataformas, onde os avanços na mobilidade e cloud não só estão a eliminar as barreiras tecnológicas como também a abrir o mercado a empresas de outros sectores e zonas geográficas, o que significa que os ecossistemas baseados em plataformas tecnológicas são o novo campo de batalha na luta pela competitividade. As conclusões do estudo levado a cabo pela consultora IDC com a NOS vão no mesmo sentido: a generalidade dos responsáveis de negócio e de TI estão conscientes que as soluções de cloud computing são factores críticos para a agilidade de negócio e para a eficácia das operações de TI. No entanto, grande parte das organizações ainda não terão investido o suficiente na implementação de processos de gestão, de tecnologias e de competências que são necessárias para alcançar os objectivos relacionados com Cloud Computing. No inquérito que levaram a cabo entre Outubro e Novembro de 2014, em que foram analisadas 358 organizações, concluiu-se que apesar de 38% já integrarem os serviços de cloud na estratégia tecnológica, apenas 17% das médias e grandes organizações portuguesas já a incorporaram a estratégia de negócio. 11% dos inquiridos não procederam à discussão destas tecnologias no seio da sua empresa, sendo a discussão para um terço dos inquiridos apenas informal. Os dados recolhidos levaram ainda a IDC a constatar que serviços como as comunicações unificadas (14% das organizações), correio electrónico (12%), aplicações de colaboração (11%), CRM (8%), gestão/criação de sites (8%) e desenvolvimento e teste de aplicações (7%) são os serviços de Cloud Pública com maior utilização no território nacional. A consultora acredita, no entanto, que a adopção dos serviços de Cloud Pública vai generalizar-se no interior das organizações nacionais nos próximos dois anos, com destaque para áreas como o correio electrónico, a produtividade pessoal, a colaboração, as comunicações unificadas, gestão e criação de websites, desenvolvimento e teste de aplicações, CRM, contact center e disaster recovery. principalmente nas grandes organizações, há uma grande dinâmica no desenvolvimento de infraestruturas privadas de Cloud Computing e interesse na utilização de serviços privados de Cloud Computing em Hosting. Mais concrectamente, em 2017 estas duas categorias serão responsáveis por 33% de todo o orçamento de TI das médias e grandes organizações portuguesas, quando em 2013 representam menos de 15%. A Cloud Pública, a Cloud Privada e a Cloud Privada em Hosting, que hoje representam menos de um quarto do orçamento, em 2020 vão pesar 40% do orçamento corporativo nas médias e grandes organizações portuguesas. I.M.

5 Terça-feira 28 Abril 2015 Diário Económico V As regras antes de avançar para a cloud Paulo Ornelas, CIO da SATA, destaca as regras a ter em conta antes de colocar a informação mais sensível na cloud PUB A sua empresa já está totalmente confiante em colocar a sua informação mais sensível na cloud, perguntou o Diário Económico a um CIO. Paulo Ornelas, CIO da SATA, não tem dúvidas: a resposta mais directa a esta questão seria: depende. E depende por vários factores, afirma, explicando que existem três tipos de clouds : as públicas (infraestrutura partilhada por várias organizações), clouds privadas (infraestrutura dedicada a uma organização individual) e as clouds híbridas (constituída por serviços em cloud privada e serviços em cloud pública). O segundo factor a avaliar, afirma, está relacionado com aspectos regulatórios. A organização ou a entidade pública que pretenda contratar serviços cloud deve avaliar se, no caso concrecto e face ao regime legal e/ou regulatório aplicável a colocação da sua informação num modelo cloud é admissível, se está sujeita a autorizações ou obrigações de informação às entidades de regulação/supervisão do sector e quais os cuidados a considerar para controlo da localização física dos dados. A protecção jurídica ao cliente é um factor que se deve avaliar. A ordem jurídica portuguesa não contém uma legislação específica no domínio dos contratos de serviços de Cloud Computing. Aplicam-se as regras vigentes para os contratos em geral. No entanto, recorda, foi criada pela Comissão Europeia em 2012, uma estratégia para o Cloud Computing. Desta iniciativa surgiu a Cloud Service Level Agreement Standardisation Guidelines, que reconhecia que a padronização de aspectos de qualidade de serviço melhorará a clareza e compreensão dos acordos relativos à Cloud. No que respeita ao garante da segurança prestada pelo prestador de serviço, Paulo Ornelas recorda a norma ISO/IEC 27018, desenvolvida pelo International Organization for Standardization (ISO), que tem como objectivo estabelecer uma aproximação internacional uniforme à protecção da privacidade dos dados pessoais que são armazenados na cloud. O tema da confiança, crítico na adopção desta tecnologia, está por isso a dar passos largos no caminho de uma regulação e estandardização que visa dar garantias alargadas aos clientes que a adoptem. Para o responsável, as ferramentas Cloud Computing têm o potencial de mudar radicalmente as empresas que a adoptam, mesmo que as tecnologias sejam usadas apenas internamente. E exemplifica: a economia da computação em nuvem permite que PAULO ORNELAS CIO da SATA Membro da Cionet empresas inovadoras criem produtos que ou não eram possíveis antes ou são significativamente menos caros do que a concorrência. Existindo menos barreiras técnicas e económicas, o Cloud Computing irá permitir a prototipagem e a validação de novas abordagens ao mercado de uma forma muito mais rápida e menos dispendiosa. Paulo Ornelas considera ainda que as empresas tradicionalmente lentas, que não consigam ser ágeis, terão sérios problemas para conseguirem acompanhar as empresas mais ágeis e flexíveis. As vantagens para as pequenas empresas é a possibilidade de poderem ser globais... em dias, deixando de estar restritas a certas regiões do globo devido a limitações de orçamento.

6 VI Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE Empresas Foto cedida pela SAP ENTREVISTA LUÍS MATOS, RESPONSÁVEL PELAS SOLUÇÕES DE COMPRAS E REDES DE NEGÓCIO DA SAP Existem mitos no que à segurança diz respeito As mais exigentes normas são cumpridas, o que garante a segurança. O que justifica o aumento de 121% das encomendas de cloud à SAP no primeiro trimestre de 2015? A Cloud representa a área de maior crescimento na SAP, tendo apresentado um crescimento excepcionalmente forte no primeiro trimestre de Hoje, a SAP é a empresa com o mais rápido crescimento na Cloud, com mais de 80 milhões de subscritores no mundo. Este extraordinário crescimento na Cloud revela o resultado bem sucedido da nossa estratégia e posicionamento, que assenta num largo espectro de opções no que ao consumo, à implementação e ao licenciamento diz respeito. Deste modo, cada cliente pode ser servido de acordo com as suas necessidades individuais, pois a oferta da SAP para a Cloud tanto pode ser pública, gerida ou privada. Adicionalmente, a uma instalação pura num servidor do cliente ou a uma implementação baseada num modelo de subscrição, a SAP também combina as duas ofertas e disponibiliza cenários híbridos de soluções na Cloud, com sistemas instalados no servidor do cliente. Que áreas cresceram mais? As linhas de negócio com maior crescimento têm sido a de gestão de Capital Humano e a de Compras ( procurement ). Na gestão de capital humano são potenciadas as melhores práticas internacionais e todo o potencial das aplicações em dispositivos móveis, como o apoio à deslocalização e mobilidade das pessoas nas organizações, através da solução SuccessFactors. Ao passo que a gestão de compras na Cloud apoia-se na maior rede de negócio empresarial com mais de 1,7 milhões de 700 fornecedores, conhecida por Ariba. Que potencial ainda tem a cloud para as empresas e particulares? As empresas não investem na Cloud somente para pouparem custos com as tecnologias de informação e aumentarem a sua eficiência. As empresas adoptam a Cloud como uma plataforma que proporciona uma constante inovação e capacidade de diferenciação, a adopção de melhores práticas, maior rapidez de evolução e, sobretudo, simplicidade. Hoje em dia ninguém pode esperar longos períodos de tempo para proceder a actualizações ou para implementar melhorias. Há sem dúvida uma crescente procura deste tipo de soluções pelo mercado empresarial. Segundo um estudo recente, realizado em conjunto pela SAP e a Oxford Economics, a estratégia na Cloud é já hoje uma séria realidade que tem produzido um impacto significativo de mudança Servidores estão localizados em centros de dados de alta segurança e disponibilidade, com cópias de segurança, balanceadores de carga, fontes de energia, procedimentos de emergência e protocolos de recuperação de dados. no desempenho empresarial. A adopção da Cloud e as mudanças que ela arrasta são inevitáveis para os negócios das empresas. Que riscos ainda não foram mitigados? Com a maturidade que já existe e com a crescente industrialização das soluções e das plataformas na Cloud, os riscos são bastante reduzidos. No entanto, existem mitos que importa desmistificar no que à segurança e perda de informação diz respeito. É importante referir que estas plataformas cumprem as mais exigentes normas europeias de segurança e de legislação. Os servidores estão localizados em centros de dados de alta segurança e disponibilidade, com cópias de segurança, balanceadores de carga, fontes de energia, procedimentos de emergência e protocolos de recuperação de dados. Adicionalmente, a transição inevitável para a Cloud deve ser assegurada por parceiros certificados e conhecedores das melhores metodologias, para que este processo de transição seja fácil, tranquilo e assegure todas as mais- -valias subjacentes. A SAP e todo o seu ecossistema de parceiros estão certificados ao mais elevado nível, procurando não só induzir e desafiar as empresas a aderir a este novo modelo. I.M. Gfi Portugal Apoia na migração e já se mudou A Gfi Portugal apoia os seus clientes no processo de migração para a Cloud através de uma metodologia própria que permite desenhar a melhor estratégia de acordo com a realidade de cada cliente, e integra ANA CASTRO Gfi as fases de implementação e manutenção das infraestruturas. Tem como parceiros tecnológicos a Microsoft, a Cisco e a EMC. Além de prestar serviços nesta área a própria Gfi tem toda a sua infraestrutura externalizada na Cloud. A decisão de migração para a Cloud foi tomada aquando da renovação tecnológica do Datacenter, depois de analisados os benefícios comparativamente à compra de hardware e licenciamento, conta Ana Castro, Business Development Director. A migração permitiu aumentar os níveis de serviço e as funcionalidades, nomeadamente da plataforma de e de comunicações unificadas, e reduzir substancialmente os custos com a plataforma de Desenvolvimento e Testes, através da rápida criação de máquinas virtuais. PHC Uma boa opção financeira O facto das clouds não requererem um investimento inicial em hardware ou custos extra de manutenção ou de infraestrutura, fazem dela uma óptima opção em termos financeiros, considera Céu Mendonça, da PHC, tecnológica especializada em sistemas de software de gestão. O facto dos sistemas se actualizarem automaticamente, a um ritmo que a maioria das empresas dificilmente conseguiria acompanhar se estivéssemos a falar nos modelos tradicionais é outra das vantagens. Além disso, são feitos backups diários da informação, o que garante a sua segurança, havendo ainda firewalls e outras ferramentas como algoritmos de encriptação, actuando contra ameaças externas. GS1 Plataforma de códigos de barras já está na nuvem A GS1 Portugal, entidade que introduziu os códigos de barras há 30 anos, já passou toda a sua informação para a cloud. CRM, ferramentas de suporte, os portais para os nossos associados como o SyncPt, tudo está hoje na estrutura cloud, conta Nuno Azevedo, responsável pela área de inovação e tecnologia da entidade. A segurança está no topo da lista dos motivos: o facto de termos serviços em parceiros que são de confiança é bem mais seguro do que ter vários. Se na nossa infraestrutura interna tivéssemos de ter o mesmo nível de segurança, custaria mais 10 vezes. O facto de não se pagar licenças também é vantajosa. O outro pró é a escalonidade. Neste momento, conseguimos dizer que vamos precisar de mais memória por um ou dois dias sem degradarmos os nossos serviços. I.M.

7 PUB

8 VIII Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE A área de merchandising da Disney utiliza a análise de dados. Fabrice Dimier / Bloomberg Big Data: o tema que está na agenda dos exeutivos Quantidade de informação disponível é imensa. Mas tem de se saber analisá-la da melhor forma. Dados, dados, dados. Em 2005, o volume de dados digitais no mundo totalizava 300 exabytes. Em 2020, deverá ultrapassaros40mil. Há muita informação disponível e muitas empresas internacionais já estão a aprender a aproveitá-la em prol do seu negócio. Informação externa, disponível na web, nas redes sociais, mas também em sensores ou até na informação interna da empresa em que nunca mais se pensou. Apesar de muito se falar no assunto, o facto é que o Big Data está a ser mais adoptado pelas empresas norte- -americanas e menos pelas europeias, nomeadamente as da Europa Ocidental, diz um estudo da IDC. As análises da consultora evidenciam uma correlação entre uma maior utilização de analítica de negócio e melhor desempenho organizacional. E é por essa razão que o tema está na agenda dos executivos. Relacionando toda a informação disponível, as empresas têm um potencial enorme de se destacarem face à concorrência, de conhecerem melhor os comportamentos dos seus clientes e potenciais clientes, e de abrirem novas áreas de negócio, acredita Luís Gomes, Head of Business Analytics da Novabase, para quem o desafio actual é as empresas encontrarem os casos de utilização que permitam alavancar o seu negócio com recurso à utilização de toda a informação a que poderão ter acesso. A adopção do Big Data -e da sua análise em prol de um ou mais objectivos - em Portugal está numa fase pouco madura ou inicial, sendo a maioria das iniciativas projectos-piloto ou provas de conceito, afirma a IDC. Um dos motivos para esse estádio na utilização de Big Data nas organizações é a falta de competências ou maturidade para o conseguir. A Sonae é uma das empresas portuguesas que está a apostar nesta área. Esta área tem sido apontada a nível internacional como uma das tendências com maior potencial de transformação empresarial, em especial do sector do retalho, afirma David Ferreira Alves, CIO da Sonae. E é por isso que a empresa tem feito um investimento importante nesta área, nomeadamente na alocação de recursos humanos seniores. Menos marketing, mais dark data A nível internacional, a expressão é cada vez menos usada, considera Donald Feinberg, especialista da Gartner neste assunto, que acredita que Big Data passou a ter menos valor para a estratégia de marketing das organizações e que é por isso que a expressão é menos utilizada. O researcher revela que novas ferramentas estão a ser desenvolvidas para gerir e analisar melhor os dados. É o caso do Spark ou de Database Management Systems como o nosql. Donald lembra ainda que as empresas estão a testar e a experimentar novas ferramentas no Dark Data dados que foram guardando durante anos mas que nunca foram tratados e agora podem trazer- -lhes valor. Os dados sociais (Social Data) e provenientes de sensores (Sensor Data), que não estavam disponíveis antes, são também uma tendência. A informação é interminável, mas as organizações têm agora de saber qual o próximo passo a dar para as analisar da melhor forma e daí extrair valor. E começam a fazê-lo contratando profissionais especializados (ver texto da página 12), com visão ampla dos negócios. O responsável pelo merchandising da Disney, John Gorricho, que reconhece a utilização de data analytics, acredita nisso mesmo. Numa entrevista ao portal The New IP, afirmou: Tudo se resume às pessoas e à sua capacidade de processar a informação, afirma. Penso que, em geral, o data analytics está a tornar-se numa ferramenta obrigatória [...] que faz toda a diferença e que quando as empresas se aperceberem do seu valor, vai fazer parte da função core. I.M. O super computador A IBM está a desenvolver um super sistema de computação cognitiva (IBM Watson), capaz de processar um grande volume de dados e, neles, descobrir padrões e extrair conhecimento. O IBM Watson vai permitir a interação entre aplicações, sistemas e humanos, e já está a ser utilizado na comunidade médica dos Estados Unidos, estando a tecnológica a trabalhar com o Memorial Sloan Kettering Cancer Center, o MD Anderson Cancer Center, a Cleveland Clinic, a Mayo Clinic e o New York Genome Center.

9 Terça-feira 28 Abril 2015 Diário Económico IX PUB ENTREVISTA DONALD FEINBERG, RESEARCHER DA GARTNER Quem tem pegada digital perdeu direito à privacidade Tratamento do Big Data é uma vantagem indiscutível. Que quantidade de dados é actualmente gerada em todo o mundo? É enorme e crescente a uma taxa que dobra a cada par de anos. E a expectativa é de que passe a duplicar a cada ano. Graças a ferramentas que permitem Data discovery em grandes quantidades de dados (que hoje se chamam Data Lakes), não há razão para restringir ou desperdiçar qualquer dado. O que é interessante é que conseguimos ligar todos os dados através da Internet, incluindo dados internos. Que benefícios pode o tratamento do Big Data trazer para as pessoas, para as empresas e para os Estados? Há muitos, mas depende das organizações. A Gartner tem mais de 200 case-studies de todas as indústrias que demonstram o valor dos sistemas de Big Data. Alguns são aplicados em áreas de detecção de fraude em seguros, manutenção predictiva de grandes máquinas ou na garantia de qualidade automática na gestão de inventário nos sectores industrial e do retalho. Eriscos? Primeiro, o óbvio tema da privacidade. Segundo, como em qualquer tema relacionado com analítica, há sempre a possibilidade de analisar mal tendo como base dados maus. A capacidade de gerir, aceder e analisar maiores volumes de dados de diferentes géneros não está ligada à qualidade da informação em análise. Toda e qualquer organização que use técnicas de Big Data deve certificar-se da qualidade dos dados. Quando dizem que sim a um contrato de termos de utilização, as pessoas têm noção que os seus dados vão entrar para o enorme mundo do Big Data? No mundo aberto de hoje, suspeito que as organizações e as pessoas sabem que os seus dados se tornam públicos quando dão essas autorizações. As empresas sabem gerir bem o tipo de informação que é pública. Já as pessoas, em geral fazem um trabalho pobre, pois não têm mesmo noção que toda a informação que colocam num computador ou na Internet transforma-se em informação pública. O que podem as pessoas fazer para se defender de uma utilização abusiva? Na verdade, nada. A não ser não usar a Internet ou nenhuma aplicação que utilize a Internet, incluindo aplicações no smartphone. O CEO do Facebook disse bem: Não há privacidade. Ponto. As pessoas que têm uma pegada digital qualquer que ela seja perderam o direito à privacidade. I.M. Toda e qualquer organização que use técnicas de Big Data deve certificar-se da qualidade dos dados. As empresas sabem gerirbemotipode informação que colocam num computador. Já as pessoas, em geral, fazem um trabalho pobre, pois não têm mesmo noção que toda a informação que colocam num computador ou na Internet se transforma em informação pública.

10 X Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE OPINIÃO Cloud computing O posicionamento da Your Vision na área de Software as a Service da cloud. Existem três grandes camadas que compõem o conceito de cloud computing, a base ou infraestrutura física (terminologia: IaaS), a intermédia ou plataforma que usa funções da infraestrutura (terminologia: PaaS), e uma última que serve o propósito do uso aplicacional, vulgo software (terminologia: SaaS). O nosso posicionamento enfoca nesta última camada, o Software as a Service (SaaS). Esta é uma aposta forte do grupo ao qual pertencemos, uma fonte de modernização interna e uma diferenciação na prestação de serviços aos nossos clientes. Acessibilidade, rapidez na obtenção de informação e disponibilidade de serviços em cloud. Acima de tudo, o YourVision é Simplicidade. Habituámo-nos a parametrizações complexas de software, sistemas cuja implementação por vezes se apresentava morosa, recorrer sempre a um setup para instalar o software por computador, incompatibilidades com versões de ficheiros já instalados no ambiente do cliente, ou porque o cliente migrou sistemas operativos e necessitava de compatibilizar componentes. Através deste novo modelo, muitas destas situações deixaram de ser um problema, o software é disponibilizado como um serviço, em regime de aluguer, no qual o utilizador paga uma mensalidade pelos serviços que pretende usufruir. Existem cada vez mais empresas a seguir este conceito, o que nos leva a crer que esta foi certamente uma aposta ganha. A nossa solução garante: serviços de backup a toda a informação armazenada, plataforma online 24horas por dia e sete dias por semana, apoio ao utilizador, todas as actualizações legais e obrigatórias, monitorização constante, e a disponibilização de novas funcionalidades de modo gratuito, ao abrigo da mensalidade que suporta oserviço. Uma forma de ganho de competitividade, uma excelente forma de gestão e redução de custos para qualquer empresa. Esta foi uma estratégia delineada com enfoque na tecnologia e concebida por uma equipa determinada e competente, o que nos levou a alcançar um patamar muito interessante na distribuição deste tipo de serviços. O desenho da aplicação foi totalmente concebido por nós e pensado para ajudar no dia-a-dia de cada utilizador. É gratificante para o cliente perceber que, caso pretenda cancelar o serviço, até esse processo é simples, o nosso contrato prevê a entrega da informação, com um prazo definido, após o qual, caso a mesma não seja recolhida, poderá mantê-la connosco pagando apenas um custo residual. A informação é sempre propriedade do cliente. Simples e eficaz é a mensagem que transmitimos aos nossos clientes e é, também esse, o retorno que temos obtido deles. O YourVision, é hoje, uma solução que nos atribui um teor de inovação na distribuição de serviços de contabilidade cloud, aqui em Portugal. Entenda-se que esta solução de contabilidade nasce nativamente para este modelo (SaaS). LUÍS SOARES CEO/Partner da Your IT Solutions Habituámo-nos a parametrizações complexas de software, sistemas cuja implementação por vezes se apresentava morosa, recorrer sempre a um setupparainstalaro software por computador, incompatibilidades com versões de ficheiros já instalados no ambiente do cliente, ou porque o cliente migrou sistemas operativos e necessitava de compatibilizar componentes. As oportunidades estão aí As buzzwords do momento que têm relações de causa e efeito. Além do Social Media e da Internet of Things, Cloud Computing, Big Data e Business Intelligence são as buzzwords do momento. Curiosamente, existem relações da causa e efeito entre todas elas, o que as interliga mais ou menos profundamente. Apesar de associadas, os conceitos que incorporam diferenciam-se entre si. Todos se interligam a partir da cada vez maior necessidade de recolher (Big Data), processar (Cloud Computing) e analisar e disponibilizar informação (Business Intelligence) de forma mais rápida, eficiente e detalhada. Hoje em dia, a competitividade de uma empresa depende substancialmente da sua capacidade de reacção às constantes mudanças das necessidades e requisitos dos mercados. Continuar a ser uma ilha digital, significa afastamento do mercado, incapacidade de comunicação, obsolescência acelerada e morte anunciada. Ainda que a viagem para a cloud represente um enorme desafio operacional, cultural e legal, não pode deixar de ser aceite. É inevitável! Comooptimizarcustossemrecorreràsmaismodernas tecnologias? Como utilizar as mais modernas tecnologias em ambiente de contenção de despesas e investimentos? Como identificar vantagens competitivas sem analisar em tempo real toda a informação que os mercados lhe fornecem? Como encontrar o Oceano Azul sem avaliar continuamente o seu modelo de receitas e realizar a sua confrontação com os dos seus concorrentes? Como inovar sem conhecer o seu ambiente actual de forma detalhada? Como ser melhor que os seus concorrntes sem entrar na nuvem? Cloud Computing, Big Data e Business Intelligence são arautos de uma profunda mudança no tecido empresarial de qualquer país. Mudar nunca é fácil, mas sendo inevitável, as empresas mais afoitas têm perante si a oportunidade de ganharem vantagens competitivas que serão decisivas para o seu futuro. Futuro que se joga, não a médio e longo prazo, mas num curto prazo, todos os dias mais pequeno. Não perca tempo! O mercado não espera pela sua empresa! As oportunidades estão aí! JOSÉ PEDRO GONÇALVES Management Information Consulting & Audit Partner da Baker Tilly Mudar nunca é fácil, mas sendo inevitável, as empresas mais afoitas têm perante si a oportunidade de ganharem vantagens competitivas que serão decisivas para o seu futuro. FabrizioBensch / Reuters

11 PUB

12 XII Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE As características de um cientista de dados ValentinFlauraud / Reuters Hays: 1 Pensamento altamente analítico 2 Raciocínio e linguagem estruturados 3 Visão estratégica de negócio 4 Formação superior obrigatória em área relevante como Engenharia Informática, de Computadores, Informática de Gestão ou similares Sonae: 1 Competências em linguagens de programação (exemplo, python) 2 Estatística avançada 3 Capacidade de trabalhar e integrar grandes bases de dados 4 Conhecimento dos modelos de negócio 5 Capacidade de comunicação e visualização de dados Cientista de dados procura-se Cientistas de dados e data analysts são as novas terminologias que definem profissionais especializados em áreas como a análise de dados e de big data, considerados estratégicos para as empresas. A procura por profissões relacionadas com a análise de dados é cada vez maior e mais complexa. Cientistas de dados e data analysts são as novas terminologias que definem profissionais especializados em áreas como a análise de dados e do chamado big data. A nível internacional, empresas como a Netflix, canal online de televisão conhecido pelas suas séries premiadas (House of Cards, Orange is the New Black, etc.) há muito que recrutam este tipo de especialistas. Em Portugal, a busca começa agora, havendo empresas, como a Sonae, que também já perceberam a sua importância para o negócio. Temos vindo a acompanhar de forma activa a evolução dos temas de big data e business intelligence, em especial no sector do retalho, afirma David Ferreira Perfil Não é fácil de encontrar, já que não é um profissional meramente executante, afirma Joana Panda, da Hays. Alves, CIO da Sonae, que revela que a empresa tem procurado recrutar dentro da diáspora portuguesa, promovendo o regresso de quadros qualificados ao país, e que também tem apostado na formação interna. A Sonae está, nesse sentido, a desenvolver uma nova academia de formação nas áreas de business intelligence & analytcs, que integrará a sua universidade interna. Mas além da procura estar a aumentar, há outro factor a influenciá-la: a procura está a tornar-se mais complexa, confirma Joana Panda, especialista da Hays no recrutamento de profissionais do sector tecnológico em Portugal. A especialista considera mesmo que não é um perfil fácil de encontrar, já que não é um mero executante. Pelo contrário. Tem de ter uma visão ampla dos assuntos, além de um pensamento e competência intríssecas. A experiência no sector tecnológico é,também, fundamental. O tipo de formação procurada passa pela engenharia informática, pela computação, mas também pela informática de gestão, diz a Hays. Mas por requerer competências em áreas tão diversas, David Ferreira Alves, da Sonae, destaca que é normal as equipas terem vários membros com graus avançados, como doutoramentos, em áreas analíticas. O CIO da Sonae destaca ainda a capacidade das universidades portuguesas na formação de excelentes profissionais nas competências necessárias nas áreas de big data e de business intelligence, ressalvando que os processos de recrutamento - onde a procura é hoje maior que a oferta - decorre a nível internacional. Joana Panda destaca que as empresas e as universidades têm vindo a despertar para estas áreas. E se na base dão uma formação mais abrangente, depois dão formações mais específicas na fase das pós-graduações e dos mestrados. A ideia é corrobada por Arlindo Oliveira, presidente do Instituto Superior Técnico. Essas áreas [Cloud Computing, Big Data e Business Intelligence] são leccionadas no âmbito dos mestrados em Engenharia Informática e de Computadores, afirma, destacando que os graduados desses cursos são muito procurados pelos mercados, sendo que a procura por graduados destes cursos é um múltiplo muito superior a dois da oferta, existindo neste momento uma pressão muito grande do mercado, português e internacional, por estas formações. Para a tecnológica portuguesa Novabase, apesar de existir formação suficiente e de qualidade em Portugal em áreas como o Business Intelligence, não é fácil obter formação nas áreas de Big Data e de Advanced Analytics. Luís Gomes, Head of Business Analytics, afirma por isso que será necessário fazer um esforço para acompanhar a evolução tecnológica e as novas necessidades de análise de informação não estruturada. A Novabase tenta por exemplo marcar presença em conferências dedicadas ao tema e está, também, a organizar workshops com investigadores de renome nestas áreas, de forma a contribuir para o debate e partilha das novas tendências. O responsável reconhece o aumento da procura de profissionais especializados nestas áreas: diversas organizações estão a investir em ambientes Big Data, pelo que será necessária a especialização nas áreas de tratamento e exploração desta informação. Serão necessários Data Scientists, que unindo técnicas matemáticas e analíticas conseguem relacionar toda a informação disponível na organização e nos meios sociais para obter novas visões sobre o negócio, afirma. I.M.

13 PUB

14 XIV Diário Económico Terça-feira 28 Abril 2015 CLOUD COMPUTING BIG DATA BUSINESS INTELLIGENCE Comissão de Protecção de Dados avisa sobre perigos do big data A Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) afirma que o big data levanta alguns problemas a nível da protecção de dados. Violar com facilidade o princípio da limitação da finalidade, em que os dados recolhidos para uma finalidade não podem ser utilizados para outra é um deles, disse Clara Guerra, da CNPD, ao Diário Económico. A minimização dos dados, - só devem ser tratados para cumprir um fim concrecto e não outro - é outro dos dois princípios basilares da privacidade que o big data pode por em causa. Exemplo disso é consentir que um prestador de um serviço utilizado aproveite a informação do cliente para outros serviços ou empresas do grupo. Neste campo surgem as aplicações, que são usadas por quem tem smartphones ou outros aparelhos móveis. Um estudo recente da Global Privacy Enforcement Network, rede internacional de autoridades de protecção de dados, concluiu que 85% das mais de mil aplicações Há aplicações ( apps ) que vão aos contactos e copiam tudo. Ou às fotografias e aos vídeos que estão no smartphone, afirma Clara Guerra, da CNPD. ( apps ) analisadas, e que foram escolhidas entre as mais utilizadas no mundo, não davam informação adequada ao utilizadores sobre os dados que vão buscar ao seu perfil. Há aplicações que vão aos contactos e copiam tudo. Ou às notas nos calendários, às fotografias e aos vídeos, o que é, defende, um roubo de dados. Clara Guerra defende por isso a necessidade imperiosa de haver uma forte cooperação internacional na protecção da privacidade, tendo a ONU (Organização das Nações Unidas), nesse sentido, criado muito recentemente um lugar de relator de privacidade, um óptimo sinal. Nos Estados Unidos a pressão para uma lei sobre privacidade é crescente, e as grandes empresas com serviços para a Europa já perceberam que a privacidade é um valor para os europeus, tendo muitas delas criado departamentos dedicados a esta área. A responsável da CNPD defende ainda que as autoridades nacionais deviam poder ter poderes efectivos. E defende que o público em geral deve ser sensibilizado para fazer as melhores escolhas. Se as pessoas aceitam tudo, facilitam a imposição de clausulas absurdas. E não só. A sensibilização dos criadores da tecnologia também deve ser feita para criarem soluções privacy friendly. I.M. Business Intelligence já é parte da estratégia de negócio Ferramentas ajudam na gestão diária e na previsão de cenários de negócio. É uma área que está a deixar de estar limitada às tecnologia e que está a fazer parte da estratégia empresarial das empresas. O business intelligence tem hoje um papel fundamental nas empresas, sendo utilizado em todas as áreas, da logística aos recursos humanos, passando pelo marketing e pela gestão. A Chamartín, imobiliária que tem as marcas de centros comerciais Dolce Vita, já usa em todas as áreas da empresa. O seu CIO, Carlos Vaz, garante que os sistemas têm garantido a disponibilidade da informação para a gestão corrente da empresa e ajudado a suportar a execução automatizada de processos de negócio com transformação de informação. Sobre quem gere, Carlos Vaz garante que o BI é uma ferramenta não controlada pelo CIO, mas sim orientada pelo mesmo na sua adopção pela organização. David Pérez, responsável pela Soluções de Analytics da SAP Portugal, afirma que a empresa encara o business intelligence como absolutamente vital e central na sua actividade. E que para as empresas, o potencial do business intelligence é tremendo porque ao trazer objectividade e valor acrescentado à informação de gestão, permite-lhes aumentar a sua capacidade de inovação e uma maior vantagem competitiva. Daí que as empresas nacionais encarem o business intelligence como um activo estratégico. Já entenderam que para criarem valor necessitam de capacidades analíticas e preditivas poderosas que lhes permitam gerir e tomarem as melhores decisões de negócio. Por outro lado, perceberam que precisam de estar dotadas de ferramentas que as ajudem no controlo orçamental, na previsão de cenários de negócio ou na minimização do risco. O responsável da SAP, que reconhece a extrema importância do negócio para a empresa, que tem feito grandes investimentos em inovação neste campo, cita ainda um estudo do Nucleus Research Institute, que revela que só 10% dos colaboradores tem acesso a informação analítica. Até 2020 espera-se, no entanto, que as empresas ampliem este acesso até 75% dos colaboradores. A única forma de aumentar tão dramaticamente esta adesão, em tão breve prazo, é a implementação de soluções de Data Discovery, que permitem aos decisores de negócio um acesso simplificado à informação, defende. No campo das capacidades preditivas, David Pérez lembra que estatisticamente, hoje em dia as soluções preditivas estão orientadas aos utilizadores mais tecnológicos, que se estima em 3%. O grande desafio das organizações é permitir que os restantes 97% tomem decisões baseadas em analíticas preditivas e prescritivas. Actualmente, a SAP está a construir capacidades preditivas de próxima geração, que não só asseguram uma fácil adopção de capacidades analíticas avançadas, como também permitem fazer proactivamente recomendações, em lugar de somente trazerem a descoberta de dados, ao nível da tomada de decisão. Unicer poupou 80% no tempo que se passa a obter dados A Unicer é outra das empresas que tem feito uma forte aposta no Business Intelligence. Na mais recente, os desafios eram simples: o aumento do desempenho no que respeita a resultados, através de uma solução em que a visualização da informação fosse intuitiva da informação. A Unicer queria ainda que os KPI (os indicadores da performance ) da sua solução de business intelligence estivessem disponíveis em qualquer parte do globo e a qualquer momento. A cervejeira implementou a solução de business intelligence (a escolhida foi a QlikView para SAP, prevendo-se a evolução para Qlikview móvel) junto de 200 colaboradores em menos de 10 meses, tendo sido desenvolvidas 16 aplicações durante esse período. O retorno do investimento já está contabilizado: menos 80% do tempo despendido na obtenção de

15 Terça-feira 28 Abril 2015 Diário Económico XV PUB Procura por seguro contra pirataria ou fuga de dados reforça indicadores nas áreas de supply chain ; menos 50% de tempo despendido na recolha de informação na área de compras; menos 40% de tempo despendido na obtenção de indicadores na área de vendas. O sistema contribuiu ainda para uma uniformização de conceitos, rapidez na obtenção de indicadores e maior transparência nos resultados obtidos. A solução cobre praticamente todas as áreas de negócio, da logística, produção e qualidade à comercial, passando pelo marketing, áreas financeiras, de compras e sistemas de informação e recursos humanos. Todas as áreas obtêm indicadores de volumes transaccionados, margem de contribuição, custos de operação, mas também indicadores da qualidade ou de gestão de tempos. A uniformização de conceitos entre todas estas áreas facilitou a comunicação entre elas, mas também a transparência. Segundo Joana Oliveira, BI Team Leader da Unicer, a facilidade de utilização / navegação na informação eapossibilidade de cruzamento da informação entre as aplicações implementadas fizeram descobrir novas perspectivas analíticas. E o formato atractivo de apresentação dos dados serviu de inspiração para novas necessidades de novos indicadores. I.M. Bruno Barbosa A questão da segurança dos dados é essencial para as empresas. E as seguradoras internacionais também já o perceberam. Em 2014, a AIG lançou um seguro específico para esta área, o CyberEdge, que protege contra a fuga de dados confidenciais, a pirataria e o vírus informáticos, contra o dumpster diving, sabotagem ou erro de colaboradores, pilhagem de informação e roubo de identidade. Desde que foi lançado em Portugal, no início do ano passado, mais de 20 empresas portuguesas de sectores como o retalho, o financeiroeahotelariasãoosclientes actuais subscreveram este seguro. E a procura nos primeiros meses do ano tem sido muito dinâmica. A nível ibérico, disse a mesma fonte oficial, mais de 270 empresas aderiram a este seguro desde 2007, ano em que foi lançado. Fonte oficial da AIG disse ao Económico que em 2014 o número de sinistros aumentou 30 vezes, o que significa, considera, que este seguro tem sido uma aposta ganha dos clientes que o subscreveram e que estão ligadas ao mundo digital e aos seus riscos. A CyberEdge protege os negócios das empresas de fugas de dados confidenciais, pirataria informática, dumpster diving, vírus informáticos, sabotagem ou erro de colaboradores, pilhagem de informação e roubo de identidade, defendendo assim o próprio sistema informático da empresa. No caso de um incidente, a seguradora faz a investigação informática forense para determinar as causas da ocorrência, gere a crise para minimizar os danos de reputação e pode contratar consultores jurídicos para assessorar a empresa com relação a uma resposta a um incidente. I.M. CyberEdge O seguro da AIG, especializado em cibersegurança, tem 20 clientes em Portugal mas a procura está a crescer.

16 PUB

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Desktop Virtual Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Tendo em conta que a Virtualização será um dos principais alvos de investimento para o ano 2009 (dados

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal www.quidgest.com quidgest@quidgest.com 1. Introdução Novo contexto económico e tecnológico Metodologia 2. Agilidade Organizacional das

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director Marcos N. Lessa Global Document Outsourcing Director Managed Print Services: Serviço de valor acrescentado Managed Print Services (MPS) é um serviço que envolve a gestão de todos os equipamentos de impressão,

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

Posicionando-se para o futuro da computação em nuvem no Brasil

Posicionando-se para o futuro da computação em nuvem no Brasil Posicionando-se para o futuro da computação em nuvem no Brasil A parceria estratégica global estabelecida entre a Capgemini e a EMC acelera o desenvolvimento e o fornecimento de soluções de última geração

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

FERRAMENTAS? a alterar, em muitas organizações, um. instrumento tão abrangente como um orçamento

FERRAMENTAS? a alterar, em muitas organizações, um. instrumento tão abrangente como um orçamento O QUE É IMPRESCINDÍVEL NUMA SOLUÇÃO DE ORÇAMENTAÇÃO E PREVISÃO? Flexibilidade para acomodar mudanças rápidas; Usabilidade; Capacidade de integração com as aplicações a montante e a jusante; Garantir acesso

Leia mais

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

Apresentamos o KASPERSKY ENDPOINT SECURITY FOR BUSINESS

Apresentamos o KASPERSKY ENDPOINT SECURITY FOR BUSINESS Apresentamos o KASPERSKY ENDPOINT SECURITY FOR BUSINESS 1 Impulsionadores empresariais e respectivo impacto em TI AGILIDADE EFICIÊNCIA PRODUTIVIDADE Seja rápido, ágil e flexível Cortar custos Consolidar

Leia mais

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A.

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A. 1 Reunir várias entidades do sector óptico nacional e discutir o futuro do sector bem como os temas cruciais para os empresários e intervenientes da área foram os objectivos do evento Visão de Futuro 2010,

Leia mais

Agenda CLOUD COMPUTING I

Agenda CLOUD COMPUTING I Agenda O que é Cloud Computing? Atributos do Cloud Computing Marcos do Cloud Computing Tipos do Cloud Computing Camadas do Cloud computing Cloud Computing Tendências O Cloud Computing do Futuro Pros &

Leia mais

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO MICROSOFT OFFICE 365 FACILIDADES DE COLABORAÇÃO Março 2012 A CLOUD365 estabeleceu acordos estratégicos com os principais fornecedores de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), entre os quais destacamos

Leia mais

w w w. y e l l o w s c i r e. p t

w w w. y e l l o w s c i r e. p t consultoria e soluções informáticas w w w. y e l l o w s c i r e. p t A YellowScire iniciou a sua atividade em Janeiro de 2003, é uma empresa de consultoria de gestão e de desenvolvimento em tecnologias

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA 2015

DOSSIER DE IMPRENSA 2015 DOSSIER DE IMPRENSA 2015 A Empresa A Empresa A 2VG é uma empresa tecnológica portuguesa criada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

IDC FutureScape - Sumário Executivo

IDC FutureScape - Sumário Executivo IDC FutureScape - Sumário Executivo Cloud no Centro ª Plataforma TI Capacidade de Inovação Pipelines de Dados Intimidade com clientes @ escala Tudo Fonte: IDC, 0 Transformação Digital Em Finais de 0, Dois

Leia mais

Office 2010 e SharePoint 2010: Produtividade Empresarial no Seu Melhor. Folha de Factos

Office 2010 e SharePoint 2010: Produtividade Empresarial no Seu Melhor. Folha de Factos Office 2010 e SharePoint 2010: Produtividade Empresarial no Seu Melhor Folha de Factos A informação contida neste documento representa a visão actual da Microsoft Corporation sobre os assuntos discutidos,

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? As ofertas de cloud pública proliferaram e a cloud privada popularizou-se. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013.

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013. Internet de Todas as Coisas (IoE). 10 principais descobertas da Pesquisa Índice de valor da IoE da Cisco com 7.500 responsáveis pela tomada de decisão em 12 países Joseph Bradley Jeff Loucks Andy Noronha

Leia mais

Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio. João Pequito. Director Geral da PSE

Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio. João Pequito. Director Geral da PSE Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio João Pequito Director Geral da PSE Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio Qualquer instituição tem hoje

Leia mais

PHC dteamcontrol Externo

PHC dteamcontrol Externo PHC dteamcontrol Externo A gestão remota de projectos e de informação A solução via Internet que permite aos seus Clientes participarem nos projectos em que estão envolvidos, interagindo na optimização

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

A Gestão da experiência do consumidor é essencial

A Gestão da experiência do consumidor é essencial A Gestão da experiência do consumidor é essencial Sempre que um cliente interage com a sua empresa, independentemente do canal escolhido para efetuar esse contacto, é seu dever garantir uma experiência

Leia mais

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Autor: Dominique Turpin Presidente do IMD - International Institute for Management Development www.imd.org Lausanne, Suíça Tradução:

Leia mais

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório PHC Clínica CS A gestão operacional total da clínica ou consultório A informação confidencial sobre cada paciente, o seu historial e, se integrado com o módulo PHC Gestão CS, a gestão financeira e a facturação

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1, Tiago Piperno Bonetti 1, Ricardo Germano 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde arranca em Portugal

Primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde arranca em Portugal Primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde arranca em Portugal É hoje apresentada publicamente a primeira Unidade Empresarial de Serviços Partilhados em Saúde a funcionar em Portugal.

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

Rumo à Integração de Segurança. IDC FutureScape IT Security Products and Services 2015 Predictions

Rumo à Integração de Segurança. IDC FutureScape IT Security Products and Services 2015 Predictions Rumo à Integração de IDC FutureScape IT Security Products and Services 0 Predictions ª Plataforma Processo de Decisão Evolução da ª Plataforma focalizada no risco do acesso a servidores centralizados e

Leia mais

Estudo Empresas Darwin em Portugal

Estudo Empresas Darwin em Portugal Estudo Empresas Darwin em Portugal Introdução Num mercado muito competitivo em que os mais pequenos pormenores fazem a diferença, as empresas procuram diariamente ferramentas que lhes permitam manter-se

Leia mais

Fundo de Garantia Automóvel. Fundo de Garantia Automóvel

Fundo de Garantia Automóvel. Fundo de Garantia Automóvel INSTITUTO DE SEGUROS DE PORTUGAL Rigor e Transparência Rigor e Transparência COSTUMAMOS DIZER NO FGA QUE O UTENTE, AINDA QUE NÃO TENHA RAZÃO, É A RAZÃO DA NOSSA EXISTÊNCIA E DIZEMOS TAMBÉM QUE UM PROCESSO

Leia mais

Lexmark Print Management

Lexmark Print Management Lexmark Print Management O Lexmark Print Management permite-lhe optimizar a impressão em rede e criar uma vantagem informativa com uma solução que pode ser implementada localmente ou através da nuvem.

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS. Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014

A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS. Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014 A CLOUD EM PORTUGAL UM CAMINHO DE ALIANÇAS Produto e Alianças Cloud / Gestão de Produto Maio 2014 1 AGENDA SITUAÇÃO ATUAL E TENDÊNCIAS PEGADA CLOUD PT PARCERIA PT / ESRI 2 METADE DOS CLIENTES PORTUGUESES

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 AUDIÊNCIA 3 IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO E DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 3 POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 5 RESPONSABILIDADES NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 6 MANUTENÇÃO E COMUNICAÇÃO DAS

Leia mais

Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal

Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal 1 Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal As alterações verificadas no comportamento dos consumidores, consequência dos novos padrões

Leia mais

A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS

A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Gestão e Tecnologia da Informação IFTI1402 T25 A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS Marcelo Eustáquio dos Santos

Leia mais

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos.

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fundada em 1989, a MicroStrategy é fornecedora líder Mundial de plataformas de software empresarial. A missão é fornecer as plataformas mais

Leia mais

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML.

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Descritivo completo PHC dportal A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Benefícios Actualização e manutenção simples

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA -

PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA - PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA - 1. ENQUADRAMENTO Na sequência da consulta pública acima mencionada, promovida conjuntamente pelos reguladores português e espanhol, vem

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

CASE PRÊMIO ANSP 2005

CASE PRÊMIO ANSP 2005 CASE PRÊMIO ANSP 2005 1 BVP HAND: Mobilidade para fazer cotações através de dispositivos portáteis. Índice...2 Resumo Executivo...3 Clientes no Brasil...4 1. Sinopse...5 2. Problema...6 3. Solução...7

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas YET - Your Electronic Transactions Soluções globais de transações eletrónicas Conhecimento e experiência na desmaterialização de processos A YET Your Electronic Transactions é uma empresa especializada

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa Apresentação da Empresa Somos uma empresa especializada em desenvolver e implementar soluções de alto impacto na gestão e competitividade empresarial. Nossa missão é agregar valor aos negócios de nossos

Leia mais

A PHC atingiu recentemente os 400 clientes Licença Garantida. No mercado há pouco mais de um ano, a modalidade que permite os clientes PHC renovarem a licença do seu software por três anos já representa

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação

HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação Estudo indica que 70 por cento das empresas têm lacunas na abordagem holística à gestão de informação crítica para o seu negócio Lisboa,

Leia mais

PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI

PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI (1) PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI Docente: Turma: T15 Grupo 5 Mestre António Cardão Pito João Curinha; Rui Pratas; Susana Rosa; Tomás Cruz Tópicos (2) Planeamento Estratégico de SI/TI Evolução dos SI

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02 tendências CLOUD EDIÇÃO 02 Agosto/2012 CLOUD O conceito de nuvem é nebuloso Como uma organização pode contratar assertivamente Serviços em Cloud? Quais são os principais riscos de um contrato de Cloud

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

Business Intelligence & Performance Management

Business Intelligence & Performance Management Como medir a evolução do meu negócio? Tenho informação para esta decisão? A medição da performance é uma dimensão fundamental para qualquer actividade de gestão. Recorrentemente, qualquer gestor vê-se

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHC Recursos Humanos CS A gestão total dos Recursos Humanos A solução que permite a optimização da selecção e recrutamento, a correcta descrição de funções, a execução das avaliações de desempenho e a

Leia mais

7 tendências de tecnologia

7 tendências de tecnologia 7 tendências de tecnologia para o mercado segurador em 2016 O ano de 2016 deve impulsionar a evolução tecnológica direcionada ao mercado segurador. Isto porque, as seguradoras irão investir fortemente

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

Sobre a Claranet. Hosting Networks Applications. www.claranet.pt Email info@claranet.pt Tel 707 50 51 52. A Nossa Experiência. Presença Internacional

Sobre a Claranet. Hosting Networks Applications. www.claranet.pt Email info@claranet.pt Tel 707 50 51 52. A Nossa Experiência. Presença Internacional MANAGED NETWORKS_PORT_nv:bpack2005.qxd 13-10-2011 8:24 Page 1 Sobre a Claranet Fundada em 1996, a Claranet Evoluiu de Internet Service Provider, tendo sido o primeiro operador privado a surgir em Portugal,

Leia mais

A gestão completa dos seus recursos humanos

A gestão completa dos seus recursos humanos PHC Recursos Humanos CS DESCRITIVO Optimize a selecção e recrutamento, proceda à correcta descrição de funções, execute as avaliações de desempenho e avalie as acções de formação. PHC Recursos Humanos

Leia mais

Tire ainda mais partido das aplicações PHC CS. Obtenha acesso privilegiado a atualizações de software, formação online e conteúdos exclusivos.

Tire ainda mais partido das aplicações PHC CS. Obtenha acesso privilegiado a atualizações de software, formação online e conteúdos exclusivos. PHC On Tire ainda mais partido das aplicações PHC CS Obtenha acesso privilegiado a atualizações de software, formação online e conteúdos exclusivos. BUSINESS AT SPEED Visite www.phc.pt/phcon Destinatários

Leia mais

Gestão dos Níveis de Serviço

Gestão dos Níveis de Serviço A Gestão dos Níveis de Serviço (SLM) Os sistemas e tecnologias de informação e comunicação têm nas empresas um papel cada vez mais importante evoluindo, hoje em dia, para níveis mais elevados de funcionamento

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

1 Descrição sumária. Varajão, Trigo e Barroso, O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011.

1 Descrição sumária. Varajão, Trigo e Barroso, O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011. O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas João Varajão 1, António Trigo 2, João Barroso 1 1 Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro 2 Instituto

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

Renan Borges Pereira¹, Paulo Henrique Gomes Barbosa². Faculdade de Tecnologia de Ourinhos FATEC. renanzaum_1@hotmail.com¹, paulohgb_15@hotmail.

Renan Borges Pereira¹, Paulo Henrique Gomes Barbosa². Faculdade de Tecnologia de Ourinhos FATEC. renanzaum_1@hotmail.com¹, paulohgb_15@hotmail. Renan Borges Pereira¹, Paulo Henrique Gomes Barbosa² Faculdade de Tecnologia de Ourinhos FATEC renanzaum_1@hotmail.com¹, paulohgb_15@hotmail.com² INTRODUÇÃO O modelo de software como um serviço (SaaS)

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Desafios da Facturação Electrónica A facturação electrónica (e-invoicing) poderá fazer parte das iniciativas emblemáticas

Leia mais

PUB. Interface. Banca &Seguros

PUB. Interface. Banca &Seguros Interface Banca &Seguros PUB DOSSIER Marketing Bancário: focos em tempo de crise RADAR Sistema financeiro no triângulo estratégico DOSSIER Tecnologias de informação e gestão de fraude Tendências Mobilidade

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA O auge das redes zombi em 2012 Este fenómeno tem evoluído nos últimos anos e têm surgido, por exemplo, redes zombi descentralizadas, móveis e administradas através das redes sociais,

Leia mais

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CONFERÊNCIA "MERCADO DE ESCRITÓRIOS - SUSTENTABILIDADE, GESTÃO DE ESPAÇOS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO" A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UM ARGUMENTO DE VENDAS I ltrapassada a crise, a reabilitação urbana - até

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade PHC dcrm DESCRITIVO O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente

Leia mais

Estratégia de TI. Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio. Conhecimento em Tecnologia da Informação

Estratégia de TI. Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Estratégia de TI Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio 2011 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK A Norma ISO/IEC 20000:2011 Information technology Service management Part 1: Service management system requirements é uma Norma de Qualidade que

Leia mais

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Michael Page lança Barómetro de TI 90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Lisboa, 21 de Julho de 2015 A Michael Page, empresa líder em recrutamento de quadros médios e superiores,

Leia mais

Plano de Comunicação Reestruturação 2014. Comunicação e Marketing

Plano de Comunicação Reestruturação 2014. Comunicação e Marketing Plano de Comunicação Reestruturação 2014 Comunicação e Marketing Sumário Executivo 1. Conhecer a Macif Portugal Companhia de Seguros, S.A. A. Valores B. Missão C. Visão D. Posicionamento E. Públicos 2.

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos

RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos RESUMO DA SOLUÇÃO Aperfeiçoando o planejamento de capacidade com o uso do gerenciamento de desempenho de aplicativos como posso assegurar uma experiência excepcional para o usuário final com aplicativos

Leia mais