Universidade Federal de Santa Maria PET - Biologia. Marcela Dambrowski dos Santos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Federal de Santa Maria PET - Biologia. Marcela Dambrowski dos Santos"

Transcrição

1 Universidade Federal de Santa Maria PET - Biologia Marcela Dambrowski dos Santos

2 Introdução Hemoglobina A Hemoglobina S Anemia falciforme Traço falciforme Malária Hipótese da malária Origem e dispersão da HbS Conclusões Referências bibliográficas Referências das imagens 2

3 Genoma humano 3,2 bilhões de pares de nucleotídeos; Gene unidade de informação; Erros aleatórios substituições, deleções, adições ou rearranjos de nucleotídeos; Gene mutante alteração na informação; Variabilidade genética base da evolução biológica; Variantes da hemoglobina efeitos nas estruturas e funções de produtos gênicos e nos fenótipos das pessoas afetadas. 3

4 As subunidades são codificadas por genes: α (cromossomo 16 ) β (cromossomo 11) Cada cadeia α-globina possui 141 aminoácidos; Cada cadeia β-globina possui 146 aminoácidos. 1 4

5 HbA HbS Ac. Glutâmico (carga negativa); Valina (sem carga em ph neutro). 2 5

6 Afeta a solubilidade e a cristalização da hemoglobina sob condição de hipóxia: Polimerização de filamentos e formação de feixes de fibras; Distorção da membrana das hemácias para seu formato característico de foice; As células falcêmicas aumentam a viscosidade do sangue e impedem a circulação normal. 3 6

7

8 Doença genética herança autossômica recessiva; Descoberta em 1910, por James Herrick ( ), médico americano; Em homozigotos, a HbA não está presente em decorrência da falta do alelo normal para síntese de cadeias β-globina

9 Os heterozigotos têm um único alelo alterado, o outro alelo para síntese de cadeia β-globina codifica uma cadeia normal; Ocorre afoiçamento de hemácias quando em baixa taxa de oxigênio; Imunidade Natural: contra a malária 9 9

10 Hemácias frágeis e facilmente hemolisadas Vida média curta Impedimento do ciclo de vida completo do parasita Redução considerável da parasitemia 10

11 Agente causador: Protozoário Plasmodium; Vetor da malária: Mosquito Anopheles; 10 Ataca células do fígado e hemácias, que são destruídas ao serem utilizadas para reprodução do protozoário; 40% da população mundial convive com o risco de contágio

12 Em 1949, J. B. S. Haldane ( ), geneticista inglês, propôs que:...as doenças infecciosas têm um papel evolucionário importantíssimo como agentes seletivos. Alteração bioquímica Resistência contra parasita bem adaptado 12 Vantagem em possuir um fenótipo bioquímico raro 12

13 Em 1954, Anthony C. Allison, médico inglês, publicou:...em crianças pequenas com malária, as densidades do parasita Plasmodium falciparum no sangue são quatro vezes menores em heterozigotos HbAS do que em homozigotos normais HbAA....as crianças HbAS têm uma chance 76% maior de sobreviver ao primeiro ataque de malária do que crianças HbAA

14 Pesquisa Avanços na genética molecular humana; Marcadores moleculares: enzimas de restrição. Resultado Aconteceram cinco mutações beta S independentes, que se estabeleceram em populações expostas à malária causada pelo Plasmodium falciparum. Conclusão Essas mutações foram produto da evolução humana para combater a malária. 14

15 14 15

16 Época histórica Período Paleolítico Mesolítico ( mil de anos atrás) Período pré-neolítico (10 mil - 2 mil anos a.c.) Período Neolítico posterior (2 mil anos a.c.) Período Medieval (séculos I XV) Período Modernocontemporâneo (séculos XVI XIX) Dispersão da HbS Centro-oeste da África, Índia e leste da Ásia Miscigenação no Saara Migração para outras regiões da África Leste e sudeste europeu Américas 16

17 Homozigotos para a anemia falciforme (HbSS): Baixo valor adaptativo reprodutivo associada a presença das células falcêmicas. Homozigotos normais (HbAA): Os indivíduos são os mais afetados pelos efeitos da malária. Heterozigotos para traço falcêmico (HbAS): Possuem vantagem sobre os homozigotos (HbAA) na resistência à malária, especialmente no início da infância, antes da criança desenvolver imunidade contra a infecção malárica. 17

18 Seleção balanceada ou vantagem do heterozigoto: A seleção natural tenta eliminar tanto alelos para HbA quanto para HbS por seus efeitos sobre os homozigotos......mas ela também preservar esses alelos por seu efeito protetor em heterozigotos HbAS frente ao desenvolvimento da malária. EQUILÍBRIO DINÂMICO HbAS HbAA / HbSS 18

19 Rey, Luis. Bases da parasitologia médica. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Ridley, Mark. Evolution. 2ª Ed. USA : Blackwell Science, Snustad, D. Peter; Simmons, Michael J.; Fundamentos de genética. 4ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Vogel, Friedrich; Motulsky, Arno G. Genética humana: problemas e abordagens. 3ª Ed. Rio dejaneiro: Guanabara Koogan, Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia. Vol.22 nº1. São José do Rio Preto Jan./Abr Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia. Vol.27 nº1. São José do Rio Preto Jan./Mar

20 1 a 3 - Snustad, D. Peter; Simmons, Michael J.; Fundamentos de genética. 4ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, biologiainterativa.wordpress.com Rey, Luis. Bases da parasitologia médica. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,

21 Universidade Federal de Santa Maria PET - Biologia

Extensões da Análise Mendeliana. Explicações moleculares

Extensões da Análise Mendeliana. Explicações moleculares Extensões da Análise Mendeliana Explicações moleculares Tipos de interações Tipo Descrição 1. Herança Mendeliana Simples Termo reservado para descrever situações em que os alelos seguem estritamente os

Leia mais

Seleção Natural. Seleção Natural. Seleção Natural. Valor Adaptativo ( Fitness )

Seleção Natural. Seleção Natural. Seleção Natural. Valor Adaptativo ( Fitness ) eleção Natural eleção Natural: obrevivência e reprodução diferencial de indivíduos na população Valor daptativo: progênie gerada que sobrevive e reproduz na próxima geração eleção natural requer variação

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO Disciplina de BIOLOGIA E GEOLOGIA 11º ano 1º Teste Formativo 11º A TEMA: DNA e Síntese de Proteínas 45 minutos 21 de Outubro de 2011 Nome: Nº Classificação: _,

Leia mais

Prof. Manoel Victor. Genética Quantitativa

Prof. Manoel Victor. Genética Quantitativa Genética Quantitativa Modos de ação dos genes ação qualitativa expressão de genes seguindo padrões e modelos como os descritos por Mendel AA Aa aa (genes qualitativos) Fenótipos Genótipos Modos de ação

Leia mais

1ª e 2ª Leis de Mendel e Extensões do Mendelismo. Page 1

1ª e 2ª Leis de Mendel e Extensões do Mendelismo. Page 1 1ª e 2ª Leis de Mendel e Extensões do Mendelismo Page 1 Genética Clássica Principais eventos Page 2 Page 3 Page 4 Meiose Page 5 Meiose Page 6 Pareamento dos cromossomos homólogos Page 7 Separação dos cromossomos

Leia mais

Definições. Interpretação ingênua de seleção natural: sobrevivência do mais apto ou a natureza com unhas dentes

Definições. Interpretação ingênua de seleção natural: sobrevivência do mais apto ou a natureza com unhas dentes Seleção Natural Definições Interpretação ingênua de seleção natural: sobrevivência do mais apto ou a natureza com unhas dentes Essas definições são inexatas e insuficientes Seleção Natural Para Huxley,

Leia mais

Genética de Populações. Prof. Anderson Moreira

Genética de Populações. Prof. Anderson Moreira Genética de Populações Prof. Anderson Moreira Genética de Populações É o estudo do conjunto de genes de uma população em dado momento (pool gênico), detectando suas variações ou sua estabilidade (equilíbrio

Leia mais

QUESTÃO 40 QUESTÃO 41 PROVA DE BIOLOGIA II

QUESTÃO 40 QUESTÃO 41 PROVA DE BIOLOGIA II 20 PROVA DE BIOLOGIA II QUESTÃO 40 O esquema mostra a retirada de um anel completo da casca, que pode ser executada tanto no caule principal como em apenas um galho de uma árvore frutífera. É INCORRETO

Leia mais

ALTERAÇÕES MOLECULARES COMO CAUSA DE DOENÇAS GENÉTICAS. Profa. Dra. Vanessa Silveira

ALTERAÇÕES MOLECULARES COMO CAUSA DE DOENÇAS GENÉTICAS. Profa. Dra. Vanessa Silveira ALTERAÇÕES MOLECULARES COMO CAUSA DE DOENÇAS GENÉTICAS Profa. Dra. Vanessa Silveira Genoma Humano - DNA Variações genéticas Alterações Erros de replicação do DNA Erros durante a divisão celular Agentes

Leia mais

Seleção Natural. BIO0230 Genética e Evolução. Felipe Bastos Rocha

Seleção Natural. BIO0230 Genética e Evolução. Felipe Bastos Rocha Seleção Natural BIO0230 Genética e Evolução Felipe Bastos Rocha Charles Darwin Origem das adaptações: Seleção Natural Há fenótipos que conferem maior probabilidade de sobrevivência e/ou reprodução Gregor

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 45 GENÉTICA: 1ª LEI DE MENDEL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 45 GENÉTICA: 1ª LEI DE MENDEL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 45 GENÉTICA: 1ª LEI DE MENDEL célula com homólogos duplicados A A A A A a a A A a a separação de cromossomos homólogos a a primeira divisão meiótica A A a a separação de cromátides-irmãs

Leia mais

Casacos de lã, sapatos de couro e cintos de algodão guardados por algum tempo em armários podem ficar mofados, pois os fungos necessitam de

Casacos de lã, sapatos de couro e cintos de algodão guardados por algum tempo em armários podem ficar mofados, pois os fungos necessitam de PROVA DE BIOLOGIA QUESTÃO 0 Pretende-se realizar uma pesquisa sobre as possíveis causas de ocorrência de malária na população humana que habita a Região Metropolitana de Belo Horizonte manancial Rio Manso/COPASA,

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: anemia falciforme, hemoglobina S, hemoglobinopatia, triagem neonatal, anemia.

PALAVRAS CHAVE: anemia falciforme, hemoglobina S, hemoglobinopatia, triagem neonatal, anemia. Anemia falciforme: um problema de saúde pública, o papel da triagem neonatal no diagnóstico e o acompanhamento terapêutico Sickle cell disease: a problem of public health, the role of neonatal screening

Leia mais

Alelos: Um alelo é cada uma das várias formas alternativas do mesmo

Alelos: Um alelo é cada uma das várias formas alternativas do mesmo Genética Animal Alelos múltiplos 1 Alelos Múltiplos: خ Alelos: Um alelo é cada uma das várias formas alternativas do mesmo gene, ocupando um dado locus num cromossomo. Consiste em uma seqüência de núcleotídeos

Leia mais

BIOLOGIA QUESTÃO 01. Observe o esquema abaixo que apresenta as diferentes etapas do processo de coagulação sangüínea. Ca ++ e tromboplastina

BIOLOGIA QUESTÃO 01. Observe o esquema abaixo que apresenta as diferentes etapas do processo de coagulação sangüínea. Ca ++ e tromboplastina Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 008 - ª Prova Comum TIPO BIOLOGIA QUESTÃO 0 Observe o esquema abaixo que apresenta as diferentes etapas do processo de coagulação sangüínea. Fibrinogênio Coágulo Ca ++

Leia mais

Por quê? Mendelismo após Ronald A. Fisher. Dois aspectos essenciais à maioria de características genéticas

Por quê? Mendelismo após Ronald A. Fisher. Dois aspectos essenciais à maioria de características genéticas Dois aspectos essenciais à maioria de características genéticas Complexidade da relação entre genótipo e fenótipo que representa uma interação entre múltiplos fatores genéticos e ambientais A confusão

Leia mais

Genética III: Genética Humana

Genética III: Genética Humana Página 1 de 5 Genética III: Genética Humana 1. Genética Humana Genealogias são usadas para mostrar a hereditariedade das doenças genéticas humanas. Uma genealogia em que é possível traçar o padrão de hereditariedade

Leia mais

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) Genética

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) Genética Genética Genética 1. (Unesp) Dois casais, Rocha e Silva, têm, cada um deles, quatro filhos. Quando consideramos os tipos sanguíneos do sistema ABO, os filhos do casal Rocha possuem tipos diferentes entre

Leia mais

LGN GENÉTICA. Aula 2 - Genética da Transmissão I. Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello

LGN GENÉTICA. Aula 2 - Genética da Transmissão I. Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello LGN 215 - GENÉTICA Aula 2 - Genética da Transmissão I Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello Departamento de Genética Escola Superior de Agricultura Luiz

Leia mais

Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi

Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi ORGANIZAÇÃO E FUNCIONALIDADE DO GENOMA HUMANO Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi Fenótipo = GENÓTIPO + Ambiente O que é o genoma? Projetos Genoma Genoma: sequencia de DNA de todos os cromossomos

Leia mais

2 vertical: 5 letras, plural. 1 vertical: 11 letras

2 vertical: 5 letras, plural. 1 vertical: 11 letras 1 vertical: 11 letras São organismos originados da alteração molecular do DNA. 2 vertical: 5 letras, plural Fatores que condicionam as características genéticas de um organismo, sendo um proveniente do

Leia mais

CAPÍTULO 13. BIOLOGIA MOLECULAR DA Hb S

CAPÍTULO 13. BIOLOGIA MOLECULAR DA Hb S CAPÍTULO 13 348 BIOLOGIA MOLECULAR DA Hb S INTRODUÇÃO A heterogeneidade das manifestações clínicas entre doentes com o genótipo SS da anemia falciforme sempre foi um enigma para os clínicos. Com o progresso

Leia mais

genética molecular genética clássica DNA RNA polipeptídio GENÉTICA Exercícios 1. Julgue os itens que se seguem.

genética molecular genética clássica DNA RNA polipeptídio GENÉTICA Exercícios 1. Julgue os itens que se seguem. GENÉTICA clássica molecular DNA RNA polipeptídio Exercícios 1. Julgue os itens que se seguem. 01. As cadeias de RNA mensageiros são formadas por enzimas que complementam a sequência de bases de um segmento

Leia mais

Do DNA à Proteína: Síntese protéica. Profa. Dra. Viviane Nogaroto

Do DNA à Proteína: Síntese protéica. Profa. Dra. Viviane Nogaroto Do DNA à Proteína: Síntese protéica TRADUÇÃO: informação genética em moléculas de mrna é traduzida nas sequências de aminoácidos de proteínas de acordo com especificações do código genético. DO DNA À PROTEÍNA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Biológicas Departamento de Genética BG403 - GENÉTICA ANIMAL. Lista de Exercícios

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Biológicas Departamento de Genética BG403 - GENÉTICA ANIMAL. Lista de Exercícios UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Biológicas Departamento de Genética Profa Angelica Boldt BG403 - GENÉTICA ANIMAL Lista de Exercícios T7 GENÉTICA DE POPULAÇÕES 1) As propriedades genéticas

Leia mais

Revisão geral 8º ANO.

Revisão geral 8º ANO. Revisão geral 8º ANO. Cromossomos e Determinação do sexo biológico 46 Cromossomos (Total) 44 Cromossomos Autossomos 2 Cromossomos Sexuais Cariótipo e Cariograma XX (Feminino) XY (Masculino) Genes Alelos

Leia mais

Genética IV: Genética Bioquímica

Genética IV: Genética Bioquímica Página 1 de 6 Genética IV: Genética Bioquímica 1. Genética Populacional Este campo avançou em virtude das leis propostas por dois indivíduos: Hardy e Weinberg (1908) Suponha que em uma população existam

Leia mais

Número de genes versus número de proteínas em eucariotos

Número de genes versus número de proteínas em eucariotos Número de genes versus número de proteínas em eucariotos Bioquímica II SQM0416 Júlia Assirati Tomie Kuriyama Victória Montenegro de Campos Resumo Introdução Características do genoma humano Como foram

Leia mais

MARCADORES MOLECULARES

MARCADORES MOLECULARES ESALQ/USP MARCADORES MOLECULARES Base genética dos marcadores e usos no melhoramento de plantas e em estudos de diversidade genética e conservação Departamento de Genética ESTUDO DIRIGIDO 1. O que são

Leia mais

Extensão da herança Mendeliana

Extensão da herança Mendeliana Extensão da herança Mendeliana Genética Básica Licenciatura em Biologia Victor Martin Quintana Flores Diferentes Tipos de padrões de herança mendeliana Mendeliana simples Herança: Este padrão é comumente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ JANETE DA SILVA SOUZA RAUBER. ANEMIA FALCIFORME: A Doença Hereditária de Maior Prevalência no Brasil

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ JANETE DA SILVA SOUZA RAUBER. ANEMIA FALCIFORME: A Doença Hereditária de Maior Prevalência no Brasil UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ JANETE DA SILVA SOUZA RAUBER ANEMIA FALCIFORME: A Doença Hereditária de Maior Prevalência no Brasil FOZ DO IGUAÇU 2014 JANETE DA SILVA SOUZA RAUBER ANEMIA FALCIFORME: A Doença

Leia mais

Modelando microevolução GENÉTICA DE POPULAÇÕES E EVOLUÇÃO

Modelando microevolução GENÉTICA DE POPULAÇÕES E EVOLUÇÃO Modelando microevolução GENÉTICA DE POPULAÇÕES E EVOLUÇÃO Modelando microevolução Evolução: mudança na frequência de alelos ou combinações de alelos no pool gênico. Modelos de evolução deve incluir a passagem

Leia mais

NOVO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E BIODIVERSIDADE DO INSTITUTO DE BIOLOGIA - UFBA

NOVO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E BIODIVERSIDADE DO INSTITUTO DE BIOLOGIA - UFBA NOVO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E BIODIVERSIDADE DO INSTITUTO DE BIOLOGIA - UFBA O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Genética e Biodiversidade da Universidade Federal da Bahia vem a

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Genética Clássica 1. Conceito: É a ciência voltada para o estudo da hereditariedade, bem como da estrutura e função dos genes. Características Fundamentais

Leia mais

é um tipo de gráfico que representa a herança genética de determinada característica dos indivíduos representados...

é um tipo de gráfico que representa a herança genética de determinada característica dos indivíduos representados... é um tipo de gráfico que representa a herança genética de determinada característica dos indivíduos representados... EXEMPLO DE UM HEREDOGRAMA Herança Autossômica Dominante Critérios da Herança Autossômica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ RODRIGO LUIZ BARBOSA ANEMIA FALCIFORME: UMA ABORDAGEM PARA O ENSINO DE GENÉTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ RODRIGO LUIZ BARBOSA ANEMIA FALCIFORME: UMA ABORDAGEM PARA O ENSINO DE GENÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ RODRIGO LUIZ BARBOSA ANEMIA FALCIFORME: UMA ABORDAGEM PARA O ENSINO DE GENÉTICA CRUZEIRO DO OESTE 2015 RODRIGO LUIZ BARBOSA ANEMIA FALCIFORME: UMA ABORDAGEM PARA O ENSINO

Leia mais

AU08. Genética de Populações. Lorena Carolina Peña. Doutoranda PPG-GEN

AU08. Genética de Populações. Lorena Carolina Peña. Doutoranda PPG-GEN AU08 Genética de Populações Lorena Carolina Peña Doutoranda PPG-GEN lorecarol@gmail.com Resumo Aula expositiva/participativa abordando os tópicos: Definição de populações, Frequências genotípica e alélica,

Leia mais

ENEM 2015 (Questões 46, 47, 48, 54, 56, 61, 66, 67, 69 e 72)

ENEM 2015 (Questões 46, 47, 48, 54, 56, 61, 66, 67, 69 e 72) (Questões 46, 47, 48, 54, 56, 61, 66, 67, 69 e 72) 1. (Questão 46) Hipoxia ou mal das alturas consiste na diminuição de oxigênio (O2) no sangue arterial do organismo. Por essa razão, muitos atletas apresentam

Leia mais

Genética IV: Genética Bioquímica

Genética IV: Genética Bioquímica Genética IV: Genética Bioquímica 1. Genética da População Este campo alcançou seus avanços pelas leis propostas por duas pessoas, Hardy e Weinberg (1908). Vamos supor que em uma população haja dois alelos

Leia mais

Extensão da herança a Mendeliana

Extensão da herança a Mendeliana Extensão da herança a Mendeliana Genética Básica Licenciatura em Biologia Victor Martin Quintana Flores Diferentes padrões de herança a Mendeliana Tipo Descrição Mendeliana simples Ligado ao X Alelos letais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Monitoria da disciplina de Biologia Molecular (CBI 613) Monitor responsável: Bruno Jhônatan Costa Lima (13.2.2032) Assunto: Síntese proteica e regulação da expressão gênica GENES E CROMOSSOMOS 1. Identifique

Leia mais

Introdução a Algoritmos Genéticos

Introdução a Algoritmos Genéticos Introdução a Algoritmos Genéticos Tiago da Conceição Mota Laboratório de Inteligência Computacional Núcleo de Computação Eletrônica Universidade Federal do Rio de Janeiro Outubro de 2007 O Que São? Busca

Leia mais

a) Qual é o mecanismo de herança dessa doença? Justifique.

a) Qual é o mecanismo de herança dessa doença? Justifique. É sabido que indivíduos homozigotos recessivos para alelos mutados do gene codificador da enzima hexosaminidase desenvolvem uma doença conhecida como Tay-Sachs, e morrem antes do quarto ano de vida. Nos

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema HEMOGLOBINOPATIAS Elaboradora(s) Questão 1 Claudia Bonini. Graduação em Ciências Biológicas e Ensino de Primeiro Grau pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1982 e 1983), Mestrado

Leia mais

Vestibulando Web UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROVA DE BIOLOGIA ABERTA VESTIBULAR

Vestibulando Web  UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROVA DE BIOLOGIA ABERTA VESTIBULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROVA DE BIOLOGIA ABERTA VESTIBULAR 2008-01) Há algum tempo, a resistência a antibióticos vem-se tornando um problema mundial de Saúde Pública, porque dificulta o tratamento

Leia mais

Tamanho populacional 31/08/2010. Evolução Estocasticidade (Acaso) e Determinismo (Seleção natural) Relação entre o Censo (N) e tamanho efetivo (Ne)

Tamanho populacional 31/08/2010. Evolução Estocasticidade (Acaso) e Determinismo (Seleção natural) Relação entre o Censo (N) e tamanho efetivo (Ne) Evolução Estocasticidade (Acaso) e Determinismo (Seleção natural) Equilíbrio de Hardy-Weinberg (EHW) Os fatores evolutivos e a dinâmica populacional (p + q) 2 = p 2 + 2pq + q 2 Professor Fabrício R. Santos

Leia mais

Curso de Licenciatura em Biologia Evolução Biológica

Curso de Licenciatura em Biologia Evolução Biológica INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Campus Macau Curso de Licenciatura em Biologia Evolução Biológica IFRN/Macau - Curso de Licenciatura em Biologia - Parasitologia

Leia mais

PREVALÊNCIA DO TRAÇO FALCIFORME EM DOADORES DE SANGUE DO DISTRITO FEDERAL

PREVALÊNCIA DO TRAÇO FALCIFORME EM DOADORES DE SANGUE DO DISTRITO FEDERAL CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA- UNICEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E SAÚDE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA ALESSANDRA GUIMARÃES VIEIRA PREVALÊNCIA DO TRAÇO FALCIFORME EM DOADORES DE SANGUE DO DISTRITO

Leia mais

Fundamentos da Genética. Professor: Anderson Marques de Souza 2016

Fundamentos da Genética. Professor: Anderson Marques de Souza 2016 Fundamentos da Genética Professor: Anderson Marques de Souza 2016 Genética: Conceitos Básicos 1º estuda a transmissão de características da célula-mãe para a célula-filha; 2º estuda as características

Leia mais

Sala de Estudos Biologia Professor Gustavo Baviera Genética

Sala de Estudos Biologia Professor Gustavo Baviera Genética 1ª Lei de Mendel Sala de Estudos Biologia Professor Gustavo Baviera Genética 1. No porquinho-da-índia existe um par de genes autossômicos que determina a cor da pelagem: o alelo dominante B determina a

Leia mais

1. Na família abaixo há três indivíduos afetados por uma doença neurológica muito rara.

1. Na família abaixo há três indivíduos afetados por uma doença neurológica muito rara. 1. Na família abaixo há três indivíduos afetados por uma doença neurológica muito rara. I Dê as razões para que essa doença tenha ou não tenha herança: a ligada ao X dominante. Não é esse o padrão de herança,

Leia mais

Gene tica. O que é genética? É o estudo dos genes e de sua transmissão para as futuras gerações. Genética Clássica -> Mendel(1856)

Gene tica. O que é genética? É o estudo dos genes e de sua transmissão para as futuras gerações. Genética Clássica -> Mendel(1856) Gene tica Conceitos básicos Na semente estão contidas todas as partes do corpo do homem que serão formadas. A criança que se desenvolve no útero da mãe tem as raízes da barba e do cabelo que nascerão um

Leia mais

Genealogias, Heredogramas ou Árvores Genealógicas pg.25

Genealogias, Heredogramas ou Árvores Genealógicas pg.25 Genealogias, Heredogramas ou Árvores Genealógicas pg.25 Genealogias ou Heredogramas São esquemas que apresentam, com uma série de símbolos, os indivíduos de uma família. Os símbolos indicam: o grau de

Leia mais

GENÉTICA DE POPULAÇÃO

GENÉTICA DE POPULAÇÃO GENÉTICA DE POPULAÇÃO Eng. Agr. Msc. Franco Romero Silva Muniz Doutorando em Genética e Melhoramento de Soja Departamento de Produção Vegetal UNESP Jaboticabal/SP Molecular e Biotecnologia Quantitativa

Leia mais

COMO DISTINGUIR A TALASSEMIA ALFA E BETA? UMA REVISÃO SOBRE AS VARIANTES DE HEMOGLOBINA

COMO DISTINGUIR A TALASSEMIA ALFA E BETA? UMA REVISÃO SOBRE AS VARIANTES DE HEMOGLOBINA COMO DISTINGUIR A TALASSEMIA ALFA E BETA? UMA REVISÃO SOBRE AS VARIANTES DE HEMOGLOBINA Victor Queiroz Campos Salazar Graduando em Biomedicina Faculdades Integradas de Três Lagoas FITL/AEMS Carolline Drindara

Leia mais

EDITAL Nº 01. EXAME DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE DOUTORADO E MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA TURMA 1º sem/2017.

EDITAL Nº 01. EXAME DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE DOUTORADO E MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA TURMA 1º sem/2017. EDITAL Nº 01 EXAME DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE DOUTORADO E MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA TURMA 1º sem/2017. A Comissão Organizadora do Exame de Seleção para o Ingresso no Programa

Leia mais

BIOLOGIA Prof.: Camacho Lista: 11 Aluno(a): Turma: Data: 28/04/2015

BIOLOGIA Prof.: Camacho Lista: 11 Aluno(a): Turma: Data: 28/04/2015 BIOLOGIA Prof.: Camacho Lista: 11 Aluno(a): Turma: Data: 28/04/2015 Questão 01) Em uma população, conhece-se a freqüência de daltônicos. Sabendo-se que nela, o número de mulheres e de homens é aproximadamente

Leia mais

CIÊNCIA EQUATORIAL ISSN

CIÊNCIA EQUATORIAL ISSN CIÊNCIA EQUATORIAL ISSN 2179-9563 Artigo Original Volume 2 - Número 2-2º Semestre 2012 TRAÇO FALCIFORME: O IMPACTO NA SAÚDE PÚBLICA Artemis Socorro do N. Rodrigues 1, Rafael Espíndola do Nascimento 2,

Leia mais

Na sala de aula Materiais Didáticos Resenhas Um gene

Na sala de aula Materiais Didáticos Resenhas Um gene ISSN 1980-3540 Volume 8 N o 1 2013 Conceitos de Genética Genética e Sociedade Investigações em Ensino de Genética Na sala de aula Materiais Didáticos Resenhas Um gene MATERIAIS DIDÁTICOS Por que alguns

Leia mais

OS GENES NAS POPULAÇÕES. Augusto Schneider Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas

OS GENES NAS POPULAÇÕES. Augusto Schneider Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas OS GENES NAS POPULAÇÕES Augusto Schneider Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas GENÉTICA POPULACIONAL Estudo dos genes e frequência dos alelos nas populações EQUILÍBRIO DE HARDY-WEINBERG

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CAPÍTULO 10 p. 143 É a + aceita

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema Elaborador ANEMIA FALCIFORME E TALASSEMIAS ASPECTOS GERAIS Irene Biasoli, Professora Adjunta da Faculdade de Medicina da UFRJ, Serviço de Hematologia do HUCFF da UFRJ, Rio de Janeiro. Caso Clínico

Leia mais

Biologia Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº

Biologia Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº PRIMEIR LETR TEREIR LETR Biologia Ensino Médio 2º ano classe: Prof. esinha Nome: nº Valor: 10 Nota:. Lista de ExercíciosTarefa- Segundos nos prof. esinha 2015 1. (ff 2010) figura a seguir representa um

Leia mais

Hemoglobinopatias: Rastreio antenatal Armandina Miranda Drepanocitose em debate -Junho 2011

Hemoglobinopatias: Rastreio antenatal Armandina Miranda Drepanocitose em debate -Junho 2011 Hemoglobinopatias: Rastreio antenatal Armandina Miranda Drepanocitose em debate -Junho 2011 As hemoglobinopatias são doenças monogénicas hereditárias de transmissão autossómica recessiva, muito frequentes

Leia mais

Genética. Aula 02 Profº Ricardo Dalla Zanna

Genética. Aula 02 Profº Ricardo Dalla Zanna Genética Aula 02 Profº Ricardo Dalla Zanna Plano de Ensino e Aprendizagem Conteúdo programático: o Unidade 1: Introdução à genética o Importância da genética na vida, na sociedade e para o estudo da biologia

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO DE GENÉTICA E EVOLUÇÃO. BG280 Lista de exercícios 1

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO DE GENÉTICA E EVOLUÇÃO. BG280 Lista de exercícios 1 UNERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO DE GENÉTICA E EVOLUÇÃO BG280 Lista de exercícios 1 1 - Seguem quatro heredogramas humanos. Os símbolos pretos representam o fenótipo anormal

Leia mais

Bases da Hereditariedade. Profa. Vanessa Silveira

Bases da Hereditariedade. Profa. Vanessa Silveira Bases da Hereditariedade Profa. Vanessa Silveira Roteiro de Aula 1. A informação genética: conceitos básicos 2. Base da Hereditariedade Leis de Mendel 3. Padrões clássicos de herança 4. Padrões não clássicos

Leia mais

FUVEST a Fase - Biologia - 05/01/2000

FUVEST a Fase - Biologia - 05/01/2000 Q.01 a) Apesar de o predatismo ser descrito como uma interação positiva para o predador e negativa para a presa, pode-se afirmar que os predadores têm um efeito positivo sobre a população de presas. Explique

Leia mais

Conceitos Básicos de Genética. Relação Fenótipo-Genótipo

Conceitos Básicos de Genética. Relação Fenótipo-Genótipo Conceitos Básicos de Genética Relação Fenótipo-Genótipo Genética É a disciplina dentro da Biologia que estuda os mecanismos da hereditariedade. O que é genética? É o estudo dos genes e de sua transmissão

Leia mais

DEFINIÇÕES EM EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA MOLECULAR

DEFINIÇÕES EM EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA MOLECULAR DEFINIÇÕES EM E DEFINIÇÕES EM E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA PARA QUE SERVE ESTA AULA 1. DEFINIÇÕES EM CONCEITUAÇÃO DE DIFERENCIAÇÃO ENTRE, TAXONOMIA E FILOGENIA 2. CONCEITOS EM BIOLOGIA APRESENTAR (REVER)

Leia mais

Proteínas. Proteínas são polímeros de aminoácidos

Proteínas. Proteínas são polímeros de aminoácidos Proteínas Estrutura & Propriedades Proteínas são polímeros de aminoácidos Existem 20 tipos diferentes de aminoácidos Aminoácidos são ácidos fracos A carga elétrica do aminoácido varia de acordo com o ph

Leia mais

Introdução. Informação Complementar. Doenças Genéticas. Causadas por alteração em genes ou cromossomas

Introdução. Informação Complementar. Doenças Genéticas. Causadas por alteração em genes ou cromossomas Informação Complementar Aula TP 1º ano Ano lectivo 2014/2015 Introdução Doenças Genéticas Causadas por alteração em genes ou cromossomas Maioria são: Crónicas De início precoce Associadas a défice cognitivo

Leia mais

GENÉTICA. Profª Fernanda Toledo

GENÉTICA. Profª Fernanda Toledo GENÉTICA Profª Fernanda Toledo O que é Genética? É a ciência que estuda os genes e sua transmissão para as gerações futuras. As características são transmitidas de pais para filhos. Essa atividade é coordenada

Leia mais

NUTRIGENÉTICA E NUTRIGENÔMICA

NUTRIGENÉTICA E NUTRIGENÔMICA NUTRIGENÉTICA E NUTRIGENÔMICA NAS DOENÇAS DE INTERESSE NUTRICIONAL José Francisco Diogo da Silva Junior Mestrando CMANS/UECE Nutrigenética e Nutrigenômica Nutrigenética e Nutrigenômica Genômica nutricional

Leia mais

PADRÕES DE HERANÇA NA ESPÉCIE HUMANA

PADRÕES DE HERANÇA NA ESPÉCIE HUMANA PADRÕES DE HERANÇA NA ESPÉCIE HUMANA Estudo de características genéticas humanas Obstáculos: Não são possíveis reproduções controladas Tempo longo de geração Tamanho pequeno das irmandades Heredogramas

Leia mais

DESVENDANDO O GENOMA HUMANO

DESVENDANDO O GENOMA HUMANO 2º EM Biologia Professor João DESVENDANDO O GENOMA HUMANO Um breve histórico da Genética Hereditariedade (1865); Localização dos genes nos cromossomos (1911); É proposta a molécula helicoidal de DNA (1953);

Leia mais

ANEMIA FALCIFORME E AS COMPLICAÇÕES CARDIOPULMONARES

ANEMIA FALCIFORME E AS COMPLICAÇÕES CARDIOPULMONARES ANEMIA FALCIFORME E AS COMPLICAÇÕES CARDIOPULMONARES Franciele de Menezes Sizilio Gisela Fernanda Neto Santos Jéssica Almeida de Oliveira Jéssica Martins Rezende Laís Anahí de Paula Souza Biomédica, Especialista

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNICAMP 2012 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNICAMP 2012 2ª fase www.planetabio.com 1- Um dos grupos mais numerosos de artrópodes, os insetos, passou a ocupar o ambiente terrestre. Algumas estruturas foram relevantes para que os insetos conquistassem a terra firme e ocupassem vários espaços

Leia mais

Genética e Saúde - Genética na Escola. Depois de aproximadamente 150 anos dos revolucionários experimentos

Genética e Saúde - Genética na Escola. Depois de aproximadamente 150 anos dos revolucionários experimentos Genética e Saúde - Genética na Escola Depois de aproximadamente 150 anos dos revolucionários experimentos de Mendel, a genética alcança sua fase molecular com toda força, tornando um desafio para os professores

Leia mais

Aula 2: Genética da Transmissão I

Aula 2: Genética da Transmissão I LGN215 - Genética Geral Aula 2: Genética da Transmissão I Antonio Augusto Franco Garcia Maria Marta Pastina Primeiro semestre de 2011 Piracicaba SP Conceitos Essenciais A existência de genes pode ser deduzida

Leia mais

Resolução de Questões Específicas de Biologia (Aula 6)

Resolução de Questões Específicas de Biologia (Aula 6) Resolução de Questões Específicas de Biologia (Aula 6) Resolução de Questões Específicas de Biologia (Aula 6) Biologia 1. (UERJ) Existem diferentes tipos de hemoglobina, inclusive entre indivíduos da mesma

Leia mais

DOENÇA FALCIFORME: Diagnóstico diferencial por biologia molecular RESUMO ABSTRACT

DOENÇA FALCIFORME: Diagnóstico diferencial por biologia molecular RESUMO ABSTRACT Camille Rayane Lessa* Senyra Maria dasneves** Amanda Alves da Rocha*** RESUMO A doença falciforme é uma doença de caráter hereditário originado no continente africano devido a uma mutação no organismo

Leia mais

Biologia Genética Médio [20 Questões]

Biologia Genética Médio [20 Questões] Biologia Genética Médio [20 Questões] 01 - (ESCS DF) Em uma transfusão direta de sangue entre dois indivíduos, uma pessoa com sangue do tipo AB, Rh + recebe sangue do tipo B, Rh. Espera-se que, nessa transfusão,

Leia mais

Sistemas de Acasalamento. Acasalamento ao acaso. Acasalamento ao acaso. O ciclo de vida de uma população. Pressupostos de Hardy Weinberg.

Sistemas de Acasalamento. Acasalamento ao acaso. Acasalamento ao acaso. O ciclo de vida de uma população. Pressupostos de Hardy Weinberg. Pressupostos de Hardy Weinberg Produção de alelos: 1 locus autossômico 2 alelos sem mutação 1ª Lei de Mendel União de alelos: Sistema de acasalamento aleatório Tamanho populacional infinito Troca genética

Leia mais

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS TÍTULO: HEMOGLOBINOPATIAS GENÉTICAS: UM ESTUDO DA HBS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: BIOMEDICINA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

Leia mais

LGN GENÉTICA. Aula 9 - Evolução. Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello

LGN GENÉTICA. Aula 9 - Evolução. Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello LGN 215 - GENÉTICA Aula 9 - Evolução Antonio Augusto Franco Garcia Filipe Inácio Matias Marianella F. Quezada Macchiavello Departamento de Genética Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade

Leia mais

BIOLOGIA. Questões de 01 a 06. Fator II

BIOLOGIA. Questões de 01 a 06. Fator II Grupo 2 TIPO B BIO Pág.1 1 BIOLOGIA Questões de 01 a 06 01. Os gráficos a seguir representam a variação da taxa de fotossíntese de uma planta em função dos fatores ambientais I, II e III. Taxa de Fotossíntese

Leia mais

CITOLOGIA E NÚCLEO NÚCLEO 21/09/2016

CITOLOGIA E NÚCLEO NÚCLEO 21/09/2016 CITOLOGIA E NÚCLEO Prof. Leonardo F. Stahnke NÚCLEO O núcleo é uma estrutura presente somente em células eucarióticas, responsável pelo controle de todas as atividades celulares, pois abriga o material

Leia mais

EVOLUÇÃO: IDÉIAS E EVIDÊNCIAS. Professor Fláudio

EVOLUÇÃO: IDÉIAS E EVIDÊNCIAS. Professor Fláudio EVOLUÇÃO: IDÉIAS E EVIDÊNCIAS Professor Fláudio EVIDÊNCIAS DE EVOLUÇÃO EVOLUÇÃO conjunto de processos que levam a modificações nos seres vivos ao longo do tempo, podendo dar origem a novas espécies Entender

Leia mais

Biologia-Geologia 11ºano Novembro de 2006. Científico-Humanísticos Curso Ciências e Tecnologias. A hemoglobina. Texto adaptado

Biologia-Geologia 11ºano Novembro de 2006. Científico-Humanísticos Curso Ciências e Tecnologias. A hemoglobina. Texto adaptado Biologia-Geologia 11ºano Novembro de 2006 Científico-Humanísticos Curso Ciências e Tecnologias A hemoglobina Cada molécula de hemoglobina consiste em dois pares separados de globinas alfa e beta (cadeias

Leia mais

B) EXPLIQUE, de acordo com a teoria neodarwinista, a atuação desses dois fatores evolutivos na população de bactérias representada.

B) EXPLIQUE, de acordo com a teoria neodarwinista, a atuação desses dois fatores evolutivos na população de bactérias representada. Questão 01 Há algum tempo, a resistência a antibióticos vem-se tornando um problema mundial de Saúde Pública, porque dificulta o tratamento de infecções bacterianas. 1. Analise esta figura, em que está

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CAPÍTULO 9 p. 124 É a + aceita

Leia mais

As funções de muitas proteínas envolvem a ligação reversível de outras moléculas - ligandos

As funções de muitas proteínas envolvem a ligação reversível de outras moléculas - ligandos Função de proteínas As funções de muitas proteínas envolvem a ligação reversível de outras moléculas - ligandos Um ligando liga-se ao local de ligação que lhe é complementar. A interacção é específica.

Leia mais

Genética de Populações. Prof. Ricardo Lehtonen R. de Souza

Genética de Populações. Prof. Ricardo Lehtonen R. de Souza Genética de Populações Prof. Ricardo Lehtonen R. de Souza E-mail: ricardo.lehtonen@gmail.com http://www.ufpr.br/~lehtonen VARIAÇÃO EM POPULAÇÕES NATURAIS A maioria das características varia pelo menos

Leia mais

Exercícios de Biologia Genética das Populações Lista 2

Exercícios de Biologia Genética das Populações Lista 2 Exercícios de Biologia Genética das Populações Lista 2 TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES. (Uel 97) A anemia falciforme ou siclemia é uma doença hereditária que leva à formação de hemoglobina anormal e,

Leia mais

MUTAÇÃO. O que é mutação? - Alteração no material genético.

MUTAÇÃO. O que é mutação? - Alteração no material genético. Universidade Federal do Piauí Núcleo de Estudos em Genética e Melhoramento (GEM) CNPJ: 12.597.925/0001-40 Rua Dirce de Oliveira,3597- Socopo/Teresina-PI Mutação MARIANE DE MORAES COSTA Teresina, 01 de

Leia mais

Polialelia, Sangue e Sexo

Polialelia, Sangue e Sexo Polialelia, Sangue e Sexo Polialelia, Sangue e Sexo 1. (UFPEL) Três irmãos (João, José e Maria) realizaram um exame de sangue em laboratório para identificar os seus tipos sanguíneos, com o objetivo de

Leia mais

Segregação Monogênica: 1 a Lei de Mendel. Profa. Vanessa Kava

Segregação Monogênica: 1 a Lei de Mendel. Profa. Vanessa Kava Segregação Monogênica: 1 a Lei de Mendel Profa. Vanessa Kava 1a Lei de Mendel VOCÊ JÁ SABE QUE Os cromossomos situam-se no núcleo das células 1 cromossomo 1 molécula de DNA 1molécula de DNA vários genes

Leia mais

Dispersão. Biogeografia. Maratona de Biogeografia Fundamentos de Ecologia e Modelagem Ambiental Aplicados à Conservação da Biodiversidade

Dispersão. Biogeografia. Maratona de Biogeografia Fundamentos de Ecologia e Modelagem Ambiental Aplicados à Conservação da Biodiversidade Biogeografia Dispersão Maratona de Biogeografia Fundamentos de Ecologia e Modelagem Ambiental Aplicados à Conservação da Biodiversidade Vivian F. Renó 29/03/2012 O que é dispersão? Movimento de um organismo

Leia mais

Eritrócitos: Morfologia e função

Eritrócitos: Morfologia e função Eritrócitos: Morfologia e função Eritrócitos ou Hemácias ou Glóbulo Vermelho Número de células Tamanho varia nos mamíferos Nos seres humanos Número médio é aproximadamente 5.000.000/ul ou 5.10 6 /ul O

Leia mais