Do saque, ou seja, da emissão da letra de câmbio, decorre o surgimento de três situações jurídicas distintas:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Do saque, ou seja, da emissão da letra de câmbio, decorre o surgimento de três situações jurídicas distintas:"

Transcrição

1 Direito Empresarial II 6º Semestre CURSO: DIREITO LETRA DE CÂMBIO HISTÓRICO DA LETRA DE CÂMBIO A Letra de Câmbio é uma ordem de pagamento. Do saque, ou seja, da emissão da letra de câmbio, decorre o surgimento de três situações jurídicas distintas: 1 Sacador: pessoa que dá a ordem de pagamento, criando a letra; 2 Sacado:pessoa que, aceitando a letra, deve pagar seu valor; 3 Tomador: pessoa que recebe a letra de câmbio do sacador, ou seja, a pessoa a quem a letra deve ser paga. O saque vincula o sacador ao pagamento da letra de câmbio (art. 9º da Lei Uniforme). O saque cria três situações jurídicas distintas (sacador, sacado e tomador), mas a lei faculta que uma mesma pessoa ocupe mais de uma dessas situações (art. 3º da Lei Uniforme). Assim, a letra poderá ser sacada em benefício do próprio sacador, isto é, a mesma pessoa ocupando simultaneamente a posição de sacador e tomador, isto é, ao mesmo tempo se é emitente e beneficiário. Ou, simultaneamente ocupar a posição de sacador e sacado, isto é, ser ao mesmo tempo emitente e responsável pela realização do pagamento. REQUISITOS LEGAIS A letra de câmbio é documento formal, devendo, por isso, obedecer a diversos requisitos previstos em Lei. Esses requisitos são: A denominação (expressão) letra de câmbio escrita no texto do documento; O mandato puro e simples de pagar determinada quantia; O nome do sacado, isto é, a pessoa que deve pagar; A época do pagamento; A indicação do lugar em que se deve efetuar o pagamento; O nome do tomador (ou beneficiário), isto é, a pessoa a quem o título deve ser pago. A data e o lugar onde a letra é sacada.

2 A assinatura do sacador, isto é, a pessoa que emite o título. Dos oito requisitos legais de uma letra de câmbio, cinco são considerados essenciais, isto é, sem eles o documento não produzirá efeitos como letra de câmbio. E três são considerados não-essenciais, pois a própria Lei Uniforme dá a solução para a falta deles no documento (art. 2º). LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Decreto N /1908: define a letra de câmbio e a nota promissória. Em 1942 o Brasil faz adesão a chamada Convenção de Genebra, que é uma convenção internacional para a adoção de uma lei uniforme sobre letra de câmbio e nota promissória. Em 1966 o poder executivo brasileiro edita o Decreto N , que promulga as convenções para adoção de uma Lei Uniforme em matéria de letras de câmbio e notas promissórias. Código Civil em caráter supletivo (art. 903). O título cria-se pelo saque, transfere-se pelo endosso, completa-se pelo aceite e é garantido pelo aval. Saque é o ato de criação da letra de câmbio. Aceite é a declaração pela qual o sacado se compromete a realizar o pagamento da soma indicada na letra de câmbio, dentro do prazo especificado, tornando-se, assim, responsável direto pelo cumprimento da obrigação. ENDOSSO Em regra, a letra de câmbio é título à ordem. Isso significa que o seu credor pode negociar o crédito por ela representado mediante um ato jurídico transladador da titularidade do crédito, chamado endosso. Portanto, endosso é o ato que opera a transferência do crédito representado por título à ordem. Espécies de endosso Endosso em branco: não identifica o endossatário. Endosso em preto: identifica o endossatário. É nulo o endosso parcial de acordo com o art. 12 da Lei Uniforme. AVAL É a garantia, dada por terceiro, total ou parcial do pagamento do título. O pagamento da letra de câmbio é garantido por aval. Por este ato de garantia, uma pessoa, chamada avalista, garante o pagamento do título em favor do devedor.

3 O devedor em favor de quem foi garantido o pagamento do título é chamado avalizado. O avalista é responsável da mesma forma que o seu avalizado. (art. 32 da LU e art. 899, CC). VENCIMENTO DA LETRA DE CÂMBIO Com o vencimento a letra de câmbio torna-se exigível. A Lei Uniforme estipula para as letras de câmbio 4 (quatro) espécies de vencimento: a vista; a dia certo; a termo certo de data (da data do saque); a tempo certo de vista (da data da apresentação para aceite). Pode ocorrer o vencimento extraordinário (antecipado) da letra, quando o tomador não consegue obter o aceite, seja por motivo de ausência ou impedimento do sacado, ou por oposição deste, porque fica, desde logo, verificado que o valor contido na letra não será realizado no tempo e na forma que nele está prometido. Neste caso, o tomador tem o direito de exigir do sacador o resgate imediato do título. É o que ocorre nos casos de recusa total ou parcial do aceite. PAGAMENTO O pagamento é a meta de um título de crédito. É o pagamento que permite que o portador da letra de câmbio embolse a importância na letra mencionada, cumprindo-se, assim, a ordem dada pelo sacador. O art. 39 da LU dispõe que o sacado que paga uma letra de câmbio pode exigir que ela lhe seja entregue com a respectiva quitação. Fábio Ulhoa esclarece que se o devedor não observar tal cautela, poderá ser responsável por um segundo pagamento, caso uma letra já quitada seja endossada a portador de boa-fá, em respeito ao princípio da autonomia das obrigações cambiais. O segundo pagamento pode ser possível por causa do princípio da cartularidade. O portador da letra não pode recusar pagamento parcial. Neste caso, o sacado tem o direito de exigir que se mencione na própria letra o valor pago parcialmente e que se dê a devida quitação.

4 PRESCRIÇÃO Na letra de câmbio, prescrevem em: 3 (três) anos, as ações contra o aceitante (sacado) e o avalista; 1 (um) ano, as ações do portador contra os endossantes e sacador; 6 (seis) meses, as ações dos endossantes, uns contra os outros. PROTESTO É o ato destinado a comprovar a falta ou recusa de aceite ou a falta ou recusa do pagamento da letra, o que faz deste ato um meio de prova. O art. 1º da Lei n /97 (Define competência, regulamenta os serviços concernentes ao protesto de títulos e outros documentos de dívida) dispõe que Protesto é o ato formal e solene pelo qual se prova a inadimplência e o descumprimento de obrigação originada em títulos e outros documentos de dívida. PROTESTO POR FALTA OU RECUSA DE ACEITE A letra de câmbio é uma ordem de pagamento dada pelo sacador ao sacado. No momento da apresentação da letra ao sacado, cabe a este dizer se cumprirá ou não a ordem. Lembrando que nada obriga o sacado a aceita-lá, pois o ato de aceite depende de sua vontade. Para fazer jus aos direitos resultantes da falta ou recusa de aceite, o portador da letra de câmbio precisa comprovar a referida falta ou recusa. Afirma o professor Fran Martins que a simples alegação de falta ou recusa de aceite não serve. Será preciso praticar o ato de PROTESTO. Este é de responsabilidade do portador do título. O prazo para protesto por falta ou recusa de aceite vai até o fim do prazo de apresentação ao sacado ou no dia seguinte ao término do prazo se a letra foi apresentada no último dia e o sacado pediu uma segunda apresentação no dia seguinte. O portador da letra de câmbio pode cobrar a letra de câmbio de qualquer um dos coobrigados, sem precisar observar a ordem pela qual se obrigaram conforme disposição do art. 47 da Lei Uniforme. O portador de uma letra de câmbio é o responsável pelo protesto. Se o portador não protestar uma letra com falta ou recusa de aceite no tempo hábil, perderá seu direito de ação contra os coobrigados.

5 A falta de protesto de letra de câmbio com falta ou recusa de aceite presume uma renúncia ao direito de ação por parte do portador. PROTESTO POR FALTA DE PAGAMENTO O protesto por falta de pagamento surte os mesmos efeitos em relação aos coobrigados, isto é, é ato obrigatório para cobrar deles o pagamento da letra. Mas em relação ao sacado aceitante, pouco importa se a letra foi ou não protestada, pois neste caso, o aceite obriga o aceitante automaticamente. A falta de pagamento pode acarretar a AÇÃO CAMBIAL, que é a execução, conforme art. 585, I, do CPC. AÇÃO DE ANULAÇÃO Art. 36 do Decreto n /1908. Art. 909 do Código Civil. PRESCRIÇÃO A prescrição ocorre da seguinte forma na letra de câmbio: art. 70 da Lei Uniforme. ações contra o aceitante (sacado) e o avalista: 3 anos; ações do portador contra os endossantes e sacador: 1 ano ações dos endossantes, uns contra os outros e contra o sacador: 6 meses. Prescrita a execução, resta ao portador a ação ordinária de cobrança, em que se exigirá a comprovação da relação causal entre o título e o negócio que o gerou.

Aula de 16/03/15. a) Total; b) Parcial (resolução da sociedade em relação a um sócio).

Aula de 16/03/15. a) Total; b) Parcial (resolução da sociedade em relação a um sócio). Aula de 16/03/15 14. DISSOLUÇÃO DE SOCIEDADE CONTRATUAL - Espécies: a) Total; b) Parcial (resolução da sociedade em relação a um sócio). Todas as duas hipóteses podem ocorrer de forma judicial ou extrajudicial.

Leia mais

NOTA PROMISSÓRIA 11.1 NOÇÃO

NOTA PROMISSÓRIA 11.1 NOÇÃO 11 NOTA 11.1 NOÇÃO Enquanto a letra de câmbio é uma ordem de pagamento, porque através dela o signatário (sacador) do título requisita a uma pessoa (sacado) o pagamento de uma soma, a nota promissória

Leia mais

Direito Empresarial

Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 13. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 13. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 13 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

DUPLICATA MERCANTIL. Partes: Com efeito, se alguém efetua a venda a prazo, pode emitir uma duplicata O vendedor será o adquirente. Natureza Jurídica:

DUPLICATA MERCANTIL. Partes: Com efeito, se alguém efetua a venda a prazo, pode emitir uma duplicata O vendedor será o adquirente. Natureza Jurídica: DUPLICATA MERCANTIL A DUPLICATA MERCANTIL É TITULO DE CRÉDITO CRIADO PELO DIREITO BRASILEIRO. A emissão da duplicata foi disciplina pela Lei 5474/68 O termo duplicata não pode ser interpretado ao Pé da

Leia mais

Literalidade: a obrigação representada pelo título de crédito restringe-se àquilo que estiver nele escrito (não valem convenções em apartado);

Literalidade: a obrigação representada pelo título de crédito restringe-se àquilo que estiver nele escrito (não valem convenções em apartado); Resumo Aula-tema 04: Títulos de crédito Título de crédito é um documento necessário ao exercício de direito literal e autônomo nele contido. Trata-se de conceito inspirado na clássica concepção do italiano

Leia mais

DIREITO COMERCIAL II. Professor LUIZ GONZAGA MODESTO DE PAULA DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO

DIREITO COMERCIAL II. Professor LUIZ GONZAGA MODESTO DE PAULA DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO 1 DIREITO COMERCIAL II Professor LUIZ GONZAGA MODESTO DE PAULA modesto@pucsp.br 2 TÍTULOS DE CRÉDITO 3 P R O G R A M A 4 AULA 1 CONCEITO DE CRÉDITO CONCEITO TRADICIONAL DE TÍTULO DE CRÉDITO NOVO CONCEITO

Leia mais

Direito aplicado à logística

Direito aplicado à logística 6.4 LETRA DE CÂMBIO 6.4.1 Caracterização Eis um modelo de letra de câmbio: Regulada pela Lei nº 57.663/66 e parcialmente pelo Decreto nº 2.044/08 (Lei Uniforme), é uma ordem de pagamento à vista ou a prazo

Leia mais

Letra de Câmbio, Duplicata, Cheque e Nota Promissória. José Rodrigo Dorneles Vieira

Letra de Câmbio, Duplicata, Cheque e Nota Promissória. José Rodrigo Dorneles Vieira Letra de Câmbio, Duplicata, Cheque e Nota Promissória José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br Cesare Vivante: Documento necessário para o exercício do direito literal e autônomo nele mencionado.

Leia mais

CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 04. Títulos de Crédito

CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 04. Títulos de Crédito CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 04 DATA 05/07/2016 DISCIPLINA Empresarial PROFESSOR José Humberto Souto Júnior MONITOR Thaís da Mata AULA 04 - Títulos de Crédito (Cheque, Duplicata

Leia mais

Cheque Aulas 22 a 24

Cheque Aulas 22 a 24 Cheque Aulas 22 a 24 1. NORMATIZAÇÃO: Lei 7.357/85 que absorveu as regras contidas na Lei Uniforme sobre Cheques. Resoluções do Banco Central do Brasil, tomadas por deliberação do Conselho Monetário Nacional,

Leia mais

Saque, Aceite, Endosso, Aval, Fiança e Pagamento

Saque, Aceite, Endosso, Aval, Fiança e Pagamento Saque, Aceite, Endosso, Aval, Fiança e Pagamento SAQUE Trata-se de ato cambiário a partir do qual um título de crédito é emitido quando o sacador o assina para ser submetido ao sacado, se chama assinatura,

Leia mais

NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA CONCEITO

NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA CONCEITO CONCEITO Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br MSN: armindocastro1@hotmail.com Homepage: www.armindo.com.br Cel: 8405-7311 A nota promissória é promessa de pagamento, isto é, compromisso

Leia mais

Duplicata Aulas 30 a 32

Duplicata Aulas 30 a 32 Duplicata Aulas 30 a 32 1. NORMATIZAÇÃO: O regime cambial das duplicatas é norteado pela Lei 5.474/68 (doravante, LD, e a menção de artigo sem a indicação da Lei, significará referência à LD). Decreto-lei

Leia mais

Direito de empresa Títulos de Crédito

Direito de empresa Títulos de Crédito Direito de empresa Títulos de Crédito Prof. Cristiano Erse www.erse.com.br Conceito Cesare Vivante: documentos necessários para o exercício de direito literal e autônomo, nele mencionado. Art.887 CC: documento

Leia mais

Características/princípios

Características/princípios Características/princípios Títulos de crédito 2ª AULA Síntese histórica Economia de troca (in natura) * troca de mercadorias. Economia monetária (dinheiro) * troca de mercadoria por moeda. Economia creditória

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO LETRAS DE CÂMBIO E NOTA PROMISSÓRIA. Parte I O Crédito e os Títulos de Crédito

ÍNDICE SISTEMÁTICO LETRAS DE CÂMBIO E NOTA PROMISSÓRIA. Parte I O Crédito e os Títulos de Crédito ÍNDICE SISTEMÁTICO LETRAS DE CÂMBIO E NOTA PROMISSÓRIA Parte I O Crédito e os Títulos de Crédito Capítulo I Dos títulos de crédito em geral 1. O crédito e a circulação dos direitos de crédito 1.1 Os títulos

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão Estratégica em Finanças Direito empresarial

Curso de Especialização em Gestão Estratégica em Finanças Direito empresarial 6. TÍTULOS DE CRÉDITO 6.1 Caracterização Para Vivante, título de crédito é o documento necessário ao exercício de um direito literal e autônomo nele mencionado. O Código Civil de 2002 o definiu no artigo

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL III

DIREITO EMPRESARIAL III DIREITO EMPRESARIAL III PROF. EDUARDO GOULART PEREIRA Aluísio Andrade monitor: alusio320@gmail.com UNIDADE I TÍTULOS DE CRÉDITO: DEFINIÇÃO E PRINCÍPIOS CAMBIÁRIOS CRÉDITO Importância Título de crédito

Leia mais

DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO:

DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO: TÍTULOS DE CRÉDITO: CRÉDITO = alargamento da troca. Venda a prazo Empréstimo Documento necessário para o exercício do direito literal e autônomo nele mencionado.(vivante) joao@joaopereira.com.br TÍTULO

Leia mais

AULA 7 30/03/11 A NOTA PROMISSÓRIA E O CHEQUE

AULA 7 30/03/11 A NOTA PROMISSÓRIA E O CHEQUE AULA 7 30/03/11 A NOTA PROMISSÓRIA E O CHEQUE 1 A NOTA PROMISSÓRIA 1.1 O CONCEITO É uma promessa solene, direta e unilateral de pagamento, à vista ou a prazo, efetuada pelo promitente-devedor ao promissário-credor,

Leia mais

Agenda. Personagens Essenciais. Conceito. Como deve ser um cheque. Modalidades. Pagamento de cheque. Cheque sem fundos

Agenda. Personagens Essenciais. Conceito. Como deve ser um cheque. Modalidades. Pagamento de cheque. Cheque sem fundos CHEQUES Agenda Personagens Essenciais Conceito Como deve ser um cheque Modalidades Pagamento de cheque Cheque sem fundos Personagens Essenciais SACADOR ou EMITENTE - pessoa que assina o cheque, aquele

Leia mais

Direito Empresarial Dr. José Rodrigo

Direito Empresarial Dr. José Rodrigo 1 1. Considera-se estabelecimento empresarial: Títulos de crédito a) Todo complexo de bens organizado, usado pelo empresário, ou sociedade empresária, para o exercício da sua atividade. b) Todo complexo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 2.044, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1908. Define a letra de câmbio e a nota promissória e regula as Operações Cambiais. O Presidente

Leia mais

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa SUMÁRIO Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa... 17 1. Origens do Direito Empresarial.... 17 2. Autonomia do Direito Empresarial... 20 3. Fontes do Direito Empresarial... 21 4. Do Direito de Empresa...

Leia mais

PRESCRIÇÃO NOTA PROMISÓRIA. Decr. nº 2.044/1908 Lei Interna (LI) VENCIMENTO A DIA CERTO

PRESCRIÇÃO NOTA PROMISÓRIA. Decr. nº 2.044/1908 Lei Interna (LI) VENCIMENTO A DIA CERTO PRESCRIÇÃO NOTA PROMISÓRIA Legislação aplicável: Decr. nº 57.663/1966 Lei Uniforme de Genebra (LU) Decr. nº 2.044/1908 Lei Interna (LI) SUBSCRITOR (EMITENTE) 1. O TÍTULO NÃO FOI PROTESTADO A prescrição

Leia mais

Títulos de Crédito: Aval. Resumo: 1) Introdução: 2) Conceitos:

Títulos de Crédito: Aval. Resumo: 1) Introdução: 2) Conceitos: Títulos de Crédito: Aval Resumo: Ao celebrar um negócio jurídico de compra e venda ou de concessão de crédito, o credor normalmente procura se resguardar da eventual inadimplência do devedor. Nesses e

Leia mais

Aspectos Jurídicos dos Títulos de Crédito. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Aspectos Jurídicos dos Títulos de Crédito. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Aspectos Jurídicos dos Títulos de Crédito Crédito A palavra crédito é derivada do latim "Creditum", Credere que significa, coisa emprestada, empréstimo, dívida, depositar confiança em, confiar em, dar

Leia mais

Cheque Aulas 22 a 24

Cheque Aulas 22 a 24 Cheque Aulas 22 a 24 1. NORMATIZAÇÃO: Lei 7.357/85 que absorveu as regras contidas na Lei Uniforme sobre Cheques. Resoluções do Banco Central do Brasil, tomadas por deliberação do Conselho Monetário Nacional,

Leia mais

DUPLICATA XII. 1. Origem:

DUPLICATA XII. 1. Origem: DUPLICATA XII 1. Origem: - A duplicata constitui um título de crédito que tem origem no Direito brasileiro, e mais especificamente no Código Comercial de 1850, o qual determinava aos comerciantes atacadistas

Leia mais

AULA DE NOTARIAL DE PROTESTO. (Lei regente: 9492/97). a) Princípio FIM ou MAIOR: DA SEGURANÇA JURÍDICA:

AULA DE NOTARIAL DE PROTESTO. (Lei regente: 9492/97). a) Princípio FIM ou MAIOR: DA SEGURANÇA JURÍDICA: AULA DE NOTARIAL DE PROTESTO. (Lei regente: 9492/97). 1. PRINCÍPIOS REGENTES: Do protesto como ato: a) Princípio FIM ou MAIOR: DA SEGURANÇA JURÍDICA: - PRINCÍPIOS DA OFICIALIDADE: Informa que protesto

Leia mais

APOSTILA 5 DE TÍTULOS DE CRÉDITO. Tema : DUPLICATA

APOSTILA 5 DE TÍTULOS DE CRÉDITO. Tema : DUPLICATA APOSTILA 5 DE TÍTULOS DE CRÉDITO Tema : DUPLICATA Material de apoio para a disciplina Direito Empresarial Elaborado por : Denis Domingues Hermida OBSERVAÇÃO: A redação dessa apostila é feita com base nas

Leia mais

STJ fran Martins. Foi Professor Emérito na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. TÍTULOS DE CREDITO

STJ fran Martins. Foi Professor Emérito na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. TÍTULOS DE CREDITO fran Martins Foi Professor Emérito na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. TÍTULOS DE ~ CREDITO 16 a edição atualizada por JOAQUIM PENALVA SANTOS e PAULO PENALVASANTOS ~ FORENSE Rio de

Leia mais

CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Protesto De Títulos. PROFESSORES: Carlos Londe

CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Protesto De Títulos. PROFESSORES: Carlos Londe CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD DISCIPLINA: Protesto De Títulos PROFESSORES: Carlos Londe Nome: Nº de Identidade: Reescreva a frase: Atesto para os devidos

Leia mais

Exigibilidade. Introdução

Exigibilidade. Introdução 1 Exigibilidade Introdução 1. Considerações: Os devedores de um título de crédito são de duas categorias: o chamado devedor principal, que, na letra de câmbio, é o aceitante, e os coobrigados, que, nesta

Leia mais

Conceito de crédito: troca de uma prestação presente por uma futura. Credere é. Histórico: permite a circulação de capital e crescimento econômico.

Conceito de crédito: troca de uma prestação presente por uma futura. Credere é. Histórico: permite a circulação de capital e crescimento econômico. DIREITO EMPRESARIAL III Prof. Rodrigo Almeida Magalhães TÍTULOS DE CRÉDITO Conceito de crédito: troca de uma prestação presente por uma futura. Credere é crer, confiar. Histórico: permite a circulação

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE DIREITO Componente Curricular: Direito Empresarial II Código: DIR-467

PLANO DE CURSO. CURSO DE DIREITO Componente Curricular: Direito Empresarial II Código: DIR-467 CURSO DE DIREITO Componente Curricular: Direito Empresarial II Código: DIR-467 CH Total: 60 h Pré-requisito: Direito Empresarial I Período Letivo: 2016.2 Turma: 8º semestre Professor: Luciana de Oliveira

Leia mais

CAPÍTULO 8 NOTA PROMISSÓRIA

CAPÍTULO 8 NOTA PROMISSÓRIA CAPÍTULO 8 NOTA PROMISSÓRIA 1. CONCEITO A nota promissória é uma promessa de pagamento por meio da qual o emitente assume o compromisso puro e simples de pagar certa quantia ao beneficiário ou à sua ordem.

Leia mais

DECRETO Nº 2.044, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1908

DECRETO Nº 2.044, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1908 DECRETO Nº 2.044, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1908 Define a letra de câmbio e a nota promissória e regula as Operações Cambiais. resolução: O Presidente da Republica dos Estados Unidos do Brasil: Faço saber que

Leia mais

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei.

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei. Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 27 DIREITO CAMBIÁRIO Títulos de Crédito São documentos representativos de obrigações pecuniárias, deve ser escrito, assinado

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item Cheque

Conhecimentos Bancários. Item Cheque Conhecimentos Bancários Item 2.1.1.2 - Cheque Conhecimentos Bancários Item 2.1.1.2 - Cheque Requisitos essenciais do cheque Lei 7.357/1985 - Artigos 1º e 2º LEI DO CHEQUE Item 2.1.1.2 - Cheque Requisitos

Leia mais

Direito empresarial III Eduardo Goulart Pimenta

Direito empresarial III Eduardo Goulart Pimenta Direito empresarial III Eduardo Goulart Pimenta Legislação: Decreto 57.663/66 nota promissória e letra de câmbio (LUG) Teoria Geral dos títulos de crédito Lei 7.356/85 (lei do cheque) aspectos fundamentais

Leia mais

APOSTILA 3 DE TÍTULOS DE CRÉDITO. Tema : NOTA PROMISSÓRIA

APOSTILA 3 DE TÍTULOS DE CRÉDITO. Tema : NOTA PROMISSÓRIA APOSTILA 3 DE TÍTULOS DE CRÉDITO Tema : NOTA PROMISSÓRIA Material de apoio para a disciplina Direito de Empresa Elaborado por : Denis Domingues Hermida OBSERVAÇÃO: A redação dessa apostila é feita com

Leia mais

156 Curso de Direito Comercial, Rubens Requião, página 350, Saraiva, 1988.

156 Curso de Direito Comercial, Rubens Requião, página 350, Saraiva, 1988. AVAL SISTEMA DE GARANTIA CAMBIAL Amilcar Douglas Packer advogado e professor de Direito Comercial no CESUMAR RESUMO: O artigo busca dar uma cisão prática do aval como sistema de garantia cambial. ABSTRACT:

Leia mais

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com 6.1) Noções gerais e legislação aplicável 6.2) Requisitos essenciais 6.3) Aceite 6.4) Pagamento 6.5) Duplicata de prestação de serviços 6.6) Triplicata 6.7) Ação de cobrança e protesto Conceito: É um título

Leia mais

HISTÓRIA Origem provável: Século XII Templários SEC. XII - Feira de Champagne

HISTÓRIA Origem provável: Século XII Templários SEC. XII - Feira de Champagne LETRA DE CÂMBIO CONCEITO Letra de Câmbio é o título de crédito que representa uma ordem de pagamento de alguém (sacador) contra outrem (sacado) a favor de um terceiro (tomador). HISTÓRIA Origem provável:

Leia mais

NOVAS TENDÊNCIAS PARA O SERVIÇO DE PROTESTOS

NOVAS TENDÊNCIAS PARA O SERVIÇO DE PROTESTOS NOVAS TENDÊNCIAS PARA O SERVIÇO DE PROTESTOS ESCOLA DE NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESPIRITO SANTO 21/11/2015 AGENDA - PROTOCOLIZAÇÃO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE DIVIDA - INTIMAÇÃO - PROCEDIMENTOS DE QUITAÇÃO,

Leia mais

É um título de crédito que se estrutura como ordem de pagamento. Desta forma tem-se origem a três situações jurídicas distintas:

É um título de crédito que se estrutura como ordem de pagamento. Desta forma tem-se origem a três situações jurídicas distintas: TÍTULOS DE CRÉDITO LETRA DE CÂMBIO É um título de crédito que se estrutura como ordem de pagamento. Desta forma tem-se origem a três situações jurídicas distintas: a) Sacador quem emite a ordem; b) Sacado

Leia mais

SIMULADO 1 A QUESTÃO 2 A QUESTÃO

SIMULADO 1 A QUESTÃO 2 A QUESTÃO SIMULADO 1 A QUESTÃO Maria José emitiu cheque em 20.11.02, na cidade de Divinópolis/MG, contra Banco do Dinheiro S/A, estabelecido em São Paulo/SP, pré-datado para 20.01.03, nominal a João Antônio, com

Leia mais

PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial. 1. Títulos de Crédito:

PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial. 1. Títulos de Crédito: 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial 1. Títulos de Crédito: Critérios de Classificação: Estrutura: - sacador = dá a ordem, emite o título; - sacado = destinatário

Leia mais

AULA 4 02/03/11 OS ELEMENTOS CONEXOS À MATÉRIA

AULA 4 02/03/11 OS ELEMENTOS CONEXOS À MATÉRIA AULA 4 02/03/11 OS ELEMENTOS CONEXOS À MATÉRIA 1 INTRODUÇÃO No estudo da matéria títulos de crédito, torna-se imprescindível a análise daqueles elementos que, não obstante não fazerem parte da essência

Leia mais

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO 1 AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO Atualmente, existem cerca de 40 títulos de crédito em circulação no país. Os mais conhecidos são a nota promissória, cheque e duplicata. NOTA PROMISSÓRIA

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito 1) São exemplos de títulos de crédito, exceto: a) Cheque b) Testamento c) Duplicata d) Nota promissória 2) São características de títulos de crédito, exceto: a) Documentalidade b) Força executiva c) Autonomia

Leia mais

Lei uniforme relativa a Letras e Livranças

Lei uniforme relativa a Letras e Livranças Lei uniforme relativa a Letras e Livranças Estabelecida pela Convenção internacional assinada em Genebra em 7 de Junho de 1930, aprovada em Portugal pelo Decreto-Lei n.º 23 721, de 29 de Março de 1934,

Leia mais

Comunicado 4 Credenciamento TSE nº 1/2015 QUESTIONAMENTOS DA EMPRESA ALIANÇA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS DE SAÚDE S.A E RESPOSTAS EMITIDAS PELO TSE:

Comunicado 4 Credenciamento TSE nº 1/2015 QUESTIONAMENTOS DA EMPRESA ALIANÇA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS DE SAÚDE S.A E RESPOSTAS EMITIDAS PELO TSE: Comunicado 4 Credenciamento TSE nº 1/2015 QUESTIONAMENTOS DA EMPRESA ALIANÇA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS DE SAÚDE S.A E RESPOSTAS EMITIDAS PELO TSE: 1. De acordo com a alínea f do item 1.3 do Edital em

Leia mais

CIRCULAR Nº 63. 1) o deferimento de empréstimo de soma utilizável de uma só vez, parceladamente ou sob a forma de conta corrente;

CIRCULAR Nº 63. 1) o deferimento de empréstimo de soma utilizável de uma só vez, parceladamente ou sob a forma de conta corrente; Às Instituições Financeiras e Seguradoras CIRCULAR Nº 63 Comunicamos que a Diretoria em sessão de 19-12-1966, com base na Lei nº 5.143, de 20-10-66, e considerando as disposições da Resolução nº 40, de

Leia mais

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC)

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Conceito: título de crédito nominativo, transferível e de livre negociação, que representa promessa de pagamento em dinheiro e constitui título executivo extrajudicial.

Leia mais

Matéria de Direito Comercial V preparada por Fernando Furlani [7º T] com base nas aulas do 7º Semestre de Direito em

Matéria de Direito Comercial V preparada por Fernando Furlani [7º T] com base nas aulas do 7º Semestre de Direito em Matéria de Direito Comercial V preparada por Fernando Furlani [7º T] com base nas aulas do 7º Semestre de Direito em 2006 1 DIREITO COMERCIAL IV Faculdade de Direito Mackenzie 7º Sem. 2006 SUMÁRIO DA MATÉRIA:

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.802, DE 2015 (Do Sr. Carlos Bezerra)

PROJETO DE LEI N.º 1.802, DE 2015 (Do Sr. Carlos Bezerra) *C0053871A* C0053871A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.802, DE 2015 (Do Sr. Carlos Bezerra) Altera o Decreto-lei nº 167, de 1967, que "dispõe sobre títulos de crédito rural e dá outras providências",

Leia mais

Exercícios - ESAF Direito Empresarial Exercício Giovani Magalhães Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Exercícios - ESAF Direito Empresarial Exercício Giovani Magalhães Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Exercícios - ESAF Direito Empresarial Exercício Giovani Magalhães 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. AEP FISCAL: DIREITO EMPRESARIAL Questões Esaf Prof. Giovani

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PROVA ESCRITA CADERNO 1

DIREITO EMPRESARIAL PROVA ESCRITA CADERNO 1 JUIZ DE DIREITO SUBSTITUTO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Edital n. 01/2009 DIREITO EMPRESARIAL PROVA ESCRITA CADERNO 1 ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO AVM FACULDADE INTEGRADA

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO AVM FACULDADE INTEGRADA 1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO AVM FACULDADE INTEGRADA AS ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO Por: Sandra Valéria de Oliveira Terra Dantas Orientador Prof. Francis Rajzman Rio de Janeiro

Leia mais

KLS. Direito Empresarial

KLS. Direito Empresarial KLS Direito Empresarial Unidade 2 TÍTULOS DE CRÉDITO E AS PESSOAS JURÍDICAS Convite ao estudo Antes de darmos continuidade aos nossos estudos, é essencial relembrarmos a história e o progresso de seu João,

Leia mais

TITULOS DE CRÉDITO - TEORIA GERAL E ENFOQUE À LETRA DE CÂMBIO*

TITULOS DE CRÉDITO - TEORIA GERAL E ENFOQUE À LETRA DE CÂMBIO* TITULOS DE CRÉDITO - TEORIA GERAL E ENFOQUE À LETRA DE CÂMBIO* GLÓRIA ISABEL OLIVÁRDlA QUINTO Introdução; 1. Características gerais dos títulos de crédito; 2. A letra de câmbio. Introdução Para compreendermos

Leia mais

PROVIMENTO Nº 12/2015

PROVIMENTO Nº 12/2015 PROVIMENTO Nº 12/2015 Dispõe sobre o protesto de Certidões de Dívidas Judiciais e dá outras providências. A Corregedora-Geral da Justiça, Desembargadora Regina Ferrari, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

PROVIMENTO Nº CGJ-05/ O DESEMBARGADOR JOÃO PINHEIRO, CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

PROVIMENTO Nº CGJ-05/ O DESEMBARGADOR JOÃO PINHEIRO, CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, PROVIMENTO Nº CGJ-05/ 2007 Autoriza o apontamento dos títulos que indica, no âmbito da Central de Protesto de Títulos e Documentos da capital e dos Tabelionatos de Protesto de Títulos e Documentos de todo

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. 1 DISCIPLINA: COMERCIAL I PROFESSOR: EZIO CARLOS S. BAPTISTA TURMA: 9AM, 9BM e 9CN PLANO DE CURSO - 2010/1 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. UNIDADES

Leia mais

Revisão AV2. Tanto a patente quanto o registro podem ser comercializados/transmitidos.

Revisão AV2. Tanto a patente quanto o registro podem ser comercializados/transmitidos. Revisão AV2 7. Propriedade Industrial Bens imateriais protegidos pelo direito industrial: patente de invenção, patente de modelo de utilidade, registro de desenho industrial e registro de marca. Tanto

Leia mais

ANÁLISE DAS CONTAS DE GOVERNO REGRAS DE FINAL DE MANDATO

ANÁLISE DAS CONTAS DE GOVERNO REGRAS DE FINAL DE MANDATO ANÁLISE DAS CONTAS DE GOVERNO REGRAS DE FINAL DE MANDATO COMPETÊNCIAS DO TCE EMISSÃO DE PARECER PRÉVIO LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL DESPESAS COM PESSOAL A LRF prevê a nulidade do ato que resulte aumento

Leia mais

MATERIAL DE APOIO 06. Efeitos do contrato relativamente a terceiros. Estipulação em favor de terceiro (arts )

MATERIAL DE APOIO 06. Efeitos do contrato relativamente a terceiros. Estipulação em favor de terceiro (arts ) 1 MATERIAL DE APOIO 06 RELATIVIDADE E EFEITOS DOS CONTRATOS Principal efeito: criar obrigações, estabelecendo um vínculo jurídico entre as partes contratantes contrato = fonte de obrigações. Como REGRA

Leia mais

EMENDA Nº. (à MPV 698/2015) Acrescente-se, onde couber, artigos com as seguintes redações:

EMENDA Nº. (à MPV 698/2015) Acrescente-se, onde couber, artigos com as seguintes redações: MPV 698 00004 EMENDA Nº (à MPV 698/2015) Acrescente-se, onde couber, artigos com as seguintes redações: Art. A contratação de abertura de limite de crédito por parte das instituições financeiras poderá

Leia mais

CHEQUE CARACTERÍSTICA

CHEQUE CARACTERÍSTICA CHEQUE LEI 7357/1985 CONCEITO: Cheque é uma ordem de pagamento à vista, sacada contra um banco e com base em suficiente provisão de fundos depositados pelo sacador em mãos do sacado ou decorrente de contrato

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO PELA LEI 10.931 DE 02 DE AGOSTO DE 2004.

REGULAMENTAÇÃO DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO PELA LEI 10.931 DE 02 DE AGOSTO DE 2004. 1 REGULAMENTAÇÃO DA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO PELA LEI 10.931 DE 02 DE AGOSTO DE 2004. Lécio Goulart Costa * Acadêmico do curso de Direito Contabilista Sumário: 1. Introdução; 2. Aspectos gerais da CCB

Leia mais

Lei Uniforme relativa ao Cheque.

Lei Uniforme relativa ao Cheque. Lei Uniforme relativa ao Cheque www.odireitodigital.com Lei Uniforme relativa ao Cheque Estabelecida pela Convenção internacional assinada em Genebra em 19 de Março de 1931, aprovada em Portugal pelo Decreto-Lei

Leia mais

Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola IMETRO REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS

Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola IMETRO REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola IMETRO 2016 Capítulo I. DEFINIÇÕES 1. Considera-se Propina, a importância mensal paga pela prestação dos serviços de ensino, e que condicionam a frequência

Leia mais

OAB XIV EXAME PROVA BRANCA. Comentário às questões de Direito Empresarial. A prova foi bem elaborada e não ofereceu maiores dificuldades.

OAB XIV EXAME PROVA BRANCA. Comentário às questões de Direito Empresarial. A prova foi bem elaborada e não ofereceu maiores dificuldades. OAB XIV EXAME PROVA BRANCA Comentário às questões de Direito Empresarial A prova foi bem elaborada e não ofereceu maiores dificuldades. QUESTÃO 48 Paulo, casado no regime de comunhão parcial com Jacobina,

Leia mais

I mediante solicitação da instituição financeira que efetivar a quitação antecipada da operação;

I mediante solicitação da instituição financeira que efetivar a quitação antecipada da operação; COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI N o 1.150, DE 2011 Dispõe sobre o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários IOF. Autora: Deputada

Leia mais

12 DUPLICATA 12.1 APRESENTAÇÃO

12 DUPLICATA 12.1 APRESENTAÇÃO 12 DUPLICATA 12.1 APRESENTAÇÃO A duplicata mercantil é um documento criado pelo legislador brasileiro. O Código Comercial, embora revogado, previa, em seu art. 219, que nas vendas por atacado, o vendedor

Leia mais

Tire todas as suas dúvidas quanto à movimentação (e custos) da conta-salário

Tire todas as suas dúvidas quanto à movimentação (e custos) da conta-salário Tire todas as suas dúvidas quanto à movimentação (e custos) da conta-salário Os servidores públicos que recebem pagamento em conta-salário já podem pedir a transferência automática do dinheiro para o banco

Leia mais

SOS OAB Direito Empresarial Paulo Ellery Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

SOS OAB Direito Empresarial Paulo Ellery Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. SOS OAB Direito Empresarial Paulo Ellery 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. VII EXAME OAB QUESTÃO 49 Questão 49 QUESTÃO Com relação ao instituto do aval, é correto

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº a) cafeicultores, diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; b) cooperativas de produtores rurais;

RESOLUÇÃO Nº a) cafeicultores, diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; b) cooperativas de produtores rurais; RESOLUÇÃO Nº 3.238 Define condições para concessão de crédito destinado ao financiamento de estocagem de café do período agrícola 2003/2004. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei 4.595,

Leia mais

1. TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO

1. TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO Conceito: Título de crédito é o documento literal e autônomo que representa a obrigação nele contida Características: Titulo de crédito só representa obrigação creditícia

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira. Letras e Livranças. Trabalho realizado por:

Escola Secundária de Paços de Ferreira. Letras e Livranças. Trabalho realizado por: Letras e Livranças Trabalho realizado por: Sandra Costa Nº 15 10ºS Cátia Nunes Nº 15 10ºS Maio 2008 1 Índice Introdução..3 Letra..4 Intervenientes na letra.5 Requisitos da letra.6 Formas de transmissão

Leia mais

Índice: Letra 2 e 3 Livrança 4 e 5 Operações Bancárias 6 a 8 Cheque

Índice: Letra 2 e 3 Livrança 4 e 5 Operações Bancárias 6 a 8 Cheque Índice: Letra 2 e 3 Livrança 4 e 5 Operações Bancárias 6 a 8 Cheque 1 Letra: Definição de Letra: A letra é um titulo de crédito à ordem, sujeito a formalidades, através das quais uma pessoa sacador ordena

Leia mais

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Direito Empresarial II Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Contratos Aula 24 09/10/2015 Títulos de Crédito Teoria Geral. ***Necessidade de Circular Riquezas de forma rápida e

Leia mais

Protesto de título de crédito e ação cambial. Esperamos que, após o estudo do conteúdo desta aula, você seja capaz de:

Protesto de título de crédito e ação cambial. Esperamos que, após o estudo do conteúdo desta aula, você seja capaz de: Protesto de título de crédito e ação cambial A U L A 10 Meta da aula Explicar o mecanismo de funcionamento do protesto. objetivo 1 Esperamos que, após o estudo do conteúdo desta aula, você seja capaz de:

Leia mais

TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO

TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO O direito cambiário é o que tem por objeto o estudo dos títulos de crédito. Estes títulos são documentos representativos da obrigação de pagar uma determinada quantia em dinheiro,

Leia mais

CONCEITO DE TÍTULO DE CRÉDITO

CONCEITO DE TÍTULO DE CRÉDITO CONCEITO DE TÍTULO DE CRÉDITO CONCEITO DE CRÉDITO ETIMOLOGIA: CRÉDITO = confiança (credere) NOÇÃO ECONÔMICA: crédito significa a troca de um bem presente por um bem futuro NOÇÃO COMUM: CONFIANÇA, CRENÇA,

Leia mais

Cheque e Duplicata. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Cheque e Duplicata. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Cheque e Duplicata Crédito ETIMOLOGIA E SEMÂNTICA A palavra crédito é derivada do latim "Creditum", Credere que significa, coisa emprestada, empréstimo, dívida, depositar confiança em, confiar em, dar

Leia mais

TÍTULOS DE CRÉDITOS OBSERVAÇÕES PRELIMINARES:

TÍTULOS DE CRÉDITOS OBSERVAÇÕES PRELIMINARES: TÍTULOS DE CRÉDITOS OBSERVAÇÕES PRELIMINARES: AÇÃO CAMBIAL: Ação de execução por meio da qual o portador do título cambial exige o pagamento não satisfeito na forma e prazos devidos. ACEITE: Ato de reconhecer,

Leia mais

Resumo para efeitos do artigo 6.º, da Lei 144/2015, de 8 de Setembro:

Resumo para efeitos do artigo 6.º, da Lei 144/2015, de 8 de Setembro: Resumo para efeitos do artigo 6.º, da Lei 144/2015, de 8 de Setembro: Nos termos do artigo 304.º do Código Civil, não pode ser repetida a prestação realizada espontaneamente em cumprimento de uma obrigação

Leia mais

AULA 6 23/03/11 A LETRA DE CÂMBIO

AULA 6 23/03/11 A LETRA DE CÂMBIO AULA 6 23/03/11 A LETRA DE CÂMBIO 1 O CONCEITO A letra de câmbio é uma ordem de pagamento, à vista ou a prazo, emitida pelo sacador contra o sacado, devendo este último efetuar o pagamento ao beneficiário

Leia mais

Sumário. xiii. Olho_Willy_Titulos de Creditos.pmd 13

Sumário. xiii. Olho_Willy_Titulos de Creditos.pmd 13 Sumário INTRODUÇÃO TÍTULOS DE CRÉDITO: SUA HISTÓRIA... 1 1. Origem remota... 3 2. Letra de câmbio na antiguidade... 4 3. Origem lógica... 6 4. Período italiano instrumento de troca... 9 5. Período francês

Leia mais

SENTENÇA. Com a inicial vieram os documentos de f. 06/08.

SENTENÇA. Com a inicial vieram os documentos de f. 06/08. Autos n.º 183.08.146148-9 Natureza: ação de cobrança Requerente: Margarida Batista de Souza Requerido: Harakem Moreira Franco SENTENÇA Vistos, em correição. Margarida Batista de Souza propôs a presente

Leia mais

PROTESTO NO CHEQUE ABUSO DE DIREITO?

PROTESTO NO CHEQUE ABUSO DE DIREITO? PROTESTO NO CHEQUE ABUSO DE DIREITO? Deise Ataíde Acadêmica de Direito Centro Universitário Newton Paiva Resumo: Neste artigo, iremos falar do protesto no cheque, dando atenção ao abuso de direito decorrente

Leia mais

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CCB EMPRÉSTIMO

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CCB EMPRÉSTIMO I - DADOS DA CÉDULA: Nº DA CÉDULA: VALOR: R$ DATA EMISSÃO: DATA VENCIMENTO: LOCAL DE EMISSÃO: BELO HORIZONTE - MG PREÂMBULO II - DADOS DO (S) EMITENTE (S): NOME: CPF/CNPJ: CARTEIRA DE IDENTIDADE: nº Orgão

Leia mais

PRODUTO RECEBIMENTOS

PRODUTO RECEBIMENTOS PRODUTO RECEBIMENTOS CNAB 400 POSIÇÕES SANTANDER BANESPA (033-7) Versão 2.0 Outubro/2009 ÍNDICE Introdução...02 Condições para troca de informações...03 Informações adicionais...04 Especificações técnicas...05

Leia mais

Letra e Cédula de Crédito Imobiliário

Letra e Cédula de Crédito Imobiliário Letra e Cédula de Crédito Imobiliário Lei nº 10.931, de 2 de agosto de 2004 Letra de Crédito Imobiliário Bancos Comerciais, Bancos Múltiplos, Caixa Econômica Federal, sociedades de crédito imobiliário,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015. LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015. Institui o Programa de Recuperação Fiscal Refispoa 2015 e revoga a Lei nº 11.428, de 30 de abril de 2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Faço saber

Leia mais

AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1 A CLASSIFICAÇÃO QUANTO À ESTRUTURA JURÍDICA 1.1 AS ORDENS DE PAGAMENTO Há títulos de crédito que estão estruturados na forma de ordens de pagamento.

Leia mais