BOLETIM INFORMATIVO Selecionando o caminho ideal rumo à nuvem privada

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BOLETIM INFORMATIVO Selecionando o caminho ideal rumo à nuvem privada"

Transcrição

1 Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA EUA Tel.: Fax: BOLETIM INFORMATIVO Selecionando o caminho ideal rumo à nuvem privada Oferecido por: EMC Laura DuBois John Daly Outubro de 2013 Randy Perry R E S U M O E X E C U T I V O Os modelos de computação em nuvem oferecem uma nova abordagem para que os departamentos de TI prestem serviços comerciais aos usuários finais. Ao implementar as próprias infraestruturas de nuvem interna ou "privada", os departamentos de TI podem implantar um modelo de tecnologia que proporciona arquiteturas flexíveis de TI e agilidade dinâmica de negócios. Quando implementado completamente, o modelo de nuvem privada proporciona capacidade pagável, conforme o uso. Ou seja, ele oferece um método para liberar e unir a capacidade de computação que tinha sido isolada nas unidades de negócios. Ele torna recursos do sistema acessíveis aos aplicativos em toda a organização. Com seu pleno potencial, a computação em nuvem pode, em última análise, acelerar a inovação e a transformação dos negócios. Segundo a IDC, as empresas estão considerando três abordagens para a criação de uma plataforma de infraestrutura a fim de prestar serviços em nuvem interna ou "privada" aos usuários finais: sistemas de infraestrutura integrada, arquiteturas de referência e sistemas do tipo "crie você mesmo". Este artigo apresenta as percepções da IDC sobre a implementação de um modelo de tecnologia de nuvem interna ou "privada" e como essa estratégia pode permitir que os departamentos de TI respondam e atendam a demanda dos negócios com agilidade e dinamismo. Ele explica os benefícios e as considerações que as empresas precisam considerar com essas três diferentes abordagens para estabelecer a base de uma nuvem privada de IaaS (Infrastructure-as-a-Service, infraestrutura como serviço). Ou seja, fala sobre as três abordagens à criação de configurações de hardware modulares, dimensionáveis e padronizadas para nuvem. Como este documento destaca, quando as empresas passam para as estratégias de arquitetura de referência ou sistemas de infraestrutura integrada, elas obtêm vantagens em custos com material e tempo de comercialização. As estratégias de arquitetura de referência e sistemas de infraestrutura integrada oferecem vantagens em relação à abordagem "crie você mesmo". As arquiteturas de referência reduzem em quase 25% os custos gerais anuais e o tempo de implementação da infraestrutura. Os sistemas de infraestrutura integrada reduzem os custos gerais em 55% e o tempo de implementação em 65%. Além disso, o modelo convergente permite o uso mais eficiente da capacidade de TI disponível do que a TI tradicional. As maiores taxas de utilização reduzem os custos de hardware e tornam o planejamento de infraestrutura de longo prazo mais confiável e eficiente. Esses benefícios materiais fazem com que as arquiteturas de referência e os sistemas de infraestrutura integrada sejam essenciais para os departamentos de TI.

2 N U V E M P R I V A D A C O M O A G I L I D A D E D E N E G Ó C I O S No estado final, a computação em nuvem pode, em última análise, acelerar a inovação dos negócios e motivar a transformação. A virtualização tornou esses objetivos atingíveis, e as empresas podem colocar em prática esse potencial. Conforme os departamentos de TI virtualizam mais sua infraestrutura interna (servidores, armazenamento, rede), eles passam a fornecer aos clientes a IaaS de nuvem privada (ou seja, servidores, armazenamento, rede, sistema operacional, gerenciamento de sistemas e segurança), de modo mais agressivo. Como mostra a Figura 1, mais de 70% dos datacenters já virtualizaram 25% ou mais de seus aplicativos, e 25% deles virtualizaram 70% ou mais. Mais de 70% das organizações com mais de 100 funcionários pretendem fornecer IaaS interna via modelo de nuvem privada. F I G U R A 1 M a t u r i d a d e d a v i r t u a l i z a ç ã o e a d o ç ã o d a n u v e m p r i v a d a Fonte: níveis de virtualização da Pesquisa de virtualização da IDC, 2011 e 2012 (n = 404) Interesse em nuvem privada da Pesquisa Cloudtrack, 2012 (n = 801) 2 Nº IDC

3 A s m e l h o r e s m a n e i r a s d e a v a n ç a r p a r a a n u v e m p r i v a d a A IDC concluiu que as organizações que criam ofertas de nuvem privada passam por sucessivas etapas de maturidade. Cada uma delas exige mais investimentos não só do orçamento de TI, mas também da linha de negócios em toda a organização oferecendo, por sua vez, maior valor. O caminho invariavelmente abrange as três áreas essenciais de tecnologia, pessoas e processo: Tecnologia. Estabelecer a "correta" infraestrutura, plataforma e software para nuvem. (A jornada rumo à nuvem começa com a virtualização e uma flexível infraestrutura de hardware para dar suporte a ela. Juntas, elas formam a base da IaaS privada.) Pessoas. Desenvolver atributos organizacionais essenciais, como habilidades em nuvem, cultura orientada a serviços, liderança e colaboração entre departamentos (entre a TI e a linha de negócios) Processo. Implementar processos de negócios importantes para gerenciar serviços completos, o uso da arquitetura em nuvem em toda a empresa, a atividade e o desempenho de fornecedores e a conformidade geral com os padrões da organização para implantação da nuvem No entanto, o caminho da tecnologia vem primeiro e é o mais importante. A primeira dessas etapas técnicas envolve a virtualização a tarefa de abstrair recursos de computação, armazenamento e sistema de rede. Uma vez que uma organização estabelece a virtualização de uma parte substancial da infraestrutura de base o conjunto de tecnologia até o hipervisor, inclusive, ela pode passar a oferecer recursos de IaaS de nuvem privada. A base: infraestrutura modular, dimensionável e padronizada As empresas que criaram nuvens privadas com sucesso virtualizaram não só os nós do servidor, mas também os recursos de armazenamento e rede, permitindo assim a criação de pools e a decorrente implantação flexível desses recursos. Padronizar os principais elementos tecnológicos, como servidores, rede, armazenamento e hipervisores, permite a portabilidade da carga de trabalho e sua compatibilidade com outro software de sistema de nuvem. Além disso, isso exige hardware consistente e padronizado. Limitar uma infraestrutura de TI a uma só arquitetura de configuração simplificaria enormemente as implantações de nuvem, mas os requisitos de vários níveis de serviço e tipos de cargas de trabalho exigem um nível de diversidade de configuração. A maioria das grandes implementações bemsucedidas de nuvem reduziu suas arquiteturas de configuração de servidores a poucos (menos de sete) tipos diferentes. Muitos adeptos bem-sucedidos da nuvem privada optam por sistemas de infraestrutura integrada que consistem em unidades modulares e pré-integradas de computação, armazenamento e sistema de rede que permitem que a TI adicione blocos de recursos físicos de modo dimensionável e reproduzível IDC Nº

4 De qualquer forma, uma arquitetura robusta e comprovada continua sendo a chave para o sucesso dos negócios em implantações de nuvem privada. Vamos considerar três maneiras diferentes de obter uma plataforma de infraestrutura consistente e padronizada para a nuvem privada: sistemas pré-montados ou de infraestrutura integrada como o VCE Vblock, arquiteturas de referência como o VSPEX da EMC e sistemas tradicionais ou "crie você mesmo" criando o ambiente de modo independente, usando infraestruturas e padrões internos estabelecidos antes da implementação da nuvem. Sistemas de infraestrutura integrada como os Vblock Systems da VCE oferecem aos clientes um meio de comprar infraestrutura pré-configurada, pronta para implementar. Normalmente, eles incluem um chassi de servidor blade, gerenciador de fabric de rede (por exemplo, as plataformas de rede Nexus da Cisco), sistemas virtualizados de armazenamento (por exemplo, sistemas de armazenamento VMAX ou VNX da EMC), um hipervisor de preferência (por exemplo, VMware vsphere) e um software de automação de TI. Os sistemas de infraestrutura integrada permitem que os administradores se afastem da implantação de cada elemento (servidor, armazenamento e rede) e se aproximem da implantação de uma infraestrutura pré-configurada pronta para funcionar e ajustada para aumentar o desempenho em várias cargas de trabalho. Arquiteturas de referência como o VSPEX da EMC proporcionam aos usuários ou parceiros um plano de projeto testado e validado para a criação de um sistema completo. Essas arquiteturas fornecem orientação sobre o tamanho do layout e a implantação de cada componente do conjunto. Elas são diferentes dos sistemas de infraestrutura integrada porque oferecem mais flexibilidade para os componentes que formam o conjunto da solução, mas não prestam suporte integrado e consistente para todos os elementos de vários fornecedores. Sistemas tradicionais/"crie você mesmo" são a opção de montar a infraestrutura da maneira tradicional, selecionando, adquirindo e configurando elementos independentes de servidor, armazenamento, rede e software de sistema e montando essas tecnologias no local, como em tradicionais cargas de trabalho de TI locais. Nesses casos, o cliente assume a responsabilidade de garantir o armazenamento virtualizado e a rede para o ambiente de servidor virtualizado. Cada uma dessas abordagens pode ajudar o cliente a atingir o objetivo de fornecer uma "infraestrutura modular, dimensionável e padronizada". No fim das contas, irá triunfar a abordagem que oferecer a um departamento de TI a simplificação mais efetiva de TI. Ou seja, todos os departamentos de TI precisam dedicar mais de seus recursos a projetos centrados na aceleração dos serviços de TI para as unidades de negócios, envolvendo-se com seus clientes por meio da TI e aumentando a produtividade de sua própria força de trabalho. Por outro lado, os departamentos de TI ainda enfrentam orçamentos estagnados, e muitos precisam buscar novos sistemas com preços competitivos e que proporcionem maior eficiência da TI. As empresas estão balanceando essas demandas e restrições para escolher o caminho que proporcione mais melhorias na eficiência da equipe de TI e na utilização de recursos de TI dentro do orçamento permitido. Além disso, talvez uma organização queira aproveitar a infraestrutura discreta de TI que não tenha chegado à obsolescência. Portanto, ela deve levar em conta o orçamento e a infraestrutura atual do datacenter. A discussão a seguir oferece uma visão mais detalhada do processo típico de criação e implantação da infraestrutura e a maneira de essas abordagens independentes afetarem cada etapa do processo. 4 Nº IDC

5 M E D I N D O O V A L O R R E L A T I V O P O R C A M I N H O R U M O À N U V E M P R I V A D A Para determinar os benefícios quantificáveis oferecidos por cada um desses caminhos de infraestrutura para a nuvem privada, a IDC compilou mais de 40 entrevistas de pesquisa primária sobre ROI (Return-On-Investment, retorno sobre investimento) em datacenters corporativos que implementaram sistemas de infraestrutura integrada. A IDC complementou esse banco de dados com duas entrevistas adicionais de empresas que usaram arquiteturas de referência VSPEX para montar suas infraestruturas de TI e, em seguida, comparou os custos de ambas com os custos de ambientes tradicionais. Essa pesquisa abordou: Gastos da TI com hardware (servidor, armazenamento, rede) Custos operacionais associados à seleção, implantação, operação e manutenção de ativos de TI Velocidade de fornecimento de aplicativos de sistemas e de negócios Resiliência de aplicativos As empresas que empregam entre 100 e funcionários, são da América do Norte e do Sul, da região Ásia-Pacífico e da Europa e representam vários setores de negócios: serviços de saúde e financeiros, fábricas, provedores de serviços e governo. Cada empresa também tem diferentes níveis de geração da infraestrutura, sofisticação da TI, taxas de virtualização e maturidade da nuvem. A Figura 2 apresenta um resumo da comparação das 3 estratégias (sistemas de infraestrutura integrada, arquiteturas de referência e sistemas "crie você mesmo") para a criação de uma infraestrutura modular, dimensionável e padronizada para nuvens privadas. Ela compara o impacto das três abordagens sobre os gastos de TI e a velocidade durante as fases de implementação, desde o planejamento/projeto até a manutenção e o uso constantes IDC Nº

6 F I G U R A 2 I m p a c t o d o s d i f e r e n t e s c a m i n h o s d e i n f r a e s t r u t u r a s o b r e d e t e r m i n a d o s p r o c e s s o s d e T I, c u s t o s d e f u n c i o n á r i o s e v e l o c i d a d e s d e i m p l a n t a ç ã o Fonte: IDC, 2013 B e n e f í c i o s d e a g i l i d a d e / v e l o c i d a d e Nossa pesquisa indica que usar sistemas de infraestrutura integrada ou aproveitar arquiteturas de referência aumentou a agilidade dos negócios. A maioria dos usuários de arquiteturas de referência e sistemas de infraestrutura integrada informou que a tecnologia permitiu implantar ativos de infraestrutura (hardware, rede, armazenamento, software) muito mais rápido do que da maneira tradicional, sem apoio. Os usuários de sistemas de infraestrutura integrada informaram que o tempo necessário para implantar novas infraestruturas de TI (novos recursos de servidor, armazenamento e rede) diminuiu mais de 70%, de aproximadamente 5 meses para pouco mais de 1 mês. Estas empresas também relataram uma redução de mais de 70% no tempo da equipe interna de TI para configurar, testar e implantar essa infraestrutura. Nas palavras de um provedor de serviços: "[O sistema de infraestrutura integrada] em si leva apenas cinco dias. Em outras palavras, se eu quisesse obter a capacidade de armazenamento e de computação que [esse sistema] tem e usar uma arquitetura tradicional para implantá-lo, eu facilmente levaria de dois a três meses". 6 Nº IDC

7 B e n e f í c i o s d e e f i c i ê n c i a Os entrevistados obtiveram benefícios financeiros significativos com a redução do tempo da equipe de TI necessário para processos do datacenter, especialmente os 6 principais processos destacados na Figura 2. Como mostra a Figura 2, as organizações que usam arquiteturas de referência e sistemas de infraestrutura integrada para implantar sua infraestrutura obtêm os seguintes benefícios: Direção. As organizações reduziram o tempo e a atenção que a equipe de gerenciamento precisava dedicar para planejar e garantir a funcionalidade da infraestrutura que pudesse rastrear e combinar atividades, processos e aplicativos de negócios. Concretização. Assim que as organizações solidificaram as configurações iniciais dos sistemas de infraestrutura integrada e arquiteturas de referência, elas pouparam tempo no processo de identificar e obter capacidade adicional para dimensionar as necessidades de negócios. Transição. Com sistemas de infraestrutura integrada, as organizações evitaram o processo normalmente demorado e trabalhoso de ligar, conectar, provisionar e testar o hardware e o software depois da instalação. Operações. Com menos peças e um só agente para solução de problemas (para sistemas de infraestrutura integrada), o tempo de inatividade e o de recuperação diminuíram, poupando tempo da equipe de TI e reduzindo a perda de produtividade do usuário. Gerenciamento de alterações. Com a proliferação de novas versões, níveis de versões e patches para diferentes componentes (por exemplo, rede, servidor, armazenamento, hipervisor), o benefício de "terceirizar" a tarefa de integrar essas versões concorrentes ficou mais evidente, poupando tempo da equipe e reduzindo o tempo de inatividade planejado e não planejado. Resiliência. Adicionar capacidade para expandir as necessidades de negócios se torna mais fácil, conforme as organizações adicionam unidades de infraestrutura plena servidor, armazenamento e rede em vez de calcular e equilibrar compras de diferentes níveis para cada elemento separado de infraestrutura do servidor, armazenamento e/ou rede. A Figura 3 apresenta um resumo dos benefícios quantitativos relativos dos caminhos, medindo os custos operacionais e de capital e o impacto sobre o tempo de comercialização. Como mostra a Figura 3, as arquiteturas de referência e os sistemas de infraestrutura integrada oferecem benefícios significativos. As arquiteturas de referência parecem reduzir em quase 25% os custos gerais anuais e o tempo de implementação da infraestrutura. Os sistemas de infraestrutura integrada reduzem os custos gerais em 55% e o tempo de implementação em 65%. A abordagem ou o modelo de sistema de infraestrutura integrada parece permitir o uso mais eficiente da capacidade de TI disponível do que os modelos tradicionais de TI com estruturas isoladas. As maiores taxas de utilização reduzem os custos de hardware e tornam mais confiável e eficiente o planejamento de infraestrutura de longo prazo IDC Nº

8 F I G U R A 3 C u s t o s r e l a t i v o s d e i n f r a e s t r u t u r a p o r u s u á r i o s e v e l o c i d a d e s de i m p l a n t a ç ã o p o r c a m i n h o d e i n f r a e s t r u t u r a Observações: Todos os custos são por 100 usuários ao ano. Perda de produtividade do usuário final é o tempo e o dinheiro perdido pelos usuários devido ao tempo de inatividade. Tempo de inatividade é o tempo, durante o qual um computador fica inesperadamente indisponível para os usuários devido a falhas no sistema, inclusive erros humanos do operador, anomalias de software (por exemplo, falha no sistema operacional, no software do aplicativo ou desgaste geral do software), e erros devido a uma falha temporária ou permanente do hardware. Os custos da equipe de TI são as despesas (horas multiplicadas pelo valor efetivo por hora de um salário total, dividido pelas horas de disponibilidade por ano) necessárias para que a equipe de TI selecione, monte, configure, implemente e mantenha o ambiente e resolva solicitações de assistência, diagnostique problemas e realize operações de reparo e restauração. Os custos de hardware representam a despesa anual por 100 usuários para a amortização de ativos em um ciclo de vida de 3 anos. Os dados são de entrevistas realizadas em diversos estudos de 2011 a Fonte: Business Value Research (Pesquisa sobre valor comercial), IDC, Nº IDC

9 Migrar para arquiteturas de referência ou sistemas de infraestrutura integrada parece permitir que essas organizações comprem unidades modulares de infraestrutura ajustadas para proporcionar maior utilização de recursos de sistemas de rede, computação e armazenamento. A maioria das organizações que entrevistamos indicou que não poderia fazer isso sem ajuda, ou não de modo tão eficiente e efetivo quanto seus fornecedores de sistemas de infraestrutura integrada e arquiteturas de referência. Alguns dos principais resultados são: Hardware de armazenamento e rede. O aumento da utilização reduziu os custos de armazenamento em 6% para arquiteturas de referência e em 49% para sistemas de infraestrutura integrada. Hardware do servidor. O aumento da utilização da CPU reduziu os custos do servidor em 25% para arquiteturas de referência e em 66% para sistemas de infraestrutura integrada. Instalações, energia, refrigeração. A maior utilização por CPU e a redução do uso de cabos diminuíram os custos relativos de energia em 16% nos sistemas de infraestrutura integrada. Equipe de TI. A maior facilidade no suporte à configuração e ao gerenciamento de alterações, redução dos requisitos de suporte e outras melhorias do desempenho, reduziram os custos da equipe de TI, com vista à necessidade de espaço, em 15% para arquiteturas de referência e em 38% para sistemas de infraestrutura integrada. Perda de produtividade do usuário final. A redução do tempo de inatividade não planejado resultou em menos perda de produtividade do usuário final devido à falta de disponibilidade dos aplicativos de negócios. Em média, as organizações nesse estudo que implementaram sistemas de infraestrutura integrada reduziram seus custos anuais de infraestrutura em aproximadamente US$ 3,6 milhões (US$ por 100 usuários). A Figura 3 apresenta a economia dos participantes em cada elemento da infraestrutura. T o m a n d o u m a d e c i s ã o Apesar dos atributos óbvios de valor comercial dos sistemas de infraestrutura integrada e arquiteturas de referência, o caminho mais apropriado para o provisionamento de infraestrutura depende de vários outros fatores relacionados ao tamanho de uma empresa, sua postura de investimento de capital, flexibilidade organizacional, volatilidade dos negócios e maturidade técnica. Os sistemas de infraestrutura integrada exigem organizações transformadas. Como armazenamento, rede e servidor se tornam um só produto em vez de três produtos independentes, os grupos correspondentes de armazenamento, rede e servidor devem ser mesclados e realinhados para serem correspondentes. Essa mudança afeta os requisitos de suporte de TI e de workflows. Por sua vez, isso exige que um departamento de TI se prepare para reorganização. As tecnologias de sistemas de infraestrutura integrada dão suporte à implantação rápida e flexível de capacidade adicional, o que ajuda imensamente em organizações com grandes variações nas demandas dos negócios; por exemplo, uma organização de serviços financeiros que tenha recentemente adquirido outra e precise integrar sistemas 2013 IDC Nº

10 rapidamente para evitar penalidades. Nem todas as organizações precisam lidar com tanta volatilidade. Nem todas as organizações precisam de tanta velocidade. Os sistemas de infraestrutura integrada incluem todos os elementos da infraestrutura armazenamento, servidor, rede de uma vez. Eles também incluem níveis mais altos de suporte e serviço integrado, por exemplo, o pré-teste de novas versões de produtos subjacentes de parceiros. Isso faz com que os preços iniciais sejam relativamente altos um alto custo de investimento de capital. Nem todas as organizações contam com a flexibilidade financeira para absorver os custos iniciais mais altos. As práticas de gerenciamento de fornecedores variam de modo contínuo. Algumas organizações adotam uma abordagem de fonte única e buscam um fornecedor confiável como parceiro. Outras mantêm a competição entre todos os fornecedores e buscam o melhor do setor com o menor custo possível. A primeira opção se adapta com mais facilidade ao conjunto de soluções do sistema de infraestrutura integrada. Algumas organizações já atingiram um nível tal de padronização e maturidade da infraestrutura que já não se beneficiam tanto da simplicidade das arquiteturas de referência e dos sistemas de infraestrutura integrada. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S O desafio que os fornecedores de TI e os usuários finais enfrentam também é um dos benefícios: a capacidade de escolha. Por um lado, a seleção entre as três abordagens de arquitetura à infraestrutura da nuvem "privada" proporciona flexibilidade à implementação e possível economia. No entanto, nem todos os compradores de TI podem se dar ao luxo de fazer uma análise quantificada completa das três estratégias. Além disso, com a capacidade de escolha, pode vir a complexidade de treinar os clientes atuais e potenciais, explicando as opções que devem ser consideradas. Ferramentas, como esse boletim informativo e outros veículos de análise de TCO e ROI, tentam desconstruir e destacar os resultados deste trabalho analítico. Essa capacidade de escolha também apresenta uma oportunidade. A disponibilidade dessas três abordagens a uma infraestrutura modular, dimensionável e padronizada permite que um conjunto de clientes e ambientes de TI muito mais amplo use a infraestrutura ideal para implantações de nuvem "privada". Se houvesse apenas uma abordagem disponível, os benefícios correspondentes das outras abordagens seriam perdidos. Para os fornecedores, a capacidade de escolha apresenta a oportunidade de melhorar o alinhamento a uma variedade mais ampla de necessidades dos clientes oferecer um sistema completo pronto para usar, proporcionar a melhor integração ou fornecer componentes que se integrem à infraestrutura atual. Portanto, a capacidade de escolha é um desafio e uma oportunidade, tanto para os usuários como para os fornecedores. C O N C L U S Ã O A IDC conclui que as empresas estão considerando três abordagens para a criação de uma plataforma de infraestrutura a fim de fornecer serviços em nuvem "privada" ou interna aos usuários finais. Estas estratégias sistemas de infraestrutura 10 Nº IDC

11 integrada, arquiteturas de referência e sistemas tradicionais/"crie você mesmo" estão sendo atualmente implantadas, e cada qual oferece benefícios e considerações atraentes. Como comprovado na análise do estudo, conforme as empresas migram para estratégias de arquitetura de referência ou sistemas de infraestrutura integrada, elas obtêm vantagens na eficiência do custo de material e no tempo de comercialização. Ao comparar a estratégia de arquitetura de referência e a de sistemas de infraestrutura integrada, concluímos que ambas oferecem vantagens sobre a abordagem de sistema tradicional/"crie você mesmo". As arquiteturas de referência reduzem em quase 25% os custos gerais anuais e o tempo de implantação da infraestrutura. Os sistemas de infraestrutura integrada reduzem os custos gerais em 55% e o tempo de implantação em 65%. Além disso, a abordagem ou o modelo de sistema de infraestrutura integrada permite o uso mais eficiente da capacidade de TI disponível do que a TI tradicional. As maiores taxas de utilização reduzem os custos de hardware e tornam mais confiável e eficiente o planejamento de infraestrutura de longo prazo. Os departamentos de TI, que enfrentam necessidades de melhorar o tempo de comercialização, reduzir os custos e aumentar a eficiência da TI, devem considerar cada vez mais as abordagens de arquitetura de referência e sistema de infraestrutura integrada para a criação de nuvens "privadas". A v i s o d e c o p y r i g h t Publicação externa de informações e dados da IDC Qualquer informação da IDC a ser usada em publicidade, comunicados à imprensa, ou material promocional requer autorização prévia por escrito do vice-presidente ou do correspondente gerente regional da IDC. A solicitação deve vir acompanhada por uma minuta do documento proposto. A IDC se reserva o direito de negar autorização para uso externo por qualquer motivo. Copyright 2013 IDC. É inteiramente proibida a reprodução sem autorização por escrito IDC Nº

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Desafios de TI Arquitetura da VMware Estratégia da VMware Sucesso

Leia mais

Gerencie a força de trabalho móvel, sem a complexidade e o custo de uma instalação on-premise

Gerencie a força de trabalho móvel, sem a complexidade e o custo de uma instalação on-premise de Soluções SAP SAP Afaria, edição para nuvem Objetivos Gerencie a força de trabalho móvel, sem a complexidade e o custo de uma instalação on-premise 2013 SAP AG ou empresa afiliada da SAP. Investimentos

Leia mais

Clique. Microsoft. Simples.

Clique. Microsoft. Simples. ARMAZENAMENTO UNIFICADO EMC PARA APLICATIVOS MICROSOFT VIRTUALIZADOS Clique. Microsoft. Simples. Microsoft SQL Server Os bancos de dados do Microsoft SQL Server alimentam os aplicativos essenciais de sua

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

10 Dicas para uma implantação

10 Dicas para uma implantação 10 Dicas para uma implantação de Cloud Computing bem-sucedida. Um guia simples para quem está avaliando mudar para A Computação em Nuvem. Confira 10 dicas de como adotar a Cloud Computing com sucesso.

Leia mais

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas BOLETIM INFORMATIVO Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas Oferecido por: HP Gard Little Julho de 2014 Elaina Stergiades OPINIÃO DA IDC Ao planejar a adoção de novas tecnologias

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Utilitário ConfigXpress no CA IdentityMinder a minha solução de gerenciamento de identidades pode se adaptar rapidamente aos requisitos e processos de negócio em constante mudança? agility

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos FOLHA DE PRODUTOS: CA AppLogic Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos agility made possible O CA AppLogic é uma plataforma de computação na nuvem pronta para o uso que ajuda a

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Análise de custo projetado da plataforma SAP HANA

Análise de custo projetado da plataforma SAP HANA Um estudo Total Economic Impact da Forrester Encomendado pela SAP Diretora do projeto: Shaheen Parks Abril de 2014 Análise de custo projetado da plataforma SAP HANA Economia de custo proporcionada pela

Leia mais

Solitaire Interglobal

Solitaire Interglobal Solitaire Interglobal POWERLINUX OU WINDOWS PARA IMPLANTAÇÃO SAP Escolher entre as plataformas concorrentes de sistema operacional Linux e Windows para SAP pode ser uma tarefa confusa para as organizações.

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica

Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica Windows Azure Soluções para clientes - Estudo de caso Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica Visão geral País ou região: Índia Setor: Tecnologia da informação Perfil

Leia mais

CASO DE SUCESSO SENAI

CASO DE SUCESSO SENAI Cloud Computing a serviço da Educação Profissional. CASO DE SUCESSO SENAI A indústria do conhecimento. Virtualização de servidores do Data Center Este estudo de caso mostra como as soluções Cisco ajudaram

Leia mais

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB)

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB) A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação Maio de 2014 O novo comprador de tecnologia e a mentalidade de aquisição Existe hoje um novo comprador de tecnologia da informação Esse comprador

Leia mais

Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com

Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O R e d H a t E n t e r p r i s e L i n u x e m u s o : E m p r e s

Leia mais

B O L E T I M I N F O R M A T I V O I B M P u r e f l e x e F l e x S y s t e m : I n f r a e s t r u t u r a p a r a e f i c i ê n c i a d a T I

B O L E T I M I N F O R M A T I V O I B M P u r e f l e x e F l e x S y s t e m : I n f r a e s t r u t u r a p a r a e f i c i ê n c i a d a T I Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O I B M P u r e f l e x e F l e x S y s t e m : I n f r a e s t r u

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA Julho de 2015 Com nuvens privadas de fácil uso concebidas para executar aplicativos corporativos essenciais para os negócios, as principais organizações se beneficiam

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011

gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011 gerenciando o desempenho de serviços em uma empresa conectada na nuvem CA Business Service Insight Julho de 2011 a computação na nuvem está presente em todos os lugares e está crescendo 72% das empresas

Leia mais

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1 Governança de TI ITIL v.2&3 parte 1 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL 1 1 ITIL Gerenciamento de Serviços 2 2 Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços 3 3 Gerenciamento de Serviços

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD Simplificação da TI O Dell série MD pode simplificar a TI, otimizando sua arquitetura de armazenamento de dados e garantindo

Leia mais

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercício 1: Leia o texto abaixo e identifique o seguinte: 2 frases com ações estratégicas (dê o nome de cada ação) 2 frases com características

Leia mais

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados Como as empresas podem usar a nuvem para se adaptar e prosperar em um mercado financeiro em rápida mudança Por Sherwin Uretsky, Aron Dutta

Leia mais

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE.

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. TRANSFORME SEU RELACIONAMENTO COM O CLIENTE E SUA RENTABILIDADE O EMC Services Partner Program fornece aos parceiros

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

TI em Números Como identificar e mostrar o real valor da TI

TI em Números Como identificar e mostrar o real valor da TI TI em Números Como identificar e mostrar o real valor da TI João Maldonado / Victor Costa 15, Outubro de 2013 Agenda Sobre os Palestrantes Sobre a SOLVIX Contextualização Drivers de Custo Modelo de Invenstimento

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem Professional Folheto Professional A HP oferece um portfólio abrangente de serviços profissionais em nuvem para aconselhar, transformar e gerenciar sua jornada rumo

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Fundamentos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação

Fundamentos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação Objetivo da Aula Tecnologia e as Organizações, importância dos sistemas de informação e níveis de atuação dos sistemas de informação Organizações & Tecnologia TECNOLOGIA A razão e a capacidade do homem

Leia mais

Sistemas IBM Flex & PureFlex

Sistemas IBM Flex & PureFlex Eduardo (Edu) Pacini Líder Plataforma PureFlex Brasil IBM Systems & Technology Group Sistemas IBM Flex & PureFlex A Tecnologia está liderando as mudanças que impactam os negócios 1 Fatores de impacto:

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

CA Mainframe Chorus for Security and Compliance Management Version 2.0

CA Mainframe Chorus for Security and Compliance Management Version 2.0 FOLHA DO PRODUTO CA Mainframe Chorus for Security and Compliance CA Mainframe Chorus for Security and Compliance Management Version 2.0 Simplifique e otimize suas tarefas de gerenciamento de segurança

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE III: Infraestrutura de Tecnologia da Informação Atualmente, a infraestrutura de TI é composta por cinco elementos principais: hardware, software,

Leia mais

Convergência por Design

Convergência por Design Convergência por Design Ronaldo Aloise Diretor de Vendas ESSN 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. A Transformação

Leia mais

CA Protection Suites. Proteção total dos dados para as pequenas e médias empresas

CA Protection Suites. Proteção total dos dados para as pequenas e médias empresas CA Protection Suites Proteção total dos dados para as pequenas e médias empresas Desafios das SMBs As ameaças crescem em número e gravidade - Spywares e adwares - Vírus, worms, cavalos de Tróia e ataques

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

CA Mainframe Chorus for Storage Management Versão 2.0

CA Mainframe Chorus for Storage Management Versão 2.0 FOLHA DO PRODUTO CA Mainframe Chorus for Storage Management CA Mainframe Chorus for Storage Management Versão 2.0 Simplifique e otimize suas tarefas de gerenciamento de armazenamento, aumente a produtividade

Leia mais

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA Quem Somos A Vital T.I surgiu com apenas um propósito: atender com dedicação nossos clientes. Para nós, cada cliente é especial e procuramos entender toda a dinâmica

Leia mais

O custo da infra-estrutura no

O custo da infra-estrutura no O custo da infra-estrutura no projeto de redes de computadores José Maurício dos Santos Pinheiro Professor do Centro Universitário de Volta Redonda UniFOA Professor da Escola Técnica Pandiá Calógeras ETPC

Leia mais

Sistema IBM PureApplication

Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistemas de plataforma de aplicativos com conhecimento integrado 2 Sistema IBM PureApplication A TI está vindo para o centro estratégico dos negócios

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

Application Centric Infrastructure: a Cisco está preparando seus datacenters para a virtualização e a nuvem híbrida da próxima geração

Application Centric Infrastructure: a Cisco está preparando seus datacenters para a virtualização e a nuvem híbrida da próxima geração RESUMO DE VALOR COMERCIAL DA IDC: CISCO ACI Application Centric Infrastructure: a Cisco está preparando seus datacenters para a virtualização e a nuvem híbrida da próxima geração Oferecido por: Cisco Matthew

Leia mais

Suporte Técnico de Software HP

Suporte Técnico de Software HP Suporte Técnico de Software HP Serviços Tecnológicos HP - Serviços Contratuais Dados técnicos O Suporte Técnico de Software HP fornece serviços completos de suporte de software remoto para produtos de

Leia mais

Qual servidor é o mais adequado para você?

Qual servidor é o mais adequado para você? Qual servidor é o mais adequado para você? Proteção de dados Tenho medo de perder dados se e o meu computador travar Preciso proteger dados confidenciais Preciso de acesso restrito a dados Acesso a dados

Leia mais

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02 tendências CLOUD EDIÇÃO 02 Agosto/2012 CLOUD O conceito de nuvem é nebuloso Como uma organização pode contratar assertivamente Serviços em Cloud? Quais são os principais riscos de um contrato de Cloud

Leia mais

Symantec concretiza sua visão estratégica com datacenter seguro de próxima geração distribuído pela Cisco ACI

Symantec concretiza sua visão estratégica com datacenter seguro de próxima geração distribuído pela Cisco ACI DESTAQUE DO IDC ExpertROI Symantec concretiza sua visão estratégica com datacenter seguro de próxima geração distribuído pela Cisco ACI Patrocinado pela: Cisco Matthew Marden Maio de 2015 Brad Casemore

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO BX MRO. Brochura. Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos

Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO BX MRO. Brochura. Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos Brochura BX MRO Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos Manutenção, Reparo & Revisão para SAP Business One Esta combinação de SAP Buisness One

Leia mais

Redução de até 35% no custo da infraestrutura da computação no desktop

Redução de até 35% no custo da infraestrutura da computação no desktop Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O G e r a n d o v a l o r d e n e g ó c i o c o m v i r t u a l

Leia mais

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Desafios a serem superados Nos últimos anos, executivos de Tecnologia de Informação (TI) esforçaram-se em

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito COMPUTADORES NAS EMPRESAS Prof. Reginaldo Brito Os computadores são essenciais para enfrentar o desafio da concorrência global, na qual as empresas precisam ser eficientes e ágeis e tem de produzir produtos

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Uma infraestrutura de TI inadequada é a causa de prejuízo de três em cada cinco organizações

Uma infraestrutura de TI inadequada é a causa de prejuízo de três em cada cinco organizações Hoje o ambiente de negócios está pronto para as oportunidades, mas corre muitos riscos. Essa dicotomia está se revelando no mundo da TI principalmente nas salas de reuniões como nunca havíamos visto antes.

Leia mais

Gerenciador de Mudanças automatizadas

Gerenciador de Mudanças automatizadas Benefícios para os Negócios Minimizando a dependência em processos manuais e reduzindo risco de erro humano Reduz o tempo, esforço e risco de erro humano que existem ao mudar a configuração em dispositivos

Leia mais

Plataformas integradas de computação: Opções de infraestrutura para o datacenter do futuro

Plataformas integradas de computação: Opções de infraestrutura para o datacenter do futuro White paper Plataformas integradas de computação: Opções de infraestrutura para o datacenter do futuro Por Mark Bowker, analista sênior, e Perry Laberis, colaborador sênior de pesquisa Março de 2013 Este

Leia mais

COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA

COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA 1 OBJETIVOS 1. Como nossa empresa pode medir os benefícios de nossos sistemas de informação? Quais modelos deveríamos usar para

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP A IMPORTÂNCIA DA CONSULTORIA NA SELEÇÃO / IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO - ERP Alinhamento das expectativas; O por que diagnosticar; Fases do diagnóstico; Critérios de seleção para um ERP; O papel da

Leia mais

Aceleração da inovação dos negócios em um mundo instável

Aceleração da inovação dos negócios em um mundo instável Aceleração da inovação dos negócios em um mundo instável O caminho: Data Center Definido por Software Fernando Nakamura Setembro de 2015 2014-2015 VMware Inc. Todos os direitos reservados. CONFIDENCIAL

Leia mais

NUVEM HÍBRIDA: DEIXE AS PREOCUPAÇÕES COM SEGURANÇA NO PASSADO.

NUVEM HÍBRIDA: DEIXE AS PREOCUPAÇÕES COM SEGURANÇA NO PASSADO. NUVEM HÍBRIDA: DEIXE AS PREOCUPAÇÕES COM SEGURANÇA NO PASSADO. Muitas empresas brasileiras estão interessadas nas vantagens proporcionadas pela computação em nuvem, como flexibilidade, agilidade e escalabilidade,

Leia mais

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Conceitos principais Nuvem Local Dados (informações) Profissional Pessoal Procedimento padrão (modelo) Produzir Armazenar Como era... Como

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO 1 ADMINISTRAÇÃO DE ATIVOS DE TI GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO 2 INTRODUÇÃO A cada dia que passa, cresce a pressão pela liberação para uso de novas tecnologias disponibilizadas pela área de TI, sob o argumento

Leia mais

22/02/2009. Supply Chain Management. É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que

22/02/2009. Supply Chain Management. É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que Supply Chain Management SUMÁRIO Gestão da Cadeia de Suprimentos (SCM) SCM X Logística Dinâmica Sugestões Definição Cadeia de Suprimentos É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até

Leia mais

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens Academia de Tecnologia da IBM White paper de liderança de pensamento Novembro de 2010 Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens 2 Proteção da nuvem: do desenvolvimento da estratégia

Leia mais

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER Facilite a transição para uma infraestrutura em nuvem privada ou híbrida nos Vblock Systems Crie um ambiente único e virtualizado Provisione como uma só infraestrutura

Leia mais

N E S S E B O L E T I M I N F O R M A T I V O

N E S S E B O L E T I M I N F O R M A T I V O Sede Global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA T.508.872.8200 F.508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O E n t e n d e n d o a s e s t r a t é g i a s d e i m p l a n t a ç ã

Leia mais

Projeto Você pede, eu registro.

Projeto Você pede, eu registro. Projeto Você pede, eu registro. 1) IDENTIFICAÇÃO 1.1) Título do Projeto: Você pede eu registro. 1.2) Equipe responsável pela coordenação do projeto: Pedro Paulo Braga Bolzani Subsecretario de TI Antonio

Leia mais

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart.

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Versão 1.6 15/08/2013 Visão Resumida Data Criação 15/08/2013 Versão Documento 1.6 Projeto Responsáveis

Leia mais

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos As organizações em torno do mundo estão implantando processos e disciplinas formais

Leia mais

Soluções em Documentação

Soluções em Documentação Desafios das empresas no que se refere à documentação de infraestrutura de TI Realizar e manter atualizado o inventário de recursos de Hardware e software da empresa, bem como a topologia de rede Possuir

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA COMPETÊNCIA DE TI ATRAVÉS DE UM ABRANGENTE PLANEJAMENTO DE CAPACIDADE E MODELAGEM DE CARGAS DE TRABALHO

UTILIZAÇÃO DA COMPETÊNCIA DE TI ATRAVÉS DE UM ABRANGENTE PLANEJAMENTO DE CAPACIDADE E MODELAGEM DE CARGAS DE TRABALHO S Y S T E M S ASG-PERFMAN 2020 UTILIZAÇÃO DA COMPETÊNCIA DE TI ATRAVÉS DE UM ABRANGENTE PLANEJAMENTO DE CAPACIDADE E MODELAGEM DE CARGAS DE TRABALHO ASG ASG-PERFMAN 2020: Visão Global A sua capacidade

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI - Aula 2. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI - Aula 2. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Governança de TI - Aula 2 Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com Projetos Altos investimentos em TI - importante que tenhamos processos eficazes para

Leia mais

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo:

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo: INFRAESTRUTURA Para que as empresas alcancem os seus objetivos de negócio, torna-se cada vez mais preponderante o papel da área de tecnologia da informação (TI). Desempenho e disponibilidade são importantes

Leia mais

Universidade Paulista

Universidade Paulista Universidade Paulista Ciência da Computação Sistemas de Informação Gestão da Qualidade Principais pontos da NBR ISO/IEC 12207 - Tecnologia da Informação Processos de ciclo de vida de software Sergio Petersen

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de TI Os modelos atuais para governança partem de processos empresariais serviços prestados, modelos

Leia mais

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Mastermaq Softwares Há quase 20 anos no mercado, a Mastermaq está entre as maiores software houses do país e é especialista em soluções para Gestão

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão em Tecnologia da Informação - Turma nº 25 08/04/2015. Computação em Nuvem

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão em Tecnologia da Informação - Turma nº 25 08/04/2015. Computação em Nuvem Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão em Tecnologia da Informação - Turma nº 25 08/04/2015 Computação em Nuvem Carlos Henrique Barbosa Lemos RESUMO Este trabalho tem por objetivo tratar

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O BlackBerry Mobile Voice System (BlackBerry MVS) leva os recursos do telefone do escritório aos smartphones BlackBerry. Você pode trabalhar

Leia mais

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade...

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Reduzir custo de TI; Identificar lentidões no ambiente de TI Identificar problemas de performance

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes

Gerenciamento de Incidentes Gerenciamento de Incidentes Os usuários do negócio ou os usuários finais solicitam os serviços de Tecnologia da Informação para melhorar a eficiência dos seus próprios processos de negócio, de forma que

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização:

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS Realização: Ademar Luccio Albertin Mais de 10 anos de experiência em Governança e Gestão de TI, atuando em projetos nacionais e internacionais

Leia mais

Processos Técnicos - Aulas 4 e 5

Processos Técnicos - Aulas 4 e 5 Processos Técnicos - Aulas 4 e 5 Trabalho / PEM Tema: Frameworks Públicos Grupo: equipe do TCC Entrega: versão digital, 1ª semana de Abril (de 31/03 a 04/04), no e-mail do professor (rodrigues.yuri@yahoo.com.br)

Leia mais