Disciplina Programação Prof. Esp. Armando Hage. Programação em Turbo Pascal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Disciplina Programação Prof. Esp. Armando Hage. Programação em Turbo Pascal"

Transcrição

1 Disciplina Programação Prof. Esp. Armando Hage Programação em Turbo Pascal

2 Introdução A linguagem de programação pascal foi escrita por Niklaus Wirth entre 1969 e 1971, e deriva das linguagens ALGOL-60 que por sua vez, gerou ALGOL-69, que são muitos complexas e extensas. Do Pascal derivam as linguagens Modula-2, Ada, Object Pascal, Turbo Pascal entre outras.

3 Conhecendo a Ferramenta Os principais itens do primeiro menu são: New: Cria um novo arquivo Open: Abre um código fonte de existente Save e Save as...: Servem respectivamente para salva e salvar com outro nome Print: Imprime o código Printer setup: Mostra as configurações da impressora Dos shell: Abre o MS-DOS Exit: Sai do Turbo Pascal

4 Conhecendo a Ferramenta O mais importante deste menu é o comando Undo, que serve para desfazer a ultima ação executada

5 Conhecendo a Ferramenta Run:Compila e Roda o programa ao mesmo tempo Sempre usado para testar e verificar se seu programa pascal está correto

6 Conhecendo a Ferramenta Compilar: Usado somente para compilara seu programa fonte, verificando possíveis erros.

7 Conhecendo a Ferramenta Messages: Exibe uma caixa de mensagens na inferior do vídeo, onde são mostradas todas as mensagens e linhas de erros

8 Conhecendo a Ferramenta Editor de textos do Pascal, é nele que serão digitados os códigos de programas

9 Comandos Básicos Tipo de dado real Tipos de Variáveis Faixa de abrangência Real 2,9 E-39 a 1,7 E+38 Single 1,5 E-45 a 3,4 E+38 Double 5,0 E-324 a 1,7 E+308 Extended 3,4 E a 1,1 E Comp -9,2 E+18 a 9,2 E+18

10 Tipo de dado inteiro Comandos Básicos Tipos de Variáveis Shortint -128 a 127 Faixa de abrangência Integer a Longint a Byte 0 a 255 Word 0 a

11 Comandos Básicos Tipos de Variáveis Boolean : Armazena somente os valores verdadeiros (True) ou falso (False). Char : Armazena um único caracter (letras, dígitos ou caracter especiais, como uma tecla por exemplo) String : Pode armazenar uma seqüência de letras, dígitos e caracteres especiais, desde que tenham tamanho máximo de 255 caracteres.

12 Palavras Reservadas As palavras reservadas do Turbo Pascal são palavras que fazem parte da sua estrutura e têm significados pré- determinados. Elas não podem ser redefinidas e não podem ser utilizadas como identificadores de variáveis, procedures, functions etc.

13 Palavras Reservadas absolute and array begin case const div do downto else end external file for forward function goto if in inline label mod nil not of or packed procedure program record repeat set shl shr string then to type until var while with xor

14 Entrada e Saída de Dados Write ou WriteLn : escreve algo num dispositivo de saída, se o dispositivo não for especificado o default será a tela do micro. writeln('isto é uma string e sairá na tela'); Podemos enviar dados para a impressora através das procedures Write e Writeln. Para tanto, devemos colocar, antes dos parâmetros a serem enviados à impressora, o nome lógico LST. Read ou ReadLn : Permite a entrada de dados via teclado. write('digite um valor para X: )' read(x);

15 Operadores Aritméticos + adição - subtração * multiplicação / divisão entre números reais DIV divisão entre números inteiros MOD resto da divisão

16 Operadores Lógicos AND OR XOR NOT E lógico OU lógico OU EXCLUSIVO lógico Não lógico

17 Operadores Relacionais O Turbo Pascal possui ao todo 7 operadores relacionais que são muito utilizados nas tomadas de decisões, são eles: = igual <> diferente > maior que < menor que >= maior ou igual que <= menor ou igual que IN um conjunto testa se um elemento está incluso em

18 Propriedades de Tela O monitor tem a medida de 80 (altura) x 25 (largura) e é expresso por X,Y. A cor padrão das letras são : Letra cinza clara e fundo preto. GOTOXY(X,Y) - Este comando faz com que o cursor vá para o local desejado, de coordenadas X e Y, um exemplo é : Gotoxy(12,5).. Após este comando o cursor vai para o local especificado e (se quiser) escreve algo lá! TEXTCOLOR(cor cor), TEXTBACKGROUND(cor cor) - Com estes dois comandos é possível mudar a cor do texto e do fundo respectivamente. A cor pode ser especificada em número ou com o nome.

19 Corpo de um pr ograma em Pasc al A área de declarações é subdividida em seis sub-áreas. - Label - Const - Type - Var - Procedures - Functions

20 Label Serve como um rotulo dentro de um código fonte.pode-se atribuir qualquer nome, e quando invocado pelo comando GOTO(Nome_Label) voltará para aquela marcação. Uses Crt; Label Nome1, Nome2,...;... Devemos declarar todos os labels que forem utilizados no corpo do programa. Os labels são utilizados em conjunto com a instrução goto.

21 Labels e Goto A instrução Goto permite desviar a seqüência de execução do programa para um determinado Label pré-definido. Para utilizarmos algum Label,, ele deve, obrigatoriamente, ser declarado na subárea Label. Uses CRT;... Label Inicio; Var x,y,z : Integer; tecla : Char; Begin Inicio: ClrScr; If ((Tecla = 'S') OR (Tecla = 's')) Then Goto Inicio; End.

22 Estrutura Condicional As estruturas condicionais impõem uma condição para que uma tarefa seja realizada. - Condição IF.. Then.. Else (Se.. Então.. Senão); - Se a condição for satisfeita e não executa um bloco de tarefas senão executa outra tarefa ou cai fora da estrutura. If <condição> Then <bloco>; OU If <Condição> Then <bloco> Else <bloco>;

23 Estrutura Condicional - Instrução CASE; O comando CASE é um seletor de opções, executando a opção que for igual à expressão. Ex.: CASE <expressão> Of Else END; 1:bloco; 2:bloco; 3:bloco; bloco;

24 Estrutura de Repetição Uma estrutura de repetição repete um bloco até que a condição seja satisfeita. FOR For <variavel> := <valor inicial> to/downto <valor final> do <comando>; FOR X:=1 to 10 do Begin <Bloco> { O bloco será repetido até que x tenha o valor 10} end;

25 Exemplo Program Exemplo_1; Uses CRT; Var i : Integer; Begin ClrScr; For i:=10 to 15 do Writeln(i); (* para i igual a 10 até 15 faça escreva i *) End. Program Exemplo_2; Uses CRT; Var i : Integer; Begin ClrScr; For i:=10 downto 1 do Writeln(i); End.

26 Estrutura de Repetição WHILE While <condição> Do Enquanto a condição não for satisfeita faça REPEAT Repeat Comando_1; Comando_2; Comando_3;... Until (expressão_lógica); Repete ATÉ a condição ser satisfeita.

27 Exemplos Program Exemplo_1; Uses CRT; {Programa exemplo para mostrar o funcionamento da estrutura Repeat Until} Var i : Integer; Begin ClrScr; i:=1; Repeat Writeln(i); i:=i+1; Until i=10; End.

28 Exemplo Program Exemplo_1; Uses CRT; {Programa exemplo que escreve na tela de 0 até 10} Var i : Integer; Begin ClrScr; i:=0; While (I < 11) Do Begin Writeln(i); i:=i+1; End End.

29 Equivalência de Comandos de Laço Tr ês m anei ras de contar de 1 a 5 va r I :lon gint ; b eg in wr ite ln( 'fo r:' ); f or I: =1 to 5 do be gi n {co man do s} wr ite ln( I) ; end ; writel n( 're pe at:' ); I:= 1; re pea t {Comand os } Writel n(i ); I: =I+ 1; un til I>5 ; writel n( 'while :' ); I:= 0; while I<5 do be gin inc (I) ; {Com and os} Writel n(i ); en d en d.

30 Exercícios Básicos Faça um programa para ler as seguintes informações de uma pessoa: Nome, Idade, Sexo, Peso, Altura, Profissão, Rua, Bairro, Cidade, Estado, CEP, Telefone. Faça um programa para identificar o maior entre três números digitados. Faça um programa para ler a base e a altura de um triângulo. Em seguida, escreva a área do mesmo. Obs.: Área = ( Base * Altura ) / 2 Faça um programa que leia os coeficientes de uma equação do segundo grau e calcule suas raízes. O programa deve mostrar, quando possível o valor das raízes calculadas, o valor do delta e a classificação das raízes ( RAÍZES IMAGINÁRIAS, RAIZ ÚNICA, RAÍZES DISTINTAS ).

31 O preço de um automóvel é calculado pela soma do preço de fabrica com o preço dos impostos (45%( do preço de fabrica) ) e a percentagem do revendedor (28%( do preço). Faça um programa em pascal que leia o nome do automóvel e o preço de fabrica e mostre na tela o nome do automóvel e o preço final. Obs: Imposto=Preço de Fábrica X (0,45 + 0,28) Preço final= Preço de fábrica + imposto O departamento de trânsito do estado anotou dados de acidentes de transito no ultimo ano. Para cada motorista envolvido no acidente, tem-se a seguinte informação: Ano de nascimento/ Sexo (M-masculino, F- feminino) / Procedência (0-Capital, 1-Interior, 2-Outro Estado) Faça um programa que: a) Calcule quantos motoristas tem menos de 21 anos; b) Quantas mulheres são da capital e quantas são do interior; c) Calcule quantos motoristas do interior do estado tem idade maior que 60 anos; d) Diga quantas mulheres de outro estado tem idade maior que 60 anos.

32 Bibliografia CARROL, D. Programação em Turbo PASCAL. São Paulo: McGraw-Hill,1988. GHEZZI, C., JAZAYERI, M. Conceitos de linguagens de programação. Rio de Janeiro: Campus, RINALDI, R. Turbo PASCAL 7.0: comandos e funções. São Paulo: Érica, VILLAS, M. V., VILLASBOAS, L. F. Programação: conceitos, técnicas e linguagens. Rio de Janeiro: Campus, 1988.

Linguagem Pascal. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior

Linguagem Pascal. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior Linguagem Pascal Prof. Antonio Almeida de Barros Junior 1 Linguagem Pascal Criada para ser uma ferramenta educacional (Década de 70); Prof. Niklaus Wirth (Universidade de Zurique); Blaise Pascal (Matemático

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ICC 1 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ICC 1 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ICC 1 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO 1. INTRODUÇÃO O que é um programa? Programa constitui uma seqüência lógica de passos para solução de um problema. Um programa pode ser codificado em

Leia mais

Tutorial de Turbo Pascal

Tutorial de Turbo Pascal Página 1 de 7 Este tutorial foi completamente escrito por Rodrigo Brambilla pode ser distribuído livremente sem nenhuma modificação. Agradecimentos: Leomar Pacheco Rocha, Rodrigo Hoffmann dos Santos, Paulo

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Variáveis Conceitos Básicos Variáveis x Constantes a = x + 5 a, x e 5 são variáveis ou constantes? Variáveis As variáveis são recipientes de valores É um espaço reservado

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM PASCAL PREFÁCIO

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM PASCAL PREFÁCIO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM PASCAL CESAR BEZERRA TEIXEIRA,MSC PREFÁCIO A linguagem Pascal foi criada pelo Prof Niklaus Wirth na universidade de Zurich, com o propósito de ensinar os conceitos de uma linguagem

Leia mais

Linguagem de Programação Pascal - Introdução

Linguagem de Programação Pascal - Introdução Linguagem de Programação Pascal - Introdução História Pascal é uma linguagem de programação que recebeu o seu nome em homenagem ao matemático Blaise Pascal. A linguagem Pascal foi criada em 1970 pelo suíço

Leia mais

APÊNDICE A - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PASCAL.

APÊNDICE A - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PASCAL. APÊNDICE A - FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PASCAL. 1. INTRODUÇÃO Este apêndice tem o objetivo de fornecer as regras básicas para transformar algoritmos (em Natural) em programas (em PASCAL).

Leia mais

Engenharia Civil e Engenharia Básica Programação de Computadores Wedson Quintanilha da Silva

Engenharia Civil e Engenharia Básica Programação de Computadores Wedson Quintanilha da Silva Página 1 de 10 APOSTILA DE PASCAL MAPEAMENTO DE ALGORITMOS PARA PASCAL Algoritmo Exercicio1 Program Exercicio1; declare nome : caracter; nome : string; aux : inteiro; aux : integer; salario : real; salario

Leia mais

Introdução ao Pascal. Computação I. Níveis de Linguagens de Programação. Níveis de Linguagens de Programação. Como um Programa é Executado?

Introdução ao Pascal. Computação I. Níveis de Linguagens de Programação. Níveis de Linguagens de Programação. Como um Programa é Executado? Computação I Introdução ao Pascal Prof. Miguel Elias Mitre Campista http://www.gta.ufrj.br/~miguel Linguagens de Programação DEL-Poli/UFRJ Níveis de Linguagens de Programação Linguagens declarativas Linguagens

Leia mais

Elementos básicos das linguagens de programação

Elementos básicos das linguagens de programação Elementos básicos das linguagens de programação Objetivos: Apresentar os últimos elementos básicos das linguagens de programação Elementos básicos já estudados Entrada (read, readln) Saída (write, writeln)

Leia mais

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação A representação de algoritmos em uma pseudo-linguagem mais próxima às pessoas é bastante útil principalmente quando o problema a ser tratado envolve

Leia mais

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1. Estruturas básicas Apresentaremos um resumo com os comandos estudados para criação de algoritmos. Para utilizar estes comandos, usaremos uma sintaxe

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

LINGUAGEM PASCAL Elementos básicos e estrutura

LINGUAGEM PASCAL Elementos básicos e estrutura LINGUAGEM PASCAL Elementos básicos e estrutura Adriano Mauro Cansian UNESP - São José do Rio Preto Linguagem Computacional Linguagem Pascal Criada para ser uma ferramenta educacional, isto no início da

Leia mais

Unidade VI. Técnicas de Teste de Software Teste Estrutural. Profa. Dra. Sandra Fabbri

Unidade VI. Técnicas de Teste de Software Teste Estrutural. Profa. Dra. Sandra Fabbri Unidade VI Técnicas de Teste de Software Profa. Dra. Sandra Fabbri Os requisitos de teste são extraídos de uma implementação em particular Teste dos detalhes procedimentais A maioria dos critérios dessa

Leia mais

Introdução ao Fortran 90. Aula 3

Introdução ao Fortran 90. Aula 3 Introdução ao Fortran 90 Aula 3 Usando vetores e matrizes Definição Uma matriz ou vetor consiste de um conjunto retangular de elementos, todos do mesmo tipo e espécie do tipo. Uma matriz ou vetor é um

Leia mais

1) Digitar o código-fonte no editor do compilador Turbo Pascal para windows, exatamente como apresentado a seguir:

1) Digitar o código-fonte no editor do compilador Turbo Pascal para windows, exatamente como apresentado a seguir: Introdução à Informática 1 de 6 Data: 29/05/04 1) Digitar o código-fonte no editor do compilador Turbo Pascal para windows, exatamente como apresentado a seguir: program eq2grau; uses WinCrt, Strings;

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Aula Anterior. Decomposição algorítmica (continuação)

Aula Anterior. Decomposição algorítmica (continuação) Aula Anterior Decomposição algorítmica (continuação) Degenerescência da decomposição básica da solução em três etapas Método de decomposição modificado à entrada Associação de diferentes valores de entrada

Leia mais

3) Faça um algoritmo para ler a base e a altura de um triângulo. Em seguida, escreva a área do mesmo. Obs.: Área = ( Base * Altura ) / 2

3) Faça um algoritmo para ler a base e a altura de um triângulo. Em seguida, escreva a área do mesmo. Obs.: Área = ( Base * Altura ) / 2 Exercícios 2: 1) Faça um algoritmo para ler as seguintes informações de uma pessoa: Nome, Idade, Sexo, Peso, Altura, Profissão, Rua, Bairro, Cidade, Estado, CEP, Telefone. 2) Dado as seguintes informações

Leia mais

Computação Eletrônica

Computação Eletrônica Computação Eletrônica Expressões ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material da Disciplina Computação Eletrônica CIN/UFPE. Expressões São sequências de operandos e operadores devidamente arrumadas; Obedecendo

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Algoritmos e Programação Aula 5 Estruturas de Repetição Profa. Marina Gomes marinagomes@unipampa.edu.br 26/04/2017 Engenharia de Computação - Unipampa 1 Aula de Hoje Estrutura de repetição Comando for

Leia mais

CONCEITOS DE ALGORITMOS

CONCEITOS DE ALGORITMOS CONCEITOS DE ALGORITMOS Fundamentos da Programação de Computadores - 3ª Ed. 2012 Editora Prentice Hall ISBN 9788564574168 Ana Fernanda Gomes Ascênsio Edilene Aparecida Veneruchi de Campos Algoritmos são

Leia mais

LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO

LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO Prof. André Backes ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Uma estrutura de repetição permite que uma sequência de comandos seja executada repetidamente, enquanto determinadas condições

Leia mais

UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática

UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática Programação 1 Prof. Osório Aula 05 Pag.: 1 UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática PROGRAMAÇÃO I AULA 05 Disciplina: Linguagem

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Este documento explica como transformar um algoritmo escrito na forma pseudocódigo

Leia mais

DELPHI Curso Extensão. walter Prof. Walter Gima

DELPHI Curso Extensão. walter Prof. Walter Gima DELPHI Curso Extensão walter _gima@yahoo.com.br Prof. Walter Gima DELPHI 7 Ementa do Curso Introdução ao Delphi. Ambiente de programação. Sintaxe e estrutura de linguagem. Uso de projetos units e formulários,

Leia mais

PHP: Printa Hello World na página do navegador, mais fácil do que no Java.

PHP: <?php echo(hello World);?> Printa Hello World na página do navegador, mais fácil do que no Java. Nome: Vinícius Meng 3º ano Escrever em tela: public class HelloWorld { public static void main (String[] args) { System.out. println ("Hello World"); Printa Hello World na tela do terminal. echo("hello

Leia mais

Sequencial Estrutura de controlo mais simples. As instruções são executadas sequencialmente.

Sequencial Estrutura de controlo mais simples. As instruções são executadas sequencialmente. Sequencial Estrutura de controlo mais simples. As instruções são executadas sequencialmente. Com base numa condição Estruturas de decisão ou selecção Com base num selector ou de escolha múltipla Com contador

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Aula 08 Programação em pascal Pascal Pascal

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Aula 5 Elementos Fundamentais de Controle Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Informática Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno

Leia mais

Resolução De Problemas Em Informática. Docente: Ana Paula Afonso Resolução de Problemas. 1. Analisar o problema

Resolução De Problemas Em Informática. Docente: Ana Paula Afonso Resolução de Problemas. 1. Analisar o problema ALGORITMIA Resolução De Problemas Em Informática Docente: Ana Paula Afonso 2000-2001 Resolução de Problemas 1. Analisar o problema Conhecer o bem o problema Descrever o problema: subdividir, detalhar 2.

Leia mais

MANIPULAÇÃO DE STRINGS

MANIPULAÇÃO DE STRINGS MANIPULAÇÃO DE STRINGS O TIPO DE DADO STRING Os strings, como trechos de texto, são os tipos de dados mais familiares aos seres humanos. O Pascal padrão não fornecia tipos de dados de String; tínhamos

Leia mais

Material Didático Proposto

Material Didático Proposto Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

Programação Estruturada Comandos Condicionais (Decisão) Operadores Relacionais

Programação Estruturada Comandos Condicionais (Decisão) Operadores Relacionais Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento Hello World Linguagem C printf("hello world!\n"); main é a função principal, a execução do programa começa por ela printf é uma função usada para enviar dados para o vídeo Palavras Reservadas auto double

Leia mais

Apostila de Fortran. É uma pseudo-linguagem a qual oferece recursos para que o programador possa codificar e testar os seus algoritmos.

Apostila de Fortran. É uma pseudo-linguagem a qual oferece recursos para que o programador possa codificar e testar os seus algoritmos. Apostila de Fortran Fortran Uma das linguagens de programação mais velhas, o FORTRAN foi desenvolvido por uma equipe de programadores conduzida por John Backus na IBM, e foi primeiramente publicada em

Leia mais

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais

Agregado Homogêneo e Heterogêneo

Agregado Homogêneo e Heterogêneo Universidade Estadual de Maringá - UEM Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Fundamentos da Computação Agregado Homogêneo e Heterogêneo Prof. Yandre Maldonado - 1 Prof. Yandre Maldonado

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

Aulas Anteriores. Detalhes da linguagem de programação

Aulas Anteriores. Detalhes da linguagem de programação Aulas Anteriores Detalhes da linguagem de programação Elementos básicos (identificadores, constantes, símbolos gráficos) Estrutura básica de um programa (cabeçalho, parte declarativa, parte de execução)

Leia mais

Revisão C++ - Parte 1

Revisão C++ - Parte 1 Revisão C++ - Parte 1 Prof. Gustavo Leitão Campus Natal Central Disciplina Programação para Ambiente de Redes 5/3/2010 Objetivo da Aula 5/3/2010 5/3/2010 OBJETIVO DA AULA Revisar os principais comandos

Leia mais

Estruturas de Controle em c#

Estruturas de Controle em c# Estruturas de Controle em c# Fábio Moura Governo de Pernambuco Agenda Tipos de estruturas de controle; if; if-else; if-else-if; switch-case; while; do-while; for; foreach; Exercício. Tipos de Estruturas

Leia mais

Variáveis Compostas Heterogêneas. Variável Composta Heterogênea. Variável Composta Heterogênea

Variáveis Compostas Heterogêneas. Variável Composta Heterogênea. Variável Composta Heterogênea Variáveis Compostas Heterogêneas Variável Composta Heterogênea Conjunto de dados logicamente relacionados, mas de tipos diferentes. Também chamada de registro. Variável Composta Heterogênea 1 Declaração

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS ALGORITMOS

CADERNO DE EXERCÍCIOS ALGORITMOS J. EXERCÍCIOS SOBRE MODULARIZAÇÃO 77. Faça uma função que recebe um número inteiro por parâmetro e retorna verdadeiro se ele for par e falso se for ímpar. 78. Escreva um programa que leia o raio de um

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

Procedimento. Função. Selecção Condicional - a instrução if-then-else. expressão if lógica then instrução else instrução

Procedimento. Função. Selecção Condicional - a instrução if-then-else. expressão if lógica then instrução else instrução Métodos de Programação I 2. 20 2.2.8 ESTRUTURAS DE CONTROLO Estruturas de controlo são instruções especiais em Pascal que permitem controlar o fluxo de sequência de instruções, alterando a ordem sequencial

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. Apostila Pascal Ed. 2006. Prof. Dr. Galeno José de Sena DMA/FEG CAPÍTULO 8

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. Apostila Pascal Ed. 2006. Prof. Dr. Galeno José de Sena DMA/FEG CAPÍTULO 8 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Apostila Pascal Ed 2006 Prof Dr Galeno José de Sena DMA/FEG CAPÍTULO 8 ARQUIVOS DE DADOS EM PASCAL: ARQUIVOS SEQUENCIAIS - UMA INTRODUÇÃO 81 ARQUIVOS SEQUENCIAL E DIRETO

Leia mais

Agregado Homogêneo e Heterogêneo. Agregado Homogêneo. Agregado Homogêneo 28/11/2015

Agregado Homogêneo e Heterogêneo. Agregado Homogêneo. Agregado Homogêneo 28/11/2015 8//0 Universidade Estadual de Maringá - UEM Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Fundamentos da Computação e Heterogêneo Prof. Yandre Maldonado - Prof. Yandre Maldonado e Gomes

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões Introdução a Programação em Lua Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões 1 Tópicos Principais Programando em Lua Funções Variáveis Operadores e Expressões Entrada e Saída Exemplos 2 Programando

Leia mais

ARQUIVOS. Os arquivos criados em meios magnéticos poderão ser acessados para leitura e escrita na forma seqüencial, direta ou indexada.

ARQUIVOS. Os arquivos criados em meios magnéticos poderão ser acessados para leitura e escrita na forma seqüencial, direta ou indexada. Texto retirado e adaptado da apostila A Linguagem Pascal, disponível no site http://www.portaldaprogramacao.com (autor: desconhecido) ARQUIVOS Anteriormente, foi estudado o conceito de tabelas em memória

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Site: http://oficinaderobotica.ufsc.br/ Canal: Oficina de Robótica UFSC https://www.youtube.com/channel/uc4oojsp2fhfkdrnj0wd7iag

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If...

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Else Switch Prof. Renato Pimentel 1 Operações relacionais Operações

Leia mais

Fábio Rodrigues / Israel Lucania

Fábio Rodrigues / Israel Lucania Fábio Rodrigues / Israel Lucania Variável é um local na memória principal, isto é, um endereço que armazena um conteúdo. Em linguagem de alto nível nos é permitido dar nomes a esse endereço, facilitando

Leia mais

Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil LINGUAGEM PASCAL. Autor: Desconhecido Data: Aproximadamente entre 1994 a 1996

Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil LINGUAGEM PASCAL. Autor: Desconhecido Data: Aproximadamente entre 1994 a 1996 Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil LINGUAGEM PASCAL Autor: Desconhecido Data: Aproximadamente entre 1994 a 1996 Revisado por: Alexandre Valim Rocha Data: Março de 2000 Email: valimania@uol.com.br

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Aula 2 Introdução Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Informática Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno O que

Leia mais

FURB Universidade Regional de Blumenau Depto de Sistemas e Computação Disc. Linguagens para Programação de Sistemas Prof. Mauro Marcelo Mattos

FURB Universidade Regional de Blumenau Depto de Sistemas e Computação Disc. Linguagens para Programação de Sistemas Prof. Mauro Marcelo Mattos FURB Universidade Regional de Blumenau Depto de Sistemas e Computação Disc. Linguagens para Programação de Sistemas Prof. Mauro Marcelo Mattos GUIA COMPARATIVO ENTRE CONSTRUÇÕES DAS LINGUAGENS C E PASCAL

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://lab.ifto.edu.br/~mcampos

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

Estruturas Condicionais e de Repetição

Estruturas Condicionais e de Repetição Estruturas Condicionais e de Repetição Prof. Wylliams Barbosa Santos wylliamss@gmail.com Introdução à Programação Crédito de conteúdo: Professora Ceça Moraes Conteúdo Comando de Decisão Comandos de Repetição

Leia mais

1.2 OPERAÇÕES BÁSICAS EM ALGORITMOS E PROGRAMAS 18

1.2 OPERAÇÕES BÁSICAS EM ALGORITMOS E PROGRAMAS 18 ÍNDICE MÓDULO 1 INTRODUÇÃO À ALGORITMIA 11 1.1 PROGRAMAS E ALGORITMOS 12 Fases da programação 12 Algoritmos e algoritmia 13 Algoritmos em linguagem informal, pseudocódigo e fluxogramas 14 Símbolos utilizados

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Já vimos entrada, processamento e saída, que compõem os algoritmos puramente

Leia mais

Linguagens de Programação

Linguagens de Programação Linguagens de Programação Celso Olivete Júnior olivete@fct.unesp.br Na aula passada Expressões Precedência e associatividade de operador Sobrecarga de operador Expressões de modo misto Várias formas de

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Súmula:

PLANO DE ENSINO. Súmula: INF01211 NOME DA DISCIPLINA: Algoritmos e Programação Semestre: 2009/2 Carga horária: 4 h Créditos: 4 Professor: Luis de França G. Ferreira Súmula: Formulação de problemas, construção de algoritmos e implementação

Leia mais

Estruturas de controle: Estrutura de DECISÃO

Estruturas de controle: Estrutura de DECISÃO Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Estruturas de controle: Estrutura de DECISÃO DCA0800 - Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Até o momento da disciplina vimos comandos de entrada, processamento e saída

Leia mais

Objectivos. Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA)

Objectivos. Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA) Objectivos Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA) Vantagens da programação Eficiência em operações repetitivas Melhor clarividência na decomposição

Leia mais

Estrutura Condicional em Pascal

Estrutura Condicional em Pascal Linguagem de Programação 1 Estrutura Condicional em Pascal Existem situações em que alguns comandos só devem ser executados se alguma condição for verificada. A verificação de que uma condição é satisfeita

Leia mais

Estruturas de Controle

Estruturas de Controle UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Prof. Yandre Maldonado - 1 Estruturas de Controle Prof. Yandre Maldonado e Gomes da Costa yandre@din.uem.br Estrutura de Seleção Prof. Yandre

Leia mais

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016 Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos PET Computação - UFPR September 2016 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Obtenção e Instalação 3 3 Variáveis 3 4 Operações Matemáticas 5 5 Entrada de Dados 6 6

Leia mais

system("pause"); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa

system(pause); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa Atividade Prática no Ambiente Dev C++ Para as nossas atividades práticas vamos utilizar o ambiente de desenvolvimento da Linguagem C, Dev C++, ele é bastante fácil de utilizar e com muitos recursos. Segue

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução ao FORTRAN Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Introdução ao FORTRAN Cinco aspectos

Leia mais

FERRAMENTAS BÁSICAS DA PROGRAMAÇÃO

FERRAMENTAS BÁSICAS DA PROGRAMAÇÃO FERRAMENTAS BÁSICAS DA PROGRAMAÇÃO VARIÁVEIS E O COMANDO DE ATRIBUIÇÃO O computador possui uma área específica de armazenamento denominada de memória. O computador possui uma área específica de armazenamento

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Estruturas de Controle. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Estruturas de Controle. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Estruturas de Controle Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Tipos de Estruturas de Controle Estruturas de Seleção Simples

Leia mais

Variáveis primitivas e Controle de fluxo

Variáveis primitivas e Controle de fluxo Variáveis primitivas e Controle de fluxo Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

Introdução à linguagem C++

Introdução à linguagem C++ Estrutura de Dados e Algoritmos e Programação e Computadores II Aula 2: Introdução à linguagem C++ Introdução à linguagem C++ Conceitos básicos: variáveis, tipos de dados, constantes, I/O, etc. Estruturas

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Linguagens de Programação Conceitos e Técnicas. Amarrações

Linguagens de Programação Conceitos e Técnicas. Amarrações Linguagens de Programação Conceitos e Técnicas Amarrações Conceituação Amarração (ou binding) é uma associação entre entidades de programação, tais como entre uma variável e seu valor ou entre um identificador

Leia mais

EXERCÍCIOS: Estrutura Sequencial, IF (SE), ELSE (Senão)

EXERCÍCIOS: Estrutura Sequencial, IF (SE), ELSE (Senão) EXERCÍCIOS: Estrutura Sequencial, IF (SE), ELSE (Senão) Exercício 1) Escreva um programa para ler um número o o Se o número é par, mostre na tela o texto "O número é par" Senão, mostre na tela o texto

Leia mais

Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias. Programação I

Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias. Programação I Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Algoritmos de busca Basicamente podem ser citadas duas estratégias para procurar (ou buscar) algo em uma coleção de dados: Busca

Leia mais

ALGORÍTIMOS E PASCAL

ALGORÍTIMOS E PASCAL 1 Universidade Federal da Paraíba ALGORÍTIMOS E PASCAL Prof: Gilberto Farias de Sousa Filho JOAO PESSOA/PB MARCO DE 2005 2 Capítulo 1 ALGORITMOS 1.1. CONCEITO A palavra algoritmo, à primeira vista, parece-nos

Leia mais

Programação Aplicada à Engenharia

Programação Aplicada à Engenharia Universidade Federal Rural do Semi-Árido Departamento de Ciências Ambientais Programação Aplicada à Engenharia Aula 07: Aritmética e Tomada de decisão Silvio Fernandes 2009.1 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3 Revisão Estrutura de Decisão Se Então Revisão da aula anterior 1. Variáveis 2. Estrutura de um Algoritmo 3. Operadores 4. Portugol Studio Variável Revisão da aula anterior

Leia mais

Resolução de Algoritmos

Resolução de Algoritmos Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Tópicos Resolução dos exercícios

Leia mais

CAPÍTULO IV. Estruturas Condicionais CAPÍTULO IV ESTRUTURAS CONDICIONAIS ESTRUTURA CONDICIONAL SIMPLES

CAPÍTULO IV. Estruturas Condicionais CAPÍTULO IV ESTRUTURAS CONDICIONAIS ESTRUTURA CONDICIONAL SIMPLES NBT110- Algoritmos e Estruturas de Dados Profa. Rosanna Mara Rocha Silveira Fevereiro/2013 - Versão 1.1 CAPÍTULO IV ESTRUTURAS CONDICIONAIS 31 Dentro dos algoritmos temos comandos especiais utilizados

Leia mais

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Variáveis e Operadores Prof. Leonardo Barreto Campos Sumário Variáveis: Tipos de variáveis; Nome da variável; Palavras reservadas; A função printf(); A função scanf(); Variáveis locais; Variáveis

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Dados em Algoritmos Quando escrevemos nossos programas, trabalhamos com: Dados que nós fornecemos ao programa Dados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de repetição. Prof. Alex Camargo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de repetição. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de repetição Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Estruturas de repetição As estruturas de repetição provém uma maneira

Leia mais

Aula 4 Estruturas Condicionais

Aula 4 Estruturas Condicionais Departamento de Sistemas de Computação Universidade de São Paulo SSC 600 Introdução a Ciência de Computação I Aula 4 Estruturas Condicionais Seiji Isotani, Rafaela V. Rocha sisotani@icmc.usp.br rafaela.vilela@gmail.com

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

Conjunto (set) O tipo estruturado set representa, em Pascal, um conjunto de objectos de um dado tipo;

Conjunto (set) O tipo estruturado set representa, em Pascal, um conjunto de objectos de um dado tipo; Conjunto (set) O tipo estruturado set representa, em Pascal, um conjunto de objectos de um dado tipo; O tipo de dados tem por base um tipo simples (enumerável); Na verdade, um set representa o conjunto

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3 Revisão Estrutura de Decisão Se Então Revisão da aula anterior 1. Variáveis 2. Estrutura de um Algoritmo 3. Operadores 4. Visualg Variável Revisão da aula anterior É

Leia mais