FÍSICO-QUÍMICA GASES IDEAIS E GASES REAIS. Prof. MSc. Danilo Cândido

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FÍSICO-QUÍMICA GASES IDEAIS E GASES REAIS. Prof. MSc. Danilo Cândido"

Transcrição

1

2 FÍSICO-QUÍMICA GASES IDEAIS E GASES REAIS Prof. MSc. Danilo Cândido

3 CONCEITOS DE GASES Um gás representa a forma mais simples da matéria, de baixa densidade e que ocupa o volume total de qualquer recipiente que o contenha. É conveniente tratar o gás como um conjunto de partículas (moléculas ou átomos que se movimentam de forma aleatória e constante, com velocidades proporcionais à temperatura na qual se encontram.

4 PROPRIEDADES DOS GASES Pressão: Os gases por possuírem movimento aleatório exercem forças sobre as paredes do recipiente que os contém. A relação entre essas forças e a área onde elas são aplicadas é denominada pressão. Matematicamente: p = F A

5 PROPRIEDADES DOS GASES Dois blocos de mesma massa. O dois blocos exercem a mesma Força mas em áreas diferentes. A pressão em um gás confinado é o resultado do impacto das partículas com a fronteira ( parede) que o contem. Os conceitos associados a pressão atmosférica e sua variação com a altitude

6 PROPRIEDADES DOS GASES Temperatura É a propriedade que indica o grau de agitação das moléculas de um corpo. Para um gás, quanto maior a temperatura maior a velocidade de agitação de suas moléculas. Se um termômetro indica que uma amostra de gás A está a uma temperatura mais alta que uma outra amostra de gás B, podemos dizer (mesmo sem observar o comportamento das moléculas) que as moléculas do gás A estão em estado de maior agitação que as do gás B. T (K ) = T (ºC) + 273,15 Para o estudo das propriedades dos gases, o uso da temperatura absoluta é adequada por razões termodinâmicas.

7 PROPRIEDADES DOS GASES

8 EQUAÇÃO DE ESTADO O estado físico de um gás (e de qualquer matéria) é definido por suas propriedades físicas. Duas amostras de um mesmo gás que possuem mesmas propriedades físicas estão no mesmo estado. O estado de um gás puro é definido pelo volume V que ele ocupa, pela pressão p que ele exerce, pela temperatura absoluta T que ele possui e por seu número de mols. Resumindo: basta definir 3 das 4 variáveis e a última ficará constante. Assim, temos a expressão: p = f (T, n, V)

9 O GÁS IDEAL O gás ideal é considerado formado por partículas esféricas que se movimentam de forma aleatória e incessante, possuem tamanhos desprezíveis no sentido de que seus diâmetros são muito menores que a distância percorrida durante a colisão com outras moléculas e essa colisão (feita elasticamente) é feita SEM INTERAÇÃO (atração ou repulsão) com as outras. O gás possui UMA MASSA m, MAS NÃO UM VOLUME. Esse modelo idealizado é muito útil para se prever o comportamento dos gases reais.

10 O GÁS IDEAL

11 O GÁS IDEAL Para o gás ideal são consideradas as seguintes leis: Lei de Boyle (processo isotérmico): o produto PV = cte. (P1V1 = P2V2) Lei de Charles e Gay-Lussac (processos isobárico e isocórico): V/T = cte (V1/T1=V2/T2) e p/t = cte. (P1/T1= P2/T2) Processo Isotérmico (T cte)

12 O GÁS IDEAL

13 EXPERIMENTO DE BOYLE

14 EXEMPLOS LEI DE BOYLE (MASSA E TEMPERATURA CTE) 1º) Uma amostra de gás ocupa 12 L sobre uma pressão de 1,2 atm. Qual seria seu volume se a pressão for elevada a 2,4 atm? 2º) Um balão selado, quando cheio de ar, tem volume de 50,0 m 3 a 22 C e a uma dada pressão. O balão é aquecido. Assumindo-se que a pressão é constante, que volume ocupará o balão quando sua temperatura subir para 81 C?

15 LEI DE CHARLES À pressão constante, o volume de uma determinada quantidade de gás varia linearmente com a temperatura. V = A + B x θ onde θ é a temperatura na escala Celsius.

16 EXEMPLO LEI DE CHARLES Em um certo processo industrial, o nitrogênio é aquecido a 500K num vaso de volume constante. Se o gás entra no vaso a 100 atm e 300K, qual a sua pressão na temperatura de trabalho, admitindo o comportamento de gás perfeito? Que temperatura teria a amostra se sua pressão fosse de 300 atm?

17 EXERCÍCIO Certo gás ocupa um volume de 10,0 litros a dada pressão e temperatura. Qual o volume ocupado pela mesma massa gasosa quando a pressão do gás se reduzir a 3/4 da inicial e a temperatura absoluta se reduzir em 2/5 da inicial?

18 A LEI DO GÁS IDEAL OU GÁS PERFEITO A equação que relaciona todas as propriedades do gás perfeito (volume, temperatura, pressão e número de mols) é dada por: P.V = nrt Onde R é uma constante chamada constante dos gases. Nas condições normais de temperatura e pressão ou CNTP (1 atm de pressão e 0 C), seu valor é (lembrando que um mol de qualquer gás nas CNTP ocupa 22,4L): R PV 1 atm x 22,4L 0,082 atm.l /mol.k nt 1 mol x 273K

19 EXERCÍCIO Calcule a pressão exercida por 1,22 g de dióxido de carbono (CO2) contido num frasco de volume iguala 500 ml, a 37 ºC. Qual o volume de um balão contendo 44,0 g de gás hélio, utilizado em parques de diversões ou em propaganda, num dia em que a temperatura é 32 C, e a pressão do balão é 2,50 atm? (Dados: R = 0,082 atm L mol 1 K 1 ; massa molar do He = 4,0 g mol 1 ) Calcule a qual pressão, em atm, 4,40 g de CO 2 ocupam um volume de 44,8 L a 273 C. Massas atômicas: C = 12, O = 16); R = 0,082 atm L mol 1 K 1

20 MISTURA DE GASES Quando uma amostra de gás é constituída por uma mistura de vários gases (como o ar que respiramos, por exemplo), podemos determinar a contribuição de cada propriedade de cada componente da mistura. Por exemplo, pode-se determinar a pressão parcial de cada gás, ou seja, a contribuição dessa propriedade feita por um gás em particular presente na mistura. Por definição: P i = P.x i Onde P i é a pressão parcial do componente i, P é a pressão total dos gases na mistura e x i é a fração molar do componente i na mistura. A fração molar do componente x i, por definição, é o número de mols do componente i dividido pelo número de mols n de todos os componentes da mistura, ou: x i n i

21

22 MISTURA DE GASES Dado um sistema formado pela mistura de gases A, B, C...Z. A soma de suas pressões parciais é dada por: P A + P B + P C +...+P Z = P (x A + x B + x C +...+x Z ) Mas a soma das frações molares de todos os componentes é 1, então: P A + P B + P C +...+P Z = P Assim, a soma das pressões de todos os componentes é igual à pressão total do sistema. Essa é a Lei de Dalton das pressões: A pressão exercida por uma mistura de gases é a soma das pressões que cada gás exerceria se ocupasse sozinho o recipiente.

23

24 EXERCÍCIOS A composição do ar seco em porcentagem ponderal (isto é, em massa) é aproximadamente 75,5% de N 2 ; 23,2% de O 2 e 1,3% de Ar. Qual a pressão parcial de cada componente quando a pressão total é de 1,2 atm? (Dados: massas atômicas: N = 14; O = 16 e Ar = 40) 20,0 g de uma mistura contendo 88% de CO 2 e 12% de He em massa ocupam um volume de 40 L a 73 C. Calcule: a) A pressão da mistura; b) As pressões parciais de cada gás.

25 GASES REAIS Comportamento: Os gases reais tem seu comportamento diferenciado dos ideais e este desvio é explicado pelas interações moleculares. Tipos de interação: Forças atrativas contribuem para a compressão Forças repulsivas contribuem para a expansão

26 GASES REAIS Interações Intermoleculares

27 GASES IDEAIS X GASES REAIS A velocidade da bola verde ao colidir com a parede é diminuída pelas forças atrativas com as bolas vermelhas. a pressão de um gás real é menor quanto maior for a atração entre suas partículas. A partícula do gás real tem volume real

28 FATOR DE COMPRESSIBILIDADE (Z) O fator de compressibilidade, Z, de um gás é a razão entre o volume molar (Vm = V/n) e o volume molar de um gás ideal (V 0 m), nas mesmas condições de pressão e temperatura. Matematicamente: Z Vm V 0 m Para um gás ideal, Z = 1, pois Vm = V 0 m. Além disso, como o volume molar do gás ideal é dado por RT/P. A expressão de Z pode ser escrita como: Z PVm RT ou PVm RTZ

29 FATOR DE COMPRESSIBILIDADE (Z) Gráfico do fator de compressibilidade em função da pressão. Note que moléculas grandes (como CH 4 e C 2 H 4 ), pelo fato de terem atração dominante possuem volume molar menor que o gás ideal (Z<1 e moléculas pequenas (como o H 2 ) possuem repulsão dominante, o que aumenta seu volume em relação ao gás ideal (Z > 1). Perceba também que, no limite de baixas pressões, todos os gases se comportam como ideais.

30 CONDENSAÇÃO Condensação de um gás real: Seja um gás no estado de temperatura e pressão indicado em A. Se há redução de volume (por aplicação de uma pressão num êmbolo, por exemplo), o gás vai reduzindo o volume e aumentando a pressão até atingir o ponto B. Se reduzirmos mais ainda o volume até C, percebemos o aparecimento da primeira gota de líquido e a redução de volume não mais aumenta a pressão. À esquerda do ponto E a amostra está totalmente líquida, e por isso, é necessário um pressão extremamente grande para reduzir o volume. O ponto crítico é o ponto no qual não há distinção física entre líquido e gás. Acima da temperatura crítica (31,04 C) a fase líquida não se forma.

31 EXERCÍCIOS Um gás a 300K e 13 atm tem volume molar 18% menor que o calculado para um gás ideal. Calcule: O fator de compressibilidade O volume molar do gás As forças dominantes são atrativas ou repulsivas? Solução: a) Z = 0,82; Vm = 1,55 L/mol; Atrativas, pois Z < 1 Um gás a 250K e com volume molar de 1,5 L/mol possui um fator de compressibilidade de 1,20. Determine a pressão do gás. As forças dominantes entre as moléculas do gás são atrativas ou repulsivas? Solução: 16,4 atm; Repulsivas (Z > 1)

32 EQUAÇÃO DE VAN DER WAALS Vamos considerar uma equação de estado proposta por J.D. van der Waals em É uma equação que é um bom exemplo de um modelo matemático que explica o comportamento real dos gases, levando em conta a interação (atração e repulsão das moléculas de um gás) e o volume das moléculas de gás. Essa equação é: 2 nrt n RT a P a ou P V nb V b V V 2 2 m m Onde a e b são chamados coeficientes de van der Waals. Nessa equação, a está relacionado com a intensidade das ações interativas entre as moléculas e b está relacionado com o volume das moléculas propriamente dito (e não com o volume ocupado pelas moléculas). Esses coeficientes são específicos para cada gás e independem da temperatura. O coeficiente a possui unidades de atm.l 2 /mol 2 e o coeficiente b possui unidades de L/mol.

33 EQUAÇÃO DE VAN DER WAALS Coeficientes de van der Waals para alguns gases reais. Gás a (atm.l 2 /mol 2 ) b (10-2 L/mol) Ar 1,337 3,20 C 2 H 4 4,552 5,82 C 2 H 6 5,507 6,51 CH 4 2,273 4,31 Cl 2 6,260 5,42 CO 1,453 3,95 CO 2 3,610 4,29

34 EXERCÍCIOS Admita que 5 mols de etano estejam confinados num vaso de 2,83 L, a 27 C. Estime a pressão do etano utilizando a equação de Van der Waals e calcule seu fator de compressibilidade. Dado: R = 0,082 atm.l/mol.k; a = 5,507 atm.l 2 /mol 2 e b = 0,0651 L/mol Solução: p = 31,9 atm ; Z = 0,75 Num processo industrial, uma massa de 95kg de nitrogênio é aquecida até 500K num vaso de volume igual a 2000L. Usando a equação de Van der Waals, qual a pressão aproximada do gás nessa temperatura de operação? (Dado: a = 1,352 atm.l 2 /mol 2 e b = 0,0387 L/mol) Solução: p = 70,6 atm.

Físico-Química I. Profa. Dra. Carla Dalmolin. Gases. Gás perfeito (equações de estado e lei dos gases) Gases reais

Físico-Química I. Profa. Dra. Carla Dalmolin. Gases. Gás perfeito (equações de estado e lei dos gases) Gases reais Físico-Química I Profa. Dra. Carla Dalmolin Gases Gás perfeito (equações de estado e lei dos gases) Gases reais Gás Estado mais simples da matéria Uma forma da matéria que ocupa o volume total de qualquer

Leia mais

Estudo Físico-Químico dos Gases

Estudo Físico-Químico dos Gases Estudo Físico-Químico dos Gases Prof. Alex Fabiano C. Campos Fases de Agregação da Matéria Sublimação (sólido em gás ou gás em sólido) Gás Evaporação (líquido em gás) Condensação (gás em líquido) Sólido

Leia mais

Estudo Físico-Químico dos Gases

Estudo Físico-Químico dos Gases 19/08/009 Estudo Físico-Químico dos Gases Prof. Alex Fabiano C. Campos Gás e Vapor Diagrama de Fase Gás Vapor Gás: fluido elástico que não pode ser condensado apenas por aumento de pressão, pois requer

Leia mais

Gases. Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375g Gases / Oswaldo Henrique Barolli. Varginha, slides : il.

Gases. Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375g Gases / Oswaldo Henrique Barolli. Varginha, slides : il. Gases Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375g Gases / Oswaldo Henrique Barolli. Varginha, 2015. 21 slides : il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web 1. Dinâmica dos gases.

Leia mais

O ESTADO GASOSO - CARACTERÍSTICAS GERAIS

O ESTADO GASOSO - CARACTERÍSTICAS GERAIS Estado Gasoso O ESTADO GASOSO - CARACTERÍSTICAS GERAIS Os gases sempre tendem a ocupar todo o volume do recipiente que os contém (capacidade de expansão) Os gases têm massa (Volumes iguais de gases diferentes

Leia mais

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K Disciplina de Físico Química I - Equação de Clapeyron Misturas Gases reais. Prof. Vanderlei Inácio de Paula contato: vanderleip@anchieta.br Lei de Avogadro 1 Lei de Avogadro Equação de Clayperon CNTP 1

Leia mais

Luis Eduardo C. Aleotti. Química. Aula 38 - Transformações Gasosas

Luis Eduardo C. Aleotti. Química. Aula 38 - Transformações Gasosas Luis Eduardo C. Aleotti Química Aula 38 - Transformações Gasosas TRANSFORMAÇÕES GASOSAS Gás e Vapor - Gás: Substância gasosa em temperatura ambiente. - Vapor: Estado gasoso de uma substância líquida ou

Leia mais

BIK0102: ESTRUTURA DA MATÉRIA. Crédito: Sprace GASES. Professor Hugo B. Suffredini Site:

BIK0102: ESTRUTURA DA MATÉRIA. Crédito: Sprace GASES. Professor Hugo B. Suffredini Site: BIK0102: ESTRUTURA DA MATÉRIA Crédito: Sprace GASES Professor Hugo B. Suffredini hugo.suffredini@ufabc.edu.br Site: www.suffredini.com.br Pressão Atmosférica A pressão é a força atuando em um objeto por

Leia mais

Capítulo 1. Propriedades dos Gases

Capítulo 1. Propriedades dos Gases Capítulo 1. Propriedades dos Gases Baseado no livro: Atkins Physical Chemistry Eighth Edition Peter Atkins Julio de Paula 14-03-2007 Maria da Conceição Paiva 1 O estado físico de uma substância A equação

Leia mais

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação?

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Capítulo 2 Gases 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Van der Waals verificou que o fato do gás real não se comportar como o gás ideal é

Leia mais

Estudo Físico-Químico dos Gases

Estudo Físico-Químico dos Gases Estudo Físico-Químico dos Gases Prof. Alex Fabiano C. Campos Gás e Vapor Diagrama de Fase Gás Vapor Gás: fluido elástico que não pode ser condensado apenas por aumento de pressão, pois requer ainda um

Leia mais

GASES. https://www.youtube.com/watch?v=wtmmvs3uiv0. David P. White. QUÍMICA: A Ciência Central 9ª Edição Capítulo by Pearson Education

GASES. https://www.youtube.com/watch?v=wtmmvs3uiv0. David P. White. QUÍMICA: A Ciência Central 9ª Edição Capítulo by Pearson Education GASES PV nrt https://www.youtube.com/watch?v=wtmmvs3uiv0 David P. White QUÍMICA: A Ciência Central 9ª Edição volume, pressão e temperatura Um gás consiste em átomos (individualmente ou ligados formando

Leia mais

As moléculas se encontram em movimento desordenado, regido pelos princípios fundamentais da Mecânica newtoniana.

As moléculas se encontram em movimento desordenado, regido pelos princípios fundamentais da Mecânica newtoniana. Estudo dos gases Gás Ideal As moléculas se encontram em movimento desordenado, regido pelos princípios fundamentais da Mecânica newtoniana. As moléculas não exercem força uma sobre as outras, exceto quando

Leia mais

Características dos gases

Características dos gases Gases Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão, seu volume diminui. Os gases sempre formam misturas

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA CIVIL FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 2º Período Prof.a: Érica Muniz UNIDADE 2. Propriedades Moleculares dos Gases

CURSO: ENGENHARIA CIVIL FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 2º Período Prof.a: Érica Muniz UNIDADE 2. Propriedades Moleculares dos Gases CURSO: ENGENHARIA CIVIL FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 2º Período Prof.a: Érica Muniz UNIDADE 2 Propriedades Moleculares dos Gases Estado Gasoso Dentre os três estados de agregação, apenas o estado gasosos

Leia mais

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I Aluno (a): Profº: RICARDO Série: Data: / / Disc: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I 1. Uma Massa fixa de um gás ideal foi submetida a uma série de transformações isotérmicas e alguns dos valores

Leia mais

Apostila de Química 01 Estudo dos Gases

Apostila de Química 01 Estudo dos Gases Apostila de Química 01 Estudo dos Gases 1.0 Conceitos Pressão: Número de choques de suas moléculas contra as paredes do recipiente. 1atm = 760mHg = 760torr 105Pa (pascal) = 1bar. Volume 1m³ = 1000L. Temperatura:

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 Fixação 1) (UNESP) O volume de uma massa fixa de gás ideal, a pressão constante, é diretamente proporcional à: a) concentração do gás.

Leia mais

Estequiometria. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da madeira I

Estequiometria. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da madeira I Estequiometria Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da madeira I Estequiometria Estequiometria é o cálculo da quantidade de reagentes e produtos da reação, baseado nas leis das reações químicas.

Leia mais

AULA 03 GASES Cap. 4 Russel PROF. MARCELL MARIANO CORRÊA MACENO

AULA 03 GASES Cap. 4 Russel PROF. MARCELL MARIANO CORRÊA MACENO AULA 03 GASES Cap. 4 Russel PROF. MARCELL MARIANO CORRÊA MACENO Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão,

Leia mais

GASES MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS

GASES MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS GASES MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS GASES GASES IDEAIS OU PERFEITOS Um gás perfeito é um gás hipotético. Por definição, é aquele que obedece, rigorosamente, às leis de Boyle e Charles, ou seja: As moléculas

Leia mais

Combustíveis Energia e Ambiente. Combustíveis gasosos, líquidos e sólidos: compreender as diferenças

Combustíveis Energia e Ambiente. Combustíveis gasosos, líquidos e sólidos: compreender as diferenças Combustíveis gasosos, líquidos e sólidos: compreender as diferenças 1 Estados físicos de hidrocarbonetos em função do número de carbonos da cadeia Os gases combustíveis podem ser agrupados em famílias,

Leia mais

GASES PERFEITOS AULA INTRODUÇÃO

GASES PERFEITOS AULA INTRODUÇÃO AULA 5 GASES PERFEIOS - INRODUÇÃO Neste capítulo, vamos estudar as transformações gasosas e as leis elaboradas por Boyle e ariotte, Clapeyron, Gay-Lussac e Charles, que regem estas transformações. Vamos

Leia mais

baixa pressão e alta temperatura

baixa pressão e alta temperatura É um dos estados da matéria, não tem forma e volume definidos, e consiste em uma coleção de partículas cujos os movimentos são aproximadamente aleatórios. As forças de coesão entre as partículas que formam

Leia mais

Química Prof. Giacometto

Química Prof. Giacometto Química Prof. Giacometto LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE O ESTADO GASOSO (SÓ UEM) OBS: SEMPRE QUE JULGAR NECESSÁRIO O VALOR DA MASSA ATÔMICA DE UM ELEMENTO QUÍMICO, UTILIZAR A TABELA PERIÓDICA 01) (UEM) Considerando

Leia mais

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 Conceitos Básicos Gás é um estado da matéria; as partículas de massa m estão em movimento incessante e caótico; O tamanho das partículas

Leia mais

QUÍMICA I Gases

QUÍMICA I Gases QUÍMICA I 106201 Gases Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão, seu volume diminui. Os gases sempre

Leia mais

6/Mar/2013 Aula 7 Entropia Variação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais

6/Mar/2013 Aula 7 Entropia Variação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais 6/Mar/01 Aula 7 Entropia ariação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais Entropia no ciclo de Carnot e em qualquer ciclo reversível ariação da entropia em processos irreversíveis

Leia mais

ATMOSFERA. Volume molar; constante de Avogadro

ATMOSFERA. Volume molar; constante de Avogadro ATMOSFERA Volume molar; constante de Avogadro 25-01-2011 Dulce Campos 2 O ar é uma solução gasosa Enquanto solução gasosa tem comportamentos semelhantes aos das substâncias gasosas 25-01-2011 Dulce Campos

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Teoria Cinética do Gases

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Teoria Cinética do Gases Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Teoria Cinética do Gases Introdução A descrição de um gás por inteiro (descrição macroscópica) pode ser feito estabelecendo as grandezas macroscópicas que caracterizam

Leia mais

Todo gás exerce uma PRESSÃO, ocupando um certo VOLUME à determinada TEMPERATURA

Todo gás exerce uma PRESSÃO, ocupando um certo VOLUME à determinada TEMPERATURA Todo gás exerce uma PRESSÃO, ocupando um certo VOLUME à determinada TEMPERATURA Aos valores da pressão, do volume e da temperatura chamamos de ESTADO DE UM GÁS Assim: V 5 L T 300 K P 1 atm Os valores da

Leia mais

Gases. Compostos orgânicos de baixa massa molar são gases a temperatura ambiente. CH 4 (metano gás natural), C 3 H 8

Gases. Compostos orgânicos de baixa massa molar são gases a temperatura ambiente. CH 4 (metano gás natural), C 3 H 8 Gases CAPÍTULO 4 AS PROPRIEDADES DOS GASES / A NATUREZA DOS GASES/ AS LEIS DOS GASES / O MOVIMENTO MOLECULAR / O MODELO CINÉTICO DOS GASES / OS GASES REAIS Introdução Gases Atmosfera 11 elementos são encontrados

Leia mais

Propriedades de uma substância pura

Propriedades de uma substância pura Propriedades de uma substância pura Substância pura possui composição química invariável e homogênea, independentemente da fase em que está. Ex.: água Equilíbrio de fases em uma substância pura, as fases

Leia mais

11/Mar/2016 Aula 7 Entropia Variação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais

11/Mar/2016 Aula 7 Entropia Variação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais 11/Mar/016 Aula 7 Entropia ariação da entropia em processos reversíveis Entropia e os gases ideais Entropia no ciclo de Carnot e em qualquer ciclo reversível ariação da entropia em processos irreversíveis

Leia mais

Professora : Elisângela Moraes

Professora : Elisângela Moraes UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA -EEL Professora : Elisângela Moraes 02/03/2012 PROGRAMA RESUMIDO 1. Gases Ideais; 2. Gases Reais; 3. Termodinâmica; 4. Termoquímica; 5. Entropia;

Leia mais

Física II FEP 112 ( ) 1º Semestre de Instituto de Física - Universidade de São Paulo. Professor: Valdir Guimarães

Física II FEP 112 ( ) 1º Semestre de Instituto de Física - Universidade de São Paulo. Professor: Valdir Guimarães Física II FEP 11 (4300110) 1º Semestre de 01 Instituto de Física - Universidade de São Paulo Professor: Valdir Guimarães E-mail: valdir.guimaraes@usp.br Fone: 3091-7104(05) Aula 1 Temperatura e Teoria

Leia mais

EXPERIÊNCIA 2 DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLECULAR DE UM GÁS EFEITO DA PRESSÃO NO PONTO DE EBULIÇÃO

EXPERIÊNCIA 2 DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLECULAR DE UM GÁS EFEITO DA PRESSÃO NO PONTO DE EBULIÇÃO 1. OBJETIVOS No final desta experiência o aluno deverá ser capaz de: Interpretar as leis que regem o comportamento dos gases ideais. Utilizar a equação da lei do gás ideal, PV = nrt Medir o volume e a

Leia mais

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO 1- Um aluno de química, ao investigar as propriedades de gases, colocou uma garrafa plástica (PET), contendo ar e devidamente fechada, em um freezer e observou

Leia mais

Aula do Curso Noic de Física, feito pela parceria do Noic com o Além do Horizonte. Esta aula tratará de gases e termodinâmica:

Aula do Curso Noic de Física, feito pela parceria do Noic com o Além do Horizonte. Esta aula tratará de gases e termodinâmica: Esta aula tratará de gases e termodinâmica: Estudando a matéria, os cientistas definiram o mol. Um mol corresponde a 6,02. 10 " unidades de algo, número conhecido por N A, número de Avogadro. A importância

Leia mais

Fís. Professor: Leo Gomes Monitor: Guilherme Brigagão. Fís

Fís. Professor: Leo Gomes Monitor: Guilherme Brigagão. Fís . Semana 18 Professor: Leo Gomes Monitor: Guilherme Brigagão Gases perfeitos 21 jun RESUMO Gases perfeitos ou ideais são aqueles cujas moléculas se movem ao acaso, todas com a mesma velocidade média, cujas

Leia mais

Pressão (mmhg) T (K) x 12 5

Pressão (mmhg) T (K) x 12 5 GASES IDEAIS 1- (UNIFOR) Para que a relação matemática P 1 V 1 = P 2 V 2, conhecida como Lei de Boyle para as transformações gasosas, seja válida é necessário que: I. A massa do gás seja constante II.

Leia mais

Conceitos Básicos sobre gases

Conceitos Básicos sobre gases Conceitos Básicos sobre gases ara este estudo não vamos fazer distinção entre gás e vapor, desta forma neste capítulo, o estado gasoso (gás ou vapor) será sempre referido como gás... ressão dos gases Suponha

Leia mais

CAPITULO 1 Propriedades dos gases. PGCEM Termodinâmica dos Materiais UDESC

CAPITULO 1 Propriedades dos gases. PGCEM Termodinâmica dos Materiais UDESC CAPITULO 1 Propriedades dos gases PGCEM Termodinâmica dos Materiais UDESC Referência Bibliográfica ATKINS, P.; Paula, J. de. Fisico-Química, Vol 1. 8ª ed., Editora LTC, Rio de Janeiro, 2006, cap 1. Ball,

Leia mais

é aproximadamente igual a:

é aproximadamente igual a: Professor: Renan Oliveira 1. (UERJ/2016) Para descrever o comportamento dos gases ideais em função do volume V, da pressão P e da temperatura T, podem ser utilizadas as seguintes equações: De acordo com

Leia mais

A) 2,5 B) 4 C) 5 D) 7,5 E) 10

A) 2,5 B) 4 C) 5 D) 7,5 E) 10 1-Uma massa gasosa, inicialmente num estado A, sofre duas transformações sucessivas e passa para um estado C. A partir do estado A esse gás sofre uma transformação isobárica e passa para o estado B. A

Leia mais

QUÍMICA Profº JAISON

QUÍMICA Profº JAISON QUÍMICA Profº JAISON GASES O gás ideal As equações que utilizamos para estudar o comportamento dos gases nunca fornecem valores exatos. Na tentativa de nos aproximarmos mais do valor exato, estabelecemos

Leia mais

QUÍMICA MÓDULO 18 RELAÇÕES NUMÉRICAS. Professor Edson Cruz

QUÍMICA MÓDULO 18 RELAÇÕES NUMÉRICAS. Professor Edson Cruz QUÍMICA Professor Edson Cruz MÓDULO 18 RELAÇÕES NUMÉRICAS INTRODUÇÃO Precisamos compreender que houve uma necessidade de se definir uma nova unidade de massa para átomos e moléculas. É importante que você

Leia mais

Hipótese de Avogadro e Volume Molar

Hipótese de Avogadro e Volume Molar Hipótese de Avogadro e Volume Molar EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UFES-ES) Três balões contêm H, N e O, conforme ilustrado abaixo: Considerando-se que os gases estão sob pressão de 1 atm e à mesma temperatura,

Leia mais

AS PROPRIEDADES DOS GASES. Apresentar as propriedades dos gases; explicitar as diferentes propriedades dos gases reais e dos gases perfeitos;

AS PROPRIEDADES DOS GASES. Apresentar as propriedades dos gases; explicitar as diferentes propriedades dos gases reais e dos gases perfeitos; AS PROPRIEDADES DOS GASES Metas Apresentar as propriedades dos gases; explicitar as diferentes propriedades dos gases reais e dos gases perfeitos; Objetivos Ao final desta aula, o aluno deverá: compreender

Leia mais

Soluções e Gases III. Gases

Soluções e Gases III. Gases Soluções e Gases III Gases Gases Gás é um material que preenche todo o espaço ou volume do recipiente em que se encontra, independentemente do tamanho do recipiente. Ar 78 % de N 2 21% de O 2 1% de outros

Leia mais

Lista Básica Transformações Gasosas

Lista Básica Transformações Gasosas 1. (Pucrj 2017) Uma certa quantidade de gás ideal ocupa inicialmente um volume 0 com pressão P 0. Se sobre esse gás se realiza um processo isotérmico dobrando sua pressão para 2 P 0. qual será o volume

Leia mais

Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados versão gases_v2_2005 Prof. Fabricio R.

Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados versão gases_v2_2005 Prof. Fabricio R. Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados Prof. Fabricio R. Sensato 1) Imagine que o pneu de uma bicicleta, contendo 0,406 mol de ar arrebente se a pressão interna

Leia mais

Física Geral II. Aula 1 - Teoria cinética dos gases. D. Valin 1. Universidade do Estado de Mato Grosso. Sinop-MT, April 25, 2017

Física Geral II. Aula 1 - Teoria cinética dos gases. D. Valin 1. Universidade do Estado de Mato Grosso. Sinop-MT, April 25, 2017 Física Geral II Aula 1 - Teoria cinética dos gases D. Valin 1 1 Faculdade de Ciências Exatas - FACET Universidade do Estado de Mato Grosso Sinop-MT, April 25, 2017 D. Valin (Universidade do Estado de Mato

Leia mais

FUNDAMENTOS FÍSICOS DO AR COMPRIMIDO

FUNDAMENTOS FÍSICOS DO AR COMPRIMIDO DEFINIÇÃO: O ar é incolor, insípido e é uma mistura de diversos gases. Composição percentual do ar seco padrão: (ISO 2533). Elementos Percentual em volume Percentual em massa Nitrogênio 78,08 75,52 Oxigênio

Leia mais

PROPRIEDADE DOS GASES

PROPRIEDADE DOS GASES RORIEDADE DOS GASES 0. Gás Ideal x Gás Real eoria Cinética dos Gases A eoria Cinética dos Gases procura dar uma idéia da estrutura interna dos gases através de hipóteses, criando-se um modelo que sirva

Leia mais

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron:

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: Equação de Estado de Van der Waals Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: P i V i = nrt em que colocamos

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 18 ESTUDO DOS GASES

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 18 ESTUDO DOS GASES QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 18 ESTUDO DOS GASES m m 1 = 2 mol mol 1 2 No que se refere à composição em volume da atmosfera terrestre há 2,5 bilhões de anos, Como pode cair no enem (ENEM) As áreas numeradas

Leia mais

Aluno(a): nº: Professor: Fernanda TonettoSurmas Data: Turma: ORIENTAÇÕES DE ESTUDO REC 2º TRI PRIMEIRO ANO FSC II

Aluno(a): nº: Professor: Fernanda TonettoSurmas Data: Turma: ORIENTAÇÕES DE ESTUDO REC 2º TRI PRIMEIRO ANO FSC II 1º EM E.M. FÍSICA Aluno(a): nº: Professor: Fernanda TonettoSurmas Data: Turma: ORIENTAÇÕES DE ESTUDO REC º TRI PRIMEIRO ANO FSC II Estudar FÍSICA II LIVRO PV = nrt Dilatação dos Sólidos e dos Líquidos

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA FÍSICA

INTRODUÇÃO À QUÍMICA FÍSICA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA, BIOQUÍMICA E FARMÁCIA Orientação tutorial INTRODUÇÃO À QUÍMICA FÍSICA 1º Ano Q/BQ/CF/F/MIEB/BT Ano Lectivo: 2008 / 2009 (5º Módulo) 2009 IQF

Leia mais

b) Tendo em conta a conclusão de Avogadro, selecione a opção que completa corretamente a frase seguinte. Em condições PTN,...

b) Tendo em conta a conclusão de Avogadro, selecione a opção que completa corretamente a frase seguinte. Em condições PTN,... QUESTÕES DE EXAME 4 Física e Química A Questões de provas nacionais realizadas entre 2008 e 2014 organizados por subdomínio e por secção, por ordem cronológica. Os itens estão identificados por data e

Leia mais

DURAÇÃO DA PROVA Manual da disciplina, livros de Química, computador, Trabalho Escrito. Conteúdos Objetivos e/ou Competências Estrutura Cotações

DURAÇÃO DA PROVA Manual da disciplina, livros de Química, computador, Trabalho Escrito. Conteúdos Objetivos e/ou Competências Estrutura Cotações ÉPOCA ESPECIAL DE EXAMES ANO LETIVO 2011/2012 MATRIZ DO EXAME DO MÓDULO QM6 Estado Físico das Substâncias e Interações Moleculares. Estado Gasoso. Química MATERIAL A UTILIZAR TIPO DE PROVA DURAÇÃO DA PROVA

Leia mais

Equações do estado Termodinâmica Aula [22/ ]

Equações do estado Termodinâmica Aula [22/ ] Equações do estado Termodinâmica Aula [22/03-2017] Tuong-Van Nguyen tungu@mek.dtu.dk Escola Politécnica Universidade de São Paulo 1 / 27 Plano Modelos termodinâmicos Equações do estado cúbicas 2 / 27 Plano

Leia mais

Gases. 1) Assinale a alternativa CORRETA.

Gases. 1) Assinale a alternativa CORRETA. Gases 1) Assinale a alternativa CORRETA. (A) Uma determinada massa de gás ideal, ocupando um volume constante, tem sua pressão inversamente proporcional à sua temperatura absoluta. (B) Em uma transformação

Leia mais

Equilíbrio Químico. início x 2x 0 0

Equilíbrio Químico. início x 2x 0 0 Capítulo 7 Equilíbrio Químico. (ITA) Uma mistura gasosa é colocada a reagir dentro de um cilindro provido de um pistão móvel, sem atrito e sem massa, o qual é mantido à temperatura constante. As reações

Leia mais

ELEMENTOS QUE FORMAM GASES NAS CONDIÇÕES NORMAIS

ELEMENTOS QUE FORMAM GASES NAS CONDIÇÕES NORMAIS ELEMENTOS QUE FORMAM GASES NAS CONDIÇÕES NORMAIS Substância no estado gasoso é definida por 4 qualidades: Volume Quantidade de matéria (mol) Temperatura Pressão 1. fase gasosa Átomos He Ar (gases nobres)

Leia mais

Vejamos agora alguns casos particulares dessas transformações com quantidade de gás constante.

Vejamos agora alguns casos particulares dessas transformações com quantidade de gás constante. Setor 2306 Aula 06 Transformações Gasosas em sistemas fechados Complemento. Como vimos em aula, as transformações realizadas em sistemas fechados tem sua quantidade de gás constante. Nessa situação, a

Leia mais

Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni

Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni Colégio Zaccaria TELEFAX: (0 XX 21) 3235-9400 www.zaccaria.g12.br Lista de exercícios Física II (Recuperação) 1º Período 2014 Aluno(a): N.º Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni QUESTÃO 1

Leia mais

Gases Introdução Lei de Boyle

Gases Introdução Lei de Boyle Itrodução Nos gases, as forças de atração itermoleculares são fracas, que permitem um movimeto rápido e idepedete das moléculas. Por outro lado, seu comportameto é cotrolado pelo seu volume, pressão, temperatura

Leia mais

TERMODINÂMICA APLICADA CAPÍTULO 2

TERMODINÂMICA APLICADA CAPÍTULO 2 TERMODINÂMICA APLICADA CAPÍTULO 2 PROPRIEDADES DAS SUBSTÂNCIAS PURAS SUMÁRIO Neste capítulo o conceito de substância pura é introduzido e as várias fases, bem como as propriedades físicas dos processos

Leia mais

MASSA ATÔMICA. 1u corresponde a 1, g, que equivale aproximadamente à massa de um próton ou de um nêutron.

MASSA ATÔMICA. 1u corresponde a 1, g, que equivale aproximadamente à massa de um próton ou de um nêutron. Cálculos Químicos MASSA ATÔMICA Na convenção da IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada) realizada em 1961, adotou-se como unidade padrão para massa atômica o equivalente a 1/12 da massa

Leia mais

Termodinâmica Química Prova P1, Eng. Materiais, Noturno, 2º Sem/2005 Resolução comentada Prof. Fabrício R. Sensato

Termodinâmica Química Prova P1, Eng. Materiais, Noturno, 2º Sem/2005 Resolução comentada Prof. Fabrício R. Sensato Termodinâmica Química Prova P1, Eng. Materiais, Noturno, 2º Sem/2005 Resolução comentada Prof. Fabrício R. Sensato 1) (1,0 ponto) a) Como é definido o fator de compressibilidade, Z, de um gás? b) Qual

Leia mais

Prática 03 Determinação do Zero Absoluto

Prática 03 Determinação do Zero Absoluto UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC Disciplina: Química Geral Experimental QEX0002 Prática 03 Determinação do Zero Absoluto 1. Introdução

Leia mais

Transformações Gasosas

Transformações Gasosas Transformações Gasosas Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FEI-SP) Certa massa de um gás perfeito sofre transformação de A para B e de B para C, conforme

Leia mais

A teoria Cinética dos Gases

A teoria Cinética dos Gases CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DISCIPLINA: FÍSICA II A teoria Cinética dos Gases Prof. Bruno Farias Gases Um gás é formado de átomos (isolados

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Trabalho, Calor e Primeira Lei da Termodinâmica para Sistemas

LISTA DE EXERCÍCIOS Trabalho, Calor e Primeira Lei da Termodinâmica para Sistemas - 1 - LISTA DE EXERCÍCIOS Trabalho, Calor e Primeira Lei da Termodinâmica para Sistemas 1. Um aquecedor de ambientes a vapor, localizado em um quarto, é alimentado com vapor saturado de água a 115 kpa.

Leia mais

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Os cálculos estequiométricos correspondem aos cálculos de massa, de quantidade de matéria e em alguns casos, de volumes das substâncias envolvidas

Leia mais

Ob. As questões discursiva deve ser apresentado os cálculos.

Ob. As questões discursiva deve ser apresentado os cálculos. GOIÂNIA, 16_ / _11 / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 2ª ALUNO(a): L2 4º Bimestre Data da prova: 16/11/16 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia

Leia mais

QUÍMICA 2 Prof Emanuele

QUÍMICA 2 Prof Emanuele QUÍMICA 2 Prof Emanuele LISTA DE EXERCÍCIOS 1 RELAÇÕES DE MASSA E ESTUDO DOS GASES 1) Se um dentista usou em seu trabalho 30 mg de amálgama de prata, cujo teor em prata é de 72% (em massa), o número de

Leia mais

Experimento N 3 DETERMINAÇÃO EXPERIMENTAL DA MASSA MOLAR DO GÁS BUTANO E DO MAGNÉSIO

Experimento N 3 DETERMINAÇÃO EXPERIMENTAL DA MASSA MOLAR DO GÁS BUTANO E DO MAGNÉSIO Experimento N 3 DETERMINAÇÃO EXPERIMENTAL DA MASSA MOLAR DO GÁS BUTANO E DO MAGNÉSIO 1) INTRODUÇÃO A maioria dos gases reais mostra um comportamento aproximado ao de um gás ideal, especialmente se a pressão

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K) =

Leia mais

Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP

Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP Tópicos Relacionados Pressão, temperatura, volume, coeficiente de expansão térmica, coeficiente de compressibilidade,

Leia mais

c) qual o lado do cubo que ele teria que ocupar com essas bolinhas, de modo a representar 1cm 3 de gás? A) 1km B) 10km C) 100km D) 1000km E) 10000km

c) qual o lado do cubo que ele teria que ocupar com essas bolinhas, de modo a representar 1cm 3 de gás? A) 1km B) 10km C) 100km D) 1000km E) 10000km 1- Imagine que, na impossibilidade de reduzir seus alunos ao tamanho das moléculas de um gás, um professor resolva trazer as moléculas para o tamanho de seus alunos. Usa, para isso, bolinhas de gude, de

Leia mais

Termodinâmica. Lucy V. C. Assali

Termodinâmica. Lucy V. C. Assali Termodinâmica Gases Ideais Física II 2015 - IO Propriedades dos Gases: Equação de Estado dos Gases Ideais Fluido homogêneo: caracterizado por qualquer par das três variáveis (P,V,T) uma relação funcional

Leia mais

PME 3344 Termodinâmica Aplicada

PME 3344 Termodinâmica Aplicada PME 3344 Termodinâmica Aplicada 3) Substâncias Puras 1 v. 2.0 Diagramas de propriedades Vamos elaborar um experimento para relacionar temperatura e volume específico a pressão constante. Pressão no fluido

Leia mais

a) Avogadro. d) Boyle. b) Dalton. e) Lavoisier. c) Gay - Lussac.

a) Avogadro. d) Boyle. b) Dalton. e) Lavoisier. c) Gay - Lussac. 01) (FEI-SP) Certa massa de um gás perfeito sofre transformação de A para B e de B para C, conforme mostra o diagrama abaixo. Sabendo-se que a transformação de A para B ocorre à temperatura constante,

Leia mais

Termodinâmica II - FMT 259

Termodinâmica II - FMT 259 Termodinâmica II - FMT 259 Diurno e Noturno, primeiro semestre de 2009 Lista 3 GABARITO (revisado em 22/04/0). Se as moléculas contidas em,0 g de água fossem distribuídas uniformemente sobre a superfície

Leia mais

18/Mar/2016 Aula 9. 16/Mar/ Aula 8

18/Mar/2016 Aula 9. 16/Mar/ Aula 8 16/Mar/2016 - Aula 8 Gases reais (não-ideais) Equação de van der Waals Outras equações de estado Isotérmicas, diagramas e transições de fase Constantes críticas. Diagramas PT e PT 18/Mar/2016 Aula 9 Processos

Leia mais

Massa Atômica e Molecular, Mol

Massa Atômica e Molecular, Mol Capítulo Massa Atômica e Molecular, Mol Leia o texto seguinte, referente ao espectrógrafo de massa, e a seguir resolva os exercícios de a 6. É um aparelho capaz de fornecer a composição isotópica qualitativa

Leia mais

PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE R DOS GASES. pv= nrt (01) Gás Ideal : obedece pv=n RT em qualquer condição de T e p.

PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE R DOS GASES. pv= nrt (01) Gás Ideal : obedece pv=n RT em qualquer condição de T e p. PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE R DOS GASES 1. Introdução A matéria pode se apresentar nos estados sólido, líquido e gasoso. A temperatura e a pressão são as variáveis responsáveis pelo seu estado físico.

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica 01 - (ACAFE SC) No estudo da termodinâmica é

Leia mais

Universidade de São Paulo Instituto de Física

Universidade de São Paulo Instituto de Física Universidade de São Paulo Instituto de Física FEP - FÍSICA II para o Instituto Oceanográfico º Semestre de 009 Sexta Lista de Exercícios a. Lei da Termodinâmica e Teoria Cinética dos Gases ) Uma máquina

Leia mais

As bases da Dinâmica Molecular - 8

As bases da Dinâmica Molecular - 8 As bases da Dinâmica Molecular - 8 Alexandre Diehl Departamento de Física - UFPel Hipóteses fundamentais da teoria cinética Qualquer porção pequena do gás contém um número N enorme de moléculas. Número

Leia mais

Equação de estado de um gás ideal e misturas gasosas

Equação de estado de um gás ideal e misturas gasosas Equação de estado de um gás ideal e misturas gasosas 01. Prove que a soma das frações molares de uma mistura gasosa é igual a 1. 02. Defina a pressão parcial de um gás. 03. Defina o volume parcial de um

Leia mais

QUESTÕES DE EXAME 4. Física e Química A. Domínio 2 - Propriedades e transformações da matéria. 2.2 Gases e dispersões

QUESTÕES DE EXAME 4. Física e Química A. Domínio 2 - Propriedades e transformações da matéria. 2.2 Gases e dispersões QUESTÕES DE EXAME 4 Física e Química A Questões de provas nacionais realizadas entre 2008 e 2014 organizados por subdomínio e por secção, por ordem cronológica. Os itens estão identificados por data e

Leia mais

LISTA UERJ - GASES. No interior da bola cheia, a massa de ar, em gramas, corresponde a: a) 2,5 b) 5,0 c) 7,5 d) 10,0

LISTA UERJ - GASES. No interior da bola cheia, a massa de ar, em gramas, corresponde a: a) 2,5 b) 5,0 c) 7,5 d) 10,0 1. (Uerj 2012) Em um reator nuclear, a energia liberada na fissão de 1 g de urânio é 4 utilizada para evaporar a quantidade de 3,6 10 kg de água a 227ºC e sob 30 atm, necessária para movimentar uma turbina

Leia mais

Prof. Vanderlei I Paula -

Prof. Vanderlei I Paula - Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Físico Química I Prof. Vanderlei I Paula Gabarito 3 a lista de exercícios 01 Alimentos desidratados apresentam maior durabilidade e mantêm a maioria das

Leia mais

1ª Parte: Questões resolvidas

1ª Parte: Questões resolvidas ANÁLISE ELEMENTAR QUANTITATIVA DISCIPLINA: QUÍMICA GERAL / TURMA: 1º ano Ensino Médio 1ª Parte: Questões resolvidas Nota: A massa molecular de um composto, pode ser calculada em função da densidade de

Leia mais

Resolução de Questões de Provas Específicas de Química (Aula 7)

Resolução de Questões de Provas Específicas de Química (Aula 7) Resolução de Questões de Provas Específicas de Química (Aula 7) Resolução de Questões de Provas Específicas (Aula 7) 1. (UECE) A tabela periódica já era objeto das preocupações dos antigos químicos a partir

Leia mais

Capítulo 3: Propriedades de uma Substância Pura

Capítulo 3: Propriedades de uma Substância Pura Capítulo 3: Propriedades de uma Substância Pura Substância pura Princípio de estado Equilíbrio de fases Diagramas de fases Equação de estado do gás ideal Outras equações de estado Outras propriedades termodinâmicas

Leia mais

Capítulo 21 Temperatura

Capítulo 21 Temperatura Capítulo 21 Temperatura 21.1 Temperatura e equilíbrio térmico Mecânica: lida com partículas. Variáveis microscópicas: posição, velocidade, etc. Termodinâmica: lida com sistemas de muitas partículas. Variáveis

Leia mais