Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento"

Transcrição

1 Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento Monitoramento à Distância de Pontos Críticos de Abastecimento de Água e de VRP s com a utilização da estrutura da caixa U.M.A. Unidade de Medição de Água Setembro/2012

2 3

3 A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade de melhoria de gestão (problema, desafio, dificuldade), solucionada pela prática de gestão implementada? A Unidade de Negócio Oeste MO desde 1996, é responsável pela distribuição de água e coleta de esgotos de dez municípios da Região Metropolitana de São Paulo RMSP: Osasco, Barueri, Carapicuíba, Jandira, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Cotia, Itapevi, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista, e parte da cidade de São Paulo: Butantã, Morumbi e Pirajussara, conforme F1. Face ao constante crescimento da malha de distribuição de água e aumento da exigência dos clientes, a MO passou a aprimorar seu sistema de gestão da malha de distribuição de água buscando alternativas para identificar rapidamente possíveis intermitências ou baixas pressões em suas redes de distribuição. Para tanto passou a instalar sistemas de monitoramento e envio do valor da pressão que ficavam em cima de postes que foram instaladas nas calçadas das ruas a serem monitoradas. Nos municípios atendidos não foram encontradas dificuldades para instalação, no entanto na cidade de São Paulo a prefeitura local não autorizou a instalação dos postes nas calçadas, impedindo assim a realização do monitoramento à distância de pressão da malha de distribuição. Foi necessário buscar alternativas que possibilitassem o monitoramento e também atendesse a exigência da Prefeitura Municipal de São Paulo. A caixa UMA, que é vendida aos clientes, surgiu como solução para acomodar os equipamentos de monitoramento e envio do sinal por rede GPRS. A caixa UMA possui dois compartimentos, sendo o primeiro para acomodar o hidrômetro e o segundo, o registro; o primeiro é de uso exclusivo da Sabesp, possui tampa e é lacrado com cabo de aço; o segundo possui uma pequena porta para acesso do cliente, conforme F2 Ao instalar o equipamento de monitoramento no primeiro compartimento passa-se a receber na Central de Controle da Distribuição COD o sinal de pressão do local monitorado em intervalos de 20 minutos. 4

4 A.2 De que maneira as causas do problema foram identificadas? Com a necessidade de aprimorar a gestão do abastecimento de água nos Municípios atendidos pela OC, principalmente a Cidade de São Paulo, e a crescente necessidade em se antecipar as reclamações dos clientes, além de combater as perdas de água, foi identificada a necessidade de trazer os sinais de pressões das redes de distribuição, desta forma foi possível perceber rapidamente variações de pressões e falta de água no sistema de distribuição por causas desconhecidas: Causas desconhecidas queda de pressões provocadas por vazamentos de água, problemas em equipamentos não monitorados como VRP s e Boosteres. Causas Conhecidas Baixos níveis em reservatórios, fechamentos para manutenções diversas em redes de água, problemas em equipamentos monitorados. A melhora no monitoramento da malha de distribuição é importante e ajuda na gestão e tomadas de decisões quando necessário, além de ser um avanço no atendimento ao cliente, que por vezes nem percebe a ausência de desabastecimento em função da atuação rápida da OC, também auxilia na redução de perdas, pois a mesma tem condições de identificar e agir rapidamente nos problemas detectados na área monitorada. Há um procedimento no COD que todas as ocorrências alarmadas no sistema são repassadas de imediato as equipes de campo que por sua vez acatam os pedidos e realizam o atendimento. 5

5 B. A IDÉIA B.1 De que forma a solução foi planejada, concebida, desenvolvida e verificada? Ao definir a caixa UMA como estrutura a ser utilizada para acomodação e envio do sinal de pressão da malha de distribuição, foram iniciados os testes para desenvolver a melhor forma de adaptar o aparelho de medição/armazenagem e envio do sinal de pressão na estrutura. Foi verificado que o espaço disponível dentro da caixa, compartimento 1, com um espaço perfeito e adequado. Em seguida foi verificado o melhor ponto dentro do compartimento 1, no qual seria realizada a tomada de pressão. A definição deste ponto foi determinante para o bom funcionamento da prática, pois foi uma alternativa simples e eficiente, conforme F3. Após definirmos que o ponto de tomada seria a curva de 90 antes do hidrômetro, em contato com o fabricante das peças da tubulação do compartimento 1 para verificar se haveria condições de substituir a curva de 90 por Tê, desta forma teria uma ponta do Tê como ponto de tomada de pressão, o fornecedor informou sobre a impossibilidade da substituição, pois a peça desejada não era fabricada. A 2ª alternativa encontrada foi fazer um molde do Tê e fabricá-lo para instalação no lugar da curva de 90. O custo do molde inviabilizou a alternativa, desta forma surgiu a 3ª alternativa, instalar uma peça na própria curva de 90, peça esta com engate rápido e trava fluxo, uma empresa especializada no mercado instalou a peça e realizou testes de resistência a altas pressões para verificar possíveis vazamentos. Os testes foram realizados até a pressão de 100 mca e nenhum vazamento ocorreu, assim foi escolhida a alternativa que seria utilizada, conforme F4. As etapas do planejamento, concepção e verificação mostram a eficiência da estrutura. Foi realizada a conexão do equipamento à estrutura e sua acomodação na mesma; passando a receber o sinal da pressão no COD. Ao fechara estrutura com sua tampa e cabo de aço, conforme F5, é observado que o aparelho fica totalmente escondido, desta forma é minimizado vandalismo e furto do mesmo. 6

6 B.2 Como funciona a prática de gestão? A OC desenvolveu sistema inteligente, conforme F6, que recebe todas as informações dos pontos monitorados e caso algum ponto saia dos valores pré-estabelecidos o sistema alarma para o operador verificar a ocorrência, se a ocorrência for de causas conhecidas (fechamentos para consertos, parada conhecida de equipamentos) aguarda-se a solução do problema e após normalização verifica-se o valor de pressão recebido está dentro da normalidade, caso não ocorra à normalização desloca-se uma equipe para o local a fim de corrigir. Se o problema for de causas desconhecidas desloca-se de imediato uma equipe para o local a fim de investigar e corrigir o problema. O fato de poder agilizar a identificação/correção do problema, colabora para se antecipar as reclamações de falta de água e baixas pressões, contribuindo assim para o encantamento do cliente. Outro ganho que a prática proporciona é a colaboração na redução do Índice de Perdas da OC, pois quanto antes localizado e corrigido supostos vazamentos menos água desperdiçada. Todas as ocorrências de falta de água ou baixas pressões de causas desconhecidas são investigadas assim que o valor da pressão é informado pelo sistema. A informação da região com problemas é lançada em programa corporativo, conforme F7, da OC, a fim de subsidiar as equipes do Call Center se algum cliente ligar em busca de informações. O sistema de monitoramento possibilita a avaliação do histórico de pressões do ponto monitorado gerando gráficos e tabelas a respeito dos valores. 7

7 B.3 Como funciona a sistemática de avaliação e de melhoria da prática de gestão?, No inicio da implantação a OC recebia as informações de pressões no sistema de distribuição e conforme a sensibilidade do responsável pela área era tomada ações de verificação e correção de problemas na malha de distribuição. Ficou claro durante os trabalhos que era impraticável manter o sistema funcionando baseado apenas na sensibilidade do operador, desta forma o sistema e prática foram melhorados, as informações que chegavam automaticamente de 20 em 20 minutos com os valores de pressões da malha de distribuição foram gerenciadas por sistema especifico, que a OC desenvolveu e com a alimentação de parâmetros para cada ponto de controle na distribuição. O sistema passou a supervisionar as informações e alarmar caso algum parâmetro apresentava variações. Este sistema de gerenciamento é acompanhado pelo COD durante 24 horas de segunda a segunda. Os parâmetros de controle que foram definidos para cada ponto seguem F8, ou seja, leva-se em consideração a cota do ponto monitorado com a cota do Sistema que o abastece. Então se criou uma relação entre o ponto monitorado e a cota de instalação, por exemplo, do booster que abastece o local e também sua pressão de recalque. O mesmo raciocínio pode ser desenvolvido para sistemas abastecidos diretamente dos reservatórios e por VRP s. Esta ação possibilitou avaliar se as ocorrências devem ou não ser investigadas, esta melhoria da prática vem ocorrendo constantemente desde o inicio do projeto. 8

8 C. OS RESULTADOS C.1 Apresentar um ou mais tipos de resultados relevantes com demonstração de favorabilidade obtidos em decorrência da implementação da prática, expressos quantitativamente por meio de indicadores de nível de desempenho e demonstração de tendências. A condição de monitorar à distância pontos críticos da malha de distribuição da OC propicia a oportunidade de nos anteciparmos a reclamações de clientes e também ajuda a OC a reduzir seu Índice de Perdas - IPDT, pois foi possível localizar rapidamente os vazamentos causadores dos problemas. Abaixo segue a evolução da satisfação dos clientes F9, e do IPDT F10 no período de 2009 a julho

9 10

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. Metodologia de Priorização Gestão de Ações no Combate às Perdas Reais de Água

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. Metodologia de Priorização Gestão de Ações no Combate às Perdas Reais de Água Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Metodologia de Priorização Gestão de Ações no Combate às Perdas Reais de Água Setembro/2010 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Sistema de Controle e Gerenciamento de intervenções em Rede de Distribuição De Água Gestão das Reclamações de Falta de Água Setembro/2010 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento - IGS

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento - IGS Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento - IGS Gestão de Manutenção em Estações de Tratamento de Esgoto Utilização de Novas Tecnologias 2013 1 OC Estrutura Organizacional

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento Modelo inovador na operação do sistema de distribuição de água utilizando Distritos de Manobra Outubro-2013 Organograma da OC

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento PNQS 2010 IGS SETEMBRO/2010 ORGANOGRAMA DA ORGANIZAÇÃO CANDIDATA Vice-presidência de GO Superintendência T Gerência Prod. e Desenvolvimento

Leia mais

NOTA TÉCNICA MANUTENÇÃO DA PRODUÇÃO DO SISTEMA CANTAREIRA PARA A POPULAÇÃO DA RMSP

NOTA TÉCNICA MANUTENÇÃO DA PRODUÇÃO DO SISTEMA CANTAREIRA PARA A POPULAÇÃO DA RMSP NOTA TÉCNICA MANUTENÇÃO DA PRODUÇÃO DO SISTEMA CANTAREIRA PARA A POPULAÇÃO DA RMSP O abastecimento da RMSP foi concebido para atuação integrada entre seus sistemas produtores, buscando sempre a sinergia

Leia mais

O Brasil detém hoje 8% do potencial de água doce do planeta, estando 80% deste total concentrado na Amazônia e 20% no restante do país.

O Brasil detém hoje 8% do potencial de água doce do planeta, estando 80% deste total concentrado na Amazônia e 20% no restante do país. (A.1) Através desse trabalho iremos tratar um dos assuntos mais discutidos nos últimos anos nas empresas de saneamento básico: Redução das perdas de água. Esse tema vem ganhando importância devido a tão

Leia mais

Pergunta 1: Um datalogger poderá comunicar-se com mais de uma VRP?

Pergunta 1: Um datalogger poderá comunicar-se com mais de uma VRP? PREGÃO ELETRÔNICO N. 2014/262 PROTOCOLO N. 2014/72.368 OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE IMPLANTAÇÃO DE ESTRUTURAS REDUTORAS DE PRESSÃO, COM CONTROLE AUTOMÁTICO DE PRESSÃO, NO MUNICÍPIO DE CAMPINAS, COM

Leia mais

Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação.

Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação. IGS INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO Ciclo 2012 Case: Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação. A. A OPORTUNIDADE A.1. Qual foi a oportunidade de

Leia mais

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes 1 PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Conselho de Clientes Setembro 2012 ORGANOGRAMA 2 PRESIDÊNCIA ASSESSORIAS 1 2 3 4 5 ORGANIZAÇAO

Leia mais

VI-004 MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS MANANCIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - RMSP

VI-004 MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS MANANCIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - RMSP VI-004 MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS MANANCIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - RMSP Armando Perez Flores (1) Bacharel em Química pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras

Leia mais

Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba

Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba Softwares da Elipse são utilizados nos processos de redução de perdas de água e eficientização energética da Águas Guariroba Soluções E3 e Elipse Mobile são utilizadas pela concessionária Águas Guariroba

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 148

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 148 PROGRAMA Nº- 148 GESTÃO E CONTROLE DE PERDAS FUNÇÃO: 17 SANEAMENTO SUB-FUNÇÃO: 512 SANEAMENTO BÁSICO URBANO - Reduzir perdas de água reais e aparentes; reduzir os custos de exploração, produção e distribuição

Leia mais

CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO

CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA

Leia mais

Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil. 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL

Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil. 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Luiz Celso Pinto Gerente de Controle de Perdas CAGECE Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Desenvolvimento Interno de Soluções AMI/AMR Advanced Metering

Leia mais

Seminário Nacional AESBE 30 anos

Seminário Nacional AESBE 30 anos Experiências de Sucesso nas Empresas Estaduais de Saneamento TELEMETRIA 26/08/2015 Silvana Corsaro Candido da Silva de Franco, Gerente do Departamento de Planejamento, Gestão e Operação da Produção Seminário

Leia mais

SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA

SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA SOFTWARES DA ELIPSE SÃO UTILIZADOS NOS PROCESSOS DE REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA E EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DA ÁGUAS GUARIROBA Soluções E3 e Elipse Mobile são utilizadas pela concessionária Águas Guariroba

Leia mais

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO 01 DEZEMBRO 2005 SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO SCAI Automação Ltda. INSTRUMENTAÇÃO NÍVEL PRESSÃO VAZÃO GRANDEZAS

Leia mais

Sistema Remoto de Monitoramento On- Line das Pressões de Óleo de Cabos OF (Oil Fluid) da AES ELETROPAULO

Sistema Remoto de Monitoramento On- Line das Pressões de Óleo de Cabos OF (Oil Fluid) da AES ELETROPAULO Sistema Remoto de Monitoramento On- Line das Pressões de Óleo de Cabos OF (Oil Fluid) da AES ELETROPAULO Gerência de Redes Subterrâneas Diretoria Regional II Paulo Deus de Souza Técnico do Sistema Elétrico

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE PRESSÃO EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE AGUA. Município de Araras - SP

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE PRESSÃO EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE AGUA. Município de Araras - SP RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE PRESSÃO EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE AGUA. Município de Araras - SP Agosto de 2014 Sumario CAPÍTULO I - RUA DALVA RUEGUER FERREIRA, 81... 1 1. Objetivo... 3 2. EQUIPAMENTO INSTALADO...

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

2.6. Sistemas de Abastecimento de Água

2.6. Sistemas de Abastecimento de Água 2.6. Sistemas de Abastecimento de Água A RMSP está localizada na porção sudeste do estado de São Paulo e abrange 39 municípios. Destes, 33 são operados pela SABESP e 6 têm Administração Municipal. Do total

Leia mais

PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA

PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA A PERDA DE ÁGUA NO ABASTECIMENTO PÚBLICO O índice de perdas é um dos principais indicadores da eficiência da operação dos

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Redução de Custos com a Automação da Dosagem de Coagulante Setembro - 2012 Organograma Unidade

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios Bomba d Água Amanco Modelos XKM60 110V XKM60 220V XKM80 110V XKM80 220V MANUAL DE INSTALAÇÃO M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado

Leia mais

Detecção de vazamentos na rede urbana de água com rede de sensores sem fio

Detecção de vazamentos na rede urbana de água com rede de sensores sem fio Detecção de vazamentos na rede urbana de água com rede de sensores sem fio Igo Romero Costa de Souza 1, Icaro Ramires Costa de Souza 1, Mailson Sousa Couto 1 1 Instituto Federal da Bahia (IFBA) - Campus

Leia mais

Bomba d Água Amanco MANUAL DE INSTALAÇÃO

Bomba d Água Amanco MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Bomba d Água Amanco M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado através do site > Produtos > Predial > Reservatórios

Leia mais

Diretoria de Clientes Públicos 27.03.2013. Conselpa Conselho de Consumidores da AES Eletropaulo APM Associação Paulista de Municípios

Diretoria de Clientes Públicos 27.03.2013. Conselpa Conselho de Consumidores da AES Eletropaulo APM Associação Paulista de Municípios Diretoria de Clientes Públicos 27.03.2013 Conselpa Conselho de Consumidores da AES Eletropaulo APM Associação Paulista de Municípios Tema: Transferência dos Ativos de Iluminação Pública (IP) Agenda A Empresa

Leia mais

Controle Operacional à Distância Ferramenta Operacional

Controle Operacional à Distância Ferramenta Operacional Controle Operacional à Distância Ferramenta Operacional MÁRCIO MARTINEZ KUTSCHER mkutscher@comusa.com.br Responsável pela automação e manutenção de sistemas eletromecânicos. Eng Eletricista formado pela

Leia mais

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA

MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA Central de Coleta e Armazenamento de Dados (Especificação) A Central de Coleta e Armazenamento de Dados deverá apresentar as seguintes características: 1. Receber, de forma contínua,

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL JANEIRO 2013 RESUMO EXECUTIVO A ACCENT é uma empresa especializada em soluções tradução e localização de software, publicações técnicas, conteúdo de sites e material institucional e educativo. ESTRUTURA

Leia mais

EAGLE Smart Wireless Solution. Implantar a manutenção condicional nunca foi tão simples. Brand of ACOEM

EAGLE Smart Wireless Solution. Implantar a manutenção condicional nunca foi tão simples. Brand of ACOEM EAGLE Smart Wireless Solution Implantar a manutenção condicional nunca foi tão simples Brand of ACOEM Com o EAGLE, a ONEPROD oferece a solução de monitoramento contínuo de manutenção condicional mais fácil

Leia mais

1º Seminário Nacional de Gestão e Controle de Perdas de Água ABES-RS. Eng. Gustavo Lamon

1º Seminário Nacional de Gestão e Controle de Perdas de Água ABES-RS. Eng. Gustavo Lamon 1º Seminário Nacional de Gestão e Controle de Perdas de Água ABES-RS Eng. Gustavo Lamon JULHO DE 2015 TÓPICOS ABORDADOS NESTA APRESENTAÇÃO PRINCIPAIS NÚMEROS NO BRASIL PITOMETRIA SETORIZAÇÃO MACROMEDIDOR

Leia mais

GOVERNANÇA METROPOLITANA. As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana

GOVERNANÇA METROPOLITANA. As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana As cidades e os desafios da Mobilidade Urbana Março / 2012 Mobilidade é o deslocamento de pessoas e bens nas cidades. É sustentável quando: Valoriza o deslocamento do pedestre. Proporciona mobilidade às

Leia mais

01. A empresa e todos os seus funcionários têm a preocupação de atender as necessidades e expectativas dos clientes?

01. A empresa e todos os seus funcionários têm a preocupação de atender as necessidades e expectativas dos clientes? Questionário de auto-avaliação Nível 1 MÓDULO 1 - ADMINISTRAÇÃO 01. A empresa e todos os seus funcionários têm a preocupação de atender as necessidades e expectativas dos clientes? 02. A empresa tem definidos

Leia mais

Soluções em Transporte APRESENTAÇÃO

Soluções em Transporte APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO A Transparlog é uma empresa nova no mercado, com profissionais que vieram do setor de Transporte Rodoviário de Carga, tanto como contratante quanto contratado do serviço. Onde foi possível

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

PROGRAMA DE CORREDORES METROPOLITANOS. Instituto de Engenharia

PROGRAMA DE CORREDORES METROPOLITANOS. Instituto de Engenharia PROGRAMA DE CORREDORES METROPOLITANOS Instituto de Engenharia Introdução quem é a EMTU/SP Estrutura Organizacional EMTU/SP responsabilidades Gerenciamento do sistema de transporte público intermunicipal

Leia mais

Sistema de Acionamento Remoto sem Fio

Sistema de Acionamento Remoto sem Fio Sistema de Acionamento Remoto sem Fio Apresentação A Raytel apresenta a mais eficiente solução para as variadas necessidades relativas a acionamento a longas distâncias. Com inúmeras possibilidades de

Leia mais

Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento. Roland Artur Salaar Junior

Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento. Roland Artur Salaar Junior XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento Roland Artur Salaar Junior Companhia Paulista

Leia mais

Prêmio GLP Inovação 2014. Kit de Adaptação. Pull Away Gas Station. Categoria: Segurança

Prêmio GLP Inovação 2014. Kit de Adaptação. Pull Away Gas Station. Categoria: Segurança Prêmio GLP Inovação 2014 Kit de Adaptação Pull Away Gas Station Categoria: Segurança 1/11 Kit de adaptação do Gas Station categoria Segurança Breve histórico da empresa Sobre a Liquigás A Liquigás, uma

Leia mais

Modelos de Mostradores de Hidrômetros

Modelos de Mostradores de Hidrômetros O hidrômetro é um aparelho utilizado para medir o consumo de água. Assim toda vez que você abrir a torneira, o chuveiro ou der descarga, o hidrômetro entra em ação. É ele que indica a quantidade de água

Leia mais

Mantendo você conectado

Mantendo você conectado Mantendo você conectado Telecomunicações Mantendo você conectado 1 A FG Wilson tem atendido as necessidades do setor de telecomunicações nos últimos 47 anos com nossos grupos geradores a diesel e a gás.

Leia mais

Escritórios de Projeto Local: a busca contínua pela Eficiência Operacional

Escritórios de Projeto Local: a busca contínua pela Eficiência Operacional Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS Escritórios de Projeto Local: a busca contínua pela Eficiência Operacional 2011 1 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA OC 2 A

Leia mais

SENSOR STK 817 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817. www.samtek.com.br SAMTEK

SENSOR STK 817 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817. www.samtek.com.br SAMTEK SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817 www.samtek.com.br Agradecemos a sua preferência por nossos produtos. Nossos produtos possuem vários certificados nacionais e internacionais sendo projetados de modo a

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA FILTRO PARA CAIXA D ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para

Leia mais

Sistema Enterrado de Combate a Incêndio com Tubulações e Conexões de PP-R TECNOLOGIA APLICADA NA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES

Sistema Enterrado de Combate a Incêndio com Tubulações e Conexões de PP-R TECNOLOGIA APLICADA NA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES Sistema Enterrado de Combate a Incêndio com Tubulações e Conexões de PP-R TECNOLOGIA APLICADA NA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES SISTEMA ENTERRADO DE COMBATE A INCÊNDIO COM TUBULAÇÕES E CONEXÕES DE PP-R O Sistema

Leia mais

Programa Corporativo de Redução de Perdas de Água da Sabesp

Programa Corporativo de Redução de Perdas de Água da Sabesp Workshop Inovação e Tecnologias Globais em Saneamento Programa Corporativo de Redução de Perdas de Água da Sabesp Eric C Carozzi 29.07.2014 Visão geral das Perdas de Água na Sabesp - Balanço Hídrico Balanço

Leia mais

TÍTULO: PADRONIZAÇÃO DAS LIGAÇÕES DE ÁGUA DE CAMPINAS - FERRAMENTA PARA REDUÇÃO DE PERDAS

TÍTULO: PADRONIZAÇÃO DAS LIGAÇÕES DE ÁGUA DE CAMPINAS - FERRAMENTA PARA REDUÇÃO DE PERDAS TÍTULO: PADRONIZAÇÃO DAS LIGAÇÕES DE ÁGUA DE CAMPINAS - FERRAMENTA PARA REDUÇÃO DE PERDAS Autor: Maurício André Garcia: Cargo atual: Coordenador Técnico de Micromedição e Uso Racional Formação: Tecnologia

Leia mais

AUDITORIA AMBIENTAL. A auditoria ambiental está intimamente ligada ao Sistema de Gestão Ambiental.

AUDITORIA AMBIENTAL. A auditoria ambiental está intimamente ligada ao Sistema de Gestão Ambiental. AUDITORIA AMBIENTAL A auditoria ambiental está intimamente ligada ao Sistema de Gestão Ambiental. O SGA depende da auditoria para poder evoluir na perspectiva de melhoria contínua. Ao se implementar um

Leia mais

Caesb conquista uma série de benefícios com projeto de Integração de Soluções

Caesb conquista uma série de benefícios com projeto de Integração de Soluções Caesb conquista uma série de benefícios com projeto de Integração de Soluções Perfil A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal - Caesb é uma sociedade de economia mista, regida pela Lei das

Leia mais

SISTEMA DE TRANSPORTE AÉREO DE ÁGUA E ESGOTO

SISTEMA DE TRANSPORTE AÉREO DE ÁGUA E ESGOTO SISTEMA DE TRANSPORTE AÉREO DE ÁGUA E ESGOTO Eng. Giuseppe Pellegrini Eng. Diego Scofano Histórico O sistema de transporte de água e esgoto por via aérea foi um conceito elaborado a partir da necessidade

Leia mais

} Fundado em novembro de 2004. } É composto por um conjunto de mais de 45 empresas. operadoras. } Operam nos 39 municípios da RMSP

} Fundado em novembro de 2004. } É composto por um conjunto de mais de 45 empresas. operadoras. } Operam nos 39 municípios da RMSP Cartão BOM CMT- Consórcio Metropolitano de Transportes } Fundado em novembro de 2004. } É composto por um conjunto de mais de 45 empresas operadoras } Operam nos 39 municípios da RMSP O sistema do CMT

Leia mais

Case Livraria Saraiva: Solução de Atendimento Multicanal e Internalização da Central de Atendimento

Case Livraria Saraiva: Solução de Atendimento Multicanal e Internalização da Central de Atendimento Case Livraria Saraiva: Solução de Atendimento Multicanal e Internalização da Central de Atendimento Livraria Saraiva A Livraria Saraiva é uma empresa brasileira, fundada em 1914 e hoje é a maior livraria

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL MANUAL Elaborado por Comitê de Gestão de Aprovado por Paulo Fernando G.Habitzreuter Código: MA..01 Pag.: 2/12 Sumário Pag. 1. Objetivo...

Leia mais

Região Metropolitana Oeste de São Paulo

Região Metropolitana Oeste de São Paulo Região Metropolitana Oeste de São Paulo Sub-Região Oeste Fonte: Secretaria dos Transportes Metropolitanos de São Paulo No Estado de São Paulo, 14,5% da população vive com renda familiar menor que ½ salário

Leia mais

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009 Gestão da Qualidade Políticas Manutenção (corretiva, preventiva, preditiva). Elementos chaves da Qualidade Total satisfação do cliente Priorizar a qualidade Melhoria contínua Participação e comprometimento

Leia mais

SISTEMA GLOBAL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO. firesafetybrasil@gmail.com

SISTEMA GLOBAL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO. firesafetybrasil@gmail.com SISTEMA GLOBAL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO firesafetybrasil@gmail.com RELAÇÃO ENTRE OS FATORES CONDICIONANTES DE RISCO E AS DISTINTAS CATEGORIAS DE RISCO RELAÇÃO DE INTERDEPENDÊNCIA ENTRE AS CINCO CATEGORIAS

Leia mais

PLANO DE REDUÇÃO DE PERDAS FÍSICAS NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE GUARULHOS

PLANO DE REDUÇÃO DE PERDAS FÍSICAS NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE GUARULHOS PLANO DE REDUÇÃO DE PERDAS FÍSICAS NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE GUARULHOS TEMA I: ABASTECIMENTO DE ÁGUA AUTORES: Silvano Silvério da Costa: Ex-Diretor de Manutenção e Operação do SAAE de Guarulhos.

Leia mais

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com. PRESSURIZADOR ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.br Lorenzetti S.A. Indústrias Brasileiras Eletrometalúrgicas Av. Presidente Wilson, 1230 - CEP 03107-901 Mooca - São Paulo - SP

Leia mais

ELIPSE E3 REDUZ AS DESPESAS DA COGERH COM MANUTENÇÃO E CONSUMO DE ÁGUA

ELIPSE E3 REDUZ AS DESPESAS DA COGERH COM MANUTENÇÃO E CONSUMO DE ÁGUA ELIPSE E3 REDUZ AS DESPESAS DA COGERH COM MANUTENÇÃO E CONSUMO DE ÁGUA Controle disponibilizado pela solução da Elipse Software contribuiu para que a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos - COGERH

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 3 Disponibilidade em Data Center O Data Center é atualmente o centro nervoso

Leia mais

PROCEDIMENTO DE ATENDIMENTO

PROCEDIMENTO DE ATENDIMENTO Autor: Renato Carneiro Junior CEO http://www.inovit.com.br renato@inovit.com.br +55 713497-0085 8802-0529 8101-7002 PROCEDIMENTO DE ATENDIMENTO 1. OBJETIVO Descrever o modelo de atendimento da INOVIT 2.

Leia mais

Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS. Inovação da Gestão em Saneamento IGS 2013

Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS. Inovação da Gestão em Saneamento IGS 2013 Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS 2013 RELATÓRIO DE DESCRIÇÃO DE PRÁTICA DE GESTÃO: FROTA AZUL Setembro/2013 1 Estrutura Organizacional da OC 2 A Organização

Leia mais

Programa de Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética ÍNDICE Visão Geral das Perdas na SABESP Programa de Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética Benefícios do Programa Visão Geral das

Leia mais

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Gerenciamento Logístico Gerenciamento Logístico A missão do gerenciamento logístico é planejar

Leia mais

COSEMA - FIESP Programas e Ações A para os grandes problemas da RMSP. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp

COSEMA - FIESP Programas e Ações A para os grandes problemas da RMSP. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp COSEMA - FIESP Programas e Ações A da Sabesp para os grandes problemas da RMSP Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp Evolução Populacional - RMSP Reversão da centrifugação Menor pressão

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE PRESSÃO EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE AGUA.

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE PRESSÃO EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE AGUA. RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE PRESSÃO EM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE AGUA. Município de Iracemápolis - SP AGOSTO DE 2014 Sumario CAPÍTULO I - RUA ODAIR ZANZEROLATO, 745... 3 1. OBJETIVO... 5 2. EQUIPAMENTO

Leia mais

CONFIABILIDADE DESEMPENHO

CONFIABILIDADE DESEMPENHO CONFIABILIDADE DESEMPENHO www. magotteaux. com STRATEGIEDESIGN 09/2006 Em 1950, a MAGOTTEAUX desenvolveu as primeiras bolas fundidas ao cromo na sua planta de Vaux (Bélgica). Hoje, o grupo produz mais

Leia mais

Aspectos Técnico-Operacionais da Retomada dos Serviços pelo Município

Aspectos Técnico-Operacionais da Retomada dos Serviços pelo Município Aspectos Técnico-Operacionais da Retomada dos Serviços pelo Município Foco na Gestão Comercial e Operacional Estamos vivenciando atualmente, uma profunda transformação no Setor de Saneamento. As Companhias

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência MÓDULOS PLUG & PLAY MÓDULO ADL Manual de referência Parabéns pela aquisição de um produto STUDIO R! Eles foram projetados para anos de operação confiável sob as mais rigorosas condições. Seu STUDIO R deverá

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento ENTENDER PARA ATENDER

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento ENTENDER PARA ATENDER Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento ENTENDER PARA ATENDER Setembro/2012 PNQS 2012 - Inovação da Gestão em Saneamento IGS PNQS 2012 - IGS Página

Leia mais

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart Organização e a Terceirização da área de TI Profa. Reane Franco Goulart Como surgiu? A terceirização é uma ideia consolidada logo após a Segunda Guerra Mundial, com as indústrias bélicas americanas, as

Leia mais

APLICAÇÕES DO SOFTWARE ELIPSE E3 PARA SUPERVISIONAR DIFERENTES AUTOMAÇÕES DO PARQUE FABRIL DA RANDON

APLICAÇÕES DO SOFTWARE ELIPSE E3 PARA SUPERVISIONAR DIFERENTES AUTOMAÇÕES DO PARQUE FABRIL DA RANDON APLICAÇÕES DO SOFTWARE ELIPSE E3 PARA SUPERVISIONAR DIFERENTES AUTOMAÇÕES DO PARQUE FABRIL DA RANDON Este case apresenta a utilização do E3 para monitorar os processos de abastecimento de água, tratamento

Leia mais

IGS. Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Inovação na Atuação em Área não Regularizada Vila Bela

IGS. Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Inovação na Atuação em Área não Regularizada Vila Bela IGS Relatório de Descrição de Prática de Gestão Inovação na Atuação em Área não Regularizada Vila Bela Setembro/2012 A OPORTUNIDADE Oportunidade de melhoria solucionada pela prática implementada Em 1995

Leia mais

Gestão da Demanda de Água Através de Convênios e Parcerias com o Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo SABESP

Gestão da Demanda de Água Através de Convênios e Parcerias com o Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo SABESP Gestão da Demanda de Água Através de Convênios e Parcerias com o Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo SABESP R. R. Chahin a a. Companhia de Saneamento Básico do Estado de

Leia mais

Normas da ABNT precisam ser seguidas

Normas da ABNT precisam ser seguidas Normas da ABNT precisam ser seguidas Além das leis ambientais e toda a burocracia que o negócio da revenda exige, o revendedor precisa realizar os procedimentos de acordo com as normas da Associação Brasileira

Leia mais

Relatório de Descrição da Prática de Gestão

Relatório de Descrição da Prática de Gestão Relatório de Descrição da Prática de Gestão 2 0 1 2 OC Superintendência Qualidade Polo Comunicação Depto Admin. e Financ. Depto Engenharia de Operação Depto Planej. Integ. e Rel. Com. UGR A UGR B UGR C

Leia mais

Escritório de Gerenciamento de Projetos no Combate às Perdas de Água: Um Estudo de Caso

Escritório de Gerenciamento de Projetos no Combate às Perdas de Água: Um Estudo de Caso Escritório de Gerenciamento de Projetos no Combate às Perdas de Água: Um Estudo de Caso Autoria: Mario Manzini Cianfanelli, Leonel Cesarino Pessôa, Fernando de Almeida Galdino Segundo dados do relatório

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica TÍTULO: PLANO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA PARA REDES DE ÁGUA E ESGOTO NUMA CIDADE DE 01 MILHÃO DE HABITANTES. TEMA: Organização e Gestão dos Serviços de Saneamento. Nome dos Autores: 1 - Engº Marco Antonio

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO

GESTÃO DA MANUTENÇÃO GESTÃO DA MANUTENÇÃO EVOLUÇÃO DA MANUTENÇÃO Mudanças sofridas nos últimos 20 anos Nas Organizações Aumento e diversificação das instalações e equipamentos; projetos mais complexos; surgimento de novas

Leia mais

A codificação a laser é a solução correta para necessidades simples de codificação?

A codificação a laser é a solução correta para necessidades simples de codificação? Nota técnica Principais fatores a se considerar ao selecionar uma codificadora a laser A codificação a laser é a solução correta para necessidades simples de codificação? Equipamento Fluidos Treinamento

Leia mais

METODOLOGIA E AMOSTRA

METODOLOGIA E AMOSTRA SOBRE A PESQUISA METODOLOGIA E AMOSTRA Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral O projeto tem por objetivo geral mapear as percepções,

Leia mais

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 Gerência de Níveis de Serviço Manter e aprimorar a qualidade dos serviços de TI Revisar continuamente os custos e os resultados dos serviços para garantir a sua adequação Processo

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS ANEXO XVIII AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica visa a adequar o texto da norma NBR 10897, que dispõe sobre

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA GERENCIAMENTO DE REDES Segurança Lógica e Física de Redes 2 Semestre de 2012 SEGURANÇA FÍSICA Introdução Recomendações para o controle do acesso físico Política de segurança

Leia mais

IT - 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

IT - 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS IT - 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS SUMÁRIO ANEXO 1 Objetivo A - Hidrantes de recalque do sistema de chuveiros automáticos 2 Aplicação B Sinalização dos Hidrantes de Recalque do Sistema de chuveiros

Leia mais

Sistemas de Apoio a Decisão

Sistemas de Apoio a Decisão Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Sistemas de Apoio a Decisão DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão O QUE É UM SISTEMA DE APOIO À DECISÃO?

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO PARA ESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DAS LOCALIDADES BENEFICIADAS PELO SISTEMA PRODUTOR SUL- PIRAPAMA

PROGRAMA DE TRABALHO PARA ESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DAS LOCALIDADES BENEFICIADAS PELO SISTEMA PRODUTOR SUL- PIRAPAMA PROGRAMA DE TRABALHO PARA ESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DAS LOCALIDADES BENEFICIADAS PELO SISTEMA PRODUTOR SUL- PIRAPAMA SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO; 2. OBJETIVO; 3. LOCALIDADES BENEFICIADAS;

Leia mais

Redes de águas inteligentes e a gestão de perdas. Glauco Montagna Gerente de Contas Estratégicas - Saneamento

Redes de águas inteligentes e a gestão de perdas. Glauco Montagna Gerente de Contas Estratégicas - Saneamento Redes de águas inteligentes e a gestão de perdas Glauco Montagna Gerente de Contas Estratégicas - Saneamento ABIMAQ / SINDESAM ABIMAQ Fundada em 1937, com 4.500 empresas representadas em 26 Câmaras Setoriais.

Leia mais

O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA

O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA PRÁTICA 1) TÍTULO O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: A Ouvidoria da Caixa, responsável pelo atendimento, registro,

Leia mais

Gestão de Perdas. Glauco Montagna

Gestão de Perdas. Glauco Montagna Gestão de Perdas Glauco Montagna Agenda 1. A perda de água 2. Gestão de perda de água 3. Redes de água inteligentes 4. Caso de Sucesso Componentes (1) Componentes (2) A perda de água é a somatória de:

Leia mais