TRABALHO DE FINAL DE CURSO IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTE DE TESTES E DESENVOLVIMENTO DE RELATÓRIOS EM UM SISTEMA ERP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRABALHO DE FINAL DE CURSO IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTE DE TESTES E DESENVOLVIMENTO DE RELATÓRIOS EM UM SISTEMA ERP"

Transcrição

1 UNIÃO EDUCACIONAL MINAS GERAIS S/C LTDA FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE MINAS Autorizada pela Portaria nº 577/2000 MEC, de 03/05/2000 BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO DE FINAL DE CURSO IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTE DE TESTES E DESENVOLVIMENTO DE RELATÓRIOS EM UM SISTEMA ERP LORIVAL ABADIO DE RESENDE UBERLÂNDIA, 2004

2 LORIVAL ABADIO DE RESENDE IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTE DE TESTES E DESENVOLVIMENTO DE RELATÓRIOS EM UM SISTEMA ERP Trabalho de final de curso submetido à UNIMINAS como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Bacharel em Sistemas de Informação. Orientador: Prof. M.Sc. Francisco José Muller UBERLÂNDIA, 2004

3 ii LORIVAL ABADIO DE RESENDE IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTE DE TESTES E DESENVOLVIMENTO DE RELATÓRIOS EM UM SISTEMA ERP Trabalho de final de curso submetido à UNIMINAS como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Bacharel em Sistemas de Informação. Banca Examinadora: Uberlândia, 10 de julho de Prof. Esp. Alexandre Rangel Prof. M.Sc. Francisco José Muller Profª. Dra. Kátia Lopes Silva Prof. Márcio dos Reis Caetano

4 iii RESUMO Um sistema Integrado de Gestão Empresarial (ERP) é um sistema de apoio aos processos internos da corporação proporcionando total integração entre eles. Em tal sistema os trabalhos efetuados por um profissional da área de informática da empresa são fundamentais para o aprimoramento, atualização, disponibilização e extração de informações. O presente trabalho tem por objetivo apresentar as soluções de problemas desenvolvidas, em um sistema ERP, e a importância delas e do estágio para a organização.

5 iv ABSTRACT An Integrated system of Enterprise Administration (ERP) is a system of support to the internal processes of the corporation providing total integration among them. In such system the works done by a professional of the field of computer science of the company are basic for the improvement, updating, providing disponability and extraction of information. The present work has as objective to present the developed solutions of problems, in a ERP system, and their importance of the training for the organization.

6 v SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS... 1 INTRODUÇÃO... 2 CARACTERIZAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA REDE INTEGRAÇÃO Histórico dos Sistemas de Informação Sistema de Gestão Empresarial ERP Características do Mega Implantação Formulação do problema... 3 ADMINISTRAÇÃO E MANUTENÇÃO AO MEGA Instalação e configuração de servidores para ambiente de testes Apresentação do problema e da solução Desenvolvimento da solução Problemas e dificuldades encontradas Criação de novos relatórios e customização de outros Apresentação do problema e da solução Desenvolvimento da solução Problemas, dificuldades e erros encontrados Integração dos relatórios do Crystal com o Mega Customização dos relatórios de Contas a Receber Atualização de versão e releases do Mega Apresentação do problema e da solução Desenvolvimento da solução Problemas e dificuldades encontradas... 4 CONCLUSÃO... 5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... vi vii

7 vi LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 - Telejornais e programas locais da Rede Integração... FIGURA 2- Projetos Especiais da Rede Integração... FIGURA 3- Projetos de Responsabilidade Social... FIGURA 4- Organograma da Rede Integração... FIGURA 5- Características do ERP Mega FIGURA 6- Tecnologia usada pelo Sistema Mega FIGURA 7- Editor de Registro Mega FIGURA 8- Filtro padrão para os relatórios do Contas a Receber... FIGURA 9- Vínculo entre tabelas - Relatórios do Contas a Receber... FIGURA 10- Seleção de registros - Relatórios do Contas a Receber... FIGURA 11- Layout de um relatório do Contas a Receber... FIGURA 12- Descontinuidade da versão 3.11 do Mega FIGURA 13- Ferramenta Script Runner - Mega FIGURA 14- Tela de erro na execução dos scripts... FIGURA 15- Ferramenta Oracle Schema Manager

8 vii LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS B2B Business-to-Business DCL Data Control Language DDL Data Definition Language DER Diagrama de Entidades e Relacionamentos DLL Dinamic Linkage Libraries DML Data Manipulation Language ERP Enterprise Resource Planing SGBD Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados SISCOM Sistema Comercialização da Rede Globo SQL Structured Query Language UNIMINAS União Educacional de Minas Gerais S/C Ltda

9 1 INTRODUÇÃO Este trabalho é baseado nas informações obtidas pelo autor durante a realização de seu estágio supervisionado, descrevendo suas experiências vividas, os novos conhecimentos adquiridos, a aplicação prática das teorias aprendidas no meio acadêmico e, ainda, a relevância do estágio para a organização onde foi realizado. Esse estágio foi realizado na Rede Integração no período de setembro/2003 a março/2004, com o objetivo de acompanhar e apoiar o processo de implantação e pós-implantação do sistema ERP 1 Mega2000 na empresa Apesar da Rede Integração manter contrato de manutenção com a softwarehouse 2, garantindo-lhe novas versões do sistema e suporte de helpdesk, o desenvolvimento de novos relatórios, a implementação de ambiente de testes e a atualização de versão, efetuados por um profissional da própria empresa, proporcionam respostas mais ágeis aos usuários na solução dos problemas, esclarecimento de dúvidas e na garantia da disponibilidade das informações do sistema de gestão Mega2000. Além disso, tem-se uma grande economia financeira, comparando-se as despesas com este profissional aos custos que se teria ao contratar os consultores da softwarehouse. Este trabalho traz uma abordagem dessas soluções, bem como, os problemas e dificuldades encontradas. A seguir é apresentada a estrutura da monografia. No capítulo 2 é apresentada a Rede Integração, o histórico dos sistemas computacionais da divisão administrativo/financeiro, o atual sistema de gestão empresarial com suas características tecnológicas e seus diversos módulos, um breve histórico do início de sua implantação e, finalmente, a formulação do problema. 1 Enterprise Resource Planning 2 Empresa desenvolvedora de sistemas

10 2 No capítulo 3 são apresentadas as principais soluções analisadas e implementadas, bem como os recursos, ferramentas, tecnologias e metodologias utilizadas nesses trabalhos. Os problemas, as dificuldades, os erros e, ainda, a relevância dessas atividades para a organização, também são abordadas. Finalmente, no capítulo 4, são mencionadas as conclusões.

11 2 CARACTERIZAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA REDE INTEGRAÇÃO A Rede Integração é um grupo empresarial que presta serviço em mídia, comunicação e entretenimento, possibilitando o desenvolvimento de negócios e mercados, atingindo, em sua área de cobertura, 136 municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, e uma população de pessoas, com a missão de encantar as pessoas através da comunicação e do entretenimento e superar desafios com soluções criativas. (Marketing, 2003) Em 2001 a Rede Integração foi a primeira emissora totalmente digital de Minas Gerais. Nesse mesmo ano inaugurou o Megaminas.com sendo o primeiro portal de conteúdo dentre as afiliadas da Rede Globo. (Marketing, 2003) O Jornalismo da Rede Integração busca levar à população as informações de primeira mão através de produtos locais tais como: Globo Esporte, MGTV 1 a. e 2 a. edição, Revista Semanal, participação no Bom Dia Minas e Globo News. A figura 1 mostra as logos desses programas que vão ao ar. Com agilidade e ética, o jornalismo é o encarregado de mostrar aos telespectadores as notícias, os fatos e os acontecimentos importantes da região. (Marketing, 2003) FIGURA 1- Telejornais e programas locais da Rede Integração (Marketing, 2003) Em seus últimos projetos especiais (figura 2) pode-se destacar: a série A Saga do Zebu composta por três programas que mostraram o caminho da carne brasileira; o projeto Mais Verão que sacudiu a população com ginástica gratuita, dicas de turismo, saúde, a cultura da nossa gente; (Marketing, 2003) FIGURA 2 - Projetos Especiais da Rede Integração (Marketing, 2003)

12 4 Destacam-se, ainda, a produção do primeiro Globo Repórter local: Serra da Canastra ; Aventura na Serra que foi um programa mostrando os esportes radicais na Serra da Canastra; Minas Mais Junina projeto que fortaleceu as tradicionais festas juninas; Força do Interior uma série de programas que mostrou as Potencialidades da nossa região. (Marketing, 2003) A Rede Integração assume o seu papel social e encara com responsabilidade suas ações internas e externas (figura 3). Dentre as suas ações, tem-se o Projeto Reviver onde 15% dos espaços comerciais são reservados a disseminação de valores e práticas sociais; diversos apoios que valorizam a cultura, teatro, cinema, exposições; Juntamente com clientes e parceiros a Rede Integração desenvolve campanhas comunitárias, como por exemplo, a campanha Natal para todos. (Marketing, 2003) FIGURA 3 - Projetos de Responsabilidade Social (Marketing, 2003) A Rede Integração, em sua estrutura organizacional (figura 4), está dividida em Conselho, Presidência, Superintendência, Assessoria Jurídica, e as divisões dos setores de Tecnologia, Programação, Financeiro, Comercial, Jornalismo e OPEC. (Marketing, 2003) A Divisão de Tecnologia é responsável pelo suporte técnico de todas as atividades da Rede, em Engenharia e em Tecnologia da Informação. Ela se subdivide nos núcleos de Manutenção de Estúdio, Manutenção de RF, Informática e Externas. É neste núcleo de Informática que foram desenvolvidas e acompanhas as atividades do estágio supervisionado.

13 5 FIGURA 4 - Organograma da Rede Integração (Marketing, 2003) 2.1 Histórico dos Sistemas de Informação Em 1990, após um período em que o controle da carteira de cobrança era feita por digitação em um sistema contratado da empresa CARFEP Informática, a empresa iniciou seus investimentos na área de Centro de Processamento de Dados (CPD). Para isso adquiriu-se um servidor marca Medidata com processador 386, 16 Mb de memória RAM, 560Mb de espaço em disco rígido, unidade de fita streamer de 60 Mb, 16 portas multi-seriais para os terminais e impressoras, executando o sistema operacional XENIX da Santa Cruz Operation (SCO) e o banco de dados multi-usuário ZIM, distribuído pela empresa RCM. Montou-se uma equipe de desenvolvimento, composta por um analista de sistemas, quatro programadores e um operador. Desenvolveu-se os sistemas de faturamento, contas a receber, contas a pagar e folha de pagamento, tudo na linguagem ZIM. Como sistema contábil foi adquirido o software da Hi-Tech Informática.

14 6 Em 1993 iniciou-se os investimentos voltados em micro-informática, com a aquisição de quatro microcomputadores marca AlfaDigital com processador 386 de 40Mhz, 4Mb de memória RAM, com o sistema operacional MS-DOS 5.0 e com a contratação da RM Sistemas para licenciamento do direito de uso de seus sistemas de Folha de Pagamento, Controle de Ponto, Contas a Pagar, Contabilidade, Controle Patrimonial, sendo que Faturamento e Contas a Receber continuou usando o antigo sistema que havia sido desenvolvido pela equipe interna. Em 1997 foi contratada a softwarehouse TQI -Tecnologia Qualidade em Informação - para desenvolvimento, em linguagem Delphi utilizando tecnologia cliente/servidor, e implantação dos módulos de Controle Orçamentário, Faturamento, Contas a Receber, Contas a Pagar, Controle de Materiais, Compras, todos gerando informações contábeis em arquivos textos, e o sistema de contabilidade da RM Sistemas importava esses dados. Nesta mesma ocasião adquiriu-se um novo servidor marca Itautec com processador Intel Pentium-PRO 150, sistema operacional Microsoft Windows NT versão 4.0 e banco de dados MS-SQL versão 6.5. Dos antigos softwares, da RM Sistemas, continuou executando a Folha de Pagamento, Ponto, Contabilidade e Patrimônio. Com este último cenário, as informações ficaram muito vulneráveis a erros devido à falta de uma integração confiável. Então, em 2001, adquiriu-se e iniciou-se o processo de análise para implantação e migração a um Sistema Integrado de Gestão Empresarial, ou seja, um ERP Sistema de Gestão Empresarial ERP Após avaliar diversos sistemas ERP disponíveis no mercado, a empresa decidiu adquirir um produto denominado MEGA2000, da softwarehouse Mega Sistemas Corporativos Ltda, empresa sediada na cidade de Itu, estado de São Paulo.

15 Características do Mega2000 O Mega2000 é um sistema de Gestão empresarial completo, atendendo as diversas áreas como a administrativa, financeira, recursos humanos, distribuição e suprimentos, além dos módulos específicos como Construção Civil, Acadêmico, Industrial, Agrícola, Transportes e outros, conforme figura 5. O sistema conta com mais de usuários atendidos por 18 unidades em todo Brasil. Maiores detalhes das características desse ERP e seus módulos, além das que são apresentadas nessa seção, estão no Anexo I, cujo conteúdo foi obtido no site da Mega e no WORKSHOP MEGA2000, bem como, para essa seção também. FIGURA 5 Características do ERP Mega2000 (Mega, 2004) Esse sistema permite a opção de multi plantas, multi moeda e multi estrutura organizacional e contempla também uma forte e dinâmica integração com ferramentas e-procurement, B2B e planilhas organizacionais (excel, word,

16 8 outlook). O Mega2000 incorpora a tecnologia Thin/Client/Server, com middleware. Nela o produto não se limita a duas camadas - Cliente/Servidor - podendo cada módulo do programa estar situado num servidor diferente, disponibilizando um grande aumento de performance e transformando-o em um Sistema de Gestão Empresarial Distribuído, e totalmente transparente ao usuário (figura 6). FIGURA 6 Tecnologia usada pelo Sistema Mega2000 (Workshop, 2002) Pode-se notar na figura 6 que nesse modelo há N camadas (tecnologia N- Tier):

17 9 - Camada Server: Banco de Dados; - Camada Midleware: servidor de aplicação Contabilidade, servidor de aplicação Financeiro e servidor de impressão; - Camada Aplicação: servidor com os executáveis Mega2000; - Camada Cliente: estações de trabalho dos usuários; A tecnologia N-TIER apresenta as seguintes vantagens: Possibilita ao MEGA2000 funcionar sobre qualquer SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) padrão Ansi: A partir da implementação do conceito de servidores de aplicação, as regras de negócio estão escritas em Delphi, e somente são requisitados e passados para o banco comandos básicos do padrão Ansi, por exemplo: insert, delete, select, update, etc. Facilidade na instalação do cliente: até a versão 2-TIER era necessário instalar em todas as estações o cliente do Banco de Dados, o BDE e o Gerador de Relatórios. A partir do conceito de N-TIER somente é necessário criar um atalho nas estações clientes e instalar o cliente do Crystal Reports. Permite distribuir o processamento das informações (N-TIER): com o conceito dos Servidores de Aplicações é possível distribuir o processamento das informações entre vários servidores, não sobrecarregando uma única máquina. O sistema permite que cada módulo do Mega2000 esteja instalado em um servidor de aplicações diferente Implantação Para implantar o Mega2000 a empresa investiu em quatro novos servidores, todos da marca Itautec, com fontes de energia redundantes, processador Intel PentinumIII 733Mhz, podendo ser instalado um segundo processador em cada servidor, todos executando o sistema operacional Windows 2000 Server, já pre-instalados pelo próprio fabricante. O servidor de

18 10 Banco de Dados foi adquirido com cinco discos SCSI em RAID-5 e 512 Mb memória RAM. Já os servidores de relatório, de aplicação e de Terminal Service, foram adquiridos com 1Gb de memória RAM cada um. O processo de configuração dos servidores de Aplicação, Relatório e Servidor do serviço de Terminal Service foi efetuado pelos próprios consultores da Mega e, no caso específico do Banco de Dados ORACLE, por indicação e homologação da Mega, foi efetuado pela empresa DBMaster da cidade de Curitiba/PR. Posteriormente, a Rede Integração, pela sua política de independência de terceiros para solução de problemas relacionados à área de Tecnologia da Informação, capacitou seus profissionais dessa área, com um treinamento oficial da Microsoft em Windows 2000, e outro ministrado pela DBMaster referente à instalação e configuração do banco de dados Oracle. 2.2 Formulação do problema Durante o primeiro ano da implantação do sistema Mega2000 apenas seus próprios consultores estavam envolvidos no processo, inclusive desenvolvendo tarefas que poderiam ser delegadas a área de informática da Rede Integração, tais como atualização de versão, personalização e desenvolvimento de novos relatórios. Depois deste período iniciou-se o treinamento e capacitação dos analistas de sistemas da Rede Integração para execução de tais tarefas. Além disso, estes analistas foram treinados para realizar a instalação e configuração dos servidores de aplicação, banco de dados e relatório. Nesses treinamentos, foi explicada a estrutura da modelagem de dados, a padronização das nomenclaturas dos componentes do banco de dados tais como, funções, procedures, views e as noções básicas do Crystal Report 3 e sua integração com o MEGA2000. Todos esses treinamentos foram ministrados pelos consultores da Mega Sistemas. 3 Software de desenvolvimento e atualização de relatórios

19 11 Este autor, entre os membros da equipe de informática, foi designado para acompanhar e apoiar o processo de término da implantação do sistema Mega2000, e ainda, a desenvolver as tarefas citadas anteriormente, bem como efetuar a administração e oferecer suporte aos usuários desse sistema. Essa designação foi em virtude do autor ser funcionário da empresa, desde 1.988, tendo atuado de forma direta em todas as fases apresentadas no histórico dos sistemas de informação dessa empresa, e por possuir bons conhecimentos das regras de negócio de uma emissora afiliada à Rede Globo.

20 3 ADMINISTRAÇÃO E MANUTENÇÃO AO MEGA Instalação e configuração de servidores para ambiente de testes Apresentação do problema e da solução Ao atualizar a versão desse sistema Mega2000, por mais que o profissional se dedicasse, o sistema ficava indisponível por muitas horas, ocasionando longas paradas e acúmulo dos trabalhos operacionais dos usuários. Isso se dava em virtude da necessidade de analisar e encontrar soluções para as mensagens de erros que apareciam ao executar os scripts de atualização do banco de dados e, dependendo da gravidade ou do tempo necessário para contornar esses erros, era necessário retornar o backup e continuar usando a versão antiga. Vale ressaltar que a seção 3.3 desse trabalho apresenta o tópico de atualização de versão de forma mais detalhada. Outro problema existente era a necessidade de repetir cenários de erros, ocasionados por má utilização do usuário ou em virtude de erro do próprio sistema. Nessas ocasiões efetuar lançamentos de testes na mesma base de dados da empresa denominada ambiente de produção seria um grande risco a gerar distorções de valores nas análises gerenciais. Por exemplo, se existisse algum problema no módulo de compras, e se tentasse reproduzi-lo, efetuando-se um lançamento, o valor desse lançamento ficaria incorporado aos valores de compras reais da empresa, e, ficaria pendente nos módulos de aprovações orçamentária e de alçada e poderia causar questionamentos ou aprovações indevidas pelos gestores da empresa. Para tais problemas a solução seria criar um ambiente de testes, de forma transparente aos usuários, que proporcionasse acesso a todos os módulos, serviços, relatórios e dados similarmente ao ambiente existente, entretanto, totalmente distinto, sem afetar os dados de produção Desenvolvimento da solução Para a criação do ambiente de testes foram necessários dois microcomputadores, com processador PentiumIII 700Mhz. O primeiro era o servidor

21 13 de banco de dados e o segundo era para prover serviços de Terminal Service, servidor de relatório e servidor de aplicação. Nesse último, foi necessário apenas expandir memória para 1Gbyte. Já no primeiro, foi necessário efetuar, além da expansão de memória para 1Gbyte, a troca do disco rígido para um de 40Gb de capacidade de armazenamento. Nesses dois servidores foram instalados e configurados o sistema operacional Windows 2000 Server. No servidor de banco de dados, foi instalado os software: Oracle Database Server , Oracle DBA Studio e Oracle Enterprise Manager. Após a instalação desses softwares restaurou-se o último backup dos dados da produção para o ambiente de testes. Ao retornar este backup toda a estrutura física de diretórios e arquivos no sistema operacional foi criada, permanecendo toda a configuração interna do banco Oracle da base da produção, sendo necessário apenas alterar a configuração do banco referente ao número IP para o número correspondente ao número do servidor de testes. No servidor, cuja função seria oferecer os serviços de servidor de relatório, aplicação e Terminal Service, o primeiro software instalado foi o cliente de acesso ao banco de dados Oracle, e foi configurada uma string de conexão para esse banco. Para o serviço de servidor de relatório foi instalado e registrado o software Seagate Crystal Report; adicionado e registrado as DLLs Mega que complementam as funções de relatório a serem utilizadas. Já para o serviço de servidor de aplicação foram instalados e registrados os executáveis - denominados de servers - de todos os módulos do MEGA2000. Para que o Mega2000 identificasse qual era o servidor de aplicação e de relatório (Crystal) foi configurado, usando uma ferramenta própria da Mega, o registro do Windows 2000 com o valor LOCAL_SERVER, como mostra a figura 7. Essa configuração difere em relação à configuração do ambiente de produção pois o ambiente de testes execuva esses dois serviços em um mesmo servidor. Finalmente foi adicionado e configurado o serviço de Terminal Service para proporcionar acesso multi-usuário, pelos clientes, a esse servidor.

22 14 FIGURA 7 - Editor de Registro Mega Problemas e dificuldades encontradas Foi um grande desafio implantar esse ambiente de forma a proporcionar todas as funcionalidades do ambiente de produção, com um menor número de máquinas possível. O ambiente de produção, como já abordado na seção desse trabalho, contava com quatro servidores. E, inicialmente, para o ambiente de testes, a proposta era consolidar todos os serviços em um único servidor, visto que a empresa não dispunha de quatro PCs para reproduzir fielmente a estrutura física do ambiente de produção. Após vários erros foi necessário estudar sobre o assunto, através de consultas a manuais, a sites na internet, troca de informações com outros profissionais da área e, inclusive, com professor da disciplina de Sistemas Operacionais. Chegou-se a conclusão de que, devido à ativação do serviço de Terminal Service no Windows 2000, seria necessário de duas máquinas, no mínimo, para montar esse ambiente, como já devidamente caracterizadas na seção desse trabalho. Percebeu-se que o Crystal Report não reconhecia as funções de relatórios do Mega2000 e, com isso, diversos relatórios não funcionavam. Esse erro ocorria sempre que efetuava a ativação do serviço de Terminal. Para este problema foi necessário acionar o suporte e os consultores da Mega2000 que, após uma troca de informações finalmente conseguiu-se registrar as DLLs no sistema operacional Windows 2000 e, portanto, estas passaram a serem reconhecidas no Crystal Report.

23 Criação de novos relatórios e customização de outros Apresentação do problema e da solução O Mega2000, como qualquer sistema de gestão ERP, é implantado com uma diversidade de relatórios padrões para cada módulo. Entretanto, nem sempre eles atendem as necessidades dos usuários e da organização, principalmente, aqueles que são específicos das atividades da empresa ou das suas regras de negócios. Pela atividade de prestação de serviço, embora em muitas ocasiões exija um sistema ERP com menos recursos - se comparado, por exemplo, a uma indústria ou comércio -, a Rede Integração em sua regra de negócio possui uma particularidade que tornou necessário a personalização dos relatórios do módulo de Contas a Receber, sendo este assunto abordado na seção desse trabalho. Pela abertura que o sistema Mega2000 oferecia, através da total integração com o gerador de relatórios, a Rede Integração - para minimizar custos optou-se por criar ou customizar esses relatórios que não estavam disponíveis no sistema ao invés de contratar os serviços dos consultores da Mega, pois nesta última alternativa os custos seriam mais elevados devido às despesas de transporte, de hospedagens e de refeições desses consultores, além, do custo das horas técnicas que seriam computadas Desenvolvimento da solução Para a criação e customização de relatórios, não foi necessário nenhum recurso adicional, pois somente o software Seagate Crystal Report do servidor de relatório foi utilizado e este é pré-requisito para o funcionamento dos relatórios no Mega. Na customização de relatórios ou no desenvolvimento de novos a metodologia de trabalho foi composta pelas fases de análise, especificação, testes e validação. Para um levantamento detalhado das necessidades dos usuários, quanto à extração de dados do Mega2000, foram feitas entrevistas com esses

24 16 usuários. Mediante cada uma dessas necessidades procurou-se algum relatório padrão que fizesse parte do escopo do produto Mega2000 para atender as expectativas desse usuário. Então, encontrado um que atendesse totalmente, testou-se os valores apresentados, e estando corretos, foi disponibilizado esse relatório ao usuário. Caso contrário, encontrado um relatório que atendesse apenas em partes, então efetuou-se uma análise do dicionário de dados para adicionar novas tabelas ao relatório de forma a atender toda necessidade do usuário e, em alguns casos, mudou-se a forma de apresentação ou agrupamento das informações no relatório. Finalmente, não encontrado nenhum relatório que atendesse nem em partes, então foi necessário o desenvolvimento de novos relatórios. Vale ressaltar que a execução dessas metodologias de trabalho foi feita de forma rápida e dinâmica. A seguir há uma relação dos relatórios que foram criados, customizados ou que foram alterados. Os criados são relatórios que foram totalmente desenvolvidos, sem nenhum aproveitamento de algum relatório padrão. Já os customizados são relatórios que foram criados com o aproveitamento de algum, ou então, que no próprio relatório padrão foram feitas alterações mais profundas, que implicasse adicionar novas tabelas. Por último, os alterados são os que sofreram alguma pequena manutenção, quanto, por exemplo, ao acréscimo de novos campos, mudança de ordenação e de agrupamento das informações. Para um melhor entendimento, eles estão agrupados por módulos do sistema, como descrito a seguir: Global: Criado(s): - Agentes sem categorias; - Agentes com contas contábeis inconsistentes; - Visitas a clientes analítico; - Visitas a clientes sintético por colaborador, e com contagem diária das visitas;

25 17 RH-Controle de apontamento Criado(s): - Batidas importadas não associadas a colaborador; Alterado(s): - Cartões por colaborador: filtro por filiais ativas, e não por organização; RH-Folha de pagamento Criado(s): - Ficha financeira do colaborador: separando e totalizando pela categoria sindical do colaborador; - Ficha financeira do colaborador: separando e totalizando pela localização sintética do colaborador; Customizado(s): - Relatório de rescisão: reformulado o layout mudando de campos fixos dos eventos no formulário para linhas dinâmicas conforme a movimentação dos lançamentos de proventos ou descontos; - Provisão de férias: implementado uma totalização das diversas colunas das fórmulas ao relatório no final dele; - Aviso de férias: possibilidade de emiti-lo antes de processar as férias do colaborador; - Provisão de férias: outro relatório que ordene e totalize pelo centro de custo do colaborador; Alterado(s): - Dependentes do colaborador: criado filtro pela idade dos dependentes; - Vale transporte: eliminado o erro de duplicar informações de colaboradores que possuíssem duas linhas de transporte; Patrimônio Customizado(s): - Razão analítico grupo: revisado a lógica de execução para diminuir o tempo de processamento;

26 18 Tributos Alterado(s): - Livros de registros (entradas / saídas): ajustado layout conforme padrão da Secretaria da Receita Federal; Faturamento Criado(s): - Registros importados do SISCOM; Alterado(s): - Notas fiscais: inseridos os campos de NúmeroRP e NúmeroAutorização; FINANCEIRO-Contas a pagar Criado(s): - Provisão de comissões divergentes (digitados / não gerados pelo sistema); - Comissões pagas as agências de publicidade: agrupando por NF; Alterado(s): - Títulos pagos: implementado filtro por filiais ativas, ou invés de organização; FINANCEIRO-Contas a receber Criado(s): - Resumo de faturamento por cliente: ordenando do maior para o menor valor líquido do período; - Recebimento de adiantamento de clientes; - Carta de cobrança; - Posição sintética da carteira de cobrança; - Comissões baixadas por referência divergentes (digitados / não gerados pelo sistema); Customizado(s): - Títulos recebidos por projeto; - Títulos em aberto por projeto;

27 19 - Etiquetas de clientes por faturamento: implementado novos filtros, e não repetir quando o cliente tiver mais de um título e, ainda, considerar endereço de cobrança, quando este for diferente do endereço padrão; - Lista de recebimento sintética: acrescentadas fórmulas para mostrar os valores de adiantamentos efetuados por cliente(s) e mostrar, também, em coluna própria os valores referente aos reembolsos de despesas de cartório. Agrupar registros pelo tipo da operação: depósito ou aviso de crédito; - Comissões não baixadas por referência: contemplar baixas parciais; - Comissões a pagar: constar e ordenar pela cidade do representante; implementado filtro de: somente/exceto os títulos informados; - Títulos em aberto por cliente: implementada opção de filtro que possibilite mostrar o campo da tabela de observação da negociação do título; - Títulos emitidos: implementado filtro pela categoria do cliente e pelos itens da NF; - Títulos recebidos: implementado filtro pela categoria do cliente e pelos itens da NF; - Títulos em aberto por cliente: implementado filtro pela categoria do cliente e pelos itens da NF; - Resumo de faturamento: implementado filtro pela categoria do cliente e pelos itens da NF; - Títulos em aberto por cliente: implementado filtro dos títulos com/sem/apenas classe de permuta; mostrar ao final do relatório as movimentações do cliente, quanto à baixa em perda/incobrável e recebimento de perda/incobrável; Alterado(s): - Títulos recebidos: agrupar por mês/ano de vencimento; - Títulos recebidos e Títulos em aberto por cliente: desenvolvido uma fórmula para mostrar informação da quantidade de dias em atraso, desconsiderando o vencimento em final de semana, iniciando a contagem na segunda-feira;

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO SELECIONA: Farmacêutico Descrição: Para responder tecnicamente pela distribuição dos medicamentos, auxiliar os representantes nas orientações necessárias, auxiliar os clientes, fornecer treinamentos quanto

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

Especificação do KAPP-PPCP

Especificação do KAPP-PPCP Especificação do KAPP-PPCP 1. ESTRUTURA DO SISTEMA... 4 1.1. Concepção... 4 2. FUNCIONALIDADE E MODO DE OPERAÇÃO... 5 3. TECNOLOGIA... 7 4. INTEGRAÇÃO E MIGRAÇÃO DE OUTROS SISTEMAS... 8 5. TELAS E RELATÓRIOS

Leia mais

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Agilidade, segurança e flexibilidade nos processos são os compromissos da Sistema Informática com seus clientes. Sediada em Criciúma,

Leia mais

01. Módulo de Cadastros: 01.1 Telas

01. Módulo de Cadastros: 01.1 Telas O GERIR ERP é um software ERP (enterprise resource planning), voltado empresas de pequeno e médio porte. Produto voltado para ambiente Windows XP ou superior, desenvolvido em Visual Studio by Microsoft,

Leia mais

FENICIA GESTÃO ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa)

FENICIA GESTÃO ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa) FENICIA GESTÃO ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa) O FENÍCIA GESTÃO ERP é uma solução integrada, personalizável, de gerenciamento corporativo, que se destaca pela sua

Leia mais

Esses recursos aplicados possibilitaram gerar soluções desktop e WEB para atividades de:

Esses recursos aplicados possibilitaram gerar soluções desktop e WEB para atividades de: Curitiba, de de 20. REF. AQUISIÇÃO DE LICENÇAS DE USO. A Empresa A Kankei é uma empresa com mais de 10 anos de atuação na área de gerenciamento de Relacionamentos, seja entre empresa e clientes, empresa

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Professora conteudista: Cida Atum Sumário Administração de Banco de Dados Unidade I 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS...1 1.1 Histórico...1 1.2 Definições...2 1.3 Importância

Leia mais

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP COMO PROCEDER PARA FAZER BACKUP S

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP COMO PROCEDER PARA FAZER BACKUP S CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP Atualmente, a DpComp, visando ampliar a capacidade corporativa de seus clientes, acompanha a evolução tecnológica e trabalha hoje com o banco de dados MySQL, um dos bancos

Leia mais

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais.

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais. Fenícia Gestão ERP Introdução O FENÍCIA GESTÃO ERP é uma solução integrada, personalizável, de gerenciamento corporativo, que se destaca pela sua robustez aliada ao alto grau de tecnologia e conhecimento

Leia mais

Av. Santos Dumont, 505 - Sala 203 Londrina-PR CEP 86039-090 Tel.: 43 3029 4544 e-mail: comercial@arandusistemas.com.br Site:

Av. Santos Dumont, 505 - Sala 203 Londrina-PR CEP 86039-090 Tel.: 43 3029 4544 e-mail: comercial@arandusistemas.com.br Site: ARANDU SISTEMAS O objetivo principal da Arandu é oferecer ferramentas que facilitem a GESTÃO EMPRESARIAL, que sejam inteligentes, viáveis e rápidos, procurando sempre a plena satisfação do Cliente. As

Leia mais

Proposta. (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta

Proposta. (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta Proposta (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) (Nome do Cliente) Dados da Proposta Arquivo: D:\Vazzi\FAN\4º Período\Avaliação Final\modelo de proposta fan.odt Criado em: Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP Módulo MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. COMERCIAL ADMINISTRATIVA FINANCEIRA PEDIDOS EXPORTAÇÃO CONTAS A RECEBER TELEMARKETING

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO ANEXO I EDITAL N /24 DE 20 DE MAIO DE 24 PROCESSO SELETIVO EXTERNO UNIDADE TERESINA CÓDIGO CARGO (PROFISSIONAL) A- Assessor Técnico III Pedagógico) A-02 Assessor Técnico III Pedagógico Segmento Gastronomia)

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 INTRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 Há algum tempo, podemos observar diversas mudanças nas organizações,

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1 Manual de Operação do SIMPLES 1 MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. Manual de Operação do SIMPLES 2 A Empresa A ASP Desenvolvimento de Softwares

Leia mais

Otimize seus negócios e ganhe produtividade

Otimize seus negócios e ganhe produtividade Otimize seus negócios e ganhe produtividade Diferenciais O software Fenícia ERP é uma solução completa, especialmente desenvolvida para atender a pequenas e médias empresas que cobre todos os processos

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

Exemplo de Plano para Desenvolvimento de Software

Exemplo de Plano para Desenvolvimento de Software Universidade Salgado de Oliveira Especialização em Tecnologia da Informação Qualidade em Engenharia de Software Exemplo de Plano para Desenvolvimento de Software Prof. Msc. Edigar Antônio Diniz Júnior

Leia mais

Mobility Gestão Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009

Mobility Gestão Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009 Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009 O Mobility Gestão é um software de retaguarda para o segmento de Varejo, visando o controle total do estoque e movimentações de venda. Desenvolvido para trabalhar

Leia mais

FACULDADE DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO EMPRESA: SANTOS CONTAINER LTDA - EPP EDISANDRA ANDRADE DE OLIVEIRA

FACULDADE DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO EMPRESA: SANTOS CONTAINER LTDA - EPP EDISANDRA ANDRADE DE OLIVEIRA FACULDADE DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO EMPRESA: SANTOS CONTAINER LTDA - EPP EDISANDRA ANDRADE DE OLIVEIRA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prof.ª ORIENTADORA:

Leia mais

Ponto Secullum 4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FUNCIONALIDADES FICHA TÉCNICA. Ficha Técnica

Ponto Secullum 4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FUNCIONALIDADES FICHA TÉCNICA. Ficha Técnica ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Ponto Secullum 4 Sistema Operacional: compatível com Windows 98 ou superior Banco de Dados: Access, SQL Server ou Oracle; Computador Requerido: Processador com 500Mhz, Memória Ram

Leia mais

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes.

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes. DOMPER CONSULTORIA E SISTEMAS LTDA Rua Dr. Flores, 273 Sala 30-1 andar Ed. Frozzi CEP: 95.200-000 - Vacaria RS Fone (54) 3232-6119 / (54) 3232-8484 / (54) 3232-1471 CNPJ: 08.020.035/0001-02 IE: 154/0101158

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES REALIZADAS DURANTE O ESTÁGIO CURRICULAR NA OPENCORE TECNOLOGIA EM SOFTWARE

ESTÁGIO CURRICULAR I DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES REALIZADAS DURANTE O ESTÁGIO CURRICULAR NA OPENCORE TECNOLOGIA EM SOFTWARE BRUNO PEREIRA DAMASCENO ESTÁGIO CURRICULAR I DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES REALIZADAS DURANTE O ESTÁGIO CURRICULAR NA OPENCORE TECNOLOGIA EM SOFTWARE EMPRESA: OPENCORE TECNOLOGIA EM SOFTWARE SETOR: DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

SIPEF MANUAL DO USUÁRIO

SIPEF MANUAL DO USUÁRIO GAAP SIPEF MANUAL DO USUÁRIO Instalação e Uso GAAP 07/04/2013 1 Sumário Instalação... 3 Requisitos de Hardware... 3 Hardware... 3 Requisitos de Software... 3 Pré-requisitos:... 4 Microsoft.Net Framework

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa Gerencie facilmente seu negócio com o NeXT ERP O que é o NeXT Software? - Um avançado software integrado capaz de automatizar e integrar os processos de negócio de sua empresa - Possibilita que as informações

Leia mais

GSAN. Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento. Versão Atual do GSAN. Módulos

GSAN. Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento. Versão Atual do GSAN. Módulos GSAN Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento Versão Atual do GSAN A PROCENGE é líder nacional no fornecimento de softwares de gestão para companhias de Água e Saneamento, com base na sua

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A UAI Tecnologia e Comunicação, nome fantasia da UAI Software LTDA., (que significa "Unidade de Apoio à Informação do Software") foi fundada em 19 de Março de 2004, por Luiz Gustavo

Leia mais

Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa

Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa mais ágil, com menos papel e mais resultados. 2 ÍNDICE

Leia mais

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 O sistema T-Car-Win está sendo atualizado para a versão 1.15.5. Esta versão tem o objetivo de agregar as seguintes funcionalidades ao sistema: Possibilidade

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

SISTEMA DE BANCO DE DADOS. Banco e Modelagem de dados

SISTEMA DE BANCO DE DADOS. Banco e Modelagem de dados SISTEMA DE BANCO DE DADOS Banco e Modelagem de dados Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Arquiteturas de um Sistema Gerenciador... 5 3. Componentes de um Sistema... 8 4. Vantagens

Leia mais

Concorrência nº 22/2008

Concorrência nº 22/2008 Concorrência nº 22/2008 Brasília, 20 de julho de 2009. A Comissão Permanente de Licitação (CPL) registra a seguir perguntas de empresas interessadas em participar do certame em referência e respostas da

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

ÁREA: CONTÁBIL / FISCAL / ADM / RH / ECONOMIA / PUBLICIDADE

ÁREA: CONTÁBIL / FISCAL / ADM / RH / ECONOMIA / PUBLICIDADE ÁREA: CONTÁBIL / FISCAL / ADM / RH / ECONOMIA / PUBLICIDADE AUX. ADMINISTRATIVO Escolaridade: Superior em Administração, Ciências Contábeis e/ou áreas afins Experiência: Necessário experiência com lançamentos

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO SInAE Sistema Integrado de Administração Escolar Fevereiro - 2006 Sumário INTRODUÇÃO... 2 APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS... 3 Módulo Acadêmico... 3 Módulo de Cofigurações da Escola...

Leia mais

Resumo das Características Técnicas e Funcionais do Sistema de Folha de Pagamentos:

Resumo das Características Técnicas e Funcionais do Sistema de Folha de Pagamentos: Resumo das Características Técnicas e Funcionais do Sistema de Folha de Pagamentos: NGFolha NGNGFOL NGNGFO G NGNGF NG NGNG ANG NGN Principais Funcionalidades Geração da folha com processamento automático

Leia mais

Manual CIAP Controle de Crédito de ICMS do Ativo Permanente.

Manual CIAP Controle de Crédito de ICMS do Ativo Permanente. Manual CIAP Controle de Crédito de. DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisão: Gustavo e Mauro Aprovado em: Março de 2014. Nota de copyright Copyright 2014 Teorema Informática,

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Por Edilberto Souza Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Agenda Introdução a alguns conceitos de ERP; Noções sobre o mercado de ERP; Arquitetura do Microsiga Protheus; Visão geral do ambiente

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Solução para Automação Comercial

Solução para Automação Comercial Solução para Automação Comercial Programa Aplicativo Fiscal Emissor Cupom Fiscal (PAF-ECF) Impressoras Fiscais Permite comunicação com diversos modelos de impressoras fiscais, tais como: Daruma, Bematech,

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO; A-02 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

www.avantassessoria.com.br

www.avantassessoria.com.br www.avantassessoria.com.br Nossa Empresa A AVANT Assessoria Contábil e Tributária é uma empresa de contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas e profissionais liberais, oferecendo

Leia mais

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY A DEAK Sistemas define como Treinamentos Básicos In Company a apresentação dos diversos módulos que compõem o ERP aos usuários. O Objetivo é apresentar cada módulo do ERP através de suas telas, campos

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS INTHEGRA TALENTOS HUMANOS OPORTUNIDADES DE TRABALHO Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br RUA GENERAL OSORIO, 97 FUNDINHO 34-3234-6400 Analista Contábil (ITH 3173): Cursando Superior em Ciências

Leia mais

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Tecnologia da Informação CAASP DIS Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Introdução...03 Projetos e Fatos Relevantes 2008...03 Raio X de Investimentos e Custos...10 Considerações

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA E.R.P. BUSINESS MILLENNIUM SOFTWARE DE CONTROLE GERENCIAL E FINANCEIRO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA E.R.P. BUSINESS MILLENNIUM SOFTWARE DE CONTROLE GERENCIAL E FINANCEIRO 1 MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA E.R.P. BUSINESS MILLENNIUM SOFTWARE DE CONTROLE GERENCIAL E FINANCEIRO Versão Janeiro /2009 Nossa Missão: Inovar e Criar para superar as expectativas do nosso cliente, com

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Os integrantes do projeto foram a equipe de Coordenação da Arrecadação SRF 8ª Região Fiscal e a equipe de Desenvolvimento do SERPRO/SUNAT/ATSPO.

Os integrantes do projeto foram a equipe de Coordenação da Arrecadação SRF 8ª Região Fiscal e a equipe de Desenvolvimento do SERPRO/SUNAT/ATSPO. Experiência: Sistema de Cálculo de Acréscimos Legais SICALC Instituição responsável : Secretária da Receita Federal SRF. Os integrantes do projeto foram a equipe de Coordenação da Arrecadação SRF 8ª Região

Leia mais

Relacionamento Clientes

Relacionamento Clientes FENÍCIA CRM & SRM O Fenícia CRM (Customer Relationship Management - Sistema de Gerenciamento do Relacionamento com os Clientes) é uma ferramenta de gestão com foco no cliente, essencial para angariar e

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Folha de Pagamento Cálculo automático de INSS, IRRF, FGTS, Controle de período aquisitivo de férias e faltas não insalubridade, periculosidade, pensão alimentícia,

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

versa A solução definitiva para o mercado livreiro. Aumente a eficiência de seu negócio Tenha uma solução adequada para cada segmento

versa A solução definitiva para o mercado livreiro. Aumente a eficiência de seu negócio Tenha uma solução adequada para cada segmento Aumente a eficiência de seu negócio O Versa é um poderoso software de gestão de negócios para editoras, distribuidoras e livrarias. Acessível e amigável, o sistema foi desenvolvido especificamente para

Leia mais

Documentação do produto SAP Business ByDesign, agosto 2014. O que há de novo

Documentação do produto SAP Business ByDesign, agosto 2014. O que há de novo Documentação do produto PUBLIC O que há de novo Índice 1 O que há de novo no SAP Business ByDesign.... 4 2 O que há de novo em Customer Relationship Management.... 6 3 O que há de novo em Administração

Leia mais

Módulo 14. CgaInformatica. NFe. NFe para o Sistema Retwin

Módulo 14. CgaInformatica. NFe. NFe para o Sistema Retwin Módulo 14 CgaInformatica NFe NFe para o Sistema Retwin 2 Sumário O que é... 3 Benefícios... 3 Requisitos para Instalação e Implantação... 3 Obrigação Backup... 4 Configuração Geral do Sistema... 5 Cadastro

Leia mais

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho

SOBRE A SOFTLOG. APRESENTAÇÃO - SoftLog LOGuinho SOBRE A SOFTLOG A SoftLog Tecnologia é uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas para empresas e instituições de diversos modais de transporte. Dentre os diversos tipos de soluções

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Administração de Receitas Tributá PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Receitas Tributá Introdução: Com a crescente necessidade de gerar sua própria receita, os Municípios

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual da GVDASA Sistemas e toda a informação nele contida é confidencial. Nenhuma parte deste

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS E TI SIAFI GERENCIAL MANUAL DE IMPLANTAÇÃO

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS E TI SIAFI GERENCIAL MANUAL DE IMPLANTAÇÃO MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS E TI SIAFI GERENCIAL MANUAL DE IMPLANTAÇÃO VERSÃO 02 JUNHO DE 2003 1. Introdução. O Sistema Integrado de Administração

Leia mais

Prof. Lucas Santiago

Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Administração de Sistemas de Informação Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação são classificados por

Leia mais

THOTAU Sistema Integrado de Gestão Empresarial Funcionalidades Disponíveis Essencial Profissional Empresarial Completo Controle de Pessoas X X X X

THOTAU Sistema Integrado de Gestão Empresarial Funcionalidades Disponíveis Essencial Profissional Empresarial Completo Controle de Pessoas X X X X Controle de Pessoas --- Cadastro de Usuários do Sistema --- Cadastro de Funcionários, Vendedores e Terceiros --- Cadastro de Clientes, Fornecedores, Representantes e Transportadores --- Classificações

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Apresentação 3. Sobre a Módulo Risk Manager Academy 3. Portfólio 4

Apresentação 3. Sobre a Módulo Risk Manager Academy 3. Portfólio 4 2 Apresentação 3 Sobre a Módulo Risk Manager Academy 3 Portfólio 4 RM-01 Conheça o Módulo Risk Manager 4 RM-02 Meu Espaço e Navegação Básica 6 RM-03 Modelando a Organização 8 RM-05 Conhecimentos para Gestão

Leia mais

ERP. Agenda ERP. Enterprise Resource Planning. Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números

ERP. Agenda ERP. Enterprise Resource Planning. Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números ERP Enterprise Resource Planning 1 Agenda Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números ERP Com o avanço da TI as empresas passaram a utilizar sistemas computacionais

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0 1 REA Relatório Explicativo de Alterações SSPlus (8.0) Autor : Alana Trindade Criado em 08/09/2015 Impresso Arquivo REA Relatório Explicativo de Alterações Versão 8.0.114 a 2 CONTEÚDO COMPRAS...5 81872

Leia mais

Remuneração: R$ 1500,00 até 2000,00

Remuneração: R$ 1500,00 até 2000,00 TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO (4 HORAS) - CHAPECÓ/SC Benefícios: Refeitório Transporte Plano de Saúde da Unimed Descrição: Treinamentos (de acordo com a necessidade da empresa). 2- Verificação de elaboração

Leia mais

BIS: Modalidade ASP PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL. São Paulo, 02 de dezembro de 2013. At.: Sr. Federico Storni. Prezados Srs.,

BIS: Modalidade ASP PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL. São Paulo, 02 de dezembro de 2013. At.: Sr. Federico Storni. Prezados Srs., PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL Nº 20131202 V1 Data 02-12-13 BIS: Modalidade ASP CONFIDENCIAL Material de utilização restrita a negociação Bis e a QuadMinds. São Paulo, 02 de dezembro de 2013. At.: Sr. Federico

Leia mais

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos...

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos... Índice 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.4. 2.5. 2.6. 3. 3.1. 3.2. 3.3. 3.4. 3.5. 3.6. 3.7. 3.8. 4. 5. 5.1. 5.2. 5.3. APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 Primeiros Passos... 2 Minha Empresa... 3 Certificado

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.COM.BR MAIS INFORMAÇÕES TELEFONE 49-3323 5804

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.COM.BR MAIS INFORMAÇÕES TELEFONE 49-3323 5804 Gerente Administrativo - Chapecó/SC Tipo de contrato: Indiferente Descrição: Atuará na área administrativa/ financeira na negociação com bancos, controle de contas, liberação de pagamentos,financiamentos.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

www. zaninisistemas.com.br

www. zaninisistemas.com.br www. zaninisistemas.com.br Sistemas para Lojistas e Empresas Corporativas ERP Gestor Financeiro Gerenciador NF-e CRM Gestão de Clientes Gestão de Sistemas Contábeis Contabilidade Escrita Fiscal RH & Folha

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

O que são Bancos de Dados?

O que são Bancos de Dados? SQL Básico Liojes de Oliveira Carneiro professor.liojes@gmail.com www.professor-liojes.blogspot.com O que são Bancos de Dados? É o software que armazena, organiza, controla, trata e distribui os dados

Leia mais

Changelog 31/05/2011

Changelog 31/05/2011 Versão 2.0.006 Changelog 31/05/2011 RESUMO Página 1/10 Emissão de NFe - Nota Fiscal Eletrônica (modelo 55); Emissão de Nota Fiscal Via Única modelo 21; Emissão de Nota Fiscal Via Única modelo 22; Pool

Leia mais

ÍNDICE. Especificações Técnicas TOTVS Gestão Patrimonial (Patrimônio.Net) Válido para a versão 11.80.0

ÍNDICE. Especificações Técnicas TOTVS Gestão Patrimonial (Patrimônio.Net) Válido para a versão 11.80.0 ÍNDICE Apresentação... 3 1. Características do RM... 4 Interface Padrão Windows... 4 Ajuda On-line Sensível à Opção... 4 2. Natureza Funcional do Patrimônio.Net... 4 3. Limitações... 7 Limitações Técnicas...

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

PLANO DE CURSO PERFIL PROFISSIONAL

PLANO DE CURSO PERFIL PROFISSIONAL NOME DO CURSO 1522 - AUXILIAR ADMINISTRATIVO OCUPAÇÃO ASSISTENTE ADMINISTRATIVO MODALIDADE 21 - QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL BÁSICA - FORM. INICIAL CBO 4110100 CARGA HORÁRIA TOTAL 240 h OBJETIVO GERAL Executar

Leia mais

Changelog 30/04/2015. Versão 3.0.001

Changelog 30/04/2015. Versão 3.0.001 Versão 3.0.001 Changelog 30/04/2015 RESUMO Parcelamento de itens de atendimento Importação de nota fiscal de fornecedores via arquivo xml Envio de boleto vencido atualizado por e-mail Central de Notificações

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS DOCUMENTO DE REQUISITOS ID documento: Data: / / Versão : Responsável pelo documento: ID Projeto: HISTÓRICO DE REVISÕES Data de criação/ atualização Descrição da(s) Mudança(s) Ocorrida(s) Autor Versão do

Leia mais

Fenícia Automação Comercial

Fenícia Automação Comercial Fenícia Automação Comercial Introdução Indicado para estabelecimentos comerciais, rede de lojas ou franquias, o sistema FENÍCIA AUTOMAÇÃO COMERCIAL traz uma série de tecnologias de alto valor agregado

Leia mais