Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova."

Transcrição

1 Duração do exame: :3h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Problema Licenciatura em Engenharia e Arquitetura Naval Mestrado Integrado em Engenharia Aeroespacial Eletromagnetismo e Ótica º Semestre - 5/6 º Exame - 8//6 8:3h Duas esferas idênticas, de dimensões desprezáveis, massa e carga, encontramse suspensas, na proximidade da superfície da Terra, por dois fios de massa desprezável de comprimento, afastados, cada um, de um mesmo ângulo, relativamente à direção vertical, como indicado na figura. Os dois fios encontram-se no mesmo plano da reta que define a direção vertical e passa no ponto de suspensão dos mesmos. a) Determine a expressão do potencial elétrico resultante das cargas, num ponto à mesma distância das duas, sobre uma reta horizontal, como indicado na figura, em função do ângulo e dos parâmetros dados. Escreva a expressão da força elétrica entre as duas cargas em função dos parâmetros do problema. b) Mostre que o ângulo correspondente à condição de equilíbrio das duas esferas carregadas (tendo em conta o respetivo peso e a força elétrica entre ambas) pode ser dado por uma equação do tipo, e determine as expressões do coeficiente em função dos parâmetros do problema. Problema Uma bateria com uma tensão encontra-se ligada a uma resistência através de um cabo coaxial constituído por condutores ideais como indicado na figura. O condutor interior tem um raio e o condutor exterior tem um raio interno, e um raio externo como indicado na figura. Os dois condutores encontram-se separados por um dielétrico de permitividade elétrica e permeabilidade magnética. a) De acordo com a figura, tratando-se de condutores ideais, verifica-se que se estabelece uma distribuição superficial de carga correspondente a uma densidade de carga por unidade de comprimento no condutor interior e no condutor exterior. Determine i) a densidade linear de carga em função dos parâmetros geométricos do problema e da diferença de potencial ; ii) O campo eléctrico em função de, da distância ao eixo do cabo coaxial e dos parâmetros geométricos do problema; iii) as densidades superficiais de carga e na superfície externa do condutor interior e na superfície interna do condutor exterior. (sugestão: comece por calcular o campo elétrico em função de ). b) i) Determine o campo magnético no espaço entre os condutores ( ), em função de de, da resistência, da distância ao eixo do cabo coaxial e dos parâmetros geométricos do problema; ii) determine o vetor de Poynting no espaço entre os condutores e o respetivo fluxo através da secção transversal do dielétrico definida pelos valores de tais que ( ) e relacione o resultado obtido com a potência dissipada por efeito de Joule na resistência Problema 3 O circuito representado na figura á constituído por uma resistência plano de placas circulares de raio colocadas a uma distância e um condensador. Num instante inicial,, a tensão aos terminais do condensador é.

2 a) i) Qual o valor da carga do condensador no instante ; ii) Mostre que a função que descreve a diferença de potencial entre as placas do condensador pode ser determinada por uma equação diferencial do tipo: e determine o valor da constante. b) Sabendo que a equação diferencial referida na alínea anterior tem como solução, determine a expressão do campo magnético no espaço situado entre as placas do condensador, em função da distância ao eixo que passa pelo centro das mesmas. Sugestão: tenha em atenção a simetria do sistema. Problema 4 Considere o circuito representado na figura, constituído por dois condutores paralelos de resistência desprezável ligados por uma resistência. O circuito fecha-se através de uma barra metálica de comprimento de contacto e de massa que desliza, idealmente sem atrito mecânico, ligada a um ponto fixo por uma mola com uma constante elástica. O circuito encontra-se na presença de um campo magnético num ponto, uniforme perpendicular ao plano do mesmo, como indicado na figura. Num instante inicial a barra é libertada, ficando sujeita à força elástica da mola e simultaneamente, também sujeita à força magnética resultante da corrente induzida devida ao movimento da mesma na presença do campo magnético. representa a distância entre o ponto de equilíbrio da mola e a posição instantânea da barra. O ponto de equilíbrio da mola encontra-se a uma distância do fim do circuito (onde se encontra a resistência ). a) i) Escreva a expressão do fluxo do campo magnético em função da posição instantânea da barra (segundo o eixo dos ); ii) Determine a expressão da corrente induzida no circuito em função da velocidade instantânea da barra. b) i) Mostre que a equação diferencial que descreve o movimento da barra em termos da variável (posição instantânea da barra relativa ao ponto de equilíbrio da mola), desprezando o atrito mecânico, é do tipo e escreva a expressão dos coeficientes e em função dos parâmetros do problema. Problema 5 O sistema representado na figura destina-se ao estudo de propriedades óticas e eletromagnéticas de um material constituinte de uma barra transparente de comprimento. O sistema permite medir a diferença de tempo entre a chegada de dois sinais luminosos (aos pontos C e D) tendo partido simultaneamente dos pontos A e B representados na figura. O sinal que parte do ponto B realiza todo o percurso no ar (propriedades eletromagnéticas aproximadamente iguais às do vácuo) (até C) enquanto o sinal que parte do ponto A percorre uma parte da distância que o separa do detetor (ponto D) no material em estudo. a) Sabendo que o material constituinte da barra tem uma permeabilidade magnética semelhante à do vácuo, e que a diferença de tempos entre os dois percursos é, determine a permitividade elétrica deste material para frequências óticas. b) Considerando que, nas condições referidas na alínea a), se utiliza um feixe laser de He-Ne (luz monocromática de comprimento de onda no ar) com polarização vertical (perpendicular ao plano da figura), e que se propaga segundo o eixo dos como indicado na figura: i) determine a frequência e o comprimento de onda da luz que se propaga na barra transparente; ii) escreva as expressões do campo elétrico e do campo magnético associados à onda eletromagnética no interior da barra, considerando uma amplitude para o campo elétrico (se não resolveu a alínea anterior considere, a velocidade da luz no material da barra).

3 Expressões E q n i rˆ i 4 i r i V A V B E dr AB J N. q. v J E c I S J n ds c R ; c A c Q C V I dq dt V RI P VI LI di V L L dt Z L i.. L V C I. dt C Z C i.. C CV LI U C U L Idx F q. E v B F m I. d B v B e I e r a 4 r N r D B B D E H J t t S D n ds D E P P E e D E E Q int S H B n ds B M H B M d E d dt B H d I c c m int d dt D 8 3. ms m m C N m 7-4 NA 9 q e.69 C m 3 e 9. kg R L LC I I e t cos t F F x QCte x V Cte U x U x f T vt T k c c n m n sin n sin m sin n c tan n B n n d sin m d sin m asin m

4 Soluções: Problema a) Para a carga da direita (eixo dos horizontal, sentido da esquerda para a direita): (força com o mesmo módulo e direção mas sentido contrário para a carga da esquerda) b) No ponto de equilíbrio os módulos das componentes tangenciais da força elétrica e do peso são iguais: Comparando com a equação dada no enunciado ( ), obtemos:

5 Problema a) i) Usando coordenadas cilíndricas e atendendo à geometria do problema (aproximação condutor infinito): (estas coordenadas e aproximação são igualmente utilizadas na alínea b)) ii) iii) b) O fluxo do vetor de Poynting através da superfície transversal do dielétrico é exatamente igual à potência dissipada por efeito de Joule na resistência.

6 Problema 3 a) Aproximação: condensador plano infinito (condição: com neste caso) i) com densidade de carga uniforme. Logo é independente de. Com ii) Comparando com a equação do enunciado obtemos:

7 b) No interior do condensador não há corrente de condução, logo: Atendendo à simetria do sistema as linhas do campo logo: no interior do condensador serão circunferências, Com: Verificação: No exterior do condensador o campo magnético resultante da corrente de deslocamento tem que ser equivalente ao produzido pela corrente de condução, ou seja (aplicando a lei de Ampère): No limite das placas ( ) temos então: Esta expressão é idêntica à expressão (), obtida através do cálculo da corrente de deslocamento, para

8 Problema 4 a) i) ii) b) é um vetor de módulo, direção horizontal e sentido de circulação da corrente (dado pela aplicação da lei de Faraday). Note-se que é perpendicular a. O módulo da força magnética exercida sobre a barra é dado por: e o sentido é contrário à velocidade (atendendo ao sentido da corrente definido pela lei de Faraday). Na ausência de atrito mecânico a equação do movimento da barra é dada por: Ou, tendo em conta que o que o movimento é unidimensional (descrito pela variável ), Comparando com a equação apresentada no enunciado, Obtemos:

9 Problema 5 a) b) i)

10 ii) No casp geral, para uma onda plana eletromagnética plana sinusoidal temos: Neste caso a onda propaga-se segudo logo. A velocidade da luz no meio é

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 04/2016-PROGRAD PROVA ESCRITA ÁREA: FÍSICA GERAL Questão 1. (Valor 2,0) Um foguete modelo de 4,00 kg é lançado verticalmente para cima com

Leia mais

Física Unidade VI Série 2

Física Unidade VI Série 2 01 A força magnética F é perpendicular, simultaneamente, ao campo indução B e a velocidade v. No entanto v e B não são, necessariamente, perpendiculares entre si. Resposta: B 1 02 Como a velocidade é paralelo

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V.

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V. COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 3º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA Engenharia Civil Exercícios de Física de Física Ficha 8 Corpo Rígido Capítulo 6 Ano lectivo 010-011 Conhecimentos e capacidades a adquirir pelo aluno Aplicação das leis fundamentais da dinâmica. Aplicação

Leia mais

Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente

Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente 1. Em um certo local das Filipinas o campo magnético da Terra tem um modulo de 39 µt, é horizontal e aponta exatamente para o norte. Suponha

Leia mais

1º SIMULADO DISCURSIVO IME FÍSICA

1º SIMULADO DISCURSIVO IME FÍSICA FÍSICA Questão 1 Considere o veículo de massa M percorrendo uma curva inclinada, de ângulo, com raio R constante, a uma velocidade V. Supondo que o coeficiente de atrito dos pneus com o solo seja, calcule

Leia mais

2ª Lista de exercícios de Fenômenos Ondulatórios

2ª Lista de exercícios de Fenômenos Ondulatórios 2ª Lista de exercícios de Fenômenos Ondulatórios Prof. Renato 1. Dada uma onda em uma corda como função de x e t. No tempo igual a zero essa onda é representada na figura seguir (y em função de x): 0,6

Leia mais

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários.

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. Lista de exercício 3 - Fluxo elétrico e Lei de Gauss Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. 1. A superfície quadrada da Figura tem 3,2 mm de lado e está imersa

Leia mais

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan.

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Campo Elétrico - E O campo elétrico E - é um conceito definido pela força que uma carga (usualmente uma carga de teste) experimentaria se fosse

Leia mais

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica Escolha a alternativa correta 1. (MACKENZIE) Um condutor retilíneo de comprimento 0,5 m

Leia mais

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h.

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h. Fisica 1 Valores de algumas constantes físicas celeração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 1,0 g/cm 3 Calor específico da água: 1,0 cal/g C Carga do elétron: 1,6 x 10-19 C Velocidade da luz no

Leia mais

Problemas de Mecânica e Ondas 1

Problemas de Mecânica e Ondas 1 Problemas de Mecânica e Ondas 1 P 1.1 ( Introdução à Física J. Dias de Deus et al., Mc Graw Hill, 2000) Considere uma rã a a saltar. a) Qual será o ângulo de lançamento preferido da rã? Porquê? b) Se,

Leia mais

Universidade Federal Rural do Semi Árido UFERSA Pro Reitoria de Graduação PROGRAD Disciplina: Física II Professora: Subênia Medeiros

Universidade Federal Rural do Semi Árido UFERSA Pro Reitoria de Graduação PROGRAD Disciplina: Física II Professora: Subênia Medeiros Universidade Federal Rural do Semi Árido UFERSA Pro Reitoria de Graduação PROGRAD Disciplina: Física II Professora: Subênia Medeiros Movimento Periódico O movimento é um dos fenômenos mais fundamentais

Leia mais

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA.

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA. Trabalho e Energia UFPB/98 1. Considere a oscilação de um pêndulo simples no ar e suponha desprezível a resistência do ar. É INCORRETO afirmar que, no ponto m ais baixo da trajetória, a) a energia potencial

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA. FÍSICA IV Óptica e Física Moderna. Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA. FÍSICA IV Óptica e Física Moderna. Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA FÍSICA IV Óptica e Física Moderna Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling O plano de ensino Bibliografia: Geração de ondas eletromagnéticas Propriedades das ondas eletromagnéticas

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo Eletromagnetismo Eletromagnetismo 1. Um imã preso a um carrinho desloca-se com velocidade constante ao longo de um trilho horizontal. Envolvendo o trilho há uma espira metálica, como mostra a figura. Pode-se

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER)

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) 1) Uma máquina consome 4000 J de energia em 100 segundos. Sabendo-se que o rendimento dessa máquina é de 80%, calcule

Leia mais

FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2014 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 O cérebro humano determina a direção de onde provém um som por meio da diferença de fase entre

Leia mais

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 1 1 Sendo a carga elementar e = 1,6.10-19 C, a quantidade de elétrons que passa condutor nos 10 s vale 3,75.10 17. 2 2 A corrente

Leia mais

Introdução. Perturbação no primeiro dominó. Perturbação se propaga de um ponto a outro.

Introdução. Perturbação no primeiro dominó. Perturbação se propaga de um ponto a outro. Capitulo 16 Ondas I Introdução Perturbação no primeiro dominó. Perturbação se propaga de um ponto a outro. Ondas ondas é qualquer sinal (perturbação) que se transmite de um ponto a outro de um meio com

Leia mais

Considere os seguintes dados nas questões de nº 01 a 04. Determine a grandeza que falta (F m,v,b)

Considere os seguintes dados nas questões de nº 01 a 04. Determine a grandeza que falta (F m,v,b) Considere os seguintes dados nas questões de nº 01 a 04. Determine a grandeza que falta (F m,v,b) 01. 02. 03. 04. 05. A figura representa um fio condutor reto de comprimento 10cm, percorrido por corrente

Leia mais

4* 2* ; o mesmo se passa para 4* 1. no exterior, iremos considerar de valor desprezável os integrais dos percursos 2* 3, 3 4 e 4 4*.

4* 2* ; o mesmo se passa para 4* 1. no exterior, iremos considerar de valor desprezável os integrais dos percursos 2* 3, 3 4 e 4 4*. As "Referências" são relativas ao livro : "Electromagnetismo Alfredo arbosa Henriques, Jorge Crispim Romão, IST Press, Colecção Ensino da Ciência e da Tecnologia, nº18. 3ª semana: 5 a 7 Março 014 Objectivo

Leia mais

3. (Unirio RJ) Assinale a opção que apresenta a afirmativa correta, a respeito de fenômenos eletromagnéticos:

3. (Unirio RJ) Assinale a opção que apresenta a afirmativa correta, a respeito de fenômenos eletromagnéticos: Lista 10 - Eletromagnetismo 1. (PUC MG) A figura mostra o nascer do Sol. Dos pontos A, B, C e D, qual deles indica o Sul geográfico? a) A. b) B. c) C. d) D. 2. (UFMG) A figura mostra uma pequena chapa

Leia mais

Força Magnética sobre Correntes Eléctricas

Força Magnética sobre Correntes Eléctricas Força Magnética sobre Correntes Eléctricas Quando um fio condutor percorrido por uma corrente eléctrica é colocado numa região onde existe um campo magnético, fica sujeito a uma força, que é igual à soma

Leia mais

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 )

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 ) FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores não

Leia mais

d) calcule o potencial elétrico em qualquer ponto da superfície e do interior da esfera.

d) calcule o potencial elétrico em qualquer ponto da superfície e do interior da esfera. Na solução da prova, use quando necessário: 8 Velocidade da luz no vácuo c = 3, 1 m/s 7 Permeabilidade magnética do vácuo µ =4π 1 T m / A 9 2 2 Constante eletrostática no vácuo K=9 1 N m / C Questão 1

Leia mais

Electromagnetismo e Física Moderna. Conhecer um método para a determinação da capacidade eléctrica

Electromagnetismo e Física Moderna. Conhecer um método para a determinação da capacidade eléctrica Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia Departamento de Física 1 Compreender o que é um condensador eléctrico Electromagnetismo e Física Moderna Capacidade e condensadores Conhecer

Leia mais

Princípios de Eletricidade Magnetismo

Princípios de Eletricidade Magnetismo Princípios de Eletricidade Magnetismo Corrente Elétrica e Circuitos de Corrente Contínua Professor: Cristiano Faria Corrente e Movimento de Cargas Elétricas Embora uma corrente seja um movimento de partícula

Leia mais

Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo

Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo Prof. Vicente Barros 1- Revisão de vetores. 2- Revisão sobre carga elétrica. 3- Revisão condutores e isolantes 4- Revisão sobre Lei de Coulomb. Revisão de

Leia mais

PROCESSO DE INGRESSO NA UPE

PROCESSO DE INGRESSO NA UPE PROCESSO DE INGRESSO NA UPE FÍSICA 2º dia 1 FÍSICA VESTIBULAR Nas questões com respostas numéricas, considere π = 3,00 e o módulo da aceleração da gravidade como g = 10,0 m/s 2 1. Um tanque de uma refinaria

Leia mais

1. Conceito de capacidade 2. Tipos de condensadores. 3. Associação de condensadores. 4. Energia de um condensador. 5. Condensador plano paralelo com

1. Conceito de capacidade 2. Tipos de condensadores. 3. Associação de condensadores. 4. Energia de um condensador. 5. Condensador plano paralelo com 1. Conceito de capacidade 2. Tipos de condensadores. 3. Associação de condensadores. 4. Energia de um condensador. 5. Condensador plano paralelo com dieléctrico. Utilidade: Armazenamento de carga e energia

Leia mais

Física - 1. Dados numéricos

Física - 1. Dados numéricos Física - 1 Dados numéricos celeração da gravidade: 1 m/s Densidade da água: 1, g/cm 3 Velocidade da luz no vácuo: 3, x 1 8 m/s 1 atm = 1, x 1 5 N/m = 1 4 π o = 9, x 1 9 N.m C 1. O gráfico da velocidade

Leia mais

PROVA MODELO Duração da prova: 120 minutos. Grupo 1 - Três questões de resposta múltipla de matemática.

PROVA MODELO Duração da prova: 120 minutos. Grupo 1 - Três questões de resposta múltipla de matemática. Página 1 de 9 Provas de ingresso específicas para avaliar a capacidade para a frequência do ciclo de estudos de licenciatura, pelos titulares de um diploma de especialização tecnológica, Decreto-Lei n.º

Leia mais

Lista 5: Trabalho e Energia

Lista 5: Trabalho e Energia Lista 5: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder a

Leia mais

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta 1 Sumário Capacitor Indutor 2 Capacitor Componente passivo de circuito. Consiste de duas superfícies condutoras separadas por um material não condutor

Leia mais

INDUÇÃO MAGNÉTICA. Indução Magnética

INDUÇÃO MAGNÉTICA. Indução Magnética INDUÇÃO MAGNÉTIA Prof. ergio Turano de ouza Lei de Faraday Força eletromotriz Lei de Lenz Origem da força magnética e a conservação de energia.. 1 Uma corrente produz campo magnético Um campo magnético

Leia mais

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA Em 1819, Oersted ao aproximar uma bússola de um fio percorrido por corrente, observou que a agulha se movia, até se posicionar num plano perpendicular ao fio. Esta

Leia mais

Notas de Aula de Física

Notas de Aula de Física Versão preliminar 9 de setembro de 00 Notas de Aula de ísica. EQUIÍBRIO... CONDIÇÕES ARA O EQUIÍBRIO... SOUÇÃO DE AGUNS ROBEMAS... 0... 5... 9... 4 5... 5 7... 6 4... 7 5... 8 9... 8 rof. Romero Tavares

Leia mais

Theory Portuguese (Portugal) Por favor leia as instruções gerais no envelope separado antes de começar este problema.

Theory Portuguese (Portugal) Por favor leia as instruções gerais no envelope separado antes de começar este problema. Q3-1 Large Hadron Collider (10 pontos) Por favor leia as instruções gerais no envelope separado antes de começar este problema. Nesta tarefa é discutida alguma física do acelerador de partículas LHC (Large

Leia mais

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano?

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano? 2ª Série do Ensino Médio 01. No sistema a seguir, A e B têm massa m = 10 kg e a = 45 0. A aceleração da gravidade é de 10 m/s 2 e o peso da corda, o atrito no eixo da roldana e a massa da roldana são desprezíveis:

Leia mais

Primeira Prova 2. semestre de /10/2013 TURMA PROF.

Primeira Prova 2. semestre de /10/2013 TURMA PROF. D Física Teórica II Primeira Prova 2. semestre de 2013 19/10/2013 ALUNO TURMA PROF. ATENÇÃO LEIA ANTES DE FAZER A PROVA 1 Assine todas as folhas das questões antes de começar a prova. 2 - Os professores

Leia mais

25-1 Capacitância. Figura 25-1 Vários tipos de capacitores. Fonte: PLT 709. Me. Leandro B. Holanda,

25-1 Capacitância. Figura 25-1 Vários tipos de capacitores. Fonte: PLT 709. Me. Leandro B. Holanda, 25-1 Capacitância Capacitor é um dispositivo usado para armazenar energia elétrica. As pilhas de uma máquina fotográfica, por exemplo, armazenam a energia necessária para disparar um flash, carregando

Leia mais

Eletrostática. (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura.

Eletrostática. (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura. Eletrostática Prof: Diler Lanza TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura. Um dos anéis é de

Leia mais

10 T, circunferências concêntricas. 10 T, 10 T, radiais com origem no eixo do solenoide. 10 T, retas paralelas ao eixo do solenoide. 9 π.

10 T, circunferências concêntricas. 10 T, 10 T, radiais com origem no eixo do solenoide. 10 T, retas paralelas ao eixo do solenoide. 9 π. 1. Considere um longo solenoide ideal composto por 10.000 espiras por metro, percorrido por uma corrente contínua de 0,2A. O módulo e as linhas de campo magnético no interior do solenoide ideal são, respectivamente:

Leia mais

A força magnética tem origem no movimento das cargas eléctricas.

A força magnética tem origem no movimento das cargas eléctricas. Grandezas Magnéticas Força e Campo Magnético A força magnética tem origem no movimento das cargas eléctricas. Considere os dois fios condutores paralelos e imersos no espaço vazio representados na Figura

Leia mais

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação Lista de exercícios 9 - Indução e Indutância 1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação φ B = 6,0t2 + 7,0t, onde φb está em miliwebers e t em segundos. (a) Qual

Leia mais

IJSO Preparação de Física (Lista 03) Aluno: Código:

IJSO Preparação de Física (Lista 03) Aluno: Código: IJSO Preparação de Física (Lista 03) Aluno: Código: Dados: g = 10 m /s 2 1 atm = 1,0.10 5 Pa Parte I: Questões (valor: 8,5) 01. (1,0) Dois trens I e II, cujas frentes distam A metros entre si no instante

Leia mais

Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano.

Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano. Valor do trabalho: 10 pontos NOTA: Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano. Trabalho de recuperação paralela de Física Setor A Prof. Douglas Rizzi Data: / / INSTRUÇÕES GERAIS: Responda os testes com atenção

Leia mais

Segunda Verificação de Aprendizagem (2 a V.A.) - 09/07/2014

Segunda Verificação de Aprendizagem (2 a V.A.) - 09/07/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Física Disciplina: Física Geral I Prof.: Carlos Alberto Aluno(a): Matrícula: Questão 1. Responda: Segunda Verificação

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE FÍSICA 3 a SÉRIE. Lembrete. Assuntos a serem estudados. O que fazer

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE FÍSICA 3 a SÉRIE. Lembrete. Assuntos a serem estudados. O que fazer ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE FÍSICA 3 a SÉRIE Nome: Nº Série: 3º EM Data: / /2015Professores Gladstone e Gromov Lembrete - Esta é mais uma oportunidade para você recuperar suas notas e aprender o necessário

Leia mais

Física 1. 2 a prova 02/07/2016. Atenção: Leia as recomendações antes de fazer a prova.

Física 1. 2 a prova 02/07/2016. Atenção: Leia as recomendações antes de fazer a prova. Física 1 2 a prova 02/07/2016 Atenção: Leia as recomendações antes de fazer a prova. 1- Assine seu nome de forma LEGÍVEL na folha do cartão de respostas. 2- Leia os enunciados com atenção. 3- Analise sua

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO 1. (Ufpe 96) Duas cargas elétricas - Q e + q são mantidas nos pontos A e B, que distam 82 cm um do outro (ver figura). Ao se medir o potencial elétrico no ponto C, à direta de B e situado sobre a reta

Leia mais

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 # Velocidade escalar média # Movimento retilíneo uniforme # Movimento retilíneo uniformemente variado # Movimento de queda livre dos corpos # Movimento

Leia mais

Capacitância e Dielétricos

Capacitância e Dielétricos Capacitância e Dielétricos 1 Um capacitor é um sistema constituído por dois condutores separados por um isolante (ou imersos no vácuo). Placas condutoras Carga elétrica Isolante (ou vácuo) Símbolos Em

Leia mais

MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO

MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa T4 FÍSICA EXPERIMENTAL I - 007/08 MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO 1. Objectivo Estudo do movimento de rotação de um corpo

Leia mais

Física. B) Determine a distância x entre o ponto em que o bloco foi posicionado e a extremidade em que a reação é maior.

Física. B) Determine a distância x entre o ponto em que o bloco foi posicionado e a extremidade em que a reação é maior. Física 01. Uma haste de comprimento L e massa m uniformemente distribuída repousa sobre dois apoios localizados em suas extremidades. Um bloco de massa m uniformemente distribuída encontra-se sobre a barra

Leia mais

Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Aula

Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Aula Aula 3 010 Movimento Harmônico Simples: Exemplos O protótipo físico do movimento harmônico simples (MHS) visto nas aulas passadas um corpo de massa m preso a uma mola executando vibrações de pequenas amplitudes

Leia mais

MODO COMPLETO, AS ETAPAS E OS CÁLCULOS

MODO COMPLETO, AS ETAPAS E OS CÁLCULOS Física QUESTÕES de 01 a 06 LEIA CUIDADOSAMENTE O ENUNCIADO DE CADA QUESTÃO, FORMULE SUAS RESPOSTAS COM OBJETIVIDADE E CORREÇÃO DE LINGUAGEM E, EM SEGUIDA, TRANSCREVA COMPLETAMENTE CADA UMA NA FOLHA DE

Leia mais

Aula 4_1. Capacitores. Física Geral e Experimental III Prof. Cláudio Graça Capítulo 4

Aula 4_1. Capacitores. Física Geral e Experimental III Prof. Cláudio Graça Capítulo 4 Aula 4_1 Capacitores Física Geral e Experimental III Prof. Cláudio Graça Capítulo 4 Capacitores Definição da Capacitância: capacitor e sua capacitância Carga de um capacitor Exemplos de Cálculo da Capacitância

Leia mais

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos /

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos / 6.º Teste de ísica e Química A 10.º A maio 2013 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. GRUPO I As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção / GRUPO I (Exame 2013-2ª Fase) 1. (B) 2. 3. 3.1. Para que a intensidade média da radiação solar seja 1,3 x 10 3 Wm -2 é necessário que

Leia mais

EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE

EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE 10.1 OBJETIVOS Determinar o valor da componente horizontal da indução magnética terrestre local. 10.2 INTRODUÇÃO Num dado lugar

Leia mais

Theory Portugues BR (Brazil) Por favor, leia as instruções gerais que se encontram no envelope separado antes de iniciar este problema.

Theory Portugues BR (Brazil) Por favor, leia as instruções gerais que se encontram no envelope separado antes de iniciar este problema. Q3-1 LHC - Grande Colisor de Hádrons (10 pontos). Por favor, leia as instruções gerais que se encontram no envelope separado antes de iniciar este problema. Neste problema, iremos estudar a física do acelerador

Leia mais

MOVIMENTO OSCILATÓRIO

MOVIMENTO OSCILATÓRIO MOVIMENTO OSCILATÓRIO 1.0 Noções da Teoria da Elasticidade A tensão é o quociente da força sobre a área aplicada (N/m²): As tensões normais são tensões cuja força é perpendicular à área. São as tensões

Leia mais

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein # Ler todas as teorias # Refazer todos os exercícios dados em aula. # Refazer todos os exercícios feitos do livro. # Refazer

Leia mais

FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS 2º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº

FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS 2º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº Sala de Estudos ENERGIA MECÂNICA, POTÊNCIA E ELETRODINÂMICA 1. (Espcex (Aman) 014) Uma esfera é lançada

Leia mais

CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES

CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES Introdução A existência do magnetismo foi observada há cerca de 2500 anos quando certo tipo de pedra (magnetita) atraía fragmentos de ferro, que são conhecidos como ímãs permanentes.

Leia mais

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes Lei de Coulomb Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes A intensidade F da força de interação eletrostática entre duas cargas elétricas puntiformes q 1 e q 2, é diretamente proporcional ao produto

Leia mais

FÍSICA - TIPO C. v(m/s) t(s) Dados:

FÍSICA - TIPO C. v(m/s) t(s) Dados: Dados: FÍSICA - Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 sen(37 o ) = 0,60; cos(37 o ) = 0,80 sen(60 o ) = 0,86; cos(60 o ) = 0,50 1. Uma partícula se move ao longo do eixo x. A figura mostra o gráfico da velocidade

Leia mais

FÍSICA - TIPO A. Dados:

FÍSICA - TIPO A. Dados: Dados: FÍSICA - Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 sen(37 o ) = 0,60; cos(37 o ) = 0,80 sen(60 o ) = 0,86; cos(60 o ) = 0,50 1. Um fio cilíndrico é percorrido por uma corrente constante de 20 ma, onde 1

Leia mais

Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza. Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho

Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza. Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo I Prof. Daniel Orquiza Eletromagnetismo I Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo I - Eletrostática Forças Magnéticas (Capítulo 8 Páginas 230 a 238) Força sobre uma carga em

Leia mais

CÁLCULO DAS CARACTERÍSTICAS DE CABOS

CÁLCULO DAS CARACTERÍSTICAS DE CABOS CÁLCULO DAS CARACTERÍSTICAS DE CABOS Relatório Intercalar PARA CONSTRUÇÃO DE MODELOS DE LINHA 1 2010 BOLSA DE INTEGRAÇÃO À INVESTIGAÇÃO MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES

Leia mais

INDUÇÃO MAGNÉTICA. 1 Resumo. 2 Fundamento Teórico

INDUÇÃO MAGNÉTICA. 1 Resumo. 2 Fundamento Teórico Protocolos das Aulas Práticas 6/7 INDUÇÃO MAGNÉTICA 1 Resumo Um campo magnético de intensidade e frequência variáveis é produzido num solenóide longo. Dentro deste último são introduzidos enrolamentos

Leia mais

incidência igual a 0. Após incidir sobre essa superfície, sua velocidade é reduzida a 5 6 sen θ θ

incidência igual a 0. Após incidir sobre essa superfície, sua velocidade é reduzida a 5 6 sen θ θ 1) Na figura abaixo, o bloco 1, de massa m 1 = 1,0 kg, havendo partido do repouso, alcançou uma velocidade de 10 m/s após descer uma distância d no plano inclinado de 30. Ele então colide com o bloco,

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Exercícios Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Exercício 01 01)

Leia mais

Electromagnetismo. Campo Magnético:

Electromagnetismo. Campo Magnético: Campo Magnético: http://www.cartoonstock.com/lowres/hkh0154l.jpg Campo Magnético: Existência de ímans Corrente eléctrica A bússola é desviada http://bugman123.com/physics/oppositepoles large.jpg Observação

Leia mais

Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo)

Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo) Lista de Magnetismo Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo) 1) (FUVEST 00) Apoiado sobre uma mesa, observa-se o trecho de um fio longo, ligado a uma bateria. Cinco bússolas são colocadas próximas

Leia mais

PASES ª Etapa - 4º dia:30/05/2005 3ª FASE e FASE ÚNICA GRUPO 1 01 PROGRAMA DE ACESSO SERIADO AO ENSINO SUPERIOR

PASES ª Etapa - 4º dia:30/05/2005 3ª FASE e FASE ÚNICA GRUPO 1 01 PROGRAMA DE ACESSO SERIADO AO ENSINO SUPERIOR 2ª Etapa - 4º dia:30/05/2005 3ª FASE e FASE ÚNICA GRUPO 1 01 FÍSICA 01 Uma esfera de peso 500 N é colocada em equilíbrio entre dois planos inclinados A e B, sem atrito, conforme figura. Calcule o módulo

Leia mais

Problema 1. (15 pontos)

Problema 1. (15 pontos) Problema 1 O Sr. Gutiérrez viaja todos os dias, à mesma hora, de Montevideo a Tarariras, onde trabalha. O trajecto/trajeto Montevideo-Colonia é feito em comboio/trem, enquanto que de Colonia a Tarariras

Leia mais

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC.

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC. Questão 1: Um recipiente metálico, isolado termicamente, pode ser usado como calorímetro. Com esse objetivo, é preciso determinar primeiramente a capacidade térmica C do calorímetro, o que pode ser feito

Leia mais

Capítulo 21: Cargas Elétricas

Capítulo 21: Cargas Elétricas 1 Carga Elétrica Capítulo 21: Cargas Elétricas Carga Elétrica: propriedade intrínseca das partículas fundamentais que compõem a matéria. As cargas elétricas podem ser positivas ou negativas. Corpos que

Leia mais

Profº Carlos Alberto

Profº Carlos Alberto Rotação Disciplina: Mecânica Básica Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: Como descrever a rotação de um corpo rígido em termos da coordenada angular,

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Informação Prova da Disciplina de Física e Química - Módulo: 4 Circuitos elétricos. Modalidade

Leia mais

Movimento em 2 ou 3 dimensões

Movimento em 2 ou 3 dimensões Movimento em 2 ou 3 dimensões O vetor Posição z y O r x Escolha de uma origem (O) do sistema de coordenadas (x,y,z). Versores: i, j, k i = j = k =1 O vetor Posição z y O r x Escolha de uma origem (O) do

Leia mais

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 23 (pág. 78) AD TM TC. Aula 24 (pág. 79) AD TM TC. Aula 25 (pág.

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 23 (pág. 78) AD TM TC. Aula 24 (pág. 79) AD TM TC. Aula 25 (pág. Física Setor A Prof.: Índice-controle de Estudo Aula 3 (pág. 78) AD M C Aula (pág. 79) AD M C Aula 5 (pág. 79) AD M C Aula 6 (pág. 8) AD M C Aula 7 (pág. 8) AD M C Aula 8 (pág. 83) AD M C Revisanglo Semi

Leia mais

Definição de Onda. Propriedade fundamental das ondas

Definição de Onda. Propriedade fundamental das ondas Apostila 7 Setor B Aulas 33 a 35 Página 147 Ondulatória Definição de Onda Onda é qualquer perturbação que se propaga através de um meio. Propriedade fundamental das ondas Uma onda transmite energia, sem

Leia mais

Exame Mecânica e Ondas Curso: MIEET data: 02/05/12. Nome:... Número:... Grupo I (10 valores)

Exame Mecânica e Ondas Curso: MIEET data: 02/05/12. Nome:... Número:... Grupo I (10 valores) Exame Mecânica e Ondas Curso: MIEET data: 02/05/12 Nome:... Número:... Pode utilizar uma calculadora e uma folha A4 (duas páginas) com fórmulas. Utilize g = 9,80 m/s 2. Grupo I (10 valores) Assinalar a

Leia mais

MECÂNICA DOS SOLOS II. Acréscimos de Tensão no Solo

MECÂNICA DOS SOLOS II. Acréscimos de Tensão no Solo MECÂNICA DOS SOLOS II Acréscimos de Tensão no Solo Aula 3 - Notas de aula Distribuição de Tensão no Solo Muitos problemas em obras de engenharia são causados por recalques, empuxos de terras, e capacidade

Leia mais

Física VIII. Aula 2 Sandro Fonseca de Souza. 1

Física VIII. Aula 2 Sandro Fonseca de Souza. 1 Física VIII Aula 2 Sandro Fonseca de Souza 1 sandro.fonseca.cern@gmail.com Normas e Datas Atendimento ao estudante: sextas-feiras de 14:00-15:00 na sala 3016 A. Os alunos com menos de 75% de presença serão

Leia mais

Desprezando todo tipo de atrito, se as esferas forem soltas em um mesmo instante, é CORRETO afirmar que:

Desprezando todo tipo de atrito, se as esferas forem soltas em um mesmo instante, é CORRETO afirmar que: 6 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 005-007 FÍSICA QUESTÕES DE 11 A 0 11. Três esferas pequenas de massas e raios iguais encontram-se em repouso a uma altura (h) nas extremidades de três trilhos (I,

Leia mais

a) Represente as demais forças que atuam na caixa e escreva quem exerce cada uma dessas forças. b) Calcule o módulo dessas forças.

a) Represente as demais forças que atuam na caixa e escreva quem exerce cada uma dessas forças. b) Calcule o módulo dessas forças. 1) Dois carros, A e B, em movimento retilíneo acelerado, cruzam um mesmo ponto em t = 0 s. Nesse instante, a velocidade v 0 de A é igual à metade da de B, e sua aceleração a corresponde ao dobro da de

Leia mais

Prova de Questões Analítico-Discursivas FÍSICA

Prova de Questões Analítico-Discursivas FÍSICA 1 Um garoto lança horizontalmente uma bola, da altura de 80,0 cm, com a intenção de atingir um buraco situado a 0,0080 km do ponto de lançamento, conforme figura abaixo. Com qual velocidade inicial, em

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Curso Profissional de Técnico de Multimédia Informação Prova da Disciplina de Física - Módulo: 1 Forças e Movimentos; Estática Modalidade da Prova: Escrita Ano

Leia mais

Capítulo 23: Lei de Gauss

Capítulo 23: Lei de Gauss Capítulo 23: Lei de Gauss O Fluxo de um Campo Elétrico A Lei de Gauss A Lei de Gauss e a Lei de Coulomb Um Condutor Carregado A Lei de Gauss: Simetria Cilíndrica A Lei de Gauss: Simetria Plana A Lei de

Leia mais

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r F Física 1999 1. estrela mais próxima está a 4,5 anos-luz da Terra. O ano-luz é a distância que a luz percorre, no vácuo, em um ano. Sendo assim, ao observarmos a abóboda celeste, estamos vendo o a) futuro.

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Instituto de Física Lista de exercícios para a P2 - Física 1

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Instituto de Física Lista de exercícios para a P2 - Física 1 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Instituto de Física Lista de exercícios para a P2 - Física 1 1. Dois corpos A e B, de massa 16M e M, respectivamente, encontram-se no vácuo e estão separados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA Disciplina: Física Básica III Prof. Dr. Robert R.

Leia mais

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade 1 DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade GRANDEZAS ESCALARES São grandezas que se caracterizam apenas por um valor acompanhado uma unidade

Leia mais

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO SOLUÇÃO PC. 01 [E] Como a partícula é abandonada do repouso, ela sofre ação apenas da força elétrica, acelerando na mesma direção do campo elétrico. Como os dois campos têm

Leia mais