Compilação de Kernel baseado na versão 2.6 para o LTSP 4.2 Edilson Osório Junior ed.junior at oztechnology.com.br São Paulo Brasil 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Compilação de Kernel baseado na versão 2.6 para o LTSP 4.2 Edilson Osório Junior ed.junior at oztechnology.com.br São Paulo Brasil 2008"

Transcrição

1 Edilson Osório Junior ed.junior at oztechnology.com.br São Paulo Brasil 2008 Resumo Existem muitos sistemas desenvolvidos para funcionar com o LTSP 4.2. Com a evolução do hardware e aparecimento de novas placas-mãe no mercado, o kernel original não consegue reconhecer alguns dispositivos, como a placa de rede por exemplo. Com a compilação de um kernel mais moderno, esses problemas de reconhecimento serão resolvidos, aumentando o tempo de vida de alguns sistemas que ainda não puderam ser totalmente migrados. Abstract There is so many systems developed to work under LTSP 4.2. With the hardware evolution and the new motherboards, the original kernel can t recognize some devices, like the network interface. Compiling a modern kernel, those recognizing problems could be solved, increasing the time of life of some systems that couldn t be totally migrated. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

2 Índice Índice...2 Escopo...3 Introdução...3 Cenário...5 Pré-requisitos...5 Metodologia...7 Construindo o Kernel:...7 Baixando um kernel atualizado para o LTSP Construindo o novo kernel para o LTSP utilizando o LBE...13 Problemas encontrados...14 Erros de kernel panic...14 Kernel panic not syncing: VFS: Unable do mount root fs on unknown-block(1,0)...14 Kernel panic not syncing: No init found. Try passing init= option to kernel...14 Kernel panic not syncing: Attempted do kill init!...15 Erro de rc.early_sysinit...17 sh: line 1: /etc/rc.early_sysinit: No such file or directory...17 Erro de inicialização do X no terminal burro...18 Unrecognized option: vttty Conclusão...20 Referências bibliográficas...21 Anexo I Arquivos rc.early_sysinit e rc.sysinit...22 Anexo II Arquivo.config funcional do kernel Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

3 Escopo Este documento explica como criar um kernel customizado para o LTSP, baseado no kernel versão 2.6, partindo do princípio que o LTSP esteja instalado e funcionando adequadamente. Introdução Desde o lançamento do LTSP versão 4.2, o kernel que o acompanhava era muito limitado, com poucos drivers e quase nenhum suporte a hardware. Conforme os equipamentos disponíveis no mercado foram evoluindo, passamos a ter muitos problemas de reconhecimento de placas de rede e vídeo, porque os drivers que acompanhavam o LTSP eram muito antigos e, por exemplo, ainda não tinham suporte à redes Gigabit. Esse fator começou a gerar despesas para as empresas e para seus clientes, pois, paleativamente, passaram a adotar placas de rede offboard e boot via disquete, posteriormente passando para boot via pendrive, ambos com roms obtidas no ROM-o-matic, aumentando o custo do hardware. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

4 Outro ponto é a migração dos sistemas desenvolvidos e baseados em LTSP 4.2 para o LTSP 5, que é dependente da distribuição onde ele foi integrado. Provavelmente a distribuição mais avançada em termos dessa integração é o Ubuntu, que investiu muito na integração do LTSP 5 na sua distribuição e, mesmo assim, a estrutura é muito diferente da estrutura do LTSP 4.2, necessitando uma re-engenharia generalizada do software para se adaptar à nova estrutura. Com um novo kernel mais atualizado, além de reduzir custos com hardware, podemos ainda ganhar tempo na migração de sistemas para outra distribuição com o LTSP 5 já integrado. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

5 Cenário Processador: Intel(R) Celeron(R) CPU 2.66GHz Memória: 1 GB RAM HDs: 2 SAMSUNG HD161HJ 160 GB (Raid 1) S.O.: Fedora 8 Kernel: fc8xen Kernel para o LTSP: LTSP: versão 4.2 Pré-requisitos a. Servidor Dhcp b. Servidor Tftp c. Servidor NFS d. Mknbi-linux e. Ferramentas para compilação do kernel f. Servidor LTSP (caso versão 4.2, atualizar todos os itens menos os módulos do X, conforme explicado posteriormente) g. Kernel 2.6 mais novo para utilizar com o LTSP cd /usr/src wget tar.bz2 tar jxvf linux tar.bz2 Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

6 ln s linux tar.bz2 linux h. LBE cd /usr/local cvs -d \ \ checkout lbe Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

7 Metodologia Construindo o Kernel: Vá para o diretório do source do kernel (/usr/src/linux) e modifique o arquivo Makefile, para ajustar o campo EXTRAVERSION para algo que identifique o seu novo kernel. Deve ficar parecido com este: VERSION = 2 PATCHLEVEL = 6 SUBLEVEL = 25 EXTRAVERSION = -ltsp-1 NAME = That s my new customized 2.6 LTSP kernel Salve o arquivo e construa seu kernel. É importante levar algumas coisas em consideração: make menuconfig General Setup: support [*] Initial RAM filesystem and RAM disk (initramfs/initrd) Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

8 Processor type and features: Processor family (386) Para operar em terminais virtuais (VMWare, Virtual Box, etc) é necessário ter o PAE habilitado. Para isso é importante desmarcar o suporte à memória alta (High Memory Support (off)) e então habilitar o PAE ([*]PAE (Physical Address Extension) Support) em Processor type and features. Senão, pode trabalhar com o High Memory Support (4GB) sem o suporte a PAE. Device Drivers <M> Parallel port support <M> PC-style hardware <M> Multi-IO cards (parallel and serial) [*] Block devices <*> RAM block device support Necessário para gerar o ramdisk onde vai ficar a estrutura inicial durante o boot do sistema. [*] Network device support Marcar todas as placas 10,100,1000 e Mbit como módulos para utilização com as placas mãe mais modernas. Input device support [*] Provide legacy /dev/psaux (opcional) Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

9 Talvez seja interessante marcar este item para manter compatibilidade com o sistema antigo do LTSP, senão todos os caminhos de mouse dos terminais deverão ser alterados para /dev/input/mouse0. File systems <*> Ext3 journalling file system support <*> Reiserfs support <*> Kernel automounter version 4 support (also supports v3) [*] Network File Systems <*> NFS file system support <*> NFS server support Após marcar estes itens obrigatórios, faça todas as outras alterações que desejar ou tiver necessidade. Depois que estiver satisfeito com as alterações, salve e saia da configuração do kernel. make && make modules_install Veja que não é necessário instalar o kernel na máquina onde está sendo gerado, somente os módulos do mesmo. Posteriormente o LBE do LTSP vai utilizar esses módulos e gerar o initramfs que é o arquivo onde vai ser inicializado o sistema de arquivos no ramdisk. Com o novo kernel compilado e os módulos instalados na máquina onde ele foi gerado, passamos então ao LBE para gerar o novo kernel Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

10 com suporte a boot por PXE ou Syslinux, assim como a instalação do novo kernel no LTSP e no tftp. Neste ponto nós não precisamos gerar o LTSP inteiro novamente, somente o suporte ao kernel. Um ponto interessante é que o LBE não traz a estrutura interna do arquivo initramfs.gz. Ele até monta a estrutura de diretórios, mas não traz o Busybox instalado dentro da estrutura. Para evitar que o LBE monte um initramfs.gz vazio e gere erros durante a inicialização, vamos antes pegar a estrutura de um kernel já existente e funcional do LTSP. Baixando um kernel atualizado para o LTSP 4.2 Caso possua o LTSP 4.2, e ainda não tenha nenhum kernel 2.6 instalado no tftp, siga os passos abaixo: Baixe a última versão do ltsp-utils wget Instale e execute o ltspadmin. Configure o instalador de acordo com as sua necessidade: Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

11 ltspadmin Configure the installer options Where to retrieve packages from? tree? In which directory would you like to place the LTSP client /opt/ltsp-4.2 If you want to use an HTTP proxy, enter it here Use 'none' if you don't want a proxy Example: [none] If you want to use an FTP proxy, enter it here (Use 'none' if you don't want a proxy) [none] Correct? (y/n/c) y Install/Update LTSP Packages Selecione todos os itens, menos os dois últimos: Component Size (kb) Status Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

12 [*] ltsp_core Installed - Up to date [*] ltsp_debug_tools 4284 Installed - Up to date [*] ltsp_kernel Installed - Up to date [*] ltsp_libusb 896 Installed - Up to date [*] ltsp_localdev 4 Installed - Up to date [*] ltsp_pciutils 428 Installed - Up to date [*] ltsp_perl Installed - Up to date [*] ltsp_rdesktop 1872 Installed - Up to date [*] ltsp_scanners Installed - Up to date [*] ltsp_vnc_module 452 Installed - Up to date [ ] ltsp_x_addtl_fonts Updates available [ ] ltsp_x_core Updates available Pressione q e deixe instalar. Saia do administrador e vamos pegar o initramfs do kernel 2.6 para utilizar de estrutura básica para o nosso kernel customizado. cd /tftpboot/lts/ ltsp-1 cp initramfs.gz initramfs.tmp.gz mkdir tmp gunzip initramfs.tmp.gz cd tmp cpio -id <../initramfs.tmp cd.. mv tmp /usr/local/lbe/initramfssrc/ltsp_kernel_kit/ltsp_kernel_kit/initramfs Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

13 cp pxelinux.0 /usr/local/lbe/initramfssrc/ltsp_kernel_kit/ltsp_kernel_kit/initramfs Construindo o novo kernel para o LTSP utilizando o LBE cd /usr/local/lbe/initramfs-src/ltsp_kernel_kit/ltsp_kernel_kit./build_initramfs Agora o LBE vai gerar o initramfs.gz com o Busybox e a estrutura inicial para o ramdisk. Vai também atualizar todos os módulos do kernel dentro do LTSP e dentro do próprio initramfs.gz. Ainda se faz necessário a atualização de alguns arquivos dentro do LTSP. Basta agora atualizar o dhcp para inicializar os terminais com o novo LTSP e testar seu kernel. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

14 Problemas encontrados Erros de kernel panic Kernel panic not syncing: VFS: Unable do mount root fs on unknown-block(1,0) No filesystem could mount root, tryed: reiserfs ext3 cramfs vfat romfs iso9660 Provavelmente o initramfs está completamente vazio, sem uma estrutura de diretórios mínima para funcionar. A chance maior é que não exista uma pasta initramfs no mesmo diretório do build_initramfs do LBE. O mesmo até avisa que não existe a pasta, mas continua seu trabalho mesmo assim, gerando o arquivo que posteriormente vai dar nessa mensagem de erro. Kernel panic not syncing: No init found. Try passing init= option to kernel. Failed do execute /init Neste ponto, significa que a estrutura do initramfs está de acordo, mas o sistema não conseguiu executar o /init porque provavemente não foi encontrado uma forma de executá-lo. Você pode abrir o seu Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

15 initramfs.gz que está dentro de /tftpboot/lts/<kernel> e verificar se o busybox está corretamente instalado dentro dele. Para abrir o initramfs: cp initramfs.gz initramfs.tmp.gz gunzip initramfs.tmp.gz mkdir tmp cd tmp cpio id <../initramfs.tmp cd bin ls Se não houverem arquivos nessa pasta, provavelmente o busybox não está instalado nessa estrutura. Instale o busybox ou utilize a estrutura de um kernel 2.6 como descrito anteriormente. A estrutura básica, porém vazia (sem busybox), pode ser criada à partir da execução do script install.sh dentro de /lbe/initramfssrc/initramfs_tree/initramfs_tree. Kernel panic not syncing: Attempted do kill init! Running /linuxrc Mounting /proc ERROR! Could not automatically detect the network card. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

16 PCI cards should be detected automatically... Este erro diz que não foi possível encontrar a sua placa de rede. É simples de se revolver. A explicação é que até esse momento quem tinha o IP da máquina era o PXE da própria BIOS. Daqui em diante, o Sistema Operacional vai fazer uma nova consulta no DHCP utilizando os próprios drivers do kernel. Acontece que mesmo compilando alguns drivers diretamente no kernel, o sistema não reconhece automaticamente algumas placas (principalmente as baseadas no chipset Realtek 8169, muito comuns hoje em dia). Então, é interessante ter o driver r8169 compilado como módulo e subindo manualmente para a sua máquina. Para que isto ocorra, basta que avisemos ao PXE para subir este módulo para esta placa de rede durante o boot. Primeiramente anote o MAC desta placa de rede. Suponhamos que ele seja 00:1f:d0:f2:fa:06. cd /tftpboot/lts/<kernel>/pxelinux.cfg cp default f-d0-f2-fa-06 vim f-d0-f2-fa-06 Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

17 Adicione NIC=r8169 (ou o driver que achar melhor) à linha do append. Os drivers de placas de rede disponíveis no seu kernel (desde que compilados como módulos) podem ser encontrados em /lib/modules/<versão do kernel>/drivers/net. append rw root=/dev/ram0 initrd=initramfs.gz NIC=r8169 Erro de rc.early_sysinit sh: line 1: /etc/rc.early_sysinit: No such file or directory SwitchRoot v.0.1 Copyright 2005 Linux Based Systems Design Freeing ram used by initramfs Este talvez tenha sido o erro mais difícil de resolver. Os kernels do LSTP versão 2.4 utilizavam no seu initrd o programa pivot_root. Seu papel básico é passar da estrutura do ramdisk para a estrutura do LTSP em si. Depois que o LTSP adotou os kernels 2.6, ele passou a utilizar o programa switchroot, que está dentro da estrutura do initramfs, na pasta sbin. cd <pasta do build_initramfs do LBE>/initramfs/sbin strings switchroot Podemos ver que é ele quem chama o arquivo rc.early_sysinit, inexistente nas estruturas do LTSP 4.2 e LTSP 5 do Ubuntu. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

18 Depois de muito tempo pude encontrar o conteúdo desse arquivo, dentro do site do próprio LTSP. O problema é que nesse documento, ele faz referência ao arquivo rc.earlysysinit, ao invés de rc.early_sysinit. Isso dificulta muito encontrar o arquivo. Seu conteúdo original pode ser encontrado na página: É necessário criar ou atualizar os arquivos rc.early_sysinit e rc.sysinit em /<caminho_do_ltsp>/i386/etc. Esses arquivos podem ser encontrados no Anexo I. Erro de inicialização do X no terminal burro Unrecognized option: vttty1 Fatal server error: Esse erro ocorre no carregamento do X, que não consegue identificar o display onde ele deve ser carregado. Existem duas formas de resolver: forçando o parâmetro vt em 1 e display em :0.0 ou fazendo uma alteração na variável TTY dentro do startx. cd /<diretório do ltsp>/i386/etc/screen.d vim startx Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

19 Alterar a variável: TTY=`/usr/bin/basename \`/usr/bin/tty\`` para TTY=`/usr/bin/basename \`/usr/bin/tty\` sed s/tty//` O sed retira esse tty a mais, fazendo com o parâmetro vt carregue adequadamente a variável do display. /usr/x11r6/bin/${xbinary} ${ACC_CTRL} \ ${XF_ARGS} \ -xf86config ${XFCFG} \ vt${tty} ${DISP} >/dev/null 2>&1 Pode-se, alternativamente, substituir vt${tty} ${DISP} por vt1 :0.0, forçando o parâmetro. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

20 Conclusão Embora o LTSP 5 esteja integrado diretamente aos S.O. disponíveis como Ubuntu 8.04 e Fedora 9 (k12linux), a comunidade ainda poderá usufruir do LTSP 4.2 e migrar seus sistemas com muito mais tranqüilidade, pois o principal problema era a falta de drivers para utilizar equipamentos mais modernos. Infelizmente ainda não existe muita documentação disponível sobre a compilação do kernel 2.6 para o LTSP, assim sendo, este documento pode servir de ponto de partida para os que desejam continuar a utilizar seus sistemas na última versão do LTSP independente de distribuição. Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

21 Referências bibliográficas LTSP.org, Booting from Local Device, disponível em: LTSP.org, Building LTSP 4.2 using the LBE, disponível em: LTSP.org, Work in Progress, disponível em: Red Hat Documentation, Appendix F. Additional Boot Options, disponível em: 4-Manual/x8664-multi-install-guide/ap-bootopts.html Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

22 Anexo I Arquivos rc.early_sysinit e rc.sysinit rc.early_sysinit!/bin/bash This script runs AFTER the pivot_root, but BEFORE init runs. The primary purpose of this script it to create an /etc/inittab file based on entries found in the lts.conf file. PATH=/bin:$PATH; export PATH cd / ====================================================================== ======== We need to do this udev stuff here in the initram, because we need to have the device nodes created BEFORE we run /sbin/init. Otherwise, we won't see any of any output from our "echo" statements in the /etc/rc.sysinit script. echo "Mounting /sys..." mount -n -t sysfs none /sys echo "Mounting /proc..." mount -n -t proc none /proc mknod /dev/console c 5 1 Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

23 mknod /dev/null c 1 3 echo "Starting udevd..." /sbin/udevd --daemon echo "Running udevstart to create initial device nodes..." /sbin/udevstart ln -snf /proc/self/fd /dev/fd ln -snf /proc/self/fd/0 /dev/stdin ln -snf /proc/self/fd/1 /dev/stdout ln -snf /proc/self/fd/2 /dev/stderr ln -snf /proc/kcore /dev/core echo "Mounting devpts..." mkdir /dev/pts mount -t devpts devpts /dev/pts echo "Building /etc/inittab" eval `/bin/getltscfg -a` ====================================================================== ======== Start with the basic inittab file echo "Creating ramdisk on /tmp" RAMDISK_SIZE=${RAMDISK_SIZE:-"1024"} /sbin/mke2fs -q -m0 /dev/rd/0 ${RAMDISK_SIZE} /bin/mount -n /dev/rd/0 /tmp cat /etc/inittab.base >/tmp/inittab Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

24 Add the SCREEN entries for (( SCREEN=1; SCREEN <= 12; SCREEN++ )); do SCREENOPT=`printf "SCREEN_%02d" ${SCREEN}` if [ -n "${!SCREENOPT}" ]; then echo "s${screen}:5:respawn:/bin/startsess tty${screen} /etc/screen_session"\ fi done >>/tmp/inittab echo "Done with early_sysinit" rc.sysinit!/bin/sh rc.sysinit ====================================================================== ======== This script will setup the environment for a diskless workstation, as part of the Linux Terminal Server Project (http://www.ltsp.org) PATH=/bin:$PATH; export PATH. /etc/ltsp_functions eval `/bin/getltscfg -a` ====================================================================== ======== A place to store information that is retrieved by ltspinfod mkdir /tmp/info Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

25 ====================================================================== ======== Get the IP address of the default server. This is used for XDM_SERVER, TELNET_HOST and SYSLOG_HOST if any of them are not set explicitly. Default to ' ' if it is NOT set in the config file. DEFAULT_SERVER=${SERVER:-" "} reg_info DEFAULT_SERVER NFS_SERVER=${NFS_SERVER:-${DEFAULT_SERVER}} reg_info NFS_SERVER ====================================================================== ======== Setup hostname hostname ${HOSTNAME} echo "Current hostname: ${HOSTNAME}" reg_info HOSTNAME >/tmp/mtab echo "/dev/hda1 /ideroot ext2 ro 1 1" >/tmp/fstab Setup USB modules echo "Checking for USB host controller..." for MODULE in ehci-hcd uhci-hcd ohci-hcd; do modprobe $MODULE >/dev/null 2>&1 done Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

26 echo "Checking for USB keyboard and mouse..." for MODULE in input usbmouse usbkbd; do modprobe ${MODULE} >/dev/null 2>&1 done mount -n -t usbfs none /proc/bus/usb Setup the resolv.conf file if [ "${SEARCH_DOMAIN}"!= "" ]; then echo "search ${SEARCH_DOMAIN}" >/tmp/resolv.conf fi DNS_SERVER=${DNS_SERVER:-${DEFAULT_SERVER}} echo "nameserver ${DNS_SERVER}" >>/tmp/resolv.conf reg_info DNS_SERVER ====================================================================== ======== Mount filesystems echo "Setting up loopback device" ifconfig lo netmask broadcast echo "Setting up /var" mkdir mkdir mkdir mkdir /tmp/var /var/run /var/log /var/lock Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

27 mkdir /var/lock/subsys mkdir /var/lib chmod 0777 /tmp mkdir /tmp/mnt mkdir /tmp/.privsep chown 0:0 /tmp/.privsep chmod 0700 /tmp/.privsep ====================================================================== ======== Check the hostname IPADDR=`getipaddr` echo " localhost" >/tmp/hosts echo "${IPADDR} ${HOSTNAME}" >>/tmp/hosts echo "${DEFAULT_SERVER} server" >>/tmp/hosts ====================================================================== ======== Start the syslog daemon SYSLOG_HOST=${SYSLOG_HOST:-${DEFAULT_SERVER}} reg_info SYSLOG_HOST echo "Starting syslogd" syslog.conf not used echo >/tmp/syslog.conf syslogd -m 60 -R ${SYSLOG_HOST} syslogd -m 60 -L dmesg logger Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

28 ====================================================================== ======== Run the additional rc files. These are to make it easier to integrate additional functionality into an ltsp system. Add your scripts to etc/rc.d, and put the name of the script in the lts.conf file, and it will be executed. for (( RCNUM=1; RCNUM<=10; RCNUM++)); do RCVAR=`printf "RCFILE_%02d" ${RCNUM}` RCFILE=${!RCVAR} if [ -n "${RCFILE}" ]; then reg_info ${RCVAR} if [ -x /etc/rc.d/${rcfile} ]; then /etc/rc.d/${rcfile} else echo echo " ERROR: RCFILE_${i} is setup in lts.conf, but" echo " it does not exist in the /etc/rc.d directory" echo echo -n "Press to continue " read CMD fi fi done echo "rc.sysinit completed, switching to multi-session mode" echo Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

29 Anexo II Arquivo.config funcional do kernel Automatically generated make config: don't edit Linux kernel version: ltsp-3 Mon May 5 17:31: CONFIG_64BIT is not set CONFIG_X86_32=y CONFIG_X86_64 is not set CONFIG_X86=y CONFIG_GENERIC_LOCKBREAK is not set CONFIG_GENERIC_TIME=y CONFIG_GENERIC_CMOS_UPDATE=y CONFIG_CLOCKSOURCE_WATCHDOG=y CONFIG_GENERIC_CLOCKEVENTS=y CONFIG_GENERIC_CLOCKEVENTS_BROADCAST=y CONFIG_LOCKDEP_SUPPORT=y CONFIG_STACKTRACE_SUPPORT=y CONFIG_HAVE_LATENCYTOP_SUPPORT=y CONFIG_SEMAPHORE_SLEEPERS=y CONFIG_FAST_CMPXCHG_LOCAL=y CONFIG_MMU=y CONFIG_ZONE_DMA=y CONFIG_GENERIC_ISA_DMA=y CONFIG_GENERIC_IOMAP=y CONFIG_GENERIC_BUG=y CONFIG_GENERIC_HWEIGHT=y CONFIG_GENERIC_GPIO is not set CONFIG_ARCH_MAY_HAVE_PC_FDC=y CONFIG_DMI=y Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

30 CONFIG_RWSEM_GENERIC_SPINLOCK=y CONFIG_RWSEM_XCHGADD_ALGORITHM is not set CONFIG_ARCH_HAS_ILOG2_U32 is not set CONFIG_ARCH_HAS_ILOG2_U64 is not set CONFIG_ARCH_HAS_CPU_IDLE_WAIT=y CONFIG_GENERIC_CALIBRATE_DELAY=y CONFIG_GENERIC_TIME_VSYSCALL is not set CONFIG_ARCH_HAS_CPU_RELAX=y CONFIG_HAVE_SETUP_PER_CPU_AREA is not set CONFIG_ARCH_HIBERNATION_POSSIBLE=y CONFIG_ARCH_SUSPEND_POSSIBLE=y CONFIG_ZONE_DMA32 is not set CONFIG_ARCH_POPULATES_NODE_MAP=y CONFIG_AUDIT_ARCH is not set CONFIG_ARCH_SUPPORTS_AOUT=y CONFIG_GENERIC_HARDIRQS=y CONFIG_GENERIC_IRQ_PROBE=y CONFIG_GENERIC_PENDING_IRQ=y CONFIG_X86_SMP=y CONFIG_X86_32_SMP=y CONFIG_X86_HT=y CONFIG_X86_BIOS_REBOOT=y CONFIG_X86_TRAMPOLINE=y CONFIG_KTIME_SCALAR=y CONFIG_DEFCONFIG_LIST="/lib/modules/$UNAME_RELEASE/.config" General setup CONFIG_EXPERIMENTAL=y CONFIG_LOCK_KERNEL=y CONFIG_INIT_ENV_ARG_LIMIT=32 CONFIG_LOCALVERSION="" CONFIG_LOCALVERSION_AUTO is not set CONFIG_SWAP=y Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

31 CONFIG_SYSVIPC=y CONFIG_SYSVIPC_SYSCTL=y CONFIG_POSIX_MQUEUE=y CONFIG_BSD_PROCESS_ACCT=y CONFIG_BSD_PROCESS_ACCT_V3 is not set CONFIG_TASKSTATS=y CONFIG_TASK_DELAY_ACCT=y CONFIG_TASK_XACCT=y CONFIG_TASK_IO_ACCOUNTING=y CONFIG_AUDIT=y CONFIG_AUDITSYSCALL=y CONFIG_AUDIT_TREE=y CONFIG_IKCONFIG is not set CONFIG_LOG_BUF_SHIFT=17 CONFIG_CGROUPS is not set CONFIG_GROUP_SCHED=y CONFIG_FAIR_GROUP_SCHED=y CONFIG_RT_GROUP_SCHED is not set CONFIG_USER_SCHED=y CONFIG_CGROUP_SCHED is not set CONFIG_SYSFS_DEPRECATED=y CONFIG_SYSFS_DEPRECATED_V2=y CONFIG_RELAY=y CONFIG_NAMESPACES is not set CONFIG_BLK_DEV_INITRD=y CONFIG_INITRAMFS_SOURCE="" CONFIG_CC_OPTIMIZE_FOR_SIZE=y CONFIG_SYSCTL=y CONFIG_EMBEDDED=y CONFIG_UID16=y CONFIG_SYSCTL_SYSCALL=y CONFIG_KALLSYMS=y CONFIG_KALLSYMS_ALL=y CONFIG_KALLSYMS_EXTRA_PASS=y CONFIG_HOTPLUG=y Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

32 CONFIG_PRINTK=y CONFIG_BUG=y CONFIG_ELF_CORE=y CONFIG_COMPAT_BRK=y CONFIG_BASE_FULL=y CONFIG_FUTEX=y CONFIG_ANON_INODES=y CONFIG_EPOLL=y CONFIG_SIGNALFD=y CONFIG_TIMERFD=y CONFIG_EVENTFD=y CONFIG_SHMEM=y CONFIG_VM_EVENT_COUNTERS=y CONFIG_SLAB=y CONFIG_SLUB is not set CONFIG_SLOB is not set CONFIG_PROFILING=y CONFIG_MARKERS is not set CONFIG_OPROFILE=m CONFIG_HAVE_OPROFILE=y CONFIG_KPROBES=y CONFIG_KRETPROBES=y CONFIG_HAVE_KPROBES=y CONFIG_HAVE_KRETPROBES=y CONFIG_PROC_PAGE_MONITOR=y CONFIG_SLABINFO=y CONFIG_RT_MUTEXES=y CONFIG_TINY_SHMEM is not set CONFIG_BASE_SMALL=0 CONFIG_MODULES=y CONFIG_MODULE_UNLOAD=y CONFIG_MODULE_FORCE_UNLOAD is not set CONFIG_MODVERSIONS=y CONFIG_MODULE_SRCVERSION_ALL=y CONFIG_KMOD=y Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

33 CONFIG_STOP_MACHINE=y CONFIG_BLOCK=y CONFIG_LBD=y CONFIG_BLK_DEV_IO_TRACE=y CONFIG_LSF=y CONFIG_BLK_DEV_BSG is not set IO Schedulers CONFIG_IOSCHED_NOOP=y CONFIG_IOSCHED_AS=y CONFIG_IOSCHED_DEADLINE=y CONFIG_IOSCHED_CFQ=y CONFIG_DEFAULT_AS is not set CONFIG_DEFAULT_DEADLINE is not set CONFIG_DEFAULT_CFQ=y CONFIG_DEFAULT_NOOP is not set CONFIG_DEFAULT_IOSCHED="cfq" CONFIG_CLASSIC_RCU=y Processor type and features CONFIG_TICK_ONESHOT is not set CONFIG_NO_HZ is not set CONFIG_HIGH_RES_TIMERS is not set CONFIG_GENERIC_CLOCKEVENTS_BUILD=y CONFIG_SMP=y CONFIG_X86_PC=y CONFIG_X86_ELAN is not set CONFIG_X86_VOYAGER is not set CONFIG_X86_NUMAQ is not set CONFIG_X86_SUMMIT is not set CONFIG_X86_BIGSMP is not set Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

34 CONFIG_X86_VISWS is not set CONFIG_X86_GENERICARCH is not set CONFIG_X86_ES7000 is not set CONFIG_X86_RDC321X is not set CONFIG_X86_VSMP is not set CONFIG_SCHED_NO_NO_OMIT_FRAME_POINTER=y CONFIG_PARAVIRT_GUEST is not set CONFIG_M386=y CONFIG_M486 is not set CONFIG_M586 is not set CONFIG_M586TSC is not set CONFIG_M586MMX is not set CONFIG_M686 is not set CONFIG_MPENTIUMII is not set CONFIG_MPENTIUMIII is not set CONFIG_MPENTIUMM is not set CONFIG_MPENTIUM4 is not set CONFIG_MK6 is not set CONFIG_MK7 is not set CONFIG_MK8 is not set CONFIG_MCRUSOE is not set CONFIG_MEFFICEON is not set CONFIG_MWINCHIPC6 is not set CONFIG_MWINCHIP2 is not set CONFIG_MWINCHIP3D is not set CONFIG_MGEODEGX1 is not set CONFIG_MGEODE_LX is not set CONFIG_MCYRIXIII is not set CONFIG_MVIAC3_2 is not set CONFIG_MVIAC7 is not set CONFIG_MPSC is not set CONFIG_MCORE2 is not set CONFIG_GENERIC_CPU is not set CONFIG_X86_GENERIC=y CONFIG_X86_CMPXCHG is not set Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

35 CONFIG_X86_L1_CACHE_SHIFT=7 CONFIG_X86_PPRO_FENCE=y CONFIG_X86_F00F_BUG=y CONFIG_X86_INTEL_USERCOPY=y CONFIG_X86_MINIMUM_CPU_FAMILY=3 CONFIG_HPET_TIMER is not set CONFIG_IOMMU_HELPER is not set CONFIG_NR_CPUS=32 CONFIG_SCHED_SMT is not set CONFIG_SCHED_MC=y CONFIG_PREEMPT_NONE is not set CONFIG_PREEMPT_VOLUNTARY is not set CONFIG_PREEMPT=y CONFIG_PREEMPT_RCU is not set CONFIG_X86_LOCAL_APIC=y CONFIG_X86_IO_APIC=y CONFIG_X86_MCE is not set CONFIG_VM86=y CONFIG_TOSHIBA=m CONFIG_I8K=m CONFIG_X86_REBOOTFIXUPS is not set CONFIG_MICROCODE=m CONFIG_MICROCODE_OLD_INTERFACE=y CONFIG_X86_MSR is not set CONFIG_X86_CPUID=m CONFIG_NOHIGHMEM=y CONFIG_HIGHMEM4G is not set CONFIG_HIGHMEM64G is not set CONFIG_VMSPLIT_3G=y CONFIG_VMSPLIT_3G_OPT is not set CONFIG_VMSPLIT_2G is not set CONFIG_VMSPLIT_2G_OPT is not set CONFIG_VMSPLIT_1G is not set CONFIG_PAGE_OFFSET=0xC CONFIG_X86_PAE=y Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

36 CONFIG_ARCH_FLATMEM_ENABLE=y CONFIG_ARCH_SPARSEMEM_ENABLE=y CONFIG_ARCH_SELECT_MEMORY_MODEL=y CONFIG_SELECT_MEMORY_MODEL=y CONFIG_FLATMEM_MANUAL=y CONFIG_DISCONTIGMEM_MANUAL is not set CONFIG_SPARSEMEM_MANUAL is not set CONFIG_FLATMEM=y CONFIG_FLAT_NODE_MEM_MAP=y CONFIG_SPARSEMEM_STATIC=y CONFIG_SPARSEMEM_VMEMMAP_ENABLE is not set CONFIG_SPLIT_PTLOCK_CPUS=4 CONFIG_RESOURCES_64BIT=y CONFIG_ZONE_DMA_FLAG=1 CONFIG_BOUNCE=y CONFIG_VIRT_TO_BUS=y CONFIG_MATH_EMULATION is not set CONFIG_MTRR=y CONFIG_IRQBALANCE=y CONFIG_SECCOMP is not set CONFIG_HZ_100 is not set CONFIG_HZ_250=y CONFIG_HZ_300 is not set CONFIG_HZ_1000 is not set CONFIG_HZ=250 CONFIG_SCHED_HRTICK is not set CONFIG_KEXEC=y CONFIG_PHYSICAL_START=0x CONFIG_RELOCATABLE is not set CONFIG_PHYSICAL_ALIGN=0x CONFIG_HOTPLUG_CPU is not set CONFIG_COMPAT_VDSO=y Power management options Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

37 CONFIG_PM is not set CPU Frequency scaling CONFIG_CPU_FREQ=y CONFIG_CPU_FREQ_TABLE=y CONFIG_CPU_FREQ_DEBUG=y CONFIG_CPU_FREQ_STAT=m CONFIG_CPU_FREQ_STAT_DETAILS=y CONFIG_CPU_FREQ_DEFAULT_GOV_PERFORMANCE is not set CONFIG_CPU_FREQ_DEFAULT_GOV_USERSPACE=y CONFIG_CPU_FREQ_DEFAULT_GOV_ONDEMAND is not set CONFIG_CPU_FREQ_DEFAULT_GOV_CONSERVATIVE is not set CONFIG_CPU_FREQ_GOV_PERFORMANCE=y CONFIG_CPU_FREQ_GOV_POWERSAVE=m CONFIG_CPU_FREQ_GOV_USERSPACE=y CONFIG_CPU_FREQ_GOV_ONDEMAND=m CONFIG_CPU_FREQ_GOV_CONSERVATIVE=m CPUFreq processor drivers CONFIG_X86_POWERNOW_K6 is not set CONFIG_X86_POWERNOW_K7=y CONFIG_X86_POWERNOW_K8=y CONFIG_X86_GX_SUSPMOD is not set CONFIG_X86_SPEEDSTEP_CENTRINO is not set CONFIG_X86_SPEEDSTEP_ICH=y CONFIG_X86_SPEEDSTEP_SMI=y CONFIG_X86_P4_CLOCKMOD=m CONFIG_X86_CPUFREQ_NFORCE2 is not set CONFIG_X86_LONGRUN=y CONFIG_X86_E_POWERSAVER=y Documento: Prot011/0505 Revisão: 01 Data: 05/05/ de 131

Sistemas Embarcados. Filesystem Hierarchy Standard (FHS) Root filesystem. Aula 06

Sistemas Embarcados. Filesystem Hierarchy Standard (FHS) Root filesystem. Aula 06 Introdução Sistemas Embarcados Root File System Linux (kernel) é apenas uma parte de um sistema embarcado Preciso executa a inicialização do sistema e de aplicações Necessário montar o sistema de arquivos

Leia mais

Construindo um Linux Parte 2 Disk Root Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Prof. Claudio Silva

Construindo um Linux Parte 2 Disk Root Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Prof. Claudio Silva Construindo um Linux Parte 2 Disk Root Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Disk Root Este disquete conterá o interpretador de comandos bash, juntamente com alguns dispositivos

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP Net-SNMP (http://www.net-snmp.org) é um conjunto de aplicações usado para implementar SNMPv1, SNMPv2 e SNMPv3.

Leia mais

Construindo um Linux Parte 1 - Disk Boot Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado).

Construindo um Linux Parte 1 - Disk Boot Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Construindo um Linux Parte 1 - Disk Boot Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Os disquetes Linux são úteis em diversas situações, tais como: Testes de um novo kernel; Recuperação

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede. Configuração de Rede

Sistemas Operacionais de Rede. Configuração de Rede Sistemas Operacionais de Rede Configuração de Rede Conteúdo Programático! Interfaces de rede! Ethernet! Loopback! Outras! Configuração dos parâmetros de rede! Dinâmico (DHCP)! Manual! Configuração de DNS

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP 1 MIBs RMON No Linux os arquivos MIB são armazenados no diretório /usr/share/snmp/mibs. Cada arquivo MIB

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO O Linux se refere aos itens de hardware como dispositivos (devices), e os referencia como arquivos. Os arquivos de

Leia mais

3.3. Espelhamento (RAID1)

3.3. Espelhamento (RAID1) 3.3. Espelhamento (RAID1) Neste servidor estamos usando dois HDs idênticos, cada um com 160GB de espaço em disco. Nos passos seguintes é importante existir dois HDs idênticos em tamanho. Caso ocorra a

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Ambiente LTSP 4.2 com MT1000LX/TA2000LX Daruma

STK (Start Kit DARUMA) Ambiente LTSP 4.2 com MT1000LX/TA2000LX Daruma STK (Start Kit DARUMA) Ambiente LTSP 4.2 com MT1000LX/TA2000LX Daruma Esse STK apresentará como montar um servidor provendo imagens Linux para pontas cliente sem HD ou Flash através do protocolo PXE dos

Leia mais

Prof. Rossano Pablo Pinto Dezembro/2012 Versão 0.2 (em construção) Prof. Rossano Pablo Pinto - http://rossano.pro.br 1

Prof. Rossano Pablo Pinto Dezembro/2012 Versão 0.2 (em construção) Prof. Rossano Pablo Pinto - http://rossano.pro.br 1 Visão geral sobre o processo de instalação e manutenção de instalações de software. Notas de aula. (aka lecture notes on Package Management Systems and software installation :)) Prof. Rossano Pablo Pinto

Leia mais

HOWTO de LTSP v4.1 no Debian Sarge : * LTSP como Servidor de Terminais GNU/Linux:

HOWTO de LTSP v4.1 no Debian Sarge : * LTSP como Servidor de Terminais GNU/Linux: HOWTO de LTSP v4.1 no Debian Sarge : * LTSP como Servidor de Terminais GNU/Linux: O LTSP (Linux Terminal Server Project) é uma solução que agrega um conjunto de serviços, de forma que máquinas clientes

Leia mais

Tutorial BuildRoot. Meu Primeiro Linux embarcado: Programação de Periféricos CC FACIN PUCRS

Tutorial BuildRoot. Meu Primeiro Linux embarcado: Programação de Periféricos CC FACIN PUCRS Tutorial BuildRoot Programação de Periféricos CC FACIN PUCRS Configuração do Ambiente de Trabalho: 1. Criar um diretório de trabalho: Ex: mkdir ~/buildroot 2. Ir para o diretório de trabalho: Ex: cd ~/buildroot

Leia mais

Instalação do cliente VPN Cisco em Linux

Instalação do cliente VPN Cisco em Linux 1 de 5 12/12/2008 12:03 Instalação do cliente VPN Cisco em Linux De SordWiki Tabela de conteúdo 1 Introdução 2 Pré-Requisitos 3 Instalação 4 Utilização Introdução A instalação do cliente de VPN da CISCO

Leia mais

Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO)

Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO) Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO) Essa aula poderá ser baixada em:..http://www.boscojr.com/lpi/arquivos/10coisas.pdf

Leia mais

para que Software www.aker.com.br Produto: Página: 6.0 Introdução O Aker Firewall não vem com Configuração do PPPoE Solução

para que Software www.aker.com.br Produto: Página: 6.0 Introdução O Aker Firewall não vem com Configuração do PPPoE Solução 1 de 6 Introdução O não vem com a opção de configuração através do Control Center, para a utilização de discagem/autenticação via PPPoE. Este documento visa demonstrar como é feita a configuração do PPPoE

Leia mais

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8 Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial INTRODUÇÃO O uso de máquinas virtuais pode ser adequado tanto

Leia mais

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial Métodos Formais em Engenharia de Software VDMToolTutorial Ana Paiva apaiva@fe.up.pt www.fe.up.pt/~apaiva Agenda Install Start Create a project Write a specification Add a file to a project Check syntax

Leia mais

Instalando o VMware Server (versão Free) no (K)Ubuntu

Instalando o VMware Server (versão Free) no (K)Ubuntu Instalando o VMware Server (versão Free) no (K)Ubuntu O VMware é um aplicativo que realiza a virtualização de hardware. Através dele, é possível instalar outro sistema operacional em um hardware filho

Leia mais

Tutorial, Instalando e configurando o apache no linux.

Tutorial, Instalando e configurando o apache no linux. Tutorial, Instalando e configurando o apache no linux. Olá galera, esse tutorial ensinará passo passo, como subir um servido WEB no linux. Estou usando atualmente, o Linux ubuntu Hardy Heron 8.04 primeira

Leia mais

Tutorial AwStats Indice

Tutorial AwStats Indice Tutorial AwStats Indice Introdução...2 Funcionamento:...3 Pré-Requisitos:...3 Instalação:...4 Configurações:...7 Utilização:...11 Sobre o Autor:...11 Introdução AwStats Como saber se seu site é um sucesso

Leia mais

Este tutorial está publicado originalmente em http://www.baboo.com.br/conteudo/modelos/vmware-workstation-8_a42915_z397.aspx

Este tutorial está publicado originalmente em http://www.baboo.com.br/conteudo/modelos/vmware-workstation-8_a42915_z397.aspx Todos os meses mais de 5,1 milhões de internautas visitam o Fórum do BABOO. Lá todas as suas dúvidas e problemas de informática são solucionados gratuitamente pela nossa comunidade. Participe você também:

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

Aula 05 Estrutura de diretórios

Aula 05 Estrutura de diretórios 1 Aula 05 Estrutura de diretórios 1.0 Histórico Quando do desenvolvimento do Linux, Linus Torvalds tinha a pretensão de evitar problemas encontrados durante seu uso do Minix. Dessa maneira, o sistema de

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO: Emulação do tráfego da rede. Ulisses Cotta Cavalca Caio Mário Mesquita

DOCUMENTAÇÃO: Emulação do tráfego da rede. Ulisses Cotta Cavalca Caio Mário Mesquita DOCUMENTAÇÃO: Emulação do tráfego da rede Descreve procedimentos para realizar a emulação de carga, captura e análise de tráfego de rede em ambiente controlado. Scripts testbed e qos-tools Ulisses Cotta

Leia mais

Cluster com MPICH2 no UBUNTU

Cluster com MPICH2 no UBUNTU Cluster com MPICH2 no UBUNTU NOV/2010 Este documento é apenas um resumo, caso seja necessário, ver com mais detalhes os arquivos: mpich2-doc-user.pdf e mpich2-doc-install.pdf. Estes docs vem junto com

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

MINIX Manual de Instalação de MINIX no LINUX

MINIX Manual de Instalação de MINIX no LINUX MINIX Manual de Instalação de MINIX no LINUX Autores: Daniel da Cunha Porto Guilherme Yokaichiya Neury Dias de Freitas Paulo Henrique Pereira de Morais Yuri Koldaev Revisor: Neury Dias de Freitas Data

Leia mais

Click the + sign to add new server details. Clique no sinal de "+" para adicionar novos detalhes do servidor. Enter a friendly name for your BI Server

Click the + sign to add new server details. Clique no sinal de + para adicionar novos detalhes do servidor. Enter a friendly name for your BI Server Click the + sign to add new server details Clique no sinal de "+" para adicionar novos detalhes do servidor Enter a friendly name for your BI Server Digite um nome amigável para o seu BI Server Enter the

Leia mais

Telefonia IP MOT. Prática 1

Telefonia IP MOT. Prática 1 Prática 1 Instalando o proxy SIP Kamailio, configurando os usuários e interligando proxies. Objetivo: Criar um ambiente VoIP básico utilizando o proxy SIP Kamailio que terá suas informações de usuário

Leia mais

hdd enclosure caixa externa para disco rígido

hdd enclosure caixa externa para disco rígido hdd enclosure caixa externa para disco rígido USER S GUIDE SPECIFICATONS HDD Support: SATA 2.5 Material: Aluminium and plastics Input connections: SATA HDD Output connections: USB 3.0 (up to 5.0Gbps)

Leia mais

MTM00008 - MANUAL DE INSTALAÇÃO DE ADEMPIERE NO LINUX DEBIAN

MTM00008 - MANUAL DE INSTALAÇÃO DE ADEMPIERE NO LINUX DEBIAN Processo de instalação: 1-Adicionar ao arquivo /etc/apt/sources.list os pacotes não livres: deb http://http.us.debian.org/debian/ etch main contrib non-free ou algum outro de sua escolha. 2-Instalar o

Leia mais

Manual de instalação do: Servidor Offline Clickideia Educacional v1.5

Manual de instalação do: Servidor Offline Clickideia Educacional v1.5 DOCUMENTO CONFIDENCIAL Manual de instalação do: Servidor Offline Clickideia Educacional v1.5 2 Sumário Introdução:...3 Configuração Mínima:...3 Conhecimento necessário para instalação:... 3 Suporte:...4

Leia mais

Como é o Funcionamento do LTSP

Como é o Funcionamento do LTSP Instalação e configuração do LTSP 5 no Ubuntu 11.04 Funcionamento do LTSP e Instalação do Servidor Como é o Funcionamento do LTSP O primeiro requisito para que o LSTP funcione bem é ter uma rede de boa

Leia mais

Google File System. Danilo Silva Marshall Érika R. C. de Almeida

Google File System. Danilo Silva Marshall Érika R. C. de Almeida Google File System Danilo Silva Marshall Érika R. C. de Almeida Tópicos abordados Sistemas de arquivos Sistemas de arquivos distribuídos Google File System Gmail File System Linux Windows Gspace Referências

Leia mais

Prova de pré-requisitos: A Arte da Virtualização de Sistemas Operacionais utilizando Xen

Prova de pré-requisitos: A Arte da Virtualização de Sistemas Operacionais utilizando Xen 1 - Qual alternativa é falsa? A O disco master da IDE primária é o /dev/hda. B Dispositivos USB e PCMCIA são suportados pelo Linux mas apenas o USB é "hot swap". C Tanto SCSI quanto IDE são suportados

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Servidor de e-mail corporativo com Zimbra.

Servidor de e-mail corporativo com Zimbra. UNISUL Universidade do Sul de Santa Catarina Unisul TechDay 2013 Servidor de e-mail corporativo com Zimbra. Palestrante: Irineu Teza Nunes E-mail: irineu@idinf.com.br Website: www.idinf.com.br Blog: itnproducoes.blogspot.com

Leia mais

Faculdades Senac Pelotas

Faculdades Senac Pelotas Faculdades Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Introdução a informática Alunos Daniel Ferreira, Ícaro T. Vieira, Licurgo Nunes Atividade 4 Tipos de Arquivos Sumário 1 Tipos

Leia mais

INSTALANDO O LAM-MPI NO DEBIAN

INSTALANDO O LAM-MPI NO DEBIAN INSTALANDO O LAM-MPI NO DEBIAN Brivaldo Junior 25 de Março de 2006 1 Introdução A comunicação de processos por troca de mensagens é muito utilizada em programação paralela, especialmente em máquinas parelelas

Leia mais

Dynamips, Dynagen e GNS3. Emuladores para dispositivos de rede. Jefferson Rosa.

Dynamips, Dynagen e GNS3. Emuladores para dispositivos de rede. Jefferson Rosa. Dynamips, Dynagen e GNS3. Emuladores para dispositivos de rede. Jefferson Rosa. Curso de Especialização em Redes e Segurança de Sistemas. Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Curitiba, 17 Novembro

Leia mais

OPENVPN SERVER NO CENTOS/RHEL

OPENVPN SERVER NO CENTOS/RHEL OPENVPN SERVER NO CENTOS/RHEL Ribas Vecchiato 1) Instalar Cento ou RHEL. 2) Depois, como root fazer upgrade do sistema. yum upgrade Instalar pacotes necessários yum install gcc make rpm-build autoconf.noarch

Leia mais

MANUAL CONFIGURAÇÃO CLIENTES LEVES

MANUAL CONFIGURAÇÃO CLIENTES LEVES MANUAL CONFIGURAÇÃO CLIENTES LEVES CAIXA MÁGICA 14 Maio 2010 Vasco da Gama Centro de Estudos e Desenvolvimento do Instituto Politécnico de Beja Conteúdo 1. INTRODUÇÃO... 1 2. SOBRE O DOCUMENTO... 1 3.

Leia mais

Configuração de Rede

Configuração de Rede Configuração de Rede Introdução Quando uma interface de rede comum, que utiliza o padrão de rede Ethernet, é reconhecida no sistema (seja na inicialização ou acionando o módulo desta interface), o sistema

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

Guia para atualização de Firmware dos consoles CL5, CL3 e CL1. (Firmware 1.51)

Guia para atualização de Firmware dos consoles CL5, CL3 e CL1. (Firmware 1.51) Guia para atualização de Firmware dos consoles CL5, CL3 e CL1 (Firmware 1.51) Yamaha Musical do Brasil www.yamaha.com.br PRECAUÇÕES 1. O usuário assume total responsabilidade pela atualização. 2. Atualize

Leia mais

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 3

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira <fred@madeira.eng.br> Lista de Exercícios 3 Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 3 1. Qual dos seguintes comandos linux não inclui a capacidade de listar o PID das aplicações que estão

Leia mais

LTSP - Documentação para instalação sobre plataforma LibertasBR

LTSP - Documentação para instalação sobre plataforma LibertasBR LTSP - Documentação para instalação sobre plataforma LibertasBR Projeto LibertasBR http://www.libertasbr.org.br 15 de junho de 2005 Introdução O LTSP (Linux Terminal Server Project) é um conjunto de ferramentas

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers Configuração do Servidor Samba como controlador primário de domínio (PDC). O objetivo desse roteiro é mostrar como configurar um servidor Samba PDC compartilhando o diretório home, impressora e um diretório

Leia mais

Prática DNS. Edgard Jamhour

Prática DNS. Edgard Jamhour Prática DNS Edgard Jamhour Exercícios práticos sobre DNS. Esse roteiro de prática inclui apenas aspectos básicos de configuração desses serviços. Apenas esses aspectos básicos é que serão cobrados em relatório.

Leia mais

Mini curso de GNU/Linux

Mini curso de GNU/Linux Rudson Ribeiro Alves Mestre em Física (Semi Condutores) Usuário Unix de 1991 1998 Usuário Slackware deste 1994 Professor da UVV deste 1998 Mini curso de GNU/Linux Noções básicas sobre GNU/Linux Plataforma

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO NAGIOS NO LINUX DEBIAN 6.0

INSTALANDO E CONFIGURANDO NAGIOS NO LINUX DEBIAN 6.0 INSTALANDO E CONFIGURANDO NAGIOS NO LINUX DEBIAN 6.0 Gerson Ribeiro Gonçalves www.websolutti.com.br MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO NAGIOS DEBIAN 1. INSTALANDO NAGIOS-CORE Para todo administrador

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS DIRETIVAS DE GRUPO (GPO) Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS DIRETIVAS DE GRUPO (GPO) Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS O que é GPO? Quando falamos sobre GPO (Group Policy Object) devemos pensar em diretiva de grupo. Diretiva de grupo é um conjunto de regras que podemos utilizar a

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

Prefeitura Livre. Manual de Instalação do Prefeitura Livre - Homologado para Ubuntu 8.04. Versão 1.0 06/02/2009

Prefeitura Livre. Manual de Instalação do Prefeitura Livre - Homologado para Ubuntu 8.04. Versão 1.0 06/02/2009 Prefeitura Livre Manual de Instalação do Prefeitura Livre - Homologado para Ubuntu 8.04 Versão 1.0 06/02/2009 (este documento perde a validade sempre que uma nova versão for publicada) Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian.

Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian. Tutorial configurando o dhcp no ubuntu ou debian. Pré requisitos para pratica desse tutorial. Saber utilizar maquina virtual no virtual Box ou vmware. Saber instalar ubuntu ou debian na maquina virtual.

Leia mais

Inclusão Digital com Software Livre p. 1/25

Inclusão Digital com Software Livre p. 1/25 Introdução Hoje em dia os computadores tem muito poder de processamento, porém os aplicativos não utilizam este processamento de forma contínua e sim em picos de carga. Isto é verdade para a maioria das

Leia mais

Preparação: Verifique se a máquina virtual já está copiada em sua máquina Execute o VMWare Acesse o Linux com o usuário asa e senha aslinux12

Preparação: Verifique se a máquina virtual já está copiada em sua máquina Execute o VMWare Acesse o Linux com o usuário asa e senha aslinux12 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNC. E TEC. DA PARAÍBA CURSO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM TELEMÁTICA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS PROFESSOR: ANDERSON COSTA ASSUNTO: MÓDULOS, DISPOSITIVOS DE

Leia mais

Projeto Amadeus. Guia de Instalação 00.95.00 Linux

Projeto Amadeus. Guia de Instalação 00.95.00 Linux Projeto Amadeus Guia de Instalação 00.95.00 Linux Agosto 2010 Sumário 1. Introdução...3 2. Pré-Requisitos...4 2.1 Máquina Virtual Java...4 2.1.1 Instalando JDK via apt-get...4 2.1.2 Instalando JDK a partir

Leia mais

Segurança em Redes e Sistemas Operacionais

Segurança em Redes e Sistemas Operacionais Segurança em Redes e Sistemas Operacionais Segurança - ale.garcia.aguado@gmail.com 1 Agenda Preparação do Ambiente Como é o Ambiente em que vamos trabalhar? Visão Macro Passos... Segurança - ale.garcia.aguado@gmail.com

Leia mais

Engenharia Informática

Engenharia Informática Engenharia Informática Administração de Sistemas 3º ano Pós Laboral Docente: Armando Ventura Discentes: 4383 Nuno Varela 4412 Paula Gracinda 2009/2010 A realização deste trabalho foi precedida da instalação

Leia mais

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo.

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. (n=1 a 6) Alterna para o terminal (1 a 6).

Leia mais

Principais Comandos do Terminal no LINUX

Principais Comandos do Terminal no LINUX Principais Comandos do Terminal no LINUX Estes comandos não visam ser um compêndio completo de operação, haja vista que se possui mais comandos que esses aqui que serão listados, logo os comandos são:

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

BIOS: POST, CMOS e SETUP - Configuração. Jeronimo Costa Penha SENAI-CFP/JIP Cataguases - MG

BIOS: POST, CMOS e SETUP - Configuração. Jeronimo Costa Penha SENAI-CFP/JIP Cataguases - MG BIOS: POST, CMOS e SETUP - Configuração Jeronimo Costa Penha SENAI-CFP/JIP Cataguases - MG BIOS: POST, CMOS e SETUP - Configuração Ao ligar um micro, o primeiro software que é carregado é o BIOS da placa-mãe

Leia mais

Notas de versão do HP Intelligent Provisioning

Notas de versão do HP Intelligent Provisioning Notas de versão do HP Intelligent Provisioning Número de peça HP 680065-202 Publicado: junho de 2012 Edição 2 Copyright 2012 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Versão: 1.10 Descrição Estas notas

Leia mais

Configure seu Linux pela Web! Instalação à partir de um.tar.gz. Autor: Carlos Eduardo Ribeiro de Melo Data: 05/10/2004

Configure seu Linux pela Web! Instalação à partir de um.tar.gz. Autor: Carlos Eduardo Ribeiro de Melo <eduardo at unisulma.edu.br> Data: 05/10/2004 1 de 6 27/3/2007 10:03 Configure seu Linux pela Web! Autor: Carlos Eduardo Ribeiro de Melo Data: 05/10/2004 Introdução O Webmin é um software de configuração de servidores

Leia mais

Capítulo 9 Manipulando Hardware e dispositivos

Capítulo 9 Manipulando Hardware e dispositivos Linux Essentials 450 Slide - 1 Capítulo 9 Manipulando Hardware e Os do mundo Unix trabalham de uma maneira bem diferente do mundo paralelo. Usaremos esta aula para entender como eles funcionam. Linux Essentials

Leia mais

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record)

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record). Master Boot Record Primeiro setor de um HD (disco rígido) Dividido em duas áreas: Boot loader

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Kit de Demonstração MatchPort Início Rápido

Kit de Demonstração MatchPort Início Rápido Kit de Demonstração MatchPort Início Rápido Número de peça 900-486 Revisão F Maio 2010 Índice Introdução...3 Conteúdo do kit de demonstração...3 O que você precisa saber...3 Endereço de hardware... 3 Endereço

Leia mais

Apontamentos do livro de AI Linux. 1.5 Modo texto e modo gráfico

Apontamentos do livro de AI Linux. 1.5 Modo texto e modo gráfico Apontamentos do livro de AI Linux 1.5 Modo texto e modo gráfico 1 Modo texto e modo gráfico O sistema operativo Linux possui duas formas de acesso: modo texto e modo gráfico No modo gráfico, o utilizador

Leia mais

SATA 3.5. hd:basic. hdd enclosure caixa externa para disco rígido

SATA 3.5. hd:basic. hdd enclosure caixa externa para disco rígido SATA 3.5 hd:basic hdd enclosure caixa externa para disco rígido hd:basic USER S GUIDE SPECIFICATIONS HDD support: SATA 3.5 Material: Aluminium Input connections: SATA HDD Output connections: USB 2.0

Leia mais

Hotspot com Ubuntu Server 11.04 32-Bits

Hotspot com Ubuntu Server 11.04 32-Bits Hotspot com Ubuntu Server 11.04 32-Bits Fazendo as instalações Hardware e instalação do Ubuntu Hardware utilizado: Servidor com duas placas de rede; Notebook com conexão wireless e putty instalado; Roteador

Leia mais

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Autor: Eder S. G. - edersg@vm.uff.br Versão: 1.2 Data: 21/11/2012 Última atualização: 07/03/2013 Observação: Máquina real: Sistema operacional

Leia mais

Linux. Quota de disco

Linux. Quota de disco Linux Quota de disco Quota Quotas de disco permitem controlar o uso do disco por usuário ou grupo, ou por ambos (usuário e grupo). São normalmente utilizadas em sistemas com vários usuários e não com 1

Leia mais

SUSE Linux Enterprise Server

SUSE Linux Enterprise Server SUSE Linux Enterprise Server 10 SP1 17 de abril de 2007 Guia de Inicialização www.novell.com Guia de Inicialização Todo o conteúdo é protegido pela lei de direito autoral da Novell, Inc. Informações legais

Leia mais

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página Manual de instalação do Zada 5 MA001 Responsável Revisão Q de 26/06/2015 FL Página 01 de 28 Página 1 de 33 Revisão Q de 26/06/2015 MA001 Responsável: FL Manual de instalação do Zada 5 Este manual consiste

Leia mais

User Guide Manual de Utilizador

User Guide Manual de Utilizador 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE User Guide Manual de Utilizador 2014 1Life Simplify it All rights reserved. www.1-life.eu 2 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE ENGLISH USER GUIDE...4 MANUAL DE UTILIZADOR PORTUGUÊS...18

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

Criptografar sua atual partição root usando dm-crypt com luks

Criptografar sua atual partição root usando dm-crypt com luks Criptografar sua atual partição root usando dm-crypt com luks Autor: Aline de Freitas Data: 11/01/2008 Introdução Há muita discussão pela rede sobre o por quê da necessidade

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

Instalação e configuração do Server Core - Windows Server 2008 (Longhorn) Parte 2

Instalação e configuração do Server Core - Windows Server 2008 (Longhorn) Parte 2 Autor: Bruno Leonardo MCP, MCDST, MCSA, MCTS http://brunoleonardoleal.spaces.live.com Instalação e configuração do Server Core - Windows Server 2008 (Longhorn) Parte 2 Vamos começar definindo a senha de

Leia mais

PRÁTICA DE DNS - LINUX DIFERENÇAS NO ROTEIRO EM RELAÇÃO A IMAGEM DO DVD 1.A) INSTALAÇÃO DO SERVIDOR DNS INICIALIZAÇÃO DO AMBIENTE DO DVD

PRÁTICA DE DNS - LINUX DIFERENÇAS NO ROTEIRO EM RELAÇÃO A IMAGEM DO DVD 1.A) INSTALAÇÃO DO SERVIDOR DNS INICIALIZAÇÃO DO AMBIENTE DO DVD PRÁTICA DE DNS - LINUX Esses exercícios devem ser executados através do servidor de máquinas virtuais: espec.ppgia.pucpr.br ou através da imagem fornecida no DVD. DIFERENÇAS NO ROTEIRO EM RELAÇÃO A IMAGEM

Leia mais

FAM - Monitorar alteração de arquivos

FAM - Monitorar alteração de arquivos 1 of 5 23/6/2010 22:38 FAM - Monitorar alteração de arquivos Autor: Paulo Roberto Junior - WoLF Data: 09/02/2010 Introdução Neste artigo, o foco não será estilo receita de bolo,

Leia mais

Tutorial de Instalação

Tutorial de Instalação Tutorial de Instalação Instalação do Sneplivre 1.3.8 (fonte) em Asterisk 1.4.44 Distribuição Ubuntu Server 12.04 LTS (64 bits) Elaborado por: Urik B. da Silva E-mail: urikbs@gmail.com Atualizado em: 30/10/2012

Leia mais

Utilizando subversion como controle de versão

Utilizando subversion como controle de versão Utilizando subversion como controle de versão Heitor Rapcinski Este documento descreverá a utilização de subversion como ferramenta de controle de versão mostrando as facilidades da sua utilização para

Leia mais

Gerenciamento de Disco

Gerenciamento de Disco - MBR Master Boot Record Pequena área em disco (geralmente no inicio deste) que contém informações para inicialização do Sistema Operacional. - Tabela de Partição Estrutura de dados que contém informações

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual IPortalMais: a «brainware» company FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Mozilla Thunderbird Doc.: Jose Lopes Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17 Rev.:

Leia mais

Laboratório 3. Configurando o Serviço DNS

Laboratório 3. Configurando o Serviço DNS Neste laboratório iremos falar sobre o serviço DNS (Domain Name System). O DNS é um sistema de gerenciamento de nomes hierárquico e distríbuido visando resolver nomes de domínio em endereços de rede IP.

Leia mais

Preparatório LPIC-1 Tópico 101

Preparatório LPIC-1 Tópico 101 Preparatório LPIC-1 Tópico 101 Professor M.Sc. Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br 1 Tópico 101 Arquitetura do Sistema Determinar e configurar definições do hardware Sistema de boot Modificar o nível

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba Mini Curso Linux Eu defendo!!! Apresentação Rafael Arlindo Dias Técnico em Informática CEFET Rio Pomba/MG Cursos

Leia mais

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Autor: Alexandre F. Ultrago E-mail: ultrago@hotmail.com 1 Infraestrutura da rede Instalação Ativando o usuário root Instalação do Webmin Acessando o Webmin

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Revisão: Seg, 21 de Março de 2011 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4 1.1. Pré Requisitos...4 1.2. Na Prática...4 1.2.1. Download...4

Leia mais

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Conteúdo deste manual Introdução O guia de instalação... 3 Capítulo 1 Instalando o servidor Web Apache... 4 Teste de instalação do Apache... 9

Leia mais

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle So that all the available files in the Moodle can be opened without problems, we recommend some software that will have to be installed

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Criado por: Flavio Henrique Somensi flavio@opens.com.br Revisão: qui, 25 de abril de 2013 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4

Leia mais