Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya, Zika Vírus e Microcefalia Junho de 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya, Zika Vírus e Microcefalia Junho de 2016"

Transcrição

1 Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya, Zika Vírus e Microcefalia Junho de 2016 Semana Epidemiológica 23 (05/06 a 11/06)* A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS), por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS/RS) registrou, até a Semana Epidemiológica (SE) 23, casos suspeitos de Dengue, dos quais foram confirmados. Dentre os confirmados, 359 são casos importados (contraídos fora do Estado) e são autóctones (contraídos no RS). Os municípios que apresentam autoctonia são Canoas e Novo Hamburgo (1ª CRS), Porto Alegre, Viamão, Guaíba, Gravataí, Alvorada, Cachoeirinha e Barra do Ribeiro (2ª CRS), Espumoso e Passo Fundo (6ª CRS), Ibirubá, Selbach e Tupanciretã (9ª CRS), Santo Ângelo (12ª CRS), São Paulo das Missões, Horizontina, Santa Rosa, Três de Maio e Tuparendi (14ª CRS), Chapada, Boa Vista das Missões, Sarandi e Rondinha (15ª CRS), Augusto Pestana, Panambi, Condor e Ijuí (17ª CRS), Torres (18ª CRS) e Alpestre, Frederico Westphalen, Tiradentes do Sul e Vicente Dutra (19ª CRS). No ano de 2015 foram notificados casos suspeitos de Dengue, dos quais foram confirmados. Dentre os confirmados, 246 (18,8%) são importados (contraído fora do Estado) e (81,1%) são autóctones (contraído no RS). O sorotipo circulante no ano de 2015 foi o DENV1. Em 2016 ocorreu o primeiro óbito importado de Dengue no Estado. Trata-se de uma mulher residente no município de Faxinalzinho, 11ª CRS, cuja local de infecção o município de Chapecó em Santa Catarina. Em 2015, ocorreram dois óbitos por Dengue. O primeiro em março, no município de Santo Ângelo, cujo paciente teve início

2 dos sintomas na SE11 (15 a 21/03). O segundo óbito ocorreu em abril, com início de sintomas na SE16 (19 a 25/04), no município de Panambi. Tabela 1: Casos notificados e confirmados de dengue segundo CRS de residência, RS, * Regional de Residencia Notificados Confirmados Notificados Confirmados 1ª CRS - Porto Alegre ª CRS - Porto Alegre ª CRS - Pelotas ª CRS - Santa Maria ª CRS - Caxias do Sul ª CRS - Passo Fundo ª CRS - Bagé ª CRS - Cachoeira do Sul ª CRS - Cruz Alta ª CRS - Alegrete ª CRS - Erechim ª CRS - Santo Ângelo ª CRS - Santa Cruz do Sul ª CRS - Santa Rosa ª CRS - Palmeira das Missões ª CRS - Lajeado ª CRS - Ijuí ª CRS - Osório ª CRS - Frederico Westphalen Total Fonte: SINAN Online-RS (dados preliminares até 08/06/2016) *Casos até SE 23

3 Dos casos confirmados, são casos autóctones contraídos no Estado. No estado 207 municípios são infestados pelo Aedes aegypti. (Tabela 2 e figura1). Tabela 2: Número de casos confirmados por município de residência, CRS, RS, 2016* 1ª CRS - Porto Alegre 2ª CRS - Porto Alegre 7ª CRS - Bagé Canoas Campo Bom 1 1 Dois Irmãos*** Esteio******** Ivoti 1 1 Montenegro 4 4 Novo Hamburgo Sapiranga 1 1 Sapucaia do Sul 3 3 São Leopoldo 2 2 Portão 1 1 Alvorada Barra do Ribeiro 1 1 Cachoeirinha Eldorado do Sul 3 3 Guaíba 3 3 Gravataí Porto Alegre Viamão Pelotas 7 7 Rio Grande 5 5 Cacequi 1 1 Nova Palma 1 1 Santa Maria** Antônio Prado 1 1 Bento Gonçalves 5 5 Bom Jesus 1 1 Carlos Barbosa 1 1 Caxias do Sul 7 7 Cotiporã 1 1 Garibaldi 2 2 Linha Nova 1 1 Nova Bassano 1 1 Vacaria 2 2 Veranópolis 1 1 Espumoso 1 1 Lagoa Vermelha 4 4 Passo Fundo Soledade 1 1 Tapera**** 1 1 Tio Hugo 1 1 Dom Pedrito 1 1 Cruz Alta 2 2 Ibirubá 1 1 Selbach Tupanciretã ª CRS - Alegrete São Gabriel 1 1 Erebango ª CRS - Santa Rosa Total 3ª CRS - Pelotas 4ª CRS - Santa Maria 5ª CRS - Caxias do Sul 6ª CRS - Passo Fundo 9ª CRS - Cruz Alta 11ª CRS - Erechim 12ª CRS - Santo Ângelo 13ª CRS - S. Cruz do Sul 15ª CRS - Palmeira das Missões 16ª CRS - Lajeado 17ª CRS - Ijuí 18ª CRS - Osório 19ª CRS Frederico Westphalen *Casos Confirmados SE 01 a 23 Erechim 3 3 Faxinalzinho 1 1 Paulo Bento 1 1 Severiano de Almeida 1 1 Cerro Largo 1 1 Roque Gonzales 2 2 Rolador** 1 1 São Borja 1 1 Santo Ângelo Santa Cruz do Sul 1 1 Venâncio Aires 1 1 Vera Cruz 1 1 Alecrim********** 1 1 Campina das Missões******* 2 2 Giruá 1 1 Horizontina Porto Mauá 1 1 Santa Rosa Santo Cristo 1 1 São Paulo das Missões 2 2 Três de Maio Tucunduva 1 1 Tuparendi Boa Vista das Missões 8 8 Chapada Constantina 3 3 Engenho Velho 1 1 Lajeado do Bugre***** 1 1 Palmeira das Missões 1 1 Redentora** Rondinha 1 1 Sarandi Doutor Ricardo 1 1 Teutônia 2 2 Augusto Pestana 8 8 Condor 3 3 Ijuí Panambi Pejuçara 1 1 Santo Augusto 2 2 São Valério do Sul 1 1 Osório 1 1 Tramandaí********* Três Forquilhas 1 1 Torres 1 1 Alpestre Frederico Westphalen Seberi***** 1 1 Taquaruçu do Sul***** 2 2 Tiradentes do Sul 3 3 Vicente Dutra 1 1 Vista Alegre Fonte: SINAN ONLINE-RS (dados preliminares até 09/06/2016) **Caso Contraído no Município de Ijuí Município de Residência / RS ***Caso Contraído no Município de Chapada ****Caso Contraído no Município de Selbach *****Caso Contraído no Município de Frederico Westphalen *******Caso Contraído no Município de Tuparendi ********Caso Contraído no Município de Canoas *********Caso Contraído no Município de Porto Alegre **********Caso Contraído no Município de Santa Rosa Casos Confirmados Autóctones Importados Total

4 Figura 1: Mapa dos municípios infestados e com casos de Dengue Importados e Autóctones, RS, Fonte: SINAN Online-RS (dados preliminares até 08/06/2016) Analisando o histograma (Gráfico 1) dos casos notificados de Dengue em 2015 (até a 26ª Semana Epidemiológica) e os casos até a 23ª semana epidemiológica (SE) de 2016, observa-se que, nas primeiras SE deste ano, houve um aumento de notificações de 2,11 vezes a mais quando comparado ao ano anterior. Esse cenário nos indica possivelmente uma maior sensibilidade da rede de atenção para notificação do agravo e/ou uma maior circulação viral. Gráfico 1. Casos notificados de Dengue por Semana Epidemiológica de início de sintomas, RS, 2015 e 2016 (até SE23) Notificado 2015 Notificado 2016 Fonte: SINAN Online-RS (dados preliminares até 08/06/2016)

5 No histograma a seguir (Gráfico 2) referente aos casos confirmados, observa-se que, desde as primeiras semanas epidemiológicas há registro de casos em ambos os anos de 2015 e 2016, porém a proporção de casos em 2016 é significativamente maior neste período. A curva de casos confirmados em 2015 teve início crescente a partir da 8ª SE, registrando o pico máximo de casos na 14ª SE, em 2016 o pico máximo de casos confirmados aconteceu na 12ª SE mostrando um declínio nas semanas subseqüentes. O total de casos confirmados, em 2016, até o momento, é de casos. Gráfico 2. Casos confirmados de Dengue por Semana Epidemiológica de início de sintomas, RS, 2015 e 2016 (até SE23) Confirmado 2015 Confirmado 2016 Fonte: SINAN Online RS (dados preliminares até 08/06/2016) No Rio Grande do Sul, a faixa etária com maior número de casos confirmados foi dos 20 aos 59 anos (63,9%) e o sexo feminino foi o que obteve o maior numero de casos confirmados (53,4%), como mostra a Tabela 3. Tabela 3. Distribuição dos casos confirmados de Dengue por Semana Epidemiológica de início de sintomas, RS, por faixa etária e sexo (até SE23). Masculino Feminino Total Menor de 1 ano a 4 anos a 9 anos a 14 anos a 19 anos a 29 anos a 39 anos a 49 anos a 59 anos a 69 anos a 79 anos anos e mais Total Fonte: SINAN Online RS (dados preliminares até 08/06/2016)

6 Segundo o Ministério da Saúde, em uma análise das incidências (número de casos/100 mil hab.) dos casos de Dengue por região, demonstra-se um incremento em 2015 em todas as regiões do país. Os números de casos de Dengue no RS parecem acompanhar essa tendência. Numa série histórica de 2011 a 2016, da SE1 até a SE23 de cada ano, observa-se maior número de casos notificados em 2016, seguido dos anos de 2015 e 2013 (Gráfico 3). Em relação ao número de casos confirmados, o ano de 2016 apresenta o maior número de confirmações, seguido dos anos de 2015 e Destes notificados, casos confirmados, descartados e aguardam investigação diagnóstica. Gráfico 3. Comparativo dos casos de Dengue segundo classificação, RS, 2011 a 2016 (até SE23) Tendênciacrescente de casos notificados Notificados Confirmados Autóctones Linear (Notificados) Fonte: SINAN Online-RS (dados preliminares até 08/06/2016)

7 Febre Chikungunya A Febre Chikungunya (CHIKV) é uma doença viral transmitida a partir da picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado. Pode causar doença aguda, subaguda e crônica. A fase aguda é caracterizada por febre de início repentino (acima de 39 C) e dor articular intensa. Pode ainda incluir: cefaleia, dor difusa nas costas, mialgia, náusea, vômito, poliartrite, erupção cutânea e conjuntivite com duração de 3-10 dias. A fase subaguda é caracterizada pela recaída dos sinais e sintomas ocorridos na fase aguda (após os primeiros 10 dias), incluindo poliartrite distal, exacerbação da dor nas articulações e ossos e tenossinovite hipertrófica subaguda nos punhos e tornozelos. Em alguns casos desenvolvem-se distúrbios vasculares periféricos (síndrome de Raynaud), sintomas depressivos, cansaço geral e fraqueza. Em geral, esse quadro tem duração entre dois e três meses após o início da doença. Já a fase crônica possui as mesmas características da fase subaguda, com persistência dos sinais e sintomas por mais de três meses e que pode se estender, com menor frequência, por anos. Em geral, mantém-se a artralgia inflamatória nas mesmas articulações afetadas anteriormente. Em 2013, teve início a transmissão autóctone da Febre Chikungunya em vários países do Caribe. Em 2014, foram confirmados os primeiros casos autóctones no Brasil e, atualmente, já ocorre nas Américas, África, Europa, Ásia e Oceania. Em 2016, até a SE 16 foram notificados casos suspeitos da doença, destes foram confirmados. Foram confirmados laboratorialmente 15 óbitos no Brasil (Paraíba, Rio de Janeiro, Piauí, Rio Grande do Norte e Pernambuco) todos com idade média de 57 anos (dados do Boletim Epidemiológico - Volume 47 - nº Monitoramento dos casos de dengue, febre de chikungunya e febre pelo vírus Zika até a Semana Epidemiológica 16, 2016). O Rio Grande do Sul ainda não apresenta autoctonia de Febre Chikungunya. Em 2015, foram notificados 82 casos suspeitos. Desses, seis casos foram confirmados por critério clínico-laboratorial, sendo esses de Bento Gonçalves, Erechim, Novo Hamburgo e Rio Grande, todos os casos importados, com histórico recente de viagem para Bahia, Pernambuco e Maranhão.

8 Em 2016, já foram notificados 395 casos de suspeitos de Febre Chikungunya e 23 casos confirmados importados, estes residentes em Porto Alegre, Santa Maria, Estância Velha, Passo Fundo, Caxias do Sul, Cacique Doble, São Borja e Rio Grande, com viagem para os estados da Bahia, Pernambuco, Minas Gerais e São Paulo, totalizando 477 casos notificados entre 2015 e 2016 no Rio Grande do Sul. Quadro 1. Distribuição dos casos de Febre de Chikungunya notificados por município de residência, RS, no ano de 2016* (até a 23ª Semana Epidemiológica) Casos Confirmados Município de Residência / RS Em Notificados Autóctones Importados Descartados Investigação Canoas Campo Bom Barão 1 1 Estância Velha Ivoti ª CRS - Porto Alegre Novo Hamburgo Portão 1 1 Sapucaia do Sul São Leopoldo Taquara Triunfo 1 1 Alvorada Cachoeirinha 2 2 Charqueadas 1 1 2ª CRS - Porto Alegre Gravataí Porto Alegre Viamão Rio Grande ª CRS - Pelotas Pelotas Santa Vitória do Palmar 1 1 4ª CRS - Santa Maria Jaguari Santa Maria Caxias do Sul Farroupilha Feliz ª CRS - Caxias do Garibaldi 2 2 Sul Guaporé Pinto Bandeira 1 1 Vacaria Vila Flores Casca 1 1 Cacique Doble ª CRS - Passo Fundo Marau Passo Fundo ª CRS - Alegrete Santana do Livramento ª CRS - Erechim 12ª CRS - Santo Ângelo 13ª CRS - Santa Cruz 14ª CRS Santa Rosa 15ª CRS - Palmeira das Missões 16ª - Lajeado 17ª CRS - Ijuí 18ª CRS - Osório 19ª CRS - Frederico Westphalen Total Barão do Cotegipe 1 1 Erechim Pirapó 1 1 São Borja Sete de Setembro 1 1 Venancio Aires Vera Cruz Boa Vista do Burica 1 1 Santa Rosa Braga 2 2 Chapada Redentora 3 3 Rondinha Bom Retiro do Sul Estrela Lajeado Serio Teutonia Ajuricaba Ijuí Panambi Capivari do Sul 1 1 Cidreira Torres Xangri-lá Taquaruçu do Sul 2 2 Município de Residência de outro Estado / Município Ignorado Amazonas Manaus 1 1 Alagoas Maceio 1 1 Minas Gerais Montes Claros Pará Castanhal 1 1 Pernambuco Recife 1 1 Rio de Janeiro Nova Iguaçu 1 1 Rio de Janeiro 3 3 Santa Catarina Salete 1 1 Município Ignorado Total *Casos Confirmados SE 01 a 23 Fonte: SINAN ONLINE-RS (dados preliminares até 08/06/2016) Notificados Casos Confirmados Em Autóctones Importados Descartados Investigação

9 Febre do Zika Vírus A Febre do Zika Vírus (ZIKAV) é uma doença viral aguda, transmitida por vetores, tais como Aedes aegypti, semelhante ao vírus da Dengue e da Febre Chikungunya. É caracterizada por exantema maculopapular pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta, na maioria dos casos, evolução benigna, autolimitada e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3-7 dias. O Ministério da Saúde confirmou a relação entre o Zika Vírus e a microcefalia baseada em inúmeras evidências como: investigação epidemiológica e laboratorial dos casos com identificação da presença do vírus Zika em amostras de sangue e tecidos; confirmação da alteração no padrão clínico e radiológico com comprometimento do Sistema Nervoso Central, similar às infecções congênitas por arbovírus em animais; identificação do RNA viral do Zika em casos graves e óbitos; identificação do vírus Zika em líquido amniótico de duas gestantes cujo feto apresentava microcefalia, entre outros relatos. Quanto a relação entre a infecção do ZIKAV e síndrome de Guillain-Barré (SGB), há uma possibilidade epidemiológica real de associação, porém estudos são necessários para que se estabeleça a relação causal. Em decorrência da situação epidemiológica, o Ministério da Saúde declarou Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional no país. O ZIKAV foi identificado desde 1968, mas em 2007 foi registrado um surto pela doença na Ilha Yap (Micronésia) e entre na Polinésia Francesa. Somente a partir de 2007 que a Organização Mundial da Saúde reconhece o potencial epidêmico do Zika Vírus. No Brasil, desde outubro de 2014 estão sendo notificados casos de síndrome febril exantemática nos estados nordestinos, descartados para dengue, sarampo e rubéola. Foi confirmada transmissão autóctone de febre pelo vírus Zika no país a partir de abril de Em março de 2016 o Brasil confirmou laboratorialmente autoctonia da doença em todo o país. Na SE 05/2016, a Organização Pan Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde confirmou a circulação do vírus Zika em 33 países de três Continentes. Segundo a OMS, além dos 33 países com casos autóctones já reportados no período entre 2015 e 2016, há indicação de circulação viral em outras seis nações: Gabão, na África, Indonésia, Tailândia, Cambodja, Filipinas e Malásia, na Ásia. Ainda

10 ressalta que pelo menos cinco países das Américas já registraram aumento de casos de Síndrome de Guillain-Barré (SGB) desde o início do surto de zika: Brasil, Colômbia, El Salvador, Suriname e Venezuela. Em 2015, no RS, foram notificados 32 casos suspeitos de Febre do Zika Vírus e um caso confirmado importado. Entre os casos suspeitos, três ocorreram em gestantes e foram descartados laboratorialmente. No Brasil, até a SE 16/2016 foram notificados casos suspeitos da doença, destes foram confirmados. Entre as gestantes foram notificadas casos suspeitos, destes casos foram confirmados laboratorialmente ou pelo critério clinico epidemiológico. Ocorreram 03 óbitos confirmados laboratorialmente nos estados do Maranhão, Rio Grande do Norte e Pará com idade média de 20 anos (dados do Boletim Epidemiológico - Volume 47 - nº Monitoramento dos casos de dengue, febre de chikungunya e febre pelo vírus Zika até a Semana Epidemiológica 16, 2016 No RS, até a 23ª SE de 2016, foram notificados 604 casos suspeitos de Febre pelo Zika Vírus. Destes, 46 casos foram confirmados sendo 19 autóctones, residentes em Frederico Westphalen, Santa Maria, Ivoti, Rondinha, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre e Ijuí. Três casos foram em gestantes, uma infectada no 1º trimestre de gestação, uma no 2º trimestre e a outra no 3º trimestre, sendo o RN desta gestante não apresentou, até o momento, nenhuma alteração no SNC.

11 Quadro 2. Distribuição dos casos de Febre de Zika Vírus notificados por município de residência, RS, no ano de 2016 (até a 23ª SE). Casos Confirmados Município de Residência / RS Em Notificados Autóctones Importados Descartados Investigação Canoas Campo Bom Dois Irmãos Estância Velha Esteio 5 5 Ivoti Montenegro ª CRS - Porto Alegre Novo Hamburgo Portão 1 1 Rolante São Leopoldo Sapiranga 1 1 Sapucaia do Sul Taquara Alvorada Cachoeirinha 1 1 Eldorado do Sul 1 1 2ª CRS - Porto Alegre Guaíba Gravataí Porto Alegre** Viamão 6 6 3ª CRS - Pelotas Rio Grande ª CRS - Santa Maria 5ª CRS - Caxias do Sul 6ª CRS - Passo Fundo Cacequi 1 1 Jaguari Santa Maria Bento Gonçalves Bom Jesus Carlos Barbosa 1 1 Caxias do Sul Farroupilha Garibaldi Guaporé 1 1 Vila Flores 1 1 Carazinho Sertão 1 1 Tio Hugo Bagé Dom Pedrito ª CRS - Cachoeira do Sul Novo Cabrais ª CRS - Cruz Alta Cruz Alta Selbach 2 2 Alegrete ª CRS - Alegrete Itaqui 2 2 Santana do Livramento Uruguaiana ª CRS Frederico Westphalen Total 7ª CRS - Bagé 11ª CRS - Erechim 12ª CRS - Santo Ângelo 13ª CRS - S. Cruz do Sul 14ª CRS - Santa Rosa 15ª CRS - Palmeira das Missões 16ª - Lajeado 17ª CRS - Ijuí 18ª CRS - Osório Barão do Cotegipe 1 1 Campinas do Sul Erechim Dezesseis de Novembro 2 2 Guarani das Missões Mato Queimado 1 1 São Borja Santo Ângelo Sete de Setembro 3 3 Passo do Sobrado 1 1 Santa Cruz do Sul 1 1 Venancio Aires 2 2 Vera Cruz Alegria Santa Rosa Três de Maio 2 2 Santo Cristo Braga Chapada Engenho Velho 3 3 Miraguai 1 1 Palmeira das Missões Rondinha Sarandi 1 1 Três Palmeiras Bom Retiro do Sul 1 1 Estrela Lajeado Serio 1 1 Teutônia Ajuricaba Condor 2 2 São Martinho 1 1 Ijuí Cidreira 4 4 Dom Pedro de Alcantara 1 1 Sto. Antônio da Patrulha Terra de Areia 1 1 Torres Tramandaí Três Cachoeiras Xangri-lá Alpestre 1 1 Derrubadas 2 2 Frederico Westphalen Tenente Portela Vicente Dutra Município de Residência de outro Estado / Município Ignorado Amazonas Manaus 1 1 Bahia Guiratinga Ceará Fortaleza 1 1 Maranhão São Luis 1 1 Mato Grosso Nova Mutum 1 1 Belo Horizonte 2 2 Minas Gerais Montes Claros 1 1 Uberlândia 1 1 Paraná Curitiba 1 1 Pernambuco Recife 1 1 Campos do Goytacazes 1 1 Rio de Janeiro Niterói Rio de Janeiro São Paulo Sumaré Ribeirão Preto Tocantins Gurupi 1 1 Município Ignorado Total *Casos Confirmados SE 01 a 23 Fonte: SINAN ONLINE-RS (dados preliminares até 08/06/2016) **Caso com Local Provável de Infecção no Município de Canoas Notificados Casos Confirmados Autóctones Importados Descartados Em Investigação

12 Importante ressaltar que a partir da publicação da Portaria GM nº 204, de 17 de fevereiro de 2016, foi estabelecida a notificação compulsória de todos os casos suspeitos de febre do Zika vírus em todo o território nacional. Tendo em vista a grande circulação de doenças com transmissão relacionada ao vetor Aedes aegypti e sua alta infestação no país, orienta-se para as pessoas que apresentaram alguns dos sinais e sintomas sugestivos de Dengue, Febre Chikungunya ou Febre do Zika Vírus e que viajaram recentemente para áreas endêmicas, que procurem atendimento médico em uma unidade de saúde mais próxima de sua residência. Como medidas preventivas, recomendam-se o uso de repelentes e a Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul conta com a mobilização e participação de cada pessoa combate ao mosquito transmissor destas doenças.

13 VIGILÂNCIA DE MICROCEFALIAS E/OU ALTERAÇÕES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL (SNC) Em decorrência do aumento do numero de casos de microcefalia no país e da situação epidemiológica, o Ministério da Saúde declarou, em 11 de novembro de 2015, Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN). Em 01 de fevereiro de 2016 a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII). No Brasil, até a SE22, foram notificados casos segundo as definições do Protocolo de Vigilância (recém-nascido, natimorto, abortamento ou feto). Desses, (38,5%) casos permanecem em investigação e casos foram investigados e classificados, sendo confirmados para microcefalia e/ou alteração do SNC sugestivo de infecção congênita e descartados. Neste boletim constam as informações epidemiológicas referentes à microcefalia e/ou alterações do SNC, previstas nas definições vigentes no Protocolo de Vigilância e Resposta à Ocorrência de Microcefalia e/ou Alterações do Sistema Nervoso Central (SNC) Versão 2.1/2016, disponível no site O objetivo geral desta vigilância é descrever o padrão epidemiológico de ocorrência de microcefalias relacionadas às infecções congênitas no território nacional. Todos os casos são investigados buscando uma possível relação com o vírus Zika e infecções congênitas como sífilis, toxoplasmose, citomegalovírus e herpes (STORCH). Desde a implantação da vigilância de microcefalia e/ou alterações do SNC, o Rio Grande do Sul vem fomentando, junto aos profissionais de saúde o registro/notificação dos casos que atendem os protocolos vigentes, bem como a investigação epidemiológica dos casos, conforme Nota Técnica sobre Microcefalia disponível no site Foram notificados no sistema de registro de eventos de saúde pública (RESP- Microcefalia), desde o final de outubro de 2015 até a SE 23 de 2016 no RS, 89 casos e destes 10 evoluíram para óbito. Do total de casos notificados, 75 são Recém Nascidos (RN) com microcefalia, 01 aborto espontâneo (gestante com exantema) e 13 fetos com Alterações no SNC.

14 Tabela 1. Distribuição dos casos notificados de microcefalia e/ou alterações do SNC de acordo com Protocolo da Microcefalia segundo a classificação, RS, 2015/2016 (até a SE23). Classificação Notificados Confirmados Infecção congênita STORCH ZIKA Descartados Em investigação Recem Nascido Feto Aborto Total Fonte: RESP-Microcefalia (dados preliminares até 08/06/2016) Dos 56 recém nascidos que já concluíram a investigação diagnóstica 5 são infecção congênita (5) e 51 foram descartados Dos 5 casos de infecção congênita, 02 casos estão associados ao Zika vírus, cuja a investigação demonstrou que ambas as mães apresentaram quadro de doença compatível com infecção por Zika Vírus no 1º trimestre da gestação por ocasião de viagem a locais com circulação da doença, além de resultados de imagens do RN apresentando alterações radiológicas associadas a embriopatia por Zika. E outros 03 casos de infecção congênita apresentavam diagnóstico laboratorial positivo para STORCH. Apresentam microcefalia e estão sendo acompanhados pela rede de atenção básica em serviços especializados para estimulação 10 casos (5 infecções congênitas e 5 casos descartados por síndrome genética). No histograma a seguir (Gráfico 1) mostra os 89 casos notificados na RESP sendo 64% destes descartados. O primeiro caso notificado ocorreu na 48ª SE de O Rio Grande do Sul confirmou na 12ª SE autoctonia por Zika vírus. Nenhum dos casos que já concluíram a investigação diagnóstica tem, até o momento, relação com a circulação do vírus no estado.

15 Gráfico 1. Casos registrados na RESP, por data de notificação conforme a Semana Epidemiológica, RS, 2015 e 2016 (até SE23) Confirmados Infecção congênita Descartados Em Investigação Fonte: RESP-Microcefalia (dados preliminares até 08/06/2016) Importante ressaltar que a microcefalia não é de notificação compulsória, sendo anteriormente captada apenas no Sistema de Informação dos Nascidos Vivos (SI- NASC) por ocasião do nascimento.

Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Janeiro de 2016

Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Janeiro de 2016 Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Janeiro de 2016 Semana Epidemiológica 05 (31/01 a 06/02)* A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS), por meio do Centro Estadual

Leia mais

Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus

Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Janeiro de 216 Semana Epidemiológica 2 (3/1 a 9/1)* A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS) por meio do Centro Estadual

Leia mais

FERIADOS MUNICIPAIS NAS COMARCAS DO RS/2016

FERIADOS MUNICIPAIS NAS COMARCAS DO RS/2016 FERIADOS MUNICIPAIS NAS COMARCAS DO RS/2016 Dados atualizados em JANEIRO/2016 Conforme Ato DPGE nº 34/2015, não haverá expediente na Defensoria Pública do Estado nos Feriados Nacionais e dias de festa

Leia mais

UF Código IBGE Município CNES RS ACEGUÁ RS AJURICABA RS AJURICABA RS ALEGRETE RS

UF Código IBGE Município CNES RS ACEGUÁ RS AJURICABA RS AJURICABA RS ALEGRETE RS UF Código IBGE Município CNES RS 430003 ACEGUÁ 2261235 RS 430020 AJURICABA 5365406 RS 430020 AJURICABA 2260255 RS 430040 ALEGRETE 4063422 RS 430040 ALEGRETE 3029247 RS 430040 ALEGRETE 7468911 RS 430040

Leia mais

SERVIÇOS DE ATENDIMENTO À MULHER - RIO GRANDE DO SUL SERVIÇOS

SERVIÇOS DE ATENDIMENTO À MULHER - RIO GRANDE DO SUL SERVIÇOS DE ATENDIMENTO À MULHER - RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre 1 1 2 1 5 1-4 2 2 1 4 1 1 1 - Alegrete - 1 - - - - - - - - - - - - - - Alvorada - - 1 - - - 1 - - 1 - - - - - - Arroio do Sal - - 1 - - - - - -

Leia mais

1- Dengue. Casos prováveis

1- Dengue. Casos prováveis Nº 3, Semana Epidemiológica 03, 18/01/2016 1- Dengue Introdução A dengue é uma doença febril aguda, causada pelos vírus DENV1, DENV2, DENV3, DENV4 transmitida pela picada de mosquitos do gênero Aedes,

Leia mais

Boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de Dengue, Febre Chikungunya e Febre Zika. Nº 2, Semana Epidemiológica 02, 11/01/2016

Boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de Dengue, Febre Chikungunya e Febre Zika. Nº 2, Semana Epidemiológica 02, 11/01/2016 Boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de Dengue, Febre Chikungunya e Febre Zika. Nº 2, Semana Epidemiológica 02, 11/01/2016 Dengue Introdução A dengue é uma doença febril aguda, causada pelos

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE CENTRO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NOTA TÉCNICA SOBRE FEBRE DO ZIKA VÍRUS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE CENTRO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NOTA TÉCNICA SOBRE FEBRE DO ZIKA VÍRUS Descrição da Doença NOTA TÉCNICA SOBRE FEBRE DO ZIKA VÍRUS 15 de dezembro de 2015 Febre do Zika Vírus é uma doença viral aguda, transmitida principalmente por mosquitos, tais como Aedes aegypti, caracterizada

Leia mais

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA ATUAL

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA ATUAL INFORME EPIDEMIOLÓGICO Nº 09 SEMANA EPIDEMIOLÓGICA (SE) 02/2016 (10 A 16/01/2016) MONITORAMENTO DOS CASOS DE MICROCEFALIA NO BRASIL A partir desta edição, o informe epidemiológico do COES passa a apresentar

Leia mais

Arquivo Regional MADP 1-8

Arquivo Regional MADP 1-8 Arquivo Regional MADP 1-8 Cidade Código Pastas Fotos Água Santa 245 01 Agudo 001 01 Ajuricaba 002 06 08 Alecrim 003 01 Alegrete 004 01 Alegria 246 01 Alpestre 005 01 Alto Alegre 247 01 Amaral Ferrador

Leia mais

Ministério da Saúde investiga casos suspeitos de microcefalia no país

Ministério da Saúde investiga casos suspeitos de microcefalia no país Ministério da Saúde investiga 4.222 casos suspeitos de microcefalia no país Estão sendo investigados todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, inclusive a possível

Leia mais

CONVÊNIOS - AGÊNCIAS COMUNITARIAS - RS

CONVÊNIOS - AGÊNCIAS COMUNITARIAS - RS CONVÊNIOS - AGÊNCIAS COMUNITARIAS - RS Orgão superior (1) Ministerio das Comunicações Orgão subordinado (2) Empresa Brasileira de Correios e Telegrafos - ECT Unidade Gestora (3) Diretoria Regional do Rio

Leia mais

IBGE MUNICÍPIO UF CADASTRO LIBERAÇÃO PARA AS EQUIPES

IBGE MUNICÍPIO UF CADASTRO LIBERAÇÃO PARA AS EQUIPES IBGE MUNICÍPIO UF CADASTRO LIBERAÇÃO PARA AS EQUIPES 430003 ACEGUÁ RS 430020 AJURICABA RS 430030 ALECRIM RS 430040 ALEGRETE RS 430045 ALEGRIA RS 430050 ALPESTRE RS 430055 ALTO ALEGRE RS 430060 ALVORADA

Leia mais

MUNICÍPIO MÉDICOS POPULAÇÃO

MUNICÍPIO MÉDICOS POPULAÇÃO MUNICÍPIO MÉDICOS POPULAÇÃO RELAÇÃO HABITANTES POR MÉDICO PORTO ALEGRE 11.876 1.409.939 119 TAPEJARA 21 4.131 197 PASSO FUNDO 878 184.869 211 SANTA MARIA 1.094 261.027 239 PELOTAS 1.214 327.778 270 CAXIAS

Leia mais

INFORME TÉCNICO 001/2016

INFORME TÉCNICO 001/2016 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE INFORME TÉCNICO 001/2016 Vigilância Epidemiológica da Febre do ZIKA Vírus no Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro,

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO N 1910 ACOMPANHAMENTO DE PREÇOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES DO RIO GRANDE DO SUL. SEMANA DE 14/03/2016 a 18/03/2016

BOLETIM INFORMATIVO N 1910 ACOMPANHAMENTO DE PREÇOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES DO RIO GRANDE DO SUL. SEMANA DE 14/03/2016 a 18/03/2016 BOLETIM INFORMATIVO N 1910 ACOMPANHAMENTO DE PREÇOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES DO RIO GRANDE DO SUL SEMANA DE 14/03/2016 a 18/03/2016 PREÇOS EM R$ PRODUTOS UNIDADE MÍNIMO MÉDIO MÁXIMO 50 Kg 39,00 41,04

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RESOLUÇÃO CRCRS Nº 436/05 (1) 08/09/05 DISPÕE SOBRE OS VALORES DAS DIÁRIAS E PAGAMENTO DAS DESPESAS COM TRANSPORTE ENTRE CIDADES AOS MEMBROS DO CRCRS. O Plenário do Conselho Regional de Contabilidade do

Leia mais

Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus

Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika Vírus Janeiro de 2016 Semana Epidemiológica 52 (27/12 a 02/01)* A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS) por meio do Centro Estadual

Leia mais

BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. BANRISUL PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DE ESTÁGIO EDITAL Nº 01/2016 ANEXO 2

BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. BANRISUL PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DE ESTÁGIO EDITAL Nº 01/2016 ANEXO 2 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. BANRISUL PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DE ESTÁGIO EDITAL Nº 01/2016 ANEXO 2 QUADRO DE VAGAS POR GRUPOS E POR MUNICÍPIOS GRUPO 1 Aceguá 1-1 Água Santa 1-1 Agudo - -

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO N 1881 ACOMPANHAMENTO DE PREÇOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES DO RIO GRANDE DO SUL. SEMANA DE 02/11/2015 a 06/11/2015

BOLETIM INFORMATIVO N 1881 ACOMPANHAMENTO DE PREÇOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES DO RIO GRANDE DO SUL. SEMANA DE 02/11/2015 a 06/11/2015 BOLETIM INFORMATIVO N 1881 ACOMPANHAMENTO DE PREÇOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES DO RIO GRANDE DO SUL SEMANA DE 02/11/2015 a 06/11/2015 PREÇOS EM R$ PRODUTOS UNIDADE MÍNIMO MÉDIO MÁXIMO 50 Kg 37,00 39,48

Leia mais

Boletim Epidemiológico. Dengue Chikungunya Zika. Dia de Mobilização Nacional contra o Aedes aegypti

Boletim Epidemiológico. Dengue Chikungunya Zika. Dia de Mobilização Nacional contra o Aedes aegypti Nº 006/2016 26/02/2016 Boletim Epidemiológico Dengue Chikungunya Zika Dia de Mobilização Nacional contra o Aedes aegypti Participação da Escola Preparatória de Cadetes do Ar: 12/02/2016 10 horas Palestra

Leia mais

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA Prefeitura Municipal de PORTO ALEGRE Secretaria Municipal de Saúde Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde / CGVS Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA DENGUE,

Leia mais

SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Secretaria da Saúde Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto Estado de São Paulo www.saude.ribeiraopreto.sp.gov.br BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Quadro 1: Casos notificados de Dengue,

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

Concurso Vestibular da UFSM somente em 2012 Até 2011

Concurso Vestibular da UFSM somente em 2012 Até 2011 A Universidade Federal de Santa Maria, através da Pró-Reitoria de Graduação e da Comissão Permanente do Vestibular, apresenta o novo modelo do Concurso Vestibular da UFSM, aprovado pelo Conselho de Ensino,

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

Demonstrativo de Visitas Fiscais 2016

Demonstrativo de Visitas Fiscais 2016 Demonstrativo de Visitas Fiscais 2016 de visitas fiscais realizadas: Mês Realizadas Janeiro 157 Fevereiro 138 Março 206 Abril 150 Maio 155 Junho 215 Julho 200 1221 de gastos: Mês Gasto VF Valor por Mês

Leia mais

Boletim semanal #2 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da zika e suas consequências

Boletim semanal #2 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da zika e suas consequências Boletim semanal #2 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da zika e suas consequências 11 de março de 2016 Reunião do Comitê de Emergências discutiu zika, microcefalia

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO Nº 05 VÍRUS ZIKA SEMANA 15 MATO GROSSO DO SUL / 2016

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO Nº 05 VÍRUS ZIKA SEMANA 15 MATO GROSSO DO SUL / 2016 BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO Nº 05 VÍRUS ZIKA SEMANA 15 MATO GROSSO DO SUL / 2016 MAPA DE MUNICÍPIOS COM CONFIRMAÇÃO LABORATORIAL DE CASOS DE VÍRUS ZIKA NO MATO GROSSO DO SUL, 2016. Governo do Estado de Mato

Leia mais

Boletim de Microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso Central (SNC) Goiás 2016

Boletim de Microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso Central (SNC) Goiás 2016 SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS E RESPOSTA EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE Boletim de Microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 07 de julho de 2017 Página 1/13 CASO SUSPEITO DE DENGUE Pessoa que viva ou tenha viajado nos últimos 14 dias para área onde esteja ocorrendo transmissão de dengue ou tenha a presença de Ae. aegypti que

Leia mais

RESP - Registro de Eventos em Saúde Pública

RESP - Registro de Eventos em Saúde Pública RESP - Registro de Eventos em Saúde Pública Monitoramento integrado de vigilância e atenção à saúde de condições relacionadas às infecções durante a gestação, identificadas no pré-natal, parto e puericultura.

Leia mais

Investigação epidemiológica de doenças transmitidas pela fêmea do Aedes aegypti: dengue, chikungunya e zika. Deborah Bunn Inácio

Investigação epidemiológica de doenças transmitidas pela fêmea do Aedes aegypti: dengue, chikungunya e zika. Deborah Bunn Inácio Investigação epidemiológica de doenças transmitidas pela fêmea do Aedes aegypti: dengue, chikungunya e zika Deborah Bunn Inácio Investigação epidemiológica de doenças transmitidas pela fêmea do Aedes aegypti:

Leia mais

Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika

Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika Ano 11, nº 01, janeiro de 2016 Semana epidemiológica 51 e 52 de 2015 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL DENGUE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE No Distrito

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

Boletim semanal de Vigilância da Influenza/RS Semana epidemiológica 37/2016

Boletim semanal de Vigilância da Influenza/RS Semana epidemiológica 37/2016 Boletim semanal de Vigilância da Influenza/RS Semana epidemiológica 37/2016 A vigilância da Influenza é realizada por meio de notificação e investigação de casos de internações hospitalares por Síndrome

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RESOLUÇÃO CRCRS Nº 437/05 (1) 08/09/05 DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE DIÁRIAS A DELEGADOS DO CRCRS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Plenário do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul, no uso de

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS

OBJETIVO: Captar e divulgar, semanalmente, os preços médios recebidos pelos produtores. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS SAIBA MAIS A EMATER/RS-ASCAR realiza sistematicamente o "Acompanhamento de Preços Recebidos pelos Produtores do RS". Essa pesquisa engloba alguns produtos agropecuários considerados importantes para o

Leia mais

Porto Alegre, 07 de junho de 2013.

Porto Alegre, 07 de junho de 2013. Porto Alegre, 07 de junho de 2013. Relação dos Municípios integrantes do Núcleo Técnico-Científico de Telessaúde do Rio Grande do Sul TelessaúdeRS UFRGS aptos a receberem a segunda parcela do recurso de

Leia mais

EDITAL Nº 025/2013-CGJ

EDITAL Nº 025/2013-CGJ Processo nº 021209-0300/05-6 EDITAL Nº 025/2013-CGJ DISPONIBILIZADO NO DJE Nº 5.046, PG. 05, DE 28/03/2013 Retificação do Edital n. 024/2013-CGJ para conhecimento do critério de preenchimento das vagas

Leia mais

Boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de Dengue, Febre Chikungunya e Febre Zika. Nº 21, Semana Epidemiológica 22, 31/05/2016

Boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de Dengue, Febre Chikungunya e Febre Zika. Nº 21, Semana Epidemiológica 22, 31/05/2016 Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais Subsecretaria de Vigilância e Proteção a Saúde Superintendência de Vigilância Epidemiologica, Ambiental e Saúde do Trabalhador Diretoria de Vigilância Ambiental

Leia mais

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS Aedes aegypti, Zika vírus e Microcefalia epidêmica ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS Alexandre Otavio Chieppe Aedes aegypti Aedes albopictus Indicadores Entomológicos LIRAa de outubro de 2015 Mapa: IIP para Aedes

Leia mais

Macrorregião Microrregião Agências/Municípios Abrangidos AC¹ PCD² PNP³

Macrorregião Microrregião Agências/Municípios Abrangidos AC¹ PCD² PNP³ Centro Planalto Alto Uruguai Erechim Aratiba, Áurea, Barão do Cotegipe, Campinas do, Centenário, Erebango, Estação, Gaurama, Getúlio Vargas, Itatiba do, Jacutinga, Marcelino Ramos, Mariano Moro, Severiano

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO TERRITORIAL. SUPERINTENDÊNCIA ALTO URUGUAI (Sede Passo Fundo) Ernestina. Planalto Estação. Ronda Alta Fontoura Xavier.

DISTRIBUIÇÃO TERRITORIAL. SUPERINTENDÊNCIA ALTO URUGUAI (Sede Passo Fundo) Ernestina. Planalto Estação. Ronda Alta Fontoura Xavier. Alpestre Ametista do Sul Aratiba Barão do Cotegipe Barra Funda Barracão Barros Cassal Cacique Doble Carazinho. Borguetti Casca Ciríaco Colorado Constantina David Canabarro Dois Lajeados Entre Rio do Sul

Leia mais

COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO

COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO CORSAN EDITAL Nº 01/2012 CONCURSO PÚBLICO ANEXO II QUADRO DEMONSTRATIVO DAS VAGAS E DAS CIDADES QUE COMPÕEM CADA REGIONAL Emprego

Leia mais

Dengue, Chikungunya, Zika e Microcefalia

Dengue, Chikungunya, Zika e Microcefalia Dengue, Chikungunya, Zika e Microcefalia Boletim da 20ª Semana Epidemiológica - DENGUE com casos prováveis* casos confirmados com alta incidência com média incidência com baixa incidência 2016 133 3.893

Leia mais

INFORME TÉCNICO SEMANAL: DENGUE, CHIKUNGUNYA, ZIKA E MICROCEFALIA RELACIONADA À INFECÇÃO PELO VÍRUS ZIKA

INFORME TÉCNICO SEMANAL: DENGUE, CHIKUNGUNYA, ZIKA E MICROCEFALIA RELACIONADA À INFECÇÃO PELO VÍRUS ZIKA 1. DENGUE Em 2016, até a 6ª semana epidemiológica (SE) foram notificados 7.478 casos suspeitos de dengue. No ano de 2015, o município superou o registro de número de casos de anos anteriores, revelando

Leia mais

DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE OPERAÇÃO E CONCESSÕES DIVISÃO DE TRÂNSITO

DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE OPERAÇÃO E CONCESSÕES DIVISÃO DE TRÂNSITO DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE OPERAÇÃO E CONCESSÕES DIVISÃO DE TRÂNSITO Acidentalidade em Rodovias Estaduais do Rio Grande do Sul Ano 26 Relatório DTR nº 18 Engº Márcio Tassinari

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL AGUA SANTA AGUDO AJURICABA ALECRIM ALEGRETE ALMIRANTE TAMANDARE DO SUL ALPESTRE ALTO ALEGRE ALTO FELIZ ALVORADA AMARAL FERRADOR

RIO GRANDE DO SUL AGUA SANTA AGUDO AJURICABA ALECRIM ALEGRETE ALMIRANTE TAMANDARE DO SUL ALPESTRE ALTO ALEGRE ALTO FELIZ ALVORADA AMARAL FERRADOR RIO GRANDE DO SUL AGUA SANTA AGUDO AJURICABA ALECRIM ALEGRETE ALMIRANTE TAMANDARE DO SUL ALPESTRE ALTO ALEGRE ALTO FELIZ ALVORADA AMARAL FERRADOR AMETISTA DO SUL ANTA GORDA ANTONIO PRADO ARAMBARE ARARICA

Leia mais

Vigilância da doença causada pelo zika vírus nos Estados Unidos

Vigilância da doença causada pelo zika vírus nos Estados Unidos Centros de Controle e Prevenção de Doenças Vigilância da doença causada pelo zika vírus nos Estados Unidos Marc Fischer, MD, MPH Arboviral Diseases Branch 8 de junho de 2016 Objetivos Atualizar a epidemiologia

Leia mais

SECRETARIA DA SAÚDE - Fundo Estadual de Saúde Valores PAGOS - referente ao processo 051790-2000/14-0

SECRETARIA DA SAÚDE - Fundo Estadual de Saúde Valores PAGOS - referente ao processo 051790-2000/14-0 SECRETARIA DA SAÚDE - Fundo Estadual de Saúde Valores PAGOS - referente ao processo 051790-2000/14-0 Emitido em: 27/06/2014 Municipio CRS Valor pago ACEGUA 07 140,00 AGUA SANTA 06 120,00 AGUDO 04 1.530,00

Leia mais

Boletim semanal #1 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da zika e suas consequências

Boletim semanal #1 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da zika e suas consequências Boletim semanal #1 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da zika e suas consequências 4 de março de 2016 Reunião das diretoras da OPAS e da OMS com a presidenta do Brasil

Leia mais

Boletim Epidemiológico. Dengue Chikungunya Zika

Boletim Epidemiológico. Dengue Chikungunya Zika Boletim Epidemiológico Dengue Chikungunya Zika Nº 001/2016 06/01/2016 Situação Atual da Dengue no Município de Barbacena Durante o ano de 2015 foram confirmados 27 casos(12 autóctones e 15 importados)

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO RIO GRANDE DO SUL

DIAGNÓSTICO DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO DIAGNÓSTICO DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO RIO GRANDE DO SUL - 2011 Porto Alegre Março de 2013 Equipe de Elaboração Coordenação

Leia mais

Casos de FHD Óbitos e Taxa de letalidade

Casos de FHD Óbitos e Taxa de letalidade Casos de dengue Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total 2003 20.471 23.612 - - - - - - - - - - 44.083 2002 94.447 188.522 237.906 128.667 60.646 23.350 12.769 10.149 6.682 7.138 9.246 9.052

Leia mais

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO SÍFILIS ano I nº 01

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO SÍFILIS ano I nº 01 B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO SÍFILIS 2 012 ano I nº 01 2012. Ministério da Saúde É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte. Expediente Boletim Epidemiológico - Sífilis

Leia mais

Cidades a mais de 50 km da Sede ou Subsedes do CRPRS

Cidades a mais de 50 km da Sede ou Subsedes do CRPRS Cidades a mais de 50 km da Sede ou Subsedes do CRPRS AGUA SANTA AGUDO AJURICABA ALECRIM ALEGRETE ALEGRIA ALMIRANTE TAMANDARE DO SUL ALPESTRE AMARAL FERRADOR AMETISTA DO SUL ANDRE DA ROCHA ANTA GORDA ANTONIO

Leia mais

Semana Epidemiológica de Início de Sintomas

Semana Epidemiológica de Início de Sintomas Boletim Epidemiológico Volume 47 N 18-2016 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ISSN 2358-9450 Monitoramento dos casos de dengue, febre de chikungunya e febre pelo vírus Zika até a Semana

Leia mais

Epidemiológico. Informe. Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 14 de 2016

Epidemiológico. Informe. Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 14 de 2016 Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a 14 de 216 A vigilância da influenza no é composta pela vigilância sentinela de Síndrome Gripal

Leia mais

Mapa da dengue no Brasil

Mapa da dengue no Brasil Mapa da dengue no Brasil Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) Participação de 1.463 municípios 1,7% mais cidades que em 2012 Pesquisa realizada outubro Identifica focos de infestação do

Leia mais

Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 12 de 2016

Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 12 de 2016 Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 12 de 216 A vigilância da influenza no Brasil é composta pela vigilância

Leia mais

Semana Epidemiológica de Início de Sintomas

Semana Epidemiológica de Início de Sintomas Boletim Epidemiológico Volume 47 N 8-2016 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ISSN 2358-9450 Monitoramento dos casos de dengue, febre de chikungunya e febre pelo vírus Zika até a Semana

Leia mais

Epidemiológico. Informe. Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 13 de 2016

Epidemiológico. Informe. Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 13 de 2016 Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a 13 de 216 A vigilância da influenza no é composta pela vigilância sentinela de Síndrome Gripal

Leia mais

16 de fevereiro (Dia do Mun.) 26 de maio (C. Christi) 25 de julho (Dia do Colono) 31 de outubro (Dia da Reforma) 26 de maio (C.

16 de fevereiro (Dia do Mun.) 26 de maio (C. Christi) 25 de julho (Dia do Colono) 31 de outubro (Dia da Reforma) 26 de maio (C. FERIADOS MUNICIPAIS NAS COMARCAS DO RS/2016 Dados atualizados em JULHO/2016 Conforme Ato nº 08/2015 Órgão Especial, não haverá expediente no Tribunal de Justiça e nos serviços forenses de primeira instância

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 03, DE 22 DE JUNHO DE 2015.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 03, DE 22 DE JUNHO DE 2015. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 03, DE 22 DE JUNHO DE 2015. Regulamenta a utilização do módulo Cadastramento da Liquidação e Execução CLE, disponível no PJe-JT, no âmbito do primeiro grau da Justiça do Trabalho

Leia mais

Boletim semanal # 11 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus Zika e suas consequências

Boletim semanal # 11 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus Zika e suas consequências Boletim semanal # 11 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus Zika e suas consequências 19 de julho de 2016 www.paho.org/bra/salazika OPAS/OMS fecha acordo com Fiocruz Amazônia

Leia mais

Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 09 de 2016

Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 09 de 2016 Informe Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 9 de 216 A vigilância da influenza no Brasil é composta pela vigilância

Leia mais

Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika

Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika Ano 11, nº 38, setembro de 2016. Semana epidemiológica 37 de 2016. GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL DENGUE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO DF No Distrito

Leia mais

COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA

COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA INFORME Nº 33/2017 MONITORAMENTO DOS CASOS E ÓBITOS DE FEBRE AMARELA NO BRASIL INÍCIO DO EVENTO: Dezembro de 2016

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº 01/ RECENSEADOR QUADRO DE VAGAS E POLOS DE PROVA. Página 1 de 8

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº 01/ RECENSEADOR QUADRO DE VAGAS E POLOS DE PROVA. Página 1 de 8 4300034000 RS ACEGUÁ ACEGUÁ 9 8 1 4300059000 RS ÁGUA SANTA TAPEJARA 9 8 1 4300109000 RS AGUDO AGUDO 21 20 1 4300208000 RS AJURICABA AJURICABA 10 9 1 4300307000 RS ALECRIM SANTO CRISTO 14 13 1 4300406000

Leia mais

INFORMATIVO CIEVS 003/2015

INFORMATIVO CIEVS 003/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E AMBIENTAL INFORMATIVO CIEVS 003/15 Centro de Informações Estratégicas

Leia mais

Boletim semanal # 9 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da Zika e suas consequências

Boletim semanal # 9 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da Zika e suas consequências Boletim semanal # 9 Resposta da Representação da OPAS/OMS no Brasil para a epidemia do vírus da Zika e suas consequências 30 de maio de 2016 www.paho.org/bra/salazika OPAS/OMS: não há justificativa para

Leia mais

Semana Epidemiológica (SE) 02/2017 (08/01 a 14/01) Informe Epidemiológico Síndrome Congênita associada à Infecção pelo Vírus Zika (SCZ)

Semana Epidemiológica (SE) 02/2017 (08/01 a 14/01) Informe Epidemiológico Síndrome Congênita associada à Infecção pelo Vírus Zika (SCZ) 9+- SECRETARIA DE SAÚDE DIRETORIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE UNIDADE DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE Semana Epidemiológica (SE) 02/2017 (08/01

Leia mais

Totais Eleições Por Cidade

Totais Eleições Por Cidade Totais Eleições - - Por ACEGUA - RS.% AGUA SANTA - RS.% AGUDO - RS.% ALECRIM - RS.% ALEGRETE - RS.% ALVORADA - RS.% ANAPOLIS - GO.% ANTONIO PRADO - RS.% ARAMBARE - RS.% ARARANGUA - SC.% ARARUAMA - RJ.%

Leia mais

Mapa da dengue no Brasil

Mapa da dengue no Brasil Mapa da dengue no Brasil Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) Participação de 1.463 municípios Pesquisa realizada em outubro 1600 1400 1438 1463 Identifica focos de infestação do mosquito,

Leia mais

Regulamentação LC 123

Regulamentação LC 123 Objetivos Uso do Poder das Compras Governamentais Política de desenvolvimento econômico regional, de forma sustentável, de distribuição de renda e de diminuição das desigualdades sociais. ExplorarademandaporbenseserviçosdoEstado

Leia mais

COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA

COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA INFORME Nº 34/2017 MONITORAMENTO DOS CASOS E ÓBITOS DE FEBRE AMARELA NO BRASIL INÍCIO DO EVENTO: Dezembro de 2016

Leia mais

COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA

COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA COES Febre Amarela CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA SOBRE FEBRE AMARELA INFORME Nº 35/2017 MONITORAMENTO DOS CASOS E ÓBITOS DE FEBRE AMARELA NO BRASIL INÍCIO DO EVENTO: Dezembro de 2016

Leia mais

Zika Vírus Cobertura pelo ROL- ANS. Cobertura E Codificação

Zika Vírus Cobertura pelo ROL- ANS. Cobertura E Codificação Zika Vírus Cobertura pelo ROL- ANS Cobertura E Codificação A partir Resolução Normativa n 407/2016, vigente a partir de 06/07/2016, os exames diagnósticos para detecção de Zika Vírus passam a ter cobertura

Leia mais

ANEXO 1. Passo Fundo Av. Brasil Passo Fundo (Passo Fundo) Av. General Neto (Passo Fundo) São Cristóvão (Passo Fundo) Sarandi Sertão Tapejara

ANEXO 1. Passo Fundo Av. Brasil Passo Fundo (Passo Fundo) Av. General Neto (Passo Fundo) São Cristóvão (Passo Fundo) Sarandi Sertão Tapejara ANEXO 1 RELAÇÃO DE SUPERINTENDENCIA COM VAGAS POR MICROREGIÃO Regional Sureg Alto Uruguai 41 04 Microrregiaõ: Erechim 12 01 Alpestre Ametista do Sul Aratiba Barão do Cotegipe Barracão Cacique Doble Constantina

Leia mais

Informe Técnico. Assunto: Informe sobre a situação do sarampo e ações desenvolvidas - Brasil, 2013.

Informe Técnico. Assunto: Informe sobre a situação do sarampo e ações desenvolvidas - Brasil, 2013. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA DAS DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS COORDENAÇÃO-GERAL DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS SCS, Quadra 04, Edifício Principal, 4º andar CEP:

Leia mais

PRAZOS E DIAS DE ENTREGA

PRAZOS E DIAS DE ENTREGA ACEGUA TNT MERCÚRIO 4 3ª 6ª AGUA SANTA TRANSPORTES WALDEMAR 2 2ª 4ª 6ª AGUDO TRANSPORTES WALDEMAR 2 2ª 4ª 6ª AJURICABA TRANSPORTES WALDEMAR 3 4ª 6ª ALECRIM TRANSPORTES WALDEMAR 4 Solicitar Urgência Sáb

Leia mais

CAICARA CAMARGO CAMBARA DO SUL CAMPINA DAS MISSOES CAMPINAS DO SUL CAMPO BOM CAMPO NOVO CAMPOS BORGES CANDIOTA CANELA CANGUCU CANOAS CANUDOS DO VALE C

CAICARA CAMARGO CAMBARA DO SUL CAMPINA DAS MISSOES CAMPINAS DO SUL CAMPO BOM CAMPO NOVO CAMPOS BORGES CANDIOTA CANELA CANGUCU CANOAS CANUDOS DO VALE C RIO GRANDE DO SUL ACEGUA* AGUA SANTA AGUDO AJURICABA ALECRIM* ALEGRETE ALMIRANTE TAMANDARE DO SUL ALPESTRE ALTO ALEGRE ALTO FELIZ ALVORADA AMARAL FERRADOR AMETISTA DO SUL ANDRE DA ROCHA ANTA GORDA ANTONIO

Leia mais

EDITAL Nº 29/2015-CGJ

EDITAL Nº 29/2015-CGJ ESTADO DO RIO GRANDE DO Processo nº 021209-0300/05-6 EDITAL Nº 29/2015-CGJ Retificação dos Editais n. 067/2014-CGJ-DJE 18.09.2014, n. 076/2014-CGJ-DJE 20.11.2014 e do Edital nº 27/2015-CGJ-DJE- 10.04.2014

Leia mais

INSCRITOS PARA PROGRAMA AGRINHO 2017

INSCRITOS PARA PROGRAMA AGRINHO 2017 INSCRITOS PARA PROGRAMA AGRINHO 2017 MUNICÍPIO ACEGUÁ ÁGUA SANTA AGUDO ALECRIM ALEGRETE ALEGRIA ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL ALTO ALEGRE ALTO FELIZ ALPESTRE AMARAL FERRADOR AMETISTA DO SUL ANDRÉ DA ROCHA

Leia mais

CAPACITAÇÃO AGENTE COMUNITÁRIOS

CAPACITAÇÃO AGENTE COMUNITÁRIOS CAPACITAÇÃO AGENTE COMUNITÁRIOS Prefeitura Municipal de Corumbá Paulo Roberto Duarte Secretária Municipal de Saúde Dinaci Vieira Ranzi Gerência de Vigilância em Saúde Viviane Campos Ametlla Coordenação

Leia mais

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 1º LIRAa 2015 - Situação dos municípios brasileiros Participação voluntária de 1.844 municípios Pesquisa realizada entre janeiro/fevereiro de 2015; Identifica focos

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE DELEGADOS EFETIVOS E SUPLENTES

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE DELEGADOS EFETIVOS E SUPLENTES REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE DELEGADOS EFETIVOS E SUPLENTES I - A Cooperativa de Economia e Credito Mútuo dos Funcionários dos Correios no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná CredCorreios, divulga

Leia mais

Aids no Brasil. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Dezembro de 2009

Aids no Brasil. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Dezembro de 2009 Aids no Brasil 1980 2009 Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Dezembro de 2009 Municípios com pelo menos um caso de aids notificado 1980-1994 1995-1999 2000-2004 2005-2009 HIV: informações gerais

Leia mais

Epidemiológico. Boletim. Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 20, 2015

Epidemiológico. Boletim. Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 20, 2015 Boletim Epidemiológico Volume 46 N 15-2015 Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde ISSN 2358-9450 Monitoramento dos casos de dengue e febre de chikungunya até a Semana Epidemiológica 20,

Leia mais

Ofício Circular S/SUBPAV/SAP n.º 019/2015 Rio de Janeiro, 03 de novembro de 2015.

Ofício Circular S/SUBPAV/SAP n.º 019/2015 Rio de Janeiro, 03 de novembro de 2015. 1 Ofício Circular S/SUBPAV/SAP n.º 019/2015 Rio de Janeiro, 03 de novembro de 2015. Às Coordenadorias Gerais de Atenção Primária com vistas às Unidades de Saúde Assunto: Procedimentos para notificação

Leia mais

Vírus da zika: entenda transmissão, sintomas e relação com microcefalia

Vírus da zika: entenda transmissão, sintomas e relação com microcefalia Vírus da zika: entenda transmissão, sintomas e relação com microcefalia Identificado pela primeira vez no país em abril, o vírus da zika tem provocado intensa mobilização das autoridades de saúde no país.

Leia mais

Fábricas e Navegação destes reinos e seus domínios.

Fábricas e Navegação destes reinos e seus domínios. O hábito de efetuar registros comerciais iniciou-se nas antigas Grécia e Roma, consolidando-se, mais tarde, na península ibérica, durante a idade média. No ano de 1253, era criado, em Portugal, o Livro

Leia mais

RELAÇÃO DE PRAÇAS E CRONOGRAMA DE ENTREGAS - RIO GRANDE DO SUL

RELAÇÃO DE PRAÇAS E CRONOGRAMA DE ENTREGAS - RIO GRANDE DO SUL RELAÇÃO DE PRAÇAS E CRONOGRAMA DE ENTREGAS - RIO GRANDE DO SUL www.expressoleomar.com.br 247 CIDADES ATENDIDAS Matriz - Lajeado: (51) 3714-1939 / 3748-2831 Atualizada em 29/09/2017 CIDADE ENTREGAS FILIAL

Leia mais