QUESTÕES. Questão 1 Habilidade 1. Questão 2 Habilidade 1. Resolução: Resolução:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUESTÕES. Questão 1 Habilidade 1. Questão 2 Habilidade 1. Resolução: Resolução:"

Transcrição

1 QUESTÕES A B C Em cada um dos sistemas acima representados, a fase sólida é um bloco de gelo e a fase líquida pode ser água ou álcool ou uma mistura de álcool e água. Dadas as densidades em g/ml: água = 1,0; álcool = 0,8; gelo = 0,92. Questão 1 Habilidade 1 Com relação a esses sistemas, podemos afirmar: I A fase líquida em A pode ser álcool ou mistura de álcool e água, mas não pode ser água. II A fase líquida em B pode ser água ou mistura de álcool e água, mas não pode ser álcool. III A fase líquida em C obrigatoriamente é uma mistura de álcool e água. Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões): A) I, II e III. B) I e II, somente. C) III, somente. D) II e III, somente. E) I, somente. Copo A Como o gelo está no fundo do copo, a densidade do líquido é menor que a do gelo, portanto menor que 0,92. Conclusão: o líquido pode ser álcool puro ou mistura de água e álcool com d 0,92, e não pode ser água pura. Copo B Como o gelo flutua, a densidade do líquido é maior que 0,92. Conclusão: o líquido pode ser água pura ou mistura de água e álcool com d 0,92, mas não pode ser álcool puro. Copo C Pela posição do gelo, o líquido tem d 0,92 e só pode ser mistura de água e álcool. Conclusão: I, II e III estão corretas. Questão 2 Habilidade 1 Com relação a esses mesmos sistemas, podemos afirmar: I A fusão parcial do gelo em A pode levar à situação representada em C. II A fusão parcial do gelo em B pode levar à situação representada em C. III A adição de água ao sistema B pode levar à situação representada em C. IV A adição de álcool ao sistema B pode levar à situação representada em C. Quando dizemos pode levar à situação representada em C, não estamos levando em conta as quantidades dos componentes representadas no sistema C, mas apenas a situação nele representada. Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões): A) I e IV, somente. B) II e III, somente. C) III e IV, somente. D) I, somente. E) II, somente. I O líquido em A pode ser álcool puro ou mistura de água e álcool. Em ambos os casos, a fusão do gelo aumenta a densidade do líquido, podendo levar a situação A para a situação C. 11

2 II O líquido em B pode ser água pura ou mistura de água e álcool. A fusão do gelo em B não altera a densidade do líquido se este for água pura e aumenta a densidade do líquido se este for mistura de água e álcool. Dessa maneira, a situação B não pode ser levada à situação C. III A adição de água ao copo B tem o mesmo efeito da fusão do gelo no item II. IV A adição de álcool no copo B diminui a densidade do líquido, seja ele água pura ou mistura de água e álcool; por isso a situação B pode ser levada à situação C. Conclusão: I e IV estão corretas. Questão 3 Habilidade 11 Já se passaram 50 anos desde que Watson e Crick elucidaram a estrutura espacial da molécula de DNA, material genético da maioria dos seres vivos. Desde então, foram feitos incríveis progressos na compreensão da natureza dos genes e de seu mecanismo de ação. Assim, no dia 14/04/2003, os meios de comunicação noticiaram o encerramento do Projeto Genoma Humano, alguns anos antes da previsão inicial. Esse projeto, no qual colaboraram cientistas do mundo inteiro, inclusive do Brasil, conseguiu desvendar: A) o fato de que os genes se localizam, realmente, nos cromossomos. B) a seqüência de todos os genes ao longo dos cromossomos do homem. C) toda a diversidade de proteínas produzidas pelos genes humanos. D) a seqüência completa das quatro bases nitrogenadas do código genético (A, T, C e G), ao longo do material genético. E) as doenças causadas por defeitos no material genético, o que permitirá sua prevenção e seu tratamento. A descoberta de que os genes se localizam nos cromossomos data do século passado (da década de 1910). O que o Projeto Genoma Humano conseguiu desvendar foi a seqüência praticamente completa das quatro bases nitrogenadas do DNA humano. Há, no entanto, um longo caminho pela frente, ainda, até que se identifiquem, de forma segura, todas as seqüências de bases nitrogenadas que correspondem a genes, inclusive aqueles cujos defeitos levam ao aparecimento de doenças hereditárias. O reconhecimento do conjunto de proteínas fabricadas nas células dependerá de outras pesquisas em andamento (estudo do proteoma). Questão 4 Habilidade 9 Leia o texto a seguir: Em condições normais, de não ocorrência do fenômeno El Nino, os ventos sopram sobre o oceano Pacífico em direção ao oeste. Esses ventos forçam as águas quentes superficiais em direção ao Pacífico Ocidental, de tal modo que a temperatura do mar é cerca de 8ºC maior na região ocidental, tornando-se mais fria próximo à costa da América do Sul, devido à ascensão de águas mais frias oriundas das profundezas do oceano. Essa água fria é rica em nutrientes, permitindo altos níveis de produtividade primária, ecossistemas marinhos diversificados e grande piscosidade. O deslocamento da fonte de calor correspondente às águas mais quentes em direção ao leste resulta em grandes mudanças na circulação da atmosfera global. Isso provoca mudanças no clima em regiões bem afastadas do Pacífico Tropical. Sabe-se que cada 1 grama de água perde, aproximadamente, 4,2J de energia térmica, ao esfriar de 1ºC. Considere que 1 tonelada de água marinha seja empurrada pelos ventos oceânicos em direção ao Pacífico Ocidental. Suponha que, ao atingir essa região, essa massa de água seja resfriada até que sua temperatura atinja o mesmo valor referente às águas da porção oriental. Nesse processo, essa porção de água transferiria ao ambiente uma quantidade de energia térmica aproximada de: A) 33,6J B) 33, J C) 42, J D) 42, J E) 80, J De acordo com o texto, para atingir a mesma temperatura da porção oriental, as águas na porção ocidental do oceano Pacífico devem sofrer um resfriamento de 8ºC. A massa de 1 tonelada de água corresponde a 1000kg. Ou seja, g = 10 6 g. De acordo com os dados fornecidos (cada 1g de água, ao resfriar de 1ºC, perde 4,2J), a quantidade de energia térmica que a água transfere para o ambiente é: E = ,2 E = 33, J 12

3 Para as questões 5 e 6, analise os dados abaixo. A falta de água é uma das maiores preocupações das autoridades mundiais. O esquema a seguir (baseado num mapa publicado pela ONU num relatório de março de 2003 sobre os recursos hídricos do mundo) revela a atual situação da disponibilidade de água nos vários continentes. RUMO À SEDE Relatório da ONU vê crise iminente no consumo e na qualidade da água do planeta Disponibilidade de água população Por continente, em % Água População Já não há água para a higiene e o saneamento de 40% da população do planeta No cenário mais otimista 2 bilhões de pessoas (de uma população de 9,3 bilhões) sofrerão com falta d água em Nas projeções mais pessimistas da ONU, esse número pode chegar a 7 bilhões de pessoas no mesmo ano Em três continentes a população já ultrapassa o volume de água disponível A partir dos dados disponíveis no esquema, foram feitas estas afirmações: I Poderá haver carência de água para consumo e irrigação em muitos países por volta do ano de II É previsível que, no futuro, haja uma diminuição na incidência de doenças intestinais, como amebíase e cólera, por conta da falta de água em diversos países. III Em diversos países, o acúmulo de dejetos humanos e de muitos poluentes industriais deverá se agravar com a carência de água prevista para o ano de Dessas afirmações: A) apenas I pode ser aceita. B) apenas I e II podem ser aceitas. C) apenas I e III podem ser aceitas. D) apenas II e III podem ser aceitas. E) todas podem ser aceitas América do Norte/Central 26 América do Sul 6 8 Europa Questão 5 Habilidade África Ásia Oceania Quatro dos cinco países com menos água estão no Oriente Médio Fonte: Water for People, Water for Life, relatório da ONU (www.unesco.org/water/wwap/wwdr/index.shtml) (Adaptado do jornal Folha de S. Paulo, Folha Ciência, 07/03/03, p. A12) O saneamento precário, decorrente da falta de água, já é um fato que se constata em muitos países e que propicia um aumento da incidência de doenças intestinais como as citadas. Com a previsão de que, no futuro, a falta de água afetará cada vez mais pessoas, é de se imaginar que esse cenário deva se agravar (o que torna inaceitável a frase II). Entretanto, a carência de água deverá prejudicar o consumo e a irrigação, bem como propiciará um acúmulo de dejetos humanos e de muitos poluentes industriais, que têm na água uma via de eliminação

4 Questão 6 Habilidade 15 A presença de água em diferentes partes do mundo não tem um caráter completamente aleatório e natural, já que a ação humana sobre os espaços geográficos afeta tanto a quantidade das fontes hídricas quanto, principalmente, a qualidade da água. Compare os dados do mapa anterior com os gráficos ao lado e aponte a alternativa que interpreta de forma correta esse conjunto de informações. POPULAÇÃO SEM ÁGUA TRATADA América do Sul 6% Europa 2% Ásia 65% África 27% POPULAÇÃO SEM SANEAMENTO BÁSICO América do Sul 5% Europa 2% Ásia 80% África 13% A) Na Ásia o problema da água é apenas qualitativo, já que mais de metade da população não dispõe de água tratada e saneamento básico. B) Na África não há falta de água, e o problema qualitativo está numa situação razoável, considerando-se o grau de subdesenvolvimento do continente. C) Na América do Sul há água em abundância, mas o problema de sua qualidade pode ser grave em alguns países. D) Na Europa a parcela de população sem água com qualidade é mínima, e o problema da escassez não existe, já que todos os países são desenvolvidos. E) A Oceania é o único continente onde há grande quantidade de água, tanto de forma absoluta quanto em relação à população. Fonte: Na Ásia, de fato, o problema qualitativo da água é grave, mas o problema quantitativo é também muito sério, pois o continente tem 60% da população mundial e apenas 36% da água disponível. Na África já temos uma parcela da população mundial maior do que a parcela de água disponível, o que configura falta de água. Isso é agravado pela presença de grandes áreas desérticas, com escassez severa de água. Além disso, o problema qualitativo é ainda grave no continente. Na América do Sul, efetivamente, há uma relação positiva entre a disponibilidade de água e a população. Sabemos, no entanto, que em muitos dos seus países a qualidade da água é ruim, o que afeta o ecossistema e a população. É verdade que na Europa a parcela de população sem água de qualidade é mínima, mas há países com escassez de água, uma vez que a parcela de população é superior à parcela de água disponível. A Oceania é o continente com o menor volume mundial de água disponível, embora em relação à sua população esteja na posição mais confortável. Questão 7 Habilidade 8 Considere as afirmações a seguir: I Usinas eólicas transformam a energia proveniente dos ventos em energia elétrica. II O cálculo do consumo da energia elétrica pode ser feito por meio da expressão: E = (Potência) (Intervalo de tempo) Para potência expressa em kw (quilowatt) e intervalo de tempo em h(hora), a unidade de energia é kwh (quilowatt- -hora) III Gráfico de custo, em dólares, de energia elétrica produzida pelas usinas eólicas com o passar dos anos: Evolução no custo da energia elétrica produzida em 25 usinas eólicas Centavos por kwh Aluguel da terra Operação e manutenção Capital Tecnologia avançada (Fonte original: T. B. Johanson, H.kelly, A. K. N. Reddy e R.H. Williams (eds.), Renewable Energy Sources for fuels and eletricity, Island Press, Washington D.C, 1993) IV A primeira usina eólica piloto foi instalada em Fernando de Noronha em 1992, por ocasião da Conferência do Meio Ambiente. Essa usina gerava, em média, 75kW de potência elétrica. 14

5 Determine o custo aproximado, em dólares, da energia produzida pela usina instalada em Fernando de Noronha por dia. Suponha que, por ser um projeto antigo, a usina produza energia elétrica nos mesmos custos que no ano de A) 90 D) 0,10 B) 180 E) 75 C) 0,05 Potência da usina em Fernando de Noronha: 75kW (texto IV) Intervalo de tempo utilizado: 24h (um dia) Custo da energia em 1987: 0,10 dólares/ kwh (gráfico III) Cálculo da energia produzida por dia (texto II): E = (Potência) (Intervalo de tempo) = = 1800kWh Cálculo do custo de energia, em dólares: 1kWh U$0, kWh (custo) (custo) = 180 dólares 123 Questão 8 Habilidade 10 Leia o texto abaixo e escolha a alternativa que apresenta a interpretação mais adequada do fenômeno descrito. Não dá mais para sair por aí dizendo que os megavulcões são privilégio do Pacífico. Bem no meio da Amazônia, um grupo de pesquisadores da USP acaba de achar um gigante do mundo vulcânico com 22km de diâmetro. Por sorte, trata-se de um inativo ancião de 1,85 bilhão de anos... É até difícil traçar um retrato do que viria a ser a Amazônia no período remoto em que o vulcão apareceu... É uma época em que nem os continentes existiam ainda, afirma Silva. Algumas placas tectônicas pré-continentais, mesmo assim, já estavam assumindo uma posição mais fixa, enquanto outras ainda flutuavam e colidiam pelo antigo oceano da Terra. (Folha de S. Paulo, 27/04/02, p. A15) A) O fato de pesquisadores encontrarem um vulcão gigantesco no território brasileiro é uma comprovação efetiva de que, no passado geológico, o nosso litoral foi banhado pelas águas do oceano Pacífico. B) Com base exclusivamente nas informações apresentadas pelo texto, é possível afirmar-se que a Amazônia apresenta uma formação geológica de origem essencialmente vulcânica, razão da presença de solos férteis na região. C) A presença de um megavulcão de idade muito avançada no interior da Amazônia permite afirmar-se que essa área sofreu, no passado, a ação intensa de movimentos tectônicos, resultantes do choque entre diferentes placas. D) O texto é de extrema importância para os novos estudos da geologia planetária, pois pela primeira vez foram encontrados vestígios de formações vulcânicas fora da região denominada Círculo de Fogo do Pacífico. E) Segundo os dados fornecidos pelo texto, o megavulcão encontrado no interior da Amazônia deve ser o maior do mundo, pois, se quisermos dar uma volta completa em torno dele, deveremos nos deslocar por exatos 22km. A formação de vulcões, de qualquer dimensão e idade, é sempre produto de movimentos tectônicos, ou seja, resulta da ação dos agentes internos de formação do relevo. Por isso, é correto afirmar-se que a presença de um megavulcão no interior da Amazônia indica que essa área, no passado, sofreu tectonismo resultante do choque entre diferentes placas tectônicas. Questão 9 Habilidade 10 Os dois esquemas abaixo mostram um experimento em que larvas da mosca doméstica foram colocadas em duas caixas cobertas com uma tela, junto com algumas vespas que as parasitam. Na caixa A, toda vez que uma vespa resistia ao parasitismo e gerava uma mosca adulta, esta era substituída por uma nova larva, de modo que o número de larvas permanecia sempre constante. Na caixa B, as moscas geradas pelas larvas resistentes eram mantidas no recipiente e acabavam por se reproduzir, gerando novas larvas. A B As moscas resistentes permanecem na caixa Larva Vespa Novas larvas são colocadas As moscas resistentes são retiradas Mosca Larvas parasitadas Larvas não parasitadas Larvas parasitadas Larvas não parasitadas 15

6 Os dois gráficos abaixo, a e b, mostram, respectivamente, os resultados do experimento nas caixas A e B: a b Número de indivíduos 600 Moscas Vespas Um estudante elaborou as seguintes hipóteses para explicar os resultados expressos nos dois gráficos: I No experimento B, houve adaptação das larvas ao parasitismo das vespas. II No experimento A, a substituição das moscas resistentes por larvas impediu que larvas resistentes permanecessem na população. III No experimento B, as larvas, em contato constante com as vespas, desenvolveram gradualmente resistência ao parasitismo. Levando em consideração todas as informações acima, além de seus conhecimentos sobre os mecanismos de evolução biológica, você aceitaria: A) a hipótese I, apenas. D) as hipóteses II e III. B) as hipóteses I e II. E) as hipóteses I, II e III. C) as hipóteses I e III Tempo (em semanas) Tempo (em semanas) A observação dos gráficos mostra, no caso A, que as curvas das populações de moscas e de vespas são praticamente paralelas e oscilam juntas. No caso B, ao contrário, a manutenção de moscas adultas resistentes na caixa permitiu que essa característica adaptativa fosse transmitida à descendência, fixando-se na população, que se tornou cada vez mais adaptada. Isso explica o fato de a curva que designa as população de vespas ser deprimida, por falta de alimento, já que ocorre uma seleção das larvas resistentes ao parasitismo das vespas. A hipótese III, por sua vez, representa uma explicação lamarckista do processo de evolução, que não é aceita na atualidade. Questão 10 Habilidade 3 Segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), o Brasil dispõe de 2960 quilocalorias diárias por pessoa (o mínimo recomendado é de 1900 quilocalorias). Observe os mapas e as tabelas abaixo: INDIGENTES POR ESTADO PRODUÇÃO AGRÍCOLA (cereais, leguminosas e oleaginosas) RR AP RR AP AC FGV Os 5 maiores Maranhão Piauí Alagoas Ceará Bahia Os 5 menores Roraima AM RO 62,37% 61,26% 56,84% 55,50% 53,95% 17,78% Rio Grande do Sul 16,44% Santa Catarina 14,41% Rio de Janeiro 14,38% São Paulo 11,53% PA TO MT GO MS SP SC PR RS MA CE RN PB PI PE AL BA SE MG ES RJ AC AM Os 5 maiores Santa Catarina Rio Grande do Sul Mato Grosso Goiás Minas Gerais Os 5 menores Roraima Acre Amazonas Rio de Janeiro Amapá RO 0,10% 0,08% 0,05% 0,03% 0,01% 0,10% 0,08% 0,05% 0,03% 0,01% MT PA TO GO MS SP SC PR RS MA CE RN PB PI PE AL BA SE MG ES RJ Estados com grande participação na produção de alimentos Fonte: IBGE, Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (Adaptado de O Globo 30/03/2003) 16

7 Esses dados NÃO nos permitem concluir que: A) as áreas de maior produção agrícola não coincidem com as áreas de maior carência alimentar. B) o problema não é a falta de comida, mas a dificuldade do acesso a ela, agravada pelas distâncias e pela baixa renda da população. C) em alguns estados com grande produção agrícola concentram-se populações menores de indigentes. D) a região Centro-Oeste inclui estados com grande produção agrícola e não apresenta os maiores índices de indigência. E) as regiões Norte e Nordeste apresentam equilíbrio entre baixa indigência e baixa produção alimentar, enquanto o Sul- -Sudeste, com alta produção alimentar, não apresenta quadros de indigência. A observação dos mapas e das tabelas sobre a indigência da população e a produção agrícola por estado permite apontar a disparidade entre as regiões com maior produção e aquelas com maior indigência. Embora não ocorra uma relação automática entre os cinco maiores produtores e os cinco mais indigentes, em termos regionais cabe mencionar as distâncias para distribuição de alimentos e a baixa renda como problemas mais graves que a simples falta de alimentos. Questão 11 Habilidade 10 Apresentamos abaixo um trecho de uma famosa obra do cancioneiro popular, Saudosa Maloca, do compositor paulista Adoniran Barbosa. Observe que, por meio de uma linguagem marcada pela oralidade, o artista, nascido em Valinhos, retrata um processo de modificação do espaço urbano que se verificou na capital paulista em meados do século XX: Si o senhor num tá lembrado / Dá licença de contá Que aqui onde agora está / Esse edifício arto Era uma casa véia / Um palacete assobradado Foi aqui seu moço / Que eu Mato Grosso e o Joca Construímo nossa maloca Baseando-se nos termos grifados, escolha a alternativa que melhor explica a transformação da paisagem paulistana: A) O fenômeno da entrada de estrangeiros no país ocasionou um forte desemprego da população urbana da cidade de São Paulo, o que obrigou as pessoas a viverem nas ruas, parques e jardins, especialmente nas áreas mais antigas da cidade. B) O fato de as habitações coletivas se concentrarem nas áreas mais periféricas da cidade é resultado da intensa especulação imobiliária, que expulsa as pessoas de seus palacetes velhos para construírem edifícios comerciais de alto padrão. C) A cidade de São Paulo, na época áurea da cafeicultura, passou por uma intensificação das construções de malocas, que, apesar de muito humildes, eram bastante satisfatórias em termos de qualidade de moradia, deixando saudades para quem nelas vivia. D) Não se pode afirmar que o texto da canção retrate a cidade de São Paulo, porque os palacetes dos antigos barões do café permanecem na paisagem urbana paulistana praticamente como eram há mais de um século, sendo proibida a sua destruição. E) A forte migração interna, entre outros fatores, contribuiu para acentuar a degradação urbana na área central da cidade, fazendo com que os antigos casarões do período cafeeiro se transformassem em moradias precárias, algumas das quais, posteriormente, foram derrubadas para a construção de edifícios. O processo de modificação do espaço urbano retratado no texto da canção verificou-se na capital paulista em meados do século XX, em grande parte em razão do forte fluxo de migrantes de outras regiões do país (o que explica o nome da personagem Mato Grosso) ou do exterior. Dentre suas conseqüências, destaca-se a degradação urbana, com a transformação dos antigos casarões do período cafeeiro (palacetes assobradados) em moradias precárias (os famosos cortiços ou malocas). Posteriormente, o crescimento urbano-industrial levou à verticalização da cidade, com a construção de edifícios em áreas que passaram a ser revalorizadas. Enunciado para as questões 12 e 13 Durante três semanas um estudante acompanhou, pelos noticiários, a evolução mundial da pneumonia asiática ou síndrome respiratória aguda severa (SARS). Por curiosidade, ele construiu o gráfico ao lado e estimou que o total (T) de casos confirmados até o enésimo dia de observação seria dado por: T = k n, onde k é uma constante positiva T(total de casos confirmados) 300 n(dias)

8 Questão 12 Habilidade 2 A constante k anteriormente mencionada é igual a: 1 A) D) B) 1 E) 7 C) 7 Para n = 7, temos T = 300. Logo, 300 = k 7. 3 = 3 k 7 1 7k = 1 k = 7 Questão 13 Habilidade 2 Depois do 21º dia, o estudante não acompanhou mais os noticiários sobre os casos dessa doença. Pela estimativa dele, qual seria o total de casos confirmados até o 28º dia? A) 3000 D) 5600 B) 3600 E) 8100 C) 4500 Para n = 28, temos T = T = T = T = Questão 14 Habilidade 11 (ENEM/99 modificado) O texto abaixo contém afirmações que apontam para aspectos importantes que podem ser relacionados à evolução humana. Leia-o com atenção. Os progressos da medicina condicionaram a sobrevivência de número cada vez maior de indivíduos com constituições genéticas que só permitem o bem-estar quando seus efeitos são devidamente controlados através de drogas ou procedimentos terapêuticos. São exemplos os diabéticos e os hemofílicos, que só sobrevivem e levam vida relativamente normal ao receberem suplementação de insulina ou do fator VIII da coagulação sanguínea. (M. Francisco Salzano. Ciência Hoje. SBPC: 21(125), 1996) De acordo com o texto e com seus conhecimentos sobre os mecanismos de evolução, você poderia afirmar que: A) os avanços da medicina minimizam os efeitos da seleção natural sobre as populações. B) os usos da insulina e do fator VIII da coagulação sanguínea funcionam como agentes modificadores do genoma humano. C) as drogas medicamentosas impedem a transferência do material genético defeituoso ao longo das gerações. D) os procedimentos terapêuticos normalizam o genótipo dos hemofílicos e diabéticos. E) as intervenções realizadas pela medicina interrompem a evolução biológica do ser humano. Indivíduos doentes que, sem o uso dos remédios citados, poderiam morrer antes de atingir a idade reprodutiva, na atualidade sobrevivem, conseguindo transmitir seus genes aos descendentes. Isso diminui o efeito da seleção natural sobre as populações humanas. Questão 15 Habilidade 3 As figuras ao lado mostram a abundância, em massa, dos elementos químicos na crosta terrestre e no corpo humano. Crosta terrestre silício 28% outros 5,6% alumínio 8% magnésio 4% ferro 6% cálcio 2,4% oxigênio 46% Corpo humano oxigênio 64% carbono 18% outros 8% hidrogênio 10% 18

9 Dadas as massas atômicas H = 1,0u; C = 12,0u e O = 16,0u, afirma-se: I Tanto no corpo humano como na crosta terrestre, os átomos mais abundantes são os do elemento químico oxigênio. II No corpo humano, para cada três átomos de carbono há oito átomos de oxigênio (aproximadamente). III A maior parte da crosta terrestre, em massa, é constituída de óxido e oxissais do silício (sílica e silicatos). Dessas afirmações, podemos apontar como correta(s): A) I, II e III. D) II, somente. B) II e III, somente. E) III, somente. C) I, somente. I O gráfico de setores mostra que o corpo humano tem aproximadamente 64% de oxigênio e 10% de hidrogênio em massa. Portanto a massa de oxigênio no corpo humano é aproximadamente 6,4 vezes maior que a de hidrogênio. As massas atômicas dadas H = 1,0u e O = 16u mostram que o átomo de oxigênio tem massa 16 vezes maior que a do hidrogênio. Assim, se a massa de oxigênio no corpo humano fosse 16 vezes maior que a de hidrogênio, o número de átomos dessas duas substâncias seria igual. Como a massa de oxigênio é apenas 6,4 vezes maior que a de hidrogênio no corpo humano, concluímos que ele contém mais átomos de hidrogênio que de oxigênio, e a afirmação I está incorreta. II O gráfico de setores mostra que o corpo humano tem aproximadamente 64% de oxigênio e 18% de carbono em massa. Portanto: m C = 18 m O 64 m C = massa de C no corpo humano m O = massa de O no corpo humano massa de 3 átomos de C = 3 12u = 36u massa de 8 átomos de O = 8 16u = 128u massa de 3 átomos de C 36 u 18 = = massa de 8 átomos de O 128 u 64 Conclusão: a afirmação II está correta. III Como o oxigênio e o silício são os dois elementos mais abundantes na crosta terrestre, a maior parte dela deve ser constituída de compostos contendo silício e oxigênio, ou seja, óxido e oxissais do silício. Portanto a afirmação III está correta. Questão 16 Habilidade 9 O mecanismo de transpiração é essencial na regulagem de temperatura do nosso corpo, pois, na evaporação da água, calor é transferido do nosso corpo para as partículas de água. É pelo mecanismo da evaporação que a água no interior das moringas de barro é refrescada, pois uma parcela de água evapora ao atravessar os poros da moringa. Existem determinadas variáveis que influenciam as taxas de evaporação. Por exemplo: a temperatura elevada, a baixa umidade relativa do ar e a ação de ventos facilitam o mecanismo da evaporação. Por outro lado, altas pressões atmosféricas e elevadas umidades relativas do ar dificultam a evaporação. Além disso, a taxa de evaporação depende do líquido analisado (por exemplo, o álcool é mais volátil do que a água). Julgue estas afirmações: I Quando passamos álcool em uma região do nosso corpo e sopramos, temos a sensação de resfriamento dessa região, devido à evaporação acentuada. II Quando saímos de uma piscina num dia muito seco (baixa umidade relativa do ar), sentimos mais frio do que sentiríamos se o dia estivesse úmido (mantidas as demais condições climáticas). III Para refrescar ainda mais a água no interior de um jarro de barro, é conveniente impermeabilizá-lo com algum verniz, a fim de que não penetre calor pelos seus poros. A) As afirmações acima estão corretas. D) Apenas as afirmações I e II estão corretas. B) Nenhuma das afirmações acima está correta. E) Apenas as afirmações II e III estão corretas. C) Apenas a afirmação I é correta. A afirmação I é correta, pois, além de o álcool ser bastante volátil, ao soprarmos a região do corpo na qual passamos álcool, favorecemos sua evaporação. Nesse processo, transferimos calor do nosso corpo às moléculas de álcool. Daí a sensação de resfriamento dessa região do corpo. A afirmação II é correta, pois, em dias de baixa umidade relativa do ar, a evaporação é mais acentuada do que em dias úmidos. Assim, quando saímos da piscina em dias secos, a evaporação da água presente na superfície do nosso corpo é mais acentuada. Logo, sentimos mais frio. A afirmação III não é correta, pois, impermeabilizando o recipiente, impedimos que ocorra a evaporação da água pelos seus poros. Não havendo a evaporação, não há como refrescar a água em seu interior. 19

10 Texto para a questão 17 Sem alegria nem cuidado, nosso pai encalcou o chapéu e decidiu um adeus para a gente. Nem falou outras palavras, não pegou matula e trouxa, não fez a alguma recomendação. Nossa mãe, a gente achou que ela ia esbravejar, mas persistiu somente alva de pálida, mascou o beiço e bramou: Cê vai, ocê fique, você nunca volte! Questão 17 Habilidade 6 (Guimarães Rosa. In Primeiras estórias) Esse texto é um fragmento do conto A terceira margem do rio. Considere as seguintes afirmações sobre o trecho em negrito: I Em sua fala, a personagem da mãe estabelece um tratamento em grau crescente de informalidade. II A repetição do pronome de tratamento tem por objetivo reiterar a proximidade física do casal. III O tratamento que a mãe dá ao marido nessa fala incorpora a distância em que este se colocaria em relação à família. Pode-se dizer que: A) apenas a afirmação I está correta. D) estão corretas as afirmações I e II. B) apenas a afirmação II está correta. E) estão corretas as afirmações II e III. C) apenas a afirmação III está correta. A personagem da mãe, no trecho, incorpora na linguagem a sua revolta diante da decisão do marido de afastar-se da família para viver em uma canoa no meio do rio. Além de destacar a distância, fazendo aumentar o pronome de tratamento com o acréscimo de letras (cê ocê você), indica uma formalidade em grau crescente embora dentro de um tratamento familiar. Questão 18 Habilidade 14 Um engenheiro, precisando calcular a área de um terreno com forma quadrangular (conforme a figura ao lado), utilizou como referencial as duas ruas, A e B, que se cruzavam perpendicularmente. Adotou para eixos coordenados as divisas entre o terreno e as calçadas e obteve, em metros, as coordenadas dos vértices A, B, C e D do terreno: A(0, 0), B(20, 12), C(20, 12) e D(8, 18). Com base nessas coordenadas, o engenheiro obteve para a área do terreno: A) 212m 2 B) 240m 2 C) 252m 2 D) 258m 2 E) 274m 2 Rua A Calçada eixo y A Rua B D Calçada B C eixo x Temos: 18 y D 12 C A 8 E 12 B 8 20 x Área ABCD = Área AED + Área EBCD Área ABCD = Área ABCD = 252m 2 20

11 Questão 19 Habilidade 18 Na charge, o cavaleiro Dom Quixote foi associado a George Bush e o escudeiro Sancho Pança a Tony Blair como forma de criticar: A) a existência comprovada de armas químicas no Iraque. B) o cumprimento das resoluções do Conselho de Segurança da ONU. C) os motivos alegados para justificar a invasão do Iraque. D) o predomínio da ação diplomática sobre a militar. E) o primado do espírito de justiça e de racionalidade. A existência, no Iraque, de armas químicas, bacteriológicas e nucleares (consideradas de destruição em massa) que Bagdá estaria resistindo a entregar, foi um dos pretextos invocados pelos Estados Unidos e pela Inglaterra para justificarem a invasão do país, sem a concordância do Conselho de Segurança da ONU. Diário de Pernambuco Para a resolução das duas questões seguintes, leia o texto e examine o gráfico e o mapa a seguir: Então, houve gente tremendo, com os primeiros acessos da sezão. O mosquito fêmea não ferroa de-dia; ( ) somente as larvas, à flor do charco, comem-se umas às outras, brincando com as dáfnias e com as baratas-d água ( ). É o anofelino é o passarinho que canta mais bonito, na terra bonita onde mora a maleita. ( ) É de-tardinha ( ) que ele aparece, o pernilongo pampa, de pés de prata e asas de xadrez. ( ) Enquanto as fêmeas sugam, todos os machos montam guarda ( ). E, quando a febre toma conta do corpo todo, ( ) ( ) frio mesmo frio vai ser d aqui a pouco. ( ) Mas eles estão esperando é a febre, mais o tremor. ( ) Ai, Primo Argemiro, eu, numa hora dessas só queria era me deitar em beira de um fogueirão! Que frio Que frio! E o diabo do sol que não quenta coisa nenhuma ( ) as coisas que Primo Ribeiro desanda a falar entre o tremor e o suor. I-v-v-v! O primeiro calafrio A maleita já chegou (João Guimarães Rosa. Sarapalha. In, Sagarana. 39 ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1984) Alterações da temperatura do corpo após a infecção por Plasmodium vivax Temperatura do corpo/ C 40,5 40,0 39,5 39,0 38,5 38,0 37,5 37,0 calafrio febre alta sudorese intensa dias Ruptura de hemácias e liberação de parasitas e de toxinas na corrente sangüínea Temperatura normal do corpo 21

12 Distribuição mundial da malária Trópico de Câncer Equador Trópico de Capricórnio Países afetados pela malária Questão 20 Habilidade 12 Com base no texto, no gráfico e no mapa, são feitas as seguintes afirmações: I Tanto o texto quanto o gráfico referem-se a uma característica apresentada pelos doentes de malária: períodos de febre muito alta intercalados com períodos de frio ou calafrios. II Os acessos febris provocados pelo Plasmodium vivax ocorrem em intervalos regulares de, aproximadamente, 72 horas (1º, 3º, 5º, dias). III O transmissor da malária é a fêmea de um mosquito anofelino, em cujo desenvolvimento há estádios juvenis (larvários) aquáticos. IV A malária (maleita ou sezão) predomina na região tropical, onde há a maior concentração de países pobres. Está correto o que se afirma apenas em: A) I e II. D) I, II e IV. B) II e III. E) I, III e IV. C) III e IV. A afirmação I é correta e se justifica pelos trechos: quando a febre toma conta do corpo todo, ( ) frio vai ser d aqui a pouco. O gráfico mostra picos febris ( 40ºC) seguidos de queda de temperatura até abaixo de 37ºC. A afirmação II é incorreta: os intervalos entre dois picos febris sucessivos são de 48 horas. A afirmação III é correta e se justifica pelos trechos: O mosquito fêmea não ferroa de-dia; ( ) somente as larvas, à flor do charco ( ) ; E o anofelino ( ) ; Enquanto as fêmeas sugam, todos os machos montam guarda ( ). A afirmação IV é correta: a maior parte dos países afetados pela doença situa-se entre os trópicos, onde as condições ambientais favorecem a reprodução do mosquito e a situação socioeconômica impõe restrições às medidas para tratamento e prevenção. Questão 21 Habilidade 12 Os países em que a malária é endêmica têm incríveis prejuízos; além do grande problema de despesas com a saúde pública que a doença representa, parte da população afetada fica incapacitada para o trabalho. Estão relacionadas abaixo algumas medidas para a prevenção de doenças endêmicas: I Beber somente água filtrada ou fervida. II Dormir com mosquiteiro. III Construir local apropriado para a deposição das fezes. IV Pulverizar inseticidas para matar os mosquitos adultos. V Introduzir peixes predadores das larvas nos ambientes onde elas vivem. VI Transferir as populações ribeirinhas para casas de alvenaria. Qual dos conjuntos de medidas acima poderia ser utilizado de forma eficiente no combate à malária? A) I, III e IV. D) II, IV e V. B) I, II e V. E) II, IV e VI. C) II, III e V. 22

13 Uma das medidas para o combate à malária é a destruição do mosquito vetor, tanto no seu estágio larval quanto na fase adulta, o que justifica a correção das alternativas IV e V. Por outro lado, é importante evitar-se o contato com o mosquito fêmea, que tem hábitos noturnos, o que justifica a utilização de mosquiteiros. Questão 22 Habilidade 8 Considere as informações: I A usina solar, através do uso de painéis fotovoltaicos, transforma a energia luminosa em energia elétrica. II No Brasil, com adequadas condições atmosféricas, a iluminação máxima aferida ao meio-dia num local situado ao nível do mar tem intensidade por volta de 1kW/m 2. III O rendimento total do sistema da usina solar é de aproximadamente 10%. IV Em nosso país, apenas no setor residencial, em um único dia, o consumo de energia elétrica é da ordem de kwh. Suponha um caso ideal em que, numa determinada região, a iluminação média durante o dia seja igual à máxima e que haja iluminação do Sol durante, aproximadamente, 10 horas. Determine a mínima área construída de painéis fotovoltaicos que devem ser dispostos nesse local para que forneça a energia elétrica necessária para abastecer o consumo residencial brasileiro: A) 200m 2 D) m 2 B) 2000m 2 E) m 2 C) 20000m 2 Considerando: consumo de energia diário: kwh (informação IV) intervalo de tempo que a célula fotovoltaica permanecerá em funcionamento: 10h área necessária para consumir 1kW de potência solar: 1m 2 (informação II) rendimento da usina: 0,1 (10%) (informação III) temos que a usina solar deve gerar, por dia, kwh de energia elétrica em 10h. Logo, sua potência útil é: P = E / t = / 10 = kw (potência elétrica gerada) Uma vez que seu rendimento é 10%, temos: η = P útil / P total 0,1 = / P total P total = kw (potência solar consumida) Assim, a área necessária de painéis fotovoltaicos é: 1kW 1m kw A 123 A = = m 2 Questão 23 Habilidade 3 Uma empresa tem 9 funcionários, cujos salários estão assim distribuídos: 4 ganham R$750,00 3 ganham R$1100,00 1 ganha R$1700,00 1 ganha R$2500,00 Essa empresa deseja contratar um novo funcionário, sendo que a média dos 10 funcionários deverá ser inferior a R$1200,00. Nessas condições, o salário do novo funcionário deverá ser inferior a: A) R$1250,00 D) R$1450,00 B) R$1350,00 E) R$1500,00 C) R$1380,00 Sendo x o salário do novo funcionário, devemos ter: x x 1200 x

14 Texto para a questão 24 pronominais Dê-me um cigarro Diz a gramática Do professor e do aluno E do mulato sabido. Mas o bom negro e o bom branco Da Nação Brasileira Dizem todos os dias Deixa disso camarada Me dá um cigarro (Oswald de Andrade. In Poesia Pau-Brasil) Questão 24 Habilidade 6 Analise as seguintes afirmações a respeito desse poema: I No texto, encontramos exemplos do Português tanto no seu uso padrão quanto no seu uso coloquial. II Para manifestar sua tendência à coloquialidade, o texto ignora completamente procedimentos do Português padrão. III Ao adotar a norma culta como mecanismo de julgamento estilístico, o texto implicitamente condena o analfabetismo. IV O uso do Português padrão no primeiro verso, em contraste com a adoção da linguagem coloquial no último, insinua a superioridade daquele sobre este. V A coexistência da norma culta com a linguagem coloquial indica a diversidade dos usos do Português no Brasil. É possível considerar que: A) todas as afirmações estão corretas. D) estão corretas as afirmações I e V. B) estão corretas as afirmações II e III. E) estão corretas as afirmações III e IV. C) todas as afirmações estão incorretas. Para marcar a diversidade lingüística brasileira, denunciar o preconceito contra a fala menos prestigiada socialmente e ainda evidenciar a preferência pela linguagem coloquial e popular, o poeta modernista Oswald de Andrade opõe um uso do Português de acordo com os padrões da norma culta ( Dê-me um cigarro ) ao uso cotidiano ( Me dá um cigarro ). Questão 25 Habilidade 21 Vós não sois nem romanos, nem espartanos; não sois nem mesmo atenienses. Deixai de lado esses grandes nomes que não vos dizem respeito. Vós sois mercadores, artesãos, burgueses, sempre ocupados com os vossos interesses privados! (J. J. Rousseau, 1764) A respeito do texto acima, é correto afirmar que o autor: A) defende um ideal de vida fundado na paz e no comércio, criticando o militarismo de Esparta, a democracia de Atenas e a república romana. B) lança as bases do nacionalismo, ao defender os interesses privados de seus compatriotas contra os estrangeiros. C) faz um apelo aos cartagineses, grandes mercadores, para que deixem de imitar os estrangeiros. D) critica a burguesia de seu tempo por buscar identificar-se com valores da Antiguidade clássica. E) faz violenta crítica à democracia, citando as cidades da Antiguidade que a adotaram. O filósofo Jean-Jacques Rousseau critica a construção de discursos históricos por determinados grupos sociais identificados com a burguesia que, em busca de legitimar a defesa de seus interesses, chegam a distorcer o passado. Questão 26 Habilidade 12 Leia o texto abaixo: Estima-se que eles sejam 400 mil só em São Paulo, 240 mil deles indocumentados, nome dado àqueles que estão em situação irregular. Falam espanhol, guarani, quíchua ou aimará, língua dos Andes bolivianos e peruanos. Muitos vieram, em travessias clandestinas, direto para oficinas de costura da região central de São Paulo. Num mesmo espaço, eles comem, dormem e trabalham às vezes 16 horas por dia. Eles formam a comunidade latino-americana que vive em São Paulo, onde predominam os bolivianos, paraguaios, peruanos, colombianos, chilenos Trabalhando e dormindo em espaços apertados e não ventilados, comendo precariamente, eles formam o caldo de cultura para doenças como a tuberculose. A Pastoral do Migrante estima que 20 em cada mil deles possam estar com a doença, o dobro da incidência da região central de São Paulo. Folha de S. Paulo, 16/03/03, p. C7 24

15 Escolha a alternativa que apresenta a solução mais adequada para o problema descrito no texto: A) Legalizar a situação desse grande contingente de estrangeiros na cidade, a fim de que eles possam trabalhar regularmente e, assim, exigir seus direitos, para dispor de melhores condições de vida. B) Proibir a entrada de estrangeiros sem documentos, a fim de diminuir a exploração dessa mão-de-obra altamente desqualificada e poder eliminar os focos da doença. C) Sendo a presença de um grande número de imigrantes ilegais um dos fatores que contribuem com o aumento da doença, obrigá-los a se vacinarem quando chegam ao país é a única solução. D) Combater os focos da doença, impedindo que os moradores de rua possam se deslocar por todos os outros bairros da cidade, limitando sua área de circulação. E) Proibir as indústrias de empregarem trabalhadores sem documentos, para estimular esse contingente de estrangeiros a procurar legalizar sua situação no país. A solução mais adequada para o problema descrito no texto está em legalizar a situação dos imigrantes clandestinos na cidade, para que eles possam trabalhar regularmente e procurar melhores condições de vida, especialmente com relação a moradia, alimentação e saúde. Texto para as questões 27 e 28 A escravidão levou consigo ofícios e aparelhos, como terá sucedido a outras instituições sociais. Não cito alguns aparelhos senão por se ligarem a certo ofício. Um deles era o ferro ao pescoço, outro o ferro ao pé; havia também a máscara de folha-de-flandres. A máscara fazia perder o vício da embriaguez aos escravos, por lhes tapar a boca. Tinha só três buracos, dois para ver, um para respirar, e era fechada atrás da cabeça por um cadeado. Com o vício de beber, perdiam a tentação de furtar, porque geralmente era dos vinténs do senhor que eles tiravam com que matar a sede, e aí ficavam dois pecados extintos, e a sobriedade e a honestidade certas. Era grotesca tal máscara, mas a ordem social e humana nem sempre se alcança sem o grotesco, e alguma vez o cruel. Os funileiros as tinham penduradas, à venda, na porta das lojas. (Machado de Assis. Pai contra mãe. In Relíquias da casa velha. Obra completa. Rio de Janeiro, Aguilar, 1959, vol. II, p. 639) Questão 27 Habilidade 5 Assinale a alternativa correta: A) O discurso é de caráter dissertativo. O enunciador mostra-se favorável à instituição da escravidão. B) O discurso é de caráter narrativo. O narrador, em terceira pessoa, mostra-se favorável à instituição da escravidão. C) O discurso mescla elementos narrativos e descritivos, mas não há sinais de discurso dissertativo, pois o enunciador mostra-se neutro quanto ao tema da abolição da escravatura. D) O discurso mescla elementos narrativos, descritivos e dissertativos para abordar o tema da escravidão como uma instituição necessária. E) O discurso dissertativo vale-se da descrição e, em menor escala, da narração para denunciar a escravidão como uma instituição que degrada o ser humano escravizado e também a sociedade escravocrata. O excerto é eminentemente dissertativo, pois o enunciador submete a exame o tema da instituição da escravatura e da sociedade que a adota, para emitir juízos de valor em relação a ambas. Por meio da descrição minuciosa de instrumentos usados em certas situações (micronarrativas), o enunciador vai configurando sua crítica à degradação do escravo e da sociedade escravocrata. Questão 28 Habilidade 5 Era grotesca tal máscara, mas a ordem social e humana nem sempre se alcança sem o grotesco, e alguma vez o cruel. Há nessa passagem um sentido crítico, que denuncia a ordem humana e social que se obtém mediante o grotesco e a crueldade, ou seja, por meio da desordem humanitária. Qual o recurso retórico usado para se obter tal efeito de sentido? A) Metonímia. B) Prosopopéia. C) Símbolo. D) Ironia. E) Quiasmo. A ironia é a figura retórica por meio da qual uma palavra, expressão ou frase diz alguma coisa para dar a entender o contrário. No caso, o enunciado fala em ordem social e humana obtida mediante o grotesco e a crueldade, mas estes estão no pólo oposto ao da ordem, de modo que a aplicação de ambos configura uma situação de desordem humana e social. 25

16 Questão 29 Habilidade 16 Leia o texto abaixo e responda a questão a seguir: ( ) Aclamado como o país de maior diversidade biológica do mundo, o Brasil tem sua riqueza natural constantemente ameaçada. Um exemplo dessa situação é o desmatamento da Amazônia ( ). Na região, a atividade agrícola de forma não-sustentável continua e a extração madeireira tende a aumentar na medida em que os estoques da Ásia se esgotam. Relatório elaborado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos, ligada à Presidência da República, indica que 80% da produção madeireira da Amazônia provêm da exploração ilegal. Existem 22 madeireiras estrangeiras conhecidas em operação na região e há pouca fiscalização sobre sua produção e área de exploração. Esses dados refletem o descontrole da região por parte das autoridades. O pior é que o desperdício da madeira gira entre 60% e 70%. Um outro agravante é o fato de o Governo desenvolver megaprojetos de infra-estrutura para a Amazônia que causam degradação ambiental sem trazer benefícios para os habitantes da região. (Fonte: INPE. CPTEC 2003) Com base no que foi exposto no texto, pode-se dizer que: A) apesar de o governo estar desenvolvendo uma política de ocupação econômica adequada às realidades da Amazônia, isso não está impedindo que haja devastação florestal naquela região. B) a implantação, nas últimas décadas, com o apoio do governo, de estradas de ferro e hidroelétricas na Amazônia não provocou grandes desastres ecológicos, mas sim grandes benefícios para sua população. C) a atividade agrícola desenvolvida em Rondônia por migrantes provenientes da região Sul não provocou grandes problemas ambientais no território desse estado, pois as técnicas utilizadas para o plantio não apresentavam caráter predatório. D) os países desenvolvidos, pressionados por organizações internacionais de defesa do meio ambiente, deixaram de importar madeira, o que determinou que essa matéria-prima tivesse queda de preço e, conseqüentemente, deixasse de ser produzida, em larga escala, na Amazônia. E) é possível que a Amazônia seja objeto de uma ocupação econômica desprovida de caráter predatório, desde que esta seja desenvolvida de forma sustentável, ou seja, de forma interativa com o quadro natural da região. Mais de 12% da área original da floresta Amazônica já foram destruídos, e a única forma de frear esse processo é desenvolver, em seus domínios, projetos econômicos (por exemplo, de ocupação do solo e de exploração dos recursos) que possam ser implantados e desenvolvidos sem alterar, estruturalmente, o equilíbrio natural existente. Questão 30 Habilidade 14 Para se calcular a distância entre duas árvores, representadas pelos pontos A e B, situados em margens opostas de um rio, foi escolhido um ponto C arbitrário, na margem onde se localiza a árvore A. As medidas necessárias foram tomadas, e os resultados obtidos foram os seguintes: AC = 70m BÂC = 62º e AĈB = 74º Sendo cos28º = 0,88, sen74º = 0,96 e sen44º = 0,70, podemos afirmar que a distância entre as árvores é: A) 48m B) 78m C) 85m D) 96m E) 102m B 44º rio A B C Temos: ABˆ C = 180º 74º 62º = 44º Pelo teorema dos senos: A AB = AC AB = 70 sen74 sen44 0,96 0,70 62º 74º 70 AB = 96m C 26

17 Questão 31 Habilidade 14 Uma lata cilíndrica continha sorvete de morango que ocupava toda a sua capacidade. Retirou-se sorvete dessa lata, usando-se uma concha semi-esférica. Após as operações de retirada, restou na lata um terço do sorvete. Dados: Raio interno da lata: 10cm Altura interna da lata: 30cm Raio interno da concha: 3cm Volume de um cilindro circular reto de raio r e altura h: πr 2 h 3 4πR Volume de uma esfera de raio R: 3 Usando π = 3, calcule quantas conchas de sorvete foram retiradas da lata, aproximadamente. A) 80 D) 105 B) 95 E) 110 C) 100 Volume de sorvete inicial: V s = π V s = = 9000cm 3 2 O volume de sorvete retirado foi V s, ou seja, 6000cm 3 3 Volume da concha: V c = 2 3 4π V c = 3 = 54cm3 3 3 O número de conchas pedido é: 6000, ou seja, 111, Portanto, aproximadamente 110. Questão 32 Habilidade 19 Um dos problemas do habitante de uma grande metrópole como São Paulo é o tempo perdido, nos deslocamentos cotidianos, com os engarrafamentos de trânsito que chegam a ocupar, nos horários de pico, até 120 quilômetros das vias públicas da cidade. Para solucionar esse problema, foram apresentadas as seguintes propostas: PROPOSTA 1 AMPLIAR O USO DE METRÔ Cidades METRÔ NAS MEGACIDADES 2000 População Extensão Nº de viagens/ano (milhões) (km) (milhões) Tóquio Nova Iorque Cidade do México São Paulo Londres PROPOSTA 2 REDUZIR O USO DE VEÍCULOS POR MEIO DA COBRANÇA DE PEDÁGIO Em Londres, para circular no centro da cidade, os motoristas têm de pagar uma tarifa, antecipadamente ou até às 22h do dia em que fizeram o percurso. Custo: 5 libras esterlinas ou cerca de R$30,00. A proposta é implantar o sistema na cidade de São Paulo. (Adaptado da Folha de S. Paulo, 10/03/2003) 27

18 Analisando essas propostas, podemos concluir que o problema de trânsito de São Paulo poderia ser minimizado por meio da: A) ampliação da extensão das linhas do mêtro, porque seu uso aumenta proporcionalmente à quantidade de quilômetros de linhas disponíveis. B) cobrança de pedágio, porque essa é uma forma democrática de ocupar o espaço urbano, pois somente quem usa é que paga. C) cobrança de pedágio, porque isso reduziria o número de veículos que não seguem o princípio básico de deslocar maior quantidade de passageiros com maior consumo de combustível. D) intensificação do uso de metrô, pois, observando a relação entre o número de viagens e a extensão das linhas, em São Paulo, constata-se que seu uso é baixo. E) aplicação de qualquer uma das propostas, já que o problema dessa cidade é menor do que o das outras metrópoles. A tabela da proposta 1 mostra que o uso do metrô não cresce proporcionalmente à extensão. São Paulo, com a menor extensão de linhas, tem 9,3 milhões de viagens por ano por quilômetro de linha disponível, enquanto Tóquio, com 3 vezes mais linhas, tem 14,1 viagens por ano por quilômetro, e Nova Iorque, com nove vezes mais linhas, tem apenas 4,1 viagens por ano por quilômetro. A experiência em várias cidades mostrou que a proposta de cobrança de pedágio reduz o número de pessoas que se dirigem ao centro das cidades com veículos. A afirmação de que essa é uma forma democrática de uso do espaço urbano, entretanto, é discutível, já que o direito de ir e vir é garantido pela Constituição. A redução do número de veículos particulares no centro da cidade seria positiva, porque os automóveis consomem muito combustível, ocupam muito espaço e causam muita poluição, para deslocar um número pequeno de passageiros. Realmente, a intensificação do uso de metrô em São Paulo poderia aliviar um pouco o problema de trânsito e gasto de tempo em deslocamentos pelos habitantes da cidade. A tabela mostra que em São Paulo temos apenas 27 viagens por habitante por ano, enquanto em Tóquio e Nova Iorque, por exemplo, há mais de 90 viagens por ano por habitante. Isso se relaciona a dois fatores principais: hábito e extensão das linhas. Qualquer uma das duas propostas poderia contribuir para minimizar os problemas de deslocamento em São Paulo, mas afirmar que os problemas dessa cidade são menores do que o das outras metrópoles é temerário. Questão 33 Habilidade 19 Hegel observa em uma de suas obras que todos os fatos e personagens de grande importância na história do mundo ocorrem, por assim dizer, duas vezes. E esqueceu-se de acrescentar: a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa ( ). A tradição de todas as gerações mortas oprime como um pesadelo o cérebro dos vivos. (Karl Marx, 1852) Quando lançamos um olhar sobre a Europa ocidental [no caso, a Alemanha, entre 1918 e 1923], vemos aí se reproduzirem os fenômenos que nós conhecemos, vemos aí nossa história se repetir. (V. I. Lênin, 1919) (Citações extraídas de Olgária Matos, A Escola de Frankfurt. 2 ed. São Paulo, Moderna, 1993, p.16) Comparando esses dois textos, podemos afirmar que: A) ambos defendem o mesmo ponto de vista, pregando a necessidade de uma revolução. B) provam a semelhança entre o pensamento de Marx e o de Lênin, os principais líderes revolucionários do século XX. C) suas fortes semelhanças refletem o contexto histórico em que os dois pensadores viveram. D) tratam de assuntos distintos, não cabendo entre eles nenhuma comparação. E) exprimem idéias basicamente opostas, em relação à repetição ou não da História. Uma comparação entre os dois textos mostra como Lênin, embora seguidor das idéias de Marx, foi capaz de contrariá-lo em um ponto essencial: a questão da repetição ou não da História. No texto I, Marx deixa clara a opinião de que o passado, se se repete, é apenas como farsa. No texto II, Lênin afirma constatar a reprodução da História em seu tempo. Textos para a questão 34 Texto 1 ( ) De qualquer maneira, chegou o momento de gritar pela paz. Chega de doidice armada! Uma velha caricatura inglesa faz ver dois trogloditas numa corrida, empunhando suas maças* na direção do conflito que estourou na vizinhança: Vamos! Esta vai ser a última guerra! *Maças: clavas; armas de ferro. (Oswald de Andrade, crônica de 2/7/1950. Em Telefonema, 2 ed. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1976, p. 106) Texto 2 [A guerra] leva embora as camadas de sedimento depositadas pela civilização e deixa subsistindo dentro de nós apenas o homem primitivo. Ela nos impõe novamente uma atitude de herói que não acredita na possibilidade de sua própria morte; ela nos mostra, nos estrangeiros, inimigos que precisamos derrotar ou cuja morte é preciso desejar ( ). (Sigmund Freud, Considerações atuais sobre a guerra Citado por Peter Brook em A guerra é uma falha da civilização, Folha de S. Paulo, 30/3/2003) 28

19 Questão 34 Habilidade 18 Considere as seguintes afirmações sobre os dois textos anteriores: I Embora distanciados no tempo e no espaço, ambos comentam a recorrência da guerra e manifestam-se contrários a ela. II Como se referem a conflitos diferentes a Guerra da Coréia (texto 1) e a Primeira Guerra Mundial (texto 2), não se pode dizer que veiculam pontos de vista semelhantes. III Há entre eles uma nítida diferença na forma de manifestar repúdio à guerra: o tom desdenhoso e caricato do primeiro contrasta com o tom analítico e pesaroso do segundo. Dessas afirmações, é possível apontar como correta(s): A) apenas I. D) apenas II e III. B) apenas I e II. E) I, II e III. C) apenas I e III. Independentemente dos conflitos específicos a que se relacionam (citados em II), os dois textos associam a guerra à falta de civilização (mencionando trogloditas e o homem primitivo ). Ambos criticam sua recorrência, embora de formas diversas: enquanto o primeiro assume um tom panfletário ( chegou o momento de gritar pela paz ) e até desdenhoso (visível em termos como Chega de doidice armada! ou na recordação de uma velha caricatura inglesa ), o segundo trata o assunto com gravidade, apontando em frases objetivas o que a guerra leva embora e o que ela nos impõe novamente. Questão 35 Habilidade 8 Uma das etapas da produção de energia elétrica, tanto numa usina nuclear como numa termoelétrica, consiste na transformação de água líquida em vapor, que, passando por uma turbina, gera eletricidade. Num reator nuclear, a energia necessária à transformação de água líquida em vapor é fornecida pela fissão do 235 U ou do 239 Pu. São utilizadas quantidades enormes de água para resfriar o reator. Essa água é proveniente dos mares, rios e lagos e, depois de circular pelo reator, volta para as fontes de origem. Já no caso da usina termoelétrica, a energia necessária à transformação da água líquida em vapor é fornecida pela queima de combustíveis fósseis (carvão e óleo diesel). Considere os seguintes problemas ambientais: I Chuva ácida II Mortandade de peixes III Destruição da camada de ozônio Qual ou quais deles são agravados pelas usinas nuclear e termoelétrica? Usina nuclear Usina termoelétrica A) I, II e III I, II e III B) I e III, somente II e III, somente C) II e III, somente I e III, somente D) II, somente I, somente E) I, somente II, somente Depois de circular pelo reator nuclear, a água sai aquecida e volta para os mares, rios e lagos de origem, aquecendo então as suas águas (poluição térmica). Com isso, a solubilidade do O 2 na água diminui, podendo chegar a níveis insuportáveis e causar a mortandade de peixes e outros seres aquáticos. A usina nuclear não afeta os problemas ambientais I e III. No caso da usina termoelétrica, os combustíveis utilizados têm elevado teor de enxofre e na sua queima são lançadas na atmosfera grandes quantidades de dióxido de enxofre (SO 2 ), que por sua vez irá se transformar em ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ), um componente da chuva ácida. A usina termoelétrica não afeta os problemas ambientais II e III. Texto e imagens para a questão 36. Profissão de fé Não quero o Zeus Capitolino Hercúleo e belo, Talhar no mármore divino Com o camartelo. Que outro não eu a pedra corte Para, brutal, Erguer de Atene o altivo porte Descomunal. 29

20 Mais que esse vulto extraordinário, Que assombra a vista, Seduz-me um leve relicário De fino artista. Invejo o ourivres quando escrevo: Imito o amor Com que ele, em ouro, o alto-relevo Faz de uma flor. Imagem I Imito-o. E, pois, nem de Carrara A pedra firo: O alvo cristal, a pedra rara, O ônix prefiro. ( ) (Olavo Bilac. In Poesia) Imagem II Gema Augusta Século I d.c. Zeus em mármore Século IV a.c. Questão 36 Habilidade 18 Certas obras de arte (poemas, esculturas, pinturas, músicas, etc.) são exemplares para caracterizar os padrões estéticos de uma época ou de uma escola artística. As duas imagens reproduzidas acima a I, uma estátua de Zeus em tamanho natural; a II, um camafeu* de 19cm pertencem ambas à Antiguidade Clássica. Trata-se de dois modos de representação artística contrapostos, que, no trecho do poema de Olavo Bilac, vêm expressos, respectivamente, em: *Camafeu: figura em relevo entalhada em pedra semipreciosa com duas camadas de cores diferentes. A) Talhar no mármore divino Mais que esse vulto extraordinário B) Invejo o ourives Imito-o C) Não quero o Zeus Capitolino Seduz-me um leve relicário D) Invejo o ourives Imito o amor E) o alto-relevo faz de uma flor nem de Carrara a pedra firo Um dos recursos por meio dos quais Bilac estabelece o contraponto entre o monumental e o diminuto, disseminado em todo o trecho do poema, são as expressões Zeus Capitolino e um leve relicário. 30

21 Questão 37 Habilidade 11 Considere o texto abaixo: A violaceína, proteína contida na Chromobacterium violaceum, microorganismo mapeado pelo Projeto Genoma Brasileiro, mostra ter forte atuação contra o Trypanosoma cruzi, causador da doença de Chagas. A Chromobacterium também é capaz de sintetizar compostos antibióticos e levar ao desenvolvimento de plásticos biodegradáveis. As conclusões, obtidas a partir das pesquisas realizadas nos 25 laboratórios do CNPq, renderam o primeiro pedido de proteção intelectual sobre o uso de seqüências de DNA evidenciadas pelo programa. Com o mapeamento dos 4,2 milhões de pares de bases nitrogenadas (cada uma das letras químicas que compõem o DNA) da bactéria, em 2001, os cerca de 200 pesquisadores envolvidos no processo detectaram pelo menos 11 seqüenciamentos promissores para o uso na biotecnologia. (Scientific American-Brasil março de 2003) A partir do texto e usando seus conhecimentos sobre os ácidos nucléicos, indique a única afirmação correta: A) A violaceína é uma proteína formada por 4,2 milhões de bases nitrogenadas. B) A bactéria sintetiza plásticos com seqüências úteis para a biotecnologia. C) O Trypanosoma cruzi depende da ação da Chromobacterium para provocar a doença de Chagas. D) As bases nitrogenadas seqüenciadas são adenina, guanina, citosina e uracila. E) A bactéria poderá ser utilizada como uma fábrica de drogas antimicrobianas. A obtenção de drogas contra a ação de protozoários e bactérias revela o potencial uso médico da bactéria. A violaceína é formada por aminoácidos, codificados por uma seqüência de bases nitrogenadas do DNA bacteriano. O texto não afirma que a bactéria sintetiza plásticos, e as bases nitrogenadas do DNA não incluem a uracila, mas sim a timina. Questão 38 Habilidade 19 Leia o texto e observe a figura: Uma sociedade humana não é um produto do meio natural em que vive, mas dele sofre forte influência ao longo do seu processo de evolução. Muitos analistas acreditam que, entre os vários aspectos relacionados com o processo de intensificação da globalização cultural, destaca-se o da interação do conhecimento dos povos que vivem em regiões muito diferenciadas do ponto de vista natural. gelo semelhante a tundra semelhante a floresta de coníferas semelhante a floresta temperada floresta tropical Zonação da Vegetação Fonte: INPE.CPTEC 2003 Assinale a alternativa que apresenta uma afirmação coerente com o texto e relacionada com a figura: A) Os europeus, ao se instalarem no México, aprenderam muito com o povo asteca, principalmente no campo da exploração da prata, encontrada no domínio dos dobramentos antigos, de origem paleozóica, existentes em seus territórios. B) Os povos nativos da América Central aprenderam muito com os europeus, ao longo do período colonial, principalmente, no campo da produção da cana-de-açúcar, que foi implantada por eles no domínio dos altiplanos intermontanhosos existentes em seu território. C) Os europeus, ao se instalarem na América do Sul, aprenderam muito como os incas, no campo da produção agrícola em áreas onde o relevo era marcado pelas grandes altitudes e pela acidentalidade. 31

22 D) Os povos nativos do território que hoje é ocupado pelos países da América Anglo-Saxônica, aprenderam muito com os europeus, no campo da atividade de caça e de pesca desenvolvida no domínio das montanhas jovens. E) Os europeus aprenderam muito com os povos nativos da zona glacial, no campo do conhecimento da atividade agrícola em áreas de conjuntos montanhosos, de origem pré-cambriana, que não apresentam solos congelados, a maior parte do ano. A existência de floresta tropical na base da elevação mostra que a unidade de relevo representada na figura se situa numa área intertropical, como grande parte dos Andes, na América do Sul. Essa região, quando da chegada dos europeus, era ocupada pelos incas, que dispunham de grande conhecimento sobre as técnicas agrícolas e de cultivo nesse domínio morfológico. Subsídio para a questão 39 It s not just what you say. It s how you say it. (adaptado de 44 th International Advertising Festival Cannes Lions, p. 38 O anúncio publicitário reproduzido acima, vencedor do Leão de Ouro no Festival de Cannes de 1999, foi criado por encomenda de uma escola de propaganda americana. Numa tradução literal dos textos, observa-se: à esquerda, no quadro, Nossos calçados ajudam Michael Jordan a pular mais alto ; fora do quadro, em letra menor, Não é apenas o que se diz. ; à direita, no quadro, Michael Jordan 1 [versus] Isaac Newton 0 ; fora do quadro, em letra menor, É como se diz. Questão 39 Habilidade 4 Assinale a alternativa que contenha um comentário equivocado a respeito do anúncio: A) O que está dito no quadro à esquerda em linguagem cotidiana vem traduzido com o rigor da linguagem da Física no quadro à direita, por meio de uma alusão à Lei da Gravidade, formulada pelo cientista inglês Isaac Newton. B) O que vem inscrito no quadro da direita transmite praticamente a mesma mensagem do que vem inscrito no quadro da esquerda, mas de modo mais atraente e persuasivo. C) O que vem dito em letras menores fora dos quadros poderia ser entendido assim: o modo de dizer valoriza o que se diz. D) Levando-se em conta apenas o que se diz, há equivalência entre as mensagens inscritas em ambos os quadros. E) Fazendo uso de transgressões típicas da função poética da linguagem, o texto inscrito no quadro da direita confere ao calçado o poder mágico de permitir que se despreze a Lei da Gravidade. Para compreender o sentido global desse anúncio, é preciso considerar em primeiro lugar que o anunciante é uma escola de propaganda interessada em atrair alunos, sob o argumento de que ela ensina aquilo que em publicidade é o mais importante: o modo de dizer para tornar persuasivo o que se diz. Apenas a alternativa A contém um comentário inadmissível, pois não há rigor científico em dizer que um mero calçado esportivo seja capaz de anular a Lei da Gravidade, reduzindoa a zero. Questão 40 Habilidade 15 Informações técnicas I A probabilidade de ocorrência de um evento A, num espaço amostral E, com n(e) amostras igualmente prováveis, é na ( ) dada por PA ( ) =. ne ( ) II Sendo P(A) a probabilidade de ocorrência de um evento A e P(A ) a probabilidade da não ocorrência desse mesmo evento, temos: P(A) + P(A ) = 1 III A probabilidade de ocorrência, numa certa ordem, de A e B, é dada por P(A B) = P(A) P(B/A) em que P(B/A) é a probabilidade de ocorrer B tendo ocorrido o evento A. 32

23 Em uma certa população, verificou-se que 40% das pessoas concluíram o ensino fundamental; destas, apenas 20% concluíram o ensino médio. Escolhendo-se ao acaso uma pessoa dessa população, a probabilidade de que ela tenha concluído somente o ensino fundamental é: A) 40% B) 32% C) 30% D) 12% E) 8% Se, das pessoas que terminaram o fundamental, 20% concluíram também o ensino médio, então 80% daquelas não o concluíram. Para ter concluído somente o ensino fundamental, a pessoa deve tê-lo concluído e não ter concluído o médio. Assim: concluíram o fundamental e não concluíram o médio = = 32% Questão 41 Habilidade 13 Leia o texto abaixo, que analisa a situação da água no Brasil e os problemas ligados a sua distribuição, saneamento básico e conservação dos recursos hídricos. O Brasil detém uma das maiores reservas hídricas do mundo, concentrando cerca de 15% da água doce superficial disponível no planeta. Mas o contraste na distribuição dessa água é enorme: a região Norte, com 7% da população, possui 68% da água do país, enquanto o Nordeste, com 29% da população, possui 3%, e o Sudeste, com 43% da população, conta com 6%. Além disso, problemas como o desmatamento das nascentes, o lançamento de esgotos em rios e córregos, a expansão desordenada dos centros urbanos e a gestão inadequada dos ecossistemas aquáticos agravam a situação. Em conseqüência, 45% da população não têm acesso aos serviços de água tratada e 96 milhões de pessoas vivem sem esgoto sanitário. A cobertura dos serviços de coleta de esgotos é de 49%, sendo de 71% no Sudeste, 33% no Centro-Oeste, 18% no Sul, 13% no Nordeste e 2% no Norte. Por conta disso, já temos problemas de falta d água até em regiões da Amazônia, como em Rio Branco, onde os mananciais estão comprometidos por esgotos, lixo, mineração e expansão urbana. (Adaptado de Água para Todos, O Estado de S. Paulo 16/03/2003) Assinale a alternativa que apresenta uma afirmação compatível com os dados fornecidos pelo texto: A) As regiões Centro-Oeste e Sul, embora contem com redes de coleta de esgotos relativamente eficientes, são as que enfrentam maiores dificuldades, pois não têm reservas hídricas como o restante do país. B) O principal problema da região Norte é a contaminação dos mananciais hídricos; embora a rede de esgotos domésticos seja bem desenvolvida, os esgotos industriais contaminam a água com metais pesados. C) A região Sul possui mais recursos hídricos do que a Sudeste, mas a qualidade da água é prejudicada pela expansão de grandes centros urbanos, onde apenas uma entre dez famílias tem acesso a água tratada e um número ainda menor está sob a cobertura dos serviços de coleta de esgotos domiciliares. D) O Centro-Oeste do país apresenta uma cobertura de serviços de coleta de esgotos maior do que a da região Nordeste, embora sua população seja menor do que a do Nordeste. E) Ocorre um déficit permanente de água no Sudeste, pois grande parte da água é destinada a servir como veículo para o esgoto industrial das grandes metrópoles da região. O enunciado, de fato, afirma que a coleta de esgotos no Centro-Oeste é de 33%, enquanto a do Nordeste não passa de 13%. Com relação às populações dessas regiões, embora o texto não seja explícito quanto ao Centro-Oeste, ao dar informações sobre o Norte (7%), o Nordeste (29%) e o Sudeste (43%), ele permite inferir que os 21% restantes abrangem as duas regiões não citadas Centro-Oeste e Sul. Logo, a população do Centro-Oeste é obviamente menor do que a do Nordeste. Texto para a questão 42 longo da linha Coqueiros Aos dois Aos três Aos grupos Altos Baixos 33

24 Questão 42 Habilidade 5 Assinale a alternativa que melhor caracterize o poema anterior, de Oswald de Andrade, quanto ao estilo. A) Poema construído segundo técnica do Modernismo. A paisagem é reduzida a elementos mínimos. Fragmentos de imagens justapostas sugerem o efeito geométrico de montagem cubista. B) Estilo conciso, claro e preciso. O equilíbrio e a harmonia da composição resultam da aplicação da sintaxe clássica, típica da tendência acadêmica do Modernismo. C) Texto caótico e ininteligível. Imagens insólitas parecem brotar direto do inconsciente do narrador, conforme preceitos do Surrealismo. D) Prosa poética típica do Pós-Simbolismo, como se pode notar pela musicalidade produzida por aliterações e assonâncias. E) Estilo pós-moderno, que combina sintaxe e léxico clássicos com o exotismo pitoresco da paisagem e a técnica modernista da escrita automática. O poema de Oswald de Andrade é exemplar do estilo vanguardista do Modernismo. A concisão extrema abole os nexos sintáticos e gramaticais acadêmicos para reduzir a paisagem ao mínimo substancial. Daí os versos nominais curtíssimos. As imagens são sugeridas pelo substantivo plural do primeiro verso coqueiros, que se desdobra fragmentariamente em modos matemáticos quantitativos ( dois, três ) e em relações geométricas ( Altos/Baixos ). A justaposição geométrica de imagens fragmentárias revela influência do Cubismo, uma das vanguardas artísticas européias que influenciaram o Modernismo brasileiro. Questão 43 Habilidade 20 As grandes pazes que conhecemos na história, como a paz romana, ou, em nosso tempo, a paz americana, foram resultados de uma conquista e uma pressão militar contínua através das quais se mantinha uma certa ordem e se reduzia o grau de conflitos no centro, à custa de algumas pequenas, porém sangrentas, guerras periféricas. (Umberto Eco. Na era da globalização, a paz global é impossível. In Folha de S. Paulo, 19 de janeiro de 2003, p. A17) O texto estabelece uma relação de identidade entre a política do Império Romano e a atual política imperial dos Estados Unidos, pois ambos: A) exerceram a administração direta sobre vastas extensões de terra. B) controlaram grande parte do Oriente Médio através da guerra. C) não conseguiram estabelecer nenhum tipo de paz. D) só conseguiram manter a paz por meio de uma ordem militar. E) pregavam que a manutenção da ordem dependia do prosseguimento da paz. O texto é explícito ao comparar a realidade política do Império Romano com as atuais práticas imperiais (intervencionistas e guerreiras) norte-americanas. Questão 44 Habilidade 21 Observe a tabela abaixo e responda a questão a seguir. Distribuição da população desempregada com experiência anterior, segundo ocupação e setor de atividade anterior Belo Horizonte 1998/1999 (%) DESCRIÇÃO Última posição na ocupação Assalariado 77,1 79,5 Autônomo 9,0 8,6 Outras 13,9 11,9 Último setor de atividade Indústria 16,1 14,3 Construção civil 9,6 10,6 Comércio 18,6 18,4 Serviços 41,7 44,5 Outros 14,0 12,2 Fonte: FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. CEI. Pesquisa de Emprego e Desemprego da RMBH Convênio FJP/DIESSE/SEADE/SINE. MG 34

25 Com base na observação da tabela e em seus conhecimentos sobre o assunto, aponte a afirmação correta: A) A tabela mostra que a maior parte da população economicamente ativa de Belo Horizonte está desempregada. B) O setor terciário é o setor da economia que mais absorve mão-de-obra na cidade de Belo Horizonte. C) Mais de 24% da população que estava desempregada na cidade de Belo Horizonte, em 1999, antes trabalhava em atividades do setor secundário. D) O percentual da população economicamente ativa de Belo Horizonte que se dedicava ao trabalho autônomo cresceu expressivamente de 1998 a E) A maior parte da população economicamente ativa que em 1999 estava desempregada, na cidade de Belo Horizonte, antes trabalhava em atividades do setor primário. Mais de 24% da população que estava desempregada, em 1999, antes trabalhava em atividades que integram o setor secundário da economia: indústria (14,3%) e construção civil (10,6%). Questão 45 Habilidade 2 (O Estado de S. Paulo, 3/11/2002) No gráfico acima, as alterações das receitas das atividades açucareira e turística em Cuba, na última década do século XX, sugerem: A) que a atividade açucareira, após o colapso da URSS (que até então comprava açúcar cubano a preços subsidiados), perdeu terreno para o turismo. B) que a indústria açucareira e o turismo apresentaram o mesmo grau de desenvolvimento após o colapso soviético. C) que, após o colapso soviético, o turismo, antes primordial para a economia cubana, passou a ter importância secundária, equiparando-se ao açúcar. D) que a adoção do capitalismo em Cuba promoveu a atividade turística, até então impossibilitada pelo governo comunista. E) que, por sofrer um injusto embargo norte-americano, Cuba manteve a sua produtividade inalterada nas últimas décadas AÇÚCAR EM BAIXA Participação do açúcar e do turismo nas receitas de Cuba (em US$ milhões) Açúcar Turismo 4.313,8 327, ,1 976, ,2 Como mostra o gráfico, na última década do século XX, o turismo em Cuba apontou um novo rumo para uma economia estrangulada e basicamente dependente do açúcar. Após o colapso da URSS, o Estado cubano firmou parceria com as grandes redes turísticas estrangeiras, engordando as suas receitas. 452, Fonte: Escritório Nacional de Estatísticas de Cuba; Revista Mais y Mais Questão 46 Habilidade 16 Atualmente a adoção de medidas de proteção ao meio ambiente contra os poluentes vem sendo exigida por lei em um número cada vez maior de países. Uma das maneiras de impedir que o dióxido de enxofre, liberado na queima de combustíveis fósseis, seja lançado na atmosfera é fazer com que esse gás, em mistura com ar, passe através do sólido óxido de magnésio aquecido. Ocorre então a reação: óxido de magnésio + dióxido de enxofre + oxigênio (ar) P P = produto sólido não poluente Sabe-se que: I. 32g de enxofre + 32g de oxigênio 64g de dióxido de enxofre II. 40g de óxido de magnésio + 64g de dióxido de enxofre + 16g de oxigênio 120g de P Qual a massa de óxido de magnésio necessária para absorver todo o dióxido de enxofre liberado na queima de uma tonelada de carvão contendo 1,6% em massa de enxofre? A) 20 kg D) 10 kg B) 16 kg E) 40 kg C) 32 kg 35

26 Massa (m) de enxofre em 1 tonelada de carvão: m = 1,6% de 1000kg = 0, kg = 16kg de S 32g de S 64g de SO 2 x = 32kg de SO2 16kg de S x g de SO 2 40g de MgO y = 20kg de MgO 32kg de SO 2 y 123 Questão 47 Habilidade 6 O texto a seguir foi extraído de um romance contemporâneo, já adaptado para o cinema, que trata do cotidiano dos moradores de um conjunto habitacional popular no Rio de Janeiro. Leia-o e assinale a alternativa correta a seu respeito. No caminho, Miúdo falava da possibilidade de passar o rodo em Cenoura. Além do mais, achava que ele havia engrossado com quem fora dar idéia responsa, justamente para evitar conflito com ele, que era amigo da antiga. O cara fala assim mesmo, rapá! Ele não tá a fim de se meter e pronto. Tu já avisou, não avisou? Então pronto! Deixa que eu dou idéia àquela molecada lá da Treze... Eles são responsa comigo... tranqüilizava Pardalzinho. (Paulo Lins, Cidade de Deus) A) A personagem adota o padrão coloquial para distanciar-se do narrador. B) O narrador estabelece uma nítida distância estilística em relação à personagem. C) A personagem usa gírias, procedimento ignorado pelo narrador. D) O narrador opta pelo uso exclusivo da modalidade culta do Português. E) O narrador incorpora a linguagem coloquial da personagem. No romance de Paulo Lins, o narrador, integrado à vida da comunidade de que trata, diminui a distância que poderia haver entre uma fala mais elaborada e outra, mais oralizada, adotando procedimentos que aproximam seu estilo da linguagem falada. Texto para as questões 48 e 49 Recentemente o Brasil atravessou uma crise de energia elétrica cuja superação exigiu participação ativa da população, que mudou diversos hábitos com a finalidade de economizar. Uma grande quantidade de energia elétrica é economizada quando separamos, para reciclagem, as latas de alumínio usadas, já que se consome muita energia na produção desse metal. Em 2002 foram reciclados no Brasil 9 bilhões de latas, o que corresponde a 85% da produção nacional. Cada latinha reciclada economiza energia elétrica equivalente ao consumo de um aparelho de TV durante 3 horas. Estima-se que no Brasil existam 60 milhões de aparelhos de TV. Questão 48 Habilidade 17 (Dados obtidos junto ao CEMPRE Compromisso Empresarial Para a Reciclagem) Quantas horas cada aparelho de TV do Brasil poderia ter funcionado utilizando a energia elétrica economizada com a reciclagem dos 9 bilhões de latas? 1 milhão = 10 6 Dados 1 bilhão = 10 9 A) 900 D) 45 B) 450 E) 22 C) lata economiza 3 horas de TV latas x x = latas 3 horas 1 lata = horas de TV Número de horas por aparelho de TV: número total de horas número total de aparelhos horas = = 0, = 450horas/aparelho aparelhos 36

27 Questão 49 Habilidade 17 A obtenção do alumínio é feita a partir da bauxita (Al 2 O 3 ) e pode ser representada pela equação 2Al 2 O 3 4Al + 3O 2 Qual a massa, em toneladas, de bauxita que seria necessária para produzir os 9 bilhões de latas que foram reciclados? Dadas as informações: 1 kg de alumínio corresponde a 83 latas 1 tonelada = 10 3 kg massas molares: Al 2 O 3 = 102g mol 1 Al = 27g mol 1 A) D) B) E) C) kg 83 latas x latas x = latas 1 kg 83 latas = 0, kg = kg 2 Al 2 O 3 4 Al + 3O 2 2 mol 4 mol 2(102g) 4(27g) 204g 108g x kg kg 204g x = = kg de Al 2 O 108g 3 1 tonelada 10 3 kg x kg x = kg 1 tonelada 10 3 kg x = toneladas de Al 2 O 3 Questão 50 Habilidade 20 de repente no país do bacharel de cananéia dos bacharéis de canudo e anel no dedo e dos doutores de borla e capelo no país dos coronéis latifundiários de baraço e cutelo (melhor dizendo de serrote elétrico corta-homens) de nobres na curul e pobres no curral um APosse Haroldo de Campos metalúrgico (sem anel de grau sem toga doutoral sem sabença de papel passado) um torneiro mecânico formado na universidade da vida (severina) assoma no altiplano de brasília e toma posse da república numa apoteose de povo dando novo sentido à palavra pátria (In Folha de S. Paulo, 19/01/2003) 37

28 Nesse poema, em que Haroldo de Campos faz alusão à posse do presidente Lula, estão indicados alguns elementos marcantes da formação sócio-cultural brasileira, dentre os quais se destacam: A) a violência coronelista e o academicismo das elites políticas. B) o predomínio urbano-industrial sobre o atraso político do mundo rural. C) o conflito entre a base rural da república e a modernidade científica das universidades. D) a debilidade econômica da indústria diante da força produtiva do latifúndio. E) a contradição entre a participação popular na política e a concepção democrática de pátria. O poeta se refere à formação secular do Brasil latifundiário dos coronéis violentos de baraço [corda] e cutelo [facão], bem como ao elitismo dos doutores de borla [barrete doutoral] e capelo [capa cerimoniosa] um contraponto ao momento de ascensão de um líder popular ao governo da República. Ficam marcados, assim, dois momentos da evolução do sentido de pátria nacional. Questão 51 Habilidade 20 No dia 11 de janeiro de 2003 entrou em vigor o novo Código Civil brasileiro, que substituiu o Estatuto de A maioridade civil baixou de 21 anos para 18, igualaram-se os direitos de homens e mulheres, foram regulamentados o usucapião de imóveis e novas regras para empresas e negócios. O novo Código Civil, bem como a aprovação recente do Código de Defesa do Consumidor e o Estatuto da Criança e do Adolescente, indicam estar ocorrendo no país um processo: A) de organização ideológico-partidária, em face do acirramento das disputas pelo poder político. B) de consolidação de direitos tradicionais, adquiridos em conjunturas não democráticas. C) de articulação da sociedade civil em direção à defesa dos direitos de cidadania. D) de conflito entre entidades populares e o Estado, contrário à atualização de direitos civis. E) de submissão do governo à pressão de organizações estrangeiras ligadas ao grande capital internacional. Desde o final da ditadura militar, em 1985, a sociedade brasileira vem passando por um processo de rearticulação de suas entidades representativas e de aprimoramento das liberdades democráticas, com a consolidação e a ampliação dos direitos de cidadania. Seguindo a concepção de que não há democracia meramente política, a extensão da cidadania procura combater costumes retrógrados arraigados na sociedade e favoráveis a minorias privilegiadas. Questão 52 Habilidade 1 Quando morreu, em 1601, o astrônomo dinamarquês Tycho Brahe deixou as anotações de suas observações celestes para seu discípulo Johannes Kepler, que continuou a observar os céus por mais 20 anos. Uma das conclusões de Kepler é que, quanto mais longe do Sol está o planeta, maior o tempo que ele gasta para completar uma volta em torno do Sol. O tempo gasto para completar uma volta em torno do Sol é denominado período. Admitindo que a órbita fosse circular, Kepler descobriu que o cubo do raio da órbita dividido pelo quadrado do período é constante para todos os planetas. Essa relação entre raio da órbita e período é conhecida como Terceira Lei de Kepler e pode ser escrita em símbolos, da seguinte forma: r1 3 3 r2 T1 2 = 2 T2 sendo: r 1 o raio da órbita de um planeta 1 T 1 o período de um planeta 1 r 2 o raio da órbita de um planeta 2 T 2 o período de um planeta 2 De acordo com essa lei, se o raio da órbita em torno do Sol de um planeta X é 4 vezes o raio da órbita da Terra em torno do Sol, o período de seu movimento é: A) 8 anos terrestres. B) 4 anos terrestres. C) 2 anos terrestres. D) meio ano terrestre. E) nenhum dos anteriores, pois, como se sabe, todos os planetas estão em órbita em torno da Terra, não do Sol. De acordo com a Terceira Lei de Kepler, sabendo que a Terra e o planeta X estão em órbita em torno do Sol, podemos escrever: [r 3 /T 2 ] Terra = [r 3 /T 2 ] planeta X 38

29 Sendo: o raio da órbita do planeta X igual a 4 vezes o raio da órbita da Terra 1 ano o período do movimento da Terra em torno do Sol a expressão anterior fica da seguinte forma: [r 3 /1 2 ] Terra = [(4r) 3 /T 2 ] planeta X Lembrando-se que 4 3 = 64, vem: [r 3 /1] Terra = [64r 3 /T 2 ] planeta X Simplificando r 3 : 1 = 64/T 2 Daí obtemos: T 2 = 64 e, portanto, T = 8 anos. Questão 53 Habilidade 13 Leia o texto a seguir, que aponta para a existência de relações diversas entre vários membros das comunidades de água doce. Há muito tempo os anfíbios são considerados indicadores importantes da saúde da Terra, porque seus ovos sem casca e sua pele permeável os tornam extremamente sensíveis às perturbações do ambiente. Nas últimas décadas, cientistas de todo o mundo têm relatado um aumento no número de casos de alterações nos corpos de rãs, salamandras e outros anfíbios, em particular o aparecimento de indivíduos com pernas extras ou com deformações dos membros traseiros. O número de animais desfigurados em algumas populações chega a 25% maior que em décadas anteriores. As investigações apontam para três suspeitos principais, todos relacionados com alterações nos ecossistemas promovidas por atividades humanas: maior exposição à radiação ultravioleta, contaminação química da água por poluentes e, ainda, epidemias de parasitas (como resultado de mudanças ocorridas nos hábitats tradicionais dos anfíbios). Em relação a este último aspecto, os cientistas acreditam que a explicação seja a seguinte: quando o esterco de gado ou fertilizantes são lançados na água, desencadeiam o crescimento de algas, o que por sua vez amplia a oferta de alimento para certas espécies de caramujos, como o Planorbella tenuis. Estes são hospedeiros intermediários do Ribeiroia ondatrae, um verme trematódeo (platelminto) cujas larvas infectam girinos, formando um cisto que impede o desenvolvimento normal dos membros. Essa formação estimula o aparecimento de pernas extras à medida que o girino se transforma numa rã adulta. Os animais defeituosos são alvos fáceis para aves ribeirinhas, como as garças, hospedeiras definitivas do parasita. (Adaptado de Scientific American Brasil março de 2003) A respeito dessas relações entre os diversos organismos da comunidade, é possível afirmar-se que: A) na cadeia alimentar constituída por algas caramujos rãs garças, o verme Ribeiroia ondatrae, ao alojar-se nos tecidos dos girinos, atua como um consumidor de quarta ordem. B) consideradas as relações alimentares existentes entre os organismos citados pelo texto, há entre eles pelo menos um consumidor primário e um predador. C) o verme R. ondatrae não participa da cadeia algas caramujos rãs garças, pois é um parasita, e numa cadeia alimentar só há lugar para produtores, consumidores e decompositores. D) Planorbella tenuis é uma espécie herbívora; logo, no ecossistema em que vive, ele ocupa o nível trófico de consumidor secundário (já que o primeiro nível é ocupado pelas plantas no caso, algas). E) a parasitose provocada por R. ondatrae pode ser prejudicial às rãs, mas é altamente benéfica para os caramujos P. tenuis, que dessa forma ficam livres de seu principal predador. Os caramujos, ao se alimentarem das algas (produtores), atuam como consumidores primários. As garças, ao caçarem rãs, comportam-se como predadoras. Questão 54 Habilidade 21 A Constituição de 1988 estabelece que o Brasil é um Estado republicano, federativo e presidencialista, sob regime democrático, com parlamento bicameral representativo da população e das unidades da União. Isso quer dizer que: A) o presidente da República é o Chefe de Estado, o presidente do Congresso é eleito pelo Senado Federal, e os deputados federais representam os governadores de estado. B) o presidente exerce o Poder Executivo, os estados são autônomos e representados no Congresso pelos senadores, enquanto a Câmara de Deputados representa sua população. C) o presidente é eleito por via indireta, os governadores de estados são eleitos por via direta, e as duas câmaras do Congresso representam a população eleitora. D) o presidente exerce o Poder Executivo, os estados são subordinados ao Senado Federal, e os deputados federais representam a União Federativa. E) a União é o conjunto dos estados subordinados ao presidente da República, o Senado representa a população, e a Câmara Federal representa os governadores estaduais. 39

30 Nos Estados nacionais republicanos, o presidente da República é o Chefe de Estado eleito pelo povo e por um mandato predeterminado. Se o governo é presidencialista, ele exerce também a chefia do governo. A Federação baseia-se na autonomia política e administrativa dos estados ou províncias da União, unidades subordinadas ao governo nacional. A representação no Congresso Nacional pode ser bicameral ou unicameral. No Congresso brasileiro, o Senado representa os estados, e a Câmara dos Deputados Federais representa a população de cada estado. Por isso temos três senadores por estado e um número proporcional de bancadas de deputados. Questão 55 Habilidade 4 O holandês Mauritus Cornelis Escher ( ) dedicou toda a vida às artes gráficas. Um de seus impressionantes trabalhos é a gravura Uma mão com a esfera, reproduzida ao lado, em que aparece uma esfera refletora que está na mão do artista. Tendo em vista os conceitos de Óptica Geométrica, é correto afirmar que Escher: A) não foi fiel à realidade, pois, como se trata de uma superfície refletora convexa, a imagem não deveria apresentar a reversão. B) retratou uma imagem de natureza virtual, revertida e menor que o objeto, configurando que a superfície refletora apresenta forma convexa. C) certamente levou em conta que a superfície refletora apresenta formato côncavo. D) ignorou as leis da Óptica, pois retratou uma imagem distorcida em relação ao objeto. E) retratou uma imagem de natureza real. A superfície externa de uma esfera corresponde a uma face convexa. Nos espelhos convexos, a partir de um objeto real, a imagem sempre apresenta natureza virtual, direita em relação ao objeto e de dimensões menores do que ele. Em qualquer tipo de espelho, a propriedade da reversão (troca do esquerdo com o direito) sempre ocorre. Note-se que a mão que segura a esfera é a esquerda, enquanto a imagem em que o artista aparece mostra a esfera em sua mão direita. Questão 56 Habilidade 7 Num domingo, pai e filho estão diante do aparelho de televisão assistindo a uma partida de futebol do Corinthians. De repente, acaba a energia elétrica e a imagem da televisão some. Imediatamente, o pai pede ao filho que vá buscar o rádio de pilhas para, pelo menos, ouvirem o jogo. O garoto, intrigado com o fato de o rádio funcionar apesar de não haver energia elétrica na casa, pede uma explicação ao pai. Este estaria certo se lhe explicasse que: A) o rádio não funciona com energia elétrica. B) o rádio obtém energia elétrica a partir da fissão dos átomos que constituem o material da pilha. C) a energia elétrica utilizada pelo rádio é obtida a partir da energia química armazenada no interior das pilhas. D) o rádio obtém energia elétrica a partir da fusão dos átomos que constituem o material da pilha. E) enquanto o rádio está desligado, ele produz energia elétrica que é armazenada para uso posterior. 40

Geografia 2. Aula 1. Geografia Física. A escolha de quem pensa! 1

Geografia 2. Aula 1. Geografia Física. A escolha de quem pensa! 1 Geografia 2 Aula 1 Geografia Física 01. Rocha é um agregado natural composto por um ou vários minerais e, em alguns casos, resulta da acumulação de materiais orgânicos. As rochas são classificadas como

Leia mais

ÁGUA! GOTA A GOTA ESTÁ SE TORNANDO UM RECURSO ESCASSO E MAL DISTRIBUÍDO

ÁGUA! GOTA A GOTA ESTÁ SE TORNANDO UM RECURSO ESCASSO E MAL DISTRIBUÍDO C apa ÁGUA! GOTA A GOTA ESTÁ SE TORNANDO UM RECURSO ESCASSO E MAL DISTRIBUÍDO A água que bebemos diariamente é um dos recursos naturais mais importantes para a vida em nosso planeta Terra. Porém, esse

Leia mais

Curso Intensivo Pré-Vestibular UFPB 2012. Campus I (João Pessoa) Geografia. Thiago Pontes / Almir Jr. / Caio Almeida / Maurílio Silva

Curso Intensivo Pré-Vestibular UFPB 2012. Campus I (João Pessoa) Geografia. Thiago Pontes / Almir Jr. / Caio Almeida / Maurílio Silva P á g i n a 126 Curso Intensivo Pré-Vestibular UFPB 2012 Campus I (João Pessoa) Geografia Thiago Pontes / Almir Jr. / Caio Almeida / Maurílio Silva Professor Responsável: Prof. Dr. Luiz de Sousa Jr. (Chefe

Leia mais

Simulado/ENEM I CNSG 3º Ano Ensino Médio. com 5 alternativas cada, onde somente. Confira se não existem folhas faltando ou Maneira errada de

Simulado/ENEM I CNSG 3º Ano Ensino Médio. com 5 alternativas cada, onde somente. Confira se não existem folhas faltando ou Maneira errada de 3º Ano Ensino Médio ENEM I Data: 25/04/2014 Horário: 14h30 às 19h Nº de questões: 90 Disciplinas Questões Biologia 01 a 15 Química 16 a 30 Física 31 a 45 Geografia 46 a 65 História 66 a 85 Filosofia 86

Leia mais

Simulado COC Enem 2009 Ciências Naturais e suas Tecnologias

Simulado COC Enem 2009 Ciências Naturais e suas Tecnologias Simulado COC Enem 2009 Ciências Naturais e suas Tecnologias 01. Questão anulada 02. O italiano Bartolomeo Cristofori criou a primeira versão do piano em 1709. O piano é um instrumento musical de corda

Leia mais

Três restaurantes por quilo, A, B e C, apresentam seus preços de acordo com a tabela abaixo. 250g por R$ 4,00 B. 350g por R$ 5,00 C.

Três restaurantes por quilo, A, B e C, apresentam seus preços de acordo com a tabela abaixo. 250g por R$ 4,00 B. 350g por R$ 5,00 C. 1 a Um taxista inicia o dia de trabalho com o tanque de combustível de seu carro inteiramente cheio. Percorre 325 km e reabastece, sendo necessários 25 litros para completar o tanque. Em seguida, percorre

Leia mais

CURSO BÁSICO DE GESTÃO AMBIENTAL

CURSO BÁSICO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO BÁSICO DE GESTÃO AMBIENTAL Entidades Integrantes do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae Associação Brasileira dos Sebraes Estaduais Abase Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das

Leia mais

Trabalho Escravo no Brasil do Século XXI

Trabalho Escravo no Brasil do Século XXI Trabalho Escravo no Brasil do Século XXI ISBN 92-2-819328-X 978-92-2-819328-2 Primeira edição 2006 Coordenação do estudo: Leonardo Sakamoto As designações empregadas nas publicações da OIT, segundo a praxe

Leia mais

José possui dinheiro suficiente para comprar uma televisão. de R$ 900,00, e ainda lhe sobrarem

José possui dinheiro suficiente para comprar uma televisão. de R$ 900,00, e ainda lhe sobrarem 1 E José possui dinheiro suficiente para comprar uma televisão de R$ 900,00, e ainda lhe sobrarem 2 5 da quantia inicial. O valor que sobra para José é a) R$ 450,00. b) R$ 550,00. c) R$ 800,00. d) R$ 650,00.

Leia mais

[r]evolução. energética A CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO LIMPO. [r]evolução energética CONSELHO EUROPEU DE ENERGIA RENOVÁVEL

[r]evolução. energética A CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO LIMPO. [r]evolução energética CONSELHO EUROPEU DE ENERGIA RENOVÁVEL [r]evolução energética A CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO LIMPO Greenpeace/RODRIGO BALEIA CONSELHO EUROPEU DE ENERGIA RENOVÁVEL [r]evolução energética A CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO LIMPO [r]evolução energética

Leia mais

INPA. ciência. Aqui se faz. Ciência para todos Nº 01 - ano 1 (distribuição gratuita) ISSN 19847653

INPA. ciência. Aqui se faz. Ciência para todos Nº 01 - ano 1 (distribuição gratuita) ISSN 19847653 INPA Revista de divulgação científica do Ciência para todos Nº 01 - ano 1 (distribuição gratuita) ISSN 19847653 Aqui se faz ciência Projetos aprovados pelo CNPq garantem avanço da pesquisa científica Árvores

Leia mais

2º DIA - GRUPO I. D 1 d

2º DIA - GRUPO I. D 1 d 011 º DIA - GRUPO I Questão 01 y P ( x,y) D 1 d D 0 d D x Canoas (RS) foi a primeira cidade da América Latina a instalar, em 010, um sistema de segurança capaz de detectar disparos de armas de fogo. O

Leia mais

VIVERBEM.VIVERVERDE DIRETRIZES PROGRAMÁTICAS PARA O PARTIDO VERDE 2014

VIVERBEM.VIVERVERDE DIRETRIZES PROGRAMÁTICAS PARA O PARTIDO VERDE 2014 VIVERBEM.VIVERVERDE DIRETRIZES PROGRAMÁTICAS PARA O PARTIDO VERDE 2014 INTRODUÇÃO Tratamos aqui das diretrizes para elaboração de um programa do PV para o Brasil/2014. Pedimos que sejam avaliadas, criticadas,

Leia mais

Empregos Verdes no Brasil: Quantos são, onde estão e como evoluirão nos próximos anos

Empregos Verdes no Brasil: Quantos são, onde estão e como evoluirão nos próximos anos Extração de borracha Empregos Verdes no Brasil: Quantos são, onde estão e como evoluirão nos próximos anos ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO Diretora do Escritório da OIT no Brasil Laís Abramo Coordenador

Leia mais

Água. Um recurso cada vez mais ameaçado

Água. Um recurso cada vez mais ameaçado Água 25 Água Um recurso cada vez mais ameaçado A água é um recurso natural essencial para a sobrevivência de todas as espécies que habitam a Terra. No organismo humano a água atua, entre outras funções,

Leia mais

Aquecimento Global e a nova Geografia da Produção. Agosto de 2008

Aquecimento Global e a nova Geografia da Produção. Agosto de 2008 Aquecimento Global e a nova Geografia da Produção agrícola no Brasil Agosto de 2008 Coordenação Jaime Gesisky Deconto Texto Giovana Girardi Fotos Folhapress Ilustrações Joana Lira Design Marco Cançado

Leia mais

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Disponível em: www.semesp.org.br. Acesso em: 21 novo 2013 (adaptado).

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Disponível em: www.semesp.org.br. Acesso em: 21 novo 2013 (adaptado). CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS 1 Parecer CNE/CP n ọ 3/2004, que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA A maior parte da população brasileira vive em cidades. O censo 2010 do IBGE aponta que aproximadamente 85% da população do país se concentram em áreas consideradas urbanas. As raízes

Leia mais

Novos caminhos para o mesmo lugar:

Novos caminhos para o mesmo lugar: Novos caminhos para o mesmo lugar: a falsa solução dos agrocombustíveis foto capa: sergiop.cruz/teia zona de plantio de cana na região Xapuri/Acre/Amazônia brasileira. Dados internacionais de Catalogação

Leia mais

NÚCLEO DE APRENDIZAGEM GEOGRAFIA - 1. Empregados contratados

NÚCLEO DE APRENDIZAGEM GEOGRAFIA - 1. Empregados contratados NÚCLEO DE APRENDIZAGEM GEOGRAFIA - 1 01. (UNIFESP/2011) Agronegócio (também chamado de agrobusiness) é o conjunto de negócios relacionados a toda cadeia produtiva da agricultura e da pecuária. O aprimoramento

Leia mais

PROJETO VIDA NO CAMPO

PROJETO VIDA NO CAMPO PROJETO VIDA NO CAMPO A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA SISTEMAS AGROFLORESTAIS SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROSSILVIPASTORIL DIVERSIFICADO, INTEGRADO, SUSTENTÁVEL E ORGÂNICO MARCOS ALBERTO SEGHESE SETE BARRAS

Leia mais

Um espaço seguro e justo para a humanidade

Um espaço seguro e justo para a humanidade Textos para Discussão da Oxfam Um espaço seguro e justo para a humanidade PODEMOS VIVER DENTRO DE UM DONUT? Kate Raworth Oxfam O desafio da humanidade no século 21 é erradicar a pobreza e alcançar a prosperidade

Leia mais

TRABALHO CONSUMO TRABALHO E CONSUMO APRESENTAÇÃO DOS TEMAS TRANSVERSAIS APRESENTAÇÃO DOS TEMAS TRANSVERSAIS

TRABALHO CONSUMO TRABALHO E CONSUMO APRESENTAÇÃO DOS TEMAS TRANSVERSAIS APRESENTAÇÃO DOS TEMAS TRANSVERSAIS TRABALHO E CONSUMO 337 APRESENTAÇÃO TRABALHO DOS TEMAS E CONSUMO TRANSVERSAIS APRESENTAÇÃO DOS TEMAS TRANSVERSAIS 338 APRESENTAÇÃO Este tema incorpora no currículo escolar demandas sociais urgentes, de

Leia mais

A História da Química contada por suas descobertas

A História da Química contada por suas descobertas A História da Química contada por suas descobertas Reinaldo Calixto de Campos João Augusto Gouveia Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 2.5 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br

Leia mais

URBANISMO NA PERIFERIA DO MUNDO GLOBALIZADO metrópoles brasileiras

URBANISMO NA PERIFERIA DO MUNDO GLOBALIZADO metrópoles brasileiras URBANISMO NA PERIFERIA DO MUNDO GLOBALIZADO metrópoles brasileiras ERMÍNIA MARICATO Professora e Coordenadora da Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Ex-Secretária de Habitação

Leia mais

A Revolução Científico- Tecnológica, a Nova Divisão Internacional do Trabalho e o Sistema Econômico Mundial Theotônio Dos Santos

A Revolução Científico- Tecnológica, a Nova Divisão Internacional do Trabalho e o Sistema Econômico Mundial Theotônio Dos Santos A Revolução Científico- Tecnológica, a Nova Divisão Internacional do Trabalho e o Sistema Econômico Mundial Theotônio Dos Santos 1 ÍNDICE: A Teoria Econômica e a Mudança Tecnológica 3 Comércio Internacional

Leia mais

ESTUDO DOS FATORES CONDICIONANTES DO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARANÁ: INSTRUMENTO DE

ESTUDO DOS FATORES CONDICIONANTES DO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARANÁ: INSTRUMENTO DE ESTUDO DOS FATORES CONDICIONANTES DO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARANÁ: INSTRUMENTO DE CONTROLADORIA PARA A TOMADA DE DECISÕES NA GESTÃO GOVERNAMENTAL Tema 3: Tributação,

Leia mais