ESCOLA. Redes I. Redes I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA. Redes I. Redes I"

Transcrição

1 ESCOLA Redes I Redes I 1

2 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 1 INTRODUÇÃO As diversas versões do Windows 2000 (W2K) A Microsoft lançou 4 versões do Windows 2000, que deverão atender às necessidades de todos os níveis de usuários e administradores de rede. As versões Windows 2000 Professional, Windows 2000 Server Standard Edition, Windows 2000 Advanced Server e Windows 2000 Datacenter Server permitem que o cliente desse sistema operacional escolha-o de acordo com suas necessidades específicas.este mesmo sistema poderá ser utilizado em computadores de uso pessoal, corporativo e/ou até mesmo servidores de rede onde irá executar rotinas mais complexas. Windows 2000 Professional o Sucessor do Windows NT Workstation; o É um sistema Desktop; o Suporte avançado Plug and Play; o Suporte ACPI (Interface de configuração de energia avançada); o IE 5.0; o Novos assitentes (Wizards); o Sistema de arquivos FAT, FAT32 e NTFS 5; o Sistema encryption incorporado; o Disk quotas, para verificar espaço consumido por usuários. Windows 2000 Standard Server o Sucessor do windows NT Server; o Objetivo é funcionar como servidor de arquivos, impressão e comunicação de LAN S e WAN S; o Novas Tecnologias como Active Directory (AD), Terminal Service; Group Policies, IIS 5.0, Roteamento de pacotes; o Além de conter os itens do Windows 2000 Professional. Windows 2000 Advanced Server o Suporte a todos os recursos da versão standard; o Recurso de crescimento escalável (Highly scalable); o Sucessor do Windows NT Enterprise Edition; o Suporte a 64GB de RAM; o Suporte a 8 Processadores; o Suporte a clustering. Windows 2000 Datacenter Server o Versão mais poderosa da família Windows 2000; o Incorpora os recursos do Windows 2000 Advanced Server; o Melhora recursos de tolerância a falhas; o Foi projetado para suportar 32 Processadores SMP; o Suporte até usuários simultaneamente na rede. 2

3 2 REQUISITOS DE HARDWARE Redes I Bem já conseguimos esse milagre da informática, tente você também: Processador Pentium / AMD 166 MHz, ou superior. (recomendamos bem superior); 64 MB de RAM; (recomendamos 128 MB) Partição de 900 MB; Uma placa de rede; Um monitor VGA; Uma unidade de cd-rom 24 X; (preferencialmente superior) Público Alvo Windows 2000 Professional Estações de trabalho Windows 2000 Standard Arquivo, impressão, intranet, redes Windows Advanced Server Linha de negócios, e-commerce Suporte a CPUs 2GB 4GB 8GB 32GB Agrupamento Nenhum Nenhum Requisitos mínimos do sistema CPU compatível com Pentium 133 MHz, 128 MB de RAM, 1 GB de espaço em disco CPU compatível com Pentium 133 MHz, 256 MB de RAM, 1 GB de espaço em disco Tolerância a falhas de dois nós, Equilíbrio de carga de rede de 32 nós CPU compatível com Pentium 133 MHz, 256 MB de RAM, 1 GB de espaço em disco Windows Datacenter Server Grandes aplicativos críticos: OLTP, armazenamentos de dados, ASPs e ISPs Tolerância a falhas em cascata de quatro nós Equilíbrio de carga de rede de 32 nós Não disponível no momento. 3

4 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 3 APLICAÇÕES DE COMPATIBILIDADE Apesar do W2k possuir compatibilidade com a maioria dos programas, aconselhamos que verifiques a real compatibilidade antes de instalar o aplicativo sobre o sistema. DICA: No site é possível pesquisar quais os aplicativos testados e aprovados pela Microsoft para rodar no W2k.Caso não encontre o software na lista, tente procurar no site do fabricante do software a informação. Licenciamento - São duas as opções de licenciamento no Windows 2000: Per Seat por estação Aqui teremos uma licença de acesso para cliente client access licenses, que será associada a um determinado computador (normalmente uma estação de trabalho). Através desta alternativa se torna possível o acesso aos computadores clientes ao Windows 2000 Server ou ao Windows 2000 Advanced Server, sendo que cada máquina cliente deverá estar devidamente licenciada através de uma licença, de acesso para cliente. Este modo é ideal para ambientes distribuídos, onde os servidores de uma empresa oferecem diversos serviços ao cliente, como arquivos e servidores de impressão. Per Server por servidor Neste caso, a licença de acesso para um determinado cliente é específica para um determinado servidor, onde o licenciamento do usuário poderá ser simultâneo, ou seja, o servidor estabelece licenças de acesso para clientes temporariamente e não uma associação permanente de licença de acesso. Esta opção é ideal para a utilização em um servidor único. Capacidade do disco de Cluster no FAT Cluster no FAT32 260MB à 511MB 8Kb 4Kb de 512MB a 1.023MB 16Kb 4kb de 1024MB à 2GB 32Kb 4Kb de 2GB até 8GB não compatível 4Kb de 8GB até 16GB não compatível 8Kb de 16GB até 32GB não compatível 16Kb acima de 32GB não compatível 32Kb 4

5 4 CONFIGURAÇÃO DA REDE Redes I Para que possamos configurar a rede é necessário conhecimentos sobre o protocolo TCP/IP, bem como noções de mascaramento, técnicas de roteamento e funcionamento geral de uma rede. Não esqueça de verificar o tipo de planejamento a estruturar, detalhes como endereçamento, máscara, gateways de rede, DNS, DHCP, etc. Dica: Se você não possui, desenvolva um projeto de implantação da rede (Físico e Lógico), isso irá facilitar seu trabalho organizacional e consultas posteriores na estrutura da rede. Para configurar o endereço IP no Windows 2000, proceda da seguinte forma: 1) Acesse o menu de configuração de Rede; 2) Clique com botão direito em conexões de rede local e acesse o menu propriedades. Nesse menu será habilitada as configurações de rede tais como Adaptador, Protocolos, etc. 3) Na tela seguinte seleciona a opção de configuração desejada e acione o botão propriedades. No nosso exemplo de configuração vamos acessar o item TCP/IP e solicitar suas propriedades. 5

6 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 4) Bem, como estamos configurando o nosso Servidor Windows 2000 devemos configurar o endereçamento IP fixo, ou seja, definidos pelo administrador de redes e a máscara a utilizar na rede.enfim basta preencher os campos de acordo com o projeto estrutural da rede (não sejam preguiçosos, façam o projeto). No exemplo abaixo utilizamos as seguintes instruções: Endereço IP = Máscara = Gateway = DNS = ) Caso seja necessário podemos abrir as opções avançadas do protocolo, que nos possibilitará algumas opções extras. Em laboratório exploramos mais essas possibilidades. 6) Service packs e atualizações: Após a instalação e configuração do dispositivo de rede e Internet atualize o seu sistema com o último Service Pack disponível. O download do arquivo completo pode ser feito pelo site do Windows Verifique o site Novas atualizações pós-lançamento do último service pack e novos pacotes podem ser obtidos pelo uso da ferramenta Windows Update disponível no menu iniciar. Execute este utilitário logado como Administrador do sistema. 6

7 5 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS E GRUPOS Redes I Este item define as pessoas, grupos e permissões de acesso a rede, servidores e serviços. Uma rede bem estruturada com usuários e grupos bem definidos, ajuda bastante o processo de administração, bem como alivia a famosa dor de cabeça de uma rede instável. Afinal nada melhor do que uma rede estável para sobrar um tempo para fazer uma verificação, otimizar recursos e conexões. Bem, estes são os passos para administrar os usuários e grupos de uma rede: Usuários 1) Primeiro devemos acessar o menu de gerenciamento do computador: 2) Devemos agora, selecionar a opção Usuários e Grupos Locais: 3) Agora, acessamos o item Usuários e selecionamos a opção Novo Usuário : 7

8 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 4) Na tela de cadastro basta preenchermos os campos conforme nosso projeto de rede. Uma dica importante é sempre criar Nome de usuário com letras minúsculas para facilitar o LOGIN dos usuários da rede. Preferencialmente crie uma senha padrão para todos, mas deixe marcada a opção em que o usuário deve alterar a senha no próximo LOGON, assim ele poderá colocar sua senha pessoal: 5) Repita o processo para cada usuário da sua rede. Grupos 1) Na criação de grupos, acesse na tela principal o item grupos. Os nomes que aperecem são os grupos padronizados do W2k criados automaticamente na instalação do sistema, logo são os grupos básicos: 8

9 Redes I 2) Acesse agora o item grupos e o item Novo grupo : 3) Preencha os campos abaixo conforme o seu projeto de rede. No campo Nome do grupo coloque o nome do mesmo. No campo Descrição, coloque algum tipo de informação breve sobre o grupo: Cadastrando Usuários em Grupos 1) Agora vamos definir qual(is) usuário(os) pertencem aos nossos grupos de rede, lembrando tudo de acordo com o nosso projeto. Selecione o grupo e a opção propriedades do grupo: 9

10 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 2) Na tela abaixo, selecione o botão adicionar usuários: 2) Bem, agora selecione os usuários pertencentes ao grupo escolhido e clique em adicionar, logo após, em OK.: 3) Então nossos usuários apareceram na tela de propriedades do nosso grupo. 10

11 Redes I 6 CONFIGURANDO A IMPRESSÃO (PRINTER SERVER) Este capítulo trata basicamente da configuração do sistema de impressão do W2k, e suas respectivas possibilidades, tais como configuração de uma impressora local até um servidor de impressão para a rede de computadores. A utilização de um servidor de impressão é muito bem aceita nas redes corporativas e domésticas, devido ao fato de que com apenas uma única impressora todos os equipamentos configurados podem acessar a impressora e imprimirem seus respectivos documentos. Como recurso adicional um servidor bem configurado pode controlar listas de acesso, prioridade no atendimento entre outras configurações que veremos no decorrer do capítulo. Dica: Se você, no perfil de Consultor de TI,, for indicar uma impressora ou multifuncional para a empresa ou rede doméstica, não esqueça de verificar o volume diário de impressão, necessidade de velocidade de impressão, assim você deve escolher a melhor marca e modelo na relação custo benefício para a rede. Terminologia Antes de iniciarmos, vamos deixar claro alguns termos, são eles: Print device ou dispositivo de impressão é o hardware para onde é direcionado a impressão. Está conectado ao servidor de impressão por cabo direto ou sobre a rede. Ex: Epson LX 300, HP 820cxi,... Print server é o computador que gerencia a impressão na rede. Um print server pode ser dedicado ou apenas um processo a mais em um computador que desempenha outros processos. Print driver é o software utilizado por um computador para conectar-se às impressoras ou plotters. Ele traduz a informação antes de enviar, para que a impressora possa entender. Print ou impressora é o interface software entre o documento e o dispositivo de impressão. Este é o termo usado para objetos que são criados no servidor e nas estações, nela temos acesso a configuração e a fila de impressão. 6.1 Servidor dedicado x não dedicado A opção por um servidor dedicado é recomendado para um número pequeno de estações e impressoras e numa pequena região geográfica. Outro fator é que o alto número de impressoras e ou impressões influem drasticamente na performance do servidor, ocasionando lentidão em outros processos do servidor. Esta terminologia pode gerar alguma confusão. Da perspectiva, de uma estação um objeto impressora pode ser criado localmente, na rede ou remotamente. Uma impressora local é conectada diretamente a estação, já uma impressora de rede é localizada no servidor de impressão. 11

12 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo Da perspectiva do servidor, um objeto impressora pode ser criado localmente onde o servidor de impressão controla diretamente o acesso ao dispositivo de impressão ou remota, onde o servidor repassa a impressão para uma impressora em outro servidor. A confusão inicia quando uma impressora local é instalada no servidor de impressão. Uma impressora local pode ser um dispositivo de impressão conectado diretamente a impressora por meio de cabo paralelo, serial, usb,... ou um dispositivo de impressão de rede conectado diretamente a rede. A distinção é que uma impressora local no servidor de impressão tem controle direto sobre o dispositivo de impressão, sendo este, conectado diretamente ou a rede. Uma impressora remota é um objeto de impressão de um outro servidor de impressão. 6.2 Instalando uma impressora local Siga os passos para instalar uma impressora conectada diretamente ao servidor de impressão: 1) Primeiro devemos acessar o menu de impressoras: 2) Logo após clique duas vezes no item abaixo: 3) No assistente de instalação, clique no botão avançar. Na tela seguinte do assistente marque a opção impressora local: O W2k tem uma boa ferramenta de detecção plug and play para impressoras, por isso, você pode deixar a opção marcada, mas se preferir ou estiver com os discos de instalação de sua impressora a mão, você poderá desmarcar a opção: 12

13 Redes I 4) Caso o Assistente do W2k Plug and Play não detecte automaticamente a sua impressora, você deverá seguir a instalação dos dispositivos de forma manual seguindo a tela baixo, onde você deve selecionar a porta de conexão com a sua impressora: 5) Basta agora selecionar qual o fabricante da sua impressora que no exemplo será uma HP, e logo após, o modelo que no exemplo será HP Laserjet 4, caso não tenha na lista o seu modelo selecione a opção com disco e insira o disco de sua impressora: 13

14 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 6) Bem, agora devemos definir qual o nome da impressora, isso facilita na hora de compartilhar a mesma, ou se temos outra impressoras na máquina local. Também defina se ela será a impressora padrão ou não: 7) Nesta hora você já poderá definir se a sua impressora será de uso exclusivo local ou de uso geral (Impressora de Rede). Seguindo a lógica de estarmos configurando um servidor de impressão, vamos definir a impressora como compartilhada: 14

15 Redes I 8) Agora, definimos o local e a descrição da impressora para facilitar seu gerenciamento posterior: 9) Bem, podemos imprimir uma página teste para verificar se ocorreu tudo certo no processo de instalação da impressora: 10) Bem, com isso o processo de instalação da impressora foi concluído: 15

16 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 11) Agora, se necessário podemos definir segurança ao nosso dispositivo, clicando com botão direito e selecionado o menu propriedades: 12) Acesse agora a guia segurança. Nesse local, podemos definir quem é o proprietário, quem pode imprimir, gerenciar a impressora e gerenciar documentos na fila de impressão: 16

17 Acessando esse menu, temos condições de configurar nossos serviços de rede como : Administração do servidor de Telnet; Administração das extensões de servidor; Configurar o servidor; Desempenho; Diretivas de segurança local; Fonte de dados (ODBC); Gerenciamento do Internet Services; Gerenciamento do computador; Licenciamento; ( Uma dor de cabeça, Seja Free seja Linux ) Roteamento e acesso Remoto; Serviços; Sistema de arquivos distribuídos; Visualizar Eventos Redes I 7 CONFIGURAR O SERVIDOR Aqui é fácil de configurar os serviços de rede, pois vamos seguir uma boa ferramenta do Windows 2000, um wizard para configurar diversos itens de rede. 1) Na tela inicial você deve escolher qual a melhor opção. Em nosso exemplo, vamos selecionar a 1º opção: 17

18 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 2) Bem, se certifique que nenhum outro servidor esteja ligado, pois isso pode provocar conflitos em sua rede. Esses serviços como Active Directory, DHCP e DNS com muita sorte o wizard deve configurar corretamente: 3) Preencha os campos conforme o modelo, defina o nome do seu domínio, o nome do domínio registrado na web, se existir. 18

19 4) Clique em avançar e pronto. Se o wizard não configurar, prepare-se para configurar sozinho: Redes I 7.1 Servidor de Redes Bem, vamos utilizar o wizard para configurar nosso servidor de rede. Para isso selecione na tela principal do wizard o item REDE e logo após Identificação de rede, como mostra a figura abaixo: Na tela a seguir, devemos definir o nome do computador e o grupo de trabalho, caso ela faça parte de um domínio, devemos colocar o nome do mesmo: 19

20 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 7.2 Servidor de Arquivos Esse é um dos serviços mais clássicos de qualquer rede existente, o famoso compartilhamento de arquivos. Não há muito que se preocupar para configurar esse serviço, pois é um serviço rápido, e fácil de ser implementado. Para configura-lo, vamos utilizar o wizard, pois para o serviço de compartilhamento de arquivos ele funciona bem. 1) Clique no item iniciar o assistente de pastas compartilhadas: 20

21 Redes I 2) Se você já souber o caminho da pasta a ser compartilhada digite-o, caso contrário, selecione o botão procurar para localiza-lo: 3) No campo nome do compartilhamento, coloque o nome que será visualizado pelos computadores da rede. No campo descrição, defina em poucas palavras o compartilhamento: 4) Selecione a opção desejada com relação às permissões. Em nosso exemplo, vamos selecionar a opção Personalizar: 21

22 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 5) Nessa tela podemos definir quais são os usuários que podem acessar o compartilhamento, e ainda, podemos definir o tipo de acesso: 6) Vamos selecionar a usuária Ana para definirmos um acesso especial: 22

23 7) Esse será o nosso resultado: Redes I 7.3 Servidor DHCP Esse serviço facilita a administração de endereçamento IP das máquinas da rede (estações de trabalho), pois o endereçamento que elas vão receber é dinâmico, ou seja, o administrador de rede não vai interagir nesse processo, apenas o servidor de rede configurado com a função de DHCP SERVER. DHCP significa Dynamic Hosts Configuration Protocol, ou seja, Protocolo de Configuração Dinâmica dos Hosts. Esse serviço envia todas as informações necessárias configuradas para passá-las para os hosts clients da nossa rede tais como : IP Máscara Gateway DNS Isso elimina problemas de alterações de IP na rede, conflitos de endereçamento entre outros fatores que podem desenvolver instabilidade no sistema de rede. Uma dica importante é restringir o acesso do usuário comum as configurações de rede, assim, as máquinas sempre utilizarão o IP designado pelo servidor. O DHCP reduz a complexisdade do trabalho administrativo usando configuração automaita pa TCP/IP Configuração do TCP/IP Os endereços IP são configurados manualmente em cada computador Possiblidade de configurações incoretas ou invãlidas Configurações incoretas podem causar falha na comunicação Sobrecarga administrativa em redes onde os computadores são móveis Utilizando o Wizard do DHCP fica simples a sua configuração. Configuração automática do TCP/IP Os endereços IP são alocados automaticamente nos computadores Garantia de que os computadores estarão configurados corretamente As configurções nos computares são atualizados automaticamente quando algo é alterado Elimina a origm de problemas na rede Na tela abaixo temos informações sobre os itens que deveremos configurar, tais como, escopo, endereço IP. 23

24 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 1) Selecione a opção abrir: 2) Clique no menu Ação e na opção Adicionar Servidor: 3) Uma dica: Se você está configurando o servidor local, pode colocar o endereço ou se preferir, o próprio IP da sua máquina (seu servidor). 24

25 Redes I 4) Clique com o botão direito no servidor que apareceu, e selecione o menu Novo Escopo : 5) Abrirá o assistente. 6) Nos campos abaixo preencha as informações de acordo com o seu projeto de rede. 25

26 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 7) Bem, agora você deve colocar o 1º endereço a ser distribuído na rede pelo servidor e o ultimo endereço a ser distribuído na rede. No combo Box comprimento você deve definir a máscara na forma de bits, ou se preferir, digite a máscara direto no campo Máscara de sub-rede. 8) Nessa parte da configuração, podemos definir qual IP o servidor não passará para a rede. 26

27 9) Bem, agora podemos definir o tempo de concessão dos IP S. Redes I 10) Agora basta configurar o DHCP para o escopo criado. 11) Na tela abaixo, coloque o endereço do gateway de sua rede se existir um. 27

28 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 12) Coloque agora o nome do seu domínio de rede e o IP do servidor DNS interno, se existir um. 13) Existindo um servidor WINS, preencha o seu endereço. 14) Agora ative o Escopo. 28

29 Redes I 15) O servidor está pronto. 16) Agora, basta navegar pelas opções se necessitar revisá-las ou alterá-las. 29

30 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 8 SERVIDOR DNS Esse é um item muito importante para o gerenciamento dos hosts da rede, pois através desse recurso podemos definir o mapeamento de Ips para os Hosts de nossa rede.isso significa que podemos manter um maior controle sobre os equipamentos da nossa rede. Em segundo plano, pensando em nossa conexão com a internet não, ficamos dependendo do DNS do provedor de acesso, pois se o mesmo cair, parar de responder, ao invés de ficarmos incomunicáveis com o mundo externo o nosso servidor interno estará funcionando, logo, a rede continua online. Bem, DNS em resumo é o servidor de nome de domínios, sem ele não acessaríamos os sites por suas marcas como www. terra.com.br, mas sim, pelo seu endereço IP como

31 Redes I 8.1 Configurando DNS no W2k 1) Bem, primeiro podemos acessar o utilitário de configuração ( wizard ) para facilitar: Nesse ponto, não esqueça de ter o cd de instalação do Windows ou os arquivos copiados no Hard Disk. 2) Após a instalação dos arquivos necessários, chegaremos a tela do DNS. Caso já esteja instalado, você pode acessar esse configuração através do menu iniciar -> programas -> ferramentas administrativas -> DNS. 31

32 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 3) Clique em Server e selecione a opção configurar servidor. 32

33 Redes I 4) Aparecerá o wizard de configuração. Isso ajudará bastante no processo. 5) Bem, se for seu primeiro domínio como em nosso exemplo, marque a primeira opção, se for seu segundo servidor, logo marque a segunda. 33

34 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 6) Marque a opção de criar uma zona de pesquisa direta para criação da base de dados do domínio: 34

35 Redes I 7) Como é o nosso primeiro servidor podemos marcar a opção Primária padrão, caso contrário, podemos marcas a segunda opção, ultima opção parar aliviar a sobrecarga no servidor principal. 8) No campo NOME, digite o nome de seu domínio, como mostra a figura abaixo: 9) Podemos agora definir o nome do arquivo responsável por essa zona, caso contrário, marque a opção abaixo e utilize um arquivo existente. 35

36 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 10) Agora, vamos criar a zona de pesquisa inversa, a qual fará a resolução inversa no domínio, ou seja, de IP para NOME. 36

37 Redes I 11) Igual o caso anterior, podemos marcar primária padrão, ou secundária padrão para equilibrar o volume do domínio. 12) Devemos agora definir a nomenclatura da REDE como no exemplo abaixo, ou por nome: 13) Bem, agora passamos a parte de definir o nome do arquivo de zona reversa. 37

38 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 14) Ok! Agora confira as configurações. 15) Bem, agora procure a zona de pesquisa direta com o nome do seu domínio, e seleciona a opção Novo host. 38

39 16) Agora, entre com o cadastro das máquinas da sua rede. Redes I 17) Verifique se foi criado com sucesso o seu cadastro. 18) Verifique se o cadastro de sua máquina foi registrado na zona reversa. 39

40 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo 8.2 Tipos de consultas DNS Local Consulta Remota Dicas : Impedindo o acesso ao Messenger Todos gostam de usar o Windows/MSN Messenger pela sua praticidade e facilidade de uso, mas em algumas empresas o seu uso é restrito ou impedido. Como um administrador de redes pode fazer isso de maneira simples e rápida? Uma das soluções, é impedir o acesso aos endereços utilizados para fazer o login do Messenger, fazendo com que este, não consiga se conectar a rede. Faça o seguinte: 1. Localize o arquivo HOSTS do computador que você deseja bloquear o acesso do Messenger (este arquivo está usualmente em \Windows\System32\drivers\etc) 2. Utilizando o Bloco de Notas, edite o arquivo HOSTS (que não tem extensão) 3. Abaixo de localhost, adicione as seguintes linhas: gtwy.messenger.hotmail.com gateway.messenger.hotmail.com messenger.hotmail.com 40

41 login.passport.net svcs.microsoft.com 4. Salve o arquivo e a partir de agora o Messenger, não conseguirá mais efetuar o login. Redes I Dica importante: muitos worms, spywares e adwares criam linhas adicionais no arquivo HOSTS, impedindo o acesso a sites de antivirus, updates e outros. Com isso, DESCONFIE se há linhas adicionais além da localhos,,pois isso, pode ser um sinal que o seu computador está infectado. Fechando as portas do seu Windows 2000 Um bom programa de Firewall garante um nível extra de segurança para qualquer sistema.afinal, mesmo que um servidor qualquer esteja habilitado, se ninguém conseguir enxergar sua máquina na Web, ou todas as tentativas de conexão forem barradas pelo firewall, ninguém poderá fazer nada. A idéia é dar dicas de como tornar o seu Windows 2000, tanto Professional quanto Server um sistema mais seguro. Com estes cuidados, mesmo alguém experiente, terá grandes dificuldades em fazer qualquer coisa, mesmo sem um firewall ativo. Claro que estes cuidados não dispensam a dupla antivírus e firewall, mas aumentarão bastante a segurança do seu sistema. Hoje em dia, existem vários bons programas gratuitos, você pode usar, por exemplo, o Free-AV e o Zone Alarm que estão disponíveis em sites de download, ambos são excelentes programas, além de gratuitos. Iniciando Parece incrível, mas mesmo hoje em dia, muita gente ainda esquece o compartilhamento de arquivos e impressoras habilitado. Isto é uma falha de segurança incrível, mesmo que todos os compartilhamentos estejam protegidos por senha. Já existem cracks que permitem quebrar as senhas de compartilhamento rapidamente. Mesmo que você tenha uma rede doméstica e precise manter estes recursos ativos na rede interna, não existe desculpa para mantê-los ativos também na conexão com a Internet. No Windows 2000, as conexões aparecem como ícones separados na pasta Conexões dial-up e de rede, dentro do painel de controle. Você pode configurar as conexões de forma independente, deixando o compartilhamento de arquivos, cliente para redes Microsoft, etc. habilitados para a rede doméstica e desabilitar tudo, com exceção do TCP/IP na conexão com a Internet. Outra coisa básica é o problema dos vírus e trojans, que chegam ataxados, sobretudo nos s. A proteção neste caso é um pouco de cultura, dicas manjadas como não abrir arquivos ataxados com extensões suspeitas (.vbs,.exe, etc.) e manter um antivírus atualizado. Note que mesmo um antivírus atualizado todo mês ou toda semana não é uma proteção 100% 41

42 Escola Alcides Maya - Segundo Módulo eficaz, pois os vírus mais perigosos costumam ser os mais recentes, que se espalham em questão de horas, antes de qualquer desenvolvedor de anti-virus conseguir desenvolver uma vacina. Outros vilões são os arquivos.doc. Eu simplesmente não abro arquivos.doc que recebo por no Word. Ou simplesmente deleto, ou caso seja algo importante, os abro no Wordpad, que não executa vírus de macro. Quando for enviar um texto para alguém, salve-o em html ou então em.rtf, que são formatos de arquivos que qualquer um poderá abrir sem susto. TCP/IP Dicas muito úteis Na janela de propriedades da sua conexão com a Internet, a mesma da figura anterior, selecione o protocolo TCP/IP e clique em propriedades e em seguida no botão avançado Aqui estão algumas configurações importantes do TCP/IP, que muitos não conhecem. Comece abrindo a aba Wins. Desative as opções Ativar exame de LMHosts (a menos que você vá precisar deste recurso, claro) e, o mais importante, marque a opção desativar netbios sobre TCP/IP que vem ativada por default. O recurso de NetBios sobre TCP/IP permite localizar compartilhamentos de arquivos e impressoras disponíveis na máquina. Isto significa que o seu Windows responderá se existem compartilhamentos ativos na sua máquina para qualquer um que perguntar. Caso você não tenha esquecido nenhum compartilhamento habilitado, não existe um grande risco, pois o Windows responderá apenas que não existe nenhum compartilhamento habilitado, mas, caso você tenha esquecido algum compartilhamento ativo, pode ter certeza que com o Netbios habilitado, qualquer um com um mínimo de disposição poderá acessálo, mesmo que esteja protegido por senha. Bastará dar um Netstat, ou usar um port scanner qualquer e, em seguida, usar uma das já manjadas ferramentas para quebrar a senha do compartilhamento. É melhor não facilitar. Na aba de opções existe uma outra configuração interessante. Clique em segurança de IP e em propriedades. Marque a opção ativar esta diretiva se segurança IP e escolha a opção Cliente (responder somente). Esta opção serve apenas para máquinas usadas para acessar a Net, não para servidores, naturalmente. 42

43 8.3 Contas Redes I Terminada a configuração dentro do protocolo TCP/IP, vamos para outra medida de segurança igualmente importante. Abra o painel de controle > Usuários e senhas. O Windows, por default, cria compartilhamentos administrativos de todas as suas unidades de disco. Estes compartilhamentos podem ser acessados remotamente apenas pelo administrador. O problema é que a conta administrador é padrão em todas as máquinas com o Win 2K, isto significa que se alguém souber seu IP e sua senha de administrador, que você configurou durante a instalação do Windows (e que provavelmente usa como login :-) poderá, com a ferramenta adequada, ter acesso a todos os seus arquivos. Para eliminar esta possibilidade, em primeiro lugar crie uma senha de administrador decente, com pelo menos 8 caracteres. Feito isso, crie uma outra conta, com privilégios de administrador e passe a logar-se através dela. Renomeie a conta padrão de administrador. Dê outro nome qualquer, que não seja muito óbvio. Finalizando, aproveite para renomear também a conta convidado (guest nas versões em Inglês) que é outra conta padrão que pode ser usada para ter acesso (embora restrito) à sua máquina. Nas propriedades da conta você também pode desativá-la, se preferir. Pronto, agora, alguém que tente se logar na sua máquina, através da conta padrão de administrador, não achará a conta e mesmo que descubra qual foi o novo nome que deu para ela, não conseguirá nada, pois uma senha de 8 caracteres é impossível de ser quebrada por um ataque de força bruta. Uma possibilidade a menos. 8.4 Serviços Volte ao painel de controles e abra agora o ícone Ferramentas administrativas e em seguida Serviços. Aqui, podem ser configurados todos os serviços que rodarão na sua máquina. Alguns são vitais para o funcionamento do sistema, mas outros são um risco desnecessário em termos de segurança. No tutorial sobre como otimizar o Windows 2000 que havia publicado a algum tempo, citei alguns serviços que podem ser desabilitados para melhorar o desempenho do sistema, vou citar agora quais podem ser desabilitados para melhorar a segurança: Telnet : Que tal um serviço que permita qualquer um, que conheça a senha de qualquer uma das contas de usuário que criou no painel de controle > usuários e senhas possa conectar-se à sua máquina a partir de qualquer máquina conectada à Web? É exatamente isto que este serviço faz. Ele vem habilitado por default no Windows 2000 Server, e é um grande risco de segurança, principalmente por que recentemente foi descoberto um bug neste serviço que permite conectar-se mesmo sem saber a senha. A menos que pretenda usar este recurso, desative este serviço. Compartilhamento remoto da área de trabalho : Permite compartilhar sua área de trabalho através do netmeeting. Se você não usa o netmeeting, ou o usa, mas não pretende dar este tipo de liberdade a nenhum dos seus amigos, desabilite este serviço também. True Vector Internet Monitor : Você pode manter este serviço habilitado caso deseje um log de todas as tentativas de conexão não autorizadas ao se sistema. Área de armazenamento : Este serviço permite que o que for armazenado no clipboard da sua maquina (ctrl + v) possa ser visualizado remotamente. Não chega a ser um grande risco, mas pelo sim e pelo não, é melhor desabilitar este recurso caso não pretenda usá-lo. Serviço Auxiliar Netbios sobre TCP/IP : Você vai precisar deste serviço para compartilhar arquivos e impressoras com outros micros da sua rede doméstica. Mas, por precaução, mantenha o tipo de inicialização deste serviço em Manual, assim, ele só será habilitado quando for necessário. 43

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 ÍNDICE 1. Considerações...3 2. Introdução...3 3. Arquitetura...3 3.1. Topologia Básica...4 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 3.3. Sistemas Operacionais...5 4. Configurações Necessárias...6 4.1. Nas

Leia mais

Como instalar Windows XP

Como instalar Windows XP Como instalar Windows XP 1 Como instalar Windows XP Existem 2 opções para instalar XP: Opção A: para micro novo sem Sistema Operacional instalado (Exemplo de sistema operacional:windows 98, Windows 2000,

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

Procedimentos de Instalação da Impressora HP LaserJet 2015dn ( via cabo de rede )

Procedimentos de Instalação da Impressora HP LaserJet 2015dn ( via cabo de rede ) Procedimentos de Instalação da Impressora HP LaserJet 2015dn ( via cabo de rede ) Para que a instalação e configuração sejam executadas o usuário deverá ter permissões de usuário Administrador. Não é necessário

Leia mais

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM Manual SRM 1 Índice 1. Requerimentos Técnicos para Utilização do Sistema... 4 1.1 Hardware... 4 1.2 Software... 5 1.3 Conexão à Internet... 9 2. Desabilitação do Bloqueio Automático de Pop-ups...10 3.

Leia mais

Winco VPN - SSL Manual do Usuário

Winco VPN - SSL Manual do Usuário Winco VPN - SSL Manual do Usuário 1 1. Introdução...3 1.1. Características Técnicas...3 1.2. Vantagens da Winco VPN - SSL...4 2. Requisitos de Instalação...5 2.1. Sistemas Operacionais com suporte...5

Leia mais

SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2

SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2 SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2 1.1 Introdução... 2 1.2 Montando Redes Ponto-a-Ponto... 3 1.2.1 Parte lógica... 3 1.2.2 Escolhendo o sistema operacional... 3 1.2.3 Instalação

Leia mais

Tutorial feito por Michell MGS TI Ensinando e Aprendendo (O Dia de amanhã a Deus pertence).

Tutorial feito por Michell MGS TI Ensinando e Aprendendo (O Dia de amanhã a Deus pertence). 1 - Instalando o Windows Server 2003 Enterprise Edition R1 e R2. 2 - Criando um nome para o Servidor. 3 - Adicionando IP fixo ao servidor. 1 - Insira o CD do Windows Server 2003 no drive de CD ROM e siga

Leia mais

SUMÁRIO 1. AULA 9 INTRODUÇÃO À REDES CLIENTE SERVIDOR... 2

SUMÁRIO 1. AULA 9 INTRODUÇÃO À REDES CLIENTE SERVIDOR... 2 SUMÁRIO 1. AULA 9 INTRODUÇÃO À REDES CLIENTE SERVIDOR... 2 1.1 Introdução... 2 1.2 Escolhendo a edição do Sistema Operacional... 3 1.3 Requisitos mínimos do Sistema... 4 1.4 Instalação do Sistema... 5

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7

Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7 Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7 Para criar um grupo doméstico e compartilhar arquivos é necessário que tenhamos pelo menos dois computadores ligados entre si (em

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS IsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, graduado em Tecnologia em Segurança da Informação

Leia mais

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB.

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-300U deve ser conectado via cabo

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

ETEC Campo Limpo AULA 07. 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

ETEC Campo Limpo AULA 07. 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA AULA 07 1. Interpretando informações do UTILITÁRIO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA O Utilitário de configuração do sistema, o famoso "msconfig" está disponível nas versões recentes do Windows. Para abrir o

Leia mais

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Requisitos mínimos de Hardware: Pentium 3 de 500 mhz ou Celeron de 700 mhz ou superior 128 MB de RAM 100 MB livres no disco rígido Requisitos de Software:

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB.

O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB. O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-301U deve ser conectado via cabo

Leia mais

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series Bem-vindo 2013 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Conexões e Protocolo Internet (TCP/IP)

Conexões e Protocolo Internet (TCP/IP) "Visão geral da configuração da rede" na página 3-2 "Escolhendo um método de conexão" na página 3-3 "Conectando via Ethernet (recomendado)" na página 3-3 "Conectando via USB" na página 3-4 "Configurando

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. LSoft Ponto Eletrônico

MANUAL DE INSTALAÇÃO. LSoft Ponto Eletrônico MANUAL DE INSTALAÇÃO LSoft Ponto Eletrônico SUPORTE TÉCNICO AO USUÁRIO: Atendimento On-line: www.lsoft.com.br E-Mail: suporte@lsoft.com.br (37) 3237-8900 Versão 1.0-2014. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Compartilhar a conexão no Windows XP

Compartilhar a conexão no Windows XP Compartilhar a conexão no Windows XP Os passos para compartilhar a conexão no XP são quase idênticos aos do Windows 2000. Depois de instalar a segunda placa de rede, que será detectada automaticamente

Leia mais

1. Considerações... 3. 2. Introdução... 3. 3. Configurações necessárias... 3. 3.1. Configurações no Ambiente de rede do Windows...

1. Considerações... 3. 2. Introdução... 3. 3. Configurações necessárias... 3. 3.1. Configurações no Ambiente de rede do Windows... 1 ÍNDICE 1. Considerações... 3 2. Introdução... 3 3. Configurações necessárias... 3 3.1. Configurações no Ambiente de rede do Windows... 3 3.2. Configuração do Internet Explorer... 4 3.3. Software gerenciador

Leia mais

Manual para conexão e utilização do VETORH (Sistema de Recursos Humanos) via acesso ao terminal remoto

Manual para conexão e utilização do VETORH (Sistema de Recursos Humanos) via acesso ao terminal remoto Manual para conexão e utilização do VETORH (Sistema de Recursos Humanos) via acesso ao terminal remoto Objetivo: Fornecer informações técnicas necessárias aos administradores e helpdesk dos usuários do

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS Servidor: O servidor é todo computador no qual um banco de dados ou um programa (aplicação) está instalado e será COMPARTILHADO para outros computadores,

Leia mais

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema...

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... 3 1.1 Console de Administração Small Office... 3 1.2 Gerenciamento

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático Virtual Box Instalação do Virtual Box Instalação do Extension Pack Criando uma Máquina Virtual Instalando o Windows

Leia mais

Instalação ou atualização do software do sistema do Fiery

Instalação ou atualização do software do sistema do Fiery Instalação ou atualização do software do sistema do Fiery Este documento explica como instalar ou atualizar o software do sistema no Fiery Network Controller para DocuColor 240/250. NOTA: O termo Fiery

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a copiadora-impressora Xerox D110-125. Bem-vindo

Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a copiadora-impressora Xerox D110-125. Bem-vindo Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a copiadora-impressora Xerox D110-125 Bem-vindo 2012 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

Como instalar uma impressora?

Como instalar uma impressora? Como instalar uma impressora? Antes de utilizar uma impressora para imprimir seus documentos, arquivos, fotos, etc. é necessário instalá-la e configurá-la no computador. Na instalação o computador se prepara

Leia mais

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Use esta lista de verificação para ter certeza de que você está aproveitando todas as formas oferecidas pelo Windows para ajudar a manter o seu

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Objetivos: Explorar as configurações para replicação de domínios com Active Directory; Configurar os serviços DHCP e WINS em servidores Windows; Ferramentas

Leia mais

Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a DocuColor 8080 Digital Press. Bem-vindo

Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a DocuColor 8080 Digital Press. Bem-vindo Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a DocuColor 8080 Digital Press Bem-vindo 2011 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE CONFIGURAÇÃO DO AD, DNS E DHCP COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Tutorial 02 Promovendo o Windows 2000/2003 Server a um Controlador de Domínio

Tutorial 02 Promovendo o Windows 2000/2003 Server a um Controlador de Domínio Tutorial 02 Promovendo o Windows 2000/2003 Server a um Controlador de Domínio Muitos tutoriais iniciam a explicação do processo em uma fase adiantada, ou seja, considerando que o leitor já sabe algumas

Leia mais

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Um guia para pequenas empresas Conteúdo Seção 1: Introdução ao Modo Windows XP para Windows 7 2 Seção 2: Introdução ao Modo Windows XP 4 Seção 3: Usando

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

guia do usuário instalação do aparelho configuração do computador ativação do serviço efetuando ligações

guia do usuário instalação do aparelho configuração do computador ativação do serviço efetuando ligações guia do usuário instalação do aparelho ativação do serviço efetuando ligações instalação do aparelho montagem inicial 1. Retire o cabo da internet ligado ao seu computador e ligue à porta WAN do aparelho

Leia mais

SCPIWeb. SCPIWebDespRec Aplicação Web para Consulta de Despesas e Receitas ( Lei Complementar nº 131 de 27 Maio de 2009 )

SCPIWeb. SCPIWebDespRec Aplicação Web para Consulta de Despesas e Receitas ( Lei Complementar nº 131 de 27 Maio de 2009 ) 2010 SCPIWebDespRec Aplicação Web para Consulta de Despesas e Receitas ( Lei Complementar nº 131 de 27 Maio de 2009 ) SCPIWebCotacao Aplicação Web para Cotação de Preços via Internet Resumo de Instruções

Leia mais

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL Documento: Tutorial Autor: Iuri Sonego Cardoso Data: 27/05/2005 E-mail: iuri@scripthome.cjb.net Home Page: http://www.scripthome.cjb.net ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

Leia mais

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Impressão

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Impressão Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series Impressão 2013 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

O serviço de Gateway Remoto é instalado em um computador, onde um ou diversos rádios móveis Hytera podem ser conectados via cabo USB e áudio.

O serviço de Gateway Remoto é instalado em um computador, onde um ou diversos rádios móveis Hytera podem ser conectados via cabo USB e áudio. Visão Geral O Gateway Remoto Hytracks tem por objetivo atuar como uma extensão do Servidor principal, visando atender regiões muito distantes do servidor através de um link IP. O serviço de Gateway Remoto

Leia mais

2 de maio de 2014. Remote Scan

2 de maio de 2014. Remote Scan 2 de maio de 2014 Remote Scan 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. Conteúdo 3 Conteúdo...5 Acesso ao...5

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Guia: Manual de instalação do Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Data do Documento: novembro de 2012 1 Conteúdo 1. Sobre este manual... 3 2. Requisitos de Sistema...

Leia mais

AVG File Server. Manual do Usuário. Revisão do documento 2013.07 (03/12/2013)

AVG File Server. Manual do Usuário. Revisão do documento 2013.07 (03/12/2013) AVG File Server Manual do Usuário Revisão do documento 2013.07 (03/12/2013) Copyright AVG Technologies CZ, s.r.o. Todos os direitos reservados. Todas as outras marcas comerciais pertencem a seus respectivos

Leia mais

AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX

AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX 1 Sumário Tutorial VirtualBox - Configurações e Utilização... 3 Requisitos Mínimos... 3 Compatibilidade... 3 Download... 3 Instalação do VirtualBox... 4 Criando a Máquina Virtual

Leia mais

GABARITO - B. manuel@carioca.br

GABARITO - B. manuel@carioca.br NOÇÕES DE INFORMÁTICA EDITORA FERREIRA PROVA MPRJ -TÉCNICO ADMINISTRATIVO - TADM NCE-UFRJ CORREÇÃO - GABARITO COMENTADO Considere que as questões a seguir referem-se a computadores com uma instalação padrão

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Bem-vindo

Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS. Bem-vindo Fiery Network Controller para DocuColor 250/240 SERVER & CONTROLLER SOLUTIONS Bem-vindo 2005 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual de Instalação INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE PROGRAMAS

Manual de Instalação INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE PROGRAMAS Manual de Instalação INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE PROGRAMAS Lista de Programas - Java versão 6.0 ou superior JDK (Java Development Kit) /Setups/java/jdk-6u3-windows-i586-p O JDK já vem com o JRE (Java

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

Bem-vindo. Fiery Network Controller para DocuColor 240/250

Bem-vindo. Fiery Network Controller para DocuColor 240/250 Fiery Network Controller para DocuColor 240/250 Bem-vindo Neste documento, referências à DocuColor 242/252/260 devem ser referências à DocuColor 240/250. 2007 Electronics for Imaging, Inc. As informações

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

Fiery Network Controller para a série WorkCentre 7700. Bem-vindo

Fiery Network Controller para a série WorkCentre 7700. Bem-vindo Fiery Network Controller para a série WorkCentre 7700 Bem-vindo 2009 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a 770 Digital Color Press. Bem-vindo

Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a 770 Digital Color Press. Bem-vindo Xerox EX Print Server, Powered by Fiery, para a 770 Digital Color Press Bem-vindo 2012 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7500 Series. Bem-vindo

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7500 Series. Bem-vindo Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7500 Series Bem-vindo 2010 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

Para montar sua própria rede sem fio você precisará dos seguintes itens:

Para montar sua própria rede sem fio você precisará dos seguintes itens: Introdução: Muita gente não sabe que com o Windows XP ou o Windows Vista é possível montar uma rede sem fio em casa ou no escritório sem usar um roteador de banda larga ou um ponto de acesso (access point),

Leia mais

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração Personata Recorder Manual de Instalação e Configuração Julho / 2013 1 Índice 1- Pré-requisitos......3 2 Verificação do Hardware......3 3 Instalação......5 4 Configuração Inicial......8 4.1 Localização......8

Leia mais

[Manual de Instalación]

[Manual de Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] INTRODUÇÃO Bem-vindo no novo sistema de apoio de controle total de impressões dentro da sua empresa, desenvolvido pelo equipo de trabalho

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões:

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões: Introdução Este é um tutorial de como Instalar o Windows Server 2003, este é o primeiro de alguns tutoriais que farei para ambientes de servidores Windows. A instalação do Windows Server 2003 segue o mesmo

Leia mais

Alterando as opções de pastas do windows 2003 server

Alterando as opções de pastas do windows 2003 server Alterando as opções de pastas do windows 2003 server Acesse o guia visualizar. Altere as opções nesta tela conforme a tabela representada em seguida. Em um dos itens, surgirá um aviso, clique em Sim. Configurações

Leia mais

Como montar uma rede Wireless

Como montar uma rede Wireless Como montar uma rede Wireless Autor: Cristiane S. Carlos 1 2 Como Montar uma Rede Sem Fio sem Usar um Roteador de Banda Larga Introdução Muita gente não sabe que com o Windows XP ou o Windows Vista é possível

Leia mais

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows Guia do Usuário Serviço de Atendimento ao Cliente/ Suporte Técnico Site: http://www.laplink.com/index.php/por/contact E-mail:

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Instalação Cliente Notes 6.5

Instalação Cliente Notes 6.5 Instalação Cliente Notes 6.5 1/1 Instalação Cliente Notes 6.5 LCC.008.2005 Versão 1.0 Versão Autor ou Responsável Data 1.0 Fabiana J. Santos 18/11/2005 RESUMO Este documento apresenta um roteiro de instalação

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

Instalar o MarkVision

Instalar o MarkVision Instalando o 1 contas O apresenta diversos componentes instaláveis: Aplicativo - Instala o Utilitário Printer Management. Este aplicativo requer que o Servidor do esteja disponível na rede. Servidor do

Leia mais