As Humanidades em face das Ciências; as Poéticas em face dos Métodos: provocações e desafios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As Humanidades em face das Ciências; as Poéticas em face dos Métodos: provocações e desafios"

Transcrição

1 As Humanidades em face das Ciências; as Poéticas em face dos Métodos: provocações e desafios Ludmila Brandão Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea ECCO/UFMT

2 Prefiro as máquinas que servem para não funcionar: quando cheias de areia de formiga e musgo elas podem um dia milagrar de flores. Manoel de Barros

3 A ciência na condição pós-moderna Jean-François Lyotard As mutações nos jogos da ciência: 1. O descrédito dos metarelatos 2. A legitimação pela performance

4 Os jogos de linguagem científica vão tornar-se jogos de ricos, onde os mais ricos têm chances de ter razão. Traça-se uma equação entre riqueza, eficiência, verdade. (...) É neste momento preciso que a ciência torna-se uma força de produção, isto é, um momento na circulação do capital (Lyotard).

5 O contraponto da paralogia e a produção do novo Que ciência pode renovar-se se não à custa da ruptura com seus próprios paradigmas, teóricos ou metodológicos, para avançar de modo titubeante, ou mesmo às cegas, sobre terreno desconhecido?

6 As Humanidades em face das Ciências Diferença de grau ou de natureza? GRAU: mais ou menos rigorosa; mais ou menos objetiva; mais ou menos eficiente. NATUREZA: modos distintos de pensar, pesquisar, produzir e difundir conhecimento.

7 Uma diferença radical: o caso do texto Texto comunicativo-informativo Texto escritura como laboratório de pensamento Não se escreve apenas o que já se sabe, o que já se pensou, mas se escreve para saber, para pensar.

8 A superioridade da performance das Ciências Trinta papers ou 4 artigos? Duas práticas distintas: 1) Nas Ciências, a tradição do compartilhamento da autoria por todos os membros de uma equipe mesmo quando alguns não estão diretamente implicados em todos os textos. 2) Nas Humanidades, o tabu da co-autoria e a escritura como laboratório de pensamento.

9 A virada interdisciplinar O modelo analítico do subdividir para conhecer Dantes os homens podiam facilmente dividir-se em ignorantes e sábios, em mais ou menos sábios ou mais ou menos ignorantes. Mas o especialista não pode ser subsumido por nenhuma destas duas categorias. Não é um sábio porque ignora formalmente tudo quanto não entra na sua especialidade; mas também não é um ignorante porque é "um homem de ciência" e conhece muito bem a pequeníssima parcela do universo em que trabalha. Teremos de dizer que é um sábio-ignorante - coisa extremamente grave pois significa que é um senhor que se comportará em todas as questões que ignora, não como um ignorante, mas com toda a petulância de quem, na sua especialidade, é um sábio (Ortega Y Gasset).

10 Ao despir-se da disciplina, o pesquisador da ciência ou das humanidades, elege o objeto como seu compromisso primeiro. É com ele que estabelece sua aliança e que somente por ele, recorrerá às disciplinas quando julgar necessário. A estas restará o papel de ferramentas, suficientemente importantes mas jamais acima dos objetos do mundo.

11 A interdisciplinaridade na pós-graduação brasileira Os documentos de Área Interdisciplinar (1998/2008) Interdisciplinaridade como síntese Área como incubadora Interdisciplinaridade apenas entre classes" distintas

12 O Documento de 2009: a virada Interdisciplinaridade entre saberes disciplinares e não disciplinares, entre novas formas de produção de conhecimento que tomam como objeto fenômenos que se colocam entre fronteiras disciplinares, quando a complexidade do problema requer diálogo entre e além das disciplinas (p.5).

13 O corolário do novo e disruptivo discurso do Documento de 2009 diz que essas novas formas de conhecimento: enriquecem e ampliam o campo da ciência moderna pela exigência de uma racionalidade mais ampla, que extrapola o pensamento estritamente disciplinar e sua metodologia de compartimentação e redução de objetos, como estratégia para a geração de conhecimentos (p.5). E, finalmente, arremata: Se o pensamento disciplinar, por um lado, confere avanços às ciências e tecnologias, por outro, os desdobramentos oriundos dos diversos campos do conhecimento são geradores de diferentes níveis de complexidade e requerem diálogos mais amplos, entre e além das disciplinas (p.5)

14 A novidade dos intersaberes e as poéticas em face dos métodos Contra o Método (homenagem a P. Feyerabend) Experiências heterodoxas de pesquisa: impossibilidade de repetição dos percursos não linearidade tempo ocioso acaso e a intuição as sucessivas modificações e reconfigurações do objeto, dos objetivos

15 Duas constatações a propósito do método nas Humanidades Primeiro: não estamos diante de métodos mas diante da impossibilidade do método nestas práticas de conhecimento. Segundo: há uma imensa proximidade entre esses relatos e o que se diz dos processos de criação artística cujos modos de fazer são chamados de poéticas. Portanto, a esses modos de fazer nos estudos em Humanidades quero chamar de POÉTICAS DE INVESTIGAÇÃO. Obrigada

Fundamentos epistemológicos para a pesquisa em Agroecologia. João Carlos Costa Gomes Embrapa Clima Temperado Pelotas, RS

Fundamentos epistemológicos para a pesquisa em Agroecologia. João Carlos Costa Gomes Embrapa Clima Temperado Pelotas, RS Fundamentos epistemológicos para a pesquisa em Agroecologia João Carlos Costa Gomes Embrapa Clima Temperado Pelotas, RS A pesquisa, como atividade organizada, pressupõe diferentes perspectivas e dimensões.

Leia mais

Presente em 20 estados Unidades próprias em Curitiba Sede Administrativa em Curitiba Parque Gráfico em Pinhais - Pr

Presente em 20 estados Unidades próprias em Curitiba Sede Administrativa em Curitiba Parque Gráfico em Pinhais - Pr Presente em 20 estados Unidades próprias em Curitiba Sede Administrativa em Curitiba Parque Gráfico em Pinhais - Pr Prof. Ms Márcia Terra Especialista em administração escolar, professora de educação básica

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES ICA/UFPA Mestrado & Doutorado DESENHO CURRICULAR PERCURSO ACADÊMICO SEMESTRE MESTRADO 24 créditos obrigatórios DOUTORADO 32 créditos obrigatórios 1º SEM Agosto-dezembro

Leia mais

ROTINAS E RUPTURAS. Pesquisa e Produção do Conhecimento no Contemporâneo. 22 e 23 de setembro de UFMT- Cuiabá

ROTINAS E RUPTURAS. Pesquisa e Produção do Conhecimento no Contemporâneo. 22 e 23 de setembro de UFMT- Cuiabá ROTINAS E RUPTURAS Pesquisa e Produção do Conhecimento no Contemporâneo 22 e 23 de setembro de 2011 UFMT- Cuiabá PPCC- Rotinas e Rupturas Dias 22 e 23 de setembro de 2011. Auditório do Instituto de Linguagens

Leia mais

Encontro Acadêmico Interdisciplinaridade e Inovação em Universidades de Excelência 15 de maio de 2017 Local: Instituto de Estudos Avançados

Encontro Acadêmico Interdisciplinaridade e Inovação em Universidades de Excelência 15 de maio de 2017 Local: Instituto de Estudos Avançados Encontro Acadêmico Interdisciplinaridade e Inovação em 15 de maio de 2017 Local: Grandes desafios do conhecimento do século XXI para a humanidade encontram-se nas interfaces entre disciplinas e demandam

Leia mais

Avaliação Capes, aprovação do doutorado (trechos parecer CAPES):

Avaliação Capes, aprovação do doutorado (trechos parecer CAPES): Avaliação Capes, aprovação do doutorado (trechos parecer CAPES): Os indicadores de produção de artigos são bons, com boa equivalência da produção distribuída da seguinte forma: A1: 4; A2: 7; B1: 26 (...)

Leia mais

Disciplina: Política e Meio Ambiente

Disciplina: Política e Meio Ambiente MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal do Amapá Mestrado em Políticas Públicas e Meio Ambiente Disciplina: Política e Meio Ambiente Ricardo Ângelo PEREIRA DE LIMA I A QUESTÃO AMBIENTAL E O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: a Literatura no Enem. Literatura Brasileira 3ª série EM Prof.: Flávia Guerra

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: a Literatura no Enem. Literatura Brasileira 3ª série EM Prof.: Flávia Guerra Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: a Literatura no Enem Literatura Brasileira 3ª série EM Prof.: Flávia Guerra Competência de área 4 Compreender a arte como saber cultural e estético gerador de significação

Leia mais

EXPERIMENTAÇÃO ORDEM: METODOLOGIA MERZ NA MÃO 1

EXPERIMENTAÇÃO ORDEM: METODOLOGIA MERZ NA MÃO 1 EXPERIMENTAÇÃO ORDEM: METODOLOGIA MERZ NA MÃO 1 Allex Rodrigo Medrado ARAÚJO allexmeteora@hotmail.com Mestrando em Cultura Visual UFG O caos é uma ordem por decifrar José Saramago. O homem duplicado. 2002,

Leia mais

Aula 1 ciência, ideologia e metodologia. Profa. Eliana Tadeu Terci

Aula 1 ciência, ideologia e metodologia. Profa. Eliana Tadeu Terci Aula 1 ciência, ideologia e metodologia Profa. Eliana Tadeu Terci Ciência e Ideologia pressuposto: a abordagem no campo científico deve levar em conta o conceito de ideologia como o homem explica o mundo?

Leia mais

OS DESAFIOS DA PESQUISA CIENTÍFICA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR À DISTÂNCIA

OS DESAFIOS DA PESQUISA CIENTÍFICA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR À DISTÂNCIA OS DESAFIOS DA PESQUISA CIENTÍFICA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR À DISTÂNCIA Alba Maria Pinho de Carvalho RELAÇÃO ENTRE PESQUISA CIENTÍFICA E EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA RELAÇÃO ORGÂNICA, CONSTITUTIVA, pois a educação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS Ano letivo 2018 / 2019

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS Ano letivo 2018 / 2019 E / F / G / J ÁREAS DE COMPETÊNCIAS DO PERFIL DOS ALUNOS (ACPA) A / B / C / D / H / I Ensino Básico 2º e 3º Ciclos (5º e 7º anos) Domínios de referência/descritores de desempenho Compreender e produzir

Leia mais

Introdução à Engenharia de Sistemas

Introdução à Engenharia de Sistemas Introdução à Engenharia de Sistemas O CURSO DE ENGENHARIA DE SISTEMAS DA UNIMONTES Renato Dourado Maia Universidade Estadual de de Montes Claros Engenharia de Sistemas APRESENTAÇÃO DO CURSO 24/02/14 Introdução

Leia mais

O currículo na perspectiva da Interdisciplinaridade: implicações para pesquisa e para a sala de aula

O currículo na perspectiva da Interdisciplinaridade: implicações para pesquisa e para a sala de aula O currículo na perspectiva da Interdisciplinaridade: implicações para pesquisa e para a sala de aula C ELI ESPA SANDIN LOPES U N I V E R S I D AD E C R U Z E I R O D O S U L S O C I E D AD E B R AS I L

Leia mais

Metodologia científica

Metodologia científica Metodologia científica Introdução Você sabia que conhecimento acadêmico-científico contém normas para seu desenvolvimento? Pois bem. Tais conhecimentos são reunidos na metodologia científica e todo saber

Leia mais

A QUESTÃO DA INTERDISCIPLINARIDADE NOS PROGRAMAS DE PÓS S GRADUAÇÃO. Arlindo Philippi Jr

A QUESTÃO DA INTERDISCIPLINARIDADE NOS PROGRAMAS DE PÓS S GRADUAÇÃO. Arlindo Philippi Jr A QUESTÃO DA INTERDISCIPLINARIDADE NOS PROGRAMAS DE PÓS S GRADUAÇÃO Arlindo Philippi Jr cainter@capes.gov.br Novo Hamburgo,, 25 de setembro de 2009 CRISE COMO PROBLEMA DO CONHECIMENTO ESTRATÉGIAS EPISTEMOLÓGICAS

Leia mais

O JOGO DA PINTURA Wagner Barja 1

O JOGO DA PINTURA Wagner Barja 1 ensaio visual Elyeser Szturm, criador do projeto gráfico da Revista UFG, é artista plástico. Nascido em Goiânia, 1958, vive e trabalha em Brasília onde é professor da UnB. Principais prêmios: Prêmio de

Leia mais

Divulgação/Fundação Bienal de São Paulo/ Mariana Galender BIENAL DE SÃO PAULO

Divulgação/Fundação Bienal de São Paulo/ Mariana Galender BIENAL DE SÃO PAULO Divulgação/Fundação Bienal de São Paulo/ Mariana Galender BIENAL DE SÃO PAULO 98 apresentação Intermitências Stela Barbieri 99 Divulgação/Fundação Bienal de São Paulo apresentação Stela Barbieri Artista

Leia mais

TÍTULO: QUARTO DE DESPEJO, DE CAROLINA MARIA DE JESUS, SOB AS LENTES DA ANÁLISE DO DISCURSO

TÍTULO: QUARTO DE DESPEJO, DE CAROLINA MARIA DE JESUS, SOB AS LENTES DA ANÁLISE DO DISCURSO 16 TÍTULO: QUARTO DE DESPEJO, DE CAROLINA MARIA DE JESUS, SOB AS LENTES DA ANÁLISE DO DISCURSO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: LETRAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE FRANCA

Leia mais

ISSN: Anais

ISSN: Anais ISSN: 357-7630 Anais ISSN: 357-7630 VII INCREA - Fórum Internacional de Inovação e Criatividade II RIEC - Seminário da Rede Internacional de Escolas Criativas ANAIS Goiânia 2015 ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO

Leia mais

PERSPECTIVAS PARA O PLANEJAMENTO DE ESCRITA Autor1: Jeyza Andrade de Medeiros. Modalidade: COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

PERSPECTIVAS PARA O PLANEJAMENTO DE ESCRITA Autor1: Jeyza Andrade de Medeiros. Modalidade: COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA PERSPECTIVAS PARA O PLANEJAMENTO DE ESCRITA Autor1: Jeyza Andrade de Medeiros Modalidade: COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA RESUMO Neste trabalho, temos por tema o estudo do planejamento de escrita e estabelecemos

Leia mais

PIXO / GRAFITE - SÃO PAULO

PIXO / GRAFITE - SÃO PAULO O QUE É ARTE? O que é arte? Sabemos que a arte se manifesta por uma variedade de linguagens (música, teatro, cinema, arquitetura, escultura, intervenção urbana, performance, pintura etc), mas com frequência

Leia mais

EDITAL nº 020/2015 MESTRADO EM LETRAS. (Recomendado pela CAPES na 156ª Reunião do CTC - dezembro/2014).

EDITAL nº 020/2015 MESTRADO EM LETRAS. (Recomendado pela CAPES na 156ª Reunião do CTC - dezembro/2014). EDITAL nº 020/2015 MESTRADO EM LETRAS (Recomendado pela CAPES na 156ª Reunião do CTC - dezembro/2014). DISCIPLINA ISOLADA 1º semestre de 2016 A Reitoria do CES/JF, no uso das atribuições que lhe foram

Leia mais

RESENHA: A COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO

RESENHA: A COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO RESENHA: A COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO MARTÍN-BARBERO, J. A comunicação na educação. São Paulo: Editora Contexto, 2014. RESENHADO POR Fellipe Eloy Teixeira Albuquerque fellipe.eloy@gmail.com Universidade Federal

Leia mais

EDITAL nº 016/2016 MESTRADO EM LETRAS. (Recomendado pela CAPES na 156ª Reunião do CTC - dezembro/2014).

EDITAL nº 016/2016 MESTRADO EM LETRAS. (Recomendado pela CAPES na 156ª Reunião do CTC - dezembro/2014). EDITAL nº 016/2016 MESTRADO EM LETRAS (Recomendado pela CAPES na 156ª Reunião do CTC - dezembro/2014). DISCIPLINA ISOLADA 1º semestre de 2017 A Reitoria do CES/JF, no uso das atribuições que lhe foram

Leia mais

1ª Série. 2MUT041 CANTO CORAL I Montagem e Apresentação de Repertório coral de estilos e gêneros variados.

1ª Série. 2MUT041 CANTO CORAL I Montagem e Apresentação de Repertório coral de estilos e gêneros variados. 1ª Série 2MUT050 ATIVIDADES DE PRÁTICA DE ENSINO I Participação na elaboração de planos de ensino de música.observação e participação de situações reais de ensino de música. Elaboração e análise de material

Leia mais

Anexo I Disciplinas MESTRADO

Anexo I Disciplinas MESTRADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE COMUNICAÇÃO E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DE CULTURA CONTEMPORÂNEA Anexo I Disciplinas MESTRADO 2017-1 Estudos de Cultura I: Concepções e

Leia mais

PENSANDO O CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Inês Barbosa de Oliveira. Karla Murielly L. L. Correia

PENSANDO O CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Inês Barbosa de Oliveira. Karla Murielly L. L. Correia PENSANDO O CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Inês Barbosa de Oliveira Karla Murielly L. L. Correia Introdução A educação de Jovens e Adultos tem sido, no Brasil, um tema polêmico e controvertido

Leia mais

O QUE É O CONHECIMENTO COMUM, SABER POPULAR OU SENSO COMUM?

O QUE É O CONHECIMENTO COMUM, SABER POPULAR OU SENSO COMUM? O QUE É O CONHECIMENTO COMUM, SABER POPULAR OU SENSO COMUM? O senso comum (conhecimento popular) se refere ao conhecimento do povo, adquirido ao acaso, dominado por valores e crenças baseadas nas experiências

Leia mais

nha Resenha vro de livro

nha Resenha vro de livro Resen de liv ha ro de livro ANTROPOLOGIA DO HOMEM GLO- BAL, WULF, C. 2017. Antropologia do homem global. São Paulo: Annablume. Karina Augusta Limonta Vieira Pesquisadora Associada da Universidade Livre

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA Página 1 de 5 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 470, DE 6 DE JUNHO DE 2017 A PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS

Leia mais

RESENHA CRÍTICA. OBRA RESENHADA: POLANYI, Karl. A subsistência do homem e ensaios correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto, p. 23 cm.

RESENHA CRÍTICA. OBRA RESENHADA: POLANYI, Karl. A subsistência do homem e ensaios correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto, p. 23 cm. RESENHA CRÍTICA OBRA RESENHADA: POLANYI, Karl. A subsistência do homem e ensaios correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012. 384 p. 23 cm. CREDENCIAIS DA AUTORA: Leandra Pereira da Silva é Graduanda

Leia mais

A reinvenção do Estado e das profissões na modernização dos sistemas de saúde

A reinvenção do Estado e das profissões na modernização dos sistemas de saúde Índice AGRADECIMENTOS 11 PREFÁCIO 13 INTRODUÇÃO 15 PARTE 1 A reinvenção do Estado e das profissões na modernização dos sistemas de saúde CAPÍTULO 1 Novas formas de intervenção do estado no sector público

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE! INSTITUTO DE ARTES E COMUNICAÇÃO SOCIAL! PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS DAS ARTES!

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE! INSTITUTO DE ARTES E COMUNICAÇÃO SOCIAL! PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS DAS ARTES! UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE ARTES E COMUNICAÇÃO SOCIAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS DAS ARTES Linhas de Pesquisa, Disciplinas, Fluxograma e Ementas Nível do Curso:

Leia mais

CONTEÚDO ESPECÍFICO DA PROVA DA ÁREA DE LETRAS GERAL PORTARIA Nº 258, DE 2 DE JUNHO DE 2014

CONTEÚDO ESPECÍFICO DA PROVA DA ÁREA DE LETRAS GERAL PORTARIA Nº 258, DE 2 DE JUNHO DE 2014 CONTEÚDO ESPECÍFICO DA PROVA DA ÁREA DE LETRAS GERAL PORTARIA Nº 258, DE 2 DE JUNHO DE 2014 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no uso de suas

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS MESTRADO PROFISSIONAL EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS

REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS MESTRADO PROFISSIONAL EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS MESTRADO PROFISSIONAL EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS Disciplinas obrigatórias Memória Social 45 Cultura 45

Leia mais

Dimensões Epistemológicas e Pedagógicas na área de Ciência da Informação: em busca de novas perspectivas para o ensino da graduação

Dimensões Epistemológicas e Pedagógicas na área de Ciência da Informação: em busca de novas perspectivas para o ensino da graduação Dimensões Epistemológicas e Pedagógicas na área de Ciência da Informação: em busca de novas perspectivas para o ensino da graduação Maria de Fátima G. M. Tálamo Londrina/PR 2001 1 Contexto Epistemológico

Leia mais

Letras Língua Inglesa

Letras Língua Inglesa Letras Língua Inglesa 1º Semestre Disciplina: Aspectos Históricos e Culturais em Língua Inglesa 60h Ementa: Estuda aspectos histórico-culturais da constituição da Língua Inglesa, abordando a influência

Leia mais

Linguagem em (Dis)curso LemD, v. 9, n. 1, p , jan./abr. 2009

Linguagem em (Dis)curso LemD, v. 9, n. 1, p , jan./abr. 2009 Linguagem em (Dis)curso LemD, v. 9, n. 1, p. 187-191, jan./abr. 2009 RESENHA DE INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS DA LINGUAGEM: DISCURSO E TEXTUALIDADE [ORLANDI, E.P.; LAGAZZI- RODRIGUES, S. (ORGS.) CAMPINAS, SP:

Leia mais

. conspícuo era um meio de aquisição, manutenção e/ou exibição de status social dentro da classe ociosa. Ele diz que 'o motivo

Leia mais

Letras língua Espanhola

Letras língua Espanhola Letras língua Espanhola 1 Semestre Aspectos históricos e culturais em língua espanhola 60h Ementa: Estuda aspectos histórico-culturais da constituição da Língua Espanhola, abordando a influência do latim

Leia mais

SEMIÓTICA DA IMAGEM PERCURSO DE ANÁLISE

SEMIÓTICA DA IMAGEM PERCURSO DE ANÁLISE SEMIÓTICA DA IMAGEM PERCURSO DE ANÁLISE Para a Semiótica Discursiva a significação resulta da união de dois planos da linguagem: o Plano da Expressão e o Plano do Conteúdo Plano da Expressão é a instância

Leia mais

Letras Língua Inglesa

Letras Língua Inglesa Letras Língua Inglesa 1 semestre Núcleo de estudos interdisciplinares I 45h Ementa: Estuda os procedimentos envolvidos na realização de uma pesquisa cientifica. Desenvolve habilidade de produção de fichamento,

Leia mais

O SABER DA MATEMÁTICA E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DA GEOGRAFIA: A interdisciplinaridade como método de aproximação pedagógica

O SABER DA MATEMÁTICA E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DA GEOGRAFIA: A interdisciplinaridade como método de aproximação pedagógica O SABER DA MATEMÁTICA E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DA GEOGRAFIA: A interdisciplinaridade como método de aproximação pedagógica INTRODUÇÃO Celso Gomes Ferreira Neto, Universidade Estadual da Paraíba

Leia mais

Letras Língua Inglesa

Letras Língua Inglesa Letras Língua Inglesa 1º Semestre Núcleo de Estudos Interdisciplinares I LE0136/ 45h Ementa: Estuda os procedimentos envolvidos na realização de uma pesquisa científica. Desenvolve a habilidade de produção

Leia mais

Da fotografia à pintura A construção do olhar a partir de um imagético processual lírico

Da fotografia à pintura A construção do olhar a partir de um imagético processual lírico Da fotografia à pintura A construção do olhar a partir de um imagético processual lírico Rafael Teixeira de Resende 1 O presente relato visa refletir sobre o processo de criação do Artista capixaba Rafael

Leia mais

Enfoque sistêmico na agricultura

Enfoque sistêmico na agricultura Enfoque sistêmico na agricultura Fundamentos Metodológicos Benedito Silva Neto Disciplina Enfoque sistêmico na agricultura Curso de Agronomia Linha de Formação em Agroecologia Universidade Federal da Fronteira

Leia mais

Mídias Sociais. Aula 01 Plano da disciplina Introdução. Dalton Martins

Mídias Sociais. Aula 01 Plano da disciplina Introdução. Dalton Martins Mídias Sociais Aula 01 Plano da disciplina Introdução Dalton Martins dmartins@gmail.com Bacharelado em Gestão da Informação Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás Foco da disciplina

Leia mais

THE (IN) DISCIPLINE OF TOURISM RESENHA DE LIVRO

THE (IN) DISCIPLINE OF TOURISM RESENHA DE LIVRO 184 THE (IN) DISCIPLINE OF TOURISM RESENHA DE LIVRO Margarita Barretto 1 TRIBE, John. The (in) discipline of tourism. Annals of Tourism Research, v. 24, n. 3, p. 638-657, 1997. John Tribe é Doutor em Economia

Leia mais

Letras Língua Inglesa

Letras Língua Inglesa Letras Língua Inglesa 1 Semestre Língua inglesa Básico I LE0014, 90h Ementa: Desenvolvimento das estruturas básicas utilizando as habilidades linguísticas de ouvir, falar, ler e escrever numa abordagem

Leia mais

COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE - CIS. Franco Pallamolla Rio de Janeiro, 19 de maio de 2008.

COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE - CIS. Franco Pallamolla Rio de Janeiro, 19 de maio de 2008. COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE - CIS Franco Pallamolla Rio de Janeiro, 19 de maio de 2008. Complexo Industrial da Saúde - CIS Estado Profissionais de Saúde Promoção da Saúde e do Desenvolvimento do País

Leia mais

ESTUDO FUNCIONAL E ORGANOLÓGICO DA TEORIA GRAMATICAL PARA A CRIAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO VISANDO AO ENSINO DA LÍNGUA MATERNA

ESTUDO FUNCIONAL E ORGANOLÓGICO DA TEORIA GRAMATICAL PARA A CRIAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO VISANDO AO ENSINO DA LÍNGUA MATERNA ESTUDO FUNCIONAL E ORGANOLÓGICO DA TEORIA GRAMATICAL PARA A CRIAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO VISANDO AO ENSINO DA LÍNGUA MATERNA Mayrla Bílio Oliveira 1 Prof. Dr. Luiz Roberto Peel Furtado de Oliveira 2 RESUMO:

Leia mais

O DISCURSO NO CINEMA: FORMULAÇÃO E CIRCULAÇÃO DE SENTIDOS

O DISCURSO NO CINEMA: FORMULAÇÃO E CIRCULAÇÃO DE SENTIDOS 19 de 663 O DISCURSO NO CINEMA: FORMULAÇÃO E CIRCULAÇÃO DE SENTIDOS Adielson Ramos de Cristo (UFBA/UFRB) RESUMO Objetiva-se entender o cinema como materialidade discursiva, constituída pelo imbricamento

Leia mais

Índice. Grupo Módulo 4

Índice. Grupo Módulo 4 GRUPO 5.4 MÓDULO 4 Índice 1. Níveis Conceituais Linguísticos...3 2. Nível 1 Pré-Silábico...3 3. Nível 2 Intermediário I...4 4. Nível 3 Silábico...5 5. Nível 4 Intermediário II ou Silábico-Alfabético...5

Leia mais

Metodologia da Pesquisa Científica

Metodologia da Pesquisa Científica Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação em Agropecuária - Doutorado Binacional III Seminário PPGCTIA UFRRJ/UNRC PPGCTIA Metodologia da Pesquisa Científica Prof. Lamounier Erthal Villela

Leia mais

ORGANIZAÇÃO, EMENTA E CRONOGRAMA DA DISCIPLINA

ORGANIZAÇÃO, EMENTA E CRONOGRAMA DA DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE ANGRA DOS REIS DISCIPLINA: LINGUAGEM MATEMÁTICA 2018.2 ORGANIZAÇÃO, EMENTA E CRONOGRAMA DA DISCIPLINA Prof. Adriano Vargas Freitas Refletir sobre

Leia mais

Prof. Daniel Hasse. Multimídia e Hipermídia

Prof. Daniel Hasse. Multimídia e Hipermídia Prof. Daniel Hasse Multimídia e Hipermídia AULA 01 O que é multimídia? Prof. Daniel Hasse Livro - Multimídia: conceitos e aplicações Os principais conceitos da tecnologia da multimídia serão abordados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 129, DE 10 DE AGOSTO DE 2011 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - CEPE, tendo em vista a decisão tomada em sua 300ª Reunião Ordinária, realizada em 10 de agosto de 2011, e

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA

FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA ROTEIRO DE ATIVIDADES 9º ANO 1º BIMESTRE AUTORIA LUCIANO VICENTE DOS SANTOS Rio de Janeiro 2013 TEXTO GERADOR I O que chama a atenção no currículo? Que o currículo

Leia mais

Revista Compolítica Editorial n. 1, vol. 1, ed. março-abril, ano 2011

Revista Compolítica Editorial n. 1, vol. 1, ed. março-abril, ano 2011 ISSN: 2236-4781 ALBUQUERQUE, Afonso Presidente da Compolítica. Professor Associado do Departamento de Estudos Culturais e Mídia e do Programa de Pós Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense.

Leia mais

Situação da Filosofia no Mundo Contemporâneo Alain Badiou (Conferência pronunciada na Universidade de São Carlos,1993)

Situação da Filosofia no Mundo Contemporâneo Alain Badiou (Conferência pronunciada na Universidade de São Carlos,1993) Situação da Filosofia no Mundo Contemporâneo Alain Badiou (Conferência pronunciada na Universidade de São Carlos,1993) Situação da Filosofia: herança conceitual da filosofia (SABER) Mundo Contemporâneo:

Leia mais

PESQUISA QUALITATIVA E QUANTITATIVA: DEFINIÇÕES E CONCEITOS

PESQUISA QUALITATIVA E QUANTITATIVA: DEFINIÇÕES E CONCEITOS PESQUISA QUALITATIVA E QUANTITATIVA: DEFINIÇÕES E CONCEITOS Prof. Dr. Alexandre Mantovani mantovani@eerp.usp.br EPISTEMOLOGIA Epistemologia: ramo da filosofia que se dedica ao estudo do conhecimento. Mais

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA COORDENAÇÃO DE CURSO PROJETO INSTITUCIONAL E INTERDISCIPLINAR

CURSO DE GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA COORDENAÇÃO DE CURSO PROJETO INSTITUCIONAL E INTERDISCIPLINAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA COORDENAÇÃO DE CURSO PROJETO INSTITUCIONAL E INTERDISCIPLINAR PROJETO DE ENSINO BIBLIA, LITERATURA E LINGUAGEM: ESTILOS E GÊNEROS LITERÁRIOS NA PERSPECTIVA DE ROBERT ALTER

Leia mais

HERMENÊUTICA E INTERPRETAÇÃO

HERMENÊUTICA E INTERPRETAÇÃO HERMENÊUTICA E INTERPRETAÇÃO Hermenêutica e Interpretação não são sinônimos: HERMENÊUTICA: teoria geral da interpretação (métodos, estratégias, instrumentos) INTERPRETAÇÃO: aplicação da teoria geral para

Leia mais

Possibilidades do trabalho interdisciplinar na alfabetização: definindo conceitos

Possibilidades do trabalho interdisciplinar na alfabetização: definindo conceitos Possibilidades do trabalho interdisciplinar na alfabetização: definindo conceitos Maria Carolina da Silva Caldeira Centro Pedagógico da UFMG GECC Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo e Culturas Interdisciplinaridade

Leia mais

ESTRUTURA, FORMATO E OBJETIVOS DA ESCOLA DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO (EPEM)

ESTRUTURA, FORMATO E OBJETIVOS DA ESCOLA DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO (EPEM) 1 REDEENSINAR JANEIRO DE 2001 ESTRUTURA, FORMATO E OBJETIVOS DA ESCOLA DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO (EPEM) Guiomar Namo de Mello Diretora Executiva da Fundação Victor Civita Diretora de Conteúdos da

Leia mais

Mídias Sociais. Aula 01 Plano da disciplina Introdução. Dalton Martins

Mídias Sociais. Aula 01 Plano da disciplina Introdução. Dalton Martins Mídias Sociais Aula 01 Plano da disciplina Introdução Dalton Martins dmartins@gmail.com Bacharelado em Gestão da Informação Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás Foco da disciplina

Leia mais

História e História da Educação O debate teórico-metodológico atual*

História e História da Educação O debate teórico-metodológico atual* História e História da Educação O debate teórico-metodológico atual* Nadia Gaiofatto** Como o próprio título bem define, o livro em questão reúne importantes contribuições para a reflexão sobre a relação

Leia mais

O que sabe uma criança que parece não saber nada

O que sabe uma criança que parece não saber nada O que sabe uma criança que parece não saber nada - Professor compreender o que os alunos sabem ou não questão complexa! - Um olhar cuidadoso sobre o que a criança errou pode ajudar o professor a descobrir

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA

FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA ROTEIRO DE ATIVIDADES 1ª SÉRIE 3 BIMESTRE AUTORIA ANDRE LUIZ MAGLIARI BARBOSA Rio de Janeiro 2012 TEXTO GERADOR I árcade. O texto a seguir é uma composição do poeta

Leia mais

- É Membro da Academia Paraense de Ciências - Prêmio jabuti, Associação nacional do Livro.

- É Membro da Academia Paraense de Ciências - Prêmio jabuti, Associação nacional do Livro. Palestra 13 Antonio Augusto Passos Videira Professor e Pesquisador da Universidade do Estado do Rio de Janeiro Graduado em Filosofia- UFRJ Doutorado em Filosofia Universite Paris Diderot Mais de 8 Pós

Leia mais

O homem, a molécula da sociedade, é o objeto das Ciências Sociais. Henry Charles Carey

O homem, a molécula da sociedade, é o objeto das Ciências Sociais. Henry Charles Carey Sociologia Aula 1: A natureza do conhecimento científico. As ciências sociais: objeto e método. Diversidade e interdisciplinaridade nas Ciências Sociais. Dificuldades metodológicas nas Ciências Sociais.

Leia mais

Caminhos da Interdisciplinaridade na Pesquisa e na Pós-Graduação

Caminhos da Interdisciplinaridade na Pesquisa e na Pós-Graduação Caminhos da Interdisciplinaridade na Pesquisa e na Pós-Graduação Arlindo Philippi Jr Valdir Fernandes 1. Introdução A prática da interdisciplinaridade, mais do que em qualquer outra época, coloca-se atualmente

Leia mais

Sessão do Professor. Contrapontos - volume 3 - n. 1 - p Itajaí, jan./abr

Sessão do Professor. Contrapontos - volume 3 - n. 1 - p Itajaí, jan./abr Sessão do Professor Contrapontos - volume 3 - n. 1 - p. 165-167 - Itajaí, jan./abr. 2003 163 164 Atividades em Educação Ambiental Antonio Fernando Silveira Guerra ATIVID TIVIDADES EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

ALVES, Fatima (Coord.). Saúde, Medicina e Sociedade. Lisboa: Pactor, páginas.

ALVES, Fatima (Coord.). Saúde, Medicina e Sociedade. Lisboa: Pactor, páginas. ALVES, Fatima (Coord.). Saúde, Medicina e Sociedade. Lisboa: Pactor, 2013. 247 páginas. Enderson Luiz Diolindo Carvalho 1 Nos últimos anos os debates acerca da temática saúde e doença de conhecimento vem

Leia mais

Aula 24. Hannah, Hans e Habermas

Aula 24. Hannah, Hans e Habermas Aula 24 Hannah, Hans e Habermas A Banalidade do Mal Obra: Origens do Totalitarismo Eu não sei exatamente o que é o mal radical, mas sei que ele tem a ver com esse fenômeno: a superfluidade dos homens enquanto

Leia mais

SOBRE O GRUPO: Adilson Roberto Siqueira (Líder) Claudio Alberto dos Santos Zandra Coelho de Miranda Santos

SOBRE O GRUPO: Adilson Roberto Siqueira (Líder) Claudio Alberto dos Santos Zandra Coelho de Miranda Santos SOBRE O GRUPO: Este grupo se propõe a pesquisar transdisciplinarmente as artes, em especial as artes cênicas (teatro, dança, circo, dança-teatro e suas interconexões), à partir do estudo do desenvolvimento

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL. Novas Abordagens da Administração Paralelo das Ciências e a Quinta Onda Parte 2. Prof. Fábio Arruda

ADMINISTRAÇÃO GERAL. Novas Abordagens da Administração Paralelo das Ciências e a Quinta Onda Parte 2. Prof. Fábio Arruda ADMINISTRAÇÃO GERAL Paralelo das Ciências e a Quinta Onda Parte 2 Prof. Fábio Arruda 5- A Teoria do Caos Ao redor da década de 1960, Edward Lorenz, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), desenvolveu

Leia mais

COMPLEXIDADE E EDUCAÇÃO: A DOCÊNCIA DE BEBÊS E CRIANÇAS PEQUENAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

COMPLEXIDADE E EDUCAÇÃO: A DOCÊNCIA DE BEBÊS E CRIANÇAS PEQUENAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 COMPLEXIDADE E EDUCAÇÃO: A DOCÊNCIA DE BEBÊS E CRIANÇAS PEQUENAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL Amanda de Cassia Borges Ribeiro Mestranda em Educação Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) E mail: acbr_amanda@hotmail.com

Leia mais

CARGA- HORÁRIA CRÉDITO CARÁTER EMENTA

CARGA- HORÁRIA CRÉDITO CARÁTER EMENTA CÓDIGO PGL101 DESCRIÇÃO MEMÓRIA, ARQUIVO E REPRESENTAÇÃO CARGA- HORÁRIA PGL201 PRODUÇÃO E RECEPÇÃO TEXTUAL PGL301 PGL102 INTRODUÇÃO À LINGUISTICA APLICADA TRANSCRIÇÃO E LEITURA DE DOCUMENTOS PGL103 DISCURSO

Leia mais

Terminada a última guerra mundial foi encontrada, num campo de concentração nazista, a seguinte mensagem dirigida ao professores:

Terminada a última guerra mundial foi encontrada, num campo de concentração nazista, a seguinte mensagem dirigida ao professores: Terminada a última guerra mundial foi encontrada, num campo de concentração nazista, a seguinte mensagem dirigida ao professores: Prezado Professor, Sou sobrevivente de um campo de concentração. Meus olhos

Leia mais

DEBATE MARKETING PESSOAL E REDES SOCIAIS

DEBATE MARKETING PESSOAL E REDES SOCIAIS DEBATE MARKETING PESSOAL E REDES SOCIAIS Estar presente na internet hoje é praticamente uma necessidade para qualquer profissional que pretende divulgar seu trabalho. Para os profissionais da saúde esse

Leia mais

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola Resumo A série Caminhos da Escola nos apresenta neste episódio Arte na Escola, uma coletânea de matérias gravadas a partir de experiências em escolas de formação técnica

Leia mais

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA Parte I A ABORDAGEM DA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ENGENHARIA Parte I A ABORDAGEM DA ENGENHARIA 3 Aprendizado e Solução de Problemas Parte I A ABORDAGEM DA ENGENHARIA

Leia mais

A este respeito, e de algum modo contrariando algumas opiniões da academia portuguesa, tomamos partido: Eudoro de Sousa foi, sobretudo, um filósofo

A este respeito, e de algum modo contrariando algumas opiniões da academia portuguesa, tomamos partido: Eudoro de Sousa foi, sobretudo, um filósofo INTRODUÇÃO Apresentar o essencial de um autor e sua obra, nos termos que caracterizam esta colecção da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, exige que o discurso seja simples e que a exposição seja clara. No

Leia mais

Cidades inteligentes, desafios das sociedades, desafios democráticos

Cidades inteligentes, desafios das sociedades, desafios democráticos Cidades inteligentes, desafios das sociedades, desafios JFSoupizet Consultor digital e internacional Conselheiro Científico do Futuribles International Cidades inteligentes, desafios das sociedades, desafios

Leia mais

Interdisciplinaridade em Economia. Alguns apontamentos introdutórios

Interdisciplinaridade em Economia. Alguns apontamentos introdutórios Interdisciplinaridade em Economia Alguns apontamentos introdutórios Considerações Introdutórias Prazer em participar nestes seminários... Quando me solicitaram orientar uma tese de doutoramento sobre Interdisciplinaridade...

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC UNIDADE 02 UNIDADE 02

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC UNIDADE 02 UNIDADE 02 ASSUNTO DESTA AULA UNIDADE 02 Apostila Estácio Sociedade da Informação de Adalton M. Ozaki, 1ª Edição/2007 Capítulo Sociedade da informação: Iniciando o debate. 1 ASSUNTO DESTA AULA ANTES VAMOS DEBATER

Leia mais

Educação Especial na Perspectiva da Diferença Humana: o Atendimento Educacional Especializado.

Educação Especial na Perspectiva da Diferença Humana: o Atendimento Educacional Especializado. Psicopedagogia e constituição do humano: uma abordagem sistêmica V CONGRESSO DE PSICOPEDAGOGIA ESCOLAR I ENCONTRO DE PESQUISADORES EM PSICOPEDAGOGIA ESCOLAR Educação Especial na Perspectiva da Diferença

Leia mais

GERENCIAMENTO DE MUDANÇAS PALESTRANTE

GERENCIAMENTO DE MUDANÇAS PALESTRANTE GERENCIAMENTO DE MUDANÇAS PALESTRANTE Neuza Abouláfia EXERCÍCIO Quais são os principais motivos pelos quais as organizações mudam? MOTIVOS MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES alta complexidade, velocidade e quantidade

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO 1 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO O BAÚ DE MARIA: FRAGMENTOS HISTÓRICOS DE UMA MULHER DA SAIA GRANDE E UMA CERTA MAGIA POS-DOUTORANDA: PROFA. DRA.

Leia mais

MÉTODOS INTERDISCIPLINARES APROXIMANDO SABERES MATEMÁTICOS E GEOGRÁFICOS

MÉTODOS INTERDISCIPLINARES APROXIMANDO SABERES MATEMÁTICOS E GEOGRÁFICOS MÉTODOS INTERDISCIPLINARES APROXIMANDO SABERES MATEMÁTICOS E GEOGRÁFICOS Celso Gomes Ferreira Neto, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB Profª. Drª. Filomena Maria G. S. Cordeiro Moita, Universidade

Leia mais

Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA. Profª. Lérida Malagueta

Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA. Profª. Lérida Malagueta Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA TEORIA DOS JOGOS Profª. Lérida Malagueta Estratégia estritamente dominada Representa estrategicamente a fraqueza algébrica da escolha. Os jogadores têm uma ou mais opções

Leia mais

Letras Língua Francesa

Letras Língua Francesa Letras Língua Francesa 1º Semestre de Língua Francesa I Disciplina: Estudos Linguísticos I Ementa: Estudos e análises da diversidade textual, das correntes da linguística teórica e aplicada com ênfase

Leia mais

Dados Abertos de Pesquisa na Área de Rede de computadores: Como a comunidade está se organizando para tornar os dados FAIR?

Dados Abertos de Pesquisa na Área de Rede de computadores: Como a comunidade está se organizando para tornar os dados FAIR? Dados Abertos de Pesquisa na Área de Rede de computadores: Como a comunidade está se organizando para tornar os dados FAIR? Rafael Port da Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Sul Compartilhamento

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR)

Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) Ementário - Doutorado Eixo de Disciplinas Comuns Metodologia de Pesquisa em Jornalismo M e D Obrigatória 60 horas 04 Conhecimento e campo científico. Campo

Leia mais

Palavras-chave: Prática pedagógica, Processo de Montagem, Teatro na universidade.

Palavras-chave: Prática pedagógica, Processo de Montagem, Teatro na universidade. Montagem teatral em discurso: pedagogias e práticas Um estudo bakhtinano Jean Carlos Gonçalves Programa de Pós Graduação em Educação - UFPR Doutorando Linguagem e Educação Or. Dr. Gilberto de Castro Professor

Leia mais

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR. interação e inter-relação que esperamos potencializar.

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR. interação e inter-relação que esperamos potencializar. BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR interação e inter-relação que esperamos potencializar. Tendo como ponto de partida algumas obras expostas na 29ª Bienal, pretendemos tecer uma rede de ideias enquanto refletimos

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL IV FRENTE ORÇAMENTOS

CONSTRUÇÃO CIVIL IV FRENTE ORÇAMENTOS CONSTRUÇÃO CIVIL IV FRENTE ORÇAMENTOS PROF. ANA PAULA BRANDÃO CAPRARO E BARBARA VILLAS BÔAS 1 EAP - OBRA 2 1 Para ter um produto, preciso de um projeto Tendo um Projeto, posso ter um produto 3 EAP - OBRA

Leia mais

Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Universidade de São Paulo Escola de Comunicações e Artes Criação e estruturação do Observatório de Comunicação, Responsabilidade Social e Sustentabilidade OBCORES Profa. Dra. Margarida M. Krohling Kunsch

Leia mais