Nettion R Copyright by Nettion Information Security.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nettion R Copyright 2002-2009 by Nettion Information Security."

Transcrição

1

2 2 Nettion R Copyright by Nettion Information Security. Este material 1 pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões para Revisado e atualizado por Deyvson Matos, em 5 de janeiro de Disponível também no idioma Inglês 2. 1 Este Manual está baseado na Série 4.0 do Nettion R. Para baixar o Manual da Série 3.0 do Nettion R, acesse: 2 Versão em Inglês do Manual disponível em:

3 Sumário 1 Introdução Apresentação Instalação/Registro/Login Instalação Registro Login Tela Inicial Configurações Básicas Gráficos Administrador Data/Hora Rede Interface/Conexões Sub-Interfaces Gateways DNS Roteamento DNS Dinâmico Gráficos Objetos Manutenção de Objetos Inclusão de Objetos Edição de Objetos Manutenção dos Itens do Objeto Exclusão de Objetos

4 4 SUMÁRIO Consulta de Objetos Hosts e Redes Manutenção do Cadastro de Hosts e Redes Domínios Manutenção do cadastro de domínios Expressões Manutenção do Cadastro de Expressões Horários Manutenção do cadastro de horários Determinando Intervalos Serviços Predefinidos Personalizados Categorias Predefinidos Personalizados Consulta de URL s Mime Type Usuários/Grupos Autenticação Base Nettion Servidor NIS Servidor Windows Grupos Manutenção do cadastro de Grupos Usuários Manutenção do cadastro de Usuários Perfis de acesso Proxy Regras de Firewall Necessárias Intranet Nettion Nettion Internet Configurações Proxy com autenticação Proxy transparente

5 SUMÁRIO Configurações gerais Limpeza do Cache do Proxy Mensagens de erro Portas Autorizadas Base de URL s Categorizadas Histórico de Atualizações de URL s Regras Composição de regras do Proxy Tela 1 - Definição da regra Tela 2 Horário Tela 3 - Filtros Tela 4 - Aplicar para Tela 5 - Qos Relatórios Padrão Por domínio Top Acessos Bloqueados On-line Gráficos Selecionando um período Visualizando acessos a partir do gráfico Monitoramento Realtime Configurando as estações da rede Controle de Banda Re-priorização de pacotes Realocação dinâmica de banda Configurações Definição da Interface de rede Classes Regras Ativando o serviço de Controle de Banda

6 6 SUMÁRIO 8 Firewall Configurações Regras Incluindo uma nova regra Regras básicas do Firewall Acesso ao Nettion Acesso Nettion -> Internet Resolução de nomes para a rede interna Relatórios VPN VPN PPTP Configurações Manutenção do cadastro de clientes para VPN PPTP VPN IPSec Configurações Conexões OpenVPN NIDS Configurações Seleção de Interfaces Objetos Configuração do PortScan Detecção de Assinaturas Alerta por Relatórios Alertas Últimas assinaturas IPs Bloqueados DHCP Configurações Configurações Globais Interface Hosts Manutenção do cadastro dos Hosts Redes Manutenção do cadastro de Redes

7 SUMÁRIO Configurações Gerais Relay Webmail Mensagens Extensões Domínios Incluir um domínio Usuários Buscando usuários Editando usuários Inserindo usuários Aliases Criando um alias Antivírus Atualização Agendamento Histórico Antispam Configurações Aprendizado Whitelist Relatórios Fila Logs Auditoria Quarentena Top Usuários Quota Utilizada Ferramentas Reverso Whois Ping Traçar rota Diagnóstico de DNS

8 8 SUMÁRIO 14 Sistema Serviços Plugins Backup Configurações Manual Relatórios Restore Expurgo Configurações Manual Update Gráficos CPUs Memória Discos Sobre Auditoria Desliga/Reinicia NettionPlugs O que são NettionPlugs? Instalando os NettionPlugs Chat Server Configurações Software Cliente (estações) Firewall Iniciando o serviço Chat Server Mais informações Blitz Como funciona? Bloqueando o acesso direto ao MSN Auditoria Firewall Configurações Catalogação automática de contatos Regras

9 SUMÁRIO Iniciando o serviço Blitz Configurando as estações Mais informações OpenVPN Nettion-Nettion Configurando o Servidor OpenVPN Nettion-Usuários Configurações Conexões Ativas Mais informações DNS Como funciona? Domínios Masters Itens do Domínio Master Domínios Slaves Itens do Domínio Slave Domínios Reversos Iniciando o serviço DNS Firewall com DNS Mais informações GetMail Vantagens Configurações Contas de Origem Regras Iniciando o serviço GetMail Mais informações

10 10 SUMÁRIO

11 Capítulo 1 Introdução 1.1 Apresentação Com a necessidade de conexão direta das organizações à internet, o fator Segurança da Informação tornou-se um investimento primordial, deixando de ser uma característica apenas de grandes instituições. O motivo desta mudança é que sem a devida proteção no ambiente de rede da empresa, ela estará sujeita, cedo ou tarde, a um significativo prejuízo institucional, seja ele moral ou material. Além disso, a facilidade da conexão 24 horas com a internet leva, muitas vezes, os funcionários a desperdiçarem o tempo de trabalho acessando diversas informações pessoais, provocando uma significativa queda de produtividade individual e, conseqüentemente, da sua própria empresa. Muitas vezes sua internet se torna lenta, o que o obriga a adquirir um link de maior velocidade. No entanto, você não sabe que é possível implementar um controle sobre aquilo que trafega no seu link, não havendo necessidade de custos extras com links maiores em grande parte dos casos. Dentro desta realidade, a Nettion Information Security oferece, através do Nettion R, a solução completa para as 24 horas de conexão da sua organização com a internet, propiciando a implantação de uma política administrativa de segurança e otimização do uso do seu link, além do controle detalhado das informações que trafegam por dele. Tudo isso através de uma ferramenta de administração interativa de gerenciamento e monitoramento. Benefícios do Nettion R : o Nettion R pode fazer o balanceamento de carga e redundância dos seus links de Internet, onde, através de regras simples e intuitivas, você estabelece por qual link os serviços devem ser encaminhados por padrão e por onde devem sair em caso de falha, tudo isso de forma automática. o módulo proxy do Nettion R possibilita um aumento da velocidade ao acessar páginas na internet sem que, necessariamente, tenha que se investir em links maiores. Isso é possivel devido a capacidade do Nettion R de armazenar as páginas acessadas em seu cache. Outra vantagem é que o software permite que você faça um controle minucioso dos acessos dos usuários da sua rede, estabelecendo regras, horários e bloqueando sites indesejados. Com o Nettion R, você também implanta regras de 11

12 12 CAPÍTULO 1. INTRODUÇÃO segurança no acesso à sua rede por parte de usuários da internet e evita a exposição total ao ataque de hackers. através de relatórios e regras estabelecidas os usuários de computadores farão uso mais profissional da Internet, aumentando a produtividade e diminuindo os riscos associados a TI. As regras aplicadas são flexíveis podendo-se fazer limites por usuários e por horários. A configuração é bem simples e não haverá necessidade de M.O. especializada. Os relatórios são diversificados e intuitivos, propicinado análises justas e reais. o sistema de detecção de tentativas de invasão (NIDS) do Nettion R possui cadastrado, aproximadamente, formas de tentativa de invasão, o que possibilita o bloqueio de acesso de usuários mal intencionados. Outro recurso que o Nettion R dispõe é o Controle de Banda, que permite estabelecer percentuais de uso do link para acesso às páginas web, tráfego de s e etc, otimizando e garantindo que todos estes serviços estejam disponíveis simultaneamente. através da VPN (Rede Virtual Privada) do Nettion R, você passa a utilizar a internet como meio de comunicação de forma segura, pois seus dados são criptografados (embaralhados) ao trafegarem através de túneis de comunicação pela internet. Através deste recurso você pode diminuir sensivelmente os custos com interligação de redes, como matriz e filiais, e de usuários fisicamente separados da rede local utilizando a Internet como meio de comunicação e garantindo a segurança dos dados. o Sistema de Autenticação Integrada do Nettion facilita o controle dos usuários na rede com a integração e sincronização de usuários e grupos com Domínios Linux(NIS) e Windows, não havendo necessidade de recadastramento ou trabalhos adicionais de manutenção. Permite também autenticação integrada NTLMV2, evitando que o usuário tenha que digitar a senha sempre que inicie a navegação. o serviço de possibilita total autonomia para gerenciamento de contas de correio com múltiplos domínios, permitindo auditoria de mensagens, aplicação de sistema de AntiSPAM (com sistema de treinamento pelos próprios usuários da rede) e sistema integredo de Anti-Vírus. O gerenciamento das contas e autenticação dos usuários ocorre de forma integrada com o sistema de Autenticação do Nettion, facilitando assim o gerenciamento das contas de . os sistemas de Backup automatizado e Restore possibilitam uma rápida recuperação de todos os serviços e informações em caso de falha de hardware. atualização via Internet - as constantes atualizações proporcionam mais segurança com atualizações de falhas de segurança e com a inclusão de novos recursos à ferramenta Estas e outras ferramentas do Nettion R são disponibilizadas de maneira fácil e simples, não requerendo, portanto, conhecimentos técnicos avançados para operá-las. Com este documento você aprenderá como fazer as configurações do Nettion para adequá-lo ao seu ambiente de rede.

13 Capítulo 2 Instalação/Registro/Login 2.1 Instalação O Nettion funciona sobre uma distribuição Linux (Nettion Linux) totalmente adequada e otimizada ao funcionamento de todos os seus recursos. Por isso, sua instalação, que exige uma máquina dedicada, não requer um sistema operacional pré-instalado. Seu instalador já integra a instlação do Nettion Linux e a Interface de Administração dos recursos. O Guia de Instalação do produto em seu hardware encontra-se em um documento separado, que pode ser facilmente acessado no site do Nettion R ou através do link Guia de Instalação. 2.2 Registro Após a instalação, acesse o seu Nettion através de um browser (Mozilla Firefox ou Internet Explorer) utilizando o endereço IP que você configurou durante a instalação (ex: Neste momento você terá acesso à tela de Logon da Interface de Administração do produto, através da qual você fará todas as configurações necessárias para adequar o Nettion ao ambiente de rede da sua empresa. Ao logar-se pela primeira vez, o processo de registro do software será iniciado. O registro do produto é um procedimento obrigatório, pois somente após registrá-lo é que o seu uso é liberado. No primeiro formulário de registro, o administrador deve informar CNPJ/CPF, Denominação Social e a edição do Nettion R que está registrando, de acordo com a figura 2.1. Figura 2.1: Primeiro formulário de registro 13

14 14 CAPÍTULO 2. INSTALAÇÃO/REGISTRO/LOGIN CNPJ/CPF: CNPJ no caso de pessoa jurídica ou CPF, se pessoa física; Denominação social: denominação social de pessoa física ou jurídica. Ex.: Fortes Informática LTDA; Produto: Tipo do produto. adquirida). Ex.: Nettion Professional (de acordo com a licença Informados os campos do primeiro formulário de registro, o administrador deve clicar no botão Avançar. O segundo formulário de registro aparecerá, como mostrado na figura 2.2. Figura 2.2: Segundo formulário do registro Código Operacional: Código para geração do código de resposta; Código de Resposta: Código para liberar o registro do produto; Neste segundo formulário, você deve fornecer o Código de Resposta. O administrador obterá o código de resposta depois de solicitar a liberação da sua versão junto ao nosso departamento comercial, clicando no botão Obter On-line. Uma janela se abrirá com o código e o administrador deve copiar o código, informado para o campo Código de Resposta desse formulário e, finalmente, clicar em Registrar. Nettion R registrado. Vamos então descobrir como configurá-lo de forma a usar eficientemente todos os recursos que o software oferece. 2.3 Login Para acessar a interface de administração do Nettion R, o administrador deve logar-se, informando nome de usuário e senha, como mostrado na figura 2.3 na página 15: Usuário: nome do usuário. Ex.: nettion; Senha: senha do usuário. Ex.: nettion; Obs: a senha original do usuário nettion é nettion. Por medidas de segurança é importante que você a altere logo após o primeiro logon. É possível escolher entre os idiomas português e inglês, além de acessar a interface do Nettion R usando uma conexão segura HTTPS. Caso deseje utilizar HTTPS, marque a caixa Conexão Segura.

15 2.4. TELA INICIAL 15 Figura 2.3: Formulário de login Agora é hora de iniciarmos as configurações propriamente ditas. É importante que você inicie pelas Configurações Básicas do produto (veja capítulo 3). Neste capítulo você aprenderá como alterar a senha do administrador, configurar as demais interfaces de rede do equipamento e como ligar o seu Nettion à Internet. 2.4 Tela Inicial Ao logar-se no Nettion R, a tela inicial (home) é exibida. Nela, estão contidas várias informações gerenciais importantes a respeito do estado do sistema. Veja a figura 2.4 a seguir: Figura 2.4: Tela Inicial do Nettion A tela Home do Nettion é dividida em quadros. Cada quadro agrupa um tipo específico de informação. Nela, é possível verificar através de seus quadros:

16 16 CAPÍTULO 2. INSTALAÇÃO/REGISTRO/LOGIN Dados da licença do Nettion; Os NettionPlugs instalados e datas de instalação e expiração; Estado atual dos links instalados no Nettion; Sumário semanal do estado da CPU e Memória; Estado atual da partição /var ; Estatísticas dos filtros de s; Estatísticas de acesso via Proxy; Últimas notícias Nettion. Porém, tantas informações a serem exibidas podem fazer com que a carga inicial da interface demore. Devido a isto, é possível desativar alguns quadros, bastando para isso clicar no botão localizado no canto superior-direito do quadro que se deseja desativar. Para reativá-lo, clique novamente no mesmo botão, como mostra a figura 2.5. Figura 2.5: Desabilitando Quadros na Tela Inicial

17 Capítulo 3 Configurações 3.1 Básicas No primeiro acesso ao Nettion R, o administrador deve acessar o menu Configurações Básicas e atualizar os seus dados, tais como senha padrão, envio de s do sistema e Data/Hora do sistema para registro nos relatórios. Para a sua segurança, o administrador deve alterar a senha do usuário Nettion R por uma senha pessoal, que só deverá ser conhecida por pessoas autorizadas a administrar o sistema. Lembre-se de alterar essa senha, caso ela se torne conhecida por terceiros. Obs.: No capítulo 5, você poderá obter informações sobre como criar usuários e perfis de acesso ao sistema. Desta forma, você poderá criar um usuário e definir os módulos do Nettion R que poderão ser acessados Gráficos Por padrão, todos os gráficos do Nettion R são ativados. Porém, é possível informar ao sistema quais gráficos ficarão ativos. Para isso, acesse o menu Configurações Gráficos. Na tela que será exibida, clique na caixa de verificação dos gráficos que deseja desativar e clique no botão Salvar Configurações. Figura 3.1: Configuração dos Gráficos do Sistema 17

18 18 CAPÍTULO 3. CONFIGURAÇÕES Administrador Senha Para alterar a senha, preencha os campos senha atual, nova senha e confirmação e clique no botão Salvar Configurações. Figura 3.2: Alteração de senha do Administrador Para configuração do , preencha os campos do Administrador, seu Servidor SMTP e clique no botão Salvar Configurações. Este será utilizado pelo Nettion R para enviar algumas notificações ao administrador, como por exemplo, notificação de algum problema no sistema de backup. Figura 3.3: Configurações de Portas de Administração Nesta tela é possível redefinir as portas para acesso ao Nettion R (HTTP e SSH). Por padrão, as portas definidas são 80/TCP para o acesso web (Interface de Administração) e 22/TCP para acesso ao shell do Nettion R (Console do Nettion Linux). Modifique-as conforme a necessidade e clique no botão Salvar Configurações.

19 3.1. BÁSICAS 19 Figura 3.4: Portas de Administração HTTP e SSH Data/Hora Para configurar data e hora do sistema, você tem duas opções: configurar manualmente (Clock Local) ou sincronizar com algum servidor NTP (Network Time Protocol). Figura 3.5: Configuração manual de data e hora (a) Clock Local Time Zone: selecione seu fuso horário; Zona do relógio da CPU: escolha se deseja usar seu fuso horário (Horário Local) ou o horário de Greenwich (GMT); Data: ajuste a data no formato dia/mês/ano (DD/MM/AAAA); Horário: ajuste a hora no formato hora:minuto (HH:MM).

20 20 CAPÍTULO 3. CONFIGURAÇÕES Figura 3.6: Configuração Servidor NTP (b) Servidor NTP Time Zone: selecione seu fuso horário; Zona do relógio da CPU: escolha se deseja usar seu fuso horário (Horário Local) ou o horário de Greenwich (GMT); Servidores NTP: os endereços dos servidores de NTP com os quais deseja sincronizar data e hora. Lembre-se de inserir pelo menos um servidor, caso deseje utilizar esse recurso. Firewall É necessário que algumas regras de Firewall sejam criadas para garantir que os recursos citados neste capítulo funcionem corretamente. São elas: Data/Hora Servidor NTP Permite que o Nettion comunique-se com os servidores NTP configurados. Um resumo da regra necessária encontra-se na tabela 3.1 a seguir: Regra: Nettion -> NTP Servers Origem Destino Serv. Destino Ação localhost Qualquer ntp Aceitar Tabela 3.1: Liberando Nettion para NTP servers

21 3.1. BÁSICAS 21 Acesso ao Console e à Interface Web do Nettion Permite o acesso ao Nettion R pelo Administrador do Sistema e pelo Suporte Remoto Nettion. As regras a serem criadas deverão utilizar os serviços predefinidos http, https 1 e ssh, se assim estiver definido na área de configuração Portas de Administração. Se as portas padrão forem modificadas, objetos de serviços personalizados deverão ser criados fazendo referência à cada porta modificada. Nota: No capítulo 4, você poderá obter mais informações sobre a utilização de objetos de serviços pré-definidos e personalizados. Um resumo das regras de firewall necessárias encontra-se nas tabelas 3.2 e 3.3 a seguir. Regra: Administrador -> Nettion Origem Destino Serv. Destino Ação Host Administrador localhost http https ssh Aceitar Tabela 3.2: Liberando acesso ao Nettion R para o Admimistrador do Sistema Regra: Suporte Remoto -> Nettion Origem Destino Serv. Destino Ação Suporte Remoto localhost http https ssh Aceitar Tabela 3.3: Liberando acesso ao Nettion R para o Suporte Remoto Nettion OBS.: Todos os detalhes de como configurar o Firewall e suas regras encontram-se no Capítulo 8 na página A porta 443/TCP utilizada para acesso ao Nettion R via https não pode ser redefinida.

22 22 CAPÍTULO 3. CONFIGURAÇÕES 3.2 Rede Interface/Conexões Nesta seção você poderá fazer a configuração das demais interfaces e conexões de rede do seu equipamento (a primeira já foi configurada durante a instalação). Interfaces Ethernet (LAN) Como comentado, o Nettion já configura a primeira interface Ethernet do equipamento (eth0) durante a instalação do software. Para incluir as demais Interfaces de rede, acesse a opção de menu Configurações Rede Interfaces/Conexões. Na tela seguinte, você terá acesso a listagem das interfaces já cadastradas no seu Nettion, como segue no exemplo da figura 3.7 (página 22). Figura 3.7: Listagem de Interfaces e Conexões Para incluir uma nova Interface Ethernet siga os seguintes passos (veja também a figura 3.8 na página 23): Clique no botão Incluir localizado abaixo da listagem; Na tela seguinte, selecione o tipo de interface Ethernet e clique em Avançar e aguarde; Neste momento o Nettion fará a detecção das demais placas de rede instaladas e seus respectivos drivers. Cada interface detectada será mostrada na tela seguite. Selecione uma delas e clique em avançar. Importante: Caso o driver do dispositivo não tenha sido identificado automaticamente, o dispositivo será listado marcado com um *. Nestes casos, é provável que o Nettion não possua o driver apropriado para suportá-lo. Por favor, entre em contato com o fabricante através do endereço e envie o maior número de informações do dispositivo possível, tais como: modelo, fabricante e chipset. Na tela seguinte preencha as informações do seu dispositivo de rede: Driver: Detectado automaticamente por padrão. Endereço IP: indique o endereço IP que será atribuído ao dispositivo, ou clique na opção DHCP para que o Nettion utilize um IP fornecido por um servidor DHCP de sua rede;

23 3.2. REDE 23 Mascara de Rede: Indique a mascara de rede utilizada; Velocidade: indique a velocidade do dispositivo. Esta informação será utilizada no serviço de Controle de Banda; Descrição: indique uma descrição sobre a interface de rede, como Interface da Intranet ; Obter DNS do servidor: Obter automaticamente a configuração de DNS. Isto é possível nos casos em que o DHCP é ativado. Responder requisições DNS nesta interface: esta opção faz com que o Nettion anuncie seu serviço de DNS nesta interface; Ativar no boot: indique Sim para ativar a interface automaticamente no boot do Nettion R. Figura 3.8: Inclusão/Edição de Interface Ethernet Sub-Interfaces O Nettion suporta também a inclusão de sub-interfaces de rede. Elas estão sempre associadas a uma Interface física e possuem basicamente duas finalidades: 1. IPs adicionais em uma Interface: permite que uma interface responda por outros endereços IPs, além do principal. 2. Conexões ADSL: permite que uma conexão ADSL seja atribuída a uma Interface. Esta opção só estará disponível quando a Interface for do tipo DHCP, como será visto mais a frente. IPs Adicionais Para incluir um endereço adicional a uma Interface siga os passos (veja também figura 3.9 na página 24):

Nettion R Copyright 2002-2008 by Nettion Information Security.

Nettion R Copyright 2002-2008 by Nettion Information Security. 2 Nettion R Copyright 2002-2008 by Nettion Information Security. Este material pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões

Leia mais

Atualizado em 9 de outubro de 2007

Atualizado em 9 de outubro de 2007 2 Nettion R Copyright 2007 by Nettion Information Security. Este material pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Manual do Nscontrol Principal Senha Admin Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Aqui, você poderá selecionar quais programas você quer que

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br Treinamento Nettion Administração Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br O Nettion Instalação Hardware Recomendado Processador Pentium Core 2 Duo 2GB de Memória HD Sata II (Para servidores de Email

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Índice Conteúdo Página Legendas 3 1.0 Primeiro acesso 5 2.0 Cadastro de login e senha 6 3.0 Configuração do Blocker 7 3.1 Senha de acesso 8 3.2 Grade de Horário 9 3.2.1 Configurando

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O ProApps Security O ProApps Security é um componente da suíte de Professional Appliance focada na segurança de sua empresa ou rede. A solução pode atuar como gateway e como solução IDS/IPS no ambiente.

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Iniciando a configuração do BOT

Iniciando a configuração do BOT Iniciando a configuração do BOT Traduzido por: Antonio Edivaldo de O. Gaspar, edivaldo.gaspar(at)gmail(dot)com Texto original: http://www.blockouttraffic.de/gettingstarted.php Revisado em: 25/07/06 09:00

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL Documento: Tutorial Autor: Iuri Sonego Cardoso Data: 27/05/2005 E-mail: iuri@scripthome.cjb.net Home Page: http://www.scripthome.cjb.net ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Manual das funcionalidades Webmail AASP

Manual das funcionalidades Webmail AASP Manual das funcionalidades Webmail AASP 1. Configurações iniciais 2. Regras 3. Histórico da conta 4. Autorresposta 5. Dados de acesso (alterando senha de acesso) 6. Identidade (assinatura) 7. Redirecionamento

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Nettion Security & Net View. Mais que um software, gestão em Internet.

Nettion Security & Net View. Mais que um software, gestão em Internet. Nettion Security & Net View Mais que um software, gestão em Internet. Net View & Nettion Security Mais que um software, gestão em Internet. A Net View e a Nettion Security Software se uniram para suprir

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Equipes de suporte 4 Jumpoint 5 Jump Clients 6 Bomgar Button 6 Mensagens

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL

GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL O módulo Filtro URL estende a funcionalidade do Netdeep Secure com a capacidade de bloquear o acesso a conteúdo web indesejado, filtrando

Leia mais

Manual do Usuário DENATRAN

Manual do Usuário DENATRAN Manual do Usuário DENATRAN Confidencial Portal SISCSV - 2007 Página 1 Índice Analítico 1. INTRODUÇÃO 5 2. ACESSANDO O SISCSV 2.0 6 2.1 Configurando o Bloqueador de Pop-Ups 6 3. AUTENTICAÇÃO DO USUÁRIO

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

OAB Online... 4. Acesso ao Sistema... 9. Publicações... 9. Marcar Prazo...10. Pesquisa por Publicações...11. Configuração de Preferências...

OAB Online... 4. Acesso ao Sistema... 9. Publicações... 9. Marcar Prazo...10. Pesquisa por Publicações...11. Configuração de Preferências... Índice Introdução OAB Online............................................ 4 Sistema OAB On-line Acesso ao Sistema........................................ 9 Publicações............................................

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

GUIA RÁPIDO. DARUMA Viva de um novo jeito

GUIA RÁPIDO. DARUMA Viva de um novo jeito GUIA RÁPIDO DARUMA Viva de um novo jeito Dicas e Soluções para IPA210 Leia atentamente as dicas a seguir para configurar seu IPA210. Siga todos os tópicos para que seja feita a configuração básica para

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10 Treinamentos pfsense Página 1 de 10 Definições, Acrônimos e Abreviações Abreviação / Sigla WAN LAN UTM pfsense BGP Descrição Wide Area Network - Rede de longa distância (interface de rede para links de

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

Passo a Passo da instalação da VPN

Passo a Passo da instalação da VPN Passo a Passo da instalação da VPN Dividiremos este passo a passo em 4 partes: Requisitos básicos e Instalação Configuração do Servidor e obtendo Certificados Configuração do cliente Testes para saber

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Fox Gerenciador de Sistemas

Fox Gerenciador de Sistemas Fox Gerenciador de Sistemas Índice 1. FOX GERENCIADOR DE SISTEMAS... 4 2. ACESSO AO SISTEMA... 5 3. TELA PRINCIPAL... 6 4. MENU SISTEMAS... 7 5. MENU SERVIÇOS... 8 5.1. Ativação Fox... 8 5.2. Atualização

Leia mais

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR 1 - Integra Services Atenção: o Integra Services está disponível a partir da versão 2.0 do software Urano Integra. O Integra Services é um aplicativo que faz parte

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM Manual SRM 1 Índice 1. Requerimentos Técnicos para Utilização do Sistema... 4 1.1 Hardware... 4 1.2 Software... 5 1.3 Conexão à Internet... 9 2. Desabilitação do Bloqueio Automático de Pop-ups...10 3.

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Índice Introdução ao Serviço de E-mail O que é um servidor de E-mail 3 Porque estamos migrando nosso serviço de correio eletrônico? 3 Vantagens de utilização

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Access Point Router 150MBPS

Access Point Router 150MBPS Access Point Router 150MBPS Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: NDDigital n-access Versão: 4.2 Versão do Doc.: 1.1 Autor: Lucas Santini Data: 27/04/2011 Aplica-se à: NDDigital n-billing Detalhamento de Alteração do Documento Alterado

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos:

Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC. Pré-Requisitos: Setor de Informática UNISC Manual Prático: Como conectar-se à rede Sem Fio (Wireless) da UNISC Pré-Requisitos: O Notebook deve possuir adaptador Wireless instalado (drivers) e estar funcionando no seu

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP Obrigado por utilizar os produtos Dimy s. Antes de operar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual para obter um desempenho adequado. Por favor,

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

Kaspersky Security Center 10 SP1 (KSC 10 SP1) Como criar Exclusões

Kaspersky Security Center 10 SP1 (KSC 10 SP1) Como criar Exclusões Kaspersky Security Center 10 SP1 (KSC 10 SP1) Como criar Exclusões Regras de exclusão são grupos de condições que o Kaspersky Endpoint Security utiliza para omitir um objeto durante uma varredura (scan)

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

1. DHCP a. Reserva de IP

1. DHCP a. Reserva de IP Configuração de recursos do roteador wireless Tenda 1. DHCP a. Reserva de IP Ao se conectar uma rede que possua servidor DHCP, o host recebe um IP dentro da faixa de distribuição. A cada conexão, o host

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Manual do Aplicativo de Configurações J INTRODUÇÃO Este manual visa explicar a utilização do software embarcado do equipamento Prisma. De fácil utilização e com suporte a navegadores de internet de todos

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema.

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema. O que é o projeto O PROINFODATA - programa de coleta de dados do projeto ProInfo/MEC de inclusão digital nas escolas públicas brasileiras tem como objetivo acompanhar o estado de funcionamento dos laboratórios

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

MODEM USB LTE. Manual do Usuário

MODEM USB LTE. Manual do Usuário MODEM USB LTE Manual do Usuário 2 Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 4 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações...

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20 Guia de utilização Índice Introdução... 3 O que é o sistema BlueTalk... 3 Quem vai utilizar?... 3 A utilização do BlueTalk pelo estagiário do Programa Acessa Escola... 5 A arquitetura do sistema BlueTalk...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO VOIP

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO VOIP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO VOIP 1 INDICE 1. Identifique seu tipo de conexão à internet:... 3 1.1 Como Identificar sua Conexão Banda Larga... 3 1.1.1 Conexão ADSL... 3 1.1.2 Conexão a Cabo... 3

Leia mais

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet.

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. CORREIO inotes Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. Na sua Área de Trabalho execute dois cliques rápidos no ícone do Internet Explorer. Ao ser exibida a primeira tela do Internet

Leia mais

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows Abril de 2015 Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop,

Leia mais

Manual do usuário. Mobile Auto Download

Manual do usuário. Mobile Auto Download Manual do usuário Mobile Auto Download Mobile Auto Download Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para a sua instalação e

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Manual do Portal do Usuário 4.8

Manual do Portal do Usuário 4.8 Manual do Portal do Usuário 4.8 Este Manual MobiDM descreve as operações básicas do portal ao nível de acesso do usuário Versão: x.x Manual do Usuário MOBIDM Página 1 Índice Introdução 2 Arquivos de ajuda

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Principais Benefícios. ESET Endpoint Security

Principais Benefícios. ESET Endpoint Security Principais Benefícios ESET Endpoint Security Principais Características: - Firewall Pessoal... 1 - AntiSpam... 2 -Bloqueio de Dispositivos... 3 -Bloqueio de URLs... 4 -Agendamento de Tarefas... 5 - ESET

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais