RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO MACHADO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO MACHADO"

Transcrição

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONVITE nº 008/2008 PROJETOS: GEOMÉTRICO, TERRAPLENAGEM, PAVIMENTAÇÃO, DRENAGEM E SINALIZAÇÃO DE VIAS RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO MACHADO Est. 0 a Est. 33 TRECHO ENTRE A RUA JOSÉ OTÁVIO E A RUA VENÂNCIO AIRES BAIRRO CENTRO BAGÉ RS VOLUME 2 - PLANILHAS DE CÁLCULO DOS PROJETOS Porto Alegre, Julho de 2008 Rua Delfina Fusquini Siriani, 65 CEP Jardim Vila Nova Porto Alegre RS C.G.C / Fones/Fax: (051) e

2 1.ÍNDICE 1. ÍNDICE APRESENTAÇÃO ANEXOS

3 2. APRESENTAÇÃO Este documento é decorrente do contrato firmado entre o Município de Bagé através da Prefeitura Municipal de Bagé/SMAU, e a empresa Aerogeo Aerofotogrametria, Geoprocessamento e Engenharia Ltda., para elaboração de Projetos Geométricos, de Pavimentação, de Drenagem e de Sinalização Horizontal e Vertical da Avenida Leonel de Moura Brizola; das ruas 11 de Junho, Orvandil Alves Lucas, Walter Dias da Costa e Aksakof de Vilhena; das ruas Clélia Gomes Araújo, Gedeão Ratto e Travessa 45 e; das ruas Caetano Gonçalves e Vereador Pinto Machado, referente ao convite nº 008/2008. Este relatório, Volume 2 de 4 apresenta as planilhas de cálculo e detalhes decorrentes dos projeto acima citados da ruas Caetano Gonçalves e Vereador Pinto Machado, trecho entre a Rua José Otávio, e a Rua Venâncio Aires, Bairro Centro - cidade de Bagé-RS. A extensão total do projeto é de aproximadamente 660 m. Engº. Civil Milton Dupont CREA / RS Porto Alegre, Julho de 2008.

4 SUMARIO 1 PROJETO HORIZONTAL - LISTAGEM DO ESTAQUEAMENTO - LISTAGEM DAS CURVAS HORIZONTAIS 2 PROJETO VERTICAL - LISTAGEM DO GREIDE DE PROJETO - LISTAGEM DAS CURVAS VERTICAIS 3 - SONDAGENS 4 - PLANILHA DE CÁLCULO DO ISP 5 NOTAS DE SERVIÇO 6 SEÇÃO TIPO 7 MUROS DE ARRIMO 8 QUANTITATIVOS SINALIZAÇÃO GEOMÉTRICO DRENAGEM 9 - PLANILHA DE DIMENSIONAMENTO HIDRÁULICO

5 1 PROJETO HORIZONTAL LISTAGEM DO ESTAQUEAMENTO LISTAGEM DAS CURVAS HORIZONTAIS

6 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua C. Gonçalves - Pista Direita Data: 28/08/08 Hora: 10:28 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 0 0 0, , , , '59" 0+10,750 V0 10, , , , '59" 0+12,321 PCV1 12, , , , '59" 1 20, , , , '59" 1+1,321 PTV1 21, , , '59" 1+1,500 PCV2 21, , , '59" 1+18,500 PTV2 38, , , '59" 1+19,892 PC1 39, , , , '59" 2 40, , , , '27" 3 60, , , , '39" 3+0,860 PCV3 60, , , , '29" 3+3,867 PT1 63, , , , '03" 4 80, , , , '03" 4+0,860 PTV3 80, , , '03" 4+0,900 80, , , , '03" 4+1,269 PCV4 81, , , '03" 5 100, , , , '03" 5+0, , , , , '03" 5+1,974 PI2 101, , , , '57" 6 120, , , , '52" 6+0, , , , , '52" 7 140, , , , '52" 7+0, , , , , '52" 7+3,269 PTV4 143, , , '52" 7+8,625 PC3 148, , , , '52" 8 160, , , , '11" 8+0, , , , , '08" 8+6, , , , , '18" 9 180, , , , '32" 9+1, , , , , '28" 9+16, , , , , '43" , , , , '54" 10+16, , , , , '52" , , , , '15" 11+5,000 PCV5 225, , , '51" 11+17, , , , , '26" , , , , '37" 12+1, , , , , '38" 12+17, , , , , '29" , , , , '59" 13+4,829 PT3 264, , , , '11" 13+15,000 PTV5 275, , , '11" 13+17, , , , , '11" , , , , '11" 14+17, , , , , '11" , , , , '11" 15+14,261 PCV6 314, , , '11" 15+14, , , , , '11" 15+17, , , , , '11" , , , , '11" 16+3, , , , , '11" Sistema topograph char *Pointer Informática

7 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua C. Gonçalves - Pista Direita Data: 28/08/08 Hora: 10:28 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 16+14,261 PCCV7 334, , , '11" 16+15,539 PI4 335, , , , '56" 16+16, , , , , '41" , , , , '41" 17+14,261 PTV7 354, , , '41" 17+16, , , , , '41" , , , , '41" 18+1,690 PCV8 361, , , '41" 18+11,691 PC5 371, , , , '41" 18+16, , , , , '27" , , , , '17" 19+8,208 PT5 388, , , , '23" 19+8,223 PC6 388, , , , '23" 19+11,690 PTV8 391, , , '38" , , , , '05" 20+0, , , , , '54" 20+2,636 PT6 402, , , , '11" 21 PCV9 420, , , , '11" 21+0, , , , , '11" , , , , '11" 22+0, , , , , '11" 23 PTV9 460, , , , '11" 23+0, , , , , '11" 23+0,872 PCV10 460, , , '11" , , , , '11" 24+0, , , , , '11" 24+9, , , , , '11" 24+10,377 PC7 490, , , , '11" 24+14,872 PTV10 494, , , , '02" 24+16, , , , , '39" , , , , '40" 25+1, , , , , '29" 25+3, , , , , '09" 25+4,464 PCV11 504, , , , '51" 25+15,629 PT7 515, , , , '03" , , , , '03" 26+1, , , , , '03" , , , , '03" 27+1, , , , , '03" 27+4,464 PTV11 544, , , '03" 27+6,434 PCV12 546, , , '03" , , , , '03" 28+2, , , , , '03" 28+15,818 PC8 575, , , , '03" , , , , '50" 29+1,418 PT8 581, , , , '34" 29+2, , , , , '34" , , , , '34" 30+2,434 PTV12 602, , , '34" 30+3, , , , , '34" 30+15,000 PCV13 615, , , '34" Sistema topograph char *Pointer Informática

8 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua C. Gonçalves - Pista Direita Data: 28/08/08 Hora: 10:28 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute , , , , '34" 31+3, , , , , '34" , , , , '34" 32+3, , , , , '34" 32+5,000 PTV13 645, , , '34" 32+7,442 PCV14 647, , , '34" 32+10,333 CALÇAMENTO 650, , , , '34" 32+12,442 V 652, , , , '34" 32+14, , , , , '34" 32+16,323 PF 656, , , , '34" Sistema topograph char *Pointer Informática

9 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Direita Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-1 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão 0 PI , , , , '59" '03" 51,932 50, '56" PD , ,6929 Ângulo Central: 13 04'56" Tangente: 12,040 Dist. Externa: 0,688 Deflexão/Metro: 0, Raio: 105,000 Corda: 23,922 Desenvolv.: 23,974 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC1 1+19, , ,5948 Centro , ,6640 PT1 3+3, , ,5143 Curva Horizontal: PD-2 - Circular Simples (Tangente) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-1 PD , , , , '03" '52" 50, , '11" PI , ,8996 Curva Horizontal: PI-3 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PD-2 PI , , , , '52" 1 55'11" 105, , '20" PD , ,2517 Ângulo Central: 26 57'20" Tangente: 59,198 Dist. Externa: 6,995 Deflexão/Metro: 0, Raio: 247,000 Corda: 115,135 Desenvolv.: 116,204 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC3 7+8, , ,9510 Centro , ,7441 PT3 13+4, , ,8828 Sistema topograph char *Pointer Informática

10 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Direita Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PD-4 - Circular Simples (Tangente) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-3 PD , , , , '11" 10 56'41" 129,908 44, '29" PI , ,7170 Curva Horizontal: PI-5 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PD-4 PI , , , , '41" 39 37'23" 44,587 15, '43" PI , ,8735 Ângulo Central: 28 40'43" Tangente: 8,436 Dist. Externa: 1,061 Deflexão/Metro: 0, Raio: 33,000 Corda: 16,346 Desenvolv.: 16,518 G. Curva/Metro: 1, Ponto Estaca Norte Este PC , , ,1154 Centro , ,5151 PT5 19+8, , ,0967 Curva Horizontal: PI-6 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-5 PI , , , , '23" 2 05'11" 15, , '12" PI , ,8035 Ângulo Central: 37 32'12" Tangente: 7,476 Dist. Externa: 1,236 Deflexão/Metro: 1, Raio: 22,000 Corda: 14,157 Desenvolv.: 14,413 G. Curva/Metro: 2, Ponto Estaca Norte Este PC6 19+8, , ,1059 Centro , ,1603 PT6 20+2, , ,1457 Sistema topograph char *Pointer Informática

11 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Direita Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-7 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-6 PI , , , , '11" '03" 107,949 75, '07" PI , ,9331 Ângulo Central: 18 05'07" Tangente: 12,732 Dist. Externa: 1,007 Deflexão/Metro: 0, Raio: 80,000 Corda: 25,147 Desenvolv.: 25,252 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC , , ,3399 Centro , ,3930 PT , , ,2943 Curva Horizontal: PI-8 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-7 PI , , , , '03" '34" 75,721 77, '30" PF , ,7299 Ângulo Central: 3 12'30" Tangente: 2,801 Dist. Externa: 0,039 Deflexão/Metro: 0, Raio: 100,000 Corda: 5,599 Desenvolv.: 5,600 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC , , ,7050 Centro , ,8317 PT8 29+1, , ,3131 Sistema topograph char *Pointer Informática

12 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 0 0 0, , , , '59" 0+10,500 PCV1 10, , , , '59" 0+19,750 19, , , , '59" 1 20, , , , '59" 1+0,500 PTV1 20, , , '59" 1+18,806 PC1 38, , , , '59" 1+19,750 39, , , , '02" 2 40, , , , '20" 2+17,000 PCV2 57, , , '59" 2+18,910 58, , , , '20" 3 60, , , , '18" 3+18,950 78, , , , '55" 4 80, , , , '17" 4+8,318 PT1 88, , , , '59" 4+18,158 PC2 98, , , , '59" 4+19,350 99, , , , '34" 5 100, , , , '09" 5+19, , , , , '51" 6 120, , , , '27" 6+3,878 PT2 123, , , , '14" 6+7,000 PTV2 127, , , '14" 6+19, , , , , '14" 7 140, , , , '14" 7+19, , , , , '14" 8 160, , , , '14" 8+5, , , , , '14" 8+7, , , , , '14" 8+7,864 PC3 167, , , , '14" 8+19, , , , , '19" 9 180, , , , '51" 9+2,073 PT3 182, , , , '28" 10 PCV30 200, , , , '28" 10+1, , , , , '28" 10+16,943 PC4 216, , , , '28" , , , , '34" 11+1, , , , , '30" 12 PTV30 240, , , , '07" 12+1,463 PT4 241, , , , '25" 12+2, , , , , '25" 12+6,266 PCV3 246, , , '25" , , , , '25" 13+2, , , , , '25" , , , , '25" 14+2, , , , , '25" 14+6,266 PTV3 286, , , '25" 14+19,414 PC5 299, , , , '25" , , , , '46" 15+2, , , , , '19" 15+2,500 PCV4 302, , , '18" 15+17, , , , , '44" , , , , '21" Sistema topograph char *Pointer Informática

13 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 16+0, , , , , '48" 16+3, , , , , '21" 16+8,686 PC6 328, , , , '49" 16+12,500 PCCV 332, , , '34" , , , , '00" 17+3, , , , , '41" 17+4, , , , , '41" , , , , '41" 18+2,500 PTV 362, , , '41" 18+4, , , , , '41" 18+5, , , , , '41" , , , , '48" 19+4, , , , , '33" , , , , '02" 20+5, , , , , '05" , , , , '15" 21+5, , , , , '19" 21+13,390 PT7 433, , , , '06" , , , , '06" 22+5, , , , , '06" 22+8, , , , , '06" 22+18,000 PCV5 458, , , '06" , , , , '06" 23+5, , , , , '06" , , , , '06" 24+5, , , , , '06" 24+14, , , , , '06" 24+18,000 PTV5 498, , , '06" , , , , '06" 25+0, , , , , '06" 25+0, , , , , '06" 25+5, , , , , '06" 25+7, , , , , '06" 25+15,000 PCV7 515, , , '06" , , , , '06" 26+5, , , , , '06" , , , , '06" 27+5, , , , , '06" 27+10,455 PI8 550, , , , '57" 27+15,000 PTV7 555, , , '47" , , , , '47" 28+5,000 PCV8 565, , , '47" 28+5, , , , , '47" , , , , '47" 29+5, , , , , '47" , , , , '47" 30+2, , , , , '47" 30+15,000 PTV8 615, , , '47" , , , , '47" 31+3, , , , , '47" , , , , '47" Sistema topograph char *Pointer Informática

14 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 32+3, , , , , '47" 32+9,160 PCV9 649, , , '47" 32+12, , , , , '47" 32+14, , , , , '47" 32+15,160 PTV9 655, , , '47" 32+17,924 V 657, , , , '47" Sistema topograph char *Pointer Informática

15 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-1 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão 0 PI , , , , '59" '59" 64,097 48, '00" PI , ,2697 Ângulo Central: 28 48'00" Tangente: 25,291 Dist. Externa: 3,195 Deflexão/Metro: 0, Raio: 98,500 Corda: 48,992 Desenvolv.: 49,512 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC1 1+18, , ,7803 Centro , ,2833 PT1 4+8, , ,9658 Curva Horizontal: PI-2 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-1 PI , , , , '59" '14" 48,057 64, '16" PI , ,5123 Ângulo Central: 14 14'16" Tangente: 12,926 Dist. Externa: 0,804 Deflexão/Metro: 0, Raio: 103,500 Corda: 25,653 Desenvolv.: 25,719 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC2 4+18, , ,0459 Centro , ,7224 PT2 6+3, , ,2719 Sistema topograph char *Pointer Informática

16 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-3 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-2 PI , , , , '14" '28" 64,031 54, '14" PI , ,3807 Ângulo Central: 8 45'14" Tangente: 7,118 Dist. Externa: 0,272 Deflexão/Metro: 0, Raio: 93,000 Corda: 14,195 Desenvolv.: 14,209 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC3 8+7, , ,2646 Centro , ,0318 PT3 9+2, , ,7912 Curva Horizontal: PI-4 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-3 PI , , , , '28" 0 03'25" 54,310 85, '57" PI , ,4658 Ângulo Central: 14 02'57" Tangente: 12,322 Dist. Externa: 0,756 Deflexão/Metro: 0, Raio: 100,000 Corda: 24,459 Desenvolv.: 24,521 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC , , ,3601 Centro , ,3929 PT4 12+1, , ,3930 Sistema topograph char *Pointer Informática

17 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-5 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-4 PI , , , , '25" 38 36'45" 85,487 22, '20" PI , ,8015 Ângulo Central: 38 33'20" Tangente: 15,215 Dist. Externa: 2,584 Deflexão/Metro: 0, Raio: 43,500 Corda: 28,723 Desenvolv.: 29,272 G. Curva/Metro: 1, Ponto Estaca Norte Este PC , , ,4507 Centro , ,9506 PC6 16+8, , ,9604 Curva Horizontal: PI-6 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-5 PI , , , , '45" 10 56'41" 22,972 63, '04" PI , ,8798 Ângulo Central: 27 40'08" Tangente: 7,757 Dist. Externa: 0,941 Deflexão/Metro: 0, Raio: 31,500 Corda: 15,064 Desenvolv.: 15,211 G. Curva/Metro: 1, Ponto Estaca Norte Este PC6 16+8, , ,9604 Centro , ,3472 PT6 17+3, , ,2742 Sistema topograph char *Pointer Informática

18 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua C. Gonçalves - Pista Esquerda Data: 28/08/08 Hora: 10:29 Página: 4 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-7 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-6 PI , , , , '41" '06" 63, , '35" PD , ,4684 Ângulo Central: 19 27'35" Tangente: 34,294 Dist. Externa: 2,919 Deflexão/Metro: 0, Raio: 200,000 Corda: 67,601 Desenvolv.: 67,927 G. Curva/Metro: 0, Ponto Estaca Norte Este PC7 18+5, , ,3688 Centro , ,0066 PT , , ,8020 Curva Horizontal: PD-8 - Circular Simples (Tangente) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão PI-7 PD , , , , '06" '47" 151, , '41" PF , ,2715 Sistema topograph char *Pointer Informática

19 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua Lateral Data: 28/08/08 Hora: 10:30 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 0 0, , , , '30" 0+4,000 4, , , , '30" 0+10,520 PCV1 10, , , , '30" 0+16,520 PTV1 16, , , '30" 1 20, , , , '30" 1+4,700 24, , , , '30" 1+6,000 PCV2 26, , , '30" 2 40, , , , '30" 2+5,410 45, , , , '30" 2+10,000 PCCV3 50, , , '30" 3 60, , , , '30" 3+1,590 61, , , , '30" 3+14,000 PTV3 74, , , '30" 4 80, , , , '30" 4+1,590 81, , , , '30" 4+7,000 PCV4 87, , , '30" 5 100, , , , '30" 5+1, , , , , '30" 5+9, , , , '30" 5+11,746 PC1 111, , , , '30" 6 120, , , , '03" 6+3,662 PT1 123, , , , '00" 6+7,000 PTV4 127, , , , '00" 6+16,885 V 136, , , , '00" Sistema topograph char *Pointer Informática

20 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua Lateral Data: 28/08/08 Hora: 10:30 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Horizontal: PI-1 - Circular Simples (Raio) Vértice Norte Este Azimute Distância Deflexão 0 PI , , , , '30" '00" 118,526 20, '30" PF , ,3895 Ângulo Central: 68 16'30" Tangente: 6,780 Dist. Externa: 2,082 Deflexão/Metro: 2, Raio: 10,000 Corda: 11,224 Desenvolv.: 11,916 G. Curva/Metro: 5, Ponto Estaca Norte Este PC1 5+11, , ,3231 Centro , ,5044 PT1 6+3, , ,3782 Sistema topograph char *Pointer Informática

21 Aerogeo Ltda Traçado Horizontal: Rua Rodrigues Lima Data: 28/08/08 Hora: 10:31 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Progressiva Norte Este Cota Azimute 0 0, , , , '55" 0+2,500 PCV1 2, , , , '55" 0+10,000 10, , , , '55" 0+12,500 12, , , , '55" 0+16,000 16, , , , '55" 0+17,500 PCCV2 17, , , '55" 1 20, , , , '55" 1+2,500 PTV2 22, , , '55" 1+6,042 V 26, , , , '55" Sistema topograph char *Pointer Informática

22 2 PROJETO VERTICAL RELATÓRIO DO GREIDE DE PROJETO LISTAGEM DAS CURVAS VERTICAIS

23 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:31 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 0+10,750 V0 215,092 Caetano Goncalves ld 0+12,321 PCV1 215, , ,321 PTV1 214, ,500 PCV2 214, ,500 PTV2 212, ,892 PC1 212, , , ,860 PCV3 210, ,867 PT1 210, , ,860 PTV3 209, , , ,269 PCV4 209, , , , ,974 PI2 208, , , , , , , ,269 PTV4 207, ,625 PC3 207, , , , , , , , , , , , , , , ,000 PCV5 208, , , , , , , , , ,829 PT3 210, ,000 PTV5 210, , , , , , , ,261 PCV6 214, , , , , , , , ,261 PCCV7 215,102 Sistema topograph char *Pointer Informática

24 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:31 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 16+15,539 PI4 215, , , , ,261 PTV7 215, , , , ,690 PCV8 215, ,691 PC5 214, , , , ,208 PT5 214, ,223 PC6 214, ,690 PTV8 214, , , , ,636 PT6 213, PCV9 212, , , , , , PTV9 211, , , ,872 PCV10 211, , , , , , ,377 PC7 212, ,872 PTV10 212, , , , , , , , ,464 PCV11 213, ,629 PT7 213, , , , , , , ,464 PTV11 216, ,434 PCV12 216, , , , ,818 PC8 219, , ,418 PT8 219, , , , ,434 PTV12 219, , , ,000 PCV13 219, ,880 Sistema topograph char *Pointer Informática

25 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:31 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 31+3, , , , , ,000 PTV13 218, ,442 PCV14 218, ,333 CALÇAMENTO 218, ,442 V 218,267 Sistema topograph char *Pointer Informática

26 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 2 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) 0 PIV1 0+10, , , ,739-5, , ,071 13,179 1,761 PIV ,740 Parábola Simples Comprimento: 9,000 Raio Vertical: -511,141 Constante 0, Dist. Externa: 0,020 Ponto Estaca Cota PCV1 0+12, ,001 PTV1 1+1, ,398 Curva Vertical: 3 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV1 PIV2 0+16, , ,740-7, , ,179 40,860 2,041 PIV3 3+10,86 209,809 Parábola Simples Comprimento: 17,000 Raio Vertical: -832,868 Constante 0, Dist. Externa: 0,043 Ponto Estaca Cota PCV2 1+1, ,384 PTV2 1+18, ,922 Curva Vertical: 4 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV2 PIV ,86 213, ,809-9, , ,860 41,409 3,092 PIV4 5+12, ,106 Parábola Simples Comprimento: 20,000 Raio Vertical: 646,775 Constante -0, Dist. Externa: -0,077 Ponto Estaca Cota PCV3 3+0, ,771 PTV3 4+0, ,156 Sistema topograph char *Pointer Informática

27 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 5 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV3 PIV4 3+10, , , ,106-6, , , ,731 7,864 PIV ,946 Parábola Simples Comprimento: 62,000 Raio Vertical: 788,409 Constante -0, Dist. Externa: -0,609 Ponto Estaca Cota PCV4 4+1, ,130 PTV4 7+3, ,520 Curva Vertical: 6 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV4 PIV5 5+12, , ,946 1, , ,731 74,261 6,790 PIV6 16+4, ,981 Parábola Simples Comprimento: 50,000 Raio Vertical: 736,344 Constante -0, Dist. Externa: -0,424 Ponto Estaca Cota PCV5 11+5, ,612 PTV , ,977 Curva Vertical: 7 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV5 PIV , , ,981 8, , ,261 20,000 6,908 PIV7 17+4, ,224 Parábola Simples Comprimento: 20,000 Raio Vertical: -289,513 Constante 0, Dist. Externa: 0,173 Ponto Estaca Cota PCV , ,168 PCCV , ,102 Sistema topograph char *Pointer Informática

28 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 8 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV6 PIV7 16+4, , , ,224 1, , ,000 32,429 2,034 PIV ,69 214,960 Parábola Simples Comprimento: 20,000 Raio Vertical: -983,192 Constante 0, Dist. Externa: 0,051 Ponto Estaca Cota PCCV , ,102 PTV , ,143 Curva Vertical: 9 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV7 PIV8 17+4, ,69 215, ,960-0, , ,429 63,310 5,043 PIV ,250 Parábola Simples Comprimento: 30,000 Raio Vertical: -594,858 Constante 0, Dist. Externa: 0,189 Ponto Estaca Cota PCV8 18+1, ,082 PTV , ,081 Curva Vertical: 10 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV8 PIV , , ,250-5, , ,310 37,872 7,045 PIV , ,699 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: 567,739 Constante -0, Dist. Externa: -0,352 Ponto Estaca Cota PCV ,422 PTV ,487 Sistema topograph char *Pointer Informática

29 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 4 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 11 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV9 PIV , , ,699 1, , ,872 46,592 3,798 PIV , ,022 Parábola Simples Comprimento: 34,000 Raio Vertical: 895,182 Constante -0, Dist. Externa: -0,161 Ponto Estaca Cota PCV , ,498 PTV , ,547 Curva Vertical: 12 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV10 PIV , , , ,022 4, , ,592 49,970 7,258 PIV , ,139 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: 551,137 Constante -0, Dist. Externa: -0,363 Ponto Estaca Cota PCV , ,025 PTV , ,470 Curva Vertical: 13 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV11 PIV , , , ,139 12, , ,970 55,566 12,742 PIV ,861 Parábola Simples Comprimento: 56,000 Raio Vertical: -439,491 Constante 0, Dist. Externa: 0,892 Ponto Estaca Cota PCV , ,711 PTV , ,999 Sistema topograph char *Pointer Informática

30 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA DIREITA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 5 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 14 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV12 PIV , , ,861-0, , ,566 19,942 7,322 PIV , ,301 Parábola Simples Comprimento: 30,000 Raio Vertical: -409,703 Constante 0, Dist. Externa: 0,275 Ponto Estaca Cota PCV , ,936 PTV , ,688 Curva Vertical: 15 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV13 PIV , , ,301-7, , ,942 2,500 6,460 PF 32+12, ,267 Parábola Simples Comprimento: 5,000 Raio Vertical: 77,400 Constante -0, Dist. Externa: -0,040 Ponto Estaca Cota PCV , ,497 V 32+12, ,267 Sistema topograph char *Pointer Informática

31 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 0+10,500 PCV1 215,134 Caetano Goncalves le 0+19, , , ,500 PTV1 214, ,806 PC1 212, , , , ,000 PCV2 210, , , , , , , ,318 PT1 208, ,158 PC2 208, , , , , , , ,878 PT2 208, ,000 PTV2 208, , , , , , , , , , , ,864 PC3 208, , , , ,073 PT3 209, PCV30 209, , , ,943 PC4 209, , , , PTV30 209, ,463 PT4 209, , , ,266 PCV3 209, , , , , , , ,266 PTV3 211, ,414 PC5 212, , , , ,500 PCV4 213, , , , , ,467 Sistema topograph char *Pointer Informática

32 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 16+3, , ,686 PC6 214, ,500 PCCV 214, , , , , , , ,500 PTV 215, , , , , , , , , , , , , , ,390 PT7 214, , , , , , ,000 PCV5 214, , , , , , , , , ,000 PTV5 214, , , , , , , , , , ,000 PCV7 214, , , , , , , ,455 PI8 216, ,000 PTV7 217, , ,000 PCV8 218, , , , , , , , , ,000 PTV8 220, , , , , , ,188 Sistema topograph char *Pointer Informática

33 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:35 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 32+9,160 PCV9 218, , , , , ,160 PTV9 218, ,924 V 218,756 Caetano Goncalves le Sistema topograph char *Pointer Informática

34 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:36 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 2 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) 0 PIV1 0+10, ,50 215, ,817-6, , ,000 76,500 3,191 PIV ,526 Parábola Simples Comprimento: 10,000 Raio Vertical: -313,409 Constante 0, Dist. Externa: 0,040 Ponto Estaca Cota PCV1 0+10, ,134 PTV1 1+0, ,340 Curva Vertical: 3 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV1 PIV2 0+15, , ,526-9, , , ,000 11,285 PIV ,772 Parábola Simples Comprimento: 70,000 Raio Vertical: 620,285 Constante -0, Dist. Externa: -0,987 Ponto Estaca Cota PCV2 2+17, ,862 PTV2 6+7, ,140 Curva Vertical: 4 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV2 PIV , ,772 1, , ,000 46,266 2,325 PIV3 13+6, ,508 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: ,248 Constante 0, Dist. Externa: 0,116 Ponto Estaca Cota PCV ,421 PTV ,657 Sistema topograph char *Pointer Informática

35 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:36 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 5 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV30 PIV , , ,508-0, , ,266 51,234 10,500 PIV ,50 214,594 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: 380,970 Constante -0, Dist. Externa: -0,525 Ponto Estaca Cota PCV3 12+6, ,622 PTV3 14+6, ,493 Curva Vertical: 6 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV3 PIV4 13+6, ,50 209, ,594 9, , ,234 30,000 7,694 PIV 17+7,5 215,265 Parábola Simples Comprimento: 30,000 Raio Vertical: -389,939 Constante 0, Dist. Externa: 0,289 Ponto Estaca Cota PCV4 15+2, ,105 PCCV 16+12, ,930 Curva Vertical: 7 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV4 PIV 15+17, ,5 214, ,265 2, , , ,500 3,051 PIV ,200 Parábola Simples Comprimento: 30,000 Raio Vertical: -983,206 Constante 0, Dist. Externa: 0,114 Ponto Estaca Cota PCCV 16+12, ,930 PTV 18+2, ,143 Sistema topograph char *Pointer Informática

36 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:36 Página: 3 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 8 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV PIV5 17+7, , ,200-0, , ,500 57,000 1,904 PIV ,820 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: 2.101,066 Constante -0, Dist. Externa: -0,095 Ponto Estaca Cota PCV , ,363 PTV , ,418 Curva Vertical: 9 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV5 PIV , ,820 1, , ,000 55,000 11,017 PIV ,478 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: 363,079 Constante -0, Dist. Externa: -0,551 Ponto Estaca Cota PCV , ,602 PTV , ,241 Curva Vertical: 10 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV7 PIV , ,478 12, , ,000 62,160 16,387 PIV ,16 218,815 Parábola Simples Comprimento: 50,000 Raio Vertical: -305,115 Constante 0, Dist. Externa: 1,024 Ponto Estaca Cota PCV8 28+5, ,451 PTV , ,407 Sistema topograph char *Pointer Informática

37 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): GREIDE PISTA ESQUERDA Data: 28/08/08 Hora: 10:36 Página: 4 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 11 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV8 PIV ,16 221, ,815-4, , ,160 5,764 3,252 PF 32+17, ,756 Parábola Simples Comprimento: 6,000 Raio Vertical: 184,524 Constante -0, Dist. Externa: -0,024 Ponto Estaca Cota PCV9 32+9, ,944 PTV , ,784 Sistema topograph char *Pointer Informática

38 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: Rua Lateral Data: 28/08/08 Hora: 10:36 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 0 V0 214,437 Rua Lateral-Caetano G 0+4, , ,520 PCV1 214, ,520 PTV1 214, , , , ,000 PCV2 215, , , , ,000 PCCV3 217, , , , ,000 PTV3 219, , , , ,000 PCV4 219, , , , , , ,746 PC1 219, , ,662 PT1 219, ,000 PTV4 218, ,885 V 218,150 Rua Lateral-Caetano G Sistema topograph char *Pointer Informática

39 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua Lateral Data: 28/08/08 Hora: 10:37 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 2 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) 0 PIV ,52 214, ,654 1, , ,520 24,480 3,896 PIV2 1+18,00 216,000 Parábola Simples Comprimento: 6,000 Raio Vertical: 154,023 Constante -0, Dist. Externa: -0,029 Ponto Estaca Cota PCV1 0+10, ,606 PTV1 0+16, ,819 Curva Vertical: 3 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV1 PIV2 0+13, ,00 214, ,000 5, , ,480 24,000 6,043 PIV3 3+2,00 218,770 Parábola Simples Comprimento: 24,000 Raio Vertical: 397,185 Constante -0, Dist. Externa: -0,181 Ponto Estaca Cota PCV2 1+6, ,340 PCCV3 2+10, ,385 Curva Vertical: 4 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV2 PIV3 1+18,00 3+2,00 216, ,770 11, , ,000 45,000 8,586 PIV4 5+7,00 220,100 Parábola Simples Comprimento: 24,000 Raio Vertical: -279,521 Constante 0, Dist. Externa: 0,258 Ponto Estaca Cota PCCV3 2+10, ,385 PTV3 3+14, ,125 Sistema topograph char *Pointer Informática

40 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua Lateral Data: 28/08/08 Hora: 10:37 Página: 2 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 5 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV3 PIV4 3+2,00 5+7,00 218, ,100 2, , ,000 29,885 9,481 PF 6+16, ,150 Parábola Simples Comprimento: 40,000 Raio Vertical: -421,916 Constante 0, Dist. Externa: 0,474 Ponto Estaca Cota PCV4 4+7, ,509 PTV4 6+7, ,795 Sistema topograph char *Pointer Informática

41 Aerogeo Ltda Traçado Vertical: Rua Rodrigues Lima Data: 28/08/08 Hora: 10:37 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Estaca Descrição Cota Seção-tipo 0 V0 215,900 Rua Rodrigues Lima 0+2,500 PCV1 215, , , , , , , ,500 PCCV2 214, , ,500 PTV2 214, ,042 V 214,306 Rua Rodrigues Lima Sistema topograph char *Pointer Informática

42 Aerogeo Ltda Vértices (Curvas): Rua Rodrigues Lima Data: 28/08/08 Hora: 10:37 Página: 1 Projeto: Rua Caetano Gonçalves Local: Bagé - RS Curva Vertical: 2 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) 0 PIV , ,364-5, , ,000 10,000 5,640 PIV ,264 Parábola Simples Comprimento: 15,000 Raio Vertical: -265,957 Constante 0, Dist. Externa: 0,106 Ponto Estaca Cota PCV1 0+2, ,766 PCCV2 0+17, ,539 Curva Vertical: 3 - Parábola (Comprimento) Vértice Estaca Cota Rampa (%) Distância K (%) PIV1 PIV , ,264-11, , ,000 6,042 11,695 PF 1+6, ,306 Parábola Simples Comprimento: 5,000 Raio Vertical: 42,753 Constante -0, Dist. Externa: -0,073 Ponto Estaca Cota PCCV2 0+17, ,539 PTV2 1+2, ,281 Sistema topograph char *Pointer Informática

43 3 SONDAGENS

44 BOLETIM DE SONDAGEM RUA CAETANO GONÇALVES LOCAL DE SONDAGEM REG. TIPO DE SOLO ESTACA POSIÇÃO PROFUNDIDADE CLASSIFICAÇÃO VISUAL 2 EIXO 1,00 1 SAIBRO ARGILOSO 11 LE 0,60 2 CALIÇA LE 1,20 ARGILA AMARELA 22 EIXO 0,60 3 TERRA PRETA EIXO 1,20 ARGILA AMARELA 31 L.E. 1,00 4 ARENITO ARGILOSO A LOCALIZAÇÃO DOS FUROS DE SONDAGEM ESTÁ RELACIONADA AO EIXO LOCADO

45 RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO MACHADO QUADRO RESUMO DE ENSAIOS LOCAL DA SONDAGEM ANÁLISE GRANULOMÍETRICA ENSAIOS (% QUE PASSA NA PENEIRA) FÍSICOS CLASSIFIC. Comp. AASTHO I.S.C TIPO DE SOLO FURO PRFUND. EST. EIXO LOC. LADO CASA 3/ ,0 LL IP IG HRB Dmax Hot. h dens. exp. ISC Classificação Visual 1 0-1,00 2,00 E S/Nº 100,0 85,5 63,0 51,5 35,0 19,2 7 A ,4 16, ,16 12,5 SAIBRO ARGILOSO 2 0,60-1,20 11,00 LE S/Nº 100,0 85,0 64,5 51,0 30,5 14,2 5 A ,7 15, ,63 10,7 ARGILA AMARELA 3 0-0,60 22,00 E S/Nº 100,0 86,0 66,0 53,5 35,0 18,8 8 A ,2 17, ,69 9,39 TERRA PRETA 3 0,60-1,20 22,00 E S/Nº 100,0 88,0 66,5 53,0 35,0 19,3 8 A ,5 17, ,6 ARGILA AMARELA 4 0-1,00 31,00 LE S/Nº 100,0 87,0 66,5 53,0 35,0 19,40 8 A ,6 15, ,7 11,6 ARENITO ARGILOSO OBS.: A LOCALIZAÇÃO DOS FUROS DE SONDAGEM ESTÁ RELACIONADA AO EIXO LOCADO

46 4 PLANILHA DE CÁLCULO DO ISP

47 CÁLCULO DO IS p - ANÁLISE ESTATÍSTICA DADOS DOS ENSAIOS DADOS NÃO ESCOIMADOS 14 FURO ISC OBS ISC OBS ,50 12,50 12 ### ,70 10,70 10 ### 3 3 9,39 - ### ,60 11,60 8 ### ,60 11,60 6 ### 6 - ### 7-4 ### 8-2 ### 9 - ### 10-0 Linha 7 Linha 11 Linha 15 Linha 19 ### Linha 5 Linha 9 Linha 13 Linha 17 Linha ### DADOS 12 - ### 13 - ### 14 - ### 15 - ### 16 - ### 17 - ### 18 - ### 19 - ### 20 - ### 21 - ### 22 - ### 23 - ### 24 - ### DADO ISC ISCméd 11,16 MÉDIA 11,60 MÉDIA S 1,18 DESVIO 0,73 DESVIO N 5,0 N AMOSTRAS 4,0 N AMOSTRAS CV 10,54 C. VARIAÇÃO 6,3 C. VARIAÇÃO K 1,29 K 1,29 K Linf 9,68 LIM INF 10,63 LIM INF Lsup 12,64 LIM SUP 12,57 LIM SUP CV = (100.S ) / ISCméd Coef. de Student Linf=ISCméd-((k.S)/(N^(0,5)))-0,68.S Lsup=ISCméd+((k.S)/(N^(0,5)))+0,68.S ISp 10,48 ISp 11,13 ISp ISp=ISCméd-((k.S) / (N)^(0,5)) COM DADOS DAS CAMADAS SIGNIFICATIVAS OBS.: ISP ADOTADO = 11,0% 1 Valores de ISC excluídos do cálculo estatístico por estarem fora do intervalo de aceitação 2 Valores de ISC excluídos do cálculo estatístico por apresentar expansão >=2%

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Página 1 de 9 Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Capitulos 01 - Requisitos 02 - Etaqpas 03 - Traçado 04 - Trafego e Clssificação 05 - Geometria 06 - Caracteristicas Técnicas 07 - Distancia

Leia mais

-ESTRUTURA VIÁRIA TT048 CURVAS VERTICAIS

-ESTRUTURA VIÁRIA TT048 CURVAS VERTICAIS INFRAINFRA -ESTRUTURA VIÁRIA TT048 CURVAS VERTICAIS Prof. Djalma Pereira Prof. Eduardo Ratton Profa. Gilza Fernandes Blasi Profa. Márcia de Andrade Pereira Um fator importante para a segurança e eficiência

Leia mais

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Página 1 de 8 Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Capitulos 01 - Requisitos 02 - Etaqpas 03 - Traçado 04 - Trafego e Clssificação 05 - Geometria 06 - Caracteristicas Técnicas 07 - Distancia

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA

COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA TOPOGRAFIA E GEODÉSIA Algumas Novidades da Versão Office: Reformulação das Planilhas de Cálculos; GeraçãodeLayoutsdeImpressão; Inserção e Georreferenciamento de Imagens Raster;

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT RODOVIA : BR-304/CE TRECHO : ENTR. BR-116 (BOQUEIRÃO DO CESÁRIO) DIVISA CE/RN SUBTRECHO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL 2 Publicação IPR - 727/2006 Diretrizes Básicas

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL BRASIL PREFEITURA DE ESTRELA Rua Julio de Castilhos, 380 Centro Estrela/RS Fone: 39811000

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL BRASIL PREFEITURA DE ESTRELA Rua Julio de Castilhos, 380 Centro Estrela/RS Fone: 39811000 PROJETO DE LEI Nº 044-02/2014 Acrescenta dispositivos à Lei Municipal nº 1.621, de 28 de dezembro de 1979, que dispõe sobre os loteamentos e dá outras providências. Art. 1º Além dos dispositivos constantes

Leia mais

Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS

Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS Elementos geométricos de uma estrada (Fonte: PONTES FILHO, 1998) GEOMETRIA DE VIAS 1. INTRODUÇÃO: A geometria de uma estrada é definida pelo traçado do

Leia mais

SESI PROJETO EXECUTIVO DE TERRAPLENAGEM PARA QUADRA POLIESPORTIVA DA UNIDADE SESI-SIMÕES FILHO/BA VOLUME ÚNICO RELATÓRIO DOS PROJETOS

SESI PROJETO EXECUTIVO DE TERRAPLENAGEM PARA QUADRA POLIESPORTIVA DA UNIDADE SESI-SIMÕES FILHO/BA VOLUME ÚNICO RELATÓRIO DOS PROJETOS SIMÕES FILHO BAHIA. PROJETO EXECUTIVO DE TERRAPLENAGEM PARA QUADRA POLIESPORTIVA DA UNIDADE SESI-SIMÕES FILHO/BA VOLUME ÚNICO RELATÓRIO DOS PROJETOS Salvador, Outubro/2010 SIMÕES FILHO BAHIA. A P R E S

Leia mais

Capítulo 6 ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS DE RODAGEM

Capítulo 6 ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS DE RODAGEM Capítulo 6 ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS DE RODAGEM 6.1. INTRODUÇÃO A geometria de uma estrada é definida pelo traçado do seu eixo em planta e pelos perfis longitudinal e transversal. A Fig. 6.1 apresentada

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA

EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL Área de Topografia e Geoprocessamento 1 EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA Professores: Rubens Angulo Filho

Leia mais

MANUAL DO MÓDULO DE VIAS ÍNDICE ANALÍTICO

MANUAL DO MÓDULO DE VIAS ÍNDICE ANALÍTICO MANUAL DO MÓDULO DE VIAS ÍNDICE ANALÍTICO 1 AMBIENTE DE TRABALHO...1 2 IMPORTANDO DADOS GERADOS NO SISTEMA POSIÇÃO PARA O AUTOCAD/INTELLICAD...2 3 MODELAGEM DIGITAL DO TERRENO...4 4 INICIANDO UM PROJETO

Leia mais

PAVIMENTO ESTUDOS GEOTÉCNICOS. Prof. Dr. Ricardo Melo. Terreno natural. Seção transversal. Elementos constituintes do pavimento. Camadas do pavimento

PAVIMENTO ESTUDOS GEOTÉCNICOS. Prof. Dr. Ricardo Melo. Terreno natural. Seção transversal. Elementos constituintes do pavimento. Camadas do pavimento Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia Civil Laboratório de Geotecnia e Pavimentação ESTUDOS GEOTÉCNICOS Prof. Dr. Ricardo Melo PAVIMENTO Estrutura construída após

Leia mais

ISF 209: PROJETO GEOMÉTRICO

ISF 209: PROJETO GEOMÉTRICO ISF 209: PROJETO GEOMÉTRICO 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto Geométrico dos Projetos de Engenharia Ferroviária, Projeto Básico e Projeto Executivo. 2. FASES DO PROJETO

Leia mais

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - ESTUDOS GEOTÉCNICOS

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - ESTUDOS GEOTÉCNICOS ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - ESTUDOS GEOTÉCNICOS 2.2.1 - INTRODUÇÃO Os Estudos Geotécnicos foram realizados com o objetivo de conhecer as características dos materiais constituintes do subleito

Leia mais

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT - IBR 001/2006 PROJETO BÁSICO Primeira edição: válida a partir de 07/11/2006 Palavras Chave: Projeto Básico,

Leia mais

TABELA. A seguir é apresentada a tabela que ajudou na escolha dos valores de CN.

TABELA. A seguir é apresentada a tabela que ajudou na escolha dos valores de CN. TABELA - Método do Hidrograma Unitário Triangular (Grandes Bacias) A determinação das vazões máximas das grandes bacias foi possível com a utilização do Método do Histograma Triangular Unitário (MHTU)

Leia mais

IP-03 INSTRUÇÃO DE PROJETO GEOMÉTRICO

IP-03 INSTRUÇÃO DE PROJETO GEOMÉTRICO 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é apresentar as diretrizes relativas ao projeto geométrico de vias urbanas, a serem seguidas no desenvolvimento de projeto de vias públicas na PMSP. 2. INTRODUÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO N 495, DE 5 DE JUNHO DE 2014

RESOLUÇÃO N 495, DE 5 DE JUNHO DE 2014 RESOLUÇÃO N 495, DE 5 DE JUNHO DE 2014 Estabelece os padrões e critérios para a instalação de faixa elevada para travessia de pedestres em vias públicas. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONTRAN, usando

Leia mais

1 / 42. Manual de Estradas no Excel

1 / 42. Manual de Estradas no Excel 1 / 42 Manual de Estradas no Excel Manual de Estradas no Excel O Manual das Estradas Excel, ensinará tudo que você precisa para o futuro dos seus negócios e desenvolvimento da sua empresa. -Exportação

Leia mais

CURVAS HORIZONTAIS CIRCULARES

CURVAS HORIZONTAIS CIRCULARES CURVAS HORIZONTAIS CIRCULARES Introdução β1, β2, β3 são azimutes dos alinhamentos θ1, θ2 são ângulos de deflexão AA, DD, GG são tangentes (trechos retos entre curvas de concordância) Curvas horizontais

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC MEMORIAL DESCRITIVO IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC Lote 01 MARÇO/2011 1. PROJETO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC SUL INTRODUÇÃO O Projeto de Sinalização

Leia mais

a) Sabendo disso, preencher o diagrama de Superelevação adotando o método de BARNETT (α 1 =0,25% e α 2 =0,50%), deixando os cálculos no pautado.

a) Sabendo disso, preencher o diagrama de Superelevação adotando o método de BARNETT (α 1 =0,25% e α 2 =0,50%), deixando os cálculos no pautado. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1 1 a QUESTÃO - Sabendo que a superelevação plena de uma curva do projeto rodoviário da BR262/ES será calculada com o Pivô

Leia mais

PACOTE TOPOGRAFIA. Cálculos

PACOTE TOPOGRAFIA. Cálculos PACOTE TOPOGRAFIA Cálculos Este aplicativo é responsável pelos cálculos de topografia e UTM do Sistema topograph. As cadernetas de levantamento de campo podem ser introduzidas a partir de dados levantados

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DER/2008 TÓPICOS DE DE PROJETO GEOMÉTRICO RODOVIÁRIO. Lucas Bach Adada

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DER/2008 TÓPICOS DE DE PROJETO GEOMÉTRICO RODOVIÁRIO. Lucas Bach Adada PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO E CAPACITAÇÃO DER/2008 TÓPICOS DE DE PROJETO GEOMÉTRICO RODOVIÁRIO Lucas Bach Adada 1 Conteúdo Programático Definição de Projeto Geométrico; Classificação das Vias e Rodovias ; Critérios

Leia mais

Suplemento ao Prospecto (o Suplemento ) da Operação Urbana Consorciada Linha Verde. Emissor

Suplemento ao Prospecto (o Suplemento ) da Operação Urbana Consorciada Linha Verde. Emissor Suplemento ao Prospecto (o Suplemento ) da Operação Urbana Consorciada Linha Verde Emissor Avenida Cândido de Abreu, nº 817, Centro Cívico Este Suplemento foi preparado em virtude da 1ª Emissão de CEPAC

Leia mais

Topografia Aplicada. Ana Paula Falcão/ João Matos Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura

Topografia Aplicada. Ana Paula Falcão/ João Matos Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura Topografia Aplicada Ana Paula Falcão/ João Matos Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura (Versão 1.0) 17 de Maio de 2007 Motivação Este documento é unicamente ilustrativo de aspectos práticos de

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1 1 a QUESTÃO Supondo que você é o engenheiro responsável pela elaboração do projeto geométrico do Arco Metropolitano do Recife, projeto que irá conectar o pólo de desenvolvimento industrial do litoral norte

Leia mais

Ensaios Geotécnicos Material do subleito os ensaios estão apresentados no quadro 01

Ensaios Geotécnicos Material do subleito os ensaios estão apresentados no quadro 01 PROCEDIMENTO PARA DIMENSIONAR PAVIMENTAÇÃO EM VIAS DE TRÁFEGO LEVE E MUITO LEVE DA PMSP PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO/P01 1 Introdução Apresenta-se os procedimentos das diretrizes para o dimensionamento

Leia mais

Início E. 2345+13,98. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1. 1 a QUESTÃO

Início E. 2345+13,98. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1. 1 a QUESTÃO 1 a QUESTÃO Supondo que você foi designado para desenvolver o projeto geométrico do Arco Metropolitano do Recife, que corresponderá a uma o obra rodoviária ligando a região norte do estado, próximo ao

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 024

Norma Técnica Interna SABESP NTS 024 Norma Técnica Interna SABESP NTS 024 REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Elaboração de Projetos Procedimento São Paulo Maio - 1999 NTS 024 : 1999 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1 RECOMENDAÇÕES DE

Leia mais

AULA 11 ESTRADAS I 11/11/2010 CONCORDÂNCIA VERTICAL CONCORDÂNCIA VERTICAL CONCORDÂNCIA VERTICAL

AULA 11 ESTRADAS I 11/11/2010 CONCORDÂNCIA VERTICAL CONCORDÂNCIA VERTICAL CONCORDÂNCIA VERTICAL AULA 11 ESTRADAS I PROF. Msc. ROBISON NEGRI O projeto de uma estrada em perfil é constituído de greides retos, concordados dois a dois por curvas verticais. Os greides retos são definidos pela sua declividade,

Leia mais

ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS

ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS Ao final da aula deveremos... Reconhecer os elementos geométricos axiais e transversais; Conhecer e saber calcular azimutes, rumos e deflexões; Conhecer os tipos de curva

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS CAPEAMENTO DIVERSAS RUAS LOCAL: CAPITÃO - RS RUAS EXTENSÃO (m) LARGURA (m) CONCORDÂNCIAS (m2) CANTEIRO (m2) ÁREA TOTAL (m2) RUA 20 DE JULHO 221,00 9,50 4,00 2.103,50

Leia mais

Estrada de Rodagem Curvas Concordância Vertical

Estrada de Rodagem Curvas Concordância Vertical Estrada de Rodagem Curvas Concordância Vertical Prof. Dr. Rodrigo de Alvarenga Rosa rodrigoalvarengarosa@gmail.com (7) 9941-3300 1 Greide O greide consiste na representação do eixo da rodovia segundo o

Leia mais

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Página 1 de 9 Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Capitulos 01 - Requisitos 02 - Etaqpas 03 - Traçado 04 - Trafego e Clssificação 05 - Geometria 06 - Caracteristicas Técnicas 07 - Distancia

Leia mais

DER/PR ES-T 03/05 TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS

DER/PR ES-T 03/05 TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS TERRAPLENAGEM: EMPRÉSTIMOS Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304 8130 www.pr.gov.br/derpr Especificações

Leia mais

Projeto Geométrico de Rodovias. Estudo de Traçado

Projeto Geométrico de Rodovias. Estudo de Traçado Projeto Geométrico de Rodovias Estudo de Traçado Estudos para a construção de uma estrada Estudos de Tráfego Estudos geológicos e geotécnicos Estudos Hidrológicos Estudos Topográficos Projeto Geométrico

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA estado do rio grande do sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO INHACORÁ MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA COORDENADAS:

Leia mais

RELATORIO DE SONDAGEM ROTATIVA MISTA RELATORIO DE POÇO DE INSPEÇÃO RELATORIO FINAL DE ENSAIOS GEOTÉCNICOS

RELATORIO DE SONDAGEM ROTATIVA MISTA RELATORIO DE POÇO DE INSPEÇÃO RELATORIO FINAL DE ENSAIOS GEOTÉCNICOS PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE SMURBE SECRETARIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS URBANAS A/C GERENTE DO CONTRATO SMURBE 097/2009 ENG.º LUIZ CARLOS MACHADO ROSA CONTRATO SMURBE 097/09 ORDEM DE SERVIÇO 21/09

Leia mais

SINALIZAÇÃO HORIZONTAL. Profa. Mariana de Paiva

SINALIZAÇÃO HORIZONTAL. Profa. Mariana de Paiva SINALIZAÇÃO HORIZONTAL Profa. Mariana de Paiva 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DE TRÁFEGO 3.2 SINALIZAÇÃO CLASSIFICAÇÃO Sinalização Vertical Sinalização Horizontal Sinais Luminosos Dispositivos de Sinalização

Leia mais

Estrada de Rodagem Elementos Geométricos Longitudinais

Estrada de Rodagem Elementos Geométricos Longitudinais Estrada de Rodagem Elementos Geométricos Longitudinais Prof. Dr. Rodrigo de Alvarenga Rosa rodrigoalvarengarosa@gmail.com (27) 9941-3300 1 Introdução As qualidades boas ou más de um projeto rodoviário

Leia mais

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004-

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- Topografia Conceitos Básicos Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- 1 ÍNDICE ÍNDICE...1 CAPÍTULO 1 - Conceitos Básicos...2 1. Definição...2 1.1 - A Planta Topográfica...2 1.2 - A Locação da Obra...4 2.

Leia mais

DIRETORIA DE ENGENHARIA. ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de oleodutos.

DIRETORIA DE ENGENHARIA. ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de oleodutos. fls. 1/5 ÓRGÃO: DIRETORIA DE ENGENHARIA MANUAL: ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de oleodutos. PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, oleodutos. APROVAÇÃO EM: Portaria SUP/DER-

Leia mais

PROJETO DE ESTRADAS Prof o. f D r D. An A de rson on Ma M nzo zo i

PROJETO DE ESTRADAS Prof o. f D r D. An A de rson on Ma M nzo zo i PROJETO DE ESTRADAS Prof. Dr. Anderson Manzoli CONCEITOS: O projeto de uma estrada em perfil é constituído de greides retos, concordados dois a dois por curvas verticais. Os greides retos são definidos

Leia mais

Desenho e Projeto de tubulação Industrial

Desenho e Projeto de tubulação Industrial Desenho e Projeto de tubulação Industrial Módulo I Aula 08 1. PROJEÇÃO ORTOGONAL Projeção ortogonal é a maneira que o profissional recebe o desenho em industrias, 1 onde irá reproduzi-lo em sua totalidade,

Leia mais

1. Estudos Preliminares

1. Estudos Preliminares BRT - CORREDORES CAMPO GRANDE, OURO VERDE E PERIMETRAL ANEXO II.C - PLANILHA DE QUANTITATIVO Item Código/Fonte Descrição Unid. Form. Escalas Quant 1. Estudos Preliminares 1.1 Corredor Campo Grande 1.1.1

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG RODOVIA: BR-381MG TRECHO: DIVISA ES/MG - DIV. MG/SP

Leia mais

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS CONTRATAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE URBANIZAÇÃO DA PRAÇA XV E VIAS DO QUADRILÁTERO FORMADO PELAS AVENIDAS BORGES DE MEDEIROS, VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA, SALGADO FILHO E RUA

Leia mais

Levantamento topográfico

Levantamento topográfico MA092 - Geometria plana e analítica - Segundo projeto Levantamento topográfico Francisco A. M. Gomes Outubro de 2014 1 Descrição do projeto Nessa atividade, vamos usar a lei dos senos e a lei dos cossenos

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ARGOPAR PARTICIPAÇÔES LTDA FUNDAÇÕES ITABORAÍ SHOPPING ITABORAÍ - RJ ÍNDICE DE REVISÕES

RELATÓRIO TÉCNICO ARGOPAR PARTICIPAÇÔES LTDA FUNDAÇÕES ITABORAÍ SHOPPING ITABORAÍ - RJ ÍNDICE DE REVISÕES CLIENTE: FOLHA 1 de 17 PROGRAMA: FUNDAÇÕES AREA: ITABORAÍ SHOPPING ITABORAÍ - RJ RESP: SILIO LIMA CREA: 2146/D-RJ Nº GEOINFRA ÍNDICE DE REVISÕES REV DESCRIÇÃO E / OU FOLHAS ATINGIDAS Emissão inicial DATA

Leia mais

PROJETO E CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS

PROJETO E CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS 11 PROJETO E CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS PROJETO EOMÉTRICO DE VIAS 2 - CURVAS HORIZONTAIS SIMPLES 2.1 - INTRODUÇÃO O traçado em planta de uma estrada deve ser composto de trechos retos concordados com curvas

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO

PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE ASCURRA ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 83.102.772/0001-61 PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO LOCAL: EM PARTE DA RUA RIBEIRÃO SÃO PAULO CONTEÚDO:

Leia mais

3.2 MEMORIAL DESCRITIVO - PROJETO PAVIMENTAÇÃO Lote Apresentação

3.2 MEMORIAL DESCRITIVO - PROJETO PAVIMENTAÇÃO Lote Apresentação 3.2 MEMORIAL DESCRITIVO - PROJETO PAVIMENTAÇÃO Lote 4 3.2.1 Apresentação A Empresa CJB Engenharia & Topografia Ltda, estabelecida na Rua Oscar Pedro Kulzer, n 438, Canoas/RS, inscrita no CNPJ nº 73.572.018/0001-31,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS - ESALQ / USP LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Prof. Rubens Angulo Filho 1º Semestre de 2015

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS - ESALQ / USP LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Prof. Rubens Angulo Filho 1º Semestre de 2015 Trabalho prático nº 01: Levantamento à Trena 1) Material: a) trena de 20,0m; b) 3 balizas; c) 4 fichas; d) GPS de navegação 2) Método: A medição dos alinhamentos, no campo, será executada por 3 balizeiros

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para Implantação de Ductos para Petróleo, Combustíveis Derivados e Etanol.

ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para Implantação de Ductos para Petróleo, Combustíveis Derivados e Etanol. fls. 1/5 ÓRGÃO: DIRETORIA DE ENGENHARIA MANUAL: ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para Implantação de Ductos para Petróleo, Combustíveis Derivados e Etanol. PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio,

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 06

PROVA ESPECÍFICA Cargo 06 9 PROVA ESPECÍFICA Cargo 06 QUESTÃO 21 A parte da Segurança de Trânsito que procura estudar e caracterizar os acidentes de trânsito, suas causas e suas conseqüências é denominada: a) Transitologia. b)

Leia mais

INSTRUÇÃO GEOTÉCNICA

INSTRUÇÃO GEOTÉCNICA 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é apresentar os procedimentos para o adequado desenvolvimento de estudos e projetos de pavimentação no Município de São Paulo. 2. ESTUDO GEOTÉCNICO DO SUBLEITO Os

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº DE DE DE 2012

RESOLUÇÃO Nº DE DE DE 2012 RESOLUÇÃO Nº DE DE DE 2012 Estabelece os padrões e critérios para a instalação de ondulações transversais (lombadas físicas) em vias públicas, disciplinadas pelo Parágrafo único do art. 94 do Código de

Leia mais

Procedimento para Serviços de Sondagem

Procedimento para Serviços de Sondagem ITA - 009 Rev. 0 MARÇO / 2005 Procedimento para Serviços de Sondagem Praça Leoni Ramos n 1 São Domingos Niterói RJ Cep 24210-205 http:\\ www.ampla.com Diretoria Técnica Gerência de Planejamento e Engenharia

Leia mais

Utilização de Material Proveniente de Fresagem na Composição de Base e Sub-base de Pavimentos Flexíveis

Utilização de Material Proveniente de Fresagem na Composição de Base e Sub-base de Pavimentos Flexíveis Utilização de Material Proveniente de Fresagem na Composição de Base e Sub-base de Pavimentos Flexíveis Garcês, A. Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO, Brasil, alexandregarces@gmail.com Ribeiro,

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE FONTOURA XAVIER SECRETARIA DO PLANEJAMENTO LOCAL: AVENIDA 25 DE ABRIL ASSUNTO: PROJETO DE CAPEAMENTO ASFÁLTICO ÁREA TOTAL: 4.935,75 m² PROJETO BÁSICO

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, linhas físicas de telecomunicações, cabos metálicos e fibras ópticas.

PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, linhas físicas de telecomunicações, cabos metálicos e fibras ópticas. fls. 1/6 ÓRGÃO: MANUAL: DIRETORIA DE ENGENHARIA ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de Linhas Físicas de Telecomunicações, com Cabos Metálicos e com Fibras Ópticas. PALAVRAS-CHAVE:

Leia mais

4.2 Estudo Geotécnico

4.2 Estudo Geotécnico 4.2 Estudo Geotécnico O Estudo Geotécnico foi desenvolvido de acordo com o Termo de Referência do Edital e baseados na Instrução de Serviço IS-206 das Diretrizes Básicas para Elaboração de Estudos e Projetos

Leia mais

Concordância de Curvas Verticais

Concordância de Curvas Verticais Universidade Regional do Cariri URCA Pró Reitoria de Ensino de Graduação Coordenação da Construção Civil Disciplina: Estradas I Concordância de Curvas Verticais i Renato de Oliveira Fernandes Professor

Leia mais

SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015

SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015 SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015 Corredores de Ônibus Manaus: Atendem três condicionantes: 1) Plano de Estruturação da Malha Viária do Governo do Estado do Amazonas; 2) Demanda

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais

Leia mais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Diretoria de Infra-Estrutura Manual de Fiscalização de Obras e Vias Rurais Rodovia: Contrato: Lista de Verificação das Principais Atividades do Eng. Fiscal

Leia mais

PLANO DIRETOR DE DRENAGEM E MANEJO DE ÁGUAS PLUVIAIS DA CIDADE DO NATAL MEDIDAS ESTRUTURAIS ÍTEM 3.1 (SOLUÇÃO DE MICRO DRENAGEM)

PLANO DIRETOR DE DRENAGEM E MANEJO DE ÁGUAS PLUVIAIS DA CIDADE DO NATAL MEDIDAS ESTRUTURAIS ÍTEM 3.1 (SOLUÇÃO DE MICRO DRENAGEM) PLANO DIRETOR DE DRENAGEM E MANEJO DE ÁGUAS PLUVIAIS DA CIDADE DO NATAL MEDIDAS ESTRUTURAIS ÍTEM 3.1 (SOLUÇÃO DE MICRO DRENAGEM) ZONA OESTE - PONTO CRÍTICO 03 (NOVA CIDADE BACIA DO POSTO DE SAÚDE) NATAL/RN,

Leia mais

Manual de Uso do TopoHAM. Aula 01. 1. Iniciando o TopoHAM. 1. Definição. 1. Campo. Software para cálculo e desenho de topografia.

Manual de Uso do TopoHAM. Aula 01. 1. Iniciando o TopoHAM. 1. Definição. 1. Campo. Software para cálculo e desenho de topografia. Página 1 de 83 Manual de Uso do TopoHAM. Esse manual ensinará a manusear e utilizar todos os módulos TopoHAM Aula 01 1. Iniciando o TopoHAM Inicie o TopoHAM e clique no menu Arquivo e selecione a opção

Leia mais

0 JAN/2013 - - - - 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS PARA " DESCIDAS D AGUA". 1 - DIMENSÕES EM cm.d

0 JAN/2013 - - - - 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS PARA  DESCIDAS D AGUA. 1 - DIMENSÕES EM cm.d 1 - DIMENSÕES EM cm.d 2 - AJUSTAR NA OBRA A ZONA DE CONTATO DA ENTRADA COM A DESCIDA D ÁGUA TIPO RÁPIDO EM MEIO - CANA DE CONCRETO OU CALHA METÁLICA 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS

Leia mais

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Página 1 de 11 Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Capitulos 01 - Requisitos 02 - Etaqpas 03 - Traçado 04 - Trafego e Clssificação 05 - Geometria 06 - Caracteristicas Técnicas 07 - Distancia

Leia mais

ISF 211: PROJETO DE TERRAPLENAGEM

ISF 211: PROJETO DE TERRAPLENAGEM ISF 211: PROJETO DE TERRAPLENAGEM 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto de Terraplenagem nos Projetos de Engenharia Ferroviária, Projeto Básico e Projeto Executivo. 2. FASES

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA - 1 - PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS - SC PROJETO: AMFRI Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí Carlos Alberto Bley

Leia mais

Prefeitura Municipal de Registro

Prefeitura Municipal de Registro Prefeitura Municipal de Registro Departamento Municipal de Administração Rua José Antônio de Campos, nº 250 Centro CEP: 11.900-000 Registro SP Fone: (13) 3828-1000 Fax: (13) 3821-2565 e-mail prefeitura@registro.sp.gov.br

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E POLÍTICA URBANA

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E POLÍTICA URBANA SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E POLÍTICA URBANA ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO LOTEAMENTOS E DESMEMBRAMENTOS 04 vias do processo contendo na capa o número

Leia mais

Autorização para implantação de Adutora de Água, de Emissário de Esgoto e Rede de Vinhaça.

Autorização para implantação de Adutora de Água, de Emissário de Esgoto e Rede de Vinhaça. fls. 1/5 ÓRGÃO: MANUAL: DIRETORIA DE ENGENHARIA ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de Adutora de Água, de Emissário de Esgoto e Rede de Vinhaça. PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio,

Leia mais

UM CASO DE OBRA ESPECIAL: CONTENÇÃO PELO MÉTODO DE SOLO GRAMPEADO, SUBJACENTE A UM SOLO GRAMPEADO PRÉ-EXISTENTE

UM CASO DE OBRA ESPECIAL: CONTENÇÃO PELO MÉTODO DE SOLO GRAMPEADO, SUBJACENTE A UM SOLO GRAMPEADO PRÉ-EXISTENTE UM CASO DE OBRA ESPECIAL: CONTENÇÃO PELO MÉTODO DE SOLO GRAMPEADO, SUBJACENTE A UM SOLO GRAMPEADO PRÉ-EXISTENTE AUTORES Engenheiro Alberto Casati Zirlis, diretor da Solotrat Engenharia Geotécnica Ltda.

Leia mais

PROJETO GEOMÉTRICO DE RODOVIAS

PROJETO GEOMÉTRICO DE RODOVIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES PROJETO GEOMÉTRICO DE RODOVIAS CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: TT-048 INFRAESTRUTURA VIÁRIA PROFESSORES: Djalma M. Pereira

Leia mais

-ESTRUTURA VIÁRIA TT048 ASSUNTO 02 CURVAS HORIZONTAIS CIRCULARES

-ESTRUTURA VIÁRIA TT048 ASSUNTO 02 CURVAS HORIZONTAIS CIRCULARES INFRAINFRA -ESTRUTURA VIÁRIA TT048 ASSUNTO 02 CURVAS HORIZONTAIS CIRCULARES Prof. Djalma Pereira Prof.Eduardo Prof.Eduardo Ratton Profa. Profa. Gilza Fernandes Blasi Profa. Profa. Márcia de Andrade Pereira

Leia mais

PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE ROCHAS - ESPECIFICAÇÕES GERAIS

PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE ROCHAS - ESPECIFICAÇÕES GERAIS PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE - ESPECIFICAÇÕES GERAIS Revisão n.º 1 2 3 4 5 7 Data 18/03/11 Responsável Heber 1/14 INDICE 1. OBJETIVO... 3 2. ELEMENTOS

Leia mais

SIMBOLOGIA DA SOLDAGEM

SIMBOLOGIA DA SOLDAGEM SIMBOLOGIA DA SOLDAGEM Ricardo Leli dos Santos (leli@ig.com.br) Aires Gomes Sabino (agsabino@bol.com.br) Cícero Roberto Gonçalves Bezerra (fe3c_w@gmx.net) RESUMO A simbologia de soldagem é a representação

Leia mais

(a) A latitude pode variar de e tem como origem o :

(a) A latitude pode variar de e tem como origem o : >> capítulo 1 >> Atividade 1: Assinale a alternativa correta. (a) A latitude pode variar de e tem como origem o : ( ) 0 o a 180 o para norte ou sul; Meridiano de Greenwich. ( ) 0 o a 180 o para leste ou

Leia mais

Keila Valéria Souza Spiering 1, Domingos Sávio Barbosa 2, André Marcondes Andrade Toledo 2, Carlos Caneppele 2, Caroline Silva Rezende 3

Keila Valéria Souza Spiering 1, Domingos Sávio Barbosa 2, André Marcondes Andrade Toledo 2, Carlos Caneppele 2, Caroline Silva Rezende 3 Diagnostico de riscos ambientais dos acidentes no modal Rodoviário na rodovia BR 364, no trecho entre os municípios de Alto Araguaia- MT e Diamantino-MT 88 Keila Valéria Souza Spiering 1, Domingos Sávio

Leia mais

Associado à. Associação Brasileira de Mecânica do Solos 38 ANOS

Associado à. Associação Brasileira de Mecânica do Solos 38 ANOS Associado à Associação Brasileira de Mecânica do Solos 38 ANOS 38 ANOS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA PONTE PARAUAPEBAS - PARÁ DATA Outubro de 2011 Belém, 11 de outubro de 2011 Referência: Ponte em Parauapebas,

Leia mais

PROJETANDO VIAS EM PAVIMENTO DE CONCRETO PARÂMETROS QUE OS ESCRITÓRIOS DE PROJETO DEVEM CONSIDERAR

PROJETANDO VIAS EM PAVIMENTO DE CONCRETO PARÂMETROS QUE OS ESCRITÓRIOS DE PROJETO DEVEM CONSIDERAR Seminário O pavimento de concreto no modal nacional de transportes - Uma realidade consolidada PROJETANDO VIAS EM PAVIMENTO DE CONCRETO PARÂMETROS QUE OS ESCRITÓRIOS DE PROJETO DEVEM CONSIDERAR Angela

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P02 PREPARO DO SUBLEITO DO PAVIMENTO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO... 3 2. DESCRIÇÃO... 3 3. TERRAPLENAGEM... 3 4. COMPACTAÇÃO

Leia mais

IP-06/2004 DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS COM BLOCOS INTERTRAVADOS DE CONCRETO

IP-06/2004 DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS COM BLOCOS INTERTRAVADOS DE CONCRETO 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é fornecer os subsídios de projeto para pavimentos com peças pré-moldadas de concreto no Município de São Paulo, orientando e padronizando os procedimentos de caráter

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS SUMÁRIO 1 Objetivo e campo de aplicação...2 2 Referências...2 3 Definições...2 4 Condições para início dos serviços...2 5 Materiais e equipamentos necessários...3 6 Métodos e procedimentos de execução...3

Leia mais

Autor do Proj./Resp. Técnico CREA / UF ENG.º EDUARDO M. NAGAO 5060215720/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio GERAL. Especialidade / Subespecialidade

Autor do Proj./Resp. Técnico CREA / UF ENG.º EDUARDO M. NAGAO 5060215720/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio GERAL. Especialidade / Subespecialidade 0 EMISSÃO INICIAL 08/03/10 LG WV Rev Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo Coordenador de Projeto CREA / UF ENGº WILSON VIEIRA 060040558/SP Autor do Proj./Resp. Técnico CREA / UF ENG.º EDUARDO

Leia mais

DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS

DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS Visando subsidiar tecnicamente o processo com fins de regularização fundiária em áreas de AEIS-II, deverão

Leia mais

Caderno de Respostas

Caderno de Respostas Caderno de Respostas DESENHO TÉCNICO BÁSICO Prof. Dr.Roberto Alcarria do Nascimento Ms. Luís Renato do Nascimento CAPÍTULO 1: ELEMENTOS BÁSICOS DO DESENHO TÉCNICO 1. A figura ilustra um cubo ao lado de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TR/001/12

TERMO DE REFERÊNCIA TR/001/12 TERMO DE REFERÊNCIA TR/001/12 Contratação de empresa especializada em serviços de topografia para Levantamento Topográfico da linha de distribuição 69 kv SE Areal / SE Centro em Porto Velho/RO e da linha

Leia mais

RELATÓRIO: 01-9013 OBRA: MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO LOCAL: ESPINHEIRO RECIFE/PE CLIENTE: POLICONSULT DATA: JULHO DE 2013

RELATÓRIO: 01-9013 OBRA: MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO LOCAL: ESPINHEIRO RECIFE/PE CLIENTE: POLICONSULT DATA: JULHO DE 2013 RELATÓRIO: 01-9013 OBRA: MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO LOCAL: ESPINHEIRO RECIFE/PE CLIENTE: POLICONSULT DATA: JULHO DE 2013 APRESENTAÇÃO A POLICONSULT Associação Politécnica de Consultoria apresenta o

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS PROJETO EXECUTIVO DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014. Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014. Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014 Município: ESTAÇÃO/RS Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon INTRODUÇÃO Tem este Memorial Descritivo por finalidade orientar

Leia mais

Notas de aulas de Estradas (parte 10)

Notas de aulas de Estradas (parte 10) 1 Notas de aulas de Estradas (parte 10) Helio Marcos Fernandes Viana Tema: Curvas verticais Conteúdo da parte 10 1 Introdução 2 Curvas usadas na concordância vertical 3 O cálculo das cotas, flechas e estacas

Leia mais

-ESTRUTURA VIÁRIA TT048. SUPERELEVAÇÃO e SUPERLARGURA EXERCÍCIOS

-ESTRUTURA VIÁRIA TT048. SUPERELEVAÇÃO e SUPERLARGURA EXERCÍCIOS INFRAINFRA -ESTRUTURA VIÁRIA TT048 SUPERELEVAÇÃO e SUPERLARGURA EXERCÍCIOS Prof. Eduardo Ratton Profa. Profa. Márcia de Andrade Pereira Prof. Wilson Kuster Filho EXERCÍCIO 5.7.1 - Calcular e representar

Leia mais

STT 409 Geomática I Prof. Ricardo Schaal. Locação de obras

STT 409 Geomática I Prof. Ricardo Schaal. Locação de obras STT 409 Geomática I Prof. Ricardo Schaal Locação de obras 1 Locação é a operação de passar o projeto para o terreno. 2 Gabarito de locação 3 Locação do gabarito no meio urbano Espaçamentos legais 4 Gabarito

Leia mais