DIAGNÓSTICO DO HEPATOCARCINOMA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIAGNÓSTICO DO HEPATOCARCINOMA"

Transcrição

1 Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia Curitiba, Abril de 2006 DIAGNÓSTICO DO HEPATOCARCINOMA MÁRIO REIS ÁLVARES DA SILVA Hospital de Clínicas de Porto Alegre Universidade Federal do Rio Grande do Sul

2 HEPATOCARCINOMA ASPECTOS GERAIS 5ª neoplasia + comum no mundo Em alguns países é a 1ª Incidência vem Incidência deve ainda mais Mortalidade é alta Bosch et al, Gastroenterology 2004; McGlynn & El-Serag, Bruix HCC 2004; Bruix & Sherman, Gastroenterology 2005

3 HEPATOCARCINOMA FATORES DE RISCO Risco elevado: HBV, HCV, hemocromatose, tirosinemia Risco médio: álcool, NASH, doença colestática, Wilson DM 2 x o risco independente de vírus ou álcool El-Serag et al, Gastroenterology 2004

4 HEPATOCARCINOMA PREVENÇÃO Vacina HBV 1ª vacina anticâncer Tratamento infecção crônica HCV contaminação aflatoxina Consumo de cafeína café / chá Ruhl & Everhart, Gastroenterology 2005

5 HEPATOCARCINOMA COMO FAZER O DIAGNÓSTICO Exames de imagem Ultrassonografia Tomografia computadorizada Ressonância magnética Exames sorológicos Alfafetoproteína

6 HEPATOCARCINOMA CRITÉRIOS RIOS DIAGNÓSTICOS lesão > 2 cm com alterações características 2 técnicas de imagem ou 1 técnica + alfafetoproteína Bruix et al (EASL Consensus), J Hepatol 2001

7 HEPATOCARCINOMA O DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Nódulo regenerativo Nódulo displásico FLUXO VENOSO Displasia de baixo grau Displasia de alto grau FLUXO ARTERIAL HCC Lencioni et al, Barcelona 2005

8 HEPATOCARCINOMA OS PROBLEMAS DO DIAGNÓSTICO Paciente cirrótico Nódulo > 2 cm imagem duvidosa Nódulo < 2 cm Quando acompanhar? Quando biopsiar? Como fazer o screening? Bruix et al, J Hepatol 2001; Lencioni et al, Barcelona 2005

9 HEPATOCARCINOMA SCREENING AASLD - questionário para hepatologistas 84% dos membros: rotina Alfafetoproteína e US abdome Screening diagnóstico precoce? Screening mortalidade? Bosch et al, Gastroenterology 2004; Colombo, Bruix HCC 2004; Bolondi & Leoni, Barcelona 2005

10 QUESTÕES ACERCA DO SCREENING DO HEPATOCARCINOMA Doença População-alvo OK Teste Intervalos de controle Tratamento? Custo-efetividade Di Bisceglie, Gastroenterology 2004

11 QUESTÕES SOBRE ALFAFETOPROTEÍNA Sherman Oka Gambarin População-alvo Portadores HBV Cirrose Cirrose AFP cut-off Sensibilidade 64% 39% 13% 58% Especificidade 91% 76% 97% 91% VPP 9% 32% 82% 58% VPN 99% 54% 90% 91% Oka et al, Hepatology 1994; Sherman et al, Hepatology 1995; Gambarin-Gelwan et al, Am J Gastro 2000; Colombo, Bruix HCC 2004

12 QUESTÕES SOBRE ALFAFETOPROTEÍNA Sherman Oka Gambarin População-alvo Portadores HBV Cirrose Cirrose AFP cut-off Sensibilidade 64% 39% 13% 58% Especificidade 91% 76% 97% 91% VPP 9% 32% 82% 58% VPN 99% 54% 90% 91% Oka et al, Hepatology 1994; Sherman et al, Hepatology 1995; Gambarin-Gelwan et al, Am J Gastro 2000; Colombo, Bruix HCC 2004

13 QUESTÕES SOBRE ALFAFETOPROTEÍNA Normal em 40% dos HCC pequenos Normal no HCC fibrolamelar em outros tumores Wilms, carcinóide, tu germinativos na cirrose HCV replicação viral Lencioni et al, Barcelona 2005

14 QUESTÕES SOBRE US ABDOME Estudo Sherman Gambarin População-alvo Portadores HBV Cirrose Bennett Explantes Sensibilidade 79% 58% 20% Especificidade 94% 94% - VPP 15% 69% - VPN 98% 91% - Sherman et al, Hepatology 1995; Gambarin-Gelwan et al, Am J Gastro 2000; Bennett et al, AJR 2002; Colombo, Bruix HCC 2004; Lencioni et al, Barcelona 2005

15 QUESTÕES SOBRE US ABDOME Estudo Sherman Gambarin População-alvo Portadores HBV Cirrose Bennett Explantes Sensibilidade 79% 58% 20% Especificidade 94% 94% - VPP 15% 69% - VPN 98% 91% - Sherman et al, Hepatology 1995; Gambarin-Gelwan et al, Am J Gastro 2000; Bennett et al, AJR 2002; Colombo, Bruix HCC 2004; Lencioni et al, Barcelona 2005

16 QUESTÕES SOBRE CT E RESSONÂNCIA Estudo/Método Sensibilidade Geral HCC < 2cm HCC > 2cm Lim (CT) 71% 60% 82% Burrel (CT) 61% 65% 100% Valls (CT) 94% 61% 94% Burrel (RM) 76% 89% 100% Krinsky (RM) 33% 52% 100% Lim et al, AJR 2000; Krinsky et al, Liver Transpl 2002; Burrel et al, Hepatology 2003; Valls et al, AJR 2004; Lencioni et al, Barcelona 2005

17 QUESTÕES SOBRE CT E RESSONÂNCIA Estudo/Método Sensibilidade Geral HCC < 2cm HCC > 2cm Lim (CT) 71% 60% 82% Burrel (CT) 61% 65% 100% Valls (CT) 94% 61% 94% Burrel (RM) 76% 89% 100% Krinsky (RM) 33% 52% 100% Lim et al, AJR 2000; Krinsky et al, Liver Transpl 2002; Burrel et al, Hepatology 2003; Valls et al, AJR 2004; Lencioni et al, Barcelona 2005

18 O QUE HÁH DE NOVO SOBRE O SCREENING Desafio: diagnóstico do HCC < 2 cm AFP não é útil: abandonar! Exames de imagem limitados Novos marcadores tumorais RM c/ agentes fígado-específicos A novidade é que o screening é ruim Filmus & Capurro, Mol Diagn 2004; Bolondi & Leoni, Barcelona 2005; Branco et al, Barcelona 2005; Bruix & Sherman, Gastroenterology 2005

19 MENSAGENS PARA GUARDAR HCC > 2 cm diagnóstico é fácil HCC < 2 cm ainda é um desafio US, CT e RM úteis, mas limitadas Alfafetoproteína não é um bom marcador

O que fazer com o nódulo suspeito menor que 2 cm?

O que fazer com o nódulo suspeito menor que 2 cm? O que fazer com o nódulo suspeito menor que 2 cm? Gustavo Rêgo Coêlho! Professor Adjunto do Departamento de Cirurgia! Serviço de Cirurgia I e Transplante de Fígado! Hospital Universitário Walter Cantídio!

Leia mais

Hepatite auto-imune: Indicações de tratamento e outros cuidados específicos

Hepatite auto-imune: Indicações de tratamento e outros cuidados específicos Associação Paulista para o Estudo do Fígado Hepatite auto-imune: Indicações de tratamento e outros cuidados específicos Fabrício Guimarães Souza -FMUSP- 1- Indicações e problemas do tratamento 2- Condições

Leia mais

Coordenador Cirúrgico do Instituto do Fígado Beneficência Portuguesa de São Paulo rogerio@benhurmd.com.br

Coordenador Cirúrgico do Instituto do Fígado Beneficência Portuguesa de São Paulo rogerio@benhurmd.com.br Hepatocarcinoma Seleção de pacientes para transplante Rogério Carballo Afonso Coordenador Cirúrgico do Instituto do Fígado Beneficência Portuguesa de São Paulo rogerio@benhurmd.com.br Hepatocarcinoma Seleção

Leia mais

Tratamento Cirúrgico do HCC

Tratamento Cirúrgico do HCC Ben-Hur Ferraz-Neto, MD, PhD, FEBS Professor Titular de Cirurgia PUC-SP Diretor do Instituto do Fígado - Beneficência Portuguesa de São Paulo São Paulo, Brasil Título Hepatocelular Carcinoma Tratamento

Leia mais

HEPATITES O QUE VOCÊ PRECISA SABER

HEPATITES O QUE VOCÊ PRECISA SABER HEPATITES O QUE VOCÊ PRECISA SABER O QUE É HEPATITE? QUAIS OS TIPOS? Hepatopatias Hepatites Virais Doença hepática alcoólica Hepatopatias criptogênicas Hepatites tóxicas Hepatopatias auto-imunes Hepatopatias

Leia mais

Unitermos: Carcinoma Hepatocelular, Cirrose Hepática, Transplante de Fígado.

Unitermos: Carcinoma Hepatocelular, Cirrose Hepática, Transplante de Fígado. artigo original Perfil dos pacientes com diagnóstico de carcinoma hepatocelular acompanhados no Ambulatório de Nódulos Hepáticos da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre Profile of patients

Leia mais

Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS

Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS Lucia Mardini DVAS Hepatites Virais Hepatite: inflamação do fígado. As hepatites podem

Leia mais

Diagnóstico e Tratamento das Hepatites Agudas na Gestação

Diagnóstico e Tratamento das Hepatites Agudas na Gestação III WORKSHOP INTERNACIONAL DE ATUALIZAÇÃO EM HEPATOLOGIA Diagnóstico e Tratamento das Hepatites Agudas na Gestação CLÁUDIO G. DE FIGUEIREDO MENDES SERVIÇO DE HEPATOLOGIA SANTA CASA DO RIO DE JANEIRO Hepatites

Leia mais

HEPATITES VIRAIS. A perspectiva do clínico

HEPATITES VIRAIS. A perspectiva do clínico HEPATITES VIRAIS A perspectiva do clínico CASO 1 Paciente de 28 anos, apresenta sintomas de mal-estar geral, anorexia, náuseas e fraqueza há 1 semana. Há 2 dias notou que a urina estava mais escura, os

Leia mais

Carcinoma hepatocelular (CHC): uma perspectiva mundial

Carcinoma hepatocelular (CHC): uma perspectiva mundial WGO Global Guideline CHC 1 World Gastroenterology Organisation Practice Guidelines Carcinoma hepatocelular (CHC): uma perspectiva mundial Novembro de 2009 Equipe de revisão: Peter Ferenci (Presidente)

Leia mais

II Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia ENDOCRINOLOGIA

II Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia ENDOCRINOLOGIA II Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia O FÍGADO F NA ENDOCRINOLOGIA MÁRIO REIS ÁLVARES-DA-SILVA Hospital de Clínicas de Porto Alegre Universidade Federal do Rio Grande do Sul Curitiba,

Leia mais

Diagnóstico do câncer

Diagnóstico do câncer UNESC FACULDADES ENFERMAGEM - ONCOLOGIA FLÁVIA NUNES Diagnóstico do câncer Evidenciado: Investigação diagnóstica por suspeita de câncer e as intervenções de enfermagem no cuidado ao cliente _ investigação

Leia mais

Métodos Não Invasivos para Avaliação da Fibrose Hepática: Experiência com a Elastografia Hepática

Métodos Não Invasivos para Avaliação da Fibrose Hepática: Experiência com a Elastografia Hepática Métodos Não Invasivos para Avaliação da Fibrose Hepática: Experiência com a Elastografia Hepática Dr. Humberto O. Galizzi Gastro- Hepatologista Membro da Sociedade Brasileira de Hepatologia Membro do Serviço

Leia mais

DIAGNÓSTICO DAS LESÕES ESPECÍFICAS DO HIV NO FÍGADO E VIAS BILIARES

DIAGNÓSTICO DAS LESÕES ESPECÍFICAS DO HIV NO FÍGADO E VIAS BILIARES III Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia DIAGNÓSTICO DAS LESÕES ESPECÍFICAS DO HIV NO FÍGADO E VIAS BILIARES MÁRIO REIS ÁLVARES-DA-SILVA Prof. Adj. Dep to MEI Hepatologia Universidade Federal

Leia mais

ENCEFALOPATIA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA. Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia Curitiba, Abril de 2006

ENCEFALOPATIA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA. Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia Curitiba, Abril de 2006 Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia Curitiba, Abril de 2006 DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA ENCEFALOPATIA HEPÁTICA MÁRIO REIS ÁLVARES DA SILVA Hospital de Clínicas de Porto Alegre Universidade

Leia mais

II Workshop Internacional de Atualização. em Hepatologia. na Hematologia. Dominique Muzzillo

II Workshop Internacional de Atualização. em Hepatologia. na Hematologia. Dominique Muzzillo II Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia O Fígado na Hematologia Dominique Muzzillo Prof a. Adjunto UFPR 1. Anemias - siderose secundária - hemólise transfusão 2. Doenças Malignas - leucemia

Leia mais

Novas Condutas Terapêuticas na Associação Hepatite C e Carcinoma Hepatocelular

Novas Condutas Terapêuticas na Associação Hepatite C e Carcinoma Hepatocelular Novas Condutas Terapêuticas na Associação Hepatite C e Carcinoma Hepatocelular Luciana Oba O. Kikuchi Departamento de Gastroenterologia Faculdade de Medicina da USP Incidência (por 100.000) Porcentagem

Leia mais

TUMORES DO FÍGADO. José Velosa

TUMORES DO FÍGADO. José Velosa TUMORES DO FÍGADO José Velosa Tumores Primitivos do Fígado Benignos Tumores epiteliais Hepatocelular Adenoma Hiperplasia nodular focal Hiperplasia nodular regenerativa Epitélio biliar Adenoma ducto biliar

Leia mais

ENGRAVIDAR NOVAMENTE OU NÃO ENGRAVIDAR EIS A QUESTÃO

ENGRAVIDAR NOVAMENTE OU NÃO ENGRAVIDAR EIS A QUESTÃO III Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia TRATAMENTO CLÍNICO E ENDOSCÓPICO DAS VARIZES ESÔFAGO-GÁSTRICAS STRICAS ENGRAVIDAR NOVAMENTE OU NÃO ENGRAVIDAR EIS A QUESTÃO MÁRIO REIS ÁLVARES-DA-SILVA

Leia mais

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite HEPATITE A hepatite é uma inflamação do fígado provocada na maioria das vezes por um vírus. Diferentes tipos de vírus podem provocar hepatite aguda, que se

Leia mais

Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia primeira

Leia mais

Encerramentos de Casos de Hepatites Virais no SINAN. Lucia Mardini DVAS

Encerramentos de Casos de Hepatites Virais no SINAN. Lucia Mardini DVAS Encerramentos de Casos de Hepatites Virais no SINAN Lucia Mardini DVAS Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS CEVS Rua Domingos Crescêncio Nº 132 sala 310 hepatites@saude.rs.gov.br

Leia mais

Hepatite C Casos Clínicos

Hepatite C Casos Clínicos DIA MUNDIAL DE ENFRENTAMENTO DAS HEPATITES VIRAIS Hepatite C Casos Clínicos Dr. Bernardo Machado de Almeida Hospital de Clínicas UFPR H. Municipal São José dos Pinhais Curitiba, 28 de julho de 2014 Para

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER HOSPITAL DO CANCER I SERVIÇO DE RADIOLOGIA SERVIÇO DE PESQUISA CLÍNICA E INCORPORAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER HOSPITAL DO CANCER I SERVIÇO DE RADIOLOGIA SERVIÇO DE PESQUISA CLÍNICA E INCORPORAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER HOSPITAL DO CANCER I SERVIÇO DE RADIOLOGIA SERVIÇO DE PESQUISA CLÍNICA E INCORPORAÇÃO TECNOLÓGICA AVALIAÇÃO DAS PARTÍCULAS DE POLÍMEROS SUPERABSORVENTES (DC-BEADS) NO TRATAMENTO

Leia mais

HEPATITES. Prof. Fernando Ananias HEPATITE = DISTÚRBIO INFLAMATÓRIO DO FÍGADO

HEPATITES. Prof. Fernando Ananias HEPATITE = DISTÚRBIO INFLAMATÓRIO DO FÍGADO HEPATITES Prof. Fernando Ananias HEPATITE = DISTÚRBIO INFLAMATÓRIO DO FÍGADO Hepatites virais: agentes etiológicos A B C D E Vírus hepatotrópicos G TT Herpes vírus EBV CMV Enterovírus Adenovírus Febre

Leia mais

Suspeita clínic a de doença celíaca. + IgA sérica POSITIVO 3? Anti-gliadina IgG POSITIVO?

Suspeita clínic a de doença celíaca. + IgA sérica POSITIVO 3? Anti-gliadina IgG POSITIVO? DOENÇA CELÍACA Suspeita clínic a de doença celíaca ttg 1 IgA ou Antiendomísio (AEM) IgA 2 + IgA sérica 3? Probabilidade de doença celíaca é baixa Probabilidade de doença celíaca é alta Deficiência de IgA?

Leia mais

Métodos Sorológicos Complexos (Comerciais) VII WIAH 29 e 30 de agosto de 2014 Prof Dra Dominique Muzzillo - UFPR

Métodos Sorológicos Complexos (Comerciais) VII WIAH 29 e 30 de agosto de 2014 Prof Dra Dominique Muzzillo - UFPR Métodos Sorológicos Complexos (Comerciais) VII WIAH 29 e 30 de agosto de 2014 Prof Dra Dominique Muzzillo - UFPR 1.Por que usar métodos não invasivos? 1.Por que usar métodos não invasivos? Para tentar

Leia mais

MANEJO HEPATITES VIRAIS B/C - 2015

MANEJO HEPATITES VIRAIS B/C - 2015 MANEJO HEPATITES VIRAIS B/C - 2015 HEPATITE C PAPEL DA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE FILIPE DE BARROS PERINI Assessor Técnico GEDST-DIVE-SES Infectologista Policlínica Municipal do Continente SMS-PMF Assessor

Leia mais

VI Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia 2012 Pólipos de Vesícula Biliar Diagnóstico e Conduta

VI Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia 2012 Pólipos de Vesícula Biliar Diagnóstico e Conduta VI Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia 2012 Pólipos de Vesícula Biliar Diagnóstico e Conduta Júlio Coelho Universidade Federal do Paraná Pólipo de Vesícula Biliar Estudos Científicos Ausência

Leia mais

PORTARIA Nº 1.160 DE 29 DE MAIO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso de suas atribuições, e

PORTARIA Nº 1.160 DE 29 DE MAIO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso de suas atribuições, e PORTARIA Nº 1.160 DE 29 DE MAIO DE 2006. Modifica os critérios de distribuição de fígado de doadores cadáveres para transplante, implantando o critério de gravidade de estado clínico do paciente. O MINISTRO

Leia mais

HIV/Aids Hepatites Virais Crônicas (HBV/HCV)

HIV/Aids Hepatites Virais Crônicas (HBV/HCV) HIV/Aids Hepatites Virais Crônicas (HBV/HCV) Epidemiologia Paula V. M. Toledo Infectologista SVS SESA Infecções virais crônicas O quadro agudo pode ser assintomático Evoluem para a forma crônica permanece

Leia mais

RESULTADOS DO TRANSPLANTE DE FÍGADO POR CHC APÓS DOWNSTAGING NO BRASIL. Ilka de Fatima SF Boin Unidade de Transplante Hepático FCM HC - Unicamp

RESULTADOS DO TRANSPLANTE DE FÍGADO POR CHC APÓS DOWNSTAGING NO BRASIL. Ilka de Fatima SF Boin Unidade de Transplante Hepático FCM HC - Unicamp RESULTADOS DO TRANSPLANTE DE FÍGADO POR CHC APÓS DOWNSTAGING NO BRASIL Ilka de Fatima SF Boin Unidade de Transplante Hepático FCM HC - Unicamp Portaria GM 1160 de 29/05/2006 Transplantes de Fígado Modifica

Leia mais

Portaria n.º 541/GM Em 14 de março de 2002. O Ministro de Estado da Saúde no uso de suas atribuições legais,

Portaria n.º 541/GM Em 14 de março de 2002. O Ministro de Estado da Saúde no uso de suas atribuições legais, Portaria n.º 541/GM Em 14 de março de 2002. O Ministro de Estado da Saúde no uso de suas atribuições legais, Considerando a Lei nº 9.434, de 04 de fevereiro de 1997, que dispõe sobre a remoção de órgãos,

Leia mais

Adenocarcinoma de Esôfago como conseqüência de Esôfago de Barret

Adenocarcinoma de Esôfago como conseqüência de Esôfago de Barret Adenocarcinoma de Esôfago como conseqüência de Esôfago de Barret Serviço de Cirurgia Geral III Dr Antônio Borges Campos Denissa F. G. Mesquita Extensionista da Cir. do Ap. Digestório Samuel Luz Moreno

Leia mais

HEPATITE C PCR Qualitativo, Quantitativo e Genotipagem

HEPATITE C PCR Qualitativo, Quantitativo e Genotipagem HEPATITE C PCR Qualitativo, Quantitativo e Genotipagem O Vírus da Hepatite C (HCV) é considerado o principal agente etiológico responsável por 90 a 95% dos casos de hepatite pós-transfusional não A e não

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SISTEMA ESTADUAL DE TRANSPLANTES Home Page: www.saude.sp.gov.br e-mail: ctrans@saude.sp.gov.br Resolução SS 151, de 13 de agosto de 2010 Dispõe sobre a estrutura organizacional

Leia mais

Resolução SS - 151, de 13-8-2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional e operacional do Sistema Estadual de Transplantes de São Paulo

Resolução SS - 151, de 13-8-2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional e operacional do Sistema Estadual de Transplantes de São Paulo Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 154 DOE de 14/08/10 seção 1 p. 29 Saúde GABINETE DO SECRETÁRIO

Leia mais

Diretrizes ANS para realização do PET Scan / PET CT. Segundo diretrizes ANS

Diretrizes ANS para realização do PET Scan / PET CT. Segundo diretrizes ANS Diretrizes ANS para realização do PET Scan / PET CT Segundo diretrizes ANS Referencia Bibliográfica: Site ANS: http://www.ans.gov.br/images/stories/a_ans/transparencia_institucional/consulta_despachos_poder_judiciari

Leia mais

Normas de Orientação Clínica da EASL e da EORTC: Abordagem de carcinoma hepatocelular

Normas de Orientação Clínica da EASL e da EORTC: Abordagem de carcinoma hepatocelular Normas de Orientação Normas de Orientação da EASL e da EORTC: Abordagem de carcinoma hepatocelular Associação Europeia para o Estudo do Fígado*, Organização Europeia para a Investigação e Tratamento do

Leia mais

Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica

Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica TRATAMENTO Helma Pinchemel Cotrim Profa. Associada-Doutora - Faculdade de Medicina Universidade Federal da Bahia HISTÓRIA NATURAL* DHGNA ESTEATOSE 80% ESTÁVEL 20%

Leia mais

Recife, Junho de 2011

Recife, Junho de 2011 Recife, Junho de 2011 Mário Reis Álvares-da-Silva Professor Adjunto-Doutor de Hepatologia Universidade Federal do Rio Grande do Sul Hospital de Clínicas de Porto Alegre mras@terra.com.br Declaração de

Leia mais

Manejo do Nódulo Pulmonar

Manejo do Nódulo Pulmonar Manejo do Nódulo Pulmonar Bruno Hochhegger MD, PhD Médico Radiologista do Pavilhão Pereira Filho e INSCER PUC/RS Professor de Radiologia da UFCSPA e PUC/RS brunohochhegger@gmail.com Manejo do Nódulo Pulmonar

Leia mais

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande,

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande, Cancêr de Mama: É a causa mais frequente de morte por câncer na mulher, embora existam meios de detecção precoce que apresentam boa eficiência (exame clínico e auto-exame, mamografia e ultrassonografia).

Leia mais

Hepatite B: Vacina R. PARANÁ

Hepatite B: Vacina R. PARANÁ Hepatite B: Vacina R. PARANÁ Universidade Federal da Bahia Faculdade de Medicina Unidade de Gastro-Hepatologia Representação esquemática do VHB Figura 1: Estrutura do Vírus da Hepatite B Core Icosaédrico

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES. MAPA AUDITÓRIO ÓPERA DE ARAME (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO. 8:15 8:30 TEMA LIVRE SELECIONADO.

Leia mais

NLST: estamos prontos para o rastreamento do câncer de pulmão?

NLST: estamos prontos para o rastreamento do câncer de pulmão? NLST: estamos prontos para o rastreamento do câncer de pulmão? Vladmir Cláudio Cordeiro de Lima, MD, PhD Hospital A.C. Camargo São Paulo - Brasil Rastreamento do Câncer de Pulmão Fonte: World Health Organization.

Leia mais

Análise do Desfecho de Pacientes Cirróticos Portadores de Carcinoma Hepatocelular em Lista de Espera para Transplante Hepático

Análise do Desfecho de Pacientes Cirróticos Portadores de Carcinoma Hepatocelular em Lista de Espera para Transplante Hepático UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE UFCSPA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HEPATOLOGIA Leonardo Wagner Grillo Análise do Desfecho de Pacientes Cirróticos Portadores de Carcinoma Hepatocelular

Leia mais

Diagnóstico por Imagem do Fígado - 2012 -

Diagnóstico por Imagem do Fígado - 2012 - Diagnóstico por Imagem do Fígado - 2012 - Prof. Dr. Giuseppe D Ippolito Dr. Lucas Torres Dra. Elisa Brentas Departamento de Diagnóstico por Imagem www.unifesp.br/ddi/abdome Métodos de Diagnóstico por Imagem

Leia mais

ANEXO II. 1 HEPATITE B VÍRUS DA HEPATITE B (Hepatitis B Vírus HBV)

ANEXO II. 1 HEPATITE B VÍRUS DA HEPATITE B (Hepatitis B Vírus HBV) ANEXO II ANEXO DA RESOLUÇÃO SESA Nº.../2009 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ALTERAÇÃO DA CAUSA DE REJEIÇÃO DO CÓDIGO 57 (INCONCLUSIVO), PELOS SERVIÇOS DE HEMOTERAPIA NO SHTWEB. 1. Segundo a RDC nº 153 de 14

Leia mais

HELMA PINCHEMEL COTRIM FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

HELMA PINCHEMEL COTRIM FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Doença Hepática Gordurosa Não-Alcoólica, Obesos Graves & Cirurgia Bariátrica HELMA PINCHEMEL COTRIM FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA A prevalência de obesidade é crescente nos últimos

Leia mais

HUCFF-UFRJUFRJ ANM/2010

HUCFF-UFRJUFRJ ANM/2010 CÂNCER DA TIREÓIDE - DIAGNÓSTICO - Silvio Henriques da Cunha Neto HUCFF-UFRJUFRJ ANM/2010 CÂNCER DE TIREÓIDE Incidências Nódulo palpável (> 50 anos): 5% Nódulo em US/necropsia: 50% Câncer em nódulos:

Leia mais

LARA DE SOUZA ALMEIDA. RESIDENTE de 3º ANO GASTROENTEROLOGIA PEDIÁTRICA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

LARA DE SOUZA ALMEIDA. RESIDENTE de 3º ANO GASTROENTEROLOGIA PEDIÁTRICA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO LARA DE SOUZA ALMEIDA RESIDENTE de 3º ANO GASTROENTEROLOGIA PEDIÁTRICA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Apresentação das massas hepáticas Sinais e Sintomas Dor abdominal, icterícia,

Leia mais

MARCADORES TUMORAIS EM DESTAQUE

MARCADORES TUMORAIS EM DESTAQUE Adriana Helena Sedrez Farmacêutica Bioquímica Especialista em Microbiologia Clínica pela PUC-PR Coordenadora do setor de Hematologia Clínica, responsável pelo Atendimento ao Cliente e gerente de Recursos

Leia mais

Diagnóstico diferencial de nódulos pulmonares suspeitos: quando e como investigar

Diagnóstico diferencial de nódulos pulmonares suspeitos: quando e como investigar Diagnóstico diferencial de nódulos pulmonares suspeitos: quando e como investigar Definição Nódulo pulmonar é uma estrutura circular de margens definidas, de 2 a 30 mm de diâmetro. Micronódulo menos de

Leia mais

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes.

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pâncreas Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pancreatite aguda Pancreatite crônica Cistos pancreáticos Câncer de Pancrêas Pancreatite aguda O pâncreas é um órgão com duas funções básicas:

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO Gabinete do Vereador DR. JAIRINHO DECRETA:

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO Gabinete do Vereador DR. JAIRINHO DECRETA: PROJETO DE LEI Nº 442/2005 Despacho DISPÕE SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE REALIZAÇÃO DE EXAME SOROLÓGICO PRÉ-NATAL EM MULHERES GRÁVIDAS PARA DIAGNÓSTICO PRECOCE DE VÍRUS DA AIDS, DAS HEPATITES B E C E DOS

Leia mais

BOLETIM ELETRÔNICO DO GRUPO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES DE SAÚDE

BOLETIM ELETRÔNICO DO GRUPO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES DE SAÚDE GAI informa junho/2009 ano 1 nº2 BOLETIM ELETRÔNICO DO GRUPO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES DE SAÚDE Editorial Neste segundo número do Boletim Gais Informa apresenta-se um resumo das principais discussões

Leia mais

Hepatite C Grupo Vontade de Viver

Hepatite C Grupo Vontade de Viver Hepatite C Grupo Vontade de Viver De apoio aos Portadores de Hepatite C Apresentação Data de Fundação : 19 Maio de 2002 Formação do Grupo: Portadores e ex-portadores do vírus C Trasplantados de fígado

Leia mais

Programa Estadual de Controle da Tuberculose

Programa Estadual de Controle da Tuberculose Programa Estadual de Controle da Tuberculose Programa Estadual de Apoio aos Consórcios Intermunicipais de Saúde COMSUS Curitiba, 10 e 11 de abril de 2014. Estimativa da incidência da tuberculose, 2012.

Leia mais

Endereço para correspondência: Sociedade Brasileira de Hepatologia Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2391, Conj. 102, CEP 01452-000, São Paulo - SP.

Endereço para correspondência: Sociedade Brasileira de Hepatologia Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2391, Conj. 102, CEP 01452-000, São Paulo - SP. EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA Local: Centro Convenções Serrano Resort Gramado RS Data: 01 de outubro de 2009 Horário: 17h30min

Leia mais

TC de pelve deixa um pouco a desejar. Permite ver líquido livre e massas. US e RM são superiores para estruturas anexiais da pelve.

TC de pelve deixa um pouco a desejar. Permite ver líquido livre e massas. US e RM são superiores para estruturas anexiais da pelve. 24 de Outubro de 2006. Professor Amphilophio. Tomografia computadorizada do abdome e da pelve TC de pelve deixa um pouco a desejar. Permite ver líquido livre e massas. US e RM são superiores para estruturas

Leia mais

Hepatites Virais 27/07/2011

Hepatites Virais 27/07/2011 SOCIEDADE DIVINA PROVIDÊNCIA Hospital Nossa Senhora da Conceição Educação Semana Continuada de Luta Contra em CCIH as Hepatites Virais 27/07/2011 Enfº Rodrigo Cascaes Theodoro Enfº CCIH Rodrigo Cascaes

Leia mais

PERFIL HEPATITE. Segurança para o diagnóstico e acompanhamento clínico.

PERFIL HEPATITE. Segurança para o diagnóstico e acompanhamento clínico. PERFIL HEPATITE Segurança para o diagnóstico e acompanhamento clínico. TLA - Total Lab Automation Agilidade e Confiança TAT (Turn Around Time) de produção de 2 horas. Quatro linhas de produção totalmente

Leia mais

PET- TC aplicações no Tórax

PET- TC aplicações no Tórax PET- TC aplicações no Tórax Disciplina de Pneumologia InCor- HCFMUSP Prof. Dr. Mário Terra Filho 1906 1863 Eisenberg 1992 (J. Kavakama) RxTC- Sec XIX-XX Lyons-Petrucelli 1978 Sec XIX PET- Sec XX-XXI PET

Leia mais

RM MAMÁRIA: quando indicar?

RM MAMÁRIA: quando indicar? RM MAMÁRIA: quando indicar? Lucio De Carli Serviço de Diagnóstico por Imagem da Mama Hospital Mãe de Deus SSMD Porto Alegre/RS e-mail: luciodc@terra.com.br RM MAMÁRIA - indicações - Incoerência EF x MG

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA Local: Rio de Janeiro - RJ Data da prova: 21 de maio de 2011 Horário: 08h00 às 12h00 Período

Leia mais

Protocolo de Encaminhamentos de Referência e Contra-referência dos Ambulatórios de Gastrenterologia.

Protocolo de Encaminhamentos de Referência e Contra-referência dos Ambulatórios de Gastrenterologia. Rua Santa Marcelina, 177 CEP 08270-070 SÅo Paulo SP Fone(11) 6170-6237- Fax 6524-9260 www.santamarcelina.org E-mail: dir.med@santamarcelina.org Protocolo de Encaminhamentos de Referência e Contra-referência

Leia mais

XV Reunião Clínico - Radiológica Dr. RosalinoDalasen. www.digimaxdiagnostico.com.br

XV Reunião Clínico - Radiológica Dr. RosalinoDalasen. www.digimaxdiagnostico.com.br XV Reunião Clínico - Radiológica Dr. RosalinoDalasen www.digimaxdiagnostico.com.br Caso 1 Paciente T. F. R. M., 56 anos, sexo feminino. História prévia: - Câncer de mama com metástase pleural. - Mastectomia

Leia mais

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae.

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Chamado de HPV, aparece na forma de doenças como condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo. -Há mais de 200 subtipos do

Leia mais

ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E/OU PERFUROCORTANTES ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E/OU PERFUROCORTANTES ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E/OU PERFUROCORTANTES ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE Os acidentes de trabalho com material biológico e/ou perfurocortante apresentam alta incidência entre

Leia mais

Hepatites Virais. Carmen Regina Nery e Silva agosto 2011 Regina.nery@aids.gov.br

Hepatites Virais. Carmen Regina Nery e Silva agosto 2011 Regina.nery@aids.gov.br Hepatites Virais Carmen Regina Nery e Silva agosto 2011 Regina.nery@aids.gov.br Definição Hepatite viral: Doença causada exclusivamente por vírus hepatotrópico. Diagnóstico Diferencial: CMV, mononucleose

Leia mais

EDITAL DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA 2014

EDITAL DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA 2014 EDITAL DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO NA ÁREA DE HEPATOLOGIA 2014 Local: Centro de Convenções do Hotel Tropical Tambaú Data da prova: 27/09/2014 Horário: 08h00 às 12h00

Leia mais

Proposta de Vigilância Epidemiológica da Paracoccidioidomicose

Proposta de Vigilância Epidemiológica da Paracoccidioidomicose MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CORDENAÇÃO GERAL DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS UNIDADE DE VIGILÂNCIA DAS DOENÇAS DE TRANSMISSÃO RESPIRATÓRIAS

Leia mais

II Curso de Atualização em Coloproctologia

II Curso de Atualização em Coloproctologia II Curso de Atualização em Coloproctologia Estratégias de Prevenção de Câncer nas Doenças Inflamatórias Intestinais Dr. Marco Zerôncio LIGA NRCC Considerações Iniciais As DII (RCUI e colite por Crohn)

Leia mais

ESÔFAGO-GÁSTRICASGÁSTRICAS

ESÔFAGO-GÁSTRICASGÁSTRICAS ENDOSCOPIA NAS VARIZES ESÔFAGO-GÁSTRICASGÁSTRICAS OBJETIVOS DA ENDOSCOPIA Prevenção do 1 sangramento varicoso Tratar o sangramento varicoso agudo Prevenir sangramento recorrente TRATAMENTO DAS VARIZES

Leia mais

TOMOSSÍNTESE MAMÁRIA CASOS CLÍNICOS

TOMOSSÍNTESE MAMÁRIA CASOS CLÍNICOS TOMOSSÍNTESE MAMÁRIA CASOS CLÍNICOS SELMA DI PACE BAUAB Radiologista da Mama Imagem São José do Rio Preto - SP CASO 1 55 anos. Assintomática TOMOSSÍNTESE LESÃO EPITELIAL ESCLEROSANTE (Cicatriz Radial)

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS PORTARIA 13/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS PORTARIA 13/2014 PORTARIA 13/2014 Dispõe sobre os parâmetros do exame PET-CT Dedicado Oncológico. O DIRETOR-PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL-IPERGS, no uso de suas atribuições conferidas

Leia mais

O que é câncer de mama?

O que é câncer de mama? Câncer de Mama O que é câncer de mama? O câncer de mama é a doença em que as células normais da mama começam a se modificar, multiplicando-se sem controle e deixando de morrer, formando uma massa de células

Leia mais

Governador Geraldo Alckmin entrega o maior laboratório destinado a pesquisas sobre o câncer da América Latina

Governador Geraldo Alckmin entrega o maior laboratório destinado a pesquisas sobre o câncer da América Latina MATEC ENGENHARIA ENTREGA O MAIOR LABORATORIO PARA PESQUISA DE CÂNCER DA AMÉRICA LATINA Qui, 14/04/11-11h00 SP ganha maior laboratório para pesquisa de câncer da América Latina Instituto do Câncer também

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO SERVIÇO DE SAÚDE COMUNITÁRIA APOIO TÉCNICO EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO SERVIÇO DE SAÚDE COMUNITÁRIA APOIO TÉCNICO EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO SERVIÇO DE SAÚDE COMUNITÁRIA APOIO TÉCNICO EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO EXPERIÊNCIAS DE ORGANIZAÇÃO DO CUIDADO EM SAÚDE Abordagem integrada na atenção as pessoas com HAS, DM

Leia mais

Acidentes com materiais perfurocortantes

Acidentes com materiais perfurocortantes Acidentes com materiais perfurocortantes Forma de transmissão: Oral-fecal Riscos biológicos Via respiratória (gotículas ou aérea) Contato Via sanguínea Alto risco Risco Intermediário Sem risco Sangue e

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL GERAL DE BONSUCESSO COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR ROTINA A 24 - Revisada em 29/10/2010

MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL GERAL DE BONSUCESSO COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR ROTINA A 24 - Revisada em 29/10/2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL GERAL DE BONSUCESSO COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR ROTINA A 24 - Revisada em 29/10/2010 Recomendações para prevenção e controle das enterobactérias produtoras

Leia mais

PORTARIA SVS/MS Nº 151, DE 14 DE OUTUBRO DE 2009 DOU 16.10.2009

PORTARIA SVS/MS Nº 151, DE 14 DE OUTUBRO DE 2009 DOU 16.10.2009 SVS/MS - Portaria nº 151/2009 16/10/2009 PORTARIA SVS/MS Nº 151, DE 14 DE OUTUBRO DE 2009 DOU 16.10.2009 A SECRETÁRIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUBSTITUTA, no uso das atribuições que lhe confere o Art. 45,

Leia mais

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR I OFICINA DE HEPATITES HEMOCE DESAFIOS E PERSPETIVAS NO CONTROLE DA HEPATITE B Elodie Bomfim Hyppolito Coordenadora do Ambulatório de

Leia mais

PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C.

PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C. PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C. A) DIAGNÓSTICO ETAPA I - TRIAGEM SOROLÓGICA ( ANTI-HCV ) ETAPA II CONFIRMAÇAO

Leia mais

Neoplasias Hepáticas: Caracterização pela. US, TC e RM

Neoplasias Hepáticas: Caracterização pela. US, TC e RM Artigo de revisão 12/2011 1 Neoplasias Hepáticas: Caracterização pela US, TC e RM Sebastião Oliveira Alcântara Resumo: Ocorre uma variedade de tumores malígnos e benígnos no fígado. A caracterização de

Leia mais

Manuseio do Nódulo Pulmonar Solitário

Manuseio do Nódulo Pulmonar Solitário VIII Congresso de Pneumologia e Tisiologia do Estado do Rio de Janeiro Manuseio do Nódulo Pulmonar Solitário Universidade do Estado do Rio de Janeiro Faculdade de Ciências Médicas Hospital Universitário

Leia mais

CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DA SAÚDE CESAU

CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DA SAÚDE CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 09 /2014 - CESAU Objeto: Parecer. Promotoria de Justiça GESAU / Índice de seguimento / levantamento de doenças intra-epiteliais previsto para 2013 no município de Salvador e ações

Leia mais

XXIII CONGRESSO MÉDICO DA PARAIBA João Pessoa, 3 a 5 de Julho de 2003

XXIII CONGRESSO MÉDICO DA PARAIBA João Pessoa, 3 a 5 de Julho de 2003 XXIII CONGRESSO MÉDICO DA PARAIBA João Pessoa, 3 a 5 de Julho de 2003 Considerações sobre Patogênese, diagnóstico e tratamento da Hepatopatia Alcoólica Victorino Spinelli Toscano Barreto - Prof. Adjunto

Leia mais

*CD145101996985* Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 11/02/2014. MAMOGRAFIA EM UMA SÓ MAMA: IGNORÂNCIA

*CD145101996985* Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 11/02/2014. MAMOGRAFIA EM UMA SÓ MAMA: IGNORÂNCIA Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 11/02/2014. MAMOGRAFIA EM UMA SÓ MAMA: IGNORÂNCIA OU MONSTRUOSIDADE Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, No último

Leia mais

MEDICINA II 30.OUT.2007

MEDICINA II 30.OUT.2007 MEDICINA II 30.OUT.2007 TUMORES DO FÍGADO DOCENTE: Dr. José Velosa DISCENTE: Marta Eusébio FISCALIZADOR: Diana Santos BIBLIOGRAFIA: Desgravadas dos anos anteriores; Harrison s Principles of Internal Medicine,

Leia mais

HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica

HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica 22/07/04 Anastomoses Bilio-digestivas Intra-hep hepáticas em Tumores da Convergência Diego Teixeira Alves Rangel Tratamento Paliativo em 10

Leia mais

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica.

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica. Hepatites Virais O FÍGADO E SUAS FUNÇÕES. O fígado é o maior órgão do corpo humano, está localizado no lado superior direito do abdômen, protegido pelas costelas (gradio costal). É responsável por aproximadamente

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA

QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA INSTITUIÇÃO ENDEREÇO CIDADE ESTADO CEP TELEFONE ( ) FAX ( ) E-MAIL: SITE: CNPJ: INSCRIÇÃO ESTADUAL: INSCRIÇÃO

Leia mais

FÍGADO. Veia cava inferior. Lobo direito. Lobo esquerdo. Ligamento (separa o lobo direito do esquerdo) Vesícula biliar

FÍGADO. Veia cava inferior. Lobo direito. Lobo esquerdo. Ligamento (separa o lobo direito do esquerdo) Vesícula biliar FÍGADO É o maior órgão interno È a maior glândula É a mais volumosa de todas as vísceras, pesa cerca de 1,5 kg no homem adulto, e na mulher adulta entre 1,2 e 1,4 kg Possui a coloração arroxeada, superfície

Leia mais

SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 1.1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 3 1.2. CONCLUSÕES... 3 1.3. PERGUNTA ESTRUTURADA... 4 1.4. CONTEXTUALIZAÇÃO(1)...

SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 1.1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 3 1.2. CONCLUSÕES... 3 1.3. PERGUNTA ESTRUTURADA... 4 1.4. CONTEXTUALIZAÇÃO(1)... NT93/2013 Solicitante: Ilmo Dr Anacleto Falci 2ª Juiz de Direito Auxiliar Especial 7ª Vara Cível - Comarca de Governador Valadares/MG Data: 14/06/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Numeração:

Leia mais

20º Imagem da Semana: Ressonância Magnética de Crânio

20º Imagem da Semana: Ressonância Magnética de Crânio 20º Imagem da Semana: Ressonância Magnética de Crânio Enunciado Paciente de 77 anos, sexo feminino, que iniciou quadro de febre (39º C) associado à confusão mental. Apresentou exame de urina rotina com

Leia mais

Alexandre de Lima Farah

Alexandre de Lima Farah Alexandre de Lima Farah Declaração de conflito de interesse Não recebi qualquer forma de pagamento ou auxílio financeiro de entidade pública ou privada para pesquisa ou desenvolvimento de método diagnóstico

Leia mais

CÂNCER DE MAMA. O controle das mamas de seis em seis meses, com exames clínicos, é também muito importante.

CÂNCER DE MAMA. O controle das mamas de seis em seis meses, com exames clínicos, é também muito importante. CÂNCER DE MAMA Dr. José Bél Mastologista/Ginecologista - CRM 1558 Associação Médico Espírita de Santa Catarina AME/SC QUANDO PEDIR EXAMES DE PREVENÇÃO Anualmente, a mulher, após ter atingindo os 35 ou

Leia mais

Tratamento da co-infecção HIV-HVC Fernando L Gonçales Jr Disciplina de Infectologia-FCM-UNICAMP

Tratamento da co-infecção HIV-HVC Fernando L Gonçales Jr Disciplina de Infectologia-FCM-UNICAMP Tratamento da co-infecção HIV-HVC Fernando L Gonçales Jr Disciplina de Infectologia-FCM-UNICAMP Prevalência da HVC entre pacientes HIV(+) Published or presented 1990-2001 Canada: 69% Germany: 13.8 52%

Leia mais