Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte"

Transcrição

1 Olá! Bem Vindo!

2 Fábio Figueiredo Supervisor Suporte

3

4 Agenda do dia: Custos e precificação Importação do XML na entrada de mercadoria Entendendo a precificação de Produtos Gerenciando o Conta Corrente do seu Fornecedor

5

6 O que é custo?

7 Custos são gastos que a empresa realiza, com o objetivo de por o seu produto pronto para ser comercializado, fabricando-o ou apenas revendendo-o. Uma diferença básica para a despesa é que custo traz um retorno financeiro e pertence à atividade-fim pela qual a entidade foi criada. Já despesa é um gasto com a atividademeio e não gera retorno financeiro, apenas propicia um certo "conforto" ou funcionalidade ao ambiente empresarial.

8 Antes de falarmos de custo, vamos falar um pouco dos cálculos dos tributos.

9 - O tributo/imposto é calculado aplicando-se a alíquota sobre a base. - A base é o principal fator que devemos nos atentar para o cálculo do imposto, visto que se a base não for definida corretamente, o imposto será calculado incorretamente, consequentemente calculando um custo incorreto. Imposto = Base * Alíquota Ex: ICMS Base: 1000 Aliq.: 12 Imposto = Base * Aliquota Imposto = 1000 * 12% Imposto = 120

10 Como definimos a base?

11 Voltando ao Custo $ $ Custo do Produto Custo dentro da NF Custo fora da NF Créditos

12 $ Fornecedor (políticas comerciais) Impostos Federais Custo dentro da NF Outras despesas (selo e seguro) Transportes

13 $ Impostos Estaduais Despesas Financeiras Custo fora da NF Transportes

14 Impostos Federais Impostos Estaduais Créditos Bonificações

15 Tipos: Custo da Última Entrada Custo Real Podem ou não usar o crédito de ICMS

16 +60 Parâmetros

17 Os Principais parâmetros e seus conceitos Rotina Parâmetros gerais, para toda a empresa Calcular custo com crédito PIS/COFINS: Quando marcado, subtrai o valor de PIS/COFINS do custo da ultima entrada Calcular custo com crédito ICMS: Quando marcado, subtrai o valor de ICMS do custo da ultima entrada Considerar ICMS Antecipado para cálc. do custo: Quando marcado, o valor do ICMS Antecipado é somado ao custo da ultima entrada.

18 Os Principais parâmetros e seus conceitos Rotina Parâmetros por filial Calcular crédito de IPI: Quando marcado, o valor do IPI é subtraído do custo da ultima entrada Calcular custo com crédito PIS / COFINS: Quando marcado, subtrai o valor de PIS/COFINS do custo da ultima entrada. Obs.: Esse parâmetro é para cálculo do custo gerencial, ou seja, custo da ultima entrada, custo real, custo financeiro, etc Calcular crédito de PIS no custo contábil: Quando marcado, subtrai o valor de PIS/COFINS do custo da ultima entrada, porém esse parâmetro é somente para o custo contábil, ou seja, quando marcado ele irá subtrair o PIS/COFINS somente para calcular o custo contábil.

19 Os Principais parâmetros e seus conceitos Rotina Parâmetros por filial Calcular crédito de ICMS no custo contábil: Quando marcado, subtrai o valor de ICMS do custo da ultima entrada, porém esse parâmetro é somente para o custo contábil, ou seja, quando marcado ele irá subtrair o PIS/COFINS somente para calcular o custo contábil Calcular custo com crédito ICMS: Quando marcado, subtrai o valor de ICMS do custo da ultima entrada. Obs.: Esse parâmetro é para cálculo do custo gerencial, ou seja, custo da ultima entrada, custo real, custo financeiro, etc Calcular redução de PIS no frete: Quando marcado, o valor do PIS/COFINS do frete FOB (fora da nota) será subtraído do custo da ultima entrada. Obs.: Esse parâmetro é para cálculo do custo gerencial, ou seja, custo da ultima entrada, custo real, custo financeiro, etc.

20 Os Principais parâmetros e seus conceitos Rotina Parâmetros por filial Calcular redução de PIS no frete contábil: Quando marcado, o valor do PIS/COFINS do frete FOB (fora da nota) será subtraído do custo da ultima entrada, porém esse parâmetro é somente para o custo contábil, ou seja, quando marcado ele irá subtrair o PIS/COFINS somente para calcular o custo contábil Utilizar crédito de ICMS antecipado no cálculo do custo do produto: Quando marcado, o valor do ICMS Antecipado é somado ao custo da ultima entrada.

21 fórmula: Valor da última entrada = preço desconto + frete + IPI + outras despesas + S.T + custos fora NF BNF

22 fórmula: Custo da última entrada = valor última entrada ICMS PIS/COFINS crédito presumido desconto SUFRAMA.

23 fórmula: Custo Real = ((est.anterior x custo real anterior) + (qtd entrada + custo da últ entrada)) / (qtd.anterior + qtd. entrada)

24 Dúvidas?

25

26 Quantos tipos de margens existem no? WinThor

27 Prevista rotina 132 Mínima rotina 132 Ideal rotina 201 Zero rotina 201 Negativa rotina 201 Futura rotina 201 Precificação rotina 201

28 Você consulta a sugestão de preços? do WinThor

29 fórmula: SPV = Custo * (1 - %Desconto de Custo) 1 - (%comissão + %CPMF + %carga tributária + %margem lucro)

30 Custo...rotina 132 %Desc. Custo... rotina 514 Comissão...rotina 203 CPMF...rotina 132 % Tributação...rotina 514 % Margem Lucro...rotina 201

31 Dúvidas?

32

33 Quanto tempo vamos gastar na entrada de uma NF com 300 itens?

34 203 Cadastro de Produtos Código de Fábrica do Produto 202 Cadastro de Fornecedores CNPJ do Fornecedor 212 Cadastro de Tributação Validar CFOP

35 Dúvidas?

36 Como você controla as verbas que o seu fornecedor promete?

37

38 RECEITA REBAIXA DE CMV REBAIXA DE CUSTO

39

40 Verba O processo de negociação da verba é de extrema importância para o atacadista e distribuidor e até mesmo para o mercado. Pois, o lucro do atacadista não está na venda mas sim na compra, visto que o lucro é resultado de uma compra bem realizada. A verba é tratada no winthor de acordo com o método de débito e crédito, onde para cada débito deverá haver um crédito de mesmo valor. Ao gerar a verba o sistema irá registrar um debito para o fornecedor, e ao realizar a baixa, será gerado o crédito.

41 Verba 1. Definição: 1.2. Verba: Quantia em valor e\ou mercadoria concedida pelo fornecedor para investir (aplicar) em algo Bonificação: Vantagem representada por abatimento no peço da mercadoria oferecida pelo fornecedor ao comprador. 2. Processos realizados na verba: 2.1. Baixa: É o recebimento da verba. Quando o fornecedor paga a verba que está devendo, é realizada a baixa da verba, consequentemente é gerado o crédito para o fornecedor.

42 Verba Aplicação: É a definição do resultado esperado ao receber uma verba Resultados na aplicação: O resultada da aplicação de uma verba poderá ser: Rebaixa de Custo Rebaixa de CMV Receita Resultados na Aplicação da Verba Rebaixar custo de produto no Estoque Rebaixar CMV de vendas já Realizadas Rebaixar CMV de vendas a realizar em um período determinado Aumenta margem do produto sem aumentar o preço Aumenta margem do pedido sem aumentar preço e sem alterar custo do produto Aumenta margem do pedido sem aumentar preço e sem alterar custo do produto Receita Custear despesas pré-definidas com fornecedor

43 Verba - Verbas x Movimentação de CR de fornecedor - Verbas: Existe um contrato com fornecedor (Débito) - Movimentação: Nem sempre há um contrato estabelecido com o fornecedor, podendo haver créditos sem vínculo com verba. - Origem Da Verba: Rotina 209: Através de um pedido de compra, normal com percentual de bonificação informado no item, como dinheiro ou mercadoria. Rotina 1801: Processo para gerar a verba manualmente. - Rotina 1302: Verba gerada através da devolução de fornecedor - Obs.: O processo de verba gerada pela rotina 1302, gera a verba já aplicada, pois essa verba é para que o fornecedor pague o que foi comprado dele e não de uma bonificação concedida.

44 Verba - Diferença de preço na entrada da mercadoria: Quando o valor do item no pedido de compra é menor que o valor informado na rotina Origem do crédito: - Entrada de mercadoria: Entrada na rotina 1301 com o tipo 5, - Recebimento em dinheiro: Recebimento de dinheiro em conta bancária, caixa ou cheque, através da rotina Desconto em duplicadas a pagar: Lançamento de desconto financeiro em algum titulo a pagar ao fornecedor através da rotina Diferença de preço na entrada da mercadoria: Quando o valor do item no pedido de compra é maior que o valor informado na rotina 1301.

45 Verba Identificação das verbas pelo Sistema: A verba é identificada pela conta parametrizada na rotina 132. Parâmetro da rotina 132: 1435 Conta de rebaixa de custo 1541 Conta de rebaixa de CMV 2182 Conta de rebaixa de CMV com valor a apurar 1033 Conta para lançamento de credito sem vinculo com verba

46 Verba - Tipos de Pagamento: - Mercadoria: Quando o fornecedor promete fazer o pagamento através de uma quantia em mercadoria, do mesmo produto comercializado ou diferente. Obs.: A mercadoria pode ser na mesma nota de verba ou em notas separadas. - Dinheiro: Quando o fornecedor promete fazer o pagamento da verba através de uma quantia em dinheiro. - Desconto em nota: Quando o fornecedor envia uma nota fiscal com um desconto para abater um saldo de verba.

47 Verba - Rebaixa de Custo: Aplicações da Verba - A rebaixa de custo poderá ocorrer de umas formas: - Primeira: Automaticamente através da entrada de mercadoria normal (Tipo 1), quando existe percentual de bonificação informado no pedido de compra normal - Segunda: Manualmente através da rotina 1806, nesse processo a verba poderá ser utilizada em qualquer produto vinculado ao fornecedor. - Resultados esperados com a rebaixa de custo: Aumento no lucro caso o preço de venda permaneça o mesmo ou aumento no giro da mercadoria caso abaixe o preço de venda, entretanto o lucro continuará o mesmo.

48 Verba - Rebaixa de cmv: - A aplicação da verba para rebaixa de cmv poderá ocorrer de três formas. - Primeira: Rebaixa de cmv com valor definido, o valor da verba já é estabelecido entre o fornecedor e o comprador, sua aplicação é feita pela rotina 1831, mas é após realizar a venda que realmente o cmv é reduzido. (Sell-In) - Segunda: Rebaixa de cmv com valor a definir, o valor da verba não é definido entre o fornecedor e o comprador, o que é estabelecido é o valor da aplicação para cada unidade do produto vendido, sua aplicação é feita através da rotina 1831, onde é definido o valor unitário de rebaixa do cmv de cada unidade vendida. (Sell-Out) - Terceira: Rebaixa de cmv em uma venda já realizada, a aplicação da verba será através da rotina 1827, para reduzir o cmv de uma venda já faturada.

49 Verba - Resultados esperados com a rebaixa de cmv: Aumento no lucro caso o preço de venda permaneça o mesmo ou aumento no giro da mercadoria caso abaixe o preço de venda, entretanto o lucro continuará o mesmo. - Receita: - A aplicação de uma verba com receita é feita através da rotina 1807, onde será lançada uma despesa na conta da verba e uma receita na conta estabelecida para retirada do dinheiro. - Obs.: A verba para rebaixa de custo é a única verba que possibilita sua aplicação, tanto como rebaixa de custo quanto receita.

50 Verba - Principais Relatórios: Verbas (contratos) e Saldo a Aplicar Débito e Crédito de fornecedor (saldo a receber do fornecedor, independente da verba) Análise de aplicações saldo a receber do fornecedor (débito e crédito) <> = 1825 = 1826

51 Verba - Outros Processos realizados na verba: Desdobramento: A rotina permite que varias verbas sejam desdobradas em somente uma ou vice-versa, contando que haja saldo a receber da verba e que ela não tenha sido gerada através do pedido ou devolução de fornecedor Conciliação de verba: Processo que permite conciliar o debito com o credito da verba. Obs.: Esse processo é somente para controle da verba e não irá interferir em nenhum resultado Transferência de verba entre fornecedores: Permite transferir a verba entre fornecedor e filiais, contando que haja saldo a receber da verba e que ela não tenha sido gerada através do pedido ou devolução de fornecedor.

52 Verba Transferência de verba: Transfere o valor total ou somente o saldo de uma verba para outra, contando que haja saldo a receber da verba e que ela não tenha sido gerada através do pedido ou devolução de fornecedor Cancelar Verba: Realiza o cancelamento da verba gerada através da rotina 1801.

53 Dúvidas?

54 Como se manter atualizado?

55

56

57 Apoio e realização: Até a próxima!

VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS

VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS Bonificações A Receita Federal reconhece dois tipos de bonificações, que são: 1. Aquelas recebidas na mesma nota fiscal

Leia mais

TUTORIAL DEVOLUÇÃO DE CLIENTE

TUTORIAL DEVOLUÇÃO DE CLIENTE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Realizar Devolução de Cliente... 3 2.1 Geração Nota Fiscal Própria.... 3 2.2 Utilizando uma Nota de Devolução Enviada pelo Cliente.... 4 2.3

Leia mais

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Margem de Contribuição

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Margem de Contribuição O que é? é quantia em dinheiro que sobra do preço de venda de um produto, serviço ou mercadoria após retirado o valor do custo variável unitário. Esta quantia é que irá garantir a cobertura do custo fixo

Leia mais

SMART CADASTRO DE EMPRESA

SMART CADASTRO DE EMPRESA SMART CADASTRO DE EMPRESA -> Cadastros/ Parâmetros/ Empresa O objetivo principal é cadastrar dados relacionados a Empresa (razão social da empresa, fantasia, alíquotas para cálculo de custos) conforme

Leia mais

Quem sou? Lucas Nunes

Quem sou? Lucas Nunes Olá! Bem Vindos! Quem sou? Lucas Nunes Supervisor de Suporte PC Sistemas Goiânia/GO Circuito de Capacitação de Clientes Usabilidade Informação Melhores Práticas Conhecimento Relacionamento Atualizações

Leia mais

Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra

Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra Guia Dados da Nota Quadro Nota Fiscal Código de aviso no momento que é gravado a nota de entrada o código do aviso é gerado automaticamente

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Cordilheira Escrita Fiscal 2.174A Liberação de Atualização Criadas rotinas para possibilitar a parametrização da apuração automática do diferencial de alíquota, antecipação parcial do ICMS, e antecipação

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E109A9 Jéssica Pinheiro 01/04/2016 2/11 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Parâmetro para controle do saldo na geração de pedido de compra de venda

Leia mais

Lançamentos de NF e de Compras Caminho: Menu > Cadastros > Compras > NF e > Lançamentos

Lançamentos de NF e de Compras Caminho: Menu > Cadastros > Compras > NF e > Lançamentos 1 Lançamentos de NF e de Compras Caminho: Menu > Cadastros > Compras > NF e > Lançamentos Definição Na rotina Lançamentos de NF e Compras você poderá Lançar NF e de Compras. Nesta Funcionalidade você poderá

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.102a SPED PIS/COFINS

Cordilheira Escrita Fiscal 2.102a SPED PIS/COFINS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Entrada de Mercadoria

Entrada de Mercadoria Entrada de Mercadoria Para cadastrar ou gerenciar uma Entrada de Mercadoria acesse o menu: Compras > Entrada de Mercadoria. Em seguida clique no botão 1 / 23 Dados da entrada No campo Fornecedor informe

Leia mais

Informativo de Versão 19.03

Informativo de Versão 19.03 Informativo de Versão 19.03 Índice ERP Faturamento e Cupom Fiscal - ECF... 2 Emissão de NF-e e Emissão de Cupom Fiscal (Chamado 25717)... 2 Movimento Entrada de Produtos (Chamado 25318)... 7 Emissão e

Leia mais

OPERAÇÕES COM MERCADORIAS E NOÇÕES SOBRE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL. Seção 7

OPERAÇÕES COM MERCADORIAS E NOÇÕES SOBRE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL. Seção 7 OPERAÇÕES COM MERCADORIAS E NOÇÕES SOBRE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL Seção 7 CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA Ramo da contabilidade aplicada cujo objetivo é adequar as demonstrações financeiras contábeis e a

Leia mais

Informativo de Versão 19.07

Informativo de Versão 19.07 Informativo de Versão 19.07 Índice Resulth Start... 2 Movimento PDV (Chamado 28079)... 2 ERP Receber... 3 Consultas de Vencimentos (Chamado 27491)... 3 Resulth Business... 5 Importação de XML de Conhecimento

Leia mais

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Abra a tela de Entrada de Produto Abra o módulo Compras, clique no Menu

Leia mais

BASCODE CLOUD BUSINESS APPLICATIONS

BASCODE CLOUD BUSINESS APPLICATIONS CLOUD BUSINESS APPLICATIONS Sistema de Gestão Empresarial Emissão Notas Fiscais Eletrônicas (Fornecedor/Consumidor) Controle de Estoque Emissão de Pedidos / Serviços Fluxo de Caixa / A Pagar e A Receber

Leia mais

CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000

CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000 CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000 Revisado 12/2015 1 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES Antes de mostrar como é calculado o inventário no sistema Athenas3000, deve ser levando em conta algumas considerações. Leia

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços

Nota Fiscal de Serviços Nota Fiscal de Serviços Para emitir ou gerenciar suas Notas Fiscais de Serviços acesse o menu: Serviços > Notas Fiscais. Em seguida clique no botão 1 / 13 Dados da Nota Fiscal No campo Cliente basta iniciar

Leia mais

Manual de Usuário. Módulo Estoque

Manual de Usuário. Módulo Estoque Manual de Usuário Módulo Estoque MÓDULO DE ESTOQUE OU CONTROLE DE MATERIAIS. A base do controle de estoque são os itens (peças e acessórios, lubrificantes, combustíveis, etc) que devidamente codificados

Leia mais

Quais são os objetivos do tópico... TEMA II. DETALHAMENTO DOS REGISTROS CONTÁBEIS. 05. Estoque

Quais são os objetivos do tópico... TEMA II. DETALHAMENTO DOS REGISTROS CONTÁBEIS. 05. Estoque USP-FEA Curso de Administração Disciplina: EAC0111 Noções de Contabilidade para Administração TEMA II. DETALHAMENTO DOS REGISTROS CONTÁBEIS 05. Estoque Profa. Dra. Joanília Cia (joanilia@usp.br) 1 Quais

Leia mais

Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo.

Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo. Método: Pesquisa do arquivo xml. Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo. Obs.: Este processo é para ser feito de CFOP para CFOP e não de

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

EASETE SISTEMAS LTDA ME. SPACE - ERP - SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA Manual do Usuário. v

EASETE SISTEMAS LTDA ME. SPACE - ERP - SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA Manual do Usuário. v EASETE SISTEMAS LTDA ME SPACE - ERP - SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA Manual do Usuário v2016.01 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRIMEIRO ACESSO COMO ADMINISTRADOR... 4 3. CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 ALTERAR SENHA...

Leia mais

Por Percentual Fixo = preço de venda X (percentual de comissão para empresa)

Por Percentual Fixo = preço de venda X (percentual de comissão para empresa) 1 VENDAS DIRETAS É comum varejistas no seguimento de materiais de construção realizarem vendas com participação do fornecedor. Essas vendas são realizadas pela loja, no entanto a responsabilidade de entrega

Leia mais

TUTORIAL VALOR APROXIMADO DOS TRIBUTOS

TUTORIAL VALOR APROXIMADO DOS TRIBUTOS Apresentação A opção de informar percentual de tributos incidentes na nota fiscal, bem como o resultado da aplicação deste percentual sobre o preço de venda, será selecionada e gravada na movimentação

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E107A9 Jéssica Pinheiro 20/01/2016 2/24 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Envio de cópia de e-mail.... 3 2. Bloqueio de emissão de cupom fiscal com

Leia mais

ROTEIRO PARA O EFD CONTRIBUIÇÕES

ROTEIRO PARA O EFD CONTRIBUIÇÕES ROTEIRO PARA O EFD CONTRIBUIÇÕES O mais importante na preparação do Scritta, para a geração do EFD Contribuições, inicialmente, é a a Configuração dos Impostos Federais. No entanto, todos os dados colocados

Leia mais

Manual. Sistema Venus 2.0. (Módulo Financeiro)

Manual. Sistema Venus 2.0. (Módulo Financeiro) Manual Do Sistema Venus 2.0 (Módulo Financeiro) 1 Tela Principal: Esta é a tela principal do módulo financeiro, aqui trabalhamos com: Contas a Receber, Contas a Pagar, Controle de cheques recebidos, vendas

Leia mais

Manual de Ativo Imobilizado

Manual de Ativo Imobilizado Manual de Ativo Imobilizado Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo de

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E)

(A) (B) (C) (D) (E) 01 FCC 2014 Um lote de mercadorias para revenda foi adquirido pelo valor total de R$ 200.000. Neste valor estavam inclusos tributos recuperáveis de R$ 30.000. A empresa ficou responsável pela retirada

Leia mais

CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA MÓDULO 6

CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA MÓDULO 6 CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA MÓDULO 6 Índice 1. Deduções da base de cálculo...3 1.1 Base de cálculo, alíquotas e despesas... 3 1.2 Exemplo numérico com deduções... 3 2. Faturamento bruto/receita bruta regime

Leia mais

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 PASSO-A-PASSO Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 JS SoftCom Documentação Automação Dropbox Pasta 07 Manuais e Procedimentos Configurações Retaguarda Informações

Leia mais

CONTAS A PAGAR CADASTRO DE TÍTULOS A PAGAR AVULSO 339

CONTAS A PAGAR CADASTRO DE TÍTULOS A PAGAR AVULSO 339 CONTAS A PAGAR Conforme a Regras de Negócio da Empresa o Contas a Pagar pode ter os títulos gerados a partir da entrada de Notas Fiscais de entrada nos seus programas específicos ou então pelo cadastramento

Leia mais

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada.

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada. Página2 Cadastro de Categorias O cadastro de categoria é utilizado dentro do gestor para o controle financeiro da empresa, por ela é possível saber a origem e a aplicação dos recursos, como por exemplo,

Leia mais

Tributos sobre importação

Tributos sobre importação Tributos sobre importação Valor Aduaneiro,é a base de cálculo para apurar o Imposto de Importação e os demais impostos. O valor aduaneiro é composto:: a) A valoração da mercadoria importada, como regra

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários

Leia mais

INTEGRAÇÃO MÓDULO CONTÁBIL

INTEGRAÇÃO MÓDULO CONTÁBIL MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA INTEGRAÇÃO MÓDULO CONTÁBIL [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] Material Desenvolvido para a Célula Contábil Autor:

Leia mais

Update Clientes Set Tipo_inscricao_estadual = "1-CONTRIBUINTE ICMS" Where [Inscrição estadual] <> "" And [Inscrição estadual] <> "ISENTO"

Update Clientes Set Tipo_inscricao_estadual = 1-CONTRIBUINTE ICMS Where [Inscrição estadual] <>  And [Inscrição estadual] <> ISENTO Projeto/Versão/Release: IS2 AUTOMOTIVE+ / EVOLUTION / 25 Data Release: 02/10/2014 Procedimentos Atualização: ***** 2-DURANTE A ADAPTAÇÃO ***** Ao adaptar tabela Configuracoes, preencher os campos novos

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS DEFINIÇÃO ACORDO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

Faculdades Integradas de Taquara

Faculdades Integradas de Taquara IX DESAFIO CULTURAL DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS- 2016 Questões de Planejamento Tributário Prof. Oscar Scherer Questão nº 01 A constituição de Fundos de Investimentos Mobiliário é uma alternativa interessante

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Liberação de Atualização Autônomos Efetuadas diversas alterações e novas implementações nas rotinas de Autônomos. Com estas alterações, será possível criar eventos diversos de vencimento e desconto e lançá-los

Leia mais

Importação de Sped Contribuições

Importação de Sped Contribuições Importação de Sped Contribuições Para fazer a importação de Sped Contribuições Acesse: Menu utilitários, Importação, Importação padrão, Sped Pis e Confins Nesta opção do sistema, deverá ser informada a

Leia mais

Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016. Cadastro de Clientes

Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016. Cadastro de Clientes Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016 1.0 Menu superior Para utilizar o menu superior, clique com o mouse em cima da palavra que deseja abrir. No exemplo acima foi clicado na palavra cadastros, assim

Leia mais

FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA.

FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA. FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA gleicilene@unifei.edu.br Formação do Preço de Venda Fatores que influenciam a formação de preço de um produto ou serviço: Decisões da Concorrência: preço corrente, limitação

Leia mais

PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS

PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS 1 Entendendo o Negócio: Para melhorar o controle interno empresarial no que diz respeito a documentos derivados do faturamento da empresa, foi desenvolvido no Sistema

Leia mais

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão:

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2015.12.2 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

Agradecemos a oportunidade que nos é dada de podermos levar ao seu conhecimento, nossas condições e os benefícios de nossos produtos.

Agradecemos a oportunidade que nos é dada de podermos levar ao seu conhecimento, nossas condições e os benefícios de nossos produtos. Cascavel, 23 de Outubro de 2015. À MEDVET Prezado(s) Senhor(es): Com a satisfação de podermos estreitar nossas relações comerciais, apresentamos a proposta dos nossos produtos e serviços. Sua preferência

Leia mais

Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal

Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal Livros Contábeis e Fiscais Conforme disposto nas Leis 6.404/76 e 11.638/07 e RIR/99, as empresas estão obrigadas a manter escriturados os seguintes livros:

Leia mais

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto PIS e COFINS Aspectos conceituais Núcleo de Estudos em Controladoria e Contabilidade Tributária Prof. Amaury

Leia mais

LINX DMS APOLLO Documento complementar

LINX DMS APOLLO Documento complementar LINX DMS APOLLO Documento complementar Rua Ramiro Barcelos, 1545/401 - CEP 95780-000 - Fone: (51) 3649.8000 1 / 11 Assunto... 3 Abrangência... 3 Parâmetro de Veículo... 3 Manutenção do NCM... 4 Manutenção

Leia mais

Classificação Fiscal. Procedimentos para inserir uma nova classificação fiscal no SISGEM.

Classificação Fiscal. Procedimentos para inserir uma nova classificação fiscal no SISGEM. Procedimentos para inserir uma nova classificação fiscal no SISGEM. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15 Para Inserir Uma Nova Classificação Fiscal

Leia mais

N O V I D AD E S E M E L HO RI AS E 9 9 A8

N O V I D AD E S E M E L HO RI AS E 9 9 A8 VERSÃO 008.015 NOVID AD ES E MELHORIAS E99A8 Jéssica Pinheiro 24/06/2015 2/6 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.015 1. Sincronização de clientes inativos no Middleware.... 3 MÓDULO ESCRITA FISCAL...

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

: 13/01/15 Data da revisão : 14/04/15. Banco(s) de Dados

: 13/01/15 Data da revisão : 14/04/15. Banco(s) de Dados Produto : Data da criação Inovar-Auto Fornecedores Melhorias País(es) : Brasil Datasul, MOF (Obrigações Fiscais) TOTVS 12.1.4 Chamado : TQYYDC : 13/01/15 Data da revisão : 14/04/15 Implementadas as seguintes

Leia mais

ANÁLISE E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Índices de Rotação ou Atividades Índices de Prazos Médios

ANÁLISE E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Índices de Rotação ou Atividades Índices de Prazos Médios ANÁLISE E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Índices de Rotação ou Atividades Índices de Prazos Médios Objetivos Identificar as políticas adotadas pela administração de empresa, relativas aos prazos de recebimentos,

Leia mais

Manual Ajuste Diferencial de Alíquota

Manual Ajuste Diferencial de Alíquota Manual Ajuste Diferencial de Alíquota [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula

Leia mais

Visão Geral. Financeiro - Contas a Receber

Visão Geral. Financeiro - Contas a Receber Financeiro - Contas a Receber Sumário Sumário... 2 1. Introdução Visão Geral do Contas a Receber... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 1.2 Conceito de Contas a Receber... 3 1.3 Macro Fluxo do Contas a

Leia mais

Saídas / Vendas. O objetivo desse procedimento é registrar no sistema as movimentações de saídas de mercadorias.

Saídas / Vendas. O objetivo desse procedimento é registrar no sistema as movimentações de saídas de mercadorias. Saídas / Vendas O objetivo desse procedimento é registrar no sistema as movimentações de saídas de mercadorias. Para realizar o lançamento de uma saída proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo.

Leia mais

FRETE CONJUGADO - AGENDA

FRETE CONJUGADO - AGENDA FRETE CONJUGADO - AGENDA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e

Leia mais

TUTORIAL IMPORTAÇÃO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA

TUTORIAL IMPORTAÇÃO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA TUTORIAL IMPORTAÇÃO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO TUTORIAL DE IMPORTAÇÃO DO XML NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE ENTRADA A importação do

Leia mais

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida por qualquer modo ou meio, sem autorização prévia da CISS. Todos os direitos

Leia mais

Practico Live! - Cadastro de Operações Fiscais

Practico Live! - Cadastro de Operações Fiscais Practico Live! - Cadastro de Operações Fiscais Sob a sigla CFOP, o Código Fiscal de Operações e de Prestações das Entradas de Mercadorias, Bens e da Aquisição de Serviços, é um código do sistema tributarista

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo III

Treinamento Sistema Condominium Módulo III CONDOMINIUM Módulo III Financeiro (Despesas e saldos) Nesse módulo iremos apresentar os principais recursos da área contábil do sistema. Os outros itens não mostrados agora, iremos ver em outro módulo.

Leia mais

Manual Fechamento de Caixa. Gestor - Versão 11.2 (PAF) atualização

Manual Fechamento de Caixa. Gestor - Versão 11.2 (PAF) atualização Manual Fechamento de Caixa Gestor - Versão 11.2 (PAF) atualização 07.10.11 O fechamento de caixa é uma opção em que você encerrará os lançamentos financeiros feitos durante o dia e fará a conferência do

Leia mais

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte Página: 1 de 16 9. Movimentos Bancários: O controle bancário é um poderoso instrumento de gestão, pelo qual o empresário ou a diretoria de uma empresa pode verificar com rapidez e eficiência a disponibilidade

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS O método de configuração e tributação anterior não atendia as necessidades de grupos empresariais com regimes de apuração distintos, dentro do mesmo banco de

Leia mais

Cadastro de Cliente. Procedimentos para consultar e cadastrar clientes no SISGEM.

Cadastro de Cliente. Procedimentos para consultar e cadastrar clientes no SISGEM. Procedimentos para consultar e cadastrar clientes no SISGEM. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15 1. Para Consultar Clientes 1.1 Selecione o modulo

Leia mais

CRIANDO PEDIDO DE COMPRA DE IMPORTAÇÃO

CRIANDO PEDIDO DE COMPRA DE IMPORTAÇÃO CRIANDO PEDIDO DE COMPRA DE IMPORTAÇÃO O ORION permite a criação de notas fiscais de Importação, mas para isso devem ser seguidos alguns procedimentos. O primeiro passo é montar num Pedido de Compra, as

Leia mais

TUTORIAL PARA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO E ENCERRAMENTO DE CONTABILIDADE

TUTORIAL PARA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO E ENCERRAMENTO DE CONTABILIDADE TUTORIAL PARA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO E ENCERRAMENTO DE CONTABILIDADE 2 SUMÁRIO. INTRODUÇÃO... 3 2. CRIANDO UMA NOVA DRE... 4 3. CONFIGURANDO UMA DRE... 5 4. VINCULANDO UMA CONTA DO BALANCETE/PLANO

Leia mais

relacionada ao Banco informada anteriormente. relaciona ao Banco e a Agência informada anteriormente.

relacionada ao Banco informada anteriormente. relaciona ao Banco e a Agência informada anteriormente. CADASTRO AUXILIARES CADASTROS > CADASTRO AUXILIARES CADASTRO DE BANCOS, CAIXAS, SITUAÅÇO TRIBUTÉRIA (ST), NATUREZA DA OPERAÅÇO (CFOP), CLASSIFICAÅÇO FISCAL (NCM), FORMA DE RECEBIMENTO, LOCAL PARA COBRANÅA,

Leia mais

No rodapé de cada slide é indicado o instrumento legal que dá base às informações. É recomendado que cheque se não ocorreu nenhuma alteração.

No rodapé de cada slide é indicado o instrumento legal que dá base às informações. É recomendado que cheque se não ocorreu nenhuma alteração. Versão 11/03/2014 Não é pretensão desta apresentação esgotar totalmente os procedimentos de ICMS ST. Representa opinião da ABIHPEC podendo haver entendimento divergente. No rodapé de cada slide é indicado

Leia mais

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS LANÇAMENTO CONTÁBIL Denominação que se dá ao registro de um fato contábil. Para o lançamento utilizaremos o método das partidas dobradas. O princípio fundamental desse método é o de que não há devedor

Leia mais

ULT-501-COMO EFETUAR UMA DEVOLUÇÃO/TROCA DE PRODUTO

ULT-501-COMO EFETUAR UMA DEVOLUÇÃO/TROCA DE PRODUTO ULT-501-COMO EFETUAR UMA DEVOLUÇÃO/TROCA DE PRODUTO Esta função somente deverá ser usada para efetuar devolução de produtos que não sejam vendas de CONVÊNIO ou PRAZO (Fiado). Quando houver devolução de

Leia mais

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte Página: 1 de 34 8. Contas a Pagar: O departamento ou a Gestão de Contas a Pagar de uma determinada empresa e/ou organização é responsável por fazer toda a gestão dos compromissos que são assumidos por

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PROVA PARA TRANSFERÊNCIA. 1. Considerar (V) verdadeiro ou (F) falso, quanto às vantagens do organograma linear em uma organização.

ADMINISTRAÇÃO PROVA PARA TRANSFERÊNCIA. 1. Considerar (V) verdadeiro ou (F) falso, quanto às vantagens do organograma linear em uma organização. ADM 1 ADMINISTRAÇÃO PROVA PARA TRANSFERÊNCIA 1. Considerar (V) verdadeiro ou (F) falso, quanto às vantagens do organograma linear em uma organização. (V) Permite a visualização das responsabilidades e

Leia mais

Banco de Horas 03/10/2012

Banco de Horas 03/10/2012 03/10/2012 Sumário Sumário... 2 1 Visão Geral... 3 1.1 Objetivos Intrucionais... 3 1.2 Conceito... 3 1.3 Configuração... 3 1.4 Fórmulas... 4 1.5 Compensação e/ou Lançamento... 5 1.6 Compensação x Recálculo...

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED OUT/2010 REGIME NÃO-CUMULATIVO REGIME CUMULATIVO TRIBUTAÇÃO MONOFÁSICA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VENDAS COM SUSPENSÃO VENDAS A ALÍQUOTA ZERO VENDAS COM ISENÇÃO

Leia mais

1 Criação do Manual 15/07/2011 Edilson J. Martins. 2 Revisão do Manual 01/10/2012 Raruana Freitas

1 Criação do Manual 15/07/2011 Edilson J. Martins. 2 Revisão do Manual 01/10/2012 Raruana Freitas 0ESTOQUE Versão Observação Data Modificação Responsável 1 Criação do Manual 15/07/2011 Edilson J. Martins 2 Revisão do Manual 01/10/2012 Raruana Freitas Página 1 ÍNDICE 1 Estoque... 3 2 Aferições... 3

Leia mais

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira.

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira. Acordo Financeiro Produto : RM - Totvs Gestão Financeira 12.1.1 Processo : Acordo Financeiro Subprocesso : Template de Acordo Controle de Alçada Negociação Online Data da publicação : 29 / 10 / 2012 Os

Leia mais

MANUAL DE TREINAMENTO

MANUAL DE TREINAMENTO MANUAL DE TREINAMENTO O Comércio Plus ajudará você a tomar decisões mais rápidas, através de resultados claros e objetivos Venda de Produtos e Serviços. Controle de receitas e despesas. Previsão de fluxo

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP Fone: (51) Vendas: (51)

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP Fone: (51) Vendas: (51) SPED PIS/COFINS O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) PIS/COFINS é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre a compra de itens.

Bem-vindo ao tópico sobre a compra de itens. Bem-vindo ao tópico sobre a compra de itens. Neste tópico, vamos executar as etapas básicas da compra de itens. Conforme seguirmos o processo, explicaremos as consequências de cada etapa do processo para

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre o processo de vendas.

Bem-vindo ao tópico sobre o processo de vendas. Bem-vindo ao tópico sobre o processo de vendas. Neste tópico, examinaremos as etapas básicas do processo de vendas no SAP Business One. Em seguida, executaremos um processo de vendas simplificado. Imagine

Leia mais

IRPJ, CSLL, PIS, COFINS

IRPJ, CSLL, PIS, COFINS Alguns Clientes O objetivo da Studio Fiscal é oferecer serviços de consultoria tributária, buscando otimizar a carga tributária das empresas com base em trabalhos que envolvem gestão contábil, fiscal e

Leia mais

Unidade III CONTABILIDADE COMERCIAL. Profa. Divane Silva

Unidade III CONTABILIDADE COMERCIAL. Profa. Divane Silva Unidade III CONTABILIDADE COMERCIAL Profa. Divane Silva A disciplina está dividida em 04 Unidades: Unidade I 1. Operações com Mercadorias 2. Resultado Bruto com Mercadorias (RCM) 3. Custo das Mercadorias

Leia mais

CONTAS DE RESULTADO OPERAÇÕES A VISTA A PRAZO RECEITA + CAIXA + DUPLICATAS A RECEBER DESPESA - CAIXA + CONTAS A PAGAR

CONTAS DE RESULTADO OPERAÇÕES A VISTA A PRAZO RECEITA + CAIXA + DUPLICATAS A RECEBER DESPESA - CAIXA + CONTAS A PAGAR 1/5 CONTAS DE RESULTADO RECEITAS As Receitas correspondem às vendas de produtos, mercadorias ou prestação de serviços. No Balanço Patrimonial, as receitas são refletidas através da entrada de dinheiro

Leia mais

Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado

Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR Sumário Emissão de notas fiscais com itens descritivos

Leia mais

TUTORIAL CENTRO DE CUSTOS

TUTORIAL CENTRO DE CUSTOS Sumário Apresentação... 3 1. Procedimentos iniciais... 3 2. Realizar Cadastros... 8 2.1 Cadastrar Centro de Custo... 8 2.2 Cadastrar Rateio Padrão... 9 2.3 Cadastrar Conta Gerencial... 10 3. Realizar Lançamentos...

Leia mais

AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA

AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA 2 Tabela de Conteúdo Compras 3 Lançando N.F Simples Nacional 3 1 Preenchendo... o cabeçalho 5 2 Preenchendo... o Produto 6 3 Lançamento... de Impostos 7 4 Confirmando... o Lançamento NF 8 Lançando N.F

Leia mais

Guia do Usuário Linx Microvix. ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016

Guia do Usuário Linx Microvix. ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016 Guia do Usuário Linx Microvix ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016 Sumário Apresentação Informações Configurações Básicas Finalização da Nota Fiscal

Leia mais

VENDAS FORA DO ESTABELECIMENTO

VENDAS FORA DO ESTABELECIMENTO atualizado em 01/03/2016 alterados os itens 2, 3, 4.1.1, 4.1.2, 4.2, 4.3 e Legislação Consultada 2 ÍNDICE 1. CONCEITO...5 2. FASES...5 3. CONTRIBUINTE DE OUTRO ESTADO...5 4. CONTRIBUINTE DESTE ESTADO...6

Leia mais

Prof. Felipe Mascara

Prof. Felipe Mascara 01 - Considere as afirmativas a seguir, com relação aos Princípios Fundamentais de (PFC), do Conselho Federal de (CFC). I. COMPETÊNCIA: As receitas e as despesas devem ser incluídas na apuração do resultado

Leia mais

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web Manual do Usuário Módulo de CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente O módulo de CRM possui ferramentas práticas para auxiliar no atendimento ao cliente

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar o IPI no SPED Fiscal nas entradas sem direito ao crédito.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar o IPI no SPED Fiscal nas entradas sem direito ao crédito. Como. 11/04/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 5 6.

Leia mais

Serviços Prestados Caminho: Menu > Cadastro > Faturamento > Serviço Prestado

Serviços Prestados Caminho: Menu > Cadastro > Faturamento > Serviço Prestado 1 Serviços Prestados Caminho: Menu > Cadastro > Faturamento > Serviço Prestado Definição Na rotina Serviços Prestados você poderá cadastrar Serviços Prestados. Nesta funcionalidade poderá inserir os Dados

Leia mais

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário Capítulo 16 DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO 16.1 Planejamento Orçamentário 16.1 Planejamento orçamentário 16.2 Elaboração de quadros orçamentários 16.3 Projeções de resultados Administração Financeira:

Leia mais