F1BC Regulamento Geral Modalidades com os simuladores rfactor, GSC e GFT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "F1BC Regulamento Geral Modalidades com os simuladores rfactor, GSC e GFT"

Transcrição

1 1 F1BC Regulamento Geral Modalidades com os simuladores rfactor, GSC e GFT 1. Termos e Condições 1.1 Concordâncias: Efetuada a inscrição, o piloto concorda com os termos aqui descritos. O não conhecimento deles não pode ser utilizado para protestos e recursos. 1.2 Responsabilidades: O F1BC não se responsabiliza por qualquer mau funcionamento de equipamento dos participantes. Caso um participante tenha problemas no PC, conexão, simulador ou TS, o F1BC não pode garantir que desfrute da qualidade oferecida, e não poderá alegar mau funcionamento em protestos e recursos. 1.3 Ausências: O mau funcionamento do equipamento ou falta de recursos básicos como energia elétrica e internet não justifica a falta em uma etapa e não pode ser usado como justificativa para cumprimento de penalizações pendentes ou de não adição de lastro nas categorias que prevêm isso. 1.4 Alterações no Regulamento: O F1BC se dá o direito de fazer alterações necessárias no regulamento durante a temporada, a serem publicados em forma de Adendos no Fórum F1BC, entrando em vigor imediato após publicação. 1.5 Direitos de imagem: Gravação e publicação de vídeos ou fotos de corridas oficiais do F1BC são proibidos sem prévia autorização. O F1BC reserva os direitos de imagem sobre suas corridas oficiais. 1.6 Confirmação de inscrição: O piloto que não confirmou sua inscrição com envio de comprovante de pagamento não poderá participar das etapas até que este envio seja efetuado. 2. Vistoria Técnica 2.1 Vistoria: Os subitens listados no item 2 são obrigatórios e passam por uma vistoria da direção de prova. Caso um piloto seja reprovado em qualquer um destes itens, não poderá participar da etapa. Caso a falha seja detectada após a etapa, o piloto é desclassificado do resultado. 2.2 Suporte: A direção de prova não tem a responsabilidade de dar suporte aos problemas listados no item 2, portanto é recomendável verificar todos os dispositivos com antecedência à etapa. 2.3 Equipamento: Computador que possa atender a um mínimo de 40 frames por segundo na tela do simulador, independente do DirectX, qualidades de texturas e gráficos. 2.4 Controlador: Obrigatoriedade de um controlador analógico (volante, joystick ou manche), que será vistoriado pela sensibilidade do volante virtual a cada etapa. 2.5 Conexão: Limite de ping de 400, medido no servidor F1BC pelo diretor de prova. Caso este valor varie durante o evento, a direção irá monitorar, podendo convidar o piloto a se retirar da etapa a qualquer momento em que o ping ultrapasse Simulador: Mod, upgrades, circuitos e carset da temporada, disponibilizados oficialmente nas fontes oferecidas pelo F1BC, funcionando sem reportagem de erros junto aos servidores do F1BC. 2.7 Dispositivo de segurança (rfactor): Uso do Total Control para entrar e permanecer nos servidores do F1BC durante as etapas oficiais, e envio do log ao final do evento para o Consulte os tutoriais do site F1BC. 2.8 Comunicação e presença por voz: Durante o Briefing, é obrigatório estar no TeamSpeak F1BC com seu registro de usuário. O diretor de prova pode fazer uma vistoria ou chamada a cada competidor no TS e, caso um piloto exiba status "Mudo" ou "Ausente", ou não sinalize que está ouvindo as instruções, o diretor de prova pode aplicar a determinação de largada dos boxes ou suspender a participação deste piloto na etapa. O clube recomenda que o piloto permaneça no TeamSpeak F1BC online durante todo o evento oficial em que participar, desde o briefing até o final da corrida, para que possa haver um monitoramento de segurança e a possibilidade de comunicação da direção de prova em casos excepcionais.

2 2 3. Cumprimento de Horários 3.1 Pontualidade: Um piloto não pode alegar atrasos para obter benefícios, não terá o direito de solicitar tempo de espera, e não poderá solicitar o recomeço de nenhuma sessão da etapa. 3.2 Categorias Formula, Turismo, Nacional, Truck: 15 minutos de Briefing, 10 minutos de Classificação (limite de 4 voltas totais com saída e retorno aos boxes incluso), 5 minutos de Warmup, 50 minutos de Corrida, sem intervenções de Safety Car. 3.3 Categorias Indy: 15 minutos de Briefing, 10 minutos de Classificação (limite de 4 voltas totais com saída e retorno aos boxes incluso), 5 minutos de Warmup, 60 minutos de Corrida, com intervenções de bandeiras amarelas e Safety Car. 3.4 Limites do evento: Mesmo com esta grade horária definida, o F1BC se dá o direito de reservar mais 30 minutos para tempo limite das atividades. Caso a etapa sofra atraso além deste limite, a mesma será adiada para uma data após o final do campeonato. 3.5 Problemas excepcionais: Quando um problema força o término prematuro da etapa: Caso a corrida não tenha alcançado 50% de sua duração, a etapa será adiada para uma data ao final do campeonato, sendo que a classificação é validada caso tenha sido concluída. Os pilotos faltantes na data original poderão participar na reedição da etapa como se tivessem entrando no Warmup (portanto sem realizar briefing e classificação, largando dos boxes como aponta o regulamento). Caso a corrida tenha ultrapassado os 50% da duração, ela será dada como encerrada, e os pilotos receberão os pontos totais referentes a última volta completada. 4. Sessões e Procedimentos 4.1 Briefing: Reunião entre diretores de prova e pilotos via TeamSpeak, para repassar as principais instruções, informações e tirar as possíveis dúvidas. Proibido o uso do servidor oficial durante este período. As decisões firmadas pela direção de prova durante o briefing são consideradas oficiais e como extensão do regulamento, para prever as necessidades especiais que a etapa possa exigir. A ausência no briefing obriga o piloto a largar dos boxes na etapa, e casos especiais de atraso serão analisados também havendo esta possibilidade de largar dos boxes. 4.2 Classificação: A classificação é particular, e os carros não se encontram na pista. Siga as regras de saída do pitlane apenas com o mesmo aberto sob luz verde. Não há reposicionamento de grid através de comandos do diretor de prova. Caso haja algum problema considerado extremo pelo diretor de prova nesta sessão, esta pode sofrer mudanças. Fique atento ao limite de voltas específico de cada categoria (item 3). 4.3 Warmup: Cinco minutos de duração entre a Classificação e a Corrida, para que os pilotos façam seus últimos preparativos. Sessão liberada para chat. 4.4 Largada estática pelo grid: Caso você movimente seu carro antes do acendimento do semáforo verde (ou ao apagar das luzes vermelhas, de acordo com cada pista), o simulador deverá penalizá-lo automaticamente. 4.5 Largada em movimento: O Safety Car sairá conduzindo a fila, e retornará na mesma volta aos boxes. É proibido fazer zigue-zague, "brake-test" ou arrancadas. Mantenha a velocidade padrão à do Safety Car (alertada no Briefing) e respeite sua posição na fila. Caso rode nesta volta, retorne à fila sem reultrapassar nenhum carro. Os pilotos deverão acelerar acima desta velocidade apenas quando for dado o sinal de bandeira verde. É permitido ultrapassar adversários antes da linha de partida/chegada. 4.6 Largada dos boxes: Os pilotos que receberem a determinação de largar dos boxes deverão cumprila corretamente. Deve-se aguardar na tela principal a largada normal dos demais participantes, e depois disso clicar em "Corrida". O carro partirá de dentro dos boxes e deve ser conduzido até o final da área de boxes, antes do sinaleiro/linha, aguardando que este sinaleiro fique verde, liberando então a largada. 4.7 Falhas na largada: Não há largada falsa nem abortagem da corrida, exceto por problemas técnicos excepcionais e sob ordem do diretor de prova. Mantenha-se na corrida e jamais deixe a mesma para pedir relargada. 4.8 Queda de algum participante: As atividades não serão interrompidas nem adiadas em caso de queda de qualquer participante durante qualquer sessão. Este será considerado como "abandono" nas estatísticas, caso tenha saído durante a corrida, e como "não largou" caso não tenha sido bem sucedido em alinhar-se no grid.

3 3 5. Servidores 5.1 Liberação para treinos livres: Os servidores dedicados do F1BC, quando não usados para etapas oficiais, ficarão abertos apenas em treinos livres. No rfactor, todos poderão aderir aos treinos. 5.2 Treino livre restrito a 2h de uma etapa: Duas horas antes de uma etapa oficial ter início (considerando o briefing como início), o servidor que sedia aquela categoria ficará reservado para treinamento apenas com os pilotos e carros da mesma. 5.3 Respeito e bom convívio: É exigido o bom uso dos servidores oficiais, seguindo os mesmos conceitos de respeito e convívio empregados em campeonatos. Atitudes antidesportivas ou ofensivas nestes períodos de treinos são passíveis de penalização. 5.4 Exclusividade do nome F1BC: Apenas o clube F1BC poderá manter servidores com a sigla F1BC no nome de seu servidor, para evitar quaisquer confusões na busca. 6. Limites de Inscrição e Identificação 6.1 Pilotos por equipe: Há um limite de 3 pilotos por sub-equipe, sendo que as equipes podem formar até 3 destas sub-equipes (trios) para que possam disputar o título de equipes, de forma independente entre si. Estas formações de trios devem ser apontadas pela equipe no ato de envio das pré-inscrições. Todos os três pilotos de cada equipe somam pontos para a classificação por equipes. 6.2 Equipes por piloto: Um piloto só poderá defender uma única equipe durante a temporada. Caso um piloto se desligue de sua equipe durante a temporada, terá a opção de correr sem equipe, com o "carro base" do mesmo modelo que utilizava em sua ex-equipe, não pontuando por nenhuma outra equipe. Caso inicie um campeonato sem ter uma equipe, poderá conseguir entrar em uma nas etapas seguintes, desde que esta não tenha alcançado o limite de 3 pilotos, e a partir de então pontuar por tal equipe. 6.3 Responsabilidade de comunicação: O piloto deve informar ao F1BC através do perfil Diretor de Prova sobre sua saída de uma equipe, em um prazo de 24 horas de antecedência em relação à sua corrida seguinte. O F1BC utilizará este prazo para as atualizações cabíveis de sistema. 6.4 Sub-equipes por piloto: Dentro de uma equipe, o piloto pode representar diferentes sub-equipes (trios) em diferentes categorias. Esta informação deve estar contida no ato da pré-inscrição. 6.5 Carros por equipe, sub-equipe e piloto: Uma sub-equipe deverá escolher apenas um modelo de carro em uma determinada categoria, defendendo apenas esta marca. As diferentes sub-equipes de uma equipe podem escolher modelos de carros distintos. Os pilotos não poderão trocar de modelo de carro durante o campeonato. 7. Licenças 7.1 Definição de licença: O F1BC define duas licenças para cada piloto, sendo uma para competições consideradas de circuitos mistos e outra para competições consideradas de circuitos ovais. 7.2 Licenças do F1BC por categoria: Apenas os pilotos com as determinadas licenças listadas abaixo poderão participar das respectivas categorias. Licenças Road Formula Pro: [P][A][R] Formula Light: [B][C][R] Formula Junior: [D][R] Turismo Pro: [P][A][R] Turismo Light: [B][C][R] Turismo Junior: [D][R] Nacional Pro: [P][A][B][C][D][R] Truck Pro: [P][A][B][C][D][R] Licenças Oval Indy Pro: [P][A][B][R] Indy Light: [C][D][R] 7.3 Licenças Rookie: Os pilotos classificados com a Licença Rookie estreantes em sua primeira temporada completa no clube podem participar de qualquer categoria, passando antes por uma avaliação da administração do clube, encaixando os mesmos nas categorias mais apropriadas. Após uma temporada, a administração do clube avaliará o piloto e designará sua nova licença.

4 4 8. Pontuação 8.1 Categorias Road (Formula, Turismo, Nacional, Truck): Os 15 primeiros em cada etapa marcam pontos, desde que tenham completado pelo menos 75% das voltas totais disputadas (arredondando o valor para baixo). Pilotos desclassificados não recebem pontos, exceto bônus. 1 colocado: 50 pontos 2 colocado: 42 pontos 3 colocado: 35 pontos 4 colocado: 29 pontos 5 colocado: 24 pontos 6 colocado: 20 pontos 7 colocado: 16 pontos 8 colocado: 13 pontos 9 colocado: 10 pontos 10 colocado: 8 pontos 11º colocado: 6 pontos 12º colocado: 5 pontos 13º colocado: 4 pontos 14º colocado: 3 pontos 15º colocado: 2 pontos Pole position: 1 ponto Volta mais rápida: 1 ponto 8.1 Categorias Oval (Indy): Os 43 primeiros em cada etapa marcam pontos, independente do tempo percorrido. Pilotos desclassificados não recebem pontos, exceto bônus. 1 colocado: 43 pontos 2 colocado: 42 pontos 3 colocado: 41 pontos 4 colocado: 40 pontos 5 colocado: 39 pontos 6 colocado: 38 pontos 7 colocado: 37 pontos 8 colocado: 36 pontos 9 colocado: 35 pontos 10 colocado: 34 pontos 11º colocado: 33 pontos 12º colocado: 32 pontos 13º colocado: 31 pontos 14º colocado: 30 pontos 15º colocado: 29 pontos 16 colocado: 28 pontos 17 colocado: 27 pontos 18 colocado: 26 pontos 19 colocado: 25 pontos 20 colocado: 24 pontos 21 colocado: 23 pontos 22 colocado: 22 pontos 23 colocado: 21 pontos 24 colocado: 20 pontos 25 colocado: 19 pontos 26º colocado: 18 pontos 27º colocado: 17 pontos 28º colocado: 16 pontos 29º colocado: 15 pontos 30º colocado: 14 pontos 31 colocado: 13 pontos 32 colocado: 12 pontos 33 colocado: 11 pontos 34 colocado: 10 pontos 35 colocado: 9 pontos 36 colocado: 8 pontos 37 colocado: 7 pontos 38 colocado: 6 pontos 39 colocado: 5 pontos 40 colocado: 4 pontos 41º colocado: 3 pontos 42º colocado: 2 pontos 43º colocado: 1 pontos Liderar 1 volta = +1 bônus Liderar mais voltas = +1 bônus Vitória = +3 bônus 8.2 Critérios de desempate: Para diferenciar pilotos com pontuação empatada, são estabelecidos critérios de desempate: maior número de vitórias, 2ºs, 3ºs, 4ºs, 5ºs lugares, e assim por diante. Esgotadas as colocações em corrida, o critério seguinte é o maior número de pole positions. 9. Configurações Gerais 9.1 Auxílios e câmeras - Formula, Turismo, Nacional, Truck Antibloqueio frenagem: Baixo Permitido Controle de tração: Baixo Permitido Embreagem automática: Permitido Câmeras de visão: Todas liberadas 9.2 Auxílios e câmeras - Indy Controle estabilidade: Baixo Permitido Antibloqueio frenagem: Baixo Permitido Controle de tração: Baixo Permitido Embreagem automática: Permitido Câmeras de visão: Todas liberadas 9.3 Sessões Tipo de duração: Tempo Treinos Livres: 2:00 PM Classificação: 2:00 PM Warmup: 2:00 PM Corrida: 2:00 PM

5 5 10. Configurações Específicas 10.1 Formula, Turismo Bandeiras: Amarelas apenas no local Largada: Grid estático Tempo de corrida: 50min Consumo de combustível: 2x Desgaste de pneus: 2x Danos carro: 80% Falhas mecânicas: Normal Setup fixo: Não 10.2 Indy Bandeiras: Com amarelas totais nos ovais Largada: Em movimento Tempo de corrida: 60min Consumo de combustível: 1x Desgaste de pneus: 1x Danos no carro: 70% Falhas mecânicas: Normal Setup fixo: Não 10.3 Nacional, Truck Bandeiras: Amarelas apenas no local Largada: Em movimento Tempo de corrida: 50min Consumo de combustível: 1x Desgaste de pneus: 1x Danos carro: 100% Falhas mecânicas: Normal Setup fixo: Não 10.4 Pneus obrigatórios Válido para Formula: Os pilotos receberão a indicação no Fórum F1BC sobre qual a combinação de dois tipos de pneus será obrigatória para a etapa. Os pilotos terão de utilizar obrigatoriamente os dois tipos durante a corrida, exceto caso a pista seja considerada oficialmente molhada durante a prova, através do Race Control Variações climáticas Válido para Formula: A opção utilizada será Random (changing weather), ou seja, o plugin do simulador escolherá aleatoriamente as condições de temperatura de pista, nebulosidade, precipitação de chuva e porcentagem de pista molhada para cada sessão disputada (classificação, warmup e corrida), podendo inclusive variar durante a sessão. Assim que o servidor oficial se inicia, o plugin calcula seu script automaticamente Bandeiras amarelas Válido para Indy: As corridas em circuitos ovais terão a característica da Regra de Bandeira Completa, onde um acidente de proporção considerável poderá ocasionar a entrada do Safety Car Upgrades específicos Válido para Indy: Os carros têm pacotes aerodinâmicos para superspeedway (ovais de 1.5 milha ou superior), oval curto (abaixo de 1.5 milha) e circuito misto (seja de rua ou autódromo), e devem ser utilizados de acordo com a ocasião Lastro - Válido para Turismo: Os 15 primeiros colocados na etapa, bem como os que não largarem em uma delas, receberão na corrida seguinte uma quantidade de peso extra no carro, de forma cumulativa. 1 colocado: +50kg 2 colocado: +42kg 3 colocado: +35kg 4 colocado: +29kg 5 colocado: +24kg 6 colocado: +20kg 7 colocado: +16kg 8 colocado: +13kg 9 colocado: +10kg 10 colocado: +8kg 11º colocado: +6kg 12º colocado: +5kg 13º colocado: +4kg 14º colocado: +3kg 15º colocado: +2kg Pole position: +1kg Volta mais rápida: +1kg Não largar na etapa: +15kg

6 6 11. Limites da Pista 11.1 Linhas: Os pilotos devem estar na pista o tempo todo. Para evitar dúvidas, as duas linhas que delimitam os limites da pista (direita e esquerda) são consideradas pista, mas as zebras não são Limite padrão: Um piloto será considerado fora da pista caso nenhuma parte do carro esteja dentro dos limites da da pista Infração por saída: Caso um piloto saia da pista, ele poderá retornar, porém de maneira segura e sem ganhar nenhuma vantagem de tempo (ou posições), podendo reduzir a velocidade (ou devolver as posições ganhas com a saída de pista) e notificar esta ação em seu recurso para evitar as sanções das penalizações esportivas. Em circuitos Ovais, é proibido efetuar uma ultrapassagem utilizando qualquer parte do carro à esquerda da linha interna que separa o circuito da pista de rolagem. 12. Boxes e Pitlane 12.1 Procedimento geral: Os pilotos devem seguir a indicação da direção de prova no briefing relativa ao procedimento de entrada e saída de boxes, e de parada no mesmo para o pit stop Entrada e saída dos boxes: Deve ser realizada em uma velocidade segura e próxima do padrão. Frear a 20km/h abaixo da velocidade limite dos boxes durante a entrada é considerado assumir o risco de uma penalização por freada imprópria, de acordo com o item do Regulamento Faixa rápida: Designamos o espaço mais distante dos boxes e mais próximo do 'pitwall', geralmente separado por uma linha pintada no asfalto, como Faixa Rápida, onde os pilotos deverão manter a velocidade limite do pitlane para somente na Faixa lenta executarem a desaceleração Faixa lenta: Designamos o espaço mais próximo dos boxes e mais distante do 'pitwall', geralmente separado por uma linha pintada no asfalto, como Faixa Lenta, onde os pilotos deverão se preocupar em desacelerar o carro para então pará-lo em seu local de 'pit stop', e depois reacelerar para retornar à Faixa Rápida Transição de faixa: É responsabilidade do competidor liberar seu carro após um 'pit stop' apenas quando é seguro fazê-lo. 13. Penalizações Esportivas 13.1 Infrações Brandas: Aplicações Durante a corrida = Alerta oficial Pós-corrida àqueles que completaram a etapa = Alerta oficial Pós-corrida àqueles que abandonaram a etapa = Alerta oficial Gerar contato, ou retorno perigoso, ou bloquear, ou forçar um carro para fora da pista sem causar perda significativa ou com devolução imediata de posição ao adversário prejudicado, de acordo com a interpretação da direção de prova Realizar uma saída da pista sem qualquer justificativa aceitável e com ganho claro de tempo, de acordo com a interpretação da direção de prova. Caso o piloto seja identificado com 3 ou mais ocorrências, esta penalização será substituída pelas infrações de maior peso descritas nos próximos itens Infrações Médias: Aplicações Durante a corrida = Drive Through Pós-corrida àqueles que completaram a etapa = Adição de +20 segundos no tempo final Pós-corrida àqueles que abandonaram a etapa = Perda de 10 posições no grid da prova seguinte Gerar contato, ou retorno perigoso, ou bloquear, ou forçar um carro para fora da pista causando perda significativa ou sem devolução imediata de posição ao adversário prejudicado, de acordo com a interpretação da direção de prova. Em caso de danos que obriguem reparo imediato ou obrigando o abandono do adversário, a aplicação será nos itens de gravidade seguintes Atingir o número de 3 saídas totais da pista sem qualquer justificativa aceitável e com ganho claro de tempo, de acordo com a interpretação da direção de prova. Caso o piloto seja identificado com 6 ou mais ocorrências, esta penalização será substituída pelas infrações de maior peso descritas nos próximos itens Ultrapassar um adversário por fora dos limites da pista Utilizar faróis/buzina para sinalizações a adversários durante a corrida.

7 Ultrapassar um carro sob bandeira amarela em todo circuito Empurrar o adversário ou permitir ser empurrado de forma contínua nos módulos Formula e Indy. Inclui bump draft e reboque. Cada volta onde haja esta ação gera uma penalização deste tipo Entrada ou saída irregular dos boxes em relação a orientação do Briefing Acelerar acima do limite máximo de velocidade (definido no briefing) no período que precede o sinal de bandeira verde em largada lançada, resultando em desvantagem a adversários Desacelerar abaixo do limite mínimo de velocidade (definido no briefing) no período que precede o sinal de bandeira verde ou após o sinal de bandeira verde em largada lançada, resultando em desvantagem a adversários Não arrancar na largada em categorias com largada estática, causando bloqueio de adversários. Caso haja desdobramentos mais graves, serão enquadrados nas penalizações adequadas Fazer zigue-zague ou arrancada em volta de apresentação ou sob bandeira amarela Fazer teste de largada ou aquecimento de pneus no tempo que antecede a largada ou relargada Completar a última volta da prova pelo pitlane obtendo vantagem no tempo da volta Dificultar ultrapassagem quando em posição de retardatário. Assim que a bandeira azul for indicada, o piloto em condição de retardatário deve imediatamente se empenhar em ceder posição de maneira segura Mudar mais de uma vez de direção para defender posição na reta. Os pilotos podem escolher o lado para defesa apenas uma vez, não podendo retornar ao ponto de origem, deixando portanto o espaço de um carro no ponto original em que estava Freadas impróprias, parar o carro em locais inesperados, desacelerar deliberadamente ou sem motivos. Caso haja desdobramentos mais graves, serão enquadrados nas penalizações adequadas Pit-stop simultâneo com outro carro na mesma vaga Não cumprir penalização de 'drive through' ou 'stop and go' imposta corretamente pelo simulador. O piloto que levou uma penalização corretamente pelo simulador deve cumprí-la espontaneamente durante bandeira verde, mas caso peça a retirada e depois comprove-se que ela era adequada, receberá a penalização deste item Infrações Graves: Aplicações Durante a corrida = Stop and Go 30 segundos Pós-corrida àqueles que completaram a etapa = Adição de +60 segundos no tempo final Pós-corrida àqueles que abandonaram a etapa = Não realizará classificação na prova seguinte Gerar contato, ou retorno perigoso, ou bloquear, ou forçar um carro para fora da pista causando danos que obriguem reparos do oponente nos boxes, de acordo com a interpretação dos diretores de prova. Incluem-se neste artigo furo de pneu, perda de asa traseira e suspensão severamente danificada. O piloto prejudicado tem o período de duas passagens pela entrada do box para buscar os reparos Contato, retorno perigoso, ou forçar um carro para fora da pista causando um acidente múltiplo (envolvendo e causando prejuízos a mais de 2 carros além de seu próprio), de acordo com a interpretação dos diretores de prova Atingir o número de 6 saídas totais da pista sem qualquer justificativa aceitável e com ganho claro de tempo, de acordo com a interpretação da direção de prova. Caso o piloto seja identificado com 9 ou mais ocorrências, esta penalização será substituída pela infração de maior peso descrita nos próximos itens Permanecer mais de 3 voltas seguidas sem asa dianteira/traseira Entrada nos boxes quando estiverem fechados Reultrapassar causando contato quando em posição de retardatário Infrações Gravíssimas: Aplicações Durante a corrida = Desclassificação imediata da prova Pós-corrida àqueles que completaram a etapa = Desclassificação do resultado da prova Pós-corrida àqueles que abandonaram a etapa = Desclassificação do resultado da prova Gerar contato, ou retorno perigoso, ou bloquear, ou forçar um carro para fora da pista causando danos que obriguem o adversário a abandonar. Incluem-se neste artigo perda de roda, quebra de motor, e impossibilidade de chegar até os boxes para reparos Atingir o número de 9 saídas totais da pista sem qualquer justificativa aceitável e com ganho claro de tempo, de acordo com a interpretação da direção de prova Causar acidente quando em posição de retardatário.

8 Situação de manobra fora dos padrões esportivos. Os diretores de prova podem ainda considerar a potencialização desta penalização para suspensão por uma etapa Não cumprir determinação de largar dos boxes. O resultado oficial disponibiliza a informação Não cumprir determinação de não realizar classificação na etapa. O resultado oficial disponibiliza a informação Se ausentar no briefing e buscar participar da etapa sem comunicar a direção de prova Utilizar muros, barreiras ou objetos da pista para apoiar o carro continuamente Utilizar modelo de carro diferente do estabelecido Não cumprir a utilização obrigatória de dois pneus na etapa (categorias Formula) Permanecer na pista sem roda ou fazer reparo com reposição de roda nos boxes Ultrapassar o Safety Car sob bandeira amarela, sem Lucky Dog nem permissão da direção Se utilizar de uma falha do simulador ou qualquer outro meio para obter vantagem Reprovar na inspeção da Vistoria Técnica, de acordo com o item 2 do Regulamento e seus sub-itens Infrações Externas: Aplicações Para todas as situações = Largada dos boxes na próxima etapa em que estiver presente Usar chat durante as sessões de classificação ou de corrida Ofender qualquer participante, adversário ou membro da equipe de organização do F1BC, seja qual for o meio utilizado, público ou privado Aquecer pneus de maneira irregular durante a classificação. Do momento em que clica em "Corrida" até encerrar sua última volta cronometrada, o piloto não poderá realizar 'brake tests', nem zerinhos, nem mudanças de marchas exclusivas para prática de aquecimento, nem travar as rodas dianteiras com o veículo em movimento, nem patinar as rodas traseiras com o veículo parado, nem zigue-zagues dentro do pitlane, nem exceder a velocidade limite dentro do pitlane, nem adotar caminhos de pista que não condizem com o traçado da pista Causar acidente ou batida após a bandeirada final da prova Ausência ou atraso no briefing da etapa. O piloto que se ausentar no briefing deve saber previamente que deve largar dos boxes, enquanto que o piloto que se atrasar poderá receber esta determinação, de acordo com a avaliação da direção de prova. 14. Potencialização de Penalizações 14.1 O acúmulo de duas desclassificações em diferentes corridas resultará na suspensão por uma etapa, seguinte a da segunda desclassificação O acúmulo de três desclassificações em corridas diferentes resultará na eliminação do piloto naquele campeonato Penalizações que ficarem pendentes ao final da última etapa da temporada serão cumpridas na primeira etapa da temporada seguinte. Caso o piloto mude de categoria na próxima temporada, a direção do F1BC definirá em qual categoria será cumprida a penalização Infrações durante volta de apresentação, primeira volta de corrida ou primeira volta após relargadas terão um peso acima de sua classificação original, resultando em potencialização da penalização Penalizações de largada dos boxes não são cumulativas: se um piloto recebe duas ou mais penalizações com esta consequência em uma mesma etapa, deverá cumprir apenas uma vez, na oportunidade seguinte em que estiver presente. 15. Penalizações do Simulador 15.1 As penalizações automáticas do simulador serão seguidas e deverão ser acatadas e cumpridas nos prazos que o próprio simulador determina. Exceção em casos especiais de leitura errônea do simulador relativas a largadas lançadas e cortes de pista. Nestes casos, a direção de prova pode retirar, conforme interpretação, as penalizações mediante aviso via botão de mensagem rápida do próprio piloto Desclassificações do simulador também se enquadram em Infrações Extremas. A direção de prova pode ainda anular esta penalização, caso tenha sido efetuada por algum problema excepcional.

9 9 16. Direção de Prova 16.1 Cada categoria possui um diretor de prova, responsável pelo briefing, condução das sessões, recepção de Notificações, e definição do resultado oficial. Este pode contar com um ou mais comissários de prova durante a etapa As decisões são conjuntas e expressam a decisão do quadro esportivo do F1BC como um todo, sendo soberanas Qualquer ofensa dirigida à direção de prova é repassada diretamente à administração do F1BC, que poderá optar pelo desligamento do piloto ou da equipe como um todo perante o clube Uma avaliação sobre um lance é realizada quando: a) Há a solicitação do próprio piloto envolvido, via chat rápido no simulador, na mesma volta em que ocorreu. b) A direção de prova considera que algo tenha prejudicado o bom andamento do evento. c) O piloto envia via Mensagem Privada no Fórum F1BC o pedido de análise dentro do formato e prazo estabelecidos A direção de prova poderá aplicar alertas e penalizações em formato de mensagem privada ao piloto, de forma sucinta e padronizada, bem como com os recursos que o simulador oferece, com drive through e stop and go Em caso de dúvidas do piloto, o spotter representante da equipe pode intermediar a comunicação entre direção de prova e piloto, a fim de receptar os esclarecerimentos sobre os motivos dos alertas e penalizações aplicadas, repassando ao mesmo a decisão da direção de prova. O spotter, porém, não está apto a realizar Notificações para análises Caso a direção de provas tenha algum problema excepcional que impeça de analisar, aplicar alertas ou penalizações em tempo real, estes procedimentos serão feitos após a prova, com base nas notificações enviadas por MP e através do replay oficial do servidor, aplicando as penalizações póscorrida cabíveis. 17. Notificações sobre Incidentes 17.1 Todo piloto pode entrar em contato com o diretor de prova para efetuar uma Notificação, que invoca o diretor de prova a realizar a análise do lance, junto dos comissários de prova. Da decisão da direção de prova em diante, não cabe nenhum recurso, após publicação do resultado oficial, exceto por erros de digitação que porventura ocorram. Estão disponíveis as seguintes formas de realizar a Notificação: 17.2 Chat privado no simulador Procedimento: Deve-se configurar uma tecla ou botão com o chat rápido /w Diretor Notificacao, e pressionar este botão apenas uma vez, desta forma enviando a mensagem privada ao diretor de prova, que avaliará o lance junto dos comissários e poderá decidir se aplicará ou não um alerta, penalização, ou se considera que o incidente deve ser avaliado após o término da corrida Prazo: Deve ser enviado na mesma volta em que o incidente ocorreu, a fim de agilizar o procedimento da direção de provas. Esta será a única oportunidade que o piloto terá para efetuar o pedido de notificação, nos casos onde houver incidente entre dois ou mais carros Limites: O piloto deverá enviar apenas uma vez sua mensagem privada pelo simulador, para facilitar o trabalho da direção de prova. Envio repetido excessivamente, considerado flood, anulará o pedido Método de análise: Será utilizado o replay instantâneo do simulador do diretor de prova e dos comissários de prova. Estes podem ainda considerar que o replay não os ofereça condições ideais de análise, levando a mesma para após a corrida, com base no replay oficial do servidor Mensagem privada no Fórum Procedimento: É adotada a Ficha de Notificações, e o piloto deverá entregá-la via mensagem privada no Fórum, ao perfil Diretor de Prova com as informações de etapa, tempo do replay, volta em que ocorreu, pilotos envolvidos, e sua visão sobre o ocorrido Prazo: São aceitos apenas lances que configurem infração técnica de outro piloto, como saídas dos limites da pista, erro em procedimento nos boxes, bump drafts, brake tests, zigue-zagues, queima de largada, entre outros. Há um prazo limite até 30 minutos após o término da prova para o envio das Notificações.

10 Limites: Cada piloto terá o direito de inserir em sua Notificação o limite de 3 lances da etapa. Em caso de Notificações sobre repetidas infrações técnicas dentro do mesmo quesito (ex. várias saídas de pista), o piloto pode utilizar 1 de suas 3 Notificações para acumular todas as ocorrências do mesmo tipo para um mesmo piloto. O piloto que formalizar uma Notificação por infrações técnicas de um adversário deve ter ciência de que também será avaliado pelo mesmo quesito em que citou, para que o bom senso sobre a Notificação prevaleça Método de análise: Esta é sempre feita através do replay gravado pelo próprio servidor do F1BC, e nunca considerando os replays do próprio piloto ou de transmissões ao vivo, que podem apresentar diferenças. 18. Personalização dos carros 18.1 Datas: A data para entrega das pinturas está estipulada no da confirmação de inscrições, e será fielmente seguida para evitar atrasos na publicação do 'carset' Formato: O F1BC conta com a organização de cada equipe para fazer seu 'carset' o mais pronto possível. Siga as instruções do tutorial disponível em para poder fazer, testar e conferir se tudo está devidamente como a equipe deseja Disponibilização: Hospede estas pinturas em e envie via para 18.4 Atualizações: Não há nenhuma obrigatoriedade do clube em lançar atualizações de 'carset' durante a temporada Sub-equipes distintas: As equipes que possuirem mais de 3 pilotos inscritos em uma mesma categoria (deste modo formando sub-equipes) deverão personalizar os carros de suas sub-equipes com distinção de cores e/ou layout de forma claramente perceptível, a passar por uma aprovação do F1BC Patrocinadores: São de livre utilização e de opção das equipes. Recomendamos o uso de marcas legitimamente parceiras das equipes e com consentimento das mesmas. 19 de setembro de 2013, Diretor de Provas Coordenador Esportivo Coordenador Operacional Diretor Geral

F1BC Regulamento 500 Milhas de Indianápolis 2015

F1BC Regulamento 500 Milhas de Indianápolis 2015 1 F1BC Regulamento 500 Milhas de Indianápolis 2015 1. Termos e Condições 1.1 Concordâncias: Efetuada a inscrição, o piloto concorda com os termos aqui descritos. O não conhecimento deles não pode ser utilizado

Leia mais

F1BC Regulamento Geral Modalidades com rfactor e rfactor 2

F1BC Regulamento Geral Modalidades com rfactor e rfactor 2 1 F1BC Regulamento Geral Modalidades com rfactor e rfactor 2 1. Termos e Condições 1.1 Concordâncias: Efetuada a inscrição, o piloto concorda com os termos aqui descritos. O não conhecimento deles não

Leia mais

F1BC Regulamento Geral Modalidades com rfactor, GSC e rfactor 2

F1BC Regulamento Geral Modalidades com rfactor, GSC e rfactor 2 1 F1BC Regulamento Geral Modalidades com rfactor, GSC e rfactor 2 1. Termos e Condições 1.1 Concordâncias: Efetuada a inscrição, o piloto concorda com os termos aqui descritos. O não conhecimento deles

Leia mais

Índice. 1. Apresentação 2 2. Sobre as regras e infrações 2 3. Comportamentos 2 4. Regas de inscrições 3. 5. Procedimentos de pista 4

Índice. 1. Apresentação 2 2. Sobre as regras e infrações 2 3. Comportamentos 2 4. Regas de inscrições 3. 5. Procedimentos de pista 4 Índice 1. Apresentação 2 2. Sobre as regras e infrações 2 3. Comportamentos 2 4. Regas de inscrições 3-4.1 Requisitos mínimos 3-4.2 Dados e pagamentos 3 5. Procedimentos de pista 4-5.1 Áreas dos boxes

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO

REGULAMENTO DESPORTIVO REGULAMENTO DESPORTIVO 2015 ART. 01 REGULAMENTO DESPORTIVO TEMPORADA 2015 A Pokemon Pneus, é a realizadora da Copa Paraná Superbike com 7 etapas, elabora o presente regulamento, entrando em vigor imediatamente

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA DO PILOTO

MANUAL DE CONDUTA DO PILOTO GTR CARUARU MANUAL DE CONDUTA DO PILOTO Atualizado em 24 de março de 2008. Baseado no manual de conduta do GTR Brasil 1. INTRODUÇÃO Olá piloto! Este manual visa padronizar os seus procedimentos e condutas

Leia mais

Regras do Campeonato

Regras do Campeonato Regras do Campeonato 1. Geral Regras do Campeonato VPG GP2 Classics 1.1. O campeonato de GP2 da liga VPG é um campeonato online, que utiliza o simulador rfactor e o MOD GP2 Series 1.0 modificado pela liga

Leia mais

Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015

Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015 Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015 1. Definição: Evento automobilístico voltado ao lazer composto de um deslocamento de extensão variável (passeio em estradas abertas ao trânsito normal) e uma prova do

Leia mais

Campeonato Paranaense de Motovelocidade 2008

Campeonato Paranaense de Motovelocidade 2008 Campeonato Paranaense de Motovelocidade 2008 Regulamento Desportivo ART. 01 ENTIDADES RESPONSÁVEIS A Federação Paranaense de Motociclismo é a única entidade capacitada por lei a autorizar, aprovar, coordenar,

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA E REGULAMENTAÇÃO CAMPEONATO 2009.1 PORCHE BI TURBO Atualizado em 22 de janeiro de 2009.

MANUAL DE CONDUTA E REGULAMENTAÇÃO CAMPEONATO 2009.1 PORCHE BI TURBO Atualizado em 22 de janeiro de 2009. GTR CARUARU MANUAL DE CONDUTA E REGULAMENTAÇÃO CAMPEONATO 2009.1 PORCHE BI TURBO Atualizado em 22 de janeiro de 2009. 1. INTRODUÇÃO Olá piloto! Este manual visa padronizar os seus procedimentos e condutas

Leia mais

GTR Caruaru. Seat GP 2008

GTR Caruaru. Seat GP 2008 GTR Caruaru Seat GP 2008 A Seat GP é uma temporada composta pelo Seat Toledo. Com esse modelo que defenderão até o fim da temporada o título para sua equipe e pilotos nos dois segmentos. Assim, abordaremos

Leia mais

5 - Fica reservada à AMIKA a aprovação, ou não, dos pilotos que se inscreverem, sem que haja necessidade de justificativa.

5 - Fica reservada à AMIKA a aprovação, ou não, dos pilotos que se inscreverem, sem que haja necessidade de justificativa. GERAL 1 O Torneio de Verão 2013 tem como criadora, idealizadora e organizadora a Associação de Amigos do Kart Amador (AMIKA) que juntamente com o Kartódromo Granja Viana realizará o evento com a finalidade

Leia mais

REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO Sem parcerias e muito trabalho este projeto não sairia do papel. Deixamos expressos nossos agradecimentos às pessoas

REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO Sem parcerias e muito trabalho este projeto não sairia do papel. Deixamos expressos nossos agradecimentos às pessoas REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO Sem parcerias e muito trabalho este projeto não sairia do papel. Deixamos expressos nossos agradecimentos às pessoas envolvidas diretamente e indiretamente na execução e planejamento

Leia mais

Atualizado em 16/01/2014. Regulamento Desportivo 2015 Supermoto Brasil Cup

Atualizado em 16/01/2014. Regulamento Desportivo 2015 Supermoto Brasil Cup Atualizado em 16/01/2014 Regulamento Desportivo 2015 Supermoto Brasil Cup Art 07 e 08 Classe SM3 Categoria de motos Nacionais Originais. As motos de 230 cc, embora tenham originalmente cilindrada menor

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASIL NORDESTE DE MOTOCROSS 2015

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASIL NORDESTE DE MOTOCROSS 2015 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASIL NORDESTE DE MOTOCROSS 2015 1 - TÍTULO E GENERALIDADES O Campeonato Brasil Nordeste de Motocross é organizado e pela Edson Farias Indústria e Produção de Eventos Ltda,

Leia mais

REGULAMENTO ESPORTIVO. Copa KART BRASIL e KART NIGHT 2015. I Do CAMPEONATO

REGULAMENTO ESPORTIVO. Copa KART BRASIL e KART NIGHT 2015. I Do CAMPEONATO REGULAMENTO ESPORTIVO Copa KART BRASIL e KART NIGHT 2015 I Do CAMPEONATO Art. 1º A Copa KART BRASIL 2015 e a KART NIGHT 2015 serão realizadas no Kartódromo Internacional Nova Odessa. 1º A Copa KART BRASIL

Leia mais

Corrida dos Campeões de Vila Real. Draft 2

Corrida dos Campeões de Vila Real. Draft 2 Corrida dos Campeões de Vila Real Draft 2 Vila Real, 12 de Novembro de 2015 Regulamento Corrida dos campeões de Vila Real e Fan Race draft 1 1. DEFINIÇÃO / GENERALIDADES 1.1. A EpicDren Lda, organiza um

Leia mais

SMSCROSS - Promoções e Eventos

SMSCROSS - Promoções e Eventos SMS SUPER VELOCROSS 2016 REGULAMENTO GERAL VELOCROSS. 06-01-2016 DEFINIÇÃO: Denomina-se, competição de VELOCROSS, aquelas que se desenrolam por vários tipos terrenos com trajetos pré-fixados e dificuldades

Leia mais

A. Aceitação. 3. Todos os pilotos devem pautar a sua participação nas provas, dentro e fora de pista, pela mais correcta conduta cívica.

A. Aceitação. 3. Todos os pilotos devem pautar a sua participação nas provas, dentro e fora de pista, pela mais correcta conduta cívica. A. Aceitação 1. Todos os pilotos que participam no GT3 Series Summer Cup organizado pela PTSims Racing assumem conhecer e aceitar as regras que regem todo o portal PTSims. 2. Todos os participantes têm

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS 2013

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS 2013 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS 2013 1 - TÍTULO E GENERALIDADES O Campeonato Brasileiro de Motocross é organizado e supervisionado pela Confederação. Brasileira de Motociclismo, montado

Leia mais

9º Grande Prémio - 150 Minutos

9º Grande Prémio - 150 Minutos 9º Grande Prémio - 150 Minutos REGULAMENTO 1. Definição do percurso O 9º Grande Prémio - 150 Minutos disputar-se-á na pista de Évora, com um perímetro de 908 metros e com a largura de 7 metros e será obrigatoriamente

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO MINEIRO DE MOTOCROSS 2015

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO MINEIRO DE MOTOCROSS 2015 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO MINEIRO DE MOTOCROSS 2015 1 - TÍTULO E GENERALIDADES O Campeonato Mineiro de Motocross é organizado e supervisionado pela Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais,

Leia mais

EQUIPE DE KART INDOOR RODA PRESA

EQUIPE DE KART INDOOR RODA PRESA EQUIPE DE KART INDOOR RODA PRESA REGULAMENTO -2015 1) A Categoria Principal será composta de 13 Etapas, a ser realizada conforme calendário estabelecido pela comissão organizadora, com início previsto

Leia mais

22/01/2012 Autódromo Internacional de Jacarepaguá

22/01/2012 Autódromo Internacional de Jacarepaguá 22/01/2012 Autódromo Internacional de Jacarepaguá http://trackday.oktaneclub.com/ Do Público O acesso ao evento será efetuada pelo Portão 7, com aceso fechado ao público. Para obter o acesso ao autódromo,

Leia mais

RESISTÊNCIA IBERICA 2014

RESISTÊNCIA IBERICA 2014 RESISTÊNCIA IBERICA 2014 REGULAMENTO GERAL 1 -INTRODUÇÃO Dando continuidade ao sucesso que a realização das Resistencias Ibericas têm tido nos últimos anos graças ao NORTESULTEAM, colaboração de algumas

Leia mais

COPA FUSCA. Pontuação

COPA FUSCA. Pontuação COPA FUSCA A formação do grid de largada é feita de acordo com tomadas de tempos, que acontecem em treinos classificatórios de 25 minutos. Os pilotos com melhores tempos largam na frente. Na largada, todos

Leia mais

I Dispositivos Gerais:

I Dispositivos Gerais: REGULAMENTO DESPORTIVO I Dispositivos Gerais: 1. ORGANIZAÇÃO DO CAMPEONATO 1.1- O Campeonato de Arrancadas para Motos 2016 será supervisionado e organizado pela comissão organizadora e promotora de eventos

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL. F3 BRAZIL OPEN, 2012 Edition. Regulamento Desportivo

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL. F3 BRAZIL OPEN, 2012 Edition. Regulamento Desportivo 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL F3 BRAZIL OPEN, 2012 Edition Regulamento Desportivo A CBA supervisionará técnica e desportivamente o torneio F3 BRAZIL OPEN, 2012 Edition, que é promovido pela empresa

Leia mais

FEDERAÇÃO FLUMINENSE DE MOTOCICLISMO

FEDERAÇÃO FLUMINENSE DE MOTOCICLISMO FEDERAÇÃO FLUMINENSE DE MOTOCICLISMO Art. 1º - TÍTULO E GENERALIDADES REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO ESTADUAL 2013 Motocross O Campeonato Estadual de Motocross do Rio de Janeiro é organizado e supervisionado

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO

REGULAMENTO DESPORTIVO ARTIGO 1º - ORGANIZAÇÃO: A Temporada 2014 da categoria GPCKA será realizada pelo GRUPO - Circuito de Kart Amador. ARTIGO 2º - CRONOGRAMA: A Temporada 2014 será disputada em 6 etapas e as etapas estão previstas

Leia mais

4º CAMPEONATO BRASIL RACE DE ENDURANCE LIGHT - S2/2014

4º CAMPEONATO BRASIL RACE DE ENDURANCE LIGHT - S2/2014 4º CAMPEONATO BRASIL RACE DE ENDURANCE LIGHT - S2/2014 A BRASILRACE realizará no 2º semestre de 2014, durante os meses de julho/2014 a novembro/2014 o Campeonato de Endurance Light com base no simulador

Leia mais

Apenas os Kart s fornecidos pela Organização serão admitidos, sendo a sua atribuição às equipas efectuada mediante sorteio.

Apenas os Kart s fornecidos pela Organização serão admitidos, sendo a sua atribuição às equipas efectuada mediante sorteio. 1- DEFINIÇÃO / GENERALIDADES A SKC Secção de Karting Conquistadores do Moto Clube de Guimarães, organiza uma manifestação desportiva de kart denominada 6H Guimarães Kart Challenge. Este evento de karting

Leia mais

CAMPEONATO PARARANAENSE LIGHT DE KART - 2015 REGULAMENTO TÉCNICO DESPORTIVO

CAMPEONATO PARARANAENSE LIGHT DE KART - 2015 REGULAMENTO TÉCNICO DESPORTIVO CAMPEONATO PARARANAENSE LIGHT DE KART - 2015 REGULAMENTO TÉCNICO DESPORTIVO A Federação Paranaense de Automobilismo FPrA, e suas filiadas: AKRL Associação dos Kartistas da Região de Londrina, farão realizar

Leia mais

CPRH CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICA REGULAMENTO GERAL

CPRH CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICA REGULAMENTO GERAL CPRH CAMPEONATO PARANAENSE DE RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICA REGULAMENTO GERAL DEFINIÇÃO E REGRAS Artº 1 O RPMC Rally e Pista Motor Clube organiza o Campeonato Paranaense de Regularidade Histórica, que

Leia mais

Academia Autosport @ GT Competizione. Regulamento 2013

Academia Autosport @ GT Competizione. Regulamento 2013 Academia Autosport @ GT Competizione Regulamento 2013 0. Modelo A Academia Autosport @ GT Competizione, é uma competição online composta por 2 Troféus ( Troféu Abarth / Troféu FEUP ), organizada pela GT

Leia mais

1º TORNEIO BRASIL RACE DE MARCAS E PILOTOS - S1/2015

1º TORNEIO BRASIL RACE DE MARCAS E PILOTOS - S1/2015 1º TORNEIO BRASIL RACE DE MARCAS E PILOTOS - S1/2015 A BRASILRACE realizará no 1º semestre de 2015, durante os meses de janeiro/2015 a maio/2015 o Campeonato de Marcas com base no simulador GSC Extreme/Reiza.

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO CAMPEONATO PARANAENSE DE MOTOVELOCIDADE - 2015 (CPM - 2105)

REGULAMENTO DESPORTIVO CAMPEONATO PARANAENSE DE MOTOVELOCIDADE - 2015 (CPM - 2105) CAMPEONATO PARANAENSE DE MOTOVELOCIDADE - 2015 (CPM - 2105) 1. MANIFESTAÇÃO DESPORTIVA DEFINIÇÃO E REQUISITOS 1.1. Uma manifestação desportiva de motovelocidade compreende uma ou mais corridas, que podem

Leia mais

Campeonato Etapa Local Status Dia da Semana Data Etapa Horário da Bateria Tipo de Kart

Campeonato Etapa Local Status Dia da Semana Data Etapa Horário da Bateria Tipo de Kart ARTIGO 1º ORGANIZAÇÃO: A Temporada 2016 da categoria GPCKA KART INDOOR será realizada pelo GRUPO Circuito de Kart Amador. ARTIGO 2º CRONOGRAMA: A Temporada 2016 será disputada em 6 etapas e as etapas estão

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO MOTO 1000 GP - 2013

REGULAMENTO DESPORTIVO MOTO 1000 GP - 2013 REGULAMENTO DESPORTIVO MOTO 1000 GP - 2013 REGULAMENTO DESPORTIVO MOTO 1000 GP - 2013 Atualização 03/03/2013 Anexo A Página 1 de 36 REGULAMENTO DESPORTIVO MOTO 1000 GP - 2013 A Comissão Técnica e Desportiva

Leia mais

Rally de velocidade de Itu

Rally de velocidade de Itu Página1 Rally de velocidade de Itu 19 A 20 DE DEZEMBRO DE 2015 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 6ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 Rally

Leia mais

SKATE ELÉTRICO MANUAL DE INSTRUÇÕES. Leia atentamente este Manual, antes de usar seu SKATE ELÉTRICO. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas.

SKATE ELÉTRICO MANUAL DE INSTRUÇÕES. Leia atentamente este Manual, antes de usar seu SKATE ELÉTRICO. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. SKATE ELÉTRICO MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente este Manual, antes de usar seu SKATE ELÉTRICO. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. SEVEN SKATE ELÉTRICO SAC: (11) 5660.2600 Uso doméstico

Leia mais

COPA DALBA DE ENDURO F.I.M. 2015

COPA DALBA DE ENDURO F.I.M. 2015 COPA DALBA DE ENDURO F.I.M. 2015 WWW.TCER.COM.BR REGULAMENTO 2015 ART.01 - PROMOTORES E ORGANIZADORES: TCER - TRAIL CLUBE ENTRE RIOS é a entidade promotora da Copa, os Moto Clubes: TRAIL CLUBE OS LAMEIROS

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA

REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO CAMPEONATO BRASILEIRO PORSCHE GT3 CUP CHALLENGE e LIGHT REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA Artigo 1º Informações Específicas

Leia mais

REGULAMENTO EDIÇÃO 2013

REGULAMENTO EDIÇÃO 2013 REGULAMENTO EDIÇÃO 2013 1 DENOMINAÇÃO MODALIDADE E FINALIDADE A COPA SP/MINAS DE MOTOCROSS é um campeonato na modalidade MOTOCROSS cuja denominação e marca pertencem à Cross72 Eventos e Competições Radicais

Leia mais

REGULAMENTO FMX MOTOCROSS FREESTYLE CBER

REGULAMENTO FMX MOTOCROSS FREESTYLE CBER REGULAMENTO FMX MOTOCROSS FREESTYLE CBER Reconhecimento de pista / Treino O tempo será previamente estipulado em cronograma, onde todos os atletas inscritos deverão treinar. Tempo MÍNIMO de treino: Dia

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL 2º SÃO JOAQUIM RUN KIDS 2015

REGULAMENTO OFICIAL 2º SÃO JOAQUIM RUN KIDS 2015 REGULAMENTO OFICIAL 2º SÃO JOAQUIM RUN KIDS 2015 Capítulo I PROVA Artigo 1º. A 2º São Joaquim Run Kids 2015 Franca-SP ( CORRIDA ) será realizada no sábado, dia 25 de abril de 2015. Artigo 2º. A largada

Leia mais

O Campeonato Paulista APPA 2013 - Stock 10,5 EP On-road será realizado em 08 (Oito) etapas :

O Campeonato Paulista APPA 2013 - Stock 10,5 EP On-road será realizado em 08 (Oito) etapas : 1 1. INTRODUÇÃO O Campeonato Paulista APPA 2013 - Stock 10,5 EP On-road será realizado em 08 (Oito) etapas : O Campeonato seguirá o Calendário Oficial da APPA, em anexo, sendo que a 1.a Etapa acontecerá

Leia mais

PARTE B REGULAMENTAÇÃO TÉCNICA

PARTE B REGULAMENTAÇÃO TÉCNICA PARTE B REGULAMENTAÇÃO TÉCNICA INTRODUÇÃO No GT3 Cup Challenge Brasil serão utilizados carros tecnicamente idênticos (modelos Porsche 911 GT3 Cup) de uma série limitada construída com base no modelo convencional

Leia mais

1º Rally de velocidade de Avaré

1º Rally de velocidade de Avaré Página1 1º Rally de velocidade de Avaré 11 A 12 DE JULHO DE 2015 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 1º

Leia mais

JEEP CLUBE DE MACEIÓ

JEEP CLUBE DE MACEIÓ JEEP CLUBE DE MACEIÓ R E G U L A M E N T O XIX Prova do Sururu A XIX PROVA DO SURURU de 4x4 será regida pelo presente regulamento e pelo Código Desportivo do Automobilismo. A XIX PROVA DO SURURU de 4x4

Leia mais

ANTE PROGRAMA CAMPEONATO NACIONAL DE MOTONÁUTICA 2015 GP VILA FRANCA DE XIRA RIO TEJO. 18 e 19 de Abril FF, PR 750, T 850 E F4

ANTE PROGRAMA CAMPEONATO NACIONAL DE MOTONÁUTICA 2015 GP VILA FRANCA DE XIRA RIO TEJO. 18 e 19 de Abril FF, PR 750, T 850 E F4 ANTE PROGRAMA CAMPEONATO NACIONAL DE MOTONÁUTICA 2015 GP VILA FRANCA DE XIRA RIO TEJO 18 e 19 de Abril FF, PR 750, T 850 E F4 1-ORGANIZAÇÃO A FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE MOTONÁUTICA, o MUNICIPIO DE VILA FRANCA

Leia mais

Confederação Brasileira de Automobilismo CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE

Confederação Brasileira de Automobilismo CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA I. Prova, Data e Local 6º Evento do Campeonato Mitsubishi Lancer Cup 2015. - Provas 11 e 12 - Data:

Leia mais

4º Rally de Taubaté 2014

4º Rally de Taubaté 2014 Página1 4º Rally de Taubaté 2014 26 A 27 DE ABRIL DE 2014 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 2ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA Página2 1. INTRODUÇÃO 1.1 4º

Leia mais

Penalidades 2014 agora são acumulativas

Penalidades 2014 agora são acumulativas Penalidades 2014 agora são acumulativas Penalizações que serão aplicadas - Ultima atualização e revisão 29/06/2014 8.00 não mexemos mais até o final da truck series 0-1)Não completar o mínimo de um tanque

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL Capítulo I PROVA Artigo 1º. Artigo 2º. Parágrafo único Artigo 3º. Artigo 4º. Artigo 5º. Capítulo II - INSCRIÇÃO Artigo 6º.

REGULAMENTO OFICIAL Capítulo I PROVA Artigo 1º. Artigo 2º. Parágrafo único Artigo 3º. Artigo 4º. Artigo 5º. Capítulo II - INSCRIÇÃO Artigo 6º. REGULAMENTO OFICIAL Capítulo I PROVA Artigo 1º. A 1ª Corrida UNDER RUN KIDS 2015 - Mini Maratoninha será realizada no sábado, dia 25 de Julho de 2015 na cidade de Campo Grande - MS Artigo 2º. A largada

Leia mais

1º Torneio Integração CKC (Clube Kart Campinas)

1º Torneio Integração CKC (Clube Kart Campinas) 1º Torneio Integração CKC (Clube Kart Campinas) REGULAMENTO O 1º Torneio Integração - CKC (Clube Kart Campinas) será realizado no dia 26/11 com início às 14:00 no Kartódromo Internacional San Marino e

Leia mais

Rally de velocidade de Indaiatuba

Rally de velocidade de Indaiatuba Página1 Rally de velocidade de Indaiatuba 20 A 21 DE SETEMBRO DE 2014 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª e 4ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA Página2 1.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL (Art. 1º ao Art. 9º)

REGULAMENTO GERAL (Art. 1º ao Art. 9º) REGULAMENTO GERAL (Art. 1º ao Art. 9º) (Válido para todas as modalidades) Art.1º - Apresentação A Federação de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro, é a única entidade por força de lei, capacitada

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO PAULISTA OFICIAL DE MOTOCROSS AMADOR- 2015

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO PAULISTA OFICIAL DE MOTOCROSS AMADOR- 2015 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO PAULISTA OFICIAL DE MOTOCROSS AMADOR- 2015 1 - TITULO E GENERALIDADES O Campeonato Oficial Paulista de Motocross Amador é organizado e supervisionado pela Federação Paulista

Leia mais

R E G U L A M E N T O - 2015. COPA NORDESTE 4x4

R E G U L A M E N T O - 2015. COPA NORDESTE 4x4 R E G U L A M E N T O - 2015 COPA NORDESTE 4x4 A COPA NORDESTE DE RALLY 4x4 será regida pelo presente regulamento e pelo Código Desportivo do Automobilismo. A COPA NORDESTE DE RALLY 4x4 estará aberta a

Leia mais

AMIGOS DO GRAN TURISMO

AMIGOS DO GRAN TURISMO Campeonato Temporada 2015 - Regras e Dicas Revisão 00 (12/01/15) Sejam bem vindos a Temporada 2015 do Campeonato dos Amigos do Gran Turismo [AGT]. Este tópico é destinado aos esclarecimentos/explicações

Leia mais

REGULAMENTO DA COPA ADRENATRILHA DE CROSSCOUNTRY 2013 CACC HONDA / ASW

REGULAMENTO DA COPA ADRENATRILHA DE CROSSCOUNTRY 2013 CACC HONDA / ASW ART.01 Categorias : REGULAMENTO DA COPA ADRENATRILHA DE CROSSCOUNTRY 2013 CACC HONDA / ASW Premiação Categoria/ Codigo Especificação : Idade Tempo 1 1º ao 5º lugar XC1 Especial 2T acima 221cc e 4T acima

Leia mais

WWW.GARAGEM83.COM.BR

WWW.GARAGEM83.COM.BR 1º EVENTO: DOMINGO - 15/03/2015 (APENAS TRACK DAY); 2º EVENTO: DOMINGO - 26/04/2015 (JUNTO COM MARCAS & PILOTOS); 3º EVENTO: DOMINGO - 17/05/2015 (APENAS TRACK DAY); 4º EVENTO: DOMINGO - 26/07/2015 (JUNTO

Leia mais

R E G U L A M E N T O - 2014

R E G U L A M E N T O - 2014 R E G U L A M E N T O - 2014 COPA NORDESTE DE INDOOR 4x4 A COPA NORDESTE DE INDOOR 4x4 será regida pelo presente regulamento e pelo Código Desportivo do Automobilismo. A COPA NORDESTE DE INDOOR 4x4 estará

Leia mais

CAMPEONATO ESTDUAL DE MOTOCROSS 2010 REGULAMENTO GERAL

CAMPEONATO ESTDUAL DE MOTOCROSS 2010 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO ESTDUAL DE MOTOCROSS 2010 REGULAMENTO GERAL 01. Título e Generalidades O Campeonato Estadual de Motocross é realizado pela Federação de Motociclismo do Estado de Rondônia. 01.1. Pilotos 01.1.1.

Leia mais

2ª CORRIDINHA TURÍSTICA DE PIRACICABA

2ª CORRIDINHA TURÍSTICA DE PIRACICABA REGULAMENTO 2ª CORRIDINHA TURÍSTICA DE PIRACICABA O evento é uma realização da Construtora Cataguá, organizado pela Chelso Sports, com o apoio da Prefeitura Municipal de Piracicaba. 1. REGULAMENTO A largada

Leia mais

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FUNDADA EM 26 DE JULHO DE 1961

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO FILIADA À CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FUNDADA EM 26 DE JULHO DE 1961 FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO E DESPORTIVO GAÚCHO CAMPEONATO GAÚCHO DE MARCAS E PILOTOS 2014 NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Art. 1º - Introdução REGULAMENTO DESPORTIVO A Federação Gaúcha de

Leia mais

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI 3 LINHA PESADA REVISÃO 00 1. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE -Com o veículo já posicionado no local de alinhamento (vala),

Leia mais

SEGURANÇA. Segurança... 1. Corpo Do Skate... 2. Como Ligar... 3. Ligar as Luzes... 3. Para Acelerar e Freiar... 4. Mudar a Velocidade...

SEGURANÇA. Segurança... 1. Corpo Do Skate... 2. Como Ligar... 3. Ligar as Luzes... 3. Para Acelerar e Freiar... 4. Mudar a Velocidade... Skate Elétrico 800W Segurança... 1 Corpo Do Skate... 2 Como Ligar... 3 Ligar as Luzes... 3 Para Acelerar e Freiar... 4 Mudar a Velocidade... 4 Instalando os Foot Straps (Tira para os pés)... 4 Recarga

Leia mais

8. Inscrição e valores As inscrições somente serão realizadas pela Internet através dos sites www.xtry.com.br e www.chiptiming.com.br.

8. Inscrição e valores As inscrições somente serão realizadas pela Internet através dos sites www.xtry.com.br e www.chiptiming.com.br. O Evento APRESENTAÇÃO Os participantes do evento de corrida OAB Centro Histórico terão a oportunidade de conhecer os principais monumentos históricos da cidade de Santo André, e ainda desfrutar de um percurso

Leia mais

Será disputada no sistema maratona (XCM), percurso aproximado de 45km. O alinhamento dentro de cada bateria será aleatório.

Será disputada no sistema maratona (XCM), percurso aproximado de 45km. O alinhamento dentro de cada bateria será aleatório. REGULAMENTO DO PARADISE TRIP TRAIL. 1. A prova. Será disputada no sistema maratona (XCM), percurso aproximado de 45km. O alinhamento dentro de cada bateria será aleatório. 2. Roteiro. O roteiro de prova

Leia mais

Manual Usuário Sistema Audatex

Manual Usuário Sistema Audatex Manual Usuário Sistema Audatex Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 24.08.2010 MT Versão

Leia mais

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL I. DAS FINALIDADES Artigo 1 O IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY, tem por finalidade congregar todas as pessoas que trabalham

Leia mais

Confederação Brasileira de Automobilismo CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE

Confederação Brasileira de Automobilismo CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE REGULAMENTO PARTICULAR DA PROVA I. Prova, Data e Local 7º Evento do Campeonato Mitsubishi Lancer Cup 2015. - Provas 13 e 14 - Data:

Leia mais

1ª - Resistência TT Praia das Rocas

1ª - Resistência TT Praia das Rocas 1ª - Resistência TT Praia das Rocas =Regulamento= Apoios: 1. DESCRIÇÃO DA PROVA O percurso terá aproximadamente 7 km, e estender-se-á pela zona do Alto da Palheira Castanheira de Pera. Este será maioritariamente

Leia mais

Regulamento. Nascidos em Idade Distância Largada 2013 2012. 8h00 8h10 2011 4 anos 20 m 8h20. 10 m 10 m. 2 anos 3 anos

Regulamento. Nascidos em Idade Distância Largada 2013 2012. 8h00 8h10 2011 4 anos 20 m 8h20. 10 m 10 m. 2 anos 3 anos Regulamento A prova 1. O evento infantil Corre Kids - 2015 será realizado no sábado, dia 24 de Outubro de 2015; 2. O evento terá disputas com velocípedes e corridas de pedestres divididas por faixas etárias;

Leia mais

Regulamento Oficial Naventura Reserva Volta Velha 2015

Regulamento Oficial Naventura Reserva Volta Velha 2015 Regulamento Oficial Naventura Reserva Volta Velha 2015 1. Organização 1.1 KRPacheco Gestão Ambiental, Turismo e Eventos Ltda. (Naventura Outdoor Experiences). 1.2 Diretor de Prova: Kleber Ricardo Pacheco.

Leia mais

XXVI 100 Milhas Piracicaba

XXVI 100 Milhas Piracicaba XXVI 100 Milhas Piracicaba Data: 01 e 02 de agosto de 2015. Autódromo: Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo Supervisão: FASP Federação de Automobilismo de São Paulo Apoio: Prefeitura Municipal de

Leia mais

(44) 3267-9197 maringa@absalarmes.com.br - E-mail www.absrastreamento Site MANUAL DO USUÁRIO

(44) 3267-9197 maringa@absalarmes.com.br - E-mail www.absrastreamento Site MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 01 - ACESSO PELA INTERNET... 3 02 - VISUALIZAÇÃO... 4 03 - FERRAMENTAS... 5 04 - ATALHOS... 7 05 - VISUALIZAÇÃO COMPACTA... 8 06 - RELATÓRIOS DE PERCURSO...10 07 - RELATÓRIO DE VELOCIDADE...15

Leia mais

FMC - Federação de Motociclismo do Ceará Pag. 1

FMC - Federação de Motociclismo do Ceará Pag. 1 FMC - Federação de Motociclismo do Ceará Pag. 1 OBJETIVO Este Regulamento destina-se a Provas de Enduro padrão FIM. O presente Regulamento é válido para todas as etapas do Campeonato Cearense de Enduro

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO ARTIGO 1 DESCRIÇÃO E DEFINIÇÕES DO EVENTO

REGULAMENTO DESPORTIVO ARTIGO 1 DESCRIÇÃO E DEFINIÇÕES DO EVENTO REGULAMENTO DESPORTIVO ARTIGO 1 DESCRIÇÃO E DEFINIÇÕES DO EVENTO 1.1 A prova 500 MILHAS BRASIL será realizada no Autódromo José Carlos Pace Interlagos São Paulo SP Brasil. 1.2 Data de Realização: A prova

Leia mais

Manual do Participante

Manual do Participante Manual do Participante Sumário Considerações Gerais... 3 Introdução... 4 Funções do seu Painel de Controle... 4 Interagindo com outros participantes... 5 Descrição Geral do DNA... 5 Critérios de classificação

Leia mais

FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DO ESTADO DE SANTA CATARINA FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO XXIV PROVA DE ARRANCADA INTERNACIONAL DE CAMINHÕES EM BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA / SC 1 - DAS INSCRIÇÕES DE 13 A 16 DE MARÇO DE 2014 REGULAMENTO GERAL 1.1 - As inscrições poderão

Leia mais

REGULAMENTO I CORRIDA ADMINISTRAÇÃO É VIDA

REGULAMENTO I CORRIDA ADMINISTRAÇÃO É VIDA REGULAMENTO I CORRIDA ADMINISTRAÇÃO É VIDA DA PROVA 1. A I Corrida Administração é Vida será realizada no sábado, dia 12 de setembro 2015, na cidade de Garanhuns, com saída no pórtico de entrada da cidade,

Leia mais

1º RALLY BURITI SHOPPING 2013

1º RALLY BURITI SHOPPING 2013 Página1 1º RALLY BURITI SHOPPING 2013 17 A 18 DE AGOSTO DE 2013 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 2013 2ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA Página2 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

DRIFT SHOW INTRODUÇÃO REGULAMENTO GERAL DO DRIFT - FASP FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO. NORMAS E REGULAMENTOS DRIFT - 2012 NORMAS DESPORTIVAS

DRIFT SHOW INTRODUÇÃO REGULAMENTO GERAL DO DRIFT - FASP FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO. NORMAS E REGULAMENTOS DRIFT - 2012 NORMAS DESPORTIVAS REGULAMENTO GERAL DO DRIFT - FASP FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DE SÃO PAULO. NORMAS E REGULAMENTOS DRIFT - 2012 NORMAS DESPORTIVAS INTRODUÇÃO A FASP - Federação de Automobilismo de São Paulo supervisionará

Leia mais

Campeonato de Carros Nacionais

Campeonato de Carros Nacionais Campeonato de Carros Nacionais Resumo POTENCIA Ver na lista de carros (em média, 280 CV) PESO 1.200 KG + lastro (lastro dado pelo sistema de lastro, explicado abaixo) PNEU DESPORTIVO MACIO AFINAÇAO PERMITIDA

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE CAMPEONATO BRASILEIRO MITSUBISHI LANCER CUP REGULAMENTO DESPORTIVO E TÉCNICO 2015

CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE CAMPEONATO BRASILEIRO MITSUBISHI LANCER CUP REGULAMENTO DESPORTIVO E TÉCNICO 2015 1 CONSELHO TÉCNICO DESPORTIVO NACIONAL COMISSÃO NACIONAL DE VELOCIDADE CAMPEONATO BRASILEIRO MITSUBISHI LANCER CUP REGULAMENTO DESPORTIVO E TÉCNICO 2015 ENTENDIMENTO GERAL... 3 PARTE A REGULAMENTAÇÃO DESPORTIVA...

Leia mais

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI 3 LINHA LEVE REVISÃO 00 1. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE -Com o veículo já posicionado no local de alinhamento (rampa,

Leia mais

Informações aos pilotos

Informações aos pilotos EXTRA OFICIAL FALTA COMPLEMENTAÇÃO E MAPAS 28 ENDURO das MONTANHAS 2013 Informações aos pilotos Largadas : Sábado UTVs e QUADs 8:00 hs Shopping Serrazul Rodovia dos Bandeirantes km 72 Itupeva Nos fundos

Leia mais

Completado e alterada ao longo do tempo (a seguir coletivamente referido como o "Regulamento").

Completado e alterada ao longo do tempo (a seguir coletivamente referido como o Regulamento). 1 ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS...3 1. REGULAMENTOS DESPORTIVOS...5 1.2 EVENTOS...5 1.3 PADDOCK (Toda área interna do Autódromo)...6 1.4 COMISSÁRIOS:...7 1.5 JÚRI...9 1.8 CALENDÁRIO...10 1.9 CATEGORIAS...10

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO DE DRIFT 2015 REGULAMENTO DESPORTIVO 2015

CAMPEONATO BRASILEIRO DE DRIFT 2015 REGULAMENTO DESPORTIVO 2015 CAMPEONATO BRASILEIRO DE DRIFT 2015 REGULAMENTO DESPORTIVO 2015 Capítulo I Definição Art.01. No ano de 2015, será organizado pela PODIUM RACE EVENTS o campeonato Brasileiro de DRIFT, com a supervisão da

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR VI -6 HORAS 2015 VI 6 HORAS 2015 KARTÓDROMO ALDEIA DA SERRA SP

REGULAMENTO PARTICULAR VI -6 HORAS 2015 VI 6 HORAS 2015 KARTÓDROMO ALDEIA DA SERRA SP ARTIGO 1º - Organização REGULAMENTO PARTICULAR VI -6 HORAS 2015 VI 6 HORAS 2015 KARTÓDROMO ALDEIA DA SERRA SP A VI 6 HORAS 2015 Aldeia da Serra, edição de 21/11/2015, será organizada pelo Kartódromo Aldeia

Leia mais

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada - Para acessar o módulo deve-se ir ao menu FERRAMENTAS, sub-menu INTELIGÊNCIA EMBARCADA. O menu, ilustrado abaixo, contém as seguintes opções: Configurando

Leia mais

Regulamento. IV Corrida Rústica Caminho de São José RIO DOCE/MG

Regulamento. IV Corrida Rústica Caminho de São José RIO DOCE/MG Regulamento IV Corrida Rústica Caminho de São José RIO DOCE/MG Prova Artigo1º. A IV Corrida Rústica Caminho de São José de Rio Doce se realizará no sábado, dia 20 de setembro de 2014. Artigo 2º. A largada

Leia mais

RALLY DO VALE DO PARAÍBA 2015

RALLY DO VALE DO PARAÍBA 2015 Página1 RALLY DO VALE DO PARAÍBA 2015 24 A 25 DE OUTUBRO DE 2015 5ª ETAPA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLY DE VELOCIDADE 5ª ETAPA DO CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE REGULAMENTO PARTICULAR DE

Leia mais

DESAFIO DOS DRIFTERS FMA 2013

DESAFIO DOS DRIFTERS FMA 2013 DESAFIO DOS DRIFTERS FMA 2013 FEDERAÇÃO MINEIRA DE AUTOMOBILISMO NORMAS E REGULAMENTOS REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO A Federação Mineira de Automobilismo - FMA supervisionará os Desafios de DRIFT realizados

Leia mais

Regulamento 2ª Corrida e Caminhada Mais Saúde Corrida de 5 km e 10 km e Caminhada de 5 km 25 de outubro de 2015.

Regulamento 2ª Corrida e Caminhada Mais Saúde Corrida de 5 km e 10 km e Caminhada de 5 km 25 de outubro de 2015. Regulamento 2ª Corrida e Caminhada Mais Saúde Corrida de 5 km e 10 km e Caminhada de 5 km 25 de outubro de 2015. O evento é uma realização do Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba, com o apoio

Leia mais