UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO DISCIPLINA: PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL I ALUNA: FRANCY L. C. LIMA ANAMNESE HOSPITALAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO DISCIPLINA: PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL I ALUNA: FRANCY L. C. LIMA ANAMNESE HOSPITALAR"

Transcrição

1 UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO DISCIPLINA: PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL I ALUNA: FRANCY L. C. LIMA ANAMNESE HOSPITALAR GARANHUNS 2011

2 ANAMNESE HOSPITALAR DIÁRIO DE CAMPO RELATO DA VISITA E ANAMNESE 24/10/2011 Visitamos o hospital [...] no dia [ ], e demos entrada no corredor de enfermarias da clínica médica [...]. A paciente não se encontrava no leito no momento em que chegamos, a mesma estava num jardim lateral ao corredor do hospital, [ ] avó, que é sua acompanhante. Fomos devidamente apresentados à paciente e à sua acompanhante [...] e demos início nesse momento ao procedimento da anamnese. O modelo de anamnese que utilizamos contém perguntas estruturadas, porém, fizemos adaptações ao longo da entrevista, pelo fato de algumas perguntas já terem sido respondidas no diálogo e também pela necessidade que tivemos de coletar mais alguns detalhes importantes ao processo. A entrevista foi realizada em um só momento por que o diálogo fluiu naturalmente, a paciente estava interessada em falar sobre o que sente e isso facilitou a entrevista. A estrutura das perguntas se deu da seguinte forma, cronologicamente: identificação, queixa principal, história da moléstia atual, antecedentes história médica e psiquiátrica, antecedentes história pessoal, história pré-natal / nascimento/ infância desenvolvimento / adolescência / idade adulta, antecedentes história familiar, personalidade pré-mórbida, exame psiquiátrico.

3 ANAMNESE HOSPITAL 24/10/2011 Paciente da enfermaria de clínica médica, sente muitas dores abdominais, e faz uso de medicação controlada, conforme relatou-nos. A acompanhante da paciente, [...] acrescentou algumas informações em momentos da entrevista, a mesma é avó da paciente. I. IDENTIFICAÇÃO Nome: [...] Sexo: Feminino Idade: [...] Estado civil: Solteira Procedência: [...] Endereço: [...] Religião: [...] Profissão: [...] * Utilizarei a letra C entre aspas para referir-me à paciente. II. QUEIXA PRINCIPAL E DURAÇÃO A paciente relata que não se lembra, logo depois fala sobre o que sentiu. Disse que sentiu dores na barriga, muito fortes. Acordava de noite tendo pesadelos e sentia muitas dores na barriga, disse ela. A mesma deu entrada no hospital de [...] e de lá foi encaminhada ao Hospital [...]. Recebeu os devidos cuidados nesta instituição e ficou internada, está há aproximadamente 3 meses interna. III. HISTÓRIA DA MOLÉSTIA ATUAL A paciente relata que tinha pesadelos e estes eram sempre acompanhados de muitas dores abdominais, além das dores sentia também tremores, e era acometida de falta de memória. A partir daí foi levada ao hospital de [...] mas lá não souberam diagnosticá-la [...].

4 IV. ANTECEDENTES - HISTÓRIA MÉDICA E PSIQUIÁTRICA. A paciente disse ser a primeira vez que passa por um tratamento médico. Sobre a ingestão de algum medicamento, disse que não se lembra, mas informou-nos que anteriormente fez um tratamento para um problema que surgiu em sua perna, no hospital de [...]. Nunca passou por cirurgia. Não sofreu nenhum acidente. Quando perguntada sobre o uso de medicação controlada, disse que não as ingere. A sua acompanhante disse que C utiliza dois remédios controlados, Haldol e Akineton. V. ANTECEDENTES - HISTÓRIA PESSOAL A paciente nasceu em [...] e passou a maior parte de sua vida no sítio [...], lá era bem movimentado, passava bastante carro, diferente de onde eu moro hoje, no [...], que é mais calmo, quase não passa nenhum carro. Ela relata que sua infância foi boa, aproveitou bastante, brincou muito. A sua vida era simples, normal, criava galinhas. C concluiu o ensino médio no ano passado, 2010, mas não soube dizer ao certo, confundia as datas, disse-nos 2011, depois disse-nos 2009, sua avó retificou a informação e disse-nos que foi no ano passado que ela concluiu seus estudos. C tem vontade de fazer faculdade, mas está em dúvida de que curso escolher. Pensou em cursar Biologia mas não quer ser professora, se for cursar é para ser bióloga. Disse que o melhor, então, é cursar Psicologia, tenho muita vontade de fazer Psicologia, ela quer fazer o vestibular para esse curso. Mas também tem dúvidas em relação ao melhor curso, disse-nos que também pensou em cursar Letras porque escreve muitas poesias e gosta de leitura, sente-se mais próxima dessa área. VI. HISTÓRIA PRÉ-NATAL/ NASCIMENTO/ INFÂNCIA DESENVOLVIMENTO / ADOLESCÊNCIA / IDADE ADULTA A gestação de sua mãe foi estável, teve acompanhamento médico durante a gravidez, e o parto foi normal, realizado num hospital. C não sabe dizer qual era a sua cor ao nascer, só sei que eu era bem gordinha, disse ela. A sua acompanhante disse que C era bem rosada quando nasceu. Não necessitou de atendimento especial quando nasceu, não precisou ir para a encubadora. Sobre o seu tempo de escola, quando criança, relatou-nos que foi bom, que aproveitou bastante, mas às vezes era chato, porque alguns dos colegas zombavam dela e ficavam rindo. Na adolescência, disse que também foi bom, mas quando tinha 15 anos era ás vezes desagradável,

5 porque as meninas começam a namorar, e as pessoas começam a zombar, fazer piadinhas de você, disse ela. Quando perguntamos se havia alguma acontecimento marcante de sua vida que quisesse compartilhar conosco, disse agora no momento não tenho. Sua acompanhante nos falou que quando C tinha dois anos passou por um momento muito difícil no hospital de [...], em que ficou repentinamente sem andar. Mas que foi fazendo tratamento e recuperou-se. VII. ANTECEDENTES - HISTÓRIA FAMILIAR C mora com seus pais no sítio [...]. Sua mãe tem [ ] anos, é dona de casa e também trabalha na roça, quando seu esposo precisa de ajuda. Seu pai tem [...] anos, trabalha na roça, criando gado e fazendo cercados, de segunda à sábado, sai bem cedo de manhã e volta de tarde. Ela disse que sua relação com seus pais é ótima, gosta muito deles pois lhe dão todo o apoio que precisa, em todos os momentos. Gosta de ficar em casa com sua mãe pois elas conversam bastante, escutam música, divertem-se juntas, possuem uma relação bastante amigável, falamos sobre coisas de mulher, sabe? Sobre moda, sobre coisas de mulher, disse ela. O irmão de C teve sintomas parecidos com os seus, sentia também muitas dores abdominais e passou por tratamento médico, descobriram que ele estava com verminose e virose. A mãe da paciente faz uso de medicamento controlado, ela ingere Haldol, Akineton e Neosina. A acompanhante da paciente disse que por conta do problema de sua filha, mãe de C, tem que acompanhar seus netos em tratamentos, sempre sou eu que acompanho, porque a mãe dela não pode, por conta do problema que ela tem. VIII. PERSONALIDADE PRÉ-MÓRBIDA. A paciente disse que antes de ser internada estava passando por uma depressão terrível, queria fazer mil coisas ao mesmo tempo, mas não conseguia fazer nada. Quando estava no [...] queria ir pra [...], quando chegava em [...] me dava logo uma agonia e queria voltar pro sítio, eu não ficava quieta num canto. Sentia uma agonia, um incômodo. Eu perdi a vontade de viver. A paciente disse que tinha muita vontade de chorar, de ficar só, de não sair do quarto, e que a indecisão do vestibular também a deixou mal, porque não sabia que curso escolher, sentiu-se confusa. Disse que se sentia triste e prejudicada por estar doente e internada, queria logo sair para que as coisas voltassem ao normal e ela pudesse voltar a estudar, fazer uma faculdade.

6 IX. EXAME PSIQUIÁTRICO Quando perguntamos se já havia se consultado com algum psiquiatra, ela disse que não se lembra, mas acha que nunca passou pelo psiquiatra.

7 PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA E CONTRATRANSFERÊNCIA A paciente se mostrou confiante, ela e sua acompanhante foram muito receptivas. C não demonstrou resistência para realizarmos a entrevista, disse que gostou de conversar conosco e demonstrou simpatia pelo grupo. Eu me senti muito tranquila ao realizar a entrevista, fazer as perguntas e tomar nota. Senti empatia em relação à C, conversamos naturalmente, agi com neutralidade, tratei-a com muito respeito e fui reciprocamente tratada desta forma.

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

Pesquisa. Setembro 2014

Pesquisa. Setembro 2014 Pesquisa Setembro 2014 Perfil Quem é o nosso time? 66% está conosco há mais de 1 ano 69% são casadas 68% tem Filhos, 42% desses adolescentes Média de Idade 32 anos (20 a 56) 93% são mulheres 61% cursando

Leia mais

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde PERGUNTAS METALINGUÍSTICAS Doc.: J. quais são as línguas que você fala " Inf.: eu " (+) inglês né falo

Leia mais

Cliente: Febrasgo Data: 08/03/2013 Dia: Sex Assunto: Iniciação sexual. Veículo: Extra Online (RJ) Seção: Mulher Site: extra.globo.

Cliente: Febrasgo Data: 08/03/2013 Dia: Sex Assunto: Iniciação sexual. Veículo: Extra Online (RJ) Seção: Mulher Site: extra.globo. Ginecologista fala sobre sexualidade e cuidados com corpo na adolescência Larissa Moggi No dia Internacional da Mulher, um brinde também para aquelas que estão a alguns passos de se tornarem uma. São as

Leia mais

DADOS DEMOGRÁFICOS: Favor complete os dados à seguir, para que possamos conhecer um pouco sobre você e sobre sua relação com o paciente.

DADOS DEMOGRÁFICOS: Favor complete os dados à seguir, para que possamos conhecer um pouco sobre você e sobre sua relação com o paciente. Numero de identificação: : local no pac. Satisfação da família com os cuidados na Unidade de Terapia Intensiva FS-ICU (24) Como vocês estão indo? Suas opiniões sobre a estadia recente de seu familiar na

Leia mais

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO PROFESSORA Bom dia meninos, estão bons? TODOS Sim. PROFESSORA Então a primeira pergunta que eu vou fazer é se vocês gostam

Leia mais

É Preciso Saber Viver

É Preciso Saber Viver É Preciso Saber Viver Quem espera que a vida Seja feita de ilusão Pode até ficar maluco Ou morrer na solidão É preciso ter cuidado Pra mais tarde não sofrer É preciso saber viver Toda pedra no caminho

Leia mais

G. Crianças com Menos de 5 anos Horário de Início : :

G. Crianças com Menos de 5 anos Horário de Início : : G. Crianças com Menos de 5 anos Horário de Início : : [Entrevistador: é imprescindível que a mãe ou o responsável pela criança seja a pessoa que responda ao questionário]. Agora vou fazer perguntar sobre

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRICO DO LEO QUEIXAS DOS PROFESSORES EM FIM UM OLHAR CONCLUSÃO... 13

SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRICO DO LEO QUEIXAS DOS PROFESSORES EM FIM UM OLHAR CONCLUSÃO... 13 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 02 HISTÓRICO DO LEO... 04 QUEIXAS DOS PROFESSORES... 05 EM FIM UM OLHAR... 06 CONCLUSÃO... 13 INTRODUÇÃO O livro conta a história baseada na vida real de um aluno com dificuldades

Leia mais

Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível (interno ao material)

Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível (interno ao material) Número da fita: 0037 Título: Entrevista com D. Mariana e Seu Pedro Mídia: Mini DV Time Code in Out 00: 08 02: 35 S. Pedro Antonio e D. Mariana num sofá, com uma bandeira de folia ao lado. (o filme começa

Leia mais

1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela

1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela anoitecer 1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela chamado pio,bom o cara e legal mas tem um

Leia mais

Anexo 2.2- Entrevista G1.2

Anexo 2.2- Entrevista G1.2 Entrevistado: E1.2 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 53 anos Masculino Cabo-Verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: 4ª classe Imigrações prévias : -- Língua materna: Outras línguas: Agregado

Leia mais

Puxa Conversa. Guia do Marido Bom de Papo. Programa AMOR DE MARIDO

Puxa Conversa. Guia do Marido Bom de Papo. Programa AMOR DE MARIDO Puxa Conversa Guia do Marido Bom de Papo Programa AMOR DE MARIDO Olá amigo, é comum ouvir de nossas mulheres que nós, maridos, não gostamos muito de termos conversas íntimas com elas, de saber como foi

Leia mais

[Entrevistador: As questões deste módulo são dirigidas às mulheres que tiveram o último parto posteriores a / / )

[Entrevistador: As questões deste módulo são dirigidas às mulheres que tiveram o último parto posteriores a / / ) Módulo S. Atendimento Pré-natal Agora vou lhe fazer perguntas sobre o atendimento pré-natal. [Entrevistador: As questões deste módulo são dirigidas às mulheres que tiveram o último parto posteriores a

Leia mais

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 Integração entre Serviços e Benefícios VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 A desproteção e a vulnerabilidade são multidimensionais

Leia mais

Olhando o Aluno Deficiente na EJA

Olhando o Aluno Deficiente na EJA Olhando o Aluno Deficiente na EJA ConhecendoJoice e Paula Lúcia Maria Santos Tinós ltinos@ffclrp.usp.br Apresentando Joice e Paula Prazer... Eu sou a Joice Eu sou a (...), tenho 18 anos, gosto bastante

Leia mais

* Nascimento: 31/12/1931

* Nascimento: 31/12/1931 Silvia Conti Jardim * Nascimento: 31/12/1931 Falecimento: 02/10/2009 Quem nos conta a historia de Silvia Conti Jardim, são seus filhos Antonio Carlos Conti Jardim e Silvio Luiz Conti Jardim. Silvia nasceu

Leia mais

da quando me chama de palito de fósforo e ri de um jeito tão irritante que me deixa louco da vida, com vontade de inventar apelidos horripilantes

da quando me chama de palito de fósforo e ri de um jeito tão irritante que me deixa louco da vida, com vontade de inventar apelidos horripilantes Chiquinho MIOLO 3/8/07 9:34 AM Page 14 Meu nome é Chiquinho Meu pai é alto e magro e se chama Chico. Meu avô é baixo e gordo e se chama Francisco. Eu me chamo Chiquinho e ainda não sei como sou. Já andei

Leia mais

Historia da minha vida

Historia da minha vida Historia da minha vida Anticoncepcional e negligência médica... Hoje eu resolvi contar o meu caso. Tudo começou em janeiro de 2011 (eu tinha 36 anos), com uma dor de cabeça muito forte. Eu estava de férias

Leia mais

Confira a análise feita por Andréia Schmidt, psicóloga do portal, das respostas apresentadas às questões.

Confira a análise feita por Andréia Schmidt, psicóloga do portal, das respostas apresentadas às questões. Entre os meses de maio e julho de 2009, os alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio responderam a um questionário que tinha como objetivo identificar o perfil dos nossos jovens quem são eles,

Leia mais

-Oi Vô! Vamos pra água? -Calma! Ainda tem que pintar a canoa!

-Oi Vô! Vamos pra água? -Calma! Ainda tem que pintar a canoa! Sabedoria do mar Pesquisa: Fábio G. Daura Jorge, Biólogo. Leonardo L. Wedekin, Biólogo. Natália Hanazaki, Ecóloga. Roteiro: Maurício Muniz Fábio G. Daura Jorge Ilustração: Maurício Muniz Apresentação Esta

Leia mais

Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal?

Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal? Outubro, 2016 Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal? Outubro, 2016 Introdução O Instituto do Casal realizou uma pesquisa online com 510 pessoas, entre homens e mulheres, entre

Leia mais

01- Qual era o nome completo de Monteiro Lobato? R.: 02- Onde e quando ele nasceu? R.:

01- Qual era o nome completo de Monteiro Lobato? R.: 02- Onde e quando ele nasceu? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== TEXTO 1 UM ESCRITOR E AS CRIANÇAS

Leia mais

CADASTRO SÓCIO ECONÔMICO Nº... Sexo M ( ) F ( ) Data de nascimento Estado Civil Procedência (cidade/uf) Curso Fase Centro Matrícula

CADASTRO SÓCIO ECONÔMICO Nº... Sexo M ( ) F ( ) Data de nascimento Estado Civil Procedência (cidade/uf) Curso Fase Centro Matrícula UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC PRÓ - REITORIA EXTENSÃO, CULTURA E COMUNIDADE - PROEX COORDENADORIA DE PROMOÇÃO E APOIO A COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO ACADÊMICO E

Leia mais

O Estranho Homem. S. Esteves

O Estranho Homem. S. Esteves O Estranho Homem S. Esteves [ 2 ] O conteúdo desta obra literária inclusive as imagens, está protegido pela legislação autoral vigente no Brasil, e pelas regras internacionais estabelecidas na Convenção

Leia mais

ROTEIRO DE ANAMNESE PEDIÁTRICA

ROTEIRO DE ANAMNESE PEDIÁTRICA AVALIAÇÃO NEUROLÓGICA FISIOTERAPIA ISSN: 2237-21991 ROTEIRO DE ANAMNESE PEDIÁTRICA N do Pront.: Nome Criança: DN: / / Idade: Nome do Responsável: Grau de Parentesco: Telefone do Responsável: ( ) Nome da

Leia mais

O CONFRONTO COM O BEBÊ REAL PRÉ-TERMO: PRINCIPAIS DIFICULDADES APRESENTADAS POR MÃES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL.

O CONFRONTO COM O BEBÊ REAL PRÉ-TERMO: PRINCIPAIS DIFICULDADES APRESENTADAS POR MÃES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL. O CONFRONTO COM O BEBÊ REAL PRÉ-TERMO: PRINCIPAIS DIFICULDADES APRESENTADAS POR MÃES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL. Rafaela MEZZOMO, rafinhamezzomo@hotmail.com, Cléa Maria BALLÃO, clea.ballao@uol.com.br,

Leia mais

casamento da forma mais tranquila

casamento da forma mais tranquila A enfrentar um processo de divórcio amigável, ANA BRAVO refugia-se no carinho dos sobrinhos "Terminei um casamento da forma mais tranquila possível,, A nutricionista, de 31 anos, é responsável pela clínica

Leia mais

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova A Pequena Diferença Era uma vez um menino chamado Afonso que nasceu no primeiro dia do ano de 2000. Era uma criança muito desejada por toda a família, era

Leia mais

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda Matias Miranda Lilico, Um Coelho Atrapalhado Matias Miranda Dedico este livro a você que esta lendo. Jesus te ama e eu também! Lilico era um coelho muito atrapalhado que vivia com sua mãe, seu pai e seus

Leia mais

Projeto Pitanguá Sugestão de Avaliação de Português 1ª série (2º ano) 4º bimestre

Projeto Pitanguá Sugestão de Avaliação de Português 1ª série (2º ano) 4º bimestre Projeto Pitanguá 1 Projeto Pitanguá Sugestão de Avaliação de Português 1ª série (2º ano) 4º bimestre Interpretação de Texto Professor: fazer a leitura do texto e o entendimento oral antes da aplicação

Leia mais

WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA

WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA Coordenação do Grupo WHOQOL no Brasil Dr. Marcelo Pio de Almeida Fleck Departamento de Psiquiatria e Medicina

Leia mais

PREFÁCIO. Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL

PREFÁCIO. Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL BOM NATAL PREFÁCIO Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL Que essa mensagem venha ser de grande valia para você caro leitor.que possamos

Leia mais

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Peça de Carlos José Soares Revisão Literária Nonata Soares Personagens: Ricardo

Leia mais

2. Nome do(s) supervisor(es): PROFA. DRA. SONIA REGINA PASIAN. Psicóloga MARIA PAULA FOSS

2. Nome do(s) supervisor(es): PROFA. DRA. SONIA REGINA PASIAN. Psicóloga MARIA PAULA FOSS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE RIBEIRÃO PRETO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO CENTRO DE PESQUISA E PSICOLOGIA APLICADA ESTÁGIO: AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

Leia mais

AUTÓPSIA DO MEDO (Contos) Clóvis Oliveira Cardoso

AUTÓPSIA DO MEDO (Contos) Clóvis Oliveira Cardoso Índice 01 Índice; 02 Autópsia do Medo; 03 Agradecimentos; 04 Senhor... 05 Sigmund Freud; 06 Para Tânia; 07 DEUS sobre todas as coisas; 08 Era ele e o diabo; 16 Madrugada de terror; 21 Na Praça da Sé; 25

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Cláudia de Arruda Sarturi

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Cláudia de Arruda Sarturi EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Santa Maria Estado: Rio Grande do Sul País: Brasil Formação: Bacharel em Educação Física - FAMES Licenciada em Letras/Libras

Leia mais

) ) .,. MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ~ )

) ) .,. MEB- 50 ANOS ;.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA!  MARIA ALICE ~ ) ) 1 ) ) ).,. I ) I MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ) ) ~ ) ( ' A MUSICA DA CAMPANHA DAS ESCOLAS RADIOFONICAS LEVANTO JUNTO COM O SOL

Leia mais

José. Anésio Rodrigues

José. Anésio Rodrigues José Anésio Rodrigues 37:5-11 Certo dia, José teve um sonho. Quando o contou aos irmãos, eles passaram a odiá-lo ainda mais. Ele disse: Ouçam o sonho que eu tive. 37:5-11 Estávamos todos nós no campo,

Leia mais

ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO

ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO Bíblia para crianças apresenta ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Lazarus O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem de Hoje 1998 - Sociedade

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 12 por

Leia mais

O Homem De Mil Anos. Natael Noé Santana

O Homem De Mil Anos. Natael Noé Santana O Homem De Mil Anos Natael Noé Santana Sorocaba SP 2014 ISBN: Capa: Natael Noé Santana 2 Agradecimentos Agradeço primeiramente a Deus, a minha Família, a minha Esposa e a todos que apoiaram meu trabalho.

Leia mais

Caso Clínico 1. Módulo de Casos Clínicos Curso de Aprimoramento TDAH

Caso Clínico 1. Módulo de Casos Clínicos Curso de Aprimoramento TDAH + Caso Clínico 1 Módulo de Casos Clínicos Curso de Aprimoramento TDAH + Caso Clínico Abordagem prática para aplicar o que vocês aprenderam Ilustra o modus operandi do raciocínio clínico Pode representar

Leia mais

1 EU - PESSOA. Meu corpo muda e se constrói minha identidade. Na construção do amor

1 EU - PESSOA. Meu corpo muda e se constrói minha identidade. Na construção do amor Meu corpo muda e se constrói minha identidade Quando eu era criança, falava como uma criança ( ) Quando me tornei um homem, terminei com as coisas de criança. 1 Cor 13,11 1 Quando eu era criança, falava

Leia mais

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas O bebê O bebê estava dormindo e Marta acabara de acordar. Bruno ainda dormia e Marta aproveitou o momento, pegou seu filho, juntou suas coisas e saiu. Bruno acordou e quando não viu seu filho e sua esposa

Leia mais

O EMPREGADO QUE NÀO QUIS PERDOAR Lição Objetivos: Ensinar que precisamos perdoar aos outros que pecam contra nós.

O EMPREGADO QUE NÀO QUIS PERDOAR Lição Objetivos: Ensinar que precisamos perdoar aos outros que pecam contra nós. O EMPREGADO QUE NÀO QUIS PERDOAR Lição 32 1 1. Objetivos: Ensinar que precisamos perdoar aos outros que pecam contra nós. 2. Lição Bíblica: Mateus 18.21-35 (Leitura bíblica para o professor e base bíblica

Leia mais

R2. Qual o principal motivo da sra nunca ter feito um exame preventivo? 01. Nunca teve relações sexuais 02. Não acha necessário 03.

R2. Qual o principal motivo da sra nunca ter feito um exame preventivo? 01. Nunca teve relações sexuais 02. Não acha necessário 03. Módulo R. Saúde da Mulher (mulheres de 18 anos e mais de idade) Neste módulo, vamos fazer perguntas sobre a sua saúde, exames preventivos, história reprodutiva e planejamento familiar. R1. Quando foi a

Leia mais

SÍNDROME DE DOWN: A HORA DA NOTÍCIA. Isaías Emilio da Silva

SÍNDROME DE DOWN: A HORA DA NOTÍCIA. Isaías Emilio da Silva SÍNDROME DE DOWN: A HORA DA NOTÍCIA Isaías Emilio da Silva UM MOMENTO QUE NUNCA SERÁ ESQUECIDO Por Ana Beduschi Nahas, enfermeira e mãe de um rapaz com síndrome de Down Menino ou menina?" É a primeira

Leia mais

Meu amigo mais antigo

Meu amigo mais antigo Valor Máximo: 10,0 Valor Obtido (VO): Erros Ortográficos (EO): Nota Final (VO-EO): Vencendo Desafios de Língua Portuguesa Ensino Fundamental I 3º ano Texto I Meu amigo mais antigo Meu pai e minha mãe acreditavam

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO:

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO: FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: M.A.M.B. SEXO: Masculino IDADE: 27 anos - Faixa II ESCOLARIZAÇÃO: 9 a 11 anos (2º grau incompleto) LOCALIDADE: Batateira - Zona Urbana PROFISSÃO: Comerciante DOCUMENTADORA:

Leia mais

Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática.

Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática. Fim de semana Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática. Dois programas diferentes 1. Complete as lacunas

Leia mais

1. Identificação Nome: Está interessado(a) em receber as nossas Newsletters? ( ) Sim ( ) Não Como ficou a conhecer a nossa clínica?

1. Identificação Nome: Está interessado(a) em receber as nossas Newsletters? ( ) Sim ( ) Não Como ficou a conhecer a nossa clínica? Preparação 1ª consulta Anti-envelhecimento Responda ao seu questionário o mais rigorosamente possível porque da exatidão das suas respostas depende a eficácia da nossa consulta e melhor será orientado

Leia mais

O Tigre à Beira do Rio

O Tigre à Beira do Rio O Tigre à Beira do Rio --Baixe-se Moba! Muito bem Didi, o menino birmanês subiu no elefante e fez carinho em sua cabeça. Didi treinara Moba desde bebê. Como era um elefante asiático, Moba não era tão grande

Leia mais

Formulário da OPAS/OMS para o resumo de caso de influenza humana pelo vírus da Influenza A (H1N1)

Formulário da OPAS/OMS para o resumo de caso de influenza humana pelo vírus da Influenza A (H1N1) Formulário da OPAS/OMS para o resumo de caso de influenza humana pelo vírus da Influenza A (H1N1) O objetivo deste formulário é obter informações importantes para determinar a seriedade e as características

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - MULHER VIH NEGATIVO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - MULHER VIH NEGATIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Após inscrição no estudo, os participantes devem preencher este questionário de avaliação inicial. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado. Após o

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 2014.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 2014. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 204. Segunda-feira Curitiba, 26 de maio de 204. Leia com atenção a reportagem abaixo e responda: Troca

Leia mais

1. NOME. 2. Tem APELIDO? Não ( ) Sim( ) Como gosta de ser chamado? 4. NACIONALIDADE Natural de 5. MASCULINO FEMININO ALTURA (cm) PESO

1. NOME. 2. Tem APELIDO? Não ( ) Sim( ) Como gosta de ser chamado? 4. NACIONALIDADE Natural de 5. MASCULINO FEMININO ALTURA (cm) PESO Formulário Informativo Dermacamp 2016 Data do acampamento( dia/mês/ano): 08 a 11 de Dezembro de 2016 Idade para participar do acampamento : 8 a 13 anos ( na época do acampamento ) Por favor, usar letra

Leia mais

PROJETO REGRINHAS DA ESCOLA E AS PALAVRAS MÁGICAS

PROJETO REGRINHAS DA ESCOLA E AS PALAVRAS MÁGICAS PROJETO REGRINHAS DA ESCOLA E AS PALAVRAS MÁGICAS SITUAÇÃO PROBLEMA 0Alunos de uma mesma sala que NÃO respeitam as regras escolares e NÃO atendem as solicitações dos adultos (professora, gestores, funcionários

Leia mais

PODE CONTAR COM ESSE SEU AMIGO!

PODE CONTAR COM ESSE SEU AMIGO! PODE CONTAR COM ESSE SEU AMIGO! MEU PRIMEIRO DIA COM CAFÉ! Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia Pode

Leia mais

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984.

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984. museudapessoa.net P/1 Então, vamos lá. Eu queria que você me falasse seu nome completo. R Meu nome é Karen Fisher. P/1 E onde você nasceu, Karen? R Eu nasci aqui no Rio, Rio de Janeiro. P/1 Na cidade mesmo?

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Quero que vocês falem português! Falem comigo! O Presente do Subjuntivo no português

Quero que vocês falem português! Falem comigo! O Presente do Subjuntivo no português Quero que vocês falem português! Falem comigo! O Presente do Subjuntivo no português A Conjugação A origem: Eu - Presente do Indicativo ex. Falo, posso Retirar a terminação -o: Ex. Fal-, poss- Adicionar

Leia mais

MADAME SILMARA- um, dois, três, quarto, cinco, seis, sete, oito, nove dez JOANA-Não precisa mais tirar as cartas.

MADAME SILMARA- um, dois, três, quarto, cinco, seis, sete, oito, nove dez JOANA-Não precisa mais tirar as cartas. DIÁLOGOS: 00.01.32 MADAME SILMARA- um, dois, três, quarto, cinco, seis, sete, oito, nove dez. 00.02.02 JOANA-Não precisa mais tirar as cartas. 00.02.03 MADAME SILMARA - Não? 00.02.04 JOANA -Não. A senhora

Leia mais

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você?

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você? Olhares Ando pelas ruas e a multidão quase esbarra em mim. Tenho certeza que se me deitasse no chão seria pisoteada. As pessoas não olham mais para o chão, aliás as pessoas não olham mais nem para si mesmas.

Leia mais

Cuidados preventivos As próximas perguntas são sobre cuidados preventivos, como vacinas e testes do pezinho, orelhinha, e olhinho.

Cuidados preventivos As próximas perguntas são sobre cuidados preventivos, como vacinas e testes do pezinho, orelhinha, e olhinho. Módulo L - Crianças com Menos de 2 Anos As perguntas deste módulo são dirigidas às crianças do domicílio que ainda não completaram 2 anos de idade. No caso de mais de uma criança, escolher a mais nova.

Leia mais

ONDE ESTÁ O MEDO? Ficha de Avaliação de Língua Portuguesa 5.º ano. Nome N.º Turma: Data: / / Lê o texto com atenção.

ONDE ESTÁ O MEDO? Ficha de Avaliação de Língua Portuguesa 5.º ano. Nome N.º Turma: Data: / / Lê o texto com atenção. Ficha de Avaliação de Língua Portuguesa 5.º ano Nome N.º Turma: Data: / / Auto-avaliação do aluno: Achei o teste fácil difícil muito difícil Porque: me preparei não estudei não estive atento nas aulas

Leia mais

A vida não é só curtidas

A vida não é só curtidas A vida não é só curtidas Colégio Marista João Paulo II EU E AS REDES SOCIAIS #embuscadealgumascurtidas "É possível fazer um grande uso das redes sociais digitais na busca da melhoria do mundo em que vivemos."

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

Anexo III. Alterações às secções relevantes do resumo das características do medicamento e folheto informativo

Anexo III. Alterações às secções relevantes do resumo das características do medicamento e folheto informativo Anexo III Alterações às secções relevantes do resumo das características do medicamento e folheto informativo Nota: Este Resumo das Características do Medicamento, rotulagem e folheto informativo é o resultado

Leia mais

Ficha da semana 4º ano A, B e C. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 7/4/2015

Ficha da semana 4º ano A, B e C. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 7/4/2015 Ficha da semana 4º ano A, B e C. Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM ESTÁGIO CURRICULAR III. Bruna Zoehler Baumgart

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM ESTÁGIO CURRICULAR III. Bruna Zoehler Baumgart UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM ESTÁGIO CURRICULAR III Bruna Zoehler Baumgart Relatório de Estágio na Unidade de Internação Psiquiátrica do Hospital de

Leia mais

Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares

Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares TIPOS DE DISCURSO DISCURSO DIRETO = REPRODUÇÃO O próprio personagem fala. Paulo disse a ele: _ Venha cá. DISCURSO INDIRETO = TRADUÇÃO O autor

Leia mais

O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES. Edenevando Almeida

O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES. Edenevando Almeida O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES Edenevando Almeida A resposta está dentro de você. Um homem foi a casa de seu amigo e disse que precisava de algo, o amigo disse: " O que você precisa estar

Leia mais

Atualmente essa nova geração do século XI vem se tornando cada vez mais moderno e avançado, a cada dia que se passa tem várias informações por todos

Atualmente essa nova geração do século XI vem se tornando cada vez mais moderno e avançado, a cada dia que se passa tem várias informações por todos CYBERBULLYING Atualmente essa nova geração do século XI vem se tornando cada vez mais moderno e avançado, a cada dia que se passa tem várias informações por todos os lugares como jornais, televisores e

Leia mais

CADASTRO SOCIOECONÔMICO BOLSA DE APOIO DISCENTE (BOLSA DE TRABALHO)

CADASTRO SOCIOECONÔMICO BOLSA DE APOIO DISCENTE (BOLSA DE TRABALHO) UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS AGROVETERINÁRIAS CAV DIREÇÃO DE EXTENSÃO DEX CADASTRO SOCIOECONÔMICO BOLSA DE APOIO DISCENTE (BOLSA DE TRABALHO) I. IDENTIFICAÇÃO Nome:

Leia mais

PARABÉNS POR ESTE BEBÉ COM T21? SIM, MUITOS PARABÉNS!

PARABÉNS POR ESTE BEBÉ COM T21? SIM, MUITOS PARABÉNS! PARABÉNS PARABÉNS POR ESTE BEBÉ COM T21? SIM, MUITOS PARABÉNS! É natural que esta situação nova e inesperada o deixe confuso, triste e até revoltado. Afinal, foi mãe ou pai, mas não do bebé com que sonhou

Leia mais

ESTAVA NA ALTURA CERTA PARA AUMENTAR O PEITO

ESTAVA NA ALTURA CERTA PARA AUMENTAR O PEITO ESTAVA NA ALTURA CERTA PARA AUMENTAR O PEITO A manequim LÚCIA GARCIA submeteu-se a um aumento mamário e está encantada. A modelo revela ainda que está apaixonada pelo futebolista, BRUNO AGUIAR 2 Deus tirou-me

Leia mais

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e Portfolio do dia 8 Finalmente chegou o grande dia, o início de mais uma vivência, o dia que marcaria o inicio de uma caminhada longa e árdua, cheia de desafios e de fortes emoções. Ao desembarcamos no

Leia mais

c- Muitas vezes nos deparamos com situações em que nos sentimos tão pequenos e às vezes pensamos que não vamos dar conta de solucioná-las.

c- Muitas vezes nos deparamos com situações em que nos sentimos tão pequenos e às vezes pensamos que não vamos dar conta de solucioná-las. FICHA DA SEMANA 5º ANO A e B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

Sara Borges. Ilustrado por: João Horta

Sara Borges. Ilustrado por: João Horta Sara Borges Ilustrado por: João Horta Título: Dislexia Autor: Sara Borges Ilustração: João Horta 1º Edição: Novembro 2012 ISNB: 978-3-16-148410-0 Porto Editora Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto Eu

Leia mais

JOVENS COM UMA MISSÃO FORMULÁRIO PARA PARTICIPANTE

JOVENS COM UMA MISSÃO FORMULÁRIO PARA PARTICIPANTE FORMULÁRIO PARA PARTICIPANTE Depois de preenchida, envie para o seguinte e-mail: kingskids@jocumvitoria.org Traga esta ficha impressa, caso você seja aceito para a nossa campanha, juntamente com o número

Leia mais

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande historia de terror O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande lençol negro, o que despertava a minha

Leia mais

Escrito por Sáb, 18 de Julho de :00 - Última atualização Qui, 13 de Dezembro de :18

Escrito por Sáb, 18 de Julho de :00 - Última atualização Qui, 13 de Dezembro de :18 TRIBUNAL ECLESIÁSTICO Dte // Dda Libelo da Autora (Parte Demandante) Meu nome é XXX XXXX Dte, nasci em JesuCity no dia 00 de mês de Ano, e resido na RUA N, CEP. No dia de 27 de Mês de 1983 na Igreja Nossa

Leia mais

CENÁRIO DO CÂNCER DE MAMA

CENÁRIO DO CÂNCER DE MAMA OUTUBRO ROSA Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Leia mais

Atividades de férias. As férias estão chegando, aproveite para descansar, brincar, divertir-se com sua família, passear, viajar...

Atividades de férias. As férias estão chegando, aproveite para descansar, brincar, divertir-se com sua família, passear, viajar... 4º ano Querido(a) educando(a), Atividades de férias As férias estão chegando, aproveite para descansar, brincar, divertir-se com sua família, passear, viajar... Mas para continuar progredindo e melhorar

Leia mais

SCL-90-R (Derrogatis, 1993) Tradução e adaptação de Pocinho Pereira. Em que medida sofreu das seguintes queixas

SCL-90-R (Derrogatis, 1993) Tradução e adaptação de Pocinho Pereira. Em que medida sofreu das seguintes queixas Nome: Idade: Sexo: Estado Civil: Habilitações: Profissão: Data: / / Instruções: a seguir encontra-se uma lista de problemas e quexas médicas que algumas pessoas costumam ter. leia cuidadosamente cada questão

Leia mais

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Introdução No livro Fala Sério, Pai!, os personagens principais são: Maria de

Leia mais

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado Dimensões Institucionalização Entrevistado F 2 Imagem sobre a velhice Entristece-me muito chegar aqui e olhar para determinados idosos que estão aqui, venho cá três vezes por semana no mínimo e nunca vejo

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Lucyana Mutarelli. O Livro 3 em 1

Lucyana Mutarelli. O Livro 3 em 1 O Livro 3 em 1 Lucyana Mutarelli O Livro 3 em 1 1 Edição Abril de 2013 Introdução Este livro chama-se 3 em 1, pois é a junção das três primeiras obras já publicadas da autora Lucyana Mutarelli. Ele contém

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 Ensino Fundamental e Ensino Médio Sistema de Recuperação Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação de Língua Portuguesa Nível: I F-2 Professor (a):

Leia mais

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios de tempo: quando? agora, ainda, amanhã, antes, antigamente, cedo, dantes,

Leia mais

Você sabia? Que a água que chega à torneira da sua casa é distribuída pela Manaus Ambiental? A empresa é a responsável pela água e esgoto de Manaus.

Você sabia? Que a água que chega à torneira da sua casa é distribuída pela Manaus Ambiental? A empresa é a responsável pela água e esgoto de Manaus. Cartilha Você sabia? Que a água que chega à torneira da sua casa é distribuída pela Manaus Ambiental? A empresa é a responsável pela água e esgoto de Manaus. Você sabe como é feito o tratamento da água

Leia mais

APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO

APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO Novembro / 2015 1 1. APRESENTAÇÃO: A Pesquisa de Satisfação entre usuários e familiares é uma ação de monitoramento realizada pela atual Diretoria

Leia mais

O SONHO QUE VIROU REALIDADE

O SONHO QUE VIROU REALIDADE O SONHO QUE VIROU REALIDADE O SONHO QUE VIROU REALIDADE O SONHO QUE VIROU REALIDADE Andréa Mara Danielle Fernanda Pâmela Machado Rosemery Melo Graduandas do 6º Período do Curso de Pedagogia da Pontifícia

Leia mais

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS Livro digital recontando a história A Bonequinha preta da autora Alaíde Lisboa de Oliveira, livro escrito no ano de 1930, porém só foi publicado no ano de 2004 BELO

Leia mais