Sobre o Professor Dr. Sylvio Barbon Junior

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sobre o Professor Dr. Sylvio Barbon Junior"

Transcrição

1 5COP088 Laboratório de Programação Aula 1 Java Prof. Dr. Sylvio Barbon Junior Sylvio Barbon Jr 1

2 Sobre o Professor Dr. Sylvio Barbon Junior Formação: Ciência e Engenharia da Computação (2005 e 2008) São José do Rio Preto, Mestrado em Física Computacional (2007) São Carlos, Doutorado em Física Computacional (2011) São Carlos. Experiência Acadêmica: Docente no Senac( ), Universidade do Estado de Minas Gerais ( ), Faculdade de Tecnologia de São José do Rio Preto ( ), UEL (2013). Experiência Não Acadêmica: Analista desenvolvedor Riosoft( ) e Gerente de Projetos Net-Fit( ). Certificado SCJP. Áreas de Interesse: Processamento de Sinais (Imagem e Áudio) e Mineração de Dados. Projetos de Mineração de Texto em Redes Sociais, Reconhecimento de Patologias Mentais pela Voz e Reconhecimento de Imagens Médicas. Sylvio Barbon Jr 2

3 Ementa Laboratório de Programação 5COP088 Laboratório de Programação Estudo e prática de linguagens de programação de alto nível Objetivo: Revisar e nivela os conhecimentos em linguagens de programação estruturada e prática de programação orientada a objetos. Conteúdo Programático: 1) Declaração e Controle de Acesso; 2) Orientação a Objetos; 3) Atribuições; 4) Operadores; 5) Controle de Fluxo, Exceções e Assertivas; 6) Strings, Entrada e Saída, Formatação e Parsing; 7) Genéricos e Conjuntos; 8) Classes Internas; 9) Threads; 10) JSP e Servlets. Sylvio Barbon Jr 3

4 Aula 1 Introdução [Java] 5COP088 Laboratório de Programação

5 Aula 1 Introdução [Java] Motivos para se estudar Java: 5COP088 Laboratório de Programação - Linguagem Simples; - Linguagem Orientada a Objetos; - Multithread; - Interpretada (vantagem?); - Independência de Arquitetura (Hardware e Software); - Portabilidade (Linux, Mac, Windows etc); - Alto desempenho (garbage collector); - Robusta (tipagem rígida, inicialização automática, exceções).

6 Identificadores -Os identificadores podem começar com uma letra, underline ou um caractere monetário; - Depois do primeiro caractere, pode-se incluir dígitos; - Os identificadores podem ter qualquer comprimento; -Os métodos deve ser nomeados usando camelcase, dependendo do propósito devem começar com set, get, is, addou remove. class Aula1{ public int idade; public int_idade; public int idade; // não gera erro, apenas fora do padrão camelcase }

7 Método principal de inicialização - publico (public); - estático (static); - sem retorno (void); -chamado main ; - parâmetro deve ser um vetor de String (String[] args) Erro: Ausência do método principal Error: Main method not found in class Aula1, please define the main method as: public static void main(string[] args) Classe com método principal class Aula1_2{ public static void main(string[] args) { System.out.println("Argumento -" + args[0]); } }

8 Comandos java e javac -javacé o comando de compilação java, deve ser passado como parâmetro uma classe java(fonte.java )e será gerado uma classe compilada (.class). Compilando classe Java javac Aula1_2.java java Aula1_2 -javaé o comando para invocar a JVM (Java Virtual Machine) Executando classe Java Executando classe Java com parâmetro java Aula1_2 MeuParametro

9 Identificadores Classes utilizando a Modelagem UML com o Diagrama de Classes

10 Regras de declaração -Um arquivo de código fonte só pode ter uma classe pública; -O nome do arquivo deve coincidir com o dessa classe; -O arquivo só pode ter uma instrução de pacote; - Um arquivo pode ter várias instruções; -A instrução de pacote deve ficar na primeira linha do código; -A instrução de importação deve vir depois do pacote; -O arquivo pode ter mais de uma classe não pública; -Se os arquivos não tiverem classes públicas, não há restrição para o nome;

11 Regras de declaração Classe com método principal package uel; import javax.swing.*; Executando classe java uel.aula1_3 5 2 public class Aula1_3{ public static void main(string[] args){ int a = Integer.parseInt(args[0]); int b = Integer.parseInt(args[1]); intsoma = a + b; JOptionPane.showMessageDialog(null, "A soma é \""+soma+"\"", "Resultado", JOptionPane.WARNING_MESSAGE); // JOptionPane.ERROR_MESSAGE } }

12 Identificadores Classe utilizando a Modelagem UML com o Diagrama de Classes

13 Modificadores de acesso a classe - Três modificadores: public, protected e private; - Quatro níveis: public, protected, default e private; -As classes só tem acesso publice default; Private Protected Default Public

14 Modificadores de classe (não se referem a acesso) - As classes podem ser: final, abstract ou strictfp; -Uma classe não pode finale abstract; -Uma classe finalnão pode ter subclasse; - Uma classe abstract não pode ser instanciada; -Uma classe somente com um método abstractsignifica que a classe inteira deve ser abstract; - Uma classe abstract pode ter métodos abstracts ou não; - A primeira classe concreta a estender uma classe abstract terá que implementar todos os métodos abstracts.

15 Modificadores de classe (não se referem a acesso) Classe Mãe ou Superclasse package uel; public class Aula1_4{ } public int totalsuperclasse; public int totalclasse; private int totalrestrito;

16 Modificadores de classe (não se referem a acesso) Classe Filha ou subclasse package uel; public class Aula1_5 extends Aula1_4{ public int totalclasse; public static void main(string args[]){ newaula1_5(); } } // continuação no outro slide

17 Modificadores de classe (não se referem a acesso) Classe Filha ou subclasse (continuação) public Aula1_5(){ totalclasse = 1; super.totalclasse = 2; totalsuperclasse = 3; super.totalsuperclasse = 4; } System.out.println("O total na classe é "+totalclasse); System.out.println("O total na classe é "+super.totalclasse); System.out.println("O total na classe é "+totalsuperclasse); System.out.println("O total na classe é "+super.totalsuperclasse);

18 Implementação de Interfaces -As interfacessão contratos que definem o que a classe poderá fazer, mas não dizem nada sobre a maneira pela qual ela deverá fazê-lo. -As interfacespode ser implementadas por qualquer classe, de qualquer árvore de herança; -A interfaceé como uma classe 100% abstract; -Uma interfacesó pode ter métodos abstracts, nenhum método concreto é permitido; -Os métodos das interfaces são por padrão publice abstracts, sendo a declaração explícita um opcional; -As interfacespodem ter constantes que serão sempre implicitamente public, static e final;

19 Implementação de Interfaces -Uma classede implementaçãode uma interfaceque seja não-abstract válida, deverá: > Fornecer a implementação concreta dos métodos; > Deve seguir todas as regras de sobrecarga válida; > Não deve declarar nenhuma exceção nova; > Não deve declarar nenhuma exceção + abrangente. > Pode declarar exceções de tempo de execução; > Deve manter a assinatura e retorno dos métodos; -Uma classe que estiver implementando uma interfacepode ser abstract; -Uma classe de implementação abstract não precisa implementar todos os métodos da interface; - A classe pode implementar várias interfaces;

20 Implementação de Interfaces -As interfacesnão podem estender uma classe ou implementar uma classe ou interface;

21 Modificadores de acesso a membros -Os métodos e variáveis de instância são conhecidos como membros; -Os membrospodem usar os quatroníveis de acesso; -Se uma classenão puder ser acessada, seus métodos também não serão; -Se um membro da superclassefor public, a subclasse o herdará; -Membros acessados sem o operador. pertencem a mesma classe; -A palavra reservada thisrefere-se ao objeto em execução em determinado momento; -Os membros privatesó podem ser acessados por membros da mesma classe;

22 Modificadores de acesso a membros -Os membros defaulte protectedsó diferem quando subclasses estão envolvidas; -Os membros protectedsó podem ser acessados por outras classes de mesmo pacotes; -As declarações de variáveis locais não podem ter modificadores de acesso; - final é o único modificador disponível para variáveis locais; -As variáveis locais não recebem valores padrão, assim devem ser inicializadas antes do uso;

23 Outros modificadores -Os métodos finalnão podem ser sobrecarregados dentro de uma subclasse; -Os métodos abstractterminam com ; e não com chaves; -Um método não é abstrata: > Quando não é marcado como abstract; > Quando possui chaves; > Quando possui um código entre as chaves; -A primeira classe não abstrata a estenderuma classe abstract deve implementar todos os métodos abstract dessa; -O modificador synchronizedsó é aplicado a métodos e blocos de códigos -O método abstractnãopode ser finalnem private.

24 Declaração de Array -Os arrayspodem armazenar tipos primitivos ou objetos, mas o array propriamente dito é sempre um objeto; -Quando você declara um array, os colchetes podem ficar à esquerda ou à direita do nome da variável; -Nunca é válido incluir o tamanho do arrayna declaração; Declaração de Array - Não são associados a nenhuma instância específica da classe; -Não é necessária a existência da instância de uma classe para que os membros static desta sejam usados; -Só haverá uma cópia da variável ou classe statice todas as instâncias a compartilharão; - Os métodos static não têm acesso direto a não-static;

25 Referências Deitel,P.; Deitel, H. Java Como Programar.

Programação Orientada a Objetos em Java

Programação Orientada a Objetos em Java Programação Orientada a Objetos em Java Rone Ilídio da Silva Universidade Federal de São João del-rei Campus Alto Paraopeba 1:14 1 Objetivo Apresentar os principais conceitos de Programção Orientada a

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

Sobre o Professor Dr. Sylvio Barbon Junior

Sobre o Professor Dr. Sylvio Barbon Junior 5COP096 Teoria da Computação Aula 1 Apresentação da Disciplina e Revisão de Conceitos Prof. Dr. Sylvio Barbon Junior 1 Sobre o Professor Dr. Sylvio Barbon Junior 5COP096 Teoria da Computação Formação:

Leia mais

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP 1) Introdução Programação Orientada a Objetos é um paradigma de programação bastante antigo. Entretanto somente nos últimos anos foi aceito realmente

Leia mais

Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos

Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Assuntos abordados Este módulo explora detalhes da construção de classes e objetos Construtores Implicações da

Leia mais

Módulo 07 Características Avançadas de Classes

Módulo 07 Características Avançadas de Classes Módulo 07 Características Avançadas de Classes Última Atualização: 15/06/2010 1 Objetivos Descrever variáveis, métodos e iniciadores static Descrever a semântica do modificador final em classes, métodos

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Orientação a Objetos em Java. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Orientação a Objetos em Java. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Orientação a Objetos em Java Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Agenda Introdução; Orientação a Objetos; Orientação a Objetos em Java; Leonardo Murta Orientação a Objetos em Java 2 Agosto/2007

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Construção de novas Classes em Java. Classes Atributos Métodos Herança...

Construção de novas Classes em Java. Classes Atributos Métodos Herança... Construção de novas Classes em Java Classes Atributos Métodos Herança... 1 Exemplo Representação em UML Java (Unified Modeling Language) Stack items : Vector Stack( ) push( ) pop( ) isempty( ) finalize(

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 2: Classes e objectos LEEC@IST Java 1/24 Classes (1) Sintaxe Qualif* class Ident [ extends IdentC] [ implements IdentI [,IdentI]* ] { [ Atributos Métodos ]* Qualif:

Leia mais

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com HelloWorld.java: public class HelloWorld { public static void main (String[] args) { System.out.println( Hello, World ); } } Identificadores são usados

Leia mais

15-09-2009. Membros de classe e de instância. PARTE III: Java e OO - detalhes. Exemplo 1: método. Exercício. Exemplo 1 corrigido

15-09-2009. Membros de classe e de instância. PARTE III: Java e OO - detalhes. Exemplo 1: método. Exercício. Exemplo 1 corrigido PARTE III: Java e OO - detalhes Membros de classe e instâncias Pacotes Visibilidade Classes aninhadas Membros de classe e de instância De classe Static Método não necessita de objeto para ser chamado.

Leia mais

Análise de Programação

Análise de Programação Análise de Programação Conceitos Avançados da Linguagem de Programação Java Prof Gilberto B Oliveira Encapsulamento Proteger o dado dentro de uma classe (capsula segura) Facilita o uso da classe por outros

Leia mais

Curso de Java. Orientação a objetos e a Linguagem JAVA. TodososdireitosreservadosKlais

Curso de Java. Orientação a objetos e a Linguagem JAVA. TodososdireitosreservadosKlais Curso de Java Orientação a objetos e a Linguagem JAVA Roteiro A linguagem Java e a máquina virtual Objetos e Classes Encapsulamento, Herança e Polimorfismo Primeiro Exemplo A Linguagem JAVA Principais

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação Primeiro Programa em Java public class OlaPessoal

Leia mais

Projeto de Software Orientado a Objeto

Projeto de Software Orientado a Objeto Projeto de Software Orientado a Objeto Ciclo de Vida de Produto de Software (PLC) Analisando um problema e modelando uma solução Prof. Gilberto B. Oliveira Estágios do Ciclo de Vida de Produto de Software

Leia mais

2 Orientação a objetos na prática

2 Orientação a objetos na prática 2 Orientação a objetos na prática Aula 04 Sumário Capítulo 1 Introdução e conceitos básicos 1.4 Orientação a Objetos 1.4.1 Classe 1.4.2 Objetos 1.4.3 Métodos e atributos 1.4.4 Encapsulamento 1.4.5 Métodos

Leia mais

Linguagem de Programação Orientada a Objeto. Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres

Linguagem de Programação Orientada a Objeto. Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres Linguagem de Programação Orientada a Objeto Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres Introdução a Orientação a Objetos No mundo real, tudo é objeto!; Os objetos se relacionam entre si

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA: PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS PROFESSOR: REINALDO GOMES ASSUNTO: PRIMEIRO PROGRAMA EM JAVA (COMPILAÇÃO

Leia mais

Aula 2. Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4.

Aula 2. Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4. Aula 2 Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4. Conceitos O software controla os computadores(freqüentemente conhecido

Leia mais

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código }

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código } Este documento tem o objetivo de demonstrar os comandos e sintaxes básicas da linguagem Java. 1. Alguns passos para criar programas em Java As primeiras coisas que devem ser abordadas para começar a desenvolver

Leia mais

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação III Aula 02 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação Técnica de comunicação padronizada para enviar instruções a um computador. Assim

Leia mais

Módulo 06 Desenho de Classes

Módulo 06 Desenho de Classes Módulo 06 Desenho de Classes Última Atualização: 13/06/2010 1 Objetivos Definir os conceitos de herança, polimorfismo, sobrecarga (overloading), sobreescrita(overriding) e invocação virtual de métodos.

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

Reuso com Herança a e Composiçã

Reuso com Herança a e Composiçã Java 2 Standard Edition Reuso com Herança a e Composiçã ção Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Como aumentar as chances de reuso Separar as partes que podem mudar das partes que não mudam. Exemplo:

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais são as palavras que podem

Leia mais

Java TM e o Modelo de Objetos

Java TM e o Modelo de Objetos Java TM e o Modelo de Objetos Java Deployment Course: Aula 1 por Jorge H C Fernandes (jorge@dimap.ufrn.br) DIMAp-UFRN Java e o Modelo de Objetos Objetivos desta Aula Introduzir conceitos básicos do modelo

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java. Herança

Programação Orientada a Objetos em Java. Herança Universidade Federal do Amazonas Departamento de Ciência da Computação IEC481 Projeto de Programas Programação Orientada a Objetos em Java Herança Professor: César Melo Slides baseados em materiais preparados

Leia mais

Paradigmas da Programação PPROG. Linguagem JAVA. Interfaces. (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33

Paradigmas da Programação PPROG. Linguagem JAVA. Interfaces. (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33 PPROG Paradigmas da Programação Linguagem JAVA Interfaces (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33 PPROG Motivação para usar Interfaces Definição de Interface

Leia mais

Programação Orientada a Objeto

Programação Orientada a Objeto Programação Orientada a Objeto Classes, Atributos, Métodos e Objetos Programação de Computadores II Professor: Edwar Saliba Júnior 1) Java é uma linguagem orientada a objetos. Para que possamos fazer uso

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software O software é algo abstrato, pois são as instruções que quando executadas atingem o propósito desejado no sistema computacional. (Algoritmo). As principais características são: Complexidade:

Leia mais

Programação Orientada a Objetos. Encapsulamento

Programação Orientada a Objetos. Encapsulamento Programação Orientada a Objetos Encapsulamento de Dados Ocultação de dados Garante a transparência de utilização dos componentes do software, facilitando: Entendimento Reuso Manutenção Minimiza as interdependências

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 3: Métodos LEEC@IST Java 1/45 Métodos (1) Sintaxe Qualif Tipo Ident ( [ TipoP IdentP [, TipoP IdentP]* ] ) { [ Variável_local Instrução ]* Qualif: qualificador (visibilidade,

Leia mais

Modificador static e Pacotes. Alberto Costa Neto DComp - UFS

Modificador static e Pacotes. Alberto Costa Neto DComp - UFS Modificador static e Pacotes Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Modificador static Pacotes 2 Modificador static Instanciando a classe Funcionário matricula nome cpf salario salario-min getmatricula()

Leia mais

Introdução à Linguagem Java

Introdução à Linguagem Java Introdução à Linguagem Java Histórico: Início da década de 90. Pequeno grupo de projetos da Sun Microsystems, denominado Green. Criar uma nova geração de computadores portáveis, capazes de se comunicar

Leia mais

Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança

Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança Profº Msc. Alexsandro M. Carneiro Engenharia de Computação Tec. Análise e Des. De Sistemas Tópicos Abordados Controlee de Acesso Herança Definição:

Leia mais

Primeiro programa em Java (compilação e execução)

Primeiro programa em Java (compilação e execução) Universidade Federal do ABC Disciplina: Linguagens de Programação (BC-0501) Assunto: Primeiro programa em Java (compilação e execução) Primeiro programa em Java (compilação e execução) Introdução Este

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Apresentação da Disciplina Edirlei Soares de Lima Objetivos da Disciplina Apresentar os principais conceitos da orientação a objetos; Capacitar o

Leia mais

Análise e Projeto Orientados por Objetos

Análise e Projeto Orientados por Objetos Análise e Projeto Orientados por Objetos Aula 01 Orientação a Objetos Edirlei Soares de Lima Paradigmas de Programação Um paradigma de programação consiste na filosofia adotada na

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 6: Herança e Polimorfismo LEEC@IST Java 1/52 Herança revisão A herança é um mecanismo em que a subclasse constitui uma especialização da superclasse. A superclasse pode

Leia mais

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos.

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos. import java.util.scanner; class Data... class Compromisso... public class Agenda private Compromisso[] compromissos; private Compromisso[] realoquecompromissos (Compromisso[] vetor, int tamanhodesejado)

Leia mais

DEFINIÇÃO DE MÉTODOS

DEFINIÇÃO DE MÉTODOS Cursos: Análise, Ciência da Computação e Sistemas de Informação Programação I - Prof. Aníbal Notas de aula 2 DEFINIÇÃO DE MÉTODOS Todo o processamento que um programa Java faz está definido dentro dos

Leia mais

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br Java - Introdução Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda O que é Java? Sun / Oracle. IDE - NetBeans. Linguagem Java; Maquina Virtual; Atividade Prática. Identificando Elementos

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em java. Polimorfismo

Programação Orientada a Objetos em java. Polimorfismo Programação Orientada a Objetos em java Polimorfismo Polimorfismo Uma característica muito importante em sistemas orientados a objetos Termo proveniente do grego, e significa muitas formas Em POO, significa

Leia mais

Simulado de Linguagem de Programação Java

Simulado de Linguagem de Programação Java Simulado de Linguagem de Programação Java 1. Descreva o processo de criação de programas em Java, desde a criação do código-fonte até a obtenção do resultado esperado, por meio de sua execução. Cite as

Leia mais

Laboratório I Aula 2

Laboratório I Aula 2 Laboratório I Aula 2 Prof. Msc. Anderson da Cruz Fases da Programação Implementação de Linguagens de Programação Compilação geração de código executável dependente da plataforma de execução tradução lenta

Leia mais

Lista de Contas: Assinatura. Lista de Contas. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição

Lista de Contas: Assinatura. Lista de Contas. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição Lista de Contas Lista de Contas: Assinatura null Quais são os métodos necessários? class ListaDeContas { void inserir (Conta c) { void retirar (Conta c) { Conta procurar (String num) { Listas de Contas:

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

Objetivos: Entender o funcionamento dos programas Java via linha de comando

Objetivos: Entender o funcionamento dos programas Java via linha de comando Algoritmos e Programação I Aula de Laboratório Objetivos: Entender o funcionamento dos programas Java via linha de comando 1. A Linha de Comando: DOS ou Shell Apesar dos usuários geralmente não enxergarem

Leia mais

Um pouco do Java. Prof. Eduardo

Um pouco do Java. Prof. Eduardo Um pouco do Java Prof. Eduardo Introdução A tecnologia JAVA é composta pela linguagem de programação JAVA e pela plataforma de desenvolvimento JAVA. Os programas são escritos em arquivos-texto com a extensão.java.

Leia mais

Tópicos da Aula. Classes e Objetos. Classe Pública em Java. Classes em Java. Assinatura de Métodos. Corpo de Classes e Métodos. Conceitos de classe

Tópicos da Aula. Classes e Objetos. Classe Pública em Java. Classes em Java. Assinatura de Métodos. Corpo de Classes e Métodos. Conceitos de classe DCC / ICEx / UFMG Tópicos da Aula Classes e Objetos Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Conceitos de classe Membros Construtores, métodos de classe e métodos de objeto, atributos de classe

Leia mais

Orientação a Objetos

Orientação a Objetos 1. Domínio e Aplicação Orientação a Objetos Um domínio é composto pelas entidades, informações e processos relacionados a um determinado contexto. Uma aplicação pode ser desenvolvida para automatizar ou

Leia mais

Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java

Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java 1 Objetivo: O aluno deverá adquirir capacidades e habilidades

Leia mais

Introdução a Linguagem

Introdução a Linguagem Introdução a Linguagem Prof. Edwar Saliba Júnior Fevereiro de 2011 Unidade 03 Introdução a Linguagem Java 1 Conteúdo Máquina Virtual (JVM) Histórico de Java Case Sensitive Tipos Primitivos Tipo String

Leia mais

OOP - Java. Artur Duque Rossi Mestrado em Modelagem Computacional Universidade Federal de Juiz de Fora

OOP - Java. Artur Duque Rossi Mestrado em Modelagem Computacional Universidade Federal de Juiz de Fora OOP - Java Artur Duque Rossi Mestrado em Modelagem Computacional Universidade Federal de Juiz de Fora 1 Sumário Java Aviso! História do Java Programação Orientada à Objetos Os quatro pilares da OOP Abstração

Leia mais

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE NetBeans Conhecendo um pouco da IDE Professor: Edwar Saliba Júnior Sumário Apresentação:...1 Criando Um Novo Projeto de Software:...1 Depurando Um Código-fonte:...4 Entendendo o Código-fonte:...7 Dica

Leia mais

Programação Java. com Ênfase em Orientação a Objetos. Douglas Rocha Mendes. Novatec

Programação Java. com Ênfase em Orientação a Objetos. Douglas Rocha Mendes. Novatec Programação Java com Ênfase em Orientação a Objetos Douglas Rocha Mendes Novatec Sumário Agradecimentos... 13 Sobre o autor... 14 Prefácio... 15 Capítulo 1 Introdução à linguagem Java... 16 1.1 Histórico

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Objetivos

1. Apresentação. 1.1. Objetivos 1.1. Objetivos 1. Apresentação Neste capítulo estão descritos os objetivos gerais do livro, os requisitos desejáveis do estudante para que possa utilizá-lo eficientemente, e os recursos necessários em

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Engenharia da Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Dados Pessoais Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto MSc. em ciência da computação (UFPE) rosalvo.oliveira@univasf.edu.br

Leia mais

EMENTA DO CURSO. Tópicos:

EMENTA DO CURSO. Tópicos: EMENTA DO CURSO O Curso Preparatório para a Certificação Oracle Certified Professional, Java SE 6 Programmer (Java Básico) será dividido em 2 módulos e deverá ter os seguintes objetivos e conter os seguintes

Leia mais

Programação Avançada

Programação Avançada Índice 1.1 - Introdução História A plataforma Java 1.2 - Conceitos Fundamentais na programação por objectos Objectos Encapsulamento Classes Herança Polimorfismo Interfaces Pacotes 1/24 1.1 Introdução 1.1

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -TRATAMENTO DE EXCEÇÕES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -TRATAMENTO DE EXCEÇÕES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -TRATAMENTO DE EXCEÇÕES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO 5. Tratamento de Exceções Introdução e conceitos Capturando exceção usando

Leia mais

Capítulo 4. Packages e interfaces

Capítulo 4. Packages e interfaces Capítulo 4. Packages e interfaces 1/17 Índice Indice 4.1 - Package 4.2 - Interface 2/17 Índice 4.1 Package 4.1 - Package 4.2 -- Interface 3/17 4.1 Package Package ou pacote está para o Java como as directorias

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Aula 06 Orientação a Objetos e Classes Edirlei Soares de Lima Orientação a Objetos O ser humano se relaciona com o mundo através do conceito de objetos.

Leia mais

Escola Superior de Gestão e Tecnologia. Tratamento de Exceções

Escola Superior de Gestão e Tecnologia. Tratamento de Exceções Escola Superior de Gestão e Tecnologia Tratamento de Exceções Objetivos Compreender como o tratamento de exceção e de erro funciona. Como u4lizar try, throw e catch para detectar, indicar e tratar exceções,

Leia mais

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1 1 Apresentação O Curso Java Starter foi projetado com o objetivo de ajudar àquelas pessoas que têm uma base de lógica de programação e desejam entrar no mercado de trabalho sabendo Java, A estrutura do

Leia mais

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010 Módulo 02 Programação Orientada a Objetos Última atualização: 07/06/2010 1 Objetivos Definir conceitos de orientação a objetos: o abstração, encapsulamento, pacotes. Discutir reutilização de código em

Leia mais

Linguagem de Programação III

Linguagem de Programação III Linguagem de Programação III Aula-3 Criando Classes em Java Prof. Esbel Tomás Valero Orellana Da Aula Anterior Classes em Java, sintaxe básica Tipos básicos de dados em Java, como escolher o tipo apropriado

Leia mais

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Objetivos Conceito de exceções Tratar exceções pelo uso de try, catch e

Leia mais

a Baseado no Capítulo 5 de Inside the Virtual Machine, por Bill Vernners.

a Baseado no Capítulo 5 de Inside the Virtual Machine, por Bill Vernners. Arquitetura da Máquina Virtual Java a 1. Principais subsistemas máquina virtual Java (JVM): Carregador de classes ( class loader ): carrega classes e interfaces a partir de nomes completamente qualificados.

Leia mais

Capítulo 3. Programação por objectos em Java

Capítulo 3. Programação por objectos em Java Capítulo 3. Programação por objectos em Java 1/46 Índice Indice 3.1 - Qualificadores de visualização 3.2 - Classe 3.3 - Objecto 3.4 - Métodos 3.5 - Herança 3.6 - Reescrita de métodos 3.7 - Classes abstractas

Leia mais

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da Java Laboratório Aula 1 Programação orientada a objetos Profa. Renata e Cristiane Introdução a Plataforma Java O que é Java? Tecnologia Linguagem de Programação Ambiente de Execução (JVM) Tudo isso é a

Leia mais

Java Básico. Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp

Java Básico. Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp Java Básico Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp Classes Abstratas construção de uma classe abstrata construção de classes derivadas Classes e Herança Uma classe define

Leia mais

Revisão OO Básico. Orientação a Objetos em Java

Revisão OO Básico. Orientação a Objetos em Java Revisão OO Básico Orientação a Objetos em Java Grupo de Linguagens de Programação Departamento de Informática PUC-Rio Nomenclatura A unidade básica de programação em linguagens orientadas a objetos é a

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Introdução ao Paradigma OO

Leia mais

Slide 1 Deitel/Deitel, 8e. Java Como programar Copyright 2010 Pearson Education

Slide 1 Deitel/Deitel, 8e. Java Como programar Copyright 2010 Pearson Education Java Como Programar, 8/E Slide 1 Slide 2 Slide 3 Métodos genéricos e classes genéricas (e interfaces) permitem especificar, com uma única declaração de método, um conjunto de métodos relacionados ou, com

Leia mais

Implementando uma Classe e Criando Objetos a partir dela

Implementando uma Classe e Criando Objetos a partir dela Análise e Desenvolvimento de Sistemas ADS Programação Orientada a Obejeto POO 3º Semestre AULA 04 - INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO (POO) Parte: 2 Prof. Cristóvão Cunha Implementando uma Classe

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

JAVA Orientação a Objetos. Usando diálogos com JOptionPane

JAVA Orientação a Objetos. Usando diálogos com JOptionPane JAVA Orientação a Objetos Usando diálogos com JOptionPane Diálogos: interagindo com o usuário Até agora vimos o método System.out.println para escrever informações na tela (console). A linguagem Java oferece

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063)

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Aula 2 Java como ferramenta de experimentação Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas

Leia mais

Objetivos do Curso. Você será capaz de:

Objetivos do Curso. Você será capaz de: Objetivos do Curso Ao término do curso você entenderá: Aplicativos Java e applets Tipos de dados primitivos Fluxo de Controle em Java Métodos Outros: exceções, multithreading, multimedia, I/O, redes. Objetivos

Leia mais

BCC221 Programação Orientada a Objetos. Prof. Marco Antonio M. Carvalho 2014/2

BCC221 Programação Orientada a Objetos. Prof. Marco Antonio M. Carvalho 2014/2 BCC221 Programação Orientada a Objetos Prof. Marco Antonio M. Carvalho 2014/2 Site da disciplina: http://www.decom.ufop.br/marco/ Moodle: www.decom.ufop.br/moodle Lista de e- mails: bcc221- decom@googlegroups.com

Leia mais

Programação online em Java

Programação online em Java Universidade Federal do ABC Disciplina: Processamento da Informação Assunto: Programação online em Java Programação online em Java Conteúdo Conteúdo...1 Introdução... 1 1.1.Programas necessários... 1 1.2.Visão

Leia mais

Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010

Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010 Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010 Primeira Dica Afirmação O que é Java? Características do Java Como Java Funciona Plataforma Java Edições Java Java SE Java EE Java ME

Leia mais

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans.

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. 1 - Criando uma classe em Java Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. Antes de criarmos a(s) classe(s) é necessário criar o projeto

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063)

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Aula 5 Herança Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Prof. Bruno

Leia mais

Profº. Enrique Pimentel Leite de Oliveira

Profº. Enrique Pimentel Leite de Oliveira Profº. Enrique Pimentel Leite de Oliveira O termo orientação a objetos significa organizar o mundo real como uma coleção de objetos que incorporam estrutura de dados e um conjunto de operações que manipulam

Leia mais

Objetivos: Sun recomenda que utilize o nome de domínio da Internet da empresa, para garantir um nome de pacote único

Objetivos: Sun recomenda que utilize o nome de domínio da Internet da empresa, para garantir um nome de pacote único Pacotes e Encapsulamento Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Introdução Permite o agrupamento de classes em uma coleção chamada pacote Um pacote é uma coleção de classes

Leia mais

Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite

Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite Pessoal, fiz uma coletânea das questões mais recentes de concursos públicos de TODO o Brasil de várias bancas diferentes sobre os assuntos Orientação

Leia mais

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução Carlos Lopes POO e Java Objetivo: proporcionar uma visão dos conceitos de POO e do seu uso na estruturação dos programas em Java. Classes e objetos em

Leia mais

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ...

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ... Programação Na Web Linguagem Java Parte II Sintaxe António Gonçalves break com o nome do bloco Nome do bloco Termina o bloco class class Matrix Matrix { private private int[][] int[][] mat; mat; public

Leia mais

(ou seja, boas praticas de programação orientada a objetos devem ser empregadas mesmo se não foram explicitamente solicitadas)

(ou seja, boas praticas de programação orientada a objetos devem ser empregadas mesmo se não foram explicitamente solicitadas) PC-2 / LP-2 2009/2 Lista 2 Prof. Alexandre Sztajnberg Em todos os exercícios a(o) aluna(o) deve, além de atender aos requisitos enunciados, utilizar os conceitos e características de orientação a objetos

Leia mais

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail. Um pouco da história Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.com Introdução a Linguagem Java Java

Leia mais

Programação com Acesso a BD. Programação com OO Acesso em Java

Programação com Acesso a BD. Programação com OO Acesso em Java Programação com OO Acesso em Java a BD Curso: Técnico em Informática Campus: Ipanguaçu José Maria Monteiro Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio Departamento Clayton Maciel de Informática

Leia mais

Programação Orientada a Objetos C ++ 4 Conceitos de OO em Java Classes e Objetos

Programação Orientada a Objetos C ++ 4 Conceitos de OO em Java Classes e Objetos Programação Orientada a Objetos C ++ 4 Conceitos de OO em Java Classes e Objetos Departamento de Informática Prof. Anselmo C. de Paiva Classes O conjunto de requisições que um objeto pode cumprir é determinado

Leia mais

Faculdade de Computação Programação Orientada à Objetos 1 Laboratório de Programação Orientada à Objetos Prof. Fabíola Gonçalves Coelho Ribeiro

Faculdade de Computação Programação Orientada à Objetos 1 Laboratório de Programação Orientada à Objetos Prof. Fabíola Gonçalves Coelho Ribeiro Faculdade de Computação Programação Orientada à Objetos 1 Laboratório de Programação Orientada à Objetos Prof. Fabíola Gonçalves Coelho Ribeiro 1. Introdução O objetivo desta aula prática é apresentar

Leia mais

Curso. Linguagem Java

Curso. Linguagem Java Seja Bem Vindo! Curso Linguagem Java Carga horária: 40hs 1 Dicas importantes Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e não apenas terminar o curso. Qualquer um termina, só os

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Prof. Francisco de Assis S. Santos, Dr. São José, 2014. Introdução ao Java: Definições Linguagem desenvolvida pela SUN para manter o poder computacional do C++ e promover

Leia mais