Fisioterapia Descrição

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fisioterapia Descrição"

Transcrição

1 Licenciatura Fisioterapia Descrição Centra-se na análise e avaliação do movimento e da postura, baseadas na estrutura e função do corpo, utilizando modalidades educativas e terapêuticas específicas, com base, essencialmente, no movimento, nas terapias manipulativas, e em meios físicos e naturais. DL 61/9 de 4 de Julho. O Fisioterapeuta tem como finalidade a promoção da saúde e prevenção da doença, da deficiência, da incapacidade e reabilitação de utentes/clientes, com o objetivo de os ajudar a atingir a máxima funcionalidade e qualidade de vida. O plano de estudos permite aos estudantes o desenvolvimento de competências transversais à área da Saúde, e específicas da área da Fisioterapia, bem como, contacto com contextos de prática clínica desde o 1º Ano da Licenciatura. Ao longo do curso, é progressivamente dado maior ênfase ao desenvolvimento das competências técnico-científicas específicas da fisioterapia, à autonomia e reflexão do estudante e sua capacidade para desenvolver projetos de interesse pessoal e profissional. Ao concluir o curso, o licenciado estará apto a exercer Fisioterapia em diferentes contextos de exercício profissional, individualmente ou a participar ativamente em equipas multidisciplinares, garantindo a segurança, efetividade, e qualidade dos seus serviços para com os cidadãos, de acordo com os princípios éticos da profissão. O Fisioterapeuta presta cuidados em diferentes áreas da saúde e populações específicas. Saídas profissionais Centros de Saúde Hospitais Centros de Reabilitação Centros de Dia/ Lares para pessoas idosas Clínicas e Gabinetes Privadas Instituições Desportivas Centros Termais e de Bem-Estar Instituições de Solidariedade Social Saúde Ocupacional/ Empresas Autarquias Centros de Investigação Corpo Docente Diretora de Área - Mestre Margarida Florindo Coordenador de Curso - Fisioterapeuta Sandra Alves -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Página 1 de 8

2 Admissões Para um aluno poder ser admitido na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha, tem que reunir as seguintes condições: 1º Ano Exames de ingresso: Biologia e Geologia (mínimo de 95 pontos no Exame Nacional) Cálculo da Média de Candidatura: Nota final do Ensino Secundário: 65% Média dos Exames de Ingresso: 5% -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Página de 8

3 Plano Curricular 1º ano 1º semestre Estrutura e Função do Sistema Neuro Muscular Estrutura e Função do Sistema Musculo Esquelético 86 horas horas 10 Cultura da Saúde e Integração Profissional Formação Cruz Vermelha Bioquímica Inglês Princípios de Ensino Estrutura e Função do Sistema Cardio-Respiratório Estudos do Movimento Humano raciocínio clínico em fisioterapia I Terapia pelo Exercício I Mobilidade e Função Farmacologia 15 horas 1 5 horas 5 horas 4 14 horas 1º ano º semestre 60 horas 6 80 horas 7 0 horas 0 horas 0 horas 0 horas -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Fisiopatologia Psicologia I 45 horas 5 Página de 8

4 º ano - anual Fisioterapia em Condições Musculo Esqueléticas Fisioterapia em Condições Neuro Musculares Fisioterapia em Condições Cardio-Respiratórias 80 horas horas horas 10 II Psicologia II Meios Electrofísicos e Mecânicos I Terapia Manual I Terapia Manual II Terapia Manual III Meios Electrofísicos e Mecânicos II Meios Electrofísicos e Mecânicos III º ano 1º semestre 0 horas 0 horas º ano º semestre 0 horas 14 horas -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Metodologia de Investigação I Terapia pelo Exercício II 14 horas 1 horas III 0 horas Ensino Clínico I 85 horas 5 Página 4 de 8

5 º ano 1º semestre Fisioterapia em Condições Específicas horas Bioética Terapia pelo Exercício III Fisioterapia na Comunidade Saúde Pública 6 horas 40 horas 0 horas 4 IV Ensino Clínico II Gestão e Marketing em Saúde Metodologia de Investigação III Estatística Métodos de Emergência em Saúde Raciocínio Clínico V Ensaio Clínico III 40 horas horas 8 º ano º semestre horas 0 horas 4 0 horas 140 horas 9 4º ano 1º semestre -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- nvestigação em Fisioterapia I 16 horas 6 VI 40 horas 6 Ensaio Clínico IV 70 horas 18 Página 5 de 8

6 nvestigação em Fisioterapia II 4º ano 1º semestre 44 horas 8 VII 0 horas 4 Ensaio Clínico V 70 horas Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Página 6 de 8

7 Regime de Precedências º ano Precedente Ano / Semestre Estrutura e Função do Sistema Músculo Esquelético Estrutura e Função do Sistema Neuro Muscular 1º / 1º Ensino Clínico I (º semestre) Raciocínio Clínico III (º semestre) Ensino Clínico II (1º semestre) Raciocínio Clínico IV (º semestre) Ensino Clínico III (º semestre) Cultura da Saúde/ Integração Profissional Estrutura e Função do Sistema Cárdio Respiratório Estudos do Movimento Humano I Terapia pelo Exercício I º ano Precedente Fisioterapia em Condições Cárdio Respiratórias I Fisioterapia em Condições Músculo Esqueléticas I Fisioterapia em Condições Neuro Musculares I Meios Electrofísicos e Mecânicos I Terapia Manual I 1º / º Ano / Semestre º / A -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Terapia Manual II º / 1º Terapia pelo Exercício II II Meios Electrofísicos e Mecânicos II Meios Electrofísicos e Mecânicos III º / º Página 7 de 8

8 Ensino Clínico II (1º semestre) Raciocínio Clínico IV (º semestre) Ensino Clínico III (º semestre) Terapia Manual III III Ensino Clínico I º / º 4º ano Precedente Ano / Semestre Fisioterapia em Condições Específicas Terapia pelo Exercício III Ensino Clínico IV (1º semestre) VI (1º semestre) Ensino Clínico V (º semestre) Raciocínio Clínico VII (º semestre) IV Fisioterapia na Comunidade Ensino Clínico II V Ensino Clínico III º / 1º º / º -- Licenciatura em Fisioterapia 015 Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa -- Página 8 de 8

A Cardiopneumologia é a Ciência que estuda a função (fisiologia) e estrutura sistemas cardíaco, vascular e respiratório.

A Cardiopneumologia é a Ciência que estuda a função (fisiologia) e estrutura sistemas cardíaco, vascular e respiratório. Licenciatura Cardiopneumologia Descrição A Cardiopneumologia é a Ciência que estuda a função (fisiologia) e estrutura sistemas cardíaco, vascular e respiratório. O Cardiopneumologista é o profissional

Leia mais

A Radiologia é uma especialidade que lida com um conjunto de tecnologias de imagem médica para diagnosticar e tratar as mais diversas patologias.

A Radiologia é uma especialidade que lida com um conjunto de tecnologias de imagem médica para diagnosticar e tratar as mais diversas patologias. Licenciatura Radiologia Descrição A Radiologia é uma especialidade que lida com um conjunto de tecnologias de imagem médica para diagnosticar e tratar as mais diversas patologias. É uma área de forte carácter

Leia mais

A arte e ciência de cuidar e tratar das pessoas, promovendo a saúde, maximizando o potencial de cada indivíduo.

A arte e ciência de cuidar e tratar das pessoas, promovendo a saúde, maximizando o potencial de cada indivíduo. Licenciatura Enfermagem Descrição A arte e ciência de cuidar e tratar das pessoas, promovendo a saúde, maximizando o potencial de cada indivíduo. Enquanto profissão da área da saúde, a Enfermagem visa

Leia mais

UNIDADE CURRICULAR TIPO UNIDADE CURRICULAR TIPO ECTS TEÓRICAS. Anatomia Humana I Semestral 4,5 26 26. Anatomia Humana II Semestral 4,5 26 26

UNIDADE CURRICULAR TIPO UNIDADE CURRICULAR TIPO ECTS TEÓRICAS. Anatomia Humana I Semestral 4,5 26 26. Anatomia Humana II Semestral 4,5 26 26 1º ANO 1º ANO TEÓRICO- SEMINÁRIOS ESTÁGIOS OT Estudos do Movimento Humano Fisiologia Humana I 4,5 26 26 II 4,5 26 26 Estudos do Movimento Humano I 3 26 26 Estudos do Movimento Humano II 6 26 26 Fisiologia

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 38/2001 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ENFERMAGEM, REGIME SERIADO SEMESTRAL, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA. COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA. COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br 180 Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 181 Médico ATUAÇÃO O Projeto Pedagógico do Curso de Medicina da UFV

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DIPLOMA CONFERIDO: BACHAREL NÚMERO DE VAGAS: 100 VAGAS ANUAIS NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA: 50 ALUNOS TURNOS

Leia mais

3. Destinatários Licenciados em Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Medicina. 4. Duração e ECTS 2 semestres - 540 horas - 60 ECTS. 4.

3. Destinatários Licenciados em Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Medicina. 4. Duração e ECTS 2 semestres - 540 horas - 60 ECTS. 4. EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Terapia Manipulativa e Osteopatia 1.ª Edição 2013/2014 A Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

FACULDADE DE PSICOLOGIA MATRIZ CURRICULAR 2013 1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 3º SEMESTRE

FACULDADE DE PSICOLOGIA MATRIZ CURRICULAR 2013 1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 3º SEMESTRE MATRIZ CURRICULAR 2013 1º SEMESTRE Psicologia Ciência e Profissão 4 60 12 Bases Filosóficas da Psicologia 4 72 0 Bases Sócio-Antropológicas da Psicologia 4 60 12 Anatomia Humana 4 36 36 Metodologia de

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 Eixos longitudinais, conteúdos e objetivos cognitivos psicomotores Eixos transversais, objetivos Per. 1º Ano eixo integrador: O CORPO HUMANO CH INT. COMUM. HAB.

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE FISIOTERAPIA

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE FISIOTERAPIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE FISIOTERAPIA Este manual tem por finalidade orientar os alunos do curso de fisioterapia, sobre a sistemática e os procedimentos para a execução do Estagio Supervisionado

Leia mais

3. Destinatários Licenciados em Fisioterapia (ou equivalente legal à licenciatura) 4. Duração e ECTS 2 semestres - 540 horas - 60 ECTS

3. Destinatários Licenciados em Fisioterapia (ou equivalente legal à licenciatura) 4. Duração e ECTS 2 semestres - 540 horas - 60 ECTS EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Terapia Manipulativa e Osteopatia 2.ª Edição 2014/2015 A Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM ENFERMAGEM

CURSO DE LICENCIATURA EM ENFERMAGEM DE APOIO À CANDIDATURA AO CURSO DE LICENCIATURA EM ENFERMAGEM 1º Ciclo CANDIDATURA AO CURSO DE LICENCIATURA EM Número de vagas: - Ingresso - 30 - Transferência (1) - 01 - Mudança de Curso (1) - 01 - Maiores

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA Coordenaçăo: Profª. Esp. Lidiane Alves Dias E-mail: fisioterapia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 219 Conceito É uma ciência da Saúde

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE FISIOTERAPIA, BACHARELADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O presente

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às CURSO: ENFERMAGEM Missão Formar para atuar em Enfermeiros qualificados todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema Único de Saúde e do sistema

Leia mais

Em seguida, prestam-se breves esclarecimentos sobre algumas questões frequentes sobre o acordo mencionado acima:

Em seguida, prestam-se breves esclarecimentos sobre algumas questões frequentes sobre o acordo mencionado acima: Acordo Ibérico entre Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU) e Universidade Alfonso X El Sabio de Madrid permite o ingresso de alunos licenciados em Ciências Biomédicas pela

Leia mais

Técnico Auxiliar de Saúde

Técnico Auxiliar de Saúde Técnico Auxiliar de Saúde Trabalho elaborado por: Luís Damas Índice Introdução... 3 Técnico Auxiliar de Saúde... 4 O que faz o Técnico Auxiliar de Saúde?... 4 As atividades principais a desempenhar por

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2011 157 MEDICINA. COORDENADOR Rodrigo Siqueira Batista rsbatista@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2011 157 MEDICINA. COORDENADOR Rodrigo Siqueira Batista rsbatista@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 157 MEDICINA COORDENADOR Rodrigo Siqueira Batista rsbatista@ufv.br 158 Currículos dos Cursos do CCB UFV Médico ATUAÇÃO O Projeto Pedagógico do Curso de Medicina da UFV prevê

Leia mais

DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Carga Horária: Especificação DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Nº de Horas Carga Horária da Grade Curricular 3.060 204 Carga Horária de s 900 60 Carga Horária de Disciplinas Eletivas Obrigatórias 90 06 CARGA

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO

CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO CURSO DE BACHARELADO EM ODONTOLOGIA-FORMAÇÃO ODONTÓLOGO E-mail: odontologia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 228 Objetivos do Curso Formar Odontólogo para atuar em todos os níveis de atenção

Leia mais

curso de licenciatura em terapia da fala departamento de ciências da comunicação e linguagem

curso de licenciatura em terapia da fala departamento de ciências da comunicação e linguagem curso de licenciatura em terapia da fala departamento de ciências da comunicação e linguagem o que faz um terapeuta da fala? um terapeuta da fala... promove a qualidade da comunicação, fala, linguagem,

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE SELEÇÃO PÚBLICA S/C LTDA

SERVIÇO NACIONAL DE SELEÇÃO PÚBLICA S/C LTDA CURSO DIREITO PRIMEIRO SEMESTRE HISTÓRIA DO DIREITO B E A C E B A D C C LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO A E D E C A D D A B PSICOLOGIA GERAL B E D C C C A E D B PORTUGUÊS JURÍDICO A D A C B B C C D B SOCIOLOGIA

Leia mais

Disciplinas Teórica Prática Estágio Total 2 SEMESTRE MATRIZ CURRICULAR CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE

Disciplinas Teórica Prática Estágio Total 2 SEMESTRE MATRIZ CURRICULAR CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE MATRIZ CURRICULAR CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE Leitura e Produção de Textos Informática Instrumental Introdução à Sociologia Anatomofisologia 1 Psicologia: Ciência e Profissão Fundamentos Históricos

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 51/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ODONTOLOGIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

Referencial de Qualificação para as Profissões nos Domínios da Massagem e da Fisioterapia na Europa

Referencial de Qualificação para as Profissões nos Domínios da Massagem e da Fisioterapia na Europa Portal ECVET para a Promoção e o Reconhecimento Mútuo das Profissões nos Domínios da Massagem e da Fisioterapia na Europa MaecVET 527 330-LLP-1-2012 1 DE-Leonardo-LMP Referencial de Qualificação para as

Leia mais

Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma Suplemento ao Diploma 1. Informação sobre o titular da qualificação 1.1 Apelido(s): Fotografia 1.2 Nome(s) próprio(s): 1.3 Data Nascimento: dd/mm/aaaa 1.4 Número de identificação do estudante: XXXXXXXXXXXXXXXX

Leia mais

5.5.2.1. MESTRADO EM DESPORTO, ESPECIALIZAÇÕES EM TREINO DESPORTIVO, CONDIÇÃO FÍSICA E SAÚDE, DESPORTO DE NATUREZA, EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

5.5.2.1. MESTRADO EM DESPORTO, ESPECIALIZAÇÕES EM TREINO DESPORTIVO, CONDIÇÃO FÍSICA E SAÚDE, DESPORTO DE NATUREZA, EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR 5.5.2. CURSOS DE FORMAÇÃO AVANÇADA (2.º CICLO MESTRADOS) E PÓS-GRADUAÇÃO 5.5.2.1. MESTRADO EM DESPORTO, ESPECIALIZAÇÕES EM TREINO DESPORTIVO, CONDIÇÃO FÍSICA E SAÚDE, DESPORTO DE NATUREZA, EDUCAÇÃO FÍSICA

Leia mais

Curso de Técnico Auxiliar de Saúde (Auxiliar de Ação Médica)

Curso de Técnico Auxiliar de Saúde (Auxiliar de Ação Médica) Curso de Técnico Auxiliar de Saúde (Auxiliar de Ação Médica) Área de Formação: 729. Serviços de Saúde O Técnico Auxiliar de Saúde, vulgarmente designado por Auxiliar de Ação Médica, é o profissional capacitado

Leia mais

UNP - Universidade Potiguar EDITAL DE OFERTA DE DISCIPLINAS EM TURMA ESPECIAL - 2015 JULHO A DEZEMBRO ANEXO ÚNICO: DISCIPLINAS EM OFERTA

UNP - Universidade Potiguar EDITAL DE OFERTA DE DISCIPLINAS EM TURMA ESPECIAL - 2015 JULHO A DEZEMBRO ANEXO ÚNICO: DISCIPLINAS EM OFERTA UNP - Universidade Potiguar EDITAL DE OFERTA DE DISCIPLINAS EM TURMA ESPECIAL - 2015 JULHO A DEZEMBRO ANEXO ÚNICO: DISCIPLINAS EM OFERTA A - CURSOS DE GRADUAÇÃO (PRESENCIAL E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA) Curso

Leia mais

RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS

RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS RELAÇÃO DE CURSOS WPÓS Cursos de Pós-Graduação a Distância em Administração Pública - EAD Administração de Casas Legislativas Administração de RH no Setor Público Administração Patrimonial em Organizações

Leia mais

Resenha Histórica: O início do ensino farmacêutico na Universidade de Coimbra remonta aos finais do séc. XVI. Finais do séc. XVI: Curso prático de

Resenha Histórica: O início do ensino farmacêutico na Universidade de Coimbra remonta aos finais do séc. XVI. Finais do séc. XVI: Curso prático de Resenha Histórica: O início do ensino farmacêutico na Universidade de Coimbra remonta aos finais do séc. XVI. Finais do séc. XVI: Curso prático de boticários na Universidade de Coimbra. 1772: Reforma da

Leia mais

PROFISSIONAIS CURSOS. Oferta Formativa ANO LECTIVO 2011/2012 ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA

PROFISSIONAIS CURSOS. Oferta Formativa ANO LECTIVO 2011/2012 ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA CURSOS PROFISSIONAIS Oferta Formativa ESCOLA SECUNDÁRIA ALFREDO DOS REIS SILVEIRA CONTACTOS MORADA: AV. 25 DE ABRIL TORRE DA MARINHA 2840-400 SEIXAL TELEFONE: 21 227 63 60 FAX: 21 227 63 68 E-MAIL:ce@esars.pt

Leia mais

DIA 18.10.2015 MANHÃ. NÍVEL SUPERIOR - Cargo: ASSISTENTE SOCIAL

DIA 18.10.2015 MANHÃ. NÍVEL SUPERIOR - Cargo: ASSISTENTE SOCIAL NÍVEL SUPERIOR - Cargo: ASSISTENTE SOCIAL 2 22 NULA 23 C 2 25 D 26 A 2 2 29 C 30 C NÍVEL SUPERIOR - Cargo: BIÓLOGO 21 B 22 A 23 A 24 C 2 26 B 27 C 28 C 29 Retificado para D 30 D NÍVEL SUPERIOR - Cargo:

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) Instituto Politécnico de Santarém (IPS) Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir

Leia mais

O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas.

O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas. O trabalho do CFN amplia o campo de atuação dos nutricionistas. Quando o campo se expande, mais profissionais chegam ao mercado, mais áreas de atuação se formam e a categoria conquista mais visibilidade.

Leia mais

CET PSICOGERONTOLOGIA

CET PSICOGERONTOLOGIA CET PSICOGERONTOLOGIA DESIGNAÇÃO DO CURSO: PERFIL: O técnico especialista em Psicogerontologia é o profissional que, de forma autónoma ou sob orientação/integrado numa equipa seja um profissional capaz

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV EDUCAÇÃO FÍSICA. COORDENADORA DO CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA Maria Aparecida Cordeiro Sperancini speranci@ufv.

Currículos dos Cursos do CCB UFV EDUCAÇÃO FÍSICA. COORDENADORA DO CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA Maria Aparecida Cordeiro Sperancini speranci@ufv. 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV EDUCAÇÃO FÍSICA COORDENADORA DO CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA Maria Aparecida Cordeiro Sperancini speranci@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 Bacharelado ATUAÇÃO A formação

Leia mais

Orientação Escolar e Profissional. 9.º ano! Escola Secundária Inês de Castro 2011/2012

Orientação Escolar e Profissional. 9.º ano! Escola Secundária Inês de Castro 2011/2012 Orientação Escolar e Profissional 9.º ano! E AGORA? Escola Secundária Inês de Castro 2011/2012 Antes de fazer uma escolha é fundamental saber o que se quer e para isso há que recordar e avaliar tudo o

Leia mais

Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009. Cursos Profissionais

Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009. Cursos Profissionais Oferta Formativa Ano Lectivo 2008/2009 Cursos Profissionais O que são cursos profissionais? Os cursos profissionais têm uma duração de 3 anos, proporcionam o desenvolvimento de competências específicas

Leia mais

PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM. 1º Semestre Pré requisito. Estar regularmente matriculado no curso de bacharelado em

PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM. 1º Semestre Pré requisito. Estar regularmente matriculado no curso de bacharelado em PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 1º Semestre Pré requisito bacharelado em Metodologia da Pesquisa aplicada à Saúde Embriologia Humana Biologia Celular Psicologia Sociologia Produção

Leia mais

FORMAÇÃO PÓS GRADUADA

FORMAÇÃO PÓS GRADUADA FORMAÇÃO PÓS GRADUADA Pós-Graduações Formação Avançada - Oferta formativa 2016/2017-1º Semestre ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA FORMAÇÃO PÓS-GRADUADA A Escola Superior de Saúde da

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO Este documento regulamenta os estágios obrigatórios e não obrigatórios do Curso de Bacharelado em Biomedicina visando à formação integral do

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO-FORMAÇÃO NUTRICIONISTA

CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO-FORMAÇÃO NUTRICIONISTA CURSO DE BACHARELADO EM NUTRIÇÃO-FORMAÇÃO NUTRICIONISTA Coordenaçăo: Profª. MS. Mara Rosana dos Santos E-mail: nutricao@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 211 Ser Nutricionista É atuar em todas

Leia mais

Projeto de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde

Projeto de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde Projeto de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde 1- Identificação do Programa de Residência Multiprofissional 1.1- Instituição Formadora: 1.2- Unidade Responsável/ Instituição Executora: 1.3

Leia mais

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado:

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Departamento de Educação Física F e Desporto SEMINÁRIO Educação Física e Desporto O Processo Bolonha, Estágios e Saídas Profissionais 26 de Junho de 2007 Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Jorge

Leia mais

Brazilian Health System PLACEO. Programa Latino Americano de Convergência em Educação Odontológica

Brazilian Health System PLACEO. Programa Latino Americano de Convergência em Educação Odontológica Brazilian Health System PLACEO Programa Latino Americano de Convergência em Educação Odontológica PLACEO, o que é? Compartilhar e melhorar as experiencias educativas para criar melhores sistemas de educação

Leia mais

Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia

Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia Percentual de pessoas com deficiência no Brasil..segundo Censo 2000: 14,5% Deficientes 85,5% Não Deficientes

Leia mais

Cardiopneumologia Descrição

Cardiopneumologia Descrição Mestrado Cardiopneumologia Descrição A Cardiopneumologia é a Ciência que estuda a função (fisiologia) e estrutura (anatomia) dos sistemas cardíaco, vascular e respiratório. O Mestrado em Cardiopneumologia

Leia mais

Instituições. Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade. Disciplina Ação Social VAS - 2014/15

Instituições. Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade. Disciplina Ação Social VAS - 2014/15 Instituições Módulo II Organizações de Apoio à Comunidade Disciplina Ação Social VAS - 2014/15 Instituições O que é uma instituição? Estabelecimento de utilidade pública, organização ou fundação Organização

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO e cultura. Centro de Apoio Psicopedagógico. gico do Funchal

SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO e cultura. Centro de Apoio Psicopedagógico. gico do Funchal SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO e cultura DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO Centro de Apoio Psicopedagógico gico do Funchal Intervenção precoce Medida de apoio integrado, centrado na

Leia mais

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE Quem somos A nossa equipa apresenta um atendimento personalizado ao nível da Osteopatia através de uma abordagem multidisciplinar de qualidade, avaliação, diagnóstico e

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM PRIMEIRO PERÍODO / 1 O ANO CIÊNCIAS SOCIAIS, HUMANAS E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Sociologia, Antropologia e Filosofia 2-40 Iniciação à Pesquisa em Nutrição 2-40 Leitura

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE Florianópolis, 09 de novembro de 2007. Da: Coordenadoria do Curso de Graduação em

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF Nº 115 16/06/11 Seção 1 - p.164 CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL RESOLUÇÃO Nº 387, DE 8 DE JUNHO DE 2011

Leia mais

RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO

RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO ADMINISTRAÇÃO PROMETO, DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

III Princípios Gerais da Formação Médica

III Princípios Gerais da Formação Médica I Motivação Aprovação da Lei 12.871 de 22/10/2013; Necessidade de ter diretrizes curriculares em sintonia com o programa Mais Médicos; A oportunidade de atualizar e aprimorar as diretrizes de 2001; Acompanhar

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE NOVOS DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FSG Nº. 01/2010

EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE NOVOS DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FSG Nº. 01/2010 EDITAL DE ABERTURA PARA SELEÇÃO DE NOVOS DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FSG Nº. 01/2010 A FACULDADE DA SERRA GAÚCHA-FSG, torna pública a abertura do processo seletivo de novos docentes. 2. QUADRO

Leia mais

EDITAL. 1. Enquadramento

EDITAL. 1. Enquadramento EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Fisioterapia na Saúde da Mulher 2ª Edição 2014/2015 A Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

Seminário sobre introdução à credenciação dos profissionais da área da Medicina

Seminário sobre introdução à credenciação dos profissionais da área da Medicina Seminário sobre introdução à credenciação dos profissionais da área da Medicina 1. Pergunta: O curso em Medicina Clínica está disponível nas modalidades de 5 e 7 anos, qual é a diferença? A modalidade

Leia mais

EDITAL. PÓS GRADUAÇÃO Cuidar para a viabilidade tecidular

EDITAL. PÓS GRADUAÇÃO Cuidar para a viabilidade tecidular EDITAL PÓS GRADUAÇÃO Cuidar para a viabilidade tecidular Ano letivo 2014-2015 A formação especializada Cuidar para a viabilidade tecidular resulta da parceria da Escola Superior de Enfermagem São José

Leia mais

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2º SEMESTRE 2014 EXTENSÃO. A Extensão tem se constituído em importante atividade desenvolvida pelo UNIARAXÁ.

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2º SEMESTRE 2014 EXTENSÃO. A Extensão tem se constituído em importante atividade desenvolvida pelo UNIARAXÁ. CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2º SEMESTRE 2014 EXTENSÃO A Extensão tem se constituído em importante atividade desenvolvida pelo UNIARAXÁ. Articula o saber popular e as práticas sociais das comunidades com o

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC: DR. JOSÉ LUÍZ VIANA COUTINHO CÓDIGO: 073 EIXO TECNOLÓGICO: HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: QUALIFICAÇÃO: MÓDULO: COMPONENTE CURRICULAR: C.H. SEMANAL: PROFESSOR:

Leia mais

Portfolio FORMAÇÃO CONTÍNUA

Portfolio FORMAÇÃO CONTÍNUA Portfolio FORMAÇÃO CONTÍNUA Elaboramos soluções de formação customizadas de acordo com as necessidades específicas dos clientes. Os nossos clientes são as empresas, organizações e instituições que pretendem

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE 1º período Saúde, Trabalho e Meio- Ambiente I 150 10 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE Identificação da relação entre os modos de viver e o processo

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar. Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado

Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar. Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado Inovações Assistenciais para Sustentabilidade da Saúde Suplementar Modelo Assistencial: o Plano de Cuidado Linamara Rizzo Battistella 04.10.2012 Universal Irreversível Heterôgeneo Perda Funcional Progressiva

Leia mais

8. Número de vagas Número mínimo de formandos para a viabilização do curso: 12 Número máximo de formandos para a viabilização do curso: 30

8. Número de vagas Número mínimo de formandos para a viabilização do curso: 12 Número máximo de formandos para a viabilização do curso: 30 EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Fisioterapia na Saúde da Mulher 3ª Edição 2016 A Escola Superior de Tecnologia da Saúde

Leia mais

Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia

Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia Normatização do cadastro de formação profissional e educação continuada em gerontologia O cadastro de formação profissional e de educação continuada em gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria

Leia mais

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DE SAÚDE FAMILIAR

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DE SAÚDE FAMILIAR Curso Coordenação CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DE SAÚDE FAMILIAR ESEnfCVPOA Manuela Ferreira Código: 7236 Descrição Objetivos Atualmente a especialização e a gestão da formação constituem medidas

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior MESTRADO EM DESPORTO REGULAMENTO Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos apresentados

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 8EIXO EMPREGO E MOBILIDADE LABORAL > Administração regional Objetivo Específico 8.1.1

Leia mais

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Alves Oliveira, Naiana; Ferreira Gomes, Sabrina Reseña de "A equipe multiprofissional

Leia mais

Mestrado em Ensino da Física e da Química

Mestrado em Ensino da Física e da Química Mestrado em Ensino da Física e da Química Mestrado em Ensino da Física e da Química - Faculdade de Ciências da Universidade do Porto 1 5. Estrutura curricular e plano de estudos FORMULÁRIO 1. Estabelecimento

Leia mais

MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA

MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA MESTRADO E DOUTORADO EM FISIOTERAPIA A UNASUR UNIVERSIDAD AUTÓNOMA DEL SUR em parceria com a Master Assessoria Educacional criou o Curso de Mestrado em Fisioterapia, o qual procura enfatizar a Intervenção

Leia mais

Protecção da Saúde e Qualificação Farmacêutica

Protecção da Saúde e Qualificação Farmacêutica Protecção da Saúde e Qualificação Farmacêutica Formação Pré-graduada, Pósgraduada e Contínua. Introdução A Universidade é uma instituição que está a completar quase mil anos de existência. Tem sofrido

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS 3. CURSO DE NUTRIÇÃO Área de atuação De acordo com a RESOLUÇÃO

Leia mais

Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão

Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão Hospital Universitário Walter Cantídio Diretoria de Ensino e Pesquisa Serviço de Desenvolvimento de Recursos Humanos Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão HOSPITAL

Leia mais

RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012.

RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012. RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012. Diário Oficial da União nº 109, de 6 de Junho de 2012 (quarta-feira) Seção 1 Págs. 227_232 Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Leia mais

RESOLUÇÃO No- 454, DE 25 DE ABRIL DE 2015

RESOLUÇÃO No- 454, DE 25 DE ABRIL DE 2015 RESOLUÇÃO No- 454, DE 25 DE ABRIL DE 2015 Reconhece e disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia Cardiovascular. O Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO),

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

Nossa inserção na Graduação se dá por meio da Unidade Curricular Educação e Comunicação na Prática Médica.

Nossa inserção na Graduação se dá por meio da Unidade Curricular Educação e Comunicação na Prática Médica. Ao longo desses 15 anos o CEDESS congrega atividades de ensino, pesquisa e extensão, nos níveis de graduação e pós-graduação lato e stricto sensu e tem por objeto de estudo o binômio Educação e Saúde.

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL - COFFITO Nº 402 DE 03.08.2011 D.O.U: 24.11.2011

RESOLUÇÃO DO CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL - COFFITO Nº 402 DE 03.08.2011 D.O.U: 24.11.2011 RESOLUÇÃO DO CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL - COFFITO Nº 402 DE 03.08.2011 D.O.U: 24.11.2011 Disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia em Terapia Intensiva e dá outras

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015

PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PLANO DE ATIVIDADES 2 ÍNDICE CARATERIZAÇÃO DO CENTRO DE REURSOS PARA A INCLUSÃO.. 3 FUNCIONAMENTO DO CENTRO DE RECUSOS PARA A INCLUSÃO 3 CARATERIZAÇÃO DA POPULAÇÃO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Biologia Geral, Citologia e Genética Estudo da célula, seus componentes e relação com as funções

Leia mais

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA FEFD/UFG 1 NA ÁREA DO ENVELHECIMENTO

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA FEFD/UFG 1 NA ÁREA DO ENVELHECIMENTO O ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA FEFD/UFG 1 NA ÁREA DO ENVELHECIMENTO Juliana Paula Balestra Soares Joelma Cristina Gomes Carmencita Márcia Balestra Faculdade

Leia mais

Informações do PPC que constarão na página eletrônica do Curso. Missão

Informações do PPC que constarão na página eletrônica do Curso. Missão Informações do PPC que constarão na página eletrônica do Curso CURSO: PSICOLOGIA Missão O Curso de Psicologia da Estácio de Sá tem como missão formar Psicólogos generalistas que no desempenho de suas atividades

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA E FISIOTERAPIA EM TERAPIA INTENSIVA - ASSOBRAFIR

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA E FISIOTERAPIA EM TERAPIA INTENSIVA - ASSOBRAFIR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA E FISIOTERAPIA EM TERAPIA INTENSIVA - ASSOBRAFIR RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ENSINO O ENSINO DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA E TERAPIA INTENSIVA NO BRASIL

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO. Setor de Ciências da Saúde

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO. Setor de Ciências da Saúde 1ª SÉRIE 1º SEMESTRE MANHÃ 07h30min 08h20min Neuroanatomia Funcional Bioquímica SALA 8 BLOCO 1 Citologia e Histologia SALA 1 BLOCO 3 09h10min Neuroanatomia Funcional Bioquímica SALA 8 BLOCO 1 Citologia

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 2.891, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2002 Define o currículo do Curso de Graduação em Odontologia. O REITOR

Leia mais

MBA em GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE

MBA em GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE MBA em Este MBA resulta do protocolo de colaboração estabelecida entre a Escola da APEL e a UAL, e com a participação da Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias. Coordenador Científico

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA Coordenaçăo: Profª. MS. Érika Guimarães Costa E-mail: farmacia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 217 O Curso forma o profissional

Leia mais

Ficha Técnica (Resumida) Parceria:

Ficha Técnica (Resumida) Parceria: Ficha Técnica (Resumida) ENQUADRAMENTO: O Curso de Pós Graduação em Saúde e Bem Estar no Idoso e na Família insere-se no âmbito da Gerontologia/Geriatria e Saúde Familiar e tem como primordial finalidade

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação e Formação Especialização: E-learning e Formação a Distância (Regime a Distância) 14 15 Edição Instituto

Leia mais

C.H. Sema nal. 01 Seminário de Introdução ao Curso 1h 15-15 - 02 Anatomia 6h 60 30 90 - 03 Biologia Celular e Molecular 3h 30 15 45 -

C.H. Sema nal. 01 Seminário de Introdução ao Curso 1h 15-15 - 02 Anatomia 6h 60 30 90 - 03 Biologia Celular e Molecular 3h 30 15 45 - 1) MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO Nº 1º SEMESTRE DISCIPLINA(S) ( BLOCO I ) 01 Seminário de Introdução ao Curso 1h 15-15 - 02 Anatomia 6h 60 30 90-03 Biologia Celular e Molecular 3h 30 15 45-04

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Estética e Cosmética

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Estética e Cosmética CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Estética e Cosmética Características Gerais O curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética visa à formação de profissionais para atuar no segmento de Estética, Cosmética

Leia mais

Carta dos Direitos e Deveres dos Doentes

Carta dos Direitos e Deveres dos Doentes Carta dos Direitos e Deveres dos Doentes INTRODUÇÃO O direito à protecção da saúde está consagrado na Constituição da República Portuguesa, e assenta num conjunto de valores fundamentais como a dignidade

Leia mais