PROGRAMA DE EXCELÊNCIA TELECIN VERSÃO II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE EXCELÊNCIA TELECIN VERSÃO II.01.06.2011"

Transcrição

1 PROGRAMA DE EXCELÊNCIA TELECIN VERSÃO II REGRAS GERAIS 1- O presente regulamento tem validade para todas as Lojas de Atendimento e Postos de Serviços da Telefônica, sob a gestão da Telecin. 2- Este programa está dividido em 6 partes, sendo: a- Regras Gerais b- Itens de Pontuação Faixa 1 Administração e Atendimento. c- Itens de Pontuação Faixa 2 Resultado Comercial d- Itens de Pontuação Faixa 3 Estrutura e Organização e- Itens de Pontuação Faixa 4 Controles Financeiros d- Disposições Finais 3- A participação das Lojas de atendimento e Postos de Serviços da Telefônica sob a gestão da Telecin não será facultativa. 4- O Programa de Excelência Cintra & Oliveira terá início no primeiro dia do mês de maio e encerrar-se-á no último dia do mês de janeiro de 2011 (31/01/2011), tendo a duração de nove meses sendo: Maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro e Janeiro divididos em 6 ciclos de 45 dias. 5- O resultado geral será divulgado em local e data a serem informados no decorrer do processo. 6- A auditoria do Programa de Excelência Telecin é um processo de avaliação contínua, de forma que, o propósito principal seja a formação do hábito e a vivência do programa, não tendo data oficial para ocorrer a auditoria, podendo ser realizada em qualquer dia do ciclo. 7- Considerando o processo de avaliação contínua, mesmo não estando oficialmente em auditoria, quando os auditores, estiverem em alguma unidade participante e itens da auditoria não estiverem sendo cumpridos, a unidade deixará de pontuar no item da respectiva avaliação do ciclo. Exemplo: Caso durante qualquer período for encontrado algum cliente-i sem uniforme, ou mesmo com uso incompleto, da mesma forma o cuidado com a aparência, a Loja de Atendimento ou Posto de Serviço, perderá os pontos do item, mesmo quando da auditoria este item estiver em conformidade. 8- As Unidades participantes serão classificadas pelo seu resultado final da pontuação em 5 níveis, e ao final do Programa em Janeiro de 2012, certificadas nos níveis abaixo conforme sua pontuação média, sendo: Nível Diamante Unidades classificadas em nível Ouro com superação do resultado comercial de 120% em 4 dos 6 ciclos de avaliação do programa. Nível Ouro Unidades com resultado mínimo ao final dos 6 ciclos de pontos 9001 Nível Prata Unidades com resultado mínimo ao final dos 6 ciclos de pontos Nível Bronze Unidades com resultado mínimo ao final dos 6 ciclos de pontos 7001 Não Certificada Unidades com resultado inferior a pontos A premiação destinada à Loja de Atendimento ou Posto de Serviço será realizada ao final dos 6 ciclos de auditoria e premiará a unidade participante com melhor resultado em pontos realizados.

2 A tabela com todos os itens e suas pontuações encontra-se no item 6 das Disposições finais. ITENS DE PONTUAÇÃO FAIXA 1 ATENDIMENTO E ADMINISTRATIVO Corresponde a 30% do resultado. As Lojas de Atendimento e Postos de Serviços da Telefônica, sob a gestão da Telecin deverão apresentar da forma descrita, os seguintes itens: 1- Uniforme, crachá e apresentação pessoal. O cuidado com o uniforme, utilização de forma completa (calças e sapatos pretos, camisa da Telefonica) e o excelente estado de conservação são itens imprescindíveis para todos os clientes-i, bem como a apresentação pessoal, com cabelos cortados, penteados e preso no padrão sem nenhum fio solto, unhas (base ou esmalte claro), barba bem feita e leve maquiagem (sombra azul, lápis preto e batom), brincos pequenos, (não é permitido piercing e pulseiras exageradas que chamam atenção), os crachás deverão estar com o cliente-i em local visível e caso não possua, deverá apresentar a requisição ou comprovante equivalente. SIM: 400 NÃO CONFORME: 0 NÃO Gestão a Vista Todas as Lojas de Atendimento e Postos de Serviços da Telefônica, sob a gestão da Telecin deverão ter fixado em destaque, em bom estado de conservação e visível a todos a Filosofia Empresarial: Missão Visão Valores Princípios Força Motriz. Quadros: Todas as Lojas de Atendimento e Postos de Serviços da Telefônica, sob a gestão da Telecin deverão dispor dos seguintes quadros, devidamente preenchidos e atualizados em bom estado de conservação, com tolerância de 1 dia para atualizações: a- Quadro de Acompanhamento de Vendas. b- Quadro de Avisos c- Quadro contendo: Nome da Empresa, CNPJ, Insc. Estadual, Nome do Responsável, Telefone para contato, Nomes dos clientes-i com horário de trabalho. d- Quadros de Organograma Organizacional e Comercial d- Relação dos Pontos de Venda de Cartões Telefônicos. SIM: 300 NÃO CONFORME: 0 NÃO -300

3 3- Indicadores de Atendimento A unidade participante receberá pontuação proporcional a sua nota no indicador de atendimento, certificado pelo Gerente de Lojas, da seguinte forma: Nota menor que 8,5 = 0 Nota entre 8,0 e 9,5 = 300 pontos Nota entre 9,5 e 10,0 = 400 pontos 4- Taxa de Conversão A unidade participante receberá pontuação proporcional a sua nota no indicador da taxa de conversão, certificado pelo Gerente de Lojas, da seguinte forma: Menor que 8% = 0 De 8% a 9% = 200 De 9% a 10,9% = 300 Maior que 11% = Arquivamento Arquivamento das fichas de vendas, fichas de vendas de TV Digital e fichas de atendimento, de maneira organizada, por mês, ano, e ordem de data, permitindo acesso rápido e localização imediata. Também o arquivamento da mesma forma de cartas e outros documentos protocolados. SIM: Arquivado corretamente NÃO CONFORME: 0 - Arquivamento incorreto, localização demorada ou dificultosa. NÃO -400 Inexistente 6- Livro de Ocorrências O Livro do ocorrências deverá apresentar todo e qualquer registro que envolva a mudança da rotina na loja, ou seja, qualquer acontecimento que fuja a normalidade. Assim, o Livro de Ocorrências deverá ter registro diário e atualizado. Importante salientar que os dias onde não houve ocorrência, deverá estar devidamente anotado que "não houve ocorrência", complementando também sobre a ocorrência por falta de autonomia, assim, no Livro deve constar também a expressão sobre a falta ou não de autonomia. SIM: 300 Rigorosamente em dia NÃO CONFORME: Atrasado até 2 dias NÃO -300 Atrasado Além de 2 dias 7- Indicador ANATEL As unidades participantes deverão evidenciar o resultado do indicador Anatel e receberão pontos proporcionais da seguinte forma atribuídos após certificação do Gerente de Lojas: Indicador abaixo de 90%: -300 Indicador entre 90 e 94,99%: -150 Indicador entre 95 e 97,9: 0

4 Indicador entre 98 a 100: Relatório Gerencial O Supervisor da Loja de Atendimento ou Posto de Serviço em auditoria, deverá apresentar o registro ou relatório de visita Gerencial de Lojas e Postos e também de Coaching, devidamente assinados. O registro poderá ser do mês anterior devido a auditorias iniciadas no início do mês, porém, nunca poderá ser a partir do segundo mês antecedente. Exemplo: Auditoria realizada no dia 10 de fevereiro, deverá ter registro ou relatório, no máximo do mês de janeiro. Documentos validados: 200 Documentos não validados: Procedimentos Todos os computadores dos atendentes e também o computador do supervisor deverá ter a pasta com o arquivo dos PROCEDIMENTOS elaborados pela multiplicadora da empresa, que além do e-book, é mais uma ferramenta de apoio e capacitação dos nossos clientes-i. Sim: 300 Não: -300 Total de Pontos Possíveis na Faixa 1: 3000 FAIXA 2 RESULTADO COMERCIAL Corresponde a 40% do resultado Conforme o resultado geral as unidades participantes poderão receber classificação Diamante, Ouro, Prata, Bronze e Não Certificada conforme escala específica, mesmo obtendo outra classificação nos outros itens, exemplo: A Loja de atendimento poderá ser classificada como Diamante em vendas e Não Certificada na somatória dos itens restantes. Será considerado o período de maior abrangência do ciclo, exemplo: Considerar-se-á o mês de maio para o período do 1º ciclo que começa em 1º de maio e termina em 15 de junho e assim sucessivamente sendo os meses de aferição: Maio, julho, agosto, outubro, novembro e dezembro, com exceção deste mês (dezembro) o qual é o último do ano de Resultados de Vendas baseados na meta Top 3 As Unidades participantes receberão pontuação equivalente ao seu resultado de vendas na meta Top 3: Não Certificada Inferior a 75% = 0 Bronze Entre 75% e 84,9% = 100 Prata Entre 85% e 94,9% = 2000 Ouro Entre 95 e 119% = 3000 Diamante Acima de 120% = 4000

5 Total de pontos possíveis na Faixa 2: 4000 FAIXA 3 ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO Corresponde a 15% do Resultado e dividida em 6 eixos distintos de 250 pontos cada. As unidades serão avaliados quanto a limpeza, conservação, organização e sinalização: No caso de não conservação ou danos, deverá ser apresentado requisição de serviço ou abertura de chamado para tal. O chamado ou solicitação de serviços, não terá validade se tiver data superior a 30 dias anterior a auditoria. Desta forma, mesmo que sejam negados, os chamados devem sempre existir, mesmo que repetidos, pois representam a providência da unidade com relação ao seu problema. Eixo 1: Organização Geral: A unidade participante será avaliada em um plano geral e panorâmico de visão onde será percebido se a mesma tem aspecto geral em conformidade com os padrões de organização. Sanitários: Organizados, com os utensílios e materiais necessários: Sabonete, toalha ou papel toalha, suporte para papel higiênico e papel higiênico, inclusive reserva em local visível, bucha com cabo para limpeza, desinfetante. Refeitório, cozinha ou equivalente: Com os utensílios e materiais necessários. Eixo 2: Fiações elétrica e telefônica: Embutidas em conduítes ou canaletas, com tomadas protegidas por espelhos. Lâmpadas e luminárias (limpas) em perfeito estado de conservação e funcionamento. Instalação Hidráulica: Em perfeito estado sem vazamentos ou outros problemas congêneres. Limpeza e pintura: Áreas externa e interna (paredes, janelas, portas, jardins, vidros) em perfeito estado, oferecendo conforto e tranqüilidade aos clientes-i e clientes-e. Eixo 3: O mobiliário deverá atender ao desenvolvimento de trabalhos individuais e coletivos conforme as necessidades da unidade participante. Ser compatível com a necessidade ergonômica e apresentar-se em perfeito estado, sem avarias, defeitos ou detalhes que impeçam seu uso temporário ou definitivo. Cadeiras mesas e armários deverão estar em perfeito estado de conservação, limpeza e organização. As mesas e demais locais de desenvolvimento de atividades profissionais ou qualquer móvel presente no local de trabalho deverão apresentar-se impecavelmente limpos, organizados e conservados, evitando-se acúmulo de papéis de forma desorganizada ou outros materiais não condizentes com a atividade. As unidades que comercializam produtos, deverão deixar permanentemente os cofres fechados. No caso de equipamentos ou móveis parados para manutenção, deverá ser apresentado requisição de serviço ou abertura de chamado para tal.

6 Itens que serão avaliados e deverão estar disponíveis: Arquivos, armários e prateleiras: Conservação, limpeza e organização. Mesas: Conservação limpeza, organização e a presença dos seguintes itens: 01 caneta azul 01 borracha 01 lápis Gavetas: Conservação limpeza e organização. Objetos pessoais: Em locais inadequados. Eixo 4: Equipamentos em perfeito estado e em funcionamento: No caso de não conservação ou danos, deverá ser apresentado requisição de serviço ou abertura de chamado para tal. Extintores: Instalados e dentro do prazo de validade. Lâmpada de Segurança ou de emergência: Presente nos principais ambientes. Computadores, Fax e Impressoras: Em perfeito funcionamento, inclusive com página inicial quando a rede permitir. Uso racional de energia: Equipamentos sem utilização permanentemente ligados, lâmpadas acesas desnecessariamente. Sinalização de economia de energia e água: Presentes nos espelhos e torneiras e demais instalações hidráulicas. Eixo 5: Todas as unidades participantes, sob a gestão da telecin, deverão possuir área específica, devidamente sinalizada e com identificação dos setores, para estocagem de produtos e estocagem de materiais de merchandising. Além das exigências expostas, os produtos e materiais deverão estar organizados. Estoque de Produtos: Limpo, organizado e adequado. Estoque de Materiais de Merchandising: Limpo, organizado e adequado. Eixo 6: Todas as unidades participantes, deverão aplicar corretamente os materiais de merchandising conforme instruções recebidas, caso existam. Assim, os materiais deverão estar limpos, organizados, dentro da validade da campanha e em perfeito estado. Aplicação do material de merchandising: Corretamente, limpo, organizado e na vigência da campanha. Total de pontos possíveis: 1500.

7 FAIXA 4 INSTRUMENTOS DE CONTROLE FINANCEIRO Corresponde a 15% do resultado. Serão verificados e avaliados os relatórios de controle financeiro de caixa e estoque, devidamente validados pelo departamento financeiro, do mês anterior da auditoria. Controle e conferência de caixa: Devidamente conferido e validado Controle e conferência de estoque: Devidamente conferido e validado Total de pontos possíveis: 1500 DISPOSIÇÕES FINAIS 01- A Auditoria da Telecin, após o encerramento de cada ciclo, descontará da pontuação final de cada resultado os seguintes pontos, conforme a situação: a- As unidades que não tiverem nenhum caso de falta ao trabalho, de qualquer espécie, no período avaliado, manterão o resultado alcançado. b- As unidades que tiverem entre uma a duas faltas totais dos seus funcionários, sejam estas faltas de qualquer natureza, perderão 1000 pontos no resultado alcançado. c- As unidades que tiverem entre três e quatro faltas totais dos seus funcionários, sejam estas faltas de qualquer natureza, perderão 2000 pontos no resultado alcançado. d- As unidades que tiverem entre cinco e seis faltas ou mais, dos seus funcionários, sejam estas faltas de qualquer natureza, perderão 3000 pontos no resultado alcançado. e- Após o encerramento de cada ciclo as unidades que tiveram desconto de pontuação terão 10 dias úteis após a divulgação do resultado para apresentar por escrito, através de ou meio equivalente, recurso explanando sobre os pontos perdidos por faltas que será analisado pelo COMITÊ GESTOR DE RECURSOS formado pelos Gestores da Telecin, Sr Elizael Silva Cintra, Eliana Aparecida de Oliveira Cintra, a gerente de Lojas e outras pessoas que poderão, a critério do comitê serem convidadas a participar das analises. I- As analises ocorrerão em reunião específica para isso a partir do 11º dia útil da divulgação dos resultados e o COMITÊ GESTOR DE RECURSOS apenas considerará DEFERIDO ou INDEFERIDO o recurso da unidade. II- Sendo considerado DEFERIDO o recurso a pontuação removida será devolvida e sendo considerado indeferido, será mantido o resultado com os descontos. III- Os recursos serão feitos pelos supervisores das lojas e deverão estar endereçados APENAS ao COMITÊ GESTOR DE RECURSOS, e deverão conter de forma simples e sucinta as explicações e justificativas necessárias sobre as faltas descontadas da pontuação e poderão ser anexados documentos inerentes. IV- A exceção desta regra se aplicará apenas aos recursos referentes ao primeiro ciclo que serão analisados juntamente com os recursos do segundo ciclo, na primeira reunião do COMITÊ GESTOR DE RECURSOS. 02- A Auditoria da Telecin poderá retirar ou inserir itens, depois de avaliada a necessidade decorrente de possíveis reclamações ou ações relacionadas com o Programa. 03- Em caso de empate, o critério a ser utilizado para desempate obedecerá a seguinte ordem:

8 a. Comparação seqüencial das faixas de avaliação entre as unidades participantes empatadas e será considerado vencedor, pela ordem dos itens aquele que tiver conquistado mais avaliações positivas em comparação com os mesmos itens do concorrentes. c. Persistindo o empate, será desempatado pelo resultado da auditoria do mês anterior. d Persistindo novamente o empate a auditoria da Telecin sorteará da forma que achar conveniente o vencedor. 04 A unidade que ficar em último lugar no resultado anual deverá organizar uma doação entre os clientes-i a uma entidade assistencial. Procedimentos: a- Todas as unidades participantes deverão indicar no mês de junho de 2011 a possível entidade assistencial que será beneficiada, caso a unidade fique em último lugar. b- Após a publicação dos resultados o perdedor terá 30 dias para efetivar a ação. c- A ação deverá ter a participação dos clientes-i da respectiva Loja ou Posto, tanto na coleta quanto na entrega dos donativos. d- A Loja ou Posto deverá fornecer a foto dos participantes da entrega dos donativos à entidade beneficente sendo a meta de participação na entrega, todos os clientes-i da unidade. e- A Telecin deverá ser informada, com 7 dias de antecedência através de fax da nota ou das notas fiscais do montante a ser doado. f- A doação não poderá ser realizada em dinheiro, deverá ser analisada a necessidade ou as necessidades da entidade e convertida nos itens que atendam. g- O não cumprimento da tarefa acarretará a perda de 2000 pontos na auditoria subseqüente. h- Este item entra em vigor a partir de junho de Cada unidade terá o período máximo de quarenta e oito horas após a auditoria, para qualquer pronunciamento. 06- Os casos omissos a este regulamento serão estudados, conforme a necessidade decorrente de possíveis reclamações ou ações relacionadas pela Auditoria da Telecin que definirá sobre a questão. Elaborado por: Luiz Alfredo Bigarelli Junior Revisado e Aprovado por: Elizael Silva Cintra Bauru, 05/05/2011

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ESCOPO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 3.1. EPI S... 2 3.2 UNIFORMES... 2 3.3 FICHA DE CONTROLE DE EPI S E UNIFORMES... 2 3.4 GESTORES... 2 3.5 ASSOCIADOS... 2 4. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

Art. 3º Os participantes da gincana deve se inscrever em uma única categoria: a de concorrentes.

Art. 3º Os participantes da gincana deve se inscrever em uma única categoria: a de concorrentes. DO EVENTO Art. 1º O Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará, visando um evento solidário, cultural e festivo para comemorar o dia do contabilista, realizará a 1ª GINCANA ADESÃO SOLIDÁRIA,

Leia mais

CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa)

CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa) CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa) A categoria SUSTENTABILIDADE é a antiga categoria Indústria

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) Este Regulamento faz parte integrante do Contrato de Cartão de Crédito ( Contrato ) e regula as condições aplicáveis ao Programa

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva, convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

PEX Canal PAP 1ª Onda 2015

PEX Canal PAP 1ª Onda 2015 PEX Canal PAP 1ª Onda 2015 PEX CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO FAIXAS DE CLASSIFICAÇÃO Diamante: 90,0% a 100% de adequação Ouro: 80,0% a 89,99% de adequação Prata: 70,0% a 79,99% de adequação Sem Qualificação:

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DE APRENDIZAGEM 2015 CSN-VOLTA REDONDA

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DE APRENDIZAGEM 2015 CSN-VOLTA REDONDA EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DE APRENDIZAGEM 2015 CSN-VOLTA REDONDA O presente edital destina-se ao preenchimento de 144 (cento e quarenta e quatro) vagas para Jovens Aprendizes nos Cursos do Programa

Leia mais

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR 1. OBJETO 1.1. O Programa Fidelidade FASCAR CLUB consiste em um Programa de relacionamento com clientes da FASCAR, denominação doravante de Indústria

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA PARA VAGAS DO PROJETO JOVEM APRENDIZ ORIENTADOR EDITAL Nº 01/2014

SELEÇÃO PÚBLICA PARA VAGAS DO PROJETO JOVEM APRENDIZ ORIENTADOR EDITAL Nº 01/2014 SELEÇÃO PÚBLICA PARA VAGAS DO PROJETO JOVEM APRENDIZ ORIENTADOR EDITAL Nº 01/2014 O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTA ROSA, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais, torna pública a realização

Leia mais

Grupo dos Profissionais Executivos do Mercado Farmacêutico Local: Via Funchal

Grupo dos Profissionais Executivos do Mercado Farmacêutico Local: Via Funchal PROJETO WEB SITE Sites de informações e divulgação de laboratórios, produtos ou doenças. Web sites inscritos nesta categoria deverão estar no ar ou ter ficado no ar entre os dias 01/01/2009 e 31/12/2009.

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO FORTALECER

REGULAMENTO PRÊMIO FORTALECER REGULAMENTO PRÊMIO FORTALECER 1. O Prêmio 1.1. Apresentação O Prêmio Fortalecer é uma iniciativa da ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), dentro do escopo do PROGRAMA FORTALECER. Este prêmio

Leia mais

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias:

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias: REGULAMENTO 1. O PRÊMIO O PRÊMIO SMART, regido por este regulamento, tem como objetivo distinguir e reconhecer as melhores práticas de relacionamento com o cliente em Utilities e Telecom: Energia Elétrica,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

NÚCLEO CATARINENSE DE DECORAÇÃO REGULAMENTO NCD PRÊMIOS 2013/2014

NÚCLEO CATARINENSE DE DECORAÇÃO REGULAMENTO NCD PRÊMIOS 2013/2014 NÚCLEO CATARINENSE DE DECORAÇÃO REGULAMENTO NCD PRÊMIOS 2013/2014 O Núcleo Catarinense de Decoração (NCD) convida arquitetos, designers de interiores, decoradores, paisagistas e engenheiros (denominados

Leia mais

CURSO DE HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO EM ENFERMAGEM ORIENTAÇÕES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CURSO DE HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO EM ENFERMAGEM ORIENTAÇÕES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 CURSO DE HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO EM ENFERMAGEM ORIENTAÇÕES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO O estágio curricular tem por objetivo o aprimoramento profissional do aluno, levando-o a colocar em

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS SUPERIORES

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS SUPERIORES SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS SUPERIORES DELIBERAÇÃO Nº 044/2005 CONSELHO DEPARTAMENTAL EM 25 DE NOVEMBRO DE

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB Dispõe sobre as normas referentes ao Processo Seletivo 2015, para o preenchimento de vagas para os cursos de graduação, na modalidade de Ensino Educação a Distância, do CENTRO

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS O presente regulamento interno prescreve normas e procedimentos que devem ser rigorosamente respeitadas pelos funcionários que aceitarem trabalhar para a empresa,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA 1. Funcionamento 1.1 A Biblioteca funciona de acordo com o calendário institucional. 1.2 Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira, de 7h30 às 22h20. A partir das 22h,

Leia mais

Regulamento Especificadores i/d - Programa de Relacionamento do D&D -

Regulamento Especificadores i/d - Programa de Relacionamento do D&D - Regulamento Especificadores i/d - Programa de Relacionamento do D&D - 1. Definições 1.1. ADMINISTRAÇÃO DO PROGRAMA: responsável pela definição de seus critérios, procedimentos de funcionamento é o Condomínio

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 Versão: 01 Data de aprovação: 7 de outubro de 2014. Ato de aprovação: Resolução n.º 112 /2014 Unidade

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO PÁSCOA DE OURO / MAKRO 2012

REGULAMENTO PROMOÇÃO PÁSCOA DE OURO / MAKRO 2012 REGULAMENTO PROMOÇÃO PÁSCOA DE OURO / MAKRO 2012 1. DEFINIÇÕES: 1.1. A promoção Páscoa de Ouro Nestlé Professional consiste em uma ação promocional voltada para os clientes das lojas Makro que sejam titulares

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ESF BAURU Agosto de 2012

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ESF BAURU Agosto de 2012 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ESF BAURU Agosto de 2012 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas RESOLUÇÃO N 01/2014 Dispõe sobre a concessão e manutenção de bolsas de estudos do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

GABINETE ESTADUAL Ordem DeMolay para o Estado de Minas Gerais 2014/2015 Minas Gerais, Juntos por você, Juntos pela Ordem DeMolay

GABINETE ESTADUAL Ordem DeMolay para o Estado de Minas Gerais 2014/2015 Minas Gerais, Juntos por você, Juntos pela Ordem DeMolay Edital 001/2014-2015 Projeto Capítulo 7 Estrelas. Aos Capítulos Regulares jurisdicionados ao Grande Conselho da Ordem DeMolay para o Estado de Minas Gerais; 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS Com os mesmos princípios

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos

Leia mais

PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. ÍNDICE ÍNDICE... 2 2. APRESENTAÇÃO... 3 ANOREG BR Associação dos Notários e Registradores do Brasil...3 Missão... 3 Visão... 3 Política

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES HOSPITAL ISRAELITA ALBERT SABIN

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES HOSPITAL ISRAELITA ALBERT SABIN EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES HOSPITAL ISRAELITA ALBERT SABIN 2016 Inscrições: 29 de dezembro de 2015 a 27 de Janeiro de 2016 Informações: Secretária

Leia mais

Regulamento para a utilização do Laboratório de. Técnica e Dietética

Regulamento para a utilização do Laboratório de. Técnica e Dietética Regulamento para a utilização do Laboratório de Técnica e Dietética 1 REGULAMENTO PARA A UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE TÉCNICA E DIETÉTICA I. DOS OBJETIVOS DO LABORATÓRIO DE TÉCNICA E DIETÉTICA 1. Auxiliar

Leia mais

EDITAL 002/2015 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO DESENVOLVIMENTO DE ESTÁGIOS JUNTO AO MUNICÍPIO DE PALMAS ESTADO DO PARANÁ

EDITAL 002/2015 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO DESENVOLVIMENTO DE ESTÁGIOS JUNTO AO MUNICÍPIO DE PALMAS ESTADO DO PARANÁ EDITAL 002/2015 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO DESENVOLVIMENTO DE ESTÁGIOS JUNTO AO MUNICÍPIO DE PALMAS ESTADO DO PARANÁ O CENTRO DE INTEGRAÇÃO NACIONAL DE ESTÁGIOS PARA ESTUDANTES CEINEE torna

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 251 31 de Dezembro de 2007 9141. Portaria n.º 1633/2007

Diário da República, 1.ª série N.º 251 31 de Dezembro de 2007 9141. Portaria n.º 1633/2007 Diário da República, 1.ª série N.º 251 31 de Dezembro de 2007 9141 Portaria n.º 1633/2007 de 31 de Dezembro A Lei n.º 66 -B/2007, de 28 de Dezembro, que estabelece o sistema integrado de gestão e avaliação

Leia mais

Manual do Segurado Serviços Sustentáveis. Empresa. Sua empresa conectada com o sucesso.

Manual do Segurado Serviços Sustentáveis. Empresa. Sua empresa conectada com o sucesso. Manual do Segurado Serviços Sustentáveis Empresa Sua empresa conectada com o sucesso. Índice Serviços Sustentáveis 4 1. Serviços 4 1.1. Descarte Ecológico com Emissão de Certificado 4 1.1.1. Regras para

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO ACADÊMICO POPAI BRASIL

REGULAMENTO DO PRÊMIO ACADÊMICO POPAI BRASIL 1 REGULAMENTO DO PRÊMIO ACADÊMICO POPAI BRASIL 1 -O PRÊMIO ACADÊMICO POPAI BRASIL 2012 O PRÊMIO POPAI BRASIL é a edição nacional da única premiação criada para reconhecer os mais originais e eficazes materiais

Leia mais

O Participante somente receberá pontos relativos a transações realizadas após a confirmação do seu cadastro.

O Participante somente receberá pontos relativos a transações realizadas após a confirmação do seu cadastro. I - NOME DO PROGRAMA KOP CLUB II - SOBRE O PROGRAMA O Kop Club tem como objetivo reconhecer e presentear os clientes Kopenhagen, por meio da troca de pontos gerados por compras nas Lojas Kopenhagen. Além

Leia mais

CARGOS E PERFIS PROFISSIONAIS DOS FUNCIONÁRIOS DE A&B 1. GERENTE GERAL

CARGOS E PERFIS PROFISSIONAIS DOS FUNCIONÁRIOS DE A&B 1. GERENTE GERAL CARGOS E PERFIS PROFISSIONAIS DOS FUNCIONÁRIOS DE A&B GERENTE GERAL Sexo: Masculino ou Feminino Idade: entre 25 e 40 anos Escolaridade: ensino superior completo (Administração, contabilidade ou hotelaria)

Leia mais

Prêmio Planeta Casa 2012 Regulamento categoria Produtos de decoração

Prêmio Planeta Casa 2012 Regulamento categoria Produtos de decoração Prêmio Planeta Casa 2012 Regulamento categoria Produtos de decoração O Prêmio Planeta Casa 2012 busca valorizar empresas, organizações da sociedade civil e profissionais das áreas de arquitetura, design,

Leia mais

Edital nº 03/2015 (Prorrogação de prazos) Bolsas de Mestrado e Doutorado CNPq, CAPES e IPEN

Edital nº 03/2015 (Prorrogação de prazos) Bolsas de Mestrado e Doutorado CNPq, CAPES e IPEN Edital nº 03/2015 (Prorrogação de prazos) Bolsas de Mestrado e Doutorado CNPq, CAPES e IPEN A Comissão de Pós-Graduação do informa a toda a comunidade do IPEN que se encontram abertas inscrições para o

Leia mais

Portaria n.º 359/2013 de 13 de dezembro

Portaria n.º 359/2013 de 13 de dezembro Portaria n.º 359/2013 de 13 de dezembro A Lei n.º 66-B/2007, de 28 de dezembro, que estabelece o sistema integrado de gestão e avaliação de desempenho na Administração Pública, designado por SIADAP, prevê

Leia mais

c) O Programa tem prazo para acúmulo de Pontos do Catálogo 03/2015 de Outubro de 2015, a 30 de Março de 2016.

c) O Programa tem prazo para acúmulo de Pontos do Catálogo 03/2015 de Outubro de 2015, a 30 de Março de 2016. Regulamento Clube do Desejo Miess 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) As presentes disposições regulam o programa de pontos * Clube do Desejo Miess * (Programa), por meio do qual são atribuídos (*Pontos *) os clientes

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº DE 2014 (Do Sr. Luiz Fernando Machado)

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº DE 2014 (Do Sr. Luiz Fernando Machado) PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº DE 2014 (Do Sr. Luiz Fernando Machado) Propõe que a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle com o auxílio do Tribunal de Contas da União e do Ministério Público

Leia mais

EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga

EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga A Direção Geral do campus Itapetininga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), torna

Leia mais

Festival Gastronômico - VI Maratona de Gastronomia Pães Doces e Salgados

Festival Gastronômico - VI Maratona de Gastronomia Pães Doces e Salgados VI MARATONA DA GASTRONOMIA - UNIFIL Festival Gastronômico - VI Maratona de Gastronomia Pães Doces e Salgados Regulamento - Concurso Gastronômico (24 e 25 de maio de ) TERMOS E CONDIÇÕES Apresentaremos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS. Nota Justificativa

REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS. Nota Justificativa REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS Nota Justificativa A organização de campos de férias destinados a crianças e jovens é uma das actividades centrais da política do município da Moita na área da juventude

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Comercial.

Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Gerência Comercial. Referência: Versão: Revisado 1.1 Data: 21/07/2014 21de Julho de 2014 Sumário Definição da Área Comercial.... 3 Representação da área comercial....

Leia mais

PROGRAMA DE PONTUAÇÃO PARTICIPATIVA

PROGRAMA DE PONTUAÇÃO PARTICIPATIVA PROGRAMA DE PONTUAÇÃO PARTICIPATIVA 1 INTRODUÇÃO O desenvolvimento das ações promovidas no decorrer deste projeto, terão como resultado o estreitamento dos laços Cooperado\Cooperativa que vai integrar

Leia mais

Portaria n.º 1633/2007 de 31 de Dezembro

Portaria n.º 1633/2007 de 31 de Dezembro Portaria n.º 1633/2007 de 31 de Dezembro A Lei n.º 66-B/2007, de 28 de Dezembro, que estabelece o sistema integrado de gestão e avaliação de desempenho na Administração Pública, designado por SIADAP, prevê

Leia mais

{Indicar o tema e objetivo estratégico aos quais o projeto contribuirá diretamente para o alcance.}

{Indicar o tema e objetivo estratégico aos quais o projeto contribuirá diretamente para o alcance.} {Importante: não se esqueça de apagar todas as instruções de preenchimento (em azul e entre parênteses) após a construção do plano.} {O tem por finalidade reunir todas as informações necessárias à execução

Leia mais

XII Gincana Municipal de Minas do Leão 2016

XII Gincana Municipal de Minas do Leão 2016 XII Gincana Municipal de Minas do Leão 2016 REGULAMENTO 1.0 Os Objetivos: 1.1.: A XII Gincana Municipal de Minas do Leão é uma promoção da Prefeitura Municipal de Minas do Leão, e será realizada no município

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA Pelo presente edital, a Sociedade Brasileira de Perícias considerando: Médicas, o

Leia mais

2.4. Só será permitida uma única inscrição por participante (CPF), sendo que, em caso de duplicidade, uma das inscrições será cancelada.

2.4. Só será permitida uma única inscrição por participante (CPF), sendo que, em caso de duplicidade, uma das inscrições será cancelada. Regulamento: O presente regulamento estabelece os termos e as condições do Programa Club Red Brasil, bem como a concessão e utilização de créditos através de cartões de débito. Todos os participantes,

Leia mais

RESOLUÇÃO COTEA nº 03, de 25 de fevereiro de 2010

RESOLUÇÃO COTEA nº 03, de 25 de fevereiro de 2010 RESOLUÇÃO COTEA nº 03, de 25 de fevereiro de 2010 Normas de Utilização do Laboratório de Interpretação e Dança e do Laboratório de Musicalidade do Curso de Teatro. O Colegiado do Curso de Teatro do Departamento

Leia mais

Curso de Engenharia de Computação Regulamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso

Curso de Engenharia de Computação Regulamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso 1 Centro Universitário de Araraquara UNIARA Departamento de Ciências da Administração e Tecnologia Curso de Engenharia de Computação Regulamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso Capítulo I Das disposições

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE POSÉ DEPILAÇÃO EXPRESSA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE POSÉ DEPILAÇÃO EXPRESSA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE POSÉ DEPILAÇÃO EXPRESSA 1. Cadastro e Informações Gerais do Programa 1.1. O Programa Fidelidade Posé Depilação Expressa consiste em um programa de incentivo da Posé,

Leia mais

Operações de Rotina. 4.13 Arrumação da Loja

Operações de Rotina. 4.13 Arrumação da Loja 4.13 Arrumação da Loja Operações de Rotina O bem-estar na loja depende de muitos fatores. Um dos mais importantes é a arrumação, pois propicia uma boa impressão, tanto aos clientes quanto aos colaboradores.

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

EXTRATO DO EDITAL Nº 019/2011-UEPA CONCURSO DE DESIGN GRÁFICO PARA OS PROCESSOS SELETIVOS DA UEPA-2012

EXTRATO DO EDITAL Nº 019/2011-UEPA CONCURSO DE DESIGN GRÁFICO PARA OS PROCESSOS SELETIVOS DA UEPA-2012 EXTRATO DO EDITAL Nº 019/2011-UEPA CONCURSO DE DESIGN GRÁFICO PARA OS PROCESSOS SELETIVOS DA UEPA-2012 A Reitora da Universidade do Estado do Pará UEPA torna público que, no período de 20 de abril a 06

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP

CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP CONDIÇÕES GERAIS DO CONFIANÇA CAP CONDIÇÕES GERAIS CONFIANÇA CAP Versão: 05/2013 Proc. SUSEP 15414.004330/2012-21 CONDIÇÕES GERAIS DO CONFIANÇA CAP SUMÁRIO I - INFORMAÇÕES

Leia mais

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO Estabelece as normas de funcionamento e uso do Hotel de Trânsito do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL/PE), tanto na Sede quanto na

Leia mais

Regulamento dos Cursos de Língua Estrangeira da Universidade de Trásos-Montes

Regulamento dos Cursos de Língua Estrangeira da Universidade de Trásos-Montes Regulamento dos Cursos de Língua Estrangeira da Universidade de Trásos-Montes e Alto Douro Artigo 1º Objeto O presente regulamento define um conjunto de normas e orientações dos Cursos de Língua Estrangeira

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR

REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR FÉRIAS DA LIPOR 1. Considerações Gerais A Lipor, Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, com sede em Baguim do Monte, concelho de Gondomar, realiza atividades de promoção e organização

Leia mais

Procedimentos Para Visita e/ou Entrada-Saída de Equipamentos ao Housing Intelig Telecom

Procedimentos Para Visita e/ou Entrada-Saída de Equipamentos ao Housing Intelig Telecom 1. OBJETIVO Este documento tem como objetivo descrever a metodologia para o Controle de Acesso, Entrada e Saída de Clientes Dentro ou Fora do Ambiente Housing., bem como a metodologia para o recebimento

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS NÍVEL SUPERIOR REALIZAÇÃO: Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas U F S C a r EDITAL Nº 011/2012 O Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da Universidade

Leia mais

Anexo VII (A que se refere o artigo 3.º)

Anexo VII (A que se refere o artigo 3.º) Anexo VII (A que se refere o artigo 3.º) AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO Instruções de preenchimento das fichas de avaliação, de reformulação e de monitorização de desempenho dos dirigentes intermédios e dos trabalhadores

Leia mais

Anexo VII (A que se refere o artigo 3.º) AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

Anexo VII (A que se refere o artigo 3.º) AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO Anexo VII (A que se refere o artigo 3.º) AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO Instruções de preenchimento das fichas de avaliação, de reformulação e de monitorização de desempenho dos dirigentes intermédios e dos trabalhadores

Leia mais

2.1 Respeito ao Cliente

2.1 Respeito ao Cliente REGULAMENTO PRÊMIO SMART 1. O PRÊMIO O PRÊMIO SMART, regido por este regulamento, tem como objetivo distinguir e reconhecer as melhores práticas de relacionamento com o cliente em Utilities e Telecom:

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA MARIA CARMELITA DO CARMO

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA MARIA CARMELITA DO CARMO GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA MARIA CARMELITA DO CARMO EDITAL Nº 004/2015 E.E.P.M. CARMELITA DO CARMO A Diretora da Escola Estadual Prof.ª Maria

Leia mais

Câmara de Dirigentes Lojistas de Viçosa - CDL

Câmara de Dirigentes Lojistas de Viçosa - CDL REGULAMENTO DA CAMPANHA DE NATAL 2012 A SER AFIXADO NAS EMPRESAS PARTICIPANTES E NA SEDE DA CDL VIÇOSA. O Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Viçosa, no uso das atribuições conferidas pelo Estatuto

Leia mais

Desejável: - Ensino superior em curso: Administração, Marketing, Comunicação ou Publicidade.

Desejável: - Ensino superior em curso: Administração, Marketing, Comunicação ou Publicidade. VAGAS SÃO PAULO - TATUAPÉ ASSISTENTE DE MARKETING - Pacote office intermediário; - Vivência na área comercial; - Ter fácil acesso para TATUAPÉ. Desejável: - Ensino superior em curso: Administração, Marketing,

Leia mais

Orientações para emissão da Guia de Transporte Animal GTA

Orientações para emissão da Guia de Transporte Animal GTA Orientações para emissão da Guia de Transporte Animal GTA O Ministério da Agricultura regulamenta o transporte de animais dentro do Brasil (GTA) e também para fora do pais (CZI). 1 PARA NÃO PERDER TEMPO:

Leia mais

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Nordeste, bem como proporcionar

Leia mais

EDITAL PRÊMIO CRA-RS DE ADMINISTRAÇÃO Edição 2013 MODALIDADES: Artigo Acadêmico, Livro e Empresa Cidadã.

EDITAL PRÊMIO CRA-RS DE ADMINISTRAÇÃO Edição 2013 MODALIDADES: Artigo Acadêmico, Livro e Empresa Cidadã. EDITAL PRÊMIO CRA-RS DE ADMINISTRAÇÃO Edição 2013 MODALIDADES: Artigo Acadêmico, Livro e Empresa Cidadã. O Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul, tendo em vista o disposto na Resolução

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA DIVISÃO DE PESQUISA EM CIÊNCIA BIOMÉDICA LABORATÓRIO MULTIUSUÁRIO REGIMENTO INTERNO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA DIVISÃO DE PESQUISA EM CIÊNCIA BIOMÉDICA LABORATÓRIO MULTIUSUÁRIO REGIMENTO INTERNO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA DIVISÃO DE PESQUISA EM CIÊNCIA BIOMÉDICA LABORATÓRIO MULTIUSUÁRIO REGIMENTO INTERNO SOBRAL-CE JANEIRO - 2012 CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. O Laboratório de

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE INGLÊS 2016.1 DO PORTO DIGITAL

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE INGLÊS 2016.1 DO PORTO DIGITAL REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE INGLÊS 2016.1 DO PORTO DIGITAL Parque Tecnológico 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do Porto

Leia mais

I Alterações do Manual de Orientação do Leiaute do Sped Contábil (ECD)

I Alterações do Manual de Orientação do Leiaute do Sped Contábil (ECD) Nota Técnica do Sped Contábil nº 001, de 16 de dezembro de 2013 Dispõe sobre as alterações no Manual de Orientação do Leiaute do Sped Contábil. Considerando que o Ato Declaratório Executivo n o 33, de

Leia mais

EDITAL PARA BOLSAS PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL

EDITAL PARA BOLSAS PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL EDITAL PARA BOLSAS PNPD/CAPES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA INDUSTRIAL 1. FINALIDADE: 1.1. Abrir as inscrições e estabelecer as condições de seleção para ingresso de bolsistas PNPD/CAPES no

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA ESTÁGIO CURRICULAR

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA ESTÁGIO CURRICULAR PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA ESTÁGIO CURRICULAR Canoas, março de 2015 1 - Informações Gerais O Estágio Supervisionado do Curso de Fonoaudiologia da ULBRA é feito a partir do 6º semestre

Leia mais

Regulamento das comissões internas de prevenção de acidentes - CIPAs

Regulamento das comissões internas de prevenção de acidentes - CIPAs Pág.: 1/5 1 Objetivo 1.1 Esta Norma estabelece os procedimentos relativos ao funcionamento das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes - CIPAs na COPASA MG. 1.2 Aplica-se a todos os empregados e Unidades

Leia mais

CLUBE COMERCIAL DE LORENA

CLUBE COMERCIAL DE LORENA TORNEIO DE BILHAR 2015 I - Dos Objetivos: REGULAMENTO Art. 1 - O evento tem por finalidade promover o intercambio social e esportivo entre os associados do Clube Comercial de Lorena e de toda a região,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE VISITAS RELATÓRIO DE VISITAS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE VISITAS RELATÓRIO DE VISITAS 22/03/203. INTRODUÇÃO A Política de Visitas Divisão Institucional tem por objetivo controlar e auditar as visitas dos consultores em nossos clientes, as ações de manutenções tomadas e comprovar a presença

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA - 7ª Região

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA - 7ª Região Ofício Circular CRP07-187/2009 Porto Alegre, 23 de julho de 2009. I MOSTRA DE PRÁTICAS EM PSICOLOGIA NO CAMPO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS PSICÓLOGO, SEU FAZER NOS INTERESSA. Em 2009, o Conselho Regional de

Leia mais

5(*8/$0(172 '2 ³352*5$0$ '( 5(/$&,21$0(172 %( &,'$'( -$5',0 SHOPPING CIDADE JARDIM LTDA.

5(*8/$0(172 '2 ³352*5$0$ '( 5(/$&,21$0(172 %( &,'$'( -$5',0 SHOPPING CIDADE JARDIM LTDA. SHOPPING CIDADE JARDIM LTDA., com sede na Capital do Estado de São Paulo, na Avenida Magalhães de Castro, 4.800, Torre 1, 27º andar (parte), Cidade Jardim, inscrita no CNPJ sob nº 07.859.510/0001-68, representada

Leia mais

REGULAMENTO DA HOTELARIA

REGULAMENTO DA HOTELARIA REGULAMENTO DA HOTELARIA I DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º. O presente Regulamento, aprovado pela Diretoria Executiva, rege o uso dos serviços de hotelaria disponibilizados pela AMAM aos Associados e seus

Leia mais

NORMA DE CONTROLE DE CIRCULAÇÃO INTERNA NOR 204

NORMA DE CONTROLE DE CIRCULAÇÃO INTERNA NOR 204 MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO CÓD. 200 ASSUNTO: ESTABELECE CRITÉRIOS DE PROCEDIMENTOS PARA O CONTROLE DE CIRCULAÇÃO INTERNA NAS DEPENDÊNCIAS DA EMPRESA CÓD: APROVAÇÃO: Resolução nº 0098/94, de 15/12/1994 NORMA

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS ÍNDICE I Informações Iniciais... 4 II Glossário... 4 III Objetivo... 5 IV Natureza do Título... 5 V Vigência... 5 VI Pagamento... 5 VII Carência...

Leia mais

SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA - ACITA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT

SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA - ACITA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DA FAIT ATUALIZADO EM 22 DE MAIO DE 2013. PARA VIGÊNCIA A PARTIR DE 2013 2º SEMESTRE Itapeva- SP 1 ANO DE 2013 - REGULAMENTO

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO 2.1 MODALIDADE DADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO 2.1 MODALIDADE DADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO.1 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.30/0001-94 APLUBCAP ECO.1 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: 15414.0055/011-47

Leia mais

Manual do Expositor. Informações: 11 2223-2521 operacional.decofe@apcdcentral.com.br. Prezado EXPOSITOR,

Manual do Expositor. Informações: 11 2223-2521 operacional.decofe@apcdcentral.com.br. Prezado EXPOSITOR, Prezado EXPOSITOR, Os Expositores através do CNPJ da sua empresa (conforme contrato de locação) em campo específico, acessarão os formulários para preenchimento, envio e impressão dos mesmos, on-line.

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO PRIMA LINEA PLATINUM

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO PRIMA LINEA PLATINUM REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO PRIMA LINEA PLATINUM 1. CONDIÇÕES INICIAIS 1.1. PRIMA LINEA PLATINUM é o programa de relacionamento lançado pela PRIMA LINEA, com sede na Rua Iliana Pirfo de Noronha,

Leia mais

PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO

PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO Sumário 1. O EDITAL... 2 1.1. Natureza e objetivos... 2 1.2. Princípios orientadores... 2 1.3. Foco temático do edital... 2 2. QUEM PODE PARTICIPAR...

Leia mais

ÂMBITO E FINALIDADE SERVIÇO DE EMPRÉSTIMO DE VALORES MOBILIÁRIOS

ÂMBITO E FINALIDADE SERVIÇO DE EMPRÉSTIMO DE VALORES MOBILIÁRIOS Dispõe sobre empréstimo de valores mobiliários por entidades de compensação e liquidação de operações com valores mobiliários, altera as Instruções CVM nºs 40, de 7 de novembro de 1984 e 310, de 9 de julho

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Referência AP Data de emissão JANEIRO/2013

Manual de Normas e Procedimentos Referência AP Data de emissão JANEIRO/2013 1 I- : 1. Objetivo: O propósito desse manual é estabelecer princípios básicos que representam a prática da Auditoria Interna da Viva Rio e da Viva Comunidade tanto a de processos quanto a anti-fraudes,

Leia mais

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 40 (quarenta) vagas.

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 40 (quarenta) vagas. FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CLEVELÂNDIA - FESC CLEVELÂNDIA PARANÁ CNPJ 04.205.727/0001-66 Rua Coronel Manoel Ferreira Bello, 270 Centro CEP:85.530-000 Fone/Fax: (46)3252-3399 E-mail: fesc@wln.com.br

Leia mais

Regulamento Prêmio Top de Arquitetura e Decoração 2011

Regulamento Prêmio Top de Arquitetura e Decoração 2011 Regulamento Prêmio Top de Arquitetura e Decoração 2011 Do concurso 1) O concurso Prêmio Top de Arquitetura e Decoração, promovido pela C&C Casa e Construção Ltda., com sede na Av. Miguel Stéfano, 2.394

Leia mais

CAMP-IMAGEM NUCLEAR S/C LTDA EXAME DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA NUCLEAR - 2015 EDITAL 01/2015

CAMP-IMAGEM NUCLEAR S/C LTDA EXAME DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA NUCLEAR - 2015 EDITAL 01/2015 CAMP-IMAGEM NUCLEAR S/C LTDA EXAME DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA NUCLEAR - 2015 EDITAL 01/2015 A Camp-Imagem Nuclear S/C LTDA torna pública a realização do Processo seletivo de candidatos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL N o 06 / 2012-PROPESP A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM), por intermédio da Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2015 A, por seu Secretário de Município Sr. Cleide Torres Rodrigues - torna público, no uso de suas atribuições legais conferidas pela Portaria nº 009/2013

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROCESSO SELETIVO RESIDENCIA MEDICA 2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROCESSO SELETIVO RESIDENCIA MEDICA 2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROCESSO SELETIVO RESIDENCIA MEDICA 2015 O Presidente da Comissão de Residência Médica COREME do Hospital Metropolitano torna público, conforme dispõe a legislação vigente, que estarão

Leia mais