MESMO QUE ESTAS VARIÁVEIS TENHAM NOME IDÊNTICOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MESMO QUE ESTAS VARIÁVEIS TENHAM NOME IDÊNTICOS"

Transcrição

1 Funções As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Porque usar funções? Para permitir o reaproveitamento de código já construído (por você ou por outros programadores); Para evitar que um trecho de código que seja repetido várias vezes dentro de um mesmo programa; Para permitir a alteração de um trecho de código de uma forma mais rápida. Com o uso de uma função é preciso alterar apenas dentro da função que se deseja; Para que os blocos do programa não fiquem grandes demais e, por conseqüência, mais difíceis de entender; Para facilitar a leitura do programa-fonte; Para separar o programa em partes (blocos) que possam ser logicamente compreendidos de forma isolada. Sua sintaxe é: Tipo_da_função nome_da_função (tipo var1, tipo var2,...,tipo varn) corpo da função O tipo da função pode ser int, float, char. Uma função pode retornar qualquer valor válido em C, sejam de tipos pré-definidos ( int, char, float) ou de tipos definidos pelo usuário ( struct, typedef ) Uma função que não retornar nada (também chamada de procedure) é definida colocando-se o tipo void como valor retornado. Entre parênteses estão os parâmetros da função que é constituído pelos nomes das variáveis que se deseja passar para função separados por vírgulas e acompanhados de seus respectivos tipos. Pode-se colocar void entre parênteses se a função não recebe nenhum parâmetro No corpo da função vem o código em C, este código pertence somente à função, ou seja, nenhuma outra função ou parte do programa poderá acessá-la com nenhum comando, exceto por meio de uma chamada da função. As variáveis contidas em uma função são locais, só existem naquela função. Essas variáveis são criadas quando a função é chamada e destruídas ao sair. As variáveis valem no bloco que são definidas; as variáveis definidas dentro de uma função recebem o nome de variáveis locais; uma variável definida dentro de uma função não é acessível em outras funções, MESMO QUE ESTAS VARIÁVEIS TENHAM NOME IDÊNTICOS. Exemplos: 1) Imagine que você precisa imprimir a mensagem "Pressione a tecla ENTER" e esperar que o usuário tecle ENTER., em várias partes de seu programa. Caso o usuário tecle algo diferente, o programa deve emitir um BEEP. Você pode usar um laço de WHILE sempre que isto for necessário. Mas você também pode criar uma função. Com o uso de funções, este processo de repetição fica simplificado. Observe o exemplo a seguir. Observação: Antes de usar uma função em C, é aconselhável declará-la especificando seu protótipo. Tem a mesma forma que a função, só que substitui o corpo por um ponto e vírgula (;)

2 #include <conio.h> //para usar getch #include <windows.h> //para usar Beep void EsperaEnter(void); //protótipo da função //chamada da função //... //qualquer parte do programa //... //... void EsperaEnter(void) //Definição da função "EsperaEnter" int tecla; //a variável que for declarada aqui é local, não é usada em outro local printf("pressione ENTER\n"); do tecla = getch();//conio.h if (tecla!=13) // Se nao for ENTER Beep(300,500); // Ativa a emissão de um BEEP Beep(400,500); Beep(500,500); Beep(600,500); Beep(700,500); Beep(800,500); Beep(100,500); Beep(200,500); Beep(500,500); Beep(600,500); while(tecla!= 13); // 13 e' o codigo ASCII da tecla ENTER 2) Fazer uma função para calcular o Máximo Divisor Comum entre dois números int MDC (int a, int b); int a=-15, b=185; printf("o MDC de %d e %d e: %d \n",a,b, MDC(a,b)); // int MDC (int a,int b) //função

3 return (a); O mesmo exercício anterior, agora com uma função para ler o número e mudança na função MDC para não retornar valor para o programa void MDC (int a, int b); int lernumero(); // void MDC (int a,int b) printf("o MDC e: %d \n",a); int lernumero () int num; printf("digite o numero: "); scanf("%d",&num); return num; Quando vamos passar um vetor como argumento de uma função, podemos declarar a função de três maneiras equivalentes. Seja o vetor: int vetorx [50]; e que queiramos passá-la como argumento de uma função funcao(). Podemos declarar funcao() de três maneiras: void funcao (int vetorx[50]); void funcao (int vetorx[]); void funcao (int *vetorx);

4 No código a seguir, por exemplo, a função SOMA é chamada recebendo como parâmetros as variáveis a e b. Experimente inserir esta função no programa anterior. void SOMA(int a, int b) int result; // a declaração de variáveis é igual ao que se faz na função main result = a+b; printf("a soma de %d com %d e: %d \n", a,b,result); Resultado: void MDC (int a, int b); int lernumero(); void SOMA(int a, int b); SOMA(a,b); Arquivos-Cabeçalhos Arquivos-cabeçalhos são aqueles que temos mandado o compilador incluir no início de nossos exemplos e que sempre terminam em.h. A extensão.h vem de header (cabeçalho em inglês). Já vimos exemplos como stdio.h, stdlib.h, math.h. Estes arquivos, na verdade, não possuem os códigos completos das funções. Eles só contêm protótipos de funções. É o que basta. O compilador lê estes protótipos e, baseado nas informações lá contidas, gera o código correto. O corpo das funções cujos protótipos estão no arquivo-cabeçalho, no caso das funções do próprio C, já estão compiladas e normalmente são incluídas no programa no instante da "linkagem". Este é o instante em que todas as referências a funções cujos códigos não estão nos nossos arquivos fontes são resolvidas, buscando este código nos arquivos de bibliotecas. Se você criar algumas funções que queira aproveitar em vários programas futuros, ou módulos de programas, você pode escrever arquivos-cabeçalhos e incluí-los também. Os códigos das funções serão escritos num arquivo a parte. Vamos chamá-lo de uteis.h. Neste arquivo teremos a definição da função: Exemplo: Observação: Não se esqueça que este arquivo deve ser salvo com a extensão.h //funcoes criadas por mim, 4 bimestre //retorna o MDC de dois numeros void MDC (int a,int b)

5 printf("o MDC e: %d \n",a); //ler numeros inteiros do teclado int lernumero () int num; printf("digite o numero: "); scanf("%d",&num); return num; //realiza a soma de dois numeros inteiros void SOMA(int a, int b) int result; // a declaração de variáveis é igual ao que se faz na função main result = a+b; printf("a soma de %d com %d e: %d \n", a,b,result); //ordena um vetor na ordem decrescente int ordenardecrescente(int *vetora) int i, j, aux; printf("\n ordenando o vetor em ordem decrescente\n"); for(i=0;i<5;i++) for(j=0;j<5; j++) if (i<5) if (vetora[i]>vetora[j]) printf("troca [%d]: %d por [%d]: %d\n", i, vetora[i], j, vetora[j]); aux= vetora[i]; vetora[i]= vetora[j]; vetora[j]=aux; printf("\nvetor ordenado\n"); Como utilizar o arquivo cabeçalho criado #include "uteis.h" //deve estar salvo no mesmo local que salvou o seu program SOMA(a,b);

#include <stdio.h> void Swap (int *a,int *b) { int temp; temp=*a; *a=*b; *b=temp; } main () {

#include <stdio.h> void Swap (int *a,int *b) { int temp; temp=*a; *a=*b; *b=temp; } main () { 422 #include void Swap (int *a,int *b) int temp; temp=*a; *a=*b; *b=temp; main () int num1,num2; printf("\nentre com o primeiro valor: "); scanf ("%d",&num1); printf("\nentre com o segundo valor:

Leia mais

Introdução à Programação Aula 09. Prof. Max Santana Rolemberg Farias Colegiado de Engenharia de Computação

Introdução à Programação Aula 09. Prof. Max Santana Rolemberg Farias Colegiado de Engenharia de Computação Introdução à Programação Aula 09 Prof. Max Santana Rolemberg Farias max.santana@univasf.edu.br Colegiado de Engenharia de Computação A linguagem C, como qualquer outra linguagem de programação, permite

Leia mais

MC102 - Algoritmos e programação de computadores. Aula 14: Funções e Procedimentos

MC102 - Algoritmos e programação de computadores. Aula 14: Funções e Procedimentos MC102 - Algoritmos e programação de computadores Aula 14: Funções e Procedimentos Procedimentos Procedimentos são estruturas que agrupam um conjunto de comandos, que são executados quando o procedimento

Leia mais

Aula 15 - Aula sobre Funções e Procedimentos

Aula 15 - Aula sobre Funções e Procedimentos MC-102 Algoritmos e Programação de Computadores IC-UNICAMP Aula 15 - Aula sobre Funções e Procedimentos 1 Objetivos Apresentar os conceitos de procedimentos e funções, suas vantagens e sua notação em C.

Leia mais

As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Sua sintaxe é:

As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Sua sintaxe é: Linguagem C-Funções Objetivos No primeiro capítulo foi dito que um programa em C pode ser composto de uma ou mais funções, sendo que a única obrigatória é main (). Agora, estudaremos como utilizar outras

Leia mais

Programação de Computadores I Funções Básicas da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Funções Básicas da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Funções Básicas da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO Função Printf() Sintaxe printf( expressão de controle, argumentos); É uma função padrão para exibir uma mensagem na

Leia mais

Linguagem C Funções. André Tavares da Silva.

Linguagem C Funções. André Tavares da Silva. Linguagem C Funções André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Funções É uma coleção de comandos identificados por um nome (identificador); As funções executam ações e podem retornar valores; main, printf

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de Programação. Professora: Luciana Faria

Algoritmos e Técnicas de Programação. Professora: Luciana Faria Algoritmos e Técnicas de Programação Professora: Luciana Faria Abstração de Comandos (Função) Função São os blocos de construção da linguagem C, com os quais podemos construir programas melhores e mais

Leia mais

Modularidade - Funções e Procedimentos

Modularidade - Funções e Procedimentos Modularidade - Funções e Procedimentos José Gustavo de Souza Paiva Problema Em diversas situações, é preciso executar uma tarefa específica diversas vezes em um programa, variando apenas os dados de entrada

Leia mais

Função. Unidade autônoma do programa desenvolvida para executar alguma atividade. A estrutura de uma função C é semelhante à da função main( )

Função. Unidade autônoma do programa desenvolvida para executar alguma atividade. A estrutura de uma função C é semelhante à da função main( ) Função Unidade autônoma do programa desenvolvida para executar alguma atividade Evita que se escreva o mesmo código inúmeras vezes em um mesmo programa A estrutura de uma função C é semelhante à da função

Leia mais

3. Linguagem de Programação C

3. Linguagem de Programação C Introdução à Computação I IBM1006 3. Linguagem de Programação C Prof. Renato Tinós Departamento de Computação e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 3.7. Funções 3.7.1. Introdução 3.7.2. Uso de

Leia mais

LINGUAGEM C: FUNÇÕES FUNÇÃO 08/01/2018. Funções são blocos de código que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa.

LINGUAGEM C: FUNÇÕES FUNÇÃO 08/01/2018. Funções são blocos de código que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa. LINGUAGEM C: FUNÇÕES Prof. André Backes FUNÇÃO Funções são blocos de código que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa. printf(): função que escreve na tela scanf(): função que lê o teclado

Leia mais

Procedimentos e Funções

Procedimentos e Funções BCC 201 - Introdução à Programação I Procedimentos e Funções Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/1 Funções e Procedimentos I Procedimentos são funções estruturas que agrupam um conjunto de comandos, que são

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Algoritmos e Programação Aula 3 Introdução a Linguagem C Profa. Marina Gomes marinagomes@unipampa.edu.br 1 Aula de Hoje - Criar programas simples em C utilizando a estrutura básica; - Declarar variáveis;

Leia mais

SSC300- Linguagens de Programação e Aplicações Profa Vânia de Oliveira Neves. ICMC/USP São Carlos

SSC300- Linguagens de Programação e Aplicações Profa Vânia de Oliveira Neves. ICMC/USP São Carlos Funções SSC300- Linguagens de Programação e Aplicações Profa Vânia de Oliveira Neves ICMC/USP São Carlos Slides baseados no material gentilmente cedido pela Profa Simone Senger Souza 2 MODULARIZAÇÃO Um

Leia mais

ECT1203 Linguagem de Programação

ECT1203 Linguagem de Programação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Escola de Ciências e Tecnologia ECT1203 Linguagem de Programação Prof. Aquiles Burlamaqui Profa. Caroline Rocha Prof. Luiz Eduardo Leite Prof. Luciano Ferreira

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Funções Gil Eduardo de Andrade Definição É conjunto de comandos (linhas de código) agrupado num bloco devidamente nomeado, que ao ser invocado executa todas as instruções nele

Leia mais

#include <stdio.h> main() { int i; // Cabeçalho for (i = 1; i <=20; i++) putchar( * ); putchar( \n ); puts( Numeros entre 1 e 5 );

#include <stdio.h> main() { int i; // Cabeçalho for (i = 1; i <=20; i++) putchar( * ); putchar( \n ); puts( Numeros entre 1 e 5 ); O todo é igual à soma das partes. Euclides. FUNÇÕES E PROCEDIMENTOS Embora sem saber, ao longo dos outros laboratórios, já foram utilizadas funções tais como printf, scanf, getchar, putchar, dentre outras

Leia mais

LINGUAGEM C: FUNÇÕES FUNÇÃO 04/07/2017. Funções são blocos de código que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa.

LINGUAGEM C: FUNÇÕES FUNÇÃO 04/07/2017. Funções são blocos de código que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa. LINGUAGEM C: FUNÇÕES Prof. André Backes FUNÇÃO Funções são blocos de código que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa. printf(): função que escreve na tela scanf(): função que lê o teclado

Leia mais

5 - COMANDOS DE CONTROLE DE PROGRAMA Em C existem os comandos de decisões, os comandos de iteração (ou de laços) e os comandos de desvios.

5 - COMANDOS DE CONTROLE DE PROGRAMA Em C existem os comandos de decisões, os comandos de iteração (ou de laços) e os comandos de desvios. 3636363636363636363636363636363636363636363636363636 5 - COMANDOS DE CONTROLE DE PROGRAMA Em C existem os comandos de decisões, os comandos de iteração (ou de laços) e os comandos de desvios. 5.1 - Comandos

Leia mais

Programação I Funções. Prof. Carlos Alberto

Programação I Funções. Prof. Carlos Alberto Programação I Funções Prof. Carlos Alberto carlos.batista@facape.br carlos36_batista@yahoo.com.br Funções Funções são blocos de códigos que podem ser nomeados e chamados de dentro de um programa; Funções

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Resumo da Linguagem C. Sérgio Carlos Portari Júnior

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Resumo da Linguagem C. Sérgio Carlos Portari Júnior LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Resumo da Linguagem C Sérgio Carlos Portari Júnior Tipos de dados mais usados em C Inteiro int 2 bytes Real float 4 bytes Caractere char 1 byte String não existe* xxxxxxx Booleano

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

Procedimentos e Funções

Procedimentos e Funções BCC 201 - Introdução à Programação I Procedimentos e Funções Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/46 Funções e Procedimentos I Procedimentos são funções estruturas que agrupam um conjunto de comandos, que são

Leia mais

Programação de Computadores I Introdução ao C PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Introdução ao C PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Introdução ao C PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução Criada em 1972, por Dennis Ritchie; Centro de Pesquisas da Bell Laboratories; Para utilização no S.O. UNIX; C é uma linguagem

Leia mais

Técnicas de Programação: Comandos de Controle de DEE UFPB

Técnicas de Programação: Comandos de Controle de DEE UFPB Técnicas de Programação: Comandos de Controle de Programa Prof. Protásio DEE UFPB 1 Comandos de Controle de Programa Comandos que direcionam o fluxo de execução de programa. Em C, tem se 3 categorias:

Leia mais

Modularidade - Fun ções e Procedimentos

Modularidade - Fun ções e Procedimentos Modularidade - Fun ções e Procedimentos José Gustavo de Souza Paiva Problema Em diversas situa ções, é preciso executar uma tarefa específica diversas vezes em um programa, variando apenas os dados de

Leia mais

Conhecendo a Linguagem de Programação C

Conhecendo a Linguagem de Programação C Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Conhecendo a Linguagem de Programação C DCA0800 - Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros 1 Como

Leia mais

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente:

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente: Vetores Vetor é um tipo de dado usado para representar uma certa quantidade de variáveis de valores homogêneos (do mesmo tipo). Imagine o seguinte problema: calcular a média das notas da prova de 5 alunos.

Leia mais

Revisão. Profa Marina Gomes

Revisão. Profa Marina Gomes Revisão Profa Marina Gomes Algoritmos Na construção de um programa, o problema que o algoritmo representa é composto por três fases. Entrada: dados de entrada do algoritmo. Processamento: ações sobre os

Leia mais

Linguagem C. Funções. Prof. Maurício Dias

Linguagem C. Funções. Prof. Maurício Dias Linguagem C Funções Prof. Maurício Dias 1 O que são Funções? (ou subprogramas ou subrotinas) São trechos de código fonte agrupados sob um nome, que podem ser chamados sempre que for necessário executar

Leia mais

Suponha um conjunto habitacional, com várias famílias... imagina se todas elas morassem em uma única casa?

Suponha um conjunto habitacional, com várias famílias... imagina se todas elas morassem em uma única casa? Funções Suponha um conjunto habitacional, com várias famílias...... imagina se todas elas morassem em uma única casa? Funções Introdução à Computação 1 de 28 Funções Na Programação, funções são conjuntos

Leia mais

3.1 - Funções para manipular dados de entrada e saída padrão

3.1 - Funções para manipular dados de entrada e saída padrão 1616161616161616161616161616161616161616161616161616 3- ENTRADA E SAÍDA EM C Os principais meios para executar operações de entrada e saída (E/S) são: Entrada e saída pelo console (ou padrão): teclado

Leia mais

Universidade de São Paulo São Carlos Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. Material preparado pela profa Silvana Maria Affonso de Lara

Universidade de São Paulo São Carlos Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. Material preparado pela profa Silvana Maria Affonso de Lara Universidade de São Paulo São Carlos Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação FUNÇÕES EM C 1 Material preparado pela profa Silvana Maria Affonso de Lara 2º semestre de 2010 ROTEIRO DA AULA Definição

Leia mais

Estruturas de Dados. Módulo 4 Funções. 9/8/2005 (c) Dept. Informática - PUC-Rio 1

Estruturas de Dados. Módulo 4 Funções. 9/8/2005 (c) Dept. Informática - PUC-Rio 1 Estruturas de Dados Módulo 4 Funções 9/8/2005 (c) Dept. Informática - PUC-Rio 1 Referências Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel, Introdução a Estruturas de Dados, Editora Campus (2004)

Leia mais

Algoritmos e Programação. Linguagem C Procedimentos e. Eliane Pozzebon

Algoritmos e Programação. Linguagem C Procedimentos e. Eliane Pozzebon Algoritmos e Programação Linguagem C Procedimentos e Funções Eliane Pozzebon Procedimentos e Funções Procedimentos são estruturas que agrupam um conjunto de comandos, que são executados quando o procedimento

Leia mais

LINGUAGEM C Estrutura / Funções

LINGUAGEM C Estrutura / Funções Tópicos Especiais em T. Computação CONCEITOS DA LINGUAGEM C Estrutura / Funções Prof. Elyssandro Piffer ESTRUTURAS As estruturas em C são muito semelhantes aos registros em Pascal. Agrupam num único tipo,

Leia mais

MAC2166 Introdução à Computação para Engenharia Escola Politécnica Terceira Prova 20 de junho de 2011

MAC2166 Introdução à Computação para Engenharia Escola Politécnica Terceira Prova 20 de junho de 2011 MAC2166 Introdução à Computação para Engenharia Escola Politécnica Terceira Prova 20 de junho de 2011 Nome: Assinatura: N ō USP: Turma: Professor: Instruções: 1. Não destaque as folhas deste caderno. 2.

Leia mais

Linguagem C. André Tavares da Silva.

Linguagem C. André Tavares da Silva. Linguagem C André Tavares da Silva dcc2ats@joinville.udesc.br Variáveis Posição nomeada de memória que é usada para guardar um valor que pode ser modificado pelo programa. Todas as variáveis devem ser

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Algoritmos e Programação Aula 9 Subalgoritmos, funções e passagem de parâmetros Profa. Marina Gomes marinagomes@unipampa.edu.br 22/06/2017 Engenharia de Computação - Unipampa 1 Modularização Facilita a

Leia mais

CAP. IX - MANIPULAÇÃO DE ARQUIVOS Generalidades sobre Arquivos. 9.2 Abertura e Fechamento de Arquivos. Operações com arquivos:

CAP. IX - MANIPULAÇÃO DE ARQUIVOS Generalidades sobre Arquivos. 9.2 Abertura e Fechamento de Arquivos. Operações com arquivos: CAP. IX - MANIPULAÇÃO DE ARQUIVOS 9.1 Generalidades sobre arquivos 9.2 Abertura e fechamento de arquivos 9.3 Arquivos textos e arquivos binários 9.4 Leitura e escrita em arquivos binários 9.5 Procura direta

Leia mais

Suponha um conjunto habitacional, com várias famílias... imagina se todas elas morassem em uma única casa?

Suponha um conjunto habitacional, com várias famílias... imagina se todas elas morassem em uma única casa? Funções Suponha um conjunto habitacional, com várias famílias...... imagina se todas elas morassem em uma única casa? Funções Programação de Computadores 1 de 28 Funções Na Programação, funções são conjuntos

Leia mais

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1)

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Objetivos O principal objetivo deste artigo é explicar alguns conceitos fundamentais de programação em C. No final será implementado um programa envolvendo todos

Leia mais

ALGORITMOS AULA 01. Baseado nas aulas do Prof. Jorgiano Vidal

ALGORITMOS AULA 01. Baseado nas aulas do Prof. Jorgiano Vidal ALGORITMOS AULA 01 Baseado nas aulas do Prof. Jorgiano Vidal LINGUAGEM C Uma das grandes vantagens do C é que ele possui tanto caracterìsticas de "alto nìvel" quanto de "baixo nìvel". Linguagem de propósito

Leia mais

Programação de Computadores II. Cap. 4 Funções

Programação de Computadores II. Cap. 4 Funções Programação de Computadores II Cap. 4 Funções Livro: Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel. Introdução a Estruturas de Dados, Editora Campus (2004) Slides adaptados dos originais dos profs.:

Leia mais

3. Linguagem de Programação C

3. Linguagem de Programação C Introdução à Computação I IBM1006 3. Linguagem de Programação C Prof. Renato Tinós Departamento de Computação e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 3.2. Estrutura de Programas e Representação

Leia mais

PROTÓTPOS DE FUNÇÕES/PROCEDIMENTOS

PROTÓTPOS DE FUNÇÕES/PROCEDIMENTOS PROTÓTPOS DE FUNÇÕES/PROCEDIMENTOS Uma função (ou procedimento) deve ser declarada sempre antes da sua primeira utilização. É por essa razão que devemos escrever todas as funções antes da função main().

Leia mais

Comandos em C (cont.)

Comandos em C (cont.) Comandos em C (cont.) Operador ternário:? O operador condicional possui uma opção um pouco estranha. É o único operador C que opera sobre três expressões. Sua sintaxe geral possui a seguinte construção:

Leia mais

Noção de Funções. A Linguagem C permite que um programa seja escrito como um conjunto de funções que são executadas a partir de uma

Noção de Funções. A Linguagem C permite que um programa seja escrito como um conjunto de funções que são executadas a partir de uma Unidade d 3 Professor: Rogério Rodrigues de Vargas Noção de Funções A Linguagem C permite que um programa seja escrito como um conjunto de funções que são executadas a partir de uma função principal denominada

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Programação em C. Variáveis e Expressões. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação

Programação em C. Variáveis e Expressões. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Programação em C Variáveis e Expressões DCA0800 Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros Florencio

Leia mais

Comandos de controle de fluxo: if / for / while / do while.

Comandos de controle de fluxo: if / for / while / do while. Conceitos básicos do C. 2 Introdução às funções. Entrada e saída. Comandos de controle de fluxo: if / for / while / do while. Variáveis, constantes, operadores e expressões Switch / break / matrizes e

Leia mais

MC-102 Aula 06 Comandos Repetitivos

MC-102 Aula 06 Comandos Repetitivos MC-102 Aula 06 Comandos Repetitivos Instituto de Computação Unicamp 2 de Setembro de 2016 Roteiro 1 Comandos Repetitivos 2 Comando while 3 Comando do-while 4 O comando for 5 Exemplos com Laços Variável

Leia mais

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C #include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C ANTES DO C ERA A LINGUAGEM B B foi essencialmente uma simplificação da linguagem BCPL. B só tinha um tipo de dado, que

Leia mais

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação Linguagem C Controle do Fluxo de Execução Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Aqui começaremos a escrever os nossos primeiros programas em uma Linguagem de Programação. Divirta-se!!! Estrutura Seqüencial

Leia mais

Sub-rotinas David Déharbe

Sub-rotinas David Déharbe Sub-rotinas David Déharbe 1 1 Objetivos da aula Os conceitos de sub-rotina, funções e procedimentos; Como usar sub-rotinas em C: parâmetros de sub-rotinas: parâmetros formais e parâmetros efetivos. passagem

Leia mais

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue; Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar

Leia mais

17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular

17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular 17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro Ministrado por: Prof. André Amarante 17

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Programação de Computadores Introdução à Programação Prof. Helton Fábio de Matos hfmatos@dcc.ufmg.br Agenda Algoritmo & Programa Variáveis Declaração de tipos Comando de entrada ou de leitura Comando de

Leia mais

Aula 03 -Introdução àlinguagc Programação: Estrutura-Repetição. OPL e IC1 Prof: Anilton Joaquim da Silva

Aula 03 -Introdução àlinguagc Programação: Estrutura-Repetição. OPL e IC1 Prof: Anilton Joaquim da Silva Aula 03 -Introdução àlinguagc Programação: Estrutura-Repetição OPL e IC1 Prof: Anilton Joaquim da Silva Anilton.ufu@outlook.com 1 Estrutura de Repetição Em certas situações é necessária a repetição de

Leia mais

Índice. Índice... 0 Passagem de parâmetros... 3 Procedures... 5 Funções... 5

Índice. Índice... 0 Passagem de parâmetros... 3 Procedures... 5 Funções... 5 Índice Índice... 0 Passagem de parâmetros... 3 Procedures... 5 Funções... 5 Definição Podemos definir sub-rotinas como sendo blocos de instruções que realizam tarefas específicas. O código de uma sub-rotina

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Funções

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Funções Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Funções Funções Funções definem operações que são usadas frequentemente Funções, na matemática, requerem parâmetros de entrada, e definem um valor de saída

Leia mais

... Subprogramas Após fazer as tarefas previstas o nosso programa devolve o comando ao sistema operativo. Isto está numa hierarquia onde o nosso progr

... Subprogramas Após fazer as tarefas previstas o nosso programa devolve o comando ao sistema operativo. Isto está numa hierarquia onde o nosso progr 26 - Subprogramas Executar um programa é pedir ao sistema operativo (que é o programa principal de um computador) que passe o comando do computador para o nosso programa. ... Subprogramas Após fazer as

Leia mais

Material sobre Funções AEDS 1

Material sobre Funções AEDS 1 Material sobre Funções AEDS 1 1 Funções - revisão Funções definem operações que são usadas frequentemente Funções, na matemática, requerem parâmetros de entrada e definem um valor de saída 2 Funções -

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Procedimentos e Funções. Prof. César Melo Todos os créditos para o professor Leandro Galvão

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Procedimentos e Funções. Prof. César Melo Todos os créditos para o professor Leandro Galvão Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012 Procedimentos e Funções Prof. César Melo Todos os créditos para o professor Leandro Galvão Procedimentos e Funções Procedimentos são s estruturas que agrupam um

Leia mais

Cabeçalhos. A figura a seguir lista alguns cabeçalhos da biblioteca-padrão que podem ser incluídos nos programas.

Cabeçalhos. A figura a seguir lista alguns cabeçalhos da biblioteca-padrão que podem ser incluídos nos programas. Funções em C Cabeçalhos Cada biblioteca-padrão tem um cabeçalho correspondente que contém os protótipos e definições de função para todas as funções que compõem essa biblioteca. A figura a seguir lista

Leia mais

Revisão da Linguagem C Prof. Evandro L. L. Rodrigues

Revisão da Linguagem C Prof. Evandro L. L. Rodrigues SEL0433 Aplicação de Microprocessadores I Revisão da Linguagem C Prof. Evandro L. L. Rodrigues Estrutura de um programa C Diretivas de pré processamento Declaração de variáveis globais Declaração de protótipos

Leia mais

SSC304 Introdução à Programação Para Engenharias. Introdução a Linguagem C. GE4 Bio

SSC304 Introdução à Programação Para Engenharias. Introdução a Linguagem C. GE4 Bio Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Sistemas de Computação Introdução à Para Engenharias Introdução a Linguagem C GE4 Bio GE4Bio Grupo de Estudos

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Sub-rotina Sub-rotina (CAPÍTULO 8): Funções e procedimentos Blocos de instruções que realizam

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas de Repetição Aula Tópico 4 (while, for) 1 Problema 10 Suponha que soma (+) e subtração (-) são as únicas operações disponíveis em C. Dados dois números

Leia mais

INF 1007 Simulado P2 Nome: Instruções

INF 1007 Simulado P2 Nome: Instruções INF 1007 Simulado P2 Nome: Matrícula: Turma: Instruções 1. Tempo de prova: 1 hora e 30 minutos. 2. Entregue a solução de sua prova em um ÚNICO arquivo texto, com o nome Turma_Matricula_P2.txt (por exemplo

Leia mais

12 - Dados Estruturados Vetores, Matrizes e Strings

12 - Dados Estruturados Vetores, Matrizes e Strings 12 - Dados Estruturados Vetores, Matrizes e Strings Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro Ministrado por: Prof. André Amarante Vetores,

Leia mais

Comando Switch. Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante.

Comando Switch. Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante. Comando Switch Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante. O código pode ficar difícil de ser seguido e confundir até mesmo o seu autor no

Leia mais

Programação 1. Atribuição, operadores aritméticos, entrada de dados. Técnico em Eletrônica Semestre 5 02

Programação 1. Atribuição, operadores aritméticos, entrada de dados. Técnico em Eletrônica Semestre 5 02 Programação 1 Atribuição, operadores aritméticos, entrada de dados Técnico em Eletrônica Semestre 5 02 Armazenando na memória tipo de variável #include #include main() { int ano; Declaração

Leia mais

Linguagem de Programação C. Funções e Procedimentos

Linguagem de Programação C. Funções e Procedimentos Funções e Procedimentos Cristiano Lehrer Introdução (1/5) Embora sem saber ainda como escrever uma função, já utilizamos várias em nossos exemplos: printf(), scanf(), getchar(), putchar(),... Escreva um

Leia mais

Introdução à linguagem C

Introdução à linguagem C Introdução à linguagem C Luís Charneca luis.charneca@gmail.com Introdução ao C O C nasceu na década de 70. O seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 correndo

Leia mais

O comando for permite que um certo trecho de programa seja executado um determinado número de vezes. A forma do comando for é a seguinte:

O comando for permite que um certo trecho de programa seja executado um determinado número de vezes. A forma do comando for é a seguinte: Laço de repetição for e while 12-03-15 Comando for O comando for permite que um certo trecho de programa seja executado um determinado número de vezes. A forma do comando for é a seguinte: for (comandos

Leia mais

A linguagem C (visão histórica)

A linguagem C (visão histórica) A linguagem C (visão histórica) A linguagem C é uma linguagem de programação desenvolvida no ínício dos anos 70 por Dennis Ritchie, que trabalhava nos laboratórios Bell e que também inciou em paralelo,

Leia mais

Curso de C. Declaração de Variáveis 18/3/ :48 1

Curso de C. Declaração de Variáveis 18/3/ :48 1 Curso de C Declaração de Variáveis 18/3/2008 15:48 1 Declaração de Variáveis Objetivos: Aprender como: Criar variáveis Atribuir um valor inicial à variável Escolher um nome para a variável 18/3/2008 15:48

Leia mais

INF1005 Programação I. Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática

INF1005 Programação I. Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática INF1005 Programação I Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática 1 INF1005 Funções Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática 2 Funções Matemáticas Argumento 1 Argumento

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Por que usar funções? Escopo de Variáveis Declarando uma

Leia mais

1ª Lista de Exercícios

1ª Lista de Exercícios Universidade Federal do Rio de Janeiro Data: 26/04/05 Disciplina: Computação I 1ª Lista de Exercícios 1) Faça um programa, em pseudo-código, que peça ao usuário que informe n números reais e então calcule

Leia mais

Linguagem C. Funções

Linguagem C. Funções Linguagem C Funções Funções Uma função é um conjunto de instruções desenhadas para cumprir uma tarefa particular Funções dividem grandes tarefas de computação em tarefas menores Permitem que todos os outros

Leia mais

Métodos e Procedimentos. Prof. Jesus José de Oliveira Neto

Métodos e Procedimentos. Prof. Jesus José de Oliveira Neto Métodos e Procedimentos Prof. Jesus José de Oliveira Neto Procedimentos são estruturas que agrupam um conjunto de comandos, que são executados quando o procedimento é chamado. Métodos são procedimentos

Leia mais

Ponteiros e Tabelas. K&R: Capítulo 5

Ponteiros e Tabelas. K&R: Capítulo 5 Ponteiros e Tabelas K&R: Capítulo 5 Ponteiros e Tabelas Ponteiros e endereços Ponteiros e argumentos de funções Ponteiros e tabelas Alocação dinâmica de memória Aritmética de ponteiros Tabelas de ponteiros

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

ALGORITMOS I. Procedimentos e Funções

ALGORITMOS I. Procedimentos e Funções Procedimentos e Funções Jaime Evaristo (http://professor.ic.ufal.br/jaime/) Slide 1 MÓDULOS São blocos de instruções que realizam tarefas específicas. Carregado uma vez e pode ser executado quantas vezes

Leia mais

Instituto Federal da Bahia Análise e Desenvolvimento de Sistemas INF029 Laboratório de Programação Aula 02: Modularização

Instituto Federal da Bahia Análise e Desenvolvimento de Sistemas INF029 Laboratório de Programação Aula 02: Modularização Instituto Federal da Bahia Análise e Desenvolvimento de Sistemas INF029 Laboratório de Programação Aula 02: Modularização Prof. Dr. Renato L. Novais renato@ifba.edu.br Agenda Modularização Funções em C

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Engenharia de CONTROLE e AUTOMAÇÃO Introdução à Linguagem C Aula 02 DPEE 1038 Estrutura de Dados para Automação Curso de Engenharia de Controle e Automação Universidade Federal de Santa Maria beltrame@mail.ufsm.br

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

Métodos Computacionais

Métodos Computacionais Métodos Computacionais Objetivos da Disciplina e Introdução a Linguagem C Construções Básicas Objetivos da Disciplina Objetivo Geral Discutir técnicas de programação e estruturação de dados para o desenvolvimento

Leia mais

Explicação do programa:

Explicação do programa: Disciplina: Introdução à Programação. IPRJ/UERJ Professora: Sílvia Mara da Costa Campos Victer Índice: Aula10 Sub-rotina: Em algoritmos Em C Sub-rotinas subprograma - programação modularizada Definição:

Leia mais

Linguagem C (Funções)

Linguagem C (Funções) 1. Sub-Rotinas em Linguagem C/C++ Um importante recurso apresentado nas linguagens de programação é a modularização, onde um programa pode ser particionado em sub-rotinas bastante específicas. A linguagem

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Introdução à Computação - Linguagem C: aula 06. Mauro Cesar Bernardes 04/Junho/2014

Introdução à Computação - Linguagem C: aula 06. Mauro Cesar Bernardes 04/Junho/2014 Introdução à Computação - Linguagem C: aula 06 Mauro Cesar Bernardes 04/Junho/2014 Agenda Passagem de parâmetros por valor e por referência Vetores e Matrizes Passagem de parâmetros por valor #include

Leia mais

Laços de repetição for, while, do-while

Laços de repetição for, while, do-while Computação Eletrônica Laços de repetição for, while, do-while Prof: Luciano Barbosa Estruturas de Repetição Imagine um programa que calcula a média de um aluno. Este programa é bastante simples, bastaria:

Leia mais

Lista de Exercícios de Algoritmos - 04 Para cada um dos exercícios abaixo, faça um programa (em laboratório) que teste a função.

Lista de Exercícios de Algoritmos - 04 Para cada um dos exercícios abaixo, faça um programa (em laboratório) que teste a função. Lista de Exercícios de Algoritmos - 04 Para cada um dos exercícios abaixo, faça um programa (em laboratório) que teste a função. Funções e estruturas básicas 1. Faça uma função que recebe a idade de uma

Leia mais

Introdução à Programação. Estruturas de Repetição

Introdução à Programação. Estruturas de Repetição Introdução à Programação Estruturas de Repetição Repetição de Comandos i 0 int somatorio(int n) { int soma = 0; int i = 0; soma = soma + i; i++; soma = soma + i; i++; soma = soma + i;... n i Faz esta seqüência

Leia mais