Produtos e Subprodutos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produtos e Subprodutos"

Transcrição

1 Produtos e Sub-Produtos Alguns itens comercializados na Loja têm uma característica marcante: eles possuem uma validade bem definida, enquanto que outros não têm validade, porém apresentam séries distintas e, ainda, existem outros que não apresentam nenhuma destas características. Para termos um bom gerenciamento destes itens, adotamos a classificação dos mesmos em Produtos / Sub-Produtos e Serviços. Nesta classificação, serão denominados Produtos todos os itens que necessitam de controle de Estoque e os demais itens comercializados serão tratados como Serviços. Os Produtos terão, por sua vez, Sub-Produtos, onde as compras e vendas serão feitas e os estoques serão controlados. Esta classificação é importante, pois ela determina como serão apresentados os Relatórios de Balanço, onde os sub-produtos não aparecem e tudo é calculado para o Produto. Os principais Produtos / Sub-Produtos são: Bilhetes da Loteria Federal Os Bilhetes da Loteria Federal são fornecidos pela CAIXA, através de cotas. Se sua Cota é de 50 Bilhetes, isto significa que você receberá a cada Extração um total de 50 Bilhetes, sejam eles Inteiros ou Duques. Vale lembrar que cada Bilhete Inteiro contém 10 frações e um Duque é um conjunto de dois Bilhetes, um de cada Série, com o mesmo milhar (dois Números iguais, de Séries diferentes). Assim, nas Extrações de Quarta-Feira serão fornecidos apenas Bilhetes Inteiros. A Cota de Bilhetes do Sábado e da Quarta-Feira são, em geral, diferentes. A partir de Outubro/2012 o custo do Bilhete para o Revendedor Lotérico passou a ser de R$ 15,87, além de uma extração especial mensal com custo de R$ 55,55. Há, também, extrações comemorativas como a de Natal por exemplo com custo de R$ 119,86. Estes Bilhetes são vendidos a R$ 20,00, R$ 70,00 e R$ 150,00 respectivamente. Portanto, a sua comissão bruta gira em torno de 30%.

2 Este é um produto perecível, ou seja, independentemente de ter vendido ou não todos os Bilhetes até o momento do sorteio o Revendedor Lotérico terá que pagá-los! A fatura dos Bilhetes de uma determinada Extração é debitada na conta. O Bilhete da Loteria Federal é um produto no qual a Extração 4.734, por exemplo, tem validade até 06/02/2013 (sorteio) e a partir daí esta Extração se encerra. Assim, cada Extração tem um período de validade, que vai até a sua data do sorteio. Consideraremos o Bilhete da Loteria Federal como um Produto e cada Extração como um Sub-Produto. Por exemplo, a Extração de 06/02/2013 e a Extração de 09/02/2013 são dois Sub-Produtos do Produto denominado Bilhete. Ao receber os Bilhetes de uma Extração, você deverá: (a) cadastrar a compra deste Produto no Lucro Certo. Com isto, será feito automaticamente um lançamento de débito em sua Conta 043, com a data do vencimento da fatura correspondente, permitindo assim que você tenha controle de seu fluxo de dinheiro; (b) distribuí-los nos Caixas de Atendimento para a venda; (c) fazer o lançamento adequado na Planilha 1 (Produtos), em cada Caixa; (d) acompanhar, através dos Fechamentos de Caixa, a evolução das vendas (não se esqueça... é perecível!). Fazendo o Fechamento de Caixa através do programa Lucro Certo, é possível acompanhar diariamente o estoque/vendas de frações em cada Caixa da Loja. Loteria Instantânea (Raspadinha) A Loteria Instantânea (Raspadinha) é um produto em que não tem um período de validade, porém apresenta Séries distintas, tais como a Série Caminho da Sorte e a Série Chance Extra. Poderíamos adotar cada Série como sendo um Sub-Produto, porém isto acarretaria um trabalho de digitação diário muito grande. Em vista disso, consideraremos dois Sub-Produtos básicos: um Sub-Produto será o conjunto de todas as Séries que têm preço de venda de R$ 1,50 e o outro Sub-Produto será o formado por todas as Séries que têm preço de venda de R$ 2,00. Assim, teremos dois Sub-Produtos: (a) Instantânea 1,50 (b) Instantânea 2,00

3 As Raspadinhas são fornecidas em pacotes de 100 unidades, a um custo de R$ 1,305 para as Instantâneas 1,50 e de R$ 1,74 para as Instantâneas 2,00, proporcionando uma comissão bruta de 14,94% sobre o preço de custo, ou de 13% sobre o preço de venda. A fatura das Raspadinhas adquiridas é debitada na Conta 043, na data do vencimento. Este produto não é perecível, pois não há uma data-limite de venda. Uma determinada Série se encerra quando são vendidas todas as unidades disponíveis no mercado, que foram produzidas de acordo com um plano pré-estabelecido pela CAIXA. Ao adquirir um ou mais pacotes de Raspadinhas, você deverá: (a) cadastrar a compra deste Produto no Lucro Certo, será feito automaticamente, um lançamento de débito na Conta 043, com a data do vencimento da fatura correspondente, facilitando o controle do seu fluxo de caixa; (b) distribuí-los nos Caixas de Atendimento para a venda; (c) fazer o lançamento adequado na Planilha 1 (Produtos), em cada Caixa; (d) acompanhar, através dos Fechamentos de Caixa, a evolução das vendas. Com o Fechamento de Caixa feito diariamente, é possível acompanhar o estoque/vendas de Raspadinhas, em cada Caixa. TeleSena A TeleSena é fornecida "por consignação" a um custo de R$ 6,3623 para ser vendida a R$ 7,00, proporcionando uma comissão bruta de 9,11% sobre o preço de custo ou de 10,02% sobre o preço de venda. É um produto comercializado por Séries (Campanhas) com sorteios semanais de prêmios. Após o último sorteio a Campanha é encerrada e passa-se a vender uma nova Campanha. Por exemplo, a Campanha Mães/2009 teve validade durante o período de 26/04/09 a 24/05/09. O mesmo acontece com as outras Séries/Campanhas. São emitidas de 9 a 11 Campanhas por ano. É um Título de Capitalização, no qual o apostador está pagando R$ 3,50 pelo Título que será resgatado após 12 meses (valor este capitalizado ao longo dos 12 meses) e outros R$ 3,50 para concorrer a Prêmios oferecidos através de sorteios feitos durante o mês de vigência da Campanha, além de outros sorteios realizados mensalmente.

4 Classificamos a TeleSena como um Produto e cada Série/Campanha como um Sub-Produto. Desta forma, o Produto TeleSena possui os seguintes Sub- Produtos (mais recentes): Mães/2012, Independência/2012, Natal/2012, Carnaval/2013, Mães/2013, São João/2013, etc... Ao adquirir uma quantidade de TeleSenas, uma fatura será emitida com vencimento para uma determinada data, na qual será debitada na Conta Corrente da Loja (003). Você deverá: (a) cadastrar a compra deste Produto no Lucro Certo, que automaticamente, lançará um débito na Conta 003, com a data do vencimento da fatura correspondente; (b) distribuí-los nos Caixas de Atendimento para a venda (c) lançá-los na Planilha 1 (Produtos), de cada Caixa; (d) acompanhar, através dos Fechamentos de Caixa, a evolução das vendas e dos estoques. Ao final dos sorteios de uma Campanha da TeleSena, as vendas se encerram. Assim esta Série/Campanha está encerrada e a TeleSena (desta Série) passa a ser denominada TeleSena Encerrada. As TeleSenas Encerradas podem ser Vencidas ou Não-Vencidas: Durante os 12 meses, decorridos após o lançamento da Série/Campanha, o apostador concorrerá a sorteios mensais. Durante este período a TeleSena desta Campanha é denominada: TeleSena Não-Vencida. Após este período, passará a ser denominada TeleSena Vencida e poderá ser resgatada pelo apostador, ao valor que é divulgado pela administração deste Título de Capitalização (em torno de R$ 3,75 correção pela inflação do período). Há um mercado de compra/venda das TeleSenas Não-Vencidas: (b) O apostador que possui TeleSenas Não-Vencidas nem sempre quer esperar o vencimento das mesmas e, por isso, quer vendê-las mesmo que seja por um valor aquém do valor de resgate; (c) O Revendedor Lotérico compra estas TeleSenas Não-Vencidas e as guarda para, na época propícia, resgatá-las ao valor oficial de resgate, gerando assim um ganho considerável.

5 Fazendo o lançamento correto destas TeleSenas Não-Vencidas na Planilha 2 Movimentação (vide modelo), é possível através do Fechamento de Caixa fornecer estas informações ao programa Lucro Certo e, com isto, obter uma posição do estoque de tais TeleSenas. Por outro lado, a Casa Lotérica é um local de resgate das TeleSenas Vencidas, ou seja, o apostador vai até a Loja para fazer o resgate de suas TeleSenas Vencidas e, assim o Lotérico efetua o pagamento pelo valor oficial. Os valores gastos para este fim são ressarcidos através do Mapa de TeleSenas Vencidas, que é feito e impresso pelo Lucro Certo. O valor total dos resgates constantes do Mapa é acrescido de R$ 0,03 por TeleSena resgatada (comissão) e este valor final é creditado automaticamente na Conta Jurídica da Loja (003), no 10º dia útil contado a partir da entrega do Mapa. Observação: Há de se ressaltar que comentamos os Produtos comercializados em uma Casa Lotérica, em âmbito nacional e que no entanto existem Produtos Estaduais/Regionais que também são vendidos nas Lojas destas regiões. O mesmo ocorre com Serviços prestados

Bolões CAIXA com Dezenas Combinadas APRESENTAÇÃO SOFTWARES

Bolões CAIXA com Dezenas Combinadas APRESENTAÇÃO SOFTWARES Bolões CAIXA com Dezenas Combinadas APRESENTAÇÃO SOFTWARES CRV Sistemas e Consultoria Comercializamos s, entregamos soluções, geramos otimização de lucros, somos pioneiros, inovadores e o mais importante:

Leia mais

EXERCÍCIOS DIVERSOS TRABALHO 1

EXERCÍCIOS DIVERSOS TRABALHO 1 EXERCÍCIOS DIVERSOS TRABALHO 1 01. O gerente de uma loja de presentes está fazendo o fechamento das vendas de brinquedos no período de véspera de natal. No dia 06/11/2006 foram vendidos 14 brinquedos a

Leia mais

REGULAMENTO PRODUTOS PREMIADOS Banco Mercantil do Brasil S/A

REGULAMENTO PRODUTOS PREMIADOS Banco Mercantil do Brasil S/A 11º Termo de Aditamento O Banco Mercantil do Brasil S/A, CNPJ 17.184.037/0001-10, com endereço na Rua Rio de Janeiro, 654 Centro, em Belo Horizonte MG, pelo presente ADITAMENTO resolve alterar o Regulamento

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 389 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 389 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 389 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901471/2013-75 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076. CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 226 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: II - GLOSSÁRIO

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 358 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 358 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 358 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901125/2013-97 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900001/2014-75 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900570/2013-30 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: 03.558.096/0001-04 (PU 15 MESES) - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA PLANO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº:

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM102T7 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: II GLOSSÁRIO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL

CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM930T4 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 PROCESSO SUSEP Nº: 15414.

CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 PROCESSO SUSEP Nº: 15414. I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 166 : POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004323/2012-20 II - GLOSSÁRIO Subscritor é

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,336% 59,464% 35,20%

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,336% 59,464% 35,20% CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições Gerais. Titular

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 88.076.302/0001-94

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 D - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

RealCap PM Sonhos - Sorteios Mensais CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO

RealCap PM Sonhos - Sorteios Mensais CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO RealCap PM Sonhos - Sorteios Mensais CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TRICAP (PM910T3 TRADICIONAL)

CONDIÇÕES GERAIS DO TRICAP (PM910T3 TRADICIONAL) I INFORMAÇÕES INICIAIS II GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS DO TRICAP (PM910T3 TRADICIONAL) SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM BÔNUS - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 1. Glossário Subscritor é quem adquire o Título, assumindo o compromisso de efetuar

Leia mais

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS II - GLOSSÁRIO PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU HARTFORD CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DIN DIN DO RONALDO

CONDIÇÕES GERAIS DIN DIN DO RONALDO CONDIÇÕES GERAIS DIN DIN DO RONALDO GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições

Leia mais

Condições Gerais. I Informações Iniciais

Condições Gerais. I Informações Iniciais Condições Gerais I Informações Iniciais Sociedade de Capitalização: MAPFRE Capitalização S.A. CNPJ: 09.382.998/0001-00 Nome Fantasia do Produto: Mc-T-04- Pu 12 Meses Modalidade: Tradicional Processo Susep

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM110P3 POPULAR

CONDIÇÕES GERAIS DO PM110P3 POPULAR I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PM110P3 POPULAR SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM110P3 - MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003600/2011-04

Leia mais

3.2 - LOTERIA INSTANTÂNEA

3.2 - LOTERIA INSTANTÂNEA mod3 11/21/03 11:58 AM Page 11 3.2-3.2.1 - HISTÓRICO A Loteria Federal do Brasil Instantânea, lançada em 22 de agosto de 1991, com o objetivo de atender às necessidades dos clientes das Loterias Federais,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PREMIUM CASH PLANO PM 60/60 N - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PLANO PM 48/48 P - MODALIDADE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009)

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PR_PU_POPULAR1_S100_1S_CS0834 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 NOME FANTASIA DO PRODUTO: INVESTCAP POP-PM 61 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901593/2014-42

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. I - INFORMAÇÕES INICIAIS Sociedade de Capitalização - APLUB Capita-lização S.A. CNPJ - 88.076.302/0001-94 Modalidade: Popular

CONDIÇÕES GERAIS. I - INFORMAÇÕES INICIAIS Sociedade de Capitalização - APLUB Capita-lização S.A. CNPJ - 88.076.302/0001-94 Modalidade: Popular ESTIPULANTE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUB SORTE EXTRA - TCA 420 (PROC. SUSEP Nº 15414.200104/2009-74), da APLUB Capitalização S. A. I - INFORMAÇÕES INICIAIS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: Nº 03.558.096/0001-04 PU 12 MESES - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA PLANO PU

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL (CÓDIGO 45.1) VIP 200

CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL (CÓDIGO 45.1) VIP 200 CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL (CÓDIGO 45.1) VIP 200 CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL (CÓDIGO 45.1) GLOSSÁRIO _ Subscritor é a pessoa que subscreve

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS - DIN DIN JUNINA

CONDIÇÕES GERAIS - DIN DIN JUNINA CONDIÇÕES GERAIS - DIN DIN JUNINA GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições

Leia mais

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1 CAPITALIZAÇÃO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Porto Seguro Capitalização S.A. CNPJ Nº 16.551.758/0001-58 MODALIDADE I: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003346/2012-17 II GLOSSÁRIO

Leia mais

A Loteria Federal do Brasil, conhecida como a loteria tradicional, foi a primeira loteria a ser administrada pela Caixa Econômica Federal.

A Loteria Federal do Brasil, conhecida como a loteria tradicional, foi a primeira loteria a ser administrada pela Caixa Econômica Federal. mod3 11/21/03 11:58 AM Page 3 PRODUTOS 3.1-3.1.1 - HISTÓRICO A Loteria Federal do Brasil, conhecida como a loteria tradicional, foi a primeira loteria a ser administrada pela Caixa Econômica Federal. Antes

Leia mais

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1 CONDIÇÕES GERAIS DO PU114P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PLANO PU114P MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005166/2011-99II

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO PLANO DE PAGAMENTO ÚNICO (PU)

CONDIÇÕES GERAIS DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO PLANO DE PAGAMENTO ÚNICO (PU) CONDIÇÕES GERAIS DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO PLANO DE PAGAMENTO ÚNICO (PU) I INFORMAÇÕES INICIAIS 1.1- SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: LIDERANÇA CAPITALIZAÇÃO S.A. 1.2- SITE DA SOCIEDADE: www.telesena.com.br

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL

CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PU 81.4 - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

MEU FATOR DE SUCESSO A essência do seu trabalho PLANO DE CARREIRA E VANTAGENS

MEU FATOR DE SUCESSO A essência do seu trabalho PLANO DE CARREIRA E VANTAGENS MEU FATOR DE SUCESSO A essência do seu trabalho PLANO DE CARREIRA E VANTAGENS Seja Bem Vinda! Em 1995 quando ao lado da minha família idealizei a Fator 5, tinha a meu favor a minha força de vontade, minha

Leia mais

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO PM48 MPE SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada

Leia mais

PROGRAMA DE CAPITALIZAÇÃO SORTE SEMPRE

PROGRAMA DE CAPITALIZAÇÃO SORTE SEMPRE PROGRAMA DE CAPITALIZAÇÃO SORTE SEMPRE DEFINIÇÕES UTILIZADAS NESTE REGULAMENTO I) TÍTULO: Título de Capitalização da Modalidade Tradicional emitido pela APLUB Capitalização S.A. (APLUBCAP) e aprovado pela

Leia mais

Controle Financeiro. 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz. Emerson Machado Salvalagio. www.guiadomicroempreendedor.com.

Controle Financeiro. 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz. Emerson Machado Salvalagio. www.guiadomicroempreendedor.com. Controle Financeiro 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz Emerson Machado Salvalagio Quando abrimos uma empresa e montamos nosso próprio negócio ou quando nos formalizamos, após algum tempo

Leia mais

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE:

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE FÁCIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA

CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA Página 1 de 6 CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. TC MEGA DATA MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº 15414.000814/2006-53

Leia mais

Acelerador de Pontos

Acelerador de Pontos O é uma novidade para você acumular o dobro de pontos no programa do seu cartão de crédito, mediante o pagamento adicional de 4% do valor da sua fatura. Como contratar Você pode contratar o pela internet

Leia mais

GLOSSÁRIO. Data de aniversário é o mesmo dia do início de vigência para todos os meses subsequentes, enquanto o plano estiver em vigor.

GLOSSÁRIO. Data de aniversário é o mesmo dia do início de vigência para todos os meses subsequentes, enquanto o plano estiver em vigor. PLIN EMPRESARIAL Processo SUSEP: 15414.003337/2007-69 Período de Comercialização: 26/10/2007 a 27/02/2009 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) Este Regulamento faz parte integrante do Contrato de Cartão de Crédito ( Contrato ) e regula as condições aplicáveis ao Programa

Leia mais

Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto. 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios.

Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto. 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios. Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios. 2. Promotora: A Royal & Sunalliance Seguros (Brasil)S.A, é titular

Leia mais

PLIN DOS SONHOS Processo SUSEP: 15414.003752/2004-70 Período de Comercialização: 01/03/2005 a 27/02/2009

PLIN DOS SONHOS Processo SUSEP: 15414.003752/2004-70 Período de Comercialização: 01/03/2005 a 27/02/2009 PLIN DOS SONHOS Processo SUSEP: 15414.003752/2004-70 Período de Comercialização: 01/03/2005 a 27/02/2009 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título,

Leia mais

OUROCAP EMPRESA CONDIÇÕES GERAIS - MODALIDADE TRADICIONAL SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com GLOSSÁRIO

OUROCAP EMPRESA CONDIÇÕES GERAIS - MODALIDADE TRADICIONAL SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com GLOSSÁRIO OUROCAP EMPRESA CONDIÇÕES GERAIS - MODALIDADE TRADICIONAL SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MODALIDADE: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005233/2011-75

Leia mais

Manual do Usuário. Distribuidor. Bem vindo ao SISTEMA MÁLVIM a ferramenta indispensável para a gestão de empresas ou grupos informais de Venda Direta.

Manual do Usuário. Distribuidor. Bem vindo ao SISTEMA MÁLVIM a ferramenta indispensável para a gestão de empresas ou grupos informais de Venda Direta. Manual do Usuário Distribuidor Caro parceiro Distribuidor Bem vindo ao SISTEMA MÁLVIM a ferramenta indispensável para a gestão de empresas ou grupos informais de Venda Direta. Com o SISTEMA MÁLVIM, seus

Leia mais

FAQ PAGAMENTO MENSAL POPULAR

FAQ PAGAMENTO MENSAL POPULAR POPULAR I. Como funciona o Pagamento Mensal? O OESTEMANIA CAP é um Título de Capitalização de Pagamento Mensal de meses, da Modalidade Popular, emitidos pela INVEST Capitalização S/A, inscrita no CNPJ

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO DA CASA PLANO PM 30/30 - MODALIDADE:

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGURO SUPER PREMIADO

REGULAMENTO DO SEGURO SUPER PREMIADO REGULAMENTO DO SEGURO SUPER PREMIADO 1. INFORMAÇÕES AO SEGURADO 1.1 A Bancorbrás - Hotéis, Lazer e Turismo Ltda., sediada no SCS Quadra 4, Bloco A, nº 230, Ed. Israel Pinheiro, 6º andar, em Brasília (DF),

Leia mais

Bradesco Prime MasterCard International

Bradesco Prime MasterCard International Bradesco Prime MasterCard International Muitos benefícios para você aproveitar. Uma das maiores redes de estabelecimentos à sua disposição em todo o mundo. Perfeito para facilitar o seu dia-a-dia e ajudá-lo

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO COMERCIAL. Fatura Premiada VeranCard

REGULAMENTO PROMOÇÃO COMERCIAL. Fatura Premiada VeranCard REGULAMENTO PROMOÇÃO COMERCIAL Fatura Premiada VeranCard Dados da Promotora: Veran Administradora de Cartões de Crédito LTDA. CNPJ: 11.853.182/0001-60 ENDEREÇO: Avenida Vinte e Seis de Março, 187 - Centro

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PRODUTO FEDERALCAP MENSAL (PM 60 PADRÃO)

CONDIÇÕES GERAIS DO PRODUTO FEDERALCAP MENSAL (PM 60 PADRÃO) CONDIÇÕES GERAIS DO PRODUTO FEDERALCAP MENSAL (PM 60 - PADRÃO) 1. INTRODUÇÃO 1.1. A FEDERAL CAPITALIZAÇÃO S.A., a seguir denominada EMITENTE, é uma sociedade especializada na instituição e administração

Leia mais

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL Ele foi criado para lhe oferecer um conjunto de benefícios e facilitar seu dia-a-dia, especialmente nos momentos em que você mais precisa de um Cartão. Para o Bradesco,

Leia mais

Cartilha. Ourocap Fiador

Cartilha. Ourocap Fiador Faz diferença ter Ourocap Fiador na hora de alugar um imóvel. Cartilha Ourocap Fiador O Ourocap Fiador* é o título de capitalização que funciona como uma garantia de aluguel, facilitando sua vida na hora

Leia mais

PM 60 SA SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS

PM 60 SA SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS PM 60 SA SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada

Leia mais

Agora sua máquina da Cielo passa os cartões Diners Club. Informativo. Ou seja, o seu ponto de venda acaba de ganhar vários pontos com os clientes.

Agora sua máquina da Cielo passa os cartões Diners Club. Informativo. Ou seja, o seu ponto de venda acaba de ganhar vários pontos com os clientes. A número 1 em vendas. NADA SUPERA ESSA MÁQUINA. Informativo EDIÇÃO 2 TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A CIELO PARA O SEU NEGÓCIO. Palavra do presidente Prezado cliente, A Cielo atua no cenário multibandeira

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO PLANO DE PAGAMENTO ÚNICO (PU)

CONDIÇÕES GERAIS DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO PLANO DE PAGAMENTO ÚNICO (PU) CONDIÇÕES GERAIS DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO PLANO DE PAGAMENTO ÚNICO (PU) I INFORMAÇÕES INICIAIS 1.1- SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: LIDERANÇA CAPITALIZAÇÃO S.A. 1.2- SITE DA SOCIEDADE: www.telesena.com.br

Leia mais