Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital CIDADES DIGITAIS. XVI Encontro de Provedores Regionais Porto Velho - RO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital CIDADES DIGITAIS. XVI Encontro de Provedores Regionais Porto Velho - RO"

Transcrição

1 Ministério das Comunicações Secretaria de Inclusão Digital CIDADES DIGITAIS XVI Encontro de Provedores Regionais Porto Velho - RO

2 Cultura Digital: Redes de interações

3 Objetivos Melhoria da gestão pública e dos serviços à população Transparência nas ações Democratização do acesso à internet Construção de conhecimento e informação Apoio ao desenvolvimento local

4 Características Infraestrutura óptica conectando pontos de governo e pontos de acesso público; Aplicativos de governo eletrônico: Saúde, Educação, Tributário e Financeiro; Hospedagem de aplicativos em nuvem; Formação de servidores e da população.

5 Cidades Digitais Critérios de pontuação para a seleção dos municípios Cidades com até 50 mil habitantes Cidades das regiões Norte e Nordeste Municípios com baixa DBL

6 Chamada 2012 Projeto Piloto 77 municípios Chamada 2013 PAC 262 municípios Municípios contemplados Região Norte: 13 Piloto 34 PAC Região Centro-Oeste: 1 Piloto 17 PAC Região Sul: 15 Piloto 24 PAC Região Nordeste: 34 Piloto 119 PAC Região Sudeste: 14 Piloto 68 PAC

7 Eixos de ação Formação Conteúdos Infraestrutura de Redes Cidade Digital

8 Modelo de execução

9 Infraestrutura Durabilidade Simplicidade Escalabilidade Interoperabilidade

10 Infraestrutura óptica conectando pontos de governo e pontos de acesso público; Infraestrutura

11 Infraestrutura Implantação da infraestrutura das Cidades Digitais: Ministério contrata empresa integradora Prefeitura autoriza o uso do solo ou obtém licença para uso de postes Prefeitura obtém licença da Anatel (SLP) Prefeitura contrata conexão à Internet Ministério aceita a obra e faz doação para o município

12 Melhoria na gestão pública Transparência Aplicativos

13 . Aplicativos Aplicativos disponibilizados a partir da nuvem do SERPRO Disponíveis no Portal do Software Público Brasileiro

14 Capacitação Apropriação tecnológica

15 Capacitação Capacitação técnica para servidores l Gerenciamento e manutenção básica da rede l Curso presencial ministrado pela empresa integradora Capacitação para os gestores de TI da Prefeitura l Elaboração do PDTI, governança, gestão de projetos e gerenciamento de serviços de TI ltutoria à distância

16 Capacitação Capacitação aberta para a população (PRONATEC) l uso das TICs, visando o desenvolvimento econômico e a sustentabilidade l Oferta gratuita de diversos cursos presenciais com assistência estudantil (curso, transporte e alimentação).

17 Capacitação Cidades atendidas: Piloto: 61 PAC: 164 Total: 225 Vagas Solicitadas Vagas Homologadas Vagas Realizadas % de Efetividade ,92% ,62% ,86% TOTAL

18 Sustentabilidade Parcerias para manutenção da rede e capacitação Concessão de uso Formação de Consórcios Públicos Secretarias de Estado de C&T Empresas Públicas de TI Instituições de Ensino Superior Exploração comercial de parte da rede: contrapartida manutenção e operação Compartilhamento da rede com instituições públicas, provedores comunitários Gestão compartilhada Redução de custos

19 Sustentabilidade Por meio do documento Diretrizes para a concessão de infraestrutura, o Ministério das Comunicações orienta as prefeituras para a concessão da infraestrutura a um provedor local, que deve se responsabilizar pela manutenção da rede, sua operação e até fornecer acesso à internet aos cidadãos.

20 Sustentabilidade ldos 80 municípios contemplados na primeira fase, mais de 50% (42) realizaram licitações para contratação de conexão. lmetade dos contratados (20) foram provedores locais. lmais de 80% dos municípios brasileiros são de pequeno porte. lnesses municípios atuam cerca de 3 mil provedores.

21 Expansão Proposta de expansão do programa via emendas parlamentares: - Emenda na Ação do PNBL 00PA - redes municipais e backhaul - MC repassa via aumento de capital da Telebrás - Telebrás é responsável pela implantação e manutenção da rede - atuação junto a provedores locais para provimento de acesso

22 Contato Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações (61)

Ministério das Comunicações. IoT: Políticas e Infraestrutura

Ministério das Comunicações. IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações Câmara De Gestão e Acompanhamento do Desenvolvimento de Sistemas de Comunicação M2M Histórico 17/set/2012 02/mai/2014

Leia mais

IoT: Políticas e Infraestrutura

IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações IoT: Políticas e Infraestrutura A Evolução da Internet das Coisas no Brasil. FIESP, São Paulo 29/07/2015 PNBL para PBLT Banda Larga para Todos Chegar a 90% dos municípios com

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Desafios para a melhoria da infraestrutura: Ampliação das comunicações móveis Diagnóstico Fonte: Cetic.br Tic Domicílios Diagnóstico Fonte: Cetic.br Tic Domicílios Diagnóstico

Leia mais

Cidades Inteligentes

Cidades Inteligentes Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações Secretaria de Inclusão Digital Cidades Inteligentes São Paulo, setembro 2016 Cidades Digitais: Eixos de ação Formação Conteúdos Infraestrutura

Leia mais

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Américo T Bernardes Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Secretaria de

Leia mais

V ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Região Sul Curitiba PR

V ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Região Sul Curitiba PR V ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Região Sul Curitiba PR SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL Criada em 2011 Projeto CIDADES DIGITAIS Melhoria da gestão pública e dos serviços prestados à população Transparência

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Secretaria de Inclusão Digital 1º Fórum Regional de Cidades Digitais Foz do Rio Itajaí Itajaí, 26 de março de 2015 _cidades digitais construindo um ecossistema de inovação e

Leia mais

Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX. Município UF DDD/Celular

Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX. Município UF DDD/Celular PLANO DE TRABALHO PROJETO CIDADES DIGITAIS (PAC2) 1 DADOS CADASTRAIS Nome da prefeitura CNPJ Endereço da sede da prefeitura Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX E-mail da prefeitura Nome do prefeito C.I./Órgão

Leia mais

Cidadãos Inteligentes

Cidadãos Inteligentes Cidadãos Inteligentes Senador Walter Pinheiro Março/2015 Agenda O panorama brasileiro Oportunidades Smart People 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Panorama 8.00 6.00 4.00

Leia mais

Cidadãos Inteligentes

Cidadãos Inteligentes Cidadãos Inteligentes Secretário de Educação da Bahia - Walter Pinheiro Junho/2017 Agenda O panorama brasileiro Oportunidades Smart People Regulação Lei Geral de Telecomunicações (1997) Universalização

Leia mais

Soluções e Parcerias para o Desenvolvimento dos Municípios. Helio Luiz Duranti Diretor Regional de Negócios

Soluções e Parcerias para o Desenvolvimento dos Municípios. Helio Luiz Duranti Diretor Regional de Negócios Soluções e Parcerias para o Desenvolvimento dos Municípios Helio Luiz Duranti Diretor Regional de Negócios Missão da CAIXA Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do País, como

Leia mais

PROJETO XINGU CONECTADO

PROJETO XINGU CONECTADO PROJETO XINGU CONECTADO! UMA PARCERIA! DO GOVERNO ESTADUAL ATRAVÉS DA PRODEPA E! DO GOVERNO FEDERAL ATRAVÉS DA TELEBRÁS DO MP - MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DO MC - MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES

Leia mais

PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA (PNBL)

PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA (PNBL) Diretoria Comercial PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA (PNBL) O Programa Nacional de Banda Larga Brasil Conectado foi criado pelo Governo Federal para ampliar o acesso à internet em banda larga no país. I -

Leia mais

PNBL Catalisador da Produção e Desenvolvimento Local

PNBL Catalisador da Produção e Desenvolvimento Local Ministério das Comunicações PNBL Catalisador da Produção e Desenvolvimento Local Otavio Caixeta Secretaria de Telecomunicações Ministério das Comunicações Brasília Maio/2013 PNBL- Objetivos Expandir a

Leia mais

NOVA POLÍTICA PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES. Secretaria de Telecomunicações

NOVA POLÍTICA PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES. Secretaria de Telecomunicações NOVA POLÍTICA PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES Secretaria de Telecomunicações PANORAMA STFC Declínio no interesse Fim das concessões Bens reversíveis Convergência tecnológica SMP e SCM: interesse e expansão

Leia mais

Gestão Compartilhada de Telecentros

Gestão Compartilhada de Telecentros Gestão Compartilhada de Telecentros Objetivo Formalizar TERMOS DE CONVÊNIO, visando à operação e manutenção de Centro de Democratização de Acesso à Rede Mundial de Computadores Telecentro Comunitário,

Leia mais

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC Câmara dos Deputados GOVERNANÇA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê de Gestão Estratégica Escritório Corporativo de Gestão Estratégica Comitês Setoriais de Gestão Escritórios Setoriais

Leia mais

Software Livre no Governo Eletrônico do Brasil

Software Livre no Governo Eletrônico do Brasil Software Livre no Governo Eletrônico do Brasil Rogério Santanna dos Santos Brasília, 16 de Abril de 2009 FORO IBEROAMERICANO SOBRE ESTRATEGIAS PARA IMPLANTAÇAO DA CARTA IBEROAMERICANA DE GOVERNO ELETRONICA

Leia mais

Atuação e Linhas de Financiamento do BNDES São Paulo Wireless 2ª edição

Atuação e Linhas de Financiamento do BNDES São Paulo Wireless 2ª edição Atuação e Linhas de Financiamento do BNDES São Paulo Wireless 2ª edição Ludmila Colucci Departamento de Telecomunicações 25 de Março de 2009 Organização interna Secretaria Geral Conselho de Administração

Leia mais

Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações

Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações Paulo Bernardo Silva Ministro de Estado das Comunicações Brasília,

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE INFRAESTRUTURA PARA O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

POLÍTICAS PÚBLICAS DE INFRAESTRUTURA PARA O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES POLÍTICAS PÚBLICAS DE INFRAESTRUTURA PARA O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES Estratégias para um Brasil Digital Conselheiro Igor Vilas Boas de Freitas CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO DE UMA POLÍTICA PÚBLICA O desenho

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

Programa Amazônia Conectada Integrando a Amazônia

Programa Amazônia Conectada Integrando a Amazônia Programa Amazônia Conectada Integrando a Amazônia General Decílio de Medeiros Sales O que é o Programa Amazônia Conectada? O Programa Amazônia Conectada é uma implementação de um canal robusto de telecomunicações,

Leia mais

III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasilia, 7 a 9 de abril de 2015.

III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasilia, 7 a 9 de abril de 2015. III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasilia, 7 a 9 de abril de 2015. Apoio Específico aos Municípios Linha de Financiamento para Modernização

Leia mais

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Pós-doutorado em Semiótica Cognitiva e Novas Mídias pela Maison de Sciences de l Homme, Professora Titular

Leia mais

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda Governança em TI na UFF Modelo de Gestão da STI Henrique Uzêda henrique@sti.uff.br 2011-2013 Universidade Federal Fluminense 122 cursos de graduação e 359 de pós-graduação ~ 45.000 alunos de graduação

Leia mais

Tecnologia da Infomação e Comunicação nas Escolas Públicas Brasileiras

Tecnologia da Infomação e Comunicação nas Escolas Públicas Brasileiras 2010 The Meeting of the America Tecnologia da Infomação e Comunicação nas Escolas Públicas Brasileiras Antonio Carlos Alves Carvalho Coordenador-Geral de Projetos e Programas De Tecnologia Educacional

Leia mais

Governo Eletrônico no Brasil: Integração e Padronização para a Prestação de Serviços Públicos

Governo Eletrônico no Brasil: Integração e Padronização para a Prestação de Serviços Públicos Governo Eletrônico no Brasil: Integração e Padronização para a Prestação de Serviços Públicos João Batista Ferri de Oliveira Agenda Cenários Diretrizes do Governo Eletrônico Integração e Interoperabilidade

Leia mais

SECRETARIA DE GESTÃO. Brasília, Fevereiro de 2016

SECRETARIA DE GESTÃO. Brasília, Fevereiro de 2016 SECRETARIA DE GESTÃO Brasília, Fevereiro de 2016 ENTREGAS PARA A SOCIEDADE Integrar novos parceiros à rede Estimular novos arranjos institucionais Melhorar a qualidade dos serviços públicos Estimular investimentos

Leia mais

Serviços. Os serviços são decorrentes dos projetos e processos das empresas. Origem do Serviço. Orientação Freqüência Ação Resultado

Serviços. Os serviços são decorrentes dos projetos e processos das empresas. Origem do Serviço. Orientação Freqüência Ação Resultado Kompaso Kompaso objetiva o aperfeiçoamento das práticas de produção e gestão através de serviços e ferramentas personalizados para cada empreendimento. Kompaso é a palavra em esperanto que significa bússola,

Leia mais

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

II Encontro Nacional de Municípios

II Encontro Nacional de Municípios II Encontro Nacional de Municípios Associação II Encontro Brasileira Nacional de Municípios de Municípios (ABM) Brasília, Brasília, 02 de 02 março de março de de 2016 A Importância da Assistência Técnica

Leia mais

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL EIXO 1 DIMENSÃO 8 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO 1 O plano de desenvolvimento do instituto PDI ( http://www.ufopa.edu.br/arquivo/portarias/2015/pdi20122016.pdf/view ) faz referência a todos os processos internos

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Histórico da Governança Digital 2000 Comitê Executivo de Governo Eletrônico 2005 eping: padrões de interoperabilidade 2010 Estratégia Geral de TI (EGTIC)

Leia mais

Governança Corporativa nas Universidades Federais.

Governança Corporativa nas Universidades Federais. Governança Corporativa nas Universidades Federais. Sequência da Apresentação: 1. Contextualização. 2. Governança Corporativa nas Universidades Federais. 3. Projeto FORPDI (FORPLAD). 2 1. Contextualização:

Leia mais

Objetivos. Representação dos municípios brasileiros, sobretudo pequenos e médios. Aprimoramento do pacto federativo

Objetivos. Representação dos municípios brasileiros, sobretudo pequenos e médios. Aprimoramento do pacto federativo 69 anos de história Fundada em 15 de março de 1946, no Rio de Janeiro Entidade Municipalista mais antiga do Brasil e da América Latina Atua em um regime de íntima cooperação com as municipalidades, instituições

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO CTIS

PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO Sobre a CTIS A CTIS foi fundada em 1983. Ela iniciou sua trajetória com dois sócios, um office- boy e uma secretária, ocupando uma área de apenas 27m². Hoje,

Leia mais

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes

I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes I Fórum Regional de Cidades Digitais do Litoral do Paraná Morretes - 2015 Morretes em busca da Cidade Digital Inteligente Prefeitura de Morretes Secretaria de Administração Depto de Tecnologias da Informação

Leia mais

O Papel dos Provedores Regionais na disseminação da Banda Larga

O Papel dos Provedores Regionais na disseminação da Banda Larga O Papel dos Provedores Regionais na disseminação da Banda Larga Cenário da Demanda e Oferta de Banda Larga no Brasil: Desafios e Oportunidades São Paulo 28 de Junho de 2017 CGI.br Comitê Gestor da Internet

Leia mais

Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL

Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Plano de Trabalho 2013 PALAVRA DO PRESIDENTE Desde 2007, os municípios de Santa Catarina contam com a Escola de Gestão

Leia mais

CIDADES INTELIGENTES. Campinas como exemplo de Smart City. Fernando Garnero

CIDADES INTELIGENTES. Campinas como exemplo de Smart City. Fernando Garnero CIDADES INTELIGENTES Campinas como exemplo de Smart City Fernando Garnero CAMPINAS Fernando Garnero Prefeito Jonas Donizette; 797 km²; Mais de 1.200.000 de habitantes; 5º lugar entre 100 municípios com

Leia mais

Versão Inicial elaborada por Jesué IF-SC Perguntas e respostas sobre o PRONATEC

Versão Inicial elaborada por Jesué IF-SC Perguntas e respostas sobre o PRONATEC Versão Inicial elaborada por Jesué IF-SC Perguntas e respostas sobre o PRONATEC 1- O que é o PRONATEC? R. O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) é um conjunto de ações que

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

Governo Eletrônico no Brasil

Governo Eletrônico no Brasil Governo Eletrônico no Brasil João Batista Ferri de Oliveira Brasília, 03 de Novembro de 2008 PROJETO CPLP Reunião Técnica de Governo Eletrônico Estrutura da apresentação Histórico Estruturas organizacionais

Leia mais

EDITAL N.º 16/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 16/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

33º Encontro de Provedores Regionais

33º Encontro de Provedores Regionais 33º Encontro de Provedores Regionais Cenário da Demanda e Oferta de Banda Larga no Brasil: Desafios e Oportunidades Campinas 11 de Julho de 2017 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL ( ): CRÍTICAS E IMPASSES

POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL ( ): CRÍTICAS E IMPASSES POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL (2014-2017): CRÍTICAS E IMPASSES Rafael A. F. Zanatta, Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Senado Federal, 24/05/17 O Idec Organização civil criada

Leia mais

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações CIDADES DIGITAIS CONSTRUINDO UM ECOSSISTEMA DE COOPERAÇÃO E INOVAÇÃO Cidades Digitais Princípios

Leia mais

Investimentos Públicos no Brasil: desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público

Investimentos Públicos no Brasil: desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público Investimentos Públicos no Brasil: desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público Perspectivas sobre Avanços Recentes no Brasil Débora Nogueira Beserra SPI/MP Brasília, 16/06/11 AGENDA 1.O Brasil

Leia mais

Um novo plano para banda larga abordagem demográfica MCTIC

Um novo plano para banda larga abordagem demográfica MCTIC Um novo plano para banda larga abordagem demográfica MCTIC Localidade Localidade Aglomerado rural Critérios demográficos atuais Toda parcela circunscrita do território nacional que possua um aglomerado

Leia mais

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal São Paulo, 24 de fevereiro de 2016 Agenda Contexto da TI na APF Estratégia de Governança Digital - Histórico - Conceito - Elaboração - Monitoramento

Leia mais

Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Curitiba 2015

Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Curitiba 2015 Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Curitiba 2015 Morretes em busca da Cidade Digital Inteligente Prefeitura de Morretes Secretaria de Administração Depto de Tecnologias da Informação

Leia mais

Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital

Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Secretaria de Inclusão Digital Computadores para a Inclusão Os Centros de Recondicionamento de Computadores (CRCs) são parte do projeto Computadores para Inclusão, que promove

Leia mais

TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados

TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados São Paulo 29 de Setembro de 2016 SOBRE O CETIC.br Produção de estatísticas TIC para políticas públicas Modelo Multissetorial de Governança da Internet

Leia mais

Diretoria da Prodabel

Diretoria da Prodabel Diretoria da Prodabel EMPRESA DE INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO DOMUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Diretor-Presidente: Paulo Moura Ramos Diretora de Administração e Finanças: Janete M. Souza Diretor de Tecnologia

Leia mais

Prof. Luiz Eduardo G. Martins. Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan

Prof. Luiz Eduardo G. Martins. Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan Prof. Luiz Eduardo G. Martins Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan São Paulo Fevereiro/2014 Histórico Junho/2013 - CETI inicia discussão sobre possível mudança

Leia mais

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp 2º Congresso de Saneamento do Nordeste O protagonismo dos municípios na gestão do saneamento. Eng. Leonardo Rodrigues

Leia mais

Carta de Brasília. 1. Estratégia Brasileira das Cidades Históricas e Patrimônio Mundial

Carta de Brasília. 1. Estratégia Brasileira das Cidades Históricas e Patrimônio Mundial Carta de Brasília As cidades brasileiras que possuem bens declarados Patrimônio Mundial pela Unesco de natureza cultural e natural, assim como tombados em nível federal pelo Instituto do Patrimônio Histórico

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

ANEXO I PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DA OBRA DE CONTENÇÃO DA BORDA DO LAGO DO SAPIENS PARQUE

ANEXO I PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DA OBRA DE CONTENÇÃO DA BORDA DO LAGO DO SAPIENS PARQUE ANEXO I PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DA OBRA DE CONTENÇÃO DA BORDA DO LAGO DO SAPIENS PARQUE Sumário 1 1 Objetivo... 3 2 Características Principais... 3 2.1 Área de Intervenção... 3 2.2 Projeto Executivo

Leia mais

Projeto de Pesquisa para mapear o perfil da oferta e demanda de qualificação profissional em tecnologia da informação em Recife

Projeto de Pesquisa para mapear o perfil da oferta e demanda de qualificação profissional em tecnologia da informação em Recife Projeto de Pesquisa para mapear o perfil da oferta e demanda de qualificação profissional em tecnologia da informação em Recife Relatório com os resultados Empresas OUTUBRO DE 2015 www.datametrica.com.br

Leia mais

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR Ministério da Educação FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE FNDE números e fatos PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ESCOLARES

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ESCOLARES GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ESCOLARES DEPARTAMENTO DE ALIMENTAÇÃO E ASSISTÊNCIA AO ALUNO TRANSPORTE ESCOLAR Fevereiro/2017 Legislação

Leia mais

TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES. Setembro de 2009

TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES. Setembro de 2009 TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES Setembro de 2009 1 HISTÓRICO Abril de 2007 Presidente da República solicita acompanhamento das ações de inclusão digital. Montado

Leia mais

Infraestrutura Corporativa de TI INFOVIA-MT. Dr. Reginaldo Hugo S. dos Santos

Infraestrutura Corporativa de TI INFOVIA-MT. Dr. Reginaldo Hugo S. dos Santos Infraestrutura Corporativa de TI INFOVIA-MT Dr. Reginaldo Hugo S. dos Santos Governador do Estado de Mato Grosso Pedro Taques Diretor Presidente do MTI André Kompatscher Diretor Vice-Presidente do MTI

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL. Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017 Edição nº 132 Ticket: 132 LICITAÇÕES

DIÁRIO OFICIAL. Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017 Edição nº 132 Ticket: 132  LICITAÇÕES LICITAÇÕES CONCORRÊNCIA Nº 03/2017 Objeto: Contratação de pessoa jurídica para serviços de recobrimento aerofotogramétrico, perfilamento a laser aerotransportado, mapeamento urbano cadastral, ortofotos

Leia mais

O Lançamento (resumo)

O Lançamento (resumo) O Lançamento (resumo) O lançamento da EXPO TIC BRASÍLIA 2017 "Governança, Negócios Digitais, Tecnologia e Inovação", aconteceu dia 08 de dezembro de 2016, às 09:00, no Windsor Plaza Brasília Hotel Brasília,

Leia mais

Acompanhamento do Planejamento

Acompanhamento do Planejamento MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ENSINO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PROPLAN Acompanhamento do Planejamento A

Leia mais

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. MVNO Correios. Correios Celular

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. MVNO Correios. Correios Celular Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos MVNO Correios Correios Celular Correios in Company - Novembro de 2016 Marca Forte Por que MVNO nos Correios? Aproveitamento da rede de atendimento presencial

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA.

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA. APRESENTAÇÃO CORPORATIVA www.totalnuvem.com.br EMPRESA A TOTALNUVEM, é uma empresa brasileira, com a união de profissionais que trouxeram a experiência acumulada tanto em arquitetura quanto em desenho

Leia mais

Oficina - Gestão por Processos

Oficina - Gestão por Processos Oficina - Gestão por Processos Isaac da Silva Torres João Francisco da Fontoura Vieira 02/09/2015 Escritório de Processos 1 Tópicos Nesta oficina, apresentaremos a Gestão por Processos e a sua relação

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Objetivo 1: Aprimorar a adoção de soluções de TI nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão, auxiliando na consecução

Leia mais

Programática Programa/Ação/Localização/Produto/Natureza Funcional Esf Nat IU Fte Valor

Programática Programa/Ação/Localização/Produto/Natureza Funcional Esf Nat IU Fte Valor 0910 Operações Especiais: Gestão da Participação em Organismos e Entidades Nacionais e Internacionais 35.836 0910.00OL Contribuições e Anuidades a Organismos e Entidades Nacionais e Internacionais sem

Leia mais

Uma análise da apropriação das TIC s pelo Govern o Federal Autores: Janine Aguiar Park, Miriam Fernanda Maia Fonseca e Raphaela Ferreira Guimarães

Uma análise da apropriação das TIC s pelo Govern o Federal Autores: Janine Aguiar Park, Miriam Fernanda Maia Fonseca e Raphaela Ferreira Guimarães Uma análise da apropriação das TIC s pelo Govern o Federal Autores: Janine Aguiar Park, Miriam Fernanda Maia Fonseca e Raphaela Ferreira Guimarães Resumo: Este artigo tem por objetivo apresentar uma visão

Leia mais

PMTI 08/2016. Diretoria de Tecnologia da Informação Setor ou data ou apresentador

PMTI 08/2016. Diretoria de Tecnologia da Informação Setor ou data ou apresentador PMTI 08/2016 Painéis de Título Monitoramento do slide da TI Diretoria de Tecnologia da Informação dti@ufca.edu.br Setor ou data ou apresentador Conteúdo Painel de Atendimentos Painel de Aquisições e Contratações

Leia mais

Projetos para os municípios Motivação

Projetos para os municípios Motivação PROJETOS Projetos para os municípios Motivação A FNP é referência na interlocução com os municípios, envolvendo diretamente os prefeitos e prefeitas na coordenação política dos projetos. Por isso, é constantemente

Leia mais

ANEXO X Manual para identificação do item na Intenção de Registro de Preços-IRP e-nota e e-iss

ANEXO X Manual para identificação do item na Intenção de Registro de Preços-IRP e-nota e e-iss ANEXO X Manual para identificação do item na Intenção de Registro de Preços-IRP e Para o órgão descobrir quais CÓDIGOS DE ITENS ele deverá usar para aderir na IRP para contratação de serviços do software

Leia mais

Compras Públicas Sustentáveis

Compras Públicas Sustentáveis Compras Públicas Sustentáveis SEMINARIO - TALLER COMPRAS PÚBLICAS SUSTENTABLES Oportunidades en Argentina y en el MERCOSUR Valéria D Amico vdamico@sp.gov.br Governo do Estado de São Paulo Secretaria da

Leia mais

Plano de Ação Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional

Plano de Ação Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional Plano de Ação 2013 Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional Áreas estratégicas Ensino Pesquisa Desenvolvimento Ins.tucional Administração Extensão Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional DIRETRIZES

Leia mais

O papel do satélite no PNBL SGDC

O papel do satélite no PNBL SGDC O papel do satélite no PNBL SGDC Artur Coimbra Diretor do Departamento de Banda Larga Presidente do Comitê Diretor do Projeto do SGDC As comunicações satelitais no contexto do PNBL Telebrás expansão da

Leia mais

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio Tecnologia e Inclusão Social Aula 2 Profa. Cátia Zílio 1. Políticas Públicas Educacionais para Inclusão Digital 1.1 Histórico da informática educativa no Brasil 1.2 ProInfo - Programa Nacional de Informática

Leia mais

DESCRIÇÃO E FINALIDADE DAS AÇÕES DE GOVERNO

DESCRIÇÃO E FINALIDADE DAS AÇÕES DE GOVERNO DESCRIÇÃO E FINALIDADE DAS AÇÕES DE GOVERNO Programa 126 2030 - Educação Básica Ação Orçamentária Tipo: Operações Especiais Número de Ações 20RJ - Apoio à Capacitação e Formação Inicial e Continuada de

Leia mais

ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017

ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017 ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Iniciativas Governamentais de Dados Abertos Ligados

Iniciativas Governamentais de Dados Abertos Ligados Iniciativas Governamentais de Dados Abertos Ligados Fábio Amaral CIASC Roteiro CIASC A Origem dos Dados Iniciativas em Transparência Pública Contas Abertas Portal da Transparência Novo Portal da Transparência

Leia mais

Regulamento Prêmio ARede Educa 2016

Regulamento Prêmio ARede Educa 2016 Regulamento Prêmio ARede Educa 2016 I Objetivo do Prêmio 1 O Prêmio ARede Educa, promovido pela Bit Social, tem por objetivo estimular, reconhecer e divulgar projetos em que as tecnologias de informação

Leia mais

Gestão 2009/ ª CNCTI Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação

Gestão 2009/ ª CNCTI Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação Gestão 2009/2011 4ª CNCTI Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação Brasília 28 de maio de 2010 Histórico A formação do Fórum (Vitória 2001) a necessidade de maior articulação para estreitar

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DE CONSULTORES POR PRODUTOS. Consultor de Cadastro de Museus

TERMO DE REFERÊNCIA DE CONSULTORES POR PRODUTOS. Consultor de Cadastro de Museus TERMO DE REFERÊNCIA DE CONSULTORES POR PRODUTOS OEI/BRA 09/005 - Desenvolvimento da Gestão Estratégica do IBRAM e dos Museus Brasileiros para o Fortalecimento Institucional na Formulação e Implantação

Leia mais

Sra. Rosely Padilha de Sousa Castilho Secretaria de TI CIO. Sr. Renê Alves Farias Diretor de TI - Datacenter REDEFINDO A TI

Sra. Rosely Padilha de Sousa Castilho Secretaria de TI CIO. Sr. Renê Alves Farias Diretor de TI - Datacenter REDEFINDO A TI Sra. Rosely Padilha de Sousa Castilho Secretaria de TI CIO Sr. Renê Alves Farias Diretor de TI - Datacenter REDEFINDO A TI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Missão: Distribuir Justiça Visão: Ser reconhecido pela

Leia mais

Internet das Coisas - IoT. Secretaria de Política de Informática

Internet das Coisas - IoT. Secretaria de Política de Informática Internet das Coisas - IoT Secretaria de Política de Informática Linha do Tempo Decreto nº 8.234/2014 Determina a criação da Câmara M2M/IoT Lançamento da AIOTI, na União Europeia Terceira Reunião da Câmara

Leia mais

José Urbano Duarte Vice Presidente de Governo e Habitação 22 NOV 2012

José Urbano Duarte Vice Presidente de Governo e Habitação 22 NOV 2012 José Urbano Duarte Vice Presidente de Governo e Habitação 22 NOV 2012 1 Município é um ente federativo com atribuições diversas em políticas públicas habitação saneamento infraestrutura saúde educação

Leia mais

1 de 11 29/4/211 23:2 2 de 11 29/4/211 23:2 Suas informações foram registradas. Anote o código fornecido abaixo para poder efetuar alterações nas respostas fornecidas. Agradecemos sua colaboração! Anote

Leia mais

I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional

I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional Setembro 2012 AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR BRASIL 4ª maior economia Alto grau de desigualdade Disparidade na Educação, Saúde e Renda Má divisão das riquezas

Leia mais

LEI DA TRANSPARÊNCIA COMO INSTRUMENTO DE FISCALIZAÇÃO DAS CONTAS PÚBLICAS

LEI DA TRANSPARÊNCIA COMO INSTRUMENTO DE FISCALIZAÇÃO DAS CONTAS PÚBLICAS FÓRUM POPULAR DO ORÇAMENTO DO RIO DE JANEIRO LEI DA TRANSPARÊNCIA COMO INSTRUMENTO DE FISCALIZAÇÃO DAS CONTAS PÚBLICAS François E. J. de Bremaeker Consultor da Associação Transparência Municipal Gestor

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

Introdução a Computação em Nuvem

Introdução a Computação em Nuvem Introdução a Computação em Nuvem Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga

Programa Nacional de Banda Larga Programa Nacional de Banda Larga Seminário Políticas de (Tele)Comunicações 24/02/2011 Dimensões do PNBL 6 Conteúdos e aplicações 5 Telebrás 1 Regulação PNBL 4 Política produtiva e tecnológica 2 Normas

Leia mais

Oficina - Gestão por Processos

Oficina - Gestão por Processos Oficina - Gestão por Processos Isaac da Silva Torres João Francisco da Fontoura Vieira 02/09/2015 Escritório de Processos 1 Tópicos Nesta oficina, apresentaremos a Gestão por Processos e a sua relação

Leia mais

Estratégia Brasileira para a Transformação Digital

Estratégia Brasileira para a Transformação Digital Estratégia Brasileira para a Transformação Digital Painel Telebrasil Setembro de 2017 Secretaria de Política de Informática Departamento de Políticas e Programas Setoriais em TIC Projetado por Waewkidja

Leia mais

IplanRio. Quem somos nós Fundamentos. Case - Prefeitura Iluminada Observações - Dúvidas - Conclusão

IplanRio. Quem somos nós Fundamentos. Case - Prefeitura Iluminada Observações - Dúvidas - Conclusão IplanRio A IplanRio é a Empresa de Informática da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Órgão vinculado à Controladoria Geral (CGM) - Situado no Teleporto do Rio de Janeiro Normatizar o uso da Tecnologia

Leia mais