Rainforest Alliance Certified TM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rainforest Alliance Certified TM"

Transcrição

1 Sustainable Agriculture Network Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação Fazenda Pinhal & Santo Antônio Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola. Estrada Chico Mendes, 185 Piracicaba SP Brasil CEP Telefone: Número de acreditação IOAS: 69 Produto(s) da propriedade: Café (Coffea arabica L.) Data do resumo público: 11 de dezembro de 2015 Data de envio do relatório: 20 de novembro de 2015 Data do início da auditoria: 28 de outubro de 2015 Data de finalização da auditoria: 30 de outubro de 2015 Nome dos(as) auditores(as): Gustavo Nakashima Revisor: Edson Teramoto SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 1 de 8

2 Índice 1 Resumo de Auditoria Resumo de Resultados da Propriedade Conclusão da equipe auditora Descrição da Propriedade (Confidencial) Auditoria Documentos normativos utilizados Escopo Equipe auditora Acordo de confidencialidade Resumo público Resumo dos Resultados da Auditoria Descrição de não conformidades (Confidencial) Anexos (Confidencial)... 8 SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 2 de 8

3 Experiência com certificação A Fazenda Pinhal & Santo Antonio possui certificação UTZ CERTIFIED desde Possui experiência com a certificação RAS desde 2010 como fazenda membro do Grupo Sancoffee. Em 2012, a fazenda partiu para a certificação Resumo Público de auditoria recertificação de Propriedade Agrícola individual. Sistema de gestão social e ambiental A fazenda atualizou seu sistema de gestão de forma a melhorar a visão geral dos programas e planos. Uma matriz foi criada, organizando a fazenda em quatro áreas: gestão ambiental, social, qualidade e administrativa. Cada área agrupa os principais documentos, sendo o conteúdo de cada um detalhado em documentos complementares. Os programas e planos possuem objetivos e metas. As metas são, em alguns casos, numéricas (mensuráveis) e em outros, somente uma descrição de atividades a serem executadas. Com relação às listas de atividades com responsáveis e prazos, o gestor está desenvolvendo um cronograma geral, onde serão listadas todas as ações específicas de cada programa. Desta forma, a equipe terá uma visão global, ganhando em organização, comunicação e eficiência. O monitoramento e análise estão em andamento através de reuniões com os responsáveis e inspeções de campo. Durante auditoria, muitas outras ações foram relatadas como realizadas, mas não foram analisadas e inseridas nos programas. Os resultados obtidos, quando mensurados, passam por uma análise, mas a mesma não faz uma avaliação quanto às metas previamente definidas. Os gestores foram capacitados sobre a norma da RAS e divulgam os programas e planos aos trabalhadores, seja em reuniões ou através de treinamentos. O plano de eficiência energética identifica as principais fontes e processos consumidores. O registro dos consumos é realizado mensalmente para madeira (lenha), eletricidade, diesel e gasolina. No caso da eletricidade, a instalação de um medidor está planejada para melhorar a precisão dos dados e na elaboração de novas ações de redução. A lenha possui como meta a manutenção do consumo, uma vez que, a fonte é produzida dentro da fazenda (eucalipto e restos das podas de café). Conservação de ecossistemas e biodiversidade O plano ambiental permanece como documento principal das ações voltadas a conservação de ecossistemas. A identificação dos mesmos foi realizada e as avaliações são regulares, permitindo uma visão do estado atual de todas as áreas de preservação permanentes (APP), reserva legal (RL) e de outros pontos de interesse, como erosões e voçorocas. A análise do plano e de suas ações necessita de atenção, pois não foi possível verificar se a regeneração natural está ocorrendo ou se há necessidade de novas ações para estimular a recuperação. As APPs possuem locais em regeneração natural, mas também há 9 áreas com presença de eucalipto. A retirada do eucalipto depende de fatores técnicos e econômicos. A programação de corte respeitará a idade de plantio e o valor pago pela madeira. Por este motivo, não há previsão para a retirada do eucalipto, mas o processo está em andamento. Durante auditoria, a área H1 foi visitada para avaliação da retirada de eucalipto e início do processo de regeneração natural. A fazenda acompanhará e avaliará a área. Áreas de reserva legal não foram visitadas nesta auditora. A fazenda possui voçorocas e erosões, ambas monitoradas para promover a recuperação e evitar degradação do solo. Para isso, estacas foram dispostas em torno das voçorocas para medir o avanço do processo erosivo. Nas áreas com solo exposto e presença de erosão em estágio inicial, a retirada da água, através de sulcos na parte superior do terreno, impede o agravamento do problema e o uso de barreiras, feitas de sacos de café com material orgânico e sementes de gramíneas, auxilia na redução do efeito da água e no reestabelecimento da vegetação (fotos 4 e 5). Devido a chuvas fortes, a fazenda precisou reestruturar a saída de água do açude do pasto. Essa ação levou a intervenção em área de preservação permanente, mas a licença não foi solicitada junto ao órgão ambiental. Com relação à vida silvestre, os registros de avistamentos de fauna sofreu uma redução expressiva durante o ano de 2015, levando a fazenda a mudar a forma de coleta, deixando de ser registradas pelos colaboradores e passando a ser de responsabilidade do auxiliar administrativo que anota os depoimentos dos trabalhadores. Os registros existentes são analisados e auxiliam na identificação das espécies em risco de extinção. A partir desta análise, cartilhas sobre a espécie e palestras informativas são dadas aos trabalhadores como apoio a preservação. O programa de conservação de água identifica os três pontos de captação (açude, mato do B1 e água do escritório) e os processos consumidores de água (lavador de café, veículos, pulverização e residências). O lavador de café consumiu 0,27 litros de água para cada litro de café lavado; o lavador de máquinas possui meta de 30% de redução, tendo consumido litros (estimativa) em 2015; a tecnologia de pulverização foliar foi aprimorada e reduziu o consumo de 400 litros para 200 litros por ha; a aplicação de herbicidas reduziu de 125 para 80 litros por há. As residências serão foco dos próximos anos, devido a instalação de hidrômetros. As autorizações para captação (uso insignificante) das três fontes estão adequadas e válidas até janeiro de SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 3 de 8

4 O tratamento dos efluentes ocorre através de tanques de captação (lavador de café), fossas sépticas e caixa SAO. A eficiência foi verificada através de análises não somente na saída dos sistemas de tratamentos, mas também através da análise de água do córrego principal da fazenda, retirada na saída da fazenda. Um ponto de atenção foi identificado no lavador de café que apresentou falha no transporte de água até os tanques de contenção. Um vazamento alcançou o córrego, mas não foi do efluente gerado, mas da água de chuva que entrou no sistema, recentemente, após término da colheita. O programa de manejo de resíduos identifica parcialmente os mesmos. Alguns resíduos, como lâmpadas, pilhas e baterias, não foram identificados e não possuem destinação prevista. Para os demais, a destinação está adequada, mas faltou a comprovação da empresa PROA quanto ao cumprimento de requisitos legais e da norma da RAS. Aspectos sociais e condições trabalhistas Os direitos dos trabalhadores foram verificados através da análise dos contratos de trabalho, folhas de ponto, registros de produção, comprovantes de pagamento e rescisões de contrato. O controle de horas extras foi aprimorado com o registro acompanhado das assinaturas de duas testemunhas, confirmando as informações registradas e evitando falhas de preenchimento. Por outro lado, se verificou mais de duas horas extras diárias durante o período de colheita. A fazenda fornece água aos trabalhadores oriunda de três fontes. Essas fontes são responsáveis pelo abastecimento das instalações e moradias. As análises são anuais e apresentaram resultados dentro do padrão de potabilidade. O programa de capacitação foi estruturado através de um cronograma que define o tema e o mês de execução. Os temas são diversos, abrangendo meio ambiente, saúde, higiene, certificação, etc. A saúde e segurança são organizadas através do PPRA e PCMSO. Durante visita de campo, um funcionário responsável pelo corte do eucalipto estava sem o EPI adequado e um trator não estava equipado com o protetor do eixo cardan durante a operação de controle de plantas daninhas com trincha. A proteção do eixo cardan já foi identificada pela fazenda, mas o problema persiste devido às quebras frequentes dos protetores. O fornecimento de EPIs, de maneira geral, assegura a proteção dos trabalhadores. As falhas citadas são pontuais, pois os demais equipamentos são fornecidos, como protetores auriculares, capacete, óculos, conjunto hidro-repelente, etc. Os treinamentos para os trabalhadores permanecem seguindo as exigências da norma. A fazenda oferece capacitações diversas, como operação de tratores agrícolas, aplicação de agrotóxicos, manejo integrado de pragas, primeiros socorros, etc. Novas demandas também são identificadas através de entrevistas realizadas anualmente com trabalhadores e familiares. O depósito de agroquímicos, armazenamento de resíduos e lavador de café foram visitados e possuem proteções e oferecem segurança aos trabalhadores. A relação com as comunidades segue sendo organizada através de entrevistas, as quais definem as ações a serem desenvolvidas. As demandas identificadas e ações desenvolvidas geraram melhorias internas perceptíveis, relatadas pela equipe gestora. Uma das ações foi à alteração da jornada de trabalho para que os sábados sejam de folga. As entrevistas deste ano estão em andamento, faltando somente alguns funcionários fixos. A educação ambiental também é desenvolvida através de palestra educativa e o plantio de árvores. A escola municipal de Santo Amaro é convidada anualmente para o evento. O último plantio foi realizado em 28/09/2015, com aumento no número de crianças participantes. Manejo do cultivo O programa de manejo de pragas é fundamentado em monitoramentos regulares das lavouras e controle químico controlado. Os resultados demonstram que a estratégia produz um controle efetivo, verificado através das condições fitossanitárias verificadas em campo, mas o manejo não está alinhado com métodos ecológicos de controle preconizados pela norma da RAS, através da integração de técnicas baseadas em controle cultural, físico, mecânico e biológico. A forma atual produz resultados no curto prazo, mas não garante resultados futuros, pois o químico é a única SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 4 de 8

5 opção existente. A fazenda cita o uso de controles complementares, mas os mesmos não fazem parte do programa. A conservação do solo permanece como desafio importante, pois existem voçorocas e áreas com solos desprotegidos. Esses locais são avaliados regularmente através de visitas e relatórios, mas ainda não demonstraram recuperação, ou mesmo estabilização, no caso das voçorocas. Uma área de pasto foi visitada durante auditoria devido a uma nova erosão e a conclusão foi que a fazenda age com o intuito de corrigir o problema, mas falta uma análise de causa para evitar que o mesmo se repita. No caso do pasto, os cavalos permanecem na área e a ação de proteção da erosão evitará a evolução da mesma, mas não evitará novas erosões. A seleção de áreas para novos plantios estabelece regras como a localização, plantio de braquiária e etc. Desta forma, além da proteção e melhoria na estrutura do solo, a fazenda trabalha a sanidade das mudas, devido a ação de proteção da braquiária, plantada um ano antes do café, para estabelecimento de proteção para o solo e para as mudas. A fertilidade do solo é trabalhada através de aplicações de corretivos e fertilizantes. O plano de adubação segue as recomendações técnicas baseadas em análises de solo e folha. Infraestrutura, processos e empacotamento A fazenda possui cinco casas para funcionários, alojamento, refeitório, escritório, oficina, depósito de combustível, depósito de agroquímicos, banheiros e vestiários para aplicadores de agroquímicos, depósito de fertilizantes, depósito de sucata, galpão de máquinas e implementos agrícolas, lavador de café, terreiro, secadores de café e 13 moegas com capacidade aproximada de sacas de café e estrutura de beneficiamento. A rastreabilidade do café é assegurada através de formulários de identificação que acompanha desde a colheita, transporte, processamento, secagem, beneficiamento, até o armazenamento, o que permite segregar os lotes de café colhidos em cada talhão, armazenamento nas tulhas e envio ao armazém após beneficiamento. O sistema foi aprimorado com a implantação de uma planilha onde os lotes que compõem cada nota fiscal de saída de café são identificados. A fazenda comercializa o café via torrefação (café das vertentes) e vende nos mercados de Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo. 1 Resumo de Auditoria 1.1 Resumo de Resultados da Propriedade Nome da Propriedade: FAZENDA PINHAL & SANTO ANTONIO Não conformidades Resultados Auditoria anterior (se for o caso) Auditoria atual Menor 5 11 Maior 0 0 Total 5 11 Nenhum Nenhum Critérios críticos Os seguintes critérios: Os seguintes critérios: Critérios aplicáveis da Norma de Cadeia de Menor: - - Click here to Maior: enter text. Click here to enter text. SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 5 de 8

6 Pontuação Resultados Auditoria anterior (se for o caso) Auditoria atual Custódia Por princípio < 50% < 50% < 50% < 50% Geral 97,2% 93,3% Histórico durante o ciclo de certificação (se aplicável) Auditoria de Certificação 93,3% Auditoria Anual 1 Auditoria Anual Conclusão da equipe auditora A equipe de auditores do Imaflora conclui que a propriedade agrícola Fazenda Pinhal e Santo Antônio cumpre com a versão vigente dos documentos normativos da Rede de Agricultura Sustentável (ver Seção 3). A decisão de certificação é de responsabilidade do Imaflora. 2 Descrição da Propriedade (Confidencial) 3 Auditoria 3.1 Documentos normativos utilizados Esta auditoria foi conduzida com base nos seguintes documentos normativos da Rede de Agricultura Sustentável: Política de Certificação para Propriedades Agropecuárias e Administradores de Grupo, julho de Norma para Agricultura Sustentável, julho de 2010 (versão 3). Lista de Agroquímicos Proibidos, novembro de Norma para Sistemas Sustentáveis de Produção Pecuária, julho de Política de Cadeia de Custódia RAS/Rainforest Alliance, julho de Norma de Cadeia de Custódia RAS/Rainforest Alliance, julho de Escopo Esta auditoria inclui a avaliação de desempenho social e ambiental da(s) fazenda(s) com respeito aos critérios aplicáveis dos documentos normativos da Rede de Agricultura Sustentável. Esta auditoria também cobre a avaliação dos critérios aplicáveis da Norma de Cadeia de Custódia, no caso do empreendimento manipular produtos de fazendas certificadas e não certificadas As áreas e cultivos incluídos no escopo da certificação são indicados no seguinte quadro: Área (ha) ÁREAS DE CONSERVAÇÃO Conservada Em recuperação* Total Áreas de Preservação Permanente 39, ,63 Áreas de Reserva Legal 272, ,05 Outras áreas de conservação 55, ,03 Total 366, ,71 ÁREAS DE PRODUÇÃO Café (redução devido a renovação de áreas de café) 379 Eucalipto 216 Pastagem 175,29 Total 770,29 Sede, terreiro, beneficiamento, galpões, etc. 29,00 ÁREA TOTAL DO EMPREENDIMENTO 1.216,00 SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 6 de 8

7 * É a área identificada em mapa, demarcada no campo e/ou que tenha iniciado processo de recuperação e que esteja no planejamento ambiental da fazenda. 3.3 Equipe auditora GUSTAVO NAKASHIMA Auditor líder. Engenheiro Agrônomo. Experiência profissional como auditor em normas, protocolos agrícolas e de responsabilidade social. Auditor líder da ISO 9000 reconhecido pela IATCA/IRCA. Auditor de Certificação Agrícola do Imaflora desde Acordo de confidencialidade A equipe auditora do Imaflora assume o compromisso de confidencialidade ante a propriedade agrícola auditada no manejo e uso da informação da propriedade, adquirida durante o transcurso da auditoria. O Imaflora mantém cópias das declarações de confidencialidade assinadas pelos auditores e equipe. 3.5 Resumo público A descrição geral da propriedade, da auditoria (escopo e equipe auditora), assim como as não conformidades identificadas durante a presente auditoria estará disponível ao público no portal eletrônico do Imaflora: SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 7 de 8

8 3.6 Resumo dos Resultados da Auditoria Nome da Propriedade: Número de não conformidades Princípio Menor Maior 1. Sistema de Gestão Social e Ambiental Critérios críticos % de cumprimento ,4% 2. Conservação dos Ecossistemas ,5% 3. Proteção da Vida Silvestre ,0% 4. Conservação dos recursos hídricos 5. Tratamento justo e boas condições de trabalho ,0% ,1% 6. Saúde e Segurança Ocupacional ,4% 7. Relações com a comunidade ,0% 8. Manejo integrado do cultivo ,7% 9. Manejo e conservação do solo ,0% 10. Manejo integrado de resíduos ,3% Total Cumprimento geral 93,8% Norma de Cadeia de Custódia (quando aplicável) 4 Descrição de não conformidades (Confidencial) 5 Anexos (Confidencial) SAN-F-1-1S CA_MOD_17_15 Página 8 de 8

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual 1 Alto Cafezal Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola. Estrada Chico

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria. Fazenda Pinhal e Santo Antonio. Resumo Público 08/02/ /01/ /12/ /12/2016

Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria. Fazenda Pinhal e Santo Antonio. Resumo Público 08/02/ /01/ /12/ /12/2016 Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Resumo Público Fazenda Pinhal e Santo Antonio Produto(s) da fazenda: Café Arábica Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Publico de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação Santa Colomba Cafés Ltda. Fazenda Canguçu V Imaflora Instituto de Manejo e Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Não Programada Fazenda Capetinga e Sassafrás Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Anual 1 Fazenda

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual 2 para Administradores de Grupo Stockler Comercial e Exportadora Ltda. Grupo Stockler Cerrado

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de AuditoriaCertificação Fazenda Sete Irmãos Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola.

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria. Fazenda do Cruzeiro. Resumo Público 09/02/ /01/ /12/ /12/2016

Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria. Fazenda do Cruzeiro. Resumo Público 09/02/ /01/ /12/ /12/2016 Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Resumo Público Fazenda do Cruzeiro Produto(s) da fazenda: Café Arábica Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola Estrada Chico

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Produto(s) da fazenda: Laranja. Data do Resumo Público: Data do envio do relatório: Data do inicio da auditoria: Data do final da auditoria:

Produto(s) da fazenda: Laranja. Data do Resumo Público: Data do envio do relatório: Data do inicio da auditoria: Data do final da auditoria: Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Resumo Público Fazenda Santana (Odair Antonio Semensato e outros) Produto(s) da fazenda: Laranja Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Anual 1 SARPA Plantações e Comércio de cafés Ltda Fazenda Belmonte Imaflora Instituto de Manejo e Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação para Administradores de Grupo Louis Dreyfus Company Sucos S/A Grupo LDC RFA Imaflora

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Certificação Fazenda

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Publico de Auditoria Anual 1 Primavera Agronegócios Ltda. Fazendas Primavera e Matilde Imaflora Instituto de Manejo e

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de AuditoriaAnual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual 2 para Administradores de Grupo Grupo Rainforest Alliance de Araxá Coopercitrus

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual 2 para Administradores de Grupo Grupo Rainforest Alliance de Araxá Coopercitrus Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Anual 2 para Administradores de Grupo Grupo Rainforest Alliance de Araxá Coopercitrus Imaflora Instituto de

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de AuditoriaAnual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Nossa Senhora Aparecida (Octávio Cafés)

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Nossa Senhora Aparecida (Octávio Cafés) Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual (Octávio Cafés) Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo Público: 15 de fevereiro de 2012 Data de Entrega do Relatório: 09

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Labareda Agropecuária

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Labareda Agropecuária Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Labareda Agropecuária Cultivo(s): Café (Coffeea arábica L.) Data do Resumo Público: 23 de Julho de 2012 Data de Entrega do Relatório:

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Rio Brilhante Café e Pirulito Café

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Rio Brilhante Café e Pirulito Café Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Rio Brilhante Café e Pirulito Café Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo Público: 04 de janeiro de 2012 Data de

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Anual 1 Sucocítrico

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação Fazenda São Paulo Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola.

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Imaflora Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola. Estrada Chico Mendes, 185 Piracicaba SP Brasil CEP 13426-420 Telefone: 55 19 3429 0800 Email:

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual 2 Fazenda Sacramento Barreiras e Lagoa Formosa Imaflora Instituto de Manejo e Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação ELO 3 Copermonte

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação ELO 3 Copermonte Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação ELO 3 Copermonte Cultivo(s): Café Coffea arabica Data do Resumo Público: 15 de fevereiro de 2012 Data da Entrega do Relatório:

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Políticas Organizacionais

Políticas Organizacionais Políticas Organizacionais Versão 1.4 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 11/10/2012 1.0 Revisão das políticas EPG 26/11/2012 1.1 Revisão do Item de customização EPG 24/10/2013 1.2 Revisão

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 1129 1 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

6º Encontro Regional dos Produtores de Maracujá Núcleo Rural Pipiripau Planaltina-DF

6º Encontro Regional dos Produtores de Maracujá Núcleo Rural Pipiripau Planaltina-DF Secretaria de Estado de Agricultura e Desenvolvimento Rural do DF - SEAGRI 6º Encontro Regional dos Produtores de Maracujá Núcleo Rural Pipiripau Planaltina-DF BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NA PRODUÇÃO DE MARACUJÁ

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação Grupo Cerrado Cxp 2

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação Grupo Cerrado Cxp 2 Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação Grupo Cerrado Cxp 2 Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo: 12 de março de 2012. Data da Entrega do Relatório:

Leia mais

Identificação do Projeto Simplificado de Recuperação de Área Degradada ou Alterada PRAD Simplificado:

Identificação do Projeto Simplificado de Recuperação de Área Degradada ou Alterada PRAD Simplificado: ANEXO II Termo de Referência para elaboração de Projeto Simplificado de Recuperação de Área Degradada ou Alterada de Pequena Propriedade ou Posse Rural Familiar TR - PRAD Simplificado Identificação do

Leia mais

AUDITORIA AMBIENTAL AUDITORIA AMBIENTAL NORMA ISO DIRETRIZES\PARA AUDITORIA

AUDITORIA AMBIENTAL AUDITORIA AMBIENTAL NORMA ISO DIRETRIZES\PARA AUDITORIA AUDITORIA AMBIENTAL AUDITORIA AMBIENTAL BALISAR SISTEMA E CORRIGIR FALHAS NORMA ISO 19011 DIRETRIZES\PARA AUDITORIA INSTRUMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL QUE PODE SER APLICADO A QUALQUER EMPREENDIMENTO 1 AUDITORIA

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Capetinga e Sassafrás

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Capetinga e Sassafrás Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Capetinga e Sassafrás Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo Público: 04 de janeiro de 2012 Data de Entrega do Relatório:

Leia mais

Norma de Sustentabilidade para a Cadeia do Café Cafés Sustentáveis do Brasil. Controle de Alterações

Norma de Sustentabilidade para a Cadeia do Café Cafés Sustentáveis do Brasil. Controle de Alterações Controle de Alterações Revisão Data Descrição 00 27-09-06 Emissão inicial 01 19-06-07 - Revisão do item 1. - Inclusão do item 5.3.2. 02 01-08-08 - Item 1 inclusão de requisitos para concessão da certificação

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Osvaldo Cruz

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Osvaldo Cruz Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Osvaldo Cruz Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo Público: 18 de abril de 2012 Data de Entrega do Relatório: 16

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE PALMAS DIRETORIA DE CONTROLE AMBIENTAL GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL TERMO DE REFÊRENCIA PARA ELABORACÃO DE PROJETO AMBIENTAL DE MATADOUROS, ABATEDOUROS, FRIGORÍFICOS, CHARQUEADOS E DERIVADOS DE ORIGEM ANIMAL Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO

Leia mais

Manejo Florestal. Edson Vidal Professor Doutor Departamento de Ciências Florestais Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/USP

Manejo Florestal. Edson Vidal Professor Doutor Departamento de Ciências Florestais Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/USP Manejo Florestal Edson Vidal Professor Doutor Departamento de Ciências Florestais Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/USP Manejo florestal é um sistema de colheita que minimiza ambientalmente

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Usina São Francisco S.A e Usina Santo Antonio S.A

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Usina São Francisco S.A e Usina Santo Antonio S.A Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Usina São Francisco S.A e Usina Santo Antonio S.A Cultivo(s): Cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) Data do Resumo Público:

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Sustainable Agriculture Network info@san.ag Rainforest Alliance Certified TM Relatório de Auditoria Anual Fazenda Condomínio Paraíso (Paulo Veloso Junior) IBD Certificações Ltda. Brasil Fone: 14 3811 9800

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Fazenda Olhos d Água

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Fazenda Olhos d Água Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Fazenda Olhos d Água Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo Público: 18 de abril de 2012 Data de Entrega do Relatório:

Leia mais

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva 1. HISTÓRICO DE REVISÕES Revisão: 02 Página 1 de 6 DATA REVISÃO RESUMO DE ALTERAÇÕES 20/08/2013 00 Emissão inicial 21/08/2014 01 03/12/2015 02 Definição mais clara da sistemática de tratativa de cargas

Leia mais

Silvicultura de nativas aplicada a restauração de APP e RL

Silvicultura de nativas aplicada a restauração de APP e RL Silvicultura de nativas aplicada a restauração de APP e RL Ana Paula Corrêa do Carmo 28/10/09 Reunião Técnica IPEF Silvicultura de Nativas aplicada à restauração: Conceitos e ações prioritárias Restauração

Leia mais

PROCEDIMENTO DA QUALIDADE

PROCEDIMENTO DA QUALIDADE Pág.: 1 de 6 1. OBJETIVO Estabelecer procedimentos para identificação de não-conformidades, assim como a implantação de ação corretiva e ação preventiva, a fim de eliminar as causas das não-conformidades

Leia mais

Programa Plante Árvore. Instituto Brasileiro de Florestas - IBF

Programa Plante Árvore. Instituto Brasileiro de Florestas - IBF Programa Plante Árvore Instituto Brasileiro de Florestas - IBF O que é? O Programa Plante Árvore é uma ação voluntária do Instituto Brasileiro de Florestas IBF que consiste no cadastro de proprietários

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação Propriedade Agrícola Fazenda Igurê

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação Propriedade Agrícola Fazenda Igurê Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Certificação Propriedade Fazenda Igurê Cultivo(s): Café Coffea arabica L. Data do Resumo Público: 11 de junho de 2012. Data de Entrega do

Leia mais

BIOSFERA REGIÃO. Entidades de pesquisa, ensino e extensão ONG PAISAGEM EMPRESA FLORESTAL BACIA HIDROGRÁFICA. Comunidade local UMF

BIOSFERA REGIÃO. Entidades de pesquisa, ensino e extensão ONG PAISAGEM EMPRESA FLORESTAL BACIA HIDROGRÁFICA. Comunidade local UMF ASPECTOS AMBIENTAIS INTEGRADOS AO PROCESSO PRODUTIVO DA COLHEITA DE MADEIRA ENVIRONMENTAL ASPECTS INTEGRATED IN THE HARVESTING PRODUCTION PROCESS Paulo Henrique Dantas Coordenação de Meio Ambiente Industrial

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 1129 1 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual 1 para

Leia mais

RELATÓRIO SUMÁRIO CERFLOR/PEFC FORNECEDORA E EXPORTADORA DE MADEIRAS - FOREX S.A.

RELATÓRIO SUMÁRIO CERFLOR/PEFC FORNECEDORA E EXPORTADORA DE MADEIRAS - FOREX S.A. 1- Histórico da Fornecedora e Exportadora de Madeiras - FOREX S.A. A FOREX iniciou suas atividades em 1952, no sul do Brasil, hoje a unidade agroindustrial localizada em Três Barras SC possui 1.300 hectares

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Água Limpa I

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Água Limpa I Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Anual Fazenda Água Limpa I Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo Público: 11 de janeiro de 2012 Data de Entrega do Relatório:

Leia mais

Princípios e critérios para a produção de carvão vegetal utilizado na produção de ferro gusa para a cadeia produtiva do aço sustentável brasileiro.

Princípios e critérios para a produção de carvão vegetal utilizado na produção de ferro gusa para a cadeia produtiva do aço sustentável brasileiro. Princípios e critérios para a produção de carvão vegetal utilizado na produção de ferro gusa para a cadeia produtiva do aço sustentável brasileiro. Introdução ao documento: Os Princípios e Critérios (P&C)

Leia mais

RELATÓRIO DE VALIDAÇÃO DE AUDITORIA

RELATÓRIO DE VALIDAÇÃO DE AUDITORIA RELATÓRIO DE VALIDAÇÃO DE AUDITORIA MANEJO FLORESTAL PRINCÍPIOS, CRITÉRIOS E INDICADORES PARA PLANTAÇÕES FLORESTAIS. PADRÃO NORMATIVO: NBR 14.790: 2011 CERFLOR EMPRESA AUDITADA: SAMAB CIA. IND. COM. DE

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Fazenda São José

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Fazenda São José Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Verificação Fazenda São José Cultivo(s): Café (Coffea arabica L.) Data do Resumo: 12 de março de 2012 Data de Entrega do Relatório: 09 de

Leia mais

RELATÓRIO SUMÁRIO DO PROCESSO DE AUDITORIA DE CERTIFICAÇÃO DA CADEIA DE CUSTÓDIA

RELATÓRIO SUMÁRIO DO PROCESSO DE AUDITORIA DE CERTIFICAÇÃO DA CADEIA DE CUSTÓDIA 1 - OBJETIVO O Tecpar está disponibilizando este Relatório Sumário da Moura e Milani Industria e Comercio de Moveis Ltda. à sociedade para que emitam seus comentários e questionamentos. A divulgação tem

Leia mais

TRILHA DO CONHECIMENTO Agronegócio

TRILHA DO CONHECIMENTO Agronegócio TRILHA DO CONHECIMENTO Agronegócio A GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGÓCIO A utilização do GIS como ferramenta de apoio na SLC Agrícola Paula Silvério Eng. Ambiental HISTÓRIA DA SLC AGRÍCOLA VISÃO GERAL DA SLC

Leia mais

Cacau e Pecuária na Amazônia: Análise de Meios de Vida em São Félix do Xingu - PA

Cacau e Pecuária na Amazônia: Análise de Meios de Vida em São Félix do Xingu - PA Cacau e Pecuária na Amazônia: Análise de Meios de Vida em São Félix do Xingu - PA Por: Daniel Braga 1 Como principais estratégias econômicas do meio rural, em São Félix do Xingu - PA, o cacau e a pecuária

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Re-certificação de Propriedade Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria de Re-certificação Propriedade A. C Agro Mercantil Ltda Cultivo: café (Coffea

Leia mais

Manutenção Revisão: 02 Página 1 de 6

Manutenção Revisão: 02 Página 1 de 6 Manutenção Revisão: 02 Página 1 de 6 1. HISTÓRICO DE REVISÕES DATA REVISÃO RESUMO DE ALTERAÇÕES 20.08.2013 00 Emissão inicial. Revisão para maior clareza no texto do documento. Adequação da responsabilidade

Leia mais

1. Identificação do Empreendimento Razão Social: Endereço completo: Áreas: Terreno (m²): Construída (m²):

1. Identificação do Empreendimento Razão Social: Endereço completo: Áreas: Terreno (m²): Construída (m²): PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS PGRI Página 1/5 1. Identificação do Empreendimento Razão Social: Endereço completo: Classificação Fiscal: 2. Caracterização do Empreendimento Contato (Fone

Leia mais

Rainforest Alliance Certified TM

Rainforest Alliance Certified TM Secretaría de la Red de Agricultura Sostenible Rainforest Alliance P. O. Box 11029 1000 San José Costa Rica standards@sanstandards.org Rainforest Alliance Certified TM Resumo Público de Auditoria Certificação

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA AGRICULTURA, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E MEIO AMBIENTE

SECRETARIA MUNICIPAL DA AGRICULTURA, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E MEIO AMBIENTE Página 1 de 5 SECRETARIA MUNICIPAL DA AGRICULTURA, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E MEIO AMBIENTE A Secretaria Municipal da Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, através do Departamento de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE SMS

SISTEMA DE GESTÃO DE SMS PROCEDIMENTO CAPACITAÇÃO TÉCNICA Nº PE-SMS-015 Fl. 1/6 Rev. Data Descrição Executado Verificado Aprovado 0 18/10/2010 Emissão Inicial CGS JMn NDF SISTEMA DE GESTÃO DE SMS Propriedade e uso exclusivo da

Leia mais

PQ /04/

PQ /04/ PQ.06 03 02/04/2013 1-5 1. OBJETIVO Estabelecer sistematica para o processo de solicitação, análise crítica e preparação para a avaliação da conformidade. 2. DEFINIÇÕES Modelo de Avaliação da Conformidade:

Leia mais

nº 08/2016 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: PREO

nº 08/2016 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: PREO nº 08/2016 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: PREO POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE POLÍTICA INTEGRADA Disponíveis nos murais e no site da empresa PRINCÍPIOS REQUISITOS LEGAIS:

Leia mais

Certificação e Auditoria Ambiental

Certificação e Auditoria Ambiental Certificação e Auditoria Ambiental Auditoria Ambiental - 5 Prof. Gustavo Rodrigo Schiavon Eng. Ambiental Auditoria Ambiental Questionário Pré-Auditoria É um instrumento utilizado na etapa de pré-auditoria,

Leia mais