1º Encontro de Pais do 6º ano

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1º Encontro de Pais do 6º ano"

Transcrição

1 1º Encontro de Pais do 6º ano 2015

2 Como educaremos e cuidaremos de seus filhos, nossos alunos, de modo especial?

3 1ª Parte A supervisão Pedagógica equipe de professores especiais, em treinamento contínuo, nas reuniões semanais (CP: Coordenação Pedagógica) para planejamento, acompanhamento e análise das atividades pedagógicas, bem como de encontros extraordinários de formação específica metodologia específica que, considerando o período de transição típico do sexto ano da infância para a adolescência, trabalha o afetivo, o lúdico e o concreto; elaboração das avaliações também nas CPs semanais com a presença do professor, da supervisão e do chefe do departamento ; análise de resultado de todas as avaliações para determinar os procedimentos pedagógicos individuais ou coletivos que garantam a produção do conhecimento sob a coordenação da supervisora geral da escola;

4 recuperação no processo individual e/ou coletivo dos conteúdos pedagógicos e das habilidades e competências que não foram devidamente acomodados e desenvolvidos a partir das análises de resultado das avaliações; Oficina de Leitura: 2 aulas semanais, devidamente planejadas e supervisionadas pela Supervisão Pedagógica para desenvolver o hábito e o gosto por ler na famosas Rodas de Leitura ( vide lista de livros obrigatórios e opcionais para o 6ºano de 2015); Robótica: com atividades interdisciplinares em parceria com a Lego (as discussões e os problemas gerados nas demais disciplinas são trabalhados nas aulas de robótica exemplo: o tema do ano 2015 Réquiem em homenagem aos poetas de língua Portuguesa e Latino-Americanos - será problematizado na construção de um Robô que responderá ao seguinte desafio: ele será o produtor ou o reprodutor da escrita? Artes e Redação: nessas aulas as turmas são divididas para garantir o atendimento individualizado do aluno; Educação Física: com aulas teóricas e práticas, visa a formação do esporte voltado para a saúde;

5 Adaptação ao sistema de avaliação do Ensino Fundamental II: 1º teste da 1ª unidade: com o acompanhamento do professor da disciplina demais avaliações: equipe de fiscais fixa, treinada especialmente para a orientação do aluno do 6º ano nas atividades de avaliação. introdução da avaliação interdisciplinar a partir da segunda unidade, depois do treinamento para esse tipo de avaliação durante a 1ª unidade. Explicações detalhadas sobre valores e peso no guia de orientações. Pró Vivi (matemática) ensinará o cálculo em sala também.

6 2ª Parte Orientação Educacional equipe de psicólogos que acompanha o desenvolvimento acadêmico, emocional e comportamental de cada aluno Oficina. atendimento individualizado ao aluno e a cada família para acompanhar o processo de adaptação de cada aluno do 6ºano e para garantir o conforto necessário nesse momento de transição; 1hora-aula semanal com psicólogos do Serviço de Orientação da escola para assegurar a integração de cada aluno a essa nova etapa da vida acadêmica, tendo com objetivo a mediação de conflitos para garantir a formação de cada aluno para o exercício pleno da cidadania, dentro do respeito, da disciplina e da ética (vide Manual de Orientação Específico para o 6ºano); plano de estudo individualizado para garantir que o aluno do 6º ano consiga a organização necessária para Aprender a Aprender, nessa nova etapa, sob a supervisão do Serviço de Orientação;

7 3ª Parte Estrutura e Funcionamento Intervalo: o 6º ano desce para o intervalo 10 minutos antes das outras turmas do Ensino Fundamental para que possa usufruir com mais conforto da sua hora de lanchar, brincar e descansar (o intervalo do 6º ano, portanto, é de 40 minutos); Saída: o período da manhã do 6º ano termina também 10 minutos antes do resto da escola (às 12:30) para garantir a tranquilidade, na hora da saída, aos alunos e suas famílias. Presença de Auxiliares de Disciplina( quatro e um segurança) ao longo de todas as atividades letivas (principalmente no intervalo, na troca de professores e na hora da saída) para garantir a supervisão de todas atividades de nossos alunos do 6ºano; Intervalo com a presença de estagiário de Educação Física para acompanhar e orientar as atividades recreativas dos alunos do 6ºano;

8 Número de alunos em sala de aula: máximo de 25. Comunicação Família Escola: comunicação diária via das atividades pedagógicas realizadas em sala de aula e enviadas para casa; Comunicação especial via guia de orientações do aluno; registros pedagógicos: registro das questões referentes ao cotidiano do aluno ( atrasos, faltas, etc...) Fale com a Direção: contado direto com a Direção Pedagógica para mediação de qualquer tipo de necessidade da família nessa etapa tão delicada de transição;

9 Nossa jornada só está começando. Obrigada por nos confiar o seu bem maior! Nos encontraremos em breve.

10 Relação de livros de literatura I Unidade CARRASCO, Walcyr. Histórias para a sala de aula Crônicas do Cotidiano Coleção Antologia de Poesias para crianças. Pé de Poesia. II Unidade LOURENÇO, Frederico. A Odisseia de Homero adaptada para jovens. III Unidade EXUPERY, Antoine Saint. O pequeno príncipe.

11 I Unidade QUINTANA, Mario. Poemas para ler na escola. QUINTANA, Mario. Aprendiz de feiticeiro. BARBOSA, Francisco de Assis (org.). Os melhores poemas de Manuel Bandeira. BANDEIRA, Manuel. Berimbau e outros poemas. CORALINA, Cora. Poemas dos Becos de Goiás e estórias mais. CORALINA, Cora. Os Meninos Verdes. II Unidade SWIFT, Jonathan. As viagens de Gulliver. GALHARDO, Caco. Dom Quixote em quadrinhos. As viagens de Marco Polo. Adaptado por Carlos Heitor Cony III Unidade ASH, Russel. HIGTON, Bernard. (org). Fábulas de Esopo. ARDERSEN, Hans Christian. Histórias Maravilhosas de Andersen.

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA ESPORTE TURISMO E LAZER ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA 13 DE MAIO PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SÔNIA CRISTINA DE SOUZA ARAÚJO

Leia mais

Escola Virgem de Lourdes Anos de Educação e Inovação para a Vida

Escola Virgem de Lourdes Anos de Educação e Inovação para a Vida Escola Virgem de Lourdes 2016 63 Anos de Educação e Inovação para a Vida DESEMPENHO DAS 3ª SÉRIES DO ENSINO MÉDIO NO 1º SEMESTRE PLANTÃO PEDAGÓGICO 29 DE AGOSTO DE 2016 Comparações dos resultados entre

Leia mais

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30 Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB 23/03/2015 15h30 17h30 Roteiro 1. Apresentação: Projeto Aventuras Currículo+ 2. Apresentação: diretrizes

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Programa de Estágio Supervisionado Obrigatório

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Programa de Estágio Supervisionado Obrigatório UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Programa de Estágio Supervisionado Obrigatório Curso de Licenciatura em Educação Física Ingressantes

Leia mais

Art. 5º- Para uma instituição ser conveniada como local de estágio é indispensável :

Art. 5º- Para uma instituição ser conveniada como local de estágio é indispensável : REGULAMENTO DE ESTÁGIOS ESPECÍFICOS Fixa normas para o funcionamento dos Estágios Supervisionados Específicos em Psicologia. (Aprovado pelo CONSEPE) I - DOS OBJETIVOS Art. 1º- O Estágio Curricular Específico

Leia mais

Agenda Início do ano letivo

Agenda Início do ano letivo Agenda Início do ano letivo 2016 / 2017 Período de funcionamento das aulas de acordo com o horário normal 1º Período Início : 16 de (Pré-escolar e 1º Ciclo) 19 de (2º e 3º Ciclos e E.S) Termo : 16 de dezembro

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 7 Semanal Mensal 6 24

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 7 Semanal Mensal 6 24 Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 7 Semanal Mensal 6 24 Nome da Disciplina ESTÁGIO EM GESTÃO EDUCACIONAL I Curso PEDAGOGIA GESTÃO DE SISTEMAS EDUCACIONAIS Orientação individual e grupal aos

Leia mais

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Batatais Estado de São Paulo

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Batatais Estado de São Paulo PROCESSO SELETIVO - EDITAL Nº 01/2016 ANEXO II PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES RETIFICAÇÃO Nomenclatura Professor de Educação Básica I - Ensino Fundamental e Educação Infantil Fundamental (Arte) PRINCIPAIS

Leia mais

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas. Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas. Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo 1.Educação Especial e Apoio Educativo 1.1.

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS SUPERIORES DE LICENCIATURA

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS SUPERIORES DE LICENCIATURA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS SUPERIORES DE LICENCIATURA Normatiza a realização dos estágios supervisionados previstos nas Matrizes Curriculares dos Cursos Superiores de Licenciatura

Leia mais

ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!!

ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!! ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!! Currículo 1/303 Psicologia e Psicoterapia Psicanalítica II; Psicologia no Contexto Social: Trabalho I; Prática Interdisciplinar em Psicologia III (Grupos); Prática Interdisciplinar

Leia mais

PROJETO DE GESTÃO. O saber a gente aprende com os mestres e com os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes. Cora Coralina.

PROJETO DE GESTÃO. O saber a gente aprende com os mestres e com os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes. Cora Coralina. PROJETO DE GESTÃO O saber a gente aprende com os mestres e com os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes. Cora Coralina. Especificação 1- Dados de Identificação... 01 2- Justificativa...

Leia mais

PLANO DE COORDENAÇÃO DE ÁREA 2014

PLANO DE COORDENAÇÃO DE ÁREA 2014 PLANO DE COORDENAÇÃO DE ÁREA 2014 Área/Habilitação: Enfermagem/ Agente Comunitário de Saúde/ Ensino Técnico Nº de HAE: 12 ETEC: Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital/SP Nome do Coordenador(a):

Leia mais

Currículo do Curso de Pedagogia

Currículo do Curso de Pedagogia Currículo do Curso de Pedagogia Licenciatura ATUAÇÃO Em atendimento às Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), aprovadas em 2006 pelo Conselho Nacional de (CNE) e homologadas pelo Ministério da (MEC),

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO 2008 ETAPA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 2º ANO - CICLO II LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1 ESCOLA: NOME: TURMA:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO 2008 ETAPA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 2º ANO - CICLO II LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

PAUTA DA REUNIÃO DE PAIS DO 8º e 9º ANOS 15/02/2017

PAUTA DA REUNIÃO DE PAIS DO 8º e 9º ANOS 15/02/2017 COMUNICADO 13/2017 OBJETIVOS DA REUNIÃO PAUTA DA REUNIÃO DE PAIS DO 8º e 9º S 15/02/2017 Orientações sobre o trabalho pedagógico e a rotina escolar de 2017. Estabelecimento de parceria Escola-Família.

Leia mais

Programas de Atendimento aos Estudantes

Programas de Atendimento aos Estudantes Programas de Atendimento aos Estudantes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP Câmpus Guarulhos 1. Integração dos Ingressantes O atendimento ao estudante no IFSP Guarulhos

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO PÁGINA: 1 INGRESSOS DE 20041 161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 NÚMERO MÁXIMO DE PERÍODOS 9 CARGA HORÁRIA 3640 1 132 FUNDAMENTOS ÉTICOS DE EDUCAÇÃO 30 OBRIGATORIA

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação PEDAGOGIA. COORDENADORA Cristiane Aparecida Baquim

UFV Catálogo de Graduação PEDAGOGIA. COORDENADORA Cristiane Aparecida Baquim UFV Catálogo de Graduação 2014 477 PEDAGOGIA COORDENADORA Cristiane Aparecida Baquim cbaquim@hotmail.br 478 Currículos dos Cursos do CCH UFV Licenciatura ATUAÇÃO Em atendimento às Diretrizes Curriculares

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL TIA ANA

CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL TIA ANA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRUSQUE - UNIFEBE CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL TIA ANA Coordenador Institucional: Marcilene Pöpper Gomes Coordenadora de Área: Clarice Pires Professor(a) Supervisor(a): Fabiana Veríssimo

Leia mais

Agrupamento de Escolas de São Gonçalo

Agrupamento de Escolas de São Gonçalo Taxa média de retenção no 2.º ano de escolaridade de 12% no ano letivo 2014/2015 e de 11,6% no ano letivo 2015/2016. 1.º e 2.º anos. 3. Designação da Apoio educativo coadjuvante nas turmas de 1.º e 2.º

Leia mais

Sapato Tênis (preto, branco ou azul) A partir de março só será permitida a entrada do aluno com o fardamento completo.

Sapato Tênis (preto, branco ou azul) A partir de março só será permitida a entrada do aluno com o fardamento completo. Ensino Fundamental II 1 Material INDIVIDUAL: Caderno; Estojo; Jogo de esquadro e transferidor; Lápis de cor ( caixa com 12 cores); Régua 30cm; Borracha branca macia; Caneta esferográfica; Cola branca comum;

Leia mais

SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS III BIMESTRE 2015

SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS III BIMESTRE 2015 SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS III BIMESTRE 2015 ENSINO FUNDAMENTAL 5º ANO Senhores Pais, O semestre letivo recomeça envolvido por diversas atividades: acolhida, festejos, planejamentos,

Leia mais

Currículo do Curso de Educação Infantil

Currículo do Curso de Educação Infantil Currículo do Curso de Licenciatura ATUAÇÃO O Licenciado em é formado para atuar no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança de 0 a 6 anos. Os graduados em são professores habilitados em nível

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD O presente Regulamento tem o intuito de estabelecer normas gerais para cumprimento da Lei nº.

Leia mais

Sistema Anglo de Ensino Aula dada/aula estudada

Sistema Anglo de Ensino Aula dada/aula estudada Sistema Anglo de Ensino Aula dada/aula estudada Coleção de Inglês do Fund. II GOT IT da OXFORD Projeto de Vida Material da OPEE Sistema Anglo de Ensino Material Bienal - 1ºs e 2ºs Anos Revisanglo 3ºs Anos

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

PAUTA DE REUNIÃO DE PAIS

PAUTA DE REUNIÃO DE PAIS PAUTA DE REUNIÃO DE PAIS 6 ANO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO: ENCONTROS PRÉVIOS PARA ORIENTAÇÃO REUNIÃO NO 5 ANO E REUNIÃO INICIAL NO 6 ANO MUDANÇAS NA ROTINA: PROJETO BIMESTRAL TRABALHOS ORIENTADOS, MAS EXECUTADOS

Leia mais

Calendário Escolar 2017

Calendário Escolar 2017 Calendário Escolar 2017 Janeiro 1 Todos Feriado: Confraternização Universal 2 a 6 EM Período de inscrições para PPE e Matrícula Especial Secretaria 2 a 31 EI Projeto Brincando nas Férias 26/1 a 10/2 Fevereiro

Leia mais

ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!!

ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!! ATENÇÃO AOS REQUISITOS!!! Currículo 1/303 Psicologia no Contexto Social: Trabalho I; Prática Interdisciplinar em Psicologia III (Grupos); Prática Interdisciplinar em Psicologia IV: Psicopatologia; Psicologia

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA

PROGRAMA DE MONITORIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL PROGRAMA DE MONITORIA Agosto/2010 2 1. O QUE É MONITORIA A Monitoria é a modalidade de ensino-aprendizagem,

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE DE MONITORES EM DISCIPLINA QUESTIONÁRIO DO(A) ALUNO(A) DISCIPLINA: CURSO: MONITOR(A): PERÍODO DE REFERÊNCIA: INSTRUÇÃO Prezado(a)

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Maio

Atividades executadas durante o mês de Maio RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE MAIO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Maio EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Acompanhamento e orientação do processo pedagógico. Acompanhamento

Leia mais

EDITAL Nº 004/2017 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA

EDITAL Nº 004/2017 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA EDITAL Nº 004/2017 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR DE ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO - AEE O, Estado do Rio Grande do Sul, TORNA PÚBLICO, para conhecimento dos interessados, que no

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2016.1 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Turma

Leia mais

Teoria da Contabilidade - 8º período

Teoria da Contabilidade - 8º período PLANO DE ENSINO UNIDADE CONTABILIDADE DISCIPLINA Teoria da Contabilidade - 8º período PROFESSOR Prof. Mestranda. Glória Castro gloriacastro7@gmail.com DEPARTAMENTO CÓDIGO CRÉDITOS CIÊNCIAS CONTÁBEIS CSA-1225

Leia mais

COLÉGIO DE SÃO BENTO RJ

COLÉGIO DE SÃO BENTO RJ COLÉGIO DE SÃO BENTO RJ SEMINÁRIO EDUCAÇÃO - FGV Práticas Pedagógicas e Inovações em Instituições de Ensino Básico: A experiência do Colégio de São Bento. HISTÓRIA O Colégio de São Bento tem raízes profundas,

Leia mais

Guia de Orientação da Rotina Escolar

Guia de Orientação da Rotina Escolar Guia de Orientação 1 GUIA DE ORIENTAÇÃO DA ROTINA ESCOLAR A escola é um ambiente público e coletivo que conta com a colaboração de todos para a construção de uma comunidade escolar autônoma e organizada.

Leia mais

CENTRO DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (CEDECA RIO DE JANEIRO)

CENTRO DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (CEDECA RIO DE JANEIRO) CENTRO DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (CEDECA RIO DE JANEIRO) CNPJ Nº 10.832.372/0001-38 EDITAL Nº 001 /2017 O CENTRO DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CEDECA RJ, no

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 050/2014. Anexo 2 Atribuições dos Cargos

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 050/2014. Anexo 2 Atribuições dos Cargos SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 050/2014 Anexo 2 Atribuições dos Cargos AGENTE DE APOIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Acompanhar, auxiliar e orientar os alunos nas Atividades de Vida

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA TITULO I DO ESTÁGIO E SEUS OBJETIVOS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA TITULO I DO ESTÁGIO E SEUS OBJETIVOS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA TITULO I DO ESTÁGIO E SEUS OBJETIVOS CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E ABRANGÊNCIA ART. 1º - Denomina-se

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 160 aprovado pela portaria Cetec nº 138 de 04 / 10 /2012 Etec Professora Ermelinda Giannini Teixeira

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 7) CURSO (S): 8) DISTRIBUIÇÃO DE CARGA HORÁRIA: TIPO DE AULA

PROGRAMA DE DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 7) CURSO (S): 8) DISTRIBUIÇÃO DE CARGA HORÁRIA: TIPO DE AULA UERJ 1) UNIDADE: PROGRAMA DE DISCIPLINA 2) DEPARTAMENTO: 7º (Período) INSTITUTO DE PSICOLOGIA PSICOLOGIA SOCIAL E INSTITUCIONAL 3) CÓDIGO: 4) NOME DA DISCIPLINA: 5) CH: 6) CRÉD.: PSI02-03429 ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

PROGRAMA ESCOLHA CERTA

PROGRAMA ESCOLHA CERTA PROGRAMA ESCOLHA CERTA 1 Índice São PAulo, 6 de maio de 2016 Proposta Comercial CARTA DE APRESENTAÇÃO... 3 INSTITUCIONAL... 4 PROGRAMA ESCOLHA CERTA... 5 PÚBLICO ALVO... 7 BENEFÍCIOS... 8 METODOLOGIA...

Leia mais

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano:

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Licenciatura em Educação Física Disciplina: Educação Física na Infância Professor: Gilson Pereira Souza E-mail: professorgilsonpereira@gmail.com Código:

Leia mais

O que significa ser um estudante do ISPTEC? 02/03/2015

O que significa ser um estudante do ISPTEC? 02/03/2015 O que significa ser um estudante do ISPTEC? 02/03/2015 Índice Ø Bem vindo ao ISPTEC Ø Perfil do Estudante Ø Actividades de Apoio ao Estudante Ø A importância da Autonomia Ø Método de Estudo Ø Objectivos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Médio Etec Código: Município: Área de conhecimento: Componente Curricular: Série: C. H. Semanal: Professor: I Competências e respectivas habilidades e valores 1 1

Leia mais

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA Guarantã do Norte 2013 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO IES: Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte PARCERIA: Prefeitura Municipal de

Leia mais

Supervisão de Estágios

Supervisão de Estágios Supervisão de s Orientações ao estagiários A Coordenação de Curso tem como objetivos, orientar, esclarecer e fazer o encaminhamento documental do estágio, de forma a viabilizar a realização do estágio

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Dispõe sobre o cumprimento da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O componente Estágio Curricular Supervisionado em Biotecnologia éparte integrante do currículo pleno do

Leia mais

CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA

CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA Introdução Uma pesquisa realizada pela Fundação Carlos Chagas indica que a maioria dos coordenadores pedagógicos deixam de fazer o acompanhamento da prática educativa

Leia mais

Diário Oficial do dia Página da Secretaria de Educação

Diário Oficial do dia Página da Secretaria de Educação Diário Oficial do dia 27-11-2015 Página da Secretaria de Educação INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04/2015 Orienta procedimentos para a elaboração do Calendário Escolar das Escolas da Rede Estadual de Ensino do

Leia mais

PORTARIA N 71 DE 12 DE JANEIRO DE 2012

PORTARIA N 71 DE 12 DE JANEIRO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II PORTARIA N 71 DE 12 DE JANEIRO DE 2012 Redefine as atribuições dos Chefes de Departamentos Pedagógicos e dos Coordenadores Pedagógicos/ Responsáveis por Coordenação

Leia mais

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO REGULAMENTO DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E ENSINO/ ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - MODALIDADE A DISTÂNCIA

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE HORTOLÂNDIA

COLÉGIO ADVENTISTA DE HORTOLÂNDIA TURMA:7º TURMA: PROFESSOR(A): PRISCILA TURMA:7ºA SISTEMÁTICA DE ARTES 24/02 Nota para atividades do Livro 10 Cores e suas Pág.6/7/8 e 9 possibilidades. As cores e os sons. 09/03 TRABALHO 10 Comunicação

Leia mais

PROJETO EDUCATIVO 2012/ /16

PROJETO EDUCATIVO 2012/ /16 ESCOLA SECUNDÁRIA/3º CEB POETA AL BERTO, SINES PROJETO EDUCATIVO 2012/13-2015/16 Aprovado pelo Conselho Geral a 8 de abril de 2013. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. MISSÃO... 3 3. VISÃO... 3 4. VALORES..4

Leia mais

Descrição dos Estágios do Núcleo 3-8º per./2017

Descrição dos Estágios do Núcleo 3-8º per./2017 para o Objetivo do Manhãs e tardes a combinar Escolas de Educação Infantil, Berçário Creche (CEI), EMEF Nilo Peçanha, Escola de Estadual de Ensino Fundamental 16h20m às 19h10m às O tempo médio dedicado

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola

REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola Projeto Educativo Buscamos integrar rigor científico, excelência acadêmica, formação cristã, cultura da solidariedade e da paz, sensibilidade estética,

Leia mais

ROBÓTICA EDUCACIONAL

ROBÓTICA EDUCACIONAL Qualidade do Ensino e Gestão de Sala de Aula Objetivo -Relacionar estudos de conceitos multidisciplinares, como física, matemática, geografia entre outros; -Desenvolver o Protagonismo Juvenil (jovem sujeito

Leia mais

REUNIÃO DE CONSELHO. 30 de março de 2016

REUNIÃO DE CONSELHO. 30 de março de 2016 REUNIÃO DE CONSELHO 30 de março de 2016 INSTITUTO UNIBANCO 2 JOVEM DE FUTURO 3ª GERAÇÃO Jovem de Futuro 3ª geração - Circuito de Gestão Jovem de Futuro 3ª geração - Ações Oficina 1 Curso Módulo 1 Oficina

Leia mais

Aplicar técnicas de computação gráfica. Aferir padrão de qualidade ao produto/projeto de comunicação Definir técnicas de acabamento. I - DEMONSTRAR CO

Aplicar técnicas de computação gráfica. Aferir padrão de qualidade ao produto/projeto de comunicação Definir técnicas de acabamento. I - DEMONSTRAR CO Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 59 aprovado pela portaria Cetec nº 746 de: 10 /09/2015 Etec TIQUTIRA Código: 208 Município: São Paulo/SP Eixo Tecnológico: Produção Cultural

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Janeiro:

Atividades executadas durante o mês de Janeiro: INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Janeiro: EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Atendimento a pais (novas

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO (Estudante realizando estágio curricular nas dependências da UFG- TCE coletivo com o mesmo supervisor) 1. Modalidade do estágio: Estágio Curricular Obrigatório N.º da Apólice

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ANO LETIVO 2016/2017 A distribuição do serviço docente da Escola Secundária da Ramada (doravante designada

Leia mais

Curso: PEDAGOGIA Curriculo: 0004-L DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT

Curso: PEDAGOGIA Curriculo: 0004-L DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT GR02734 GR02105 GR02160 GR02735 GR02736 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Escola e Contexto 72.00 Não ofertada no 2º semestre de 2016 Estudo da Formação da Sociedade Contemporânea 72.00 Não ofertada no

Leia mais

2. Nome do(s) supervisor(es): PROFA. DRA. SONIA REGINA PASIAN. Psicóloga MARIA PAULA FOSS

2. Nome do(s) supervisor(es): PROFA. DRA. SONIA REGINA PASIAN. Psicóloga MARIA PAULA FOSS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE RIBEIRÃO PRETO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO CENTRO DE PESQUISA E PSICOLOGIA APLICADA ESTÁGIO: AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

Leia mais

ATIVIDADES PARCIAIS I 16 A 27 DE MARÇO/2015. Manhã Atividade Parcial I Literatura 8,0 4,8. Manhã Atividade Parcial I Química 8,0 4,8

ATIVIDADES PARCIAIS I 16 A 27 DE MARÇO/2015. Manhã Atividade Parcial I Literatura 8,0 4,8. Manhã Atividade Parcial I Química 8,0 4,8 Prezado(a) aluno(a), Você está recebendo o Calendário de Provas da 1ª Etapa. Este instrumento será um guia para VOCÊ e sua família acompanharem seu desempenho escolar. ESTUDO, DISCIPLINA E ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes

Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes RESOLUÇÃO SME N 15/2008 (Orienta sobre a organização das escolas da rede municipal de ensino para o ano de 2009) A Secretária Municipal de Educação, considerando a necessidade de expedir orientações quanto

Leia mais

ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR

ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR Cargo: Professor Classe: A,B,C,D, ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR Orientar a aprendizagem dos alunos; Participar das atividades da escola: Organizar as operações inerentes

Leia mais

PREVENÇÃO NAS ESCOLAS

PREVENÇÃO NAS ESCOLAS PREVENÇÃO NAS ESCOLAS PREVENÇÃO NAS ESCOLAS Diga Sim à Vida a Turma da Mônica na Prevenção do Uso de Drogas Parceria: SENAD/MEC/FIOCRUZ 2º ao 5º ano Ensino Fundamental Escolas da Rede Pública Público-Alvo:

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE LÍDERES

PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE LÍDERES PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE LÍDERES CONQUISTE A LIDERANçA INSCRIÇÕES ABERTAS Prepare-se para novos desafios e seja o destaque no mercado de trabalho. Muitas vezes, a liderança não sabe quais

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - A Coordenação do Curso de Licenciatura em Química da UTFPR Campus

Leia mais

CURSO: FISIOTERAPIA I DA CARACTERIZAÇÃO:

CURSO: FISIOTERAPIA I DA CARACTERIZAÇÃO: REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I e II CURSO: FISIOTERAPIA I DA CARACTERIZAÇÃO: Art.1º Estágio Supervisionado é disciplina oferecida aos alunos regularmente matriculados no oitavo e nono período

Leia mais

Calendário. escolar. Educador. 2º semestre

Calendário. escolar. Educador. 2º semestre Calendário escolar Educador 2015 2º semestre Calendário 2015 Siglas AISC Avaliação individual sem consulta CFB Ciências Físicas e Biológicas Clima Conselho de Líderes Maristas EI Educação Infantil EF Ensino

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA:

TÍTULO: AUTORES:   INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA: TÍTULO: LINGUAGEM, TEXTO E CIDADANIA AUTORES: Maria Teresa Salvadeu Popoff; Cristina Valéria B. Simon; Graice de Souza Baddauy; José Antônio Fregonezzi; Regina Maria Gregório e-mail: mtersa.pp@bol.com.br

Leia mais

PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Artigo 1º - O Estágio Supervisionado de que trata este regulamento refere-se à formação de

Leia mais

Regulamenta a oferta de disciplinas na modalidade semipresencial no Curso de Graduação em Ciências Contábeis:

Regulamenta a oferta de disciplinas na modalidade semipresencial no Curso de Graduação em Ciências Contábeis: UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Resolução nº 003/2015-CCGCC/CCSA Regulamenta a oferta de disciplinas na modalidade

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO III

ESTÁGIO SUPERVISIONADO III ESTÁGIO SUPERVISIONADO III ORIENTAÇÕES DE ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO PARCIAL E FINAL Prof. MSc Samuel Guerra Torres Prof. Patric Barreto CRONOGRAMA Aula Data Conteúdo Horas 1 06/ago Planejamento 0 2 13/ago

Leia mais

Prefeitura Municipal de Eunápolis. Portarias

Prefeitura Municipal de Eunápolis. Portarias 1 Prefeitura Municipal de Eunápolis www.diariooficialdosmunicipios.org/prefeitura/eunapolis 06 de Abril de 2005 Suplemento Especial Diário Oficial dos Municípios N o 18.810 Portarias Prefeitura Municipal

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA ANEXO E - REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA

Leia mais

FARINA. anos. Fazendo sucesso em aprovações! SISTEMA DE ENSINO SISTEMA ARI DE SÁ

FARINA. anos. Fazendo sucesso em aprovações! SISTEMA DE ENSINO SISTEMA ARI DE SÁ FARINA SISTEMA DE ENSINO SISTEMA ARI DE SÁ anos Fazendo sucesso em aprovações! Parceria FARINA SISTEMA DE ENSINO ENEM 1 PENTACAMPEÃ LUGAR Em Mato Grosso anos Fazendo sucesso em aprovações! Parceria SISTEMA

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Turma. Da: Universidade Estadual de Goiás Câmpus Jussara Para:

CURSO DE LICENCIATURA EM ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Turma. Da: Universidade Estadual de Goiás Câmpus Jussara Para: CURSO DE LICENCIATURA EM ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Turma Da: Universidade Estadual de Goiás Câmpus Jussara Para: CARTA DE APRESENTAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I O acadêmico (a),,

Leia mais

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ Reconhecida pelo Decreto Governamental n.º 70.906 de 01/08/72 e Portaria n.º 1.062

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES

FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DEMATEMÁTICA - LICENCIATURA Versão 2016.1 Manual de Estágio Supervisionado Ribeirão Pires Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura

Leia mais

Escola SENAI Antônio Souza Noschese Santos -SP. Proposta Pedagógica. Uma nova visão

Escola SENAI Antônio Souza Noschese Santos -SP. Proposta Pedagógica. Uma nova visão Escola SENAI Antônio Souza Noschese Santos -SP Proposta Pedagógica Uma nova visão Nossa Proposta Pedagógica é a tradução do nosso compromisso com o desenvolvimento das pessoas, da sociedade e da indústria

Leia mais

ANEXO 2 NORMAS GERAIS ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA

ANEXO 2 NORMAS GERAIS ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA ANEXO 2 NORMAS GERAIS ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA A2-121 ESTÁGIO OBRIGATÓRIO A atual Resolução CNE/CES n o 11, de 11 de março de 2002, do Conselho Nacional de Educação

Leia mais

Curso de Produção Multimídia PUC Minas

Curso de Produção Multimídia PUC Minas Curso de Produção Multimídia PUC Minas Orientações gerais para o TEI (Trabalho de Extensão Interdisciplinar) Prof. Artur Martins Mol Marcos para o 1 o semestre/2014 Definição dos grupos: até 28 de fevereiro

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA 1 UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (Orientações para a realização das APS dos

Leia mais

A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS.

A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS. A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS. Luciana Barros Farias Lima Instituto Benjamin Constant Práticas Pedagógicas Inclusivas

Leia mais

SUPERVISÃO EDUCACIONAL

SUPERVISÃO EDUCACIONAL SUPERVISÃO EDUCACIONAL OBJETIVO: Subsidiar o trabalho nas Diretorias Regionais da Educação e as Unidades Escolares, de modo a observar, analisar, orientar, intervir e encaminhar as demandas nas seguintes

Leia mais

PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID/2016

PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID/2016 1 PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID/2016 I. Professor orientador: Marco Aurélio Bernardes de Carvalho II. Disciplinas de atuação: Programa Integrador de Atenção

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 04, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 04, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 04, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece Diretrizes para a oferta da Modalidade de Educação de Jovens

Leia mais

Actividades Organizadores Destinatários Recursos Previsão de Custos Calendarização Sem custos. Alunos da Turma. Alunos da turma.

Actividades Organizadores Destinatários Recursos Previsão de Custos Calendarização Sem custos. Alunos da Turma. Alunos da turma. 1º período Estrutura Educativa: Conselho de Turma. Ensino Secundário 10ºAno 10º H 1 Resultados Escolares Promover a aquisição de saberes e o desenvolvimento de competências essenciais de cada disciplina/ano/ciclo

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006.

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006. RESOLUÇÃO Nº 034/2006 - CEPE DE 23 de Agosto de 2006. APROVA A ALTERAÇÃO DA RESOLUÇÃO CEPE N.º 003- A/2003 NORMAS DE ESTÁGIO. O Reitor da Universidade Castelo Branco, usando de suas atribuições legais

Leia mais