EFEITO DO SILICATO DE CÁLCIO USADO COMO FONTE DE SILÍCIO PARA A CULTURA DO ARROZ, COMPARADO AO CALCÁRIO. RESUMO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EFEITO DO SILICATO DE CÁLCIO USADO COMO FONTE DE SILÍCIO PARA A CULTURA DO ARROZ, COMPARADO AO CALCÁRIO. RESUMO"

Transcrição

1 EFEITO DO SILICATO DE CÁLCIO USADO COMO FONTE DE SILÍCIO PARA A CULTURA DO ARROZ, COMPARADO AO CALCÁRIO. Gisele Carneiro da Silva 1 ; Adilson Pelá 2,Camila Alves Rodrigues 3 ; Daline Benites Bottega 3 1 Bolsista PBIC/UEG, Universidade Estadual de Goiás, UnU Ipameri, GO 2 Orientador, docente do Curso de Agronomia, UnU Ipameri UEG. 3 Bolsistas PVIC/UEG, UnU Ipameri, GO RESUMO Com o objetivo de avaliar o efeito do silício, da elevação da saturação por bases e teores do ph do solo nas plantas de arroz em solo de cerrado, realizou-se um experimento em vasos na UnU-Ipameri. Foram utilizadas quatro doses de silicato de cálcio + magnésio e quatro doses de carbonato de cálcio + magnésio em um LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO Distrófico, visando elevar a saturação por bases a 35, 45, 55 e 65%, além da testemunha, com uma saturação de 9%. O solo, coletado na camada superficial, após a aplicação dos tratamentos, foi incubado durante 45 dias. Aos 60 dias após a emergência, as plantas foram coletadas para a determinação de Si na massa seca. Os dados foram submetidos ao teste F para análise de variância e ao Tukey a 5% de probabilidade para a comparação de médias. Foram realizadas análises de regressão, relacionando os teores de Si no solo com os teores de Si nas plantas e com a produtividade de grãos, produtividade de grãos e valores de saturação por bases, doses de silicato de cálcio e de calcário. A aplicação de silicatos proporcionou maior produção de massa seca das plantas de arroz em comparação aos carbonatos. Tanto os silicatos quanto os carbonatos aumentaram os teores de Si no solo pela elevação do ph do mesmo. As quantidades de Si absorvidas pelas plantas de arroz não sofreu interferência da aplicação de silicatos, mas foi menor com carbonatos pela menor produção de massa seca obtida com o uso destes. Palavras-chave: silício, nutrição, saturação por bases. Introdução O silício não faz parte dos elementos essenciais, porém é considerado um elemento útil e benéfico à planta do arroz, contra doenças, pragas e ainda proporcionando maior taxa fotossintética devido à melhoria da arquitetura foliar pela presença de maior quantidade de silício nos tecidos de sustentação no suporte do caule e das folhas, proporcionando crescimento e desenvolvimento das plantas, bem como o rendimento de grãos. Segundo KORNDORFER et al. (1999a), a aplicação no solo do silicato de cálcio na forma de Wollastonita aumentou os teores de Ca, o ph, a saturação por bases e diminuiu a saturação por alumínio. FILHO et al. (2001) constataram um aumento de rendimento de grãos de acordo com a fertilização silicatada, o que segundo esses autores pode se relacionar com o aumento na disponibilidade de silício e cálcio derivados da aplicação do silicato de cálcio. Deve-se ressaltar, entretanto, que, por não ter sido feita à compensação do cálcio contido na volastonita, torna-se difícil atribuir isoladamente o efeito do cálcio ou do silício no rendimento de grãos. Porém, faltam dados que isolem o efeito do Si da correção da acidez proporcionada pelas fontes utilizadas para o fornecimento do mesmo. Como a cultura do arroz é tolerante a acidez do solo, e os solos de cerrados são naturalmente pobres, principalmente em 1

2 micronutrientes, o uso indiscriminado e sem um critério de recomendação, poderá resultar em desequilíbrio nutricional das plantas. Este trabalho teve como objetivo comparar os efeitos do silicato e do carbonato de cálcio e magnésio na produção de massa seca da cultura do arroz, nos teores de Si no solo e absorvidos pelas plantas. Material e Métodos O trabalho foi conduzido em casa de vegetação na UnU-Ipameri, localizada em Ipameri-GO. Na sede do município a latitude é de 17º 41 S, longitude 48º 11 W e altitude de 800 m, e o clima, segundo a classificação de Köppen, é do tipo Aw, constando temperaturas elevadas com chuvas no verão e seca no inverno. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, e os tratamentos foram constituídos por quatro doses de silicato de cálcio + silicato de magnésio e de quatro doses de carbonato de cálcio + carbonato de magnésio (calcário), e uma testemunha, com quatro repetições. As doses de silicatos e de carbonatos foram usadas visando aumentar a saturação por bases a 35, 45, 55 e 65%. A testemunha possuía saturação por bases em torno de 9%. Foi utilizado solo da camada superficial de um LATOSSOLO VERMELHO- AMARELO Distrófico, incubados durante um período de 45 dias após a aplicação dos tratamentos. Cada vaso contendo 5,2 dm 3 recebeu uma adubação de 2,5 g da fórmula contendo 0,4 % de zinco. Foram semeadas 10 plantas por vaso, selecionando-se seis após a emergência. Os vasos foram irrigados diariamente, e a umidade mantida próximo a 60% da capacidade de retenção de água do solo. Aos 35 dias após a emergência foi realizada uma adubação de cobertura com 0,3 mg por vaso de nitrogênio, utilizando-se uréia como fonte. Após 60 dias da emergência foram coletadas 3 plantas em cada unidade experimental, para realizar a análise de matéria seca e Si. O Si foi determinado conforme metodologia descrita em KORNDORFER et al. (1999b). Aos 143 dias após a emergência determinou-se a produção de massa seca total por vasos. Os dados foram submetidos ao teste F para análise de variância e ao Tukey a 5% de probabilidade para a comparação de médias, e de regressão, relacionando as variáveis teores de Si no solo com os teores nas plantas, teores de Si com a produtividade de grãos, Si no solo em função do uso de silicatos de cálcio e carbonatos. Resultados e Discussão Pelos resultados de massa seca obtidos aos sessenta dias após a emergência (Tabela 1) observa-se que o tratamento Silicato 35 proporcionou a maior produção de matéria seca, foi superior aos Carbonatos 45, 55 e 65, ao Silicato 45, não diferindo significativamente dos demais, inclusive da testemunha. Segundo SAVANT et al. (1997), a maior produtividade proporcionada pelo Si é que o seu suprimento torna folhas mais eretas, favorecendo a incidência de luz, maior absorção de CO 2 e redução da transpiração excessiva, permitindo incremento da taxa fotossintética. Não houve diferença na massa seca por ocasião da colheita, muito embora tenha sido observada certa proporcionalidade com os resultados obtidos aos 60 dias. Não houve diferença significativa na quantidade de silício total absorvido por vaso em função dos tratamentos. 2

3 Tabela 1. Produção de matéria seca de plantas de arroz em função da aplicação de silicato ou carbonato de cálcio e magnésio. Tratamentos M.S. 60 DAE M.S. Colheita Si absorvido Si no solo (g/vaso) mg dm -3 Testemunha 3,13 bc 22,47 0, a Carbonato 35 3,02 abc 19,49 0,21 4,80 a Carbonato 45 2,62 ab 18,13 0,20 5,07 a Carbonato 55 1,80 a 12,90 0,16 5,69 a b Carbonato 65 2,20 ab 13,81 0,19 6,60 b Silicato 35 3,89 c 22,59 0,26 5,58 a b Silicato 45 2,58 ab 16,97 0,21 5,53 a b Silicato 55 3,27 bc 17,14 0,20 5,75 a b Silicato 65 3,30 bc 22,57 0,30 6,44 b Médias seguidas por mesma letra na coluna não diferem entre si pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade Observou-se também que com o calcário (Figura 1b), o aumento na saturação por bases reduziu a produtividade, com R 2 = 0,70, enquanto que com os silicatos ( Figura 1a) não houve ajuste significativo. Na média geral, os silicatos proporcionou maior produtividade de arroz que o calcário, até os 60 dias após a emergência. a) b) Saturação por bases Silicato de cálcio 4,5000 4,0000 3,5000 3,0000 2,5000 2,0000 1,5000 1,0000 y = -0,0001x 2 + 0,0077x + 3,1562 0,5000 R 2 = 0,0094 0, Materia seca (g) Matéria seca (g) 3,5000 3,0000 2,5000 2,0000 1,5000 1,0000 0,5000 calcário y = -0,0214x + 3,4561 R 2 = 0,7058 0, Saturação por bases Figura 1. Produtividade da cultura do arroz em função da utilização de calcário e silicato de cálcio para a elevação da saturação por bases, aos sessenta dias após a semeadura. Houve aumento nos valores de silício disponível com a elevação do ph em água pela aplicação de Carbonatos (Figura 2a), com ajuste linear e R 2 = 0,76, e com Silicato (Figura 2b), com ajuste linear e R 2 = 0,98. Isso mostra que ambos foram eficientes em corrigir a acidez do solo. Esses resultados estão de acordo com os de CAMARGO et al. (2007), que também obtiveram aumentos do Si solúvel com a elevação do ph do solo. Esses valores estão bem abaixo dos obtidos por CARVALHO-PUPATTO et al. (2004), que obtiveram, aplicando 1000 kg ha -1 de Si nas fontes escória de alto-forno e escória de aciaria, 42 e 59 mg dm -3 respectivamente, e os valores de ph (CaCl 2 ) do solo atingido 6,2 e 7,0. A testemunha e as maiores doses de silicato ou carbonatos ficaram com o ph fora da faixa ideal para a cultura que, segundo FAGERIA (2001) é de ph 5,5 a 6,0, embora seja bastante tolerante a acidez do solo. 3

4 a) b) S i n o so lo (m g d m -3 ) y = 0,8441x + 0,5303 R 2 = 0,7603 S i n o so lo (m g d m -3 ) y = 0,7398x + 0,555 R 2 = 0,981 4,00 5,00 6,00 7,00 ph (água) 4,00 5,00 6,00 7,00 ph (água) Figura 2. Teor de Silício no solo em função da elevação do ph em água do solo a) pela aplicação de carbonato de cálcio + carbonato de magnésio e b) pela aplicação de silicato de cálcio + silicato de magnésio. Verificou-se também que os teores de silício no solo proporcionado pela aplicação do carbonato e do silicato apresentaram ajuste linear com R 2 de 0,99 (Figura 3), indicando que ambas as fontes tem praticamente a mesma capacidade em promover a disponibilidade de Si no solo, provavelmente em função da alteração do ph do mesmo, já que o calcário praticamente não possui tal elemento em sua composição. 7,00 Si (silicato) 6,00 5,00 4,00 y = 0,6738x + 1,3156 R 2 = 0,9918 3,00 3,00 4,00 5,00 6,00 7,00 Si (carbonato) Figura 3. Correlação entre os teores de Si no solo (mg dm -3 ) em função da aplicação de carbonato de cálcio + carbonato de magnésio e de silicato de cálcio + silicato de magnésio para a correção da acidez do solo. Na Figura 4, observa-se pequeno decréscimo na quantidade de Si por vaso absorvida pelas plantas de arroz até 60 DAE pela elevação da saturação por bases com carbonatos, justificado pela menor produção de massa seca nesses tratamentos. Já com a aplicação de silicatos não houve incrementos nem redução na quantidade absorvida do elemento. Esses resultados discordam dos obtidos por CARMARGO et al. (2007), que obtiveram aumentos lineares com as doses de calcário e de silicato (escória). Talvez porque os valores de Si solúvel obtidos pelos referidos autores foi bem superior aos verificados neste trabalho. 4

5 a) b) Si absorvido (g vasō 1 ) 0,50 0,40 0,30 0,20 y = -0,0015x + 0,2674 0,10 R 2 = 0,7966 0, Saturação por Bases (% ) Si absorvido (g vasō 1 ) 0,50 0,40 0,30 0,20 y = -1E-05x + 0,2465 0,10 R 2 = 5E-05 0, Saturação por Bases (% ) Figura 4. Absorção de Si pelas plantas (mg dm -3 ) de arroz em função: a) da aplicação de carbonato de cálcio + carbonato de magnésio; b) de silicato de cálcio + silicato de magnésio para a elevação da saturação por bases. CONCLUSÕES A aplicação de silicatos proporcionou maior produção de massa seca das plantas de arroz em comparação aos carbonatos. Tanto os silicatos quanto os carbonatos aumentaram ou teores de Si no solo pela elevação do ph do mesmo. As quantidades de Si absorvidas pelas plantas de arroz não sofreu interferência da aplicação de silicatos, mas foi menor com carbonatos pela menor produção de massa seca obtida com o uso destes. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CAMARGO M.S.; PEREIRA, H.S; KORNDÖRFER, G.H.; QUEIROZ, A.A.; REIS, C.B. Soil reaction and absorption of Silicon by rice. Scientia Agricola, Piracicaba, v.64, n.2, p , CARVALHO-PUPATTO, J.G.; BÜLL, L.T.; CRUSCIOL, C.A.C. Atributos químicos do solo, crescimento radicular e produtividade do arroz de acordo com a aplicação de escórias. Pesquisa agropecuária brasileira, Brasília, v.39, n.12, p , dez FAGERIA, N. K. Efeito da calagem na produção de arroz, feijão, milho e soja em solo do cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Vol. 36, n.11, Brasília DF, FILHO, M. P. B.; SNYDER, G. H.; Fageria, N. K.; DATNOFF, L. E.; SILVA, O. F. Silicato de cálcio como fonte de silício para o arroz de sequeiro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa (MG), Vol. 25, n.2, p , KORNDORFER, G. H.; ARANTES, V. A.; CORREA, G. F.; SNYDER, G. H. Efeito de aplicação de silicato de cálcio em solos cultivados com arroz de sequeiro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa (MG), Vol. 23, n.3, p , 1999a. KORNDORFER, G. H.; COELHO, N.M.; SNYDER, G. H.; MIZUTANI, C.T. Avaliação de métodos de extração de silício em solos cultivados com arroz de sequeiro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa (MG), Vol. 23, p , 1999b. 5

6 SAVANT, N.K.; SNYDER, G.H.; DATNOFF, L.E. Silicon management and sustainable rice production. Advances in Agronomy, San Diego, v. 58, p ,

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010)

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) 5771-5775 AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE ARROZ IRRIGADO NO USO DE NITROGÊNIO CARVALHO, Glaucilene Duarte 1 ; DE CAMPOS, Alfredo Borges 2 & FAGERIA,

Leia mais

VII Semana de Ciência Tecnologia IFMG campus

VII Semana de Ciência Tecnologia IFMG campus Avaliação do efeito do corretivo líquido sobre o ph, Ca 2+, Mg 2+, porcentagem de saturação por bases (V) e alumínio (m) em um Latossolo Vermelho distroférrico André Luís Xavier Souza 1 ; Fernando Carvalho

Leia mais

Vanderson Modolon DUART 1, Adriana Modolon DUART 2, Mário Felipe MEZZARI 2, Fernando José GARBUIO 3

Vanderson Modolon DUART 1, Adriana Modolon DUART 2, Mário Felipe MEZZARI 2, Fernando José GARBUIO 3 ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E DESENVOLVIMENTO DE CULTIVARES HÍBRIDAS DE ARROZ IRRIGADO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E GESSO EM SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA Vanderson Modolon DUART 1, Adriana Modolon

Leia mais

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE 16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE EM RELAÇÃO AO FORMULADO PADRÃO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho do fertilizante Farture (00-12-12) em diferentes dosagens em relação ao

Leia mais

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Bruna de Souza SILVEIRA 1 ; André Luís XAVIER 1 ; Sheila Isabel do Carmo PINTO 2 ; Fernando

Leia mais

17 EFEITO DA APLICAÇÃO DE MICRONUTRIENTES NA

17 EFEITO DA APLICAÇÃO DE MICRONUTRIENTES NA 17 EFEITO DA APLICAÇÃO DE MICRONUTRIENTES NA PRODUTIVIDADE DA SOJA O objetivo deste experimento foi avaliar a resposta do programa nutricional via foliar recomendado pela microquímica na cultura da soja

Leia mais

Palavras-Chave: Adubação mineral. Adubação orgânica. Cama de Peru. Glycine max.

Palavras-Chave: Adubação mineral. Adubação orgânica. Cama de Peru. Glycine max. RENDIMENTO DE SOJA (GLICINE MAX) SUBMETIDO A SUBISTITUIÇÃO DO ADUBO QUIMICO POR CAMA DE PERU Leonardo Citelli Dias 1, Rejane Aparecida de Carvalho Pohlmann 1 Egresso do Curso de Agronomia UNIFIMES, Rua

Leia mais

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA 18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE MACRONUTRIENTES EM PÓS- EMERGÊNCIA DA CULTURA O objetivo neste trabalho foi avaliar a aplicação de macronutrientes de diversas fontes e épocas de aplicação

Leia mais

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA E VIABILIDADE TÉCNICA DO PROGRAMA FOLIAR KIMBERLIT EM SOJA

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA E VIABILIDADE TÉCNICA DO PROGRAMA FOLIAR KIMBERLIT EM SOJA EFICIÊNCIA AGRONÔMICA E VIABILIDADE TÉCNICA DO PROGRAMA FOLIAR KIMBERLIT EM SOJA BONFADA, Élcio B. 1 ; FIORIN, Jackson E. 2 ; SILVA, Alieze N. da 3 ; WYZYKOWSKI, Tiago 4 Palavras-chave: Nutrição de Plantas.

Leia mais

Atributos químicos do solo sob diferentes tipos de vegetação na Unidade Universitária de Aquidauana, MS

Atributos químicos do solo sob diferentes tipos de vegetação na Unidade Universitária de Aquidauana, MS Atributos químicos do solo sob diferentes tipos de vegetação na Unidade Universitária de Aquidauana, MS JEAN SÉRGIO ROSSET 1, JOLIMAR ANTONIO SCHIAVO 2 Bolsista CNPq 1 Orientador 2 RESUMO O objetivo deste

Leia mais

11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO

11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO 11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO ESTÁDIO R3 DA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de diferentes fontes de potássio aplicados no estádio

Leia mais

6.3 CALAGEM E ADUBAÇÃO

6.3 CALAGEM E ADUBAÇÃO 6.3 CALAGEM E ADUBAÇÃO 6.3.1 - CALAGEM Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina A quantidade de corretivo de acidez a ser usada varia conforme o Índice SMP determinado na análise do solo e a dose

Leia mais

PP = 788,5 mm. Aplicação em R3 Aplicação em R5.1. Aplicação em Vn

PP = 788,5 mm. Aplicação em R3 Aplicação em R5.1. Aplicação em Vn Fabiano Andrei Bender da Cruz. Pesquisador/Consultor Fundação Bahia, Eng o. Agr o. Dr. CREA 40620232/MG. Aline Fabris. Estagiária, Acadêmica do Curso de Agronomia, convênio FAAHF/Fundação Bahia. Edimilson

Leia mais

Desenvolvimento e Produção de Sementes de Feijão Adzuki em Função da Adubação Química

Desenvolvimento e Produção de Sementes de Feijão Adzuki em Função da Adubação Química Desenvolvimento e Produção de Sementes de Feijão Adzuki em Função da Adubação Química Flívia Fernandes de Jesus 1, Fabrícia C. Adriano 2, Fabrício de C. Peixoto 3, Adilson Pelá 4, Nei Peixoto 5 1. Bolsista

Leia mais

Influência da adubação silicatada na qualidade sanitária de sementes de arroz

Influência da adubação silicatada na qualidade sanitária de sementes de arroz Influência da adubação silicatada na qualidade sanitária de sementes de arroz Sílvia Miranda Borba (1), Vanda Maria de Oliveira Cornélio (2), Moizés de Sousa Reis (2), João Roberto de Mello Rodrigues (2),

Leia mais

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012 Produtividade e proteína bruta do feijão guandu (Cajanus cajan cv. Mandarin) sob diferentes adubações e períodos de corte cultivado em um latossolo vermelho distrófico Arnon Henrique Campos ANÉSIO¹; Antônio

Leia mais

431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO

431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO Manejo de Agroecosistemas Sustentaveis Monferrer 431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO José C. Cruz 1 ; Israel A. Pereira Filho 1 ;

Leia mais

EFEITO DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO SULCO DE PLANTIO NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE SORGO

EFEITO DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO SULCO DE PLANTIO NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE SORGO EFEITO DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO SULCO DE PLANTIO NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE SORGO Gilson Araújo de Freitas¹; Cíntia Ribeiro Souza¹; Flávio Sergio Afférri²; Rubens Ribeiro da Silva²; Aurélio Vaz de

Leia mais

AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE PEPINO EM IPAMERI-GO

AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE PEPINO EM IPAMERI-GO AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE PEPINO EM IPAMERI-GO Érica Fernandes Leão¹, Valdivina Lúcia Vidal²; Emersom Rodrigues de Moraes³; José Antônio de Paula Oliveira³ Odilon Peixoto de Morais Junior³ ¹Bolsista PBIC/UEG

Leia mais

Av. Ademar Diógenes, BR 135 Centro Empresarial Arine 2ºAndar Bom Jesus PI Brasil (89)

Av. Ademar Diógenes, BR 135 Centro Empresarial Arine 2ºAndar Bom Jesus PI Brasil (89) Av. Ademar Diógenes, BR 135 Centro Empresarial Arine 2ºAndar Bom Jesus PI Brasil (89) 3562-2274 Efeito do uso dos produtos da linha Celleron no tratamento de semente e na parte aérea, para o aumento do

Leia mais

TEORES DE CÁLCIO E MAGNÉSIO EM CAULE E FOLHA DE MILHO CULTIVADO EM VASO COM APLICAÇÃO DE ESCÓRIA DE SIDERURGIA NO SOLO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE ÁGUA

TEORES DE CÁLCIO E MAGNÉSIO EM CAULE E FOLHA DE MILHO CULTIVADO EM VASO COM APLICAÇÃO DE ESCÓRIA DE SIDERURGIA NO SOLO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE ÁGUA TEORES DE CÁLCIO E MAGNÉSIO EM CAULE E FOLHA DE MILHO CULTIVADO EM VASO COM APLICAÇÃO DE ESCÓRIA DE SIDERURGIA NO SOLO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE ÁGUA Danilo Andrade Santos 1, Lucas Contarato Pilon 1, Renato

Leia mais

PRODUTIVIDADE DE ARROZ IRRIGADO E ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E GESSO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO

PRODUTIVIDADE DE ARROZ IRRIGADO E ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E GESSO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO PRODUTIVIDADE DE ARROZ IRRIGADO E ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E GESSO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO Duart, Vanderson Modolon 1 ; Silva, Andrei de Souza da 1 ; Silveira,

Leia mais

Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. Orientador, docente do Curso de Engenharia Florestal, UFG-Campus Jataí.

Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. Orientador, docente do Curso de Engenharia Florestal, UFG-Campus Jataí. PRODUÇÃO DE SEMENTES DE ADUBOS VERDES NO CERRADO Marcos Vinícius Ribeiro Nascimento 1 ; Paulo César Timossi 2 ; Mário Guilherme de B. Cava³; Bruce James Santos³; Gabriel Democh Goularte 3 ; Diego Fleury

Leia mais

Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol

Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol Júnio Oliveira Ferreira (1),

Leia mais

FONTES DE ADUBOS FOSFATADOS EM ARROZ DE TERRAS ALTAS.

FONTES DE ADUBOS FOSFATADOS EM ARROZ DE TERRAS ALTAS. FONTES DE ADUBOS FOSFATADOS EM ARROZ DE TERRAS ALTAS. Carvalho, F. F. (1) ; Lange, A. (2) (1) Acadêmico do curso de Bacharelado em Agronomia, UNEMAT, Campus Universitário de Alta Floresta e-mail: fernandofcarvalho@unemat.br.

Leia mais

Resumo Expandido. Título da Pesquisa: UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA INDÚSTRIA FRIGORÍFICA NA FERTILIZAÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS DO GÊNERO BRACHIÁRIA

Resumo Expandido. Título da Pesquisa: UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA INDÚSTRIA FRIGORÍFICA NA FERTILIZAÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS DO GÊNERO BRACHIÁRIA Resumo Expandido Título da Pesquisa: UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA INDÚSTRIA FRIGORÍFICA NA FERTILIZAÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS DO GÊNERO BRACHIÁRIA Palavras-chave: brachiária, adubação, conteúdo ruminal.

Leia mais

13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA

13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA 13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA FOLIAR APLICADOS NA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi testar e avaliar o programa de nutrição foliar recomendado pela empresa Helena

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE DOSES DE AGROSILÍCIO COMO FERTILIZANTE NA CULTURA DO MILHO

UTILIZAÇÃO DE DOSES DE AGROSILÍCIO COMO FERTILIZANTE NA CULTURA DO MILHO UTILIZAÇÃO DE DOSES DE AGROSILÍCIO COMO FERTILIZANTE NA CULTURA DO MILHO Bruno Martins Pereira (1), Jeferson Antônio de Souza (2,3), José Mauro Valente Paes (2,3), Roberto Kazuhiko Zito (2), João Victor

Leia mais

Adubação Foliar da Cultura do Milho Utilizando Produtos Multinutrientes. Antônio M. Coelho 1/ e Amélio C. Filho 2/

Adubação Foliar da Cultura do Milho Utilizando Produtos Multinutrientes. Antônio M. Coelho 1/ e Amélio C. Filho 2/ Adubação Foliar da Cultura do Milho Utilizando Produtos Multinutrientes Antônio M. Coelho 1/ e Amélio C. Filho 2/ 1/ Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas, MG; CP 151, Email: amcoelho@cnpms.embrapa.br

Leia mais

Reação de genótipos de rabanete a adubação nitrogenada

Reação de genótipos de rabanete a adubação nitrogenada Reação de genótipos de rabanete a adubação nitrogenada Illana Reis Pereira 2, Fabrício Rodrigues 1, Adilson Pelá 1, Lincon Rafael da Silva 2, Renan Cesar Dias da Silva 2, Geovani Soares da Silva Junior

Leia mais

CONTEÚDO DO MICRONUTRIENTE MOLIBDÊNIO NA SEMENTE DE FEIJÃO E PRODUTIVIDADE DAS PLANTAS-FILHAS

CONTEÚDO DO MICRONUTRIENTE MOLIBDÊNIO NA SEMENTE DE FEIJÃO E PRODUTIVIDADE DAS PLANTAS-FILHAS 74 CONTEÚDO DO MICRONUTRIENTE MOLIBDÊNIO NA SEMENTE DE FEIJÃO E PRODUTIVIDADE DAS PLANTAS-FILHAS Gilmar Silvério da Rocha (1), Rogério Faria Vieira (2), Luiz Tarcísio Salgado (2), Alexandre Cunha de Barcellos

Leia mais

AVALIAÇÃO PRODUTIVA DE LINHAGENS DE FEIJÃO-VAGEM EM CULTURA TUTORADA EM IPAMERI. Bolsista PBIC/UEG, graduanda do curso de Agronomia, UnU Ipameri-UEG.

AVALIAÇÃO PRODUTIVA DE LINHAGENS DE FEIJÃO-VAGEM EM CULTURA TUTORADA EM IPAMERI. Bolsista PBIC/UEG, graduanda do curso de Agronomia, UnU Ipameri-UEG. AVALIAÇÃO PRODUTIVA DE LINHAGENS DE FEIJÃO-VAGEM EM CULTURA TUTORADA EM IPAMERI FERNANDA DE CÁSSIA SILVA 1, NEI PEIXOTO 2, MARIA MARTA ANTÔNIA DA SILVA 3, DIANA CRISTINA DA SILVA 3. 1 Bolsista PBIC/UEG,

Leia mais

NUTRIÇÃO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM FEIJÃO COMUM EM FUNÇÃO DO PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA

NUTRIÇÃO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM FEIJÃO COMUM EM FUNÇÃO DO PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA NUTRIÇÃO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM FEIJÃO COMUM EM FUNÇÃO DO PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA Rafael Batista Ferreira 1 (PG)*, Ananda Helena Nunes Cunha 2 (PQ), Itamar Rosa Teixeira 3 (PQ) 1* Eng.

Leia mais

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA 08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA COM TECNOLOGIA INTACTA RR2 PRO EM DUAS ÉPOCAS DE SEMEADURA O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja disponíveis comercialmente

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 10 AVALIAÇÃO DE DOSES D CULTURA DO MILHO SE LUCAS DO RIO VERDE M Objetivo Avaliar o efeito do emprego diferentes doses de nitrogênio aplicado via cobertura nos caracteres agronômicos e na produtividade

Leia mais

Rafael de Souza Nunes, Embrapa Cerrados Djalma Martinhão G. de Sousa, Embrapa Cerrados Maria da Conceição S. Carvalho, Embrapa Arroz e Feijão

Rafael de Souza Nunes, Embrapa Cerrados Djalma Martinhão G. de Sousa, Embrapa Cerrados Maria da Conceição S. Carvalho, Embrapa Arroz e Feijão Rafael de Souza Nunes, Embrapa Cerrados Djalma Martinhão G. de Sousa, Embrapa Cerrados Maria da Conceição S. Carvalho, Embrapa Arroz e Feijão Palestra realizada no dia 28 de setembro de 2017 no 12 CONAFE

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Componentes de Produção de Seis Cultivares de Milho na Região de Pompéia - SP. Elvio Brasil Pinotti 1, Silvio José

Leia mais

EFEITO DE ADUBAÇÃO NITROGENADA EM MILHO SAFRINHA CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO REDUZIDO, EM DOURADOS, MS

EFEITO DE ADUBAÇÃO NITROGENADA EM MILHO SAFRINHA CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO REDUZIDO, EM DOURADOS, MS EFEITO DE ADUBAÇÃO NITROGENADA EM MILHO SAFRINHA CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO REDUZIDO, EM DOURADOS, MS Carlos Hissao Kurihara (1), Bruno Patrício Tsujigushi (2) Introdução A adubação da cultura do milho safrinha

Leia mais

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PÓ DE BASALTO COMO ALTERNATIVA NA ADUBAÇÃO DA CULTURA DA ALFACE. Orientador, docente do Curso de Agronomia, UnU Ipameri UEG.

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PÓ DE BASALTO COMO ALTERNATIVA NA ADUBAÇÃO DA CULTURA DA ALFACE. Orientador, docente do Curso de Agronomia, UnU Ipameri UEG. EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PÓ DE BASALTO COMO ALTERNATIVA NA ADUBAÇÃO DA CULTURA DA ALFACE Thiago Pereira Rezende 1,2 ; Lindomar Manoel Rezende 2 ; Henrique Borges Neves Campos 2 ; Rodrigo Douglas Cunha Ribeiro

Leia mais

USO DE SILÍCIO EM RECOBRIMENTO DE SEMENTES NA CULTURA DO MILHO SAFRINHA

USO DE SILÍCIO EM RECOBRIMENTO DE SEMENTES NA CULTURA DO MILHO SAFRINHA USO DE SILÍCIO EM RECOBRIMENTO DE SEMENTES NA CULTURA DO MILHO SAFRINHA Lennis Afraire Rodrigues (1), Charline Zaratin Alves (2), Eric Fabiano Seraguzi (3), Jeferson Luis Anselmo (4), Marcelo Valentini

Leia mais

INTERFERÊNCIA DA VELOCIDADE E DOSES DE POTÁSSIO NA LINHA DE SEMEADURA NA CULTURA DO MILHO

INTERFERÊNCIA DA VELOCIDADE E DOSES DE POTÁSSIO NA LINHA DE SEMEADURA NA CULTURA DO MILHO INTERFERÊNCIA DA VELOCIDADE E DOSES DE POTÁSSIO NA LINHA DE SEMEADURA NA CULTURA DO MILHO Odair José Lucatelli 1, Neuri Antonio Feldmann 2, Fabiana Raquel Mühl 3, Andersom Clayton Rhoden 2 Palavras chave:

Leia mais

A cultura da soja. Recomendação de correção e adubação

A cultura da soja. Recomendação de correção e adubação Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz LSO 526 - Adubos e Adubação A cultura da soja Recomendação de correção e adubação Piracicaba, Junho 2017 Eduardo de Castro Mattos

Leia mais

VIABILIDADE DO TRIGO CULTIVADO NO VERÃO DO BRASIL CENTRAL

VIABILIDADE DO TRIGO CULTIVADO NO VERÃO DO BRASIL CENTRAL VIABILIDADE DO TRIGO CULTIVADO NO VERÃO DO BRASIL CENTRAL Auri Fernando de Moraes 1, Alexandre Pereira Bonfá 1, Walter Quadros Ribeiro Júnior 2, Maria Lucrécia Gerosa Ramos 3, Júlio César Albrecht 2, Renato

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM CAMBISSOLO HÁPLICO INFLUENCIADOS PELA APLICAÇÃO DE RESÍDUO DE RECICLAGEM DE PAPEL NO SOLO INTRODUÇÃO

ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM CAMBISSOLO HÁPLICO INFLUENCIADOS PELA APLICAÇÃO DE RESÍDUO DE RECICLAGEM DE PAPEL NO SOLO INTRODUÇÃO 1 ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM CAMBISSOLO HÁPLICO INFLUENCIADOS PELA APLICAÇÃO DE RESÍDUO DE RECICLAGEM DE PAPEL NO SOLO José Alfredo da Fonseca 1, Alvadi Antonio Balbinot Junior 2, Milton da Veiga 3, Gilcimar

Leia mais

Construção de Perfil do Solo

Construção de Perfil do Solo Gargalos Tecnológicos para Produção Agrícola Construção de Perfil do Solo Eduardo Fávero Caires Universidade Estadual de Ponta Grossa Solos com Fertilidade Baixa ou Muito Baixa Acidez Excessiva Teor tóxico

Leia mais

fontes e doses de nitrogênio em cobertura na qualidade fisiológica de sementes de trigo

fontes e doses de nitrogênio em cobertura na qualidade fisiológica de sementes de trigo fontes e doses de nitrogênio em cobertura na qualidade fisiológica de sementes de trigo PRANDO, A.M. 1 ; ZUCARELI, C. 1 ; FRONZA, V. 2 ; BASSOI, M.C. 2 ; OLIVEIRA, F.A. 2 1 Universidade Estadual de Londrina

Leia mais

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM*

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* SILVEIRA, A.L. 1 ; SANTANA, M.J. ; BARRETO, A.C. ; VIEIRA, T.A. 3 * Projeto com apoio da FAPEMIG. 1 Estudante Agronomia

Leia mais

INFLUÊNCIA DE BORDADURA NAS LATERAIS E NAS EXTREMIDADES DE FILEIRAS DE MILHO NA PRECISÃO EXPERIMENTAL 1

INFLUÊNCIA DE BORDADURA NAS LATERAIS E NAS EXTREMIDADES DE FILEIRAS DE MILHO NA PRECISÃO EXPERIMENTAL 1 INFLUÊNCIA DE BORDADURA NAS LATERAIS E NAS EXTREMIDADES DE FILEIRAS DE MILHO NA PRECISÃO EXPERIMENTAL 1 CASAROTTO, Gabriele 2 ; CARGNELUTTI FILHO, Alberto 3 ; BURIN, Cláudia 4 ; TOEBE, Marcos 5 ; SILVEIRA,

Leia mais

Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro

Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro Thiago Henrique Carvalho de Souza

Leia mais

Efeito do uso de MAP revestido com polímeros de liberação gradual em teores de nitrogênio e fósforo foliares na cultura do milho.

Efeito do uso de MAP revestido com polímeros de liberação gradual em teores de nitrogênio e fósforo foliares na cultura do milho. Efeito do uso de MAP revestido com polímeros de liberação gradual em teores de nitrogênio e fósforo foliares na cultura do milho. É. A. S 1. Borges, F. B. Agostinho 1, W. S. Rezende 1, 2 F. E. Santos,

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO *

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BARRETO, A.C. 2 * Projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).

Leia mais

OBJETIVO SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DA ADUBAÇÃO NPKS MINERAL (QUÍMICA) POR ORGÂNICA COM E. GALINHA MAIS PALHA DE CAFÉ

OBJETIVO SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DA ADUBAÇÃO NPKS MINERAL (QUÍMICA) POR ORGÂNICA COM E. GALINHA MAIS PALHA DE CAFÉ ADUBAÇÃO ORGÂNICA NA FORMAÇÃO E PRODUÇÃO DO CAFEEIRO EM SOLO CERRADO LATOSSOLO VERMELHO DISTROFERICO COM DOSES CRESCENTES DE ESTERCO DE GALINHA POEDEIRA MAIS PALHA DE CAFÉ ASSOCIADAS Á ADUBAÇÃO MINERAL

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO TARDIA DE COBALTO, NA ABSCISÃO DE FLORES E COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM (Vigna unguiculata).

AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO TARDIA DE COBALTO, NA ABSCISÃO DE FLORES E COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM (Vigna unguiculata). AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO TARDIA DE COBALTO, NA ABSCISÃO DE FLORES E COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM (Vigna unguiculata). Rezanio Martins Carvalho (bolsista do PIBIC/CNPq), Fabiano André Petter

Leia mais

GIRASSOL EM SAFRINHA NO CERRADO DO DISTRITO FEDERAL: DESEMPENHO DE GENÓTIPOS EM

GIRASSOL EM SAFRINHA NO CERRADO DO DISTRITO FEDERAL: DESEMPENHO DE GENÓTIPOS EM GIRASSOL EM SAFRINHA NO CERRADO DO DISTRITO FEDERAL: DESEMPENHO DE GENÓTIPOS EM 2006 Vitor Carlos Pereira 1, Renato Fernando Amabile 2, Cláudio Guilherme Portela de Carvalho 3, Fernanda de Sousa Barbosa

Leia mais

CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS E FISIOLÓGICAS DE SEMENTES DE FEIJÃO EM FUNÇÃO DO TEOR DE FÓSFORO NA SEMENTE E DOSES DE FÓSFORO NO SOLO 1

CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS E FISIOLÓGICAS DE SEMENTES DE FEIJÃO EM FUNÇÃO DO TEOR DE FÓSFORO NA SEMENTE E DOSES DE FÓSFORO NO SOLO 1 140 CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS E FISIOLÓGICAS DE SEMENTES DE FEIJÃO EM FUNÇÃO DO TEOR DE FÓSFORO NA SEMENTE E DOSES DE FÓSFORO NO SOLO 1 JULIANE DOSSI SALUM 2, CLAUDEMIR ZUCARELI 3, EDUARDO GAZOLA 4, JOÃO

Leia mais

6 CALAGEM E ADUBAÇÃO

6 CALAGEM E ADUBAÇÃO CULTURA DO MILHO 6 CALAGEM E ADUBAÇÃO 6.1 - CALAGEM -Neutralização do Al; -Buscando atingir 70% da saturação de bases corrige a camada de incorporação; -Correção mais profunda incorporação mais profunda

Leia mais

ACÚMULO DE SILÍCIO EM PLANTAS DE ARROZ DO ECOSSISTEMA DE VÁRZEA SUBMETIDO À APLICAÇÃO DE DIFERENTES FONTES ( 1 )

ACÚMULO DE SILÍCIO EM PLANTAS DE ARROZ DO ECOSSISTEMA DE VÁRZEA SUBMETIDO À APLICAÇÃO DE DIFERENTES FONTES ( 1 ) 751 ACÚMULO DE SILÍCIO EM PLANTAS DE ARROZ DO ECOSSISTEMA DE VÁRZEA SUBMETIDO À APLICAÇÃO DE DIFERENTES FONTES ( 1 ) LUCÉLIA ALVES RAMOS ( 2 *); GASPAR HENRIQUE KORNDÖRFER ( 3 ); ANTONIO NOLLA ( 4 ) RESUMO

Leia mais

CRESCIMENTO DA CULTURA DO ARROZ SUBMETIDO À OMISSÃO DE NUTRIENTES EM LATOSSOLOS DO ESTADO DO PARÁ

CRESCIMENTO DA CULTURA DO ARROZ SUBMETIDO À OMISSÃO DE NUTRIENTES EM LATOSSOLOS DO ESTADO DO PARÁ 47 CRESCIMENTO DA CULTURA DO ARROZ SUBMETIDO À OMISSÃO DE NUTRIENTES EM LATOSSOLOS DO ESTADO DO PARÁ Juliana Souza da Silva 1 ; José Darlon Nascimento Alves 2 ; Morieli Ladislau de Oliveira 3 ; Danielly

Leia mais

Acúmulo e exportação de nutrientes em cenoura

Acúmulo e exportação de nutrientes em cenoura Acúmulo e exportação de nutrientes em cenoura Rafael Araújo de Oliveira 1 ; Saulo de Tarcio Pereira Marrocos 1 ; Rafaella Rayane Macedo de Lucena 1 ; Jorge Amado da Silva Ramos 2 ; Leilson Costa Grangeiro

Leia mais

Recomendação de Correção de Solo e Adubação de Feijão Ac. Felipe Augusto Stella Ac. João Vicente Bragança Boschiglia Ac. Luana Machado Simão

Recomendação de Correção de Solo e Adubação de Feijão Ac. Felipe Augusto Stella Ac. João Vicente Bragança Boschiglia Ac. Luana Machado Simão UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DO SOLO LSO526 Adubos e Adubações Recomendação de Correção de Solo e Adubação de Feijão Ac. Felipe Augusto

Leia mais

AVALIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA ESCOADO EM DIFERENTES DECLIVES SOB CHUVA SIMULADA 1

AVALIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA ESCOADO EM DIFERENTES DECLIVES SOB CHUVA SIMULADA 1 AVALIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA ESCOADO EM DIFERENTES DECLIVES SOB CHUVA SIMULADA 1 FRAGA JUNIOR, E. F. 2 ; VALLE JUNIOR, R.F. 3 ; FERREIRA JUNIOR, J. A. 4 ; CASSIA, M. T. 4 ; BONTEMPO, A.R. 4 ; FERREIRA,

Leia mais

ADUBAÇÃO POTÁSSICA DA SOJA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO SUDOESTE DE GOIÁS

ADUBAÇÃO POTÁSSICA DA SOJA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO SUDOESTE DE GOIÁS XXVII Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas XI Reunião Brasileira sobre Micorrizas IX Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo VI Re un iã o Bra sile ira d e Bio lo g ia d

Leia mais

III SIGRA Simpósio sobre Gramados 21 a 23 de Março de 2006

III SIGRA Simpósio sobre Gramados 21 a 23 de Março de 2006 INTENSIDADE DA COR VERDE E CONCENTRAÇÃO DE NITROGÊNIO NA LÂMINA FOLIAR DA GRAMA SANTO AGOSTINHO COMO INDICATIVOS DO ESTADO NUTRICIONAL EM NITROGÊNIO Leandro José Grava de Godoy 1, Roberto Lyra Villas Bôas

Leia mais

14 AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PRÉ-EMERGENTES NA

14 AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PRÉ-EMERGENTES NA 14 AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PRÉ-EMERGENTES NA CULTURA DA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi avaliar a eficácia dos herbicidas Boral, Classic, e Spider visando o manejo do complexo

Leia mais

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E TECNOLÓGICAS MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO Edicarlos Damacena

Leia mais

SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS BENTAZON E NICOSULFURON PARA Crotalaria juncea e Crotalaria spectabilis

SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS BENTAZON E NICOSULFURON PARA Crotalaria juncea e Crotalaria spectabilis SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS BENTAZON E NICOSULFURON PARA Crotalaria juncea e Crotalaria spectabilis NOGUEIRA, C. H. P (FCAV - UNESP, Jaboticabal/SP - nogueirachp@gmail.com), CORREIA, N. M. (Embrapa, Brasília/DF

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E RENDIMENTO DE GRÃOS DE MILHO SOB DO CULTIVO CONSORCIADO COM ADUBOS VERDES. Reges HEINRICHS. Godofredo César VITTI

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E RENDIMENTO DE GRÃOS DE MILHO SOB DO CULTIVO CONSORCIADO COM ADUBOS VERDES. Reges HEINRICHS. Godofredo César VITTI REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LINHAGENS DE ABÓBORA PARA CONSUMO DE FRUTOS VERDES EM GOIÁS

AVALIAÇÃO DE LINHAGENS DE ABÓBORA PARA CONSUMO DE FRUTOS VERDES EM GOIÁS 1 AVALIAÇÃO DE LINHAGENS DE ABÓBORA PARA CONSUMO DE FRUTOS VERDES EM GOIÁS MORAES 1,4, E. R.; VIDAL 2,4, V. L.; COSTA 3,4, L. L.;PEREIRA 3,4, J. A.; FERNANDES 3,4, F.H.; PEIXOTO 5, N. 1 Bolsista PBIC/UEG

Leia mais

Fundação de Apoio e Pesquisa e Desenvolvimento Integrado Rio Verde

Fundação de Apoio e Pesquisa e Desenvolvimento Integrado Rio Verde PARCERIIA FUNDAÇÃO RIIO VERDE - SN CENTRO Lucas do Rio, Outubro de 2007 PLANO DE PARCERIA FUNDAÇÃO RIIO VERDE - SN CENTRO TECNOLOGIAS DE NUTRIÇÃO DE SISTEMAS PRODUTIVOS LINHA DE PESQUISA: Avaliação de

Leia mais

Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente

Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2, Belo Horizonte 1 Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente Carlos Henrique

Leia mais

Efeito de Fontes e Doses de Fertilizantes Fosfatados na Cultura do Milho Elvio Brasil Pinotti 1, Leandro José Grava de Godoy 2 e Mateus Manji 3

Efeito de Fontes e Doses de Fertilizantes Fosfatados na Cultura do Milho Elvio Brasil Pinotti 1, Leandro José Grava de Godoy 2 e Mateus Manji 3 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Efeito de Fontes e Doses de Fertilizantes Fosfatados na Cultura do Milho Elvio Brasil Pinotti 1, Leandro José Grava

Leia mais

AVALIAÇÃO DE SUBSTRATOS ALTERNATIVOS PARA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATE CV. DRICA

AVALIAÇÃO DE SUBSTRATOS ALTERNATIVOS PARA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATE CV. DRICA AVALIAÇÃO DE SUBSTRATOS ALTERNATIVOS PARA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATE CV. DRICA Antonio Carlos Martins dos Santos; Rubens Ribeiro da Silva 2 1 Aluno do Curso de Agronomia; Campus de Gurupi; antoniocarlos.uft@hotmail.com

Leia mais

Fontes e Doses de Fósforo Aplicadas Via Foliar no Feijoeiro Cultivado em Duas Épocas Distintas

Fontes e Doses de Fósforo Aplicadas Via Foliar no Feijoeiro Cultivado em Duas Épocas Distintas Fontes e Doses de Fósforo Aplicadas Via Foliar no Feijoeiro Cultivado em Duas Épocas Distintas Lara Cristina Pereira da Silva Pacheco¹; Adilson Pelá²; Larissa Lima do Santos³; José Antônio de Paula Oliveira³;

Leia mais

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012 Efeito dos diferentes níveis de adubação fosfatada sobre as características anatomo fisiológicas da cunhã (Clitoria ternatea L.) cultivada em um latossolo vermelho distrófico Arnon Henrique Campos ANÉSIO¹;

Leia mais

Palavras-chave: milho crioulo, arranjo populacional, produtividade.

Palavras-chave: milho crioulo, arranjo populacional, produtividade. AVALIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE DE MILHO CRIOULO (VAR. PIXURUM ROXO) EM FUNÇÃO DO ARRANJO POPULACIONAL DE PLANTAS Farley Henrique Fernandes 1,4 ; Emmerson Rodrigues de Moraes 3,4 ; Lílian Lúcia Costa 3,4 ;

Leia mais

Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho

Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho Atualmente, pode-se dizer que um dos aspectos mais importantes no manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho refere-se à época de aplicação e

Leia mais

Adubação nitrogenada em pastagem de Uroclhoa brizantha cv. Paiaguás: recuperação de nitrogênio e eficiência na produção de forragem

Adubação nitrogenada em pastagem de Uroclhoa brizantha cv. Paiaguás: recuperação de nitrogênio e eficiência na produção de forragem Adubação nitrogenada em pastagem de Uroclhoa brizantha cv. Paiaguás: recuperação de nitrogênio e eficiência na produção de forragem Yago Magalhães Franco 1(IC)*, Arthur Gabriel Teodoro 1(IC), Lucas Matheus

Leia mais

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 797

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 797 Página 797 CONTROLE DE CORDA-DE-VIOLA COM AS OPÇÕES DE TRATAMENTOS HERBICIDAS DISPONÍVEIS PARA A CULTURA DO ALGODÃO Jamil Constantin 1 ; Rubem Silvério de Oliveira Jr. 1 ; Eliezer Antonio Gheno 2 ; Guilherme

Leia mais

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 593

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 593 Página 593 ANÁLISE QUÍMICA DO SOLO E PRODUTIVIDADE DO ALGODOEIRO EM RESPOSTA A DOSES DE NITROGÊNIO E PLANTAS DE COBERTURA NO PERÍODO DE INVERNO * Samuel Ferrari 1 ; Enes Furlani Júnior 2 ; João Vitor Ferrari

Leia mais

Relatório de pesquisa de utilização de basalto na agricultura biodinâmica em parceria com o Grupo Siqueira.

Relatório de pesquisa de utilização de basalto na agricultura biodinâmica em parceria com o Grupo Siqueira. Relatório de pesquisa de utilização de basalto na agricultura biodinâmica em parceria com o Grupo Siqueira. Efeito de basalto e preparados biodinâmicos na produtividade de aveia preta e milho em cultivo

Leia mais

RESPOSTA DO MILHO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO*

RESPOSTA DO MILHO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO* RESPOSTA DO MILHO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO* SILVEIRA, A.L. 1 ; REIS, H.P.O. 2 ; BARRETO, A.C. 3 ; SANTANA, M.J. 3 *Apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas

Leia mais

Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto

Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto Alexandre de Vicente Ferraz Fábio Poggiani Programa de Pós-Graduação em Recursos Florestais

Leia mais

o custo elevado dos fertilizantes fosfatados solúveis em água

o custo elevado dos fertilizantes fosfatados solúveis em água Avaliação da Eficiência Agronômica de Fosfatos Naturais, em Relação ao Superfosfato Triplo, na Cultivar de Cevada BR 2, em 1998 Peruzzo, G.' Introdução o custo elevado dos fertilizantes fosfatados solúveis

Leia mais

LONGEVIDADE DE SEMENTES DE Crotalaria juncea L. e Crotalaria spectabilis Roth EM CONDIÇÕES NATURAIS DE ARMAZENAMENTO

LONGEVIDADE DE SEMENTES DE Crotalaria juncea L. e Crotalaria spectabilis Roth EM CONDIÇÕES NATURAIS DE ARMAZENAMENTO LONGEVIDADE DE SEMENTES DE Crotalaria juncea L. e Crotalaria spectabilis Roth EM CONDIÇÕES NATURAIS DE ARMAZENAMENTO Odilon Peixoto de Morais Júnior 1, Vladimir Sperandio Porto 1, Daniela Cleide Azevedo

Leia mais

INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE DIFERENTES CORRETIVOS DE ACIDEZ DO SOLO NOS VALORES DE ph, CÁLCIO E MAGNÉSIO, EM PROFUNDIDADE, EM LAVOURAS DE CAFÉ ARÁBICA

INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE DIFERENTES CORRETIVOS DE ACIDEZ DO SOLO NOS VALORES DE ph, CÁLCIO E MAGNÉSIO, EM PROFUNDIDADE, EM LAVOURAS DE CAFÉ ARÁBICA INFLUÊNCIA DA APLICAÇÃO DE DIFERENTES CORRETIVOS DE ACIDEZ DO SOLO NOS VALORES DE ph, CÁLCIO E MAGNÉSIO, EM PROFUNDIDADE, EM LAVOURAS DE CAFÉ ARÁBICA Amarilson de Oliveira Candido 1 ; Natiélia Oliveira

Leia mais

Correção da acidez subsuperficial no plantio direto pela aplicação de calcário na superfície e uso de plantas de cobertura e adubação verde

Correção da acidez subsuperficial no plantio direto pela aplicação de calcário na superfície e uso de plantas de cobertura e adubação verde Correção da acidez subsuperficial no plantio direto pela aplicação de calcário na superfície e uso de plantas de cobertura e adubação verde Julio Cezar Franchini Eleno Torres Luiz Gustavo Garbelini Mario

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 04 EFEITO DE DIFERENTES POPULAÇÕES DE PLANTA SOJA Objetivo Avaliar a produtividade e atributos agronômicos de três cultivares de soja com hábitos de crescimento distintos em dois espaçamentos entre linhas

Leia mais

EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE

EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE 64 EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE Danielly Cristina da Silva Marques 1 ; Juliana Souza da Silva 2 ; José Darlon Nascimento

Leia mais

ANÁLISE DO TECIDO VEGETAL DO PINHÃO MANSO, SUBMETIDOS A FONTES E DOSES DE FERTILIZANTES

ANÁLISE DO TECIDO VEGETAL DO PINHÃO MANSO, SUBMETIDOS A FONTES E DOSES DE FERTILIZANTES ANÁLISE DO TECIDO VEGETAL DO PINHÃO MANSO, SUBMETIDOS A FONTES E DOSES DE FERTILIZANTES Andréia de Sousa Guimarães 1, Napoleão Esberard de Macedo Beltrão 2 1 UFPB, asgbio@yahoo.com.br, 2 Embrapa Algodão,

Leia mais

WORKSHOP DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DE PESQUISAS SAFRA 2014/2015 MANEJO NUTRICIONAL E FISIOLÓGICO NA CULTURA DO ALGODÃO

WORKSHOP DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DE PESQUISAS SAFRA 2014/2015 MANEJO NUTRICIONAL E FISIOLÓGICO NA CULTURA DO ALGODÃO FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS MANEJO NUTRICIONAL E FISIOLÓGICO NA CULTURA DO ALGODÃO Dr. Fabiano A. Bender da Cruz Eng. Agro. Consultor/Pesquisador FBA Edimilson Marques Lima Ass. Pesquisa,

Leia mais

Bolsista PBIC/UEG, graduanda do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. Voluntários PVIC/UEG, graduandos do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG.

Bolsista PBIC/UEG, graduanda do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. Voluntários PVIC/UEG, graduandos do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. COMPORTAMENTO DE GENÓTIPOS DE PEPINO (Cucumis sativus) SOB CULTURA TUTORADA EM IPAMERI-GO Érica Fernandes Leão 1 ; Emmerson Rodrigues de Moraes 2 ; Odilon Peixoto de Morais Júnior 2 ; José Antônio de Paula

Leia mais

Atributos químicos no perfil de solos cultivados com bananeira sob irrigação, no Projeto Formoso, Bom Jesus da Lapa, Bahia

Atributos químicos no perfil de solos cultivados com bananeira sob irrigação, no Projeto Formoso, Bom Jesus da Lapa, Bahia Atributos químicos no perfil de solos cultivados com bananeira sob irrigação, no Projeto Formoso, om Jesus da Lapa, ahia A utilização de solos de baixa fertilidade e a não manutenção de níveis adequados

Leia mais

EFEITO DO CALCÁRIO LÍQUIDO, CAL VIRGEM DOLOMÍTICA E CALCÁRIO COMUM NA CORREÇÃO DO SOLO

EFEITO DO CALCÁRIO LÍQUIDO, CAL VIRGEM DOLOMÍTICA E CALCÁRIO COMUM NA CORREÇÃO DO SOLO INSTITUTO FEDERL DE EDUÇÃO, IÊNI E TENOLOGI SUL DE MINS GERIS âmpus Muzambinho EFEITO DO LÁRIO LÍQUIDO, L VIRGEM DOLOMÍTI E LÁRIO OMUM N ORREÇÃO DO SOLO Leonardo Dias do armo, Felipe ampos Figueiredo,

Leia mais

Continente asiático maior produtor (80%) Arroz sequeiro perdendo área para milho e soja

Continente asiático maior produtor (80%) Arroz sequeiro perdendo área para milho e soja Alimento de importância mundial Continente asiático maior produtor (80%) Brasil 9º país produtor RS - 70% da produção nacional Arroz sequeiro perdendo área para milho e soja CONAB Nitrogênio é bastante

Leia mais

POTENCIAL DE ROCHAS SILICÁTICAS NO FORNECIMENTO DE NUTRIENTES PARA MILHETO. 1. MACRONUTRIENTES (1)

POTENCIAL DE ROCHAS SILICÁTICAS NO FORNECIMENTO DE NUTRIENTES PARA MILHETO. 1. MACRONUTRIENTES (1) POTENCIAL DE ROCHAS SILICÁTICAS NO FORNECIMENTO DE NUTRIENTES PARA MILHETO. 1. MACRONUTRIENTES (1) MENDES, A.M.S. (2); SILVA, D.J. (2); FARIA,C.M.B. (2); MORAIS, A.T. (3) 1. Trabalho realizado com recursos

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15 1 10 EFEITO DE DOSES E FONTES DE ENXOFRE NA CULTURA DA SOJA Objetivo Avaliar o efeito de diferentes doses e fontes de enxofre na cultura da soja em Lucas do Rio Verde-MT na Safra 2014/15. BOLETIM TÉCNICO

Leia mais

MOMENTO DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO EM COBERTURA EM TRIGO: QUALIDADE TECNOLÓGICA E RENDIMENTO DE GRÃOS

MOMENTO DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO EM COBERTURA EM TRIGO: QUALIDADE TECNOLÓGICA E RENDIMENTO DE GRÃOS MOMENTO DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO EM COBERTURA EM TRIGO: QUALIDADE TECNOLÓGICA E RENDIMENTO DE GRÃOS João Leonardo Fernandes Pires 1, Ricardo Lima de Castro 1, Eliana Maria Guarienti 1, Luiz Eichelberger

Leia mais

AGRICULTURA I Téc. Agroecologia

AGRICULTURA I Téc. Agroecologia AGRICULTURA I Téc. Agroecologia CULTURA DO MILHO IFSC CÂMPUS LAGES FENOLOGIA DO MILHO Etapas de desenvolvimento: 1.Germinação e emergência: Semeadura até o efetivo aparecimento da plântula, Duração pode

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA CALAGEM, ADUBAÇÃO ORGÂNICA E POTÁSSICA 1

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA CALAGEM, ADUBAÇÃO ORGÂNICA E POTÁSSICA 1 ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA CALAGEM, ADUBAÇÃO ORGÂNICA E POTÁSSICA 1 Andrei de Souza da Silva 2 ; José Ricken Neto 3 ; Vanderson Mondolon Duart 4 ; Fernando José

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO 1. INTRODUÇÃO M = nutriente transportado NUTRIENTE FORMAS NUTRIENTE FORMAS Nitrogênio NO - + 3 e NH 4 Boro H 3 BO 3 Fósforo - H 2 PO 4 Cloro Cl - Potássio K + Cobre Cu

Leia mais