Informacao Publica Inicial. Estado de Mato Grosso. 27 de agosto de 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informacao Publica Inicial. Estado de Mato Grosso. 27 de agosto de 2012"

Transcrição

1 Informacao Publica Inicial Estado de Mato Grosso 27 de agosto de 2012

2 Item 1

3 Item 2

4 Item 3 Exportacao Brasileira, ranking por Estados entre 2008 e 2011 Comercio Exterior Mato-Grossense Evolucao das Exportacoes do Estado de Mato Grosso No Final dos anos da decada de 80, o Estado de Mato Grosso se firmou na 10ª. Posicao entre os estados exportadores, ocupando a primeira posicao no contexto do Centro-Oeste. Em 2003 as exportacoes mato-grossenses alcancaram cerca de US$ 2,186 bilhoes, com crescimento de 21,4% em relacao ao ano anterior, quando somaram US$ 1,796 bilhoes. Ainda a partir de 2003, com uma trajetoria de constantes incrementos apresentando uma taxa media de crescimento de aproximadamente 22,15% ao ano, as exportacoes totaliazaram em 2008, um montante de US$ 7,812 bilhoes, com variacao de 52%, sende esta a maior variacao positiva apresentada no periodo em analise. A crise economica reduziu bruscamente o ritmo de crescimento das economias desenvolvidas entre o periodo de 2008 e 2009 afetando, tambem, as economias em desenvolvimento. As economias desenvolvidas apresentaram crescimento medio de 0,5% em 2008, e de -3,2% em 2009, enquanto as economias dos paises em desenvolvimento cresceram 6,1% em 2008 e 2,4% em O crescimento dos paises em desenvolvimento, em 2009, ocorreu, sobretudo, pelo forte ritmo de expansao da Asia. A China cresceu 8,7% em 2009 e as exportacoes mato-grossenses para o pais asiatico cresceram 52,97%, alcancando a cifra de US$ 2,360 bilhoes com uma participacao de 28% sobre as exportacoes totais de Mato grosso no periodo. Considerando-se coo base o anos de 2001, o grafico mostra que as exportacoes totais do Estado aumentaram 505% no periodo.

5 Tradicionalmente ocupando a 10ª. posicao, o Estado evoluiu em 2009 para a 6ª. posicao no ranking nacional. Fonte: MDIC-SECEX-Sistema Alice - SICME

6 Item 4

7 Item 5 Evolucao do PIB do Estado do mato Grosso de 1006 a 2011 a precos de mercado corrente Fonte: Secretaria de Estado de Fazenda - Estado de Mato Grosso

8 Item 6

9 Item 7

10 Item 8

11 Item 9

12 Item 10

13 Item 11 Estado de Mato Grosso Fonte: Estado de Mato Grosso

14 Item 12

15 Item 13

16 Item 14

17 Item 15 Receita Tributaria, por imposto Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

18 Item 16 Balanco Financeiro Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

19 Item 17 Balanco Orcamentario Fonte: Governo de Estado do Mato Grosso

20 Item 18 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

21 Item 19 Variacoes Patrimoniais Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

22 Item 20

23 Item 21 Resultado Orcamentario Consolidado Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

24 Item 22 Resuultado Orcamentario, excluidas as duplicidades Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

25 Item 23 Resulado Orcamentario Consolidado Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

26 Item 24 Resultado Orcamentario, excluidas as duplicidades Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

27 Item 25 Composicao da Despesa por tipo de credito Fonte: Governo do Estado do Mato Grosso

28 Item 26 Composicao da despesa por tipo de credito Fonte: Govero do Estado de Mato Grosso

29 Item 27

30 Item 28 Resultado primario

31 Item 29

32 Item 30

33

34 Fonte: Banco Central do Brasil

35 Item 31 Resultado nominal da divida e 2010 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

36 Item 32 Resultado nominal da divida e 2011 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

37 Item 33 Total da divida do Estado de Mato Grosso a 2010

38 Item 34 Total da divida do Estado de Mato Grosso com a Uniao a 2010

39 Item 35 Resultado nominal especificado Fonte: Governo de Estado do Mato Grosso

40 Item 36 Divida consolidada com deducoes Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

41 Item 37 Despesa com pessoal Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

42 Item 38 Divida Consolidada Liquida - 3º. Quadrimestre de 2010

43 Item 39 Divida Consolidada Liquida, em 31 de Dezembo de 2011

44 Item 40 PIB real e variacao em relacao ao ano anterior - Brasil Economic Indicators dating August 8, 2012: The titles listed below refer to files containing the Economic Indicators. In order to use them in your computer, please, select the title of your choice and await until downloading has been completed. The execution of the download file will recover the original files in the Excel format. Updating 8/8/2012 Title Economic Indicators dated August 8, 2012 File ZIP- 2,378 Kb Chapter I - Economic outlook Price indices estimates XLS -33 Kb Price indices XLS -38 Kb General and wholesale price indices XLS -35 Kb Consumer price indices XLS -34 Kb Consumer price index (IPC-Fipe) - Monthly percentage change XLS - 37 Kb Consumer price index (IPC-Fipe) - Percentage change in 12 months XLS - 35 Kb IPC-Fipe - Tradable, nontradable and monitored prices XLS - 34 Kb IPCA - Growth in tradable, nontradable and monitored price growth XLS - 31 Kb National Consumer Price Index - extended (IPCA) - Monthly percentage change XLS - 33 Kb National Consumer Price Index - extended (IPCA) - Percentage change in 12 months XLS - 34 Kb IPCA - Durables, semidurables and nondurables goods, services and monitored prices XLS - 33 Kb IPCA - core XLS - 32 Kb Construction sector costs XLS - 30 Kb Exchange rate/wholesale price index (industrial products) XLS - 32 Kb Exchange rate/consumer price index XLS - 34 Kb Exchange rate (efective rate)/consumer price index XLS - 32 Kb Staple basket - São Paulo metropolitan region XLS - 46 Kb Staple basket in 16 state capitals (municipalities) XLS - 41 Kb Oil and livestock prices XLS -99 Kb Agricultural products - average prices - Most important producer regions in São Paulo XLS Kb Economic outlook indicators XLS Kb Economic outlook indicators - Seasonally adjusted data XLS Kb Capacity utilization - FGV XLS - 61 Kb Industrial production (general and by category of use) XLS - 39 Kb Capital goods production - Selected itens XLS -51Kb Industrial production by regions XLS - 31 Kb Oil and fuel alcohol XLS - 48 Kb Automotive industry and vehicle imports XLS Kb

45 Vehicle production XLS Kb Production of farm machines XLS - 34 Kb Sales of factory authorized vehicle outlets in Brazil XLS - 46 Kb Supermarkets sales XLS - 42 Kb Consumer expectation and business confidence indexes XLS - 33 Kb Credit cards and balanced checks - Brazil XLS - 31 Kb Sales volume index in the retail sector XLS - 33 Kb Sales volume index in the retail sector - seasonally adjusted data XLS - 32 Kb Sales volume index in the retail sector - Brazil XLS - 33 Kb Retail trade indicators in São Paulo XLS - 39 Kb Default indicators XLS - 34 Kb Average price of used cars in the São Paulo metropolitan region XLS - 74 Kb Investment indicators XLS - 42 Kb BNDES system disbursements (BNDES, Finame and BNDESpar) XLS - 32 Kb Formal employment index - Brazil XLS - 34 Kb Occupied people in the industrial sector XLS - 40 Kb Economically active population (PEA) and other related indicators XLS - 34 Kb Occupied people - by different types of employment and by private sector XLS - 33 Kb Unemployment rate - by metropolitan region XLS 31 Kb Real average earnings - by different types of employment and by sector XLS 32 Kb Real average earnings - total XLS 32 Kb Occupied people and level of earnings XLS 42 Kb Gross Domestic Product XLS 36 Kb Quarterly national accounts XLS 44 Kb Quarterly GDP XLS 37 Kb Index of Economic Activity of the Central Bank (IBC-Br) XLS 32 Kb Chapter II - Currency and credit Summarized balance sheet of the BCB - Assets XLS 43 Kb Summarized balance sheet of the BCB - Liabilities XLS 41 Kb Monetary base and components - End-of-period balances XLS 35 Kb Monetary base and its components - Working day average balance XLS 32 Kb Factors affecting the monetary base - Flows accumulated in the month XLS 35 Kb Monetary base - B1 concept XLS 34 Kb Expanded monetary base - End-of-period balances XLS 33 Kb Factors affecting the extended monetary base - Flows accumulated in the month XLS 38 Kb Money supply and components - End-of-period balances XLS 36 Kb Money supply and components - Working day average balance XLS 37 Kb Multiplier and monetary behavior coefficients - Working day average balance XLS 55 Kb

46 Broad money supply - End-of-period balances XLS 39 Kb Expanded monetary base - M4 and multipliers - End-of-period balances XLS 40 Kb Monetary base and money supply - Monetary program and effective values XLS 69 Kb Reserve requirements of financial institutions - End-of-period balances XLS 56 Kb Maturing date of federal securities in the market XLS 30 Kb Federal public securities auction - Volumes and rates XLS 31 Kb Open market operations - Net financing position of the federal public securities XLS 42 Kb Major monetary aggregates indicators - Percentage share on GDP XLS 29 Kb Financial system credit operations - Credit balance with earmarked and non-earmarked resources XLS 48 Kb Financial system credit operations - Balance by economic activity XLS 34 Kb Public financial system credit operations - Balance by economic activity XLS 34 Kb National private financial system credit operations - Balance by economic activity XLS 34 Kb Foreign financial system credit operations - Balance by economic activity XLS 34 Kb Financial system credit operations - Risk classification and provisions XLS 77 Kb Public financial system credit operations - Risk classification and provisions XLS 79 Kb National private financial system credit operations - Risk classification and provisions XLS 78 Kb Foreign financial system credit operations - Risk classification and provisions XLS 79 Kb Financial system credit operations - As percentage of GDP XLS 32 Kb Credit operations with non-earmarked resources - Summary XLS 35 Kb Credit operations with non-earmarked resources - Interest rates and spread XLS 31 Kb Credit operations with non-earmarked resources - Interest rate XLS 30 Kb Credit operations with non-earmarked resources - Interest rate - Fixed operations XLS 37 Kb Credit operations with non-earmarked resources - Spread - Fixed operations XLS 34 Kb Chapter III - Financial and capital markets Effective interest rates XLS 26 Kb Copom s decisions on interest rates XLS 49 Kb Swaps reference rates - DI x pre XLS 62 Kb Swaps x BM&F XLS 31 Kb Futures market - BM&F XLS 34 Kb 1 Day DI Futures Contracts XLS 33 Kb Dollar Futures Contracts XLS 30 Kb Futures Contracts of FRA Exchange Coupon XLS 33 Kb Gross nominal earnings of the major financial investments XLS 30 Kb Financial investments XLS 27 Kb Investments funds XLS 45 Kb Capital markets - Securities primary issue XLS 28 Kb Capital markets - Secondary market indicators XLS 66Kb Market value - Corporations - Bovespa exchange XLS 24 Kb

47 Chapter IV - Public finance Primary result of the central government XLS 26 Kb Central government primary result - Above the line concept - Nominal value XLS 35 Kb Central government primary result - Above the line concept - % GDP XLS 33 Kb National Treasury expenditures - Above the line concept - R$ million and % GDP XLS 38 Kb National Treasury expenditures - Constitutional transfers - R$ million and % GDP XLS 40 Kb Expenditures with the federal government personel by job position - Paid XLS 32 Kb Expenditures with the federal government personel by branch - Resources available XLS 27 Kb Gross inflow of federal revenues - Accrual basis XLS 33 Kb Income tax inflow by sectors - Accrual basis XLS 31 Kb IPI inflow by sectors - Accrual basis XLS - 29 Kb Social security - Cash flow XLS - 31 Kb Major collecting states of tax on circulation of goods and services (ICMS) XLS - 33 Kb Major states benefiting from constitutional onlendings XLS - 33 Kb Major sources of funding of states and municipalities XLS - 29 Kb Federal securities - Portfolio position XLS - 41 Kb Federal domestic securities - Percentage share by indexing factor XLS - 37 Kb Federal public securities - Securities by indexing factor XLS -58 Kb State and municipal securities XLS - 38 Kb State and municipal securities - Total issued XLS - 37 Kb Real cost of the non-monetary debt XLS - 30 Kb Banco Central do Brasil - Median cost of funding XLS - 30 Kb Banco Central do Brasil - Compulsory deposits earning costs XLS - 30 Kb Public sector net debt XLS - 67 Kb Public sector net debt - Asset adjustment XLS - 27 Kb Public sector net debt - Implicit interest rate XLS - 30 Kb Public sector borrowing requirements - Monthly flows XLS - 34 Kb Public sector borrowing requirements - % of GDP XLS - 35 Kb Public sector borrowing requirements - Flow in 12 months XLS - 35 Kb Gross Tax Burden - GTB - R$ million, % of GDP and % Participation XLS - 46 Kb Chapter V - Balance of payments Balance of payments Balance of current transactions and external financing requirements XLS - 28 Kb XLS Kb Trade balance - FOB XLS - 35 Kb Brazilian exports - FOB - By aggregate factor XLS - 36 Kb Brazilian imports - FOB - By end-use category XLS - 35 Kb Brazilian imports - FOB - By end-use category XLS - 35 Kb Trade balance - FOB - 4 month moving average annualized XLS - 34 Kb

48 Trade balance - FOB - 4 month moving average seasonally adjusted and annuallized XLS - 70 Kb Brazilian trade by area - FOB XLS- 33 Kb Balance on goods - exchange contracts XLS - 32 Kb Trade balance - Exchange contracts and actual XLS - 36 Kb Trade balance - Exchange contracts and actual - Accumulated in 12 months XLS - 85 Kb Trade balance - Exchange contracts and actual - Weekly and daily average during the week XLS - 94 Kb Services XLS - 29 Kb Income XLS - 29 Kb Direct investments abroad XLS - 25 Kb Foreign direct investments XLS - 25 Kb Portfolio investments - assets XLS - 28 Kb Portfolio investments - liabilities XLS -50 Kb Other investments - assets XLS - 27 Kb Other investments - liabilities XLS - 28 Kb Foreign exchange transactions XLS - 35 Kb Foreign currency position in Banks XLS - 27 Kb International reserves in the Banco Central do Brasil XLS - 28 Kb External indebtedness indicators XLS - 30 Kb Issuance of Brazilian Sovereign Bonds XLS - 38 Kb Foreign exchange rate XLS - 35 Kb Real exchange rate index (IPCA) XLS - 29 Kb Real exchange rate index (IPA-DI) XLS - 29 Kb Real exchange rate index (IPC-Fipe) XLS - 31 Kb Real exchange rate index (INPC) XLS- 27 Kb Real exchange rate index - Real/Euro XLS - 26 Kb Nominal exchange rate and real exchange rate index (IPCA and IPA-DI) XLS Kb Real exchange rate index (IPC-Fipe and INPC) and Real/Euro XLS Kb Foreign exchange and wage indicators XLS - 28 Kb International investment position XLS - 36 Kb Chapter VI International economy I.1 - Gold and major commodities - End-of-period prices XLS - 32 Kb I.2 - Major commodities - End-of-period prices XLS - 73 Kb I.3 - Commodity indexes XLS - 30 Kb I.4 - Commodity indexes - Graphs XLS - 47 Kb I.5 - Interest rates XLS - 32 Kb I.6 - Interest rates - Libor US Dollar (6 months); Prime and Federal funds XLS - 47 Kb I.7 - Prices of Brazilian external debt securities - Secondary market XLS - 28 Kb I.8 - Prices and yields of Brazilian external debt securities - Secondary market XLS Kb

49 I.9 - External debt securities - Secondary market XLS Kb I.10 - Exchange rates per US Dollar XLS - 33 Kb I.11 - Exchange rate against the US dollar XLS -55 Kb I.12 - Inflation rates - Year: average rate. Month: 12 month variation XLS - 31 Kb I.13 - Inflation rates - consumer prices - percentage 12 month variation XLS - 64 Kb I.14 - Economic indicators - U. S. economy XLS - 29 Kb I.15 - Economic indicators - International economy XLS - 32 Kb I.16 - Economic indicators - United States, Japan and Euro Area XLS - 31 Kb I.17 - Economic indicators - Selected countries XLS - 28 Kb I.18 - Economic indicators - Selected countries - Nominal GDP XLS - 30 Kb I.19 - Economic indicators - Selected countries - Total external debt XLS - 29 Kb I.20 - Economic indicators - Selected countries - Balance on current account XLS - 29 Kb I.21 - Economic indicators - Selected countries - Balance on current account, % of GDP XLS - 30 Kb

50 Item 41 Indice Geral de precos - IGP-DI

51

52

53 Continuacao abaixo - Tabela simplificada Fonte: Fundacao Getulio Vargas

54 Item 42 Sumario de Receita total, depesa total, resultado primario e resultado nominal

55 Item 43 Dados populacionais de Mato Grosso e Brasil a 2010

56 Item 44 Pricipais setores economicos do Estado

57 Item 45

58 Item 46 Balanca comercial do Estado de Mato Grosso a 2009 O Estado de Mato Grosso exportou US$ 7,81 bilhoes em 2008, o que representou um crescimento de 52,26% em relacao ao valor do ano anterior. O saldo comercial gerado foi de US$ 6,5 bilhoes, valor 35,4% superior ao saldo de 2007 e correspondente a 26,3% do saldo comercial brasileiro. A Uniao Europeia foi o principal destino dos embarques estaduais em 2008, somando US$ 3,14 bilhoes, ou 42,42% de participacao. Aasia paricipou com a compra de 35% das exportacoes do Estado, ou US$ 2,73 bilhoes. Este valor representa um crescimento de 88,7% sobre o ano anterior. A soja e seus derivados, com US$ 5,49 bilhoes, foram responsavies por aproximadamente 70% da pauta de exportacao mato-grossense. Ems eguida, as exportacoes de carnes totalizaram US$ 941,6 milhoes, ou 12% de participacao, o milho US$ 666,4 milhoes (7,25%) e o algodado US$ 435,7 milhoes (5,56%). Em 2009, as exportacoes brasileiras cairam 22,7% em relacao a Em direcao contraria, Mato grosso apresentou um crescimento no valor exportado de 8,74% sobre o ano anterior e contavilizou US$ 8,49 bilhoes. Porem, na analise da quantidade fisica exportada, percebe-se que o crescimento foi de 29,5% no mesmo periodo. Isso significa dizer que houve queda no prexo internacional dos produtos exportados comparadas ao preco do ano anterior e, consequentemente, uma dimibnuicao na renda liquida do produtor. Fonte: Ministerio do Desenvolvimento, Industria e Comercio Exterior

59 Item 47 Mato Grosso - Principais produtos exportados As importacoes de Mato Grosso recuaram 38% em 2009, totalizando US$ 792 milhoes contra US$ 1,3 bilhoes no ano anterior. Isto contribuiu para que seu saldo comercial fosse ampliado em 18% e atingisse US$ 7.7 bilhoes, ou 30% do saldo comercial do Brasil. A Asia, com 3,83 bilhoes, tornou0-se o principal destino das exportacoes de Mato Grosso com 45% dos embarques. Praticamente nao sofreu com a crise internacional, e neste ano aampliaram em 40% suas importacoes do estado quando comparado com A Uniao Europeia, fortemente atingida pela crise mundial, apresentou queda de 15,3% nas importacoes matogrossenses e neste ano participou com 33% ou US$ 2,8 bilhoes em compras. Fonte: Ministerio do Desenvolvimento, Industria e Comercio Exterior

60 Item 48 Principais destinos das exportacoes do Estado de Mato Grosso

61 Item 49

62 Item 50

63 Item 51 Lista de Secretario Auditor Geral do Estado, de 1983 a 2010 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

64 Item 52

65 Item 53

66 Item 54

67 Item 55

68 Item 56

69 Item 57

70 Item 58

71 Item 59 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

72 Item 60 Fonte: Governo do Estado do Mato Grosso

73 Item 61

74 Item 62 Balanco Orcamentario Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

75 Item 63 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

76 Item 64 Resultado Primario Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

77 Item 65 Resultado Primario Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

78 Item 66 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

79 Item 67 Despesas primarias do Estado de Mato Grosso - concessoes de emprestimo

80 Item 68 Resultado primario; Receita primaria De acordo com os dados acima, verifica-se que as receitas primarias totalizam R$ 9,59 bilhoes e as despesas primarias atingiram a importancia de R$ 8,87 bilhoes. Dessa forma o Re3sultado Primario apurado no periodo e um superavit de R$ 721,3 milhoes. A meta de Resultado Primario fixada no anexo de Metas Fiscais constantes da LDO para o exercicio de 2010 foi de 788,6 milhoes.

81 Item 69 Resultado Nominal Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

82 Item 70

83 Item 71 Evolucao da divida consolidada em relacao a arrecadacao a 2011 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

84 Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso

85 Item 72

86 Item 73 Fonte: Governo do Esado de Mato Grosso

International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China. dossiers. Economic Outlook Conjuntura Económica

International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China. dossiers. Economic Outlook Conjuntura Económica dossiers Economic Outlook Conjuntura Económica International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China Last Update Última Actualização: 10-02-2015 Prepared

Leia mais

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008 1.6 Faturamento 1966/008 Revenue 1966/008 1966 1967 1968 1969 1970 1971 197 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 198 AUTOVEÍCULOS VEHICLES 7.991 8.11 9.971 11.796 13.031 15.9 17.793 0.78 3.947 6.851 6.64

Leia mais

Qualquer similaridade é mera coincidência? a. Venda doméstica de automóveis na Coréia (y-o-y, %)

Qualquer similaridade é mera coincidência? a. Venda doméstica de automóveis na Coréia (y-o-y, %) Brasil e Coréia: Qualquer similaridade é mera coincidência? a Faz algum tempo que argumentamos sobre as lições importantes que a Coréia oferece ao Brasil. O país possui grau de investimento há muitos anos,

Leia mais

International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China. dossiers. Economic Outlook Conjuntura Económica

International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China. dossiers. Economic Outlook Conjuntura Económica dossiers Economic Outlook Conjuntura Económica International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China Last Update Última Actualização: 14-03-2016 Prepared

Leia mais

Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank. Depósitos com pré-aviso até 3 meses. equiparados até 2 anos (1)

Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank. Depósitos com pré-aviso até 3 meses. equiparados até 2 anos (1) B.0.1 AGREGADOS MONETÁRIOS DA ÁREA DO EURO (a) EURO AREA MONETARY AGGREGATES (a) Saldos em fim de mês End-of-month figures Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank M3 Circulação monetária

Leia mais

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011 Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas Comitê de Comércio Exterior Brasília Julho de 2011 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE BENS E SERVIÇOS* US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN GOODS

Leia mais

Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal

Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal Internet online access to the Banco de Portugal Statistical Interactive Database O BPstat Estatísticas online

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO STATISTICAL BULLETIN

BOLETIM ESTATÍSTICO STATISTICAL BULLETIN BOLETIM ESTATÍSTICO STATISTICAL BULLETIN 4 2011 Lisboa, 2011 Disponível em www.bportugal.pt Publicações Estatísticas Banco de Portugal EUROSISTEMA Banco de Portugal Departamento de Estatística Edifício

Leia mais

Taxas de juros domésticas cedem seguindo mercado de juros norte-americano; Apesar dos dados fortes de emprego nos EUA, dólar encerra semana em queda;

Taxas de juros domésticas cedem seguindo mercado de juros norte-americano; Apesar dos dados fortes de emprego nos EUA, dólar encerra semana em queda; 05-mai-2014 Taxas de juros domésticas cedem seguindo mercado de juros norte-americano; Apesar dos dados fortes de emprego nos EUA, dólar encerra semana em queda; Ibovespa avançou 3,1% na semana, influenciado

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 060 Balanços em 31 de Dezembro de 2007 e 2006 Balance at 31 December 2007 and 2006 Activo Assets 2007 2006

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 068 Balanços em 31 de Dezembro de 2008 e 2007 Balance at 31 December 2008 and 2007 Activo Assets 2008 2007

Leia mais

Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES

Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES Senhores Acionistas: Após sofrer o impacto causado pela desvalorização da moeda brasileira no início de 1999, a economia do País, de um modo geral, mostrou resultados bastante positivos no encerramento

Leia mais

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010)

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010) Parte 1 Part 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) Communications Market in National Economy (2006/2010) Parte 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) / Part 1

Leia mais

Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal

Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal Internet online access to the Banco de Portugal Statistical Interactive Database O BPstat Estatísticas online

Leia mais

Rating soberano do Brasil

Rating soberano do Brasil Rating soberano do Brasil Regina Nunes Presidente Standard & Poor s no Brasil Outubro 2014 Permission to reprint or distribute any content from this presentation requires the prior written approval of

Leia mais

GERDAU. 1 o Trim. 2001

GERDAU. 1 o Trim. 2001 GERDAU Informações Relevantes 2 o Trimestre de Senhores Acionistas: O ano de iniciou-se movido pelo bom desempenho econômico brasileiro do ano anterior: forte crescimento industrial, inflação sob controle,

Leia mais

1. THE ANGOLAN ECONOMY

1. THE ANGOLAN ECONOMY BPC IN BRIEF ÍNDICE 1. THE ANGOLAN ECONOMY 2. EVOLUTION OF THE BANK SECTOR 3. SHAREHOLDERS 4. BPC MARKET RANKING 5. FINANCIAL INDICATORES 6. PROJECTS FINANCE 7. GERMAN CORRESPONDENTS 1. THE ANGOLAN ECONOMY

Leia mais

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 19/2015-8 de maio de 2015 May, 08, 2015

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 19/2015-8 de maio de 2015 May, 08, 2015 Shortterm Economic Indicators Nº 19/ May, 08, 1 Shortterm Economic Indicators Nº 19/ May, 08, Índice Temático / Thematic Index 1. Conjuntura Internacional / International Economic Situation Página / Page

Leia mais

Em Agosto de 2014, o indicador de sentimento económico diminuiu na União Europeia (-1.2 pontos) e na Área Euro (-1.5 pontos).

Em Agosto de 2014, o indicador de sentimento económico diminuiu na União Europeia (-1.2 pontos) e na Área Euro (-1.5 pontos). Ago-04 Ago-05 Ago-06 Ago-07 Ago-08 Ago-09 Ago-10 Ago-11 Ago-12 Ago-13 Ago-14 Análise de Conjuntura Setembro 2014 Indicador de Sentimento Económico Em Agosto de 2014, o indicador de sentimento económico

Leia mais

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico 106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico B.7.1.1 Taxas de juro sobre novas operações de empréstimos (1) concedidos por instituições financeiras monetárias a residentes na área do euro (a) Interest rates

Leia mais

I Seminário Nacional dos Fóruns Estaduais das

I Seminário Nacional dos Fóruns Estaduais das BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN SERVICES BALANCE* - US$ Billion I Seminário Nacional dos Fóruns Estaduais das Microempresas e Empresas 2010

Leia mais

ConjunturaSemanal. Sinais de menor inflação e atividade fraca explicam queda dos juros futuros;

ConjunturaSemanal. Sinais de menor inflação e atividade fraca explicam queda dos juros futuros; 06-jun-2014 Sinais de menor inflação e atividade fraca explicam queda dos juros futuros; Dólar encerra semana em alta diante de expectativa de retirada de operações de swap; Ibovespa recuou 2,6% na semana,

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO. Statistical Bulletin 8 2015. Lisboa, 2015 www.bportugal.pt

BOLETIM ESTATÍSTICO. Statistical Bulletin 8 2015. Lisboa, 2015 www.bportugal.pt BOLETIM ESTATÍSTICO Statistical Bulletin 8 2015 Lisboa, 2015 www.bportugal.pt BOLETIM ESTATÍSTICO 2015 Banco de Portugal Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD PRESENTATION APIMEC BRASÍLIA ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD 1 1 Brasília, February, 5th 2015 Ellen Regina Steter WORLD

Leia mais

Brazil and Latin America Economic Outlook

Brazil and Latin America Economic Outlook Brazil and Latin America Economic Outlook Minister Paulo Bernardo Washington, 13 de maio de 2009 Apresentação Impactos da Crise Econômica Situação Econômica Brasileira Ações Contra-Cíclicas Previsões para

Leia mais

Conference Call 2Q13 and 1H13 Results

Conference Call 2Q13 and 1H13 Results Conference Call 2Q13 and 1H13 Results 2 Performance in the Negócios Internacionais Negócios domestic Nacionais and USA,Europa e international markets Exportações Márcio Utsch Net Revenue 3 Net revenue

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline 26-0 Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Curso de Finanças Corporativas Prof. Edson Pamplona (www.iem.efei.br/edson) CAPÍTULO 27 Administração de Capital de Giro

Leia mais

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 38/2015-18 de setembro de 2015 September, 18, 2015

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 38/2015-18 de setembro de 2015 September, 18, 2015 Shortterm Economic Indicators Nº 38/ 1 Shortterm Economic Indicators Nº 38/ Índice Temático / Thematic Index 1. Conjuntura Internacional / International Economic Situation Página / Page Previsões de crescimento

Leia mais

Statistics Estatísticas do Mercado de Trabalho. Labour Market Statistics Estatísticas do Mercado de Trabalho. dossiers

Statistics Estatísticas do Mercado de Trabalho. Labour Market Statistics Estatísticas do Mercado de Trabalho. dossiers dossiers Economic Outlook Conjuntura Last Update Última Atualização: 13-02-2015 Prepared by PE Probe Preparado por PE Probe Copyright 2015 Portugal Economy Probe PE Probe All rights reserved Index / Índice

Leia mais

Foreign Investments and Brazilian Tax Regime

Foreign Investments and Brazilian Tax Regime Foreign Investments and Brazilian Tax Regime André Ricardo Passos May/2010 1 Agenda 1 Brazilian Macroeconomics 2 Legal Regime 3 Taxation Regime 2 Agenda 1 Brazilian Macroeconomics 3 Direct Foreign Investment

Leia mais

Brazil: the good, the bad and the ugly. Economic Department

Brazil: the good, the bad and the ugly. Economic Department Brazil: the good, the bad and the ugly. Economic Department Scenario - International The Monetary War The Monetary War Total Assets of the Central Banks (US$ mi) $5.000 $4.500 $4.000 $3.500 $3.000 $2.500

Leia mais

PORTUGAL Indicadores de Conjuntura Economic Short term Indicators

PORTUGAL Indicadores de Conjuntura Economic Short term Indicators PORTUGAL ndicadores de Conjuntura Produção e Volume de Negócios / Production and Turnover Índice de Produção ndustrial ndustrial Production nde vh y o y 1,5 1,9 1,6 1,9 4,4 5,6 7,0 4,7 7,4 3,1 3,4 3,8

Leia mais

Mercado de Retalho no Brasil

Mercado de Retalho no Brasil Mercado de Retalho no Brasil 2011 1 DEFINIÇÕES ABL Área Bruta Locável é a medida do espaço disponível para arrendamento Arrendamento Mínimo Preço estabelecido sob contrato com o inquilino para a taxa de

Leia mais

Juros caem em semana de forte ingresso de capital estrangeiro no mercado;

Juros caem em semana de forte ingresso de capital estrangeiro no mercado; 31-mar-2014 Juros caem em semana de forte ingresso de capital estrangeiro no mercado; Dólar se deprecia 2,7% na semana, influenciado por entrada de fluxo positivo; Ibovespa sobe 5,0% na semana, se aproximando

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais Financeiras por Sector Institucional Quarterly Financial National Accounts by Institutional Sector

Contas Nacionais Trimestrais Financeiras por Sector Institucional Quarterly Financial National Accounts by Institutional Sector Estatísticas Temáticas de Conjuntura 21 de abril de 2016 April, 21, 2016 Contas Nacionais Trimestrais Financeiras por Sector Institucional by Institutional Sector - 2006 a 2015 - - 2006 to 2015 - Dados

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

Balanças Corrente e de Capital Current and Capital Accounts

Balanças Corrente e de Capital Current and Capital Accounts Edição / Release 2016 March, 01, 2017-2007 a 2016 - - 2007 to 2016 - Dados Anuais Annual Data Fonte / Source: BdP Nota: PIB ajustado de sazonalidade. Fonte INE. Note: Seasonally adjusted GDP. Source INE.

Leia mais

BRAZIL Economics Research

BRAZIL Economics Research January 12 to 16 After the 2014 year-end holidays and a relatively calm start to 2015, market participants are slowly finding their bearings and getting acquainted with news flows again. Abroad, activity

Leia mais

and Troika Troika dossiers Structural Reforms and Troika Reformas Troika Reformas Estruturais e Troika

and Troika Troika dossiers Structural Reforms and Troika Reformas Troika Reformas Estruturais e Troika dossiers Structural Reforms and /Reformas Structural Reforms and Reformas Structural Reforms and Reformas Last Update Última Actualização: 25/01/2016 Portugal Economy Probe (PE Probe) Prepared by PE Probe

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO. Statistical Bulletin 2 2015. Lisboa, 2015 www.bportugal.pt

BOLETIM ESTATÍSTICO. Statistical Bulletin 2 2015. Lisboa, 2015 www.bportugal.pt BOLETIM ESTATÍSTICO Statistical Bulletin 2 2015 Lisboa, 2015 www.bportugal.pt BOLETIM ESTATÍSTICO 2015 Banco de Portugal Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

Clique para editar o estilo do subtítulo mestre

Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Clique para editar o estilo do subtítulo mestre PMI Emergentes vs. PMI Desenvolvidos Global JP Morgan: PMI composto, manufatura e serviços sa ESTADOS UNIDOS EUA: PMI composto, manufatura e serviços sa

Leia mais

INTRODUCTION 3 A. CURRENT NET VALUE OF THE PORTFOLIO (IN MILLION USD) 4 B. GEOGRAPHICAL COMPOSITION BY DURATION 4

INTRODUCTION 3 A. CURRENT NET VALUE OF THE PORTFOLIO (IN MILLION USD) 4 B. GEOGRAPHICAL COMPOSITION BY DURATION 4 TABLE OF CONTENTS INTRODUCTION 3 A. CURRENT NET VALUE OF THE PORTFOLIO (IN MILLION USD) 4 B. GEOGRAPHICAL COMPOSITION BY DURATION 4 C. PORTFOLIO COMPOSITION BY ASSET CLASSES 5 D. HOLDINGS WITH HIGH AND

Leia mais

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio COSEC 8 de Agosto de 2011 Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio Roberto Giannetti da Fonseca Diretor Titular Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior Mitos e Mistérios do Mercado

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Outubro/2015 I Resultados do mês (comparativo Outubro/2015 Outubro/2014)

Leia mais

Indicadores da Semana

Indicadores da Semana Indicadores da Semana O saldo total das operações de crédito do Sistema Financeiro Nacional atingiu 54,5% do PIB, com aproximadamente 53% do total do saldo destinado a atividades econômicas. A carteira

Leia mais

Active Ageing: Problems and Policies in Portugal. Francisco Madelino Berlin, 17 October 2006

Active Ageing: Problems and Policies in Portugal. Francisco Madelino Berlin, 17 October 2006 Active Ageing: Problems and Policies in Portugal Francisco Madelino Berlin, 17 October 2006 ACTIVE AGEING 1. Demographic Trends in Portugal 2. Financial Implications of the Active Ageing on Social Security

Leia mais

19ª. Plenária do Fórum Permanente. Comitê Comércio Exterior. 21 de julho de 2011

19ª. Plenária do Fórum Permanente. Comitê Comércio Exterior. 21 de julho de 2011 19ª. Plenária do Fórum Permanente Comitê Comércio Exterior 21 de julho de 2011 1. Atualização do Questionário de Gargalos à Exportação 2. Atualização das Estatísticas do Comércio Exterior de Bens e Serviços

Leia mais

Balanças Corrente e de Capital Current and Capital Accounts

Balanças Corrente e de Capital Current and Capital Accounts - Agosto de 2011 - - August, 2011 - Fonte / Source: BdP Nota: PIB ajustado de sazonalidade. Fonte INE. Note: Seasonally adjusted GDP. Source INE. 1 Índice / Index 1. / Capital and Current Accounts / /

Leia mais

Angola Estatísticas Monetárias. Angola Monetary Statistics. I.A.2 Agregados Monetários Monetary Aggregates

Angola Estatísticas Monetárias. Angola Monetary Statistics. I.A.2 Agregados Monetários Monetary Aggregates Angola Estatísticas Monetárias Índice Angola Monetary Statistics Table of Contents Nova Série das Estatísticas Monetárias e Financeiras Monetary and Financial Statistics New Series I.A Panorama monetário

Leia mais

Definição de competitividade

Definição de competitividade TRIBUTAÇÃO E COMPETITIVIDADE VII Jornadas do IPCA 25.11.2006 Claudia Dias Soares Universidade Católica Portuguesa Definição de competitividade EC 2004: a sustained rise in the standards of living of a

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

Indicadores da Semana

Indicadores da Semana Indicadores da Semana O Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa de juros Selic em 0,5 p.p., a 14,25% ao ano, conforme esperado pelo mercado. A decisão ocorreu após elevação de 0,5 p.p no último encontro.

Leia mais

A CR C IS I E S E MU M N U DI D A I L D O D S ALIM I E M N E TO T S: S O qu q e o B r B asi s l p o p de d f a f ze z r?

A CR C IS I E S E MU M N U DI D A I L D O D S ALIM I E M N E TO T S: S O qu q e o B r B asi s l p o p de d f a f ze z r? A CRISE MUNDIAL DOS ALIMENTOS: O que o Brasil pode fazer? Geraldo Barros USA: Inflation, Interest Rates, GDP Int rates Infl 12 14 16 18 6% 8% 1% GDP -4-2 2 4 6 8 1 198 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987

Leia mais

MACROECONOMIC OUTLOOK

MACROECONOMIC OUTLOOK MACROECONOMIC OUTLOOK DETERMINED BY CHANGES IN THE GLOBAL OUTLOOK AND ITS IMPACTS ON EXCHANGE-RATE AND BY THE SLOWER DOMESTIC GROWTH Economic Research Department - DEPEC 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 20 de fevereiro de 2012

Nota de Informação Estatística Lisboa, 20 de fevereiro de 2012 Nota de Informação Estatística Lisboa, 2 de fevereiro de 212 Novo capítulo do Boletim Estatístico relativo ao endividamento do setor não financeiro O Banco de Portugal inicia hoje a publicação do novo

Leia mais

SECTOR OF ACTIVIITY FOOD ENERGY COTTON BIODIESEL SOYA VEGETAL OIL CORN ETHANOL

SECTOR OF ACTIVIITY FOOD ENERGY COTTON BIODIESEL SOYA VEGETAL OIL CORN ETHANOL Results 08/15/2011 SECTOR OF ACTIVIITY FOOD ENERGY COTTON SOYA CORN BIODIESEL VEGETAL OIL ETHANOL BRAZILIAN BIODIESEL MARKET 2005 2007 Blend: up to 2% 1st Sem/08 Blend: min. 2% Jul/08 Jun/09 Blend: min.

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária

O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária André Marques Março de 2015 I. Histórico II. Características Principais III. Relatórios IV. Uso no Processo de Política Monetária

Leia mais

Financiamentos Habitacionais via SFH Unidades Financiadas

Financiamentos Habitacionais via SFH Unidades Financiadas Crédito à Habitação no Brasil e nos EUA Crescimento e Lições Financiamentos Habitacionais via SFH Unidades Financiadas Percentual Financiado pelos bancos Taxa de inadimplência Fonte: Abecip Mercado de

Leia mais

Indústria automobilística brasileira Brazilian automotive industry

Indústria automobilística brasileira Brazilian automotive industry Índice Index Nota ao leitor / To the reader... 10 Indústria automobilística brasileira em grandes números / Brazilian automotive industry in grand figures... 10 Diretoria da Anfavea / Anfavea board of

Leia mais

2. O que representa e como é calculado o valor de uma empresa na Teoria Financeira? Exemplifique.

2. O que representa e como é calculado o valor de uma empresa na Teoria Financeira? Exemplifique. Prova Parcial Malvessi Questão 1 (15%) 1. A teoria moderna de administração financeira consagra 3 decisões estratégicas básicas para a tomada de decisão do administrador financeiro. Conceitue-as claramente.

Leia mais

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social COMENTÁRIOS ACERCA DOS NÚMEROS FINAIS DO PIB DO RS E DAS DEMAIS UNIDADES DA FEDERAÇÃO EM 2010 Equipe

Leia mais

Demonstrações Financeiras. Financial Statements

Demonstrações Financeiras. Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2015 Financial Statements as of december 31st, 2015 2. Balanço Balance Sheet CODIPOR ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA

Leia mais

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 A SAP continua a demonstrar um forte crescimento das suas margens, aumentando a previsão, para o ano de 2009, referente à sua margem operacional Non-GAAP

Leia mais

Competitiveness in the Brazilian economy: challenges & opportunities

Competitiveness in the Brazilian economy: challenges & opportunities Competitiveness in the Brazilian economy: challenges & opportunities Erik Camarano MBC CEO Thursday, June 6th, 2013 Woodrow Wilson International Center for Scholars 6th Floor Auditorium SPONSORS SHORT-TERM

Leia mais

inflação de 2001. Supera a Meta 15 C ONJUNTURA FLÁVIA SANTOS DA SILVA* LUIZ ALBERTO PETITINGA**

inflação de 2001. Supera a Meta 15 C ONJUNTURA FLÁVIA SANTOS DA SILVA* LUIZ ALBERTO PETITINGA** 15 C ONJUNTURA Inflação de 2001 Supera a Meta A inflação em 2001, medida pelo IPCA, atingiu o patamar de 7,67%, superando a meta de 6% estabelecida pelo Banco Central. Choques internos e externos à economia

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO. Dezembro Disponível em - Publicações e Estatísticas. Banco de Portugal

BOLETIM ESTATÍSTICO. Dezembro Disponível em  - Publicações e Estatísticas. Banco de Portugal BOLETIM ESTATÍSTICO Dezembro 2003 Disponível em www.bportugal.pt - Publicações e Estatísticas Banco de Portugal Special Data Dissemination Standard Em Abril de 1996 o Fundo Monetário Internacional (FMI)

Leia mais

PAINEL 9,6% dez/07. out/07. ago/07 1.340 1.320 1.300 1.280 1.260 1.240 1.220 1.200. nov/06. fev/07. ago/06

PAINEL 9,6% dez/07. out/07. ago/07 1.340 1.320 1.300 1.280 1.260 1.240 1.220 1.200. nov/06. fev/07. ago/06 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior ASSESSORIA ECONÔMICA PAINEL PRINCIPAIS INDICADORES DA ECONOMIA BRASILEIRA Número 35 15 a 30 de setembro de 2009 EMPREGO De acordo com a Pesquisa

Leia mais

Políticas Públicas. Lélio de Lima Prado

Políticas Públicas. Lélio de Lima Prado Políticas Públicas Lélio de Lima Prado Política Cambial dez/03 abr/04 ago/04 dez/04 abr/05 ago/05 Evolução das Reservas internacionais (Em US$ bilhões) dez/05 abr/06 ago/06 dez/06 abr/07 ago/07 dez/07

Leia mais

International Trade: Statistics and Top 10 Partners Comércio Internacional: Estatísticas e Top 10 Parceiros. Economic Outlook. Económica.

International Trade: Statistics and Top 10 Partners Comércio Internacional: Estatísticas e Top 10 Parceiros. Economic Outlook. Económica. dossiers Economic Outlook Conjuntura International Trade: Statistics and Top 10 Partners Comércio Internacional: Estatísticas e Top 10 Parceiros Last Update Última Actualização 15-07-2015 Prepared by PE

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Insurance Sector Sector Segurador. Insurance Sector Sector Segurador. dossiers. Banking and Insurance. Banca e Seguros

Insurance Sector Sector Segurador. Insurance Sector Sector Segurador. dossiers. Banking and Insurance. Banca e Seguros dossiers Banking and Insurance Banca e Last Update Última Actualização: 21/4/214 Portugal Economy Probe (PE Probe) Prepared by PE Probe Preparado por PE Probe Copyright 214 Portugal Economy Probe PE Probe

Leia mais

Brazil begins a new development cycle

Brazil begins a new development cycle The role of the BNDES in the Brazilian Economy World Economic Forum Davos, January 29 th, 2011 Luciano Coutinho President Brazil begins a new development cycle The Brazilian economy may grow beyond 5%

Leia mais

Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas

Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas Em novembro os preços do café recuaram e as chuvas contínuas no Brasil seguraram novos aumentos de preços.

Leia mais

Observações sobre o Reequilíbrio Fiscal no Brasil

Observações sobre o Reequilíbrio Fiscal no Brasil Observações sobre o Reequilíbrio Fiscal no Brasil Nelson Barbosa Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 1º de junho de 2015 Cenário Macroeconômico e Reequilíbrio Fiscal O governo está elevando

Leia mais

Indústrias Klabin. 3rd Quarter November 20,

Indústrias Klabin. 3rd Quarter November 20, Indústrias Klabin 3rd Quarter 2000 November 20, 2000 1 Business Strategy Klabin Market Pulp Forestry Packaging Tissue Newsprint BEKP Dissolving pulp Specialty Pulp Logs Chips By - Products Solid Wood Boards

Leia mais

Macro Visão. Opinião Macroeconômica. Política Fiscal: Procurando Receita. Relatório Semanal de Macroeconomia

Macro Visão. Opinião Macroeconômica. Política Fiscal: Procurando Receita. Relatório Semanal de Macroeconomia Opinião Macroeconômica Macro Visão segunda-feira, 5 de outubro de 2009 Relatório Semanal de Macroeconomia Política Fiscal: Procurando Receita Ilan Goldfajn Economista-Chefe Agustina De Marotte Adriano

Leia mais

Nota ao leitor / To the reader 7 Indústria automobilística brasileira em grandes números / Brazilian automotive industry in grand figures 7

Nota ao leitor / To the reader 7 Indústria automobilística brasileira em grandes números / Brazilian automotive industry in grand figures 7 Nota ao leitor / To the reader 7 Indústria automobilística brasileira em grandes números / Brazilian automotive industry in grand figures 7 Diretoria da Anfavea / Anfavea board of directors 10 Empresas

Leia mais

Estatísticas do Setor Externo Adoção da 6ª Edição do Manual de Balanço de Pagamentos e Posição Internacional de Investimentos (BPM6)

Estatísticas do Setor Externo Adoção da 6ª Edição do Manual de Balanço de Pagamentos e Posição Internacional de Investimentos (BPM6) Estatísticas do Setor Externo Adoção da 6ª Edição do Manual de Balanço de Pagamentos e Posição Internacional de Investimentos (BPM6) Nota Metodológica nº 4 Dívida externa Junho de 2015 1. Introdução A

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL II RELATÓRIO ANALÍTICO II RELATÓRIO ANALÍTICO 15 1 CONTEXTO ECONÔMICO A quantidade e a qualidade dos serviços públicos prestados por um governo aos seus cidadãos são fortemente influenciadas pelo contexto econômico local, mas

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Março/2015

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Março/2015 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Março/2015 I Resultados do mês (comparativo Mar/2015 Mar/2014)

Leia mais

Focus - Relatório de Mercado

Focus - Relatório de Mercado Inflação nos próximos 12 meses suavizada Mediana - agregado IPCA (%) 6,30 6,04 6,00 (1) IGP-DI (%) 5,80 5,66 5,61 (2) IGP-M (%) 5,79 5,79 5,68 (2) IPC-Fipe (%) 5,33 5,11 4,98 (2) * comportamento dos indicadores

Leia mais

Redução da Pobreza no Brasil

Redução da Pobreza no Brasil Conferencia Business Future of the Americas 2006 Câmara Americana de Comércio Redução da Pobreza no Brasil Resultados Recentes e o Papel do BNDES Demian Fiocca Presidente do BNDES Rio de Janeiro, 5 de

Leia mais

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 08/ de fevereiro de 2017 February, 24, 2017

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 08/ de fevereiro de 2017 February, 24, 2017 Shortterm Economic Indicators Nº 08/2017 1 Shortterm Economic Indicators Nº 08/2017 Índice Temático / Thematic Index 1. Conjuntura Internacional / International Economic Situation Página / Page Previsões

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO JUN. 2016

BOLETIM ESTATÍSTICO JUN. 2016 BOLETIM ESTATÍSTICO JUN. 2016 Av. 4 de Fevereiro, nº 151 - Luanda, Angola Caixa Postal 1243 Tel: (+244) 222 679 200 - Fax: (+244) 222 339 125 www.bna.ao 2 Índice Geral ÍNDICE DOS PRINCIPAIS AGREGADOS E

Leia mais

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 16/ de abril de 2016 April, 22, 2016

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 16/ de abril de 2016 April, 22, 2016 Shortterm Economic Indicators Nº 16/ 1 Shortterm Economic Indicators Nº 16/ Índice Temático / Thematic Index 1. Conjuntura Internacional / International Economic Situation Página / Page Previsões de crescimento

Leia mais

SERVIÇOS DADOS DO COMÉRCIO INTERNACIONAL

SERVIÇOS DADOS DO COMÉRCIO INTERNACIONAL SERVIÇOS DADOS DO COMÉRCIO INTERNACIONAL 2014 e 1º Semestre de 2015 SERVICES DATA OF INTERNATIONAL TRADE 2014 and 1º Semester of 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Ministério do Desenvolvimento, Indústria

Leia mais

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base Cenário Econômico Internacional & Brasil Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda antonio.lacerda@siemens.com São Paulo, 14 de março de 2007

Leia mais

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 PORTUGAL Economic Outlook Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 Portugal: Adaptação a um novo ambiente económico global A economia portuguesa enfrenta o impacto de um ambiente externo difícil,

Leia mais

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 07/ de fevereiro de 2017 February, 17, 2017

Síntese Estatística de Conjuntura Short-term Economic Indicators. - Nº 07/ de fevereiro de 2017 February, 17, 2017 Shortterm Economic Indicators Nº 07/2017 1 Shortterm Economic Indicators Nº 07/2017 Índice Temático / Thematic Index 1. Conjuntura Internacional / International Economic Situation Página / Page Previsões

Leia mais

Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal

Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal Acesso online através da Internet à Base de Dados Estatística Interativa do Banco de Portugal Internet online access to the Banco de Portugal Statistical Interactive Database O BPstat Estatísticas online

Leia mais

Which model for agriculture? Dual model of Brazilian agriculture

Which model for agriculture? Dual model of Brazilian agriculture Which model for agriculture? Dual model of Brazilian agriculture Sìlvia Helena Galvão de Miranda Professor Department of Economics, Business and Sociology ESALQ/USP Vice-coordinator CEPEA Pre-Conference

Leia mais

LEITE E DERIVADOS JULHO / 2013 /2009

LEITE E DERIVADOS JULHO / 2013 /2009 LEITE E DERIVADOS JULHO / 2013 /2009 1. Mercado nacional: preços pagos ao produtor e produção histórica e estimada no Mercosul Os preços nominais médios brutos 1 pagos ao produtor em julho, ponderados

Leia mais

Módulo 8. Estratégias de Investimento com Swaps

Módulo 8. Estratégias de Investimento com Swaps Módulo 8 Estratégias de Investimento com Swaps Módulo 8 1.1 - Introdução ao Mercado de Swaps O que são Swaps? Exemplos Swaps & Forwards Intervenientes e Organização do Mercado de Swaps 1.2 - Swaps de Taxa

Leia mais

ICC 111 8. 15 agosto 2013 Original: francês. Conselho Internacional do Café 111. a sessão 9 12 setembro 2013 Belo Horizonte, Brasil.

ICC 111 8. 15 agosto 2013 Original: francês. Conselho Internacional do Café 111. a sessão 9 12 setembro 2013 Belo Horizonte, Brasil. ICC 111 8 15 agosto 2013 Original: francês P Conselho Internacional do Café 111. a sessão 9 12 setembro 2013 Belo Horizonte, Brasil O café na China Antecedentes Consoante os objetivos do Acordo Internacional

Leia mais

October, 2013. Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil

October, 2013. Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil October, 2013 Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil AGENDA Visão da Industria de Seguros (Brasil x Mundo) Drivers que movem a Indústria Análise da Penetração da Indústria

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 24-06-2008) Edição de 25 de junho de 2008 Operações de crédito à pessoa física apresentam

Leia mais

Cenário Econômico para 2014

Cenário Econômico para 2014 Cenário Econômico para 2014 Silvia Matos 18 de Novembro de 2013 Novembro de 2013 Cenário Externo As incertezas com relação ao cenário externo em 2014 são muito elevadas Do ponto de vista de crescimento,

Leia mais