ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq"

Transcrição

1 ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq GRUPOS DE PESQUISA: DEFINIÇÃO E CRITÉRIOS ESTABELECIDOS PELA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA PROPe/UNESP a) Definição de Grupo de Pesquisa Grupo de pesquisa é definido como um conjunto de indivíduos organizados hierarquicamente em torno de uma ou mais lideranças. O fundamento organizador dessa hierarquia é a experiência, o destaque e a liderança no terreno científico ou tecnológico; no qual existe envolvimento profissional e permanente com a atividade de pesquisa; cujo trabalho se organiza em torno de linhas e objetos comuns de pesquisa e; que em algum grau, compartilha instalações e equipamentos. b) Identificação dos Grupos de Pesquisa A identificação do grupo de pesquisa está diretamente relacionada à descrição da(s) linha(s) de pesquisa e da definição das palavras chaves, que devem refletir os objetivos da pesquisa em desenvolvimento. c) Critérios Mínimos para Criação e Consolidação de Grupos de Pesquisa Quanto ao Grupo de Pesquisa Deve ser constituído por: - Pelo menos 02 membros (docente e/ou pesquisador); - no mínimo 04 alunos (iniciação científica, mestrado, doutorado, pós-doutorado e jovem pesquisador). O Grupo de pesquisa poderá abranger mais de uma linha de pesquisa. Cada docente ou pesquisador poderá participar, no máximo, de 03 grupos de pesquisa, na UNESP, no total. Todos os membros do grupo, inclusive os alunos, devem possuir currículo Lattes, e proceder às atualizações conforme normas do CNPq. Ainda de acordo com as normas, são três as categorias de Grupo de Pesquisa: Grupo de Pesquisa Consolidado - coordenado por mais de um doutor e com pelo menos um pesquisador permanente. Caracteriza-se por apresentar atuação científica regular e continuada há pelo menos três anos, Grupo de Pesquisa em Consolidação - coordenado por um doutor e constituído por pesquisadores, mas ainda apresenta atuação científica incipiente, Grupo de Pesquisa emergente - coordenado por um professor e ainda não possui atuação consolidada. Quanto a sua constituição os Grupos de Pesquisa inclui os membros permanentes (necessariamente docentes do quadro permanente da UNESP; é exigida a presença de, no mínimo, 02 (dois) membros permanentes em cada Grupo), membros associados (professores aposentados ou não permanentes (visitantes, substitutos, com bolsas de fixação), servidores técnico-administrativos com Mestrado ou Doutorado ou discentes de Pós-Graduação da UNESP). Além disso, profissionais de reconhecida

2 competência técnico-científica poderão ser admitidos em um Grupo, se aprovados pela comissão de pesquisa, a partir da solicitação do respectivo coordenador. Quanto ao Líder O líder deverá: - ser docente ou pesquisador do quadro permanente da UNESP; - ser pesquisador do CNPq ou apresentar perfil semelhante para a área de atuação; - participar, na condição de líder, apenas de 01 Grupo de Pesquisa. - ter produção científica, de inovação tecnológica, artística e cultural, bem como em outros temas inerentes à atividade universitária e que sejam de interesse institucional, compatível com a área de pesquisa proposta, para que o seu grupo possa ser certificado pela UNESP. d) Critérios para avaliação e manutenção dos grupos Cada membro do grupo deverá satisfazer uma das seguintes condições: publicar dois artigos, indexados em bases de dados representativas, na área de atuação do grupo ao longo de cada triênio; publicar dois capítulos, com selo editorial de reconhecida importância na área de atuação do grupo, ao longo de cada triênio; publicar um livro, com editorial de reconhecida importância na área de atuação do grupo, ao longo de cada triênio; Para o Grupo no seu todo: Participar, ao longo de cada triênio, com divulgação dos resultados obtidos pelo menos de dois eventos científicos. Cada membro deverá manter, permanentemente, atualizados os seus dados na Plataforma Lattes. O Líder deverá manter atualizado o banco de dados do grupo na base CNPq. Segue abaixo os dados necessários à atualização e recadastramento do grupo de pesquisa: I. Nome do grupo; II. Nome do vice-líder; III. Docentes pesquisadores; IV. Colaboradores; V. Estudantes; VI. Técnicos administrativos; VII. Área de concentração; VIII.Linhas de pesquisa; IX. Justificativa para a formação do grupo, apontando os temas de interesse e sua relevância para o avanço da área e/ou para o desenvolvimento da região; X. Objetivos; XI. Projetos de pesquisa discriminados por linha de pesquisa; XII. Produção científica dos integrantes do grupo; XIII. Descrição de colaborações XIV. Descrição da infraestrutura disponível.

3 ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq 1. Os objetivos gerais dos Grupos de Pesquisa são: 1.1 Congregar docentes / pesquisadores cujos projetos se organizem a partir de um tema de interesse comum e se distribuam em linhas de pesquisa associadas a este tema. 1.2 Desenvolver pesquisas de natureza científica, de inovação tecnológica, cultural, artística ou filosófica, bem como em outros temas e que sejam de interesse; 1.3 Propiciar, ao estudante de graduação, a iniciação à pesquisa científica. 1.4 Estimular intercâmbios e parcerias para o desenvolvimento de pesquisas, a difusão do conhecimento produzido no âmbito da UNESP e sua divulgação para a sociedade. 2. CAPTURA DE DADOS E CERTIFICAÇÃO DOS GRUPOS DE PESQUISA Todo o procedimento de captura de dados e certificação de grupos é realizado através do site de Coleta de dados do Diretório. As informações são colhidas por meio de um formulário eletrônico padronizado, que os líderes de grupo têm acesso. Para isso, o líder deve ter um currículo Lattes no CNPq e estar cadastrado como tal pelo Dirigente Institucional de Pesquisa (pró-reitores de pesquisa, superintendentes, diretores, vicepresidentes de pesquisa ou equivalente), que é também o responsável pela certificação dos grupos enviados ao CNPq. 3. ACESSO AO FORMULÁRIO DO SISTEMA GRUPO Os líderes de grupo das instituições participantes o Diretório dos Grupos de Pesquisa. O formulário on line está disponível na página de líderes do site de Coleta de dados. Para ter acesso à página, o pesquisador precisa estar cadastrado como líder pelo dirigente de pesquisa da instituição e possuir um currículo Lattes no CNPq. A senha de acesso solicitada pelo sistema é a senha Lattes do líder. Caso não a possua ou a tenha esquecido, poderá obtê-la acessando o link "Sua senha, na página inicial do site do CNPq. Endereço: grupos: 4. CADASTRAMENTO DE GRUPO DE PESQUISA Quem registra o grupo no Diretório é o Líder. O formulário Grupo (existente atualmente apenas na versão on line) está disponível no site de Líderes de grupo, em Atualizar/Inserir novo grupo. Para ter acesso a esse site, o Líder precisa ter um currículo Lattes no CNPq e estar cadastrado como líder de grupo pelo dirigente de pesquisa da sua instituição. A senha de acesso solicitada pelo sistema é a senha Lattes do líder. Caso não a possua ou a tenha esquecido, poderá obtê-la acessando o link "Sua senha, na página inicial do site do CNPq.

4 Se você é líder e ainda não está cadastrado como tal, procure o componente organizacional de pesquisa da sua instituição (pró-reitoria de pesquisa, coordenação de pesquisa), pois todo o procedimento de captura dos dados é feito em articulação com este setor. Cabe ao dirigente de pesquisa, além de cadastrar os líderes de grupos da sua instituição, a responsabilidade de certificar os grupos enviados ao CNPq. 5. ATUALIZAÇÃO DE GRUPO DE PESQUISA Somente o primeiro líder do grupo tem acesso ao formulário (hoje existente apenas na versão on line) para fazer as atualizações. Para isso, o líder deve acessar a página de Líderes de grupo no site de Coleta de Dados, escolher a opção Atualizar/Inserir novo grupo, editar o grupo, fazer as alterações e enviar os dados ao CNPq. A opção Enviar ao CNPq encontra-se na página inicial do formulário e, para que o grupo não fique na situação de Em preenchimento, deve, obrigatoriamente, ser acionada pelo líder após terminar as alterações (ver pergunta G.5). A senha solicitada pelo sistema é a senha Lattes do líder (caso não a possua ou a tenha esquecido, poderão obtê-la acessando o link "Sua senha, na página inicial do site do CNPq). 6. DEFINIÇÕES 6.1 LÍDERES DE GRUPO O(s) pesquisador(es) líder de grupo é o personagem que detém a liderança acadêmica e intelectual naquele ambiente de pesquisa. Normalmente, tem a responsabilidade de coordenação e planejamento dos trabalhos de pesquisa do grupo. Sua função aglutina os esforços dos demais pesquisadores e aponta horizontes e novas áreas de atuação dos trabalhos. No Diretório, é o líder, cadastrado previamente no sistema pelo Dirigente de pesquisa da sua instituição, o responsável pela inclusão e atualização dos dados do grupo. Admite-se até 2 líderes por grupo. No entanto, por uma questão burocrática e de funcionamento do sistema, apenas a senha Lattes do primeiro líder dá acesso ao site de Líderes, onde está disponível o formulário para inclusão e atualização de dados. 6.2 PESQUISADORES Pesquisadores são os membros graduados ou pós-graduados da equipe de pesquisa, direta e criativamente envolvidos com a realização de projetos e com a produção científica, tecnológica e artística do grupo. Se estiver matriculado em um curso de graduação ou pós-graduação (especialização, mestrado ou doutorado), deve ser incluído como estudante, desde que seu orientador seja um pesquisador do grupo. Estagiários pós-doutorais devem ser considerados como pesquisadores do grupo. 6.3 ESTUDANTES São estudantes (bolsistas ou não) em iniciação científica e em cursos de pósgraduação que participam ativamente das linhas de pesquisa desenvolvidas pelo grupo, como parte de suas atividades discentes, sob a orientação de pesquisadores do

5 grupo. Os estagiários em nível de pós-doutoramento devem ser considerados como pesquisadores do grupo, e não como estudantes. 6.4 LINHA DE PESQUISA Linha de pesquisa representa temas aglutinadores de estudos científicos que se fundamentam em tradição investigativa, de onde se originam projetos cujos resultados guardam afinidades entre si. Projeto de pesquisa é a investigação com início e final definidos, fundamentada em objetivos específicos, visando a obtenção de resultados, de causa e efeito ou colocação de fatos novos em evidência. 6.5 PRODUÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E ARTÍSTICA A produção científica, tecnológica e artística é extraída, na íntegra, dos currículos Lattes dos pesquisadores e estudantes cadastrados nos grupos de pesquisa. Por isso mesmo é importante que os currículos estejam sempre atualizados e completos, especialmente em anos em que o Diretório realiza os Censos da pesquisa. A totalidade da produção constante do currículo Lattes do pesquisador ou estudante será computada igualmente em todos os grupos de que ele participa. 6.6 CURRÍCULO LATTES X DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA Todos os pesquisadores e estudantes que participam de grupos de pesquisa precisam ter um Currículo Lattes no CNPq, inclusive os estrangeiros. CALENDÁRIO PARA CADASTRO OU ATUALIZAÇÃO DOS GRUPOS DE PESQUISA DA UNESP Aguardar divulgação pelo CNPq

ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq

ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq ATUALIZAÇÃO/CADASTRAMENTO DE GRUPOS DE PESQUISA NO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL CNPq GRUPOS DE PESQUISA: DEFINIÇÃO E CRITÉRIOS ESTABELECIDOS PELA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA PROPe/UNESP a) Definição

Leia mais

RESOLVE: Artigo 3º - O GP será credenciado após envio de formulário específico à PRPPG efetuada pelo líder do GP.

RESOLVE: Artigo 3º - O GP será credenciado após envio de formulário específico à PRPPG efetuada pelo líder do GP. RESOLUÇÃO Nº 436/2005 EMENTA: Aprova normas para Grupos de Pesquisa, Linhas de Pesquisa e Projetos de Pesquisa coordenados por Professores/Pesquisadores da UFRPE e dá outras providências. O Presidente

Leia mais

PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007

PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007 PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007 O Prof. Dr. Paulo Rogério Stella, Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Fundação Santo André, no uso de suas atribuições legais, constantes no Regimento Geral

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 099 CONSUPER/2013

RESOLUÇÃO Nº 099 CONSUPER/2013 RESOLUÇÃO Nº 099 CONSUPER/2013 Dispõe sobre orientações norteadoras para a criação e a certificação de Grupos de Pesquisa no âmbito do Instituto federal de Educação Ciência e Tecnologia Catarinense, segundo

Leia mais

DIRETRIZES PARA O CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E A CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG)

DIRETRIZES PARA O CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E A CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG) DIRETRIZES PARA O CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E A CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º. O Diretório de Grupos de Pesquisa, que compõe

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS Nº 01/2017

INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS Nº 01/2017 INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS EDITAL DE CRIAÇÃO E CADASTRO DE GRUPOS DE PESQUISA Nº 01/2017 O Instituto de Pesquisa, Tecnologia e Negócios (IPTN), no uso de suas atribuições legais, torna

Leia mais

EDITAL nº 01/2015 CHAMADA PARA CREDENCIAMENTO DE LIDERES DE GRUPOS DE PESQUISA

EDITAL nº 01/2015 CHAMADA PARA CREDENCIAMENTO DE LIDERES DE GRUPOS DE PESQUISA EDITAL nº 01/2015 CHAMADA PARA CREDENCIAMENTO DE LIDERES DE GRUPOS DE PESQUISA A Coordenação de Pesquisa e Extensão (COPEX) informa à comunidade acadêmica da Faculdade Leão Sampaio que está recebendo solicitações

Leia mais

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica. PIBIC/CNPq/UFRGS /2018

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica. PIBIC/CNPq/UFRGS /2018 Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC/CNPq/UFRGS - 2017/2018 A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por intermédio da Pró-Reitoria de Pesquisa (PROPESQ), torna

Leia mais

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC nas Ações Afirmativas PIBIC-AF/CNPq 2017/2018

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC nas Ações Afirmativas PIBIC-AF/CNPq 2017/2018 Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC nas Ações Afirmativas PIBIC-AF/CNPq 2017/2018 (Resolução Normativa 017/2006-CNPq) A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2013

RESOLUÇÃO Nº 02/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO ACADÊMICO DE PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 02/2013 Dispõe sobre os Critérios para Credenciamento de Líderes e Certificação

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO (PIBITI) Fundação Araucária Institutos Lactec EDITAL 2017/2018

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO (PIBITI) Fundação Araucária Institutos Lactec EDITAL 2017/2018 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO (PIBITI) Fundação Araucária Institutos Lactec EDITAL 2017/2018 O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

FACULDADE DE ARACRUZ FAACZ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA FACULDADE DE ARACRUZ

FACULDADE DE ARACRUZ FAACZ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA FACULDADE DE ARACRUZ FACULDADE DE ARACRUZ FAACZ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA FACULDADE DE ARACRUZ ARACRUZ 2010 INTRODUÇÃO A Iniciação Científica, segundo o Conselho Nacional

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 10/09 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 10/09 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 10/09 CONSUNI APROVA A POLÍTICA DE PESQUISA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JARAGUÁ DO SUL UNERJ. A Presidente do Conselho Universitário CONSUNI do Centro Universitário de Jaraguá do Sul UNERJ,

Leia mais

Programa de Incentivo à Pesquisa Acadêmica PIPA

Programa de Incentivo à Pesquisa Acadêmica PIPA Programa de Incentivo à Pesquisa Acadêmica PIPA ` REGULAMENTO União da Vitória, PR 2014 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA ACADÊMICA PIPA, DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA DOS PRINCÍPIOS

Leia mais

GUIA DE REGISTRO DE PROJETO DE PESQUISA. Juiz de Fora, outubro de Versão 1.0

GUIA DE REGISTRO DE PROJETO DE PESQUISA. Juiz de Fora, outubro de Versão 1.0 GUIA DE REGISTRO DE PROJETO DE PESQUISA Juiz de Fora, outubro de 2016 Versão 1.0 Apoio: SHA ACN 00031/11 GUIA DE REGISTRO DE PROJETO DE PESQUISA IF Sudeste MG O Registro de projeto está regulamentado pela

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA-PROPIT DIRETORIA DE PESQUISA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA-PROPIT DIRETORIA DE PESQUISA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA-PROPIT DIRETORIA DE PESQUISA EDITAL 01/2010 PIBIC/UFOPA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE

Leia mais

Critérios para Credenciamento de Líderes e Certificação de Grupos de Pesquisa

Critérios para Credenciamento de Líderes e Certificação de Grupos de Pesquisa SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Pró-Reitoria de Pesquisa, Criação e Inovação Critérios para Credenciamento de Líderes e Certificação de Grupos de Pesquisa Prof.

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO

UNIVERSIDADE POSITIVO UNIVERSIDADE POSITIVO CHAMADA DE PROJETOS PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIC) CICLO 2012-2013 EDITAL N o 117 de 03/04/2012 Art. 1 o A Reitoria da Universidade Positivo (UP) torna público o presente

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica EDITAL

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica EDITAL HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica EDITAL 2016-2017 1. Finalidade O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do Hospital de Clínicas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº03/2016, DE 17 DE MAIO DE 2016

RESOLUÇÃO Nº03/2016, DE 17 DE MAIO DE 2016 RESOLUÇÃO Nº03/2016, DE 17 DE MAIO DE 2016 Regulamenta a proposição, a aprovação, a certificação e o funcionamento das ações de extensão universitária. A CÂMARA DE EXTENSÃO DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA

Leia mais

EDITAL PIBIC/UPE/CNPq 2009/2010

EDITAL PIBIC/UPE/CNPq 2009/2010 OBJETIVOS PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL PIBIC/UPE/CNPq 2009/2010 Promover o interesse pela pesquisa no campo da Ciência e Tecnologia, despertando a vocação científica

Leia mais

Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE

Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINALIDADES: Art.1º - O Grupo Pesquisa em Tecnologias, Informações

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 07/CUn/2010, de 26 de outubro de 2010

RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 07/CUn/2010, de 26 de outubro de 2010 RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 07/CUn/2010, de 26 de outubro de 2010 Dispõe sobre as normas que regulamentam a concessão de Bolsas de Pesquisa para discentes na Universidade Federal de Santa Catarina. O PRESIDENTE

Leia mais

Edital PIBITI 2016/2017 Universidade de São Paulo

Edital PIBITI 2016/2017 Universidade de São Paulo RESUMO: PRINCIPAIS MUDANÇAS EM COMPARAÇÃO COM O EDITAL 2015/2016 1) Projeto e forma de inscrição (Item 3 do Edital) O objeto do projeto de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação deve ser o

Leia mais

EDITAL INICIAÇÃO CIENTÍFICA - UPE 2009

EDITAL INICIAÇÃO CIENTÍFICA - UPE 2009 EDITAL INICIAÇÃO CIENTÍFICA - UPE 2009 OBJETIVOS Promover o interesse pela pesquisa no campo da Ciência e Tecnologia, despertando a vocação científica e incentivando talentos entre estudantes de graduação,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM - CCS/UFPB UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM NORMAS PARA CREDENCIAMENTO E RECREDENCIAMENTO DOCENTE

Leia mais

3. Requisitos do coorientador estrangeiro (compreendido segundo regulamento CAPES como coorientador no exterior):

3. Requisitos do coorientador estrangeiro (compreendido segundo regulamento CAPES como coorientador no exterior): Edital para Candidaturas às Bolsas PPGH/UFF-PDSE/CAPES - 2017 EMENTA: Normatiza os procedimentos para inscrição e seleção de alunos do PPGH-UFF interessados na candidatura à Bolsa do Programa Institucional

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR EDITAL SELIC 03/2016. IC Jr /2018

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR EDITAL SELIC 03/2016. IC Jr /2018 A SUB-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA (SR-2) abre as inscrições para solicitações de cota de bolsas do Programa de Bolsa-auxílio de Iniciação Científica Júnior IC Jr 2016/2018. 1. Apresentação A Iniciação

Leia mais

Edital PIBITI 2016/2017 Universidade de São Paulo

Edital PIBITI 2016/2017 Universidade de São Paulo EDITAL PIBITI 2016/2017 A Pró-Reitoria de Pesquisa e o Comitê Institucional do Programa de Iniciação Científica e de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da, com base em diretrizes debatidas

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE

Leia mais

EDITAL 14 /2016 PIBIC ENSINO MÉDIO / CNPq

EDITAL 14 /2016 PIBIC ENSINO MÉDIO / CNPq EDITAL 14 /2016 PIBIC ENSINO MÉDIO / CNPq A e a Coordenação Executiva do PIBIC/ ENSINO MÉDIO tornam público o presente Edital de abertura de inscrições, visando à seleção de bolsistas para o PROGRAMA INSTITUCIONAL

Leia mais

EDITAL Nº 05/2015/PROCULT SELEÇÃO DE AÇÕES CULTURAIS DE INICIATIVA DA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA

EDITAL Nº 05/2015/PROCULT SELEÇÃO DE AÇÕES CULTURAIS DE INICIATIVA DA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA EDITAL Nº 05/2015/PROCULT SELEÇÃO DE AÇÕES CULTURAIS DE INICIATIVA DA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA - 2016 A Pró-Reitoria de Cultura torna pública a abertura das inscrições destinadas

Leia mais

Programa de Iniciação Científica da Faculdade Processus.

Programa de Iniciação Científica da Faculdade Processus. Programa de Iniciação Científica da Faculdade Processus. CAPÍTULO I OBJETIVOS Art. 1º O Programa de Iniciação Científica PIC da Faculdade Processus, constitui-se em um conjunto de ações destinadas a propiciar

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT 1 FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT EDITAL 02/2016 A Faculdade Metropolitana de Manaus,

Leia mais

Art. 1 o Definir o perfil de Professor Titular desejado pela Instituição, bem como os critérios e a rotina operacional para provimento de vagas.

Art. 1 o Definir o perfil de Professor Titular desejado pela Instituição, bem como os critérios e a rotina operacional para provimento de vagas. RESOLUÇÃO N o 07/2000, DE 17 DE AGOSTO DE 2000 Define o perfil de Professor Titular da UFMG e estabelece critérios e rotina operacional para atribuição de vagas. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Documento apreciado e aprovado pelo CAEX como lavrado em Ata. 1

Documento apreciado e aprovado pelo CAEX como lavrado em Ata. 1 RESOLUÇÃO DO CONSELHO ACADÊMICO DE EXTENSÃO REGULAMENTO PARA OS CURSOS DE EXTENSÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO Art.1º - Os Cursos

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. EDITAL PRPPG N.º 012/2014 (PBIP-DA UFPel)

Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. EDITAL PRPPG N.º 012/2014 (PBIP-DA UFPel) Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação EDITAL PRPPG N.º 012/2014 (PBIP-DA UFPel) A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Pelotas torna público

Leia mais

FORMULÁRIO DE CADASTRO DE TÍTULOS NOME DO CANDIDATO: ÁREA / DISCIPLINA: NÚMERO DE INSCRIÇÃO:

FORMULÁRIO DE CADASTRO DE TÍTULOS NOME DO CANDIDATO: ÁREA / DISCIPLINA: NÚMERO DE INSCRIÇÃO: CONCURSO PÚBLICO DO INSTITUTO NACIONAL DE EDUCAÇÃO DE SURDOS EDITAL Nº 29/2013 E EDITAL Nº 04/2014 PROVA DE TÍTULOS PARA OS CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR FORMULÁRIO DE CADASTRO

Leia mais

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI 2017/2018

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI 2017/2018 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI 2017/2018 Edital de nº 003/IC de 15 de março de 2017. A Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PROPESP)

Leia mais

I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA/CNRMS/MEC ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU

I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA/CNRMS/MEC ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU Profa. Gilcinéa de Cássia Santana Coordenadora da COREMU/UFMG COREMU RESOLUÇÃO Nº 2, DE 4 DE MAIO

Leia mais

Dispõe acerca das atividades dos docentes no âmbito do Instituto Federal da Bahia

Dispõe acerca das atividades dos docentes no âmbito do Instituto Federal da Bahia Resolução XX, de XX de 2016 PROPOSTA REGULAMENTO Dispõe acerca das atividades dos docentes no âmbito do Instituto Federal da Bahia O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 020/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 020/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 020/2015 DE 05

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO O Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Uberlândia informa que estarão abertas as inscrições para o pleito de (01)

Leia mais

TERMO ADITIVO AO EDITAL 06/2012. PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC CNPq/ FEEVALE DE 2012

TERMO ADITIVO AO EDITAL 06/2012. PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC CNPq/ FEEVALE DE 2012 TERMO ADITIVO AO EDITAL 06/2012 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC CNPq/ FEEVALE DE 2012 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação da Universidade

Leia mais

NORMA DE PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO PARA ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO-

NORMA DE PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO PARA ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO- NORMA DE PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO PARA ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO- CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - A presente norma fixa os procedimentos para

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO- PNPD/C APES EDITAL PPGE-1/2017

PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO- PNPD/C APES EDITAL PPGE-1/2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO -PPGE PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO- PNPD/C APES

Leia mais

CARTA ABERTA AOS PROFESSORES DA FCS

CARTA ABERTA AOS PROFESSORES DA FCS UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CARTA ABERTA AOS PROFESSORES DA FCS CREDENCIAMENTO E RECREDENCIAMENTO DO CORPO DOCENTE DO Rio de

Leia mais

EDITAL CIPE 008/2016 CADASTRO E RECADASTRO DE PLANO DE TRABALHO DE PROJETO DE PESQUISA

EDITAL CIPE 008/2016 CADASTRO E RECADASTRO DE PLANO DE TRABALHO DE PROJETO DE PESQUISA EDITAL CIPE 008/2016 CADASTRO E RECADASTRO DE PLANO DE TRABALHO DE PROJETO DE PESQUISA A Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul (FASURGS), autorizada pela Portaria do MEC Nº 1.220,

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V Universidade do Estado da Bahia UNEB Reconhecida pela portaria ministerial n º 909 de 31 07 95 Departamento de Ciências Humanas/Campus V Santo Antonio de Jesus Programa de Pós-Graduação em História Regional

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação - PRPPGI AVALIAÇÃO DE MÉRITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação - PRPPGI AVALIAÇÃO DE MÉRITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação - PRPPGI AVALIAÇÃO DE MÉRITO Demanda: PRPPG/UNIVASF/MCT/FINEP/CT-INFRA-PROINFRA 01/2013 Proponente: Título

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO-USP ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES-EACH SERVIÇO DE PÓS-GRADUAÇÃO EACH /USP

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO-USP ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES-EACH SERVIÇO DE PÓS-GRADUAÇÃO EACH /USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO-USP ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES-EACH SERVIÇO DE PÓS-GRADUAÇÃO EACH /USP EDITAL ATAC/CPG/EACH 17/2017 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TURISMO PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTA

Leia mais

Psiquiatria Normas Específicas

Psiquiatria Normas Específicas Psiquiatria Normas Específicas I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-Graduação em PSIQUIATRIA será constituída pelo Coordenador do Programa e seu Suplente,

Leia mais

Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2015/CAPES)

Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2015/CAPES) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD

Leia mais

EDITAL 08/2016 PROPPIT/UFOPA PROGRAMA DE FORTALECIMENTO DOS GRUPOS DE PESQUISA DA UFOPA

EDITAL 08/2016 PROPPIT/UFOPA PROGRAMA DE FORTALECIMENTO DOS GRUPOS DE PESQUISA DA UFOPA EDITAL 08/2016 PROPPIT/UFOPA PROGRAMA DE FORTALECIMENTO DOS GRUPOS DE PESQUISA DA UFOPA 1. APRESENTAÇÃO A Universidade Federal do Oeste do Pará, Ufopa, por meio da Diretoria de Pesquisa da Pró-Reitoria

Leia mais

PROGRAMA ESPECIAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA ACERVOS DA UFPA PE- ACERVOS

PROGRAMA ESPECIAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA ACERVOS DA UFPA PE- ACERVOS EDITAL 04/2015 PROPESP PROGRAMA ESPECIAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA ACERVOS DA UFPA PE- ACERVOS A Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós- Graduação (PROPESP) torna pública a seleção de propostas no âmbito

Leia mais

EDITAL AUXÍLIO PUBLICAÇÃO & EDITORAÇÃO 2013 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA NA UFF

EDITAL AUXÍLIO PUBLICAÇÃO & EDITORAÇÃO 2013 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA NA UFF EDITAL AUXÍLIO PUBLICAÇÃO & EDITORAÇÃO 2013 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA NA UFF Os produtos de publicação científica (artigos, livros e capítulos de livros) são o resultado de um processo que exige uma

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES Edital BIC UFRGS 2017-2018 Edital PIBIC CNPq UFRGS 2017-2018 Edital PIBIC-AF CNPq UFRGS 2017-2018 Edital PROBIC FAPERGS 2017-2018 Edital BIC MULTIDISCIPLINAR 2017-2018 1 - Quem

Leia mais

EDITAL DE BOLSAS DE PRÉ-INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (PIBIC-EM) 2016/2017

EDITAL DE BOLSAS DE PRÉ-INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (PIBIC-EM) 2016/2017 EDITAL PIBIC-EM USP 2016/2017 A Pró-Reitoria de Pesquisa e o Comitê Institucional do Programa de Iniciação Científica e de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Universidade de São Paulo,

Leia mais

4º Congresso de Pesquisa e Iniciação Científica e 2º Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação

4º Congresso de Pesquisa e Iniciação Científica e 2º Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 4º Congresso de e de Educação, Ciência e Cultura: Expandindo as Fronteiras do Saber 1ª Circular O UDF - Centro Universitário, por meio do Programa de Iniciação Científica, Tecnológica e Inovação, têm a

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2016 PROGRAMA DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA O Programa de Bolsas de Iniciação Científica tem como objetivo incentivar

Leia mais

EDITAL PRPq - 10/2012

EDITAL PRPq - 10/2012 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO - PIBITI/CNPq EDITAL PRPq - 10/2012 A Pró-Reitoria

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA EDITAL Nº01/2017 DESELEÇÃO INTERNA DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2017 DO PROGRAMA

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI VICE-REITORIA DE ENSINO E PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL PIBIC/CNPQ-2012

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI VICE-REITORIA DE ENSINO E PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL PIBIC/CNPQ-2012 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI VICE-REITORIA DE ENSINO E PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL PIBIC/CNPQ-2012 A Vice-Reitoria de Ensino e Pesquisa do Centro Universitário

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL 006/2014 - PRPGP/UFSM FIPE Sênior Programa de Bolsas de Iniciação Científica ou Auxílio à Pesquisa

Leia mais

Edital Pós-Doutorado. Bolsa CAPES/PNPD

Edital Pós-Doutorado. Bolsa CAPES/PNPD Edital Pós-Doutorado Bolsa CAPES/PNPD Dezembro/2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DE BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO A ESPM, por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação stricto sensu e do Programa de Mestrado

Leia mais

2.1 A chamada terá as suas inscrições recebidas entre o dia 1/02/2016 até às 23:59hs do dia 23/02/2016.

2.1 A chamada terá as suas inscrições recebidas entre o dia 1/02/2016 até às 23:59hs do dia 23/02/2016. Universidade Federal do Rio de Janeiro Conselho de Ensino para Graduados e Conselho de Ensino de Graduação EDITAL nº 24 CEG/CEPG 2016, de 29 de Janeiro de 2016 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação

Leia mais

Sobre o Currículo Lattes

Sobre o Currículo Lattes Sobre o Currículo Lattes Acesse o Currículo Lattes http://lattes.cnpq.br Acesse o Currículo Lattes na página inicial da Plataforma Lattes, no menu Acesso direto. Cadastro no Currículo Lattes Nas páginas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CAMPUS RIO VERDE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CAMPUS RIO VERDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CAMPUS RIO VERDE O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Campus Rio Verde (IF Goiano Campus Rio

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC AÇÕES AFIRMATIVAS

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC AÇÕES AFIRMATIVAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC AÇÕES AFIRMATIVAS EDITAL PIBIC-AF/ CNPq/UPE 2012-2013 APRESENTAÇÃO O programa PIBIC nas Ações Afirmativas resulta

Leia mais

Edital para Candidatura à Bolsa PPSIG/UFF-PDSE/CAPES

Edital para Candidatura à Bolsa PPSIG/UFF-PDSE/CAPES Edital para Candidatura à Bolsa PPSIG/UFF-PDSE/CAPES - 2017 EMENTA: Normatiza os procedimentos para inscrição e seleção de alunos do PPSIG-UFF interessados na candidatura à Bolsa do Programa Institucional

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO. EDITAL N.º 217, de 21 de Dezembro de 2016

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO. EDITAL N.º 217, de 21 de Dezembro de 2016 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL N.º 217, de 21 de Dezembro de 2016 O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL IFFluminense, no uso de suas atribuições legais, torna público o Edital

Leia mais

OBJETIVOS UNIDADES PARTICIPANTES. Todas as Unidades da UPE. REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO ORIENTADORES:

OBJETIVOS UNIDADES PARTICIPANTES. Todas as Unidades da UPE. REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO ORIENTADORES: PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PESQUISA E INOVAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UPE EDITAL IC UPE 2017 OBJETIVOS Promover o interesse pela pesquisa no

Leia mais

EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES

EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES A Coordenação do Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - CCHS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - CCHS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - CCHS CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Capítulo I - Do Conceito e das Finalidades Art. 1º. O presente

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA Nº 06/2013 PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA CIÊNCIA- CHAMADA PARA ORIENTADORES

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA Nº 06/2013 PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA CIÊNCIA- CHAMADA PARA ORIENTADORES PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA Nº 06/2013 PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA CIÊNCIA- CHAMADA PARA ORIENTADORES 1. APRESENTAÇÃO A Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, no uso de suas

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SÃO JUDAS TADEU ISESJT. RESOLUÇÃO CONSUP Nº 03/2014 Floriano, 10 de janeiro de 2014.

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SÃO JUDAS TADEU ISESJT. RESOLUÇÃO CONSUP Nº 03/2014 Floriano, 10 de janeiro de 2014. INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SÃO JUDAS TADEU ISESJT RESOLUÇÃO CONSUP Nº 03/2014 Floriano, 10 de janeiro de 2014. Fixa normas para o Programa de Iniciação Científica, no Instituto Superior de Educação

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROEC EDITAL BOLSAS DE EXTENSÃO E CULTURA 2009

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROEC EDITAL BOLSAS DE EXTENSÃO E CULTURA 2009 PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROEC EDITAL BOLSAS DE EXTENSÃO E CULTURA 2009 No período de 02 a 16 de fevereiro de 2009, estarão abertas as inscrições para bolsas de Extensão e Cultura, cujos resultados

Leia mais

EDITAL N.003/ PPGG PROCESSO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS À BOLSA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES)

EDITAL N.003/ PPGG PROCESSO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS À BOLSA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES) EDITAL N.003/2015 - PPGG PROCESSO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS À BOLSA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES) A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Geografia, da Universidade Federal de Rondônia, no uso de

Leia mais

I- BOLSA II- INSCRIÇÕES

I- BOLSA II- INSCRIÇÕES Programa de Pós-Graduação em Educação Educação Social Campus do Pantanal Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Rua Domingos Sahib, 99, Bairro Cervejaria. CEP: 79.300-130 Corumbá, MS Telefone: (67)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA RESOLUÇÃO N o 01/PPGP de 03 de outubro de 2013 Dispõe sobre os critérios para credenciamento,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO -PPGE PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO - PNPD/CAPES

Leia mais

EDITAL Nº 11/2016 PIBIC JUNIOR - PROPe

EDITAL Nº 11/2016 PIBIC JUNIOR - PROPe EDITAL Nº 11/2016 PIBIC JUNIOR - PROPe 1. Introdução Com o objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do ensino médio e profissional da Rede Pública de Ensino,

Leia mais

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009)

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA Av. Bento Gonçalves 9500 - Agronomia - 91509-900 Porto Alegre - RS - BRASIL Tel: (051) 3308-6189/3308-6225 FAX: (051) 3308-7301 e-mail:

Leia mais

EDITAL PIBIC 2015/2016

EDITAL PIBIC 2015/2016 INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR MÚLTIPLO Credenciado pela Portaria n 2.535 de 19/08/04 - MEC CNPJ 05.379.062/0001-70 Avenida Boa Vista nº700 - Bairro: São Francisco CEP: 65631-350 Timon/MA Fone: 99 3212-2185

Leia mais

EDITAL nº 002/2016-PPGCJ

EDITAL nº 002/2016-PPGCJ Programa Nacional do Pós-Doutorado CAPES (Portaria Capes nº 86/2013) EDITAL nº 002/2016-PPGCJ Seleção de Projetos de Pesquisa de Pós-doutorado O Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências Jurídicas

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

EDITAL PIBIC/INPE ANO 2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS

EDITAL PIBIC/INPE ANO 2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO EDITAL PIBIC/INPE ANO 2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS O presente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 2015 INSCRIÇÕES DE TRABALHOS NA 20ª SEMEXT-UFF E XIII PRÊMIO JOSUÉ DE CASTRO DE EXTENSÃO A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES

PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES

Leia mais

Regulamento Interno PRINCÍPIOS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Regulamento Interno PRINCÍPIOS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Regulamento Interno Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá I. CONSIDERAÇÕES GERAIS ART. 1º - Este regulamento tem por objetivo orientar

Leia mais

MANUAL de INSCRIÇÃO DO PIC

MANUAL de INSCRIÇÃO DO PIC MANUAL de INSCRIÇÃO DO PIC Página 1 de 10 Esse manual apresenta as informações gerais, linhas de pesquisa, como se inscrever no programa e as normas de julgamento dos projetos de pesquisa, conforme apresentado:

Leia mais

RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS CCR: MODALIDADE PRESENCIAL

RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS CCR: MODALIDADE PRESENCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 DE CIÊNCIAS RURAIS

Leia mais

PROFESSOR VISITANTE ESTRANGEIRO PVE

PROFESSOR VISITANTE ESTRANGEIRO PVE 1 Do programa e objetivos PROFESSOR VISITANTE ESTRANGEIRO Edital CGCI nº 015/2007 1.1 O Programa Professor Visitante Estrangeiro, tem como objetivo incentivar a realização de visitas de média ou longa

Leia mais

Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) OBJETIVOS

Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) OBJETIVOS OBJETIVOS Oferecer oportunidades para a atualização de conhecimentos e a incorporação de novos modos ou modelos de gestão da pesquisa por estudantes brasileiros; Ampliar o nível de colaboração e de publicações

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. EDITAL PRPPG N.º 003/2015 (PIBIC CNPq/UFPel)

Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. EDITAL PRPPG N.º 003/2015 (PIBIC CNPq/UFPel) Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação EDITAL PRPPG N.º 003/2015 (PIBIC CNPq/UFPel) A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Pelotas torna

Leia mais

EDITAL PPGSP PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD-CAPES 2016

EDITAL PPGSP PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD-CAPES 2016 EDITAL PPGSP PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD-CAPES 2016 O Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF informa que

Leia mais

EDITAL. SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UnB "Diferenças que somam, ideias que multiplicam"

EDITAL. SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UnB Diferenças que somam, ideias que multiplicam EDITAL SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UnB - 2016 "Diferenças que somam, ideias que multiplicam" O Reitor da Universidade de Brasília torna pública a realização da Semana Universitária da UnB - 2016, com o tema

Leia mais

RESOLUÇÃO EECA/UFG N 05/2015

RESOLUÇÃO EECA/UFG N 05/2015 RESOLUÇÃO EECA/UFG N 05/2015 Estabelece normas para aprovação, acompanhamento e conclusão de Projetos de Pesquisa no âmbito da da. O Conselho Diretor da (EECA) da Universidade Federal de Goiás, no uso

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Pós-Graduação Programa de Pós-Graduação em Evolução e Diversidade Avenida dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP

Leia mais

U n iversidade Estadual de Maringá

U n iversidade Estadual de Maringá R E S O L U Ç Ã O Nº 053/2008-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 22/10/2008. Estabelecer normas para o Programa de Pós-Doutorado na

Leia mais