Faculdade de Tecnologia e Ciências FTC Colegiado de Engenharia Civil Metodologia do Trabalho Científico. A Aprendizagem. PROFESSORA: Shaiala Aquino

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faculdade de Tecnologia e Ciências FTC Colegiado de Engenharia Civil Metodologia do Trabalho Científico. A Aprendizagem. PROFESSORA: Shaiala Aquino"

Transcrição

1 Faculdade de Tecnologia e Ciências FTC Colegiado de Engenharia Civil Metodologia do Trabalho Científico A Aprendizagem PROFESSORA: Shaiala Aquino

2 O que é Aprendizagem Significativa? Quais as formas de organização do processo de aprendizagem?

3 A Aprendizagem O todo ajuda a aprender as partes, não são as partes que ajudam a aprender o todo, portanto, não deve se procurar aprender por pedaços. Toda aprendizagem é uma estrutura que deve ser assimilada globalmente, portanto, deve se pensar sempre em termos de totalidade e relação das partes entre si.

4 Etapas da Aprendizagem Síncrese Análise Síntese

5 Etapas da Aprendizagem Síncrese Antes de começar o estudo, marcar o objetivo, dizer a si mesmo até onde vai chegar, realizar pequenos objetivos de cada vez. Começar o estudo por uma visão de conjunto sincrética ou global, como quem lê uma carta de um fôlego, vá até o fim, não pare no meio, em seguida faça um resumo do que ficou.

6 Etapas da Aprendizagem Análise A fase analítica procura ver e compreender todos os detalhes; No esquema analítico, procura se criar um esquema utilizando diagramas, esboços, setas, círculos, quadros nos quais entrem todos os detalhes, de modo que se coloque em ordem crescente ou decrescente os itens do texto, valorizando cada um deles.

7 Etapas da Aprendizagem Síntese Nesta etapa deve se procurar as leis que regem o fenômeno, procurar os princípios, as causas e estabelecer os pontos chave. Conclusões, regras, definições, princípios, esquemas, diagramas são sínteses.

8 Etapas da Aprendizagem Mas, Afinal Estudar é? É partir do sincrético (global), passar pelo analítico (pesquisa e investigação) e chegar ao sintético.

9 Etapas da Aprendizagem

10 Planejamento e Organização. Estudo exige, por sua própria natureza, autodisciplina e disponibilidade. Elaborar um Quadro de Horário prevendo a distribuição do tempo dedicado. Elaborar um Quadro de Tarefas, possibilitando acompanhar as atividades

11 Regras Gerais de Estudo. Estude individualmente, salvo se tiver a certeza de que estudando com outros você aumenta a própria eficácia; Tenha ideia clara dos resultados que você deseja alcançar e afaste do seu pensamento tudo o que seja alheio ao seu estudo; Aprenda os conceitos, princípios e regras gerais antes de tentar aplicá los; Destaque os aspectos importantes de sua tarefa, seja ela qual for, e considere os de acordo com essa importância; Faça constantes revisões, aproveitando tais oportunidades para eliminar os seus pontos fracos;

12 Regras Gerais de Estudo. Procure resolver as suas dificuldades sozinho, mas não deixe de pedir auxílio se perceber que ele é mesmo necessário; Distribua bem os seus esforços durante o estudo, ou seja, estude por etapas a matéria muito vasta, importante ou difícil. Distribua as etapas por mais de um período de estudo; Aprenda a matéria estudada de modo a poder reduzi la a uma unidade; Aplique o aprendido, usando sempre que lhe seja possível.

13 Leitura e Análise de Textos. É preciso ler, e principalmente, ler bem. Quem não sabe ler não saberá resumir, não saberá tomar apontamentos e, finalmente, não saberá estudar. Bom leitor é quem lê fazendo a análise, a compreensão e a interpretação do texto.

14 Leitura e Análise de Textos. Quem lê constrói sua própria ciência; quem não lê memoriza elementos de um todo que não se atingiu. Segundo Lakatos e Marconi (2007, p. 15), Ler significa conhecer, interpretar, decifrar.

15 Leituras de pura informação Leituras de estudo ou informativa Modalidades de Leitura. A realidade da leitura é extremamente complexa e variada, visto que o diálogo que se estabelece entre emissor e receptor não se dá sempre da mesma forma. Leitura de Passatempo Leituras literárias Leituras acadêmicas

leitura Leitura, Análise e Documentação de textos 29/04/2011 LEITURA LEITURA LEITURA Ler significa

leitura Leitura, Análise e Documentação de textos 29/04/2011 LEITURA LEITURA LEITURA Ler significa Leitura, Análise e Documentação de textos Prof.Dr. Daniel Bertoli Gonçalves leitura Ler significa conhecer, interpretar, decifrar, eleger, escolher Imprescindível em qualquer tipo de investigação científica

Leia mais

Metodologia Científica - Aula 6 - Fichamento Unidade 2 Seção 3. Profa. Ms. Ana Cabanas 21/03/2016

Metodologia Científica - Aula 6 - Fichamento Unidade 2 Seção 3. Profa. Ms. Ana Cabanas 21/03/2016 Metodologia Científica - Aula 6 - Profa. Ms. Ana Cabanas Fichamento Unidade 2 Seção 3 Comprometimento é tudo! Faça a diferença você também! FICHAMENTO Leitura Leitura Interpretação Escrita Análise crítica

Leia mais

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta.

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta. TRABALHOS CIENTÍFICOS ACADÊMICOS Muitas vezes, o estudante ou pesquisador, ao ser abordado para fazer um trabalho científico acadêmico, tem muitas dificuldades de diferenciar as características quanto

Leia mais

Didática Aplicada ao Ensino de Ciências e Biologia

Didática Aplicada ao Ensino de Ciências e Biologia Universidade Tecnológica Federal do Paraná Curso Ciências Biológicas Licenciatura Campus Santa Helena Didática Aplicada ao Ensino de Ciências e Biologia Docente: Dra. Eduarda Maria Schneider E-mail: emschneider@utfpr.edu.br

Leia mais

DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 6º ANO NA RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PROBLEMATIZADAS ENVOLVENDO ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO COMO NÚMEROS NATURAIS: COMO PODEMOS INTERVIR?

DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 6º ANO NA RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PROBLEMATIZADAS ENVOLVENDO ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO COMO NÚMEROS NATURAIS: COMO PODEMOS INTERVIR? DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 6º ANO NA RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PROBLEMATIZADAS ENVOLVENDO ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO COMO NÚMEROS NATURAIS: COMO PODEMOS INTERVIR? Introdução Renata Karla da Silva Oliveira Universidade

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE NAD ANALISANDO O ATO DE ESTUDAR

NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE NAD ANALISANDO O ATO DE ESTUDAR NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE NAD ANALISANDO O ATO DE ESTUDAR A sociedade está cada vez mais exigente em relação à capacitação dos profissionais, cobrando o desenvolvimento de competências variadas, além

Leia mais

Engenharias Metodologia Científica 1º semestre Iolanda Cláudia Sanches Catarino

Engenharias Metodologia Científica 1º semestre Iolanda Cláudia Sanches Catarino Engenharias Metodologia Científica 1º semestre Iolanda Cláudia Sanches Catarino TELE AULA 1 Cientificidade do conhecimento Resumo Unidade de Ensino: 1 Competência da Unidade de Ensino: Resumo: Palavras-chave:

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS Principles and Standards for School Mathematics (2000) Este documento reforça a ênfase dada no anterior documento, da importância e da adequabilidade, às crianças mais

Leia mais

Quem é Mortimer J. Adler?

Quem é Mortimer J. Adler? 1 A Arte de Ler Quem é Mortimer J. Adler? Por que falar disso? Ler é obter significado da página escrita Muitos não conseguem obter nada além de palavras Todos podem ler ficção simples Poucos podem ler

Leia mais

Apresentação da disciplina

Apresentação da disciplina Prof. Eduardo Giugliani METODOLOGIA DE PESQUISA MP Aula (1) http://www.feng.pucrs.br/professores/giugliani/ TEXTO BÁSICO DE APOIO Prof a Joana Siqueira de Souza / Prof. Fernando de Oliveira Lemos Junho

Leia mais

Você pode mudar sua vida.

Você pode mudar sua vida. 1 Você pode mudar sua vida Por Hoje é o seu dia de sorte e pode ser o primeiro dos seus novos e belos dias. Comece pensando assim. Pensamentos têm forças e fazem milagres! Basta você querer de coração,

Leia mais

TÉCNICA S. para um estudo eficaz

TÉCNICA S. para um estudo eficaz TÉCNICA S para um estudo eficaz Planeamento e organização do estudo O aluno capaz de estabelecer horários adequados e de organizar os seus estudos obterá melhores resultados escolares, terá tempo para

Leia mais

Analfabeto funcional é o sujeito incapaz de interpretar o que lê e de usar a leitura e escrita em atividades cotidianas (UNESCO).

Analfabeto funcional é o sujeito incapaz de interpretar o que lê e de usar a leitura e escrita em atividades cotidianas (UNESCO). Segundo o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) Somente 26% dos brasileiros acima de 15 anos apresentam plenas habilidades de leitura e escrita; 74% dos brasileiros entre 15 e 64

Leia mais

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor A seguir são propostos alguns procedimentos que, caso sejam exercitados cotidianamente, podem ser muito eficientes para o desenvolvimento

Leia mais

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta.

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta. TRABALHOS CIENTÍFICOS ACADÊMICOS Muitas vezes, o estudante ou pesquisador, ao ser abordado para fazer um trabalho científico acadêmico, tem muitas dificuldades de diferenciar as características quanto

Leia mais

HIPÓTESES DE ESCRITA Certezas Provisórias. Dúvidas Temporárias

HIPÓTESES DE ESCRITA Certezas Provisórias. Dúvidas Temporárias HIPÓTESES DE ESCRITA Certezas Provisórias Todas as crianças passam por níveis de hipóteses conceituais de escrita até atingirem a alfabetização: Uns alunos são mais rápidos que outros para se alfabetizarem;

Leia mais

Lição 2 O Hábito da Leitura

Lição 2 O Hábito da Leitura Redação Técnica 43 Ao fi nal desta lição, esperamos que você possa: reconhecer o conceito de leitura; identifi car os principais objetivos da leitura; selecionar alguns recursos utilizados para efetuar

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

Sumário. Capítulo 4 Definindo o Prazo para Aprovação Agregação Cíclica Demonstração dos Ciclos... 26

Sumário. Capítulo 4 Definindo o Prazo para Aprovação Agregação Cíclica Demonstração dos Ciclos... 26 Sumário Capítulo 1 A Decisão de Passar na OAB... 1 1. Tomando a Decisão... 2 2. O Exame da OAB é um Desserviço... 3 2.1. A Origem do Exame... 4 2.2. Os Famigerados Índices de Reprovação... 5 Capítulo 2

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Material do curso http://www.ufsj.edu.br/prof_shiroma Portal didatico Horário das aulas

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA EQE040 METODOLOGIA CIENTÍFICA www.liviajatoba.com/eqe040 Professora Livia Jatobá liviajatoba@eq.ufrj.br 1 /22 SOBRE A DISCIPLINA FUNDAMENTOS DA METODOLOGIA CIENTÍFICA ÉTICA NA PESQUISA E NOS TRABALHOS

Leia mais

Metodologia Científica

Metodologia Científica Metodologia Científica Aula 2 - Prof. Bruno Moreno 25/05/11 A Técnica Pomodoro Quem utilizou? Quais resultados? Proposta de Atividades Duas atividades 1- Prova 2- Trabalho final ou Seminário Texto Científico/Filosófico

Leia mais

Quando dividimos uma oração em partes para estudar as diferentes funções que as palavras podem desempenhar na oração e entre as orações de um texto, e

Quando dividimos uma oração em partes para estudar as diferentes funções que as palavras podem desempenhar na oração e entre as orações de um texto, e MORFOSSINTAXE Quando analisamos a que classe gramatical pertencem as palavras de determinada frase, estamos realizando sua análise morfológica. A morfologia é a parte da gramática que estuda a classificação,

Leia mais

Módulo 2. Voz Interior

Módulo 2. Voz Interior Amor-próprio DIANA DUARTE Módulo 2. Voz Interior Lição 4. Erros Cognitivos No Módulo 1. Amor incondicional na Lição 6 e 7 apresentei-te dois erros cognitivos presentes na forma como interpretas as tuas

Leia mais

4.3 A solução de problemas segundo Pozo

4.3 A solução de problemas segundo Pozo 39 4.3 A solução de problemas segundo Pozo Na década de noventa, a publicação organizada por Pozo [19] nos dá uma visão mais atual da resolução de problemas. A obra sai um pouco do universo Matemático

Leia mais

Solteira, sem filhos, 22 anos, estudante e empresaria Estudante de Arquitetura e Urbanismo 2 anos 8 meses Entrei na Mk em Busca de uma renda extra,

Solteira, sem filhos, 22 anos, estudante e empresaria Estudante de Arquitetura e Urbanismo 2 anos 8 meses Entrei na Mk em Busca de uma renda extra, Solteira, sem filhos, 22 anos, estudante e empresaria Estudante de Arquitetura e Urbanismo 2 anos 8 meses Entrei na Mk em Busca de uma renda extra, já trabalhava com outras marcas, mas não tinha retorno!

Leia mais

Matemática LIVRO 3 Unidade 3 O mundo à nossa volta. Atividade 1

Matemática LIVRO 3 Unidade 3 O mundo à nossa volta. Atividade 1 Atividade 1 a) Uma pesquisadora encontrou, na praia de Barra da Lagoa, em Santa Catarina, 5 ninhos de tartaruga marinha, com 6 ovos cada um. No total, quantos ovos a pesquisadora encontrou? Resposta:.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CARTOGRAFIA ESCOLAR PARA ALUNOS COM DEFICIENCIA VISUAL: o papel da Cartografia Tátil

A IMPORTÂNCIA DA CARTOGRAFIA ESCOLAR PARA ALUNOS COM DEFICIENCIA VISUAL: o papel da Cartografia Tátil A IMPORTÂNCIA DA CARTOGRAFIA ESCOLAR PARA ALUNOS COM DEFICIENCIA VISUAL: o papel da Cartografia Tátil Fernanda Taynara de Oliveira Graduando em Geografia Universidade Estadual de Goiás Campus Minaçu Kelytha

Leia mais

Como Posicionar os Dedos Corretamente nas Teclas de Piano

Como Posicionar os Dedos Corretamente nas Teclas de Piano como fazer qualquer coisa Como Posicionar os Dedos Corretamente nas Teclas de Piano Você está começando a aprender a tocar piano por conta própria, mas não consegue descobrir a maneira correta de posicionar

Leia mais

Seminários - tomar apontamentos. Seminários de Engenharia Física 2008/9

Seminários - tomar apontamentos. Seminários de Engenharia Física 2008/9 Seminários - tomar apontamentos Seminários de Engenharia Física 2008/9 Engenharia e Comunicação Comunicar é também ouvir receber mensagens (informação) e compreender Responsabilidades dos dois lados A

Leia mais

Teoria da Aprendizagem Teoria Interacional do Desenvolvimento Cognitivo

Teoria da Aprendizagem Teoria Interacional do Desenvolvimento Cognitivo Teoria Interacional do Desenvolvimento Características - O professor passa o conteúdo (conceito) para os alunos estudarem em casa e os alerta sobre a importância do estudo para a realização da atividade

Leia mais

COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo

COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo Preencha este horário segundo a distribuição de tempo que você tem a intenção de fazer: Pinte de vermelho o tempo ocupado em aulas; Pinte

Leia mais

PROF. FÁBIO CAMPOS ARTIGO CIENTÍFICO

PROF. FÁBIO CAMPOS ARTIGO CIENTÍFICO PROF. FÁBIO CAMPOS ARTIGO CIENTÍFICO ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM ABNT Pode ser definido como a publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados

Leia mais

APOIO AO ESTUDO 1º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/ INTRODUÇÃO

APOIO AO ESTUDO 1º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/ INTRODUÇÃO APOIO AO ESTUDO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/20164 1º CICLO 1. INTRODUÇÃO O despacho normativo nº7/2013 tem como objetivo conceder maior flexibilidade na constituição das

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 1ª Série Lição: As mudanças na escola - Igual e diferente Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 Objetivo(s) do Conteúdo

Leia mais

Professor Neto Paixão E aí, o que preciso fazer para passar em um concurso público? Profº Neto Paixão

Professor Neto Paixão E aí, o que preciso fazer para passar em um concurso público? Profº Neto Paixão E aí, o que preciso fazer para passar em um concurso público? Profº Neto Paixão Olá concurseiro de plantão, talvez a maior dúvida de um concurseiro seja essa: o que preciso fazer para passar em um concurso

Leia mais

TEMA, PROBLEMA OBJETIVOS E JUSTIFICATIVA. Prof. Cálidon Costa

TEMA, PROBLEMA OBJETIVOS E JUSTIFICATIVA. Prof. Cálidon Costa TEMA, PROBLEMA OBJETIVOS E JUSTIFICATIVA. Prof. Cálidon Costa calidontur@hotmail.com É designação do problema (prático) e da área do conhecimento a serem observados. O tema tanto pode ser definido em termos

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ATUALIDADES

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ATUALIDADES ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ATUALIDADES Nome: Nº 3 a. Série Data: / /2017 Professore: Nelson Nota: (valor: 1,0) 3º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou

Leia mais

Como fazer o projeto (usando os formulários fornecidos)

Como fazer o projeto (usando os formulários fornecidos) Projeto de Desenvolvimento Pessoal e Ministerial Propósito A partir do entendimento e aplicação dos conteúdos aprendidos no CTL, cada participante deverá elaborar um projeto pessoal para seu crescimento

Leia mais

Como Aprender Inglês: O Guia Prático

Como Aprender Inglês: O Guia Prático Como Aprender Inglês: O Guia Prático Elaboramos um sistema passo-a-passo para você aprender inglês de maneira mais simples e efetiva! Lucas Campos Introdução Ao Guia...3 Passo 1 As 4 Habilidades...4 Passo

Leia mais

ANEXO 29 Exemplos de respostas dos alunos ao inquérito Anexo 11. Nº de alunos

ANEXO 29 Exemplos de respostas dos alunos ao inquérito Anexo 11. Nº de alunos ANEXO 29 Exemplos de respostas dos alunos ao inquérito Anexo 11 Quadro 24 Exemplos de justificações dos alunos sobre o entusiasmo provocado pelo livro O Mistério das Catacumbas Romanas 4. Numa escala de

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 6º Ano Data: Professor(a): Nota: (valor 1,0) 1 o.bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

COMO TIRAR APONTAMENTOS

COMO TIRAR APONTAMENTOS COMO TIRAR APONTAMENTOS Transcrições Esquemas Resumo Abreviaturas COMO TIRAR APONTAMENTOS Apontamentos É um processo que facilita : a captação e a retenção da matéria Quando se escreve: aprende-se melhor

Leia mais

Docência no Ensino Superior: aspectos didáticos e pedagógicos. Profa Glaucia Maria da Silva DQ/FFCLRP/USP

Docência no Ensino Superior: aspectos didáticos e pedagógicos. Profa Glaucia Maria da Silva DQ/FFCLRP/USP Docência no Ensino Superior: aspectos didáticos e pedagógicos Profa Glaucia Maria da Silva DQ/FFCLRP/USP Decidir, prever, selecionar, escolher, organizar, refazer, redimensionar, refletir sobre o processo

Leia mais

CURSO DE INSPETOR DE SOLDAGEM NÍVEL 1 - CIS. Orientações para o Estudo Online

CURSO DE INSPETOR DE SOLDAGEM NÍVEL 1 - CIS. Orientações para o Estudo Online CURSO DE INSPETOR DE SOLDAGEM NÍVEL 1 - CIS Orientações para o Estudo Online Página 1 Orientações para o Estudo Online Sumário Página Sistemática para o estudo independente 03 Técnicas de leitura 07 Organização

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.588, DE 04 DE SETEMBRO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.588, DE 04 DE SETEMBRO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.588, DE 04 DE SETEMBRO DE 2007 Homologa o Parecer nº 034/07-CEG, que aprova o Projeto Político

Leia mais

Projeção ortográfica de sólidos geométricos

Projeção ortográfica de sólidos geométricos Projeção ortográfica de sólidos geométricos Introdução Na aula anterior você ficou sabendo que a projeção ortográfica de um modelo em um único plano algumas vezes não representa o modelo ou partes dele

Leia mais

Ficha de Apoio Ser um Aluno Exemplar. Disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS)

Ficha de Apoio Ser um Aluno Exemplar. Disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS) Ficha de Apoio Ser um Aluno Exemplar Disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS) Professor Humberto Santos Ano-lectivo 2007/08 Escola Secundária de Achada Grande Praia/Cabo Verde Atitudes e comportamentos

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Área profissional: Educação Segmento tecnológico: Educação a Distância Qualificação profissional: Tutor de Cursos de Educação a Distância

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 TURMA: 2º ano PERÍODO: 23/02 a 22/05 DISCIPLINA/PROFESSOR/A OBJETIVO CONTEÚDOS Currículo Ana Paula Froes Língua Portuguesa: Língua Portuguesa: Realizar leituras acompanhando

Leia mais

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

Objetivo de Pesquisa e Revisão Bibliográfica

Objetivo de Pesquisa e Revisão Bibliográfica Objetivo de Pesquisa e Revisão Bibliográfica CEA427 - METODOLOGIA DE PESQUISA APLICADA À COMPUTAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto Profa. Msc. Helen de DECEA Cássia / S. João da

Leia mais

Você não precisa decorar nada

Você não precisa decorar nada Que aprender inglês é importante e vai mudar a sua vida você já sabe, mas como aprender inglês e como fazer isso por conta própria? Nós separamos abaixo algumas dicas inéditas e que sem dúvida vão fazer

Leia mais

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Aproveita o início deste período para fazeres um balanço do teu comportamento e dos teus resultados escolares no 1º Período.

Leia mais

Metas Curriculares de Geografia. Documento de apoio

Metas Curriculares de Geografia. Documento de apoio Metas Curriculares de Geografia Ensino Básico: 3.º Ciclo Documento de apoio Adélia Nunes António Campar de Almeida Cristina Castela Nolasco 1. Âmbito do documento As Metas Curriculares de Geografia para

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. MATEMÁTICA 7º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. MATEMÁTICA 7º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR MATEMÁTICA 7º Ano OBJETIVOS ESPECÍFICOS TÓPICOS SUBTÓPICOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período - Multiplicar e dividir números inteiros. - Calcular o valor de potências em que

Leia mais

Seminário em Computação

Seminário em Computação (Disciplina) Professor: Lívia Lopes Azevedo Curso: Ciência da Computação Carga horária: 64 h Horário: 2ª feira das 9:30 às 11:30 3ª feira das 7:30 às 9:30 Definição Finalidade Objetivo Modalidade Etapas

Leia mais

Conceptualizando Alfabetização e Letramento

Conceptualizando Alfabetização e Letramento Curso: Alfabetização e letramento na educação bilíngue SINPRO-SP, fev a abr/2012 Conceptualizando Alfabetização e Letramento Selma de Assis Moura O que é alfabetizar? (segundo o dicionário) Ensinar a Ler.

Leia mais

Boas situações de Aprendizagens. Atividades. Livro Didático. Currículo oficial de São Paulo

Boas situações de Aprendizagens. Atividades. Livro Didático. Currículo oficial de São Paulo Atividades Boas situações de Aprendizagens Livro Didático Currículo oficial de São Paulo LÓGICA NUMA CONCEPÇÃO QUE SE APOIA EXCLUSIVAMENTE EM CONTEÚDOS E ATIVIDADES Enfoque fragmentado, centrado na transmissão

Leia mais

FIGURAS PLANAS E ESPACIAIS

FIGURAS PLANAS E ESPACIAIS CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA (4º E 5º ANOS) PROFESSORA ANDRESSA CESANA CEUNES/UFES/DMA FIGURAS PLANAS E ESPACIAIS AGOSTO DE 2015 A PEDAGOGIA DO TEXTO é

Leia mais

Perfil de aprendizagens específicas Português 7ºano Ano letivo: DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS NÍVEL 1 NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5

Perfil de aprendizagens específicas Português 7ºano Ano letivo: DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS NÍVEL 1 NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5 Oralidade DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS NÍVEL 1 NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5 Interpretar textos em identificar o com orais com identificar o tema, identificar o tema, explicitar o tema, explicitar o assunto,

Leia mais

Se você ainda não tem clientes, não tem problemas! Você pode criar um Mapa de Empatia baseada em uma audiência mínima viável:

Se você ainda não tem clientes, não tem problemas! Você pode criar um Mapa de Empatia baseada em uma audiência mínima viável: MAPA DE EMPATIA O que é? O mapa de Empatia é uma ferramenta visual, que te ajuda a descrever o perfil de uma Pessoa ou de um grupo de pessoas. O Mapa de Empatia permite que você estruture Uma verdadeira

Leia mais

Sendo uma boa empreendedora Começando do zero e fazendo um bom investimento

Sendo uma boa empreendedora Começando do zero e fazendo um bom investimento Sendo uma boa empreendedora Começando do zero e fazendo um bom investimento Lucro de 40% (sem as promoções) Carreira executiva com ganhos ilimitados Fácil acesso Não precisa de formação acadêmica Apoio

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa e Metas de Aprendizagem e manual adoptado 3º CICLO MATEMÁTICA 7ºANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Empregar técnicas de entrevistas, sabendo fazer perguntas abertas e fechadas para descobrir as necessidades do cliente e oferecer soluções que satisfaçam estas necessidades. VISÃO GERAL Saber

Leia mais

Ao termino dos estudos desta disciplina o aluno deverá: Entender os conceitos de finanças; Interpretar o desempenho financeiro do negócio.

Ao termino dos estudos desta disciplina o aluno deverá: Entender os conceitos de finanças; Interpretar o desempenho financeiro do negócio. Gestão Financeira plano de ensino Área: Formação Profissional Carga horária: 80 horas/aula Ementa Fundamentos da Gestão Financeira, ambiente financeiro e conceitos financeiros. Fontes de Financiamento.

Leia mais

O verbo estudar implica em usar a inteligência para aprender, guardar na memória, decorar, memorizar, pensar sobre (algo), meditar e refletir.

O verbo estudar implica em usar a inteligência para aprender, guardar na memória, decorar, memorizar, pensar sobre (algo), meditar e refletir. ORIENTAÇÕES DE ESTUDO DE MATEMÁTICA AVALIAÇÃO PARCIAL 1º TRIMESTRE 2016 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Iniciamos o ano letivo aprendendo que é necessário adquirir o hábito de estudar e praticar o que já

Leia mais

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2º PERÍODO

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2º PERÍODO 1 CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2º PERÍODO 2 BIOINFORMÁTICA É a junção da ciência computacional e da biologia molecular. Para tal associação utiliza conhecimentos: Da física; Biologia; Química;

Leia mais

CEDERJ - CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CEDERJ - CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEDERJ - CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO CURSO: Física DISCIPLINA: Informática para o Ensino de Física CONTEUDISTA: Carlos Eduardo Aguiar

Leia mais

APRENDER E ENSINAR CIÊNCIAS NATURAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL Apresentação do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) de Ciências Naturais

APRENDER E ENSINAR CIÊNCIAS NATURAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL Apresentação do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) de Ciências Naturais APRENDER E ENSINAR CIÊNCIAS NATURAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL Apresentação do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) de Ciências Naturais INTRODUÇÃO Para o ensino de Ciências Naturais é necessária a construção

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E AUDITORIA. 1 Ano

DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E AUDITORIA. 1 Ano DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E AUDITORIA 1 Ano - 2010 1 Cadeira: Microeconomia 1 Esta disciplina irá capacitar o estudante a fazer análises simples do cenário económico usando conceitos por ele já conhecidos

Leia mais

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS PLANO DE CURSO CONTEUDISTA: Lúcio Flávio Ferraz Auditor Federal de Controle Externo do TCU Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA... 2 3.

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 Português (2.º Ciclo) Perfil de Aprendizagens Específicas

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 Português (2.º Ciclo) Perfil de Aprendizagens Específicas ESCOLA BÁSICA DE MAFRA 2016/2017 Português (2.º Ciclo) Perfil de Aprendizagens Específicas (ponto 2 do artigo 7º do Despacho Normativo nº1-f/2016, de 5 de abril) 5.º Ano Interpretar textos orais breves.

Leia mais

A REVOLUÇÃO CARTESIANA. Apresentação baseada principalmente em Friedrick Copleston: History of Philosophy, vol. IV.

A REVOLUÇÃO CARTESIANA. Apresentação baseada principalmente em Friedrick Copleston: History of Philosophy, vol. IV. A REVOLUÇÃO CARTESIANA Apresentação baseada principalmente em Friedrick Copleston: History of Philosophy, vol. IV. Descartes (1596-1650) foi educado por jesuítas. Ele iniciou a filosofia moderna com um

Leia mais

COMO ESTUDAR PARA O VESTIBULAR. 1 - Introdução. 2 - Consulta às provas antigas. 3 - Criando um roteiro de estudos. 4 - Resumir as matérias

COMO ESTUDAR PARA O VESTIBULAR. 1 - Introdução. 2 - Consulta às provas antigas. 3 - Criando um roteiro de estudos. 4 - Resumir as matérias COMO ESTUDAR PARA O VESTIBULAR 1 - Introdução 2 - Consulta às provas antigas 3 - Criando um roteiro de estudos 4 - Resumir as matérias 5 - Cronometrar o tempo de estudo 6 - Conclusão 7 - Sobre a FUMEC

Leia mais

LABORATÓRIO DE FÍSICA I - Curso de Engenharia Mecânica

LABORATÓRIO DE FÍSICA I - Curso de Engenharia Mecânica LABORATÓRIO DE FÍSICA I - Curso de Engenharia Mecânica Experimento N 0 03: MOVIMENTO RETILINEO UNIFORME E MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME VARIADO Objetivos Gerais Ao termino desta atividade o aluno deverá

Leia mais

CEAP:CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ. Metodologia de Ensino da Educação Física

CEAP:CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ. Metodologia de Ensino da Educação Física CEAP:CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Metodologia de Ensino da Educação Física PROF.ESP.SAMANDA NOBRE QUEM SOU? METODOLOGIA Do grego méthodos, 'método' + log(o) + ia. A arte de dirigir o espírito na

Leia mais

Mesmo sem dinheiro, mesmo começando do zero, mesmo sem você entender nada de negócios...

Mesmo sem dinheiro, mesmo começando do zero, mesmo sem você entender nada de negócios... É possível fazer de seu pequeno negócio um sucesso... Mesmo sem dinheiro, mesmo começando do zero, mesmo sem você entender nada de negócios... Sem ter que contratar consultores, sem ter que estudar anos,

Leia mais

PLANO DE CURSO I EMENTA

PLANO DE CURSO I EMENTA Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Carga horária total: 75 H PLANO DE CURSO I EMENTA Definições e esboço histórico da cartografia; Representações da Terra; Coordenadas;

Leia mais

TÉCNICAS DE LEITURA A TÉCNICA DE SUBLINHAR

TÉCNICAS DE LEITURA A TÉCNICA DE SUBLINHAR Metodologia de Estudo e de Pesquisa em Administração TÉCNICAS DE LEITURA Existem diferentes formas de ler e estudar um texto. Aqui será dada ênfase às técnicas de sublinhar, de esquematizar, de resumir

Leia mais

Currículo das Áreas Disciplinares/Critérios de Avaliação 5º Ano Disciplina: Português Metas Curriculares: Domínios/Objetivos

Currículo das Áreas Disciplinares/Critérios de Avaliação 5º Ano Disciplina: Português Metas Curriculares: Domínios/Objetivos Currículo das Áreas Disciplinares/Critérios de 5º Ano Disciplina: Português Metas Curriculares: Domínios/Objetivos Conteúdos Programáticos Critérios de Instrumentos de Comunicação oral Observação direta

Leia mais

Ideias [COMPROVADAS] Ensina Passo a Passo Como Começar A Ganhar Dinheiro Na Internet!

Ideias [COMPROVADAS] Ensina Passo a Passo Como Começar A Ganhar Dinheiro Na Internet! 2016-6 Ideias [COMPROVADAS] Ensina Passo a Passo Como Começar A Ganhar Dinheiro Na Internet! www.maisdinheiroesaude.com Tenha Tempo Para A Sua Família, Com Paz, Segurança & Estabilidade Usando O Poder

Leia mais

Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo

Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher. [Eclesiastes, Cap. 3] TEMPO NÁO É DINHEIRO...

Leia mais

Curso: Filosofia Licenciatura Grau acadêmico: Graduação Turno: Noturno Currículo: 2014

Curso: Filosofia Licenciatura Grau acadêmico: Graduação Turno: Noturno Currículo: 2014 Curso: Filosofia Licenciatura Grau acadêmico: Graduação Turno: Noturno Currículo: 2014 Unidade curricular: metodologia científica Natureza: obrigatória Unidade acadêmica: DFIME Período: primeiro Carga

Leia mais

L ngua Portuguesa INTRODUÇÃO

L ngua Portuguesa INTRODUÇÃO Programação 1º- ao5º-ano INTRODUÇÃO Ser leitor-escritor competente nos dias de hoje é uma das condições básicas para uma participação social efetiva. Assim, cabe à escola rever seus currículos e estar

Leia mais

Dicas EPIS ALUNOS. Define Prioridades Dica 1/2

Dicas EPIS ALUNOS. Define Prioridades Dica 1/2 ABRIL Reta Final Define Prioridades Dica 1/2 Aproveita o início deste período para fazer um balanço acerca dos resultados do ano. Identifica o que correu menos bem até aqui e tenta encontrar estratégias

Leia mais

DICAS SOBRE RESUMO E FICHAMENTO

DICAS SOBRE RESUMO E FICHAMENTO O objetivo destas rápidas orientações é auxiliar na tarefa do pesquisador principiante, instrumentalizando-o de modo que, desde os primeiros passos da sua jornada pelo mundo da investigação acadêmica,

Leia mais

3ª Eduardo e Ana. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

3ª Eduardo e Ana. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Matemática 3ª Eduardo e Ana 8 Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Competência 3 Foco: Espaço e Forma Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade

Leia mais

Os 6 pontos essenciais para o sucesso Mary Kay

Os 6 pontos essenciais para o sucesso Mary Kay 2ª Orientação Online Os 6 pontos essenciais para o sucesso Mary Kay Diretora Sênior Cris Lima Lembre-se: se você faz aquilo que deve fazer no exato momento em que tem de ser feito, algum dia você poderá

Leia mais

Índice. Grupo Módulo 4

Índice. Grupo Módulo 4 GRUPO 5.4 MÓDULO 4 Índice 1. Níveis Conceituais Linguísticos...3 2. Nível 1 Pré-Silábico...3 3. Nível 2 Intermediário I...4 4. Nível 3 Silábico...5 5. Nível 4 Intermediário II ou Silábico-Alfabético...5

Leia mais

O CONSTRUTIVISMO NA SALA DE AULA PROFA. DRA. PATRICIA COLAVITTI BRAGA DISTASSI - DB CONSULTORIA EDUCACIONAL

O CONSTRUTIVISMO NA SALA DE AULA PROFA. DRA. PATRICIA COLAVITTI BRAGA DISTASSI - DB CONSULTORIA EDUCACIONAL O CONSTRUTIVISMO NA SALA DE AULA 1. OS PROFESSORES E A CONCEPÇÃO CONSTRUTIVISTA Construtivismo é um referencial explicativo que norteia o planejamento, a avaliação e a intervenção; A concepção construtivista

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio ETEC Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Área de conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia Série: 2ª

Leia mais

Como elaborar um projeto de pesquisa?

Como elaborar um projeto de pesquisa? Como elaborar um projeto de pesquisa? O que é um projeto de pesquisa? Descreve as fases e os procedimentos de um processo de investigação científica a ser realizado. Projeto de Pesquisa pode ser definido

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 A Redação Quando se fala em redação, em geral se associa a uma composição literária ou a uma dissertação de tese. No primeiro caso, relaciona-se a um trabalho fantasioso;

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa e Metas de Aprendizagem

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa e Metas de Aprendizagem AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa e Metas de Aprendizagem 3º CICLO MATEMÁTICA 7ºANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS

Leia mais

PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões

PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões PLANEJAMENTO INSTRUMENTO DE AÇÃO EDUCATIVA PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões Busca determinar fins Torna presentes valores e crenças Explicita nossa compreensão (mundo, vida, sociedade,

Leia mais

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno)

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno) ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

O Professor e a Avaliação em Sala de Aula

O Professor e a Avaliação em Sala de Aula Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Educação Disciplina: Avaliação Escolar O Professor e a Avaliação em Sala de Aula Bernardete A.Gatti Mestrandas: Karine V.Roncete e Mariana V.Landim Mariana

Leia mais

Aprendizagem significativa e aquisição da escrita

Aprendizagem significativa e aquisição da escrita Aprendizagem significativa e aquisição da escrita Júlio Furtado www.juliofurtado.com.br 1 O homem é a única criatura que precisa ser educada (...) Por ser dotado de instinto, um animal, ao nascer, já é

Leia mais