AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. (introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. (introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho)"

Transcrição

1 AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO (introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho) INTRODUÇÃO Face à relevância prática das alterações introduzidas ao Direito do Trabalho pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho, a APIFARMA julgou oportuna e justificada a realização de várias iniciativas que se propunham esclarecer as empresas associadas sobre as principais alterações que este novo texto legislativo veio introduzir. Na comunicação realizada em e-news, em 30 de Julho de Memo Alteração ao Código do Trabalho, a APIFARMA alertou para a entrada em vigor em 01 de Agosto de 2012 da Lei que procedeu à terceira alteração ao actual Código do Trabalho, prestando particular destaque à redução do catálogo legal de feriados obrigatórios e às suspensões de várias disposições realizadas nos Contratos Colectivos subscritos pela APIFARMA. Posteriormente, em 24 de Outubro de 2012, a APIFARMA promoveu a realização de um Workshop de formação às empresas sobre as principais medidas no domínio laboral sujeitas a transformações. No seguimento destas iniciativas, este documento pretende compilar o conteúdo transmitido nas acções anteriores que a APIFARMA realizou, expondo com mais profundidade as principais alterações que esta reforma veio introduzir ao regime laboral das empresas, com particular destaque às implicações para a contratação colectiva aplicável à Indústria Farmacêutica. 1

2 AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO A Lei nº 23/2012, de 25 de Junho, veio reflectir os compromissos assumidos pelo Estado Português no Memorando de Entendimento, com o intuito de atingir os seguintes objectivos: a) Melhorar a legislação laboral, quer através da sua actualização e sistematização quer mediante a agilização de procedimentos; b) Promover a flexibilidade interna das empresas; c) Promover a contratação colectiva. I OBRIGAÇÕES ADMINISTRATIVAS Foram simplificados os procedimentos laborais de comunicação junto à Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT). 1. Eliminação da obrigação de envio do Regulamento Interno. A produção de efeitos do regulamento interno passa a estar condicionada apenas à publicação do respectivo conteúdo aos trabalhadores. 2. Eliminação da obrigação de comunicar à ACT elementos relativos à empresa, antes do início da actividade. 3. Eliminação da obrigação de envio de cópia à ACT do mapa de horário de trabalho e de Acordos de Isenção de Horário. 4. Deferimento tácito da autorização para redução ou exclusão do intervalo de descanso. 2

3 II DURAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TEMPO DE TRABALHO No que respeita à organização do tempo de trabalho, a Lei nº 23/2012, de 25 de Junho, introduziu substanciais alterações. A. Banco de Horas Individual (art. 208º-A do CT) O banco de horas individual vem permitir que, por acordo entre empregador e trabalhador, o período normal de trabalho seja aumentado, com os seguintes limites: 2 horas diárias, 50 horas semanais, 150 horas por ano. O banco de horas individual poderá ser instituído das seguintes formas: Contrato de Trabalho, Alteração ao Contrato de Trabalho, Proposta por escrito do empregador 1, Regulamento Interno. A compensação do trabalho prestado em acréscimo, pode ser feita mediante: Redução equivalente do tempo de trabalho, Alargamento do período de férias, Pagamento em dinheiro, Sistema misto. 1 Presume-se a aceitação do trabalhador que não se oponha por escrito, em 14 dias, à proposta escrita do empregador. 3

4 B. Banco de Horas Grupal (art. 208º-B do CT) Quanto ao banco de horas grupal, vem permitir-se que este regime seja instituído por simples decisão do empregador, desde que: Uma maioria de 60% dos trabalhadores de uma equipa, secção ou unidade se encontre já abrangido por banco de horas previsto em Instrumento de Regulamentação Colectiva de Trabalho, estendendo-se o mesmo regime aos restantes trabalhadores abrangidos pela estrutura ou Uma maioria de 75% dos trabalhadores de uma equipa, secção ou unidade aceite a proposta do empregador para a implementação de um banco de horas, estendendose o mesmo regime aos restantes trabalhadores abrangidos pela estrutura. C. Intervalo de Descanso (art. 213º do CT) Este regime sofreu igualmente uma alteração estabelecendo-se que, em caso de prestação de trabalho diária superior a 10 horas, o intervalo de descanso possa ter lugar após 6 horas de trabalho consecutivo. D. Trabalho suplementar Também aqui a Lei nº 23/2012, de 25 de Junho, procedeu a várias alterações significativas, tais como a alteração ao regime do descanso compensatório e a redução da retribuição por prestação de trabalho suplementar. 4

5 Descanso Compensatório (art. 229º do CT) 2 É eliminado o descanso compensatório, com excepção do trabalho prestado: Em dia de descanso semanal obrigatório, Impeditivo do gozo de descanso diário. Acréscimo de remuneração por prestação de trabalho suplementar (art.268º do CT) Redução do acréscimo de remuneração: - Dia Normal: 1ª hora acréscimo de 25%, 2ª hora ou fracção subsequente à 1ª hora acréscimo de 37,5% - Dia de descanso semanal ou dia feriado acréscimo de 50% Efeitos em relação ao Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) APIFARMA Descanso Compensatório Manutenção em vigor da cláusula 24º - Trabalho suplementar prestado em dia de descanso semanal ou feriados Nulidade da cláusula 25º - Trabalho suplementar Descanso compensatório 2 Nulidade de cláusulas contrárias constantes em IRCT art 7º nº 2 da Lei nº 23/2012,de 25 de Junho. 5

6 Efeitos em relação ao Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) APIFARMA Acréscimo de remuneração por prestação de trabalho suplementar Suspensão da cláusula 53º Retribuição do trabalho suplementar e 54º Retribuição do trabalho em dias de descanso semanal ou feriados do CCT, até 31 de Julho de 2014, aplicando-se o previsto no CT. Cessado o período de suspensão aplicação dos acréscimos previstos que possam vir a ser negociados, em novo CCT, até 31 de Julho de Caso o CCT não seja alterado, Redução para metade das percentagens actualmente previstas no CCT (ou seja: Dia normal 37,5%; Dia normal nocturno 75%, Dia de descanso semanal 75%, Dia feriado 50%). E. Feriados (art. 234º do CT) Visando o aumento dos níveis de produtividade e, em consequência, o incremento da competitividade, a Lei nº 23/2012, de 25 de Junho, procede à redução do catálogo legal de feriados, eliminando, para o efeito, quatro feriados obrigatórios: Corpo de Deus 5 de Outubro 1 de Novembro 1 de Dezembro 6

7 Efeitos em relação ao Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) APIFARMA Feriados Suspensão, até 31 de Julho de 2014, da cláusula 54º Retribuição do trabalho em dias de descanso semanal ou feriados do CCT. A partir dessa data, caso o CCT não seja alterado: redução para metade da percentagem actualmente prevista no CCT. (ou seja, acréscimo de 50%). F. Férias Relativamente ao regime jurídico das férias, destacam-se várias alterações. A partir de 01 de Janeiro de 2013, é eliminada a majoração até 3 dias de férias, passando o período normal de férias a ter a duração de 22 dias úteis. (art. 238º do CT) Efeitos em relação ao Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) APIFARMA Férias Redução equivalente, até 3 dias, de majoração de férias prevista no CCT. São anulados e têm-se como não escritos os nºs 2 e 3 da cláusula 35º Duração de período de férias do CCT 7

8 Possibilidade do empregador determinar o encerramento, total ou parcial, da empresa ou estabelecimento para férias: 5 dias úteis consecutivos nas férias escolares do natal; Em ponte (2ª ou 6ª feiras), sendo o dia de encerramento deduzido do total do período de férias anual do trabalhador ou compensada com trabalho, sem que este seja considerado trabalho suplementar. 3 (art. 242º nº2º do CT) G. Faltas Por fim, e no que respeita ainda à organização do tempo de trabalho, são introduzidas algumas alterações ao regime legal de faltas. Se o trabalho faltar injustificadamente num ou em meio período do dia de trabalho, imediatamente anterior ou posterior a dia ou meio dia de descanso ou feriado, perderá a retribuição correspondente ao dia ou meios-dias de descanso ou feriados imediatamente anteriores ou posteriores ao dia de falta. (art.256º do CT) Na génese desta medida está a tentativa de reduzir o número de faltas injustificadas próximos a períodos de descanso. III CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO POR MOTIVOS OBJECTIVOS A par das alterações ao regime da duração e organização do tempo de trabalho, a Lei nº 23/2012, de 25 de Junho, incidiu igualmente, e de forma significativa, quer sobre o regime de cessação do contrato de trabalho por motivos objectivos (despedimento por extinção do posto de trabalho e despedimento por inadaptação) quer sobre as compensações devidas em caso de cessação do contrato de trabalho. 3 Esta informação deve ser transmitida pelo empregador aos trabalhadores até dia 15 de Dezembro de Esta disposição produz efeitos a partir de 1 de Janeiro de

9 A. Despedimento por extinção de posto de trabalho (art. 367º e ss. do CT) Noção: Cessação do contrato de trabalho fundamentada na extinção do posto de trabalho quando esta seja devida a motivos de mercado, estruturais ou tecnológicos. Regime anterior Regime actual Inexistência de posto de Eliminada a obrigação de colocar o Requisitos trabalho disponível e compatível com a categoria Requisitos trabalhador em posto de trabalho compatível. do trabalhador. a) Menor antiguidade do posto de trabalho. b) Menor antiguidade na categoria profissional. Eliminação dos anteriores critérios de selecção dos postos de trabalho a extinguir. Critérios c) Classe inferior da mesma categoria profissional. d) Menor antiguidade da empresa. Critérios O empregador deve fixar critérios relevantes e não discriminatórios face aos objectivos subjacentes à extinção do posto de trabalho. 9

10 B. Despedimento por inadaptação (art. 373º e ss. CT) Regime anterior Regime actual Modificações no posto de Modificação substancial da prestação de trabalho resultantes de trabalho, ainda que não devida a alterações nos: modificação no posto de trabalho ou a a) Processos de fabrico alteração tecnológica ou de comercialização Ex: redução continuada de b) Novas tecnologias ou, produtividade, avaria repetida de c) Equipamentos equipamentos, riscos para a segurança baseados em diferente do trabalhador, colegas ou terceiros. Requisitos ou mais complexa tecnologia, ocorridas Requisitos 30 dias para o trabalhador modificar a nos 6 meses anteriores sua conduta ao início do procedimento. Inexistência de posto de Eliminada a obrigação de colocar o trabalho disponível e trabalhador em posto de trabalho compatível com a qualificação compatível. profissional do trabalho. 10

11 C. Compensação por cessação do Contrato de Trabalho Foi substancialmente alterada a forma de contabilização do montante das compensações que variará conforme o contrato de trabalho seja anterior ou posterior a 1 de Novembro de I. Contratos celebrados antes de 1 de Novembro de 2011 (art. 366º do CT com os ajustamentos do artigo 6º da Lei nº 23/2012, de 25 de Junho) Para os contratos celebrados antes de 1 de Novembro de 2011 a compensação será calculada da seguinte forma: No período até 31 de Outubro de , o montante da compensação corresponderá a 1 mês de retribuição base a que acresce as diuturnidades por cada ano completo de antiguidade. Período de duração até 31/10/ mês (RM+D) Por cada ano completo de trabalho Limite mínimo da compensação 3 meses (RB+D) 4 Conforme previsão do art. 6º da Lei 23/

12 No período posterior a 31 de Outubro de 2012, o montante da compensação corresponderá a 20 dias de retribuição base acrescida das diuturnidades por cada ano de antiguidade. Período de duração a partir de 01/11/ dias (RM+D) Por cada ano completo de trabalho Limite máximos nos termos do art. 6º da Lei 23/2012 Para efeitos de cálculo da parte da compensação referente à execução do contrato após 1 de Novembro de 2011 deverão ser tidos em consideração os seguintes critérios e limites (art. 6º da Lei nº 23/2012, de 25 de Junho) : 1. O valor diário é o resultante da divisão por 30 da retribuição base e diuturnidades (RBM+D/30). 2. O valor da retribuição base mensal e diuturnidades não pode ser superior ao montante correspondente ao valor equivalente a 20 vezes a retribuição mínima mensal garantida (RMMG). 5 5 Em x 20 =

13 Operacionalização do regime de compensação para contratos iniciados antes de 31 de Outubro de 2011: 1. Tratando-se de contratos de trabalho anteriores a 01 de Novembro de 2011, para efeitos do cálculo da compensação devida, o período de tempo decorrido até 31 de Outubro de 2011 rege-se pelas disposições do CT na redacção da Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro. 2. Caso o montante da compensação a que o trabalhador tem direito até 31 de Outubro de 2012 exceda 12 retribuições mensais e diuturnidades ou 240 retribuições mínimas mensais garantidas (RMMG), o trabalhador terá direito a esse montante, não sendo considerado para efeito do cálculo do valor total da compensação o período posterior a 1 de Novembro de Caso o valor apurado até 31 de Outubro de 2012 não exceda os limites previstos no número anterior, ao mesmo acrescerá o montante que resultar da aplicação dos critérios estabelecidos a partir de 1 de Novembro de 2012, não podendo, contudo, o total da compensação exceder o limite de 12 retribuições base e diuturnidades ou 240 (RMMG). O mesmo é dizer que, conjugando os n.º 2 e 3, a compensação está sujeita aos seguintes limites: a. Montante total da compensação limitado a 12 vezes a retribuição base mensal e diuturnidades, ou b. Quando aplicável, o limite de 20 vezes a RMMG (em ), o montante total da compensação é limitado a 240 vezes o RMMG. (em ) 13

14 Quando a compensação respeitante ao período de duração do contrato até 31/10/2012 seja igual ou superior a: 12 x RM+D (trabalhadores com 12 ou mais anos completos de antiguidade) Ou 240x RMMG (em ) Não é aplicável compensação para o período de duração do contrato a partir de 01/11/2012. Quando a compensação respeitante ao período de duração do contrato até 31/10/2012 não atinja: 12 x RM+D (trabalhadores com 12 ou mais anos completos de antiguidade) Ou 240x RMMG (em ) O montante global da compensação (i.e., a respeitante ao período até 31/10/2012 somada à respeitante ao período a partir de 1/11/2012) fica sujeita a esses limites máximos. 14

15 II. Contratos celebrados a partir de 1 de Novembro de 2011 (art. 366º do CT) Para os contratos celebrados após de 1 de Novembro de 2011, a contabilização é mais simples, pois aqui não se dividem os cálculos por período de duração do contrato. A compensação corresponderá a 20 dias de retribuição base acrescida das diuturnidades por cada ano completo de antiguidade, aplicando-se igualmente os limites máximos já definidos anteriormente. Efeitos em relação ao Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) APIFARMA Compensação por Cessação O regime constante no CT referente a compensações devidas por cessação do contrato de trabalho, respectivos montantes e critérios sobrepõem-se ao disposto sobre esta matéria nos Instrumentos de Regulamentação Colectiva, considerando-se nulas tais disposições. O CCT subscrito pela Apifarma não contém qualquer cláusula relativa a compensações devidas por cessação de contratos de trabalho, pelo que, nesta matéria, aplicar-se-á o previsto no CT. APIFARMA 19 de Novembro de

Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações

Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações ÍNDICE 01 Acórdão n.º 602/2013, de 20 de Setembro, do Tribunal Constitucional Consequências 02 Lei n.º 69/2013, de 30 de Agosto Compensações

Leia mais

Lei 23/2012, de 25 de Junho, que procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro.

Lei 23/2012, de 25 de Junho, que procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro. Lei 23/2012, de 25 de Junho, que procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro. A Lei 23/2012, de 25 de Junho, procede à terceira alteração ao Código

Leia mais

25 de Junho 2012 Direito do Trabalho

25 de Junho 2012 Direito do Trabalho TERCEIRA REVISÃO DO CÓDIGO DE TRABALHO A revisão ora em análise, publicada hoje, surge no âmbito do Memorando de Entendimento sobre as Condicionalidades de Política Económica de Maio de 2011 (doravante

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. Junho de 2012

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. Junho de 2012 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO Junho de 2012 CONTRATO DE TRABALHO A TERMO DE MUITO CURTA DURAÇÃO CONTRATO DE TRABALHO A TERMO DE MUITO CURTA DURAÇÃO Prazo inicial de 15 dias 70 dias, no mesmo

Leia mais

do Trabalho vigor as alterações ao Código do Trabalho introduzidas pela Lei n.º 23/2012, de 25 de junho.

do Trabalho vigor as alterações ao Código do Trabalho introduzidas pela Lei n.º 23/2012, de 25 de junho. Alteração ao Código C do Trabalho ATENÇÃO A partir do dia 1 de agosto de 2012, entram em vigor as alterações ao Código do Trabalho introduzidas pela Lei n.º 23/2012, de 25 de junho. Neste documento damos

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 4 de Setembro de 2012

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 4 de Setembro de 2012 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 4 de Setembro de 2012 1. INTRODUÇÃO Foi publicada no Diário da República em 25 de Junho de 2012 a Lei n.º 23/2012, de 25 de Junho, que procede à terceira alteração ao Código

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. Lei nº 23/2012, de 25 de Junho

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. Lei nº 23/2012, de 25 de Junho ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO Lei nº 23/2012, de 25 de Junho Aproxima-se o dia um de Agosto, data em que entram em vigor as novas alterações ao Código do Trabalho, as quais foram já objecto de uma acção

Leia mais

Código do Trabalho e Acórdão do Tribunal Constitucional

Código do Trabalho e Acórdão do Tribunal Constitucional Código do Trabalho e Acórdão do Tribunal Constitucional O Acórdão do Tribunal Constitucional nº 602/2013, de 20 de Setembro considerou inconstitucionais, com força obrigatória geral e com efeitos reportados

Leia mais

AS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO

AS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO AS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 2012, Outubro, 29 LEI Nº 23/2012, 25 DE JUNHO 2 ORGANIZAÇÃO DOS TEMPOS DE TRABALHO 3 1 BANCO DE HORAS 4 Lei nº 23/2012, 25 Junho Artigo 208º-A A partir de 1 de Agosto

Leia mais

Encerramento nas pontes, majorações, banco de horas

Encerramento nas pontes, majorações, banco de horas Saudade e Silva - Serviços de Contabilidade, Lda. Alterações ao Código do Trabalho - Lei nº 23/2012, de 25 de Junho Encerramento nas pontes, majorações, banco de horas Conheça as dez alterações que o código

Leia mais

Laranjeiro dos Santos & Associados Sociedade de Advogados RL

Laranjeiro dos Santos & Associados Sociedade de Advogados RL Nota Informativa 1/2012: Alterações relevantes em matéria Processamento Salarial e Encargos Sociais I. Comissão Permanente de Concertação Social Alterações à tipologia contratual: Alargamento da duração

Leia mais

COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO

COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO PÓS-TROIKA O QUE MUDOU NOS DESPEDIMENTOS? Autora: Sofia Pamplona, Associada na TELLES. COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO 1 CONTRATO DE TRABALHO CELEBRADO

Leia mais

Nota: Todos os preceitos desacompanhados de referência ao respectivo diploma pertencem ao Código do Trabalho.

Nota: Todos os preceitos desacompanhados de referência ao respectivo diploma pertencem ao Código do Trabalho. Lei n.º 53/2011 de 14 de Outubro, que procede à segunda alteração ao Código do Trabalho, aprovado em anexo à Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro, estabelecendo um novo sistema de compensação em diversas

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 36/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 36/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 36/XII Exposição de Motivos O Estado Português, através da assinatura do Memorando de Políticas Económicas e Financeiras, assumiu perante a União Europeia, o Fundo Monetário Internacional

Leia mais

O Cálculo da Compensação. Artigo 366.º, número 1 do Código do Trabalho

O Cálculo da Compensação. Artigo 366.º, número 1 do Código do Trabalho ALTERAÇÃO DA FÓRMULA DE CÁLCULO DAS COMPENSAÇÕES DEVIDAS POR CESSAÇÃO DE CONTRATO POR CAUSAS OBJECTIVAS, POR INADAPTAÇÃO E AINDA POR CADUCIDADE DE CONTRATOS A TERMO. Súmula prática da Lei 69/2013, de 30

Leia mais

Joana de Almeida Neves Advogada

Joana de Almeida Neves Advogada Adaptabilidade na Relação Laboral A Flexibilidade Temporal, os Horários Concentrados e os Bancos de Horas Joana de Almeida Neves Advogada PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO CÓDIGO DE TRABALHO INTERVENÇÃO DO LEGISLADOR

Leia mais

Conferência do Dr. Rui Assis Museu Municipal da Póvoa de Varzim 16/02/2012. Elaborado por Ana Carla Teixeira

Conferência do Dr. Rui Assis Museu Municipal da Póvoa de Varzim 16/02/2012. Elaborado por Ana Carla Teixeira Conferência do Dr. Rui Assis Museu Municipal da Póvoa de Varzim 16/02/2012 Elaborado por Ana Carla Teixeira 1 Nesta conferência, o Dr. Rui Assis, abordou com uma enorme clareza os seguintes temas: I- A

Leia mais

NOVO CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO ENTRE A ANF E O SNF - MEMORANDO 1 - O novo CCT entra em vigor no dia 13 de Setembro de 2010.

NOVO CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO ENTRE A ANF E O SNF - MEMORANDO 1 - O novo CCT entra em vigor no dia 13 de Setembro de 2010. NOVO CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO ENTRE A ANF E O SNF - MEMORANDO 1 - I Observações gerais 1. Entrada em vigor (cl. 2.ª e Anexo I e II CCT) O novo CCT entra em vigor no dia 13 de Setembro de 2010. Os

Leia mais

Informação Sindical. Atenção às alterações ao Código do Trabalho

Informação Sindical. Atenção às alterações ao Código do Trabalho Informação Sindical 30-JULHO-2012 Atenção às alterações ao Código do Trabalho Alterações entram em vigor no dia 1 de Agosto Novas normas sobre feriados e férias só se aplicam em 2013 SJ expectante de declaração

Leia mais

Alterações ao Código do Trabalho Segunda, 23 Setembro :54 - Actualizado em Segunda, 23 Setembro :04

Alterações ao Código do Trabalho Segunda, 23 Setembro :54 - Actualizado em Segunda, 23 Setembro :04 No passado dia 30 de Agosto foram publicados dois diplomas com efeitos significativos nas relações de trabalho a Lei n.º 69/2013, que altera o valor das compensações devidas pela cessação do contrato de

Leia mais

informação nº 95.v2 Data 1 de Setembro de 2010 actualizada a 5 de Julho de 2013 Assunto: Direito a férias Laboral Tema:

informação nº 95.v2 Data 1 de Setembro de 2010 actualizada a 5 de Julho de 2013 Assunto: Direito a férias Laboral Tema: Data 1 de Setembro de 2010 actualizada a 5 de Julho de 2013 Assunto: Direito a férias Tema: Laboral O tema «Férias» suscita sempre muitas dúvidas e questões aos nossos associados. Por isso procuramos reunir

Leia mais

Workshop Regras na marcação do período de férias

Workshop Regras na marcação do período de férias Workshop Regras na marcação do período de férias Enquadramento legal: - Cláusula 41.º e segs. Convenção; - Arts. 237.º e segs. do Código do Trabalho. Cláusula 41.ª Direito a férias O trabalhador tem direito

Leia mais

Lei n.º 53/2011. de 14 de Outubro

Lei n.º 53/2011. de 14 de Outubro Lei n.º 53/2011 de 14 de Outubro Procede à segunda alteração ao Código do Trabalho, aprovado em anexo à Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro, estabelecendo um novo sistema de compensação em diversas modalidades

Leia mais

Descarregue gratuitamente atualizações online em Código do Trabalho Col. Legislação (06720.

Descarregue gratuitamente atualizações online em  Código do Trabalho Col. Legislação (06720. orquê as atualizações aos livros da COL. LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas atualizações, a ORTO EDITORA

Leia mais

Alterações ao Código do Trabalho A partir de 1 de Agosto de 2012

Alterações ao Código do Trabalho A partir de 1 de Agosto de 2012 Alterações ao Código do Trabalho A partir de 1 de Agosto de 2012 A Lei nº 23/2012, de 25 de Junho procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro. Principais

Leia mais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais CÓDIGO DO TRABALHO Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Fontes e aplicação do direito do trabalho CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito

Leia mais

Tabela Salarial / I Director Geral 1.822,00 II Director de Serviços 1.522,00 III Director Adjunto 1.216,00

Tabela Salarial / I Director Geral 1.822,00 II Director de Serviços 1.522,00 III Director Adjunto 1.216,00 Após processo de conciliação que decorreu no Ministério do Trabalho, foram concluídas as negociações do acordo de revisão do CCT para a Indústria de Carnes, para o ano 2009, do qual resultou a Tabela Salarial

Leia mais

NOVAS REGRAS DO TRABALHO. Lisboa, 10 de Julho de 2012

NOVAS REGRAS DO TRABALHO. Lisboa, 10 de Julho de 2012 NOVAS REGRAS DO TRABALHO Lisboa, 10 de Julho de 2012 Lei 23/2012, de 15 de Junho (altera Código do Trabalho) (início vigência 1 de Agosto de 2012) OBRIGAÇÕES ADMINISTRATIVAS Isabel Valente Dias OBRIGAÇÕES

Leia mais

Informação aos Associados nº 13.V3

Informação aos Associados nº 13.V3 Data 15 de setembro de 2006 atualizada em 22 de outubro de 2012 Assunto: Horário de Trabalho Tema: Laboral 1. Definição de Horário de Trabalho O horário de trabalho é o período de tempo durante o qual

Leia mais

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO SOBRE AS CONDICIONANTES DA POLÍTICA ECONÓMICA (mercado de trabalho e educação)

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO SOBRE AS CONDICIONANTES DA POLÍTICA ECONÓMICA (mercado de trabalho e educação) MEMORANDO DE ENTENDIMENTO SOBRE AS CONDICIONANTES DA POLÍTICA ECONÓMICA (mercado de trabalho e educação) I Mercado de trabalho Objetivos: Rever o sistema de prestações de desemprego com o objetivo de reduzir

Leia mais

Alterações ao Código do Trabalho

Alterações ao Código do Trabalho 1 Alterações ao Código do Trabalho Medidas Impostas pela Troika Consultoria Financeira Consultor Sénior: José António Adrego j.adrego@amrconsult.com Data: 23 de Novembro de 2011 2 Alterações ao Código

Leia mais

ÍNDICE. Págs. NOTA PRÉVIA... 5 ABREVIATURAS 9

ÍNDICE. Págs. NOTA PRÉVIA... 5 ABREVIATURAS 9 ÍNDICE NOTA PRÉVIA.............. 5 ABREVIATURAS 9.' 1.0 Direito do Trabalho: o quê, porquê e para quê?................... 11 2. Noção, objecto e características gerais do Direito do Trabalho....... 21

Leia mais

Jorge Ribeiro Mendonça Rita dos Reis Louro

Jorge Ribeiro Mendonça Rita dos Reis Louro Jorge Ribeiro Mendonça Rita dos Reis Louro sindicatos produtividade despedimento emprego trabalho contratar competitividade ACT igualdade mercado suplementar faltas contrato a termo compensações antiguidade

Leia mais

Revogações: Orientação Normativa N.º 1/2001 de 01/02/2001

Revogações: Orientação Normativa N.º 1/2001 de 01/02/2001 Nº. Pauta 202.16 RECURSOS HUMANOS Assunto: ESCALAS DE SERVIÇO Referência: Distribuição: todas as unidades de estrutura Revogações: Orientação Normativa N.º 1/2001 de 01/02/2001 Entrada em vigor: 15/06/2005

Leia mais

NOVO CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO ENTRE A ANF E O SINPROFARM - MEMORANDO 1 -

NOVO CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO ENTRE A ANF E O SINPROFARM - MEMORANDO 1 - NOVO CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO ENTRE A ANF E O SINPROFARM - MEMORANDO 1 - I Observações gerais 1. Entrada em vigor (cl. 2ª e Anexo I e II CCT) O novo CCT entra em vigor no dia 13 de Junho de 2010.

Leia mais

Direito do Trabalho. Ano Lectivo 2008/2009. Docente: Catarina Frade

Direito do Trabalho. Ano Lectivo 2008/2009. Docente: Catarina Frade Direito do Trabalho Ano Lectivo 2008/2009 Docente: Catarina Frade Sumário 24 O acesso ao trabalho: o contrato de trabalho A cessação do contrato de trabalho Mútuo acordo Despedimento Rescisão Extinção

Leia mais

ESTATUTO DO TRABALHADOR- CÓDIGO DO TRABALHO ESTUDANTE CAPÍTULO I SECÇÃO II. Preâmbulo. Subsecção VIII. Trabalhador-Estudante. Artº 17º.

ESTATUTO DO TRABALHADOR- CÓDIGO DO TRABALHO ESTUDANTE CAPÍTULO I SECÇÃO II. Preâmbulo. Subsecção VIII. Trabalhador-Estudante. Artº 17º. ESTATUTO DO TRABALHADOR- CÓDIGO DO TRABALHO ESTUDANTE (Lei nº 99/2003, de 27 de Agosto) CAPÍTULO I SECÇÃO II Preâmbulo Subsecção VIII Trabalhador-Estudante Artº 17º Trabalhador-estudante O disposto nos

Leia mais

Jornal Oficial nº L 225 de 12/08/1998 p

Jornal Oficial nº L 225 de 12/08/1998 p Directiva 98/59/CE do Conselho de 20 de Julho de 1998 relativa à aproximação das legislações dos Estados-membros respeitantes aos despedimentos colectivos Jornal Oficial nº L 225 de 12/08/1998 p. 0016-0021

Leia mais

Revisão da Carreira docente dos Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo DA CARREIRA DOCENTE

Revisão da Carreira docente dos Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo DA CARREIRA DOCENTE Revisão da Carreira docente dos Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo DA CARREIRA DOCENTE A REESTRUTURAÇÃO DA CARREIRA DOCENTE As partes acordam na reestruturação da carreira docente (categorias

Leia mais

2012: Ano em Revista Ano em Revista. Direito do Trabalho

2012: Ano em Revista Ano em Revista. Direito do Trabalho 2012 Ano em Revista Direito do Trabalho 0 Grupo de Direito do Trabalho A Macedo Vitorino & Associados foi constituída em 1996, concentrando a sua actividade na assessoria a clientes nacionais e estrangeiros

Leia mais

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS Quidgest rh@quidgest.com AGENDA: Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q REMISSÃO CÓDIGO DO TRABALHO TRABALHO SUPLEMENTAR FÉRIAS, FALTAS E FERIADOS SUBSÍDIO NATAL E FÉRIAS DECLARAÇÃO MENSAL DE

Leia mais

SUMÁRIO: Procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro.

SUMÁRIO: Procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro. DATA: Segunda-feira, 25 de junho de 2012 NÚMERO: 121 SÉRIE I EMISSOR: Assembleia da República DIPLOMA: Lei n.º 23/2012 SUMÁRIO: Procede à terceira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º

Leia mais

Situações de crise empresarial motivos de mercado

Situações de crise empresarial motivos de mercado Situações de crise empresarial motivos de mercado REQUISITOS: 1. por motivos de mercado, a actividade da empresa ficou gravemente afectada 2. medidas de redução PNT ou suspensão da prestação trabalho mostram-se

Leia mais

Alterações ao Código do Trabalho

Alterações ao Código do Trabalho São três as alterações: Lei nº 53/2011, de 14 de Outubro Primeira alteração, revogada (parcialmente) pela terceira alteração. Lei 3/2012, de 10 de Janeiro Segunda alteração, revogada (parcialmente) pela

Leia mais

ENQUADRAMENTO LEGAL DO FCT E FGCT IMPLICAÇÕES DE NATUREZA LABORAL. Catarina Santos Ferreira. 7 de outubro de 2013

ENQUADRAMENTO LEGAL DO FCT E FGCT IMPLICAÇÕES DE NATUREZA LABORAL. Catarina Santos Ferreira. 7 de outubro de 2013 ENQUADRAMENTO LEGAL DO FCT E FGCT IMPLICAÇÕES DE NATUREZA LABORAL Catarina Santos Ferreira cs.ferreira@abbc.pt 7 de outubro de 2013 Largo de São Carlos, nº 3, 1200-410 Lisboa Portugal. - Tel: +351 21 358

Leia mais

SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO E A PRESTAÇÃO DE TRABALHO

SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO E A PRESTAÇÃO DE TRABALHO SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO E A PRESTAÇÃO DE TRABALHO António Caxito Marques 1 SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI GERAL DO TRABALHO JULHO 2015 INDÍCE 1. REMUNERAÇÃO 2. TRABALHO EXTRAORDINÁRIO 3. SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL

Leia mais

Circular nº 25/ de Setembro de Assunto: LEGISLAÇÃO LABORAL. Caros Associados,

Circular nº 25/ de Setembro de Assunto: LEGISLAÇÃO LABORAL. Caros Associados, Circular nº 25/2013 25 de Setembro de 2013 Assunto: LEGISLAÇÃO LABORAL Caros Associados, Recentemente foram publicados vários diplomas legais na área da legislação laboral, que levamos ao conhecimento

Leia mais

VÍNCULOS Lei n.º 12-A/2008, de 27/02 -LVCR

VÍNCULOS Lei n.º 12-A/2008, de 27/02 -LVCR VÍNCULOS Lei n.º 12-A/2008, de 27/02 -LVCR (Com subordinação trabalho dependente) Modalidades art.º 9º Nomeação âmbito (Inexistente nas autarquias locais) Contrato: - Âmbito (art.º 20º) e modalidades (art.º

Leia mais

COLECTÂNEA DE LEGISLAÇÃO BÁSICA INCLUÍDA

COLECTÂNEA DE LEGISLAÇÃO BÁSICA INCLUÍDA ÍNDICE PREFÁCIO 7 NOTA PRÉVIA 9 SIGLAS UTILIZADAS 13 Capo I - Algumas considerações introdutórias. A relação jurídica de emprego público na Administração Pública 15 Capo II - Âmbito de aplicação subjectivo

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO. As IPSS e o normativo laboral aplicável

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO. As IPSS e o normativo laboral aplicável As IPSS e o normativo laboral aplicável Centro Local da Beira Alta junho 2016 Normativo jurídico-laboral essencial aplicável Código do Trabalho Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro Lei n.º 23/2012, de 25

Leia mais

Despedimento por inadaptação. Novo regime legal e análise do Acórdão 602/2013 do Tribunal Constitucional

Despedimento por inadaptação. Novo regime legal e análise do Acórdão 602/2013 do Tribunal Constitucional Despedimento por inadaptação Novo regime legal e análise do Acórdão 602/2013 do Tribunal Constitucional Alterações ao Código do Trabalho Lei n.º 120/2015,de 1 de setembro, reforça os direitos de maternidade

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N.º 5-A/2008 [artigo 20.º, n.º 1, alínea a), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril] I INTRODUÇÃO

RECOMENDAÇÃO N.º 5-A/2008 [artigo 20.º, n.º 1, alínea a), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril] I INTRODUÇÃO Número: 5/A/2008 Data: 03.07.2008 Entidade visada: Director Regional do Orçamento e Tesouro Assunto: Recursos Humanos. Compensação por caducidade de contrato de trabalho a termo resolutivo incerto. Processo:

Leia mais

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações NOTA INFORMATIVA ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações Considerando o disposto na Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, diploma que aprova o Orçamento de Estado para 2014, cumpre

Leia mais

DURAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TEMPO DE TRABALHO

DURAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TEMPO DE TRABALHO DURAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TEMPO DE TRABALHO O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES I - CONCEITOS E DEFINIÇÕES Tempo de Trabalho qualquer período durante o qual o trabalhador está a desempenhar a actividade ou permanece

Leia mais

PROPOSTA DE ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2011 CÓDIGO DOS REGIMES CONTRIBUTIVOS DO SISTEMA PREVIDENCIAL DE SEGURANÇA SOCIAL

PROPOSTA DE ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2011 CÓDIGO DOS REGIMES CONTRIBUTIVOS DO SISTEMA PREVIDENCIAL DE SEGURANÇA SOCIAL Nº 2-2010 PROPOSTA DE ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2011 CÓDIGO DOS REGIMES CONTRIBUTIVOS DO SISTEMA PREVIDENCIAL DE SEGURANÇA SOCIAL 1. INTRODUÇÃO Foi apresentada na última sexta-feira, dia 15 de Outubro,

Leia mais

INFORMAÇÃO SOBRE AS NOVAS REGRAS PARA A ATRIBUIÇÃO DO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO

INFORMAÇÃO SOBRE AS NOVAS REGRAS PARA A ATRIBUIÇÃO DO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO INFORMAÇÃO SOBRE AS NOVAS REGRAS PARA A ATRIBUIÇÃO DO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO O Governo publicou, a 15 de Março, dois diplomas em matéria de protecção no desemprego: Decreto-Lei nº 64/2012, de 15 de Março

Leia mais

TRABALHADOR-ESTUDANTE

TRABALHADOR-ESTUDANTE Direito do Trabalho Aspectos práticos com interesse para as Empresas de Contabilidade 18 de Abril de 2005 Albano Santos Advogado TRABALHADOR-ESTUDANTE Dispensas para frequência de aulas (Artº 149º RCT):

Leia mais

Leis do Trabalho. Tudo o que precisa de saber, 3.ª EDIÇÃO. Atualização online II

Leis do Trabalho. Tudo o que precisa de saber, 3.ª EDIÇÃO. Atualização online II Leis do Trabalho Tudo o que precisa de saber, 3.ª EDIÇÃO Atualização online II A entrada em vigor da Lei n. 120/2015, de 1 de setembro, obriga à reformulação das perguntas 34, 46, 110 e 112 e dos Anexos

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais.  PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

LEGENDA CÓDIGO DO TRABALHO. As alterações a vermelho constam da Proposta de Lei nº 42/XII, ainda não publicada e, por isso, ainda não em vigor

LEGENDA CÓDIGO DO TRABALHO. As alterações a vermelho constam da Proposta de Lei nº 42/XII, ainda não publicada e, por isso, ainda não em vigor LEGENDA CÓDIGO DO TRABALHO alterações Advogado advogado Especialista em Direito do Trabalho As alterações a vermelho constam da Proposta de Lei nº 42/XII, ainda não publicada e, por isso, ainda não em

Leia mais

ANÁLISE DAS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS O QUE RESULTA DO COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO, COMPETITIVIDADE E EMPREGO NA ÁREA LABORAL

ANÁLISE DAS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS O QUE RESULTA DO COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO, COMPETITIVIDADE E EMPREGO NA ÁREA LABORAL ANÁLISE DAS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELO COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO, COMPETITIVIDADE E EMPREGO NA ÁREA LABORAL O QUE DIZ O MEMORANDO DE ENTENDIMENTO O QUE RESULTA DO COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO,

Leia mais

CÓDIGO CONTRIBUTIVO Principais Implicações para as Empresas. João Santos

CÓDIGO CONTRIBUTIVO Principais Implicações para as Empresas. João Santos CÓDIGO CONTRIBUTIVO Principais Implicações para as Empresas João Santos Enquadramento Legal Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social (CC) Aprovado pela Lei n.º 110/2009,

Leia mais

TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI

TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI Ficha n.º 4 TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Trabalhador-Estudante Trabalhador que frequenta qualquer nível de educação escolar, bem como curso de pós-graduação, mestrado ou doutoramento

Leia mais

A CONTRATAÇÃO COLECTIVA NO SECTOR

A CONTRATAÇÃO COLECTIVA NO SECTOR A CONTRATAÇÃO COLECTIVA NO SECTOR e o 1 O Novo Código O Novo Código A Contratação no sector e o O actual Código foi aprovado pela Lei n.º 7/2009 de 12 de Fevereiro e veio proceder a uma revisão global

Leia mais

Limites e Exceções ao Período Normal de Trabalho

Limites e Exceções ao Período Normal de Trabalho Limites e Exceções ao Período Normal de Trabalho David Falcão 1 Sérgio Tenreiro Tomás 2 Introdução Com a entrada em vigor da Lei n.º 23/2012 de 25 de junho produzem-se um conjunto de alterações ao Código

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais.  PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

Contrato de Trabalho A Termo Certo

Contrato de Trabalho A Termo Certo Número 48 Contrato de Trabalho a Termo Certo 31 de Agosto de 2012 Revista em 17/10/2013 A APHORT adverte que a adaptação e preenchimento da presente minuta é da inteira responsabilidade do seu utilizador,

Leia mais

Nota prévia A presente Orientação Normativa revoga na sua totalidade e substitui a Orientação Normativa 1/2000 de 29/12/2000.

Nota prévia A presente Orientação Normativa revoga na sua totalidade e substitui a Orientação Normativa 1/2000 de 29/12/2000. ORIENTAÇÃO NORMATIVA nº 01/2004 de 20/02/2004 Assunto: Férias Distribuição: Todas as Unidades de Estrutura Revogações: Orientação Normativa 1/2000 Enquadramento Convencional e Legal: Capítulo X do AE/REFER,

Leia mais

Visão Panorâmica das Principais Alterações ao CÓDIGO DO TRABALHO. Luis Castro. Julho-2012

Visão Panorâmica das Principais Alterações ao CÓDIGO DO TRABALHO. Luis Castro. Julho-2012 Visão Panorâmica das Principais Alterações ao CÓDIGO DO TRABALHO Luis Castro Julho-2012 Objectivos: - Melhorar a legislação laboral, quer através da sua atualização e sistematização, quer mediante a agilização

Leia mais

Propostas na área do Trabalho e Segurança Social

Propostas na área do Trabalho e Segurança Social Propostas na área do Trabalho e Segurança Social Proposta de Alteração PROPOSTA DE LEI N.º 103/XII ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2013 Capítulo I Aprovação do Orçamento Artigo 7.º Transferências orçamentais

Leia mais

José Magalhães. Fevereiro de 2013

José Magalhães. Fevereiro de 2013 SESSÃO DE ESCLARECIMENTO OBRIGAÇÕES LEGAIS NO QUADRO DA LEGISLAÇÃO LABORAL José Magalhães Fevereiro de 2013 OBRIGAÇÕES DO EMPREGADOR EM MATÉRIA DE SHST O empregador deve assegurar aos trabalhadores condições

Leia mais

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 ASSUNTO: PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017 A partir de 1 de janeiro de 2017, por força da entrada em vigor do Orçamento do Estado para o ano de 2017, aprovado pela

Leia mais

INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO DISPENSA PARCIAL OU ISENÇÃO TOTAL DO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO, DESEMPREGADO DE LONGA DURAÇÃO E DESEMPREGADO DE MUITO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA

Leia mais

APLICAÇÃO DA LEI 23/2012 3ª REVISÃO CÓDIGO DO TRABALHO

APLICAÇÃO DA LEI 23/2012 3ª REVISÃO CÓDIGO DO TRABALHO APLICAÇÃO DA LEI 23/2012 3ª REVISÃO CÓDIGO DO TRABALHO A Lei nº23/2012 de 25 de Junho entrou em vigor no dia 01 de Agosto de 2012 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES: Ponto 1 s A partir de 1 de Janeiro de 2013 são eliminados

Leia mais

Código do Trabalho, 10.ª Edição Col. Legislação

Código do Trabalho, 10.ª Edição Col. Legislação COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

OE 2011 Alterações ao Código Contributivo

OE 2011 Alterações ao Código Contributivo OE 2011 Alterações ao Código Contributivo Artigo 69.º - Alteração à Lei n.º 110/2009, de 16 de Setembro 1 - Os artigos 4.º, 5.º e 6.º da Lei n.º 110/2009, de 16 de Setembro, alterada pela Lei n.º 119/2009,

Leia mais

GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO

GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA APOIO À REDUÇÃO DA PRECARIEDADE NO EMPREGO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO

Leia mais

III Jornadas Técnicas de Segurança e Higiene do Trabalho

III Jornadas Técnicas de Segurança e Higiene do Trabalho III Jornadas Técnicas de Segurança e Higiene do Trabalho ACT Comunicações e Autorizações Obrigatórias à ACT Ana Cristina Moreira Escola Profissional de Aveiro Auditório Eng.º Victor Matos 4 de Maio de

Leia mais

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. X X X DATA: 2014/ Janeiro / 28 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2014

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSIDUIDADE DOS TRABALHADORES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS QUE PRESTAM SERVIÇO NO IST. CAPÍTULO I Disposições Gerais. Artigo 1.

REGULAMENTO DE ASSIDUIDADE DOS TRABALHADORES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS QUE PRESTAM SERVIÇO NO IST. CAPÍTULO I Disposições Gerais. Artigo 1. REGULAMENTO DE ASSIDUIDADE DOS TRABALHADORES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS QUE PRESTAM SERVIÇO NO IST Nos termos das competências que lhe são reconhecidas pelo disposto no n.º 5 do artigo 14º dos Estatutos

Leia mais

GANHOS MÉDIOS. Abril Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho e da

GANHOS MÉDIOS. Abril Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do Trabalho e da GANHOS MÉDIOS Abril 2015 Fonte: Inquérito aos Ganhos e Duração do Trabalho Direção de Serviços de Estatísticas do Trabalho da Direção Regional do trabalho e da Ação Inspetiva e Gabinete de Estratégia e

Leia mais

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO INCERTO A TEMPO PARCIAL

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO INCERTO A TEMPO PARCIAL [novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO INCERTO A TEMPO PARCIAL Aos [1] dias do mês de [2] de, em [3], entre: PRIMEIRO: [4], pessoa colectiva n.º [5],

Leia mais

NOVO REGIME DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS

NOVO REGIME DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS NOVO REGIME DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS No âmbito do acordo tripartido para um novo sistema de regulação das relações laborais, das políticas de emprego e da protecção social, celebrado entre o Governo

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO Agosto de 2012 Leis n. os 23/2012, de 25 de junho e 47/2012, de 29 de agosto TRABALHO DE MENORES Requisitos de admissão de menor a prestar trabalho no tocante

Leia mais

Novos Prazos: Declaração de Remunerações à Segurança Social Pagamento das Contribuições e Quotizações à Segurança Social

Novos Prazos: Declaração de Remunerações à Segurança Social Pagamento das Contribuições e Quotizações à Segurança Social Data 13 de janeiro de 2011 Assunto: Tema: Novos Prazos: Declaração de Remunerações à Segurança Social Pagamento das Contribuições e Quotizações à Segurança Social Laboral No dia 1 de Janeiro de 2011 entrou

Leia mais

Assim: Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 198.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte:

Assim: Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 198.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Decreto-Lei n.º 237/2007 de 19 de Junho Transpõe para a ordem jurídica interna a Directiva n.º 2002/15/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Março, relativa à organização do tempo de trabalho

Leia mais

Regulamento do Programa Valorização Profissional

Regulamento do Programa Valorização Profissional Regulamento do Programa Valorização Profissional 1 - Objectivos: a) Qualificar activos que se encontram em períodos temporários de inactividade por baixa de actividade sazonal comprovada, através de Planos

Leia mais

DESPEDIMENTOS COLECTIVOS e por extinção do posto de trabalho

DESPEDIMENTOS COLECTIVOS e por extinção do posto de trabalho S R REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO DESPEDIMENTOS COLECTIVOS e por extinção do posto de trabalho ANO 2010 Breve

Leia mais

Obrigação de Informação

Obrigação de Informação Obrigação de Informação Nos termos do disposto no artigo 97º do Código do trabalho a entidade empregadora tem o dever de informar o trabalhador sobre aspectos relevantes do contrato de trabalho. Por outro

Leia mais

Índice de perguntas Contratação coletiva Contrato de trabalho vs. Prestação de serviços Parentalidade

Índice de perguntas Contratação coletiva Contrato de trabalho vs. Prestação de serviços Parentalidade Índice temático Apresentação 3 Siglas utilizadas 4 Índice de perguntas 6 Contratação coletiva 17 Contrato de trabalho vs. Prestação de serviços 23 Parentalidade 26 Trabalhador-estudante 39 Regulamento

Leia mais

Projecto de Lei n.º215 /X

Projecto de Lei n.º215 /X Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º215 /X COMBATER A PRECARIEDADE, MELHORANDO A ESTABILIDADE NO EMPREGO, ALTERANDO O CÓDIGO DE TRABALHO QUANTO AO CONTRATO DE TRABALHO A TERMO Exposição de motivos Em

Leia mais

LEX ] TRA SECTOR HORECA EXTRACTOS DO DIREITO DO TRABALHO

LEX ] TRA SECTOR HORECA EXTRACTOS DO DIREITO DO TRABALHO LEX ] TRA EXTRACTOS DO DIREITO DO TRABALHO ] 1 SECTOR HORECA Lei de 20 de Dezembro 2002 relativa à regulamentação da duração do trabalho dos operários, aprendizes e estagiários da hotelaria e restauração.

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular DIREITO DO TRABALHO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular DIREITO DO TRABALHO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular DIREITO DO TRABALHO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Direito (1º Ciclo) 2. Curso Solicitadoria 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular DIREITO DO TRABALHO (28127)

Leia mais

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO [novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO Aos [1] dias do mês de [2] de, em [3], entre: PRIMEIRO: [4], pessoa colectiva n.º [5], com sede em [6], capital

Leia mais

INCENTIVOS À CONTRATAÇÃO DE JOVENS À PROCURA DO PRIMEIRO EMPREGO E DE DESEMPREGADOS DE LONGA DURAÇÃO E DE MUITO LONGA DURAÇÃO Decreto-Lei n.

INCENTIVOS À CONTRATAÇÃO DE JOVENS À PROCURA DO PRIMEIRO EMPREGO E DE DESEMPREGADOS DE LONGA DURAÇÃO E DE MUITO LONGA DURAÇÃO Decreto-Lei n. INCENTIVOS À CONTRATAÇÃO DE JOVENS À PROCURA DO PRIMEIRO EMPREGO E DE DESEMPREGADOS DE LONGA DURAÇÃO E DE MUITO LONGA DURAÇÃO Decreto-Lei n.º 72/2017 O Decreto-Lei n.º 72/2017, de 21 de junho veio estabelecer

Leia mais

GUIA PRÁTICO REGIME DE LAYOFF

GUIA PRÁTICO REGIME DE LAYOFF Manual de GUIA PRÁTICO REGIME DE LAYOFF INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/25 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Regime de layoff (6006 v1.04) PROPRIEDADE Instituto

Leia mais

AV ANA SEQUEIRA VAREJÃO

AV ANA SEQUEIRA VAREJÃO Exmo. Senhor Secretário Geral do Sindicato dos Meios Audiovisuais O Gabinete Jurídico do SMAV foi incumbido de emitir parecer sobre o conceito de trabalho nocturno, nomeadamente sobre a posição assumida

Leia mais

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DO TRABALHO

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DO TRABALHO Nota explicativa sobre SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DO TRABALHO I. FINALIDADE Assegurar o direito dos trabalhadores ao recebimento efetivo de metade do valor da compensação devida por cessação do contrato de

Leia mais

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 197/X

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 197/X Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 197/X Altera o Decreto-Lei n.º 259/98 de 18 de Agosto, repondo a justiça social na atribuição do subsídio nocturno, altera o Decreto-Lei n.º53-a/98, de 11 de Março,

Leia mais