MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ"

Transcrição

1 MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ Prezada Equipe, É com grande prazer que recebemos sua proposta de participação na I Mostra de Cultura, Ciência e Tecnologia do IFRO Tendo em vista a padronização dos trabalhos, preparamos um roteiro para auxiliá-los na preparação do Dossiê. Quanto à orientação dos trabalhos, procurem seu orientador adiantando sempre todo assunto a ser tratado nas reuniões para que o professor não perca tempo. Não espere que seu professor tome a frente do seu trabalho; ele te dará apenas um direcionamento, mas não fará o trabalho para você. Pesquise, escreva, produza, corra atrás! Esperamos que essa experiência seja de crescimento e produtividade para todos nós! Sempre à disposição, Profª Juliana Godin Profº Renato Delmonico Coordenação do Evento 1 ESTRUTURA DA MOSTRA: 1.1 Período: 23, 24 e 25 de setembro de Horários: Manhã: 8:30h às 11:30h Tarde: 14:30h às 17:00h Noite: 19:30h às 22h 1.3 Atividades: - Estandes Temáticos - Rodada de Palestras e Oficinas - Apresentações Culturais 2 CRONOGRAMA: 1ª Etapa: Lançamento para professores e equipe pedagógica (Abril) Objetivo: Iniciar o processo de sensibilização e motivação ao desenvolvimento das atividades, além da apresentação de esclarecimentos iniciais. 2ª Etapa: Definição da área de interesse e entrega das fichas de inscrição (Junho) 3ª Etapa: Desenvolvimento (Jul/Ag/Set) 1

2 Reunião com os membros de cada equipe; Monitoramento do professor orientador e coleta de dados. Consenso do trabalho final; Planejamento das etapas; Levantamento das despesas; Pesquisa Processo de confecção do trabalho final 4ª Etapa: Apresentação nos dias do evento (23, 24 e 25 Set) 5ª Etapa: Avaliação (26 a 30 Set) 6ª Etapa: Premiação (outubro) 3 AVALIAÇÃO O processo de avaliação se dará em duas etapas: - Avaliação do Processo - À partir da entrega de um Dossiê elaborado por cada grupo, contendo o detalhamento do trabalho, materiais impressos utilizados para divulgação, fotos, registros de reuniões, etc. (Valor: Zero a Cem pontos) - Avaliação do Resultado - Nos dias 23, 24 e 25 de setembro de 2009 durante a apresentação. (Valor: Zero a Cem pontos). - Lançamento das notas por disciplina: Cada equipe será avaliada com uma nota de Zero a Cem através da média final da avaliação do processo e do resultado. Será considerada como parte da nota da etapa, de acordo com os critérios de avaliação de cada professor. (Valor: Zero a Cem pontos). 4 DOSSIÊ (ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM) O que é um Dossiê? Coleção de documentos ou um pequeno arquivo que contém papéis relativos a determinado assunto, processo, negócio, fato ou pessoa. Diferentemente de um projeto de pesquisa, o Dossiê não apresenta uma estrutura obrigatória de número de páginas, espaçamentos, parágrafos, etc. Trata-se de um trabalho mais solto, mas nem por isso deve ser feito sem observar-se alguns critérios. Objetivo do Dossiê como instrumento de avaliação: - Revelar o envolvimento do grupo nos processos de produção, reflexão e na seleção dos trabalhos. - Estabelecer um diálogo com o professor e vice-versa sobre avanços, dificuldades, descobertas, conclusões, etc. - Registrar aspectos considerados relevantes; - Anotar os principais conceitos dos temas estudados, interpretando-os; - Incluir referências a experiências de aprendizagem diversificadas como investigações complementares ao conteúdo em pauta, projetos de pesquisa, utilização de materiais, de tecnologia e a participação em outras atividades educativas; COMO ESTRUTURAR O SEU DOSSIÊ (PASSO A PASSO): (OBS: Nos modelos abaixo utilizaremos o tema Web Design apenas como exemplo de linha de trabalho). 2

3 -Acondicionamento das páginas: pasta catálogo com folhas plásticas -PÁGINAS: - CAPA: Margem esquerda e superior de 3cm; Margem direita e inferior de 2cm; Folha A4. Capa com logomarca do Instituto, logomarca do Centenário e imagem alusiva ao tema escolhido. Logomarca do Centenário Logomarca do Instituto Imagem alusiva ao tema escolhido (Crie um símbolo que represente o tema escolhido para o seu trabalho (identidade visual). Isso facilita a identificação pelos visitantes do evento fazendo com que se interessem ainda mais pela sua exposição). - FOLHA DE ROSTO Logomarcas do Instituto e do Centenário. I MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO IFRO Logomarca referente ao tema escolhido Tema: (tema escolhido) Equipe: (Nomes dos componentes da equipe) Curso: (Nome do curso) Professor Orientador: Prof. Dr. Fulano de Tal (OBS: Verifique a titulação do seu orientador. Esp.= Especialista/ Ms.= Mestre/ Dr.= Doutor) Local e data.- EPÍGRAFE Logomarcas do Instituto e do tema escolhido. Escreva no canto inferior direito da página uma frase ou citação relacionada ao tema escolhido. 3

4 - PÁGINA 4 EM DIANTE: (Sempre com logomarca do Instituto e do tema escolhido) - INTRODUÇÃO A Introdução deve fornecer ao leitor, de modo claro e preciso, uma visão global da pesquisa a ser realizada, apresentando o que se pretende investigar e buscando-se responder às questões: quem, o que, por que, quando, onde e como. - OBJETIVOS Os objetivos compreendem os propósitos do estudo, ou seja, que tipos de informações se pretende divulgar através da pesquisa. A equipe deve estabelecer os objetivos através de frases concisas, redigidas de forma impessoal. - JUSTIFICATIVA É o motivo que leva a equipe a escolher e estudar o tema. A justificativa aborda a razão pela qual se escolheu o tema e a sua importância para o desenvolvimento da área pesquisada. - DELIMITAÇÃO Na delimitação a equipe deverá apresentar o campo de atuação proposto, isto é, especificar a linha de pesquisa para que o trabalho não fique tão amplo. - INSTRUMENTOS Neste item devem ser apresentados os instrumentos utilizados na pesquisa e como foram empregados. Ex.: questionários, entrevistas, testes específicos, etc. - PROCEDIMENTOS Apresentar, em detalhes, todos os passos utilizados pela equipe para a coleta de dados. - EMBASAMENTO TEÓRICO Pesquisa bibliográfica a respeito do tema escolhido, lembrando que o texto deve ser produzido pelos autores do trabalho e DE FORMA ALGUMA copiados da internet, livros, etc. - PLANEJAMENTO DA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO Como o trabalho será apresentado para o público? Serão utilizados painéis, experimentos, maquetes, protótipos, cartazes? Quem será responsável por cada atividade? Como será feita? (OBS: Adicione figuras ilustrativas representando o que se pretende construir) - DIÁRIO DE BORDO Montar um diário contendo todos os registros do desenvolvimento do trabalho com datas, atividades realizadas em cada reunião e assinatura dos membros da equipe que compareceram naquele dia. - RECURSOS MATERIAIS Apresentar todos os recursos utilizados especificando o tipo, quantidade e anexando recibo de compra ou nota fiscal se for o caso. - PLANEJAMENTO DO ESTANDE Como o estande será montado? Quais materiais serão necessários? Quem será responsável pela montagem e tematização? (OBS: Adicione figuras ilustrativas representando o que se pretende construir) - REFERÊNCIAS As Referências informam ao leitor a respeito das fontes que serviram de base para a realização da pesquisa que resultou no trabalho escrito. Também oferecem uma idéia geral da documentação consultada e possibilitam ao leitor aprofundar o tema, mediante consulta pessoal às fontes originais. 4

5 - ANEXOS Coloque fotos da equipe trabalhando e durante o evento. Coloque todo material extra relacionado ao tema escolhido como: reportagens de revistas, crachás da equipe (caso utilizem no dia do evento), panfletos, cartões de visita de profissionais que auxiliaram, etc. OBS: Você também pode colocar mais coisas para deixar o seu Dossiê ainda melhor. Use a criatividade e bom trabalho! 5 COMO SUA EQUIPE SERÁ AVALIADA: 5.1 FICHA DE VERIFICAÇÃO I DOSSIÊ (Valor: 100 pontos) TÓPICO Capa (logomarca do tema escolhido) Epígrafe Introdução Objetivos Justificativa Delimitação Instrumentos Procedimentos Embasamento teórico Planejamento da apresentação do trabalho Diário de Bordo Recursos materiais Planejamento do Estande Referências Anexos VALOR 2 pontos 3 pontos 3 pontos 1 2 pontos 5.2 FICHA DE VERIFICAÇÃO II APRESENTAÇÃO NOS DIAS DO EVENTO (Valor: 100 pontos) TÓPICO Segurança, gestos, postura, correção gramatical, entusiasmo Domínio do assunto Desenvolvimento lógico de idéias e conclusões Criatividade (uso de recursos áudio-visuais como imagens, figuras, gráficos, sons, fotografias, maquetes, experimentos, etc.) Montagem do estande (tematização, cores, identidade visual, higiene) Organização Presença nos três dias de evento VALOR 20 pontos 20 pontos 20 pontos 5

6 ANEXO Sugestão de carta para pedido de patrocínio Algumas equipes têm nos procurado pedindo auxílio na preparação de uma carta para pedido de patrocínio às empresas. Segue abaixo uma sugestão que deverá ser digitada e entregue juntamente com uma declaração de aluno regularmente matriculado no Instituto. Essa declaração poderá ser retirada na secretaria. Lembramos que será permitida a divulgação do nome/marca da empresa patrocinadora como forma de agradecimento pelo apoio. Não serão permitidos patrocínios de partidos políticos, políticos detentores de mandatos ou pré-candidatos a quaisquer cargos políticos. Quaisquer dúvidas entrem em contato com os coordenadores do evento. Ji-Paraná, de julho de Prezados Senhores, Somos alunos do curso de do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFRO, situado na rua Rio Amazonas, 151, bairro Jardim dos Migrantes, Ji-Paraná-RO. Estamos participando da I MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO IFRO que acontecerá nos dias 23, 24 e 25 de setembro de 2009, nas dependências da instituição. Nosso trabalho será sobre e gostaríamos de poder contar com seu apoio no sentido de contribuir com algum patrocínio para o melhor desenvolvimento de nosso projeto. Ressaltamos que nossos apoiadores terão o nome/marca afixados em local visível como forma de divulgação e agradecimento pela contribuição. Gratos pela atenção, (Assinatura dos membros da equipe) Em anexo a declaração de aluno regularmente matriculado no Instituto Federal. 6

II M O S T R A D E C U L T U R A, C I Ê N C I A E T E C N O L O G I A D O I F R O. E d i t a l DOS OBJETIVOS DA ESTRUTURA DA MOSTRA

II M O S T R A D E C U L T U R A, C I Ê N C I A E T E C N O L O G I A D O I F R O. E d i t a l DOS OBJETIVOS DA ESTRUTURA DA MOSTRA II M O S T R A D E C U L T U R A, C I Ê N C I A E T E C N O L O G I A D O I F R O E d i t a l DOS OBJETIVOS Art. 1º A II Mostra de Cultura, Ciência e Tecnologia do IFRO, evento de caráter integrador, tem

Leia mais

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!!

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!! Apresentação Este manual é uma orientação para os participantes de cursos no ambiente Moodle do INSTITUTO PRISMA. Tem como objetivo orientar sobre as ações básicas de acesso e utilização do ambiente virtual

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso

Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso Desenvolvimento do Projeto Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Tópicos da Aula 8ºe9ºPeríodos Introdução; Normas gerais

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO [colocar o título em caixa alta, Arial 14, centralizado, em negrito]

TÍTULO DO PROJETO [colocar o título em caixa alta, Arial 14, centralizado, em negrito] UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES CURSO DE PEDAGOGIA [Arial 12] NOME COMPLETO DO ALUNO [obs: nome completo em caixa alta, centralizado, sem negrito, Arial 12]

Leia mais

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre Projeto de Patrocínio Curitiba - PR 2015 2014 VI FÓRUM TECNO SOFTW LIVRE VI Fó Te So Liv 16 a 18 de setembro de 2015 Curitiba PR Brasil Sumário 1 Apresentação...1 2 Local, data e site...1 3 Público alvo...1

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Objetivo: Estas diretrizes têm por objetivo padronizar a apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos Cursos Técnicos

Leia mais

1 PROJETOS DE PESQUISA ( PARA PCCT LEIA PRIMEIRAMENTE O APÊNDICE A )

1 PROJETOS DE PESQUISA ( PARA PCCT LEIA PRIMEIRAMENTE O APÊNDICE A ) 1 PROJETOS DE PESQUISA ( PARA PCCT LEIA PRIMEIRAMENTE O APÊNDICE A ) O Projeto de Pesquisa tem por objetivo organizar, delimitar e sistematizar uma proposta de pesquisa, esta, porém poderá sofrer alterações

Leia mais

FACULDADE UNISAÚDE INSTITUTO UNISAÚDE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA

FACULDADE UNISAÚDE INSTITUTO UNISAÚDE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA FACULDADE UNISAÚDE INSTITUTO UNISAÚDE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA Prof. Ms. Jean Luís de Souza Diretor Geral Faculdade Unisaude Prof.

Leia mais

Módulo 4 Criando Exemplos para Aprendizagem

Módulo 4 Criando Exemplos para Aprendizagem Módulo 4 Criando Exemplos para Aprendizagem Este Caderno de Anotações é usado para o do Programa Intel Educar. No decorrer do curso você pode registrar seus pensamentos on-line ou em uma cópia impressa

Leia mais

FACULDADE DO GUARUJÁ

FACULDADE DO GUARUJÁ FACULDADE DO GUARUJÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 01/2011 REGULAMENTO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NORMAS GERAIS Artigo 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso TCC constitui-se em pré-requisito para

Leia mais

ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DO PROJETO/ARTIGO 1. O PROJETO DE PESQUISA

ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DO PROJETO/ARTIGO 1. O PROJETO DE PESQUISA ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DO PROJETO/ARTIGO 1. O PROJETO DE PESQUISA A primeira etapa para a organização do TCC nos cursos de pós-graduação lato sensu a distância consiste na elaboração do projeto de pesquisa,

Leia mais

Normas para participação com apresentação de pôsteres e/ou Trabalhos completos (Comunicações Orais)

Normas para participação com apresentação de pôsteres e/ou Trabalhos completos (Comunicações Orais) Normas para participação com apresentação de pôsteres e/ou Trabalhos completos (Comunicações Orais) *Os participantes do Congresso Internacional de Saúde poderão participar na modalidade OUVINTE, APRESENTAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO APRESENTAÇÃO O Ministério Público pela Educação MPEDUC é um projeto que foi desenvolvido em parceria pelo Ministério Público Federal/Procuradoria

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO FACULDADE PIO XII REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ( 6º PERÍODO/2013-7º PERÍODO/2014-8º PERÍODO/2014 ) Cariacica 2013/2014 FACULDADE DE ESTUDOS

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Art. 1º - Este regulamento disciplina o processo de elaboração, apresentação e avaliação do Trabalho Final de Graduação (TFG) do curso de

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E TRABALHOS

Leia mais

EDITAL 32 / 2015 12ª SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA LUZ, CIÊNCIA E VIDA 09 A 14 DE NOVEMBRO DE 2015

EDITAL 32 / 2015 12ª SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA LUZ, CIÊNCIA E VIDA 09 A 14 DE NOVEMBRO DE 2015 EDITAL 32 / 2015 12ª SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA LUZ, CIÊNCIA E VIDA 09 A 14 DE NOVEMBRO DE 2015 MOSTRA DE TRABALHOS O IF Sudeste MG Campus Barbacena, por meio da Comissão Organizadora da Semana

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO (Estágio I e II)

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO (Estágio I e II) ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO (Estágio I e II) PROFESSOR: EDUARDO OLIVEIRA TELES 2011 FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO Margens:

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema

PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema de pesquisa, temos que traçar um caminho a seguir durante a investigação. Realizar um estudo mais planejado dos aspectos que

Leia mais

Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I

Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I Orientações para Mostra Científica IV MOSTRA CIENTÍFICA 2014 COLÉGIO JOÃO PAULO I Tema VIDA EFICIENTE: A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA A SERVIÇO DO PLANETA Cronograma Orientações Pré-projeto Metodologia Relatório

Leia mais

CURSO: DIREITO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PROJETO INTERDISCIPLINAR. TEMA: (definido pela coordenação de pesquisa) SUBTEMA (escolha do grupo)

CURSO: DIREITO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PROJETO INTERDISCIPLINAR. TEMA: (definido pela coordenação de pesquisa) SUBTEMA (escolha do grupo) CURSO: DIREITO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PROJETO INTERDISCIPLINAR TEMA: (definido pela coordenação de pesquisa) SUBTEMA (escolha do grupo) Coordenador de Pesquisa: Prof. Charley Teixeira Chaves Piumhi, Agosto

Leia mais

III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL

III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL Dias 6 e 7 de Novembro de 2013 Realização e apoio: facebook: https://www.facebook.com/fecinac

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CURSO DE PEDAGOGIA, LICENCIATURA EM FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA CRIANÇAS, JOVENS E ADULTOS E BACHARELADO

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA Profa. Ms. Rose Romano Caveiro CONCEITO E DEFINIÇÃO É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Escola Profissionalizante Francisca Nobre da Cruz Educação Profissional Credenciada pelo o parecer Nº 0484/2009 do CEE/CE, DOE nº 005 08.01.2010 Recredenciamento nº 1788/2013, DOE nº 216 18.11.2013 - Censo

Leia mais

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA.

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN Edital 2015 Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. A Direção da Faculdade de Rondônia FARO/IJN torna público, por meio deste edital, as informações para realização do II

Leia mais

TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TI CURITIBA 2009-1 2 SUMÁRIO Pag. 1 O QUE É O TI (TRABALHO INTERDISCIPLINAR)... 3 2 OBJETIVOS DO TI... 3 3 CARACTERÍSTICAS DO TI... 3 4 EQUIPES... 4

Leia mais

RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO E REPRESENTAÇÕES LTDA 4ª Oficina Data: 31/07/2012

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 Jaciara-MT COMPOSIÇÃO DA MONOGRAFIA MONOGRAFIA Recebe nº página CAPA FOLHA DE ROSTO FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTO (OPCIONAL) EPIGRAFE

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIOS 2012 SUMÁRIO

MANUAL DE ESTÁGIOS 2012 SUMÁRIO MANUAL DE ESTÁGIOS 2012 SUMÁRIO 1 - INTRODUÇÃO 2 - PROFESSORES ORIENTADORES DE ESTÁGIO 3 - RELATÓRIO DE ESTÁGIO 3.1 - APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO 4 - ROTEIRO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO 4.1 - ESTAGIÁRIO 4.2

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 -

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 - A Direção da Faculdade de Rondônia - IJN/FARO torna público por meio deste edital, as informações para realização do I Encontro de Ciência & Tecnologia, que acontecerá nos dias 16 e 17 de outubro de 2014.

Leia mais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais 1 MANUAL DE ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 PRINCIPIOS O Seminário de Pesquisa exigido pelo curso de Administração é um projeto de atividades centrado em áreas teórico práticas, e deverá

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO AMAZONAS ESPECIALIZAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO EM SOFTWARE LIVRE CONCEITOS E PROJETOS DE BANCO DE DADOS E SQL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO AMAZONAS ESPECIALIZAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO EM SOFTWARE LIVRE CONCEITOS E PROJETOS DE BANCO DE DADOS E SQL O trabalho consiste na resolução de um exercício e na confecção de um relatório. 17/10/2005 é o último dia para entrega. O trabalho deverá entregue impresso e o seu conteúdo gravado numa mídia. O formato

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

TÍTULO CLARO E OBJETIVO QUANTO ÀS PRETENÇÕES RELATIVAS AO OBJETO DE ESTUDO

TÍTULO CLARO E OBJETIVO QUANTO ÀS PRETENÇÕES RELATIVAS AO OBJETO DE ESTUDO FORMATAÇÃO GERAL PAPEL: A4 MARGEM: 3 cm à esquerda e superior e 2 cm à direita e inferior ESPAÇAMENTO: 1,5 texto corrido; entre parágrafo 6pts antes e depois FONTE: Times New Roman ou Arial TAMANHO DA

Leia mais

Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio

Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio REGULAMENTO PARA FEIRA DE CIÊNCIAS MAYRINK 2014 A Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira, 2014, é

Leia mais

Laboratório didático de Física

Laboratório didático de Física Laboratório didático de Física Como redigir um relatório Como escrever um relatório? Esperamos nos próximos parágrafos passar algumas informações úteis para escrever um relatório. É possível que algumas

Leia mais

MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS Elaborado por Prof. Dr. Rodrigo Sampaio Fernandes Um projeto de pesquisa consiste em um documento no qual

Leia mais

Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC

Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC Estabelece normas para a realização do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Graduação em

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO DE TCC

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO DE TCC CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO DE TCC Cuiabá/MT 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 3.1 GERAL... 4 3.2 ESPECÍFICOS... 4 4. REFERENCIAL

Leia mais

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS IFAM CAMPUS HUMAITÁ CURSO DE... NOME DO(A) DISCENTE TÍTULO DA PESQUISA HUMAITÁ AM ANO EM QUE O TRABALHO

Leia mais

Mesa-redonda: Criatividade, Tecnologia e Ensino Relatos de práticas no ensino público de Campinas

Mesa-redonda: Criatividade, Tecnologia e Ensino Relatos de práticas no ensino público de Campinas Mesa-redonda: Criatividade, Tecnologia e Ensino Relatos de práticas no ensino público de Campinas Professora Eliane Lucy Marcelino e Professor Paulo Cesar de Campos EMEF Ângela Cury Zákia, Nova Sousas,

Leia mais

Regulamente das Atividades Complementares

Regulamente das Atividades Complementares Associação Objetivo de Ensino Superior Goiânia - GO Regulamente das Atividades Complementares ARQUITETURA E URBANISMO 1º / 2º Semestre em 2015 2 ENTREGA limite 2019 do 10º semestre Nome: Número: Turma:

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES 1 Eficácia nos estudos 2 Anotação 2.1 Anotações corridas 2.2 Anotações esquemáticas 2.3 Anotações resumidas 3 Sublinha 4 Vocabulário 5 Seminário 1 EFICÁCIA

Leia mais

XIX SEMANA DA TECNOLOGIA & XVIII ENCONTRO ESCOLA COMUNIDADE REGULAMENTO GERAL 2013

XIX SEMANA DA TECNOLOGIA & XVIII ENCONTRO ESCOLA COMUNIDADE REGULAMENTO GERAL 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Campus Nilópolis XIX SEMANA DA TECNOLOGIA & XVIII ENCONTRO

Leia mais

Pedagogia LICENCIATURA

Pedagogia LICENCIATURA CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Portaria de Reconhecimento nº. 286 de 21 de dezembro de 2012 ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO III GESTÃO ESCOLAR Pedagogia LICENCIATURA CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

União do Ensino Superior de Nova Mutum - UNINOVA Nome dos acadêmicos em ordem alfabética. Orientações Sobre a Elaboração de Projetos de Pesquisa

União do Ensino Superior de Nova Mutum - UNINOVA Nome dos acadêmicos em ordem alfabética. Orientações Sobre a Elaboração de Projetos de Pesquisa União do Ensino Superior de Nova Mutum - UNINOVA Nome dos acadêmicos em ordem alfabética Orientações Sobre a Elaboração de Projetos de Pesquisa Nova Mutum 2009 Nome dos acadêmicos em ordem alfabética Orientações

Leia mais

NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014

NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014 NORMAS PARA EDITORAÇÃO E ENVIO DE TRABALHOS TÉCNICOS AO EVENTOS BRASIL 2014 07 a 08 de dezembro de 2014 São Paulo - SP DATAS E CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES Os trabalhos técnicos deverão ser enviados eletronicamente,

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL Estrutura formal do relatório Estrutura Elemento Capa Folha de Rosto Pré-textuais Folha de Identificação Sumário 1. Introdução Textuais 2. Atividades

Leia mais

Define claramente o tema, o seu objectivo e os aspectos a desenvolver. De seguida deves ser capaz de levantar questões sobre o que pretendes

Define claramente o tema, o seu objectivo e os aspectos a desenvolver. De seguida deves ser capaz de levantar questões sobre o que pretendes Como fazes os teus trabalhos escritos? Há dois métodos para fazer trabalhos 1-Vais à Net copias a informação, colas num novo documento, imprimes e já está! 2-Pesquisas informação em fontes diversas, retiras

Leia mais

Estrutura do Trabalho: Fazer um resumo descrevendo o que será visto em cada capítulo do trabalho.

Estrutura do Trabalho: Fazer um resumo descrevendo o que será visto em cada capítulo do trabalho. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ A monografia é um texto escrito contendo o resultado da pesquisa realizada como trabalho de conclusão do curso de especialização. Os itens básicos a constarem da monografia

Leia mais

REGRAS PARA ENVIO DE RESUMOS

REGRAS PARA ENVIO DE RESUMOS NORMAS DE ENVIO DE RESUMOS EXPANDIDOS AO IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE MEIO AMBIENTE SUBTERRÂNEO São Paulo - SP, 05 e 06 de outubro de 2015 REGRAS PARA ENVIO DE RESUMOS A submissão de resumos expandidos

Leia mais

MONOGRAFIA : COMO FAZER

MONOGRAFIA : COMO FAZER Alguns sites que tratam sobre monografias http://www.admbrasil.com.br/abnt.htm http://planeta.terra.com.br/servicos/monografiaabnt/ http://www.sinescontabil.com.br/trabs_profissionais/fazendo_uma_monografia.htm

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Resolução 012/2010 da Pró-Reitoria de Graduação CAPÍTULO I - DO CONCEITO Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO TRIÂNGULO MINEIRO

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO TRIÂNGULO MINEIRO FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO TRIÂNGULO MINEIRO MANUAL TCC - Trabalho de Conclusão de Curso - 7º e 8º Períodos de Administração - Responsáveis: Prof a. Andrea Luisa Veludo Colmanetti Prof. Karim

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIOS EMPIRIKOS

REGULAMENTO DESAFIOS EMPIRIKOS 1 REGULAMENTO DESAFIOS EMPIRIKOS JUSTIFICATIVA A inserção de assuntos relacionados à ciência e à tecnologia em nossa vida caracteriza o que chamamos de cultura científica. Esse tipo específico de cultura

Leia mais

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que

Leia mais

Faculdade de Ribeirão Preto. Núcleo de Prática Acadêmica (NPA)

Faculdade de Ribeirão Preto. Núcleo de Prática Acadêmica (NPA) Faculdade de Ribeirão Preto Núcleo de Prática Acadêmica (NPA) Manual de orientações para o cumprimento do Estágio Curricular e elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC PEDAGOGIA 2011 ORIENTAÇÕES

Leia mais

APÊNDICE A FICHA DE ACOMPANHAMENTO DO TCC

APÊNDICE A FICHA DE ACOMPANHAMENTO DO TCC APÊNDICE A FICHA DE ACOMPANHAMENTO DO TCC MÉDIA PARCIAL: ( ) M1 ( ) M2 ( ) M3 ACADÊMICO: CÓDIGO DE MATRÍCULA: PROF. ORIENTADOR: Nº ENC. DATA DA ORIENTAÇÃO INÍCIO HORÁRIO ASSUNTOS ABORDADOS DURANTE AS REALIZOU

Leia mais

Regulamento Desafio Unicamp 2015

Regulamento Desafio Unicamp 2015 Regulamento Desafio Unicamp 2015 O Desafio Unicamp de inovação tecnológica é uma competição de modelos de negócio, idealizada pela Agência de Inovação Inova Unicamp, que tem como objetivo estimular a criação

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA

FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA NORMAS DOS TRABALHOS CIENTIFICOS FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA Período: 05 a 07 de Outubro de 2010 IX SEMANA ACADEMICA Responsabilidade sócioambiental Local: Faculdade Integrada da Grande Fortaleza

Leia mais

EXPLICAÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

EXPLICAÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO EXPLICAÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Elementos Textuais: INTRODUÇÃO: Introduzir significa apresentar. Descrever o trabalho baseando-se nas seguintes colocações: o quê fez, por que

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 1ª REGIÃO DISTRITO FEDERAL - GOIÁS - MATO GROSSO - TOCANTINS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 1ª REGIÃO DISTRITO FEDERAL - GOIÁS - MATO GROSSO - TOCANTINS IV PRÊMIO CIENTÍFICO HELENA FEIJÓ 2011 REGULAMENTO CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO DO PRÊMIO SEÇÃO I DOS OBJETIVOS Art. 1º O IV PRÊMIO CIENTÍFICO HELENA FEIJÓ, promovido pelo Conselho Regional de Nutricionistas

Leia mais

SEMANA TEMÁTICA TEMA: Brasil culturas indígenas e afro-brasileiras Data: 7 a 12 de maio de 2012. Orientações para os Professores

SEMANA TEMÁTICA TEMA: Brasil culturas indígenas e afro-brasileiras Data: 7 a 12 de maio de 2012. Orientações para os Professores Pró-Reitoria de Extensão - Proex Diretoria de Programas de Pastoral Dipas Programa de Formação Humanística - PFH Centro de Reflexão sobre Ética e Antropologia da Religião (CREAR) SEMANA TEMÁTICA TEMA:

Leia mais

REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO CASARIOS DO PORTO, CORUMBÁ- MS

REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO CASARIOS DO PORTO, CORUMBÁ- MS REGULAMENTO PARA EXPOSIÇÃO CASARIOS DO PORTO, CORUMBÁ- MS O SESC no Mato Grosso do Sul, torna público o regulamento para exposição Casarios do Porto, Corumbá-MS com a finalidade de estimular a produção

Leia mais

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto.

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Pré-texto Capa Folha de Rosto Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo Sumário Texto

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013 Jaciara-MT 2013 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO FORMATO Os trabalhos acadêmicos devem ser em conformidade com os apontamentos a seguir. Papel branco, Formato A4 (21

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO ACADÊMICA (NPEA) PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTIFICA (PIC) Edital nº 26/13-NPEA, de 19 de agosto de 2013.

NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO ACADÊMICA (NPEA) PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTIFICA (PIC) Edital nº 26/13-NPEA, de 19 de agosto de 2013. NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO ACADÊMICA (NPEA) PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTIFICA (PIC) Edital nº 26/13-NPEA, de 19 de agosto de 2013. Projeto: Criação de Portfólio Área de Concentração: Tecnologia e Produção

Leia mais

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO Finalidade de um Artigo Científico Comunicar os resultados de pesquisas, idéias e debates de uma maneira clara, concisa e fidedigna. Servir de medida da produtividade

Leia mais

PADRÃO PARA NORMALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE PROMOVE DE JANAÚBA:

PADRÃO PARA NORMALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE PROMOVE DE JANAÚBA: Modelo de Capa ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL - SOEBRAS FACULDADE PROMOVE DE JANAÚBA PADRÃO PARA NORMALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE PROMOVE DE JANAÚBA: modelo apresentado para

Leia mais

ANEXO VII: Roteiro para Elaboração de Projeto de Intervenção

ANEXO VII: Roteiro para Elaboração de Projeto de Intervenção Fundação Universidade do Tocantins - UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social UNITINS ANEXO VII: Roteiro para Elaboração de Projeto

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

Elaboração do banner. IV Mostra Científica 2013 Colégio João Paulo I

Elaboração do banner. IV Mostra Científica 2013 Colégio João Paulo I Elaboração do banner IV Mostra Científica 2013 Colégio João Paulo I O que precisa aparecer? Título Nome dos componentes e turma Introdução Objetivos Metodologia Fundamentação teórica Resultados e conclusões

Leia mais

Formas de Comprovação de Contrapartidas

Formas de Comprovação de Contrapartidas Formas de Comprovação de Contrapartidas A entidade patrocinada deverá comprovar o cumprimento das contrapartidas estabelecidas no contrato de patrocínio nas formas definidas abaixo: Contrapartidas de Imagem

Leia mais

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC 1) INTRODUÇÃO A ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, define o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC como: Documento que representa o resultado

Leia mais

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento.

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Título provisório (uma expressão

Leia mais

SECRETARIA DE OBRAS E PLANEJAMENTO URBANO

SECRETARIA DE OBRAS E PLANEJAMENTO URBANO III CONCURSO DE ESTUDANTES DA FAU FATEA Faculdades Integradas Teresa D Ávila - LORENA Concurso de projetos para Praças da área urbana, da cidade de Lorena - SP Apresentação: A Prefeitura Municipal de Lorena,

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

D O N D O M Ê N I C O

D O N D O M Ê N I C O MODELO DE PROJETO DE PESQUISA Este modelo deve ser utilizado nas Disciplinas de Metodologia do Trabalho Científico, Orientação de TCC e demais disciplinas que assim o exigirem. Consta de capa, folha de

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

2. Laboratório: uso do avental, organização e relatório 3. Tarefas. 1. Avaliação da Semana de Geociências e Meio Ambiente 2.

2. Laboratório: uso do avental, organização e relatório 3. Tarefas. 1. Avaliação da Semana de Geociências e Meio Ambiente 2. PIC VERSÃO PARA O PROFESSOR Produção Integrada ao Conteúdo 6. o ano Ensino Fundamental Componentes da PIC 2. o bimestre Arte Ciências A nota da PIC é a média entre a nota de tarefa (avaliação do conjunto

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO FORTALECER

REGULAMENTO PRÊMIO FORTALECER REGULAMENTO PRÊMIO FORTALECER 1. O Prêmio 1.1. Apresentação O Prêmio Fortalecer é uma iniciativa da ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), dentro do escopo do PROGRAMA FORTALECER. Este prêmio

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA!

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA! CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO REVISTA DiCA! Biblioteca - FAAG Tel. (14) 3262-9400 Ramal: 417 Email: biblioteca@faag.com.br http://www.faag.com.br/faculdade/biblioteca.php

Leia mais

União do Ensino Superior de Nova Mutum - UNINOVA Nome dos acadêmicos em ordem alfabética. Orientações Sobre a Elaboração de Projetos de Pesquisa

União do Ensino Superior de Nova Mutum - UNINOVA Nome dos acadêmicos em ordem alfabética. Orientações Sobre a Elaboração de Projetos de Pesquisa União do Ensino Superior de Nova Mutum - UNINOVA Nome dos acadêmicos em ordem alfabética Orientações Sobre a Elaboração de Projetos de Pesquisa Nova Mutum MT 2012 Nome dos acadêmicos em ordem alfabética

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS

NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS REGRAS BÁSICAS A submissão de trabalhos ao 9º Simpósio Brasileiro de Cartografia Geotécnica e Geoambiental será totalmente online, não mais sendo necessário o envio de cópias

Leia mais

MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista. Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP

MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista. Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP Contacto: erisson.pitta@mj.gov.br Telefono: 5561 2025 8991 Prezado(a)

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA RESUMOS Definição: é a apresentação concisa e freqüentemente seletiva do texto, destacando-se os elementos de maior interesse e importância,

Leia mais

Nome da Empresa. Plano de Desenvolvimento de Software. Versão <1.0>

Nome da Empresa. <Nome do Projeto> Plano de Desenvolvimento de Software. Versão <1.0> Nome da Empresa Plano de Desenvolvimento de Software Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 2/7 Índice Analítico 1. Objetivo

Leia mais

NORMAS GERAIS DE ESTÁGIO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO: GESTÃO, SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL

NORMAS GERAIS DE ESTÁGIO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO: GESTÃO, SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL NORMAS GERAIS DE ESTÁGIO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO: GESTÃO, SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL APRESENTAÇÃO Este manual destina-se a orientação dos procedimentos a serem adotados durante o estágio

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Curso de Pedagogia

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Curso de Pedagogia Carta aos Professores Caro/a professor/a: Agradecemos muito sua contribuição e disposição para as orientações do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Pedagogia da UFPR. Assim, apresentamos,

Leia mais

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO 1 INTRODUÇÃO A Política Estadual de Educação Ambiental tem como princípios

Leia mais

TCC I / II REUNIÃO GERAL DE ORIENTAÇÃO

TCC I / II REUNIÃO GERAL DE ORIENTAÇÃO TCC I / II REUNIÃO GERAL DE ORIENTAÇÃO NORMA GERAL (Síntese) 2014/1 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º - Entende-se por TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC), as atividades de investigação e síntese

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE Caxias-MA 2014 EDITAL DE DIVULGAÇÃO II MOSTRA CIENTIFICA DO PROGRAMA SAUDE NA ESCOLA- PSE CAXIAS - MA Compartilhando Experiências 1-APRESENTAÇÃO O Programa Saúde na Escola PSE é uma política intersetorial

Leia mais

Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho. Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani. Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva

Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho. Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani. Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva Vice-Reitor da USS Marco Antonio Soares de Souza Pró-Reitor

Leia mais