Pranayama. A respiração do Yoga

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pranayama. A respiração do Yoga"

Transcrição

1 Pranayama A respiração do Yoga

2 Pranayama é uma palavra sânscrita e significa: Prana = energia Yama = disciplina De uma maneira simplificada, Pranayama é o controle do prana através da respiração. É o nome que utilizamos para definir os exercícios respiratórios no Yoga.

3 Prana é energia universal vital, e está presente em tudo. Na natureza, no ar, nos alimentos e em nós mesmos.

4 Fundamentalmente recebemos Prana do Sol, da água, do ar, dos alimentos e esta energia circula por nosso corpo através dos Nadis (canais energéticos) e é regulada através dos Chakras que por sua vez também regulam funções físicas e emocionais.

5 Os exercícios respiratórios ajudam a controlar e regular o armazenamento desta energia.

6 O Pranayama se divide em 4 fases: Puraka : Inspiração Kumbhaka: Retenção do ar nos pulmões Rechaka: Expiração Bahir Kumbhaka: Retenção com os pulmões vazios após expiração.

7 Como viram, no Pranayama, além da entrada e saída do ar, temos fases de retenção, o que diferencia o exercício do ato de respirar que é natural e instintivo. Através do exercício podemos melhorar nossa forma de respirar o que surtirá efeito em todo nosso organismo.

8 Lembre-se Com crianças de até 12 anos evitamos as fases de retenção, a menos que elas já estejam acostumadas aos exercícios de respiração. Os exercícios não devem causar dores, tontura ou qualquer tipo de desconforto. Diante de qualquer manifestação interrompa a prática e comunique aos pais as queixas do aluno.

9 ATENÇÃO A posição para a prática deve ser confortável e o ambiente tranquilo, para que o foco seja unicamente a respiração.

10 O objetivo primordial do Yoga é restabelecer a paz e a simplicidade da mente, e libertá-la da confusão e da dor. Esta sensação vem da prática dos asanas e pranayama." B.K.S. Iyengar

11 Benefícios dos exercícios respiratórios. Combatem stress e ansiedade. Intensificam as trocas gasosas que purificam o sangue venoso, carregando oxigênio e eliminando gás carbônico. Diminuem a oscilação mental, ajudando na concentração e foco. As retenções melhoram o fluxo energético, ativam os Chakras e melhoram nossa visão do EU interior.

12 Os exercícios promovem a expansão da bioenergia melhorando não somente o fluxo mas a absorção da energia vital. Aumentam nossa capacidade pulmonar. Ao promover o controle das emoções, estimula o contato do consciente com o inconsciente.

13 Entendendo a respiração

14

15 Isto é o que ocorre naturalmente vezes por dia. Já parou para observar sua respiração? Através dos pranayamas não somente podemos observar e melhorar nossa respiração, como podemos observar e melhorar a nós mesmos.

16 Bandhas e Pranayamas Ao nos aprofundarmos no estudo dos Pranayamas, torna-se necessário fazer uma breve introdução sobre Bandhas, mesmo que tais práticas não sejam normalmente praticadas com crianças e jovens.

17 Bandha = Contração / trava Ao nos aprofundarmos no estudo dos Pranayamas, torna-se necessário fazer uma breve introdução sobre Bandhas, mesmo que normalmente não os utilizemos muito profundamente com crianças e jovens.

18 Bandha refere-se a prática através da qual certos orgãos, nervos, glândulas e músculos, são contraídos. Estes por sua vez possuem relação direta com determinados Chakras e funcionam como canalizadores do fluxo energético.

19 Em um exemplo simples, imaginemos que uma casa recebe energia da rede elétrica mas para que tudo funcione direito, desde a geração da energia até chegar em um lâmpada, precisamos da correta canalização através de transformadores, condutores, fusíveis, fios e interruptores. Do contrário a energia sequer chegaria a lâmpada ou a queimaria por não estar na potência certa.

20 Ou melhora ainda, imagine sua cidade, com centenas de ruas e avenidas. Se todos os semáforos não estiverem regulados e sincronizados o trânsito seria caótico e a cidade pararia, certo? Pois bem, nossos canais energéticos e seus centros chamados Chakras comandam e regulam todo o Trânsito da energia em nosso ser. As práticas e a combinação de asanas, pranayamas e bandhas nos auxiliam neste processo.

21 Voltando aos bandhas, quando através de um pranayama fazemos fluir prana em nosso organismo, ao utilizarmos os bandhas, evitamos que a energia se dissipe e a direcionamos aos lugares corretos. Entre os muitos existentes, 3 são essenciais para o pranayama. Eles ajudam a distribuir melhor a energia e a evitar seu desperdício.

22 Jalandhara Bandha O plexo solar esta situado no centro do corpo e é onde se localiza o fogo digestivo responsável pela combustão e geração de calor. Já o plexo lunar localizado no centro do cérebro faz o oposto, gera o frio. Ao realizar este bandha bloqueamos a energia do plexo lunar evitando assim que ela seja dissipada pela energia quente do plexo solar, mantendo o equilíbrio.

23 Este bandha limpa as passagens nasais e regula o fluxo de sangue e prana para o coração, cabeça e glândulas endócrinas. Ajuda também a evitar tonturas e dores de cabeça. Relaxa o cérebro e estimula o intelecto.

24 Uddiyana Bandha Diz-se que através deste bandha, o prana é estimulado a subir, o grande pássaro é estimulado a voar. O fluxo de energia nervosa situado no interior da coluna vertebral é estimulado. Considerado um dos melhores bandhas, aquele que o pratica constantemente torna-se jovem novamente, diziam os antigos Mestres.

25 Deve ser realizado durante o intervalo entre uma expiração completa e uma nova inalação. Trabalha o diafragma e orgãos abdominais. A elevação do diafragma massageia os músculos do coração. Tonifica os orgãos abdominais, aumenta o fogo gástrico e elimina as toxinas do trato digestivo.

26 Mula Bandha Quando contraímos os músculos do períneo todo o assoalho pélvico é empurrado para cima. É a contração do reto, erroneamente explicada como contração do anus, apesar de ao iniciarmos tal prática ser comum a contração de ambos.

27 No início, encontramos dificuldade em trabalhar tal região pois o cérebro não está acostumado a contrair conscientemente esta região. Ao mesmo tempo é considerado o mais bandha mais fácil. Mas isto tem um lado positivo pois ativaremos áreas adormecidas de nosso cérebro. Além disto, a prática produzirá calor no corpo sutil com o despertar da Kundalini. O controle virá com o tempo, prática e dedicação.

28 Entendendo o efeito físico dos bandhas. A combinação de bandhas e pranayamas beneficia todo o corpo. Harmoniza o funcionamento do sistema endócrino, sendo que o Jalandhara atua principalmente sobre a pituitária, pineal, tireóide e paratireóides, o Uddiyana sobre as supra renais e pâncreas e o Mula bandha sobre as gônodas.

29 Todos os bandhas beneficiam hipófise, glândula pineal e cérebro. Como resultado destes estímulos o bio-ritmo é regulado. Geram calma e relaxamento. Regulam a pressão sanguínea. Desaceleram o sistema nervoso.

30 Estimulam e melhoram as funções neurológicas. Tonificam o sistema digestivo. Harmonizam o sistema gênitourinário. Estimulam a concentração e o foco.

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti MAMÍFEROS Capítulo 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MAMÍFEROS Aquáticos: Habitat: Mamíferos podem ser terrestres: Único mamífero que voa: Pelos Estratificada

Leia mais

A HONRA NÃO CONSISTE EM NÃO CAIR NUNCA, MAS ME LEVANTAR CADA VEZ QUE SE CAI. CONFÚCIO

A HONRA NÃO CONSISTE EM NÃO CAIR NUNCA, MAS ME LEVANTAR CADA VEZ QUE SE CAI. CONFÚCIO A HONRA NÃO CONSISTE EM NÃO CAIR NUNCA, MAS ME LEVANTAR CADA VEZ QUE SE CAI. CONFÚCIO Fertilidade Natural: Yoga CAPITULO 14 Yoga A prática do Yoga corrige desequilíbrios físicos, emocionais e energéticos.

Leia mais

O sistema respiratório

O sistema respiratório T5 Texto de apoio ao professor Sistema respiratório O sistema respiratório Movimentos respiratórios Nesta aula será introduzido o sistema respiratório, focando a sua importância, e as características e

Leia mais

Aula 6: Sistema respiratório

Aula 6: Sistema respiratório Aula 6: Sistema respiratório Sistema respiratório Tem início no nariz e na boca e continua através das vias aéreas até os pulmões, onde ocorre a troca dos gases. Sistema respiratório - Funções Condução

Leia mais

Curso de Autoaplicação de Jin Shin Jyutsu

Curso de Autoaplicação de Jin Shin Jyutsu Bom dia Bem vindo ao Jin Shin Jyutsu! Veja abaixo as informações sobre Jin Shin Jyutsu e sobre o próximo curso de autoaplicação. Caso tenha alguma dúvida estou a disposição para outros esclarecimentos

Leia mais

Aula GFAI 2. GFAI - Aula 2 Aula de Técnicas Respiratórias GFAI. Técnica Respiratória Na GFAI

Aula GFAI 2. GFAI - Aula 2 Aula de Técnicas Respiratórias GFAI. Técnica Respiratória Na GFAI Técnica Respiratória Na GFAI GFAI GFAI - Aula 2 Aula de Técnicas Respiratórias Aula GFAI 2 Enquanto a respiração for irregular, a mente permanecerá instável; quando a respiração se acalmar, a mente permanecerá

Leia mais

Chakra Frontal - 3º olho 3ª visão

Chakra Frontal - 3º olho 3ª visão Chakra Frontal - 3º olho 3ª visão Características Localização: fronte, entre os olhos Cor: Varia entre o anil ou índigo Lótus de 96 pétalas ou raios 1 Chakra Frontal Plexo correspondente: Plexo Carotídeo

Leia mais

3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical

3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical 3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical Localização: Quatro dedos acima do umbigo (diafragma); Cor: Amarela; Cristais associados: Amarelos e dourados. Partes associadas: Pâncreas, fígado, glândulas suprarrenais,

Leia mais

Sistema Respiratório. Profª Talita Silva Pereira

Sistema Respiratório. Profª Talita Silva Pereira Sistema Respiratório Profª Talita Silva Pereira A respiração é fundamental para vida humana sendo responsável pela troca dos gases oxigênio(o2) e dióxido de carbono(co2) do organismo, com o meio ambiente.

Leia mais

Chacras. Harmonização,magnetismo, consciência e percepção

Chacras. Harmonização,magnetismo, consciência e percepção Chacras Harmonização,magnetismo, consciência e percepção - Sânscrito: Roda Vórtice de energia/ consciência localizado nocorpo Etérico - Ser humano análogo e semelhante ao Universo: Planetas, estrelas e

Leia mais

EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero

EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero a) Que números indicam artérias e veias? b) Que números indicam vasos por onde circulam sangue

Leia mais

Sistema Respiratório. rio. Componentes

Sistema Respiratório. rio. Componentes Slide 1 Sistema Respiratório rio Faringe Slide 2 Componentes Nariz (fossas nasais) - duas cavidades paralelas que começam nas narinas e terminam na faringe - funções: filtrar, umedecer e aquecer o ar,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE I Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE I Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE I Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO Segundo Barros (2004), Dhyana é a palavra em sânscrito que

Leia mais

Nome: 1- FAÇA um desenho de uma célula, identificando as suas partes. a) DESCREVA a função de cada uma das partes da célula.

Nome: 1- FAÇA um desenho de uma célula, identificando as suas partes. a) DESCREVA a função de cada uma das partes da célula. Atividade de Estudo - Ciências 5º ano Nome: 1- FAÇA um desenho de uma célula, identificando as suas partes. a) DESCREVA a função de cada uma das partes da célula. b) Podemos afirmar que todas as células

Leia mais

Unidade 6. Sistema respiratório. Planeta Terra 9.º ano. Adaptado por Ana Mafalda Torres

Unidade 6. Sistema respiratório. Planeta Terra 9.º ano. Adaptado por Ana Mafalda Torres Unidade 6 Sistema respiratório Adaptado por Ana Mafalda Torres O que é o sistema cardiorrespiratório? + Sistema circulatório Sistema respiratório O que é o sistema respiratório? O sistema respiratório

Leia mais

Ano: 8 Turma: 81 e 82

Ano: 8 Turma: 81 e 82 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2013 Disciplina: Ciências Professor (a): Felipe Cesar Ano: 8 Turma: 81 e 82 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Nível I SHODEN POSIÇÕES BÁSICAS PARA APLICAÇÃO

Nível I SHODEN POSIÇÕES BÁSICAS PARA APLICAÇÃO Nível I SHODEN POSIÇÕES BÁSICAS PARA APLICAÇÃO Sumário POSIÇÕES BÁSICAS PARA TRABALHO EM REIKI... 4 POSIÇÃO 1... 5 MÃOS SOBRE OS OLHOS E A TESTA... 5 POSIÇÃO 2... 6 MÃOS SOBRE AS LATERAIS DO ROSTO COBRINDO

Leia mais

O Sistema Respiratório. Humano

O Sistema Respiratório. Humano E.E.B.P Mansueto Boff O Sistema Respiratório Humano Nomes: Tiago, Marcos, Erik, Alexandro, Luciana, Andreína, Vanessa, Eduarda e Jaiane Matéria: Ciências Professor: Cladir Turma: 802 Concórdia, 20 de Agosto

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Basicamente a respiração é a absorção pelo organismo de oxigênio e a eliminação do gás carbônico resultante do

Leia mais

O humano e o ambiente

O humano e o ambiente Aula 01 O humano e o ambiente O ser humano é formado por um conjunto de células. Um conjunto de células forma os tecidos. Um conjunto de tecidos forma os órgãos. Um conjunto de órgão forma os sistemas.

Leia mais

Anatomia e fisiologia respiratória. Ms. Roberpaulo Anacleto

Anatomia e fisiologia respiratória. Ms. Roberpaulo Anacleto Anatomia e fisiologia respiratória Ms. Roberpaulo Anacleto Fisiologia Respiratória FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA Metabolismo e Objetivo Anatomia funcional do sistema respiratório Vias aéreas Ventilação pulmonar

Leia mais

SISTEMA RESPIRATÓRIO PROF. JAIR

SISTEMA RESPIRATÓRIO PROF. JAIR SISTEMA RESPIRATÓRIO PROF. JAIR Fisiologia do Sistema Respiratório A respiração pode ser interpretada como um processo de trocas gasosas entre o organismo e o meio, ou como um conjunto de reações químicas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: FISIOLOGIA GERAL Código da Disciplina: NDC108 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Níveis estruturais do corpo humano

Níveis estruturais do corpo humano Níveis estruturais do corpo humano O corpo humano como um sistema aberto SISTEMA Conjunto de componentes que funcionam de forma coordenada. ISOLADO FECHADO ABERTO Não ocorrem trocas de matéria nem energia

Leia mais

Ano: 8 Turma: 81 e 82

Ano: 8 Turma: 81 e 82 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2013 Disciplina: Ciências Professor (a): Felipe Cesar Ano: 8 Turma: 81 e 82 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

FUNÇÃO assegurar as trocas gasosas (oxigénio e dióxido de carbono) entre o organismo e o ar da atmosfera.

FUNÇÃO assegurar as trocas gasosas (oxigénio e dióxido de carbono) entre o organismo e o ar da atmosfera. FUNÇÃO assegurar as trocas gasosas (oxigénio e dióxido de carbono) entre o organismo e o ar da atmosfera. Pulmões, onde se realizam as trocas gasosas. Vias respiratórias, estabelecem a comunicação entre

Leia mais

Cap. 2 Princípios da Eletrodinâmica

Cap. 2 Princípios da Eletrodinâmica Cap. 2 Princípios da Eletrodinâmica Instituto Federal Sul-rio-grandense Curso Técnico em Eletromecânica Disciplina de Eletricidade Básica Prof. Rodrigo Souza Conteúdos 2 Princípios da Eletrodinâmica 2.1

Leia mais

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016 Sistema Nervoso Cap. 13 Prof. Tatiana Setembro / 2016 Função Responsável pela comunicação entre diferentes partes do corpo e pela coordenação de atividades voluntárias ou involuntárias. Neurônios A célula

Leia mais

Sistema Respiratório. rio. A função do sistema respiratório é trocar os gases envolvidos no processo de Respiração Celular, logo tem como função:

Sistema Respiratório. rio. A função do sistema respiratório é trocar os gases envolvidos no processo de Respiração Celular, logo tem como função: Sistema Respirató Função A função do sistema respirató é trocar os gases envolvidos no processo de Respiração Celular, logo tem como função: Receber o oxigénio; Libertar o dióxido carbono ( CO2) produzido

Leia mais

Espiritualismo & Ciência

Espiritualismo & Ciência Espiritualismo & Ciência Dra. Ophélia Guimarães Respiração e Repouso Mental P erguntando-se a alguém se sabe respirar, esse alguém nos olhará admirado. Certo que sei, dirá, respiro desde que nasci, porque

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA 3 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE BIOLOGIA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE BIOLOGIA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROFa. FLÁVIA CARLETE NOME Nº 8º ANO A prova deve ser feita com caneta azul ou preta. É terminantemente proibido o uso de corretor. Respostas com corretor serão

Leia mais

02- Analise a imagem abaixo: Nomeie os órgãos numerados de 1 a 5.

02- Analise a imagem abaixo: Nomeie os órgãos numerados de 1 a 5. PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Associe as colunas.

Leia mais

y Para viver, viver os seres aeróbios necessitam da entrada constante de oxigénio para as células e da eliminação eficaz do dióxido de carbono que se

y Para viver, viver os seres aeróbios necessitam da entrada constante de oxigénio para as células e da eliminação eficaz do dióxido de carbono que se Trocas gasosas nos seres multicelulares y Para viver, viver os seres aeróbios necessitam da entrada constante de oxigénio para as células e da eliminação eficaz do dióxido de carbono que se forma como

Leia mais

4/19/2007 Fisiologia Animal - Arlindo Moura 1

4/19/2007 Fisiologia Animal - Arlindo Moura 1 4/19/2007 Fisiologia Animal - Arlindo Moura 1 HIPOTALAMO Neuronios do hipotalamo sintetizam TRH (hormonio tireotrofico) Sistema portahipotalamico hipofisario TRH estimula a sintese e secreacao de TSH (hormonio

Leia mais

OS SETE PRINCÍPIOS HERMÉTICOS

OS SETE PRINCÍPIOS HERMÉTICOS OS SETE PRINCÍPIOS HERMÉTICOS OS SETE PRINCÍPIOS HERMÉTICOS O Yoga é a aplicação racional e pessoal, num caso particular, das Leis que dirigem o desenvolvimento da consciência. (Anne Besant) I. O PRINCÍPIO

Leia mais

A respiração pode ser interpretada como: - processo de trocas gasosas entre o organismo e o meio.

A respiração pode ser interpretada como: - processo de trocas gasosas entre o organismo e o meio. INTRODUÇÃO A respiração pode ser interpretada como: - processo de trocas gasosas entre o organismo e o meio. - conjunto de reações químicas do metabolismo energético (respiração celular). RESPIRAÇÃO CELULAR

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR ELIANE GONÇALVES DISCIPLINA CIÊNCIAS SIMULADO: P4 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 501 TECIDOS,

Leia mais

FISIOLOGIA HUMANA UNIDADE V: SISTEMA RESPIRATÓRIO

FISIOLOGIA HUMANA UNIDADE V: SISTEMA RESPIRATÓRIO FISIOLOGIA HUMANA UNIDADE V: SISTEMA RESPIRATÓRIO Funções Troca de gases com o ar atmosférico; Manutenção da concentração de oxigênio; Eliminação da concentração de dióxido de carbônico; Regulação da ventilação.

Leia mais

OFICINA-RESPIRAÇÃO E CIRCULAÇÃO. Experiência: Modelo simples para simular o funcionamento do pulmão.

OFICINA-RESPIRAÇÃO E CIRCULAÇÃO. Experiência: Modelo simples para simular o funcionamento do pulmão. OFICINA-RESPIRAÇÃO E CIRCULAÇÃO Experiência: Modelo simples para simular o funcionamento do pulmão. Objetivo: Observar o funcionamento dos pulmões por meio do experimento. Material para o experimento:

Leia mais

Histórico da Medicina Aeronáutica

Histórico da Medicina Aeronáutica Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Ciências Aeronáuticas Histórico da Medicina Aeronáutica Histórico - A Fábula de Ícaro Histórico - Leonardo Da Vinci Histórico Padre Jesuíta José

Leia mais

Como funciona o sistema respiratório?

Como funciona o sistema respiratório? Como funciona o sistema respiratório? O sistema respiratório é responsável pela ventilação pulmonar. " O diafragma contrai-se e desloca-se para baixo. " Os músculos intercostais contraem-se, afastando

Leia mais

Níveis de Organização do Corpo Humano

Níveis de Organização do Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano Ao estudar o corpo humano, podemos analisá-lo por meio de diferentes níveis de organização. Podemos estudá-lo analisando os sistemas do corpo ou então seus tecidos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLOGICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLOGICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLOGICAS 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Departamento / Setor Departamento de Ciências Fisiológicas Nome da Disciplina FISIOLOGIA HUMANA E

Leia mais

Trocas gasosas nos animais

Trocas gasosas nos animais Trocas gasosas nos animais Todos os seres aeróbios necessitam de um fluxo constante de oxigénio para as células e de uma remoção eficiente de dióxido de carbono formado durante a respiração. Os seres vivos

Leia mais

AS AVES. Sabiá laranjeira (Turdus rufiventris) Ave símbolo do Brasil Capítulo 6 Sistema Poliedro de Ensino Professora Vanessa Rodrigues Granovski

AS AVES. Sabiá laranjeira (Turdus rufiventris) Ave símbolo do Brasil Capítulo 6 Sistema Poliedro de Ensino Professora Vanessa Rodrigues Granovski AS AVES Sabiá laranjeira (Turdus rufiventris) Ave símbolo do Brasil Capítulo 6 Sistema Poliedro de Ensino Professora Vanessa Rodrigues Granovski ANATOMIA DAS AVES VERTEBRADOS OSSOS PNEUMÁTICOS Ossos longos,

Leia mais

SISTEMA ENDÓCRINO órgãos hormônios

SISTEMA ENDÓCRINO órgãos hormônios SISTEMA ENDÓCRINO Conjunto de órgãos que apresentam como atividade característica a produção de secreções denominadas hormônios, que são lançados na corrente sanguínea e irão atuar em outra parte do organismo,

Leia mais

NR-10 CHOQUE ELÉTRICO

NR-10 CHOQUE ELÉTRICO NR-10 CHOQUE ELÉTRICO Prof. Pedro Armando da Silva Jr. Engenheiro Eletricista, Dr. pedroarmando@ifsc.edu.br Definição CHOQUE ELÉTRICO É a perturbação de natureza e efeitos diversos que se manifesta no

Leia mais

Escola: ( ) Avaliação ( ) Atividade Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Escola: ( ) Avaliação ( ) Atividade Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Escola: ( ) Avaliação ( ) Atividade Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Que fatores podem alterar a pressão atmosférica? Questão 2 Quando podemos dizer que um corpo ou objeto está

Leia mais

Primeira Série de 2016 [jan + fev + mar] 1

Primeira Série de 2016 [jan + fev + mar] 1 Primeira Série de 2016 [jan + fev + mar] 1 1. Postura da Atitude de União Psíquica [Yoga Mudra] Execução: a) Sente-se em Padmasana; b) Segure um dos punhos atrás das costas c) Feche os olhos e relaxe todo

Leia mais

Jin Shin Jyutsu A arte do Criador através do Homem de Conhecimento e Compaixão

Jin Shin Jyutsu A arte do Criador através do Homem de Conhecimento e Compaixão 1 Jin Shin Jyutsu A arte do Criador através do Homem de Conhecimento e Compaixão ÉRICKA RAMOS Practitioner e Instrutora de autoaplicação. Organizadora dos cursos de Jin Shin Jyutsu em São Paulo. Licenciada

Leia mais

Conhecendo o Vinyasa Yoga Hatha Yoga

Conhecendo o Vinyasa Yoga Hatha Yoga www.nucleoniquel.com.br Conhecendo o Vinyasa Yoga Hatha Yoga Introducao É muito comum as pessoas, ao iniciarem o estudo do Yoga, levarem um susto ao se depararem com uma variedade imensa de nomes, mestres,

Leia mais

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2017

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2017 Disciplina: CIÊNCIAS Série/Ano: 8º ANO Professores: Cybelle / José Henrique / Sarah / Tiê Objetivo: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados durante o 1º semestre nos quais

Leia mais

Fundamentos do Movimento Humano

Fundamentos do Movimento Humano Fundamentos do Movimento Humano CORPOREIDADE Corporeidade é a maneira pela qual o cérebro reconhece e utiliza o corpo como instrumento relacional com o mundo. manifesta-se através do corpo, que interage

Leia mais

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM Disciplina - Fisiologia Fisiologia Respiratória (Parte I) Prof. Wagner de Fátima Pereira Departamento de Ciências Básicas Faculdade de Ciências

Leia mais

Primeira Série de 2016 [jan + fev + mar + abr] 1

Primeira Série de 2016 [jan + fev + mar + abr] 1 Primeira Série de 2016 [jan + fev + mar + abr] 1 1. Postura da Atitude de União Psíquica [Yoga Mudra] Execução: a) Sente-se em Padmasana; b) Segure um dos punhos atrás das costas c) Feche os olhos e relaxe

Leia mais

Exercite-se com seu diabetes

Exercite-se com seu diabetes Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Exercite-se com seu diabetes Benefícios da atividade física Se você é diabético não tenha medo de

Leia mais

EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO

EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO Conforto térmico conforto térmico de um ambiente pode ser definido como a sensação de bem-estar experimentada por uma e/ou pela maioria das pessoas. Está relacionada

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente Ciências 4 ano - 4 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente Ciências 4 ano - 4 bimestre Avaliação Unidade 4 - Nosso corpo Leia o texto abaixo. Alimentação inadequada, saúde em risco. Cada vez mais o prato típico na mesa do brasileiro arroz, feijão, bife e salada dá lugar a outros alimentos, como os

Leia mais

Unidade II Cultura: A pluralidade na expressão humana.

Unidade II Cultura: A pluralidade na expressão humana. Unidade II Cultura: A pluralidade na expressão humana. Aula 7.1 Conteúdo: Corpo humano: circulação. Habilidade: Conhecer o coração e a função desse órgão; Entender a relação dos batimentos do coração com

Leia mais

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos Os Fatores Climáticos: Vento, Frio, Calor, Umidade Secura, Fogo O Vento: O Vento como líder dos fatores climáticos. (Passagem da Medicina Magico Ritualística para a Medicina Clássica) Yi Jing Vento: O

Leia mais

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2016

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2016 Disciplina: CIÊNCIAS Série/Ano: 8º ANO Professores: Cybelle / José Henrique / Sarah / Tiê Objetivo: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados durante o 1º semestre nos quais

Leia mais

Segunda Série de 2011 [abr + mai + jun] 1

Segunda Série de 2011 [abr + mai + jun] 1 1. Massagem Abdominal [Nauli] Segunda Série de 2011 [abr + mai + jun] 1 Estágio 1: Contração Central do Abdômen [Madhyama Nauli] Execução: a) Fique de pé e separe os pés aproximadamente um metro; b) Faça

Leia mais

Sistema Respiratório. Superior. Língua. Inferior

Sistema Respiratório. Superior. Língua. Inferior Sistema Respiratório Língua Superior Inferior Funções 1. Troca de gases entre a atmosfera e o sangue. 2. Regulação homeostática do ph corporal 3. Proteção contra substâncias irritantes e patógenos 4. Vocalização

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 22 SISTEMA RESPIRATÓRIO

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 22 SISTEMA RESPIRATÓRIO BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 22 SISTEMA RESPIRATÓRIO TRAQUEIA O 2 espiráculo CO 2 traquéolas músculo brânquias corrente de água sangue capilar com sangue venoso capilar com sangue arterial traqueia pulmão

Leia mais

Sistema Renal. Profa Msc Melissa Kayser

Sistema Renal. Profa Msc Melissa Kayser Sistema Renal Profa Msc Melissa Kayser Componentes anatômicos Rins Ureteres Bexiga urinária Uretra O sangue é filtrado nos rins, onde os resíduos são coletados em forma de urina, que flui para pelve renal,

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA INSTRUTOR E PROFESSOR DE TAEKWONDO GRÃO MESTRE ANTONIO JUSSERI DIRETOR TÉCNICO DA FEBRAT

CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA INSTRUTOR E PROFESSOR DE TAEKWONDO GRÃO MESTRE ANTONIO JUSSERI DIRETOR TÉCNICO DA FEBRAT CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA INSTRUTOR E PROFESSOR DE TAEKWONDO GRÃO MESTRE ANTONIO JUSSERI DIRETOR TÉCNICO DA FEBRAT Alongamento é o exercício para preparar e melhorar a flexibilidade muscular, ou seja,

Leia mais

5 Observe a figura abaixo e responda.

5 Observe a figura abaixo e responda. 5 Nome: Data: UniDaDE 7 1 As artérias e veias apresentam morfologias e funções distintas. As artérias transportam o sangue do coração para os tecidos. Já as veias transportam o sangue dos tecidos até o

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 05 RESPIRAÇÃO HUMANA

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 05 RESPIRAÇÃO HUMANA BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 05 RESPIRAÇÃO HUMANA Tecidos O Dissolvido Carboproteína 2 CO 2 Hb HbO HbCO CO + H 2O HHb 2 H 2 + Anidase Carbônica - HCO H CO 2 3 3 O 2 Hb O 2 Alvéolos HHb HbO 2 CO 2 CO 2

Leia mais

1) Introdução. 2) Organização do sistema nervoso humano. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro Cerebelo.

1) Introdução. 2) Organização do sistema nervoso humano. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro Cerebelo. 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do

Leia mais

05)Quanto ao ciclo de Krebs é INCORRETO afirmar que:

05)Quanto ao ciclo de Krebs é INCORRETO afirmar que: FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO Questões de Avaliação Parte I 01)Compare a energia produzida pela degradação da glicose pela via aeróbica e pela via anaeróbica terminando com o lactato, destacando quais as vantagens

Leia mais

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais.

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central Sidney Sato, MSC Encéfalo Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. 1 Áreas de Brodmann Obs: Áreas 1,2,3 : área

Leia mais

Exercício Físico e a sua Saúde (PARTE 2)

Exercício Físico e a sua Saúde (PARTE 2) DISCIPLINA: Educação Física CARGA HORÁRIA: 40hs PROFESSOR(A): Paulo Fernando Mesquita Junior paulo.junior@santarosa.ifc.edu.br Exercício Físico e a sua Saúde (PARTE 2) OBSERVAÇÃO: Esses exemplos também

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 11/06/2011 Nota: Professora: Karina Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS)

TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) UNIDADE: 10 PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA - PCR TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) MODALIDADE: ONLINE 10.0 Introdução O estado de choque se caracteriza pela falta de circulação

Leia mais

Aula 3 - Eletrodinâmica Prof. Marcio Kimpara

Aula 3 - Eletrodinâmica Prof. Marcio Kimpara ELETRICIDADE Aula 3 - Eletrodinâmica Prof. Marcio Kimpara Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Prof. Marcio Kimpara 2 Eletrodinâmica Na eletrodinâmica, estudaremos o movimento das cargas elétricas

Leia mais

Educação para a Saúde

Educação para a Saúde Educação para a Saúde Exercícios Laborais Setembro de 2006 Raquel Faria Araújo de Oliveira Ergonomista e Educadora física Saúde Segundo a Organização Mundial de Saúde: Saúde é um estado de completo bem-estar

Leia mais

INTRODUÇÃO À FISIOLOGIA HUMANA CMF-1

INTRODUÇÃO À FISIOLOGIA HUMANA CMF-1 INTRODUÇÃO À FISIOLOGIA HUMANA CMF-1 Professores: Clarissa, Lillian, Lucinda e Ricardo O QUE É FISIOLOGIA HUMANA? Estudo do funcionamento dos órgãos e sistemas que constituem o organismo humano. ANATOMIA

Leia mais

CHAKRAS. São 7 os principais Chakras.

CHAKRAS. São 7 os principais Chakras. São 7 os principais Chakras. 1) Chakra Básico 2) Chakra Sexual 3) Chakra do Plexo Solar 4) Chakra Cardíaco 5) Chakra Laríngeo 6) Chakra Frontal 7) Chakra Coronário A palavra "Chakra" significa "roda de

Leia mais

Terceira Série de 2016 [set + out + nov + dez] 1

Terceira Série de 2016 [set + out + nov + dez] 1 Terceira Série de 2016 [set + out + nov + dez] 1 1. Fechamento das Sete Portas [Shanmukhi Mudra] Execução: a) Sente-se em Siddhasana ou outro Asana de meditação mais confortável, colocando uma pequena

Leia mais

REIKI NÍVEL I AS POSIÇÕES DE APLICAÇÃO

REIKI NÍVEL I AS POSIÇÕES DE APLICAÇÃO AS POSIÇÕES DE APLICAÇÃO REGIÃO DA CABEÇA curso@espacoluzevida.com.br 1 Primeira posição de Cabeça - No corpo físico trabalha qualquer problema relacionado com os olhos, visão, cores, claridade, fotofobia,

Leia mais

A Bioquímica Da Célula. Alternar entre páginas 0/1 Página Anterior Próxima página

A Bioquímica Da Célula. Alternar entre páginas 0/1 Página Anterior Próxima página A Bioquímica Da Célula Alternar entre páginas 0/1 Página Anterior Próxima página A importância da água em nossa vida A água é indispensável para o nosso planeta. Foi através dela que surgiram as primeiras

Leia mais

Como o organismo perde água? No corpo humano, 71% do nosso peso é água. Contém 85% de água no nosso sangue, 80% no cérebro, 70% na pele e 30% nos

Como o organismo perde água? No corpo humano, 71% do nosso peso é água. Contém 85% de água no nosso sangue, 80% no cérebro, 70% na pele e 30% nos Bioquímica Celular Água A importância da água na vida do planeta é de tamanha proporção, posto que é um elemento essencial para a sobrevivência de animais e vegetais na Terra. Estamos tão habituados à

Leia mais

OS TECIDOS PROF LUIS BRUNO

OS TECIDOS PROF LUIS BRUNO OS TECIDOS PROF.: LUIS BRUNO HISTOLOGIA E TECIDOS Histologia (do grego hystos = tecido + logos = estudo) é o estudo dos tecidos biológicos, sua formação, estrutura e função. Tecidos, é um conjunto de células

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número

Leia mais

Atividade 01 PREPARAÇÃO MATINAL

Atividade 01 PREPARAÇÃO MATINAL Atividade 01 PREPARAÇÃO MATINAL 1 ACORDAR CEDO E TOMAR COPO DE ÁGUA (400ml) Beber água em jejum nos ajudar a eliminar toxinas, coloca nosso sistema digestivo em funcionamento, estimula o movimento intestinal

Leia mais

Prof. ÉDER. Sistema Nervoso

Prof. ÉDER. Sistema Nervoso Prof. ÉDER Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições

Leia mais

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA. GRATIDÃO

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA.  GRATIDÃO ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO ENERGIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO CAPÍTULOS 1. EXISTEM CHAKRAS? 2. OS CHAKRAS E AS SUAS FUNÇÕES PSÍQUICAS E ESPIRITUAIS 3. A GRATIDÃO

Leia mais

Workshops "Estudar sem Stress" - Iyengar Yoga na Universidade

Workshops Estudar sem Stress - Iyengar Yoga na Universidade Workshops "Estudar sem Stress" - Iyengar Yoga na Universidade 10 de Dezembro de 2007 - FBAUP 12 de Dezembro de 2007 - FEUP 14 de Dezembro de 2007 - FCUP Notícia: "Estudantes da UP aprendem a estudar sem

Leia mais

A Respiração, Aromas e Músicas. para tratar o Stress e a Insônia. Um Guia passo a passo

A Respiração, Aromas e Músicas. para tratar o Stress e a Insônia. Um Guia passo a passo A Respiração, Aromas e Músicas para tratar o Stress e a Insônia Um Guia passo a passo Introdução O conceito de stress foi primeiramente descrito por Selye, em 1936 (Helman, 1994; Gasparini & Rodrigues,

Leia mais

Sistema Nervoso. BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima

Sistema Nervoso. BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

QUALIDADE E TECNOLOGIA

QUALIDADE E TECNOLOGIA 1 MAX QUALIDADE E TECNOLOGIA Com alto padrão de qualidade e tecnologia, é ortopédico, equipado com o campo eletromagnético pulsátil (quântico), energia magnética e Infravermelho Longo, com massagem vibratória

Leia mais

Revisão Reta Final (Fuvest-Unicamp-Unifesp) BIOLOGIA (Fisiologia Animal) Prof. Landin

Revisão Reta Final (Fuvest-Unicamp-Unifesp) BIOLOGIA (Fisiologia Animal) Prof. Landin Revisão Reta Final (Fuvest-Unicamp-Unifesp) BIOLOGIA (Fisiologia Animal) Prof. Landin 01. (FUVEST) A figura representa um arco-reflexo, o calor da chama de uma vela provoca a retração do braço e o afastamento

Leia mais

Aula 5: Sistema circulatório

Aula 5: Sistema circulatório Aula 5: Sistema circulatório Sistema circulatório Sistema responsável pela circulação de sangue através de todo o organismo; Transporta oxigênio e todos os nutrientes necessários para a manutenção das

Leia mais

Objetivo: Estudar os mecanismos fisiológicos responsáveis pelo controle da ventilação pulmonar

Objetivo: Estudar os mecanismos fisiológicos responsáveis pelo controle da ventilação pulmonar Cláudia Herrera Tambeli CONTROLE DA VENTILAÇÃO E TRANSPORTE DE GASES Objetivo: Estudar os mecanismos fisiológicos responsáveis pelo controle da ventilação pulmonar Roteiro: 1. Controle da ventilação 1.1.

Leia mais

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R E C Ô N C A V O D A B A H I A CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS COORDENAÇÃO ACADÊMICA FORMULÁRIO R0092 PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR COMPONENTE

Leia mais

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO Material elaborado pela Direção e Coordenação da EBRAMEC Direção Geral: Reginaldo de Carvalho Silva Filho Coordenação

Leia mais

Page 1 O PAPEL DAS ATIVIDADES MOTORAS NO TRATAMENTO DA ASMA CRIANÇA ATIVIDADES MOTORAS ADAPTADAS IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS

Page 1 O PAPEL DAS ATIVIDADES MOTORAS NO TRATAMENTO DA ASMA CRIANÇA ATIVIDADES MOTORAS ADAPTADAS IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS ATIVIDADES MOTORAS ADAPTADAS O PAPEL DAS ATIVIDADES MOTORAS NO TRATAMENTO DA ASMA OBJETIVOS: Aumentar a mobilidade torácica Melhorar a mecânica respirátoria Reduzir o gasto energético da respiração Prevenir

Leia mais

UERJ 2016 e Hormônios Vegetais

UERJ 2016 e Hormônios Vegetais UERJ 2016 e Hormônios Vegetais Material de Apoio para Monitoria 1. O ciclo de Krebs, que ocorre no interior das mitocôndrias, é um conjunto de reações químicas aeróbias fundamental no processo de produção

Leia mais

FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA

FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA SISTEMA RESPIRATÓRIO PARTE 1 SISTEMA RESPIRATÓRIO: ESTRUTURA E FUNÇÃO Anatomia do Sistema Respiratório Pressão Pleural e Alveolar Compliância dos Pulmões: FE, TS e Surfa Volumes

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE UMA MUDANÇA INTERNA

A IMPORTÂNCIA DE UMA MUDANÇA INTERNA A IMPORTÂNCIA DE UMA MUDANÇA INTERNA PARA ADMINISTRAR O ESTRESSE, E CONQUISTAR A SUA LIBERDADE. O conhecimento que vem de fora, é tremendamente libertador, mas quando temos conhecimento de nossa capacidade,

Leia mais