DEVELOPMENT AND APPLICATION OF KEY PERFORMANCE INDICATORS TO ANALYZE AND IMPROVE MANAGEMENT OF INFORMATION FLOW IN THE BIM DESIGN PROCESS.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEVELOPMENT AND APPLICATION OF KEY PERFORMANCE INDICATORS TO ANALYZE AND IMPROVE MANAGEMENT OF INFORMATION FLOW IN THE BIM DESIGN PROCESS."

Transcrição

1 DEVELOPMENT AND APPLICATION OF KEY PERFORMANCE INDICATORS TO ANALYZE AND IMPROVE MANAGEMENT OF INFORMATION FLOW IN THE BIM DESIGN PROCESS. Leonardo Manzione, PhD Candidate, Escola Politécnica at University of Sao Paulo, Brazil (POLI-USP) Mariana Wyse, Master Candidate, Escola Politécnica at University of Sao Paulo, Brazil (POLI-USP) Rafael Sacks, Associate Professor, Technion-Israel Institute of Technology, Haifa, ISRAEL Léon Berlo, PhD Candidate, TNO Built Environment and Geosciences, Delft, The Netherlands Silvio B. Melhado, Associate Professor, Escola Politécnica at University of Sao Paulo, Brazil (POLI-USP) ABSTRACT Due to the interoperability provided by the IFC standard, BIM technologies and IFC model servers are beginning to enable a design environment where the exchange of information among the actors can be made synchronously and continuously using a single and central data model. Although this new set of technologies enables concurrent design, the problems associated with managing the flow of information itself in a concurrent design environment requires explicit management of editing rights and version control at the level of individual objects, rather than at the file level. However, while these are technical issues that have standard solutions, managing designers involvement in the process also becomes more challenging, requiring the development of new management methods suitable for the BIM collaborative environment. Common problems such as information overflow and incomplete modelling solutions or incorrectly matched technical solutions, inventories of work in progress due to inattentive designers, if not treated methodically in the BIM platform, can quickly cause bottlenecks for the advancement of the process. The bottlenecks result in process waste (such as time spent waiting, large inventories of design information, processing sequences that cause unnecessary iterations, long cycle times and schedule overruns, etc.). The application of concepts that allow structuring and measuring of the information flow can improve the process and reduce the waste of resources, but the lack of a specific methodology for measuring the information flow in a BIM environment constitutes a barrier to the research. Taking a previous study (in which seven key performance indicators were developed and validated for application with conventional technology) as a starting point, this work has developed the methodology for using these indicators in a BIM project. Keywords: information flow measure, collaborative design, model server, design management 1. INTRODUCTION When talking about building construction, the accomplishment of stated schedules is a constant problem, therefore there is a constant claim of the developers about design delivery being late. The design process is informally managed, with inappropriate planning techniques and the low utilization of the IT resources. There are also claims from the design professionals because of the rework, which is responsible for the profit loss, (Manzione 2006). Proceedings of the CIB W78-W : International Conference Sophia Antipolis, France, October

2 Due to the interoperability provided by the IFC standard, BIM technologies and IFC model servers are beginning to enable a design environment where the exchange of information among the actors can be made synchronously and continuously using a single and central data model, ( London 2010). Although this new set of technologies enables concurrent design, the problems associated with managing the information flow itself in a concurrent design environment requires explicit management of editing rights and version control at the level of individual objects, rather than at the file level. However, while these are technical issues that have standard solutions, managing designers involvement in the process also becomes more challenging, requiring the development of new management methods suitable for the BIM collaborative environment. The purpose of this paper is to propose a new methodology aiming the organization, planning and control of design process within BIM technology, focusing in defining KPIs to measure process efficiency. 2. TOWARDS A BIM INTEGRATED MANAGEMENT MODEL (B.I.M.M) Information is the fuel for design process and the proper organization of the information flow constitutes one of the key actions to ensure the project s goals are achieved. Design process has a variable nature. In the first development stages, the information content has high impact in the final solution, and as the process follows to more advanced stages the impact is reduced, corresponding to the passage from a less structured status with more uncertainty where negotiations are required to a more structured status, where information flow complexity grows, as the number of involved actors (Figure 1). Traditionally, design process has been planned with the same techniques used for constructions. But these techniques don t allow representation of the cycles and iteration existing in a complex process as the design process. They only monitor design s progress based on the conclusion and deliver of 2D designs instead of analyzing the increment and advance of the design through key information that aggregate along the process. BIM technology potentializes the raise on information content impact as with it it s possible to bring all actors together from process beginning due to its semantic richness. This semantic richness of BIM technology generates an additional obstacle to the process as it facilitates integration and exchange between actors and demands a structured methodology for managing the information flow and the design process as a whole. Dentro dessa linha a bibliografia nos mostra diversas publicações nos últimos anos que abordam conceitos e metodologias desenvolvidas com o objetivo de orientar a implementação do BIM como um processo, (Sciences, 2007), (University, 2010), ( Fallon 2007). Outras metodologias estruturadas, tendo como origem a metodologia ADePT (Austin 1999), (Austin 2002) foram desenvolvidas e procuraram estruturar o processo de projeto de maneira genérica, porém sem um foco preciso no BIM, (Austin 2001). Mais recentemente o projeto Inpro, (Benning et al. 2010), pode ser considerado como uma iniciativa de maior amplitude, na medida em que organiza as fases iniciais do processo de projeto em BIM alinhando dentro de um Hub Colaborativo em IFC as demandas de Gestão e de Tecnologia da Informação. No universo BIM a IDM (Wix 2006) tem sido utilizada como uma metodologia para a estruturação do seu processo. O principal objetivo de desenvolver IDM e MVD é o de definir as especificações para mapear a troca de informações entre os modelos de objetos em IFC para a sua implementação na interface entre softwares. Posteriormente são desenvolvidas as regras para a sua utilização em modelos de processo através da BPMN, (Ouyang 2009), (White 2004). A BPMN foi adotada dentro da metodologia da IDM como ferramenta de mapeamento do processo e se mostra eficiente, pois cria uma ponte entre a concepção do Processo de Projeto e a sua implementação estabelecendo as fases, definindo as responsabilidades dos agentes envolvidos e criando os modelos de troca das informações através de Exchange Requirements, (Sacks 2010). Embora toda a metodologia desenvolvida tenha consistência e sirva aos seus propósitos específicos, fica faltando ainda uma abordagem sistêmica que combine o conjunto desses métodos e que possibilite o planejamento e controle do processo em uma plataforma integrada em IFC.

3 Visando avançar o conhecimento nessa area, a B.I.M.M. (BIM Integrated Management Model) methodology, as shown on Figure 1, was proposed to manage the information flow in an integrated way, combining several methodologies of planning and design management. This work is the central theme of the first author s PhD research. His research is in development and at the end it will establish the necessary procedures for each stage defined from 1 to 11, as well as the proposition of a collaborative Hub for its support. HVAC Architecture Model and workbreakdown Structure Design Structure Matrix (DSM) Information Delivery Manual (IDM) Business Process Modelling Notation (BPMN) 1 COORDINATION Design Exchanges and Central Model Updates Disciplines Swinlanes 7 6 MODELING Architecture Structure HVAC Coordination 8 CONTROL LOOP CORRECTIVE ACTIONS 3 10 IFC ANALYSIS PPC Last Planner PLANNING LOOP DASHBOARD KPI Measures Exchanges 2 Requirements B.I.M.M. Collaboration Hub 2 PROCESS MODEL LOOP CPM/GANTT Figure 1: BIM Integrated Management Model (B.I.M.M.) IDM/BPMN MODEL EVOLUTION 11 EDITING MODELLING LOOP MODEL CONCLUSION The methodology s steps will be shortly presented, followed by the detailed procedure to measure the process efficiency through its KPIs. The methodology structures from the connection of four main loops are presented below. Their goals, methods and IT tools used are listed in table 1. A. Process Model Loop Organizing the design process requires studying all activities predecessors through the information flow and for this purpose the use of BPMN methodology may lead to flaws as it doesn t allow the optimization of information flow and the entrance of information may occur in advanced moments where they would result in rework cycles. The Design Structure Matrix (DSM) is a planning tool that allows optimization of the information flow and has been intensively and thoroughly studied (Steward 1981). We suggest the use of the DSM combined with the BPMN as a process improvement. In this case the IDM is used as a guide. B. Planning Loop In the planning loop, we need to be careful to distinguish between the different levels of resolution of planning. We think the DSM and the Critical Path Method (CPM) should be used for the Master Planning, which sets the major design project milestones, and only the milestones. The planning cycles review not only the completion of each detailed phase, but within each phase from time to time. After that, in phase planning, one can use the DSM again together with process mapping or with the detailed IDM process maps to prepare phase schedules. These could be good for say 1-3 month time slots. At this level of resolution, one can define actual information transfers that can be monitored using the control cycle. The planning for each phase should be a team collaborate effort, where the different actors meet to prepare the process map and define the interchanges of information among themselves.

4 This should produce a practical and doable plan, in a similar way to doing weekly work planning for production activities using the Last Planner System (LPS). C. Control Loop The Control Loop uses the BIMServer (Berlo 2010) as a BIM model repository and IFC analyzer (Lipman 2010) as a tool to develop coverage analysis for IFC Files. Analyzing the content of the IFC model with IFC analyzer allow us to measure the efficiency of the design through the measures of the information flow with KPIs,(Sacks 2010). Than the control loop goes in progression from Modeling to BIMServer to IFC analyzer to KPIs and the dashboard. D. Modeling Loop The Modeling Loop occurs across all the process, from the start and incrementally as the project progresses. The Planning and Control Loops give the feedback to the modeling process. LOOP STEP NAME GOALS METHODOLOGIES AND IT TOOLS 1 WBS / MBS Roles and disciplines swinlanes Work Breakdown Structure Breaking the work and the model in Model Breakdown Structure manageable slots PROCESS MODEL PLANNING 2 IDM / BPMN Process Model Exchange Requirements Exchange Models Information Delivery Manual Business Process Modeling Notation (BPMN) 3 DSM Optimize the BPMN information flow Design Structure Matrix 4 CPM Master Plan Sequencing phases, scheduling tasks and information milestones 5 PPC Last Planner, short term tasks and information delivery Critical Path Method (CPM) MSProject, Primavera, etc. Percent Planned Completed (PPC) 6 Modeling Modeling in incremental stages BIM softwares CONTROL MODELING 7 Coordination Model Merge and IFC Integration Clash detection 8 IFC Analysis 9 Dashboard KPIs: Key Performance Indicators measure BIMServer (TNO) Developing Coverage Analysis for IFC IFC File Analyzer - NIST Files AR Action Rate BS Batch Size PS Package Size DV Development Velocity WIP Work in Process BN Bottleneck RW Rework 10 Action From the KPIs the necessary correcting actions are raised to define the next steps, process feedback and modeling. 11 Evolution Design model will develop through coordinated evolution cycles until it reaches its final form. Table 1: BIM Model Management Procedure: Phases and Steps 3. KEY PERFORMANCE INDICATORS METHODOLOGY Para que a metodologia proposta possa ser estruturada são necessários diversos passos sendo que a medida do desempenho do processo é um dos mais importantes. Por esse motivo o objetivo desse artigo é definir especificamente os KPIs para o ambiente BIM e dessa maneira estabelecer medidas para a avaliação do fluxo das informações dentro do modelo de gestão apresentado anteriormente. Taking a previous study of (Sacks 2010), in which seven key performance indicators were developed and validated for application with conventional technology as a starting point, this work has developed the methodology for using these indicators in a BIM project.

5 Como ponto de partida para o experimento foi utilizado um modelo BIM de um edifício habitacional simples apenas com a disciplina de Arquitetura (Figure 2). Foram simulados cinco estados de evolução desse modelo: para cada um deles foi gerado o arquivo IFC e carregado no BIMServer como um usuário hipotético e após os IFCs foram processados no IFC file analyzer gerando-se as respectivas planilhas. Figure 2: Stages of model s sample evolution Para o cálculo dos KPIs algumas definições preliminares são necessárias. Esses conceitos foram definidos em um trabalho anterior de (Sacks 2010) e são reproduzidas textualmente utilizando as telas geradas pelo IFC file analyzer. Para que se possa entender conceitualmente o uso do IFC Analyzer, a Figura 3 abaixo mostra a correspondência entre as definições de Information Objects e Information Attributes cruzando-as e correspondendo-as com o Schema do IFC. INFORMATION OBJECTS INFORMATION ATTRIBUTES Figure 3: Correspondence between IFC analyzer and IFC Schema INFORMATION PACKAGE Definition Represents an entire model or a subset of a model in an exchange, (Figure 4) Information Package A entire model or a subset of a model in an exchange. IFA IFC file analyser spreadsheet representing the whole content of the package information Figure 4: An Information Package INFORMATION OBJECT Definition Definition Is a distinct component of a building or facility with technical and engineering attributes and characteristics, (Figure 5). INFORMATION ITEM Is a single piece of information. It may be textual or graphic.an information package therefore represents a set of information items, (Figure 5).

6 Information Object Information Iten A single piece of information Figure 5: An Information Object and an Information Item INFORMATION ATTRIBUTE Definition Is a technical, engineering or management attribute of an information object such as its dimensions, material type, supplier name, colour, price, etc. The value of an information attribute may appear in any number of information packages, (Figure 6). IfcArbitraryClosedProfileDef IfcArbitraryProfileDefWithVoids IfcCircleProfileDef IfcExtrudedAreaSolid IfcRectangleProfileDef IfcDoorLiningProperties IfcDoorStyle IfcPropertySet IfcPropertySingleValue IfcRelDefinesByProperties IfcWindowLiningProperties IfcWindowStyle IfcMaterial Definition Figure 6: An Information Attribute ACTION is performed by a team member to communicate information. In our case: upload or download an IFC file to the central model at BIMServer and vice-versa. Definition INFORMATION BATCH Is a set of information packages transferred together. Table 2: Basic Definitions 4. KPIS DEFINITION AND PROOF OF CONCEPTS Após essas definições e com os dados do modelo de exemplo da figura 3, foram calculados os KPIs, utilizando-se o IFC analyzer e os dados do BIMServer, indicados nas Tabelas 3 e 4 e representados graficamente através de um dashboard conforme a Figura 8. A partir das definições de (Rafael Sacks 2010) para KPIs em um projeto convencional podemos extender e provar a sua utilização para o ambiente BIM conforme tabela a seguir: AR: ACTION RATE Definition: The rate at which information is transferred, (Figure 7). Este índice tem como objetivo principal medir as ações dos membros da equipe de projeto This KPI is calculated from the measurement of users' actions directly at BIMServer log file. The average over any given time period t1 to t2 for a number of team members ntm is defined as: AR = nai, k (t2 t1)

7 Actions at BIMServer Revisions, Checkouts Figure 7: Action Rate = Actions of an user at BIMServer per unit time PS: PACKAGE SIZE Definition: Quantifies the level of detail of information packages Obsv. Esse KPI mede o nível de detalhe da informação contida nos pacotes e possibilita a avaliação da taxa de aumento desses detalhes e permite inferir o grau de conclusão do projeto. Uma mudança no tamanho do pacote da informação não necessariamente reflete o aumento ou a redução do conteúdo da informação que é transferida, por esse motivo esse KPI é baseado na contagem das unidades de informação. niai v is the number of attributes belonging to information object i that have values assigned to them (at time t), and nio is the total number of information objects in the package. Na planilha do IFC analyser o Package Size é calculado diretamente somando-se o número de entidades que correspondem às classes do IFC Shared Building Elements, (Table 4). nio PSt = niai, v i 1 An important point is to measure how far the package is ready to its conclusion and it will be necessary before we determine what will be the size it should have. The solution to this problem is not simple because it set the amount of information it should contain in a project and specifying it, will require the planning of packages to be produced and referred them to specific stages of development. Estimando-se o PS total podemos definir o PSMaturity conforme fórmula abaixo. No exemplo o PSM foi calculado dividindo-se o valor de cada PS de cada versão do modelo pelo PS total da ultima versão, pois nesse caso esse valor já era conhecido ou poderia ser estimado. PSMt = PSt niai WIP: WORK IN PROCESS Definition: The number of available but unused information packages Como esse KPI mede o atraso entre o upload e o download da informação ele indica possíveis gargalos em membros da equipe que acumulam muita informação antes de iniciar o trabalho. This KPI is based on calculating the interval time that a packet of information is available on a server waiting to be downloaded or viewed by the interested user. Working with a model in the central BIMServer the calculation of this KPI is simple and uses the BIMServer log file with the actions date of the team member k. Tupj is the day on which package j was uploaded, package size (PS) is as defined earlier and Uj = 1, if package j has been viewed or downloaded by team member k, Uj = 0 if not. No exemplo o WIP foi calculado a partir da distribuição normalizada do número de entidades IFC contadas no IFC analyzer em cada uma das versões do modelo. WIP(t) = (t Tupj)PSjUj BS: BATCH SIZE Definition: The batch volume of information transferred Esse KPI reflete a quantidade de informação que é acumulada por um determinado membro da equipe desde a sua última entrega de informação. Observa-se com freqüência a tendência dos profissionais em transmitir as informações em grandes lotes, normalmente antes de reuniões ou em vésperas de pagamentos. Esse procedimento é adotado para a otimização da produção dos escritórios, porém prejudica o fluxo dos demais parceiros que precisam ficar parados esperando pela informação. Contudo, recomenda-se que a informação seja transferida em pequenos lotes.

8 nip is the number of information packages in the batch. No exemplo foram contados com o IFC analyzer o número de information objects em cada uma das versões do modelo. BSt = niai DV: DEVELOPMENT VELOCITY Definition: Representa a velocidade com a qual a informação está sendo transferida para a equipe. Possibilita identificar gargalos dentro do processo na medida em que velocidades baixas podem apontar tanto para atrasos quanto para a transmissão feita em grandes lotes. Easily measured because it is calculated directly from measures of Package Sizes or Batch Sizes. DV = BSt BSt 1 Tt Tt 1 BN: BOTTLENECKS Definition: Identifies possible bottleneck partners in the process at any given time. Possibilita identificar os pontos onde a informação fica obstruída em seu fluxo. Easily measured because it correlates the indices DV and WIP. Com o IFC analyzer esse KPI foi calculado graficamente correlacionando-se os indices DV e WIP, foi também calculado o índice de correlação linear, no caso obtivemos -0,79 o que mostra uma forte correlação entre esses índices. RW: REWORK Definition: Quantify the rework included in information packages O objetivo é identificar retrabalhos resultantes de interações negativas e por esse motivo o cálculo do KPI precisa ser sempre acompanhado pela análise direta do projeto observando-se o teor ocorrido das mudanças para que se possa separar as interações negativas das positivas. niat é obtido através da contagem dos Information Attributes cujos valores foram modificados entre o intervalo de tempo T e T-1. Usando o IFC analyzer esse KPI é obtido processando-se simultaneamente as versões do modelo em T e T-1 e obtendo-se por comparação entre o número de entidades IFC a diferença na contagem dos atributos cujos valores foram modificados, (Table 4) niat RWI = PSt PSt 1 + niat Table 3: KPIs Definition Action Rate Package Size Maturity Work in Process Batch Size Development Velocity Bottlenecks

9 Rework Figure 8: KPIs Dashboard KPIs Dashboard INFORMATION OBJECTS = SHARED BUILDING ELEMENTS INFORMATION ATTRIBUTES 5. CONCLUSIONS MODEL VERSIONS V1: 19/04/11 V2: 20/04/11 V3: 21/04/12 V4: 22/04/13 Action Rate 2,00 2,00 2,00 2,00 Revisions feed at BIMServer 19/4/11 20/4/11 21/4/11 22/4/11 Download feed at BIMServer 20/4/11 21/4/11 22/4/11 23/4/11 Total Actions made Time interval (days) Package Size Maturity 0,0631 0,5908 0,8929 1,0023 Package Size Excel formula E15/I15 F15/I15 G15/I15 H15/I18 Total of Information Objects Information Objects formula SUM(E37:E49) SUM(F37:F49) SUM(G37:G49) SUM(H37:H49) Work in Process Normalized -0,92 0,22 0,80 1,06 Work in Process 3.376, , , ,00 Average ,20 Standard deviation ,56 Interval time between download and upload (days) Uj Batch Size Percent Increase of Batch Size 497% 42% 13% Development Velocity Normalized 1,31-1,14-0,64 Development Velocity Average 7.238,75 Standard deviation 7.266,57 Normalized value 1,31 0,17-0,47 Bottlenecks graphic graphic graphic graphic Rework Information Attributes whose values have changed Total of Information Attributes Total of Information Objects IfcBeam IfcColumn 4 4 IfcColumnType 4 4 IfcCovering IfcDoor IfcFooting 51 IfcOpeningElement IfcRailing 4 4 IfcRoof 6 IfcSlab IfcStair 8 8 IfcWallStandardCase IfcWindow IfcFlowSegment 1 IfcPipeSegmentType 1 IfcArbitraryClosedProfileDef IfcArbitraryProfileDefWithVoids IfcCircleProfileDef IfcExtrudedAreaSolid IfcRectangleProfileDef IfcDoorLiningProperties IfcDoorStyle IfcPropertySet IfcPropertySingleValue IfcRelDefinesByProperties IfcWindowLiningProperties Table 4: IFC analyzer spreadsheet and KPIs calculation O artigo procurou apresentar inicialmente uma proposta de metodologia para a Gestão do Processo de Projeto em BIM. O modelo apresentado ainda está em desenvolvimento e sua apresentação nesse artigo foi feita de maneira resumida. Entende-se que o processo de projeto tenha que ter além dos controles gerenciais de prazos, feitos a partir de cronogramas, um controle mais granular do seu desempenho.

10 Esse controle pode ser feito a partir do cálculo dos indicadores de desempenho do processo. Esses KPIs foram demonstrados anteriormente em um ambiente de projeto convencional que utilizou arquivos em CAD 2d e a proposta do artigo foi demonstrar a sua validação para uso no ambiente BIM. Para isso foram simuladas situações de um projeto hipotético onde o BIMServer foi utilizado para hospedar as versões do modelo no formato IFC e posteriormente cada uma dessas versões foram processadas utilizando-se o IFC analyzer. Prevê-se a continuidade do presente trabalho quando for possível encontrarem-se projetos reais aonde um Model Server possa ser utilizado, pois atualmente essa tecnologia ainda é pouco adotada. O cálculo desses KPIs ficou facilitado e provado no ambiente BIM e pode ser automatizado em trabalhos futuros. Uma proposição para futuros trabalhos pode ser o desenvolvimento de uma interface que opere em conjunto com o BIMServer onde o IFC analyzer possa ser acionado a partir das ações dos participantes, uma vez que ele possui também a possibilidade de ser disparado a partir de linha de comando. Nessa proposição seria necessária também o desenvolvimento de uma interface gráfica que possibilite a visualização em tempo real dos gráficos dos KPIs. REFERENCES Austin, S. (1999). "Analytical design planning technique: a model of the detailed building design process." Design Studies 20(3): Austin, S. (2002). "Modeling and managing project complexity." International Journal of Project Management 20(3): Austin, S. et al. (2001). "Design Chains: a Handbook for Integrated and Collaborative Design." Loughborough, Loughborough University. London, K., et al. (2010). "Towards the Development of a Project Decision Support Framework for Adoption of an Integrated Building Information Model using a Model Server. Building Information Modeling and Construction Informatics". J. U. U. Isikdag. New York, Information Science Reference: Fallon, K., et. al (2007). General Buildings Information: Handover Guide: Principles, Methodology and Case Studies, National Institute Of Standards and Technology: 99. Berlo, L. et. al (2010). "BIMSERVER.ORG an Open Source IFC Model Server". 27th International Conference - Applications of IT in the AEC Industry & Accelerating BIM Research Workshop, Cairo, Egypt, CIB. Lipman, R. (2010). "Developing Coverage Analysis for IFC Files". 27th International Conference - Applications of IT in the AEC Industry & Accelerating BIM Research Workshop, Cairo, Egypt, CIB. Manzione, L. (2006)." Estudo de Métodos de Planejamento do Processo de Projeto de Edifícios". Master Dissertation, Universidade de São Paulo. Ouyang, C., et al. (2009). "From Business Process Models to Process-oriented Software Systems: The BPMN to BPEL Way." ACM Transactions on Software Engineering and Methodology. Benning, P., et al. (2010). "Collaboration processes. Framework for Collaboration". Inpro Report, Inpro Consortium: 43. Sacks, R., et al. (2010). "Introducing a new Methodology to Develop the Information Delivery Manual for AEC Projects". 27th International Conference - Applications of IT in the AEC Industry & Accelerating BIM Research Workshop, Cairo, Egypt, CIB. Rafael Sacks, E T. (2010). "An empirical study of information flows in multi-disciplinary civil engineering design teams using lean measures." Architectural Engineering and Design Management. Sciences, National Institute of Building (2007). National Building Information Model Standard. "Overview, Principles and Methodologies". Steward, D. (1981). "The Design Structure System: a Method for Managing the Design of Complex Systems." IEEE Transactions on Engineering Management 28: University, The Pennsylvania State (2010). "BIM Project Execution Planning Guide Version 2.0". University Park, PA, USA., The Pennsylvania State University: 127. White, S. A. (2004). "Introduction to BPMN", IBM Corporation. Wix, J. (2006). "Information Delivery Manual Guide to Components and Development Methods", buildingsmart, Oslo, Norway: 82.

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Licenciatura em Engenharia Informática Degree in Computer Science Engineering Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Performance analysis of large distributed

Leia mais

Porque os Projetos atrasam? Uma análise crítica da ineficácia do planejamento de projetos adotada no mercado imobiliário de São Paulo.

Porque os Projetos atrasam? Uma análise crítica da ineficácia do planejamento de projetos adotada no mercado imobiliário de São Paulo. Porque os Projetos atrasam? Uma análise crítica da ineficácia do planejamento de projetos adotada no mercado imobiliário de São Paulo. Leonardo Manzione (1); Silvio B.Melhado (2) (1) Eng. Civil, Mestre

Leia mais

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment SAFIRA is an IT consulting boutique known for transforming the way organizations do business, or fulfil their missions,

Leia mais

A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing

A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing Marcello de Lima Azambuja A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing Dissertação de Mestrado Dissertation presented to the Postgraduate Program in Informatics of the Departamento

Leia mais

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures GeoInfo - 2006 Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures Leonardo Lacerda Alves Clodoveu A. Davis Jr. Information Systems Lab

Leia mais

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps Mariane Alves Dal Santo marianedalsanto@udesc.br Francisco Henrique de Oliveira chicoliver@yahoo.com.br Carlos Loch cloch@ecv.ufsc.br Laboratório de Geoprocessamento GeoLab Universidade do Estado de Santa

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

OVERVIEW DO EAMS. Enterprise Architecture Management System 2.0

OVERVIEW DO EAMS. Enterprise Architecture Management System 2.0 OVERVIEW DO EAMS Enterprise Architecture Management System 2.0 NETWORKS @arqcorp_br #eamsrio http://arquiteturacorporativa.wordpress.com/ WE MANAGE KNOWLEDGE, WITH YOU Arquitetura Empresarial Repositório

Leia mais

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP Teresinha das Graças Coletta 1, Maria Helena Di Francisco 2, Fabio Muller Guerrini³, Thyerre de Castro Ramazzi 4 1 Mestrado, Escola de

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

desenvolvimento de software em indústria, comunidades acadêmicas e científicas uma fábrica de software?... joa@ufrpe.br silvio@cesar.org.

desenvolvimento de software em indústria, comunidades acadêmicas e científicas uma fábrica de software?... joa@ufrpe.br silvio@cesar.org. desenvolvimento de software em indústria, comunidades acadêmicas e científicas uma fábrica de software?... joa@ufrpe.br silvio@cesar.org.br laboratórios de desenvolvimento... Produção de Software: histórico

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS AGRADECIMENTOS O findar desta dissertação é o momento indicado para agradecer ao Professor Doutor João Carlos de Matos Paiva pela sua grande ajuda, pela disponibilidade sempre manifestada, pelo seu empenho

Leia mais

design para a inovação social

design para a inovação social design para a inovação social mestrado em design - 15 16 universidade de aveiro gonçalo gomes março de 2016 s.1 ergonomia ergonomia > definição Ergonomia A ergonomia (do grego "ergon": trabalho; e "nomos":

Leia mais

Participatory Map of Rio de Janeiro

Participatory Map of Rio de Janeiro Leandro Gomes Souza Geographer Luiz Roberto Arueira da Silva Director of City Information Pereira Passos Institute - City of Rio de Janeiro About us Pereira Passos Institute (IPP) is Rio de Janeiro municipal

Leia mais

Definição de Critérios para Análise Comparativa de Modelos de Referência para Desenvolvimento Global de Software

Definição de Critérios para Análise Comparativa de Modelos de Referência para Desenvolvimento Global de Software Definição de Critérios para Análise Comparativa de Modelos de Referência para Desenvolvimento Global de Software Leonardo Pilatti, Jorge Luis Nicolas Audy Faculdade de Informática Programa de Pós Graduação

Leia mais

Revista Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira

Revista Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira 15 INTELIGÊNCIA DE MERCADO: TRANSFORMANDO AS OLIMPÍADAS EM NEGÓCIOS 1 RESUMO Um dos grandes desafios das organizações hoje é a aplicabilidade assertiva das técnicas de análise e métodos utilizados em Inteligência

Leia mais

Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas)

Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas) Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas) Professional activities/tasks Design and produce complex ICT systems by integrating

Leia mais

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines basic concepts Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Um produto www.usm.maine.edu

Leia mais

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE PYLCROW Portugal LISBOA Email: info.pt@pylcrow.com Telefone: +351 21 247 46 00 http://www.pylcrow.com/portugal WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING

Leia mais

T Ã O B O M Q U A N T O N O V O

T Ã O B O M Q U A N T O N O V O D I S S E R T A Ç Ã O D E M E S T R A D O M A S T E R I N G D I S S E R T A T I O N A V A L I A Ç Ã O D A C O N D I Ç Ã O D E T Ã O B O M Q U A N T O N O V O U M A A P L I C A Ç Ã O E N V O L V E N D O

Leia mais

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Raquel Jauffret Guilhon Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

Online Collaborative Learning Design

Online Collaborative Learning Design "Online Collaborative Learning Design" Course to be offered by Charlotte N. Lani Gunawardena, Ph.D. Regents Professor University of New Mexico, Albuquerque, New Mexico, USA July 7- August 14, 2014 Course

Leia mais

MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE REPROCESSO NO SETOR DE PRODUÇÃO DE CALDOS ALIMENTÍCIOS NA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO (ERA).

MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE REPROCESSO NO SETOR DE PRODUÇÃO DE CALDOS ALIMENTÍCIOS NA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO (ERA). MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE REPROCESSO NO SETOR DE PRODUÇÃO DE CALDOS ALIMENTÍCIOS NA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO (ERA). Poços de Caldas / MG 2014 MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais

Relatório de Acção Action Report

Relatório de Acção Action Report Relatório de Acção Action Report CasA+ Building Codes 17 Novembro Expo Energia 09 16 de Dezembro de 2009 Data: 17 Novembro Título: Casas dos anos 70 e 90 revelam mais ineficiência energética Meio: Rádio

Leia mais

João Matias. Managing Director Oracle Portugal

João Matias. Managing Director Oracle Portugal João Matias Managing Director Oracle Portugal Pontos de Partida. Para onde Vamos? Evolução. Estratégia. Desafios. A vida começa aos quarenta... Evolução O passado recente dos ambientes de IT Best of Breed

Leia mais

Introduction to Network Design and Planning

Introduction to Network Design and Planning Introduction to Network Design and Planning Joao.Neves@fe.up.pt 1 In the Beginning... The project of a Network was the result of the inspiration of a guru or an "artist" (after all was considered an art...)

Leia mais

booths remain open. Typical performance analysis objectives for the toll plaza system address the following issues:

booths remain open. Typical performance analysis objectives for the toll plaza system address the following issues: booths remain open. Typical performance analysis objectives for the toll plaza system address the following issues: What would be the impact of additional traffic on car delays? Would adding Simulação

Leia mais

Desenvolvimento Ágil 1

Desenvolvimento Ágil 1 Desenvolvimento Ágil 1 Just-in-Time Custo = Espaço + Publicidade + Pessoal De que forma poderiamos bater a concorrência se um destes factores fosse zero? 2 Just-in-time Inventory is waste. Custo de armazenamento

Leia mais

Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores

Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores Campos extraídos diretamente Título Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores Huang, Chin-Yu and Lin, Chu-Ti Ano de publicação 2006 Fonte de publicação

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P.

2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. A implementação de processos Ágeis em uma organização CMMI 5 Lúcia Mazoni Couto - luciamazoni.couto@hp.com Líder do Escritório de Projetos e Processos HP

Leia mais

Pesquisa de Doutorado M. Eng. Leonardo Manzione Orientador: Prof. Dr. Silvio Melhado

Pesquisa de Doutorado M. Eng. Leonardo Manzione Orientador: Prof. Dr. Silvio Melhado Proposição de um novo Modelo de Gestão do Processo de Projeto Colaborativo Pesquisa de Doutorado M. Eng. Leonardo Manzione Orientador: Prof. Dr. Silvio Melhado Projeto de Pesquisa Cenário Baixa produtividade

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Resumo. 1. Introdução. Abstract. 2. Motivação

Resumo. 1. Introdução. Abstract. 2. Motivação Um Estudo para a Definição de Processos das Gerências da Qualidade e da Configuração em um Ambiente Integrado para Apoio ao Desenvolvimento e Gestão de Projetos de Software Abdala, Martha A. D.; Lahoz,

Leia mais

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata:

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: Vaga: Estagiário Área Jurídica Área: Legal Department O Departamento Jurídico é uma área dinâmica que possui

Leia mais

MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS

MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS 127 MODELAGEM VISUAL DE UM SOFTWARE PARA O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES EM GESTÃO DE PROJETOS VISUAL MODELING OF SOFTWARE FOR COMMUNICATION MANAGEMENT IN PROJECT MANAGEMENT Ricardo Rall 1 Arilson José

Leia mais

Universidade do Minho. Escola de Engenharia. UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13. 11 de outubro 2012

Universidade do Minho. Escola de Engenharia. UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13. 11 de outubro 2012 Universidade do Minho Escola de Engenharia UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13 11 de outubro 2012 1 2 2 courses offered in the first semestre: Métodos de Investigação em Engenharia

Leia mais

Projecto: +INOV-custos / Project: +INOV-costs

Projecto: +INOV-custos / Project: +INOV-costs 1 OBJETIVO / OBJECTIVE 2 FASES / PHASES 3 RESULTADOS SUNVISOR / SUNVISOR RESULTS 4 RESULTADOS CARTER / CARTER RESULTS Grupo industrial especializado en la gestión de procesos de alto valor añadido 1 Objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA ARQUITETURA DE UM AMBIENTE COLABORATIVO DE BUSINESS INTELLIGENCE BASEADO EM UM REPOSITÓRIO DE ONTOLOGIAS E SERVIÇOS DE DADOS VALÉRIO AYMORÉ MARTINS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DEPARTAMENTO

Leia mais

Uma Abordagem para a Avaliação de Processos de Desenvolvimento de Software Baseada em Risco e Conformidade

Uma Abordagem para a Avaliação de Processos de Desenvolvimento de Software Baseada em Risco e Conformidade Rafael de Souza Lima Espinha Uma Abordagem para a Avaliação de Processos de Desenvolvimento de Software Baseada em Risco e Conformidade Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00806 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação

Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação Diogo Silveira Mendonça Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de

Leia mais

Cigré/Brasil. CE B5 Proteção e Automação. Seminário Interno de Preparação para o Colóquio do SC B5 2009

Cigré/Brasil. CE B5 Proteção e Automação. Seminário Interno de Preparação para o Colóquio do SC B5 2009 Cigré/Brasil CE B5 Proteção e Automação Seminário Interno de Preparação para o Colóquio do SC B5 2009 Rio de Janeiro, 15-16 de setembro de 2009 Dados do Artigo Número: PS1 107 Título: Client Conformance

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

Odyssey-WI: Uma Ferramenta para Mineração de Rastros de Modificação em Modelos UML Versionados

Odyssey-WI: Uma Ferramenta para Mineração de Rastros de Modificação em Modelos UML Versionados Odyssey-WI: Uma Ferramenta para Mineração de Rastros de Modificação em Modelos UML Versionados Cristine Dantas, Leonardo Murta, Cláudia Werner COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação

Leia mais

Performance Measurement Dashboard. António Almeida INESC Porto. VFF project. Holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework

Performance Measurement Dashboard. António Almeida INESC Porto. VFF project. Holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework Performance Measurement Dashboard António Almeida INESC Porto VFF project Holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework Agenda 1. Motivações e Desafios 2. Projeto Virtual Factory

Leia mais

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking Agradecimentos A dissertação do Mestrado que adiante se apresenta resulta na concretização de um projecto que me parecia difícil mas não impossível de alcançar. Foram meses seguidos de trabalho de investigação,

Leia mais

Requisitos de Ferramentas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software

Requisitos de Ferramentas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software Requisitos de Ferramentas de Gestão de Projetos de Desenvolvimento de Software Keyla Guimarães Macharet Brasil 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) CEP

Leia mais

Versão: 1.0. Segue abaixo, os passos para o processo de publicação de artigos que envolvem as etapas de Usuário/Autor. Figura 1 Creating new user.

Versão: 1.0. Segue abaixo, os passos para o processo de publicação de artigos que envolvem as etapas de Usuário/Autor. Figura 1 Creating new user. Órgão: Ministry of Science, Technology and Innovation Documento: Flow and interaction between users of the system for submitting files to the periodicals RJO - Brazilian Journal of Ornithology Responsável:

Leia mais

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption.

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption. Maio / May 2015 Resinas da linha Grades Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption RP 141 RP 347 RP 340S RP 340R RP 149 H 105 Produtividade Higher Productivity H 202HC CP 191XP VA8010SUV Redução

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Curricular Unit Plan ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. GESTÃO DE PROJECTOS INFORMÁTICOS Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010

Leia mais

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica Normalização e interoperabilidade da informação geográfica perspetivas para a formação em Engenharia Geográfica João Catalão Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Faculdade de Ciências

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems João Barreto and Paulo Ferreira Distributed Systems Group INESC-ID/Technical University Lisbon, Portugal www.gsd.inesc-id.pt Bandwidth remains

Leia mais

Transformação de um Modelo de Empresa em Requisitos de Software

Transformação de um Modelo de Empresa em Requisitos de Software Transformação de um Modelo de Empresa em Requisitos de Software Fábio Levy Siqueira 1 and Paulo Sérgio Muniz Silva 2 1 Programa de Educação Continuada da Poli-USP, São Paulo, Brazil 2 Escola Politécnica

Leia mais

Heterogeneous multi-core computer architectures and

Heterogeneous multi-core computer architectures and Heterogeneous multi-core computer architectures and Dedicated processing structures for Signal processing applications Nuno Roma Ongoing research! Heterogeneous any-core processing!

Leia mais

EPLNA_2012. Ciclo de Garantia da Qualidade Analítica: tendências e etapas fundamentais para a fornecer resultados confiáveis

EPLNA_2012. Ciclo de Garantia da Qualidade Analítica: tendências e etapas fundamentais para a fornecer resultados confiáveis Ciclo de Garantia da Qualidade Analítica: tendências e etapas fundamentais para a fornecer resultados confiáveis Prof. Dr. Igor Renato Bertoni Olivares Top 02 in analytical chemistry Impact Factor - 6,6

Leia mais

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos Resumo da Dissertação apresentada à UFSC como parte dos requisitos necessários para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Elétrica. A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 / 2011

Leia mais

USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 WORK PLAN FOR IMPLEMENTATION OF THE UNITED STATES PATENT AND

Leia mais

Sugestão de Leitura. Artigo "Painless Software Schedules" do Joel Spolski. http://www.joelonsoftware.com/articles/fog0000000245.

Sugestão de Leitura. Artigo Painless Software Schedules do Joel Spolski. http://www.joelonsoftware.com/articles/fog0000000245. Introdução ao SCRUM Street-Java 48 Sugestão de Leitura Artigo "Painless Software Schedules" do Joel Spolski http://www.joelonsoftware.com/articles/fog0000000245.html 48 Sumário A metodologia ágil SCRUM

Leia mais

Ontology Patterns e Ontology Pattern Languages

Ontology Patterns e Ontology Pattern Languages Ontology Patterns e Ontology Pattern Languages Ricardo de Almeida Falbo Ontologias para Engenharia de Software Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Ontology Patterns

Leia mais

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF ==> Download: BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF - Are you searching for Brigham And Ehrhardt Books? Now, you will be happy that at this time Brigham And Ehrhardt

Leia mais

Glossário BiSL. Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 -

Glossário BiSL. Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 - Glossário BiSL Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 - 1. Glossário de Terminologia Terminologia em Inglês Terminologia em Português BiSL processes Processos de BiSL Business data management

Leia mais

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH ÍNDICE PORTUGUÊS 1. Características... 2 2. Conteúdo da Embalagem... 3 3. Como usar o Receptor de TV Digital... 3 4. Tela de Vídeo... 6 5.Requisitos Mínimos... 6 6. Marcas Compatíveis... 8 INDEX ENGLISH

Leia mais

Lean manufacturing, é uma filosofia de gestão focada na redução de desperdícios;

Lean manufacturing, é uma filosofia de gestão focada na redução de desperdícios; AGENDA 1. LEAN MANUFACTURING 2. TOYOTA WAY 3. O QUE É STARTUP? 4. LEAN STARTUP 5. LEAN STARTUP X LEAN MANUFACTURING 6. CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LEAN MANUFACTURING Lean manufacturing,

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO DE PEQUENO PORTE

IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO DE PEQUENO PORTE IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO EM UMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO DE PEQUENO PORTE BERNARDES, Maurício M. e S. (1); FORMOSO, C. T. (2) (1) Eng. Civil, Mestre em Engenharia, Doutorando do

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013 Consórcio do Politecnico di Milano Fevereiro 2013 DESIGN DEFINITIONS SENAI & POLI.design Fevereiro 2013 Design como uma atividade específica no processo de P&D que visa a projetação dos aspectos funcionais

Leia mais

Transportes. Transportation. Semestre do plano de estudos 1

Transportes. Transportation. Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Transportes CU Name Código UC 706 Curso MEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 120 ECTS 4.5 Horas de contacto T - 22,5; TP - 22,5

Leia mais

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA CRISTINA ZAK RIBEIRO ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA São Paulo 2007 CRISTINA ZAK RIBEIRO

Leia mais

Microsoft. Driving Better Business Performance. André Amaral aamaral@microsoft.com

Microsoft. Driving Better Business Performance. André Amaral aamaral@microsoft.com Microsoft Driving Better Business Performance André Amaral aamaral@microsoft.com Business Intelligence Improving business insight A broad category of applications and technologies for gathering, storing,

Leia mais

A meus pais, Ari e Célia, sempre presentes, todo o meu amor incondicional!

A meus pais, Ari e Célia, sempre presentes, todo o meu amor incondicional! ii A meus pais, Ari e Célia, sempre presentes, todo o meu amor incondicional! iii Agradeço à Deus, esta força maior, pela vida, pela sabedoria e pelo amor. Mas, sobretudo, por me ensinar saber fazer ser

Leia mais

FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES

FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES a. Unidade curricular Course unit title: Construção da Imagem Fílmica Construction of the Filmic Image Código: 01343927 Code: 01343927 b. ECTS: 5.0 c. Horas de contacto

Leia mais

User Guide Manual de Utilizador

User Guide Manual de Utilizador 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE User Guide Manual de Utilizador 2014 1Life Simplify it All rights reserved. www.1-life.eu 2 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE ENGLISH USER GUIDE...4 MANUAL DE UTILIZADOR PORTUGUÊS...18

Leia mais

Produzindo Valor com Gerenciamento do Ciclo de Vida de Aplicativos Delivering Value with Application Lifecycle Management (ALM)

Produzindo Valor com Gerenciamento do Ciclo de Vida de Aplicativos Delivering Value with Application Lifecycle Management (ALM) Produzindo Valor com Gerenciamento do Ciclo de Vida de Aplicativos Delivering Value with Application Lifecycle Management (ALM) Clementino de Mendonça Senior Development Consultant Microsoft Services O

Leia mais

Ontology Building Process: The Wine Domain

Ontology Building Process: The Wine Domain Ontology Building Process: The Wine Domain João Graça, Márcio Mourão, Orlando Anunciação, Pedro Monteiro, H. Sofia Pinto, and Virgílio Loureiro Summary Context Ontology Wine Domain Existing Wine Ontologies

Leia mais

Informática e Programação. Computer Science and Programming. Semestre do plano de estudos 1

Informática e Programação. Computer Science and Programming. Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Informática e Programação CU Name Código UC 4 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Informática Duração Semestral Horas de trabalho 135 ECTS 5 Horas de contacto TP - 67,5 Observações

Leia mais

Redes Neurais na Manutenção Preditiva de Caminhões Fora de Estrada

Redes Neurais na Manutenção Preditiva de Caminhões Fora de Estrada Felipe Miana de Faria Furtado Redes Neurais na Manutenção Preditiva de Caminhões Fora de Estrada Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

Uma arquitetura baseada em agentes de software para a automação de processos de gerênciadefalhasemredesde telecomunicações

Uma arquitetura baseada em agentes de software para a automação de processos de gerênciadefalhasemredesde telecomunicações Adolfo Guilherme Silva Correia Uma arquitetura baseada em agentes de software para a automação de processos de gerênciadefalhasemredesde telecomunicações Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Ficha da Unidade Curricular CURSO Mestrado em U.C. SISTEMAS INTEGRADOS DE Gestão Integrada da Qualidade,Ambiente e Segurança GESTÃO Horas presenciais

Leia mais

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS 1 de 7 26/6/2009 16:33 SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS Suelen Neves Boschetto, Flávio Neves Jr CPGEI Universidade Tecnológica

Leia mais

Workshop 2 Six Sigma e PMI complementares ou substitutas?

Workshop 2 Six Sigma e PMI complementares ou substitutas? Workshop 2 Six Sigma e PMI complementares ou substitutas? Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br F.+55.11.8110-0026 www.setadg.com.br CLIENTES SETA CLIENTES SETA T I V I T

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

@georgeguimaraes. Integração Discreta. melhorando a Integração Contínua e ganhando em colaboração

@georgeguimaraes. Integração Discreta. melhorando a Integração Contínua e ganhando em colaboração @georgeguimaraes Integração Discreta melhorando a Integração Contínua e ganhando em colaboração @georgeguimaraes George Guimarães co-fundador da Plataformatec entrega de projetos Posicionamento único

Leia mais

USO DO GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO PARA O GERENCIAMENTO DAS ATIVIDADES DE TELECOMUNICAÇÕES

USO DO GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO PARA O GERENCIAMENTO DAS ATIVIDADES DE TELECOMUNICAÇÕES USO DO GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO PARA O GERENCIAMENTO DAS ATIVIDADES DE TELECOMUNICAÇÕES OLIVEIRA, K. A. S. D. 1 ; LEITE, M. L. DE O. 2 ; MENEZES, A. R. 3 ; MEDEIROS, S. L. 4 RESUMO:

Leia mais

Construção, Território e Ambiente. Construction, Planning and Environment. Semestre do plano de estudos 2

Construção, Território e Ambiente. Construction, Planning and Environment. Semestre do plano de estudos 2 Nome UC Construção, Território e Ambiente CU Name Código UC 11 Curso LEC Semestre do plano de estudos 2 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 95 ECTS 3.5 Horas de contacto

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual IPortalMais: a «brainware» company FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Mozilla Thunderbird Doc.: Jose Lopes Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17 Rev.:

Leia mais

Um Modelo de Componentes de Software com Suporte a Múltiplas Versões

Um Modelo de Componentes de Software com Suporte a Múltiplas Versões Hugo Roenick Um Modelo de Componentes de Software com Suporte a Múltiplas Versões Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós graduação em Informática do Departamento de Informática

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ANALYSIS OF APPLICATION OF PHILOSOPHY IN LEAN CONSTRUCTION COMPANIES

Leia mais

Monitoramento de Métricas de Segurança da Informação

Monitoramento de Métricas de Segurança da Informação Monitoramento de Métricas de Segurança da Informação Rafael Seidi Shigueoka¹, Bruno Bogaz Zarpelão¹ 1 Departamento de Computação Universidade Estadual de Londrina (UEL) Caixa Postal 10.011 CEP 86057-970

Leia mais

SAP Enterprise Project Connection

SAP Enterprise Project Connection SAP Enterprise Project Connection SAP Enterprise Project Connection A Solução SAP para Integração entre Ferramentas de Projetos Funcionamento da Ferramenta Referências e Benefícios Elab. e Priorização

Leia mais