Como extrair o máximo do banco de dados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Como extrair o máximo do banco de dados"

Transcrição

1 EXTRA Como extrair o máximo do banco de dados Gerenciamento, desenvolvimento, integração com aplicativos, funcionalidades web e segurança fazem a diferença se forem usados na capacidade proporcional à necessidade do seu negócio. Sua empresa utiliza o potencial máximo dos repositórios de dados?

2 índice Capítulo 1 Extraindo o máximo dos bancos de dados Capítulo 2 Gerenciamento eficiente Capítulo 3 Desenvolvimento e integração Capítulo 4 Informação sem fronteiras Capítulo 5 Garantindo a segurança Capítulo 6 Casos de sucesso Capítulo 7 Glossário Capítulo 8 Para saber mais sobre banco de dados

3 Capítulo 1 Extraindo o máximo dos bancos de dados Sua empresa utiliza o potencial máximo dos repositórios de dados? Funções como o gerenciamento, o desenvolvimento e a integração com aplicativos, as funcionalidades web e mesmo a segurança podem ser aprimoradas e melhor trabalhadas A primeira pergunta que pode ser feita quando falamos na exploração dos limites técnicos dos bancos de dados é: sua empresa realmente conhece todas as funcionalidades da solução e sabe o que ela pode trazer operacionalmente e para apoio ao business? De acordo com especialistas, não. E existe uma curva decrescente acentuada quanto menor é o tamanho da corporação em questão. Não por acaso, o consultor norte-americano, especializado em banco de dados, Kevin Loney, afirmou em um livro que não sai da cabeceira dos DBAs administradores de bancos de dados que: um dos segredos para extrair o máximo de desempenho de um banco de dados é saber como explorar os seus recursos de maneira dinâmica durante o dia-a-dia. Aprendendo como configurar, monitorar, fazer backup e manter a segurança dos dados da melhor forma possível. Pode parecer básico, mas essa premissa não é seguida por todas as empresas, e isto independe do tamanho e mesmo do investimento dedicado, ou ainda de ter equipes ou profissionais especializados no tema. 3

4 Capítulo 1 Extraindo o máximo dos bancos de dados Para o mercado das PMEs, as características genéricas do banco de dados acabam sendo suficientes. Elas não exploram todos os recursos, primeiro porque a pressão por performance é menor, mesmo em tarefas administrativas. Levar duas horas ou quatro para fazer algo, é uma diferença grande para o high-end, mas nas pequenas a diferença pode ser de 10 minutos para cinco minutos, o que não é relevante, compara Eduardo Sato, gerente da área de Serviços da Sybase Brasil. Entre as médias empresas, a situação é um pouco diferente. Esse segmento utiliza funções de backup, por exemplo, com os gerenciadores dos bancos de dados oferecendo níveis de compressão que podem diminuir o tempo de tarefas. O mínimo é máximo? Com visão semelhante, Sérgio Fortuna, gerente da área de Information Management da IBM Brasil, admite que as PMEs 4

5 As PMEs fazem o básico quando se fala em fazem o básico quando se fala em extrair extrair o máximo dos bancos de dados. É algo o máximo dos bancos de dados. E a semelhante ao uso do Excel ou do Word, as razão é simples, semelhante ao uso do empresas fazem o operacional, básico no Excel ou no Word, as empresas garante Sérgio Fortuna, gerente da área fazem o dia-a-dia e o gerente ou pessoa de Information Management da IBM Brasil. responsável pelo BD é consumido pelo operacional. Em paralelo, essas empresas não possuem capacidade de investir em profissionais de maior capacitação, garante. Para auxiliar as organizações desse nicho, a IBM tem como objetivo tornar o gerenciamento do BD o mais intuitivo possível. Não acredito totalmente que essas empresas vão aprender a manipular melhor o BD. Então temos de criar ferramentas mais fáceis de usar, colocar features e regras que facilitem o uso do transacional e ofereçam mais análise. Acreditamos no que a IBM chama de Autonomic Computing, fazendo com que o software reaja como um corpo humano, fornecendo reações automáticas, como o autotuning, aponta Fortuna. Comum a todos os fornecedores, o auto-gerenciamento (como pode ser visto de forma mais abrangente nas páginas 7 a 10) cria índices de freqüência de uso possibilitando que a máquina faça automaticamente tarefas repetitivas e de administração mais simples, retirando essas funções do administrador. O sujeito que trabalha em uma PME não tem tempo de aprender, porque ele faz tudo; ele precisa é usar na prática e da forma mais dinâmica possível, conclui o executivo da IBM. Um pouco diferente dessa visão, João Nunes, gerente de produto do SQL Server da Microsoft, acredita que as PMEs usam os bancos de dados na sua plenitude, guardadas as devidas proporções (analise e entenda mais conhecendo os cases nas páginas 17 a 20). A demanda é proporcional ao tamanho, uma pequena empresa não usa um recurso como indexação online, por exemplo, que é algo muito específico para grandes corporações. Mas a utilização tende a ficar mais complexa por conta da explosão de dados em todas as companhias. O custo de armazenamento vem caindo e existe a necessidade não apenas de 5

6 Capítulo 1 Extraindo o máximo dos bancos de dados armazenar dados relacionais, mas também vídeos ou localização, por exemplo, argumenta. Tudo na mão A explosão dos dados é fruto não apenas da web como do maior controle e diversidade de sistemas de gestão das áreas internas das companhias. Mesmo entre as pequenas não é incomum que possuam ERPs, o que dirá das médias que já se beneficiam dos pacotes de gestão há anos. Na escolha do banco de dados e mesmo depois, na sua operação, é preciso levar em conta a integração do repositório com outros aplicativos (veja mais sobre o tema nas páginas 11 e 12). Suporte XML, consumir web services e explorar recursos de SOA (arquitetura orientada a serviços) passa a ser primordial para garantir a conversa entre os sistemas. O aumento expressivo dos dados sugere ainda que, em paralelo, mais e mais pessoas, interna ou externamente, tenham acesso às informações da companhia. Em resumo, é necessário que a segurança no nível do banco de dados se torne ainda mais forte. Assim, o uso de criptografia, mesmo em BDs voltados para pequenas e médias empresas, se tornou mandatório (conheça mais nas páginas 15 e 16). Atualmente, o DBA ou responsável não precisa nem saber qual a chave criptográfica, ele quer saber como trabalhar e os limites de acesso, avalia Nunes. Mal comparando, Fortuna, da IBM, afirma que o sonho de consumo do dono da padaria não é aprender tudo sobre banco de dados, mas usar a sua potencialidade máxima e gerar mais vendas de pãozinho. O caminho das soluções é conhecido: automatizar ao máximo, facilitar as operações e tornar o contato ainda mais intuitivo. Mas e para as pequenas e médias empresas, qual a saída? Escolher o melhor banco de dados, aquele que oferece e disponibiliza um maior potencial de recursos de forma dinâmica e facilitada. 6

7 Capítulo 2 Gerenciamento EFICIENTE A melhor performance de um banco de dados pode estar associada à forma como ele é gerenciado. E as soluções estão mais intuitivas e auto-administradas, seguindo alguns preceitos fundamentais 7

8 Capítulo 2 Gerenciamento eficiente Não estamos falando de um ser de outro mundo, que ao nascer, já são inteligentes, sabem fazer tarefas básicas e repetitivas e podem até mesmo aprender com a corporação e seus hábitos e com o tempo se ajustam a eles. São bancos de dados, especialmente os voltados para as PMEs. Afinal, eles trazem nativamente funcionalidades de administração que auxiliam os profissionais, sejam eles especializados em DBAs ou quem cuida de TI na companhia. É notório que o tamanho das equipes de TI no ambiente das PMEs é proporcional na seguinte equação: quanto menor a empresa menor o contingente ou até mesmo inexistente a presença desse profissional, muito menos alguém destinado ao gerenciamento de BDs (veja mais no box O efeito pessoal). Porém, o dado pode trazer variações em sua importância que geram maior investimento em sua administração. A empresa pode ser média, mas se o negócio necessita de alta disponibilidade de dados, ele precisa de missão crítica e de gerenciamento mais especializado, garante Luiz Felipe Pimenta, xxxxx da Microsoft. Olhando pelo prisma da implementação, todo o banco de dados necessita de alguma forma de customização, por menor que ela seja. No entanto, quando se fala em administração é que o problema se avoluma e a saída é automatizar. A funcionalidade do SQL de administrar por políticas oferece maior controle para as corporações, aponta Pimenta. Assim como o SQL, todos os BDs oferecem O autogerenciamento do banco de dados a função de autotuning ou manutenção é ainda mais importante nas PMEs, automática. A Microsoft aposta no SQL especialmente nas médias que possuem Management Studio, ferramenta que concentra um faz-tudo. Já as pequenas tendem a a saúde dos servidores e do ambiente, e traz seguir contratando pessoas ou empresas uma espécie de dashboard para o administrador para administrar seus BDs, ou responsável. Nossa meta é entregar o explica Eduardo Sato, gerente da área de Serviços da Sybase Brasil. banco de dados com todas as ferramentas 8

9 necessárias para gerir o ambiente, com a parte de controle, segurança e o autotuning inclusas, conclui o executivo da Microsoft. Investindo no lugar certo A política do autogerenciamento traz um efeito colateral benéfico: um menor custo na mão-de-obra, especialmente em treinamentos e especialização. Esse fator é algo ainda mais importante nas PMEs, especialmente nas médias que possuem um faz-tudo. Já as pequenas tendem a contratar pessoas ou empresas para administrar seus BDs, explica Eduardo Sato, gerente da área de Serviços da Sybase Brasil. Todas as companhias, independentemente do tamanho, no entanto, necessitam de uma performance otimizada do seu banco de dados, o que leva o administrador a gastar seu tempo com atividades mais importantes que a manutenção pura e simples. O ideal é a diminuição da interferência humana. Ao retirar as tarefas repetitivas do administrador, é possível opbservar uma série de indicadores e quando existe algo diferente ou uma anomalia, utilizando melhor o tempo do profissional. A InterSystems dotou o Caché com um algoritmo, o mesmo há 30 anos, que é melhorado dentro do conceito de trazer inteligência 9

10 Capítulo 2 Gerenciamento eficiente para a auto-administração. Na mesma trilha, mas com menos tempo de estrada, a IBM trabalha nos últimos cinco anos com o conceito de Autonomic Computing. A forma encontrada para que o banco de dados reaja de forma automática respeitando uma parametrização prévia, criando índices e prioridades para o repositório de uma maneira autônoma, sem a necessidade de um DBA. Além disso, o DB2 possui uma funcionalidade que faz uma análise visando a melhora da autoparametrização. E, por meio de um wizard em português, são feitas algumas perguntas, até simples, para montar parâmetros de administração. Essa política independe do tamanho do banco de dados. Recomendado para pequenas e médias empresas com sistemas e aplicações rodando em servidores com até dois processadores dual core, o Oracle Database Standard Edition One traz conceitos como desempenho, confiabilidade, segurança e escalabilidade do banco associados à facilidade de instalação e gerenciamento, e oferece diversas funcionalidades de gerenciamento automático. O EFEITO PESSOAL A figura do DBA, o administrador dos bancos de dados, pode não ser comum nas pequenas e nas médias empresas, mas suas expertises são fundamentais, mesmo que ele seja terceirizado. Esse profissional é quem vai fazer com que o repositório funcione mais rápido e melhor. Seja aprimorando a conversa com aplicações ou criando políticas de acesso, inclusive de segurança. Especificamente para o segmento das PMEs, a Sybase montou uma estratégia de treinamento voltada para os profissionais que não são especializados, seja por meio de aulas formais e presenciais ou via web na qual é possível se capacitar sem deslocamento, em casa. E as soluções do fornecedor, como de resto de todos os players, oferecem tutoriais com grande interatividade para aproximar ao máximo a informação técnica desse público. 10

11 Capítulo 3 Desenvolvimento e integração O valor dos repositórios de dados pode estar condicionado a sua capacidade de integração com outros aplicativos e o suporte ao desenvolvimento. Veja como é possível escolher o banco de dados que fala a língua da sua empresa Em 1985, o desenvolvimento de um sistema poderia durar um ano ou um pouco mais. As linguagens, a infra-estrutura, a plataforma...tudo agia contra, até mesmo a integração com o banco de dados utilizado pelas corporações. Atualmente, o dinamismo do mercado, a necessidade de negócios e tudo o mais fazem com que se comprem pacotes de sistemas ou no caso de desenvolvimento interno ou externo o tempo seja muito menor. Para não falar na necessária integração entre sistemas. Como o banco de dados está se tornando uma commodity, ele deve facilitar ao máximo o desenvolvimento de aplicações e a integração entre sistemas e mesmo com outros bancos de dados, explica Rochael Ribeiro Filho, gerente de Tecnologia da InterSystems Brasil. O executivo revela que o Caché, BD da fornecedora, trabalha com plataformas de desenvolvimento que facilitam a integração como.net, Coldfusion e PHP, por meio de adaptadores. Além de muitas software-houses criarem aplicativos específicos para a área de saúde segmento forte para a InterSystems, outro avanço do Caché é a utilização de um engine próprio para migrar dados orientados a objeto para relacional, para conversar com outros BDs. E o contrário é impossível. Assim como também existem 280 adaptadores que fazem essas conexões entre as aplicações. 11

12 Capítulo 3 Desenvolvimento e integração Essa pluralidade é decorrente da necessidade das grandes empresas administrarem não apenas muitos sistemas, como um volume crescente dos dados, algo que começa a ser freqüente também em companhias de médio e pequeno portes. Temos trabalhado muito para que a integração seja cada vez melhor e mais fácil. Quando falamos especificamente em SAP, por exemplo, existe um envolvimento muito grande entre as duas organizações, garante Sérgio Fortuna, gerente da área de Information Management da IBM Brasil. Outra parceria de negócios é com a brasileira Totvs. O teclado e o martelo Muitas ferramentas auxiliam na tarefa de integração, uma delas é o gerenciador de metadados. No caso da Sybase, ele leva o nome de PowerDesigner, e pode ser adquirido à parte. Os web services, especialmente para integração com sistemas alocados na internet veja mais sobre as funcionalidades associadas à web nas páginas 13 e 14 são mandatórios e em alguns casos é preciso usar APIs (Application Programming Interfaces). Por outro lado, cuidado, o BD pode obrigar que uma aplicação remota trabalhe com uma linguagem suportada pelo repositório, o que exige atenção. Enquanto o SQL, da Microsoft, já oferece nativamente o suporte a dados de geoprocessamento, como mapas e localização, o Oracle 10g Express Edition (Oracle XE) baseado em distribuição livre tem como ponto forte auxiliar no desenvolvimento de aplicativos escritos em PHP, Java,.NET, XML e de código aberto. Porém, tanto Microsoft quanto Oracle estão Como o banco de dados está se tornando unidos na oferta de BI dentro de seus BDs. No caso uma commodity, ele deve facilitar ao da versão do Oracle Business Intelligence Standard máximo o desenvolvimento de aplicações e Edition One, ele incorpora alguns dos produtos a integração entre sistemas e mesmo com encontrados na linha Oracle Business Intelligence outros bancos de dados, Suite Enterprise Edition em conjunto com o banco de ensina Rochael Ribeiro Filho, gerente de dados 10g Standard Edition One, solução desenhada Tecnologia da InterSystems Brasil. para pequenos negócios, e o Warehouse Builder 10g. 12

13 Capítulo 4 INFORMAÇÃO sem fronteiras É mandatório que um banco de dados de qualquer empresa ofereça um canal para consultas na web, seja ele de maior ou menor confidencialidade de dados, voltado para os usuários internos ou mesmo para clientes e parceiros Não faz muito tempo, no final do século passado, o fenômeno da internet começou a deslocar o foco quase único das aplicações internas para a abertura propiciada pela grande rede. Hoje, passados oito anos, é impensável que uma empresa, mesmo entre as pequenas e médias, fique com seus dados encastelados para uso interno e de poucos usuários. É certo que isso implica em maiores preocupações com a segurança (como pode ser visto nas páginas 15 e 16), mas é um caminho sem retorno. As empresas já constroem suas bases de dados com o olhar para a web. Isso contribuiu para o crescimento de plataformas como o Linux, cuja flexibilidade ganha espaço. Assim como ser multiplataforma é imprescindível. Mas a corporação precisa se adaptar e fazer mudanças rapidamente, o que hoje é perfeito amanhã pode ser obsoleto na internet e a aplicação deve seguir esse caminho, admite Eduardo Sato, gerente da área de Serviços da Sybase Brasil. Um banco de dados, para seguir essa máxima de mudanças, precisa não apenas trabalhar com linguagens como XML como fornecer e consumir web services e oferecer uma lógica de negócios embutida. 13

14 Capítulo 4 Informação sem fronteiras O caminho do SQL, da Microsoft, por sua vez, é cimentado pela idéia de facilidade de desenvolvimento associado à solução. Existem inclusive web services feitos por empresas parceiras que oferecem ferramental de e-commerce e que suportam até blogs. Além de suportar outras plataformas, que não as da Microsoft, por meio de conectores. Para tudo e para todos A premissa básica é que aplicações que consomem web services possam utilizar não só o banco de dados como outras plataformas de sistemas. Um aplicativo de RH, por exemplo, que interage diretamente com folha de pagamentos pode conversar mais fácil por meio deles e ambos com o BD. Em resumo, o desenvolvimento de aplicativos que enxergam a grande rede, e atualmente são quase todos, precisam consumir os dados do modo mais transparente e dinâmico possível. Um caso recente que ilustra como um dimensionamento ou mesmo um desenvolvimento ruim pode causar estragos é o da venda dos ingressos para o show da Madonna. A operação encontrou um gargalo seja pelo excesso de usuários do site ou mesmo pela integração mal feita com os sistemas de venda de cartões de crédito. E isso pode acontecer com qualquer empresa. Se a marca fictícia Nostradamus entra em promoção de vendas pela web e o site e os sistemas, como o banco de dados, não foram construídos e integrados corretamente, o resultado será desastroso. O banco de dados deve diminuir ao máximo o tempo de espera da aplicação. Temos vários parâmetros envolvidos, como hardware e discos, que trabalham para melhorar a resposta para a aplicação. O modelo do BD também influi, os relacionais conseguem tratar de dados mais complexos, ensina Rochael Ribeiro Filho, gerente de Tecnologia da InterSystems Brasil. 14

15 Capítulo 5 Garantindo a SEGURANÇA Muito se fala que no campo de repositório de dados o aspecto da segurança não traz diferenças entre as soluções dos fornecedores. A palavra de ordem segue sendo criptografia com pequenas mudanças de abordagem O de produtos direcionados para pequenas e médias empresas, pode criar a idéia inicial de que não existem diferenças entre tema segurança em banco de dados, sobretudo quando falamos as soluções. Afinal, mesmo algo commoditizado como o uso de encriptação pode estar na saída dos dados ou mesmo no próprio repositório, o que pode ser um mero detalhe ou algo com importância relativa para as PMEs. Na questão da confidencialidade dos dados, é possível segmentar e bloquear o acesso por áreas como linhas ou índices ou alocar criptografia entre a aplicação e os dados, ou até mesmo direto no banco de dados. Não existe muito o que inventar Não existe muito o que inventar em em segurança de banco de dados. O problema segurança de banco de dados. O problema é que o aspecto da proteção é relativizado é que o aspecto da segurança é relativizado pelo cliente, ele quer disponibilidade, aponta pelo cliente, ele quer disponibilidade, aponta Sérgio Fortuna, gerente da área de Sérgio Fortuna, gerente da área de Information Information Management da IBM Brasil. Management da IBM Brasil. O executivo admite que, de acordo com o fornecedor e a solução, existem limitações de licenciamento quanto ao uso maior ou menor de criptografia ou mesmo certificação digital, mas que mesmo para as PMEs todas as ferramentas estão disponíveis sem maiores custos ou mesmo gratuitamente. 15

16 Capítulo 5 Garantindo a segurança A gama de possibilidades de segurança muitas vezes ganha importância nas PMEs por conta da atenção a regulamentações setoriais ou mesmo como forma de seguir a política de um parceiro de negócios de maior porte. E ainda por fatores bem específicos. Uma companhia de serviços, por exemplo, trata os dados de uma forma muito mais cuidadosa ao entender que eles são o seu principal ativo. O lugar da diferença Na perspectiva da InterSystems, o banco de dados deve permitir o uso de dados criptografados, oferecendo recursos de SSL (Secure Sockets Layer) tecnologia utilizada para codificar dados trafegados. É possível também usar uma camada de encriptação diretamente no banco de dados. Não fugimos do que existe no mercado, o que diferencia os fornecedores acaba sendo a melhor relação entre tempo de implementação e baixo custo que pode ser aplicada na questão de segurança, compara Rochael Ribeiro Filho, gerente de Tecnologia da InterSystems Brasil. Entretanto, alguns executivos apontam que existem diferenças na abordagem dos fornecedores que podem acabar por apontar para uma não commoditização da questão, será?! As abordagens são muito diversas. Nós trabalhamos com a encriptação dentro do banco de dados. A autenticação é igual, mas transportar os dados de forma segura é outra coisa. Assim como armazenar o dado já criptografado, como nós fazemos, não é uma visão comum, argumenta Eduardo Sato, gerente da área de Serviços da Sybase Brasil. Como forma de se diferenciar, a Microsoft associa a segurança do seu banco de dados à estratégia global de confiabilidade da companhia, que, nesse caso, envolve desde o projeto do BD até a utilização final pelo cliente. Em resumo, aqui também a criptografia se faz presente, mas associada a recursos de autorização no nível do usuário, completa João Nunes, gerente de Produto do SQL Server da Microsoft. 16

17 Capítulo 6 Casos de SUCESSO Integração com o BD O Laboratório Santa Luzia conseguiu reduzir o tempo de entrega dos laudos dos pacientes via internet ao integrar os aplicativos com o banco de dados Muitas vezes o grande desafio de implementação de um banco de dados é fazer com que ele seja o coração de uma plataforma, regendo outros sistemas. E essa foi a gênese do projeto implementado no Laboratório Santa Luzia com auxílio do banco de dados Caché, da InterSystems, que roda o principal sistema enquanto os outros aplicativos trabalham com o SQL Server Apesar da diversidade, o processo foi rápido e simples. Com a tecnologia, integramos esses dois aplicativos que agora trocam informações em tempo real. Por meio dessa integração, conseguimos viabilizar o desenvolvimento, também com o produto da InterSystems, de um novo software que era um antigo 17

18 Capítulo 6 Casos de Sucesso anseio do laboratório um sistema integrado de Custos de Exames, o qual permite ao laboratório identificar, em detalhes, o custo real de cada exame processado, argumenta Álvaro José Moccelin, CIO do Laboratório Santa Luzia. O Caché é utilizado diariamente por aproximadamente 300 pessoas do laboratório, e os benefícios são inúmeros. Afinal, a solução da InterSystems simplificou o desenvolvimento de novos aplicativos web, beneficiando clientes e parceiros do Santa Luzia, que ganharam novas funcionalidades acessadas diretamente via web. Resultados e resultados Com os investimentos realizados, os pacientes passaram a contar com a agilidade tecnológica do software do Santa Luzia, aliado ao alto grau de automação da área técnica, o que confere ao laboratório mais eficiência operacional. Unindo essa eficiência ao recurso de impressão de laudos via web, o tempo de entrega dos laudos (resultados dos exames) foi agilizado ao máximo. Para os clientes que imprimem seus resultados via internet, o Santa Luzia disponibiliza, junto com o resultado do exame, o histórico evolutivo dos últimos resultados do exame. Com isso, além do resultado, o médico ganha também um gráfico que demonstra a evolução dos exames, constituindo um recurso extremamente importante para auxiliar no diagnóstico do paciente. Outro exemplo concreto de todo esse investimento tecnológico é o projeto-piloto de solicitação de autorizações online para convênios médicos, que já está em funcionamento. Atualmente, 35 unidades de coleta do laboratório estão ligadas à matriz via internet e o Santa Luzia realiza cerca de 245 mil exames por mês. E, além de preservar o legado já existente, a utilização do Caché ainda proporcionou alto ganho de performance graças ao acesso multidimensional oferecido. 18

19 Capítulo 6 Garimpo de dados com o SQL A rede francesa de lojas Fnac optou pela aquisição do SQL Server 2008 como forma de facilitar a extração e análise de dados, evoluindo até o uso de BI Para dar mais flexibilidade às equipes comercial e de marketing, a Fnac procurava meios que priorizassem a autonomia no acesso às informações. Agregando a forma mais conveniente para cada gerente de negócio. Por meio de uma prova de conceito, conheceu os benefícios do Microsoft SQL Server 2008, com ferramentas integradas para extração de análise de dados. As informações extraídas passaram a ser apresentadas em um portal baseado no Microsoft Office SharePoint Server 2007, onde é possível realizar vários tipos de operações e transformações para gerar melhores análises dos dados. Com sete lojas e um site de comércio eletrônico no Brasil, a distribuidora de produtos culturais, de tecnologia e lazer ainda utilizava planilhas com dados extraídos do banco de dados Microsoft SQL, nas versões 2000 e 2005, para que os responsáveis pela tomada de decisão visualizassem as informações da empresa. Resumindo: cada mudança na visão das informações de negócios para incluir, por exemplo, um campo ou uma restrição 19

20 Capítulo 6 Casos de Sucesso exigia que o gerente entrasse em contato com a equipe de TI para solicitar uma nova planilha. Nossos relatórios eram engessados e dificultavam o trabalho tanto da área de negócios quanto dos profissionais de TI, comenta Fábio Selingrin, gerente de TI da Fnac. Com a ajuda da W5 Solutions, parceira da Microsoft, a Fnac realizou em março de 2008 uma prova de conceito para avaliar uma solução envolvendo o Microsoft SQL Server 2008 e o Microsoft Office SharePoint Server O modelo proposto se baseou no Integration Services e no Analysis Services do SQL Server o primeiro para realizar as tarefas de ETL (Extraction, Transformation e Loading) dos dados e o segundo para criar os cubos com as variadas visões de vendas da companhia. As informações são publicadas em um portal SharePoint na forma de planilhas dinâmicas. Usando o Microsoft Excel, é possível realizar vários tipos de operações e transformações sobre os dados multidimensionais nas planilhas dinâmicas para obter melhores análises. Acessar informações desejadas a um clique do mouse e poder visualizálas da forma desejada era o que os executivos mais queriam e conseguiram com a solução, destaca Selingrin. Outro recurso do SQL Server 2008 que a Fnac identificou como sendo interessante para as atividades da empresa é o acesso a dados geoespaciais, que vão permitir visualizar as informações das vendas distribuídas por regiões em mapas. A iniciativa que começou como uma prova de conceito ganhou força dentro da Fnac e deve se transformar em um projeto completo de Business Intelligence (BI) futuramente. As ferramentas integradas do SQL Server 2008 permitem que soluções genuínas de BI sejam acessíveis a empresas de vários portes, destaca Miguel Katayama, gerente de sistemas da Fnac. 20

21 Capítulo 7 Glossário API sigla de Application Programming Interfaces. Na prática, é uma interface que oferece acesso às funções de uma Biblioteca (Library) ou framework (veja a sua definição) facilitando o desenvolvimento de aplicações. Base relacional o modelo é baseado no conceito matemático de relação. Os matemáticos definem como relação um subconjunto de um produto cartesiano de uma lista de domínios. Uma tabela é uma relação, e suas linhas representam relacionamentos entre um conjunto de valores. BD as a service é a definição para o modelo de banco de dados cuja aplicação fica hospedada em forma de serviço na internet. Commodity usa-se a palavra quando, no caso dos bancos de dados, todas as soluções possuem características muito semelhantes. Dados não estruturados informações que estão dispersas em s e apresentações, por exemplo. Dashboard pode ser traduzido como painel ou conjunto de indicadores. DBA database administrator ou administrador de banco de dados. Empacotamento venda ou integração do banco de dados com outros aplicativos, como ERP ou Business Intelligence (BI). Escalabilidade capacidade do banco de dados de aumentar o tamanho de seu repositório ou o número de usuários. 21

22 Capítulo 7 Glossário Framework em desenvolvimento, um framework é algo que possui partes que podem ser comuns a várias aplicações. Hosting serviço de alocação de aplicativos em um datacenter. ISVs sigla em inglês, na tradução literal são os fornecedores de software independentes. OO object oriented ou orientação a objeto, é um modelo baseado no conceito de classes, que possuem atributos e métodos. Os objetos são as ocorrências de uma classe. Cada objeto possui um estado, definido pelo valor de seus atributos, e um comportamento, definido por seus métodos. One-stop-shop empresa capaz de atender o cliente de TI em todos os campos, do hardware ao software e passando até por serviços e hosting. Open source são os softwares que têm seu código-fonte aberto. Querry comando ou definição de comando. Repositório de dados sinônimo de banco de dados. Self Tune quando o próprio banco de dados faz a sua manutenção. TCO sigla em inglês que significa custo total de propriedade, ou a soma de todas as despesas do banco de dados, no caso, como suporte, treinamento, equipe etc. Tune manutenção. 22

Há anos se fala que a tecnologia de bancos de dados está

Há anos se fala que a tecnologia de bancos de dados está EXTRA Evolução constante As inovações e as possibilidades de uso dos bancos de dados comprovam que as soluções continuam progredindo. Mas o que o futuro reserva aos usuários e administradores? índice Capítulo

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Wyllian Fressatti 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo

Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo Versão 2 Novembro /2006 1 Elaborado por: Gerência de Informática e Tecnologia da Informação Gustavo Celso de Queiroz Mazzariol - gqueiroz@metrosp.com.br

Leia mais

PENTAHO. História e Apresentação

PENTAHO. História e Apresentação PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Curso: Banco de Dados Disciplina: Laboratório de Data Warehouse e Business Intelligence Professor: Fernando Zaidan Unidade 2 2012 Crédito dos Slides: Clever Junior 2 PENTAHO História

Leia mais

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding Unindo a estratégia às operações com sucesso Visão Geral O Scorecarding oferece uma abordagem comprovada para comunicar a estratégia de negócios por toda a

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

Simplificando a TECNOLOGIA

Simplificando a TECNOLOGIA 3 Simplificando a TECNOLOGIA SEGURANÇA DESENVOLVIMENTO BANCO DE DADOS S O L U Ç Õ ES E M T E C N O L O G I A MISSÃO VISÃO Contribuir com o sucesso dos Clientes através da Ser a melhor provedora de Soluções

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio?

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Comparativo prático para escolher a ferramenta perfeita para a sua empresa Faça nosso Quiz e veja as opções que combinam com o seu perfil ÍNDICE

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

IBM Rational Requirements Composer

IBM Rational Requirements Composer IBM Requirements Composer Aprimore os resultados do projeto por meio da melhor definição e gerenciamento de requisitos Destaques Obter maior agilidade, foco no cliente, qualidade e menor tempo de lançamento

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

CA ARCserve Backup. Visão geral

CA ARCserve Backup. Visão geral INFORME DE PRODUTO: CA ARCSERVE BACKUP R12.5 CA ARCserve Backup CA ARCSERVE BACKUP, O PRODUTO DE ALTA PERFORMANCE, LÍDER DA INDÚSTRIA DE PROTEÇÃO DE DADOS, COMBINA TECNOLOGIA INOVADORA DE ELIMINAÇÃO DE

Leia mais

Com a Informatica, a Vale potencializa as relações de parceria

Com a Informatica, a Vale potencializa as relações de parceria Caso de Sucesso Com a Informatica, a Vale potencializa as relações de parceria As inovações na forma como integramos e gerenciamos a relação com parceiros estão ajudando a reduzir o custo dos relacionamentos

Leia mais

O e-business é a bola da vez A Empresa Portal de Relacionamentos Hospedagem Serviços Projetos Customizados Certificados

O e-business é a bola da vez A Empresa Portal de Relacionamentos Hospedagem Serviços Projetos Customizados Certificados O e-business é a bola da vez A Empresa Portal de Projetos Customizados pág. 4 pág. 5 pág. 7 pág. 8 pág. 12 pág. 13 pág. 14 3 O e-business é a bola da vez A Empresa A cada ano cresce a busca por novas tecnologias

Leia mais

LASAP. Visão Geral. LASAP Institucional

LASAP. Visão Geral. LASAP Institucional LASAP Visão Geral A LASAP A LASAP é formada por profissionais com ampla experiência no mercado SAP. Sua essência está baseada nos princípios da: Qualidade e Pontualidade na entrega dos projetos Inovação

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Visão Geral A Logica Adviser SAP A Logica Adviser SAP é formada por profissionais com ampla experiência no mercado SAP. Sua essência está baseada nos princípios da: Qualidade

Leia mais

AGORA ORACLE AO SEU ALCANCE

AGORA ORACLE AO SEU ALCANCE A performance que você necessita no preço que você quer! Agora, produtos de infra-estrutura tecnológica ao seu alcance. Existem alternativas que proporcionam às pequenas e médias empresa permanecerem no

Leia mais

Business Intelligence Conceitos, Metodologia de Desenvolvimento e Exemplos de BI

Business Intelligence Conceitos, Metodologia de Desenvolvimento e Exemplos de BI Matriz: Av. Caçapava, 527 CEP 90.460-130 Tecnopuc: Av. Ipiranga, 6681 Prédio 32 Sala 109 CEP 90.619-900 Porto Alegre - RS, Brasil Contate-nos: +55 (51) 3330.7777 contato@dbccompany.com.br www.dbccompany.com.br

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug & Play Options Integrating Systems Flávio De Nadai Desenvolvimento de Negócios Utilities & Telecom

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS TM RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS A visão da computação em nuvem por Aad van Schetsen, vicepresidente da Compuware Uniface, que mostra por que

Leia mais

Open Source BI Opção para o Mercado Brasileiro

Open Source BI Opção para o Mercado Brasileiro Augusto Belfort novembro/2008 Open Source BI Opção para o Mercado Brasileiro O Caso da ANS Agencia Nacional de Saúde Suplementar 2 Agenda Business Inteligence - Introdução Custos de Avaliar uma solução

Leia mais

Ficha Técnica Xenos Developer Studio

Ficha Técnica Xenos Developer Studio Xenos Developer Studio Ficha Técnica Xenos Developer Studio Xenos Developer Studio Soluções de Enterprise Output Management que reduz custos associados à impressão tradicional, ao mesmo tempo em que facilita

Leia mais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Mercado de trabalho em TI

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Mercado de trabalho em TI Introdução a Sistemas de Informação Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 1 Mercado de trabalho em TI Este que vos fala... Prof. Roberto Franciscatto Graduação: Informática Mestrado: Computação Aplicada

Leia mais

Principais Vantagens do Microsoft Visual Studio Team System

Principais Vantagens do Microsoft Visual Studio Team System Principais Vantagens do Microsoft Visual Studio Team System White Paper Novembro de 2008 Para obter as últimas informações, visite o site www.msdnbrasil.com.br/vstudio As informações contidas neste documento

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

O Valor do Licenciamento do SQL Server 2012 Versus Oracle Database

O Valor do Licenciamento do SQL Server 2012 Versus Oracle Database White Paper Publicado em: Janeiro de 2012 Aplica-se ao: SQL Server 2012 O Valor do Licenciamento do SQL Server 2012 Versus Oracle Database Resumo: As mudanças no produto e no licenciamento da Microsoft

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

2 Auto-sintonia de Bancos de Dados e Agentes de Software

2 Auto-sintonia de Bancos de Dados e Agentes de Software 2 Auto-sintonia de Bancos de Dados e Agentes de Software A uso da abordagem de agentes de software 1 pode trazer benefícios a áreas de aplicação em que é necessário construir sistemas autônomos, ou seja,

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

Informe 2015. Foxit PDF Security Suite Integrado com o Serviço de Gerenciamento de Direitos do Microsoft Active Directory

Informe 2015. Foxit PDF Security Suite Integrado com o Serviço de Gerenciamento de Direitos do Microsoft Active Directory Informe 2015 Foxit PDF Security Suite Integrado com o Serviço de Gerenciamento de Direitos do Microsoft Active Directory Sumário Introdução... 3 Ambientes do Foxit PDF Security Suite... 4 Aplicar políticas

Leia mais

INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA

INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA Palestrante: Eduardo José Ribeiro de Castro, MSc. eduardo@quaddract.com.br 25/08/2009 1 Objetivo Geral APL Brasília Capital Digital Desenvolver entre as empresas

Leia mais

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Anexo II C Extranet Social PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Página 1 de 15 Tudo que for diferente do que foi citado nesse documento deverá ser aprovado pela área de tecnologia do SESC. As

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 Neste item aprenderemos a instalar o Microsoft SQL SERVER 2008 R2 e a fazer o Upgrade de versões anteriores do SQL SERVER 2008 R2. Também veremos as principais

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP Sistema Integrado de Gestão

Sistema Integrado de Gestão ERP Sistema Integrado de Gestão Sistema Integrado de Gestão ERP Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema ERP; Processos de Desenvolvimento, Seleção, Aquisição, Implantação de ERP; Aderência e divergência

Leia mais

ERP. Agenda ERP. Enterprise Resource Planning. Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números

ERP. Agenda ERP. Enterprise Resource Planning. Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números ERP Enterprise Resource Planning 1 Agenda Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números ERP Com o avanço da TI as empresas passaram a utilizar sistemas computacionais

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados.

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Histórico Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Sistemas Integrados: racionalização de processos, manutenção dos

Leia mais

HOEPERS USA TECNOLOGIA PARA QUEBRAR PARADIGMAS E OBTER GERENCIAMENTO TOTAL DAS DEMANDAS DA ORGANIZAÇÃO

HOEPERS USA TECNOLOGIA PARA QUEBRAR PARADIGMAS E OBTER GERENCIAMENTO TOTAL DAS DEMANDAS DA ORGANIZAÇÃO HOEPERS USA TECNOLOGIA PARA QUEBRAR PARADIGMAS E OBTER GERENCIAMENTO TOTAL DAS DEMANDAS DA ORGANIZAÇÃO Perfil A Hoepers S.A se posiciona no mercado como uma das três maiores empresas de recuperação de

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

Esri Maps para Inteligência de Negócios Conceitos e Produtos Esri. Rodrigo Barrionuevo

Esri Maps para Inteligência de Negócios Conceitos e Produtos Esri. Rodrigo Barrionuevo Esri Maps para Inteligência de Negócios Conceitos e Produtos Esri Rodrigo Barrionuevo O que é Business Intelligence? Plataforma apoio a decisão Online Analytic Process OLAP Reporting & Ad Hoc Query Business

Leia mais

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES LEADWORK TECNOLOGIA E TREINAMENTO FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES Flexibilidade Acesso via Client Notes, Web e Mobile. Com o framework de desenvolvimento as soluções podem ser oferecidas com acesso

Leia mais

Artigo de Conclusão de curso sobre BPM - Gestão de Processo de Negócio

Artigo de Conclusão de curso sobre BPM - Gestão de Processo de Negócio Artigo de Conclusão de curso sobre BPM - Gestão de Processo de Negócio Este é um artigo sobre BPM que merece destaque no Portal GSTI. No trabalho abaixo, de Francisco Sobreira Neto, é elaborado um apanhado

Leia mais

Tecnologia para resultados Mais ERP

Tecnologia para resultados Mais ERP Tecnologia para resultados Mais ERP Cada vez mais as pequenas empresas, precisam e procuram a melhor tecnologia que traga resultados concretos na gestão de seus negócios. Porém a falta de recursos sempre

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS

SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS O software EmiteCT-e, desenvolvido pela DF-e Tecnologia LTDA, é o produto destinado às empresas que emitem conhecimento de transporte eletrônico e processos relacionados. Operando

Leia mais

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper ÍNDICE ÍNDICE...2 RESUMO EXECUTIVO...3 O PROBLEMA...4 ILHAS DE INFORMAÇÃO...4 ESTRUTURA FRAGMENTADA VS. ESTRUTURA

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE IV: Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gestão da Informação e de Banco de Dados Um banco de dados é um conjunto de arquivos relacionados

Leia mais

IBM WebSphere Business Monitor

IBM WebSphere Business Monitor Obtenha visibilidade em tempo real do desempenho dos processos de negócios IBM WebSphere Business Monitor Fornece aos usuários de negócios uma visão abrangente e em tempo real do desempenho dos processos

Leia mais

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso Uma única plataforma BPM que oferece total visibilidade e gerenciamento de seus processos de negócios 2 IBM Business Process Manager Simples

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

Implementação de BD. Banco de dados relacional. Elementos que compõem o banco de dados CAMPO REGISTRO TABELA. Paulo Damico MDK Informática Ltda.

Implementação de BD. Banco de dados relacional. Elementos que compõem o banco de dados CAMPO REGISTRO TABELA. Paulo Damico MDK Informática Ltda. Implementação de BD Banco de dados relacional Elementos que compõem o banco de dados CAMPO REGISTRO TABELA Implementação de BD CAMPO O elemento campo é a menor unidade de armazenamento de um banco de dados

Leia mais

Fatos e Mitos do Java EE. Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br

Fatos e Mitos do Java EE. Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Fatos e Mitos do Java EE Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br O Que É o Java EE? É um padrão de bibliotecas e componentes (APIs) para a criação de aplicações corporativas Também é um padrão

Leia mais

Gerenciamento unificado de recuperação de dados

Gerenciamento unificado de recuperação de dados IBM Software Thought Leadership White Paper Gerenciamento unificado de recuperação de dados Reduzindo risco e custo mediante a simplificação da infraestrutura de recuperação de dados 2 Gerenciamento unificado

Leia mais

UniFOA Centro Universitário de Volta Redonda Prof. Érick de S. Carvalho LabBD2Aula01A 1

UniFOA Centro Universitário de Volta Redonda Prof. Érick de S. Carvalho LabBD2Aula01A 1 Aula 01 (Aula Inicial) Esta é a primeira aula do semestre e o primeiro contato entre: os alunos, o professor e a disciplina. Vamos conhecer o Professor, sua experiência e capacitação em lecionar esta disciplina;

Leia mais

Gestão de TI. Aula 10 - Prof. Bruno Moreno 30/06/2011

Gestão de TI. Aula 10 - Prof. Bruno Moreno 30/06/2011 Gestão de TI Aula 10 - Prof. Bruno Moreno 30/06/2011 Aula passada... Gestão do Conhecimento 08:46 2 Aula de Hoje... BI Apresentação do artigo IT doesn t matter Debate 08:48 3 Caso da Toyota Toyota Motor

Leia mais

Marcelo.augusto@Microsoft.com

Marcelo.augusto@Microsoft.com Marcelo.augusto@Microsoft.com Aplicativos Relatórios Painéis Consultas em linguagem natural Dispositivo móvel A plataforma de Dados da Microsoft Orquestração Gerenciamento de informações Processamento

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

REYNALDO PÉREZ SÁNCHEZ

REYNALDO PÉREZ SÁNCHEZ REYNALDO PÉREZ SÁNCHEZ Brasileiro, casado Celular: (11) 99614-8887 Residente em São Paulo/SP E-mail: reynaldops@gmail.com http://br.linkedin.com/in/reynaldoperezsanchez RESUMO DE QUALIFICAÇÕES Experiência

Leia mais

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas.

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES LEADWORK TECNOLOGIA E TREINAMENTO FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES Flexibilidade Acesso via Client Notes, via Web e via Mobile. Nossas soluções podem ser oferecidas com acesso via Client Notes,

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial REDES CORPORATIVAS Presente no mercado há 31 anos, a Compugraf atua em vários segmentos da comunicação corporativa, oferecendo serviços e soluções de alta tecnologia, com reconhecida competência em diversos

Leia mais

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441 1 2 1) Proposta Comercial 2) Cases 3) Apresentação Eyenet 3 Objetivos do Projeto Construir uma intranet, oferecendo aos gestores, uma ferramenta web de fácil atualização de conteúdos, tornando-o um meio

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

A revolução tecnológica dos sistemas de gestão empresarial

A revolução tecnológica dos sistemas de gestão empresarial A revolução tecnológica dos sistemas de gestão empresarial Uma nova era se inicia Nosso objetivo é apresentar um nova era de oferta de soluções de sistemas de gestão empresarial. Para isso, vamos relembrar

Leia mais

Universo Online S.A 1

Universo Online S.A 1 Universo Online S.A 1 1. Sobre o UOL HOST O UOL HOST é uma empresa de hospedagem e serviços web do Grupo UOL e conta com a experiência de mais de 15 anos da marca sinônimo de internet no Brasil. Criado

Leia mais

Business Intelligence

Business Intelligence 1/ 24 Business Intelligence Felipe Ferreira 1 Nossa empresa Jornal O Globo Jornais Populares Parcerias Grupo Folha Grupo Estado 2 1 Fundada em 1925 3100 funcionários 2 Parques Gráficos e SP Globo: 220

Leia mais

vgf Violin Gerenciador de Franquias

vgf Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Visão Geral Bem-vindo ao Violin Gerenciador de Franquias, uma poderosa aplicação vertical que dá

Leia mais

Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012

Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012 Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012 Publicado: 3 de Novembro de 2011 Direitos autorais Este documento foi desenvolvido antes da fabricação do produto, portanto

Leia mais

6 Infraestrutura de Trabalho

6 Infraestrutura de Trabalho 6 Infraestrutura de Trabalho Este capítulo tem como objetivo fornecer uma visão geral do ambiente de trabalho encontrado na organização estudada, bem como confrontá-lo com a organização ideal tal como

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Microsoft System Center Operations Manager 2007

Microsoft System Center Operations Manager 2007 Microsoft System Center Operations Manager 2007 Visão Geral Microsoft Corporation Publicado: 18 de dezembro de 2006 Atualizado: 5 de abril de 2007 Sumário Executivo O System Center Operations Manager 2007

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

Alfresco Content Management

Alfresco Content Management Alfresco Content Management Alfresco é um sistema ECM (Enterprise Content Management) também conhecido como GED (Gestão Eletrônica de Documentos) em nosso mercado de porte corporativo para atender a empresas

Leia mais