CURSO ASB UNIODONTO/APCD AULA 1 MÓDULO B EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO ASB UNIODONTO/APCD AULA 1 MÓDULO B EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS"

Transcrição

1 CURSO ASB UNIODONTO/APCD AULA 1 MÓDULO B EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS

2 EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS DIVIDIDOS EM: EQUIPAMENTOS PRINCIPAIS EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS

3 CONHECENDO OS EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS EQUIPAMENTOS PRINCIPAIS: Cadeira odontológica e Mochos.

4 CONHECENDO OS EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS: Raio x, Mesa auxiliar, Câmara de revelação, Fotopolimerizador, amalgamador, Aparelho de profilaxia, Aparelho de laserterapia, Câmera intra-oral, negatoscópio, Autoclave, Cuba ultrassônica, Etc..

5 CADEIRA ODONTOLÓGICA Tipos de cadeira Odontológica: Semi-Automática- Somente controle de subida e descida automático. Totalmente Automática- Controle de subida e descida bem como de regulagem automática de encosto. Totalmente Automática com Volta-Zeroalém do controle total, ainda possui botão de posição supina e volta à posição sentada com um único toque.

6 CADEIRAS ODONTOLÓGICAS

7 MOCHOS-CARACTERÍSTICAS È a cadeira móvel onde se sentam os profissionais da área odontológica. Apresentam as seguintes características: Mobilidade- tem rodas para facilitar o deslocamento. Assento: Largo para proporcionar maior conforto. Com regulagem de altura para melhor acomodação e descanso de pernas e pés.pode ser à gás e mecânico. Encosto: Deve ser ajustável à lombar e com regulagem de altura.

8 TIPOS DE MOCHOS ODONTOLÓGICOS

9 EQUIPOS ODONTOLÓGICOS Função- Fornecer as ligações básicas de mangueiras e intermediários e os controles necessários para as peças de mão e seringa de ar/água. Tipos: Anexos à cadeira ou separados como Kart. Conexões: 3 ou 4 conexões para motores de baixa rotação e alta rotação. Anexos: podem vir com fotopolimerizador, negatoscópio e jato de bicarbonato anexados. Ainda podem ser anexados telas de LCD e câmeras intra-orais.

10 TIPOS DE EQUIPOS ODONTOLÓGICOS Equipo com Kart acoplado Kart separado do equipo

11 Função: REFLETORES Auxiliam na visão do campo operatório. Aumentam a confiabilidade do procedimento. Auxiliam na observação de detalhes mais profundos. Tipos: 1) Espelho dicróico- luz amarela. 2) Espelho externo multifacetado- luz branca.

12 TIPOS DE REFLETORES

13 PAPEL DA ASB NA CONDUÇÃO E HIGIENIZAÇÃO DOS REFLETORES E MESAS AUXILIARES Sempre fazer a desinfecção prévia. Sempre proteger com barreiras tipo filme os locais de empunhadura. É a ASB que deve manipular os refletores e peças auxiliares, evitando a contaminação cruzada. As barreiras devem ser trocadas a cada cliente. Cuidado com a lâmpada que deverá estar quente após seu desligamento!!

14 HIGIENIZAÇÃO E DESINFECÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS PELA ASB Podem ser utilizados os seguintes produtos: 1) Hipoclorito de sódio a 1%( excelente virucida, bactericida e esporicida, mas ataca plástico). 2) Álcool 70%( pouco eficiente para vírus e esporos). 3) Glutaraldeído 2% (Deve ser usado para imersão dos instrumentos por 15 minutos). Devemos sempre utilizar os EPIs, pois os agentes químicos são altamente tóxicos e potencialmente cancerígenos.

15 MATERIAIS DE DESINFECÇÃO E EPIS. EPIS- Luvas,máscaras, gorros e óculos.

16 APARELHOS DE RX USADOS EM CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO Tipos: Aparelhos de rx periapical tipo fixos. Aparelhos de rx periapical tipo móvel. Rx fixo Rx móvel

17 UNIDADE AUXILIAR Unidade auxiliar: composto pelo sistema de sucção, cuspideira e seringa tríplice. Sistema de sucção: podem ser de baixa, média ou alta potência. Sistema de baixa potência- derivam da pressão da própria água ligada na cuspideira. Sistema de média potência- ligados ao compressor de ar e desenvolvem boa potência. Sistema de alta potência- ou bomba á vácuo são excelentes para sucção de sangue pois não entopem devido à alta sucção.

18 CUSPIDEIRAS Localizadas no lado esquerdo do paciente, podem ser de inox ou louça cerâmica. Acompanham sistema de lavagem e drenagem. Servem para o despejo de dejetos durante o procedimento como saliva, sangue e resíduos de materiais restauradores e outros.

19 SERINGA TRÍPLICE Aparelho que libera ar, água ou uma mistura dos dois. Serve para lavagem e secagem de cavidades de dentes bem como da própria cavidade bucal. De uso exclusivo da ASB, quando em trabalhos a 4 mãos. Deve estar bem regulada pois o fluxo muito intenso ou muito fraco pode atrasar o procedimento ou incomodar o cliente.

20 COMPRESSORES DE AR Podem ser Odontológico ou industrial. Odontológicos são mais usados para um ou dois consultórios. Em clínicas maiores os Compressores Industriais são necessários devido ao maior volume de ar acumulado.

21 SISTEMAS DE ESTERILIZAÇÃO: Estufas: calor seco AUTOCLAVES E ESTUFAS Autoclaves: calor úmido sob pressão. Vantagens da autoclave: 1) Maior controle do ciclo de esterilização. 2) Maior adequação às normas de esterilização modernas. 3) Usado para peças de tecido como gazes, algodão e toalhas. 4) Usado para motores de alta e baixa rotação.

22 AUTOCLAVES E ESTUFAS autoclave estufa

23 FOTOPOLIMERIZADORES Aparelhos para a polimerização de resinas. Desinfecção com álcool 70º. Podem ser tipo LED ou Luz Alógena.

24 AMALGAMADORES Amalgamadores: Utilizados para misturar a limalha de ferro e mercúrio. Podem ser: A) Misturadores B) Cápsulas Amalgamador de cápsulas Misturador

25 APARELHOS DE LASERTERAPIA Aparelhos utilizados em odontologia e fisioterapia. Indicados para: Endodontia Dentística Periodontia DTM Cirurgia

26 QUANDO ACHARES QUE JÁ SABES TUDO, JÁ APRENDEU TUDO SOBRE AQUELE ASSUNTO... COMEÇE A ESTUDAR NOVAMENTE, POIS A HUMILDADE DO SÁBIO É A SUA MAIOR VIRTUDE. Prof. Dr. Raul Sartini

Sistema INERCO. Fabrícia Figueiredo Paulo André Yamin Pedro Lobo Antunes Priscila Tralba Rampin Rafael Baldo Beluti Thalia Lino Dias

Sistema INERCO. Fabrícia Figueiredo Paulo André Yamin Pedro Lobo Antunes Priscila Tralba Rampin Rafael Baldo Beluti Thalia Lino Dias Sistema INERCO Fabrícia Figueiredo Paulo André Yamin Pedro Lobo Antunes Priscila Tralba Rampin Rafael Baldo Beluti Thalia Lino Dias Sistema INERCO Instalação Ergonomia Controle de infecção Instalação O

Leia mais

Inspirado nos conceitos de excelência da Gnatus, o que você verá agora é o resultado de um grande aprimoramento.

Inspirado nos conceitos de excelência da Gnatus, o que você verá agora é o resultado de um grande aprimoramento. G3 NEW viva um novo design GNATUS H G3 Refletor Sirius Sensor 5 LEDs Sensor de proximidade; Foco de iluminação retangular; Puxadores removíveis e autoclaváveis; Luz branca gerada através de LED InGaN-P;

Leia mais

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA Laboratório Pré-clínico de Materiais Dentários e Ortodontia Localização: Bloco S 204 Área: 86,40 m² - 02 Motores de bancada - 02 Polimerizadoras - 30 Mochos Propicia

Leia mais

Autor(es): PIRES, Patrícia; MINHUEY, Nestor Raul Instituição: UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC

Autor(es): PIRES, Patrícia; MINHUEY, Nestor Raul Instituição: UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC Titulo: ESTUDO COMPARATIVO DA MICROBIOTA ENCONTRADA NO AMBIENTE ODONTOLÓGICO DURANTE UM DIA DE TRABALHO SOB VENTILAÇÃO NATURAL E NA SUPERFÍCIE DO AR CONDICIONADO. Autor(es): PIRES, Patrícia; MINHUEY, Nestor

Leia mais

AULA 1 ERGONOMIA E ODONTOLOGIA A 4 MÃOS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI

AULA 1 ERGONOMIA E ODONTOLOGIA A 4 MÃOS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI CURSO ASB UNIODONTO/APCD AULA 1 ERGONOMIA E ODONTOLOGIA A 4 MÃOS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI PROF. ESP. RICHARD SBRAVATI BREVE CURRÍCULO Cirurgião Dentista Unicamp. Especialista em Dentística Restauradora-Unicamp.

Leia mais

ANEXO 4 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE SERVIÇOS DE ODONTOLOGIA

ANEXO 4 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE SERVIÇOS DE ODONTOLOGIA ANEXO 4 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE SERVIÇOS DE ODONTOLOGIA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE SERVIÇOS DE ODONTOLOGIA Data da vistoria: / / A CADASTRO 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO

HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO Padronização do tipo e quantidade necessária de instalações e equipamentos dos laboratórios das habilitações profissionais HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO Técnico em Saúde bucal PUBLICAÇÃO

Leia mais

ANEXO IV RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO IV RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Folha: 1/5 1 13,000 UN CADEIRA ODONTOLÓGICA COM 2 MOCHOS 1.1 Cadeira Odontológica: Acionamento através de pedal de comando multifuncional, que proporciona o acionamento e a alteração gradual de luminosidade

Leia mais

BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA

BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA Diretoria Geral de Odontologia CEPO PEC-ASB BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA Processamento de artigos e superfícies. Ao final desta aula você deverá estar apto a: Conhecer os métodos e os produtos

Leia mais

O curso de Odontologia dispõe de uma Policlínica Odontológica composta de:

O curso de Odontologia dispõe de uma Policlínica Odontológica composta de: INFRAESTRUTURA DO CURSO DE ODONTOLOGIA O curso de Odontologia dispõe de uma Policlínica Odontológica composta de: Sala de Espera, que permite um atendimento ético e humanizado da clientela (informações

Leia mais

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. O paciente João compareceu ao consultório odontológico uma semana depois de realizar uma exodontia do segundo molar inferior esquerdo. Qual das alternativas abaixo contém os

Leia mais

Equipamentos disponíveis na Clínica de Odontologia Campus V

Equipamentos disponíveis na Clínica de Odontologia Campus V Equipamentos disponíveis na Clínica de Odontologia Campus V Descrição Quant. ALMOXARIFADO Gaveteiro cinza com 4 gavetas e chave 01 Mesa sem gaveta 01 Estante de aço 01 Armário branco grande com chave 02

Leia mais

Portaria nº 612/97 SES/GO de 25 de novembro de 1997

Portaria nº 612/97 SES/GO de 25 de novembro de 1997 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DO ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DIVISÃO DE FISCALIZAÇÃO DE FONTES DE RADIAÇÕES IONIZANTES Portaria nº 612/97 SES/GO de 25

Leia mais

UNIMAR UNIVERSIDADE DE MARÍLIA CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTO DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA UNIMAR 2011. Profª. Dr.ª Beatriz Flávia de M.

UNIMAR UNIVERSIDADE DE MARÍLIA CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTO DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA UNIMAR 2011. Profª. Dr.ª Beatriz Flávia de M. UNIMAR UNIVERSIDADE DE MARÍLIA CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTO DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA UNIMAR 2011 Profª. Dr.ª Beatriz Flávia de M. Trazzi Objetivos: As normas descritas abaixo, deverão ser acatadas pelos

Leia mais

Apresentação Pessoal

Apresentação Pessoal Apresentação Pessoal Os pacientes merecem respeito, acima de tudo. Assim, alguns aspectos importantes devem ser observados durante o atendimento dos pacientes na clínica: 1 Os alunos devem apresentar-se

Leia mais

CLÍNICA ODONTOLÓGICA. MODELO DE CHECK LIST PARA DIAGNÓSTICO SITUACIONAL DO PGRSS Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde.

CLÍNICA ODONTOLÓGICA. MODELO DE CHECK LIST PARA DIAGNÓSTICO SITUACIONAL DO PGRSS Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde. CLÍNICA ODONTOLÓGICA MODELO DE CHECK LIST PARA DIAGNÓSTICO SITUACIONAL DO PGRSS Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde. Este é um modelo básico de check list para nortear na elaboração

Leia mais

LABORATÓRIO DE MODELOS, INCLUSÃO E FUNDIÇÃO

LABORATÓRIO DE MODELOS, INCLUSÃO E FUNDIÇÃO LABORATÓRIO DE MODELOS, INCLUSÃO E FUNDIÇÃO 1. Descrição Física A área mínima deste laboratório deve ser igual ou superior a 59,00 m 2 ; sala quente com área mínima de 10,00 m² e almoxarifado com 9,50

Leia mais

Você e seus pacientes merecem

Você e seus pacientes merecem ISO 9001:2008 ISO 13485:2003 0120 catálogo 2012 Tecnologia Ultrassônica Você e seus pacientes merecem Tratamentos minimamente invasivos Excelente visualização Melhor acesso Maior conforto Menor sensibilidade

Leia mais

HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE, PROCESSAMENTO E PREPARO DE SUPERFÍCIE DOS EQUIPAMENTOS E CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE, PROCESSAMENTO E PREPARO DE SUPERFÍCIE DOS EQUIPAMENTOS E CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE, PROCESSAMENTO E PREPARO DE SUPERFÍCIE DOS EQUIPAMENTOS E CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO ANA LUÍZA 21289 LUCAS - 23122 ARTTENALPY 21500 MARCELINA - 25723 CLECIANE - 25456 NAYARA - 21402

Leia mais

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA

LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA LABORATÓRIOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA Laboratório Pré-clínico de Materiais Dentários e Ortodontia Localização: Bloco S 204 Área: 86,40 m² - 02 Motores de bancada - 02 Polimerizadoras Propicia aos alunos

Leia mais

MANUAL DE CONSERVAÇÃO DOS PRODUTOS CRIARE

MANUAL DE CONSERVAÇÃO DOS PRODUTOS CRIARE MANUAL DE CONSERVAÇÃO DOS PRODUTOS CRIARE Para que a vida útil do seu produto seja maior, recomendamos que estas informações sejam transmitidas às pessoas que executam a limpeza da sua casa. DE OLHO NA

Leia mais

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA DE ODONTOLOGIA DO ITPAC PORTO NACIONAL COMISSÃO DE BIOSSEGURANÇA

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA DE ODONTOLOGIA DO ITPAC PORTO NACIONAL COMISSÃO DE BIOSSEGURANÇA 1 MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA DE ODONTOLOGIA DO ITPAC PORTO NACIONAL COMISSÃO DE BIOSSEGURANÇA Porto Nacional 2014 2 Elaboração: Antônio César Dourado Souza Bruno Arlindo de Oliveira Wagner de Souza

Leia mais

MEU SALÃO LIVRE DAS HEP TITES. Manual de prevenção para manicures e pedicures

MEU SALÃO LIVRE DAS HEP TITES. Manual de prevenção para manicures e pedicures MEU SALÃO LIVRE DAS HEP TITES Manual de prevenção para manicures e pedicures Faça a sua parte e deixe as hepatites virais fora do seu salão de beleza As hepatites são doenças graves e, muitas vezes, silenciosas.

Leia mais

Projeto Dentista em casa

Projeto Dentista em casa Projeto Dentista em casa Oscip : 08071.001062/2010-97, publicado no diário oficial de 02 de março de 2010. Cnpj: 10.200.021/0001-04 SOS Dental Assistência Médica Odontologica SDAMO Consiste em levar à

Leia mais

JETLAXIS UNO JATO DE BICARBONATO REMOVEDOR DO BIOFILME NÃO MINERALIZADO MANUAL DO PROPRIETÁRIO WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS

JETLAXIS UNO JATO DE BICARBONATO REMOVEDOR DO BIOFILME NÃO MINERALIZADO MANUAL DO PROPRIETÁRIO WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS JETLAXIS UNO JATO DE BICARBONATO REMOVEDOR DO BIOFILME NÃO MINERALIZADO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. TERMOS DE GARANTIA... 3 3. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

BIOSSEGURANÇA/RISCO. S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco.

BIOSSEGURANÇA/RISCO. S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco. BIOSSEGURANÇA/RISCO S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco. SIGLÁRIO ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária CAT Comunicação de Acidente de Trabalho CDC Centro

Leia mais

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA.

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. Hepatites B e C são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. heto hepatite manucure.indd 1 Faça sua parte. Não deixe as hepatites virais frequentarem seu salão.

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO. Plano Empresarial. A solução definitiva em odontologia

MANUAL DO ASSOCIADO. Plano Empresarial. A solução definitiva em odontologia MANUAL DO ASSOCIADO Plano Empresarial A solução definitiva em odontologia MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO E DISPONIBILIDADE DE ENERGIA EM kwh/mês DATA LEITURA DO MEDIDOR CONSUMO DISPONIBILIDADE

AVALIAÇÃO DO CONSUMO E DISPONIBILIDADE DE ENERGIA EM kwh/mês DATA LEITURA DO MEDIDOR CONSUMO DISPONIBILIDADE O Programa Emergencial de Redução do Consumo de Energia Elétrica estabelecido pelo Governo Federal incluiu, no Art. 6º da Resolução n.º 4, o setor de serviços e, por conseguinte, o consultório odontológico.

Leia mais

EDITAL Nº 12/2014 PROVA DE AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

EDITAL Nº 12/2014 PROVA DE AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL SELEÇÃO PÚBLICA PARA A CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SAÚDE EDITAL Nº 12/2014 PROVA DE AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL PROVA OBJETIVA DATA: 13 DE ABRIL DE 2014 DURAÇÃO: 03 horas

Leia mais

Manual do Usuário. Serra Sagital Ortopédica

Manual do Usuário. Serra Sagital Ortopédica Manual do Usuário Serra Sagital Ortopédica Prezado Dr(a). Parabéns por ter adquirido um equipamento Dentscler A Serra Sagital Ortopédica foi desenvolvida para proporcionar maior conforto e segurança durante

Leia mais

Sistema de aspiração de fluidos

Sistema de aspiração de fluidos MAIORES INFORMAÇÕES WWW.VACUUBRAND.COM Sistema de aspiração de fluidos Econômico, seguro e confortável BVC basic, BVC control, BVC professional Tecnologia de vácuo Sistema de aspiração de fluidos BVC -

Leia mais

BOAS PRÁTICAS EM CONSULTÓRIOS MÉDICOS. Alessandra Lima

BOAS PRÁTICAS EM CONSULTÓRIOS MÉDICOS. Alessandra Lima BOAS PRÁTICAS EM CONSULTÓRIOS MÉDICOS Alessandra Lima PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DOS 2005: 5 ENF 2006: 2 ENF 2007: 3 ENF CONSULTÓRIOS MÉDICOS 2009: 2 ENF 2008 3 ENF Necessidade de mudança do foco: Preocupação

Leia mais

MANUAL DE USO, CONSERVAÇÃO E GARANTIA DO PRODUTO

MANUAL DE USO, CONSERVAÇÃO E GARANTIA DO PRODUTO MANUAL DE USO, CONSERVAÇÃO E GARANTIA DO PRODUTO GARANTIA QUALIDADE No Manual de Uso, Conservação e Garantia do Produto você vai encontrar dicas e informações importantes para conservação dos produtos

Leia mais

Respire fundo. E drible a Fibrose Cística.

Respire fundo. E drible a Fibrose Cística. MANUAL DO NEBULIZADOR Respire fundo. E drible a Fibrose Cística. Veja como utilizar e cuidar corretamente do seu Compressor e Nebulizador. Eu sou o compressor. Eu sou o Nebulizador, sou o grande goleador.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA M I N U T A D E C O N T R A T O

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA M I N U T A D E C O N T R A T O M I N U T A D E C O N T R A T O Termo de contrato que celebram o Município de Capela de Santana e para aquisição de materiais permanentes para o ESF Parecí. São partes do presente instrumento: MUNICÍPIO,

Leia mais

INSPEÇÃO EM CLINICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS I- DADOS CADASTRAIS

INSPEÇÃO EM CLINICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS I- DADOS CADASTRAIS Prefeitura Municipal do Salvador Secretaria Municipal da Saúde Coordenadoria de Saúde Ambiental Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária INSPEÇÃO EM CLINICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS Razão Social: CGC/CNPJ/CPF:

Leia mais

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Kit s de sucção KIT 1 e KIT 2

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Kit s de sucção KIT 1 e KIT 2 Rev.0 - /03 M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Kit s de sucção KIT e KIT Rua Major Carlos Del Prete, 90 - Bairro Cerâmica CEP 530-00 - São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone/Fax: () 44-3080 www.deltramed.com.br

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL 1)Para a prevenção e o controle da cárie, é necessário atuar em um conjunto de fatores : a) Restauração, polimento, bala b) Controle do açúcar, limpeza dos dentes, uso do flúor. c) Escovação, açúcar, flúor

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREÍ - SP

CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREÍ - SP PROTOCOLO Nº 1931/2014 - S.O.: 05/11/2014 Fls. 01/11 1) Indico a ALTERAÇÃO DA NOMENCLATURA DO CARGO DE AUXILIAR DE CONSULTÓRIO DENTAL (ACD) PARA AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL (ASB), adequando à Lei Federal nº

Leia mais

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DAS CLÍNICAS DE ODONTOLOGIA COMISSÃO DE BIOSSEGURANÇA

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DAS CLÍNICAS DE ODONTOLOGIA COMISSÃO DE BIOSSEGURANÇA MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DAS CLÍNICAS DE ODONTOLOGIA COMISSÃO DE BIOSSEGURANÇA BAURU 2014 O Manual de Biossegurança foi constituído e revisado desde a inauguração das Clínicas de Odontologia da USC. Este

Leia mais

ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS - END Ensaios realizados em materiais, acabados ou semi acabados, para verificar a existência ou não de descontinuidades ou defeitos, através de princípios físicos definidos, sem

Leia mais

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DATA: 05/06/2016 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) PROVA ESCRITA OBJETIVA TIPO NM - 03

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DATA: 05/06/2016 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) PROVA ESCRITA OBJETIVA TIPO NM - 03 PROVA ESCRITA OBJETIVA TIPO NM - 03 CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DATA: 05/06/2016 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) LEIA AS INSTRUÇÕES: 01. Você deve receber do fiscal o material abaixo: a) Este

Leia mais

PREFEITURA DE MAFRA ESTADO DE SANTA CATARINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N. 003/2012 PROVA: CONHECIMENTOS GERAIS FORMAÇÃO EM NÍVEL MÉDIO

PREFEITURA DE MAFRA ESTADO DE SANTA CATARINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N. 003/2012 PROVA: CONHECIMENTOS GERAIS FORMAÇÃO EM NÍVEL MÉDIO PREFEITURA DE MAFRA ESTADO DE SANTA CATARINA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N. 003/2012 PROVA: CONHECIMENTOS GERAIS FORMAÇÃO EM NÍVEL MÉDIO CARGO TÉCNICO EM HIGIENA DENTAL LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

Leia mais

Transporte do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola)

Transporte do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola) Transporte do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola) Por orientação do Ministério da Saúde o transporte terrestre do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola), será realizado pelo

Leia mais

Esterilização de Baixa Temperatura e Uso de Termodesinfectora: Práticas x Resoluções

Esterilização de Baixa Temperatura e Uso de Termodesinfectora: Práticas x Resoluções Esterilização de Baixa Temperatura e Uso de Termodesinfectora: Práticas x Resoluções 1 Legislações pertinentes: RDC156:2006 (reprocessamento) RE 2605:2006 (lista de proibições) RE2606:2006 (protocolo de

Leia mais

Consultório Odontológico Cristófoli Marco Polo II

Consultório Odontológico Cristófoli Marco Polo II Cristófoli, empresa brasileira fabricante e importadora de produtos para a saúde com as certificações ISO 9001- Sistema de Gestão de Qualidade, ISO 13485 - Aparelhos Médicos - Sistema de Gestão de Qualidade

Leia mais

A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde

A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde Trabalho em Saúde Economia globalizada transforma o trabalho afeta os meios e as relações de trabalho substituindo trabalho individual trabalho

Leia mais

AEMS- FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS MS

AEMS- FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS MS AEMS- FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS MS ASSEPSIA E CONTROLE DE INFECÇÃO Prof. MARCELO ALESSANDRO RIGOTTI LICENCIADO EM ENFERMAGEM e ESPECIALISTA EM CONTROLE DE INFEÇÃO Mestrando pela Escola de Enfermagem

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PUBLICADO EM D.O.E.; SEÇÃO I; SÃO PAULO - 04/07/95 Portaria CVS-11, de 04-07-95 Dispõe sobre condições ideais de trabalho relacionadas ao controle de doenças transmissíveis em estabelecimentos de assistência

Leia mais

ESTERILIZAÇAO PELO CALOR

ESTERILIZAÇAO PELO CALOR Faculdade de Farmácia da UFMG ESTERILIZAÇÃO NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA ESTERILIZAÇAO PELO CALOR CALOR SECO Accácia Júlia Guimarães Pereira Messano ABRIL 2010 Mecanismo de destruição de microrganismos pelo

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Dabi Atlante Industrias Médico Odontológicas Ltda. Avenida Presidente Castelo Branco, 2525 Lagoinha Ribeirão Preto SP CEP 14095-000

INSTRUÇÕES DE USO. Dabi Atlante Industrias Médico Odontológicas Ltda. Avenida Presidente Castelo Branco, 2525 Lagoinha Ribeirão Preto SP CEP 14095-000 INSTRUÇÕES DE USO Produtos: UNIDADE DENTAL DABI ATLANTE Modelos: Hasteflex Flex Air Flex Cart Flex Orto SV3 Unidade hídrica Versátil Unidade hídrica Prestige Dabi Atlante Industrias Médico Odontológicas

Leia mais

FARMACOTÉCNICA HOSPITALAR. Carlos Tiago Martins Moura Farmacêutico Serviço de Farmácia - HUWC

FARMACOTÉCNICA HOSPITALAR. Carlos Tiago Martins Moura Farmacêutico Serviço de Farmácia - HUWC FARMACOTÉCNICA HOSPITALAR Carlos Tiago Martins Moura Farmacêutico Serviço de Farmácia - HUWC INTRODUÇÃO: A farmacotécnica hospitalar é um serviço que propicia grande economia para a instituição pois a

Leia mais

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO Lembre-se que o microscópio utilizado em nosso laboratório possui uma entrada especial para uma câmera de vídeo. Parte Mecânica: Base ou Pé: Placa de apoio do microscópio

Leia mais

O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde

O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde A Portaria MS nº 2616/98 define a Infecção Hospitalar (IH) como sendo aquela adquirida após a admissão do paciente e que se manifesta durante

Leia mais

Como funciona uma autoclave. Introdução. Materiais Necessários. A autoclave

Como funciona uma autoclave. Introdução. Materiais Necessários. A autoclave Intro 01 Introdução A autoclave A autoclave é um aparelho muito utilizado em laboratórios de pesquisas e hospitais para a esterilização de materiais. O processo de autoclavagem consiste em manter o material

Leia mais

perfazendo carga horária semanal de 120 hs. semanais + 1 Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) por CD *

perfazendo carga horária semanal de 120 hs. semanais + 1 Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) por CD * A Política Nacional de Saúde Bucal, intitulada Brasil Sorridente, propicia a ampliação e a qualificação da Atenção Especializada em Saúde Bucal, através de uma de suas principais linhas de atuação, com

Leia mais

Surg Light. Manual do Usuário

Surg Light. Manual do Usuário Surg Light Manual do Usuário FINALIDADE O Surg Light é um equipamento utilizado como fonte de luz, nas especialidades médicas (otorrinolaringologia, dermatologia), odontológicas (cirurgias bucomaxilo facial,

Leia mais

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB 6º SINPLO Simpósio Internacional de Planos Odontológicos Fabiana Car Pernomiam 2011 Ergonomia racionalizar o trabalho, possibilitar

Leia mais

UM OLHAR SOBRE O COMPRESSOR NOS CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS

UM OLHAR SOBRE O COMPRESSOR NOS CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS UM OLHAR SOBRE O COMPRESSOR NOS CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS NAS INSPEÇÕES DE CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS ATÉ RECENTEMENTE NÃO ERA DADA A DEVIDA ATENÇÃO AO COMPRESSOR - TIPO - LOCAL

Leia mais

ROTEIRO PARA INSPEÇÃO E AUTO-INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS DE ODONTOLOGIA 1 -INTRODUÇÃO:

ROTEIRO PARA INSPEÇÃO E AUTO-INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS DE ODONTOLOGIA 1 -INTRODUÇÃO: ROTEIRO PARA INSPEÇÃO E AUTO-INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS DE ODONTOLOGIA 1 -INTRODUÇÃO: A vigilância Sanitária com suas atribuições definidas pela Carta Magna, pela Lei 8080/90 (Dispõe sobre as condições

Leia mais

As 100 Melhores Idéias da Odontologia

As 100 Melhores Idéias da Odontologia As 100 Melhores Idéias da Odontologia O inventor desta semana é Marcos Coral Scocate é Mestre em Ortodontia e Ortopedia, Especialista em DTM, Professor da Especialização da EAP de Ourinhos SP, mas é como

Leia mais

REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS

REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS Proposta 1. Aquisição de 215 (duzentos e quinze) equipamentos odontológicos de acordo com as especificações e quantitativos estabelecidos no Anexo I, a

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE POR UNIDADE GERADORA E A SEGREGAÇÃO DOS RESÍDUOS POR GRUPO.

CARACTERIZAÇÃO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE POR UNIDADE GERADORA E A SEGREGAÇÃO DOS RESÍDUOS POR GRUPO. 1 Unidade ou serviço Descrição do Resíduo Grupo Estado -Secreções, excreções, e outros fluidos orgânicos. -Recipientes e materiais resultantes do processo de assistência à saúde, que não contenha sangue

Leia mais

APOSTILA DE RADIOLOGIA

APOSTILA DE RADIOLOGIA APOSTILA DE RADIOLOGIA 2013 Autores ANZILIERO, Luciano. Esp. Curso de Odontologia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões Campus de Erechim. BELEDELLI, Rodrigo. Ms. Curso de Odontologia

Leia mais

Laboratórios de Pesquisa da Biologia

Laboratórios de Pesquisa da Biologia Laboratórios de Pesquisa da Biologia 1 - Laboratório de Biologia e Ecologia Animal (B 1.01) Conta com um espaço físico de 12m x 12m (144m²) phmetro ou medidor de ph: é um aparelho usado para medição de

Leia mais

CLIENTE FINAL ODONTO-MÉDICA TABELA DE PREÇOS CRISTÓFOLI ODONTO-MÉDICA CLIENTE FINAL

CLIENTE FINAL ODONTO-MÉDICA TABELA DE PREÇOS CRISTÓFOLI ODONTO-MÉDICA CLIENTE FINAL CLIENTE FINAL ODONTO-MÉDICA TABELA DE PREÇOS CRISTÓFOLI ODONTO-MÉDICA CLIENTE FINAL Nº. 11 5 / 2 0 1 6 Autoclave Vitale Capacidade 12 ou 21 litros. Exclusivo sistema de rastreabilidade. 13 Sistemas de

Leia mais

Componente Curricular: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ODONTOLOGIA I PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ODONTOLOGIA I PLANO DE CURSO CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ODONTOLOGIA I Código: ODO-039 Pré-requisito:

Leia mais

CHECK LIST MICROPROCESSO ESTERILIZAÇÃO DAS UNIDADES DA APS SEMSA/MANAUS

CHECK LIST MICROPROCESSO ESTERILIZAÇÃO DAS UNIDADES DA APS SEMSA/MANAUS CHECK LIST MICROPROCESSO ESTERILIZAÇÃO DAS UNIDADES DA APS SEMSA/MANAUS DISA: DATA: UNIDADE: RECURSOS HUMANOS ÍTEM AVALIAÇÃO FORMA DE VERIFICAÇÃO EM CONFORMI DADE NÃO CONFORMI DADE OBSERVAÇÃO 1) A unidade

Leia mais

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor.

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. COMBATE A INCÊNDIO 116 1 Combate a incêndio Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. Os três elementos

Leia mais

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais,

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, DECRETO N.º 23915, DE 13 DE JANEIRO DE 2004 DISPÕE SOBRE O LICENCIAMENTO SANITÁRIO A QUE ESTÃO SUJEITOS OS SALÕES DE CABELEIREIROS, OS INSTITUTOS DE BELEZA, ESTÉTICA, PODOLOGIA E ESTABELECIMENTOS CONGÊNERES;

Leia mais

Melhor desempenho. Maior produtividade. DuPont. Sontara FS PANOS DE LIMPEZA PROFISSIONAL

Melhor desempenho. Maior produtividade. DuPont. Sontara FS PANOS DE LIMPEZA PROFISSIONAL Melhor desempenho. Maior produtividade. DuPont Sontara FS PANOS DE LIMPEZA PROFISSIONAL Maior qualidade, segurança e eficiência nos processos de limpeza profissional. Quem olha para o futuro com vontade

Leia mais

LIMPEZA. Água / sabão /escova Solução multi - uso Soluções desencrostrantes Detergentes enzimáticos

LIMPEZA. Água / sabão /escova Solução multi - uso Soluções desencrostrantes Detergentes enzimáticos DESINFECÇÃO É o processo de eliminação de formas vegetativas, existentes em superfícies inanimadas, mediante a aplicação de agentes químicos e/ou físicos. LIMPEZA Antes do procedimento de Desinfecção deve-se

Leia mais

BRANSONIC Tanques de limpeza por ultrassom Bransonic

BRANSONIC Tanques de limpeza por ultrassom Bransonic BRANSONIC Tanques de limpeza por ultrassom Bransonic A solução simples e confiável para limpeza de precisão de qualidade BRANSON: Líder reconhecido mundialmente em Ultrassom Por mais de 60 anos a Branson

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIEURO CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTO DAS CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIEURO CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTO DAS CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIEURO CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTO DAS CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS Brasília, 2014 OBJETIVOS São objetivos deste regulamento: I. maximizar a eficiência no trabalho clínico; I disciplinar

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2 SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO -

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - INTRODUÇÃO Conforme a Resolução CONAMA 273 de 2000, postos de revenda e de consumo de combustíveis devem ser dotados de sistema de drenagem

Leia mais

REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS VERSÃO 02 ATUALIZADA EM 08/05/2014

REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS VERSÃO 02 ATUALIZADA EM 08/05/2014 REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS VERSÃO 02 ATUALIZADA EM 08/05/2014 Proposta 1. Aquisição de 215 (duzentos e quinze) equipamentos odontológicos de acordo com as especificações e quantitativos

Leia mais

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento

Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA. Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes Mobiliário, materiais e equipamentos mínimos para UPA Pronto Atendimento PORTE I Quant. PORTE II Quant. PORTE III Quant. Bebedouro 1 1 2 Balcão de atendimento

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA CLÍNICA ODONTOLÓGICA APRESENTAÇÃO A Clínica Odontológica faz parte do complexo da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo - FOUSP, situada

Leia mais

Plano Básico Ambiental Componente Indígena. 6. Anexos 6.1. Ofício n.º 264/2013/DPDS-FUNA-MJ - Complementação PBAIs

Plano Básico Ambiental Componente Indígena. 6. Anexos 6.1. Ofício n.º 264/2013/DPDS-FUNA-MJ - Complementação PBAIs 6. Anexos 6.1. Ofício n.º 264/2013/DPDS-FUNA-MJ - Complementação PBAIs 6.2. Carta CHTP 168/2013 - Envio do PBAI Apiaká para aprovação 6.3. Carta CHTP 191/2013 - Envio do PBAI Kayabi para aprovação 6.4.

Leia mais

Política Nacional de Saúde Bucal

Política Nacional de Saúde Bucal MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Política Nacional de Saúde Bucal Brasil Sorridente, suas ações, abrangências e como as

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB)

CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB) CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB) INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO CARGA HORÁRIA: 1.200 HORAS COM ESTÁGIO DURAÇÃO : 2 ANOS PERIODICIDADE: SEMANAL (2ª, 3ª E 4ª) HORÁRIO DAS AULAS: 19H AS 21H INFORMAÇÕES SOBRE

Leia mais

MATERIAL ODONTOLÓGICO ESCOLAS 2015 DISA

MATERIAL ODONTOLÓGICO ESCOLAS 2015 DISA PADRÃO UNIDADE PADRÃO TOTAL SALDO ANTERIOR ENTRADA SAÍDA SALDO ATUAL QTD SOLICITADA QTD ENTREGUE DEMANDA NÃO ATENTIDA ANALISE ESCOLA: MATERIAL ODONTOLÓGICO ESCOLAS 2015 DISA Responsável : Data: / / Recebido

Leia mais

NOVA PROFISSÃO NA ÁREA DE SAÚDE O MELHOR CURSO DE AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL DE BRASÍLIA INÍCIO: IMEDIATO

NOVA PROFISSÃO NA ÁREA DE SAÚDE O MELHOR CURSO DE AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL DE BRASÍLIA INÍCIO: IMEDIATO NOVA PROFISSÃO NA ÁREA DE SAÚDE O MELHOR CURSO DE AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL DE BRASÍLIA INÍCIO: IMEDIATO 1. JUSTIFICATICAS Com a Globalização da Economia e a competitividade a cada dia mais presente no mercado

Leia mais

PRÓTESE SOBRE IMPLANTES: Hands on em manequim 1ª Turma 72 horas

PRÓTESE SOBRE IMPLANTES: Hands on em manequim 1ª Turma 72 horas PRÓTS SOBR IMPLANTS: Hands on em manequim 1ª Turma 72 horas QUIP CINTÍFICA COORDNADOR DR. PAULO CSAR TAVARS - CRO-GO 2373 Mestre e specialista em Periodontia / specialista em Prótese 25 anos de xperiência

Leia mais

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: APARELHO DE ULTRASONOGRAFIA PARA RASPAGEM DIGITAL Quantidade: 2 Unidade de Medida: Unidade

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: APARELHO DE ULTRASONOGRAFIA PARA RASPAGEM DIGITAL Quantidade: 2 Unidade de Medida: Unidade PROPOSTA Pregão Órgão: Prefeitura Municipal de Guarai Número: 013/2012 Número do Processo: 0041.1.013/2012 Unidade de Compra: Fundo Municipal de Saúde Proposta(s) Item: 0001 Descrição: APARELHO DE ULTRASONOGRAFIA

Leia mais

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento Linha Booster Booster ESTAÇÃO PRESSURIZADORA TIPO BOOSTER MOVÉL As Estações Pressurizadoras IMBIL do tipo Booster Móvel são utilizadas nos segmentos de Saneamento, Empresas Estaduais, Municipais, SAAEs,

Leia mais

Núcleo de Vigilância em Estabelecimentos de Saúde/Infec

Núcleo de Vigilância em Estabelecimentos de Saúde/Infec Secretaria Estadual de Saúde Centro Estadual de Vigilância em Saúde Divisão de Vigilância Sanitária Núcleo de Vigilância em Estabelecimentos de Saúde/Infec Serviço de Endoscopia Prevenção e Controle de

Leia mais

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por:

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por: Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES Desenvolvido por: Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. FUNÇÕES BÁSICAS... 4 3. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 5 4. CONDIÇÕES DE SEGURANÇA... 7 5. COMPONENTES

Leia mais

Instruções de Uso ESTOJOS AUTOCLA- VÁVEIS

Instruções de Uso ESTOJOS AUTOCLA- VÁVEIS Instruções de Uso ESTOJOS AUTOCLA- VÁVEIS Os estojos autoclaváveis são usados para acondicionamento, guarda e garantir a esterilização segura na autoclavagem. Foram desenvolvidos em materiais que suportam

Leia mais

Estrutura Atuador Bateria

Estrutura Atuador Bateria JACK 250 Kg Jack é um aparelho desenvolvido para facilitar a remoção e locomoção de pacientes. Com ele, tarefas como levar o paciente da cama para uma cadeira e ao banheiro podem ser feitas com muito mais

Leia mais

ANEXO I. Área física mínima para UPA

ANEXO I. Área física mínima para UPA ANEXO I ÁREA FÍSICA DA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA Para o planejamento e a definição da área física mínima e dos ambientes necessários na Unidade de Pronto Atendimento - UPA, foram levados em consideração

Leia mais

Texto: Agua: pague menos Engenheiro Plinio Tomaz 22 de fevereiro de 2014. Agua: pague menos

Texto: Agua: pague menos Engenheiro Plinio Tomaz 22 de fevereiro de 2014. Agua: pague menos Agua: pague menos A melhor maneira de o usuário da rede pública de abastecimento de água potável diminuir o seu consumo mensal, isto é, pagar menos, é tomar uma das quatro atitudes ou várias delas na seguinte

Leia mais

ANEXO 5 DO CONTRATO PLANO DE EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIOS

ANEXO 5 DO CONTRATO PLANO DE EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIOS ANEXO 5 DO CONTRATO PLANO DE EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIOS Centro de Diagnóstico Sul Centro de Diagnóstico Norte Centro de Diagnóstico Leste Centro de Diagnóstico Centro - Oeste SUMÁRIO CENTRO DE DIAGNÓSTICO

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL Nome do Candidato: Nº do RG: Assinatura: INSTRUÇÕES 1. Verifique se o seu caderno

Leia mais

GETINGE FD1800 LAVADORAS DESINFECTORA

GETINGE FD1800 LAVADORAS DESINFECTORA GETINGE FD1800 LAVADORAS DESINFECTORA 2 Getinge FD1800 Getinge FD1800 3 COMPROVADAS NA LUTA CONTRA A INFECÇÃO CRUZADA O excelente desempenho de lavagem e desinfecção da Getinge FD1800 garantiu-lhe o respeito

Leia mais

ESTUDO DO CONTROLE DA INFECÇÃO CRUZADA UTILIZADA PELOS CIRURGIÕES-DENTISTAS DE TAUBATÉ

ESTUDO DO CONTROLE DA INFECÇÃO CRUZADA UTILIZADA PELOS CIRURGIÕES-DENTISTAS DE TAUBATÉ ESTUDO DO CONTROLE DA INFECÇÃO CRUZADA UTILIZADA PELOS CIRURGIÕES-DENTISTAS DE TAUBATÉ THE STUDY OF THE CROSS INFECTION CONTROL USED BY THE DENTISTS FROM TAUBATÉ Giovanna Lucy Machado Jane Mathias Kather

Leia mais

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA DA UNIVILLE

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA DA UNIVILLE MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA DA UNIVILLE Catalogação na fonte pela Biblioteca Universitária da Univille U58m Universidade da Região de Joinville. Manual de biossegurança :da clínica

Leia mais