Um programa awk contém uma seqüência de padrões (expressões regulares) e ações da seguinte forma:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um programa awk contém uma seqüência de padrões (expressões regulares) e ações da seguinte forma:"

Transcrição

1 Awk (linguagem de programação) Awk é um grande utilitário de interpretação da linguagem de programação awk para manipulação de dados e texto de programação em shell script, nos quais é bastante utilizado para separar campos sendo mais poderoso do que o comando cut. Sintaxe do awk: awk -F valor -v var=valor -f arquivo Um programa awk contém uma seqüência de padrões (expressões regulares) e ações da seguinte forma: padrão { ação1 ação2 Awk lê a entrada ou saída a partir de um arquivo ou comando linha por linha, então cada linha é comparada com um padrão. Se o padrão é encontrado para cada linha, então a ação entra em execução. O padrão pode ser expressões regulares usando os seguintes metacaracteres: Metacaractere Significado. Procura qualquer caractere * Procura zero ou mais caractere ^ Procura no começo da linha $ Procura no fim da linha \ Ignora caracteres [ ] Listagem { Procura um intervalo + Procura mais de um precedentes? Procura um ou mais precedentes Separa uma escolha a ser procurada Primeiramente comece criando um arquivo de texto com o comando cat 1

2 $ cat > frutas.txt 1.Limão Morango Banana Pêra Exemplo 1: O exemplo abaixo o comando awk imprime apenas a primeira ($1) e a terceira ($3) coluna do arquivo frutas.txt, onde são armazenadas nas variáveis especiais $1 e $3. $ awk '{ print $1, $3' frutas.txt 1.Limão Morango Banana Pêra 4.00 Exemplo 2: O exemplo abaixo o comando awk é usado para imprimir os valores das colunas 1, 2 e 3 onde são armazenadas nas variáveis especiais $1, $2 e $3, sendo que é feito um cálculo multiplicando ($2 * $3) as colunas $2 e $3, precedido de " => R$ ". $ awk '{ print $1 " => R$ " $2 * $3 ' frutas.txt 1.Limão => R$

3 2.Morango => R$ 10 3.Banana => R$ 3 4.Pêra => R$ 12 Exemplo 3: O exemplo abaixo é criado um arquivo onde filtra apenas uma linha do arquivo especificando a fruta na coluna 1 ($1), a quantidade na coluna 2 ($2) e o preço na coluna 3 ($3). $ cat > Limão /Limão/ { print $1 " Quantidade:" $2 " Preço:" $3 Executando o comando $ awk -f Limão frutas.txt 1.Limão Quantidade:2 Preço:1.99 Exemplo 4: $0 é uma variável especial do awk, que imprime todas linhas de um arquivo como mostra o exemplo abaixo: $ awk '{ print $0 ' frutas.txt 1.Limão Morango Banana Pêra Exemplo 5: O exemplo abaixo imprime todas as linhas que tem o preço na coluna 3 ($3) maior que 2.00 R$. 3

4 $ awk '$3 > 2.00 {print $1, $3' frutas.txt 2.Morango Pêra 4.00 Exemplo 6: No exemplo abaixo é feito um programa chamado Produtos, nos quais é criado uma variável total que armazena o valor total de cada item e no final uma grande variável chamada total_geral que armazena o valor total de todos os itens (total_geral = total_geral + total). $ cat > Produtos BEGIN { print " " print "Começo do programa" print " " { total = $2 * $3 fruta = $1 preco = $3 print fruta " Total Item: R$ " total total_geral = total_geral + total END { 4

5 print " " print "Fim do programa" print "======= TOTAL GERAL =========" print "Total Geral: R$ " total_geral Executando o comando $ awk -f Produtos frutas.txt Começo do programa Limão Total Item: R$ Morango Total Item: R$ 10 3.Banana Total Item: R$ 3 4.Pêra Total Item: R$ Fim do programa ======= TOTAL GERAL ========= Total Geral: R$ Para imprimir um título no início do programa e exibir o total geral no final é necessário especificar os comandos BEGIN que especifica ações antes da primeira linha de registros e END que especifica ações depois de todas as linhas de registros como mostra a sintaxe abaixo: Sintaxe: BEGIN { ação 1 ação 2 5

6 END { ação 1 ação 2 Outros Exemplos: Exemplo 1: O exemplo abaixo exibe a primeira ($1) e a terceira ($3) coluna do arquivo /etc/passwd que corresponde ao nome e ID do usuário. $ less /etc/passwd awk -F : '{print $1,$3' root 0 daemon 1 bin 2 aluno sshd Exemplo 2: O exemplo abaixo exibe todas as interfaces de rede disponíveis (lo, eth0, eth1, etc). $ ifconfig grep "inet end.:" awk '{print $3'

7 Exemplo 3: No exemplo abaixo é feito as operações de adição, subtração, multiplicação, divisão e resto da divisão nas colunas 1($1) e 2 ($2), onde é solicitado dois valores para p usuário. $ cat > calculos { print $1 " + " $2 " = " $1 + $2 print $1 " - " $2 " = " $1 - $2 print $1 " * " $2 " = " $1 * $2 print $1 " / " $2 " = " $1 / $2 print $1 " resto divisão " $2 " de (" $1 "/" $2 ") = " $1 % $2 Execute o comando abaixo e digite dois valores separados por espaço (20 3) e depois pressione CTRL + D para sair. $ awk -f calculos = = * 3 = / 3 = resto divisão 3 de (20/3) = 2 Pressione CTRL + D para sair 7

UFRJ IM - DCC. Departamento de Ciência da Computação. Sistemas Operacionais II. 25/10/2016 Profª Valeria Menezes Bastos 1

UFRJ IM - DCC. Departamento de Ciência da Computação. Sistemas Operacionais II. 25/10/2016 Profª Valeria Menezes Bastos 1 UFRJ IM - DCC Departamento de Ciência da Computação Sistemas Operacionais II 25/10/2016 Profª Valeria Menezes Bastos 1 UNIX Filtros Comando diff Compara dois arquivos (ou duas estruturas de diretórios)

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Variáveis. Você pode ver as variáveis do sistema com os comandos printenv, env e set como mostra o exemplo abaixo:

Variáveis. Você pode ver as variáveis do sistema com os comandos printenv, env e set como mostra o exemplo abaixo: Variáveis As variáveis são posições na memória do computador onde ficam armazenadas n temporariamente algum valor para ser usadas por programas ou scripts que no Linux são precedidas pelo caractere dólar

Leia mais

Script. Baltazar Tavares (Psycho Mantys) https://psychomantys.wordpress.com https://about.me/psycho_mantys

Script. Baltazar Tavares (Psycho Mantys) https://psychomantys.wordpress.com https://about.me/psycho_mantys Script Baltazar Tavares (Psycho Mantys) https://psychomantys.wordpress.com https://about.me/psycho_mantys Redirecionamento Entrada padrão Já vimos como redirecionar de programa para programa Mas como redirecionar

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia Todo o material aqui disponível pode, posteriormente,

Leia mais

Introdução a shell scripts

Introdução a shell scripts Introdução a shell scripts O que é? O que é Windows e Linux Shell script Um script é um arquivo que guarda vários comandos e pode ser executado sempre que preciso. Os comandos de um script são exatamente

Leia mais

Administração de Redes de Computadores

Administração de Redes de Computadores MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administração de Redes de Computadores Profs.:

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação Utilizando Perl. Thiago Yukio Kikuchi Oliveira

Introdução à Lógica de Programação Utilizando Perl. Thiago Yukio Kikuchi Oliveira Introdução à Lógica de Programação Utilizando Perl Thiago Yukio Kikuchi Oliveira stratus@lgmb.fmrp.usp.br Lógica de Programação A lógica de programação é necessária para pessoas que desejam trabalhar com

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS ALGORITMOS

CADERNO DE EXERCÍCIOS ALGORITMOS J. EXERCÍCIOS SOBRE MODULARIZAÇÃO 77. Faça uma função que recebe um número inteiro por parâmetro e retorna verdadeiro se ele for par e falso se for ímpar. 78. Escreva um programa que leia o raio de um

Leia mais

Estácio-FIC Graduação em Redes de Computadores

Estácio-FIC Graduação em Redes de Computadores Estácio-FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina Programação para Servidores Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 8 Expressões regulares Sumário Definições; Metacaracteres: Representantes;

Leia mais

LINUX. Uma visão geral

LINUX. Uma visão geral LINUX Uma visão geral O QUE É? Sistema Operacional Código aberto Criado por Linus Torvalds em 1991 Estudante de computação, 20 anos Linguagem C Variação do Minix Criado por Andrew S. Tanenbaum em 1987

Leia mais

Preparatório LPIC-101

Preparatório LPIC-101 Preparatório LPIC-101 Professor M.Sc. Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br 1 Bibliografia Recomendada Certificação Linux LPI Nível 1: Exames 101 e 102 da O Reilly 2 Bibliografia Recomendada Certificação

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

Aula de Linux Modo Texto

Aula de Linux Modo Texto Aula de Linux Modo Texto Comandos básicos de manipulação de arquivos Para criar um arquivo vazio Use da seguinte forma: tch nome_do_arquivo # tch arquivo_vazio Para renomear o nome de um arquivo Use da

Leia mais

Programação para Redes de Computadores 31/03/2014. Aula 7: Bash Script

Programação para Redes de Computadores 31/03/2014. Aula 7: Bash Script Programação para Redes de Computadores 31/03/014 Aula 7: Bash Script Professor: Jorge H. B. Casagrande Notas de aula adaptada da original do prof. Emerson R. de Mello casagrande@ifsc.edu.br 1 Argumentos

Leia mais

Aula 9: Shell Script

Aula 9: Shell Script FIC Configuração de Redes de Computadores Linux 23/05/2017 Aula 9: Shell Script Professor: Emerson Ribeiro de Mello http://docente.ifsc.edu.br/mello 1 O interpretador de comandos O shell consiste em um

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCENS UFES Departamento de Computação. Shell Script

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCENS UFES Departamento de Computação. Shell Script Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCENS UFES Departamento de Computação Shell Script Sistemas de Software Livre Site: http://jeiks.net E-mail: jacsonrcsilva@gmail.com Conteúdo

Leia mais

Conceitos Básicos de Algoritmos

Conceitos Básicos de Algoritmos Conceitos Básicos de Algoritmos 35 TIPOS PRIMITIVOS Palavra-reservada: inteiro - define variáveis numéricas do tipo inteiro, ou seja, sem casas decimais Palavra-reservada: real - define variáveis numéricas

Leia mais

Ambiente de desenvolvimento

Ambiente de desenvolvimento Linguagem C Ambiente de desenvolvimento Um programa em C passa por seis fases até a execução: 1) Edição 2) Pré-processamento 3) Compilação 4) Linking 5) Carregamento 6) Execução Etapa 1: Criação do programa

Leia mais

Tópicos Especiais em Linguagens de Programação Shell Script Estruturas de Fluxo Condicionais

Tópicos Especiais em Linguagens de Programação Shell Script Estruturas de Fluxo Condicionais Tópicos Especiais em Linguagens de Programação Shell Script Estruturas de Fluxo Condicionais Andrei Rimsa Álvares Sumário Introdução Status de saída Comando test Comando if Comando case Outras formas de

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Dividir nomes usando o Assistente para Conversão de Texto em

Dividir nomes usando o Assistente para Conversão de Texto em Página 1 de 7 Excel > Fórmulas > Criando fórmulas Dividir nomes usando o Assistente para Conversão de Texto em Colunas Mostrar tudo Use o Assistente para Conversão de Texto em Colunas para separar conteúdo

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Introdução a Sistemas Abertos

Introdução a Sistemas Abertos Introdução a Sistemas Abertos Manipulação de usuários filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Em ambientes onde diversas pessoas utilizam o computador ou recursos de rede, é fundamental que existam restrições

Leia mais

Conceitos básicos de algoritmos

Conceitos básicos de algoritmos Conceitos básicos de algoritmos Operadores Aritméticos Unários: +, - Exemplos: +1-5.9... var a: inteiro... a

Leia mais

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza.

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. Fundamentos de Programação Turma CI-240-EST Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 3 (12/08/15) Saídas Entradas Operadores Atribuição Aritméticos Expressões Aritméticas Saída Permite

Leia mais

Curso Básico de Programação Aula 11. Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For.

Curso Básico de Programação Aula 11. Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For. Curso Básico de Programação Aula 11 Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For. Introdução à Linguagem C Laços de Repetição While Do-While For while () { } do {

Leia mais

Programação Shell Script: como dominar seu terminal

Programação Shell Script: como dominar seu terminal Programação Shell Script: como dominar seu terminal 14 de Outubro de 2008 1 2 Sistemas Operacionais Shell 3 4 5 O que é Shell? Programa interpretador de instruções Por que utilizar o Shell? Facilidade

Leia mais

b. Causa parada do processo c. Reinicia um processo parado d. O processo é enviado para primeiro plano e. O processo é enviado para segundo plano 5)

b. Causa parada do processo c. Reinicia um processo parado d. O processo é enviado para primeiro plano e. O processo é enviado para segundo plano 5) SENAC Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Unidade Curricular Administração de Sistemas Operacionais Não Proprietários Professor Eduardo Maroñas Monks Nome do Aluno: GABARITO Data: 06/05/2011

Leia mais

Algoritmos Computacionais

Algoritmos Computacionais Material produzido por professores da UFABC Objetivos Aprender a sintaxe e a semântica de instruções de saída e de entrada de dados na linguagem PORTUGOL Aprender alguns operadores pra uso na parte de

Leia mais

Expressões regulares

Expressões regulares Expressões regulares Expressão regular é um conjunto de expressões que funcionam de forma semelhante as expressões aritméticas, utilizando operadores para fazer combinações com expressões menores. Existem

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios Curso de Graduação em Ciência da Computação Disciplina: Algoritmos Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que fica lendo números

Leia mais

Fábio Rodrigues / Israel Lucania

Fábio Rodrigues / Israel Lucania Fábio Rodrigues / Israel Lucania Variável é um local na memória principal, isto é, um endereço que armazena um conteúdo. Em linguagem de alto nível nos é permitido dar nomes a esse endereço, facilitando

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Exercícios Repetição

Exercícios Repetição Curso de Engenharia de Controle e Automação Disciplina: Informática para a Automação Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 1.1 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que

Leia mais

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016 Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos PET Computação - UFPR September 2016 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Obtenção e Instalação 3 3 Variáveis 3 4 Operações Matemáticas 5 5 Entrada de Dados 6 6

Leia mais

Inteligência Computacional Aula 2 - Introdução ao MatLab Graduação /2

Inteligência Computacional Aula 2 - Introdução ao MatLab Graduação /2 Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Matemática / DCC Inteligência Computacional Aula 2 - Introdução ao MatLab Graduação - 2003/2 Prof. A. C. G. Thomé, PhD thome@nce.ufrj.br Airam C. P.

Leia mais

Introdução a Matrizes

Introdução a Matrizes Programação de Computadores I UFOP DECOM 2013 2 Tutorial Introdução a Matrizes Resumo Neste tutorial você irá aprender como criar matrizes, como realizar operações aritméticas básicas sobre matrizes e

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

DELPHI Curso Extensão. walter Prof. Walter Gima

DELPHI Curso Extensão. walter Prof. Walter Gima DELPHI Curso Extensão walter _gima@yahoo.com.br Prof. Walter Gima DELPHI 7 Ementa do Curso Introdução ao Delphi. Ambiente de programação. Sintaxe e estrutura de linguagem. Uso de projetos units e formulários,

Leia mais

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Introdução a Programação Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Programas Programas são instruções para o computador executar uma tarefa Estas instruções seguem uma lógica Lógica: modo

Leia mais

Curso básico de JavaScript Aula 2

Curso básico de JavaScript Aula 2 Tópicos 1 JavaScript é case sensitive... 1 2 Comentários... 1 3 Saídas do JavaScript... 1 4 Entrada de dados usando window.prompt( )... 3 5 Variáveis... 3 1.1 Regras para criar uma variável... 3 6 Literais...

Leia mais

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C Prof. Ramon Figueiredo Pessoa 1 Variáveis e tipos Variáveis são simplesmente posições de memória que o compilador aloca ao programa Mas quantas posições

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 6 Editando e visualizando textos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 6 Editando e visualizando textos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 6 Editando e visualizando textos Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 UTILIZANDO OS EDITORES DE TEXTO MODO TEXTO... 5 VI... 5 Modo inserção... 6 Modo comando...

Leia mais

Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux

Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Curso de extensão da Faculdade Ruy Barbosa Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Dedicasse especial a Rogério Bastos e ao GRACO (Gestores da Rede Acadêmica de Computação) do DCC UFBA Paul Regnier

Leia mais

Como Instalar Nagios 4 E Monitorar Seus Servidores no Ubuntu 14 Introdução

Como Instalar Nagios 4 E Monitorar Seus Servidores no Ubuntu 14 Introdução Nagios e NRPE Como Instalar Nagios 4 E Monitorar Seus Servidores no Ubuntu 14 Introdução Neste tutorial, cobriremos a instalação do Nagios 4, um sistema de monitoramento de código livre muito popular,

Leia mais

Linguagem de Descrição de algoritmos

Linguagem de Descrição de algoritmos FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Linguagem de Descrição de algoritmos Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br Definição - Algoritmo Diariamente, executamos uma série

Leia mais

Lista de exercícios Matrizes

Lista de exercícios Matrizes Lista de exercícios Matrizes 1)Crie uma matriz de 3 linha e 5 colunas, preencha essa matriz com a primeira linha com número um, a segunda linha com o número 2, e a terceira com o número 3. Imprima na tela

Leia mais

Linux - comando essenciais

Linux - comando essenciais Linux - comando essenciais João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 22 http://wiki.ubuntu-br.org/comandosbasicos http://www.uniriotec.br/ morganna/guia/introd guia.html Um guia de referência rápida em

Leia mais

Histórico. Perl (Practical Extraction and Report Language). Criada por Larry Wall em 1987.

Histórico. Perl (Practical Extraction and Report Language). Criada por Larry Wall em 1987. www.perl.org Sumário 1. Histórico 2. Características 3. Compilação/Interpretação 3.1. Procedimento; 1. Sintaxe 1. Variáveis; 2. Escopo; 3. Operadores; 4. Controle de Fluxo; 5. Estruturas de Repetição 5.

Leia mais

Quem sou eu? Daniel Coelho de Andrade. Graduando em Engenharia de Computação - UEFS. Membro da Empresa Júnior de Engenharia de Computação da UEFS

Quem sou eu? Daniel Coelho de Andrade. Graduando em Engenharia de Computação - UEFS. Membro da Empresa Júnior de Engenharia de Computação da UEFS Quem sou eu? Daniel Coelho de Andrade Graduando em Engenharia de Computação - UEFS Membro da Empresa Júnior de Engenharia de Computação da UEFS Ruby? Linguagem dinâmica Foco na simplicidade e produtividade

Leia mais

Comandos de monitoração de ambiente e redes no Linux

Comandos de monitoração de ambiente e redes no Linux Comandos de monitoração de ambiente e redes no Linux Ip addr show (lo) = loopback não é uma interface física e sim lógica, ela estará sempre presente no sistema, mesmo a máquina não estando em rede. (eth0)

Leia mais

Unidade 5: Introdução à Programação com C/C++

Unidade 5: Introdução à Programação com C/C++ Lógica de Programação para Engenharia 1 Unidade 5: Introdução à Programação com C/C++ Prof. Daniel Caetano Objetivo: Explicitar os elementos básicos envolvidos na programação com a linguagem C/C++. Bibliografia:

Leia mais

BrOffice Calc e Planilhas de Cálculos. Por: André Aparecido da Silva

BrOffice Calc e Planilhas de Cálculos. Por: André Aparecido da Silva BrOffice Calc e Planilhas de Cálculos Por: André Aparecido da Silva anndrepr@yahoo.com.br 1 O broffice Calc. O BrOffice Calc é uma planilha eletrônica, sendo portanto uma ferramenta para fazer cálculos,

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 16. Ordenação Revisão para a prova

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 16. Ordenação Revisão para a prova CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 16 Ordenação Revisão para a prova Algoritmos de Ordenação São algoritmos que organizam uma sequência (por exemplo, os elementos de um vetor) em ordem crescente ou decrescente.

Leia mais

Teoria da Computação e Algoritmos. Introdução à Linguagem Pascal. ALGORITMO <Nome do algoritmo>; <definições>; INÍCIO <Comandos>; FIM.

Teoria da Computação e Algoritmos. Introdução à Linguagem Pascal. ALGORITMO <Nome do algoritmo>; <definições>; INÍCIO <Comandos>; FIM. Teoria da Computação e Algoritmos Introdução à Linguagem Pascal 1 Estrutura de um programa INÍCIO FIM. PROGRAM END.

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-1 Objetivos Apresentar o funcionamento do computador Apresentar a função da memória e dos dispositivos

Leia mais

Fluxogramas. Leandro Tonietto ago-09

Fluxogramas. Leandro Tonietto ago-09 Fluxogramas Leandro Tonietto ltonietto@unisinos.br ago-09 Introdução Planejar, modelar e projetar primeiro, depois fazer (programar). Maiores chances de sucesso na programação Facilita a resolução, pois

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Professor: Diego Oliveira Conteúdo 05: Linguagem Java Conteúdo da Aula Linguagem Java Tipos Primitivos Operadores Aritiméticos Operadores Lógicos Precedência de Operadores

Leia mais

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA DIAGNÓSTICO 22/10/2015. Analise o algoritmo a seguir e depois assinale a alternativa correspondente:

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA DIAGNÓSTICO 22/10/2015. Analise o algoritmo a seguir e depois assinale a alternativa correspondente: ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com PRÉ AULA Julgue as afirmações enumeradas a seguir em verdadeiras (V) ou falsas

Leia mais

Algoritmos. Estrutura de Repetição. enquanto. while. Grupos de Slides No 5. Prof. SIMÃO

Algoritmos. Estrutura de Repetição. enquanto. while. Grupos de Slides No 5. Prof. SIMÃO Algoritmos Estrutura de Repetição enquanto while Grupos de Slides No 5. Prof. SIMÃO 1 Feito por Prof. Jean Marcelo SIMÃO e revisado por Prof. Luis Alberto LUCAS Estrutura de Repetição enquanto % enquanto

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Arquitetura e Organização de Computadores Aritmética Computacional Prof. Sílvio Fernandes

Leia mais

CEFET SC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES REDES DE COMPUTADORES/TELEFONIA DISCIPLINA DE SISTEMAS OPERACIONAIS

CEFET SC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES REDES DE COMPUTADORES/TELEFONIA DISCIPLINA DE SISTEMAS OPERACIONAIS CEFET SC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES REDES DE COMPUTADORES/TELEFONIA DISCIPLINA DE SISTEMAS OPERACIONAIS Lista de Comandos: Manipulação de diretórios cd, pwd, ls, mkdir, rmdir

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

MATLAB. Que é MATLAB?

MATLAB. Que é MATLAB? MATLAB Que é MATLAB? MATLAB é o nome abreviado de MATrix LABoratory. MATLAB é um programa para realizar cálculos numéricos com vetores e matrizes. Como caso particular pode também trabalhar com números

Leia mais

Laboratório de Programação I

Laboratório de Programação I Laboratório de Programação I Introdução à Programação em Visual Basic Fabricio Breve Objetivos Ser capaz de escrever programas simples em Visual Basic Ser capaz de usar os comandos de entrada e saída Familiarizar-se

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Parte 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc.

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Operadores Tipo de operadores Aritméticos Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Relacionais Comparação entre entidades. Lógicos Bit a bit 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

MATRIZES E DETERMINANTES

MATRIZES E DETERMINANTES MATRIZES E DETERMINANTES Matrizes Para representar matrizes, utilizamos a disposição de uma tabela. Chamamos de matriz toda a tabela m x n ( lê-se m por n ) em que números estão dispostos em linhas (m)

Leia mais

Exercícios: Vetores e Matrizes

Exercícios: Vetores e Matrizes Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem C Exercícios: Vetores e Matrizes 1 Vetores 1. Faça um programa que possua um vetor

Leia mais

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com Introdução a Shell Script Clésio Matos clesior.matos@gmail.com 1 Plano de apresentação O que são shell scripts Comandos básicos Estruturas básicas do BASH - Comandos condicionais - Comandos de repetição

Leia mais

Administração de sistemas Linux. Estrutura de diretórios Linux O diretório /etc

Administração de sistemas Linux. Estrutura de diretórios Linux O diretório /etc Administração de sistemas Linux Estrutura de diretórios Linux O diretório /etc O diretório /etc guarda os arquivos de configuração do sistemas, dos serviços disponíveis e dos aplicativos instalados. Conhecer

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Redirecionamentos Editor vi

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Redirecionamentos Editor vi Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Redirecionamentos Editor vi 1 Objetivos: 1. Exercitar o uso de redirecionamentos de entrada e saída padrão 2. Usar o editor de texto vi 2 Entrada e saída

Leia mais

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX Procure no MENU INICIAR PROGRAMAS o ícone do VirtualBox e execute-o. Em seguida clique

Leia mais

Estácio-FIC Graduação em Redes de Computadores

Estácio-FIC Graduação em Redes de Computadores Estácio-FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina Programação para Servidores Aula 11 Scripts com janelas Sumário Introdução; Caixa de diálogo; Tipos de caixas de diálogo. Introdução Para melhorar

Leia mais

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1. Estruturas básicas Apresentaremos um resumo com os comandos estudados para criação de algoritmos. Para utilizar estes comandos, usaremos uma sintaxe

Leia mais

COBOL DB2- CICS. Prof. Maromo [Aula 5]

COBOL DB2- CICS. Prof. Maromo [Aula 5] COBOL DB2- CICS Prof. Maromo [Aula 5] Operadores em Cobol Operadores Cálculos aritméticos A linguagem Cobol possui rotinas que auxiliam o programador a efetuar cálculos aritméticos, são eles: ADD, SUBTRACT,

Leia mais

BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores

BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores 1- Faça um programa que preencha um vetor com seis elementos numéricos inteiros, calcule e mostre: a.

Leia mais

Interpretador de comandos Formas de envio de Comandos Terminal Linux Curingas Listando Placas Particularidades. Aula 02

Interpretador de comandos Formas de envio de Comandos Terminal Linux Curingas Listando Placas Particularidades. Aula 02 Aula 02 Componente do Computador e do Sistema Operacional Linux Prof. Roitier Campos Gonçalves Instituto Federal do Triângulo Mineiro Campus Paracatu 21 de fevereiro de 2017 Sumário 1 Interpretador de

Leia mais

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados 3. Introdução Segundo alguns especialistas, qualquer programa de computador pode ser escrito utilizando apenas três estruturas básicas: Seqüência, Condição e Repetição. Isto significa que, na construção

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução a Linguagens de Programação Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Seis Camadas Problema

Leia mais

Para testar se as variáveis foram carregadas, utilize o comando #export

Para testar se as variáveis foram carregadas, utilize o comando #export Configurando Proxy Debian Abra o arquivo /etc/profile: #nano /etc/profile No final do arquivo, adicione as seguintes linhas: export http_proxy=http://172.16.3.1:3128 export https_proxy=http://172.16.3.1:3128

Leia mais

Introdução ao Shell Script

Introdução ao Shell Script Faculdade do Pará-FAP Disciplina: Programação em Ambiente de Redes Professor: Armando Hage Introdução ao Shell Script Introdução O que é o Shell Shell Script Primeiro Script Recebendo Parâmetros Exercícios

Leia mais

BANCO DE DADOS WEB AULA 3. programas cliente: psql - pgadmin 3 - phppgadmin. professor Luciano Roberto Rocha.

BANCO DE DADOS WEB AULA 3. programas cliente: psql - pgadmin 3 - phppgadmin. professor Luciano Roberto Rocha. BANCO DE DADOS WEB AULA 3 programas cliente: psql - pgadmin 3 - phppgadmin professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com Gerenciar o PostgreSQL Existem diversas ferramentas que realizam a ponte entre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores #VARIÁVEIS #TIPOS DE DADOS E L I EZ I O S O A R ES E L I EZ

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Prof.: Marlon Marcon

Administração de Sistemas Operacionais Prof.: Marlon Marcon Instituto Federal de Minas Gerais Campus Bambuí Administração de Sistemas Operacionais Prof.: Marlon Marcon Estrutura de diretórios Diretório Local utilizado para armazenar arquivos e outros diretórios

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Laços de Repetição for() / while() / do{}while() Gil Eduardo de Andrade Introdução Laços de Repetição Um laço de repetição permite que um determinado trecho de código seja executado

Leia mais

Estruturas de Repetição e String. Vanessa Braganholo

Estruturas de Repetição e String. Vanessa Braganholo Estruturas de Repetição e String Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Aula de hoje... Estruturas de repetição while...do do...while for String Manipulação de textos 2 Estruturas de Repetição Permitem que

Leia mais

Apostila de Excel 2007

Apostila de Excel 2007 1 Apostila de Excel 2007 Índice 1-Guias do excel... 3 1.1 Início... 3 1.2 Inserir... 4 1.3 Layout de Página... 5 1.4 Formulas... 6 1.5 Dados... 7 1.6 Revisão... 8 1.7 Exibição... 9 2 Conceito de células...

Leia mais

modificador h instrui a função printf( ) a exibir um short int. Portanto, %hu indica que o dado é do tipo short unsigned int.

modificador h instrui a função printf( ) a exibir um short int. Portanto, %hu indica que o dado é do tipo short unsigned int. modificador h instrui a função printf( ) a exibir um short int. Portanto, %hu indica que o dado é do tipo short unsigned int. O modificador l também pode prefixar os comandos em ponto flutuante de e, f

Leia mais

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso quando estiver em

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

Incrementando o Shell com Expressões Regulares. Rudson Ribeiro Alves - UVV

Incrementando o Shell com Expressões Regulares. Rudson Ribeiro Alves - UVV Incrementando o Shell com Expressões Regulares Rudson Ribeiro Alves - UVV rudsonalves@yahoo.com.br O que são Expressões Regulares (ERs ou regexes)? ER é uma composição de símbolos, caracteres com funções

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 11.2 Shell Script: estruturas condicionais. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 11.2 Shell Script: estruturas condicionais. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 11.2 Shell Script: estruturas condicionais Curso Técnico em Informática SUMÁRIO SHELL SCRIPT COM IF... 3 OPERADORES RELACIONAIS... 3 COMPARAÇÕES EM SCRIPTS... 3 MAIS OPERADORES...

Leia mais

INF 1620 Estruturas de Dados Semestre Segundo Trabalho: Jogo de Caça-Palavras

INF 1620 Estruturas de Dados Semestre Segundo Trabalho: Jogo de Caça-Palavras INF 1620 Estruturas de Dados Semestre 08.2 Segundo Trabalho: Jogo de Caça-Palavras O jogo de caça-palavras é um passatempo que consiste em descobrir palavras escondidas entre um conjunto de letras espalhadas

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais